Você está na página 1de 4

Academia Militar “Marechal Samora Machel”

Psicopedagogia “E”

Jaime Mário

Modulo: Motivação para Aprendizagem

Item Definição Classificação e Teorias (descrever as teorias e Factores (se


características seus representantes) aplicáveis)
Segundo Oliveira (1999), a De acordo com Quantos as teorias motivacionais
Motivação
motivação “deve ser entendida Engelmam (2010) tem temos: teoria de Herzberg que é
como um meio para alcançar o sido incorporados no baseada no ambiente externo e
sucesso escolar, e para cumprir tal estudo escolar dois tipo no trabalho do individuo, para
promessa o aluno deve sentir em de motivação: motivação este autor a motivação depende
casa e na escola um ambiente intrínseca e motivação de dois factores que são factores
favorável ao seu interesse pessoal”. extrínseca. motivadores e factores
Para Simpson (1993 cit in Lopes, Motivação intrínseca é higiénicos.
2012:2), (…) a motivação é tudo aquela que relaciona-se Teoria de Alderfer que defende
aquilo que move as pessoas a com as potencialidades três categorias de necessidades
fazerem qualquer coisa, ou seja é do individuo, com a sua que conduzem a motivação que
aquilo que leva os indivíduos a própria capacidade de são: existência, relacionamento e
empenhara-se com dedicação, buscar e exercitar a crescimento. Ou seja quando um
esforço e energia naquilo que necessidade e aptidões individuo não consegue
fazem. afim de atingir a satisfazer um determinado tipo
satisfação. de necessidade tende a redobrar
Quanto que a motivação esforços no sentido de satisfazer
extrínseca é associada a tal necessidade.
com condições externas E teoria de Maslow em que os
em que o individuo indivíduos são motivados através
relaciona-se com a de uma hierarquia de cinco tipos
resposta a uma de necessidade, sendo que as de
determinada situação nível superior só são satisfeitas
com a qual ele poderá quando as de nível
beneficiar-se. imediatamente inferior se
encontram satisfeitas.
Segundo Lima (2008) Com base nas teorias de Quanto a aprendizagem existem
Aprendizage
aprendizagem é entendida como aprendizagem podem se três teorias que são pertinentes
m
um processo de construção de destacar as para aprendizagem tais como:
etapas. características de Teorias comportamentalistas que
De acordo com Feldman, aprendizagem como um tem seus percursores como
aprendizagem é um processo que processo dinâmico, Pavlov que aborda sobre os
altera o comportamento, essa continuo, global, reflexos condicionados e
alteração de comportamento ocorre pessoal, gradativo e incondicionados, Watson que
através da experiencia ou do cumulativo. defende que o meio ambiente é
estudo efectuado e assim quando o Dinâmico porque determinante para ocorrência da
comportamento é adquirido existe aprendizagem é um aprendizagem e Skinner que
uma parte que advém da processo de absorção aborda sobre o condicionamento
aprendizagem (Cit in. Vila, et al, passiva que carece de respondente e condicionamento
2008). actividade externa operante.
quanto interna. E cognitivistas que tem como
Com base nos autores pode-se Continuo porque esta percursores Piaget, Vygostsky,
notar que aprendizagem é um presente em todas as Ausubel ,Bruner e Gardner. E
processo frequente no dia-a-dia do fases da vida do teorias Humanistas que tem
individuo em que cada dia esse individuo. como percursores Maslow que
individuo vai aprendendo novas Global porque envolve diz que as nossas acções são
formas de melhorar seus todos os aspectos motivadas pelas satisfações das
conhecimentos sobre certo assunto. constitutivos da necessidades, Wallon que
personalidade do ser no defende que a aprendizagem não
acto de aprender. é linear, Rogers que defende que
Gradativo por se realizar o professor orienta e facilita no
por meio de operações processo de aprendizagem.
complexas.
E cumulativo porque as
experiencias actuais da
aprendizagem
actualizam-se das
experiencias anteriores.
Referências Bibliográficas

Engelmann, E. (2010). A Motivação de Alunos dos Cursos de Artes de Uma Universidade Pública do Norte do Paraná. Dissertação de
Mestrado, Universidade Estadual de Londrina.

LIMA, Manolita Correia. (2004). Monografia: a engenharia da produção académica. São Paulo: saraiva.

LOPES J. D. P. (1999). Os estilos gerenciais e suas implicações na motivação dos funcionários: um

estudo de caso. Dissertação de mestrado, Engenharia de Produção- PPGEP, UFSC, Florianópolis/SC.

Maslow, A. (1954). Motivation and Personality. New York: Harper & Row.

OLIVEIRA, Marta Kohl. Vygotsky. (1999). aprendizado e desenvolvimento, um processo sócio-histórico. São Paulo: Scipione.

Ogasawara, J. (2009). O conceito de aprendizagem de Skinner e Vigotsky: um diálogo possível.Salvador: Universidade do Estado da
Bahia.

Oliveira, L. (2011). Psicologia da aprendizagem e do desenvolvimento.Maringá: Centro Universitário de Maringá –Núcleo de


Educação à Distância.

Ostermann, F. & Cavalcanti, C. (2011). Teorias da aprendizagem.Porto Alegre: Evangraf.

Vygotsky. L. S. (2003). A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes. (trabalho original em inglês, publicado em 1984).

Weiner, B. (1986). Na Attribucional Theory of motivational and emotion. New York.

Você também pode gostar