Você está na página 1de 96

FLORAIS

BACH
A Filosofia do Dr. Edward Bach

Os problemas de saúde têm frequentemente as suas origens na mente; sentimentos que foram
persistentemente reprimidos podem emergir, primeiro como conflitos mentais e, depois como
doença física.
O Dr. Edward Bach, um medico inglês, depois de trabalhar como bacteriologista num hospital
em Londres e de obter êxito profissional com as suas vacinas orais, resolveu morar numa
floresta de Gales, na Grã-Bretanha. Desanimado com a medicina ortodoxa, descobriu que
tinha uma tal sensibilidade que lhe permitia sentir as energias transmitidas pelas flores apenas
tocando-as ou colocando na boca as gotas de água que o orvalho deixa sobre as plantas.
Ao mesmo tempo constatou que, enquanto algumas flores eram capazes de provocar
sentimentos negativos, outras tinha a propriedade de anula-los. Entre 1930 e 1934, o Dr.
Bach identificou 38 flores silvestres e escreveu os fundamentos da sua nova medicina.
De volta à civilização, verificou na prática a eficácia dos medicamentos florais e
compreendeu a grande ajuda que poderiam dar à humanidade doente.

O Dr. Bach dizia que “O medicamento deve actuar sobre as causas e não sobre os efeitos,
corrigindo o desequilíbrio emocional no campo energético”. Estes remédios actuam sobre
a desarmonia profunda do paciente e, assim formam a base para a recuperação dos
sintomas físicos.
A terapia das flores actua no plano mais subtil da pessoa; o seu efeito, reconhecido em
1976 pela Organização Mundial de Saúde, constitui uma grande ajuda à humanidade
nestes momentos de transição, auxiliando a harmonização dos corpos (etérico, emocional
e mental) e facilita o livre fluxo das energias superiores através da personalidade.
Medo
Mimulus
Do MEDO DO MUNDO… para a CONFIANÇA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


No mundo da polaridade existe luz (amor) e escuridão (medo). Mas das duas, é a luz que tem
mais força. Prova disso é que, quando à noite acendemos uma lâmpada, a luz sai pela janela e
conquista a escuridão lá fora, porém a escuridão não entra na sala iluminada. O nosso processo
de crescimento ocorre nesse mundo da polaridade.
Basicamente, nosso plano de vida está organizado de modo que a luz (consciência, amor) possa
crescer dentro de nós. Podemos assim confiar serenamente na nossa orientação interior.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido, em essência, dar um passo em direcção à luz.
Enfrento com coragem as coisas que estão no meu caminho de vida, pois posso confiar na
orientação do meu Eu Superior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Mimulus:


Tenho menos medo do que antes e consigo enfrentar mais coisas sem timidez, sem hesitação e
sem tremores.
Sinto-me interiormente mais forte e à altura dos desafios da vida.

A FLOR DA CORAGEM
Rock Rose
Do PÂNICO… para a CORAGEM HERÓICA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Quando não conseguimos mais transpor ou dominar uma situação, é porque a solução
se encontra a um nível mais elevado. Somente quando mudamos de imediato e
enfrentamos plenamente a situação, podem fluir até nós forças antes inimagináveis,
vindas dos níveis mais elevados.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Em situações incontroláveis, invoco conscientemente o meu Eu Superior e entrego-me
sem reservas à minha orientação interior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Rock Rose:


Consigo dominar melhor o meu nervosismo em situações difíceis e reajo com mais
presença de espírito.

A FLOR DA ELEVAÇÃO
Cherry Plum
Cherry Plum
Do EXCESSO DE TENSÃO… para o RELAXAMENTO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Somos parte de um todo maior, um pequeno sistema energético num grande sistema energético;
um microcosmos num macrocosmos. Só quando mantemos aberta a ligação com o sistema
imediatamente superior, através da nossa orientação interior, podemos vibrar e nos desenvolver
junto com esse sistema. Então estamos seguros, estamos na mão de Deus.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Quando sinto que a situação escapa ao meu controlo mental, conscientemente, decido abrir-me,
tornando-me receptivo às instruções do meu Eu Superior – e depois actuo com confiança,
segundo essa orientação interior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Cherry Plum:


Consigo perceber mais depressa os meus impulsos emocionais, aceitá-los melhor e expressar-me
antes que se acumule demasiada tensão. Por isso, em muitas situações, reajo de modo mais
sereno que antes.

A FLOR DA SERENIDADE
Aspen
Do PRESSENTIMENTO SOMBRIO… para a SENSIBILIDADE CONSCIENTE

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


No caminho da vida, o Eu Superior faz-nos enfrentar várias experiências de conscientização, pois
elas são úteis ao nosso processo de crescimento individual.
Devemos treinar e desenvolver conscientemente os nossos instrumentos de percepção, para
aprender a diferenciar as impressões vindas do mundo externo dos imaginários impulsos de medo
vindos do nosso interior. Aquele que aceitar esse desafio irá perceber e integrar cada vez mais as
“sombras interiores” e, assim, se fortalecerá.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Nas situações indefinidas, eu decido ouvir o meu eu interior e seguir em frente, empregando a
minha mente objectiva e pedindo protecção ao meu Eu Superior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Aspen:


Consigo destinguir mais claramente os vários níveis de consciências. Percebo, cada vez mais, se
um sentimento se origina do meu interior ou se eu o absorvo do mundo exterior.

A FLOR DO PRESSENTIMENTO
Red Chestnut
Da SIMBIOSE… para a AUTONOMIA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Cada um de nós é responsável pelo seu próprio plano de vida. A interferência mútua,
mesmo quando inconsciente, significa imiscuir-se na personalidade de um outro ser e,
portanto, também uma violação à Lei da Unidade.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido recolher os meus “tentáculos” emocionais a limites adequados. Pretendo
aprender por mim mesmo a perceber as minhas emoções e medos, e a cuidar do meu
próprio desenvolvimento.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Red Chestnut:


Consigo perceber os meus pensamentos e emoções de modo cada vez mais consciente.
Respeito os limites da minha personalidade e da personalidade dos outros.

A FLOR DO “CORTE DO CORDÃO UMBILICAL”


Incerteza
e
Insegurança
Cerato
Da DIFICULDADE EM FORMAR OPINIÕES… para a FIRMEZA INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


As respostas correctas que servem o nosso plano de vida encontram-se não no exterior,
mas dentro de nós mesmos.
A orientação interior manifesta-se através da voz da intuição, na qual se combinam o
sentimento e a razão.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Quando procuro uma resposta, volto-me para o meu interior e confio no primeiro
impulso que recebo, seja ele uma imagem, uma ideia, um sentimento ou um
acontecimento.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Cerato:


Consigo formar mais rapidamente a minha opinião e mantê-la.

A FLOR DA INTUIÇÃO
Scleranthus
Dos CONFLITOS INTERIORES… para o EQUILÍBRIO EXTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Na dimensão metafísica do Eu Superior, todas as várias possibilidades de pensamento são
neutras.
Entretanto, ao convertermos o nosso plano de vida para a dimensão da polaridade, essas
possibilidades devem ser examinadas e avaliadas pelo Eu mental.
A decisão entre o “sim” e o “não”, o benéfico e o não benéfico, deve ser constantemente tomada
Só conseguimos isso a longo prazo quando buscamos a nossa ligação com o Eu Superior.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido aproveitar, dentre as muitas possibilidades que me são trazidas de fora, só aquelas que
pertencem ao meu próprio plano de vida. Para percebê-las, obedeço à minha orientação interior
e só decido pelo “sim” quando sinto uma sensação favorável nas minhas “entranhas”.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Scleranthus:


Consigo manter o meu equilíbrio apesar dos muitos impulsos e, no momento certo, tomar
intuitivamente a decisão certa.

A FLOR DO EQUILÍBRIO
Gentian
Da DÚVIDA… para a CONFIANÇA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A viagem pela vida transcorre assim como as ondas, passando por altos e baixos. Em todo o
processo de desenvolvimento ocorrem infortúnios que nos ajudam a galgar o degrau seguinte
com mais firmeza.
Quando nos deixamos guiar pelo nosso Eu Superior e estamos determinados a perseverar,
superamos as dificuldades que surgem e saímos delas mais fortes e enriquecidos.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido contemplar a minha vida de uma perspectiva mais ampla e positiva; aceitar, em
princípio, o significado do processo de desenvolvimento e seus altos e baixos; pedir a ajuda do
meu Eu Superior e deixar que ele me oriente.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Gentian:


Sou mais optimista do que antes e tenho mais confiança na vida.

A FLOR DA FÉ
Gorse
Da RESIGNAÇÃO… para a INICIATIVA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Aos olhos do Eu Superior, tudo tem significado.
Enquanto há vida, há esperança.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido voltar a dizer “sim” à vida e estou disposto, sob orientação do meu Eu
Superior, a contemplar as circunstâncias da minha vida a partir de um ângulo novo e
construtivo. Eu percebo o significado da situação actual, quais são as oportunidades
que ela me oferece e o que posso esperar dela.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Gorse:


Vejo na minha vida novos pontos de partida construtivos e possibilidades positivas.

A FLOR DA ESPERANÇA
Hornbeam
Do DESÂNIMO… para o ALERTA MENTAL

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A vida é um processo fluido tal como o movimento das ondas, que a cada dia, quanto à qualidade
temporal, é único e diferente. O tédio ou aborrecimento com a rotina só surgem quando nos
limitamos mentalmente e não damos espaço suficiente aos estímulos e impulsos do nosso Eu
emocional.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Planeio desfazer-me dos antigos padrões de expectativa mental. De todo o coração, decido dizer
“sim” à minha orientação interior e colaborar plenamente, permitindo uma percepção maior
dos sentimentos na minha vida e respondendo de forma mais espontânea às minhas emoções.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Hornbeam:


Desde que passei a dedicar-me mais às minhas necessidades mais variadas, o meu quotidiano
decorre de modo mais leve e vibrante.

A FLOR DA ENERGIA
Wild Oat
Da BUSCA… para o ENCONTRO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A vida oferece muitas possibilidades de expressão. Quais delas correspondem ao nosso próprio
plano de vida, só podemos descobrir dialogando com a nossa orientação interior. Por isso,
devemos ouvir a nossa voz interior em vez de ficar “flertando” com diversas ocupações no
mundo exterior. Quem quer encontrar realização interior deve estar determinado a envolver-se
plenamente numa tarefa.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
A cada ideia nova que eu quero concretizar, peço à minha orientação interior que me revele até
que ponto essa ideia se harmoniza com o meu plano de vida.
Depois estabeleço as prioridades. Estou determinado a assumir as consequências de uma
decisão já tomada e levar até ao fim as acções iniciadas.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Wild Oat:


Sou mais objectivo e coerente nas minhas acções e tenho maior clareza quanto às metas da
minha vida.

A FLOR DA VOCAÇÃO
Falta de
interesse no
Presente
Clematis
Da FUGA DA REALIDADE… para a REALIDADE CONCRETA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A meta da nossa existência física é receber, compreender e realizar as ideias e planos do nosso
Eu Superior. Qualquer outro uso da energia cósmica não serve nem o nosso próprio
desenvolvimento nem a Unidade maior.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido despertar dos meus sonhos e participar activamente da vida. Examinarei as minhas
imagens interiores à luz da realidade e concretizarei aquilo que é significativo.
A força que necessitar para isso, receberei do meu Eu Superior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Clematis:


Minha vida é mais rica, cheia de energia e satisfatória desde que, conscientemente, passei a
permanecer mais tempo no plano da realidade.

A FLOR DA REALIDADE
Honeysuckle
Do TEMPO QUE PASSOU… para o AGORA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Tudo flui e está sujeito a uma constante mudança. A única vida que é real está a ocorrer agora,
no momento entre o ontem e o amanhã. Também a voz do Eu Superior só pode ser ouvida no
agora. Quando nos prendemos ao passado, afastamo-nos da vida e os impulsos do Eu Superior
não conseguem chegar até nós

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido mergulhar no fluxo do tempo e, com confiança, entregar-me à minha orientação interior,
que mantém à minha disposição possibilidades novas e maravilhosas de desenvolvimento,
através das quais continuarei crescendo.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Honeysuckle:


Agora eu vejo os acontecimentos passados de forma mais moderada e realista. Percebo cada vez
mais seus vínculos com os acontecimentos do presente e estou disposto a envolver-me com estes.

A FLOR DO PASSADO
Wild Rose
Da CAPITULAÇÂO INTERIOR… para a DEDICAÇÂO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Assim como o inverno na Natureza, também na vida humana há fases em que cessam
todas as actividades exteriores, para que as forças interiores possam concentrar-se.
Mas quanto às situações emocionais, não devemos ficar parados. È o Eu Superior
quem decide quando nos retiramos em definitivo da vida ou de uma esfera da vida.
Enquanto vivemos, também temos uma missão na vida.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido voltar a viver. Digo “sim” à vida; dedico-me à vida.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Wild Rose:


Eu ouço-me a dizer: “Foi um belo dia!”, “Isso deixa-me contente”, “Gosto muito de
fazer isto” ou “A vida é bela”.

A FLOR DA ALEGRIA DE VIVER


Olive
Da EXAUSTÃO… para a FONTE DA VITALIDADE

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A vitalidade do ser humano é limitada.
Aceitando a orientação do Eu Superior, unimo-nos ao inesgotável campo de energia
cósmica.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Eu sei que a minha vitalidade pessoal é limitada e que o meu corpo, para cumprir a
missão na vida, deve manter um determinado potencial de força vital.
Por essa razão eu decido, a partir de agora, seguir a minha orientação interior, que
me indica, através da intuição física, como não desperdiçar a minha energia e quando
devo respeitar os meus limites.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Olive:


Tenho consciência dos meus limites físicos: Uso a minha vitalidade de modo mais
consciente e sinto-me fortalecido interiormente.

A FLOR DA VITALIZAÇÃO
White Chestnut
Do CARROSSEL MENTAL… para o SILÊNCIO INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A nossa ligação com a orientação interior passa pelo nível emocional. Por isso,
precisamos levar a sério os nossos impulsos emocionais e, se possível lidar com eles no
momento certo.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Resolvo observar os meus impulsos de modo global e lidar com eles conscientemente
logo que surjam.
Quando procuro solucionar um problema, volto-me directamente à minha orientação
interior e peço-lhe a inspiração necessária.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo White Chestnut:


A minha mente está mais clara.
Muitas coisas que antes eu queria resolver mentalmente à força, hoje consigo deixar
que se aproximem de mim e esperar até que a solução aflore do meu interior.

A FLOR DOS PENSAMENTOS


Chestnut Bud
Da DESATENÇÃO… para a EXPERIÊNCIA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Cada acontecimento tem o seu significado e traz em si uma oportunidade de desenvolvimento.
Mas devemos levar até ao fim o curso de uma acção, concluir os processos de aprendizagem e
utilizar plenamente a experiência mental, para podermos usa-la em prol do nosso
desenvolvimento.
Repetir sempre os mesmos erros é um “desperdício de energia cósmica”, pois também no
Universo prevalece o “princípio económico”.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Sob a orientação do meu Eu Superior, decido que de agora em diante vou aproveitar melhor as
lições da escola da vida, observar tudo atentamente e, antes de agir, pensar nas possíveis
consequências.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Chestnut Bud:


Percebo os meus padrões de reacção automática.
Agora sei melhor porque faço determinada coisa e todos os dias aprendo mais a esse respeito.

A FLOR DA APRENDIZAGEM
Mustard
Da MELANCOLIA… para a GRANDEZA DE ALMA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Quando estamos abertos, inconscientemente, às correntes emocionais colectivas, sem conseguir
uma ligação consciente com o nosso Eu Superior, tornamo-nos vítimas dos altos e baixos dessas
correntes. Nesse caso, podemos apenas esperar que a onda volte e nos leve para cima.
Mas, quando nos ligamos conscientemente a essas emoções, no momento em que elas surgem,
ajudamos a mudar o nosso próprio potencial inconsciente e também as correntes emocionais
colectivas.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido desenvolver e fortalecer a minha individualidade sob a orientação do meu Eu Superior,
sem ficar mais indefeso ao sabor das correntes emocionais colectivas, mas enfrentando
conscientemente os altos e baixos da vida e percebendo o significado pessoal que eles têm.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Mustard:


Eu vivo o meu mundo emocional de modo diferente e com mais consciência.

A FLOR DA LUZ
Solidão
Water Violet
Do ISOLAMENTO… para a FÁCIL CONVIVÊNCIA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


O nosso plano de vida revela-se a nós através das outras pessoas e dos acontecimentos.
O caminho espiritual conduz-nos através do mundo, não para longe do mundo.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Estou determinado a envolver-me plenamente na vida e – quando apropriado –
aproximar-me mais dos meus semelhantes para juntos vivermos novas experiências.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Water Violet:


Eu sinto-me mais unido aos meus semelhantes e consigo expressar melhor as minhas
emoções.

A FLOR DA COMUNICAÇÃO
Impatiens
Da IMPACIÊNCIA… para a PACIÊNCIA

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Para sermos parte de uma Unidade maior, a viagem da nossa vida transcorre dentro de um
processo vital mais amplo. Cada acontecimento tem a sua hora. É mais importante fazermos as
coisas no momento (cósmico) certo da melhor maneira que pudermos, do que querer resolver
tudo o mais rápido possível.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido medir o meu tempo não só pelo relógio externo, mas também pelo meu relógio interno, e
ter mais paciência com as outras pessoas. Sob a orientação do meu Eu Superior, percebendo
cada vez mais o momento certo de agir ou de parar.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Impatiens:


Consigo esperar que as coisas se desenvolvam sozinhas e apenas observar serenamente quando
as outras pessoas são mais lentas do que eu.

A FLOR DO TEMPO
Heather
Da CRIANCINHA CARENTE… para o ADULTO COMPREENSIVO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Nenhum organismo pode sobreviver alimentando-se apenas das energias alheias. Precisamos
estar dispostos a encontrar a nossa própria fonte de força interior.
Só ela flui sempre e exclusivamente para nós, pois é alimentada, através do nosso Eu Superior,
pela energia cósmica da grande Unidade.
Infringimos a lei do Eu Superior, como também a Lei da Unidade, quando queremos viver como
parasitas, alimentando-nos das energias dos outros.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido tornar-me adulto e assumir, eu mesmo, a responsabilidade por todos os aspectos da
minha vida.
Dirijo as solicitações, em primeiro lugar, a mim mesmo. Submeto-me ao meu plano de vida e,
para satisfazer as minhas necessidades, confio na ajuda do meu Eu Superior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Heather:


Estou menos absorto no meu mundo interior e percebo mais claramente a situação dos meus
semelhantes.

A FLOR DA IDENTIDADE
Hipersensibilidade às
influências e ideias externas
Agrimony
Da HARMONIA APARENTE… para a PAZ INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A vida na polaridade é ao mesmo tempo harmoniosa e desarmoniosa. A energia vital flui e reflui
constantemente entre esses dois pólos.
Precisamos começar a perceber ambos os pólos e enfrentá-los. Só assim realmente aprendemos e
continuamos a nos desenvolver. Sentimos verdadeira harmonia e paz interior nos momentos em
que encontramos o nosso Eu Superior. Por isso, temos de nos voltar para o nosso interior em vez
de nos orientar pelo exterior.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido ser honesto comigo mesmo e com os outros, e cultivar confiante um vínculo harmonioso
com o meu Eu Superior.
Através da minha orientação interior, ganho forças para enfrentar os acontecimentos positivos e
negativos da vida e, desse modo, crescer e encontrar a paz interior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Agrimony:


Agora eu sou mais honesto do que antes, comigo mesmo e com os outros, e tenho mais força
para resolver os conflitos.

A FLOR DA HONESTIDADE
Centaury
Do SERVIR PASSIVAMENTE… para o SERVIR ACTIVAMENTE

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Servimos ao plano divino somente quando cumprimos o nosso próprio plano de vida.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Antes de ceder à vontade dos outros, eu pergunto-me:
“Até que ponto isso serve ao meu próprio desenvolvimento e ao desenvolvimento do outro, e até
que ponto é benéfico ou prejudicial ao Todo maior?”
É então que decido e actuo.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Centaury:


Consigo perceber melhor as minhas necessidades e faço cada vez mais, aquilo que realmente
quero.

A FLOR DO SERVIR
Walnut
Do DEIXAR-SE INFLUENCIAR… para a FIRMEZA INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Encontramos a realização interior quando pomos em prática o nosso próprio plano de
vida.
Para subir a escada da vida, precisamos primeiro levantar o pé do degrau inferior e
pisar com toda a segurança no degrau que está logo acima.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido dar prioridade absoluta à minha orientação interior em todas as situações da
vida.
Porei em prática passo a passo cada nova decisão que percebo ser correcta,
permanecendo assim fiel a mim mesmo.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Walnut:


Consigo dar início a mudanças e novos projectos, com independência, sem me deixar
afectar por influências externas. Ganhei firmeza interior; minha força de carácter
aumentou.

A FLOR AUXILIAR NO “PARTO”


Holly
Da DUREZA DE CORAÇÃO… para a GENEROSIDADE

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Quem procura a unidade e o amor divino no mundo exterior acabará inevitavelmente por se
decepcionar.
Os sentimentos humanos são sempre imperfeitos e contraditórios. Sentimos o amor divino
somente quando abrimos o coração ao nosso Eu Superior, que nos conduz baseando-se
essencialmente nos princípios do amor divino. Através do amor que sentimos durante a vida,
cresce a nossa compreensão das leis divinas, que nos levam a pensar cada vez mais com o
coração e a entender cada vez melhor os sentimentos dos outros.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha orientação interior?
Decido aceitar o amor divino de modo directo e não procura-lo mais no mundo exterior.
Entendo que todos nós estamos no Caminho. Abro o meu coração, pois é, através dele que posso
perceber melhor e com mais clareza os impulsos do meu Eu Superior; e depois sigo essa
orientação.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Holly:


Consigo ter mais boa vontade com relação às outras pessoas e ir ao encontro delas mais
abertamente, porque compreendo melhor os seus sentimentos. Desde que posso perceber com
mais clareza o divino dentro de mim, também o percebo melhor nos meus sentimentos.

A FLOR DA ABERTURA DO CORAÇÃO


Desespero
Larch
Da AUTOLIMITAÇÃO… para o AUTODESENVOLVIMENTO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A nossa vida é um programa de aprendizagem em contínua mudança, oferecendo sempre novas oportunidades
e possibilidades. O nosso plano de vida individual encarrega-nos apenas de tarefas que conseguimos cumprir
e com as quais podemos crescer.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido desfazer-me de critérios de desempenho que não são meus. Percebo que cada desafio
que me é proposto é um convite para crescer feito pelo meu Eu Superior.
Por isso, daqui em diante, buscarei no fundo do coração a essência de cada convite e irei aceitá-
lo prontamente ou então modificá-lo-ei de modo a servir o meu crescimento .

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo


Larch:
Eu comparo-me menos com as outras pessoas.
Exponho-me a coisas que antes evitava.

A FLOR DA AUTOCONFIANÇA
Pine
Da AUTODEPRECIAÇÃO… para o AUTO-RESPEITO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Não existe outro pecado excepto o de, conscientemente não cumprir a missão que se tem na vida e
violar a Lei da Unidade. Somos responsáveis apenas pela nossa própria conduta, não pela das outras
pessoas e, muito menos, por cada “desenvolvimento indesejável” que ocorre no mundo.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido, a partir de hoje, reconhecer o meu direito à existência sem qualquer restrição.
Aceito a mim mesmo totalmente.
Sei qual é o meu valor e só me dou na medida do possível.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Pine:


Quando alguém me critica, eu não caio de imediato na autodepreciação. Mas examino, sim, e de
forma realista, se essa critica está no âmbito da minha responsabilidade; se não for o caso,
rejeito-a.
Eu agora desfruto mais a vida do que antes.

A FLOR DA AUTO-ACEITAÇÃO
Elm
Da CRISE DO PRÓPRIO VALOR… para a CONFIANÇA INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


É suficiente cumprirmos a nossa missão de vida dentro dos limites do que é “humanamente possível”, de
modo que todos os componentes da personalidade se realizem e possam crescer. Como seres humanos, não
somos responsáveis pelo “Todo maior”, mas só pelo nosso próprio plano de vida. Seguindo a nossa orientação
interior, podemos perceber quando nos excedemos nas nossas expectativas. Se pedimos ajuda, ela virá
naturalmente, pois o nosso plano de vida não exige de nós sacrifícios sobre humanos.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido a partir de hoje, a levar mais a sério as necessidades do meu Eu emocional e, ao cumprir
a minha missão, pautar-me por medidas humanas e, não sobre-humanas. Quando dou o melhor
de mim, posso confiar que aquilo que é necessário acontecerá.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Elm:


Levo em consideração, mais do que antes, as minhas necessidades pessoais e tenho mais força
para cumprir a minha missão.

A FLOR DA RESPONSABILIDADE
Sweet Chestnut
Através da NOITE ….Para a LUZ

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Todos os desenvolvimentos ocorrem em ciclos e segundo o princípio do morrer -e- nascer .
Nesses processos, é importante percebermos o momento certo em que devemos conscientemente entregar-nos
à direcção de uma instância superior.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Reconheço que fiz tudo o que podia nesta situação e, com confiança, entrego o futuro
desenvolvimento dela a uma instância superior: “Seja feita a sua vontade!”

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Sweet


Chestnut:
Agora sei que existem coisas que estão além da minha compreensão. Em futuras situações
semelhantes, estou pronto a abrir-me à minha orientação interior e nela confiar plenamente.

A FLOR DA REDENÇÃO
Star of Bathlehem
Do CHOQUE …. Para a REORIENTAÇÃO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Tudo o que acontece na nossa existência faz parte do nosso plano de vida e oferece-nos a possibilidade de
desenvolvimento. Nunca recebemos da nossa orientação interior uma carga maior do que aquela que podemos
suportar.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Estou determinado a aceitar novas sensações e experiências. Quando me defrontar com um
acontecimento inesperado e indesejável, tornar-me-ei receptivo o mais depressa possível à
minha orientação interior e aproveitarei a dinâmica do acontecimento para conquistar novos
conhecimentos.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Star of


Bathlehem:
Deixo que mais coisas me afectem, mas não me sobrecarrego com elas. Consigo suportar
acontecimentos inesperados mais facilmente e encará-los de modo mais realista.

A FLOR DA CONSOLAÇÃO
Willow
Do RESSENTIMENTO CONTRA O DESTINO…
Para a RESPONSABILIDADE POR SI MESMO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


É através da nossa consciência e pensamento que moldamos os acontecimentos que vivemos.
Por isso é importante pensarmos construtivamente nas intenções do Eu Superior.
A Vida é causa e efeito, acção, dar e aceitar.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Eu aceito que cada acontecimento com o qual tenho uma ligação também tem uma ligação
comigo e me oferece uma oportunidade construtiva de aprender. Procuro perceber essa
oportunidade de imediato e agir de acordo com ela.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo


Willow:
Percebo, com uma frequência cada vez maior, as ligações mais profundas de um acontecimento.
Consigo examinar ambos os lados de uma situação e aceitar o meu envolvimento nela .

A FLOR DO DESTINO
Oak
Do LUTADOR POR DEVER…. Para o GUERREIRO SERENO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Claro que é correcto cumprirmos os nossos deveres na vida e honrarmos as promessas que fizemos aos outros.
O compromisso supremo, porém, é com o nosso Eu Superior e consiste na decisão de cumprirmos o nosso
plano individual de vida. Quando nos entregamos plenamente à nossa orientação interior e desenvolvemos
por igual todos os aspectos do nosso ser, podemos honrar os nossos compromissos com mais alegria e leveza.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido cooperar com o meu Eu Superior e levar em conta todos os impulsos que vêm do meu interior
ao tomar decisões relacionadas com as minhas acções.
Assim torna-se mais fácil para mim cumprir os meus deveres.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Oak:


Eu vejo a vida de modo menos severo.
Não me coloco mais sob tanta pressão.
Sou mais criativo ao organizar a minha vida.

A FLOR DA PERSEVERANÇA
Crab Apple
Da COMPULSÃO PELA ORDEM…. Para a ORDEM INTERIOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


A ordem e a perfeição divinas não são algo estático, mas um processo harmonioso em eterno movimento, no
qual cada detalhe envolve constante mutação. O que hoje parece perfeito (por exemplo, uma casa pronta), há
pouco ainda não estava perfeito (o local da obra) e logo não estará mais perfeito (o tempo causará desgaste).
Quanto menos nos apegarmos aos detalhes exteriores e vibramos com os ritmos e padrões mais elevados da
ordem, tanto mais esses padrões ancoram-se dentro de nós e mostram-se também externamente.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido deixar de lado as minhas noções limitadas de ordem e pureza e, em vez disso, reconhecer
cada vez mais os princípios mais elevados da ordem cósmica e vibrar com eles.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Crab


Apple:
Encaro com mais facilidade as aparentes imperfeições do quotidiano e do meu corpo. Reconheço cada
vez mais os princípios superiores da ordem e sinto alegria com isso.

A FLOR DA PURIFICAÇÃO
Cuidado excessivo
com
os outros
Chicory
Do AMOR EXIGENTE…. Para o AMOR SERENO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


O amor existe em toda a parte e é inesgotável quando, com a ajuda do nosso Eu Superior, entramos em
contacto com a fonte divina de amor dentro de nós.
Segundo a Lei da Ressonância, aquilo que irradiamos é também o que recebemos em troca do mundo exterior.
Manipular os sentimentos dos outros é violar a Lei da Unidade, porque equivale a interferir em planos de vida
alheios. Tudo o que obtivermos assim, mais cedo ou mais tarde será de nós tirado.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido aceitar que não posso controlar nem aprisionar os sentimentos dos outros. Percebo que não posso
encontrar numa outra pessoa aquilo que procuro e a que tenho direito, mas que, através da minha orientação
interior, posso ligar-me directamente com a inesgotável fonte de amor. Eu aceito o facto que toda a pessoa
precisa cumprir o seu plano de vida.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo


Chicory:
Agora, eu cuido das minhas necessidades pessoais, fiquei mais rico interiormente e dependo menos do apoio
emocional dos outros.

A FLOR DO MATERNO
Vervain
Do UTOPISTA…. Para o LÍDER INSPIRADOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Cada ser humano tem a missão de realizar o seu próprio plano de vida, nem mais nem menos.
Isso significa perceber as nossas fronteiras e respeitar as fronteiras dos outros, pois: “São muitos
os caminhos que levam a Roma”.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Sou responsável por mim mesmo em primeiro lugar.
Antes de me entusiasmar demais por uma ideia, eu a reconsidero, coloco-a em discussão e
aprendo com a reacção das outras pessoas envolvidas.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo


Vervain:
Quando estou cheio de entusiasmo por alguma coisa, eu consigo exteriorizar a minha paixão,
mas levando em conta as ideias e reacções dos outros.
Tenho um contacto mais verdadeiro com os meus semelhantes e posso estabelecer um diálogo
mais espontâneo.

A FLOR DO ENTUSIASMO
Vine
CONDUZIR…. E DEIXAR-SE CONDUZIR

Qual a verdadequepreciso compreender melhor?


Todo o acto contra outra pessoa, dirigido conscientemente, infringe a Lei da Unidade e retorna
automaticamente para o seu autor, pois a pressão produz compressão.
A dor que causamos a outro ser, mais cedo ou mais tarde sentimos no nosso corpo.
A compulsão de dominar os outros fará com que em algum momento, nós mesmos sejamos dominados por
outras pessoas ou circunstâncias.

Qual a decisão quemefaz entrar emcontacto coma minha orientação interior?


Reconheço que todo o ser humano tem direito à sua própria personalidade. Desisto de querer
impor-me a qualquer preço. Decido encarar os meus semelhantes de igual para igual. Assim
obedeço às instruções do meu Eu Superior.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Vine:


Agora eu deixo que, nas minhas acções, o coração fale mais alto.
Consigo diferenciar melhor a ambição saudável da doentia.

A FLOR DA AUTORIDADE
Beech
Do “DONO DA VERDADE”…. Para uma COMPREENSÃO MELHOR

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Toda a crítica depreciativa, formulada em voz alta ou mesmo interiormente, é uma interferência
na personalidade dos outros e, ao mesmo tempo, provoca um bloqueio no campo energético
cósmico mais elevado. Isso é contrário à Lei da Unidade. Bach disse: “Tudo o que é mau é algo
bom usado na hora errada e no lugar errado”.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Decido observar as situações com empatia antes de emitir um julgamento, prestando atenção à
ressonância com os meus próprios sentimentos. Ao mesmo tempo, esforço-me para alcançar uma
compreensão mais profunda dos processos mais elevados de crescimento.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo


Beech:
Consigo aceitar as situações sem deixar que elas me afectem. Posso contemplá-las de vários
ângulos e também reconhecer o lado positivo.

A FLOR DA TOLERÂNCIA
Rock Water
Da DISCIPLINA DOGMÁTICA…. Para a PONDERAÇÃO

Qual a verdade que preciso compreender melhor?


Os ideais são indicadores que nos mostram para onde devemos ir, mas não são escalas pelas quais possamos
medir concretamente o nosso desempenho.
Somente a nossa orientação interior tem a visão global do nosso plano de vida e nos conduzirá de modo que
todos os aspectos da nossa personalidade alcancem um desenvolvimento harmonioso.
A vida não é um desporto competitivo, mas uma dança cósmica.

Qual a decisão que me faz entrar em contacto com a minha


orientação interior?
Eu abro todos os aspectos do meu ser e respondo com flexibilidade ao movimento ondulatório do
meu fluxo vital. Assim alcanço a minha meta com segurança.

Eis como identifico o crescimento do meu potencial positivo Rock


Water:
Consigo perceber melhor e admitir as minhas necessidades vitais. Agora produzo mais, sem me
forçar a chegar onde quero.
A minha conduta com relação ao ambiente tornou-se mais natural.

A FLOR DA FLEXIBILIDADE
Rescue Remedy
RescueRemedy
O Dr. Bach criou uma combinação de emergência que denominou de Rescue. É composto por 5 essências
florais: Impatiens (para a impaciência), Star of Bathlehem (para os efeitos depois de um trauma), Cherry
Plum (para o medo de perder o autocontrolo), Rock Rose (para o terror) e Clematis (para sonhadores com
falta de interesse no presente).
O Rescue Remedy é utilizado por inúmeras pessoas em momentos de transtorno emocional.
Seja o que for que se tenha pela frente no dia-a-dia, o Rescue pode ajudar nos momentos altos e baixos. Ele é
bastante conhecido e divulgado porque é adequado para várias situações, podendo ser tomado por qualquer
pessoa.

O Rescuepodeajuda- lo emsituações do dia- a- dia, tais como…


Realizar um exame ou qualquer outro tipo de prova; Sensação de mau estar depois de uma discussão com
alguém; Dia do casamento; Consulta no dentista; Prazo apertado para entrega de um trabalho; Perda de um
ente querido; Entrevista para um emprego; Discursar numa reunião importante; Enfrentar a perda de um
emprego; Medo de voar; Receber más notícias; Engarrafamento de trânsito; Cuidar de crianças, etc.
É uma excelente essência para quando estiver tenso ou incomodado sem necessidade e, geralmente restaura o
equilíbrio.

RescueCream
O Rescue Cream é uma pomada para aliviar e restaurar a pele em geral. Pode ajudar numa série de problemas
como a aspereza, escamosidade ou gretas da pele.
Rescue Cream contém a mesma combinação de essências dos Florais de Bach que o Rescue Remedy, mais o
Crab Apple – a essência da Limpeza.
Modo deAdministração:
O uso dos 38 Florais de Bach
•Dilua 2 gotas num pequeno copo de água e tome em pequenos golos durante o dia ou até sentir alivio.
•Se necessário prepare outra dose.

•Para um uso prolongado, adicione 2 gotas num frasco de 30 ml com conta-gotas, complete com água mineral
não gaseificada e tome 4 gotas desta solução 4 vezes ao dia, ou, se necessário, com mais frequência até obter
alívio.

•Podem tomar-se até 6 ou 7essências em conjunto.

O uso do Rescue Remedy


•Dilua 4 gotas num pequeno copo de água e tome pequenos golos, em intervalos frequentes, até sentir alívio.

•Se necessário, pode colocar 4 gotas do Rescue Remedy, directamente na língua ou molhar os lábios; podem
também ser aplicadas na parte de trás das orelhas, ou têmporas e pulsos.

•O uso directo Rescue Remedy deve ser feito com cautela, pois está conservado em conhaque, isto vai
representar a ingestão de álcool, que pode não ser aceitável por todos, devido a motivos religiosos ou por
outras razões.
Frequência eduração do uso dos Florais deBach

A frequência e duração da utilização dos Florais de Bach dependem de si. Se o estado emocional é passageiro
ou se está a passar por uma crise rápida, talvez precise somente de uma dose, mas se esse estado persiste há já
algum tempo, não existe limite de tempo para o uso do floral da sua escolha.
Métodos
de
Preparação