Você está na página 1de 2

LEI 13.

146 06/07/2015

Lei Brasileira de Inclusão ou Estatuto da pessoa com deficiência

Resultado de um processo histórico

->Em 1989 aprovada uma lei que criminaliza a discriminação de pessoas


com deficiencia no ambiente de trabalho

->Em 1991 de maneira mais atenciosa, vamos ter várias leis de cotas,
"políticas de ações afirmativas".

-> Em 2008 através da ONU (convenção internacional dos direitos da


pessoa com deficiência).

Ou seja Resultado de um processo histórico.

 É: Um conjunto de leis que visam a inclusão, através das medidas


de caráter social, da pessoa com deficiência.

De acordo com o estatuto a pessoa com deficiência é aquele individuo que tem
algum tipo de impedimento de longo prazo. De natureza física, mental,
intelectual ou sensorial.

Não é portador de deficiência ou necessidades especiais!!!

A expressão mais correta é pessoa com deficiência,

O termo PORTADOR está caindo em desuso.

Portar algo carrega um fardo, portando algo.

Ex: portando documento? drogas? algo? arma?

A qualquer momento pode deixar de portar.

3 Objetivos:

->Direitos = Assegurar os direitos das pessoas com deficiência.

->Oportunidades = Promovendo equiparação de oportunidades

->Acessibilidade = Garantia da acessibilidade, dar autonomia e garantir


acessibilidade a pessoa com deficiencia.

RELATORES DA LEI:

-Paulo Paim -PT (primeiro relator - 2003)

-Mara Gabrili (Segunda relatora deputada Cadeirante - 2006 do PSDB)

-Romario Farias (Senador do PSB - Aprova em 2015)


O senador Romário, emocionado, lendo a aprovação, Citou uma frase:

"O estatuto da pessoa com deficiência, abre um novo paradigma no país:

A sociedade, através do estatuto, ira se preparar para receber a pessoa


com deficiência, e não mais a pessoa com deficiência terá que se adaptar
a uma sociedade que não está apta a recebê-la."

Escolas a partir de 2016 não poderão se negar a receber pessoas com


qualquer tipo de deficiência, deverão sim oferecer:

-Profissionais de apoio

-Sala de recursos

-Material adaptado

-Ensino LIBRAS (1824 em Paris Louis Braille)

-Adoção do sistema Braille

Escolas de ensino privadas: Não podem cobrar valor extra sobre a


mensalidade e matricula de PCD.

10% vagas instituições de ensino superior e profissionalizantes destinadas


PCD.

2% vagas estacionamentos para pessoas com deficiência

5% veículos auto-escolas adaptados para pessoas com deficiência

10% Autorgas de taxi para motoristas com alguma deficiência

10% computadores de lan-houses adaptados para pessoas com deficiências

Pessoas com deficiencia que exercem atividade remunerada, podem usar o


FGTS para adquirir casa, proteses, orteses(aparelho auxiliativo).

Recebem auxilio inclusao: nao mais receberão BPC (1/4 do valor do salario
minimo) e sim 1 salário mínimo.

CENSO DE 2010:

O numero de cegos no brasil: 35 milhoes de pessoas

Deficiencia motora: 10 milhoes de pessoas

Surdos: 13 milhoes de pessoas

Deficiência mental: 2,5 milhoes de pessoas

Você também pode gostar