Você está na página 1de 4

A.M.E.I.

- Assessoria Musical para Educação Infantil - Shauan Bencks


Conteúdo Exclusivo para Assinantes, saiba mais em amei.artedacrianca.com.br

026 - O que é melodia, harmonia e


rítmo ?
RESUMO

Uma breve explicação sobre três elementos fundamentais da


música.
Embora a teoria musical não seja o foco da nossa assessoria
para educação infantil, saber de alguns pontos teóricos,
conhecer alguns elementos que compõem a música, pode ser
interessante, emancipador, e também pode ser um agente
facilitador de propostas com música.

EXPLICAÇÃO

De maneira bastante simplificada, mas precisa, melodia é a


sucessão de notas musicais que compõem uma canção.

Por exemplo o famoso, ao menos no Brasil, Dó Ré Mi Fá Fá Fá /


Dó Ré Do Ré Ré Ré / Do Sol Fa Mi Mi Mi / Do Ré Mi Fá Fá Fá

Certamente que você já se lembrou da canção, mesmo apenas com


o texto acima, sem maiores informações, pois esta melodia já
está na cabeça de todos nós, pois muitos cantamos desde muito
pequenos.

Esta sequência de notas é a melodia da canção, já a harmonia


seria a execução simultânea de mais de duas notas musicais, o

54
A.M.E.I. - Assessoria Musical para Educação Infantil - Shauan Bencks
Conteúdo Exclusivo para Assinantes, saiba mais em amei.artedacrianca.com.br

que acontece com instrumentos de acompanhamento, como por


exemplo o Ukulele, o violão, o piano e o teclado.

Alguns instrumentos podem tanto tocar melodia como harmonia,


dependendo de como será a execução do músico, já outros são
apenas instrumentos melódicos, como por exemplo a flauta
doce, que emite um som por vez, assim como a voz humana,
salvo algumas exceções de pessoas que conseguem emitir dois
sons fazendo alguma manobra com a boca ou com as pregas
vocais (conhecidas como cordas vocais).

E o rítmo?

No senso comum, e não está totalmente errado, rítmo está


atrelado a batucada, batidas, instrumentos de percussão.

Facilita pensar assim e ajuda muito nos projetos com as


crianças, mas também é interessante saber que instrumentos
que tocam melodias, como uma flauta, por exemplo, também
podem criar ritmos, através de sequências de notas que se
forem repetidas podem criar ritmo.

Mas a maneira prática para entender rapidamente e também para


utilizar imediatamente em suas aulas é pensar nestes três
itens atrelando aos três componentes que facilmente
encontramos em nosso dia a dia e que facilmente constróem
pequenos arranjos musicais, pequenas organizações de música,
sobretudo com crianças a partir dos 3 anos principalmente.

Podemos utilizar estes entendimentos assim:

Voz (canto) = melodia


Ukulele, Violão, Teclado, etc = harmonia
Tambores, Chocalhos, Pandeiros e afins = ritmo

Pensando desta forma podemos organizar ações com os recursos


disponíveis, tanto de materiais como de possibilidades
humanas mesmo.

Por exemplo, organizando uma orquestra de tambores junto com


um coral, desta forma estaremos utilizando ritmo e melodia.

Já no caso do educador souber tocar Ukulele, ou violão, ou


algum instrumento harmônico (que faz harmonia), este
instrumento poderá ser incluído no arranjo musical.

55
A.M.E.I. - Assessoria Musical para Educação Infantil - Shauan Bencks
Conteúdo Exclusivo para Assinantes, saiba mais em amei.artedacrianca.com.br

Por falar nisso, é bacana incluir aqui algo sobre “arranjo”,


pois talvez não seja comum este termo para todo mundo.

Pense em um arranjo de flores, ou seja, na maneira como o


florista organizou o arranjo, de que lado colocou as rosas, e
as folhagens verdes do enfeite, que tipo de vaso foi
utilizado, que fita amarrou o laço, de que cor é esta fita, e
também se foi utilizado algum papel para rodear este vaso.

Então, as flores são os sons, assim como os enfeitos e


folhagens também são, e a organização destes sons de que lado
ficam, qual o tamanho deles e etc, são o arranjo.

Podemos escolher uma canção e determinar que no início dela


apenas o Ukulele da Professora é que irá tocar, junto com as
vozes, depois, na segunda parte começam os tambores e por
fim, só na repetição da música é que entram os chocalhos.
Isto é pensar um “arranjo musical”.

Pode parecer complexo, mas não é, basta praticar e também


escutar músicas com esta ideia, de tentar descobrir as
sucessões de sons que vão surgindo, formando o arranjo desta
ou daquela canção.

No vídeo a seguir, que encontrei no Youtube, fica bastante


claro a relação entre melodia, harmonia e ritmo.

RITUAL DO EDUCADOR

Ouça canções tentando


perceber que a música
começou deste ou daquele
modo e depois parece que
surgiu algo diferente,
talvez o som de um
instrumento que não havia
surgido ainda.
Não se preocupe em
conseguir nomear todos os
instrumentos, saber
exatamente o que é que
está gerando aquele som, o importante são as sensações, a
percepção auditiva de que algo novo surgiu.
Pois até para músicos profissionais muitas vezes é difícil
saber exatamente que instrumento está tocando, pois hoje em
dia existe muita alteração do sons em computadores e

56
A.M.E.I. - Assessoria Musical para Educação Infantil - Shauan Bencks
Conteúdo Exclusivo para Assinantes, saiba mais em amei.artedacrianca.com.br

equipamentos de estúdio, o que é totalmente normal para que


as canções fiquem ainda mais atrativas parao o ouvinte e
emocione a todos.
Faça este treino de vez em quando, com as canções que você
gosta, não apenas com repertórios que são utilizados com as
crianças.
Mas também não faça isso todas as vezes que você for ouvir
música não, pois é importante ouvir música sem pensar também,
ouvir música para se emocionar e vibrar, curtir, se distrair,
meditar.
E quando ouvimos música prestando atenção no arranjo e em
todos os sons, a gente acaba naturalmente deixando a
experiência musical mais raciocinada, e talvez menos
intuitiva e sensitiva.
Equilíbrio sempre.

VÍDEO YOUTUBE

Os 3 elementos da música - Melodia, Harmonia e Ritmo

https://youtu.be/NL7e4fw-Xqs

57

Você também pode gostar