Você está na página 1de 28

MANUAL

DE

EVANGELISMO
SIMPLES E CONCISO

RIO DE JANEIRO
2006
1
ÍNDICE

Introdução ------------------------------------------------------------- p. 03
Evangelismo ----------------------------------------------------------- p. 04
Idéias errôneas sobre o Evangelismo ----------------------------- p. 04
Conceito Básico de Evangelismo ---------------------------------- p. 05
A Importância da Comunicação ---------------------------------- p. 06
A Doutrina do Evangelismo ---------------------------------------- p. 07
A Preparação Pessoal do Evangelista ---------------------------- p. 08
Seis Princípios a serem Lembrados ------------------------------ p. 10
Evangelismo Pessoal nos Evangelhos e em Atos --------------- p. 11
A Utilização do Folheto --------------------------------------------- p. 12
O Evangelismo de Casa em Casa --------------------------------- p. 12
O Evangelismo nas Prisões ---------------------------------------- p. 12
O Evangelismo nos Hospitais ------------------------------------- p. 12
Passos da Palestra na Evangelização --------------------------- p. 13
Equipes de Trabalho ----------------------------------------------- p. 14
Adeptos de Seitas --------------------------------------------------- p. 15
O que é uma Seita -------------------------------------------------- p. 16
Como Responder as Principais Seitas -------------------------- p. 17

2
INTRODUÇÃO

O evangelismo das nações é ordenança do Senhor Jesus (Mt 28.19,20;


Mc 16.15-20; At 1.8). O evangelho - Boas Novas, é o anúncio do plano de salvação
divino para o homem. Este, se perdeu, mas Deus veio ao seu encontro na pessoa de
Jesus de Nazaré (Mt 1.21; Jo 1.12; 2ª Co 5.19). É importantíssimo que
evangelizemos, e isso devido duas razões principais: 1) Foi ordenado por Jesus (Mt
28.19,20; Mc 16.15-20); 2) Devido a proliferação de seitas e ensino de heresias nos
dias atuais (2ª Pe 2.1).
Por toda história da igreja primitiva os falsos profetas ameaçaram a grei
do Senhor com seus falsos ensinos. Como por exemplos: Simão1, o mágico (At
8.9,13,18,24); Elimas (At 13.6-10). Devido a heresia que infiltrava-se na igreja,
surgiram os polemistas - Irineu, Tertuliano, Cipriano,etc; e devido a necessidade de
defender o Cristianismo perante o mundo surgiram os Apologistas - Aristides,
Justino Mártir, Taciano, Atenágoras,etc.
Houve uma época, não muito tempo atrás, que podíamos entrar numa
livraria evangélica e comprar qualquer livro para ler tendo a certeza de que iríamos
crescer e ser edificados com tal material. Hoje, infelizmente, não é mais assim. Há
muita doutrina de demônios misturada com a verdadeira palavra de Deus nas
prateleiras das livrarias. O lucro financeiro tem falado mais alto no coração de
muitos crentes que estão em nosso meio, a tal ponto, que colocam qualquer
material publicado para vender, não importando seu conteúdo. Na maior parte dos
casos, nem mesmo leêm o que vendem. Não sabem distingüir o certo do errado, o
bem do mal (Is 5.20).

1
Eusébio de Cesaréia, considerado pai da História da Igreja, esclarece que Simão “...astutamente assumiu e até
fingiu fé em Cristo, a ponto de ser batizado;”. Simão na verdade, nunca deixou o gnosticismo.

3
EVANGELISMO

É a prática da evangelização, ou seja, o anúncio do evangelho de Jesus Cristo a


todos os povos. Evangelizar é pregar o evangelho a, missionar, apostolizar,
preconizar (uma idéia ou doutrina). É a ação de propagar, anunciar os ensinamentos
de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (Mt 28.18-20).
A palavra evangelho vem do grego euaggelion – euaggelion e significa “Boas
Novas” (2º Rs 7.9; Is 52.7).

IDÉIAS ERRÔNEAS SOBRE O EVANGELISMO

1. Evangelho Social:
Aconselha ação definida e resoluta na solução dos problemas políticos,
econômicos e sociais, deixando em plano secundário os interesses espirituais de
cada indivíduo. Seu apelo é por um mundo socialmente melhor e não por um
mundo redimido pelo sacrifício da cruz.
a) O evangelho social é uma degradação do verdadeiro evangelho: Por
que...
• Abole o sangue de Cristo.
• Contradiz o arrependimento.
• É apenas terrenal.

b) O evangelho social contradiz a hamartiologia (doutrina do pecado).


• Afirma que o mal que aflige o homem cessará com a mudança
do meio.
Obs: A Bíblia afirma que o grande mal que oprime as nações é o pecado e que é no
coração do homem que ele nasce (Sl 51.5; Jr 17.9).

4
2. Ecumenismo:
Tenta estabelecer uma nova ordem religiosa e social, pela união de todos os
credos religiosos: Protestantes, Católicos Romanos, Católico Ortodoxo,
Islamismo, Budismo, Espiritismo,etc. Tem a intenção, com isso, de
implantar o reino de Deus na terra.

3. Proselitismo:
Aplicação de visitação e convites a pessoas crentes, visando tirá-las de suas
denominações. Geralmente mostra e aumenta as falhas das outras igrejas,
realçando o que há de bom na sua.

CONCEITO BÁSICO DE EVANGELISMO

Ação que visa ganhar almas para Jesus Cristo através da presença, proclamação e
persuasão.
• PRESENÇA – No sentido bíblico é a presença pessoal. Muitos afirmam que
a simples presença do crente já é ação evangelizadora (At 8.26-39).
• PROCLAMAÇÃO – É a pedra fundamental da evangelização (Rm 10.14; 1ª
Co 1.18,21).
• PERSUASÃO – O verdadeiro imperativo da Grande Comissão (Mc 16.15-
20), é “fazer discípulos”. Fez discípulos? Evangelizou ! (Mt 28.19,20; Rm
10.14).
Muitos pensam que persuadir uma pessoa a mudar de religião é anátema, falta de
amor e desrespeito, mas Jesus não veio para um mundo sem religião. A cidade de
Samaria era centro religioso, mas Felipe e outros foram pregar lá (At 8 e 9).
Persuadir significa “ganhar outras pessoas ao nosso ponto de vista”. A palavra é
usada várias vezes em Atos dos Apóstolos (At 13.43; 17.3,4; 26.28)
5
A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO

Para que haja conversão genuína, é preciso que o indivíduo se


arrependa verdadeiramente de seus pecados. Para que ocorra o arrependimento é
necessário que o ser humano entenda a mensagem do evangelho. E para que seja
possível entender é mister que tenhamos uma comunicação eficiente, pois se não
houve entendimento não haverá novo nascimento (Jo 3). Na comunicação temos 3
elementos: 1) O Transmissor; 2) A Mensagem e 3) O Receptor. Cada qual tem seu
papel na comunicação eficiente. Enquanto transmissor do evangelho, precisamos
estar teologica e secularmente preparados – incluindo seminário e cursos de
oratória, retórica, pedagogia,etc. Quanto maior for minha capacidade, melhor será a
mensagem preparada e mais chances ele terá de ser absorvida por meu receptor.
Também é preciso que tudo aquilo que for comunicar gire em torno do
que conheço, que sinto e que pratico - abrangendo pensamento, sentimento e
vontade.

“Não podemos transferir conhecimentos de nossa mente para a


de outrem como se eles fossem constituídos de matéria sólida,
pois os pensamentos não são objetos que podem ser tocados,
manuseados...As idéias têm que ser pensadas na outra mente; as
experiências, revividas pela outra pessoa”. John Milton Gregory2

2
Extraído do livro “Ensinando para Transformar Vidas” de Howard Hendricks - Ed. Betânia.

6
A DOUTRINA DO EVANGELISMO

1. A Base do Evangelismo – A natureza de Deus.


• Deus é amor (Jo 3.16; 1ª Jo 4.8,16).
• Cristo encarnou-se por causa do amor de Deus para com os homens
(Jo 1.1-3, 14; 2 Co 5.19).

2. Os Objetivos do Evangelismo – São basicamente três.


• Estender o reino de Deus, levando pessoas à obediência à Sua palavra.
• Conservar vivo em cada igreja um amor ardente pelos perdidos.
• Manter como prática os ensinos espirituais das Escrituras Sagradas.

3. Motivações para o Evangelismo – São três os principais.


• Foi determinado pelo Senhor Jesus (Mt 28.18-20; Mc 16.15-20).
• O amor para com Jesus (2º Co 5.14).
• Propulsão interna do Espírito Santo (At 1.8; 6.10).

4. Natureza do Evangelismo:
Ganhar almas, que é:
• Pescar (Mt 4.19);
• Ceifar (Mt 9.38; Gl 6.8);
• Procurar o que se havia perdido (Lc 19.10);
• Privilégio supremo do crente (Dn 12.3);
• Levá-los a ter contato com Cristo (Gl 4.19).
7
O evangelismo foi marcante na vida do Senhor Jesus (Jo 4) que antes de ser assunto
ao céu disse: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda
criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será
condenado” (Mc 16.15,16).

A PREPARAÇÃO PESSOAL DO EVANGELISTA

1. Virtudes Recomendadas:

• Bom testemunho – viver o que prega (At 6.3; 1ª Tm 3.7).


• Abnegação (Mt 8.19-22; 16.24,25).
• Viver em santidade (2ª Tm 2.20,21; 1ª Pe 1.15,16).

2. Requisitos Básicos Exigidos:

• Ser verdadeiro Cristão (1ª Tm 1.16):


- Pois só um salvo pode testificar da salvação.
- Só quem tem certeza de sua própria salvação pode desempenhar com
sucesso a obra de ganhar almas para Jesus Cristo.

• Viver no Espírito (Gl 5.25):


- O Espírito de Deus deve dominar sua vida e afetos. É necessário confiar
Nele e estar sempre atento para ouvir suas ordens (At 8.29; 10.19,20).
- Comunhão verdadeira com Deus (1ª Co 1.9);
- Uma vida submissa e obediente a Deus (At 5.32);
- Uma vida de oração e vitória sobre o pecado (Lc 22.46; Gl 5.16);

• Ter confiança absoluta nas promessas de Deus.


- Que a palavra não voltará vazia (Is 55.11);
- Que seu trabalho não é vão no Senhor (1ª Co 15.58);
• Desejar ardentemente ver almas salvas por Jesus (Lc 19.41; Rm 9.2,3).

8
3. Características fundamentais:
• Amor
• Autoridade
• Serviço no corpo
• Submissão

4. Conhecimento necessário:

• Bíblia (2ª Tm 2.15)


Ela é portadora da mensagem de evangelização e de tudo o que se
relaciona com evangelismo e conquista de almas (Rm 10.17).

• História Eclesiástica
Ajuda a saber a origem de tantas denominações e como a igreja se
comportou ao longo dos tempos.

• Classe de pessoas
- Pessoas que não compreendem, não conhecem ou ignoram a palavra de
Deus – utilizar Jo 4.10; 7.17; 1ª Co 2.14,15.
- Pessoas vacilantes e que receiam cair – utilizar Sl 37.28; Jo 10.28; Fp
1.6
- Os que desejam a salvação – utilizar Is 6.10; Jo 3.7; At 16.30,31; Rm
10.9,10
- Os que se julgam sem esperança – utilizar Is 1.18; Mt 9.13; Jo 6.37
- Os que confiam nas boas obras – utilizar Rm 3.23; Ef 2.8,9
- Os que não querem deixar os prazeres – utilizar Sl 16.11; Mc 8.36,38; 1ª
Co 2.9

9
Obs: Precisamos ainda ter consciência plena sobre o inimigo que estamos
enfrentando. Estamos numa peleja espiritual e Satanás é um inimigo real. Mas o
Senhor está conosco (Mt 28.18) e nos tem dado a armadura necessária (Ef 6.10-18).

SEIS PRINCÍPIOS A SEREM LEMBRADOS NA


EVANGELIZAÇÃO

1. Identificar-se com o povo.


Em Atos 17, Paulo se identifica com o povo a quem se dirige. O crente não
deve isolar-se do mundo (Jo 17.15). Em nosso contato com o mundo devemos
evitar dois extremos:
• Identificação sem proclamação.
• Proclamação sem identificação.

2. Estabelecer um ponto de partida de interesse mútuo.


Para isso é preciso ouvir atentamente a pessoa à evangelizar. Devemos
enobrecer menos a nossa pessoa. Devemos fazer perguntas a pessoa.

3. Dar somente aquilo que a pessoa está pronta a receber.


Em 1ª Co 3.1-3, Paulo diz que os Coríntios eram ciranças no entendimento,
não podiam receber tudo ainda.

4. Não criticar o ouvinte.


O propósito de testemunhar de Cristo, não é o de criticar as doutrinas dos
outros, mas o de ganhar pessoas para Cristo. A tendência humana é criticar os

10
outros, mas em vez disso, devemos procurar algo em nossos ouvintes que possamos
elogiar.

5. Não se desviar do propósito principal.


Paulo no Areópago (At 17), poderia falar de filosofia, escultura, política, etc.
Não é mal falar sobre esses assuntos, mas quando temos oportunidades de
evangelizar não devemos desviar o propósito principal.

6. Confrontar o indivíduo com Cristo.


A pergunta: Será que você, depois de ter ouvido esses fatos sobre a
condenação do pecador perante Deus, aceita a Cristo como seu Salvador pessoal?
Muitas vezes o crente fala às pessoas sobre Cristo e, talvez por falta de coragem,
não confronta o indivíduo com Cristo.

EVANGELISMO PESSOAL NOS EVANGELHOS


João Batista (Jo 1.35-40);
Felipe (Jo 1.44-49);
A Mulher Samaritana (Jo 4.1-17,39).

EVANGELISMO PESSOAL NOS ATOS DOS APÓSTOLOS


Felipe e o Eunuco (At 8.26-40);
Pedro e Cornélio (At 10.24-48).

11
A UTILIZAÇÃO DO FOLHETO

1. Para iniciar uma conversa, dando entrada para o evangelho;


2. Para terminar uma conversa, deixando um pensamento concreto;
3. Para deixar um testemunho quando não houver conversação.

O Folheto deve ser lido antes de ser ofertado, e ainda...


• Orar pelas pessoas a quem entregará o folheto;
• Não entregar folhetos amassados ou sujos;
• Selecionar o folheto de acordo com a necessidade;
• Preferir folhetos com boa e clara dosagem de textos bíblicos;
• Não obrigar a pessoa a receber o folheto;
• Não interromper trabalho que requer total atenção.

O EVANGELISMO DE CASA EM CASA


1. Cristo iniciou Seu ministério em uma casa em Caná (Jo 2).
2. A sogra de Pedro e a filha de Jairo foram curadas em casa (Mt 8.14,15; Mc
5.39-43).
3. Paulo em seu ministério iniciou igrejas em casas (At 16.14,15).
Obs: Devemos ser prudentes para adentrarmos à casa (Lc 10.5,6; At 5.42).

EVANGELISMO NAS PRISÕES


1. Devemos falar do Libertador Divino;
2. Devemos falar da libertação interior;
3. Enfatizar a Cristo como a única solução para o problema espiritual.

EVANGELISMO NOS HOSPITAIS

12
1. Não fazer a visita sem permissão;
2. Não fazer a visita em grupos grandes;
3. Não entrar no quarto do enfermo sem avisar;
4. Não incomodar o doente;
5. Falar com voz suave;
6. Refletir a alegria cristã;
7. Não fazer visita demorada;
8. Esclarecer que a pior doença é o pecado;
9. Esclarecer que Jesus pode curar tanto a alma quanto a carne;
10. E que Jesus está sempre conosco nas tribulações.

PASSOS DA PALESTRA NA EVANGELIZAÇÃO

1. Levar o indivíduo a se convencer que é pecador.

• Todos são pecadores (Rm 3.23; 7.15-19);


• Há várias manifestações do pecado (Gl 5.19-21; Ap 21.8).

2. Levá-lo a se convencer que está condenado por causa do seu pecado.


• Pois está separado de Deus (Is 59.1,2);
• Tem como salário a morte (Rm 6.23);
• Está condenado ao tormento eterno (Lc 16.19-31).

3. Levá-lo a compreender a providência de Deus para sua salvação.


• Enviando Jesus para morrer por nós (Jo 3.16; 1ª Co 15.3; 2ª Co 5.19).

13
4. Levá-lo a compreender que precisa fazer sua parte para obter a
salvação.
• Arrepender-se (Is 55.7; Ez 18.31; At 2.38);
• Crer em Jesus como seu salvador (At 16.31);
• Confessar a Jesus seus pecados (Pv 28.13; 1ª Jo 1.9);
• Convidar Jesus para entrar em seu coração (Ap 3.20).

5. Mostrar a ele a obra que Cristo realizará nele, a seu favor, se satisfizer
às condições estabelecidas por Deus.

• Deus perdoa o pecador (Is 1.18; 1ª Jo 2.1,2);


• Deus regenera o pecador (2ª Co 5.17);
• Deus justifica o pecador (Rm 5.1);
• Deus adota o pecador (Jo 1.12).

EQUIPES DE TRABALHO
Recepção
Deve ajudar o visitante a se acomodar, dar-lhe informações e mostrar interesse por
ele.
Oração
Deve funcionar antes, durante e depois do evangelismo (Sl 126.6).
Conselheiros
Devem trabalhar especialmente com os novos convertidos. Devem ser crentes
experientes e cheios de poder.
Visitas (Após conversão)

14
Levar à igreja os novos convertidos. Ajudá-los até caminharem com seus próprios
pés (Discipulado).
...Equipes de propaganda, convite, música, hinos, etc.
Divulgação, faixas, cartazes, panfletos,etc.

ADEPTOS DE SEITAS

O que não devemos fazer ao encontrá-los


1. Chamá-los para fazer oração – Ex: TJs;
2. Afastar-me deles;
3. Dar pouca atenção;
4. Clamar o sangue de Jesus para eles;
5. Dizer que eles vão para o inferno;
6. “Discutir” com eles, etc (2ª Tm 2.23,24).

O que devemos fazer ao encontrá-los


1. Dar atenção;
2. Respeitar seu ponto de vista;
3. Admoestá-los com mansidão (2ª Tm 2.25);
4. Usar preferencialmente as Escrituras ao falarmos (Hb 4.12);
5. Usar argumentos extra-bíblicos sempre que proveitoso;
6. Trazer todo pensamento cativo à obediência de Cristo (2ª Co 10.5).

REQUISITOS NECESSÁRIOS

1. Comunhão com Deus (1ª Co 1.9; 1ª Jo 1.3,6,7);


2. Vida de oração (Mt 7.7,8; Mc 14.38; Lc 11.13; Ef 6.18);

15
3. Conhecimento bíblico profundo (2ª Tm 2.15; 3.14-17);
4. Ter lido toda a bíblia (Jo 5.39);
5. Conhecer as principais doutrinas do Cristianismo;
6. Conhecer o máximo possível sobre a seita que irá confrontar (Tt 1.8-11).
7. Ler bastante, não só a Bíblia, mas também bons livros (2 Tm 4.13).
O QUE É UMA SEITA?

Toda religião e/ou filosofia cujos ensinamentos são contrários às Escrituras


Sagradas. São aquelas “religiões” que usando a bíblia ou não, ensinam práticas
estranhas, desprovidas de uma verdadeira hermenêutica bíblica.

O que é heresia?
Deriva do grego airesiv – hairesis, e significa: escolha, seleção, preferência. Do
ponto de vista cristão, é o ato de um indivíduo ou de um grupo afastar-se do ensino
da Palavra de Deus e adotar e divulgar suas próprias idéias, em matéria de religião.

Características de uma seita?


• Exclusivismo – declara ser a única religião verdadeira;
• Origem em supostas visões e revelações divinas – Ex: Mormonismo;
Islamismo,etc.
• Presença de um líder autoritário-carismático;
• Ensino diferenciado do Cristianismo sobre: Jesus Cristo, o homem, a bíblia,
a salvação, o Espírito Santo, etc.
• Torcem as Escrituras Sagradas, ignorando as regras da hermenêutica.
• São antropocêntricas – A salvação é uma ação feita pelo próprio homem, que
é o centro do universo.
• Preferem pessoas que fazem parte de alguma religião, a qual tentam
convencer a ir para a sua.
16
COMO RESPONDER AS PRINCIPAIS SEITAS
Resumo
1. Catolicismo Romano
Em 313 d.C., através do Edito de Milão, o imperador Constantino
concedeu liberdade religiosa a todas as pessoas no império romano. O fato de
Constantino ter assumido sua posição como cristão fez com que muitas pessoas
fossem batizadas e feitas membros da igreja, sem jamais terem passado por uma
verdadeira experiência de conversão. Introduziram no meio da igreja seus deuses e
crendices pagãs, que antes não existiam na mesma. Os sacerdotes, o altar, a missa e
as imagens de escultura assumiram um papel de preponderância no culto.

PAGANIZAÇÃO DA IGREJA ROMANA


SÉCULO ANO DOGMA OU CERIMÔNIA
I-II 33-196 Nesse período, a igreja não aceitou nenhuma doutrina
antibíblica
II 197 Zeferino, bispo de Roma, começa um movimento
contra a divindade de Cristo
IV 400 Orações pelos mortos e sinal da cruz
V 431 Maria é proclamada “Mãe de Deus”
VI 593 Dogma do Purgatório começa a ser pregado
VII 609 Começo histórico do Papado
XI 1074 Proibição do casamento para os sacerdotes
XII 1190 Estabelecida a venda de Indulgências
XIII 1229 Proíbe-se aos leigos a leitura da Bíblia
XVI 1546 Conferida a Tradição autoridade igual a da Bíblia
XIX 1870 Declaração da Infalibilidade papal

17
XX 1950 Dogma da assunção de Maria ao céu
COMO RESPONDER:
1. O Estado Intermediário: Afirmam que é necessário que aqueles
que cometeram pecados menores e não se arrependeram nessa vida
passem então pelo Purgatório, para só depois então, irem para o
céu.
O QUE DIZ A BÍBLIA?
Sl 9:17 Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem
de Deus.

Mc 9:47 E, se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o; é melhor entrares no


reino de Deus com um só dos teus olhos do que, tendo os dois seres lançado no
inferno,

Lc 23:43 Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no
paraíso.

2. O Celibato Obrigatório: Proibem o casamento aos seus


sacerdotes.
O QUE DIZ A BÍBLIA?
Mt 19:5 e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua
mulher, tornando-se os dois uma só carne?
De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus
ajuntou não o separe o homem.

Mt 19:12 Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram


tais; e há outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos
céus. Quem é apto para o admitir admita.

1 Tm 3:12 O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a
própria casa.

1 Tm 3:2 É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só


mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar;
18
3. A respeito de Maria: Dizem que foi virgem para sempre, que é
mediadora entre Jesus e os homens e que foi assunta aos céus viva
igual a Jesus.
O QUE DIZ A BÍBLIA?
Lc 2:7 e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa
manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.

At 2.12 Depois disto, desceu ele para Cafarnaum, com sua mãe, seus irmãos e seus
discípulos; e ficaram ali não muitos dias.

At 1.14 Todos estes perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, com


Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele.

Gl 1:19 e não vi outro dos apóstolos, senão Tiago, o irmão do Senhor.

1 Tm 2:5 Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens,


Cristo Jesus, homem,

2. O Espiritismo

Seu surgimento se deve a duas jovens norte-americanas, Margaret e


Kate Fox, de Hydeville, Nova Iorque, que em dezembro de 1847, começaram a
ouvir pancadas em diferentes pontos da casa onde moravam. Houve aumento do
fenômeno, chegando até mesmo a verem lençóis serem arrancados por mãos
invisíveis, cadeiras e mesas tiradas do lugar,etc. As meninas criaram um meio de
comunicar-se com o autor dos ruídos, que respondia suas perguntas com um certo
número de pancadas.

19
O principal propagador da seita foi Léon Hippolyte Rivsil (Alan
Kardec), nascido em Lião no ano de 1804, filho de um advogado. Kardec deu uma
roupagem científica a doutrina da transmigração das almas oriunda do Hinduísmo.
A base seria a mesma – Lei do Carma, mas com a diferença de que no Espiritismo
Kardecista a pessoa sempre reencarna como ser humano, ao passo que no
Hinduísmo poderia reencarnar como animal, planta, pedra,etc.
O Espiritismo dividi-se basicamente em: Baixo Espiritismo - Umbanda,
Candomblé, Macumba, Quimbanda,etc. e Alto Espiritismo - ou Espiritismo de
mesa branca. Compreende a LBV, Kardecismo, Espiritismo Científico ou
Espiritualismo. São ainda espiritualistas as seguintes seitas: Racionalismo Cristão,
Cultura Racional, Ordem Rosacruz, Perfect Liberty, Seicho-No-Iê, Igreja
Messiânica Mundial,etc. Os espíritas acreditam em quiromancia, cartomancia,
astrologia, esoterismo, teosofia, reencarnação, consulta aos mortos,etc.

COMO RESPONDER:

1. Jesus era somente um espírito evoluído.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Que Jesus é Deus que se fez Homem:

Jo 1:1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

1 Jo 5:20 Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado
entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em
seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

Jo 20:28 Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu e Deus meu!

2. O Consolador prometido é o Espiritismo.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


20
Jo 15:26 Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai,
o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim;

Mateus 28:19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em


nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

3. Que devemos consultar os mortos.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Dt 18.10-12 Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua
filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas
abominações o SENHOR, teu Deus, os lança de diante de ti.

Hb 9.27 E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo,
depois disto, o juízo,

OBS: E a feiticeira de En-Dor? Foi realmente Samuel que subiu da terra?


A resposta é NÃO. DIFINITIVAMENTE NÃO!
Pelo seguinte:

1. Deus não falava mais com Saul. Nem por sonhos, nem por Urim e Tumim e
nem por profetas.

1 Sm 19. 24 Também ele despiu a sua túnica, e profetizou diante de Samuel, e,


sem ela, esteve deitado em terra todo aquele dia e toda aquela noite; pelo que se
diz: Está também Saul entre os profetas?

2. Tudo que Samuel falou da parte de Deus se cumpriu.

1 Samuel 3:19 Crescia Samuel, e o SENHOR era com ele, e nenhuma de todas as
suas palavras deixou cair em terra.

Mas as palavras do suposto Samuel não se cumpriram.

A) Não Morreram todos os filhos de Saul, apenas Jônatas, Malquisua e Abinadabe.


Restaram: Armoni, Mefibosete.

21
2 Sm 21.8 Porém tomou o rei os dois filhos de Rispa, filha de Aiá, que tinha tido
de Saul, a saber, a Armoni e a Mefibosete, como também os cinco filhos de
Merabe, filha de Saul, que tivera de Adriel, filho de Barzilai, meolatita;

B) O dia da morte de Saul e seus filhos foi errado - “amanhã”

1º Sm 28.19 com 29.10 ------------------------------------------------------ 2 dias


1º Sm 30.1 --------------------------------------------------------------------- 2 dias
1º Sm 30.13 ------------------------------------------------------------------- 3 dias
1º Sm 30.17 ------------------------------------------------------------------- 1 dia
1º Sm 30.26 ------------------------------------------------------------------- 3 dias
_____
11

2º Sm 1.1,2 ------------------------------------------------------------------- 3 dias

2. Mormonismo
Joseph Smith, ainda moço, afirmou ter recebido sua primeira
visão, na qual diz ter sido visitado por Deus pai e Seu filho, Jesus Cristo, e que os
mesmos teriam dito que todas as igrejas cristãs, até então existentes, estariam
erradas. Em sua segunda visão, diz que um “anjo” chamado Moroni lhe indicou
onde foram enterradas placas de ouro com a história do povo de Mórmon. Esse
“anjo” teria ainda dado a Smith lentes especiais para que ele traduzisse as placas, o
que deu origem ao livro de Mórmon, que foi publicado pela primeira vez em 1829.
Smith, encontrou seguidores que o aceitaram como profeta, e então, fundou a Igreja
de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, a qual se julga a única igreja
verdadeira na terra.

1. Joseph Smith diz que viu Deus pai e Jesus em forma humana.

O QUE DIZ A BÍBLIA?

22
Jo 1.18 Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é
quem o revelou.

Jo 14.8,9 Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta.


Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido?
Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

Cl 1:15 Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;

2. Afirmam ser o livro de Mórmon outro evangelho de Jesus Cristo.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Gl 1.8,9 Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho
que vá além do que vos temos pregado, seja anátema.
Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá
além daquele que recebestes, seja anátema.

3. O livro de Mórmon é o mais correto na terra.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


2 Tm 3:16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a
repreensão, para a correção, para a educação na justiça,

2 Pe 1:21 Porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana;
entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito
Santo.

Hebreus 4:12 Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que
qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito,
juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do
coração.

23
4. Testemunha de Jeová

As Testemunhas de Jeová são uma das seitas que mais crescem


atualmente – dobram de quantidade a cada 10 anos. Seu fundador, Charles Taze
Russel, nasceu em 1854 na pensilvânia –EUA. Antes de fundar a seita, Russel
esteve na igreja Adventista do Sétimo Dia, onde não demorou a ter problemas.
Ele se casou em 1879, e esteve várias vezes no tribunal devido maus tratos para
com sua esposa, que o deixou em 1887. Seu movimento chamava-se no início
“Torre de Vigia de Sião”. Sua sede é no Brooklin – New York, e são
governados por 12 homens chamados de “Corpo Governante”.

1. O Espírito Santo não é uma pessoa.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Que Ele é um ser pessoal: Ele possui intelecto, emoção e volição.Ele:

• Ensina – Jo 14.26
• Fala – At 13.2; Ap 2.7
• Convence – Jo 16.7,8
• Intercede – Rm 8.26
• É resistido – At 7.51
• Se entristece – Ef 4.30
• Clama – Gl 4.6
• Testifica – Jo 15.26; Rm 8.16

2. Que Jesus não é Deus.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Is 7.14 Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e
dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel.

Mt 1:23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo
nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).

Isaías 44:6 Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, seu Redentor, o SENHOR dos
Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há Deus.

24
Apocalipse 1:17 Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre
mim a mão direita, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último

3. Que não existe Trindade.

O QUE DIZ A BÍBLIA?


Mateus 28:19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em
nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

1ª Co 12.4-6 Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo.


E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo.
E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos.

2 Coríntios 13:13 A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a


comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.

Nm 6.24-26 O SENHOR te abençoe e te guarde;


o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti;
o SENHOR sobre ti levante o rosto e te dê a paz.

Mt 3.16,17 Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e
viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele.
E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me
comprazo.

O PAI É DEUS Jo 17.3; 1ª Co 8.4,6; Ef 4.6

O FILHO É DEUS Sl 45.6,7; Jo 1.1; Rm 9.5; Hb 1.8,9; 1ª


Jo 5.20

O ESPÍRITO É DEUS Sl 78.18,19; At 5.3,4; 7.51

25
O PAI É ONIPOTENTE 2ª Cr 20.6; Is 14.27; Ef 1.19

O FILHO É ONIPOTENTE Mt 28.18; Fp 3.21; Ap 1.8; 3.7

O ESPÍRITO É ONIPOTENTE Zc 4.6; Lc 1.35; Rm 15.13,19

O PAI É ETERNO Sl 90.2; 93.2

O FILHO É ETERNO Is 9.6; Mq 5.2; Jo1.1; 8.58; 17.5,24; Ap


1.17,18

O ESPÍRITO É ETERNO Gn 1.2; Hb 9.14

CONCLUSÃO

26
Dentre a variedade de seitas ainda se destacam: O Unitarismo, o
Evolucionismo, o Teosofismo, Comunismo Marxista, Rosacruzianismo,
Maçonaria, Gnosticismo, Cientologia, Racionalismo Cristão, Cultura Racional,etc
Esta missiva não exauriu o assunto, antes, abordou de maneira clara e
simples, porém precisa, a realidade de seitas que tem se destacado no meio social
hodierno. Oremos e trabalhemos pela libertação dessas almas preciosas pelas quais
Cristo Jesus padeceu para resgatá-las (1ª Jo 2.1,2). Já estamos vivendo os últimos
dias, pois muitos falsos cristos e falsos profetas tem se levantado e há uma
proliferação imensa, já mais vista antes, de doutrinas de demônios e ensinos de
espíritos enganadores (1ª Tm 4.1).
Que Deus abençoe a todos em nome de Jesus.

BIBLIOGRAFIA

1. Anotações – Pb. Eldo


2. Apostila de Evangelismo – STPLM
27
3. Bíblia Sagrada – ARA, 2ª ed. – SBB
4. Como Responder as Testemunhas de Jeová – Ezequias Soares da Silva -
CPAD
5. Desmascarando as Seitas – Paulo Romeiro e Natanael Rinald - CPAD
6. Seitas e Heresias – Um Sinal dos Tempos – Raimundo de Oliveira - CPAD

28

Você também pode gostar