Você está na página 1de 3

NÚCLEO DE MONITORIA JURÍDICA

DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL


MATERIAL DE REVISÃO
PERÍODO: 2017.2

DIREITO CONSTITUCIONAL

1. Intrdução. 2. Definição. 3. Objeto. 4. Fontes do direito constitucional. Referências.

1. INTRODUÇÃO

O direto constitucional é situado dentro do ramo do direito público, destacando-se


não só por ser fundamento de validade de todas as normas do ordenamento jurídico, mas
também por possuir particularidades, como a supremacia, força vinculante, caráter aberto e
sua garantia imanente.
Conferir caráter supremo e força vinculante ao direito constitucional é vincular
todo o ordenamento jurídico aos princípios, valores e formalidades consagrados no texto
constitucional. O caráter aberto, por sua vez, permite a comunicação com outros sistemas,
consequentemente, uma constante adaptação do direito constitucional à realidade social.
A garantia imanente atribuída ao direito constitucional decorre do seu poder de se
garantir por si mesmo, como leciona Marcelo Novelino “a inexistência de uma instância
superior capaz de assegurar o cumprimento da constituição” (NOVELINO, 2017, p. 41).

2. DEFINIÇÃO

Para José Afonso da Silva, o direito constitucional é “Direito público


fundamental, referindo-se diretamente à organização e funcionamento do estado, à
articulação dos elementos primários (povo, território e governo), e ao estabelecimento das
bases da estrutura política”. (SILVA, 2013, p. 34).

3. OBJETO

O direito constitucional tem por objeto de estudo as normas fundamentais de


organização do estado que tratam dos seguintes temas:
 à estruturação dos órgãos do Estado;

Material de Revisão – Direito Constitucional Observação: Esse material é destinado apenas à


Monitor(a): Nathália Medeiros Marques revisão do conteúdo ministrado em Aula, não devendo
Orientador(a): Ms. Monara Michelly de Oliveira Cabral ser utilizado como fonte única de estudo da Disciplina.
NÚCLEO DE MONITORIA JURÍDICA
DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL
MATERIAL DE REVISÃO
PERÍODO: 2017.2

 distribuição de competências;
 aquisição, exercício e transmissão de autoridade;
 direitos e garantias fundamentais;

4. FONTES DO DIREITO CONSTITUCIONAL

As fontes do direito constitucional são os fatores responsáveis pela constituição de


sua normatividade, podendo ser divididas em originárias e derivadas:
I- Originárias: é a própria constituição escrita;
II- Derivadas: se subdividem em delegadas e reconhecidas. As fontes derivadas
delegadas são as resultantes de competência atribuídas pela constituição a órgãos interiores
para a produção de normas jurídicas regulamentadoras, por exemplo, as leis e decretos, como
também a jurisprudência. As fontes derivadas reconhecidas compreendem as normas
jurídicas produzidas antes ou durante a vigência de uma constituição, como é o caso, por
exemplo, dos costumes constitucionais. (NOVELINO, 2017, p. 43).

ORIGINÁRIAS:
Constituição escrita
FONTES DO
DIREITO DELGADAS: leis,
CONSTITUCIONAL decretos e jurisprudências

DERIVADAS
RECONHECIDAS:
costumes

OBS.: a doutrina é fonte secundária do direito constitucional, servindo como meio


de interpretação.

Material de Revisão – Direito Constitucional Observação: Esse material é destinado apenas à


Monitor(a): Nathália Medeiros Marques revisão do conteúdo ministrado em Aula, não devendo
Orientador(a): Ms. Monara Michelly de Oliveira Cabral ser utilizado como fonte única de estudo da Disciplina.
NÚCLEO DE MONITORIA JURÍDICA
DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL
MATERIAL DE REVISÃO
PERÍODO: 2017.2

REFERÊNCIAS

SILVA, Jóse Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. Malheiros Editores, 2013.

NOVELINO, Marcelo. Manual de direito constitucional. 9. ed. rev. e atual. – Rio de


Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2017.

Material de Revisão – Direito Constitucional Observação: Esse material é destinado apenas à


Monitor(a): Nathália Medeiros Marques revisão do conteúdo ministrado em Aula, não devendo
Orientador(a): Ms. Monara Michelly de Oliveira Cabral ser utilizado como fonte única de estudo da Disciplina.

Você também pode gostar