Você está na página 1de 4

Periódico Para Rir e Aprender Manaus, Janeiro 2021 – edição 172 – ano 14

333333333333333333

Mensagem Transformando
ao Leitor normas em realidade
Apesar de o nome ser Introdução à
Ergonomia e o livro focar em
conceitos e métodos acredito que
Vamos lá, senhoras e senhores! V ivemos repetindo boa parte do tempo,
tanto em nossos artigos como nos eventos
ele acaba entregando um pouco
mais do que apenas uma visão
dos quais participamos, que há introdutória. Além é claro de uma
Início de um novo ano e com certeza vai boa diagramação e escrita didática.
necessidade de sairmos do conforto de
ser mole superar 2020, mas o que não vai achar que a Segurança no Trabalho é
ser tão fácil é superar a vontade do Jornal APENAS cumprir legislação e irmos
Segurito de passar informações sobre rapidamente na direção do entendimento
Segurança do Trabalho. de que a legislação é apenas parte da base
a partir da qual buscamos a prática
Para entramos este ano com material de
prevencionista.
alta qualidade, nesta edição fiz um Essa quebra de paradigma é mais do que
compilado de diversos colegas de SST necessária para que as nossas ações sejam
que passaram pelo Segurito e espero que de fato úteis para todos os envolvidos na
seja útil para vocês como foi para mim. questão e que nossa área assuma postura
de fato técnica.
Desejo a todos um 2021 sensacional,
excelente, espetacular, premium,
varanda gourmet, personalitê... Introdução à Ergonomia – da
prática à teoria.
Um abraço, Júlia Abrahão, Laerte Sznelwar,
Alexandre Silvino, Maurício
Sarmet e Diana Pinho
Prof. Mário Sobral Jr.
Ed. Blucher

Produção do Prof.
Mário Sobral no Piadinhas
No Brasil de hoje temos muita gente para
último mês dizer o que é preciso ser feito e poucos que
sabem como planejar ou fazer e isso só
Mostrei pra minha psiquiatra as
postagens que faço e vocês curtem. Ela
mudará quando buscarmos como
quer conversar com vocês também.
Jornal Segurito - Youtube transformar em realidade o que está 
Vd. 227 - Habilidades para os atuais e futuros descrito nas normas, como transformar em - Aqui é o clube dos fãs do Professor
profissionais de SST práticas os itens da legislação e muito Girafales?
https://www.youtube.com/watch?v=wGXxR3v especialmente ensinando isso a todos os - Sim, pode entrar.
XfhQ&t=188s envolvidos nas atividades. - Depois da senhora...
De uma forma ou de outra nossa legislação
Vd. 225 - Itens importantes na nova NR 18
vem sofrendo algumas modernizações em 
https://www.youtube.com/watch?v=LjQTRe1 As freiras só amam um homem na vida,
alguns aspectos, mas isso pouco ou quase
Wu9s&t=44s porque elas tem um "crushfixo".
nada mudará a realidade se não tivermos
SST é o Canal - Youtube
pessoas capazes de colocar de fato em
Indicação de livros para o seu fim de ano prática os avanços. Para que isso ocorra,
https://www.youtube.com/watch?v=N3Ec7gxF um dos primeiros passos é compreender
Q8s&t=274s que o papel por si e apenas não muda nada.
Fatores de riscos psicossociais no trabalho Um outro passo importante é reconhecer a
https://www.youtube.com/watch?v=_u8lemIfb importância do conhecimento como
YU agente capaz de realizar as mudanças nos
Segurito em Cast – Spotify ou Soundcloud locais de trabalho e ir buscá-lo para que
#421 - Comentários sobre o PGR na nova NR 1 possa ser aplicado.
- Parte 1 Parabéns ao Jornal Segurito na direção do
que é preciso - educar para prevenir -
https://anchor.fm/mrio-sobral/episodes/421--- informar para fazer melhor e que nos
Comentrios-sobre-o-PGR-na-nova-NR-1--- próximos anos nosso querido Mestre
Parte-1-eno7ea Mário Sobral possa seguir com sua partilha
Segurito na Proteção prevencionista tão útil a todos.
https://protecao.com.br/category/blogs/segurito Cosmo Palasio – Técnico de Segurança do
-na-protecao/ trabalho e Coordenador do e-group
SESMT.

Contatos: Mariosobraljr Jornal Segurito www.jornalsegurito.com mariosobral@jornalsegurito.com


JO RN A L S E G U R I T O

A preocupante realidade dos treinamentos no Brasil Meu caro,


Mário Sobral!
Tavião
ente imaginar embarcar em um grande
como passageiro e descobrir que o
Embora encontremos no mercado de
“Naquilo que você pensa, se torna. O que
trabalho alguns bons exemplos de
comandante e o copiloto voarão pela treinamento, se quisermos generalizar a sente, atrai. O que imagina, cria.“
primeira vez, e que a preparação situação, podemos afirmar que estamos Desde o início da minha carreira
profissional deles para conduzir uma submetendo uma grande “massa” de acompanho o Jornal Segurito, seu
aeronave com 130 passageiros se trabalhadores a maus treinamentos. conteúdo técnico, suas várias histórias e
restringiu a algumas poucas horas em um Os principais fatores que determinam esse piadas, estas sempre com a sua típica
simulador. E para piorar a situação, diagnóstico incluem a falta de capacitação criatividade. Durante toda essa jornada,
somamos o fato do instrutor que os de gestores, a busca constante pela podemos ver nos detalhes como o amigo
treinou também ser inexperiente. economia de tempo e dinheiro, a falta de Mário mantém a mesma sensibilidade e
Inconcebível?! Apavorante?! profissionais especializados em disciplinas cuidado para nos trazer um jornal que se
Irresponsável?! Sim, mas é o que estamos específicas, a falta de literatura para torna uma leitura obrigatória a todos nós,
fazendo no Brasil com os treinamentos alguns temas técnicos, a falta de formação não no sentido estrito da palavra, mas
para atividades laborais de risco. de profissionais para às funções da como um momento de relaxar e ao mesmo
A evolução desse tema no Brasil aconteceu docência, entre outros fatores tempo ter a oportunidade de ser regado de
com as atualizações de algumas Normas importantes. informações e boas prosas entre o
Regulamentadoras que tornaram a A solução está no envolvimento integrado Professor Sobral e seus nobres alunos.
exigência de treinamento mais explícita e de todos os segmentos do mercado Estes cobertos pelo anonimato, todavia,
normatizando o conteúdo e a carga horária envolvidos com as questões de segurança, fácil de se reconhecerem, pois vejo em
mínima. É evidente que o objetivo dessas sejam eles da iniciativa privada ou do minha cabeça os mesmos semblantes dos
exigências é garantir um padrão de poder público. meus próprios alunos em sala de aula.
qualidade que beneficie os trabalhadores, Entre as ações específicas, podemos listar Meu caro Mário, parabéns não só pelo
diminuindo a incidência de acidentes do a produção de literatura brasileira trabalho ou pelo profissional que és, lhe
trabalho por imperícias ou por especializada, a tradução e a publicação no admiro como ser humano, bem como ao
imprudências. Contudo, o que de fato Brasil de literatura técnica internacional, a seu papel de Educador, que acredita e
conseguimos até este momento foi criação de critérios específicos para valoriza o ensino e principalmente a
aumentar substancialmente a quantidade determinar a proficiência de instrutores, a aprendizagem.
de pessoas treinadas, sem que isso tenha criação de um programa de capacitação e Mais uma vez: Vida longa ao Jornal
realizado mudanças significativas no dia a de avaliação de profissionais para atuarem Segurito!
dia de trabalho. A justificativa para isso é como docentes, entre outras ações Um abraço a todos.
que o nosso progresso foi mais importantes. Gustavo Rezende de Souza - Consultor
quantitativo do que qualitativo. Luiz Eduardo Spinelli – TST e Gestor de Técnico e Técnico em Segurança do
Recursos Humanos. Trabalho

Cuidados especiais numa perícia coletiva


Esindicatos
stamos numa época na qual os
de empregados perderam sua
profissionais noviços, mas sim, por
experientes especialistas para que os
Finalmente indispensável recomendar que
se disponha de atendimento cordial à
fonte de renda e, portanto, precisam resultados sejam maximizados. perícia, uma vez todos na vida temos o dia
mostrar serviço para atrair mais Como no caso de uma perícia individual, o de pavão e o dia de espanador, mas na
associados. Uma das estratégias tem sido resultado não depende exclusivamente do data da perícia, o perito está no seu dia de
o ingresso de ações coletivas contra assistente técnico, mas também de todo o pavão...
empresas, especialmente com os pedidos esforço que a empresa fizer na busca de Antonio Carlos Vendrame
de insalubridade e/ou periculosidade. provas favoráveis, documentos, Engenheiro de Segurança do Trabalho
A empresa deve ter em mente que testemunhos etc. Assim, devem ser
conduzir uma perícia coletiva é bem mais
crítico do que acompanhar uma perícia de
processo individual. Além do que, numa
convocadas reuniões pré perícia onde, em
conjunto com o assistente técnico, será
traçada a estratégia de atuação durante os
Piadinhas
perícia coletiva é tudo ou nada, ou se trabalhos periciais.
Ninguém nunca me chamou de presente
ganha de forma geral, ou se perde de Os documentos que serão disponibilizados
de Deus. Estou pensando aqui que talvez
forma generalizada. à perícia devem ser revisados. As
testemunhas que serão ouvidas devem ser
eu seja só uma lembrancinha.
A primeira providência é não permitir que
os mesmos peritos que são nomeados para arguidas. Os ambientes a serem 
as perícias individuais também o sejam vistoriados devem ser fiscalizados Imagina você ter o sobrenome USB e
para a perícia coletiva, uma vez que o anteriormente para evitar surpresas na entrar para o exército? Primeira
resultado já é conhecido. Nenhum perito data dos trabalhos periciais. Lembre que a chamada: Cabo USB, se apresente pro
mudará sua convicção numa perícia parte oposta também se prepara para a Coronel.
coletiva, sob pena de comprometer todos data da perícia, ensaiando
os resultados das perícias individuais. questionamentos e reunindo provas em 
A condução dos trabalhos pelo assistente desfavor da empresa. - O que o senhor faz?
técnico da empresa, no caso de uma perícia Terminada a vistoria, o assistente técnico - Tráfico de órgãos.
coletiva, deve ser muito mais combativa, sempre deve se colocar à disposição da - O Senhor não tem coração?
dado risco de perda envolvido. Assim, perícia para solucionar dúvidas, apresentar - Isso foi uma encomenda ou uma
perícias coletivas não devem ser documentos e até mesmo auxiliar a perícia crítica?
acompanhadas por iniciantes ou em sua convicção.

2
J O RN A L S E G U R I T O

Sobrecarga mental no trabalho Perigoso vs


Periculoso
A carga mental é considerada como um ambientais como ruído alto ou iluminação
grau de esforço intelectual que o
trabalhador deve exercer ao enfrentar o
muito baixa não estão atrapalhando essa
percepção, assim como se as sinalizações
É comum encontrarmos laudos de
periculosidade em que se caracteriza a
conjunto de demandas. no ambiente de trabalho são adequadas. exposição de empregados como
O processo se dá inicialmente pela Observar também o tempo que o periculosa, por exposição a inflamáveis,
percepção da informação, recebida a nível trabalhador dispõe para receber a apenas considerando a inflamabilidade do
visual, auditivo e outros. As informações mensagem, interpretar e executar a produto. A NR-16 em seu Anexo 02
são representadas pelas ordens de resposta. Trabalhos e situações que especifica as condições para recebimento
trabalho, documentos, ruídos do demandam tempos muito curtos entre a do adicional por exposição a líquidos
maquinário, sinalizações, etc. Ao receber percepção e a ação, sobrecarregam o inflamáveis. O primeiro ponto a ser levado
essas informações o cérebro deve então trabalhador. em consideração é a definição legal do
interpretá-las e analisá-las, escolhendo Da mesma forma, é impossível manter que seria um líquido inflamável de acordo
qual a mais adequada das diversas atenção constante por tempo muito com as Normas Regulamentadoras. O item
possibilidades para obter o resultado prolongado, pois leva claramente à fadiga. 16.7 define apenas o que seria um líquido
esperado. Por fim, o cérebro então manda Portanto, pausas e rodízio de tarefas, combustível: “Para efeito desta Norma
uma mensagem de volta ao organismo reduzem a carga mental e também a Regulamentadora considera-se líquido
para que faça a ação necessária. possibilidade de erros. combustível todo aquele que possua
Veja que tudo isso se dá muito Não podemos deixar de lembrar que ponto de fulgor maior que 60ºC (sessenta
rapidamente, em milésimos de segundo, quando falamos de carga mental, a graus Celsius) e inferior ou igual a 93ºC
mas existem diversos fatores que podem subcarga também é prejudicial (noventa e três graus Celsius)”,
influenciar essa tomada de decisão e na (monotonia), pois o trabalho deve oferecer concluindo-se assim que produtos
carga mental, no qual o ergonomista deve a oportunidade de exercitar as funções químicos com ponto de fulgor acima de
estar atento. mentais. A Norma ISO 10075 reconhece 60ºC não geram áreas de risco, nem
A percepção das mensagens devem ser que toda atividade psíquica pode levar a atividades de risco.
facilitadas, observando se a quantidade e uma fadiga mental, seja por excesso ou por Já o item 20.3.1 da NR-20 define líquidos
complexidade da informação que deve ser subativação. inflamáveis como: “líquidos que possuem
analisada está dentro do possível para o José Marcelo Penteado ponto de fulgor ≤ 60º C”.
trabalhador. Analisar também se aspectos Médico do Trabalho De acordo com a NR-16, conclui-se que
apenas os produtos químicos na forma
Contando o prejuízo líquida, com ponto de fulgor igual ou
inferior a 60ºC, são classificados como

M
inflamáveis para fins de recebimento do
uitas vezes percebo que os despesas, normalmente não computadas, adicional de periculosidade. Mesmo que
profissionais de SST se angustiam pela decorrentes de acidentes ou doenças do um produto químico seja considerado
falta de apoio que as empresas dão à nossa trabalho. como inflamável simplesmente pelo fato
área. Isto decorre porque, na maioria das Quanto custou o afastamento de de inflamar em contato com uma fonte de
vezes, a saúde e segurança do trabalho é trabalhadores acidentados ou com doença ignição, se seu ponto de fulgor for
considerada como um custo e uma do trabalho? Quanto tempo ($$$) se superior a 60ºC não haverá
obrigação legal. O empresário vê, desta perdeu na produção com paradas enquadramento na NR-16, não sendo
forma, o trabalho de prevenção como um motivadas por acidentes, mesmo classificado como periculoso.
fardo que a ele é imposto por causa das pequenos? Quantas horas foram Um exemplo prático é o óleo BPF, que
leis trabalhistas, em especial pelas Normas despendidas para treinar quem vai apesar de ser utilizado como combustível
Regulamentadoras. substituir o acidentado? E olha que não para caldeiras, inflamando em contato
falei ainda em indenizações provocadas com uma fonte de ignição, possui um
por acidentes, ações regressivas da ponto de fulgor elevado (98ºC).
Previdência Social, perdas no índice do Então cuidado, pois há diversos produtos
seguro de acidente de trabalho, adicionais químicos que geram risco de incêndio ou
de insalubridades para atividades que explosão, mas que a legislação brasileira
poderiam ser salubres. Tem também não reconhece para fins de recebimento
aquelas perdas menos tangíveis como a do adicional de periculosidade, pois
desmotivação que um acidente provoca na possuem ponto de fulgor superior a 60ºC.
O que as empresas não percebem é que a equipe ou no desgaste institucional junto à Guilherme José Abtibol Caliri
falta de prevenção é fator de geração de comunidade e aos consumidores. Engenheiro de Segurança do Trabalho e
custos desnecessários e que poderiam ser Tem muitos outros custos para serem Higienista
evitados com ações adequadas. Mas quem levantados. Faça uma lista dos prejuízos

Piadinhas
deveria alertar as empresas sobre esta que a empresa onde você atua está tendo.
visão equivocada? Justamente os Procure quantificá-los e veja se o valor não
profissionais do SST. Seja através do sensibiliza o gestor. Ele provavelmente
SESMT ou daqueles consultores que não conhece este desperdício. Está na hora Um milionário de 67 anos conta ao
desenvolvem ações de prevenção em de você apontar para ele e lembrar que
amigo: Me casei com uma jovem de 19
empresas menores. medidas de prevenção melhoram as
Mas aí vem a pergunta: Como demonstrar anos, linda!
condições de SST e reduzem estas perdas.
para a empresa que ao não investir em Assim fica muito mais fácil de sermos - Como você fez para que uma jovem
prevenção ela tem prejuízo? A resposta reconhecidos pelo nosso trabalho. dessas se casasse com um velho?
começa calculando exatamente quanto a Alexandre Gusmão - Menti minha idade, disse que tinha 88.
empresa desembolsa por ano em Diretor da Revista Proteção

3
J O RN A L S E G U RI T O

Incentivos ou Punições? O conflito entre o


médico do trabalho
A regulação brasileira em matéria de resistências e tentativas de burla (bypass) e o perito do INSS
por parte dos destinatários. Tudo isso sem
É
segurança e saúde do trabalho, seguindo a
tradição de outros países, funda-se sobre contar com a natural propensão do ser comum a situação vivida pelo médico do
um sistema geral de normas cuja humano ao risco, e a manter-se em trabalho ao se defrontar com a “alta” dada
efetividade baseia-se precipuamente na situação de descumprimento normativo, ao empregado pelo perito do INSS, ainda
imposição de penalidades (multa, quando se trata de enfrentar eventual sem condições de exercer plenamente
interdição, tributação, tipificação criminal perda de recursos econômicos derivados suas funções na empresa.
etc.) em caso de descumprimento. No de sanções, o que vem sendo cada vez Ao médico assistencial cabe a função de
Brasil, com algumas exceções (dentre as mais demonstrado nos trabalhos de diagnosticar, tratar e curar (se possível) e
quais podemos citar o Fator Acidentário de behavioral economics. depois, “dar alta” de uma afecção.
Prevenção – FAP), pouco atuamos, em
termos normativos, sob a perspectiva de
CAT
Os incentivos ou prêmios, por outro lado,
embora também tenham seus defeitos,
Ao médico perito do INSS cabe verificar as
condições legais, burocráticas,
incentivar comportamentos desejados por corrigem certas vicissitudes das normas previdenciárias e de evolução dessa
meio da regulação. sancionadoras: os destinatários afecção já tratada, não “dando alta”, mas
Obviamente, nenhum sistema legal usualmente se mostram mais propensos a apenas concedendo ou suspendendo o
lastreia-se somente em premiação, de evidenciar publicamente sua adequação à benefício previdenciário.
modo que não se poderia cogitar substituir regulação, as tentativas de burla ou de Ao médico do trabalho cabe verificar as
completamente as penalidades resistência costumam ser menores e o condições de saúde e de capacidade
normativas. No entanto, a questão é: custo de fiscalização, por essas e outras específica de trabalho no momento do
devemos continuar a priorizar punições razões, tende a decrescer. Reguladores, retorno ou “alta previdenciária”.
em nossa legislação ou seria mais eficaz aplicadores e destinatários das normas O que, de fato acontece, é a absurda falta
que mesclássemos às regras punitivas um costumam estar mais próximos e manter de comunicação entre esses médicos, que
maior número de normas que entre si um fluxo de informações mais deveriam atuar em sintonia, sem
estabelecessem incentivos (prêmios) às amplo e aberto. preponderâncias de egos ou de hierarquia,
condutas desejadas em SST? Por isso, seria bom refletirmos com vagar cada um se achando dono da verdade e do
Uma primeira visão sobre essa questão sobre a introdução de mais normas “paciente”, este sim invariavelmente
poderia concluir que punir o premiais em nosso sistema, tais como prejudicado, com salário ou benefícios
comportamento indesejado seria incentivos a auditorias voluntárias, suspensos, à mercê de estigmas, de
basicamente o mesmo que premiar a redução de tributação sobre máquinas e informações e sugestões trabalhistas e
conduta desejada. Porém, há diferenças equipamentos mais seguros, depreciações judiciais deturpadas.
substanciais entre os dois enfoques. aceleradas para fins tributários de O médico assistencial pode ser bom
Para serem efetivas, punições exigem uma equipamentos que obedecessem às regras especialista, mas não conhece ou confirma
combinação razoável entre severidade da de segurança, entre outras que, pela as condições de trabalho. O médico perito
pena e probabilidade de sua aplicação, o necessária brevidade do texto, deixamos à do INSS se baseia em estatísticas, em
que nem sempre é possível e por vezes reflexão do leitor. exames e relatórios nem sempre
implica severos custos aos órgãos Alexandre Demetrius - Promotor de confiáveis, completos e não tendenciosos.
regulatórios/sancionatórios. Ademais, Justiça no Estado de São Paulo O médico do trabalho recebe o “abacaxi” de
normas punitivas costumam gerar recolocar o funcionário que, após algum
tempo de afastamento, está
A sabedoria de fazer perguntas na higiene e segurança desatualizado, desmotivado, mal
orientado, raivoso e nem sempre apto à
T enho acompanhado de perto a evolução
das SIPATs se é que podemos chamar de
detrimento da mensagem principal da
SIPAT que é formar consciência
jornada produtiva normal e necessária.
E daí entram em briga o líder de produção
evolução... prevencionista nos empregados. (a vaga está ocupada), o RH (tem de fechar
Não, não, não, em alguns casos não é Precisamos urgentemente rever nossas a folha de pagamento), os médicos (com o
mesmo! prioridades! CRM nos ombros) e os advogados à
Algumas SIPATs são chamadas SIPAT Você pode estar pensando que o show é espreita, com o trabalhador tonteado e
Show, ok, nada contra o show! O problema importante para atrair a atenção dos sem rumo.
é que o show tem sido inadequado. empregados. Porém... Quem disse que o Não há chave mágica para a solução, mas
O que você espera de um show é que show é o único artifício para atrair a sim o uso do conhecimento de atribuições
durante o mesmo, seus anseios sejam atenção dos empregados? e do bom senso, coisas raras nos dias
supridos, não é? Existem inúmeras atividades que podem atuais...
No momento de comprar o ingresso já ser incluídas dentro da SIPAT como Luiz Philippe Westin Cabral de
sabemos como queremos ser impactados. gincanas, quebra gelo e mesmo dinâmicas Vasconcellos – Médico do Trabalho.
Por exemplo, se um goiano como eu ou mesmo palestras certas, que,
comprar ingresso de um “show da terra
(sertanejo)” vai querer escutar aquelas
certamente levarão o empregado a pensar
mais nas suas próprias atitudes. Pensar em
Piadinhas .
músicas que vão falar de chifre (ser corno), sua conduta de segurança dentro da
de amor, de sexo sem compromisso ou de empresa. Não podemos reduzir a SIPAT a - Rapaz, estou muito chateado, acho que
como é louco por ela, e blá, blá, blá. um mero show, a menos que esse show me passaram para trás.
Na segurança do trabalho o que se espera venha de fato contribuir com a - Mas como assim? O que aconteceu?
de uma SIPAT é que seja focada em conscientização dos empregados da - Eu emprestei R$ 200 reais a um cego, e
segurança e saúde no trabalho. Sabemos empresa. ele disse que quando ele voltar a me
que hoje em dia não é bem isso que Nestor Waldhelm Neto
ver, ele paga.
acontece. Estão priorizando o show em Técnico de Segurança do trabalho

 4

Você também pode gostar