Você está na página 1de 4

PCNS

Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s),

Em consideração a necessidade de se fazer


referenciais nacionais comuns ao processo da
educação em todas as regiões do Brasil.

Esses documentos, respeitando as diferenças


culturais, regionais e/ou políticas no nosso país,
tiveram um processo de construção de experiências
e estudos, os quais contaram com a colaboração de
inúmeros educadores brasileiros;

Os PCN’s são essenciais para o Ensino Fundamental,


principalmente nas áreas diversas da estrutura do
ensino escolar, a saber:

 Língua portuguesa,
 matemática,
 ciências naturais,
 história,
 arte,
 educação física e,
 língua estrangeira.

Temas de questões relevantes e urgentes da


sociedade brasileira também são retratados nos
PCN’s, como as questões ligadas

 à orientação sexual,
 ao meio ambiente,
 à ética,
 à saúde,
 ao trabalho e consumo, entre outros.

Chamados Temas Transversais.

As principais características dos PCN’s são:

(1) Indicar a necessidade de unir forças entre as


instâncias do governo e da sociedade, apoiando a
escola;

(2) mostrar a importância da participação da


comunidade na escola;

(3) propor estímulos aos educandos, para que


possam compreender a responsabilidade e
compromisso com a aprendizagem; (

4) enfatizar a apropriação de conhecimentos


(conteúdos) socialmente elaborados como base para
a construção da cidadania e da identidade do
educando;

(5) Indicar a necessidade de que a escola deve ter


clareza quanto ao seu projeto educativo;

(6) ampliar a visão de conhecimentos para além dos


conceitos;

(7) evidenciar a importância de tratar dos chamados


temas transversais (citados anteriormente);

(8) valorizar o trabalho dos educadores enquanto


construtores e planejadores das ações pedagógicas
e educativas;
(9) mostrar o valor de desenvolvimentos de
trabalhos que envolvam o uso da tecnologia da
comunicação e educação.

Portanto, é de extrema importância as abordagens


feitas pelos PCN’s.

Uma das questões levadas em consideração é o


analfabetismo, que está concentrado em regiões
como o Nordeste, por exemplo.

Outra questão tratada é a taxa de escolarização,


que tem evoluído nos últimos anos.

Há diversas abordagens esclarecidas pelos PCN’s,


tais como a importância da autonomia do aluno,
interação, cooperação, decisões sobre avaliação etc.

A adolescência, assunto bastante debatido e


refletido atualmente na sociedade, é visto como
uma fase de transição, uma passagem antes da
plena vida social.

Esses indivíduos são considerados “à parte” na


sociedade; daí os jovens não aproveitarem suas
potencialidades e capacidades.

Por isso, a criação de projetos e identidades do


sujeito é de suma importância, esta última
construída no processo de aprendizagem, pois o
educando se mostrará capaz, através de estímulos
ao desenvolvimento do indivíduo.
Muitos temas são discutidos, com respeito à
adolescência, que visam explicitar um período tão
conturbado na vida de um sujeito.

Exemplo desses assuntos são a família, entrada na


juventude, a cultura, o lazer, a diversão, os grupos,
mídia etc. por fim, é destacada a importância de se
aplicar tecnologias de comunicação e expressão, já
que o desenvolvimento tecnológico evoluiu
bastante, especialmente no século XX.

Afirma que essas novas formas de comunicação


ajudarão no processo de construir novas formas do
conhecimento.