Você está na página 1de 4

Filosofia 11.

º ano

Racionalidade científica e a questão da objetividade – Thomas


Kuhn

1. Seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.


Para Kuhn, a incomensurabilidade de paradigmas:

a) significa a impossibilidade de medir corretamente objetos na fase pré-


científica.
b) implica que, na comparação entre paradigmas científicos, os mais
avançados conseguem integrar os menos avançados.
c) é a propriedade que torna o paradigma incompreensível.
d) significa que os paradigmas são incompatíveis entre si.

2. Seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.


Para Kuhn, a ciência progride:

a) em três fases (fase conservadora, fase crítica e fase revolucionária).


b) em três fases (fase normal, fase crítica, fase revolucionária).
c) caoticamente.
d) em quatro fases (fase normal, fase crítica, fase revolucionária e fase
supernormal).

3. Seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.


Na proposta kuhniana, uma anomalia é:

a) uma qualquer falha que acontece no âmbito de um paradigma.


b) uma hipótese de trabalho colocada no âmbito de um paradigma para
resolver um problema.
c) uma falha ou falhas significativas no paradigma que o coloca em causa.
d) o modo como funciona a ciência no período pré-científico.

4. Seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.


Na fase crítica da ciência:

a) o trabalho científico é cumulativo.


b) a ciência é pré-paradigmática, o que implica um esforço crítico mais
aprofundado do que na ciência paradigmática.
c) o paradigma não é contestado.
d) a perceção de anomalias abre caminho à discussão dos princípios
fundamentais do paradigma.
Filosofia 11.º ano
5. Seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.
A ciência, para Kuhn, é objetiva?

a) Sim, porque a escolha entre paradigmas é feita com base em critérios


como a exatidão, a consistência, o alcance, a simplicidade e a
fecundidade.
b) Não, porque na escolha entre paradigmas a subjetividade acaba por ter
um papel decisivo.
c) Sim, porque estuda objetos.
d) Não, porque as ciências são apenas conjeturas que poderão ser
falsificadas.

6. Classifica as seguintes afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F).

A. Kuhn rejeita uma visão cumulativa do progresso científico.


B. Segundo Kuhn, a revolução paradigmática dá lugar a uma reconstrução
que altera não apenas princípios teóricos como também métodos,
aplicações e instrumentos.
C. Ao contrário de Popper, Kuhn rejeita que a ciência encaminhe para a
verdade.
D. Kuhn opõe-se a Popper porque é um indutivista.
E. Kuhn desvaloriza o papel das comunidades científicas valorizando o papel
do cientista isolado.

7. Classifica as seguintes afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F).

A. Para Kuhn a escolha entre teorias rivais é meramente subjetiva.


B. Para Kuhn, uma revolução mantém a estrutura teórica em vigor mas
acrescenta-lhe novos conhecimentos considerados revolucionários.
C. Para Kuhn, a comunidade científica não tem importância para a
construção da ciência.
D. As revoluções paradigmáticas são raras.
E. Para Kuhn, apesar da ciência não ser totalmente objetiva, há critérios
objetivos que são partilhados por toda a comunidade científica como a
exatidão, a consistência, o alcance, a simplicidade e a fecundidade.

8. Completa os espaços com as opções corretas de forma a obteres afirmações


verdadeiras.

A _________________, atividade na qual a maioria dos cientistas emprega


inevitavelmente quase todo o seu tempo, é baseada no pressuposto de que
a _________________ sabe como é o mundo. (…) Algumas vezes um
problema comum, que deveria ser resolvido por meios das regras e
procedimentos conhecidos, resiste ao ataque violento e reiterado dos
membros mais hábeis do grupo em cuja área de competência ele ocorre.
Noutras ocasiões, uma peça de equipamento, projetada e construída para
fins de pesquisa normal, não funciona segundo a maneira antecipada,
revelando uma _________________ que não pode ser ajustada às
expectativas profissionais, não obstante esforços repetidos. Desta e de
Filosofia 11.º ano
outras maneiras, a ciência normal desorienta-se seguidamente. (…) São
denominados de _________________ os episódios extraordinários nos quais
ocorre essa alteração de compromissos profissionais.

T. Kuhn, A Estrutura das Revoluções Científicas, 1998, Perspectiva, pp. 24-25.


Opções:
ciência formal, ciência normal, ciência informal, comunidade local, comunidade
regional, comunidade científica anomalia, normalidade, conformidade, revelações
científicas, revoluções científicas, iluminações científicas.

9. Estabelece a correspondência entre os conceitos e as respetivas definições


das colunas abaixo.

1. Paradigma A. Modelo de trabalho, ou ideias com a sua própria


verdade interna, que estabelece a base da prática
2. Revolução científica diária. É apenas substituído em caso de
científica rutura drástica ou revolução científica.

3. Ciência normal B. Episódio de um desenvolvimento científico não


cumulativo, no qual um paradigma mais antigo é
4. Comunidade substituído, total ou parcialmente, por um novo,
científica com ele incompatível.

C. Ciência que se faz no contexto de um paradigma e


que o encara como um corpo estável de
conhecimento que não deve ser desafiado. É a
atividade que consiste em resolver problemas
dentro das regras do paradigma.

D. Cientistas cujas investigações se baseiam em


paradigmas partilhados. Empenham-se em seguir
as mesmas regras e critérios de prática científica.

10. Estabelece a correspondência entre os conceitos e as respetivas definições


das colunas abaixo.

1. Crise A. Período em que a acumulação de anomalias é elevada


e em que o paradigma entra em rutura. Pode tornar-
2. Ciência se definitivamente séria quando, paralelamente, um
extraordinária novo paradigma começa a emergir.

3. Anomalia B. Prática científica que, durante os períodos de crise, se


desenvolve à margem do paradigma dominante.
4. Pré-ciência
C. Falhanços na prática científica normal que, quando em
grande número e grau, põem em causa o paradigma.

D. Atividade desorganizada e diversa que marca o


período que antecede a formação de uma ciência e
que termina quando uma comunidade científica adere
Filosofia 11.º ano
a um paradigma.
Racionalidade científica e a questão da Soluções
objetividade – Thomas Kuhn

1. d)

2. b)

3. c)

4. d)

5. b)

6. A – V; B – V; C – V; D – F; E – F.

7. A – F; B – F; C – F; D – V; E – V.

8. ciência normal; comunidade científica; anomalia; revoluções científicas.

9. 1 – A; 2 – B; 3 – C; 4 – D.

10. 1 – A; 2 – B; 3 – C; 4 – D.

Você também pode gostar