Você está na página 1de 25

Caro funcionário,

É com muito prazer que lhe damos as boas-vindas como o mais novo membro do time do Sistema
OCB/RJ.

Contamos, a partir de agora, com sua dedicação e profissionalismo, para atender nossos clientes
com eficácia. Conforme palavras do nosso Superintendente Abdul Nasser, você está ingressando
em uma Organização, e terá a oportunidade única de contribuir para fazer a diferença na vida de
milhões de pessoas no Estado do Rio de Janeiro. Temos o privilégio de trabalhar em uma
Instituição que tem por finalidade ajudar pessoas a construir um Rio+Coop.

Para tornar mais fácil a sua integração, desenvolvemos esse manual, para que tenha conhecimento
dos procedimentos, normas e políticas da empresa. Recomendamos que leia com atenção e
guarde para consultas posteriores.

Seja bem-vindo!
Sumário

Quem somos .............................................................................................................................................. 4

CNCOOP .................................................................................................................................................. 4

OCB ......................................................................................................................................................... 4

Sescoop .................................................................................................................................................. 6

Valores Internos ........................................................................................................................................ 8

Normas e Procedimentos .......................................................................................................................... 8

Jornada de trabalho ................................................................................................................................... 9

Banco de Horas ......................................................................................................................................... 10

Deveres dos colaboradores ...................................................................................................................... 10

Ética Profissional ....................................................................................................................................... 10

Nossos benefícios ..................................................................................................................................... 11

Programas do Sistema ............................................................................................................................. 13

Programas da Promoção Social ............................................................................................................. 13

Programas da Formação Profissional .................................................................................................... 14

Programas do Monitoramento .............................................................................................................. 15

Programas da Comunicação e Tecnologia da Informação ..................................................................... 16

Programas da Controladoria .................................................................................................................. 16

Programas da Gestão de Pessoas ........................................................................................................... 17

Plataformas de Treinamento do Sistema OCB .......................................................................................... 18

Site Institucional e Redes Sociais .............................................................................................................. 19

Campanha Publicitária Rio + Coop ............................................................................................................ 19

Plano de Cargos e Salários ........................................................................................................................ 20

Mapa Estratégico Sescoop 2021-2023 ..................................................................................................... 22


Página |4
Quem Somos?
O Sistema OCB/RJ é formado por duas Instituições: o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado
do Rio de Janeiro (OCB/RJ) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de
Janeiro (Sescoop/RJ). Nascemos com o objetivo de unir pessoas que acreditam no cooperativismo.

Nos organizamos para fortalecer o movimento cooperativista e defendê-lo como modelo socioeconômico
capaz de transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades
para todos. Ser cooperativista é acreditar que juntos podemos mais.

Além das unidades estaduais, como a do Rio de Janeiro, existe o Sistema OCB, que tem sua sede localizada
em Brasília. A instituição é composta por três Organizações, cada uma com sua função específica e todas
sempre trabalhando juntas pelo cooperativismo. Conheça como trabalha cada uma das nossas instituições
e o que elas podem fazer pelas cooperativas e pelo país.

CNCOOP
Confederação Nacional das Cooperativas. É a entidade sindical de grau máximo das cooperativas. Seu
trabalho é defender os interesses da categoria, promovendo, ainda, a integração entre as federações e os
sindicatos de cooperativas. Uma atuação que acontece em diversas esferas, sempre em busca de avanços
que façam do cooperativismo um movimento cada vez mais forte.

Mapa Sindical

OCB
Organização das Cooperativas Brasileiras. Promove o cooperativismo junto aos poderes Executivo,
Legislativo e Judiciário e representa o movimento dentro e fora do país. A Unidade do Rio de Janeiro
(OCB/RJ foi criada para ser a voz das cooperativas do estado do Rio de Janeiro. Estamos sempre presentes,
mostrando todos os benefícios que o cooperativismo é capaz de trazer para as pessoas e para o país.
Atuamos em busca de conquistas e avanços para o setor. Entenda como a OCB/RJ cria redes de
relacionamento para deixar o cooperativismo brasileiro cada vez mais forte.
Página |5

Missão da OCB:

Promover um ambiente favorável para o desenvolvimento das cooperativas brasileiras, por meio da
representação político-institucional.

Organograma:

Diretoria

Presidente: Vinícius de Oliveira Mesquita


Vice-Presidente: Carlos Alberto dos Santos Pêgo
Secretária de Cultura e Formação: Maria do Carmo Sertã Passos
Secretário de Finanças: Ildecir Rangel Sias
Secretário de Projetos Especiais: Wagner Guerra da Silva
Secretário de Relações Sindicais e Institucionais: Carlos Henrique Rosa da Silva
Secretário Geral: Francisco Carlos Bezerra da Silva

Conselho Fiscal Suplentes:


Titulares:
Mário José dos Santos Fernandes
Cláudio Henrique da Silva Alex de Oliveira e Silva
Carlos Alberto da Costa Zaranza Severino Vicente de Lima
Antônio José Pascoal de Araújo

Quadro de colaboradores:

Coordenação: Suelen Silvestre


Relações Governamentais e Institucionais: Julio Dalmaso
Administrativo e Financeiro: Gloria Gomes
Igor Daher
Jorge Camilo
Página |6

SESCOOP
A 20 anos, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) acompanha de perto as
cooperativas brasileiras com a finalidade de oferecer soluções para a sustentabilidade do negócio. A
instituição existe com a finalidade de promover a autogestão e difunde a cultura cooperativista. Integrante
do Sistema S brasileiro, o Sescoop foi criado pela Medida Provisória nº 1.715/1998 e regulamentado pelo
Decreto nº 3.017/1999.

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro (Sescoop/RJ) é a


entidade que atua na área de educação e desenvolvimento do cooperativismo fluminense. Contribuímos
para a autogestão das cooperativas, garantindo maior competitividade e, além disso, o atendimento aos
interesses dos cooperados. Com base na realidade das cooperativas, identificamos quais são as melhores
soluções de acordo com suas necessidades.

Missão do Sescoop

“Promover a cultura cooperativista e o aperfeiçoamento da gestão para o desenvolvimento das


cooperativas brasileiras”.

Para que possamos transformar os ideais cooperativistas em atitudes, trabalhamos em três áreas:
monitoramento das cooperativas, formação profissional e promoção social dos cooperados e assim
também as comunidades onde estão inseridas.

Conjunto de atividades integradas de Desenvolver conhecimentos, habilidades e Promover ações com enfoque educativo e,
diagnóstico e acompanhamento da atitudes necessárias para o dessa forma, estimular a cultura da
identidade, da governança, da gestão e do desenvolvimento humano e organizacional, cooperação, o bem-estar e a qualidade de
desempenho para subsidiar o planejamento através da oferta de soluções de melhoria vida das pessoas, contribuindo para o
das ações com o intuito do desenvolvimento para as cooperativas. desenvolvimento sustentável das
sustentável das cooperativas. cooperativas e, por consequência, de suas
comunidades..

Dessa maneira, a contribuição do Sescoop/RJ para o desenvolvimento organizacional das cooperativas é


sustentada por meio de três entregas (diagnóstico, conhecimento, desenvolvimento humano), integradas
e inter-relacionadas, conforme imagem abaixo:

No Sescoop/RJ trabalhamos com três pilares principais para o desenvolvimento das cooperativas: redução
de custo operacional, aumento de receita e intercooperação.

A fonte de recursos do Sescoop provém das próprias cooperativas, que passaram a destinar o valor das
contribuições de 2,5% (dois e meio por cento) sobre a folha de salários dos empregados em cooperativas,
repassados mensalmente pela Diretoria de Arrecadação do INSS. Toda a prestação de contas do Sescoop é
submetida ao Tribunal de Contas da União.
Página |7

ORGANOGRAMA

Conselho Administrativo:

Efetivo: Suplente:
Esther Ferreira Araújo Ronaldo Azevedo Vieira
José Marcos Bezerra Jorge Farha
Geovani Athayde Esquincalha Susan Miyashita Vilela
Sebastião Carlos Lima Barbosa

Conselho Fiscal:

Efetivo: Suplente:
José Ricardo Martins Luiz Carlos Costa França
Henrique Alves do Nascimento Antônio Ribeiro Gomes
Francisco José Ribeiro Leda Marco Antônio da Silva

Diretoria Executiva:

Presidente do Conselho de Administração: Vinicius Mesquita


Superintendente: Abdul Nasser
Controladoria: Jorge Lobo
Gerência de Operações: Eduardo Gomes
Gerência de Desenvolvimento: Jerusa Marques
Página |8

Quadro de colaboradores:

Compras Comunicação e TI Formação Profissional


Fabiana Andrade Bruno Oliveira Jane Nuñez
Patricia Loiola Richard Hollanda Monique Neves
Deborah Rocha Jonathas Barbosa Jéssica Cardoso
Sandra Carvalho Yan Fonseca Lucas Oliveira
Gabriela Mandarino
Lukas Fonseca

Gestão de Pessoas Presidência Promoção Social


Fabiana Moura Mariana Castor Camila Feitosa

Monitoramento Escritórios Regionais Administrativo/Financeiro


Bruno Fonseca Jorge Pecly Denise Souza
Thiago Sartori Silvio Bruno Eliane Villela
Krisna Mello Willian Azevedo
Murilo Baiero

Valores Internos

1º - PRATIQUE A GRATIDÃO!
2º - SORRIA E FAÇA SORRIR
3º - VÁ ALÉM E SURPREENDA!
4º - VIVA COM GARRA!
5º - COMUNIQUE-SE DE FORMA SINCERA, HONESTA E GENTIL.
6º - CRIE VALOR E GERE RESULTADOS.
7º - SIMPLIFIQUE E FAÇA MAIS COM MENOS.
8º - FORTALEÇA O TODA A EQUIPE.
9º - ESPALHE GENTILEZA E ENGRANDEÇA RELAÇÕES!
10º - CELEBRE!
11º - SEJA REFERÊNCIA

Normas e Procedimentos:

O Sescoop/RJ definiu suas Normas administrativas com objetivo de fornecer


orientações e normatizar as etapas dos processos administrativos contribuindo de
maneira efetiva para o ganho em agilidade e clareza na execução das respectivas
atividades. Abaixo estão listadas nossas normas.

Norma 001: Procedimento Fundo Fixo de Caixa


Norma 002: Procedimento para Requisição
Norma 003: Procedimentos gerais para Contratação
Norma 004: Procedimento para Emissão de autorização de pagamentos
Página |9
Norma 005: Norma de Pessoal
Norma 006: Norma de Incentivo ao desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional
Norma 009: Norma de Controle de bens permanentes
Norma 011: Procedimentos para sindicância
Norma 012: Procedimentos de TI
Resolução 002/2019: Regulamentação de Despesas de Viagens
Resolução 002/2021: Regulamenta a utilização dos veículos locados que compõem a frota do Sescoop/RJ.
Resolução 003/2021: Regulamenta a aquisição e utilização dos veículos que compõem a frota do
Sescoop/RJ.
Resolução 004/2021: Dispõe sobre o Estudo Atualizado do Custo Operacional de Veículo em Serviço do
Sescoop/RJ.
Resolução 850/2012: Regulamento de Licitações e contratos do Sescoop

Essas Normas estão disponíveis no Servidor: https://sescooprj.sharepoint.com/:f:/s/colaboradores/Em-


5KVTVPlNNtgX3j_8W7EcBur3BKFrGSVTbKuvjBA-Spw?e=Z4l2f3

Jornada de Trabalho

O controle da jornada de trabalho é feito através do Ponto Eletrônico, que se encontra no Mezanino do
prédio. Ele deve ser marcado diariamente exatamente para registrar o horário verdadeiro de trabalho do
colaborador.

Todo colaborador deverá marcar seu ponto no início, no intervalo e no final de sua jornada. Caso esteja em
visita externa ou aconteça algo fora do comum deverá comunicar ao setor de Gestão de Pessoas e,
posteriormente, justificar no sistema de ponto, através do Portal RH.

A sua jornada tem duração de 8 horas, iniciando às 9h e finalizando às 18h, sendo o intervalo de 12h30 às
13h30, devendo o colaborador cessar exatamente no horário fixado para o encerramento de cada período,
devendo ser evitada a prática de permanência de empregados no serviço após o término do expediente.

Conforme o disposto no § 1º do artigo 58 da CLT, não serão descontadas nem computadas como jornadas
extraordinárias as variações de horário no registro de ponto não excedentes ao limite máximo de 10
minutos diários.

Em caráter excepcional e desde que haja imperiosa necessidade do serviço, a jornada normal de trabalho
do empregado poderá ser prorrogada, no máximo, por até 2 (duas) horas diárias, desde que haja
autorização de algum membro da Diretoria Executiva.

Em caso de falta ou atraso, o colaborador deverá em contato com o setor de Gestão de Pessoas, informando
o motivo da ocorrência e no retorno ao trabalho preencher a justificativa de ponto. Em caso de falta por
motivo de licença médica, o colaborador deverá enviar de imediato cópia do atestado.

No período que o funcionário estiver em formato de trabalho home office, não haverá o controle da jornada
de trabalho, porém todo empregado se compromete a respeitar a jornada contratual de 8 (oito) horas
diárias e 40 (quarenta horas) semanais, em atendimento as leis trabalhistas vigentes e ao Termo Aditivo de
Contrato de Trabalho. Nesse estilo de trabalho, caso ocorra alguma demanda em horário divergente, o
colaborador deve informar ao RH, sua gerência e a sua equipe com antecedência, e ainda realizar a sua
jornada em um horário que não ultrapasse esse limite diário. Ex: Se tenho reunião às 8h irei comunicar ao
RH e encerrarei as atividades as 17h. Nesse dia a sua equipe não deverá fazer solicitações após esse horário.
P á g i n a | 10
Banco de Horas

O Sistema OCB/RJ admite em Acordo Coletivo de Trabalho a compensação de horas,


através de banco de horas, considerando para o processo CRÉDITOS as horas
trabalhadas em excesso à jornada normal, e considerando DÉBITOS as horas que
foram deixadas de trabalhar pelos empregados, com justificativa na forma da lei e/ou
não abonadas pela Gerência.

A apuração dos créditos e débitos se fará mensalmente, mediante apuração dos registros de ponto dos
empregados, incluindo trabalhos externos. O Banco de Horas terá início em 1º de maio e vigorará até 30
de abril do ano seguinte, devendo ser pago ou descontado em dinheiro o saldo apurado até esta data.

As inconsistências no registro de frequência por parte do colaborador deverão ser justificadas através do
portal de RH, e deverão ser aprovadas ou não pelo gestor de sua área. As documentações comprobatórias
deverão ser entregues ao setor de Gestão de Pessoas.

Deveres do Colaborador

➢ A utilização do crachá é obrigatória. Ele é sua identidade funcional e seu cartão de acesso ao Sistema.
Mantenha-o sempre visível.
➢ Sempre marque seu ponto no início e no final de sua jornada, essa é uma garantia que esteve em seu
trabalho. Caso esteja em visita externa ou aconteça algo fora do comum, não se esqueça de justificar
seu ponto através do Portal RH.
➢ Em casos de doença, o atestado deve ser comunicado e enviado ao RH imediatamente e, ao retorno,
deverá ser entregue cópia física.
➢ Não é permitido fumar nas dependências do Sistema.
➢ Comunicar ao setor de RH as mudanças que se refiram às alterações cadastrais.
➢ Zelar pelo patrimônio da Organização e pela segurança dos seus colegas.
➢ Desempenhar com zelo suas atividades e manter limpo o local de trabalho.
➢ Obedecer às Normas, ao Regimento Interno, Estatuto e Código de Ética.
➢ Comunicar previamente ao setor de RH as ausências durante o expediente

Ética Profissional

Ética profissional é o conjunto de princípios morais que devem ser respeitados


no exercício de uma profissão. Ser ético é direcionar seu comportamento
profissional, sempre a bem da verdade e da moral, é manter sigilo, ser
discreto, evitar fazer comentários acerca do seu trabalho com pessoas que
sejam de outro setor, valorizar sua função assim como o setor no qual você trabalha. Cabe ao profissional
zelar pelo prestígio e pela responsabilidade de sua profissão, tratando-a sempre como um dos bens mais
nobres, contribuindo, através do exemplo de seus atos (postura), para elevar a categoria, obedecendo aos
preceitos morais (ética) e legais.

É importante lembrar que a imagem que o cliente do Sistema OCB/RJ tem de você é a que ele forma da
empresa como um todo. Sendo assim, é preciso ter um cuidado muito especial com sua postura e atitudes
no ambiente de trabalho. Cuide de sua apresentação, pois somos avaliados pela imagem que passamos
para o outro. E isso inclui o comportamento: devemos ter cuidado com o que falamos e a forma como
falamos, tendo o bom senso de adequar nosso comportamento e roupas de acordo com o ambiente.
P á g i n a | 11
O que não devemos fazer?

✓ Poluição visual: Não devemos utilizar roupas curtas , decotadas , transparentes e extravagantes,
bijuterias em excesso, calças rasgadas, desfiadas, muito coladas ao corpo e com cintura muito baixa que
deixa a barriga de fora, tênis, chinelos, sandáilias estilo “rasteirinha” e sapatos de borracha.
✓ Poluição verbal: Não devem ser usados gírias e palavrões.
✓ Atitudes negativas: reclamar de tudo, debochar das pessoas, prestar atenção na conversa das pessoas,
demonstrar má vontade para realizar tarefas, responder com agressividade ou brincadeiras de mau gosto.
Diante do cliente, você representa mais que um profissional, você representa nossa Instituição.

Nossos benefícios:

➢ Plano odontológico:

O Plano odontológico oferecido aos colaboradores é a Uniodonto Duque de Caxias,


que possui 21 anos de atuação, e a sua rede está distribuída em âmbito nacional.
Ao optar pelo plano, o colaborador poderá incluir qualquer dependente. O titular irá contribuir com o valor
correspondente a 5% (cinco por cento) do custo do plano, e para os que optarem por incluir dependentes,
será cobrado o custo integral do benefício. Esses valores serão descontados na remuneração mensal do
funcionário.

Titulares R$ 1,19
Dependentes R$ 23,75

➢ Plano de saúde:

O SESCOOP/RJ concede aos colaboradores interessados o plano de saúde Versátil da


Unimed Seguros, com cobertura Nacional.
Ao aderir ao plano, o colaborador poderá realizar a inclusão de dependentes diretos, tais
como cônjuge e filhos. Ao final do mês é descontado do vencimento do empregado, o valor correspondente
a 5% (cinco por cento) do custo do plano de saúde e para os que optaram por incluir dependentes, é
descontado o valor integral referente aos respectivos planos. O benefício sempre sofre reajuste no mês de
abril.

Titulares R$ 34,69
Dependentes R$ 693,71

➢ Vale Alimentação

Será fornecido aos colaboradores o valor de R$ 449,14 mensais referente ao auxílio


alimentação. No mês de dezembro, o benefício será concedido em dobro, a título de cesta de
natal. Em casos de afastamento, o SESCOOP/RJ fornece pelo período de 6 meses o auxílio.
Para a concessão do benefício é descontado do colaborador 5% do valor do vale alimentação.

Valor descontado atualmente: R$ 22,46

➢ Vale Refeição:

Conforme Acordo Coletivo, é fornecido aos colaboradores que trabalham 08 horas, o valor de R$
33,43 diários, sendo sempre liberados 22 tickets por mês. Apenas no mês de férias e admissão o
P á g i n a | 12
benefício será fornecido proporcionalmente. Ao final do mês, é descontado do funcionário o valor referente
a 5% do benefício recebido.

Valor descontado atualmente: R$ 36,78

➢ Seguro de Vida e Auxílio Funeral:

A Organização fornece uma apólice para os colaboradores, referente à Seguro de vida e


auxílio funeral da Unimed Seguros. Para os colaboradores que aceitarem o benefício é descontado o valor
referente a 18,47% do custo deste auxílio.

COBERTURAS CAPITAL ATUAL


M R$ 100.000,00
Valor descontado atualmente: R$ 4,49
EA R$ 100.000,00
IPA R$ 100.000,00
IFPD R$ 100.000,00
GFI R$ 5.000,00

➢ Auxílio creche

O Sistema OCB/RJ fornece o reembolso no valor referente a 10% do piso salarial da categoria, pago
mensalmente, por filho com idade até 06 (seis) anos, matriculado em creche e/ou sistema regular de
ensino, mediante apresentação de comprovante de pagamento.
O mesmo fica estabelecido para filhos em condições especiais ou excepcionais, com apresentação de
comprovantes e despesas médicas. Os comprovantes de pagamento deverão ser entregues até o dia 15 de
cada mês, não podendo ter acúmulo de recibos. Atualmente o valor concedido é de R$ 130,10.

➢ Vale Transporte

Conforme legislação vigente o colaborador que desejar, receberá o Vale transporte através dos cartões
fornecidos pela empresa Fetranspor. Haverá um desconto em sua remuneração mensal de 6% sobre o
salário base útil, limitado ao valor total do vale transporte.

Os colaboradores que estiverem em auxílio-doença, acidentário ou de licença-maternidade permanecerão


com os benefícios Odontológico, Plano de Saúde, Seguro de vida. O Vale alimentação será concedido até o
6º (sexto) mês de afastamento. Em razão do afastamento, o colaborador que não tiver direito a
remuneração pela empresa deverá efetuar o pagamento do percentual de descontos dos benefícios no
setor financeiro do SESCOOP/RJ até o dia 10 de cada mês.

➢ Cadeira de Massagem

O Sistema OCB/RJ possui uma cadeira de massagem no 5º andar pensando no


bem-estar de seus colaboradores e representantes de cooperativas. Temos
direito a realizar aproximadamente 8 massagens por mês, conforme a sua
necessidade. O colaborador deverá retirar o voucher no setor de Gestão de
Pessoas toda vez que for utilizar.
P á g i n a | 13
➢ Café da manhã

O Sistema OCB/RJ oferece aos colaboradores café da manhã no horário das


08h30 às 9h.

➢ Acordo Coletivo de Trabalho

O Sescoop/RJ junto com o representante de funcionários e os sindicatos de


classes, firma anualmente o Acordo Coletivo de Trabalho e admite esse ao invés
da Convenção coletiva, garantindo mais benefícios aos colaboradores. O Acordo
tem comodata base o dia 1º de maio.

Programas do Sistema

Promoção Social

O Dia de Cooperar (Dia C) é uma iniciativa das cooperativas brasileiras, e


consiste na promoção e estímulo à realização de ações voluntárias
diversificadas e simultâneas nos diversos estados. As ações são definidas e
executadas pelas próprias cooperativas e contam com o apoio do Sescoop/RJ,
na capacitação, divulgação e valorização das práticas.

No Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado no primeiro sábado de


julho, o Sistema OCB – por meio das unidades estaduais - realiza um evento simultâneo em todo Brasil com
foco comemorativo e de reconhecimento às ações, onde são ofertados à comunidade atendimentos e
serviços voluntários, além de atividades com temas ligados a cultura, educação, responsabilidade
socioambiental, saúde, esporte e lazer etc.

Assim, mostrando à comunidade cooperativista e demais setores da sociedade, o potencial de atuação das
cooperativas no campo da Responsabilidade Social.

No ano de 2020 e de 2021, devido o cenário de pandemia, a Celebração do Dia C é realizada em formato
de live. Você pode conferir a live de 2020, através do link https://www.youtube.com/watch?v=2-
zgtsCs9V8&t=1427s

Você pode saber mais do programa acessando o site do Dia C https://diac.somoscooperativismo.coop.br/

Você também pode assistir ao vídeo da campanha de 2021, clicando


na imagem ao lado.
P á g i n a | 14
O objetivo do Programa Cooperjovem é disseminar a cultura da cooperação,
baseada nos princípios e valores do cooperativismo, por meio de atividades
educativas. Nas escolas vinculadas ao programa imperam a harmonia e o trabalho
em equipe. Professores, alunos e a própria comunidade são estimulados,
diariamente, a vivenciar valores importantes, e muito conhecidos por todos os cooperativistas, como:
cooperação, voluntariado, solidariedade, autonomia, responsabilidade, democracia, igualdade e equidade,
honestidade e ajuda mútua.

O projeto Cooperativismo nas Universidades tem como objetivo levar aos


universitários a oportunidade de conhecer o Cooperativismo, promovendo a
educação cooperativista. Apresentar o cooperativismo como um modelo de

negócio sustentável, de economia participativa, que tem como objetivo promover o bem-estar social para
todos os associados, bem como, ressaltar a importância da união e da cooperação através da filosofia
cooperativista e realizar a prospecção de novos cooperados.

Constituído por mulheres e homens do sistema cooperativista do estado do Rio


de Janeiro, o Comitê Gestor de Gênero Dona Terezita é um órgão vinculado ao
Sistema OCB/RJ. O objetivo é desenvolver ações e conceitos com base nos

princípios e nos valores do cooperativismo, especialmente para alcançar a igualdade de gênero e


empoderar as mulheres nas cooperativas e em nossa sociedade. A atuação do Comitê está relacionada à
área de Promoção Social e alinhada à Agenda 2030 e do ODS 5 – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Formação Profissional

O Programa de Formação de Gestores em Cooperativas tem por objetivo


promover elevada estrutura de aprendizado e certificação profissional em
governança e educação executiva para o ecossistema das cooperativas. O
programa é formado por 6 módulos, 4 trilhas e 480h.
Em paralelo com esse programa, existe o CERTICOOP - Prova de Certificação Executiva em Finanças
cooperativista, que tem por objetivo promover junto às cooperativas do Estado do RJ a certificação
profissional exclusiva de qualificação dos cooperados para o exercício e responsabilidades de cargos em
diretorias e conselhos de administração e fiscal. A certificação é dividida em três categorias de acordo com
os módulos do PFGC/RJ: Certificação em Gestão Executiva de Cooperativa, Certificação de Conselheiro
Cooperativista e Certificação Executiva em Finanças Cooperativista.

São as capacitações oferecidas conforme os critérios dos Programa PDGC, sendo


eles: cliente, liderança, sociedades, pessoas, estratégia e planos, governança e
processos. Você pode conferir essas capacitações no nosso site, na parte de
Formação Profissional.

A juventude brasileira tem espaço garantido no cooperativismo. Hoje, centenas


de cooperativas oferecem vagas de aprendiz, abrindo as portas do mercado de
trabalho para estudantes entre 14 e 24 anos. É nelas que eles aprendem um
pouco sobre a própria profissão e também sobre a cultura cooperativista.
Para garantir que realmente aproveitem essa experiência, o Sescoop criou o programa que estabelece
parâmetros para a contratação, supervisão do trabalho e formação desses estudantes, e prevê a
participação dos jovens em treinamentos e dinâmicas em grupo. Nelas, são chamados a refletir sobre a
importância de vivenciar, dentro e fora do ambiente de trabalho, alguns valores cooperativistas, como a
igualdade de tratamento, a solidariedade, a honestidade e a transparência.
P á g i n a | 15
Monitoramento e Desenvolvimento

O Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC) é um dos


programas do Sescoop voltados ao desenvolvimento da autogestão das
cooperativas; seu objetivo principal é promover a adoção de boas práticas de
gestão e de governança pelas cooperativas. A metodologia desse Programa está
pautada no Modelo de Excelência da Gestão® (MEG) da Fundação Nacional da
Qualidade (FNQ), que é um modelo referencial utilizado para promover a melhoria da qualidade da gestão
e o aumento da competitividade das organizações. O Programa é aplicado em ciclos anuais, visando à
melhoria contínua a cada ciclo de planejamento, execução, controle e aprendizado.
Para saber mais sobre o programa, clique aqui.

O Programa de Acompanhamento de Gestão Cooperativa consiste em um


diagnóstico das cooperativas, com orientações e planos de melhoria, por meio do
Instrumento de Acompanhamento da Gestão Cooperativista. O programa faz uma
rodada de avaliações que revela o quanto sua cooperativa está alinhada ao mercado em relação às questões
societárias, aos princípios e às boas práticas de trabalho cooperativista. Quem não estiver em conformidade
pode traçar um planejamento para melhorar. Quem estiver em conformidade pode se preparar para alçar
voos cada vez maiores. Afinal, a conformidade diminui muito os riscos de uma operação, aumentando
significativamente as chances de sucesso.

São encontros mensais em que as cooperativas Fluminenses fazem uma rápida


apresentação de vendas explicando sobre seus produtos e serviços e também
as suas necessidades de compras e contratações, as atuais e futuras, a fim de
promoverem novos negócios por meio da intercooperação. E a cada encontro
um tema específico é debatido por um palestrante convidado. A participação no Balcão é pontuada
incluindo os negócios gerados. Ao fim do ano serão reconhecidas as 10 + COOP.

O Censo do Cooperativismo Fluminense tem como objetivo atualizar as


informações das cooperativas fluminenses para o fortalecimento da defesa e
representação do Sistema Cooperativista, além da apresentação de soluções de
desenvolvimento organizacional e humano adequados à realidade das
cooperativas. As informações aqui levantadas irão nortear medidas estratégicas do Sistema OCB-SESCOOP
RJ para melhores ofertas de soluções.

A iniciativa consiste em uma série de visitas às cooperativas fluminenses


(Presencial e on-line), com o intuito de buscar aproximação com seus dirigentes e
cooperados, além de trabalhar ações em conjunto que possam contribuir na
melhoria da gestão e da governança das instituições cooperativistas, com foco na
redução de custos, no aumento das receitas e na intercooperação.

Plataforma criada em 2020, que unifica todas as informações do setor, em tempo


real e de maneira eficaz e que gera indicadores e dados que demonstrem o quanto
o cooperativismo contribui com o desenvolvimento econômico e social da
sociedade brasileira. A inserção das informações pela cooperativa é um dos
requisitos para manter a regularidade no Sistema OCB/RJ e para ter acesso aos programas e ações
desenvolvidas pela Unidade. Para saber mais, clique aqui .
P á g i n a | 16

O informe técnico são publicações realizadas mensalmente que tem por objetivo
fazer com que as cooperativas fluminenses tenham acesso a dados e orientações
de tudo o que acontece no cooperativismo brasileiro.

As cooperativas Fluminenses podem contar com a OCB/RJ no cadastramento e


renovação no Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Cargas
(RNTRC). Diferentemente dos demais sindicatos e entidades de representação, a
OCB/RJ não cobra pelo serviço de recadastramento prestado às cooperativas que
encontram-se regulares. Temos ajudado a verificar os documentos necessários ao
recadastramento e a fazer o registro no sistema, elaborado pela Agência Nacional
de Transporte Terrestre (ANTT).

Anualmente o Sistema OCB promove premiações que visam reconhecer ações


relevantes de nossas cooperativas. Nos anos ímpares acontece o Prêmio Somos
Coop Excelência de Gestão e nos anos pares, o Prêmio Somos Coop Melhores do
ano. Você pode assistir o vídeo de 2021 clicando aqui.

Tecnologia da Informação e Comunicação

O Programa Sescoop/RJ na nuvem visa fazer o levantamento toda estrutura interna


para a nuvem, fazendo com que o acesso possa ser de qualquer lugar, melhorando
a segurança da informação interna e externa. Também faz parte desse projeto a
renovação do site institucional, assim como a velocidade da internet para uso na
sede do Sistema OCB/RJ.

A OCB/RJ News é uma ferramenta de Comunicação publicada semanalmente nos


stories do Instagram do Sistema OCB/RJ com o intuito de informar, em caráter
jornalístico, os seguidores a respeito das principais notícias institucionais.

Controladoria

A credibilidade de estar consolidado como uma instituição séria, ética e comprometida


com a prestação de contas e a transparência de suas ações é uma das características do
Sescoop/RJ e por isso a Instituição aderiu ao Programa de Integridade do Sescoop
Nacional. O Objetivo do programa é seguir o conjunto de medidas, controles e
procedimentos voltados para a prevenção, detecção, punição e remediação de
irregularidades, estabelecido pelo Sescoop Nacional, para desenvolvimento de uma
cultura de integridade institucional.

A transparência e o acesso à informação são dever do Estado e direito do cidadão


garantido pela Constituição Federal, pela Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei
Complementar nº 101/00), pela Lei da Transparência (Lei Complementar nº
131/09) e, mais recentemente, pela Lei de Acesso à Informação (Lei nº
12.527/11). Todos os documentos ficam disponíveis em nosso site.
P á g i n a | 17
Gestão de Pessoas

O PDGS tem como objetivos, a identificação do nível da maturidade da gestão, a

PDGS promoção da cultura da excelência, a melhoria da gestão, bem como o


compartilhamento das boas práticas e resultados no Sistema OCB, com vistas a
gerar melhores resultados para as partes interessadas, utilizando o Modelo de
Excelência da Gestão® (MEG) 21ª edição da FNQ.

Resultados Obtidos:

2019 2017
PONTUAÇÕES FINAIS

145,1 134,0
FUNDAMENTOS RELACIONADOS AOS PROCESSOS

85,0 38,0
FUNDAMENTO RELACIONADO À GERAÇÃO DE VALOR

230,1 172,0
PONTUAÇÃO GERAL
Observação: a análise comparativa de pontuação entre os dois ciclos deve ser feita com a devida
cautela, uma vez que a edição do Instrumento de Avaliação da Maturidade da Gestão não foi a mesma
(20ª edição em 2017 e 21ª edição em 2018).

O Mural da Gratidão é um projeto que estimula os colaboradores a praticar


a gratidão e reconhecer e valorizar coisas boas que acontecem conosco e
com as pessoas que estão próximas a nós. Toda segunda-feira, todos os
colaboradores deverão enviar a GP 3 coisas pelas quais se é grato. São
coisas que ocorreram na semana anterior. Dessas 3 coisas, ao menos uma
deverá ser uma coisa pequena, uma coisa simples que te faz bem e pela
qual você agradece a oportunidade de ter vivenciado.

A dona gentileza é representada por essa bonequinha ai da foto! A cada 2


dias alguém será o guardião da gentileza. Se você recebe a Dona Gentileza
hoje, ficará com ela por 2 dias e depois entregará para alguém que lhe fez a
gentileza e com isso dar o reconhecimento aqueles que praticam esse valor
de nossa empresa. Uma forma de externar gratidão por trabalhar
com pessoas gentis!

O Gestão de Pessoas e Você, é um informativo quinzenal do Sistema OCB/RJ


voltado exclusivamente aos nossos colaboradores com objetivo de unificar
informações e conhecimentos e trazer informações desconhecidas de
alguns funcionários. Nesse comunicado trazemos inúmeras informações,
dicas, benefícios e muito mais.
P á g i n a | 18

O Sistema OCB/RJ possui um programa de Educação continuada e cada vez


mais investe cada vez mais na formação de seus colaboradores. As
capacitações ocorrem de forma de individual ou em grupo, sempre
alinhadas ao objetivo da gestão e com as competências dos cargos. As
capacitações podem ser técnicas ou comportamentais.

Durante a Pandemia, a corrente de carinho foi uma forma encontrada de


agradecermos nossos colegas de trabalho por algo. Para ele poder saber que
faz a diferença na vida de alguém e que mesmo longe, estamos juntos de
alguma forma.

O Anjo da guarda é um projeto criado para o bem-estar do colaborador.


Sempre que necessário, um colaborador cuidará de você. Ao ingressar na
Instituição todo funcionário recebe um anjo da guarda, e ele terá a função
de integrar e auxiliar o novo colaborador.

Transformar necessidades em oportunidades e desafios em esperança.


O Dia C traz muitas histórias de superação, de dedicação e,
principalmente, de solidariedade. São pessoas que, por meio do
voluntariado e de atitudes simples, mudam a vida de muita gente. Esse
projeto tem o objetivo de compartilhar histórias para estimular o
surgimento de outras ações.

Plataformas de treinamento do Sistema OCB

Capacitacoop é a plataforma de capacitação do cooperativismo


brasileiro desenvolvida pelo Sistema OCB! São 29 cursos on-line e
gratuitos sobre diversos temas e vídeos para enriquecer o seu
conhecimento sobre o nosso modelo de negócios. Para realizar o
cadastro e ter acesso aos treinamentos, acesse
https://www.capacita.coop.br/

A plataforma Licitacoop, desenvolvido pelo Sistema OCB, em parceria com


a JML, para os colaboradores das Unidades Estaduais é um espaço de
aprendizagem gratuito na área de licitações e contratos. Atualmente, estão
disponíveis 20 cursos em EAD, entre os quais destacam-se: Compliance,
Integridade e Lei Anticorrupção; Formação, capacitação e atualização de
pregoeiro: Administração Direta, Indireta e Sistema S; Programa de
Licitações e Contratos no Sistema S. No Licitacoop encontram-se todos os
normativos da Unidade Nacional voltados à formalização das contratações, gestão contratual, pesquisa de
preços, dentre outros. Sem contar a ferramenta “Fórum”, para debates, tira-dúvidas e benchmarking. Para
mais informações acesse https://licita.coop.br/
P á g i n a | 19

Inovacoop – uma plataforma de fomento da inovação no ecossistema


cooperativista, desenvolvida pelo Sistema OCB. Lá, são encontradas
informações, análises, ferramentas e cursos que vão ajudar a levar
inovação para o dia a dia das cooperativas. Sem contar os cases de sucesso
de coops que já estão inovando. Para conhecer a plataforma acesse
https://inova.coop.br/

Site e Redes Sociais

O Site Institucional é estruturado pela equipe de Comunicação e


Tecnologia do Sescoop/RJ. Nele você encontra todas as informações
sobre a nossa Instituição, além de depoimentos de cooperativas, agenda
de cursos, etc. Para conhecer, acesse https://rio.coop/.

O Sistema OCB/RJ está presente nas principais redes sociai. Para ter acesso, clique nas imagens abaixo.

Campanha Publicitária Rio+Coop


P á g i n a | 20

Plano de Cargos e salários

O Plano de cargos e salários do Sescoop/RJ encontra-se disponível na rede interna do Sescoop.

ESTRUTURA DE CARREIRAS

ESTRUTURA DE CARGOS E SALÁRIOS - CARGOS TÉCNICO ADMINISTRATIVO E LIDERANÇA


ESTRUTURA DE CARGOS
INTERVALO
CLASSE DE CARGOS NÍVEIS
CLASSES

1 100 139 Operacional NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F NÍVE
2 140 209 Assistente NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F
3 210 369 Analista Junior NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F
4 370 560 Analista Pleno NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F
5 561 650 Analista Sênior e Especialista NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F
6 651 750 Coordenador NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F NÍVEL G
7 751 865 Gerentes NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F NÍVEL G
8 866 966 Superintendente/Controller NÍVEL A NÍVELB NÍVELC NÍVEL D NÍVEL E NÍVEL F NÍVEL G

CRITÉRIOS PARA EVOLUÇÃO NA CARREIRA


O desenvolvimento nas carreiras representa o progresso profissional do colaborador no SESCOOP
e se dará por meio de progressão, alternadamente por merecimento e antiguidade, conforme conceito
extraído do §3º, do art. 461, da CLT, e transferência.

Progressão Horizontal

É a progressão salarial, dentro do mesmo cargo e classe salarial. Essa condição, constitui-se no aumento
salarial pelo reconhecimento ao colaborador que se destaca em suas atividades e/ou agrega habilidades e
competências (verificado e mensurado através do Processo de Avaliação de Desempenho), podendo ser
até o limite máximo da faixa correspondente. Para que haja a Progressão Horizontal, deve-se observar e
respeitar os critérios, quando for:

Reajuste até o Ponto Médio de Faixa - (Nível A ao Nível C)

Para que haja a progressão horizontal reajuste até o ponto médio de faixa, deve-se observar e respeitar os
seguintes critérios:

• O colaborador deverá estar, no mínimo, há 12 (Doze) meses no Sescoop-RJ, (salvo exceções na admissão),
para atingir o NÍVELC;
• O colaborador deverá possuir as habilitações correspondentes ao cargo;
• Os aumentos salariais correspondentes ao reajuste ocorrerão 1 NÍVEL;
• Não poderá ter recebido nenhum aumento individual espontâneo nos últimos 06 (seis) meses;
• Ter desempenho individual “Atende” (C4D3; C3D3; C3D4; C2D3), considerando a maturidade e a plenitude
da função/cargo;
• Os aumentos salariais deverão ser, no máximo, até o NÍVELC (Ponto Médio) da respectiva faixa;
• Deverá considerar as possibilidades financeiras do Sescoop-RJ (orçamento aprovado).
P á g i n a | 21

Progressão por Multifuncionalidade e/ou agregação de Habilidades e Competências - (Nível C ao Nível F


- Máximo da Faixa)

Para que haja a Progressão por Multifuncionalidade e/ou agregação de Habilidades e Competências, deve-
se observar e respeitar os seguintes critérios:

• O colaborador deverá estar no mínimo há 12 (Doze) meses na empresa ou no cargo;


• Não poderá ter recebido nenhum aumento individual espontâneo nos últimos 06 (seis) meses;
• O colaborador deverá ter adquirido multifuncionalidade e/ou ter agregado as habilidades e competências
necessárias, devidamente avaliadas e certificadas, conforme sistema de mensuração e avaliação de
habilidades e competências e/ou desempenho;
• Os aumentos salariais correspondentes a essa progressão ocorrerão 1 NÍVEL a cada 24 (Vinte e Quatro)
meses, a partir do NÍVEL D;
• O colaborador deverá ter desempenho individual classificado como “Supera” (C4D4);
• Deverá considerar as possibilidades financeiras do Sescoop-RJ (orçamento aprovado).

Progressão Vertical

Progressão Vertical ou Promoção, é a mudança de um cargo para outro de faixa salarial superior. Para que
haja concessão da promoção ao colaborador, deve-se observar e respeitar os seguintes critérios,
considerando as circunstâncias de Merecimento ou Antiguidade:

Merecimento:

• O colaborador deverá estar no mínimo há 12 (doze) meses no Sescoop-RJ e no cargo anterior;


• Existência de vaga no quadro. Promoções para cargos da mesma carreira, o colaborador ocupará a própria
vaga atual;
• O percentual máximo a ser aplicado será de até 20%. Percentuais superiores poderão ser concedidos com
aprovação do Superintendente e Conselho;
• Ter desempenho individual no mínimo classificado como “Supera (C4D4)”;
• O colaborador deverá possuir as habilitações e ou treinamentos correspondentes ao novo cargo;

Antiguidade:

• O colaborador deverá estar no mínimo há 5 (cinco) anos no Sescoop-RJ e no cargo anterior;


• Existência de vaga no quadro. Promoções para cargos da mesma carreira, o colaborador ocupará a própria
vaga atual;
• O percentual máximo a ser aplicado será de até 20%. Percentuais superiores poderão ser concedidos com
aprovação do Conselho;
• Deverá considerar as possibilidades financeiras do Sescoop-RJ.
P á g i n a | 22
Mapa Estratégico Sescoop 2021-2023
P á g i n a | 23

Objetivos Finalísticos:
CULTURA
1. Fortalecer a cultura cooperativista
Explicando o objetivo:
Estimular a prática da cultura cooperativista pelos cooperados e empregados, disseminar o cooperativismo
a potenciais públicos, de modo a ampliar o cooperativismo e torná-lo conhecido e respeitado pela
sociedade.

Linhas de ação:
1.Fomento da cultura cooperativista nas cooperativas e nas comunidades

Meta:
Nº de pessoas beneficiadas em programas de cultura cooperativista

DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

2. Aprimorar a governança, gestão e desempenho das cooperativas por meio


da oferta de soluções de desenvolvimento organizacional

Explicando o objetivo:
Desenvolver as cooperativas como intuito de melhorar a sua capacidade de criar valor para as partes
interessadas por meio da ampliação do alcance dos diagnósticos e de oferta de soluções organizacionais a
linha das necessidades e oportunidades de crescimento identificados.

Linhas de ação:
1. Ampliação da cobertura de aplicação dos diagnósticos nos eixos desempenho, governança, gestão e
identidade.
2. Ampliação e aperfeiçoamento da oferta de soluções de desenvolvimento organizacional para
cooperativas.
Meta:
Nº de cooperativas autoavaliadas no diagnóstico Governança e Gestão
Nº de cooperativas assistidas no diagnóstico Governança e Gestão
Nº de cooperativas assistidas no diagnóstico Desempenho

DESENVOLVIMENTO HUMANO

3. Promover a profissionalização das cooperativas por meio da oferta de


soluções de desenvolvimento humano

Explicando o objetivo:
Desenvolver pessoas para atuar nas cooperativas, com o intuito de potencializar os resultados do negócio
(inclui saúde e segurança no trabalho) e promover a profissionalização das cooperativas.

Linhas de ação:
1. Ampliação e aprimoramento da oferta de soluções de desenvolvimento humano para cooperativas.
2. Qualificação dos agentes de desenvolvimento das cooperativas.
Meta:
Nº de cooperados, empregados e dirigentes capacitados em formação profissional
P á g i n a | 24

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

4. Apoiar práticas de responsabilidade socioambiental e qualidade de vida


Explicando o objetivo:
Desenvolver ações de qualidade de vida, capacitar, orientar e incentivar as cooperativas para realizarem
ações de responsabilidade social.

Linhas de ação:
1. Estímulo à adoção de ações que promovam a qualidade de vida pelas cooperativas.
2. Estímulo à adoção de práticas de responsabilidade socioambiental pelas cooperativas.

CONHECIMENTO E PESQUISA

5. Disseminar conhecimento e fomentar pesquisa no cooperativismo


Explicando o objetivo:
Promover a disseminação de estudos e pesquisas em prol do cooperativismo para fomentar melhorias de
processos e enfrentamento dos desafios atuais e futuros.

Linhas de ação:
1. Estímulo à produção científica em prol do cooperativismo.
2. Disseminação de conhecimento em prol do cooperativismo.

Objetivos de Gestão compartilhada

GOVERNANÇA E GESTÃO

1. Aprimorar a governança e a gestão nas unidades nacional e estaduais


Explicando o objetivo:
Promover a eficiência do Sistema, a partir do desenvolvimento de sua governança e do aprimoramento da
gestão, otimizando processos e recursos.

Linhas de ação:
1. Otimização dos processos de suporte e gestão.
2. Aprimoramento da gestão estratégica, fortalecendo a orientação para resultados.
3. Estruturação da gestão da informação e do conhecimento.
4. Fortalecimento do relacionamento com as partes interessadas.
5. Aprimoramento do processo de governança.
6. Promoção do alinhamento de discurso do Sistema OCB.

GESTÃO DE PESSOAS

2. Aprimorar a gestão de pessoas com foco em resultados


Explicando o objetivo:
Promover o desenvolvimento dos colaboradores do Sescoop e o ambiente organizacional favorável com
foco em resultados.
P á g i n a | 25

Linhas de ação:
1. Aprimoramento da gestão de pessoas com foco na retenção e produtividade dos colaboradores.
2. Aperfeiçoamento de mecanismos de mensuração dos resultados do desenvolvimento das competências
dos colaboradores.
3. Desenvolvimento da gestão de clima e cultura organizacional.

Indicadores com metas / linhas priorizadas

OBJETIVO ESTRATÉGICO LINHA DE AÇÃO


FINALÍSTICOS

01. Fortalecer a cultura cooperativista 1. Fomento à cultura cooperativista nas cooperativas e comunidades.

02. Aprimorar a governança, gestão e 1. Ampliação da cobertura de aplicação dos diagnósticos nos eixos desempenho,
desempenho das cooperativas por meioda governança,gestão e identidade
oferta de soluções de desenvolvimento
organizacional 2. Ampliação e aperfeiçoamento da oferta de soluções de desenvolvimento organizacional
para cooperativas

03. Promover a profissionalização das 1. Ampliação e aprimoramento da oferta de soluções de desenvolvimento humano para
cooperativas por meio da oferta de soluções cooperativas
de desenvolvimento humano
2. Qualificação dos agentes de desenvolvimento das cooperativas

1. Estímulo à adoção de ações que promovam a qualidade de vida pelas cooperativas


04. Apoiar práticas de responsabilidade
socioambiental e qualidade de vida 2. Estímulo à adoção de práticas de responsabilidade socioambiental pelas cooperativas

1. Estímulo à produção científica em prol do cooperativismo


05. Disseminar conhecimento e
fomentar pesquisa no cooperativismo 2. Disseminação de conhecimento em prol do cooperativismo

GESTÃO

1. Otimização dos processos de suporte e gestão

2. Aprimoramento da gestão estratégica, fortalecendo a orientação para resultados

06. Aprimorar a governança e a gestãonas 3. Estruturação da gestão da informação e conhecimento


unidades nacional e estaduais
4. Fortalecimento do relacionamento com as partes interessadas

5. Aprimoramento do processo de governança

6. Promoção do alinhamento de discurso do Sistema OCB

1. Aprimoramento da gestão de pessoas com foco na retenção e produtividade dos


colaboradores
07. Aprimorar a gestão de pessoas com 2. Aperfeiçoamento de mecanismos de mensuração dos resultados do desenvolvimento
foco em resultados dascompetências dos colaboradores

3. Desenvolvimento da gestão de clima e cultura organizacional

Você também pode gostar