Você está na página 1de 118

Prof Lidiane Costa

Crbm 7676
Especialista em Biomedicina
Estetica pela ABBM
Pós graduada em Biomedicina
Estetica
 Cicatrização  reparo proliferação tecido
conjuntivo fibroso.
 Tecidos inflamados = cicatrização
 Cicatrização completa = eliminação agente
agressor, irrigação,nutrição e oxigenação.
 Cicatriz cutânea = falta de reorganização dos
componentes de matriz dérmica e células
epidérmicas quando comparado à pele sã.
 A profundidade e a amplitude da lesão
cutânea = intensidade da resposta cicatricial.
 Peelings superficiais ocorre lesão as
células epidérmicas  proliferação e
migração dos queratinócitos farão a
regeneração reepitalização
 Peeling médios, profundos e abrasões 
lesão dérmica, além da reepitalização ocorre
reorganização dérmica nova estrutura
 Quantidade e profundidade do tecido
 Localização do tecido
 Grau de pigmentação
 Tratamento escolhido
 Lesão dérmica lesão vasos sanguíneos 
ruptura vasos e exposição do colágeno
adesão plaquetária e depósito de fibrina.
 Fatores de coagulação são ativados
 Além dos fatores de coagulação temos
ativação das prostaglandinas (
serotonina,bradicinina, adrenalinas) e do
ácido araquidônicovasoconstrição
 Vasoconstrição seguida de dilatação das
vênulas pós capilares= rubor e calor.
 Plaquetas produzem fatores quimioatraentes
que fazem migração e proliferação de células:
 PDGF ( platelet-derived growth factor)
 TGF- beta ( tumor growth factor beta)
 FGF (fibroblast growth factor)
 Neutrofilos atraídos por produtos de
desintegração.
 Bactérias atraídas por C5a,pelo PDGF e
prostaglandinas
 São importantes para remoção de detritos
celulares e bacterianos
 24 a 36 hs  migração de neutrófilos
seguidos por monócitos.
 Fatores linfocitários
quimiostático,fragmentos de colágeno, C3b e
C5a do sistema complemento,
calicreína,plasminogênio, fibrina, TGF-beta e
linfocinas
 Monócitos ativam-se macrófagos liberam
interleucinas 1 (IL-1) age no hipotálamo
produz prostaglandinas  quadro febril.
 Macrófagos permanecem dias a semanas
fagocitose e sintetizando produtos para
neovascularização, reepitalização e fibroplasia
 Angiogênese TGF- alfa
 Fator crescimento epidérmico EGF
 Colagenases
 Melanócitos proliferam e migram juntos com
com queratinócitos, no entanto a produção do
pigmento melânicoe alterada pelo agente
inflamatorio. Tanto hipocromia como
hipercromia
 Produzida pelo melanócito
 Função : proteção contra raios solares
 Possuem prologamentos que seguem em
direção a epiderme
 Melanócito + queratinócito= unidade
epidérmico melânica
 Sua produção ocorre no interios dos
melanossomos.
 Tirosinase  atua como catalizadora nos 2
primeiros passos da formação de melanina
 1Tirosinase  dopa 2 dopadopaquinona
 Inibidores: hidroquinona
 Ação:Bloqueia atividade tirosinase
 Efeitos colaterais:
leucomelanodermias,nefrotoxicidade,
apoptose por dano ao DNA, lesão hepática
 Glycoprotein pmel 17 = proteina pré-
melanossomos  origem dos pigmentos da
pele e olhos.
 Inibidor: Niacinamida ou nicotinamida ou
vit b3  inibe a transferência dos
melanossomos dos melanócitos para os
queratinócitos
 Efeito: preventivo e iluminador
 Dermatose comum que segue com alteração da
cor da pele normal, resultante da hiperatividade
melanocítica focal epidérmica hiperfuncionante
induzida principalmente pela radiação
ultravioleta.
 Regiões acometidas: face, região cervical,
torácica e membros inferiores.
 Mulheres em período fértil e de fototipos.
 Grande parte de sua fisiopatogenia permanece
desconhecida, havendo relação com fatores
genéticos, hormonais, uso de medicamentos,
cosméticos, endocrinopatias e fotoexposição.
 1. A ação dos raios ultravioletas-B faz com que ocorra uma multiplicação
dos melanócitos ativos e estimula a enzima tirosinase
 2.altos níveis de hormônios como estrogênio e progesterona
 3. A influência genética também é um fator de risco para o
desencadeamento do melasma
 4. O uso de cosméticos, que muitas vezes pode ser inadequado ao tipo
de pele, seguido da exposição solar pode desencadear ou agravar a
hiperpigmentação pele, alguns exemplos de cosméticos são: perfumes e
maquiagem que contenham ação fototóxica que ao induzem os radicais
livres fazem com que ocorra uma hiperprodução dos melanócitos (KEDE
e SABATOVICH, 2004).
 5. A exposição solar induz a melanogênese, a falta de fotoproteção faz
com que a pele fique mais vulnerável ao aparecimento de melasma por
isso e necessário que se faça a fotoproteção adequada para que ocorra o
bloqueio da radiação solar, com isso pode-se evitar a síntese de melanina
nos melanócitos (PEREIRA, 2013) (Figura 7).
 Quimioesfoliação ou dermopeeling
 Aplicação de um ou mais agentes esfoliantes
da pele
 Destruição dérmica ou epidérmica
 Lesão programada e controlada com
coagulação instantanea , desaparecimento
das queratoses e alterações actínicas
 Utilizado para tratar disrcromias, rugas e
cicatrizes superficiais.
Muito superficial ( esfoliação): afinam ou
removem o extrato córneo
superficial ( epidérmico): necrose de parte ou
toda a epiderme
Médio ( dérmico papilar): necrose da epiderme
e de parte da derme papilar
Profundo ( dérmico reticular) : necrose
epiderme, derme papilar ate derme reticular.
 Ácido salicílico 30% : 1 ou mais camadas
 Ácido glicólico 40 a 50 %: 1 a 2 minutos
 Solução jessner: 1 a 2 camadas
 Resorcina 20 a 30 % : 5 a 10 minutos
 Ácido tricloroácetico ATA: 10 a 20 % : 1
camada
 Ácido retinóico 5% : 4 a 6 horas
 Ácido glicólico 40 a 70 % : 2 a 20 minutos
 Ácido tioglicólico 10 a 20 %: 10 a 30 minutos
 Ácido mandélico 30 a 50%: por 2 a 20 minutos
 Solução de jessner: 4 a 10 camadas
 Ácido tricloacético 10 a 30%: 1 a 5 minutos
 ATA 35 a 50%: 1 a 5 minutos
 Acido glicólico 70%: 3 a 30 minutos
 Ácido mandélico 50%: 5 a 30 miutos
 Ácido glicólico + ATA 35%
 Jessner + ácido glicólico 40 a 70%
 Ácido pirúvico 50% : 2 a 3 minutos
Trata-se de uma coagulação proteica, de aparência branca causada pela
aplicação de peeling químico em peles que estejam sensibilizadas, ou
quando o ácido utilizado, encontra-se numa concentração alta
 Rugas finas, leves e moderadas
 Lesões epidérmicas: queratoses seborreicas e
actnínicas
 Efélides
 Lentigos
 Melasmas
 Pigmentação pós inflamatória
 Cicatrizes superficiais
 Acne
 Rosácea
 Adjuvantes em tratamentos cosméticos
 Máscaras
 Oculos de proteção
 Checar data de validade dos ácidos
 Luvas
 Jaleco
 Sala ventilada
 Lava olhos
 Recipiente de vidro
 Ácidos
 Solução neutralizante
 Luvas
 Gazes e algodão
 Cotonetes
 Recipiente com água
 Solução de limpeza de pele
 Desengordurante( alcool 70% ou acetona )
 Máquina fotografica
 Cremes pós peeling
 Ficha de anamnese
 Termo de consentimento
 Termo de compromisso com o tratamento
 Fotografias
 Entregar orientações por escrito
 Hipopigmentação
 Hiperpigmentação
 Linha de demarcação
 Acentuação de nevos
 Eritemas
 Nivel de profunfidade
 Seleção de ácidos errados
 É um derivado metabólico da hidroquinona,
considerado como a hidroquinona natural, é
obtida das folhas da amoreira.
 Além de se antioxidante não e tóxico
 Concetração usual: 2%
 Indicação 7%
 pH: 3 a 9
 O ácido azeláico  inibidor competitivo das
enzimas de oxi-redução, antioxidante. É
indicado para hiperpigmentação pós-
inflamatória
 pH: 4,0 a 5,5
 Concetração: 10 a 20%
 É um alfa – cetoácido
 Ação queratolítica , antimicrobiana e sebostática
 Tem baixo peso molecular facilitando a
pnetração dérmica rápida
 Aplicação dolorosa
 50% atinge derme reticular se tornando peeling
profundo e cicatrizes hipertróficas
 Indicado: acne, cicatrizes de acne,
fotoenvelhecimento e desordens pigmentares
 Intervalo 15 dias a 1 mês
 Recomendação : 4 sessões .
 Pós: eritema, edema, descamação forte e crosta
 Age quelando os íons cobre o qual e
fundamental para ação tirosinase
 Não e tóxico nem causa irritação
 Concentração: 1 a 3 %
 Indicação 3%
 Kojico dipalmitato:inibe a formação melanina
mais eficiente que o kojico, ele e um éster do
ácido kojico
 pH: 4 a 9
 Concentração: 1 a 7%
 Indicação : 7%
 AHA são ácidos carboxilicos, que tem um grupo
hidroxil alcoólico na posição
 Ex:glicólico, mandélico,lático
 Beta- hidroxiacido:são solúveis em lipídeos
 Ex: salicílico
 Indicações:
discromias,fotoenvelhecimento,cicatrizes
superficiais,ictiose,hiperqueratoses, queratoses
aquitínicas.
 Contraindicações:herpes , gestantes e lactantes
 Geralmente bem toxicidade sitêmica
 Ação queratolítica , inibe a coesão de
queratinócitos, gerando esfoliação e
clareamento da pele
 Concentração de 2 a 12% apenas esfoliante
 Concentração de 30 a 70% peeling
 pH: até 4,0
 NiacinamidaPC--------3%
 Alfa arbutin------------4%
 Ácido glicólico ---------8%
 Loção base qsp---------30 g
 ácido glicólico------------------30 a 70 %
 Gel qsp ---------------------------30 ml

 Aplicar e deixar de 1 a 10 minutos


 Aplicar solução neutralizante e retirar com
muita água
 É um derivado da hidrólise do extrato de
amêndoas amargas.
 Utilizado de 30% a 50%
 Menos irritativo, pouco eritema
 Não descama ou descama muito pouco
 Pode ser utulizado em fototipo IV e V com
segurança
 Niacinamida PC --------------3%
 Alfa- arbutin-------------------4%
 Acido mandélico ------------10%
 Drieline -----------------------2%
 Loção base qsp --------------30 g

 Aplicar todo o rosto a noite .


 Acido mandélico ---------- 30 a 50%
 Gel natrasol ( 0,5%)qsp ---30 ml
 Intervalo 15 a 21 dias
 É um preparado para descamação leve ou
antes de um peeling
 Utilizado para fotoenvelhecimento, melasma
e acne comedogênica .
 Causa eritema vermelho brilhante e frosting
 Descamação de 7 a 8 dias
 Alterações epidérmicas igual retinóico
 Pode ser utilizado em pacientes intolerantes
a retinóico.
 Niacinamida PC -----------3%
 Alfa arbutin ----------------4%
 Acido retinoico ----------0,025 %
 Lactokine ------------------2%
 Creme base qsp------------30 ml
 Aplicar na area recomendada a noite
 Ácido lático --------------16,5 %
 Resorcina ----------------14%
 Ácido salicílico ----------17%
 Veiculo para peeling jessner qsp -----30 ml

 Intervalo 30 dias
 Recomendações : 4 sessões
 É um derivado da vitamina A
 Esse ácido normaliza a epiderme que se
apresenta fina por causa do envelhecimento
tornando- a acantótica
 A zona de Grenz localizada abaixo da epiderme,
torna-se larga com neoformação de colágeno
com uso contínuo de ácido retinóico por 26
meses
 Aumenta fibroblastos na derme, aumento vasos
e fluxo sanguíneo.
 Diminui a quantidade de melanina
 Ação : queratolítica, acelera o turnover
celular, gerando esfoliação efetiva e
clareamento da pele
 pH 4,0 a 4,5
 Concentração 0,01 a 0,1% esfoliação
 Concentração 1 a 5% peeling
 Ácido retinóico -----------0,025 a 0,05%
 Alfa arbutin----------------4%
 Drieline --------------------2%
 Loção base qsp -----------30 g

 Aplicar a noite
 Ácido retinóico ------------------ 3 a 8%
 Gel base para peeling qsp-------30 ml

 Deixar na pele por 4 a 6 horas

 Recomendações: semanais, quinzenais ou


mensais
 Ação: bloqueia a conversão de plasminogênio
em plasmina, enzima presente no sangue que
degrada muitas proteinas do plasma
principalmante os coágulos de fibrina
 A plasmina ativa secreção de fosfolipase A2 que
produz ácido araqidônico e induz a liberação do
fator de crescimento fibroblástico beta-FGF
 Beta fgf é um potente fator de crescimento do
melanócito
 Uso mínimo de 3 meses.
 Concetração : 3%
 É um betahidroxiácido
 Uso : de 3 a 5% é queratolítico e facilita a
entrada de outros agentes
 Abaixo de 3% queratoplástico
 Veículo volátil
 Esfoliação leve de 3 a 10 dias
 Utilizado em: queratoses,melanoses,acne na
fase inflamatória
 Ácido salicílico----------20 a 30 %
 Etanol --------------------95%
 Loção aquosa ------------30 ml
 Indicado para hipercromias decorrentes de
insuficiencia venosa com depósito de
hemossiderina e melanina.
 Odor forte
 Descamação leve, eritemas e queimação são
raros
 Protocolo: 6 sessões quinzenais ou mensais
 Ácido tioglicolico----------------5%
 Ácido trenaxâmico --------------2,5%
 Bioserum--------------------------15 ml

 Deixar agir de 2 a 5 min e neutralizar com


bicarbonato de sódio 5%
 Ácido trenaxamico -----------------2,5%
 Haloxyl--------------------------------2%
 Actiglucan----------------------------2%
 Densiskin-----------------------------4%
 Cafeisilane C-------------------------2%
 Ceramidas III--------------------------0,5%
 Venoxyl---------------------------------2%
 Serum antiaging qsp------------------15 ml
 Ácido tioglicólico --------------1,5 %
 Ácido trenexâmico -----------2,5%
 Bioserum qsp ------------------ 15 ml

 Pode ser utilizado em qq região , tomar


cuidado com grandes regiões
 Não utilizar mais que 3 ml
 Pode gerar salicilismo
 Ácido tioglicólico-----------5%
 Ácido trenaxâmico ---------3%
 Haloxyl------------------------3%
 Ácido fitico ------------------6%
 Arbutin-----------------------6%
 Neutrex----------------------6%
 Creme base qsp-------------15 ml
 Aplicar a noite lavar pela manha e utilizar
filtro solar
 Atua na epiderme e derme, e o mecanismo de ação do
TCA envolve a esfoliação e a destruição do estrato
córneo, ocorrendo posteriormente a renovação
celular
 TCA alto poder de penetração na concentração de
50% apresenta
 Pode causar problemas na pele, como o aparecimento
de cicatrizes e hipopigmentação cutânea. Por causa
desse fato, passou-se a utilizar o TCA em combinação
com outras substâncias ativas, como o ácido glicólico
ou a solução de Jessner (resorcinol, ácido salicílico e
ácido lático).
 ATA------------------------------10 a 35%
 Veiculo para peeling TCA qsp------30 ml

 Aplicar ate a formação de frossting.

 Retirar com alcool 70%


O fenol ou ácido carbólico (C6H5OH) é derivado do coaltar. Com
peso molecular de 94,11, caracteriza-se como cristais em forma de
agulhas
Clinicamente o fenol produz efeitos bacteriostáticos em
concentrações mínimas de até 1% e, acima dessa concentração,
possui ação bactericida. Nas terminações nervosas da pele, age
como anestésico local.12
Como composto químico, o fenol é solúvel em óleos e gorduras, e
pode ser removido rapidamente da pele com glicerina, óleos
vegetais ou álcool etílico a 50%, no caso de entrar em contato
acidentalmente.12
Processo de cura: inflamação,coagulação,reepitelização e
fibroplastia.
O óleo de cróton é um óleo fixo proveniente da semente da planta Croton
tiglium. Na fórmula, é componente que eleva a capacidade do fenol de coagular
a queratina da pele, pois atua como promotor de penetração cutânea por elevar
a vascularização do local. É considerado uma resina, e sua bioatividade deve-se
aos grupos hidroxilas livres (OH). É altamente tóxico à pele, causando edema e
eritema. É insolúvel em água e altamente solúvel em álcool e benzeno (o fenol é
um monoidroxibenzeno).
O sabão líquido, devido à presença do tensoativo (detergente) como veículo na
formulação, superficial da gordura presente na pele, removendo-a em função
de sua emulsificação, facilitando a penetração do fenol na pele e promovendo
um peeling mais homogêneo. Dessa forma, também atua como um promotor
de penetração.
 Sistêmicas: arritmias cardíacas, problemas
renais, edema de laringe,choque tóxico e
morte súbita.
 Infecções : herpes vírus
 Cicatriz hipertrófica relaciodo a
hereditariedade, pele escura,hidratação
inadequada, mastigação excessiva e infecção
excessiva durante cicatrização.
 Ac. Glicólico+ Ac. Salicílico= complexo
eficiente para acne papulosa ou
comendogênica, queratose papilar,
fotoenvelhecimento e melasma epidérmico
 Solução jessner + retinóico=
rejuvenescimento e melasmas
 Jessner + salicilico = acne ativa
 Hidroquinona ----------------3%
 Ácido kojico------------------2%
 Ácido glicólico---------------6%
 Drieline------------------------5%
 Veículo não ionico qsp------30g
 Ácido fítico ----------------------2%
 Ácido glicólico-------------------8%
 Alfa arbutin-----------------------4%
 Creme não ionico qsp ----------30g

 Aplicar a noite
 Microesferas de polietileno---------4%
 Ácido glicólico------------------------20%
 Sabonete base esfoliante qsp------60 ml

 Lavar a pele manhã e noite


 Alfa arbutin -----------------3%
 Niacinamida PC ------------4%
 Loção FPS 30 com tinossorb PPD 10 qsp----
30ml

 Aplicar pela manhã


 Alfa arbutin ------------6%
 Ácido retinóico -------0,05%
 Drieline-------------------2%
 Creme de oliva ----------30g

 Aplicar a noite
 Ácido retinóico-------------------3%
 Ácido glicólico---------------------5%
 Ácido fítico-------------------------4%
 Alfa bisabolol----------------------0,5%
 Arbutin-----------------------------6%
 Ácido mandélico -------------------10%
 Crem qsp-----------------------30 ml
 Paciente vai embora com creme e fica por 2
horas primeira sessão e 4 hs as demais
 Ácido fítico -------------------4%
 Ácido kojico-------------------1,5%
 Ácido ferúlico-----------------1,5%
 Skin whitening complex------5,0%
 Ceramidas III---------------------0,5%
 Haloxyl---------------------------2,0 %
 Creme clareador genital--------30 g
 Utilizar por 30 dias
 Repetir a cada 6 meses para manutenção
 Espuma de Zetezol 10%-------------50 ml

 Modo usar: diariamente no banho

 Sabonete com irgasan 0,3 % qsp-------100ml

 Modo usar: assepsia pré e pós procedimento


 Sabonete de ácido lático pH4,5 -------100 ml

 Modo de usar: diariamente no banho

 Sabonete liquido neutro qsp--------100 ml

 Modo usar: diariamente no banho


 Ác. Mandélico ------------35%
 Ác. Lático------------------5%
 Ác fítico--------------------4%
 Gel fluido qsp------------50 ml
 pH 2,0

 Deixar po 5 a 10 min, remover com água e


aplicar pós peeling
 Alfa bisabolol---------------0,5%
 Vitamina A-------------------1%
 Vitamina E--------------------1%
 Base second skin qsp--------30g

 Aplicar após peeling e não retirar por 6 horas


 Vitamina A -------------------------1%
 Vitamina E--------------------------1%
 Betametasona----------------------0,05%
 Phytopoma--------------------------30 g
 Oli- Ola -------------------------300 mg
 Acido tranexamico------------150 mg
 Picnogel -------------------------75mg
 Fazer 60 doses

 Posologia: 1 dose pela manhã


 PQQ----------------5mg
 CoQ10-------------20 mg
 NADH---------------10 mg
 L carnitina -----------250 mg
 Base qsp -------------30 cps

 Ingerir 1 cap pela manhã


 DMAE ----------------------3%
 Feriogel--------------------2%
 Gel de hostacerin qsp----30 g

 Aplicar na área dos olhos 2 x ao dia


 Ácido kojico ---------3%
 Ácido arcorbico-----3%
 Hidroquinona-------5%
 Hidrocotisona------0,05%
 Creme não ionico----50 g

 Aplicar braços e colo a noite


 Alantoína ----------------------1%
 Extrato de aloe --------------- 2%
 Extrato de camomila---------2%
 Loção FPS 30 qsp-------------60 ml

 Obs: não provoca ardor


 Uréia ----------------------------------5%
 Vitamina A------------------------300.000UI%
 Vitamina D-------------------------40.000UI%
 Vitamina E---------------------------0,2%
 Loção hidratante qsp-----------------60 ml
 Hydrat-In ---------------------------1,5%
 Aquaporine-------------------------3%
 Cell to cell---------------------------0,5%
 Omega gold-----------------------30 g
 Decelerine -------------------------3%
 Camomila ext glicolico ------------2%
 Ecoskin--------------------------------2%
 Loção hidratante qsp -----------------100ml

 Pode ser usado junto com laser ou LIP


 Decelerine atua no folículo piloso e
enfraquece a formação de novos pelos.
 Coffeskin -----------------3%
 Silicium P-----------------2%
 Caviar----------------------1%
 Second skin --------------30 g

 Aplicar 2 x ao dia
 Ácido salicílcio----------------2%
 Vitinoxine----------------------2%
 Caviar---------------------------1%
 Creme gel-----------------------30 g
 Belides: atuam modulando os estágios de
melanogeneses
 Coffeskin:reduz a fragmentação do DNA foto
induzida superior a vit E
 Vitinoxine ação pode ser comparada a retinol, sem
provocar efeitos indesejaveis
 CAVIAR HS ação nutritiva, regeneradora,hidratante e
remineralização
 P-refinyl compacta o poro suavizando a aspereza e
brilho excessivo da pele. Deixa pele uniforme e
radiante.
 Silicium P : ação antirradicais livres, anti- inflamtória e
previne glicação da pele.
 Exsynutriment-----------------50 mg
 Bio – Arct-----------------------50 mg
 Glycoxil--------------------------50 mg
 Fosfolipideo caviar-------------50 mg
 Excipiente qsp-------------------1 capsula

 Mande 90 capsulas
 Ingerir 1 capsula ao dia longe das refeições
 Exsynutrimente -----------------50 mg
 Glycoxil----------------------------100 mg
 Licopeno-------------------------5 mg
 Vitamina C-----------------------100 mg
 Vitamina E------------------------50UI
 Excipiente ------------------------1 cps

 Mande 90 caps
 1 cps ao dia longe das refeições
 Dragon´s blood LP ----------5%
 Hydrat in ----------------------2%
 Silpear-------------------------2%
 Base omega gold-------------30 g

 Aplicar 2 x ao dia
 Dragon´s blood LP ---------10%
 Balm labial -----------------15 ml

 Aplicar 3 x ao dia
 O peeling enzimático é uma técnica de tratamento
onde é utilizado um produto com ativo à base de
enzimas, como, por exemplo, a bromelina do abacaxi,
a papaína do mamão, romã e fermentação de
lactobacilos.
 método menos agressivo que os ácidos, é usado até
em peles sensíveis e durante o verão.
 procedimento natural, rico em antioxidantes,
promove o rejuvenescimento, harmoniza a cor de
forma imediata deixando a pele macia e saudável.
Suas enzimas renovam as células envelhecidas, sendo
ideal para peles que apresentam aparência cansada e
opaca.
 Eficácia obtida: • Renovação Celular em 13
dias • Atividade Antioxidante • Resistência à
proliferação de melanócitos • Segurança
comprovada
 Benefícios: • Remoção das células mortas da
epiderme • Neutralizando os radicais livres •
Propriedades levemente clareadoras •
Regeneração dos tecidos epidérmicos e
dérmicos • Não agride e não irrita o tecido
cutâneo
 O equipamento que realiza a microdermoabrasão utilizado
atualmente oferece ao profissional a possibilidade de regular os
níveis de esfoliação. A abrasão produzida nos tecidos é
condicionada pela quantidade de microcristais que são jateados na
pele, pela pressão utilizada, para a projeção, aspiração e também
pelo número de passagens sobre a área tratada (KEDE e
SABATOVICH, 2004).
 O procedimento é feito com níveis leves de esfoliação e com
número controlado de passagens da ponteira do equipamento
sobre a pele, atingindo-a superficialmente, não promovendo
lesões (KEDE e SABATOVICH, 2004)
 . A utilização da microdermoabrasão no tratamento de melasma
pode contribuir para uma reposta de resultado mais rápido,
principalmente se a despigmentação ocorrer nas camadas mais
superficiais (KEDE e SABATOVICH, 2004).
 Cristal: O Peeling de cristal é também conhecido
por microdermoabrasão e trata-se de um
peeling mecânico.
 realiza uma esfoliação através de um
equipamento que contém uma ponteira de
cristal e esta faz um lixamento mecânico na
pele.
 O peeling de cristal pode ser superficial ou
profundo variando de acordo com a intensidade
de lixamento
 Diamante: O procedimento é feito com uma
caneta com ponta de lixa diamantada que
desliza sobre a pele promovendo uma
esfoliação. O principal objetivo é refazer a
superfície da pele, reduzindo as rugas finas e
diminuindo os poros que estão dilatados.

Você também pode gostar