Você está na página 1de 4

Já todos fizémos servidores ou jogámos em servidores de amigos e, qualquer

que fosse o jogo, precisamos sempre de saber o IP. Em vez de perdermos


tempo a procurarmos o nosso próprio IP, ou ainda, no caso de estarmos fora de
casa e precisarmos de aceder ao nosso próprio PC com acesso remoto, não
tendo a possibilidade de saber o IP do computador, precisamos de forma de
resolver a questão.

Aqui fica um pequeno tutorial que explica como podemos dar a volta a este
problema, atribuindo um endereço DNS (Domain Name System) a um
determinado IP. Quem tem router e/ou com vários computadores em casa,
pode ainda usar o mesmo DNS para o IP do router, especificando mais tarde as
portas necessárias para cada serviço em cada computador. O resultado final
será o facto de usarmos um endereço estático como nemezis.no-ip.org em vez
do tradicional 85.120.12.34 (inventei) que está constantemente a variar.

Recomendo que não saltem os passos sem entenderem ou completarem o


passo anterior.

Passo 1 - Criar uma conta num site que tenha o serviço de


DNS para computadores domésticos.

O No-IP e o DynDNS são os 2 sites mais conhecidos.


Para este tutorial usarei o No-IP: tem um funcionamento mais simples, e foi o
que escolhi para o meu próprio DNS. Quem preferir usar o DynDNS poderá
fazê-lo à vontade, mas metade do tutorial será para deitar fora...

No site do No-IP, http://www.no-ip.com , usamos o link Sign-up Now! para


criar uma nova conta.
Depois de criada a conta (basta usar os detalhes típicos como email, nome,
etc.) é possível que seja necessário abrir algum link que seja enviado para o
email usado. Depois de o fazerem, vamos ao passo 2.

Passo 2 - Download No-IP DUC.

Vamos à secção Download do site No-IP para fazer o download do utilitário que
monitoriza o IP do computador/router e o envia para o servidor do site, para
que seja atribuído mais tarde ao nome escolhido.

Passo 3 - Criar o endereço DNS, propriamente dito.

Abrimos o site do No-IP e inicamos sessão com os dados escolhidos.


Agora vamos à secção Hosts / Redirects > Add. Aparecerá o seguinte
quadro:
No campo Hostname coloquem o nome que pretendem atribuir para o vosso
DNS. Este nome pode mais tarde ser editado, removido, e substituído por
outro.
Na lista em baixo, seleccionem a extensão que gostariam de usar. Lembrem-se
que poderá haver já algum outro DNS registado previamente igual ao que
escolheram, pelo que, não se admirem se receberem uma mensagem de erro
por este motivo. Apenas a primeira parte da lista poderá ser usada (Free
Domains - gratuitos). A título pessoal, lembro-me de ter tido um DNS com
extensão no-ip.com , mas não me lembro como o fiz (extensão da 2a parte da
lista).

Em Host Type, deixem a opção predefinida (DNS Host (A))

No IP Adress, deixem o campo que está: o serviço detectará o IP


automaticamente, mesmo que estejam atrás de um router. Atenção que
deverão criar este DNS a partir do próprio computador ao qual querem atribuir
o DNS; caso contrário, coloquem aqui o IP desse computador (em 99% dos
casos, não será necessário alterar).

As restantes opções deixem em branco; não serão usadas para a simplicidade


do serviço.
Quando estiverem satisfeitos, cliquem no botão Create Host.

Passo 4 - Instalar o No-IP DUC.

Depois de criado o DNS em si, podemos agora instalar o software que fará o
trabalho sujo por nós
Depois de instalado, executem o programa. Surgirá o seguinte:
Se não forneceram já ao software os vossos dados (email e password) façam-
no agora no botão Edit. Surgirá na zona superior da janela o vosso DNS a ser
actualizado e anexado ao IP actual. Na zona inferior, um relatório em tempo
real do estado do serviço.

Para configurarmos o No-IP DUC para arrancar sempre com o sistema, usem o
botão Options, e na secção Standard, escolham apenas uma das duas
hipóteses: Run on startup (para Windows 95/98), ou Run as a system
service (recomendado para Windows 2000/XP/Vista). Com a segunda opção,
este interface gráfico não aparecerá mais vezes, embora o programa seja
executado em segundo plano para monitorizar o IP. Poderão ainda ir à secção
Connection e especificar na última zona o intervalo de tempo usado para
actualizar o IP. Útil para quem tem quebras na ligação com alguma frequência.
Pré-definido = 30 minutos.

Passo 5 - Testar o DNS.

Nesta altura deverão estar aptos a usar o DNS que escolheram para o que for
necessário. Ficam aqui alguns exemplos, bem como as suas portas que terão
de ser abertas no router e/ou software firewall, e encaminhadas para o PC em
que é usado o mesmo serviço:
Serviço de FTP (softwares diversos, Internet Information Services - IIS, etc.):
porta TCP 21
Serviço de HTTP (Apache, IIS) - porta TCP 80
Servidor de jogos (Unreal Tournament 99/2k4 - porta TCP 7777, Counter Strike
- portas TCP 27020-27039 e UDP 1200,27000-27015, C&C - portas TCP
3840,4005,4808,4810,4995,7000-7002,28910,29900,29920, e UDP 1234-
1237, etc.) - portas variáveis
Acesso Remoto (Assistente Remoto do Windows - porta TCP 3389, Remote
Administrator - porta TCP 4899)

Para mais portas usadas em outros softwares/jogos, vão ao seguinte site:

PortForward.com - Common Ports

Como teste simples para confirmar se o vosso DNS está a funcionar, poderão
pedir a alguém que envie o comando ping para o vosso DNS (como fariam com
o próprio IP). Vão ao menu Iniciar > Executar e escrevam cmd; depois na
janela de DOS que aparece, façam o seguinte:

ping dns - no meu caso ping nemezis.no-ip.org

Importa verificarem a perda de dados:

0% quer dizer que o DNS está a funcionar correctamente;


100% de perda indica alguma coisa mal feita.

Um valor intermédio terá outras razões de ser, eventualmente a linha


congestionada, etc..