Você está na página 1de 19

Vigilância

Epidemiológi
ca Discentes: Agneta Torres (e n f), Alessandra de

Souza

(e n f), Andressa da Silva Jandyra Chrys (en f),


(e n f), Ashiley Maria Jessica Rodrigues (en f),
Brenda Rodrigues (e n f), (fisio), (e n f), Luccas
Danielle de Souza
Belchior (fis io ), Mariana Carvalho (fis io ), Maria
Clara Gonçalves (e n f), Thíria Lauren(e n f),
Grazielle Cavalcanti (fisio)
saúde

PeríodoColonial - 1500 a 1822


Períododo BrasilImpério- 1822 a 1889
Períododa RepúblicaVelha - 1889 a 1930
EraVargas - 1930 a 1945
Períododa RepúblicaNova - 1930 a 1937

Períododo EstadoNovo - 1937 a 1945


PeríodoDesenvolvimentista- 1945 a 1964
Períododo Regime Militar- 1964 a 1984
PeríododaNova República- de 1984 atéos diasatuais
Sistema Nacional de Vigilância
Epidemiológica

Epidemiologia: do grego epi =


sobre;
demo = população; logia =
estudo

Vigilância epidemiológica;
O Sistema Nacional
de Vigilância
Epidemiológica ; Atividadesda
vigilância
epidemiológica;
Atribuições

Medidas e indicadores em
saúde coletiva

Objetivo geral: Fornecer instruções simplificadas que facilitem o manejo


e aplicação do instrumental e do método epidemiológico
Objetivo específico:
Apresentar as medidas estatísticasutilizadasna
análiseepidemiológica ; Identificaras etapas do método
epidemiológico;
Apresentar os componentes necessários à descrição
epidemiológica; Construirindicadores, tabelas e gráficos;
Tradicionalmente, mede-se a "não saúde" (aspectos negativos), ou seja, as
doenças (morbidade), as mortes (mortalidade), as incapacidades físicas e
mentais (sequelas), porque é muito difícil medir a saúde (aspectos
positivos)

Medidas em saúde coletiva e


método epidemiológico
Utilização
Analisar e descrever umasituação existente;
Avaliar o cumprimento dos objetivos e metas;
Avaliar mudanças ao longo do tempo e prever tendências futuras

Classificação
Demográfico - fecundidade, natalidade, esperança de
vida, etc. Sócio-econômicos - renda, escolaridade,
saneamento, etc;
Saúde - morbidade e mortalidade;

Medidas e indicadores em
saúde coletiva
Coeficiente outaxa Índice ouproporção
casos de um evento e uma
É a relação entre um número de
determinada população, num dado sendo que no numerador é registrada
local e época. É a única medida que a frequência absoluta do evento que
infroma quanto ao "risco" de constitui o subconjunto daquele
ocorrência de umevento contido no denominaodor que é de
Ex: número de óbitos por leptospirose no caráter maisabrangente
Rio de Janeiro, em relação às pessoas que Ex: número de óbitos por doenças
residiam nessa cidade em cada ano cardiovasculares em relação ao número
É a relação entre frequências máximo de mortes
atribuídas de determinado evento,

Indicadores de mortalidade

Indicadores
de mortalidade
Referem-se ao conjunto de indivíduos que
vieram a óbito num intervalo de tempo,
numdado local

Taxa oucoeficiente de
mortalidade
Calcula o risco ou probabilidade
que qualquer
pessoa na população apresenta de poder vir a
faleceremdecadência de umadoença

Indicadores de morbidade
Refere-se ao conjunto dos indivíduos que adquirem doenças numdado
intervalo de tempo. Define-se a morbidade como o comportamento das
doenças e dos agravos à saúde em umapopulação
indicadores básicos:

Taxa de Ataque
Incidência
Existem 4

o
Proporcion
al
Prevalência
Distribuiçã

A prevalência indica qualidade daquilo


que prevalece. Portanto, prevalência
implica acontecer e permanecer
existindo em um momento considerado;
A taxa de prevalência (TP) é mais utilizada
para doenças crônicas de longa duração,
como hanseníase, tuberculose, AIDS e
diabetes;
A prevalência, como idéia de acúmulo, de
estoque, indica a força com que subsiste
a doença na população.

Coberturas Vacinais

Método de cálculo:
Administrativo (oficial) obtido
pelo
total de doses aplicadas (numerador)
dividido pela população alvo
(denominador) x 100
Inquéritosde coberturas vacinais
Monitoramento rápido de coberturas
vacinais
Representa a proporção da população
alvo vacinada (estima o nível de
proteção da população contra
determinadadoença
Estudo da epidemiologia
Tabelase gráficos descritivose analíticos
Estudo da epidemiologia

Definição
Inclui
Classificação
Observacionais - descritivas
ouanaliticas
Experimentais
Análise de Situação em Saúde
O que é? É umprocesso sintetizado, que permite caracterizar, medir e
explicar o perfil de saúde-doençade umapopulação.
Estuda principalmente a descrição da:
População;
Condições de vida;
Perfil epidemiológico;
Objetivo: Obter conhecimentos validos e informações sobre a situação
de saúde de umapopulação em determinado território/contexto.
Finalidade: Tem como finalidade principal, a tomada de decisão em
saúde de maneira oportuna emtodas as instancias.

Investigação Epidemiológica
O que é umsurto?
Como identificar a ocorrência de surtos?
A abordagem sistemática pode serfeita em dez etapas:
1etapa: análise da situação do evento; aumento no número de casos; fonte
consultada; locais consultados;
2 etapa: objetivos; como fazer?;
3etapa: definir e contar os casos; objetivos; como fazer?; elementos da
definição de um caso; classificação dos casos; investigação dos surtos;
4etapa: descrever os dados do surto em tempo, lugar e pessoa: objetivos;
como fazer?; definição de caso; objetivos;tipos; composição; epidemiologia
descritiva; 5 etapa: determinarquem está sob o risco de adoecer; objetivos;
como fazer;

Bibliografia
ROUQUAYROL, M. Z. Epidemiologia& Saúde.Rio de Janeiro, MEDSI, 4ª ed.,1993.
CBVE (Curso básico de vigilância epidemiológica.Brasília,Ministérioda saúde,
1ªed, 2005. Sites de consulta
https://www.youtube.com/watch?v=4tiQMJSzgt0&feature=share

https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/08/20/bahia-registra-maior-medi
a-movel-de mortes-por-covid-19-desde-comeco-da-pandemia.ghtml
https://asisbrasil.org.br/

Você também pode gostar