Você está na página 1de 6

MINISTÉRIO WAY MESQUITA / RJ

PROTOCOLO DE PREVENÇÃO À COVID-19


MEDIDAS PARA O
RETORNO DAS ATIVIDADES
RELIGIOSAS

PONTO ESSENCIAL PARA A EFICÁCIA DO


RETORNO SEGURO
O comprometimento dos administradores dos espaços, dos participantes e
dos organizadores da celebração em cumprir as medidas estabelecidas neste
Protocolo.
ORIENTAÇÕES GERAIS

1. As igrejas, templos religiosos e afins têm autorização para permanecerem em


funcionamento durante o período de pandemia da Covid-19, desde que atendam as
seguintes medidas preventivas:

2. A lotação máxima autorizada deve seguir a regra de distanciamento social de dois


metros entre as pessoas ou quatro metros quadrados por pessoa, com controle de acesso
na entrada dos templos.

3. Os lugares de assento deverão ser disponibilizados de forma alternada entre as fileiras


de bancos, devendo estar bloqueados com sinalização aqueles que não poderão ser
ocupados. É facultada a ocupação de integrantes da mesma família em assentos ou
lugares próximos.

4. É recomendado o uso de sinalização e marcações no chão para reforçar o


distanciamento social mínimo de dois metros nas diversas áreas.

5. Reforçar com sinalizações as informações relativas ao uso obrigatório de máscara,


o respeito ao distanciamento e demais condutas que devem ser adotadas pelos
participantes nas celebrações.

7. Manter dispensadores de álcool 70% em gel na entrada e locais de maior circulação


de pessoas, para que a higienização constante das mãos seja feita por todos os
participantes do culto.

8. Recomendação por todos os canais de comunicação da igreja para que crianças até 12
anos, idosos e os pertencentes ao grupo de risco* da COVID19 não compareçam aos
cultos presenciais.

*Grupo de risco :Portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma e


indivíduos acima de 60 anos.
AÇÕES DE LOGÍSTICAS

 Medição de temperatura na chega dos participantes;


 Higienização das mãos com álcool 70% os participantes do culto;
 Sinalização dos cartazes informativos contendo as regras de ouro e outras
orientações;
 Disponibilização de álcool 70% nos espaços de maior circulação de pessoas;
 Organização dos acentos – devem ser alternados ou mantidos o afastamento do
espaço de uma cadeira.

MATERIAL

 Aquisição de termômetro infravermelho (1);


 Aquisição de borrifadores ( 2 para porta, 1 para plataforma, 2 para os banheiros,
1 para cozinha) 6 ;
 Papel toalha descartável para higienização dos elementos do culto;
 Álcool 70% ;
 Luvas para o manuseio do borrifador;
 Confecção de cartazes informativos ;
 Confecção de marcação para sinalização no chão;

DURANTE AS ATIVIDADES E PERMANÊNCIA

 O uso da máscara é obrigatório durante todo o período que estiverem fora de


suas residências, mantendo seu uso durante as celebrações. Quem estiver com o uso da
palavra poderá fazê-la sem o uso da máscara.
 Todas portas do local onde serão realizadas as atividades deverão permanecer
abertas;
 Todos os demais acessos da igreja fechados (salão social, acesso a galeria e
demais andares);

 Vedado o uso de bebedouros – a água deve ser servida em copos individuais ou


orientar para que cada participante do culto traga sua água para consumo.

 O método de ofertório deve ser revisto de forma a não haver contato físico entre
as pessoas; Após as celebrações, o local deve ser rigorosamente desinfetado
principalmente, os mais tocados, como os bancos, maçanetas de portas, microfones
entre outros;

 Deve ser realizado o controle do fluxo de entrada e saída de pessoas nos


banheiros e na hipótese de formação de filas, deve haver demarcação para manter o
distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas;

 Antes, durante e depois da realização das celebrações religiosas, devem ser


evitadas práticas de aproximação entre as pessoas e outras formas de contato físico,
como dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros;

 A distância mínima de segurança entre os participantes deve ser de 2m;

MEDIDAS DE DISTANCIAMENTO SOCIAL

1. As celebrações serão limitadas, no que se refere ao número de participantes, a 30%


da sua capacidade de acomodação, podendo chegar, no máximo, a 50 pessoas.
2. Os templos devem disponibilizar álcool 70% em todos os acessos;
3. Pessoas que fazem parte do grupos de risco (portadores de doenças crônicas como
diabetes e hipertensão, asma e indivíduos acima de 60 anos idosos e gestantes) devem
permanecer em casa e acompanhar as celebrações por meios do veiculo de comunicação
disponibilizado pela instituição.
4. Crianças menores de 12 anos devem permanecer em casa, mesmo que existam
espaços destinados à recreação, como espaço kids, brinquedotecas e similares, uma vez
que esses devem permanecer fechados;
5. Nas congregações que celebram a ceia, com partilha de pão e vinho, os líderes
religiosos e o público devem higienizar as mãos antes de realizar a partilha. As pessoas
devem respeitar o distanciamento aconselhado.
6. A limpeza e desinfecção dos sanitários devem ser intensificadas;
7. Todos os ambientes devem ser mantidos preferencialmente abertos, arejados e
ventilados, de forma natural.
8. Cartazes com orientações a respeito das medidas de prevenção e controle da Covid-
19, bem como das regras para o funcionamento dos templos religiosos devem ser
fixados em pontos estratégicos e visíveis às pessoas, devendo haver, também,
compartilhamento destas informações por meio eletrônico como redes sociais.

Fonte: Resolução SMS Nº 4424 DE 03/06/2020

Você também pode gostar