Você está na página 1de 7

Destacamos, resumidamente, como essenciais à formação do templo interior de

cada maçom, os ensinamentos a seguir


SABEDORIA
O somatório dos conhecimentos adquiridos durante nossa existência pela
experiência própria ou através dos ensinamentos recebidos devem nos orientar no
sentido que, antes de tomarmos uma decisão, precisamos avaliar o quanto
conhecemos do fato, se é a verdade e se irá trazer algum benefício, ou seja,
devemos usar o princípio das “peneiras da sabedoria”.
O único meio eficaz para se combater a ignorância, os preconceitos, a superstição e
os vícios é o saber, pela simples razão do próprio significado de cada um desses
conceitos, ou seja:

– Ignorância significa o desconhecimento ou falta de instrução, falta de saber.


– Preconceito significa o conceito ou opinião formados antes de ter os conhecimentos
adequados.
– Superstição significa o sentimento religioso excessivo ou errôneo que, muitas vezes,
arrasta as pessoas ignorantes à prática de atos indevidos e absurdos, ou ainda, a falsa
idéia a respeito do sobrenatural.
– Vício significa o defeito que torna uma coisa ou um ato impróprios para o fim a que
se destinam. É a tendência habitual para o mal, oposto da virtude.

TOLERÂNCIA
É, das virtudes maçônicas, a mais enfatizada pois significa a tendência de admitir
modos de pensar, agir e sentir que diferem entre indivíduos ou grupos políticos ou
religiosos.
Devemos ser tolerantes com nossos filhos quando eles erram, não podemos ser
omissos e coniventes com o erro, devemos expressar nosso descontentamento e
corrigir o desvio. É dever e responsabilidade de todo o pai.
A tolerância está na Sabedoria e faz se sentir na Força e na Beleza, através dos
ensinamentos, no respeito à individualidade e ao direito do outro.
ÉTICA
Por definição, Ética é um conjunto de princípios e valores que guiam e orientam as
relações humanas. O primeiro código de ética de que se tem notícia,
principalmente para quem tem formação cristã, são os “DEZ MANDAMENTOS”,
onde regras como: amar ao próximo como a si mesmo, não matarás e não roubarás
são apresentadas como propostas fundamentais da civilização 
CARIDADE
A caridade é definida no dicionário como: “Amor que move a vontade à busca
efetiva do bem de outrem”.
 Se a caridade é uma virtude cristã, ela não deve estar somente na esmola, porque
há caridade em pensamento, em palavras e em atos, ela deve ser indulgente para
com as faltas de seu próximo, não dizer nada que possa prejudicar o outro e
atender aos que necessitam na medida de suas forças.

O homem que a pratica, no seu dia-a-dia, estará sempre em paz; assegurando sua
felicidade neste mundo.
JUSTIÇA
 para podermos viver em sociedade ou mesmo só, temos que ter regras para serem
respeitadas e leis para serem cumpridas. Quem vive em sociedade, por obvio tem
maior compromisso com as leis, pois envolve mais pessoas no processo de
interação social. Assim, mesmo o que vive isolado na mata ou em uma ilha, ou
outro lugar que seja, tem que respeitar leis da natureza ou dos homens.
a Maçonaria no maçom é a Bondade no lar, a honestidade nos negócios, a cortesia
na sociedade, o prazer no trabalho, a piedade e a sincera preocupação para com os
desvalidos da fortuna, o socorro aos mais fracos, o perdão para o penitente, o amor
ao próximo e, sobretudo a reverencia a Deus.

LIDERANÇA
“Liderar, é influenciar positivamente as pessoas para que elas atinjam resultados
que atendam as necessidades, tanto individuais quanto coletivas e, ainda, se
responsabilizar pelo desenvolvimento de novos lideres”.
Inserida firmemente no conceito de liderança está a INTEGRIDADE, a honestidade
do líder, sua credibilidade e coerência para por valores em ação. Os líderes têm
uma responsabilidade indeclinável de estabelecer altos padrões éticos para guiar o
comportamento dos seguidores
As qualidades especiais dos líderes incluem:

– Visão: ter idéias e um senso claro de direção, comunicá-las aos outros, desenvolver
excitação sobre a realização de sonhos compartilhados;
– Carisma: gerar nos outros entusiasmo, fé, lealdade, orgulho e confiança em si
mesmos através do poder do respeito pessoal e de apelos à emoção;
– Simbolismo: identificar heróis, oferecer recompensas especiais e promover
solenidades espontâneas e planejadas para comemorar a excelência e a alta realização;
– Delegação de Poder: ajudar os outros a se desenvolver, eliminando obstáculos ao
desempenho, compartilhando responsabilidades e delegando trabalhos
verdadeiramente desafiadores;
– Estimulação Intelectual: ganhar o engajamento dos outros criando consciência dos
problemas e guiando a imaginação deles para criar soluções de alta qualidade;
– Integridade: ser honesto e confiável, agindo coerentemente com suas convicções
pessoais e realizando compromissos concluindo-os.

PERSEVERANÇA
A maior empreitada do homem é sua própria vida e não tem nenhuma garantia
que será bem sucedido
A perseverança é uma qualidade pois significa a firmeza, a constância com que
devemos nos empenhar em nossas atividades, 
A perseverança exige um processo de mudança, reavaliando nossos conceitos,
objetivos e ideais e é assim que começa a nascer o novo comportamento no pensar
e agir, sabendo que a obra de nosso templo interior poderá nos exigir, algumas
vezes, uma árdua reconstrução

TEMPLO MAÇÔNICO UM AMBIENTE SAGRADO


 
 Consideremos o que seja um ambiente sagrado para nós. O que deve ser venerado; algo
inviolável, respeitável e purificador do espírito
“Estar em Loja” é se consubstanciar com o ambiente, compreender e trabalhar
incansavelmente para que reine, constantemente, o espírito da concórdia e da amizade.
Nosso dever em Loja é não permitir, pelo fanatismo, pela mentira ou pela discórdia, a
profanação do Templo Externo e do Templo Interno.

NÃO PODEMOS CONFUNDIR LOJA E TEMPLO

Com uma pequena frase já dá para explicar a diferença entre uma Loja e
um Templo, porém Maçonaria não é como matemática onde 2 mais 2 são
4, e o resultado é apenas uma resposta. Nada se faz na Maçonaria que
não tenha um propósito maior de fomentar o aprendizado e extrapolar o
concreto. Por isto somos Maçons Especulativos.

Há uma técnica de ensino chamada Técnica Expositiva que corresponde à


aplicação do Método Dedutivo lógico, verbalizado ou uso de audiovisuais.
Façamos então um exercício, vou escrever sete frases e os Irmãos vão
especulando:

- O Templo é um caderno, a Loja um lápis.


- No Templo estamos parados, na Loja em movimento.
- Do Templo falamos, da Loja ouvimos.
- O Templo é pequeno, a Loja é grande.
- O Templo tem um nível, a Loja um prumo.
- O Templo tem forma limitada, a Loja ilimitada.
- O Templo protegemos, a Loja nos protege.

Quais pensamentos o Irmão formulou? Como reagirá a frase abaixo? O


Templo é profano e a Loja sagrada. Imagino o arrepio que alguns Irmãos
tiveram. PORÉM atenção meus Irmãos, não se deve aplicar o conceito
comum aos labores maçônicos. TEMPLO (do latim templum,"local
sagrado") é uma estrutura arquitetônica dedicada ao serviço religioso.
Cinco perguntas:

- Já presenciaram profanos em nossos Templos?


- Algum não iniciado frequenta as Lojas?
- Existe a frase: - Em Templo meus Irmãos?
- Templos tem graus?
- O que são abertos/fechados, Lojas ou Templo?

Nossos Templos são lugares que merecem respeito, é o que chamamos


de Kadosh (sacro e puro)
O TEMPLO MAÇÔNICO é o resumo do macrocosmo e também a imagem
do microcosmo. Mas não podemos prestar cultos em seu interior.

Assim sendo posso então encerrar com três afirmações?


 O Templo é o externo, a Loja o interno.
 O Templo é o físico, a Loja o mental.
 O TEMPLO é a MATÉRIA, a LOJA o ESPÍRITO.

Reflitam sobre esta frase: COMBATEMOS OS VÍCIOS NOS TEMPLOS E


APRENDEMOS A VIRTUDE NAS LOJAS.

A intenção deste pequeno artigo é despertar em você a vontade de saber


um pouco mais sobre o tema, pesquisar e fazer uma Prancha de
Arquitetura para apresentá-la em sua Loja enriquecendo nosso Quarto de
Hora de Estudos.

Lembrem-se de que todos nós, independente do Grau ou do Cargo,


somos responsáveis pela qualidade das Sessões Maçônicas.

Maçons existem que se acomodam, julgando que, atingindo o grau de Mestre


estão na plenitude maçônica.  Na verdade, considerando a Maçonaria Simbólica
é o último grau.   Porém, não se pode dizer com isso sejam ‘justos e perfeitos’,
vez que o desbaste da pedra bruta somente termina com a nossa ida para o
Oriente Eterno.  Assim sendo, triste do Maçom que aposenta seu Maço e seu
Cinzel.   Porque a construção de nosso Templo interior só termina com o final de
nossa vida material.  E não é  suficiente somente esquadrejarmos a Pedra Bruta. 
Necessário se faz também deixá-la bem polida.

“Como me vê o G:.A:.D:.U:.?   Um maçom responsável, presente,


participativo, fraterno, preocupado com o bom desempenho da Maçonaria?”

O progresso na maçonaria também se consegue pelo estudo, pela


pesquisa, pela apresentação de Peças de Arquitetura.  Quem assim faz
aprende sempre mais e enriquecem também os outros com seus
conhecimentos partilhados.  (“A luz que tu levas para alguém, vai
iluminar-te também”).  Não faz sentido Mestre que não ensina.

Cada indivíduo, por suas ações diárias, está expressando mais claramente do
que por palavras seus ideais, seus desejos e sua atitude em relação a essa
grande obra. A atitude composta de um certo número de pessoas se fecha ou
deixa entrar a luz. Portanto, todo indivíduo tem um grande dever, um grande
trabalho tem que ser feito e, para isso, o verdadeiro estudante deve dedicar sua
vida. Então, onde quer que ele vá, o que quer que ele possa fazer, ele está
sendo conduzido, e a glória da Shekinah dirige seus passos.
Esta Arca está sempre presente, mas o homem só pode alcançá-la depois de
ter passado pela corte exterior do Tabernáculo, depois de ter passado por
todos os graus de iniciação - não apenas cerimoniais, mas contemplativos - e
depois de ter tomado o Terceiro Grau e se torna um mestre. Então, e somente
então, ele pode entrar na presença de seu Senhor, e ali, na câmara escura,
iluminada pelas jóias de seu próprio peitoral, ele conversa com o Altíssimo, a
verdadeira essência espiritual dentro de si mesmo ”

Uma pomba trouxe uma semente dos céus, e disse ao homem: "A semente que
eu trago é preciosa acima de qualquer preço. Seu nome é o Conhecimento-de-
Deus. Eu gostaria de plantá-la onde ela encontraria constante nutrição, então
para que possa germinar e crescer e dar frutos para a cura das nações. "

E lá voou para a terra outra pomba, e a semente que trouxe - foi chamada Fé,
e esta semente também encontrou alojamento no coração do homem. E ainda
outra pomba trouxe a semente da Esperança, e outra a semente da Caridade, e
uma quarta a semente do Amor Fraternal, e novamente uma quinta a semente
da Imortalidade; para estas sementes, também, o peito do homem deu lugar
acolhedor.

O nome do homem era maçom. A vida que ele viveu e os feitos que realizou,
sejam pequenos ou grandes, são conhecidos de todos, mas a visão das pombas
e o plantio das sementes eram apenas para seus olhos.

O Templo do Rei Salomão está há muito desmoronado, mas nós, como maçons,
somos ensinados a criar outro em seu lugar.  O plano está no tabuleiro do
cavalete do Supremo Mestre. Feliz é o homem que constrói de acordo com esse
plano. Pois o local do templo é o coração humano e o templo é
conhecido como caráter. A Maçonaria é uma construção de caráter e, quer
sejamos Aprendizes, Companheiros ou Maestros Inscritos, nossos deveres
estão claramente definidos e nossa prestação de contas esclarecida .

Agora, o caráter é o que somos e não devemos confundir-nos com a reputação,


que é o que os homens pensam de nós. Se o caráter é bom, seja bom, seja
verdade, então a reputação pode seguramente ser deixada para cuidar de si
mesma. Os homens cobiçam reputação, mas a reputação só é segura quando
se baseia em uma base moral.Hipocrisia, falsidade, falsas pretensões podem
alcançar seus objetivos por um tempo, mas mais cedo ou mais tarde a farsa
será descoberta, e a estrutura construída de modo defeituoso não será mais do
que um castelo de cartas. Portanto, a questão que me preocupa como
maçom não é o que os homens pensam de mim, mas o que eu penso de
mim mesmo?
Irmãos, as recompensas espirituais da Maçonaria não devem ser
procuradas no Vale de Ease. Elas podem ser resumidas em uma frase - a
satisfação de sentir que nos esforçamos para andar em retidão em
todos os caminhos da vida, e cumprir nossos deveres para com Deus,
para o país, para o lar, para os nossos semelhantes em conformidade
com o sublimes ensinamentos da Ordem. O restante pode ser deixado
àquele que notifica até mesmo a queda de um pardal.
E o significado é este: que não precisamos ir longe para cumprir nossas
obrigações maçônicas e ser espiritualmente vivificados. Na busca da riqueza, os
homens muitas vezes viajam para as partes mais remotas do mundo e
suportam o perigo e a privação sem fim, infelizmente, às vezes em vão, sem
perceber que minas de ouro prometem jazem enterradas nas portas das casas
que desprezaram. Portanto, as exigências para o exercício das virtudes
maçônicas estão bem próximas. O estranho, desesperado, angustiado, está
batendo à nossa porta para ser admitido. 
O Templo Maçônico como refúgio

Templo deriva do latim templum e significa lugar respeitável, lugar


sagrado; para nós, o local onde se reúnem os obreiros para receber
instruções e realizar cerimonias. Também podemos fazer uma analogia e
entender a palavra templo como nosso refúgio interior, espiritual, onde
habitam nossas fraquezas e virtudes.
Templo no sentido figurado, físico, é um prédio composto de várias
dependências cada qual com suas particularidades e usos onde refugiam-
se os obreiros longe das vistas profanas afim de darem e receberem
instruções sobre tolerância, ética, caridade dentre outros não menos
importantes, desenvolver e reforçar o sentido de fraternidade,
energizarem-se e materializar mentalmente o aprendizado e suas
aplicações na vida profana.
Templo no sentido abstrato, espiritual, entendemos como nosso
refúgio interior, nossa fortaleza onde estão contidos nossos defeitos e
fraquezas a serem desbastados e onde estão guardadas nossas mais
importantes qualidades. Qualidades estas que de algum forma são
percebidas pelas pessoas a nossa volta e que foram percebidas também
por nosso garante no momento de nos indicar para a irmandade.
Estas qualidades que compõem nosso caráter, nos diferenciam uns
dos outros. São elas nossa fortaleza e refúgio ante momentos difíceis ou
provas da vida sejam elas quais forem, pois são nosso esteio e as usamos
como guias para darmos o passo firme e certo afim de não nos desviarmos
dos ensinamentos que G.:A.:D.:U.: espera que aprendamos e utilizamos.
A localização exata do templo é no nosso coração e o templo
portanto é nosso caráter.

Você também pode gostar