Você está na página 1de 2

Como posso confiar em Deus quando estou enfrentando o desemprego,

encerramento da hipoteca ou falência?"

Resposta: A perda de emprego e/ou da fonte de renda é um dos eventos mais


angustiantes da vida, especialmente para aqueles que sustentam uma família. O
encerramento da hipoteca ou ter de declarar falência devido ao desemprego
acrescenta medo, incerteza e turbulência emocional. Para o homem ou a mulher cristã
enfrentando uma dessas dificuldades, pode haver outras dúvidas sobre a bondade de
Deus e Suas promessas para prover para os Seus filhos. Como o cristão deve reagir a
esses eventos catastróficos da vida? Que princípios bíblicos podemos aplicar à perda
de uma casa ou de um emprego e benefícios (seguro de saúde/vida, aposentadoria)?

Primeiro, é importante entender que Deus ordenou o trabalho à humanidade.


Trabalhar é descrito na Bíblia como benéfico porque fornece para as nossas
necessidades (Provérbios 14:23; Eclesiastes 2:24,3:13, 5:18-19) e nos dá os recursos
para compartilhar com outras pessoas em necessidade (Efésios 4: 28). Paulo lembrou
os crentes em Tessalônica que qualquer um que não estava disposto a trabalhar não
devia comer (2 Tessalonicenses 3:10) e que ele próprio trabalhou fazendo tendas para
não ser um fardo para ninguém (Atos 18:3, 2 Coríntios 11:9). Assim, a perda do
emprego não deve ser uma desculpa para a preguiça, e toda a diligência deve ser
exercida para encontrar um outro trabalho o mais rápido possível (Provérbios 6:9-11).

Ao mesmo tempo, talvez não seja possível encontrar uma posição igual em
pagamento e prestígio à que foi perdida. Nestes casos, os cristãos não devem permitir
que o orgulho os impeça de tomar postos de trabalho em outras áreas, mesmo que
isso signifique posição inferior ou menos salário, pelo menos temporariamente.
Devemos também estar dispostos a aceitar ajuda de outros crentes e nossas igrejas,
talvez em troca de trabalho que precisa ser feito em suas casas, pátios e instalações.
Estender e aceitar uma "mão amiga" nestes tempos são uma bênção para aqueles
que dão e aos que recebem e exibem a "lei de Cristo", que é o amor uns pelos outros
(Gálatas 6:2, João 13:34).

Da mesma forma, até mesmo a perda da casa da família por meio de encerramento de
hipoteca ou falência pode ser um momento de bênção para a família, um momento em
que pais e filhos "se aproximam" e tornam-se mais conscientes do seu amor um para
o outro e das coisas importantes da vida - fé, família e comunidade- e menos focados
em coisas materiais que não têm valor eterno e podem desaparecer em um instante.
Deus também pode usar essas circunstâncias para nos lembrar da verdade falada por
Jesus em Mateus 6:19-20 e reorientar os nossos corações ao tesouro celestial.

Acima de tudo, renovar a nossa fé e confiança nas promessas de Deus é de extrema


importância durante períodos de estresse financeiro. Reler as passagens que falam da
fidelidade de Deus aos Seus filhos vão nos fortalecer e incentivar quando o futuro
parece sombrio. Primeiro Coríntios 10:13 nos lembra que Deus é fiel, não vai nos
testar além da nossa capacidade de suportar e irá fornecer uma saída para a
provação. Esta "saída" pode significar um novo e melhor emprego que surge
imediatamente. Também pode significar um longo período de desemprego durante o
qual a fidelidade de Deus em prover o nosso pão de cada dia é mostrada para nós.
Isso pode significar uma nova casa, ou pode significar viver em circunstâncias
reduzidas com familiares por um período de tempo. Em cada caso, a saída é
realmente o "caminho através" da provação, em que aprendemos da provisão fiel de
Deus ao caminhar ao nosso lado durante tudo. Quando o tempo de teste acabar, a
nossa fé será fortalecida, e seremos capazes de fortalecer os outros através do sólido
testemunho da fidelidade do nosso Deus.