Você está na página 1de 5

Como Superar A Incerteza

Se há uma coisa que os últimos meses trouxeram, é a incerteza. Como humanos, desejamos
ter certeza do que vai acontecer. Queremos estar no controle do que acontece ao nosso redor
e do que nos afeta. Mas, com circunstâncias tão variáveis, como podemos superar a incerteza?
Descubra 3 histórias da Bíblia que o ajudarão

UM ANO DISRUPTIVO

Este ano ficará para a história como um dos anos mais perturbadores da
história. A pandemia global trouxe consigo confinamento, medo,
estranhamento, desafios econômicos e muitos outros efeitos.

Em particular, grande parte da complexidade da crise é a dimensão do


desconhecido. Não sabemos o que esperar, não sabemos o alcance e, mesmo
neste momento, existe uma grande incerteza que afeta a todos nós.

Quando as coisas vão voltar ao normal? Eles serão como antes? Qual será a
aparência do novo normal? O que o futuro guarda? E se houver outra crise e
outro vírus semelhante, mas mais forte?

Provavelmente, se você for como eu, ficaria um pouco mais calmo se soubesse
algumas das respostas para essas perguntas. Em nossa mente, acreditamos
que, se soubéssemos o que o futuro traz, estaríamos em melhor situação.

Porém, Deus nos colocou em um mundo cheio de incertezas para que


possamos exercer nossa fé e depositar toda nossa confiança naquele que as
circunstâncias nunca pegam de surpresa.

Hebreus 11: 1 diz o seguinte: “A fé é a garantia do que se espera, a certeza do


que não se vê”. Há coisas que você e eu não podemos ver e que devemos
entregar o controle ao bom pastor que dá a vida pelas ovelhas. Para o Pai
amoroso que não poupou seu próprio Filho.

Essas provações são um convite para colocarmos nossa total confiança no


poder e controle de Deus. Devemos aprender a experimentar a certeza do que
não é visto. Nos próximos 3 dias, você descobrirá histórias poderosas de
pessoas que enfrentaram crises máximas e suas respectivas respostas de fé.
UMA MUDANÇA POUCO COMUM.

Imagine que hoje te dizem:

–Você tem que se mudar imediatamente. Deixe sua casa, seu trabalho, seu
negócio e tudo o que você conquistou aqui. Deixe sua família aqui também.

Você provavelmente responderia:

–Aonde vamos? Por que você quer que eu me mude? O que tem lá? O que eu
ganho? Minha família ficará bem? Que benefícios terei? Quem os garante?

Um cenário semelhante é aquele que Abraão viveu quando Deus pediu que ele
deixasse sua terra e seus parentes para levá-lo a um lugar que Ele havia
preparado. Deus não disse a ele para onde ele se mudaria. Abraão não
conseguiu fazer uma busca rápida no Google para saber mais sobre aquele
lugar. No entanto, Abraão confiou cegamente em seu Deus que, diante de
circunstâncias incertas, ofereceu sua promessa de que tudo ficaria bem.

Que grande passo Deus está levando você a dar? Talvez seja deixar um
emprego que o manteve longe Dele e de Sua igreja. Você provavelmente não
sabe exatamente o que está do outro lado dessa decisão, mas se essa é a voz
de Deus para sua vida, você deve manter-se vendo o Invisível.

Talvez o passo que ele está levando você a dar seja perdoar alguém que o
magoou. Talvez haja medo de sua parte de que o que o machucou será
reproduzido novamente, mas Deus está indicando que você deve estender a
graça e uma nova oportunidade para essa pessoa.

Passo de ação:

Confie Nele e em Sua Palavra e você nunca ficará desapontado. Siga a voz de
Deus assim como de Abraão. Mesmo que você não saiba todos os detalhes ou
controle todas as circunstâncias, se Deus está chamando você, Ele tem o
poder e o interesse para guiá-lo em cada passo do caminho.
Gênesis 12: 1
2x

1 O SENHOR disse a Abrão: “Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu

pai, e vai para a terra que eu te mostrarei.

FOME NO DESERTO

Quando o povo de Israel saiu do Egito, saiu com a expectativa de um futuro


melhor, a terra prometida os esperava: uma terra onde corria leite e mel. Uma
terra onde pudessem se estabelecer junto com suas famílias e criar raízes.

No entanto, essa jornada não seria fácil, nem seria um caminho direto. Em
pouco tempo, eles encontraram falta de comida e água. Eles estavam com
fome e esqueceram a promessa de Deus e os grandes milagres que Ele havia
realizado por eles. Na verdade, chegou um ponto em que todo o povo começou
a murmurar contra Moisés e contra Deus.

Eles ansiavam por retornar ao Egito e continuar vivendo como escravos. Eles
preferiam o previsível, o seguro e o conhecido, mesmo que isso significasse
escravidão para o resto de suas vidas.

Em suma, eles perderam completamente a perspectiva. Mas Deus


pacientemente tratou com eles. Ele lhes deu maná do céu: pão fresco de cada
dia! Ele os conduziu pelo deserto até a terra prometida e cumpriu sua
promessa e propósito.

Como você fica quando as coisas não acontecem como você esperava? Você
murmura e reclama de tudo? As circunstâncias atuais e incertas o levaram a
ser infeliz? Uma das áreas em que nossa fé é testada é a provisão para o
futuro. Deus o encoraja a confiar totalmente em sua provisão. Se Deus cuida
dos pássaros e dos lírios do campo, quanto mais fará por nós, que valemos
mais do que as flores do campo?

O rico não é aquele que tem abundância de bens, mas aquele que se contenta
com o que tem.
Passo de ação:

Reserve um tempo hoje para agradecer a Deus do fundo do coração pelo que
Ele lhe deu. Pelo "maná" que Ele providenciou para você. Reconheça sua
descrença, sua falta de contentamento e decida hoje confiar na abundante
provisão de Deus.

Exodo 16: 1-4

1 Toda a comunidade israelita deixou Elim e foi para o Deserto de Sin, que

fica entre Elim e Sinai. Isso ocorreu no décimo quinto dia do segundo mês,

contado de sua partida do Egito. 2 Lá, no deserto, toda a comunidade

murmurou contra Moisés e Arão:

3 - Como gostaríamos que o SENHOR tivesse tirado nossas vidas no

Egito! Os israelitas estavam contando a eles. Lá sentávamos em volta das

panelas de carne e comíamos pão até ficarmos satisfeitos. Você nos trouxe a

este deserto para matar de fome toda a comunidade!

PLANOS FRUSTRADOS?

Quando os discípulos entraram em Jerusalém com Jesus, os ânimos não


podiam estar mais elevados. As pessoas estavam celebrando Jesus, o
ministério estava alcançando novos patamares e a imagem não poderia
parecer mais promissora para os planos de grandeza dos discípulos.

No entanto, apenas alguns dias depois, essa ilusão foi despedaçada e


destruída pela cruel crucificação de seu Mestre. Para eles, estava tudo
acabado. Eles não sabiam o que iria acontecer. Eles seriam perseguidos e
acusados também? Eles teriam que voltar a pescar e consertar redes? O futuro
era incerto.

Mesmo quando Jesus apareceu a eles e esteve com eles por 40 dias, eles não
sabiam o que aconteceria depois. Eles não sabiam o verdadeiro alcance do
seu ministério e o impacto que eles teriam no mundo inteiro nas gerações
futuras. O melhor ainda está por vir. Mas eles não viram ainda.
Antes de subir ao céu, Jesus deu-lhes a Grande Comissão e deixou-lhes a
promessa que fez toda a diferença: "Estarei sempre convosco, até o fim do
mundo." Mateus. 28:20.

Você sabia que essa mesma promessa está disponível para você no
cumprimento da missão que Deus lhe deu? Até o fim do mundo ... nas
circunstâncias mais adversas: mesmo que o seu negócio falhe, mesmo que as
pessoas o traiam, mesmo que as coisas não saiam como você pensava. Jesus
está sempre com você.

E é essa presença incondicional e permanente que nos mantém de pé. Aquele


que nos faz ver depois da pandemia e confiar que Ele está no controle. Que
Ele não nos abandona.

Passo de ação:

Em algum tempo a sós com Deus, diga a ele que você é grato por sua
presença. Por suas promessas. Agradeça porque o melhor ainda está por vir.
Não por seu próprio mérito, mas por Sua graça abundante.

Lucas 24:17-21
2x

17 "Sobre o que eles estão discutindo no caminho?" -Perguntou-lhes.

Eles pararam, cabisbaixos; 18 e um deles, chamado Cleofas, disse-lhe:

"Você é o único peregrino em Jerusalém que não descobriu tudo o que

aconteceu recentemente?"

19 "O que aconteceu?" -Perguntou-lhes.

"Sobre Jesus de Nazaré." Ele foi um profeta, poderoso em ações e palavras


diante de Deus e de todas as pessoas. 20 Os principais sacerdotes e os

nossos príncipes o entregaram para ser morto e o crucificaram; 21 mas

esperávamos que fosse ele quem redimisse Israel. Além do mais, tudo isso

aconteceu há três dias