Você está na página 1de 4

O Juiz de Direito José de Andrade Neto certifica que

DALVA DA SILVA FERREIRA FRANCO


participou da audiência de Instrução realizada no processo

0025469-77.2016.5.24.0007
em trâmite na Comarca de Campo Grande - MS
e teve desempenho satisfatório no exame a que foi submetido

22/09/2020

bkDBefGOEc
Este certificado confere ao acadêmico a comprovação de 2 horas de atividade complementar
NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA – NPJ
Centro de Aperfeiçoamento e Prática I
João Messias Dos Santos Filho
RELATÓRIO DE AUDIÊNCIAS

Estagiário (a): DALVA DA SILVA FERREIRA FRANCO


Semestre: 9
Turma: 9 5XDR7-TD1
Vara: 7ª Vara do Trabalho de Campo Grande
Data: 29 de março de 2017
Horário: 10h12min
Processo nº: 0025469-77.2016.5.24.0007
Partes: AUTOR: SERGIO VIEIRA SILVA
RÉUS: EQS ENGENHARIA LTDA
EMBRATEL TVSAT TELECOMUNICACOES SA
Espécie de Audiência: Instrução
Ação: Trabalhista
Visto do Juiz: Bóris Luiz Cardozo de Souza

Descrição

Em 29/03/2017 realizou-se audiência relativa ao processo de ação trabalhista às 10h12m sob a


direção do Excelentíssimo Juiz Bóris Luiz Cardozo de Souza.
Esteve presente o autor SÉRGIO VIEIRA SILVA, acompanhado do seu advogado DR.
WILSON CREPALDI JÚNIOR, presente o preposto da reclamada EQS ENGENHARIA LTDA, o SR.
JOSÉ PINTO DA SILVA, acompanhado da advogada DRA. CRISTINA APARECIDA DE BARROS
RIBEIRO DE MARINS, presente o preposto da 2º reclamada, EMBRATEL TVSAT
TELECOMUNICACOES AS, SR. EDGAR NAKAZONE, acompanhado da advogada DRA. RENATA
TOSCANO DE BRITO SIMONS CORREA NOGUEIRA.
A segunda reclamada teve seu depoimento pessoal dispensado.
Não houve proposta de acordo.
O autor é chamado para depoimento pessoal, que inquirido respondeu ter trabalhado na primeira
reclamada de 22/09/2014 até agosto 2016, por quase 2 anos. Contratado como técnico em manutenção,
responsável pela refrigeração, prestando serviços para Embratel, cuja base está localizada na cidade de
Mato Grosso do Sul.

Rua dos Mundurucus, 1482 ● Batista Campos ● Cep.: 660258-660 ● Belém - Pará – Brasil
Fone: 3323.6014 / 3323.6074
NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA – NPJ
Centro de Aperfeiçoamento e Prática I
João Messias Dos Santos Filho
O autor afirma que a equipe da empresa era comporta pelo supervisor Judson e técnicos em
energia e alguns auxiliares, que há 10 anos trabalha como técnico de manutenção em refrigeração.
Relata ainda que atualmente trabalha com serviços elétricos, porque em razão da sua condição física,
não consegue executar as atividades que exercia antes, devido ao trabalho exaustivo por mais de 15 ou
16 horas por dia sem ajudante, tendo lesões na coluna.
Que duas vezes na semana entrava às 7 e saía às 23 horas, com intervalo de 1 hora para o
almoço e 1 hora para o jantar, que os demais dias trabalhava das 7 às 18 com 1 hora de intervalo.
Afirma ainda que a jornada de trabalho era registrada nas folhas de ponto comum, já o trabalho
extraordinário era registrado em um sistema próprio da empresa, alimentado pelos próprios
trabalhadores através de login e senha individual, e que quando era comum não receber por algumas
horas extraordinárias, pois quando lançadas eram avaliadas por dois setores superiores antes de serem
enviadas ao RH da empresa, quando os superiores não criam na jornada registrada, perdiam as horas
trabalhadas, pois não eram lançadas.
O autor recebeu um aparelho celular, tendo sido orientado a deixar sempre ligado, para o caso de
emergência, ainda sendo foi informado de que se não atendesse o chamado poderia receber uma justa
causa. O autor era impedido de ter lazer e de se afastar para locais onde não havia cobertura de área
para o celular, já que por um tempo determinado ele era o único técnico de refrigeração na equipe da
reclamada e que os plantões eram realizados nos horários noturnos, finais de semana e feriados.
Segundo o autor, a lesão foi em decorrência da função o autor executava, sendo ela: trocar
compressores, evaporadores, condensadores, garrafas de gás, escadas e não usava carrinho para
transportar os equipamentos e nem tinha ajudante para executar essas funções.
Em seguida o preposto foi chamado para depoimento pessoal, o qual alegou desconhecer falta de
auxiliar nas demandas que o autor atendia, e que todas as horas extraordinárias haviam sido pagas,
apresentando todos os relatórios.
Foi ouvido a testemunha do autor, SR RAFAEL, ex funcionário da primeira reclamada, e a
testemunha da primeira reclamada, SR JUDSON, supervisor da empresa.
A parte autora insiste na realização de perícia médica.
Determinou-se a realização de perícia para verificação de insalubridade, ficando nomeado o
perito Ênio Matos Ferreira.
Para a perícia, facultou-se às partes a apresentação de quesitos e indicação de assistentes técnicos
no prazo de 15 dias.

Rua dos Mundurucus, 1482 ● Batista Campos ● Cep.: 660258-660 ● Belém - Pará – Brasil
Fone: 3323.6014 / 3323.6074
NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA – NPJ
Centro de Aperfeiçoamento e Prática I
João Messias Dos Santos Filho
Após a apresentação do laudo pericial, a Secretaria deverá intimar as partes para vista do referido
laudo, pelo prazo de 15 dias.

Carga Horária: ___________________________________________________

Rua dos Mundurucus, 1482 ● Batista Campos ● Cep.: 660258-660 ● Belém - Pará – Brasil
Fone: 3323.6014 / 3323.6074

Você também pode gostar