Você está na página 1de 12

Processo seletivo

001. Prova Objetiva

agente de combate às endemias (ACE)

� Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 40 questões objetivas.
� Confira seus dados impressos na capa deste caderno e na folha de respostas.
� Quando for permitido abrir o caderno, verifique se está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja algum
problema, informe ao fiscal da sala para a devida substituição desse caderno.
� Leia cuidadosamente todas as questões e escolha a resposta que você considera correta.
� Marque, na folha de respostas, com caneta de tinta preta, a letra correspondente à alternativa que você escolheu.
� A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.
� Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio após transcorrida 1 hora do início da prova.
� Deverão permanecer em cada uma das salas de prova os 3 últimos candidatos, até que o último deles entregue sua
prova, assinando termo respectivo.
� Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno.
� Até que você saia do prédio, todas as proibições e orientações continuam válidas.

Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno.

Nome do candidato

RG Inscrição Prédio Sala Carteira

Confidencial até o momento da aplicação.


Confidencial até o momento da aplicação.
conhecimentos gerais 01. Assinale a alternativa correta a respeito das informações
do texto.

(A) O escritor informa aos leitores que Antonio Nássara,


Língua Portuguesa além de artista gráfico, no auge da juventude foi um
cantor muito famoso.

(B) Nássara, com 81 anos, havia se tornado comple-


Leia o texto de Ruy Castro para responder às questões de tamente surdo por causa de sua saúde frequente­
números 01 a 06. mente debilitada.

(C) A vida de Nássara era conteúdo importante para o


Lúcidos e surdos
novo livro, porém percebe-se que o escritor é indife-
Em 1991, fui entrevistar o fabuloso Antonio Nássara rente à situação do entrevistado.
para meu livro “O Anjo Pornográfico”, sobre Nelson Rodri-
gues. Nássara era cartunista, artista gráfico e o último rema- (D) Os pesquisadores constataram que são os adultos
nescente de “Crítica”, jornal do pai de Nelson, empastelado1 os que mais sofrem com a perda auditiva definitiva
em 1930. Aos 81 anos, estava 100% lúcido e surdo. Eu tinha devido ao uso de dispositivos eletrônicos.
de escrever a pergunta com Pilot2 num bloco gigante. Nás- (E) O texto faz um paralelo entre a surdez de Nássara e
sara a lia e me respondia – aos berros, como se eu, como a surdez precoce que vem atingindo diferentes
ele, fosse surdo. faixas etárias em razão do excesso de ruídos.
Nássara fora também coautor de marchinhas como
“Alá-lá-ô” e sambas como “Meu consolo é você”. Era cruel
que um homem capaz de tais maravilhas e que conviveu com 02. O termo destacado no trecho do texto pode ser substi­
os grandes cantores e músicos de seu tempo vivesse agora tuído, sem alteração de sentido, pelo termo indicado
num mundo de silêncio. Sua surdez decorria apenas da idad­e e­ntre parênteses na alternativa:
– porque toda a música que lhe passou pela vida, mesmo
(A) Aos 81 anos, estava 100% lúcido e surdo. (consciente)
quando em alto volume, ainda era tocada a níveis compatí-
veis com o ouvido humano. (B) … ainda era tocada a níveis compatíveis com o
Desde então, uma multidão já chegou ou chegará ao o­uvido humano. (inconciliáveis)
n­ível de surdez de Nássara, só que muito mais cedo. Segun-
(C) …15% das crianças americanas em idade escolar
do pesquisa da Associação de Fonoaudiologia dos EUA, 15%
registraram perda auditiva permanente… (eventual)
das crianças americanas em idade escolar registraram perda
a­uditiva permanente, provocada por ruído ambiente – trânsito, (D) … britadeiras, secadores de cabelo, lanchonetes,
sirenes, britadeiras, secadores de cabelo, lanchonetes, shows shows em arenas fechadas… (seguras)
em arenas fechadas – ou por dispositivos musicais portáteis.
Nestes, a música que se toca pode chegar a 110 decibéis, o (E) Daí apresentarem os sintomas de surdez que só
equivalente a uma serra elétrica. d­everiam ter aos 60 anos. (simularem)
A pesquisa acusou que 35% dos adultos e 59% dos ado-
lescentes usuários desses dispositivos admitiram fazê-lo com 03. Considere os trechos do texto.
volume muito alto e durante várias horas por dia. Daí apre-
sentarem os sintomas de surdez que só deveriam ter aos •  Eu tinha de escrever a pergunta com Pilot num bloco
60 anos. Tudo isso vale também para o Brasil. gigante. (1o parágrafo)
Um dia, com sorte, a surdez será total, planetária, e pas- •  Desde então, uma multidão já chegou ou chegará ao
saremos a ouvir apenas a música das esferas. nível de surdez de Nássara, só que muito mais cedo.
(Folha de S.Paulo, 01.04.2013. Adaptado) (3o parágrafo)

empastelado1: depredado, que teve as instalações destruídas por motivos As formas verbais destacadas contribuem, respectiva-
políticos ou pessoais. mente, para expressar
Pilot 2: caneta hidrográfica de traço largo.
(A) ação ocorrida no passado e não concluída; tempo
futuro marcado pela impossibilidade da realização
do evento.

(B) ação ocorrida no passado e não concluída; tempo


presente marcado pela possibilidade da realização
do evento.

(C) ação iniciada no passado indicando continuidade


até o momento presente; tempo futuro marcado pela
certeza da realização do evento.

(D) ação ocorrida no passado indicando repetição; tempo


futuro marcado pela certeza da realização do evento.

(E) ação ocorrida no passado indicando repetição; tem-


po presente marcado pela impossibilidade da reali-
zação do evento.
Confidencial até o momento da aplicação. 3 PMOS2102/001-AgCombateEndemias
04. Assinale a alternativa em que o termo destacado no trecho 06. Considere as frases elaboradas a partir das ideias do texto.
retoma informação mencionada anteriormente no texto.
•  O autor fazia perguntas a Nássara utilizando um bloco
(A) … o último remanescente de “Crítica”, jornal do pai gigante.
de Nelson, empastelado em 1930. (1o parágrafo) •  Adolescentes constantemente ouvem música em volu-
me nocivo à saúde.
(B) Nássara a lia e me respondia – aos berros…
(1o parágrafo) Com base no sentido do texto e no emprego dos pro­
nomes estabelecido pela norma-padrão da língua
(C) Nássara fora também coautor de marchinhas como portuguesa, as frases a seguir podem ser reescritas da
“Alá-lá-ô”… (2o parágrafo) s­eguinte forma:

(D) Nestes, a música que se toca pode chegar a (A) O autor fazia-lhe perguntas utilizando um bloco
110 decibéis… (3o parágrafo) g­igante.
Adolescentes constantemente a ouvem em volume
(E) Um dia, com sorte, a surdez será total, planetária…
nocivo à saúde.
(último parágrafo)
(B) O autor fazia-lhe perguntas utilizando um bloco
g­igante.
05. Considere os trechos do texto. Adolescentes constantemente lhe ouvem em volume
nocivo à saúde.
•  Em 1991, fui entrevistar o fabuloso Antonio Nássara
para meu livro “O Anjo Pornográfico”, sobre Nelson (C) O autor fazia-se perguntas utilizando um bloco
Rodrigues. (1o parágrafo) g­igante.
•  … porque toda a música que lhe passou pela vida, mes- Adolescentes constantemente a ouvem em volume
mo quando em alto volume, ainda era tocada a níveis nocivo à saúde.
compatíveis com o ouvido humano. (2o parágrafo)
(D) O autor fazia-se perguntas utilizando um bloco
•  … e passaremos a ouvir apenas a música das esferas. g­igante.
(último parágrafo) Adolescentes constantemente lhe ouvem em volume
nocivo à saúde.
Os termos destacados nesses trechos apresentam,
respectivamente, as noções de (E) O autor fazia-o perguntas utilizando um bloco
gigante.
(A) comparação; abrangência e tempo.
Adolescentes constantemente a ouvem em volume
(B) finalidade; retificação e exclusão. nocivo à saúde.

(C) finalidade; abrangência e restrição.


Leia o texto para responder às questões de números 07 a 10.
(D) condição; retificação e restrição.
Como fazíamos sem raios X
(E) condição; contraste e tempo.
Antes de se descobrir a utilidade dos raios X, só havia
dois jeitos de saber o que estava acontecendo dentro do cor-
po humano machucado ou doente. A primeira alternativa era
usar o tato. Ao apalpar as áreas nas quais os pacientes sen-
tiam dores, os médicos tentavam diagnosticar o problema.
A outra opção, muito usada em caso de fraturas e contusões,
era o bisturi. Com o paciente aberto, muitas vezes sem anes-
tesia, tornava-se fácil visualizar o estrago.
A situação só começou a mudar em 8 de novembro
de 1895, quando o físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen
(1845-1923) encontrou um novo tipo de radiação ao perce-
ber que os feixes de luz, resultados do choque entre elétrons
desacelerados e matérias de grande número atômico, deixa-
vam marcas em filmes fotográficos.
Ao tirar uma chapa da mão esquerda de sua própria
esposa, Anna Bertha, Röntgen deu o pontapé inicial para o
nascimento da radiologia diagnóstica, já que os raios permi-
tem ver tecidos e estruturas do organismo e ainda ajudam a
detectar uma vasta gama de problemas ósseos e tumores.
Tamanho foi o sucesso da descoberta que o cientista rece­
beu o primeiro prêmio Nobel de Física da história, em 1901.
(Aventuras na História. Roniel Felipe e Mariana Teixeira Rodrigues.
https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/
como-faziamos-sem-raio-x Adaptado)

PMOS2102/001-AgCombateEndemias 4 Confidencial até o momento da aplicação.


07. Assinale a alternativa correta a respeito do conteúdo 10. Considere as frases reescritas com base no texto.
do texto.
•  Antes de descobrir a utilidade dos raios X, só
(A) Antes dos raios X, os médicos tocavam as partes        dois jeitos de saber o que estava aconte-
doloridas do corpo do paciente e conseguiam identi- cendo dentro do corpo humano.
ficar, com precisão, a doença existente. •  A outra opção, mais usada em casos de fraturas e
contusões,        no uso de bisturis.
(B) No século 19, os médicos faziam cirurgias para

etectar as doenças embora ainda não houvesse •  Com os pacientes abertos, às vezes sem anestesia,
meios anestésicos para sedar os pacientes.        mais fácil visualizar os estragos.

(C) Röntgen constatou que a nova espécie de radiação Seguindo a concordância verbal determinada pela
causava alterações em filmes fotográficos, recurso norma-padrão, as lacunas dessas frases devem ser
que possibilitaria avanços na medicina. preenchidas, respectivamente, por:

(A) existia … consistia … era


(D) O físico alemão aproveitou-se da situação da espo-
sa, cuja mão esquerda estava lesionada, para tirar a (B) existia … consistiam … eram
primeira chapa com os raios X.
(C) existiam … consistiam … era
(E) Röntgen foi reconhecido pelo seu trabalho ao rece-
ber o Nobel em 1901, prêmio já concedido anterior- (D) existiam … consistiam … eram
mente a outros físicos.
(E) existiam … consistia … era

08. No 3o parágrafo, e – … Röntgen deu o pontapé inicial para


o nascimento da radiologia diagnóstica, já que os raios
permitem ver tecidos e estruturas do organismo… –, a ex- Matemática
pressão destacada estabelece relação de causa entre as
ideias.
11. Uma região foi dividida em quatro setores, A, B, C e D, e
A relação de causa também está presente na alternativa: para cada um deles foi designado determinado número de
agentes de combate a endemias. O gráfico apresenta algu-
(A) O condomínio entrará com ação contra a empreiteira mas informações sobre o número de agentes por região.
se ela não finalizar a reforma.

(B) Optou por viajar de carro, pois os aeroportos cance-


laram os voos.

(C) Digitou os dados dos clientes conforme a gerente


havia orientado.

(D) O novo aluno estava constrangido, entretanto viu-se


acolhido pelos colegas.

(E) Mostrou coragem e decência quando foi chamado


para dar explicações ao superior.
O número de agentes nas regiões C e D, juntas, corres-
pondeu a 60% do número total de agentes, sendo que
09. De acordo com o sentido do texto e com a regência a região D teve 12 agentes a mais do que a região C.
verbal estabelecida pela norma-padrão, está correta a Em relação ao número total de agentes designados para
alternativa: essas quatro regiões, o número de agentes designados
para a região D correspondeu a:
(A) Os médicos apalpavam as regiões doloridas do
corpo às quais os pacientes se queixavam. (A) 20%

(B) Os médicos apalpavam as regiões doloridas do (B) 25%


corpo das quais os pacientes se queixavam.
(C) 30%
(C) Os médicos apalpavam as regiões doloridas do
corpo sob as quais os pacientes se queixavam. (D) 35%

(D) Os médicos apalpavam as regiões doloridas do (E) 40%


corpo nas quais os pacientes se lamentavam.

(E) Os médicos apalpavam as regiões doloridas do


corpo com as quais os pacientes se lamentavam.

Confidencial até o momento da aplicação. 5 PMOS2102/001-AgCombateEndemias


12. Um escritório comprou blocos de papel e canetas, no to- RASCUNHO
tal de 200 itens. Sabendo que o número de canetas com-
pradas foi igual a do número de blocos, então, o núme-

ro de blocos superou o número de canetas em

(A) 40 unidades.

(B) 60 unidades.

(C) 80 unidades.

(D) 100 unidades.

(E) 120 unidades.

13. A tabela mostra o número de unidades vendidas de de-


terminado produto, no período de cinco meses.
Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
o
N de
unidades 140 200 x 380 2x
vendidas

Nesses cinco meses, cada unidade desse produto foi


vendida sempre por R$ 50,00, e o valor arrecadado com
as vendas dessas unidades no mês de dezembro foi
R$ 26.000,00.
Na média, o número de unidades vendidas por mês foi

(A) 250.

(B) 280.

(C) 300.

(D) 320.

(E) 340.

14. Oito agentes, todos de mesma eficiência e trabalhando 5


horas por dia, conseguem visitar todas as residências de
um bairro em 6 dias. Contando com apenas seis desses
agentes para visitar todas essas residências em 5 dias,
o número de horas por dia que cada um deles terá que
trabalhar será

(A) 6,0.

(B) 6,5.

(C) 7,0.

(D) 7,5.

(E) 8,0.

PMOS2102/001-AgCombateEndemias 6 Confidencial até o momento da aplicação.


15. Em um terreno retangular ABCD, com 15 m de frente por Noções de Informática
25 m de comprimento, foi construída uma oficina e um
estacionamento, conforme mostra a figura.
16. Em um computador com Microsoft Windows 10, em sua
configuração original, um usuário abriu a pasta Docu­
mentos\Arquivos a partir do explorador de arquivos,
selecionou o arquivo controle.txt, clicou com o botão
invertido do mouse e selecionou a opção Copiar. Em
seguida, selecionou o arquivo agendamentos.txt e pres-
sionou as teclas CTRL+X. Como última ação, selecionou
o arquivo casos.txt, clicou com o botão invertido do mouse
e selecionou a opção Recortar. A alternativa que indica
qual(is) arquivo(s) será(ão) copiado(s) para outra pasta,
quando o usuário, com as devidas permissões, selecio-
nar outra pasta e pressionar CTRL+V, é:
Se a área ocupada pela oficina é 180 m2, o perímetro do
estacionamento é igual a (A) agendamentos.txt e casos.txt, apenas.

(A) 52 m. (B) casos.txt, apenas.

(B) 56 m. (C) controle.txt, apenas.

(C) 60 m. (D) controle.txt e casos.txt, apenas.

(D) 64 m. (E) agendamentos.txt, apenas.

(E) 68 m.

17. Um usuário está editando um documento no Microsoft


RASCUNHO Word 2016, em sua configuração padrão, conforme ima-
gem a seguir.

Considerando que o cursor do mouse está posicionado


logo ao final da palavra Osasco, assinale a alternativa
correta quando o usuário altera a fonte de letra no grupo
Fonte, da aba Página Inicial.

(A) Todo o texto já existente no documento será alterado


para a nova fonte de letra.

(B) A palavra Osasco será alterada para a nova fonte


de letra, assim como qualquer texto digitado depois
dela.

(C) Qualquer texto digitado logo apenas a palavra Osasco,


ainda na mesma linha, não será alterado para a nova
fonte de letra. Apenas as novas linhas exibirão a nova
fonte de letra.

(D) Nada acontece porque só é permitido alterar fontes


de letra no início dos parágrafos.

(E) Qualquer palavra digitada logo após a palavra Osasco


terá a nova fonte de letra, sem alterar a formatação do
texto já existente.

Confidencial até o momento da aplicação. 7 PMOS2102/001-AgCombateEndemias


18. Tem-se um gráfico criado no Microsoft Excel 2016, em 19. Em um computador com o Microsoft Outlook 2016,
sua configuração original, a partir da planilha apresentada em sua configuração padrão, sem conexão momen-
a seguir. taneamente à Internet, um usuário tem 3 mensagens
sendo uma na pasta Itens Excluídos, uma na pasta
Rascunhos e a outra na pasta Caixa de Saída. Com
o aplicativo aberto, tão logo se restabeleça a conexão
com a Internet, assinale a alternativa que indica qual(is)
mensagem(ns) será(ão) enviada(s), automaticamente.

(A) A mensagem que está na pasta Rascunhos, apenas.

(B) A mensagem que está na pasta Itens Excluídos,


apenas.

(C) As mensagens que estão nas pastas Rascunhos e


Caixa de Saída, apenas.

(D) A mensagem que está na pasta Caixa de Saída,


apenas.

(E) Todas as 3 mensagens serão enviadas.

Assinale a alternativa com o nome correto do elemento


do gráfico destacado com a letra A.

(A) Legenda.

(B) Eixo Y.

(C) Série.

(D) Rótulo de dados.

(E) Tabela de dados.

20. Assinale a alternativa correta sobre o efeito ao se clicar no último ícone da barra de tarefas que fica na parte inferior direita
da janela do slide, no Microsoft PowerPoint 2016, em sua configuração original, ao lado direito do número 91%.

(A) O modo de apresentação é iniciado.

(B) O zoom é ajustado para 100%, sempre.

(C) O zoom do slide é ajustado para o tamanho da tela, de forma a remover as barras de rolagem lateral e inferior.

(D) O modo de miniaturas é exibido.

(E) Apenas o slide que está sendo exibido é apresentado em modo de apresentação, como prévia.

PMOS2102/001-AgCombateEndemias 8 Confidencial até o momento da aplicação.


Conhecimentos específicos 24. São fatores que podem influenciar aumentando as taxas
de prevalência de uma doença X:
(A) maior letalidade e menor duração da doença.
21. Durante uma visita domiciliar, o Agente de Combate a
E­ndemias recomendou algumas medidas visando a eli- (B) emigração de casos e imigração de pessoas susce-
minação de baratas da residência. Suas orientações se tíveis.
b­asearam na observação correta dos seguintes aspectos: (C) aumento de casos novos e aumento da taxa de cura.
(A) sombreamento do quintal, favorecendo o desenvolvi- (D) redução de casos novos e imigração de pessoas
mento das larvas, e ração dos cães no chão. sadias.
(B) cães e gatos mantidos dentro do domicílio e muitas (E) aumento da sobrevida do paciente e imigração de
bromélias no quintal. casos.
(C) presença de ootecas e lixo orgânico mal acondicio-
nado na área externa do domicílio. 25. A Zika é uma doença grave, principalmente para gestan-
(D) entulho de construção e madeiras e recipientes que tes. Essa doença está se tornando endêmica no Brasil, e
possam acumular água no quintal. a melhor forma de prevenção é

(E) quintal de terra com mina d’água e muitos micuins (A) eliminar recipientes que possam acumular água.
no jardim. (B) manter cães e gatos na área externa do domicílio.
(C) drenar canais de água contaminados com dejetos
22. Em uma manhã, a Sra. Érica se deparou com um morce- humanos.
go na sala de seu apartamento em São Paulo. O procedi- (D) utilizar rodenticidas como medida de controle de
mento correto a ser adotado por essa senhora é: roedores.
(A) entrar em contato com a unidade de vigilância de (E) a catação ativa dos animais que atuam como vetores.
zoonoses da cidade pedindo orientações.
(B) recolher o animal com uma toalha de banho grossa 26. No ciclo biológico do Aedes aegypti, as larvas são
e levá-lo, em seu carro, para a unidade de vigilância
de zoonoses da cidade. (A) aquáticas, inativas e não se alimentam.
(B) terrestres de ambientes úmidos, inativas e não se
(C) matar o animal com uma vassoura e jogá-lo no lixo
alimentam.
comum.
(C) aquáticas, ativas e se alimentam vorazmente.
(D) contratar uma empresa controladora de pragas para
eliminação do animal e aspersão de produtos quími- (D) aéreas, inativas e resistentes a dessecação.
cos repelentes de morcegos.
(E) terrestres de ambientes úmidos e sombreados, inati-
(E) ir até o laboratório mais próximo para receber a vas, mas se alimentam por filtração.
vacina antirrábica.
27. O controle bem sucedido de roedores está relacionado
com a identificação da espécie infestante; por esse motivo,
23. Na remoção de animais domésticos, o Agente de Combate
o Agente de Combate a Endemias deve ser capaz de iden-
a Endemias deve usar
tificar os principais habitats e vestígios de cada espécie.
(A) luvas impermeáveis, óculos de segurança, respirador e
A presença predominante de ratazanas pode ser inferida
purificador de ar, bota impermeável de cano médio, bota
por meio da observação de
impermeável com prolongamento até a virilha, banca-
da, chuveiro de segurança, lava-olhos segregados. (A) tocas no solo na beira de córrego; trilhas no solo com
desgaste da vegetação; fezes em forma de cápsula
(B) luvas impermeáveis, macacão ou jaleco ou conjunto
e com as extremidades rombudas.
(calça e blusa), perneira, bota, boné, creme protetor
solar e repelente, equipamentos apropriados para (B) abrigos em vãos de parede e telhados; trilhas com
captura, pinças anatômicas. manchas de gordura em cantos de paredes; fezes
fusiformes próximas aos locais de alimentação.
(C) jaleco, luva impermeável, calça, calçado, óculos de
segurança, máscara, avental descartável, recipiente (C) ninhos em fundos de gavetas e armários pouco usa-
transparente de transporte, lanterna, luvas de raspa dos; manchas de gordura nos rodapés das casas
de couro. infestadas; fezes de tamanho diminuto com formato
de bastonetes.
(D) macacão ou conjunto (calça e blusa), cambão, calça-
do, puçá, armadilha, corda, cabresto, gaiola de con- (D) tocas no solo na beira de córrego; trilhas com man-
tenção, focinheira, guia, mordaça, rede, laço, cachim- chas de gordura em cantos de paredes; fezes de
bo, caixa de transporte, luvas de raspa de couro. tamanho diminuto com formato de bastonetes.
(E) jaleco, luva impermeável, calça, calçado, gaiola de (E) abrigos em vãos de parede e telhados; manchas de
contenção, focinheira, guia, mordaça, gaiola de aço gordura nos rodapés das casas infestadas; fezes
inoxidável, cestos de lixo segregados para descarte f­
usiformes diminutas com extremidades arredonda-
apropriado de materiais. dos próximas aos locais de alimentação.
Confidencial até o momento da aplicação. 9 PMOS2102/001-AgCombateEndemias
28. Uma equipe de Agentes de Controle de Endemias, 32. Escorpiões em áreas urbanas podem constituir um risco
d­urante o trabalho de campo, identificou algumas famí- à saúde; assim, a proliferação desses animais deve ser
lias que invadiram e estavam vivendo em uma gleba de evitada por meio
terra nua com declividade acentuada nas margens de
um córrego não poluído do Município. O líder da equipe (A) da remoção de lixo e entulho.
conversou com o responsável por cada família e orien-
(B) do asfaltamento de ruas de terra.
tou-os corretamente a deixar o local, pois:
(C) da eliminação total de baratas da espécie Blatella
(A) sendo uma área de proteção ambiental (margem de
germanica.
córrego), sua ocupação é ilegal.
(B) por estarem próximos ao córrego, a construção de (D) de catação diária de espécimes realizada pelo
poços artesianos é proibida. munícipe.

(C) o contato das pessoas com a terra pode causar aler- (E) do uso periódico de insumos químicos (escorpinicidas).
gias e infecções.
(D) há risco de desmoronamento das residências devido
à declividade. 33. A eutanásia de cães é recomendada a todos os animais
com sorologia positiva ou parasitológico positivo de
(E) o espaço em questão teria que ser asfaltado antes
da ocupação. (A) escabiose.

(B) febre maculosa.


29. A raiva é uma zoonose viral, que se caracteriza como
uma encefalite progressiva aguda e tem letalidade de (C) leptospirose.
aproximadamente 100%, considerando casos raros de (D) dengue hemorrágica.
cura. O vírus rábico se encontra presente       do
animal transmissor (infectado). (E) leishmaniose visceral.
Assinale a alternativa que preenche corretamente a
lacuna.
34. A presença de capivaras em áreas verdes de cidades
(A) no sistema imunológico
pode ser considerada como de risco à
(B) na epiderme
(A) esquistossomose.
(C) no fígado
(B) febre maculosa.
(D) na saliva
(C) leishmaniose.
(E) nos pelos e unhas
(D) febre amarela.
30. É transmitida para os seres humanos pela exposição direta (E) leptospirose.
ou indireta à urina de animais infectados. O microrganismo
basicamente invade o corpo através de pequenas feridas
na pele, das mucosas ou de membros que ficam imersos
35. O Agente de Combate a Endemias, ao aplicar um produto
em água contaminada por um longo período.
químico biocida (por exemplo, inseticida ou rodenticida)
O texto descreve a transmissão da para controle de animais sinantrópicos, deve
(A) leptospirose. (A) solicitar ao munícipe que entre em contato com a
(B) febre maculosa. Vigilância em Saúde da sua região.

(C) leishmaniose visceral. (B) informar ao munícipe qual o produto utilizado e os


cuidados a serem adotados.
(D) esquistossomose.
(C) deixar um pouco do produto com o munícipe para
(E) leishmaniose tegumentar americana.
que ele faça uma reaplicação.

(D) dar o telefone da unidade hospitalar mais próxima


31. O uso de preservativos é uma forma de controlar e preve-
ao munícipe, para casos de contato com o produto.
nir doenças voltadas para a porta de saída via
(A) pericutânea. (E) pedir ao seu superior imediato que oriente o muníci-
pe assim que possível.
(B) respiratória.
(C) digestiva.
(D) urogenital.
(E) transplacentária.

PMOS2102/001-AgCombateEndemias 10 Confidencial até o momento da aplicação.


36. Segundo a Norma Regulamentadora (NR) 32 do Minis- 38. O gráfico a seguir mostra o índice de tratamento de esgo-
tério do Trabalho, todos trabalhadores com possibilidade tos no Brasil em suas macrorregiões.
de exposição a agentes biológicos devem utilizar vesti-
Índice de Tratamento dos Esgostos Gerados
menta de trabalho adequada e em condições de conforto.
Essa vestimenta deve ser

(A) fornecida com ônus para o empregado.

(B) reposta pelo empregado sempre que for danificada.

(C) higienizada na residência do empregado e sob sua


responsabilidade.

(D) trocada após utilização e depositada em local apro-


priado para higienização ou descarte.

(E) definida pelo empregador de acordo com sua dispo- (Fonte: PLANSAB, 2018)
nibilidade financeira. A partir da análise do gráfico, é correto afirmar que
(A) a macrorregião com o maior percentual de tratamen-
37. Observe a figura a seguir, que ilustra o ciclo da esquis- to do esgoto gerado, em 2018, foi a Sudeste.
tossomose. (B) a macrorregião Norte apresentou o menor índice,
tendo tratado apenas 10% do esgoto gerado nos
anos considerados.
(C) no Brasil, o índice avançou cerca de 15 pontos per-
centuais de 2014 a 2018.
(D) de 2014 para 2018, a macrorregião Sul apresentou
um aumento percentual de tratamento do esgoto
gerado próximo a 10 pontos.
(E) as macrorregiões Norte e Sul apresentaram índices
similares em 2018.

39. Com relação ao Achatina fulica, é correto afirmar que


(A) pode ser criado para fins de alimentação animal e
humana.
(B) deve ter sua população diminuída por meio de cata-
ção manual.
Os números 1, 2, 3, 4 e 5 correspondem, respectiva- (C) o uso de sal de cozinha é indicado para sua erradi-
mente, a: cação.
(D) pode ser usado como isca para pesca de peixes dul-
(A) [1] ovocito; [2] amastigotas; [3] penetração passiva
cícolas.
no caramujo; [4] tripomastigotas; [5] penetração pas-
siva através da pele. (E) para sua eliminação, é indicado uso de moluscicidas.

(B) [1] oocisto; [2] esporozoíto I; [3] penetração ativa no


caramujo; [4] esporozoíto II; [5] ingestão do parasita 40. Os princípios do Sistema Único de Saúde – SUS são:
com a água. (A) direito à informação; preservação da autonomia das
pessoas na defesa de sua integridade física e moral;
(C) [1] ovo; [2] miracidio; [3] penetração ativa no caramu- evitar o estabelecimento e a proliferação de pragas
jo; [4] cercaria; [5] penetração ativa através da pele. e vetores.
(D) [1] cisto; [2] larva imóvel I; [3] penetração passiva no (B) utilização da epidemiologia para o estabelecimento
caramujo; [4] larva imóvel II; [5] penetração passiva de prioridades; divulgação de informações quanto
através das mucosas. ao potencial dos serviços de saúde; estabilidade dos
funcionários públicos.
(E) [1] ooteca; [2] proglote; [3] penetração ativa no ca-
(C) participação da comunidade; organização de aten-
ramujo; [4] microfilária; [5] penetração ativa através
dimento público específico e especializado para mu-
da pele. lheres e vítimas de violência doméstica; preservação
do meio ambiente.
(D) descentralização político-administrativa; capacidade
de resolução dos serviços em todos os níveis de as-
sistência; utilização da vigilância sanitária para alo-
cação de recursos e orientação programática.
(E) universalidade de acesso aos serviços de saúde
em todos os níveis de assistência; integralidade de
assistência; equidade.

Confidencial até o momento da aplicação. 11 PMOS2102/001-AgCombateEndemias


Confidencial até o momento da aplicação.

Você também pode gostar