Você está na página 1de 15

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE CORBÉLIA

PLANEJAMENTO ANUAL DE ACORDO COM O REFERENCIAL CURRICULAR DO PARANÁ

EDUCAÇÃO INFANTIL

Regente 1.
ORGANIZADOR CURRICULAR – CRIANÇAS BEM PEQUENAS (3 ANOS)

CAMPO DE EXPERIÊNCIA: O EU, O OUTRO E O NÓS


Artigo 9.º DCNEIs – As práticas pedagógicas devem ter como eixos norteadores as interações e a brincadeira, garantindo experiências que estão previstas nos
seguintes incisos:
I - promovam o conhecimento de si e do mundo por meio da ampliação de experiências sensoriais, expressivas, corporais que possibilitem movimentação
ampla, expressão da individualidade e respeito pelos ritmos e desejos da criança; [...]
IV - recriem, em contextos significativos para as crianças, relações quantitativas, medidas, formas e orientações espaço temporais;
V - ampliem a confiança e a participação das crianças nas atividades individuais e coletivas;
VI - possibilitem situações de aprendizagem mediadas para a elaboração da autonomia das crianças nas ações de cuidado pessoal, auto-organização, saúde e
bem-estar;
VII - possibilitem vivências éticas e estéticas com outras crianças e grupos culturais, que alarguem seus padrões de referência e de identidades no diálogo e
reconhecimento da diversidade; [...]
XI - propiciem a interação e o conhecimento pelas crianças das manifestações e tradições culturais brasileiras;
XII - possibilitem a utilização de gravadores, projetores, computadores, máquinas fotográficas, e outros recursos tecnológicos e midiáticos.
SABERES E CONHECIMENTOS OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO ENCAMINHAMENTOS
METODOLÓGICOS
(EI02EO01) Demonstrar atitudes de cuidado e solidariedade na interação com
crianças e adultos.
● Respeito à individualidade e ● Interagir por meio de diferentes linguagens com professores (as) e crianças,  Atividades de diálogo;
à diversidade de todos. estabelecendo vínculos afetivos.  Mostrar fotos, nomeando
● Família. ● Compartilhar brinquedos, objetos e alimentos. os familiares e grau de
● Conhecer e reconhecer pessoas da família e de sua convivência. parentesco;
● Reconhecer, nomear e cuidar de seus pertences e dos colegas.
● Perceber as consequências de suas ações com o outro em situações de amizade e
conflito.
● Vivenciar dinâmica de troca de afeto como, abraçar e fazer carinho para criar
vínculos afetivos.
● Começar a considerar o ponto de vista do outro ao esperar sua vez para brincar com
determinado objeto.
(EI02EO02) Demonstrar imagem positiva de si e confiança em sua capacidade para
enfrentar dificuldades e desafios.
● Autoconhecimento. ● Reconhecer sua imagem corporal no espelho ou em fotos.  Atividades em frente ao
● Próprio corpo e suas ● Brincar com seu corpo por meio de gestos e movimentos. espelho;
possibilidades motoras, ● Apontar partes do seu corpo e mostrar a correspondência destas em seus colegas.  Imitar os movimentos do
sensoriais e expressivas. ● Perceber características e possibilidades corporais na conquista de objetivos simples. outro;
● Estratégias para resolver ● Cuidar da imagem de si mesmo por meio da sua apresentação pessoal e zelo com os  Brincadeira o Mestre
problemas. seus pertences. mandou;
● Comunicação. ● Expressar suas emoções e sentimentos de modo que seus hábitos, ritmos e  Músicas que envolvam as
● Autonomia. preferências individuais sejam respeitadas no grupo em que convive. partes do corpo;
● Valores e hábitos da vida em ● Realizar escolhas manifestando interesse e curiosidade.  Atividades que explorem as
sociedade. ● Enfrentar desafios em brincadeiras e jogos para desenvolver confiança em si próprio. características da criança;
● Realizar atividades que exijam autonomia como entregar objetos ou materiais aos  História do nome;
colegas quando solicitada.  Reconhecer a letra do
● Reconhecer sua identidade, seu nome, suas histórias e características. nome;
● Solicitar ajuda quando está em dificuldade e auxiliar o colega quando este necessita.
(EI02EO03) Compartilhar os objetos e os espaços com crianças da mesma faixa etária
e adultos.
● Patrimônio material e ● Compartilhar brinquedos em suas atividades de explorações, investigações ou de faz  Separar objetos e
imaterial. de conta. conversar com a criança
● Atributos físicos e função ● Participar de situações de interações e brincadeiras agindo de forma solidária e sobre a função de cada um
social dos objetos. colaborativa. e suas características;
● Convívio e interação social.
● Buscar colegas para iniciar uma brincadeira.  Contar sobre cada meio de
● Normas de convivência. ● Manter interações que gradativamente tenham uma maior duração, uma maior transporte através de
● Localização do corpo no intenção de continuidade e uma maior complexidade de relações nas suas brincadeiras histórias;
espaço. e jogos de exploração.  Trabalhar regras, instigar a
● Organização do espaço ● Brincar coletivamente em diversos espaços. criação de novas regras;
escolar. ● Organizar e utilizar diferentes espaços da instituição.
● Meios de transporte. ● Compartilhar objetos e espaços com crianças e adultos manifestando curiosidade e
autonomia.
● Compartilhar instrumentos e objetos de nossa cultura como: óculos, chapéus,
pentes, escovas, telefones, caixas, panelas, instrumentos musicais, livros, rádios,
gravadores, máquinas de calcular, vestimentas e outros para conhecimento de suas
funções sociais.
● Participar progressivamente de brincadeiras coletivas assumindo papéis e
compartilhando objetos.
● Respeitar as regras dos diferentes espaços da escola.
● Conhecer e reconhecer diferentes meios de transportes e suas características.
(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e
fazendo-se compreender.
● Comunicação verbal e ● Participar de situações de brincadeira buscando compartilhar enredos e cenários.  Termômetro das emoções,
expressão de sentimentos. ● Usar expressões faciais para apoiar seus relatos de situações vividas ou sua opinião trabalhar diariamente,
● Sensações, emoções e diante dos questionamentos sobre uma história. conversando sobre cada
percepções; ● Expressar e nomear sensações, sentimentos, desejos e ideias que vivencia e observa emoção;
● Linguagem oral e corporal. no outro por meio de diferentes linguagens.  Mostrar imagens para que
● Nome próprio e do outro. ● Expressar suas ideias, sentimentos e emoções por meio da dança, da música ou da a criança nomeie e forme
● Imitação como forma de arte. frases;
expressão. ● Relatar acontecimentos que vivencia, que ouve e que vê.  Trabalhar mímicas;
● Vocabulário. ● Descrever situações ou fatos vividos utilizando palavras novas e frases cada vez mais  Incentivar novas palavras,
complexas. como forma de desafio;
● Reconhecer na oralidade o próprio nome e dos colegas em diferentes situações.  Brincadeira do telefone
● Transmitir recados a colegas e profissionais da instituição para desenvolver a sem fio;
oralidade e a organização de ideias.
● Estabelecer relações com os colegas através da brincadeira, imitação e outras
situações.
● Demonstrar atitude de escuta e/ou atenção visual para compreender o outro.
● Cooperar com os colegas e adultos.
(EI02EO05) Perceber que as pessoas têm características físicas diferentes,
respeitando essas diferenças.
● Próprio corpo e do outro. ● Perceber o próprio corpo e o do outro.  Completar o corpo
● Características físicas: ● Perceber suas características físicas observando-se no espelho. humano;
semelhanças e diferenças. ● Observar e relatar sobre suas características observando-se em fotos e imagens.  Mandar as partes do corpo
● Corpo humano. ● Reconhecer diferenças e semelhanças das pessoas quanto a: cabelos, pele, olhos, para montarem;
● Esquema corporal. altura, peso e outros.  Atividades que permitam
● Identificar progressivamente suas características físicas, reconhecendo diferenças e perceber a diferença entre
semelhanças entre pares. menino e menina;
● Reconhecer e representar o próprio corpo e dos demais por meio de registros  Contação de histórias que
gráficos e da nomeação das partes. falam sobre as diferenças;
● Brincar de faz de conta assumindo diferentes papéis e imitando ações e
comportamentos de seus colegas, expandindo suas formas de expressão e
representação.
● Relacionar-se com outras crianças respeitando suas formas diferentes de agir.
(EI02EO06) Respeitar regras básicas de convívio social nas interações e brincadeiras.
● Normas de convívio social. ● Participar de brincadeiras que estimulem a relação entre o adulto/criança e  Trabalhar brincadeiras de
● Regras de jogos e criança/criança. competições, incentivando
brincadeiras. ● Construir, vivenciar e respeitar normas e combinados de convívio social em o perder e ganhar;
brincadeiras e jogos e na organização e utilização de espaços da instituição.
● Começar a seguir, de forma gradativa, regras simples de convívio em momentos de
alimentação, cuidado com a saúde e brincadeiras.
● Desenvolver a capacidade de conviver em grupo.
● Participar de diferentes manifestações culturais de seu grupo, como festas de
aniversários, ritos ou outras festas tradicionais, respeitando e valorizando ações e
comportamentos típicos.
● Participar de eventos tradicionais de seu território.
(EI02EO07) Resolver conflitos nas interações e brincadeiras, com a orientação de um
adulto.
● Reconhecimento e respeito ● Resolver os conflitos relacionais com o (a) professor (a) em situações de brincadeiras.  Trabalhar as palavrinhas
às diferenças. ● Reconhecer o (a) professor (a) como apoio para ajudar a resolver conflitos nas mágicas;
● Procedimentos dialógicos brincadeiras e interações com outras crianças.  Atividades de organização
para a resolução de conflitos. ● Controlar suas emoções em situações de conflitos, como, por exemplo, aceitar ajuda do espaço/colaboração;
e conseguir acalmar-se com o apoio do(a) professor(a) ao vivenciar um conflito  Mandar um “mimo” para
relacional. os pais possam incentivar
● Usar o diálogo para resolver conflitos reconhecendo as diferentes opiniões e quando a criança colaborar
aprendendo a respeitá-las. e realizar as atividades;
● Realizar a escuta do outro.
● Saber desculpar-se quando sua atitude desrespeitar o outro.
● Cooperar, compartilhar, dar e receber auxílio quando necessário.
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: CORPO, GESTOS E MOVIMENTOS.
Artigo 9º DCNEIs - As práticas pedagógicas devem ter como eixos norteadores as interações e a brincadeira, garantindo experiências que estão previstas nos
seguintes incisos:
I - promovam o conhecimento de si e do mundo por meio da ampliação de experiências sensoriais, expressivas, corporais que possibilitem movimentação ampla,
expressão da individualidade e respeito pelos ritmos e desejos da criança;
II - favoreçam a imersão das crianças nas diferentes linguagens e o progressivo domínio por elas de vários gêneros e formas de expressão: gestual, verbal,
plástica, dramática e musical; [...]
VI - possibilitem situações de aprendizagem mediadas para a elaboração da autonomia das crianças nas ações de cuidado pessoal, auto-organização, saúde e
bem-estar; [...]
IX - promovam o relacionamento e a interação das crianças com diversificadas manifestações de música, artes plásticas e gráficas, cinema, fotografia, dança
teatro, poesia e literatura; [...]
SABERES E CONHECIMENTOS OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO ENCAMINHAMENTOS
METODOLÓGICOS
(EI02CG01) Apropriar-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e
nos jogos e brincadeiras.
● Coordenação motora ● Vivenciar brincadeiras de esquema corporal e expressão utilizando as diferentes  Atividades de equilíbrio: pular
ampla: equilíbrio, destreza e linguagens. em um pé só, andar sobre uma
postura corporal. ● Participar de brincadeiras com cantigas, rimas, lendas, parlendas ou outras linha;
● Orientação espacial. situações que envolvam movimentos corporais.  Atividade com rasgadura,
● Seu corpo, suas ● Cantar canções imitando os gestos ou seguir ritmos diferentes de músicas com bolinha de crepom;
possibilidades motoras, movimentos corporais.  Atividades dando comandos de
sensoriais e expressivas. ● Conhecer os objetos, materiais, expressões culturais corporais, danças, músicas e direita e esquerda para adquirir
● O corpo do outro. brincadeiras que são típicas de sua região, de sua cultura. conceito;
● Esquema corporal ● Imitar movimentos fazendo relações entre a situação vivida e o enredo, cenários e  Instigar brincadeiras antigas
personagens em situação de faz de conta. como: cantigas de roda,
● Identificar partes do corpo na perspectiva de conhecê-lo. amarelinha, etc.
● Brincar nos espaços externos e internos com obstáculos que permitem empurrar,
rodopiar, balançar, escorregar, equilibrar-se, arrastar, engatinhar, levantar, subir,
descer, passar por dentro, por baixo, saltar, rolar, virar cambalhotas, perseguir,
procurar, pegar, etc., vivenciando limites e possibilidades corporais.
(EI02CG02) Deslocar seu corpo no espaço, orientando-se por noções como em
frente, atrás, no alto, embaixo, dentro, fora etc., ao se envolver em brincadeiras e
atividades de diferentes naturezas.
● O corpo e o espaço. ● Explorar o espaço ao seu redor fazendo movimentos como saltar, correr, arrastar-se  Jogos de empilhar;
● Jogos expressivos de e outros.  Caça ao tesouro;
linguagem corporal. ● Localizar um brinquedo e buscá-lo.  Circuitos;
● Noções espaciais: dentro, ● Observar e imitar seus colegas nas diferentes formas de exploração do espaço.  Coelhinho sai da toca;
fora, perto, longe, embaixo, ● Reconhecer o local onde se encontram seus pertences pessoais.  Desenhar um círculo no chão e
em cima, de um lado, do ● Percorrer trajetos inventados espontaneamente ou propostos: circuitos dar comandos de entrar dentro,
outro, esquerda, direita, desenhados no chão, feitos com corda, elásticos, tecidos, mobília e outros limitadores fora, ao lado, etc;
frente, atrás etc. e obstáculos para subir, descer, passar por baixo, por cima, por dentro, por fora, na  Corrida do ovo;
frente, atrás, contornar e outros.  Montar “ilhas” no chão com
● Participar de situações que envolvam comandos: dentro, fora, perto, longe, em almofadas, pular de uma a
cima, embaixo, ao lado, à frente, atrás, no alto, embaixo. outra sem cair no chão que será
● Chutar, pegar, mover e transportar objetos orientando-se por noções espaciais. a “água” e terá um jacaré;
● Participar de jogos de montar, empilhar e encaixar, realizando construções cada vez
mais complexas e orientando-se por noções espaciais.
(EI02CG03) Explorar formas de deslocamento no espaço (pular, saltar, dançar),
combinando movimentos e seguindo orientações.
● Esquema corporal. ● Deslocar-se de diferentes modos: andando de frente, de costas, correndo,  Amarelinha;
● Dança. agachando, rolando, saltando, rastejando e etc.  Utilizar músicas que trabalham
● Imitação como forma de ● Realizar atividades corporais e vencer desafios. rápido e lento;
expressão. ● Descobrir diferentes possibilidades de exploração de um mesmo espaço e  Fazer uma abertura no centro
● Motricidade: equilíbrio, compartilhar com os colegas. de um tecido e utilizando uma
destreza e postura corporal. ● Explorar espaços maiores, com mais desafios, variando os movimentos e mostrando bola ou outro objeto deixar cair
maior domínio sobre eles. na abertura fazendo
● Deslocar-se de acordo com ritmos musicais: rápido ou lento. movimentos com os braços;
● Dançar, executando movimentos variados.
● Vivenciar brincadeiras e jogos corporais como, roda, amarelinha e outros.
● Descrever seus movimentos enquanto os realiza.

(EI02CG04) Demonstrar progressiva independência no cuidado do seu corpo.


● Autocuidado e autonomia. ● Cuidar progressivamente do próprio corpo, executando ações simples relacionadas  Estimular hábitos de comer,
● Hábitos alimentares, de à saúde e higiene. lavar as mãos com
higiene e descanso. ● Participar de momentos como: limpar-se, lavar as mãos, vestir-se e alimentar-se independência;
● Cuidados com a saúde. com crescente independência.  Trabalhar roupas que usam no
● Alimentar-se com crescente autonomia, manuseando os alimentos. frio e no calor;
● Vivenciar práticas que desenvolvam bons hábitos alimentares: consumo de frutas,
legumes, saladas e outros.
● Perceber e oralizar as necessidades do próprio corpo: fome, frio, calor, sono, sede e
outras necessidades fisiológicas.
(EI02CG05) Desenvolver progressivamente as habilidades manuais, adquirindo
controle para desenhar, pintar, rasgar, folhear, entre outros.
● Motricidade e habilidade ● Coordenar o movimento das mãos para segurar o giz de cera, canetas, lápis e fazer  Assoprar a tinta usando
manual. suas marcas gráficas. canudinho;
● Elementos dos meios ● Adaptar a forma como segura instrumentos gráficos: pincel grosso, fino, pincel de  Colar lã ou barbante formando
natural e cultural. rolinho, giz de cera, giz pastel e outros para conseguir diferentes marcas gráficas. cabelo em personagens;
● Suportes, materiais e ● Manusear diferentes riscadores naturais e industrializados em suportes e planos  Jogos de encaixe, quebra-
instrumentos para desenhar, variados para perceber suas diferenças. cabeça;
pintar, folhear. ● Explorar o uso de tesouras.  Traçar linhas para recorte;
● Os objetos, suas ● Mudar a página do livro ou explorar materiais de construção e brinquedos de
características, propriedades e encaixe de diferentes tamanhos e formatos.
funções. ● Pintar, desenhar, rabiscar, folhear e recortar utilizando diferentes recursos e
● Representação gráfica e suportes.
plástica. ● Construir jogos de montar, empilhar e encaixar.
● Participar de situações que envolvam o rasgar, o enrolar e o amassar.
● Virar páginas de livros, revistas, jornais etc. com crescente habilidade.
● Manipular e modelar materiais e elementos de diferentes formas: massinha, argila,
papel alumínio e outros.
● Executar habilidades manuais utilizando recursos variados: linha, lã, canudinho,
argolas e outros.
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: TRAÇOS, SONS, CORES E FORMAS.
Artigo 9º DCNEIs - As práticas pedagógicas devem ter como eixos norteadores as interações e a brincadeira, garantindo experiências que estão previstas nos
seguintes incisos:
II - favoreçam a imersão das crianças nas diferentes linguagens e o progressivo domínio por elas de vários gêneros e formas de expressão: gestual, verbal,
plástica, dramática e musical [...];
IX - promovam o relacionamento e a interação das crianças com diversificadas manifestações de música, artes plásticas e gráficas, cinema, fotografia, dança,
teatro, poesia e literatura [...];
SABERES E CONHECIMENTOS OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO ENCAMINHAMENTOS
METODOLÓGICOS
(EI02TS01) Criar sons com materiais, objetos e instrumentos musicais, para
acompanhar diversos ritmos de música.
● Percepção e produção ● Brincar com materiais, objetos e instrumentos musicais.  Produzir instrumentos musicais
sonora. ● Perceber e criar sons com o próprio corpo e na manipulação de objetos. com materiais recicláveis e/ou
● Sons do corpo, dos objetos e ● Ouvir e produzir sons com materiais, objetos e instrumentos musicais. utensílios domésticos;
da natureza. ● Explorar os sons produzidos pelo corpo, por objetos, por elementos da  Explorar os sons do corpo: bater
● Parâmetros do som: altura, natureza e instrumentos, percebendo os parâmetros do som: altura, palmas, estalar os dedos,
intensidade, duração e timbre. intensidade, duração e timbre. estalar a língua, bater os pés,
● Melodia e ritmo. ● Produzir sons com materiais alternativos: garrafas, caixas, pedras, madeiras, etc;
● Diferentes instrumentos latas e outros.  Fazer sons com a boca: grosso,
musicais convencionais e não ● Reconhecer e diferenciar sons dos objetos sonoros e dos instrumentos fino, alto, baixo;
convencionais. musicais.  Falar com o rolinho de papel
● Canto. ● Explorar possibilidades vocais a fim de perceber diferentes sons. higiênico na boca, deixando o
● Música e dança. ● Imitar, inventar e reproduzir criações musicais. som mais grosso;
● Explorar diversos objetos e materiais sonoros, compreendendo que os
mesmos produzem sons, sentindo a vibração de cada material.

(EI02TS02) Utilizar materiais variados com possibilidades de manipulação


(argila, massa de modelar), explorando cores, texturas, superfícies, planos,
formas e volumes ao criar objetos tridimensionais.
● Suportes, materiais,
● Manipular materiais de diferentes texturas: lisas, ásperas, macias e outras.  Fazer pintura no rolinho de
instrumentos e técnicas das ● Observar e manipular objetos e identificar características variadas como: cor, papel higiênico;
Artes Visuais e seus usos. textura, tamanho, forma, odor, temperatura, utilidade, entre outros  Colocar o papel em diferentes
● Elementos da linguagem classificando-os. texturas e pintar com o giz,
visual: texturas, cores,
● Experimentar diversas possibilidades de representação visuais bidimensionais observando a diferença das
superfícies, volumes, espaços, e tridimensionais. mesmas;
formas etc. ● Experimentar possibilidades de representação visual tridimensional, utilizando  Fazer colagem formando um
● Propriedades dos objetos: materiais diversos: caixas, embalagens, tecidos, tampinhas, massa de modelar, cubo;
formas e tridimensionalidade. argila e outros.  Colagem com diferentes
● Obras de Arte. ● Criar produtos com massa de modelar ou argila a partir de seu próprio materiais: algodão, sementes,
● Produção de objetos repertório, explorando diferentes elementos, como: forma, volume, textura etc. folhas, cascas de lápis, etc;
tridimensionais. ● Explorar e aprofundar suas descobertas em relação a procedimentos
● Classificação. necessários para modelar e suas diferentes possibilidades de manuseio a partir
de sua intencionalidade.
● Experimentar e explorar superfícies tridimensionais com texturas diversas:
pedrinhas, sementes, algodão, argila e outros.
● Cuidar e apreciar a sua própria produção e dos colegas.
● Manipular jogos de encaixe e de construção, explorando cores, formas e
texturas, planos e volumes.
(EI02TS03) Utilizar diferentes fontes sonoras disponíveis no ambiente em
brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.
● Linguagens musical, corporal ● Ouvir a própria voz ou de pessoas conhecidas em gravações.  Gravar a voz da criança e de
e dramática. ● Escutar e perceber sons do entorno e estar atento ao silêncio. outras pessoas para ela
● Estilos musicais diversos. ● Perceber o som de diferentes fontes sonoras presentes no dia a dia: buzina, reconhecer;
● Recursos tecnológicos e despertador, toque do telefone, sino, apito dentre outros.  Cantigas de roda;
midiáticos que produzem e ● Reproduzir sons ou canções conhecidas e usar em suas brincadeiras.  Estimular a criança a ouvir o
reproduzem músicas. ● Escutar canções e participar de brincadeiras cantadas apresentadas pelos silêncio;
● Paisagem sonora: sons professores(as) ou seus colegas.  Dar sequência nas músicas;
naturais, humanos, industriais ● Participar de brincadeiras cantadas do folclore brasileiro.
ou tecnológicos. ● Participar de situações que desenvolvam a percepção das rimas durante a
● Manifestações folclóricas. escuta de músicas.
● Melodias diversas. ● Vivenciar jogos e brincadeiras que envolvam música.
● Rima. ● Perceber diferentes estilos musicais.
● Dar sequência à música quando a mesma for interrompida.
● Escutar e perceber músicas de diversos estilos musicais, por meio da audição
de CDs, DVDs, rádio, MP3, computador ou por meio de intérpretes da
comunidade.
● Explorar as possibilidades vocais ao cantar.
CAMPO DE EXPERIÊNCIA: ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO.
Artigo 9º DCNEIs - As práticas pedagógicas devem ter como eixos norteadores as interações e a brincadeira, garantindo experiências que estão previstas nos
seguintes incisos:
II - favoreçam a imersão das crianças nas diferentes linguagens e o progressivo domínio por elas de vários gêneros e formas de expressão: gestual, verbal,
plástica, dramática e musical; [...]
III - possibilitem às crianças experiências de narrativas, de apreciação e interação com a linguagem oral e escrita, e convívio com diferentes suportes e
gêneros textuais orais e escritos; [...]
SABERES E CONHECIMENTOS OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO ENCAMINHAMENTOS
METODOLÓGICOS
(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades,
sentimentos e opiniões.
● A língua portuguesa falada, ● Expressar ideias e sentimentos respondendo e formulando perguntas, comunicando  Dialogar sobre o dia
suas diversas funções e usos suas experiências, descrevendo lugares, pessoas e objetos com mediação para a da criança: o que fez
sociais. organização do pensamento. de manhã, o que teve
● Palavras e expressões da ● Participar de variadas situações de comunicação utilizando diversas linguagens. no almoço, etc;
língua. ● Combinar palavras para se expressar usando verbos e adjetivos.  Incentivar palavras de
● Identificação nominal. ● Interagir com outras pessoas por meio de situações comunicativas mediadas pelo(a) cortesia como: por
● Organização da narrativa professor(a). favor, bom dia, boa
considerando tempo e ● Produzir cartas aos seus colegas e familiares à sua maneira. tarde, etc;
espaço. ● Interagir com outras crianças fazendo uso da linguagem oral e tentando se fazer  Fazer uma cartinha
● Identificação e nomeação entender. para alguém que
de elementos. ● Levantar hipóteses sobre situações de aprendizagem oralizando ideias e opiniões. queira;
● Expressões de cortesia. ● Compreender o uso social da linguagem oral e escrita como meio de comunicação e
diálogo.
● Falar e escutar atentamente em situações do dia a dia para interagir socialmente.
● Utilizar expressões de cortesia: cumprimentar, agradecer, despedir-se e outros.
(EI02EF02) Identificar e criar diferentes sons e reconhecer rimas e aliterações em
cantigas de roda e textos poéticos.
● Patrimônio cultural, literário ● Participar de jogos e brincadeiras de linguagem que exploram a sonoridade das palavras  Contação de
e musical. (sons, rimas, sílabas, aliterações). parlendas, poemas e
● Linguagem oral. ● Explorar e brincar com a linguagem criando sons e reconhecendo rimas e aliterações. poesias;
● Gêneros textuais. ● Participar de brincadeiras que desenvolvam a consciência fonológica.  Cantar músicas de
● Rimas e aliterações. ● Declamar textos poéticos conhecidos nas brincadeiras como corre-cotia, pula corda etc. cantigas de roda;
● Sons da língua e sonoridade  Trabalhar o som das
das palavras. letras ao falar as
● Consciência fonológica. palavras;
(EI02EF03) Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos,
diferenciando escrita de ilustrações, e acompanhando, com orientação do adulto-leitor,
a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).
● Escrita e ilustração. ● Ouvir, visualizar e apreciar histórias e outros textos literários: poemas, parlendas,  Contação de histórias
● Direção de leitura: de cima contos, cordel, lendas, fábulas, músicas etc. diversificadas;
para baixo, da esquerda para ● Identificar a história pela capa do livro.  Mostrar imagens e
a direita. ● Manusear diferentes portadores textuais e ouvir sobre seus usos sociais. falar sobre a mesma,
● Patrimônio cultural e ● Observar ilustrações dos livros buscando identificar sua relação com o texto lido. produzindo uma
literário. ● Perceber que imagens e palavras representam ideias e têm relação com o texto lido. história;
● Escuta, observação e ● Diferenciar desenho de letra/escrita.
respeito à fala do outro. ● Fazer uso de diferentes técnicas, materiais e recursos gráficos para produzir ilustrações.
● Sensibilidade estética em ● Presenciar e participar de situações significativas de leitura e escrita.
relação aos textos literários. ● Perceber características da língua escrita: orientação e direção da escrita.
● Aspectos gráficos da escrita. ● Ouvir e contar histórias oralmente, com base em imagens ou temas sugeridos.
● Portadores textuais, seus ● Vivenciar situações de leitura e escrita tendo o(a) professor(a) como escriba de listas,
usos e funções. bilhetes, recados, convites, cantigas, receitas e histórias para compreender a função social
● Linguagem escrita. das mesmas.
● Sistema alfabético de
representação da escrita e
mecanismos de escrita.
● Interpretação e
compreensão de textos.

(EI02EF04) Formular e responder perguntas sobre fatos da história narrada, identificando


cenários, personagens e principais acontecimentos.
● Gêneros discursivos orais, ● Reconhecer cenários de diferentes histórias.  Contar história e fazer
suas diferentes estruturas e ● Identificar personagens e/ou cenários e descrever suas características. a dramatização
tramas. ● Responder a questionamentos sobre as histórias narradas. imitando os
● Fatos da história narrada. ● Brincar de imitar personagens das histórias ouvidas. personagens;
● Características gráficas: ● Oralizar sobre fatos e acontecimentos da história ouvida.
personagens e cenários. ● Ordenar partes do texto segundo a sequência da história apoiado por ilustrações.

(EI02EF05) Relatar experiências e fatos acontecidos, histórias ouvidas, filmes ou peças


teatrais assistidos etc.
● Palavras e expressões da ● Expressar-se verbalmente em conversas, narrações e brincadeiras, ampliando seu  Permitir que a criança
língua e sua pronúncia. vocabulário e fazendo uso de estruturas orais que aprimorem suas competências expresse suas ideias
comunicativas. em diferentes
● Compreender o conteúdo e o propósito de diferentes mensagens em diversos contextos. situações;
(EI02EF06) Criar e contar histórias oralmente, com base em imagens ou temas sugeridos.
● Criação e reconto de ● Participar de situações em que é convidado a contar ou criar histórias com ou sem o  Pedir que a criança
histórias. apoio de imagens, fotos ou temas disparadores. reconte sua história
● Linguagem oral. ● Relacionar diferentes histórias conhecidas. preferida;
● Vocabulário. ● Simular leituras por meio de brincadeiras de faz de conta.
● Narrar situações do dia a dia no sentido de manifestar experiências vividas e ouvidas.
(EI02EF07) Manusear diferentes portadores textuais, demonstrando reconhecer seus
usos sociais.
● Gêneros e suportes de ● Manusear e explorar diferentes portadores textuais como: livros, revistas, jornais,  Disponibilizar revistas,
textos. cartazes, listas telefônicas, cadernos de receitas, bulas e outros. jornais, cadernos de
● Apreciação de gêneros ● Conversar com outras pessoas e familiares sobre o uso social de diferentes portadores receitas e explorar
textuais. textuais. suas características;
● Folhear livros contando suas histórias para seus colegas.

(EI02EF08) Manipular textos e participar de situações de escuta para ampliar seu contato
com diferentes gêneros textuais (parlendas, histórias de aventura, tirinhas, cartazes de
sala, cardápios, notícias etc.).
● Gêneros textuais, seus ● Apreciar e participar de momentos de contação de histórias realizados de diferentes  Usar fantoches,
autores, características e maneiras. sombras, para contar
suportes. ● Participar de atividades de culinária fazendo uso de cadernos/livros de receitas. histórias;
● Sensibilidade estética em ● Ouvir histórias contadas por outras pessoas dentro da instituição: avós, irmãos, pais e  Pedir para alguém
relação aos textos. outros. mais velho contar
● Ouvir histórias em outros espaços próximos à instituição: praças, bibliotecas, escolas e histórias antigas de
outros. sua vida;
● Escolher livros de literatura e “lê-los” à sua maneira.  Oferecer livros para
explorarem a história
da sua maneira;
 Ensinar receitas do dia
a dia, como por
exemplo: como faz o
arroz, feijão, um bolo,
etc;
(EI02EF09) Manusear diferentes instrumentos e suportes de escrita para desenhar, traçar
letras e outros sinais gráficos.
● Marcas gráficas: desenhos, ● Rabiscar, pintar, desenhar, modelar, colar à sua maneira, dando significado às suas  Apresentar a letra
letras, números. ideias, aos pensamentos e sensações. inicial do nome para
● Escrita do nome. ● Produzir marcas gráficas com diferentes suportes de escrita (lápis, pincel, giz) e reconhecer;
● Suportes de escrita. elementos da natureza (graveto, carvão, pedra etc.).  Oferecer diversos
● Utilizar diversos suportes de escrita para desenhar e escrever espontaneamente: materiais como giz de
cartolina, sulfite, draft, livros, revistas e outros. cera, lápis, para
● Conhecer a escrita do seu nome associando símbolos para identificá-lo em situações expressar suas ideias
diversas, progressivamente. livremente;
● Fazer uso de garatujas com a intenção de uma comunicação escrita.

Você também pode gostar