Você está na página 1de 2

Escola Secundária de Lagoa

Física e Química A
10º Ano Paula Melo Silva

Ficha de Trabalho 7G
Energia e Movimentos e Massa e Tamanho dos Átomos

1. Na figura (que não se encontra à escala), está representado um carrinho que percorre o troço final de uma montanha-
russa. Admita que o carrinho, de massa 600 kg, passa no ponto A, situado a 18 m do solo, com uma velocidade de
módulo 10 m/s.

Considere o solo como nível de referência da energia potencial gravítica e considere que o carrinho pode ser
representado pelo seu centro de massa (modelo da partícula material). Entre os pontos A e C, a soma dos trabalhos
realizados pelas forças não conservativas que atuam no carrinho é desprezável.

1.1. A energia cinética do carrinho será o quádruplo da sua energia cinética em A num ponto em que a: (Domínio A)

(A) velocidade do carrinho for o dobro da sua velocidade em A.


(B) energia potencial gravítica do sistema carrinho+ Terra for metade da sua energia potencial gravítica em A.
(C) velocidade do carrinho for o quádruplo da sua velocidade em A.
(D) energia potencial gravítica do sistema carrinho + Terra for um quarto da sua energia potencial gravítica em A.

1.2. O trabalho realizado pela força gravítica que atua no carrinho é: (Domínio A)

(A) maior entre os pontos A e B do que entre os pontos B e C.


(B) menor entre os pontos A e B do que entre os pontos B e C.
(C) positivo entre os pontos A e C e negativo entre os pontos C e D.
(D) positivo entre os pontos A e C e nulo entre os pontos C e D.

1.3. Considere que entre os pontos C e D, que distam 13 m entre si, atuam no carrinho forças de travagem cuja
resultante tem direção horizontal e intensidade constante, imobilizando-se o carrinho no ponto D. Calcule a intensidade
da resultante das forças de travagem que atuam no carrinho, no percurso entre os pontos C e D. Apresente todas as
etapas de resolução. (Domínio D)

2. A figura representa parte da trajetória de um balão meteorológico que sobe na atmosfera, com velocidade de módulo
praticamente constante. Considere que o balão pode ser representado pelo seu centro de massa (modelo da partícula
material) e que a variação do módulo da aceleração gravítica com a altura em relação ao solo é desprezável.

Escola Secundária de Lagoa  Paula Melo Silva  Página 1


2.1. O trabalho realizado pelo peso do balão entre as posições C e D: (Domínio A)

(A) é superior ao trabalho realizado pelo peso do balão entre as posições A e B.


(B) é igual ao trabalho realizado pelo peso do balão entre as posições A e B.
(C) é independente da massa do balão.
(D) depende apenas da massa do balão.

2.2. Qual dos esboços de gráfico seguintes pode representar a energia mecânica, E m, do sistema balão+ Terra, em
função da altura, h, do balão em relação ao solo, entre as posições A e D? (Domínio A)

2.3. De acordo com o teorema da energia cinética, o trabalho que seria realizado pela resultante das forças que atuam
no balão é igual à variação da energia cinética do balão. Conclua, com base neste teorema, qual é a intensidade da
resultante das forças que atuam no balão, no deslocamento entre as posições A e B. Apresente num texto a
fundamentação da conclusão solicitada. (Domínio C)

2.4. Admita que o balão, de massa 600 g, movendo-se com uma velocidade de módulo 5,8 m/s, demora 45 s a deslocar-
se da posição A até à posição B. Calcule a soma dos trabalhos realizados pelas forças não conservativas que atuam
no balão entre as posições A e B. Apresente todas as etapas de resolução. (Domínio D)

3. A figura representa nanotubos de carbono.

3.1. Os nanotubos são um produto de um ramo das ciências a uma escala muito pequena. Refira-a e indique duas das
suas aplicações. (Domínio A)

3.2. Converta os valores da gama de comprimento do nanotubo na figura A em nm, expressando-os na notação
científica. (Domínio A)

3.3. Indique a ordem de grandeza do valor 25 nm indicado na figura B, quando expresso na unidade SI de comprimento.
(Domínio A)

4. O nitrogénio, N2, componente maioritário da nossa atmosfera com uma fração molar
de cerca de 0,78, pode ser usado, no estado líquido, na criopreservação de sangue,
células estaminais ou células reprodutivas (esperma e óvulo). Uma botija de nitrogénio
para criopreservação pode conter até 16,5 kg de nitrogénio em garrafas com 368 mm de
diâmetro e 652 mm de altura. Dentro de uma botija de nitrogénio para criopreservação
podem existir, no máximo, um número de átomos de nitrogénio igual a: (Domínio D)

Bom trabalho Jovens Cientistas! Paula Melo Silva

Escola Secundária de Lagoa  Paula Melo Silva  Página 2

Você também pode gostar