Você está na página 1de 2

DISCIPULADO SEM FRONTEIRAS

Orientando Vidas em Amor

APOSTILA 05 - ESCATOLOGIA: PROPÓSITO,PROVIDÊNCIA E PROFECIA


CARTA DE APRESENTAÇÃO:

Fortaleza, 04 de Janeiro de 2009.

Prezados Ministros, Professores e Líderes (Discipuladores),


Graça e Paz da parte de Deus, nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.

O mundo está carente do caminho da verdade que leva à essência da vida em sua plenitude!

Assistimos as pessoas quererem se mobilizar para obterem respostas, mas o que a história
tem registrado é um desequilíbrio nas relações interpessoais, que afetam negativamente os
ecossistemas. Há uma crise de valores no que deveria ser considerado como correto; uma crise
entre o crer e o ouvir; uma crise entre os sonhos e o saber, onde as respostas aparentes não
trazem entendimento aos corações; antes, o crescimento de uma ilusão utópica globalizada, cuja
premissa é baseada na formação de hábitos sem graça, no cenário pessoal, local e mundial.

Mudanças sutis como o relativismo, o privatismo e o exclusivismo favorecem uma vertente


materialista, consumista, permissiva, destruidora e fragmentadora dos valores familiares,
disseminando pelos meios de comunicação, uma modernidade secularizada, onde não há uma
análise profunda ao resgate de nossas identidades como seres espirituais, carentes de Deus.

Observamos uma crescente busca por uma sustentabilidade alheia à verdade divina, e que
por isso, provoca mais tristeza, destruição e danos às mentes nessa civilização global criada
porque não há uma hábil reflexão que venha a avaliar a existência como desafio ao nosso tempo,
levando as mentes a explorarem e descobrirem a presença, obra, providência e o amor de Deus.

A mídia quer criar além da visão humana, a idéia de que os impactos ambientais, crises
econômicas, políticas e demais problemas são apenas eventos isolados na história humana, ainda
que saibamos numa compreensão global, que há uma única realidade a todos nós, que fazemos
parte dessa grande rede de relacionamento que se chama vida, a despeito das distâncias afins.

Somos desafiados a “pararmos para sentirmos o que acontece ao nosso redor”, na medida
em que acontecimentos simultâneos, taxados de novidades, de fatos ocorrentes no tempo
delimitado de nossa existência, nos incitam a uma discussão detalhada na formação de grupos
para podermos, de forma especial, em plena habilidade de comunicação, descobrirmos os
motivos.

O oportunismo do poder, a essência da cobiça e o desequilíbrio nas necessidades humanas


arquitetam e fundamentam uma paz aparente, numa pseudo-união, que acaba por inventar
conceitos consumistas e esotéricos, místicos (que geram filosofias e sofismas-verdades
aparentes), impedindo as mentes de reconhecerem escolhas éticas, reais e verdadeiras como o
conhecimento bíblico, a submissão à vontade divina e o livre exercício do amor, através de Jesus.

Assim, há uma dificuldade de entendimento e integração na escolhas de acordos e


estratégias benéficas realmente à humanidade, baseadas na verdade e na vontade de Deus,
gerando um maior impacto destrutivo, desconexões, danos externos como, por exemplo, a
massificação alienadora das massas que são incitadas para combater os princípios que
contradizem as suposições da minoria dominadora, ainda que transvestida de cultura e direitos.

Há um senso de superioridade e domínio, ocasionando distúrbios entre o raciocínio e o


interesse nos assuntos espirituais, sociais, políticos, morais e assim por diante, o qual queremos

www.discipuladosemfronteiras.com 1
DISCIPULADO SEM FRONTEIRAS
Orientando Vidas em Amor

descortinar, desmascarando as forças opressoras espirituais da maldade nas regiões celestiais


que incitam atitudes baseadas no egoísmo econômico e político atual, que geram as crises vistas.

Reconhecemos a supremacia divina na história humana, a despeito da esperteza de quem


especula os próprios interesses, achando que sua vida terrena é um recurso abundante e eterno;
mas o esquecimento da verdade de Deus, ocasionado pela revolução industrial que colocou a
ciência destrutiva e alienadora como religião do momento, não tem conseguido levar as pessoas à
compreensão da ofensa ao Criador e do preço pago pela falta de relacionamento com Deus.

Idéias e concepções de progresso, a despeito das benesses científicas, que incitam a um


crescimento ilimitado, através do uso da tecnologia, descartando a idéia, a verdade, a presença e
a necessidade de Deus na vida das pessoas têm gerado altos custos e o aparecimento do
consumismo excessivo, gerando escravidão econômica, política e social, bem como violência
plena no ensejo de deter o controle das riquezas e seus meios de produção.

Neste contexto, onde as pessoas estão carentes de respostas de Deus e desconhecem os


fatos proféticos, quer queiram ou não, estão envolvidas, temos a grata satisfação de apresentar
esta apostila envolvendo os propósitos e providências de Deus, relacionadas às cinco principais
questões humanas e a problemática da vida no propósito de Deus, onde explicaremos a questão
do livre-arbítrio, a harmonia bíblica e os conceitos de aliança no Antigo e Novo Testamentos, nas
palavras originais hebráicas e gregas.

Falaremos sobre as ansiedades da humanidade, os motivos de condenação e absolvição,


descrevendo e analisando a questão da razão do propósito divino e o nosso papel como seres
humanos, perante sua vontade, inseridos num estudo sobre a essência da adoração, envolvendo
conquistas e barreiras no nosso relacionamento de amizade com Deus.

Estudaremos fatos atuais que envolvem questões existenciais, inter-relacionando temas


transversais do campo de estudo das Ciências da Religião e da Pedagogia como o relacionamento
interpessoal e religioso à luz da economia e história; a reflexão e doutrina à luz da psicologia e
política e a espiritualidade na questão da consciência à luz da revelação da Teologia Bíblica.

Esperamos que, este estudo, que não esgota o assunto, seja um importante instrumento
para responder às indagações teológicas, filosóficas, psicológicas, antropológicas e sociológicas
mais frequentes, nos esclarecendo e nos preparando para o arrebatamento da igreja, levando-nos
a uma comunhão verdadeira com nosso amado Pai Celestial que brevemente nos levará para si.

Procuraremos descobrir os modos de como nos aproximarmos de Deus, mesmo quando


parece distante e nos prova, e analisaremos nosso papel como família de Deus, vendo o quanto
Deus se importa conosco, em sua expressão de amor, na importância da igreja, envolvendo as
diferenças entre a usura e a verdadeira comunhão na formação da comunidade, em amor e
partilha.

Dissertaremos sobre o crescimento espiritual e os propósitos do arrebatamento, mostrando


na formação do discípulo, a vontade de Deus para nossas vidas e discorreremos sobre os sete
quadros que dividem o livro do Apocalipse, mostrando o que Deus quer que usemos e como agir
como servos verdadeiros enquanto continuamos falando sobre eventos futuros profetizados.

Que a importante mensagem da graça possa gerar grandemente o caráter de Jesus em


nossas vidas, esperando sua volta triunfal, levando as almas duvidosas, receosas ou aflitas a uma
comunhão verdadeira com nosso amado Pai Celestial.

Que sejamos eficazes no cumprimento do IDE do Senhor; estude, ensine e abençoe as vidas.

Darlan Lima & Alexandre Arcanjo - Professores de Teologia e Ciências da Religião.

www.discipuladosemfronteiras.com 2