PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E CONTROLE NA GERÊNCIA DE MANUTENÇÃO

1. Resumo

Planejamento, programação e controle da manutenção. Apresentam -se as etapas realizadas para estruturar a área de planejamento, programação e controle da manutenção em uma empresa de grande porte. Enfatizam -se as atividades realizadas em cada uma dessas etapas. Apresentam -se os cargos necessários para essa estrutura, indicando as atividades e fluxos a serem seguidos para a execução de cada atividade dentro desta área. Apresentam -se as fases necessárias para a elaboração de um mapa, bem como sua importância dentro de uma estrutura de planejamento de manutenção. Enfatiza -se um sistema informatizado de manutenção, capaz de dar suporte à área de planejamento, programação e controle da manutenção. Apresentase uma estrutura de controle da manutenção capaz de garantir a disponibilidade de dados confiáveis para a gestão da manutenção.

2. Introdução

A manutenção deixou de ser, nas últimas décadas, uma simples atividade de reparo para se tornar u m meio essencial ao al cance dos objetivos e metas da organização. Coloca -se, estrategicamente, como parte fundamental do processo produtivo em um ambiente onde, cada vez mais, se utilizam equipamentos de última geração, com os mais modernos sistemas mecâni cos e eletro-eletrônicos, de maior grau de complexidade, alto custo e exigências elevadas quanto ao nível da manutenção. A maior complexidade dos equipamentos e diversidade dos ativos físicos fez da manutenção uma função igualmente complexa, leva ndo ao desenvolvimento de novas técnicas, modernas ferramentas de gestão e abordagens inovadoras quanto à organização e estratégia de manutenção. Gerenciar corretamente esses modernos meios de produção exige conhecimento de métodos e sistemas de planejamento e execução que sejam ao mesmo tempo eficientes e economicamente viáveis. Equipamentos parados em momentos inoportunos comprometem a produção e podem significar perdas irrecuperáveis num ambiente altamente competitivo. Diante desse cenário , a estrutura de planejamento, programação e contr ole da manutenção tem um papel importantíssimo: fazer com que a manutenção trabalhe de forma planejada, para que os recursos sejam aplicados de forma correta, no momento

ou seja. aparece a manutenção corretiva como parte integrante do organograma das empresas (em nível de seção). Histórico da manutenção Até 1914. De 1950 a 1966. aparece a manutenção preventiva atuando junto à corretiva. programaçã o e controle da manutenção na Gerência de Manutenção Industrial. o órgão de Engenharia de manutenção assume posição mais destacada. . destinadas a manter ou recolocar um item em um estado no qual possa desempenhar uma função requerida´ NBR 5462 5.adequado garantindo assim a disponib ilidade dos equipamentos e conseqüentemente uma maior produtividade. passando a aplicar fórmulas mais complexa s para o cálculo dos mesmos. o órgão de Enge nharia de Manutenção se vale de processos sofisticados de controle. quanto aos tipos de manutenção. De 1930 a 1940 (2ª Guerra Mundial). visando à redução de custos de manutenção. 4. Conceitos de manutenção ³Combinação de todas as ações técnicas e administrativas. enfatizando a organização da mesma com cargos e fluxos bem definidos e utilizando um sistema informatizado de manutenção capaz de suportar as necessidades de crescimento da gerência e da companhia. surge a En genharia de Manutenção em nível departamental. Neste sentido observamos que existe um consenso. nos equipamentos que compõem uma det erminada planta. as empresas reparavam seus equipamentos com o efetivo disponível. Tipos de manutenção Segundo Viana (2002) os tipos de manut enção. subordinada a uma gerência de manutenção e em mesmo nível do órgão de execução de manutenção. De 1940 a 1950. De 1966 à época atual. nada mais são do que as formas como são encaminhadas as intervenções no s instrumentos de produção. Neste trabalho serão apresentadas todas as etapas de implantação de uma nova estrutura na área de planejamento. De 1914 a 1930 (1ª Guerra Mundial). Os organogramas das empresas apresentam um órgão de supervisão de manutenção do mesmo nível do de produção. 3. passando a desenvolver controle de manutenção a processo de análise. inexistência de manutenção. incluindo as de supervisão. usando o computador e programas para análise de resultados. salvo algumas variações irrelevantes.

1.2. ou de acordo com critérios prescritos. 5. Manutenção corretiva planeja da ³É a correção do desempenho menor do que o esperado ou da falha. perda da qualidade do produto. Manutenção Preventiva ³Manutenção efetuada em int ervalos predeterminados. trazendo prejuízos enormes para as empresas.5. ³É a atuação realizada com base em modificações de parâmetro de condição ou desempenho. po is implica em altos custos (causados pela interrupção da produção ou pelos altos custos necessários para realizar esta manutenção inesperada) e dependendo da atividade da empresa. obedecendo a um plano previamente elaborado. baseado em intervalos definidos de tempo´ 5.6. Manutenção Corretiva ³Manutenção efetuada após a ocorr ência de uma pane.5. pela atua ção em função de acompanhamento preditivo ou pela decisão de operar até a quebra´ 5. isto é. . destinada a reduzir a probabilidade de falha ou a degradação do funcionamento de um item´ NBR 5462 . ³É a atuação realizada de forma a reduzir ou evitar a falha ou quebra no desempenho. por decisão gerencial. para reduzir ao mínimo a manutenção preventiva e diminu ir a manutenção corretiva´ NBR 5462. cujo a companhamento obedece a uma sistemática´ . com base na aplicação sistemática de técnicas de análise. ³É a atuação para a correção da falh a ou do desempenho menor que o esperado´ 5.3.4. destinada a colocar um item em condições de executar uma função requerida´ NBR 5462 . Manutenção corretiva não planejada ³É a correção da falha de maneira aleatória´ Este tipo de manutenção acontece após a falha ou perda de desempenho de um equipamento sem que haja tempo para a preparação dos serviços. Manutenção Preditiva ³Manutenção que permite garantir uma qual idade de serviço desejada. utili zando-se de meios de supervisão centralizados ou de amostragem. Principais tipos de manutenção: y Manutenção Corretiva y Manutenção Preventiva y Manutenção Preditiva y Engenharia de Manutenção 5.

8. e) custos. sobressalentes. Dentre as atividades. Os tipos de manutenção são mais adequados para os equipamentos que serão manutenidos. visando possibilitar a formação de um banco de dados histórico dos equipamentos. o rientar atividades e estabelecer o panorama das condições dos equipamentos. . Sistema informatizado de manutenção Um sistema de manutenção informatizado permite a interligação da manutenção com as demais áreas da empresa. automações e melhorias de manutenção. Engenharia de Manutenção A Engenharia de Manutenção é na verd ade uma evolução da manutenção industrial. b) desenvolvimento de fornecedores. b) segurança. c) características do equipamento. como: a) recomendações do fabricante. podemos citar: a) arquivo técnico: documentação técnica em geral. O fator primordial da informatização da manutenção é o gerenciamento dos equipamentos e instalações. 7. maximização da vida útil e minimização dos custos. E essa escolha é fundamental para que a empresa obtenha êxito na manutenção dos equipa mentos. sendo a disponibilidade operacional o grande indicador da excelência da manutenção e da garantia de produtividade. d) meio ambiente. Estratégia de manutenção A estratégia de manutenção para cada equipamento consiste na escolha da política de manutenção mais adequada para o equipamento. materiais e pessoal mais ágil e seguro. treinamentos. o planejamento e programação de recursos para a manutenção. que geralmente são atribuídas à Engenharia de Manutenção. é importante a verificação de alguns fatores. elaboração de procedimentos. 6. d) apoio técnico a manutenção. tornando o gerenciamento de custos. Planejamento de manutenção Através de um planejamento adequado de manutenção que se consegue obter melhores níveis de disponibilidade do equipamento e conseqüentemente do processo produtivo.5. e) normalizações: componentes.7. visualizando -se os objetivos claros de: maior disponibilidade através do aumento da confiabilidade e manutenibilidade (MTBF máximo e MTTR mínimo). c) estudos.

Cabe a engenharia de manutenção proporcionar um processo de manutenção que dê sustentação para a eficiente elaboração e execução de um plano de manutenção. Plano este que deve ser orienta do em função da criticidade dos processos. manutenibilidade e conseqüentemente disponibilidade ao equipamento. levando outras pessoas a conhecerem a realidade que se pretende e. e economizando os esforços para os menos críticos. materiai s . assim.O planejamento tem como finalidade comunicar as intenções daquilo que se planeja. visando direcionar os esforços para os equipamentos dos processos realmente críticos.1. e ou equipamentos. Deve atender bem os equipamentos críticos da produção.que serão utilizados para a realização das tarefas. 9. 8. b) recursos: pessoas. Vantagens de um Bom Planejamento de Manutenção . a) tarefas: coisas a fazer. máquinas. à execução das etapas que conduzem às metas e objetivos. por isso sua elaboração precisa ser orientada pela união de objetivos e políticas de produção juntamente com os de manutenção. Objetivos do Planejamento O planejamento visa proporcionar maior confiabilidade.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful