Você está na página 1de 2

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

Instituto de Ciências Exatas - ICE


Departamento de Matemática - DEMAT
Professor: Renan Teixeira

Cálculo II - Lista 2 - Integrais Impróprias

1. Calcule as Integrais
Z +∞ Z 1
1 1
a) dx e) √ dx
1 x3 −4
3
x+2
Z 2 1
1
Z
b) dt f) [ln x]2 dx
0 t3 0
Z 0 Z +∞
ln x
c) ey dy g) √ dx
−∞ 0 x5
Z+∞ Z 5
x
d) e−y dy h) dx
−∞ 0 x + 10
Z ∞
1
2. Determine p tal que a integral imprópria dx converge.
1 xp
Z 1
1
3. Determine p tal que a integral imprópria dx converge.
0 xp
Z ∞
1
4. Determine p tal que a integral imprópria dx converge.
e (ln x)p
Z 1
5. Determine p tal que a integral imprópria xp ln x dx converge.
0

6. Sejam α e s, s > 0, reais dados. Verique que:


Z +∞ Z +∞
α α
a) e−st
sen (αt) dt = 2 com α 6= 0 c) e−st eαt dt = com s > α
0 s + α2 0 s−α
Z +∞ Z +∞
α 1
b) e−st cos(αt) dt = d) e−st dt =
0 s2 + α 2 0 s

7. Esboce o gráco de F (x) = f (t) dt onde


Rx
−∞

 
2, se |t| ≤ 1
  1 , se |t| ≥ 1

a) f (t) = b) f (t) = t
0, se |t| > 1
 0, se |t| < 1

1
 
0, se |t| > 1 0, se t ≤ 0
 
c) f (t) = d) f (t) =
1 − t2 , se |t| ≤ 1
 e−t , se t > 0

8. Calcule as integrais impróprias:


Z 1 Z 1
1 x
a) √ dx d) √ dx
0 1 − x2 0 1 − x2
Z 2 Z 3
1 1
b) √ dx e) dx
0 2−x −2 x4
Z 2 Z 1
1 1
c) dx f) √ dx
−1 4 − x2 −1 x

9. Use o Teorema da Comparação para determinar se a integral é convergente ou divergente:



2 + e−x π
sen 2 x
Z Z
a) dx c) √
x x
Z1 ∞ 0
arctan x
b) dx
0 2 + ex

10. Determine se a armação é falsa ou verdadeira. Se for verdadeira, explique por quê; caso
contrário, explique por que ou dê um exemplo que mostre que é falsa.
Z ∞ Z ∞
a) Se f é contínua em [0, ∞) e f (x) dx é convergente, então
f (x) dx é convergente.
1 0
Z ∞
b) Se f é uma função contínua, decrescente em [1, ∞) e lim f (x) = 0, então f (x) dx é
x→∞ 1
convergente.
Z ∞ Z ∞ Z ∞
c) Se f (x) dx e g(x) dx são ambas convergentes, então [f (x) + g(x)] dx é conver-
a a a
gente.
Z ∞ Z ∞ Z ∞
d) Se f (x) dx e
g(x) dx são ambas divergentes, então [f (x)+g(x)] dx é divergente.
a a a
Z ∞ Z ∞
e) Se f (x) ≤ g(x) e g(x) dx diverge, então f (x) dx também diverge.
0 0

11. Se uma rma de negócios espera um lucro de R$ P (t) reais por ano cada ano t, com t medido a
partir do iníco do funcionamento da empresa, então o valor atual de todo o lucro futuro, quando
juro é composto continuamente com taxa de k% ao ano, é denido pela integral imprópria
Z ∞
e−kt/100 P (t) dt.
0

Calcule o valor atual de todo o lucro futuro se P (t) = At + B , onde A e B são constantes
não-negativas.

Você também pode gostar