Você está na página 1de 21

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS

DEZEMBRO - 2009
0
Presidência do
Conselho Regional de Administração da Paraíba CRA/PB
Assessoria para Assuntos Jurídicos

PLANO DE CARGOS, CARREIRA E SALÁRIOS (PCCS) DO CRA/PB, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992.

Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Salários


do Conselho Regional de Administração da Paraíba –
CRA/PB e dá outras providências.

O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA Faço


saber que o Plenário do CRA/PB na 4ª. Sessão Extraordinária aprova e eu sanciono o seguinte
PCCS do CRA/PB:

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

ÍNDICE

CAPITULO I APRESENTAÇÃO E OBJETIVOS 2

CAPITULO II BASES CONCEITUAIS 2

CAPITULO III QUADRO DE PESSOAL 4

CAPITULO IV DO ENQUADRAMENTO 5

CAPITULO V GRUPOS OCUPACIONAIS 5

CAPITULO VI DA PROGRESSÃO FUNCIONAL 6

CAPITULO VII CRITÉRIOS PARA A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 7

CAPITULO VIII DISPOSIÇÕES GERAIS 8

ANEXOS I – II – III – IV – V – VI – VII 9

1
CAPÍTULO I

APRESENTAÇÃO E OBJETIVOS

Art. 1° O Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) do Conselho Regional de


Administração da Paraíba (CRA/PB) tem por finalidade dotar o CRA/PB de um sistema de
administração de seus recursos humanos.

Parágrafo único. O PCCS do CRA/PB, ao estabelecer os princípios norteadores e


fundamentais da política de recursos humanos adotada pelo CRA/PB a partir de 01 de janeiro
de 2010, tem os seguintes objetivos básicos:

I - estabelecer a adoção de um sistema de distribuição eqüitativa em que são


considerados os diversos fatores capazes de justificar o maior ou menor nível de remuneração
salarial, contados a partir desta data e não sendo válido o tempo de serviço retroativo para
efeito de remuneração;

II - permitir a identificação dos Cargos, mediante as respectivas descrições, tarefas


básicas e pré-requisitos mínimos indispensáveis ao seu pleno desenvolvimento;

III - estabelecer as Carreiras que poderão ser seguidas pelos Empregados, bem como
os critérios de Progressão e de Promoção, de modo a tornar transparentes aos Empregados às
expectativas de desenvolvimentos aguardados e de progresso funcional estabelecidos;

IV - permitir a aplicação sistemática de mecanismos administrativos de mobilidade


horizontal, que incentivem o desenvolvimento dos Empregados nas Carreiras dos Grupos
Ocupacionais, existentes no Quadro de Pessoal do CRA/PB.

Art. 2° O PCCS/CRA/PB, como instrumento normativo, impõe que seja periodicamente


revisto e atualizado através de métodos e técnicas específicos, de acordo com o
comportamento registrado e observado no mercado de trabalho em relação aos cargos
existentes.

CAPÍTULO II

BASES CONCEITUAIS

Art. 3° Com a finalidade de uniformizar o entendimento a respeito da terminologia


adotada consideram-se as seguintes denominações:

I - EMPREGADA é toda pessoa física que integra a força de trabalho do CRA/PB, com
vínculo empregatício legalmente estabelecido;

II - ADMISSÃO é a forma de contratação empregatícia estabelecida pela celebração do


contrato de trabalho, após processo seletivo, sob o regime da Consolidação das Leis do
Trabalho (CLT);

III - CARGO EFETIVO é a denominação do conjunto de atribuições componentes de uma


posição organizacional;

2
IV - CARREIRA é a representação das possibilidades de crescimento profissional,
retratada pelos Níveis dos Cargos agrupados segundo a remuneração, as complexidades
crescentes e os pré-requisitos de provimento exigidos;

V - GRUPO OCUPACIONAL é o agrupamento de Carreiras que exigem conhecimento


teórico e prático para o seu desempenho;

VI - QUADRO DE PESSOAL é o conjunto que indica, em seus aspectos qualitativos e


quantitativos, a força de trabalho necessária ao desempenho das atividades gerais e
específicas do CRA/PB;

VII - ENQUADRAMENTO é o posicionamento do Empregado no Quadro de Pessoal do


CRA/PB, de acordo com os critérios estabelecidos pelo PCCS/CRA/PB e por atos
complementares;

VIII - FAIXA SALARIAL é a definição de uma amplitude salarial que contempla os


valores de cada Cargo, fixados em Padrões e Níveis;

IX - PADRÃO indica cada grau que compõe a escala de vencimento da carreira e onde o
servidor é posicionado;

X - NÍVEL é o desdobramento que identifica a posição do cargo na estrutura dos grupos


ocupacionais, segundo o grau de qualificação e escolaridade formal exigida para o seu
ocupante, compreendendo:

a) Nível Básico (NB), constituído por cargos que exigem dos seus ocupantes
escolaridade de nível de ensino fundamental completo;

b) Nível Médio (NM), constituído por cargos que exigem dos seus ocupantes
escolaridade de nível de ensino médio completo ou formação técnico profissional equivalente;

c) Nível Superior (NS), constituído por cargos que exigem dos seus ocupantes
escolaridade de nível superior completo;

XI - SALÁRIO é a contraprestação pecuniária básica, devida pelo CRA/PB ao Empregado


pelo efetivo exercício do cargo;

XII - REMUNERAÇÃO é o valor monetário pago pelo CRA/PB para o Empregado,


formado pelo salário-base e acrescido dos adicionais a que tenha direito por lei, acordo sindical
ou liberalidade do CRA/PB, em função do seu Cargo;

XIII - AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO é o conjunto de normas e procedimentos que


asseguram a possibilidade de progresso do Empregado segundo seus méritos, comprovados
pelo exercício funcional;

XIV - MÉRITO é o resultado da incidência de esforços de um Empregado, que se dedica


com reconhecida eficiência e eficácia em suas obrigações específicas, coincidentemente com os
objetivos do CRA/PB;

3
XV - PROGRESSÃO é a passagem do Empregado de um padrão imediatamente superior,
dentro de um mesmo nível;

XVI - PROMOÇÃO é a passagem do Empregado de um padrão para outro


hierarquicamente superior através de mudança de nível;

Art.4° Integram o Plano de Cargos e Vencimentos:

I. - Quadro dos Cargos de Provimento Efetivo (Anexo I);


II. - Perfil dos Cargos Efetivos (Anexo II);
III. - Tabela de Correlação de Cargos Efetivos (Anexo III);
IV. - Tabela de Incentivo à Titulação (Anexo IV);
V. - Tabela de Vencimentos dos Cargos Efetivos (Anexo V);
VI. - Ficha de Avaliação de Desempenho do Período de Experiência (Anexo VI);
VII. - Ficha de Avaliação de Desempenho Semestral (Anexo VII);
VIII. - Ficha de Registro Individual de Resultados e de Fatos Relevantes (Anexo VIII).

CAPÍTULO III

QUADRO DE PESSOAL

Art. 5° O Quadro de Pessoal do Conselho Regional da Paraíba compreende:

I - um Quadro dos Cargos Efetivos, estruturados em grupos ocupacionais, níveis e


padrões, de acordo com a natureza, grau de complexidade e responsabilidade das respectivas
atividades e as qualificações exigidas para o seu desempenho, os quais estão relacionados no
Anexo desta Resolução;

Parágrafo único. Aos Empregados integrantes do Quadro de Pessoal aplica-se a


Consolidação das Leis do Trabalho (CL T).

Art. 6° A admissão de Empregado deverá ser efetuada em consonância com as vagas


previstas no Quadro de Pessoal do CRA/PB, através de processo seletivo.

Parágrafo único. O processo seletivo deverá obedecer aos preceitos da Resolução


Normativa CFA n° 266, de 26 de abril de 2002, ou outra que venha substituí-la.

Art. 7° Todo Empregado recém-admitido deverá ser enquadrado no Padrão I do Nível I


do Cargo para o qual prestou o processo seletivo.

Art. 8° O Empregado recém-admitido integrará o Quadro de Pessoal do CRA/PB após


cumprir o período de experiência de noventa dias, de conformidade com a legislação
trabalhista, e ser aprovado na avaliação de desempenho do período.

§ 1º O Empregado em período de experiência deverá ser submetido a uma avaliação de


desempenho, sendo considerado aprovado se obtiver, no mínimo, oitenta pontos.

4
§ 2º A Ficha de Avaliação de Desempenho do Período de Experiência consta do Anexo VII.

Art. 9º É vedada à admissão de ex-Empregado que tenha sido demitido por justa causa.

CAPÍTULO IV

DO ENQUADRAMENTO

Art. 10. O enquadramento constitui direito pessoal dos empregados lotados no Quadro
dos Cargos Efetivos do CRA/PB, que possuam a habilitação necessária ao cargo.

Art. 11. O enquadramento dos empregados atualmente ocupantes dos cargos efetivos
obedecerá aos seguintes critérios:

I - o enquadramento em cargo efetivo, feito exclusivamente no grupo ocupacional a


que pertença, com a observação do tempo de serviço prestado pelo empregado;

II - o enquadramento pelo salário, cujo valor deverá ser igual ou imediatamente superior
ao do salário vigente, de acordo com o grupo ocupacional em que o empregado ocupa;

Art. 12. O enquadramento dos empregados integrantes do Quadro dos Cargos Efetivos
dar-se-á dentro do mesmo grupo ocupacional ao qual pertençam, apenas terá a nomenclatura
de seu cargo transformada, observando-se a Tabela de Correlação de Cargos Efetivos, em
conformidade com o Anexo III (Auxiliar de escritório para Assistente administrativo).

CAPÍTULO V

GRUPOS OCUPACIONAIS

Art. 13 Os recursos humanos do Conselho Regional de Administração da Paraíba serão


distribuídos em três Grupos Ocupacionais, a saber:

I. - Nível Superior (NS)


II. - Nível Médio (NM)
III. - Nível Básico (NB)

§ 1º O Grupo Ocupacional de Nível Superior (NS) será constituído de Cargos a serem


ocupados por Empregados ocupantes de posições cujo exercício exija como pré-requisito
básico, a formação completa em Nível Superior.

§ 2° O Grupo Ocupacional de Nível Médio (NM) será constituído de Cargos a serem


ocupados por Empregados ocupantes de posições cujo exercício exige como pré-requisito, a
formação completa em Nível Médio.

§ 3° O Grupo Ocupacional de Nível Básico (NB) será constituído de Cargos a serem


ocupados por Empregados ocupantes de posições cujo exercício exige como pré-requisito, a
formação completa em nível fundamental.

5
CAPÍTULO VI

DA PROGRESSÃO FUNCIONAL

Art. 14 A progressão funcional consiste na movimentação do servidor ocupante do


cargo efetivo para o nível e padrão superior na carreira a que pertença.

Parágrafo único. A referida progressão será realizada com interstício a cada 02 (dois)
anos, por antiguidade e com interstício não superior a 02 (dois) anos por merecimento,
contados a partir do enquadramento do empregado em estágio probatório.

Art. 15. As progressões serão:

I - No sentido horizontal - com a movimentação funcional de um padrão para outro


imediatamente superior, por antiguidade e merecimento no interstício não superior a 02 (dois)
anos.

II - No sentido vertical - com a movimentação funcional de um padrão para outro, no


padrão inicial do nível imediatamente superior, alternadamente por antiguidade e
merecimento, possibilitando a ascensão do ocupante, desde que ele se encontre no último
padrão do nível, obedecendo a um interstício de 02 (dois) anos.

Art. 16 A progressão funcional por merecimento, dar-se-á mediante avaliação de


desempenho anual, com a movimentação do servidor de um padrão para outro imediatamente
superior, dentro de um mesmo nível, ou com a movimentação do servidor do último para o
primeiro do nível imediatamente superior do mesmo cargo.

Art. 17 Pré-requisitos para avaliação por merecimento:

a) obtenção mínima de 320 pontos nas duas últimas avaliações de desempenho


referentes ao biênio considerado;

b) estar classificado entre os candidatos à Progressão;

c) observância do limite de Progressões, fixado pela Diretoria Executiva.

§ 1 ° A classificação dos candidatos à Progressão será feita em ordem decrescente, pelo


total da pontuação individual obtida sendo, na ocorrência de empate, decidida a favor do
Empregado com mais tempo de serviço no CRA/PB e em persistindo o empate, para o mais
idoso.

I - por titulação e qualificação, considerando-se os graus, diplomas, certificados, e


títulos, obedecendo aos critérios abaixo e de acordo com a Tabela de Incentivo à Titulação,
constante no Anexo V, desta Resolução:

a) os diplomas de graduação somente terão validade quando devidamente registrados


por Instituições de Ensino Superior - IES credenciadas pelo Ministério da Educação e Cultura -
MEC;

b) os certificados de especialização somente terão validade se expedidos por instituição


de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Cultura;

6
c) os títulos de mestre e doutor somente terão validade quando expedidos por curso
nacional credenciado pelo Ministério da Educação e Cultura na Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, ou quando estrangeiros devidamente
revalidados.

§ 1 °. Os títulos somente serão reconhecidos para a progressão se forem em área de


estudos diretamente relacionada com o cargo e atividades do empregado.

§ 2°. Na progressão funcional por titulação, poderão ser obtidos até no máximo três
padrões dentro do mesmo grupo ocupacional, conforme estabelece o Anexo V.

§ 3° A Progressão Funcional ocorrerá, quando for o caso, sempre no mês de seguinte a


avaliação anual.

CAPÍTULO VII

CRITÉRIOS PARA A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Art. 18 O processo de Avaliação de Desempenho no CRA/PB será realizado anualmente,


no mês dezembro, e abrangerá todos os Empregados, independentemente do tempo de
serviço.

Art.19 A Avaliação de Desempenho do Empregado será efetivada, separadamente, pela


Chefia imediata e pelo Diretor da área, observados os seguintes fatores:
I. - competência profissional

II. - disposição e presteza no atendimento

III. - qualidade do relacionamento

IV. - disposição para a cooperação

V. - assiduidade

VI. - pontualidade

§ 1 ° A avaliação final será a média aritmética das avaliações acima citadas.

§ 2° As fichas para Avaliação de Desempenho constam dos Anexos VI e VII.

Art. 20 O resultado da avaliação final será, obrigatoriamente, apresentado ao


Empregado em entrevista com o superior imediato.

Parágrafo único. Julgando-se prejudicado, o Empregado poderá recorrer à Diretoria


Executiva no prazo máximo de três dias após ciência do resultado, apresentando os
argumentos para cada fator em que houver discordância.

Art. 21 Compete à Diretoria Administrativa e Financeira coordenar o processo de


Avaliação de Desempenho, garantindo suporte em termos de preparação de formulários,
tabulações, cadastro e arquivo dos documentos referentes à mesma.

7
Art. 22 Apesar da periodicidade anual da avaliação formal, cada avaliador deverá
acompanhar, rotineiramente, o desempenho de seus subordinados, de maneira a que possa
conduzir o processo em suas unidades organizacionais com justiça e consistência, sem
tendenciosidade.

Parágrafo único. O desempenho do pessoal a ser avaliado será gerido no dia a dia do
trabalho, com base na sua efetiva capacidade de produzir resultados e no desenvolvimento dos
planos de ação individual, garantindo-se o respectivo registro dos fatos relevantes ocorridos.

CAPÍTULO VIII

DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 23 Quaisquer alterações no PCCS, tais como inclusões, exclusões, mudanças de


nomenclatura e reclassificações, serão da competência do Presidente, com aprovação do
Plenário.

Art. 24 A Diretoria Administrativa e Financeira será responsável pelo processamento


das alterações do PCCS, bem como pela emissão, divulgação e adequada aplicação de seu
conteúdo no âmbito do CRA/PB;

Art. 25 Aos empregados atualmente ocupantes do quadro de cargos efetivos ficam


assegurados os benefícios recebidos, como o VALE-TRANSPORTE.

Art. 26 Consideram-se Reajustes Salariais Coletivos as alterações salariais de caráter


geral, abrangendo os valores constantes da Tabela de Valores dos Salários dos Cargos
Efetivos, aprovadas pelo Plenário e efetuadas de acordo com índices e periodicidade
preestabelecidos, visando atender parâmetros legais ou normativos em vigor.

Art. 27 Em caso de dúvida ou omissão, o Plenário do CRA/PB deverá ser consultado,


para efeito de definição, constituindo-se esta em jurisprudência pertinente.

Art. 28 Os efeitos desta Resolução entram em vigor a partir do dia 01 de janeiro de


2010.

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

8
ANEXO I

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

QUADRO DOS CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO

GRUPOS OCUPACIONAIS QUANTITATIVO

NÍVEL. SUPERIOR
- Gerente de Relacionamento (Administrador) .............. 00
- Fiscal (Administrador) ............................................. 02
- Assessor Jurídico (Advogado) .................................. 00
- Assessor Contábil (Contador) ................................... 00

NÍVEL MÉDIO
- Assistente Administrativo Júnior ............................... 00
- Assistente Administrativo Pleno ................................ 01
- Assistente Administrativo Sênior ............................... 01
- Assistente de Informática ........................................ 00

NÍVEL BASICO
- Auxiliar Operacional ............................................... 01

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

9
ANEXO II (a)

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

PERFIL DO CARGO

IDENTIFICAÇÃO DO CARGO

GRUPO OCUPACIONAL: Nível Básico SUBGRUPO: NB

CÓDIGO: ___________

CARGO: Auxiliar Operacional


"
DESCRICÃO SUMÁRIA:

 Executar atividades de apoio à prestação de serviços de conservação e limpeza,


manutenção e segurança nas dependências do CRA/PB.

DESCRIÇÃO DETALHADA:

 Atendimento ao Público (presencial e ou à distância);


 Realizar a limpeza diária de todos os móveis e equipamentos;
 Manter limpas as áreas internas e externas da sede do CRA/PB;
 Manter limpas as áreas de pergolados, bem como todas as portas de vidros;
 Informar, mensalmente, a quantidade de material de higiene e limpeza a serem
adquiridos;
 Manter em perfeito estado a parte elétrica e hidráulica do CRA/PB;
 Zelar pela segurança do CRA/PB;
 Executar outras tarefas da mesma natureza ou nível de complexidade associado à sua
especialidade ou ambiente.

ANÁLISE DO CARGO

FORMA DE INGRESSO: Seleção Pública

Formação: Ensino Fundamental Completo

REGISTRO PROFISSIONAL: ___________

EXPERIÊNCIA: mínima de 06 (seis) meses, comprovada.

OUTROS: ______________________________

10
ANEXO II (b)

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

PERFIL DO CARGO

IDENTIFICAÇÃO DO CARGO

GRUPO OCUPACIONAL: Nível Médio SUBGRUPO: NM

CÓDIGO:____________

CARGO: Assistente Administrativo (Júnior – Pleno – Sênior)

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:
 - Executar atividades de atendimento ao público e de apoio administrativo em geral.

DESCRIÇÃO DETALHADA:

 - Atendimento ao Público (presencial e ou à distância);


 - Efetuar todo o fluxo de Cadastramento e manutenções, nos Processos de Registros de
Pessoas Físicas (PF) e Pessoas Jurídicas (PJ);
 - Digitar e expedir Certidões, Declarações ou outros documentos;
 - Proceder ao registro de Atestados, observando os procedimentos;
 - Montar e arquivar processos de registro de PF e PJ;
 - Receber e enviar toda documentação à gerência executiva;
 - Manter o livro ponto atualizado;
 - Elaborar processos de Coleta de Preço e Licitação;
 - Comprar e controlar o estoque de material de expediente;
 - Atender telefone e ao público;
 - Comprar material de limpeza, vale-transportes, etc.;
 - Montar e enumerar as folhas dos Processos de Registro e Administrativos;
 - Executar outras tarefas da mesma natureza ou nível de complexidade.

ANÁLISE DO CARGO

FORMA DE INGRESSO: seleção pública

FORMAÇÃO: Ensino Médio Completo

REGISTRO PROFISSIONAL: ___________________

EXPERIÊNCIA: Noções de Informática, Outlook, Word, Excel e Internet

OUTROS:____________________

11
ANEXO II (c)

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

PERFIL DO CARGO

IDENTIFICAÇÃO DO CARGO

GRUPO OCUPACIONAL: Nível Médio SUBGRUPO: NM


CÓDIGO:
CARGO: Agente Administrativo: Júnior, Pleno e Sênior.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA:
 Executar atividades de atendimento ao público e de apoio administrativo em geral.

DESCRIÇÃO DETALHADA:
 Atendimento ao Público (presencial e ou à distância);
 Proceder ao cadastramento e/ou alterações de registro de Pessoas Físicas e Jurídicas;
 Digitar e expedir Certidões, Declarações ou outros documentos;
 Proceder ao registro de Atestados, observando os procedimentos;
 Montar e arquivar processos de registro de Pessoas Físicas e Jurídicas;
 Receber e enviar toda documentação à gerência executiva;
 Manter o livro ponto atualizado;
 Elaborar processos de Coleta de Preço e Licitação;
 Comprar e controlar o estoque de material de expediente;
 Atender telefone e ao público;
 Comprar material de limpeza, vale-transportes, etc.;
 Montar e enumerar as folhas dos processos de registro, licença e cancelamento de Pessoas
Físicas e Jurídicas;
 Executar outras tarefas da mesma natureza ou nível de complexidade.

ANÁLISE DO CARGO

FORMA DE INGRESSO: Seleção Pública


FORMAÇÃO: Nível Médio Completo
REGISTRO PROFISSIONAL: _____________________
EXPERIÊNCIA: Noções básicas de Informática, Internet, Word, Excel, Outlook e Power Point.
OUTROS: conhecimento de práticas de nível médio de administração

12
ANEXO II (d)

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

PERFIL DO CARGO

IDENTIFICAÇÃO DO CARGO

GRUPO OCUPACIONAL: Nível Superior SUBGRUPO: NM


CÓDIGO:
CARGO: Fiscal
DESCRIÇÃO SUMÁRIA:
 Executar atividades de fiscalização do exercício profissional.
DESCRIÇÃO DETALHADA:
 Atendimento ao Público (presencial e ou à distância);
 Orientar os profissionais inscritos e as empresas e estabelecimentos registrados;
 Fiscalizar, na jurisdição do CRA/PB, os profissionais inscritos, não inscritos e leigos, os
órgãos da Administração Direta, as entidades da Administração Pública Indireta, as pessoas
jurídicas de direito privado registradas e não registradas;
 Proceder à lavratura do auto de infração, quando constatar infringência à legislação
profissional do Administrador, e emitir relatório quando de outras ilicitudes para
encaminhamento às autoridades competentes;
 Apresentar relatório mensal das atividades desenvolvidas, bem como ao término de
qualquer etapa de fiscalização, quando solicitado;
 Executar outras tarefas da mesma natureza ou nível de complexidade.

ANÁLISE DO CARGO

FORMA DE INGRESSO: Seleção Pública


FORMAÇÃO: Nível Superior Completo em Bacharelado em Administração e Registrado no
Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA/PB)
REGISTRO PROFISSIONAL: Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA/PB)
EXPERIÊNCIA: Noções de Básicas de Informática, Internet, Word, Excel, Power Point, e
legislação do exercício profissional (Lei 4769/65 e Resoluções Normativas emitidas pelo
Conselho Federal de Administração - CFA, Hiperfiscard/CFA)
OUTROS: conhecimento da legislação do exercício profissional de administração, código de
Ética do Administrador.

13
ANEXO II (e)

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

PERFIL DO CARGO

IDENTIFICAÇÃO DO CARGO

GRUPO OCUPACIONAL: Nível Superior SUBGRUPO: NS


CÓDIGO: 32
REGISTRO PROFISSIONAL: Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA/PB)
CARGO: Gerente de Relacionamento (Administrador)
DESCRIÇÃO SUMÁRIA:
 Executar atividades de coordenação e controle de todas as atividades desenvolvidas pelo
CRA/PB e oferecer suporte ao Atendimento.
DESCRIÇÃO DETALHADA:
 Atendimento ao Público (presencial e ou à distância);
 Elaborar o planejamento estratégico das cobranças aos profissionais e empresas em atraso
com a anuidade do exercício corrente;
 Controlar os índices de adimplência e inadimplência, emitindo relatório mensal;
 Assinar Declarações, Certidões, Requerimento de registro de atestados de capacitação
técnica, ou outros documentos pelos quais supervisiona ou elabora;
 Enviar os relatórios de fiscalização ao CFA;
 Acompanhar a elaboração do Jornal do Regional junto com a assessoria de imprensa;
 Coordenar e controlar os processos de tomada de preços, carta-convite e licitação
desenvolvida pelo CRA/PB;
 Atender o público, quando necessário;
 Executar outras tarefas da mesma natureza ou nível de complexidade.

ANÁLISE DO CARGO

FORMA DE INGRESSO: Seleção Pública;


FORMAÇÃO: Nível Superior Completo com Bacharelado em Administração e Registrado no
Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA/PB)
REGISTRO PROFISSIONAL: Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA/PB)
EXPERIÊNCIA: Noções de Básicas de Informática, Internet, Word, Excel, Power Point, e
legislação do exercício profissional (Lei 4769/65 e Resoluções Normativas emitidas pelo
Conselho Federal de Administração - CFA, Hiperfiscard/CFA, Lei 8666)
OUTROS: Conhecimento da legislação do exercício profissional de administração, código de
Ética do Administrador.

14
CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

15
ANEXO III

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

TABELA DE CORRELAÇÃO DE CARGOS EFETIVOS

DESCRIÇÃO SITUAÇÃO ANTERIOR SITUAÇÃO ATUAL


Categoria Funcional Fiscal Fiscal: Júnior/Pleno/Sênior
Grupo Ocupacional NM NS
Formação/Ensino Curso Superior Completo com Ensino Superior Completo com
Bacharelado em Administração Bacharelado em Administração
[Administrador (a)] [Administrador (a)]

DESCRIÇÃO SITUAÇÃO ANTERIOR SITUAÇÃO ATUAL


Categoria Funcional Recepcionista Assistente Administrativo:
Júnior/Pleno/Sênior
Categoria Funcional Auxiliar Administrativo Assistente Administrativo:
Júnior/Pleno/Sênior
Categoria Funcional Agente Administrativo Assistente Administrativo:
Júnior/Pleno/Sênior
Grupo Ocupacional NM NM
Formação/Ensino 2º. Grau (Científico/Técnico) Ensino Médio Completo

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

16
ANEXO IV

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS - PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

TABELA DE INCENTIVO À TITULAÇÃO

GRUPO NÚMERO
OCUPACIONAL TITULAÇÃO DE NIVEIS

Ensino Médio ou Curso Equivalente 3


NB Curso de 180 a 360 horas 2
Curso de 60 a 179 horas 1

Ensino Superior 3
NM Curso de 180 a 360 horas 2
Curso de 60 a 179 horas 1

Doutorado 3
NS Mestrado 2
Aperfeiçoamento/Especializado (360 h) 1

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

17
ANEXO V

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS – PCCS


CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA – CRA/PB

TABELA DE VENCIMENTOS DOS CARGOS EFETIVOS – TEMPO DE SERVIÇO

NÍVEL PADRÃO NB NM NS
2,00% 2,00% 2,00%

25 R$ 884,64 R$ 1.367,17 R$ 2.090,97


24 R$ 867,29 R$ 1.340,36 R$ 2.049,97
V 23 R$ 850,29 R$ 1.314,08 R$ 2.009,77
22 R$ 833,62 R$ 1.288,32 R$ 1.970,37
21 R$ 817,27 R$ 1.263,06 R$ 1.931,73
20 R$ 801,25 R$ 1.238,29 R$ 1.893,85
19 R$ 785,54 R$ 1.214,01 R$ 1.856,72
IV 18 R$ 770,13 R$ 1.190,21 R$ 1.820,31
17 R$ 755,03 R$ 1.166,87 R$ 1.784,62
16 R$ 740,23 R$ 1.143,99 R$ 1.749,63
15 R$ 725,71 R$ 1.121,56 R$ 1.715,32
14 R$ 711,48 R$ 1.099,57 R$ 1.681,69
III 13 R$ 697,53 R$ 1.078,01 R$ 1.648,71
12 R$ 683,86 R$ 1.056,87 R$ 1.616,39
11 R$ 670,45 R$ 1.036,15 R$ 1.584,69
10 R$ 657,30 R$ 1.015,83 R$ 1.553,62
9 R$ 644,41 R$ 995,91 R$ 1.523,16
II 8 R$ 631,78 R$ 976,38 R$ 1.493,29
7 R$ 619,39 R$ 957,24 R$ 1.464,01
6 R$ 607,24 R$ 938,47 R$ 1.435,31
5 R$ 595,34 R$ 920,07 R$ 1.407,16
4 R$ 583,66 R$ 902,03 R$ 1.379,57
I 3 R$ 572,22 R$ 884,34 R$ 1.352,52
2 R$ 561,00 R$ 867,00 R$ 1.326,00
1 R$ 550,00 R$ 850,00 R$ 1.300,00

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

18
ANEXO VI
FICHA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO PERÍODO DE EXPERIÊNCIA

NOME DO EMPREGADO

NOME DO CARGO PERIODO AVALIADO

AVALIADOR DATA DA AVALIAÇÃO

FATORES E SUBFATORES RESULTADOS JUSTIFICATIVA

1. ASSIDUIDADE

A LETRA
B
C PONTOS
D
2. PONTUALIDADE

A LETRA
B
C PONTOS
D
3. GRAU DE DESEMPENHO NO EMPREGO

A LETRA
B
C PONTOS
D
4. INTERESSE PELO SERVIÇO

A LETRA
B
C PONTOS
D
5. INTEGRAÇÃO À EQUIPE DE TRABALHO

A LETRA
B
C PONTOS
D
PONTUAÇAO PONTUAÇAO OBTIDA

A = 91 a 100 pontos
B = 71 a 90 pontos : 5=
C = 51 a 70 pontos
D= Oa 50 pontos AVALIAÇÃO FINAL

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

19
ANEXO VII

PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

NOME DO EMPREGADO

NOME DO CARGO PERIODO AVALIADO

AVALIADOR DATA DA AVALIACAO

FATORES E SUB-FATORES RESULTADOS DA AVALIAÇÃO JUSTIFICATIVA

1. COMPETÊNCIA PROFISSIONAL
A Pleno conhecimento técnico, inclusive na solução de problemas novos LETRA
B Demonstra conhecimentos adequados.
C Conhecimento técnico restrito às atividades rotineiras PONTOS
D Necessita de treinamento e orientação profissional
2. DISPOSIÇÃO E PRESTEZA NO ATENDIMENTO
A Atende às solicitações com atenção e presteza LETRA
B Atende razoavelmente às solicitações com atenção e presteza
C Demora no atendimento das solicitações PONTOS
D Nem todas as solicitações são atendidas
3. QUALIDADE NO RELACIONAMENTO
A Alta qualidade reconhecida no relacionamento com colegas, superiores e LETRA
subordinados
B O relacionamento não apresenta problemas relevantes
C Comportamento com problemas razoáveis nas relações interpessoais PONTOS
D Relacionamento com colegas, superiores e subordinados.
Necessitando de orientação profissional
4. DISPOSIÇÃO PARA A COOPERAÇÃO
A Postura usual de disponibilidade positiva LETRA
B Tende a não resistir apesar de não se empenhar
C Tendência significativa de ações de resistência às mudanças positivas PONTOS
D Resistente às mudanças.
PQNTUAÇÃO PONTUACAO OBTIDA
A = 91 a 100 pontos
B = 71 a 90 pontos : 4=
C = 51 a 70 pontos
O= O a 50 pontos AVALIAÇÃO FINAL

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DA PARAÍBA

Adm. MARCO ANTÔNIO MÉLO DE OLIVEIRA


PRESIDENTE
REGISTRO Nº 2719 CRA/PB

20