Você está na página 1de 1

Resumo de História - João Lucas Alberto Muniz

Primeira Revolução Industrial


A Primeira Revolução Industrial ocorreu de 1760 até meados de 1850, teve início na Inglaterra,
foi responsável por grandes avanços técnicos e tecnológicos. Dentre as principais características
da Primeira Revolução Industrial podemos destacar a mudança no processo de produção, antes
era realizado por artesãos, homens, mulheres, crianças, etc, sendo desenvolvido em casas e
oficinas e feitos a mão. Com a Revolução Industrial a produção passou a ocorrer em fábricas com
a utilização de máquinas, que possibilitou o aumento de produção/tempo em relação ao antigo
modelo, mas mesmo com as máquinas eram preciso de pessoas para operá las, bem menos
pessoas do que seriam precisas para produzir manualmente a mesma quantidade de um
determinado produto no mesmo tempo. Muitas pessoas se viram desamparadas, em situação de
fragilidade devido à desvalorização de sua mão de obra manual, muitos viram como solução
mudar para um centro urbano para poderem conseguir empregos nas fábricas, gerando assim um
grande êxodo rural por todo o país. O aumento de pessoas em um único espaço gerou um grande
aumento de procura de emprego, porém a demanda da mão de obra não subiu
proporcionalmente, acarretando em diversas pessoas desempregadas sem terem como manter
seu sustento e o de sua família. Muitas empresas viam mais vantagem em contratar mulheres e
crianças pois podiam pagar um valor menor à elas pelo mesmo período de tempo de trabalho
dentro das fábricas. Nesta época não havia nenhuma regulamentação que protegesse os
trabalhadores da exploração pelo seu patrão, gerando situações de trabalho insalubres. As
pessoas trabalhavam em ambientes fechados, com muita poeira e muito barulho, causando
diversos problemas a suas saúdes. Houveram alguns movimentos que tinham como objetivo
quebrar as máquinas, pois para estas pessoas o surgimento destas máquinas trouxe uma vida
miserável para elas, eles não viam pelo viés que estavam sendo explorados pelos donos das
empresas que apenas queriam lucrar o máximo possível, logo fornecendo o menos possível de
auxílio para os funcionários e para suas famílias.
Durante o período da 1a Revolução Industrial ainda havia abundância dos recursos (ferro, lã,
carvão principalmente) que eram usados, gerando uma extração sem nenhuma consciência e/ou
preocupação com o futuro e os impactos que isso geraria sobre o planeta e sua população. Até
hoje vemos áreas que foram destruídas devido à irresponsabilidade em atos de extração de
recursos pelo mundo todo, mesmo com o passar do tempo não houve uma mudança o suficiente
neste aspecto na humanidade.