Você está na página 1de 9

BIVIUS SOLO RPG

VERSÃO 1.0
DE RICARDO FREGI
OUTUBRO DE 2016

Tradução por Tarcisio Lucas


O RPG solo constitui um nicho particular dentro do mundo dos jogos; muitos dos jogos
deste tipo saíram apenas nos últimos anos.
Para jogar um RPG solo, você precisa de um sistema de regras solo e um RPG de mesa
de sua escolha. Depois de “brincar” com muitos sistemas diferentes, descobri que
prefiro regras muito simples, me ajuda a focar na história e nos personagens, e não
preciso imprimir muito material ou trazer comigo (no meu celular ou tablete) muitos
arquivos.
Recentemente me perguntei o que poderia ser o mínimo necessário para uma partida
solo.
Uma moeda e material para escrever uma história?
Eu disse a mim mesmo que isso seria ridículo, muito casual e ineficaz, os desafios serão
por demais triviais e, além disso, como eu iria encontrar a inspiração para continuar uma
aventura?

Enquanto isso, no entanto, fiquei pensando que seria interessante ter um jogo solo para
aprendê-lo de cor e jogar com ele para sempre, um jogo que não exigisse nenhum tipo
particular de dados ou baralho de cartas, ou mesmo muitas tabelas.
Se você, como eu, quer um jogo que é extremamente simples, mas que inclui tanto as
regras para jogo solo como as mecânicas do RPG em si, um sistema auxiliar para jogar
quando você não tem muito tempo ou espaço para usar RPGs mais convencionais, aqui
está.
O nome é BIVIUS, e tem apenas 8 pequenas regras. Eu não pude fazer nada mais simples
que isso; funcionou para mim e eu acho surpreendentemente divertido.

Se você quer uma experiência solo dentro do RPG, talvez valha a pena tentar.

Regras BIVIUS RPG


O que você precisa para jogar:
Lápis ou caneta, para tomar notas;
Um binário "alguma coisa" (veja explicação abaixo):
Você precisa de algo que tenha uma chance igual de dar um dos dois resultados
possíveis.
A boa notícia é que o mundo está cheio dessas coisas.
Uma pesquisa rápida na internet levou-me a descobrir a história dos dados binários. Lá
descobri que isso sempre existiu, desde apenas moedas para virar CARA ou COROA, até
ossos, conchas, dados sumerianos, cerâmica quebrada, varetas.... mas você também
pode usar todos os tipos de dados e muito mais. O que você escolher será o seu O.A.B.
(Oraculo aleatório binário).
EXEMPLO:
DADOS: Todo tipo de dado: você rola um número, que sempre será par ou ímpar,
certo? Mas lembre-se sempre de jogar apenas um dado de cada vez para que as chances
de ambas as possibilidades sejam iguais, nada de rolar 2d6
ou d10 + d8!
CARTAS de BARALHO: Esta é uma ótima escolha, cartas vermelhas serão “par”, e cartas
pretas serão “ímpar”.
LIVROS: Abra aleatoriamente uma página. Qual é o número da página, par ou ímpar?
MOEDAS: Você joga uma moeda, CARA é par, COROA é ímpar.

REGRA 2: ESSA é a única tabela que você precisa


NÍVEL OPÇÃO RESPOSTA
PAR ALTO A SIM
ÍMPAR BAIXO B NÃO

Sistema RPG
REGRA 3: “Alto” quer dizer acima da média
(Criação de Personagem)

Quando você faz um PC ou um NPC importante, lembre-se de que um personagem é


definido por:
Nome:
Estatísticas de alto nível: liste tudo que o personagem é capaz de fazer melhor do que
média das pessoas comuns (atributos, habilidades, vantagens, profissão, poderes,
magias etc.). Faça uma lista de características ou atributos do seu personagem, e decida
quais delas serão ALTAS, ou seja, aquilo no que o seu personagem é muito bom.
Estatísticas de baixo nível: liste qualquer habilidade que o personagem tenha média ou
abaixo da média das pessoas. (atributos, habilidades, vantagens, profissão, poderes,
magias etc.). As características em que seu personagem for BAIXA serão mais difíceis na
hora de passar em testes.
Evite roubar nesse processo! A tentação de fazer um personagem APENAS com atributos
ALTOS será grande!kkkkk
Peculiaridades: adicione tudo o que você quiser lembrar sobre o personagem (história,
personalidade, objetivos, equipamentos especiais, falhas, idade, amigos, etc.)

Você pode criar seu personagem do zero ou converter um personagem criado com
outro RPG. Se você puder lembrar facilmente o nível médio usado nas regras do
RPG original, então nenhuma conversão é mesmo necessária, você pode usar o
personagem original.

REGRA 4: Você sempre enfrenta uma ameaça

Quando um personagem quer ou é forçado a usar suas estatísticas/habilidade/atributo


para fazer um teste de habilidade, ou entra em uma situação de conflito (por exemplo,
um combate), você normalmente avaliaria a situação, calculando modificadores,
consultando tabelas, considerando vários fatores (equipamentos, ambiente, etc.) e
finalmente você pode resolver/decidir a dificuldade do teste.
No final do processo você sempre tem uma chance única de sucesso.
No Bivius Solo RPG você usa o processo inverso, não há diferença entre testes de
habilidades e atributos, ou enfrentar um perigo ou ameaça.
Para calcular o nível de ameaça, você usa o O.A.B (seja moeda, dado, o que quer que
você tenha decidido usar). e consulte a coluna Nível da Tabela ali em cima. Ela lhe dirá
se a ameaça ou dificuldade será ALTA ou BAIXA.
Agora descreva os fatores que podem explicar por que o nível de ameaça é alto ou baixo.
Dessa maneira o procedimento é relativamente rápido, e também o nível da dificuldade
do teste será sempre equilibrado com o nível das habilidades do personagem.

REGRA 5: TESTES
Duas rodadas para níveis iguais, Uma rodada para o nível mais forte

Essa seção explicará como resolver os testes. Na verdade, é uma variação do “Melhor
de 3” (quando os atributos são de níveis iguais), ou “O mais forte ganhar primeiro” (para
atributos de níveis diferentes)

Teste entre iguais (alto vs. Alto, ou baixo vs. baixo):


Nesse caso, o nível do seu atributo é o mesmo nível da ameaça enfrentada. Exemplo:
Seu personagem tem Força “ ALTA”, e você está tentando levantar uma porta e a
dificuldade da tarefa também é “ALTA”.
Seu personagem (o atributo ou habilidade utilizada no teste) corresponde à opção A
O nível de ameaça corresponde à Opção B
Este teste dura 2-3 rodadas
Na primeira rodada:
Tendo em conta o que aconteceu antes:

Descreva na Opção A como seu personagem consegue progredir


Descreva na Opção B como seu personagem acaba em desvantagem
Pergunte ao O.A.B. qual opção ocorre. Defina que um resultado corresponde a OPÇÃO
A, e outro resultado corresponde a OPÇÃO B.

Na segunda rodada:
Tendo em conta o que aconteceu antes:
Descreva na Opção A como seu personagem pode ser capaz de vencer
Descreva na Opção B como seu personagem provavelmente não conseguirá

Pergunte ao O.A.B.. qual opção ocorre


Se uma parte ganhou ambas as rodadas, descreva como ela consegue vencer
Caso contrário, é um empate. Nesse caso, você executa uma terceira rodada para
determinar o vencedor.

Teste entre desiguais: (alto vs baixo, mais forte contra mais fraco):
O mais forte corresponde à opção A
O mais fraco corresponde à opção B

Dura 1-2 rodadas


Na primeira rodada:
Tendo em conta o que aconteceu antes:
Descreva na Opção A como o mais forte é bem sucedido sem muito esforço
Descreva na Opção B como o mais fraco inesperadamente se antecipa e se opõe

Pergunte O.A.B. qual opção ocorre


Se a rodada foi ganha pelo mais forte, continue a aventura
Mas se a rodada foi ganha pelo mais fraco, então você faz uma segunda rodada:
Tendo em conta o que aconteceu antes:
Descreva na Opção A como o mais forte consegue vencer
Descreva na Opção B como o mais fraco vence inesperadamente
Pergunte O.A.B.. qual opção ocorre
REGRA 6: Um “Brownie” salva sua vida; 3 “Brownies” faz você melhor!
(ExperiÊncia)

Depois que cada aventura é completada com sucesso, o PC ganha um ponto de


“Brownie” (não consegui nenhuma boa tradução para isso, então deixei assim mesmo).
Os pontos de brownie acumulados por um personagem podem ser gastos de duas
maneiras:
1 Brownie - Supera automaticamente um teste: quando o personagem deve passar por
um teste seguindo o procedimento da Regra 5; se você gastar 1 brownie, então todos
as rodadas DAQUELE TESTE necessárias são automaticamente ganhas;

3 Brownies - Obter uma nova estatística de baixo nível ou transformar uma estatística
de baixo nível já possuído em uma de Alto Nível

Sistema Solo

REGRA 7: Crie 2 opções bem legais!

Em uma aventura solo quando você cria uma cena, em vez de consultar oráculos, tabelas
e sub-tabelas aleatórias e, em seguida, tentar adaptá-las à cena, aqui no BIVIUS você usa
o procedimento inverso novamente:

Imagine duas opções e descreva-as; à princípio, pode parecer difícil sem referências
externas, mas não é necessariamente tão difícil assim.
Criar a Opção A é suficiente para descrever a primeira situação que parece adequada, o
que você esperaria de acordo com os eventos anteriores, o que você gostaria que
acontecesse; não precisa ser necessariamente um evento favorável ao personagem.
Uma aventura consiste essencialmente em uma série de obstáculos e problemas que o
herói tem que superar. Não se esqueça de adicionar à cena um detalhe ou dois para
torná-lo mais particular e interessante.

Para criar a Opção B, se você já tem uma ideia em mente, use-a como inspiração a
própria Opção A e crie uma cena em desacordo com ela.
Adicione um ou dois detalhes interessantes à opção B.
Quando você criar as opções não tenha pressa, apenas quando você achar que ambas
as opções são igualmente interessantes, você pode jogar seu O.A.B para ver qual das
duas opções ocorre.
Neste ponto, a partir dessa jogada, você tem que decidir como o personagem reagirá
àquela situação.
O tempo necessário para criar as opções descartadas não é desperdiçado porque elas
podem ser usadas com algumas modificações como inspiração para cenas em outras
aventuras.
Você também pode usar o mesmo processo para criar encontros e NPCs e até definir
que tipo de aventura jogará, logo antes começo do jogo ( por exemplo, opção “A”=
Medieval; opção “B”= Horror)

REGRA 8: Respostas para perguntas “SIM ou NÃO” são rápidos de se


obter.

A coluna de RESPOSTA da tabela (na quarta coluna) é para perguntas rápidas sobre
alguns detalhes que você deseja saber. Detalhes do cenário e da cena de maneira geral.
Por exemplo, perguntas do tipo: "Está chovendo?", "Eu tenho dinheiro suficiente para
comprá-lo?", "Há marcas visíveis no chão ? "etc.
As respostas devem ser rápidas, você pode colocar qualquer tipo de nuance, detalhe ou
elaboração quando você descrever uma opção para um teste ou uma cena.
Você também pode usar a coluna de resposta rápida quando quiser fazer perguntas
sobre o contexto de aventura antes ou depois da descrição de uma opção, por exemplo,
antes do teste no final de uma missão você pode aumentar o clímax perguntando "é um
risco mortal?”
Se a resposta for sim, você terá que esperar um final ruim para o personagem, em caso
de falha.
Outras perguntas rápidas sobre o contexto podem estar relacionadas à presença de um
perigo iminente, um encontro especial, a iniciativa de combate etc.
O que perguntar e quando fazer isso é com você.
Lembre-se, não faça muitas perguntas rápidas para não desacelerar o fluxo da história.
E para terminar, eis aqui um resumo das 8 regras do jogo:

1. FAZER alguma coisa PAR OU ÍMPAR, nosso O.A.B.


2. A ÚNICA TABELA QUE VOCÊ PRECISA ESTÁ ALI
3. ALTO ESTÁ ACIMA DA MÉDIA
4. VOCÊ SEMPRE ENFRENTA UMA AMEAÇA
5. DUAS RODADAS PARA IGUAIS, UM PARA O MAIS FORTE
6. UM BROWNIE SALVA SUA VIDA, TRÊS BROWNIES TORNAM VOCÊ MELHOR
7. CRIE DUAS OPÇÕES INCRÍVEIS
8. SIM / NÃO É RÁPIDO

Você também pode gostar