Você está na página 1de 53

FÍSICA COVEST 1ª FASE

06. (Covest-2009) O peso molecular da água é 18 g.


Considerando uma gota de orvalho com volume 0,6
mm3, calcule a ordem de grandeza do número de
moléculas de água nesta pequena gota.

a) 1019
01. (Covest-2005) Em um bairro com 2500 casas, o b) 1020
consumo médio diário de água por casa é de c) 1021
1000 litros. Qual a ordem de grandeza do volume que d) 1022
a caixa d’água do bairro deve ter, em m 3, para e) 1023 Solução na página: 53
abastecer todas as casas por um dia, sem faltar água?
a) 103 d) 106
b) 104 e) 107
c) 105 Solução na página: 53 MOVIMENTO UNIFORME
02. (Covest-2001) O fluxo total de sangue na grande
circulação, também chamado de débito cardíaco, faz
com que o coração de um homem adulto seja
responsável pelo bombeamento, em média, de 07. (Covest-1999) Um atleta caminha com uma
20 litros por minuto. Qual a ordem de grandeza do velocidade de 150 passos por minuto. Se ele
volume de sangue, em litros, bombeado pelo coração percorrer 7,20 km em uma hora, com passos de
em um dia? mesmo tamanho, qual o comprimento de cada passo?
a) 102 d) 105 a) 40,0 cm
b) 103 e) 106 b) 60,0 cm
c) 104 Solução na página: 53 c) 80,0 cm
d) 100 cm
03. (Covest-2004) Durante o último mês de agosto, o
e) 120 cm Solução na página: 53
planeta Marte esteve muito próximo à Terra, a uma
distância de cerca de 55 milhões de quilômetros.
Qual a ordem de grandezas do tempo necessário para a 08. (Covest-2000) Um projetor de filmes gira com uma
luz percorrer esta distância? velocidade de 20 quadros por segundo. Cada quadro
a) 10–1s d) 102s mede 1,0cm de comprimento. Despreze a separação
entre os quadros.
b) 100s e) 103s
c) 101s Solução na página: 53 Qual o tempo de projeção, em minutos, de um filme
cuja fita tem um comprimento total de 18 m?
04. (Covest-2003) Astrônomos de um observatório anglo- a) 1,5
australiano anunciaram, recentemente, a descoberta do b) 3,0
centésimo planeta extra-solar. A estrela-mãe do c) 4,5
planeta está situada a 293 anos-luz da Terra. Qual é a d) 6,0
ordem de grandeza dessa distância? e) 7,5 Solução na página: 54
a) 109 km d) 1015 km
b) 1011 km e) 1017 km 09. (Covest-2000) Decorrem 5,0s entre o instante em que
c) 1013 km Solução na página: 53 um observador vê um relâmpago e o instante em que
ouve o trovão.
05. (Covest-1996) Em um hotel com 200 apartamentos o Aproximadamente, a quantos metros do observador
consumo médio de água por apartamento é de 100 caiu o raio?
litros por dia. Qual a ordem de grandeza do volume a) 5,0 x 102
que deve ter o reservatório do hotel, em metros
b) 9,0 x 102
cúbicos, para abastecer todos os apartamentos durante
um dia? c) 1,3 x 103
d) 1,7 x 103
a) 101
e) 2,1 x 103 Solução na página: 54
b) 102
c) 103
d) 104
e) 105 Solução na página: 53

20 anos de Questões Resolvidas 1 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

10. (Covest-1990) A figura abaixo mostra três cidades A, 13. (Covest-1993) Dois atletas partem simultaneamente
B e C. A viagem de trem de A até C, passando pelos do mesmo ponto e seguem direções ortogonais entre si
ramais ferroviários AB e BC, dura 1 hora. Qual seria, com velocidades constantes e iguais a 3 m/s e 4m/s,
aproximadamente, a economia de tempo na viagem de respectivamente. Se o tempo necessário para atingir
A para C, se o ramal direto AC fosse inaugurado? estas velocidades for desprezado, o tempo decorrido
após a partida até que a separação entre elas seja 10m
é, em segundos:
a) 2 d) 5
b) 3 e) 6
c) 4 Solução na página: 54
14. (Covest-2003) A imprensa pernambucana, em
reportagem sobre os riscos que correm os adeptos da
"direção perigosa", observou que uma pessoa leva
cerca de 4,0 s para completar uma ligação de um
telefone celular ou colocar um CD no aparelho de som
de seu carro. Qual a distância percorrida por um carro
a) 10 minutos que se desloca a 72 km/h, durante este intervalo de
b) 17 minutos tempo no qual o motorista não deu a devida atenção ao
c) 23 minutos trânsito?
d) 30 minutos a) 40 m
e) 35 minutos Solução na página: 54 b) 60 m
c) 80 m
11. (Covest-1990) A figura abaixo representa o d) 85 m
deslocamento no tempo de um corpo que se move ao
e) 97 m Solução na página: 54
longo de uma reta. Pode-se afirmar que a velocidade
média do corpo no intervalo 0-20s é, em cm/s: 15. (Covest-2003) No jogo do Brasil contra a China, na
copa de 2002, Roberto Carlos fez um gol que foi
fotografado por uma câmara que tira
60 imagens/segundo. No instante do chute, a bola
estava localizada a 14 metros da linha do gol, e a
câmara registrou 24 imagens, desde o instante do
chute até a bola atingir o gol. Calcule a velocidade
média da bola.
a) 10 m/s d) 29 m/s
b) 13 m/s e) 35 m/s
c) 18 m/s Solução na página: 54

a) 10 d) 8 MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO


b) 5 e) 20
c) 0 Solução na página: 54
16. (Covest-1991) Um automóvel é acelerado à razão de
12. (Covest-1991) Um motorista sai do Recife às 1,0 m/s2 durante um período de 10 segundos. Se o
9 horas da manhã e pretende viajar até João Pessoa a automóvel percorreu 190 metros durante estes
uma velocidade média de 60 km/h. Se a distância 10 segundos, a sua velocidade quando começou a ser
aproximada entre Recife e João Pessoa é de 120 km, a acelerado era, em metros por segundos, igual a:
que velocidade média, em km/h, um segundo a) 12 d) 14
motorista que saia do Recife meia hora mais tarde
b) 19 e) 20
deve viajar para chegar a João Pessoa ao mesmo
tempo que o primeiro? c) 10 Solução na página: 55
a) 120 d) 80
b) 100 e) 70 17. (Covest-1999) A posição de uma partícula que se
move ao longo de uma reta, é descrita pela função
c) 90 Solução na página: 54
horária x = 10 + 10t – 2,0t2, onde x está em metros e t
em segundos. O módulo do vetor velocidade média da
partícula, entre t = 2,0 s e t = 3,0 s, é:
a) 18 m/s d) 22 m/s
b) 0,0 m/s e) 11 m/s

20 anos de Questões Resolvidas 2 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

c) 10 m/s Solução na página: 55 21. (Covest-2003) Gráfico abaixo mostra a posição, em


função do tempo, de três carros que se movem no
18. (Covest-1996) Um caminhão com velocidade de mesmo sentido e na mesma estrada retilínea. O
36 km/h é freado e para em 10s. Qual o módulo da intervalo de tempo que o carro Z leva entre ultrapassar
aceleração média do caminhão durante a freada? o carro X e depois ultrapassar o carro Y é de:
x(m)
a) 0,5 m/s2 1200
b) 1,0 m/s2 1000
800
c) 1,5 m/s2 600
d) 3,6 m/s2 400
200
e) 7,2 m/s2 Solução na página: 55
0
0 5 10 15 20 25 30 35 t(s)
19. (Covest-2000) Um carro está viajando numa estrada X Y Z
retilínea com a velocidade de 72km/h. Vendo adiante
um congestionamento no trânsito, o motorista aplica
os freios durante 2,5s e reduz a velocidade para
54km/h.
Supondo que a aceleração é constante durante o a) 10 s d) 25 s
período de aplicação dos freios, calcule o seu módulo, b) 15 s e) 30 s
em m/s2. c) 20 s Solução na página: 55
a) 1,0
b) 1,5 22. (Covest-2000) O gráfico abaixo representa a posição
c) 2,0 de uma partícula em função do tempo. Qual a
d) 2,5 velocidade média da partícula, em m/s, entre os
instantes t=2,0 min e t =6,0 min?
e) 3,0 Solução na página: 55

ANÁLISE GRÁFICA
DOS MOVIMENTOS

20. (Covest-1996) Um terremoto normalmente dá origem


a dois tipos de ondas, s e p, que se propagam pelo solo
com velocidades distintas. No gráfico abaixo está
representada a variação no tempo da distância
percorrida por cada uma das ondas a partir do
epicentro do terremoto. Com quantos minutos de
diferença essas ondas atingirão uma cidade situada a a) 1,5 b) 2,5 c) 3,5 d) 4,5 e) 5,5
1500 Km de distância do ponto 0? Solução na página: 55

23. (Covest-2001) O gráfico abaixo mostra as posições,


em função do tempo, de dois ônibus que partiram
simultaneamente. O ônibus A partiu do Recife para
Caruaru e o ônibus B partiu de Caruaru para o Recife.
As distâncias são medidas a partir do Recife. A que
distância do Recife, em km, ocorre o encontro entre os
dois ônibus?

a) 5 b) 4 c) 3 d) 2 e) 1

Solução na página: 55

a) 30 b) 40 c) 50 d) 60 e) 70
Solução na página: 56

20 anos de Questões Resolvidas 3 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

24. (Covest-1997) No instante t = 0, dois automóveis, 27. (Covest-1995) O movimento de um elevador está
A e B, partem do repouso seguindo no mesmo sentido representado pelo gráfico da sua velocidade em função
ao longo de uma estrada retilínea. O diagrama abaixo do tempo, mostrado a seguir, onde a velocidade é
representa a variação com o tempo de posição de cada positiva quando o elevador sobe. Supondo que o
um desses automóveis. Sabendo-se que o automóvel B elevador está inicialmente parado no 4º andar e que
manteve uma aceleração constante durante o cada andar tem 3 metros de altura, podemos afirmar
movimento, determine a razão VA / VB entre as que:
velocidades dos dois veículos no instante t = 5 s.

a) O prédio tem pelo menos 10 andares.


a) 3 b) 2 c) 1
d) 1/2 e) 1/3 b) O elevador passa pelo primeiro andar após
Solução na página: 56 50 segundos.
25. (Covest-2005) O gráfico abaixo mostra a velocidade c) O elevador não esteve abaixo do 4º andar.
de um objeto em função do tempo, em movimento ao d) O elevador volta à posição inicial decorridos
longo do eixo x. Sabendo-se que, no instante t = 0, a 55 segundos.
posição do objeto é x = – 10 m, determine a equação e) No trecho em que a velocidade é positiva a
x(t) para a posição do objeto em função do tempo. aceleração é sempre positiva
30 Solução na página: 56
v (m/s)
20
28. (Covest-1999) O gráfico abaixo representa o
10
movimento retilíneo de um objeto que parte do
repouso em t = 0. Ele é acelerado durante 20 s até
-10 atingir a velocidade de 5,0 m/s e a seguir sofre uma
-20 desaceleração que atua durante 10 s, fazendo-o parar.
Qual o espaço total percorrido pelo objeto?
-30
0 10 20 30 40 50
t (s)

a) x(t) = –10 + 20t – 0,5t2


b) x(t) = –10 + 20t + 0,5t2
c) x(t) = –10 + 20t – 5t2
d) x(t) = –10 – 20t + 5t2
e) x(t) = –10 – 20t – 0,5t2
Solução na página: 56
26. (Covest-1990) Um automóvel, que está parado num
sinal luminoso, parte em aceleração constante e atinge a) 25 m
velocidade de 60km/h em 30 seg. Ele mantém esta
b) 55 m
velocidade durante 120 Seg e freia num intervalo de
15 Seg. parando em outro sinal, como ilustrado na c) 75 m
figura. Qual é a distância entre os dois sinais d) 85 m
luminosos, em metros? e) 95 m Solução na página: 57

a) 2000 d) 2375
b) 2150 e) 2750
c) 2250 Solução na página: 56

20 anos de Questões Resolvidas 4 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

29. (Covest-2001) O gráfico abaixo representa a 31. (Covest-2004) A velocidade de um automóvel em


velocidade de um ciclista, em função do tempo, em movimento retilíneo está representada, em função do
um determinado percurso retilíneo. Qual a velocidade tempo, pelo gráfico abaixo. Qual a velocidade média
média do ciclista, em km/h, no percurso considerado? do automóvel entre os instantes t = 0, 0 h e t = 3,0 h?

a) 45 km/h d) 60 km/h
b) 50 km/h e) 65 km/h
c) 55 km/h Solução na página: 57

32. (Covest-2006) Os velejadores costumam consultar a


a) 10 tábua de marés antes de sair ao mar, pois o acesso a
b) 15 várias marinas depende do nível da maré. O gráfico
c) 20 abaixo mostra aproximadamente o comportamento da
d) 25 altura (nível) H da maré, em metros, em função do
tempo t, em horas, em um dado intervalo de tempo.
e) 30 Solução na página: 57 No intervalo de tempo entre 6,0 h e 12,0 h, calcule o
módulo da velocidade média, em m/h, com que a maré
30. (Covest-2002) O gráfico abaixo representa, está baixando.
aproximadamente, a velocidade de um atleta, em
função do tempo, em um trecho de um percurso
retilíneo. No instante em que ocorreu a mudança no
sentido do movimento, a quantos metros da sua
posição inicial (em t = 0 s) se encontrava o atleta?
v (m/s)
6,0
4,0
2,0
0,0
0 2 4 6 8 10 12 14 t (s) a) 0,75
-2,0 b) 0,60
-4,0 c) 0,55
d) 0,30
-6,0
e) 0,25 Solução na página: 57
a) 12 d) 36
33. (Covest-2007) Em t = 0, um objeto parte do repouso a
b) 24 e) 42 partir da posição x = 1,0 m, executando um movimento
c) 30 Solução na página: 57 retilíneo, com aceleração em função do tempo
mostrada no gráfico abaixo. Dos gráficos apresentados
em seguida, indique qual representa corretamente a
dependência da velocidade com o tempo.

20 anos de Questões Resolvidas 5 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

a) d)

b) e)

c)

Solução na página: 57

34. (Covest-2008) A figura abaixo representa a velocidade


de uma partícula em movimento retilíneo, em função do
tempo. Determine qual gráfico a seguir pode representar
corretamente a correspondente posição da partícula em
função do tempo.
Solução na página: 58

35. (Covest-2009) Uma partícula executa um movimento


uniformemente variado ao longo de uma linha reta. A partir
da representação gráfica da posição x da partícula, em
função do tempo, mostrada abaixo, identifique o gráfico
que descreveria corretamente a velocidade v da partícula,
em função do tempo.

Solução na página: 58

20 anos de Questões Resolvidas 6 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

40. (Covest-1991) Qual dos seguintes gráficos melhor


LANÇAMENTO VERTICAL representa a variação da altura de um objeto, em queda
livre, largado de uma altura h com velocidade inicial
zero?
d)
36. (Covest-1999) Uma pedra é lançada verticalmente a)
para cima a partir do solo e, depois de transcorridos
10 segundos, retorna ao ponto de partida.
A velocidade inicial de lançamento da pedra vale:

a) 20 m/s b) 40 m/s c) 50 m/s d) 80 m/s e) 90


m/s b) e)
Solução na página: 58

37. (Covest-1993) Numa experiência grosseira para


determinar o módulo da aceleração da gravidade, uma
bola é arremessada verticalmente para cima e sua
altura de elevação é medida. Se ela subir 4,5 m o
tempo entre a partida e o retorno for 2,0 s, qual o
valor de g (em m/s2) que pode ser determinado nesta c)
experiência?
a) 8,9 b) 9,0 c) 9,2 d) 9,4 e) 9,8
Solução na página: 58

38. (Covest-1997) Um atleta salta por cima do obstáculo


indicado na figura e seu centro de gravidade atinge a
altura de 2,2 m. Atrás do obstáculo existe um colchão
Solução na página: 58
de ar, com 40cm de altura, para atenuar a queda do
atleta, que cai deitado. Qual a velocidade, em m/s com
41. (Covest-2005) Uma esfera de aço de 300 g e uma
que o atleta atingirá a superfície do colchão?
esfera de plástico de 60 g de mesmo diâmetro são
(Despreze a resistência do ar).
abandonadas, simultaneamente, do alto de uma torre
de 60 m de altura. Qual a razão entre os tempos que
levarão as esferas até atingirem o solo? (Despreze a
resistência do ar).
a) 5,0
b) 3,0
c) 1,0
d) 0,5
e) 0,2 Solução na página: 59
a) 1,0
b) 3,0 42. (Covest-2005) Um ginasta de cama elástica precisa
c) 6,0 planejar cada movimento que será realizado enquanto
d) 8,5 estiver em vôo. Para isso, ele gostaria de calcular de
quanto tempo irá dispor para realizar cada movimento.
e) 9,0 Solução na página: 58
Desprezando a resistência do ar e sabendo que a altura
máxima atingida pelo atleta é 5 m, calcule o tempo
39. (Covest-2003) Uma pulga pode dar saltos verticais de total de vôo do atleta, em segundos.
até 130 vezes sua própria altura. Para isto, ela imprime
a seu corpo um impulso que resulta numa aceleração a) 1
ascendente. Qual é a velocidade inicial necessária para b) 2
a pulga alcançar uma altura de 0,2 m? c) 3
a) 2 m/s d) 8 m/s d) 4
b) 5 m/s e) 9 m/s e) 5 Solução na página: 59
c) 7 m/s Solução na página: 58

20 anos de Questões Resolvidas 7 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

LANÇAMENTO OBLÍQUO

43. (Covest-1991) Um garoto está sentado na poltrona de


um trem que se move em linha reta. Num certo
instante, ele joga uma bola verticalmente para cima.
Pode-se afirmar que a bola:
a) cairá nas mãos do garoto apenas se o trem
mantiver a velocidade constante enquanto ela
estiver no ar;
b) cairá nas mãos do garoto apenas se o trem reduzir
sua velocidade enquanto ela estiver no ar.
c) sempre cairá atrás do garoto; a) 1 x 104
d) sempre retornará às mãos do garoto; b) 2 x 104
e) sempre cairá à frente do garoto. c) 3 x 104
Solução na página: 59 d) 4 x 104
e) 5 x 104 Solução na página: 60
44. (Covest-1995) Uma pedra é lançada do topo de um

edifício, com velocidade inicial V 0 formando um
ângulo de 45º com a horizontal, conforme a figura MCU
abaixo. Despreze a resistência do ar e indique a
afirmativa errada.
46. (Covest-1994) Considerando a rotação da Terra em
torno de seu eixo, qual das seguintes cidades
brasileiras tem maior velocidade tangencial com
relação ao centro da Terra?
a) Recife.
b) Rio de Janeiro.
c) Porto Alegre.
d) Nenhuma das cidades acima se move em relação
ao centro da Terra.
e) Todas as cidades acima têm a mesma velocidade.
a) A velocidade da pedra ao passar pelo ponto D é
Solução na página: 60
v 20  2gh .
b) O tempo gasto pela pedra no percurso BC é menor
que o tempo gasto no percurso CD. 47. (Covest-1997) Qual a ordem de grandeza da
velocidade angular, em rotações / min, do movimento
c) O tempo gasto pela pedra no percurso BCD é 2
de rotação da Terra em torno do seu eixo?
vezes maior que o tempo gasto no percurso BC.
d) No ponto C os módulos dos componentes: vertical
e horizontal da velocidade são iguais. a) 10+1
e) Se o tempo gasto pela pedra no percurso ABC é b) 10-1
2 segundos, h é 5 metros. c) 10-3
d) 10-5
e) 10-7 Solução na página: 60
45. (Covest-1998) Os gráficos abaixo representam os
sucessivos valores (expressos em metros) das 48. (Covest-1998) O ponteiro dos segundos de um relógio
distâncias horizontal x( t ) e vertical y( t ) percorridas tem 1cm de comprimento. Qual a velocidade média da
por uma bala disparada por um canhão. Se no instante ponta deste ponteiro?
t = 5s a distância, em metros, da bala para o canhão
a) 2 πm/s
vale R, qual o valor numérico de seu quadrado, R2?
b) π cm/s
c) 3 π cm/s
d) π /2 cm/min
e) 2 π cm/min Solução na página: 60

20 anos de Questões Resolvidas 8 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

49. (Covest-2001) A polia A' de raio r'A = 12 cm é


concêntrica à polia A, de raio rA = 30 cm, e está
rigidamente presa a ela. A polia A é acoplada a uma COMPOSIÇÃO DE MOVIMENTOS
terceira polia B de raio rB = 20 cm pela correia C,
conforme indicado na figura. Qual deve ser o raio da
polia B', concêntrica a B e rigidamente presa a ela, de 52. (Covest-1992) A escada rolante de um galeria
modo que A' e B' possam ser conectadas por uma comercial liga os pontos A e B em pavimentos
outra correia C', sem que ocorra deslizamento das consecutivos a uma velocidade ascendente constante
correias? de 0,5m/s, conforme mostrado na figura. Se uma
pessoa consegue descer contra o sentido de
movimento da escada e leva 10 segundos para ir de B
até A, pode-se afirmar que sua velocidade, em relação
à escada, foi em m/s igual a:

a) 12 cm
b) 10 cm
c) 8,0 cm
d) 6,0 cm a) 0,0 d) 1,5
e) 4,0 cm Solução na página: 60 b) 0,5 e) 2,0
c) 1,0 Solução na página: 61
50. (Covest-2002) Qual a ordem de grandeza, em km/h,
da velocidade orbital da Terra em torno do Sol?
A distância média da Terra ao Sol é 1,5 x 108 km.
DINÂMICA
a) 106
b) 105
c) 104
d) 103 53. (Covest-1998) Um objeto de 2,0kg descreve uma
e) 102 Solução na página: 60 trajetória retilínea que obedece à equação horária
s = 7,0 t2 + 3,0 t + 5,0, onde s é medido em metros e
t em segundos. O módulo da força resultante que está
51. (Covest-2004) O relógio da Estação Ferroviária
atuando sobre o objeto é, em N:
Central do Brasil, no Rio de Janeiro, tem ponteiros de
minutos e de horas que medem, respectivamente, a) 10 d) 28
7,5 m e 5,0 m de comprimento. Qual a razão vA/vB, b) 17 e) 35
entre as velocidades lineares dos pontos extremos dos c) 19 Solução na página: 61
ponteiros de minutos e de horas?
54. (Covest-2000) Um jogador chuta a bola em um jogo
de futebol. Desprezando-se a resistência do ar, a figura
que melhor representa a(s) força(s) que atua(m) sobre
a bola em sua trajetória é:

a) 10
b) 12
c) 18
d) 24
e) 30 Solução na página: 60

20 anos de Questões Resolvidas 9 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

55. (Covest-2000) Uma mola é comprimida entre um 58. (Covest-1997) Dois blocos A e B de massas
bloco de massa M = 1,0 kg e outro de massa respectivamente iguais a 5kg e 10kg estão
desconhecida. Mx, conforme a figura. Os blocos estão inicialmente em repouso, encostados um no outro,
apoiados numa superfície cujo atrito é desprezível. sobre uma mesa horizontal sem atrito. Aplicamos um
Após o sistema ser liberado, verifica-se que a força horizontal F = 90N, como mostra a figura.
aceleração de M é + 2,0 m/s2 e a do corpo de massa Os valores, em N, das forças resultantes que atuam
desconhecida é – 1,0 m/s2. Desprezando a massa da sobre os blocos A e B são, respectivamente:
mola, calcule o valor de MX em kg.

a) 40 e 50
b) 45 e 45
a) 0,2 b) 0,5 c) 1,0 d) 2,0 e) 2,5 c) 90 e 90
Solução na página: 61 d) 20 e 70
56. (Covest-1992) O gráfico abaixo representa, e) 30 e 60 Solução na página: 62
esquematicamente, a variação da velocidade vertical de
um paraquedista que, no instante t = 0, salta de um 59. (Covest-2004) A figura abaixo mostra três blocos de
avião, com velocidade inicial V1 > 0. A respeito deste massas mA = 1,0 kg, mB = 2,0 kg e mC = 3,0 kg. Os
movimento, indique qual das afirmativas abaixo é blocos se movem em conjunto, sob a ação de uma

falsa. força F constante e horizontal, de módulo 4,2 N.
Desprezando o atrito, qual o módulo da força
resultante sobre o bloco B?

a) No intervalo o < t < t1, o paraquedista cai com a) 1,0 N


aceleração constante. b) 1,4 N
b) No intervalo t1 < t < t2, o paraquedista sofre uma c) 1,8 N
desaceleração variável. d) 2,2 N
c) No intervalo t2 < t < t3, o paraquedista cai com e) 2,6 N Solução na página: 62
aceleração nula.
d) O paraquedas deve ter permanecido aberto apenas 60. (Covest-2002) Um pequeno bloco de 0,50 kg desliza
entre os instantes t1 e t2. sobre um plano horizontal sem atrito, sendo puxado
e) O paraquedas foi aberto no instantes t = t2. por uma força constante F = 10,0 N aplicada a um fio
Solução na página: 61 inextensível que passa por uma roldana, conforme a
figura abaixo. Qual a aceleração do bloco, em m/s 2, na
57. (Covest-1994) No esquema da figura abaixo os três
direção paralela ao plano, no instante em que ele perde
corpos de massas idênticas M estão ligados por fios de
o contato com o plano? Despreze as massas do fio e da
massas desprezíveis e não existe atrito entre nenhuma
roldana, bem como o atrito no eixo da roldana.
das superfícies. Se o fio que une os corpos 2 e 3 se
rompe, qual a relação entre as acelerações do corpo 1
antes e após o rompimento do fio?

a) 12,4
1 2 4 5 b) 14,5
a) b) c) d) e) 3
3 3 3 3 c) 15,2
Solução na página: 61 d) 17,3
e) 18,1 Solução na página: 62

20 anos de Questões Resolvidas 10 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

61. (Covest-2004) Dois objetos de massas M e m são 63. (Covest-1990) Um homem sobe numa balança no
ligados por um fio fino e inextensível, que passa interior de um elevador. Com o elevador parado a
através de uma roldana também ideal. Quando o indicação da balança é 60kg. Se o elevador estiver
objeto de massa M repousa sobre uma balança de subindo com aceleração 2m/s2, qual será a indicação
mola, como mostra a figura, esta registra uma leitura da balança? (Considere g = 10m/s2)
igual a 0,4 kgf. Se M = 0,5 kg, qual o valor da massa
m?
a) 0,1 kg
b) 0,2 kg
c) 0,3 kg
d) 0,4 kg
e) 0,5 kg

a) 48 kg b) 60 kg c) 72 kg d) 84 kg e) 96 kg
Solução na página: 62
64. (Covest-2006) A figura abaixo mostra um bloco de
peso P = 10 N suspenso por duas molas de massas
desprezíveis e constantes elásticas k1 = 500 N/m e k2
= 200 N/m. Logo, podemos afirmar que as elongações
das molas 1 e 2 são, respectivamente:

Solução na página: 62

62. (Covest-1994) Um partícula inicialmente em repouso


é submetida à ação do força mostrada no gráfico
abaixo. Indique qual dos gráficos melhor representa a
variação da posição da partícula em função do tempo.

a) x1 = 2,0 cm e x2 = 5,0 cm
b) x1 = 1,0 cm e x2 = 2,5 cm
c) x1 = 5,0 cm e x2 = 2,0 cm
d) x1 = 2,5 cm e x2 = 1,0 cm
e) x1 = 2,0 cm e x2 = 1,0 cm
Solução na página63:
a) c)
65. (Covest-2006) Devido a um vento lateral, a força
de resistência do ar que atua sobre um pequeno foguete, em
um dado instante t0 durante a subida, é Far = 10 N (ver
figura). Nesse instante, a massa do foguete é m = 6,0 kg. A
força de empuxo do motor atua na vertical e tem módulo
igual a FM = 137 N. Calcule a componente da aceleração do
foguete, em m/s2, na direção vertical.
b) d)
a) 4,0
b) 8,0
c) 12
d) 16
e) 20

e) n.d.r
Solução na página: 62 Solução na página 63:

20 anos de Questões Resolvidas 11 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

FORÇA DE ATRITO a) d)

66. (Covest-2005) Um homem, ao empurrar um caixote


ao longo de uma rampa inclinada, aplica uma força F,
paralela à superfície da rampa. O caixote se desloca
para cima, com velocidade constante v. Qual dos
diagramas abaixo representa as forças que atuam sobre
o caixote? Considere f a força de atrito, N a força b) e)
normal e P o peso do caixote.

c)
a) d)
N N N N
f F A) f B) F
A) B)

F f F f
P P P P

N N N N
f F f F
C) D) C) D)

F F

f f
P P P P

N N
F F
E) E)

f f

P P

Solução na página 63:


b) e)
N N N N

68. (Covest-1992) Um bloco de massa m 1 = 1,0 kg


f F f F
A) B) A) B)

P
F
P
f
P
F

P
f
repousa sobre um segundo bloco de massa
C)
f
N
D)
F
N
C)
f
N
D)
F
N m2 = 2,0 kg. Se uma força horizontal F é aplicada
F

f
F sobre o segundo bloco de tal forma a imprimir uma
aceleração a = 1,0 m/s 2 ao conjunto, qual deve ser, em
f
P P P P

Newtons, a força de atrito atuando entre os blocos


N
F N
E) F
E)

P
f
f
para que um não escorregue sobre o outro?
P

c)
N N
A) f B) F

F f
P P

N N
f F
C) D)

f
P P

N
F
E)

a) 0,5 b) 1,0 c) 1,5 d) 2,0 e) 2,5


P

Solução na página63: Solução na página 63:


69. (Covest 2001) Um caminhão transporta um
67. (Covest-1998) Um bloco A de massa igual a 1kg é caixote em uma estrada reta e horizontal com uma
mantido em repouso, em contato com o teto de um velocidade v, da esquerda para a direita. O
apartamento, sob o efeito de uma força F = 20N como motorista aplica os freios imprimindo uma
 desaceleração constante. Durante a fase de
ilustrado na figura a seguir. Sabendo-se que N é a
 desaceleração, o caixote não desliza sobre a
força de reação normal à superfície do teto, P é o carroceria do caminhão. Sabendo-se que as forças

peso do bloco, e f é a força de atrito, qual o diagrama que atuam sobre o caixote são: o peso do caixote P,
das forças que atuam sobre o bloco A? a reação normal da superfície N e a força de atrito
f, qual dos diagramas abaixo representa as forças
que agem sobre o caixote durante a desaceleração?

a) d)

20 anos de Questões Resolvidas 12 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

b) e) a) Plutão, g = 0,3m/s2
b) Marte, g = 3,7m/s2
c) Urano, g = 7,8m/s2
d) Vênus, g = 8,6m/s2
e) Saturno, g = 9,0m/s2
Solução na página 64:
c)
72. (Covest 2007) Um bloco desliza, com atrito, sobre um
hemisfério e para baixo. Qual das opções abaixo
melhor representa todas as forças que atuam sobre o
bloco?
Solução na página 64:
a)
70. (Covest 2003) Um bloco está em equilíbrio sobre um
plano inclinado, sob a ação das forças peso, normal e
de atrito. Qual das configurações abaixo representa
corretamente todas as forças exercidas sobre o bloco?


b)

a)

b)
 c)

c)

d)
 d)

e)


Solução na página 64:
71. (Covest 1995) Um físico, atendendo à sua esposa, tenta
mudar a localização da sua geladeira empurrando-a
horizontalmente sobre o chão, mas não consegue
move-la. Pensando sobre o assunto, ele imagina como e)
sua vida seria mais fácil num planeta de gravidade
menor que a da Terra. Considerando que a força que o
físico faz sobre a geladeira vale 1200N, a massa da
geladeira é 300kg, e o coeficiente de atrito estático
entre a geladeira e o chão é 1/2, indique entre os
planetas abaixo aquele com maior aceleração da
gravidade, g, no qual ele ainda conseguiria mover a
geladeira

Solução na página 64:

20 anos de Questões Resolvidas 13 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

d) A energia cinética de um corpo sempre aumenta,


RESULTANTE CENTRÍPETA quando sua energia potencial aumenta.
e) Se um corpo se desloca sob a ação de uma única
força externa constante, sua energia cinética não
73. (Covest 1997) Num certo trecho de uma montanha varia.
russa os pontos A e B têm o mesmo raio de curvatura. Solução na página 65:
Podemos afirmar que os ocupantes de um carrinho, ao
passarem por estes pontos, têm a sensação de: 77. (Covest 1996) Um bloco de massa M desliza uma
distância L ao longo de uma prancha inclinada por um
ângulo  em relação à horizontal. Se a aceleração da
gravidade vale g, podemos afirmar que durante a
descida do bloco o trabalho realizado por sua força
peso vale:

a) diminuição de peso em A e aumento de peso em B.


b) aumento de peso em A e diminuição de peso em B.
c) diminuição de peso em A e em B.
d) aumento do peso em A e em B.
e) nada se pode afirmar, pois não se conhece as
velocidades do carrinho em A e em B. a) MgL d) M g L cos 
Solução na página 64: b) MgLtg  e) M g L sec 
74. (Covest-1995) Se você levar em conta a rotação da c) M g L sen 
Terra, em que pontos da superfície do planeta a força Solução na página 65:
normal entre uma pessoa e a superfície horizontal tem
módulo igual ao peso da pessoa? 78. (Covest 2000) Um bloco de massa m = 1,0g é
a) Nos pólos. arremessado horizontalmente ao longo de uma mesa,
escorrega sobre a mesma e cai livremente, como
b) Nos pontos sobre o equador.
indica a figura. A mesa tem comprimento d = 2,0m e
c) Em todos os pontos. altura h = 1,0m. Qual o trabalho realizado pelo peso
d) Nos pontos a 45° de latitude norte e sul. do bloco, desde o instante em que foi arremessado até
e) Em nenhum ponto. o instante em que toca o chão?
Solução na página 64:

75. (Covest-1995) Uma caixa é colocada sobre o piso de


um carrossel a uma distância do seu eixo. Se o
carrossel gira com velocidade angular constante e a
caixa não escorrega, indique qual a força responsável
pelo movimento circular da caixa (força centrípeta). a) 1,0 x 10-2 J d) 4,0 x 10-2 J
b) 1,5 x 10-2 J e) 5,0 x 10-2 J
a) O peso. c) 2,5 x 10-2 J Solução na página 65:
b) A normal.
c) A resultante da normal com o peso. 79. (Covest 1992) Um certo corpo é arrastado ao longo de
d) A força de atrito cinético. uma estrada plana retilínea por uma força horizontal F.
Se a variação de F com a posição x do corpo é a
e) A força de atrito estático. indicada no gráfico, o trabalho total executado pela
Solução na página 65: força F para levar o corpo da posição x = 3m para
x = 7m será, em Joules, igual a:

TRABALHO/POTÊNCIA

76. (Covest 1992) Considerando as noções de trabalho e


energia mecânica, assinale a afirmativa correta.
a) É possível realizar trabalho sem aplicar força.
b) É possível aplicar força sem realizar trabalho.
c) Um corpo em equilíbrio instável terá sua energia a) +4,0 d) –1,0
potencial aumentada, quando submetido a um b) +3,0 e) –2,0
pequeno deslocamento. c) 0,0 Solução na página 65:

20 anos de Questões Resolvidas 14 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

80. (Covest 2003) Um elevador é puxado para cima por


cabos de aço com velocidade constante de 0,5 m/s.
A potência mecânica transmitida pelos cabos é de
23 kW. Qual a força exercida pelos cabos?
a) 5,7 x 104 N
b) 4,6 x 104 N
c) 3,2 x 104 N
d) 1,5 x 104 N
e) 1,2 x 104 N
Solução na página 66: A) − mgR/3
B) 0
81. (Covest-2006) Um rapaz puxa, por 3,0 m, um caixote, C) mgR/3
aplicando uma força, F = 50 N, com direção oblíqua D) 2mgR/3
em relação à horizontal (ver figura). O caixote se E) mgR
desloca com velocidade constante e em linha reta. Solução na página 66:
Calcule o trabalho realizado pela força de atrito sobre o
caixote, ao longo do deslocamento, em joules.

ENERGIA

84. (Covest 1993) Uma bola de 0,5 kg é presa na


extremidade de um bastão com 45,0 cm de
comprimento e massa desprezível que pode oscilar
livremente quando suspenso no ponto A da figura.
Considerando que o sistema seja liberado do repouso,
qual a velocidade da bola, em m/s, ao passar na parte
inferior da trajetória (ponto B)?

a) - 25
b) - 30
c) - 50
d) - 75
e) - 90
Solução na página 66:

82. (Covest-2007) Um automóvel se desloca em uma


estrada plana ereta com velocidade constante v = 80 a) 1,0
km/h. A potência do motor do automóvel é P = 25 b) 1,5
kW. Supondo que todas as forças que atuam no c) 2,0
automóvel são constantes, calcule o módulo da força d) 2,5
de atrito total, em Newtons.
e) 3,0 Solução na página 66:

a) 1125 85. (Covest 1990) Na montanha russa da figura, o


b) 2250 carrinho parte do ponto 1 com velocidade inicial nula.
c) 3120 Despreze quaisquer forças de atrito. Em qual ponto a
d) 3200 velocidade do carrinho vai se anular, pela primeira
e) 4500 vez, depois da partida?
Solução na página 66:

83. (Covest-2009) Um pequeno bloco de massa m é


largado, a partir do repouso, do ponto A, como
mostrado na figura. O bloco desliza, com atrito, dentro
de uma calota esférica de raio R até o ponto B, onde
atinge o repouso. Considerando g, a aceleração da a) 2 d) 5
gravidade, calcule o trabalho realizado pela força peso
do bloco, ao longo do percurso AB. b) 3 e) 6
c) 4 Solução na página 66:

20 anos de Questões Resolvidas 15 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

86. (Covest 1991) Um carrinho de montanha-russa é solto


a partir do ponto P, ao longo dos trilhos curvos a) d)
indicados na figura, e passa pelos pontos A, B e C
situados a uma mesma altura. Se o atrito do carrinho
com os trilhos não é desprezível, pode-se afirmar que
as velocidades VA, VB e VC do carrinho nesses pontos
obedecem à relação:

b) e)

c)
a) VA > VB > VC;
b) VA > VB = VC;
c) VA = VB = VC;
d) VA = VB > VC;
e) VA < VB < VC.
Solução na página 66:
89. (Covest 1996) Um objeto de massa M = 0,5 kg,
87. (Covest 1994) Considere o sistema massa-mola da apoiado sobre uma superfície horizontal sem atrito,
figura, onde m = 0,2Kg e k = 8,0N/m. O bloco é está preso a uma mola cuja constante de força elástica
largado de uma distância igual a 0,3m da sua posição é K = 50 N / m. O objeto é puxado por 10cm e então
de equilíbrio retomando a ela com velocidade solto, passando a oscilar em relação à posição de
exatamente zero, portanto sem ultrapassar sequer uma equilíbrio. Qual a velocidade máxima do objeto, em
vez a posição de equilíbrio. Nestas condições, o m / s?
coeficiente de atrito cinético entre o bloco e a
superfície horizontal é:

a) 1,0
b) 0,6
c) 0,5
d) 2 /2 a) 0,5
e) 0,2 b) 1,0
Solução na página c) 2,0
67: d) 5,0
e) 7,0 Solução na página 67:
88. (Covest 1995) Uma mola é comprimida de uma
distância x em relação à sua posição de equilíbrio.
Quando a mola é liberada, um bloco de massa m a ela 90. (Covest 1996) Um bloco é solto no ponto A e desliza
encostado, percorre uma distância d numa superfície sem atrito sobre a superfície indicada na figura. Com
com atrito até parar, conforme a figura abaixo. relação ao bloco, podemos afirmar:
O gráfico que melhor representa a distância d em
função da compressão x da mola é:

Solução na página 67:

20 anos de Questões Resolvidas 16 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

93. (Covest 1995) Um corpo desce uma rampa partindo


a) A energia cinética no ponto B é menor que no do repouso da posição indicada na figura abaixo.
ponto C; Considerando que existe atrito entre o corpo e a
b) A energia cinética no ponto A é maior que no superfície da rampa, indique quais das trajetórias
ponto B; mostradas são fisicamente possíveis.
c) A energia potencial no ponto A é menor que a
energia cinética no ponto B;
d) A energia total do bloco varia ao longo da
trajetória ABC;
e) A energia total do bloco ao longo da trajetória
ABC é constante.
Solução na página 67:

91. (Covest-1997) Uma pedra, de massa igual a 0,2 kg, é a) 1 e 3 b) 3 e 4 c) 2 e 3 d) 2 e 4 e) 3 e 5


lançada verticalmente para cima e atinge uma altura Solução na página 68:
máxima de 10m. Desprezando a resistência do ar, qual 94. (Covest 1992) Uma bola de massa m é presa na
dos gráficos abaixo representa a energia cinética da extremidade livre de um longo fio inextensível
pedra em função de sua altura h, durante a subida? suspenso em um ponto fixo do teto de uma sala. Se a
massa é solta no instante t = 0, quando o fio faz um
ângulo 0° com a vertical (ver figura), podemos estudar
a) d)
a variação temporal de grandezas como o ângulo de
inclinação (), a velocidade (v), a energia cinética (K),
a energia potencial em relação ao solo (U), e a energia
mecânica total (E) da bola. Indique qual dos seguintes
gráficos descreve de maneira incorreta a variação
temporal correspondente dessas grandezas.
b) e)

c)

Solução na página 68:


a) d)

Solução na página 67:

92. (Covest 2003) Um carrinho escorrega sem atrito em


uma montanha russa, partindo do repouso no ponto A, b) e)
a uma altura H, e sobe o trecho seguinte em forma de
um semicírculo de raio R. Qual a razão H/R, para que
o carrinho permaneça em contato com o trilho no
ponto B?

A c)
B
H
R

a) 5/4 b) 4/3 c) 7/5 d) 3/2 e) 8/5


Solução na página 68:

20 anos de Questões Resolvidas 17 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

95. (Covest-1991) Qual dos gráficos abaixo descreve 97. (Covest 1993) Com relação ao problema anterior,
melhor a variação com o tempo da energia cinética de indique qual dos gráficos abaixo melhor representa a
uma partícula em movimento retilíneo uniformemente energia cinética Ec do bloco em função da distância
acelerado? percorrida X.
a) d) a) d)

b) e) b) e)

c) c)

Solução na página 69
Solução na página 68: 98. (Covest 1992) Três corpos A, B e C, cujas massas são
96. (Covest-1993) Um bloco é posto em movimento sobre respectivamente mA, mB e mC, partem do repouso e de
uma superfície horizontal plana com atrito. Qual dos uma mesma altura h. Um deles, A, cai em queda livre
gráficos abaixo descreve melhor a posição do bloco e os outros dois, B e C, descem ao longo de planos
em função do tempo, a partir do instante em que seu inclinados cujos ângulos de inclinação – com respeito
movimento é governado apenas pelo atrito? ao plano horizontal – são 30° e 60°, respectivamente,
conforme a figura. Se as perdas, devido ao atrito e à
resistência do ar, são desprezíveis podemos afirmar,
Solução na página 69 com relação ao tempo de descida de cada corpo, que:
a) d)

b) e)

a) tB > tC > tA
b) tA = tB = tC
c) tA > tB > tC
d) tA > tB = tC
b) tA < tB = tC Solução na página 69
c)
99. (Covest 1996) Qual a grandeza física correspondente
à quantidade, 5 RT / M onde R é dado em
Joulemol-1  K-1, T em K e M em kg/mol?
a) Volume d) Aceleração
b) Energia e) Velocidade
c) Pressão Solução na página 69

20 anos de Questões Resolvidas 18 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

100. (Covest 1998) Um objeto de 5kg, inicialmente na a) d)


posição s = 0, é acelerado a partir do repouso por uma
força cuja variação em função da distância está
mostrada no gráfico a seguir. Qual a energia cinética
do objeto, em J, na posição s = 2m?

b) e)

c)

a) 2 d) 5
b) 3 e) 6
c) 4 Solução na página 69
101. (Covest 1999) Um brinquedo consiste de duas peças
de plástico ligadas através de uma mola. Quando
pressionado sobre o solo e abandonado, ele sobe 103. (Covest 2002) Uma massa m está presa na
verticalmente na direção da normal. O centro de massa extremidade de uma mola de massa desprezível e
do brinquedo atinge uma altura máxima de 50,0 cm, constante elástica conhecida. A massa oscila em torno
quando a compressão inicial da mola é de 2,0 cm. Se a da sua posição de equilíbrio x = 0, com amplitude A,
massa total do brinquedo vale 200 g, quanto vale a sobre uma superfície horizontal sem atrito. Qual dos
constante de força da mola? gráficos abaixo representa melhor a energia cinética
Ec, em função da posição x da massa m?
a) d)
A) Ec B) Ec A) Ec B) Ec

-A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x

C) Ec D) Ec C) Ec D) Ec

-A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x

E) E) Ec
Ec

-A 0 A x -A 0 A x

b) e)
A) Ec B) Ec A) Ec B) Ec

-A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x

C) Ec D) Ec C) Ec D) Ec

-A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x -A 0 A x

E) Ec E) Ec

-A 0 A x -A 0 A x

3
a) 1,0 x 10 N/m
c)
A) Ec B) Ec

b) 2,0 x 103 N/m -A 0 A x -A 0 A x

c) 3,0 x 103 N/m C) Ec D) Ec

d) 4,0 x 103 N/m -A 0 A x -A 0 A x

E) Ec

e) 5,0 x 103 N/m


-A 0 A x

Solução na página 70
Solução na página 70
102. (Covest 2000) Uma partícula de massa m é 104. (Covest 2005) Um objeto com massa 1,0 kg, lançado
abandonada a partir do repouso de uma altura y = h sobre uma superfície plana com velocidade inicial de
acima da superfície da Terra (y = 0). A aceleração da 8,0 m/s, se move em linha reta, até parar. O trabalho
gravidade g é constante durante sua queda. Qual dos total realizado pela força de atrito sobre o objeto é,
gráficos abaixo melhor representa a energia cinética em J:
EC da partícula em função de sua posição y? a) + 4,0 d) -32
b) – 8,0 e) +64
Solução na página 70 c) + 16 Solução na página 70

20 anos de Questões Resolvidas 19 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

105. (Covest 2005) Um objeto é abandonado a partir do


repouso, em t = 0, no topo de um plano inclinado.
Desprezando o atrito, qual dos gráficos abaixo melhor
representa a variação da energia cinética do objeto em
função do tempo?
a) d)
A) EC D) EC A) EC D) EC

t t t t

B) EC E) B) EC E)
EC EC

t t
t t

C) EC C) EC

t t

a) 2,0
b)
A) EC D) EC

e)
A) EC D) EC
b) 3,0
t t

B) EC
t

E)
t
c) 4,0
d) 5,0
B) EC E) EC
EC

e) 6,0 Solução na página 71


t
t t
t

C) EC
C) EC

t
t

108. (Covest 2008) Em uma prova de salto com vara, uma


c) atleta alcança, no instante em que a vara é colocada no
A) EC D) EC

apoio para o salto, a velocidade final v = 9,0 m/s. Supondo


t t

B) EC E)
EC

t
que toda energia cinética da atleta é convertida, pela vara,
em energia potencial gravitacional, calcule a altura mínima
t

C) EC

t que a atleta alcança. Despreze a resistência do ar.

a) 4,0 m d) 3,0 m
Solução na página 71 b) 3,8 m e) 2,8 m
c) 3,4 m Solução na página 71
106. (Covest 2004) A figura mostra uma pista que consiste
de duas calhas horizontais, AB e DE, e de uma parte
vertical. O trecho vertical da pista é formado por duas IMPULSO E QUANTIDADE DE MOVIMENTO
metades de circunferências de raios diferentes.
O trecho BC tem raio 2R0, enquanto o trecho CD tem
raio R0 = 1,1 m. Um objeto é lançado no ponto A com 109. (Covest-1990) Um corpo de massa 1,0kg está
velocidade vA = 12 m/s. Desprezando o atrito, qual a inicialmente em repouso. Durante quantos segundos
velocidade do objeto no ponto E? deve uma força de 2,4N atuar sobre ele para que o
mesmo adquira uma energia cinética de 72,0 J?

a) 5 b) 8 c) 10 d) 15 e) 12
Solução na página 71
a) 12 m/s 110. (Covest 1995) O gordo e o magro estão patinando
b) 10 m/s sobre o gelo. Em um dado instante, em que estão
c) 8,0 m/s parados, o gordo empurra o magro. Desprezando o
atrito entre os patins e o gelo, assinale a afirmativa
d) 6,0 m/s
correta.
e) 4,0 m/s
a) Como é o gordo que empurra, este fica parado e o
Solução na página 71
magro adquire velocidade.
b) Os dois adquirem velocidades iguais, mas em
107. (Covest 2006) Um esqueitista inicia uma prova no sentidos opostos.
ponto A da pista mostrada na figura. Ele desce a pista
c) O gordo, como é mais pesado, adquire velocidade
após uma impulsão inicial, que faz com que atinja a
maior que a do magro.
altura máxima do seu trajeto no ponto B da pista.
Desprezando qualquer atrito, calcule a velocidade d) O magro adquire velocidade maior que a do gordo.
inicial devido à impulsão, em m/s. e) Como não há atrito, o magro continua parado e o
gordo é impulsionado para trás.
Solução na página 72

20 anos de Questões Resolvidas 20 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

111. (Covest-1998) Um casal participa de uma competição


de patinação sobre o gelo. Em um dado instante, o 115. (Covest 1999) Um projétil explode no ponto mais alto
rapaz de massa igual a 60kg e a garota, de massa igual de sua trajetória parabólica, dividindo-se em dois
a 40kg, estão parados e abraçados frente a frente. fragmentos. Estes fragmentos são iguais e suas
Subitamente, o rapaz dá um empurrão na garota, que velocidades têm o mesmo módulo imediatamente após
sai patinando para trás com uma velocidade igual a a explosão. Considerando a lei de conservação da
0,60m/s. quantidade de movimento, indique a figura que melhor
Qual a velocidade do rapaz (em cm/s) ao recuar como representa as velocidades dos fragmentos,
conseqüência desse empurrão? imediatamente após a explosão.

a) d)

b) e)
a) 80 b) 60 c) 40 d) 30 e) 20
Solução na página 72

112. (Covest 1990) Uma criança de massa igual a 30Kg e


um homem de massa igual a 60kg estão parados em
pé, um em frente ao outro, numa pista de patins. De c)
repente, o homem empurra a criança para trás com
uma velocidade de 1m/s. Pode-se afirmar que a
velocidade de recuo do homem será, em m/s, igual a:
a) 0,5 b) 0,8 c) 1,0 d) 1,5 e) 2,0

113. (Covest-2004) Uma menina de 40kg é transportada na


garupa de uma bicicleta de 10kg, a uma velocidade
constante de 2,0 m/s, por seu irmão de 50 kg. Em um 116. (Covest 1997) Numa colisão unidimensional entre
dado instante, a menina salta para trás com velocidade duas esferas de mesma massa, inicialmente uma das
de 2,5 m/s em relação ao solo. Após o salto, o irmão esferas está em repouso e a outra se move com
contínua na bicicleta afastando-se da mesma. Qual a velocidade V. Podemos afirmar que o centro de massa
velocidade da bicicleta, em relação ao solo, do sistema se move, antes e depois do choque:
imediatamente após o salto: a) com velocidade V e V/2, respectivamente.
a) 3,0 m/s b) com velocidade 2V e V, respectivamente.
b) 3,5 m/s c) com a mesma velocidade 2V.
c) 4,0 m/s d) com a mesma velocidade V.
d) 4,5 m/s e) com a mesma velocidade V/2.
e) 5,0 m/s Solução na página 72 Solução na página 72

114. (Covest 1996) Um corpo de massa M em repouso 117. (Covest 2001) Um pequeno corpo A de massa m A = m
explode em dois pedaços. Como conseqüência, um desliza sobre uma pista sem atrito, a partir do repouso,
3 partindo de uma altura H, conforme indicado na figura
dos pedaços com massa M adquire a velocidade abaixo. Na parte mais baixa da pista, ele colide com
4
V. para a direita, em relação ao solo. A velocidade outro corpo idêntico B, de massa mB = m, que se
adquirida pelo outro pedaço, em relação ao solo, vale: encontra inicialmente em repouso no ponto P. Se a
colisão é perfeitamente elástica, podemos afirmar que:
V
a) , dirigida para a esquerda.
4
b) 3V, dirigida para a esquerda.
V
c) , dirigida para a direita.
4
d) 3V, dirigida para a direita.
e) zero. Solução na página 72

20 anos de Questões Resolvidas 21 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

a) Os dois corpos aderem um ao outro e se elevam até c)


a altura H.
b) Os dois corpos aderem um ao outro e se elevam até
a altura H/2.
c) O corpo A retorna até a altura H/2 e o corpo B se
eleva até a altura H/2.
d) O corpo A fica parado no ponto P e o corpo B se
eleva até a altura H.
e) O corpo A fica parado no ponto P e o corpo B se Solução na página 73
eleva até a altura H/2.
Solução na página 73 120. (Covest-2006) Um bloco de massa m = 100 g oscila
ao longo de uma linha reta na horizontal, em
118. (Covest-2002) A força resultante que atua sobre um movimento harmônico simples, ligado a uma mola de
bloco de 2,5 kg, inicialmente em repouso, aumenta constante elástica k = 1,6 x 102 N/m. Um gráfico da
uniformemente de zero até 100 N em 0,2 s, conforme posição x do bloco em função do tempo t é mostrado
a figura abaixo. A velocidade final do bloco, em m/s, na figura abaixo.
é: obs. Questão de M.H.S

F(N)
100

50

0
0 0,1 0,2 t(s)
Determine a aceleração máxima do bloco, em m/s2.
a) 10
a) 2,0 b) 20
b) 4,0 c) 40
d) 60
c) 6,0 e) 80 Solução na página 73
d) 8,0
e) 10 121. (Covest-2008) Uma bala de massa m = 20 g e
Solução na página 73 velocidade v = 500 m/s atinge um bloco, de massa M =
480 g e velocidade V = 10 m/s, que se move em
119. (Covest-1994) Duas pessoas estão nas extremidades sentido contrário sobre uma superfície horizontal sem
opostas de uma jangada inicialmente em repouso na atrito. A bala fica alojada no bloco. Calcule o módulo
superfície calma de um lago. Sem sair do lugar sobre a da velocidade do conjunto (bloco + bala), em m/s, após
jangada, elas ficam jogando uma bola entre si. a colisão.
Desprezando as resistências da água e do ar ao a) 10,4
movimento, indique qual dos gráficos abaixo melhor b) 14,1
descreve a velocidade da jangada em função do c) 18,3
tempo. d) 22,0
e) 26,5 Solução na página 73
a) d)
122. (Covest-2009) A aplicação da chamada “lei seca”
diminuiu significativamente o percentual de acidentes
de trânsito em todo o país. Tentando chamar a atenção
dos seus alunos para as conseqüências dos acidentes de
trânsito, um professor de Física solicitou que
considerassem um automóvel de massa 1000 kg e
velocidade igual a 54 km/h, colidindo com uma parede
rígida. Supondo que ele atinge o repouso em um
b) e) intervalo de tempo de 0,50 s, determine a força média
que a parede exerce sobre o automóvel durante a
colisão.
a) 1,0 × 104 n
b) 2,0 × 104 n
c) 3,0 × 104 n
d) 4,0 × 104 n
e) 5,0 × 104 N Solução na página 73

20 anos de Questões Resolvidas 22 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

126. (Covest-1999) Duas partículas idênticas, de massa m


ESTÁTICA = 0,9 kg cada, estão em repouso, suspensas por fios
inextensíveis, como mostrado na figura abaixo.
Os fios A e B estão presos no teto e fazem ângulos de
45º com a vertical. A tração no fio horizontal C vale:
123. (Covest-1993) Se a resultante de duas forças de
mesmo módulo é menor que cada componente,
concluímos que o ângulo entre as componentes é:
a) zero
b) entre 30° e 60°
c) igual a 60°
d) igual a 90°
a) 2,0 N d) 8,0 N
e) entre 120° e 240°
b) 4,0 N e) 9,0 N
Solução na página 74
c) 6,0 N Solução na página 74
124. (Covest-1991) Se um ponto material sobre o qual
agem apenas 3 forças está em equilíbrio, e uma dessas 127. (Covest-1998) A gangorra da figura abaixo está
forças é seu peso, pode-se afirmar que as duas outras equilibrada em torno do ponto C por efeito das massas
forças: mA = 20kg e mB = 40kg. Indique o comprimento
total AB , em metros, supondo que AC = 6,0m.
a) cancelam-se entre si;
Despreze a massa da gangorra.
b) são ambas horizontais;
c) não podem ser ambas horizontais;
d) são necessariamente verticais;
e) não podem ser ambas verticais.
Solução na página 74
125. (Covest 1992) Você quer pendurar um objeto de
massa M no teto e só dispõe de um tipo de cordão. Sua
primeira tentativa é pendura-lo diretamente ao teto por a) 7,0 d) 8,5
um único pedaço do cordão, conforme a figura. Sendo b) 7,5 e) 9,0
o cordão muito fino, não resiste ao peso do objeto e se
c) 8,0 Solução na página 74
rompe. Se, no entanto, o cordão é capaz de sustentar
um outro objeto de massa M/2 sem se romper, escolha
dentre as alternativas abaixo aquele que lhe dará mais 128. (Covest-1995) Uma barra delgada e uniforme de
segurança na sustentação do objeto original. massa M é dobrada na forma de um “L” de lados
iguais e encontra-se em equilíbrio sobre dois apoios,
Solução na página 74 conforme a figura abaixo. Podemos afirmar que:

a) d)

a) A força normal exercida por cada apoio é Mg,


onde g é a aceleração da gravidade.
b) e)
b) A força normal exercida pelo apoio 2 é maior que
a exercida pelo apoio 1.
c) A força normal exercida pelo apoio 1 é o dobro da
exercida pelo apoio 2.
d) As forças normais exercidas pelos apoios1 e 2 são
c)
iguais.
e) A situação de equilíbrio mostrada na figura é
instável.
Solução na página 75

20 anos de Questões Resolvidas 23 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

129. (Covest-1990) Cinco homens sustentam um corpo de


peso P numa prancha horizontal de comprimento 4m e
peso desprezível comparado com P. Estando dois
homens na extremidade A da prancha e três na
extremidade B, a que distância de A deve estar o
corpo para que todos os homens façam a mesma
força?

a) BD d) AE
b) BE e) CE
c) BF Solução na página 75
a) 3,2 m
b) 2,4 m
c) 5,0 m HIDROSTÁTICA/HIDRODINÂMICA
d) 8,0 m
e) 1,0 m Solução na página 75
132. (Covest-1997) São misturadas massas iguais de dois
130. (Covest-2007) A figura mostra uma corda que passa líquidos homogêneos, de densidade dA = 3,0 g/cm3 e
por uma polia ideal, tendo uma de suas extremidades dB = 1,0 g/cm3. Qual a densidade da mistura em
presa ao bloco de massa M, e a outra presa na g/cm3?
extremidade B de uma viga uniforme. Considerando a) 1,2 d) 2,0
que a viga, de comprimento L e massa igual a 50 kg, é b) 1,5 e) 2,2
mantida em equilíbrio na horizontal com o auxílio do
c) 1,8 Solução na página 75
apoio em A, determine a massa do bloco, em kg.
133. (Covest 1991) Considere o recipiente – que contém
água – mostrado na figura abaixo. Na situação do
equilíbrio, o nível do líquido é o mesmo nas três
colunas. Se a pressão atmosférica PA atua na parte
aberta A, pode-se afirmar que as pressões nas partes
fechadas B e C obedecem à relação:

a) 25
b) 40
c) 50
d) 75
e) 80 Solução na página 75 a) PB > PC > PA; d) PA= PC < PB;
131. (Covest-2008) A figura mostra uma estrutura vertical b) PA > PC > PB; e) PA = PB = PC.
que consiste de oito blocos cúbicos idênticos, com
c) PA = PB < PC; Solução na página 76
densidade de massa uniforme. Os pontos A, B, C, D, E e F
são localizados nos centros de cinco cubos. Podemos
afirmar que o centro de massa da estrutura está localizado 134. (Covest-1997) Qual a maior altura em centímetros que
ao longo do segmento de reta: pode ter uma coluna cilíndrica feita de um metal de
densidade igual a 3,0 x 103 kg/m3 para que possa ser
colocada em pé com segurança sobre um piso que
resiste a uma pressão máxima de 9,0 x 104 N/m2?
a) 300 d) 30
b) 270 e) 27
c) 60 Solução na página 76

20 anos de Questões Resolvidas 24 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

135. (Covest 2005) Uma plataforma retangular com massa 140. (Covest 1991) Uma esfera sólida de um material de
de 90 toneladas deve ser apoiada por estacas com densidade desconhecida tende a subir, quando imersa
seção transversal quadrada de 10 cm por 10 cm. em um líquido de densidade d 1; e tende a descer,
Sabendo que o terreno onde as estacas serão fincadas quando imersa em um liquido de densidade d 2. Pode-
suporta uma pressão correspondente a 0,15 tonelada se então afirmar, a respeito da densidade d do material
por cm2, determine o número mínimo de estacas da esfera, que:
necessárias para manter a edificação em equilíbrio na a) d < d1 < d2;
vertical.
b) d = d2;
a) 90 d) 6 c) d = d1;
b) 60 e) 4 d) d1 < d < d2;
c) 15 Solução na página 76 e) d2 < d < d1; Solução na página 77
136. (Covest-2001) O casco de um submarino suporta uma
pressão externa de até 12,0 atm sem se romper. Se, por
141. (Covest 1992) Análise as proposições a seguir e
acidente, o submarino afundar no mar, a que
assinale a alternativa falsa.
profundidade, em metros, o casco se romperá?
a) Um cubo de gelo flutua na água de um copo,
a) 100 d) 130
porque a massa especifica da água é menor na fase
b) 110 e) 140 sólida do que na fase líquida.
c) 120 Solução na página 76 b) Um corpo completamente imerso na água está
submetido a um empuxo menor do que quando
137. (Covest-1994) Um carro-pipa transportando uma inteiramente imerso em mercúrio líquido.
quantidade de água correspondente à metade de sua c) Uma jangada flutua melhor na água salgada do que
capacidade, move-se em linha reta numa estrada plana na água doce.
com aceleração constante a, conforme indicado na d) Quanto maior a massa especifica de um líquido,
figura. Comparando as pressões nos pontos A, B e C menor é o volume ocupado por uma dada massa
indicados na figura, assinale a alternativa correta. dessa substância.
e) Um balão cheio de hidrogênio sobe no ar, porque a
sua pressão interna é maior do que a pressão
atmosférica.
Solução na página 77
142. (Covest 1993) Um objeto de massa específica igual a
4,5g/cm3, preso a uma balança de mola, é mergulhado
em um líquido de massa específica desconhecida,
conforme a figura. Se o valor da leitura da balança se
a) PA = PB = PC d) PA > PB > PC reduz a um terço do valor inicial, a massa específica
b) PA = PC > PB e) PA < PB < PC do líquido é, em g/cm3
c) PA = PC < PB Solução na página 76

138. (Covest 1999) Uma piscina, com 2,0 m de


profundidade, tem um piso plano e horizontal
revestido com azulejos. Cada azulejo tem uma área de
200 cm2. Quando a piscina está cheia de água, a força
vertical para baixo, sobre cada azulejo do piso, vale:
a) 1,4 x 103 N d) 2,4 x 103 N
b) 1,8 x 103 N e) 2,8 x 103 N
c) 2,1 x 103 N Solução na página 76 a) 8,0 d) 3,0
b) 7,5 e) 1,5
139. (Covest 1990) Uma bola de boliche de peso P cai em c) 5,0 Solução na página 77
uma piscina e termina por repousar sobre seu piso. Se
o empuxo que a bola sofre é E, pode-se afirmar que a 143. (Covest 1994) “Com quantos paus se faz uma
força de contato entre o piso da piscina e a bola vale: jangada?” Qual o número mínimo de paus necessários
a) P d) P + E para suportar um homem de 90Kg se cada pau
b) E e) P – E flutuando livremente tem 1/9 do seu volume submerso
c) Zero Solução na página 76 e sofre um empuxo igual a 10N.
a) 6 d) 12
b) 8 e) 14
c) 10 Solução na página 77

20 anos de Questões Resolvidas 25 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

144. (Covest 1995) Uma pessoa resolveu construir um 148. (Covest 2000) Uma esfera maciça é colocada dentro
balão redondo usando uma lona grossa cujo metro de um recipiente contendo água. A densidade da
quadrado tem uma massa de 0,9kg. O balão será esfera é 0,8 g/cm3.
inflado com um gás cuja massa específica será a) b) c) d) e)
0,1kg/m3, quando o mesmo estiver cheio. Supondo
que a massa específica do ar ao redor do balão é
1 kg/m3, o menor raio que o balão deve ter para
decolar é:
a) 1 metro
b) 3 metros
c) 5 metros Qual das figuras abaixo melhor representa a posição
d) 7 metros de equilíbrio? Solução na página 78
e) 9 metros Solução na página 77
145. (Covest 1996) Duas esferas de volumes iguais e 149. (Covest 2001) Uma caixa metálica fechada de 90,0 kg
densidades d1 e d2 são colocadas no recipiente e 0,010 m3 de volume, está imersa no fundo de uma
contendo um líquido de densidade d. A esfera 1 flutua piscina cheia d'água. Qual a força, F, necessária para
e a esfera 2 afunda, como mostra a figura abaixo. Qual içá-la através da água, com velocidade constante,
das relações entre as densidades é verdadeira? usando uma roldana simples, como indicado na
figura?

a) d2 > d1 > d d) d > d2 > d1


b) d1> d2 > d e) d1 > d > d2 a) 750 N
c) d2 > d > d1 Solução na página 78 b) 800 N
c) 850 N
146. (Covest 1997) Ao flutuar na superfície de um lago, d) 900 N
um pequeno barril desloca 10  de água. Para flutuar e) 950 N Solução na página 78
sobre um líquido duas vezes mais denso que a água,
um barril idêntico deverá deslocar quantos litros desse
líquido? 150. (Covest 2002) Quando um cubo de aresta a = 10 cm
flutua em um líquido de densidade  = 3,0 x 103
a) 25 d) 10 kg/m3, ele permanece com dois terços do seu volume
b) 20 e) 5 submerso. Qual o peso do cubo em N?
c) 15 Solução na página 78 a) 10 d) 25
b) 15 e) 30
147. (Covest 1999) Um pedaço de isopor de 1 cm3 e massa c) 20 Solução na página 78
desprezível é colocado dentro de um recipiente com
151. (Covest 2003) Duas esferas de mesmo raio e massas
água. Um fio preso ao fundo do recipiente mantém o
MA = 0,5 kg e MB = 0,3 kg, estão presas por um fio
pedaço de isopor totalmente imerso na água. Qual a
fino, inextensível e de massa desprezível, conforme
tração no fio?
mostra a figura. As esferas encontram-se em repouso,
imersas em um líquido. Determine o empuxo exercido
pelo líquido sobre cada esfera.

MB

MA

a) 1 x 10-2 N d) 4 x 10-2 N
a) 2 N d) 8 N
b) 2 x 10-2 N e) 5 x 10-2 N
b) 4 N e) 9 N
c) 3 x 10-2 N Solução na página 78
c) 6 N Solução na página 78
20 anos de Questões Resolvidas 26 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza
FÍSICA COVEST 1ª FASE

152. (Covest 2004) O sistema de abastecimento de água de 155. (Covest 2007) Quando um corpo de 3,0 kg está
uma rua, que possui 10 casas, está ilustrado na figura completamente imerso em água, cuja densidade é r =
abaixo. A vazão do tubo principal é de 0,01 m3/s. 1,0 g/cm3, seu peso aparente é de 2 kgf. Quando o
Supondo que cada casa possui uma caixa d’água de mesmo corpo é pesado dentro de um líquido de
1500 litros de capacidade e que estão todas densidade rL, a leitura da balança é igual a 1 kgf.
inicialmente vazias, em quantos minutos todas as Determine a densidade do líquido, em g/cm3.
caixas d’água estarão cheias? Suponha que durante o
período de abastecimento nenhuma caixa estará
fornecendo água para as suas respectivas casas.

a) 1,8
b) 2,0
a) 15 min c) 2,2
b) 20 min d) 2,4
e) 2,6 Solução na página 79
c) 25 min
d) 30 min 156. (Covest 2008) Uma baleia de 80 toneladas e 20 m de
e) 35 min Solução na página 79 comprimento, quando está completamente imersa sofre
um empuxo igual a 75% do seu peso. Determine a
153. (Covest 1998) O volume de água que a cada minuto ordem de grandeza, em newtons, do peso aparente da
atravessa a tubulação horizontal abaixo, formada por baleia. Recorde-se que 1 tonelada = 103 kg.
dois canos de seção reta circular e diâmetros distintos,
se mantém inalterado ao longo do tempo. Se os a) 103
diâmetros d1 e d2 valem, respectivamente, 2,0cm e b) 104
4,0cm, qual a razão v1/v2 entre as velocidades da água c) 105
ao passar em cada um desses canos? d) 106
e) 10 Solução na página 79

157. (Covest 2009) Um tubo fechado contém dois líquidos


não miscíveis de densidades d1 e d2. Na parte
superior é feito vácuo. Mantendo-se o tubo na vertical,
verifica-se que as colunas dos líquidos têm
comprimentos L1 e L2, respectivamente, como
indicado na figura. Considerando a aceleração da
gravidade local igual a g, determine o valor da pressão
a) 0,2
no fundo do recipiente.
b) 0,5
c) 1,0
d) 2,0
e) 4,0 Solução na página 79

154. (Covest 2006) Uma certa quantidade de água é


bombeada com velocidade constante para uma caixa
d’água com capacidade de 15 mil litros, através de
tubulações de área de seção reta uniforme A = 2,5 x 10-
3
m2. Sabendo-se que, para encher completamente essa
caixa, são necessários 50 minutos, qual é a velocidade
de escoamento da água, em m/s?

a) 1,0
b) 1,5 a) gd1 (L1 + L2)
c) 2,0 b) gd2 (L1+ L2)
d) 2,5 c) g (d1 + d2) (L1 + L2)
e) 3,0 Solução na página 79 d) g (d1 – d2) (L1+ L2)
e) g (d1 L1 + d2 L2) Solução na página 79

20 anos de Questões Resolvidas 27 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

160. (Covest-2000) O gráfico abaixo representa a força F


entre duas cargas pontuais positivas de mesmo valor,
ELETROSTÁTICA separadas pela distância r. Determine o valor das
cargas, em unidades de 10–9C.

158. (Covest 1998) Duas esferas condutoras A e B


possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera, C,
inicialmente descarregada e idêntica às esferas A e B,
é colocada em contato com a esfera A. Depois de
algum tempo a esfera C é separada de A e colocada
em contato com a esfera B. Qual a carga final da
esfera C depois de separada da esfera B?
3Q
a)
4
2Q a) 1,0 d) 4,0
b)
4 b) 2,0 e) 5,0
Q c) 3,0 Solução na página 80
c)
4
161. (Covest-2001) Dois prótons de uma molécula de
Q hidrogênio distam cerca de 1,0 x 10 -10m. Qual o
d)
2 módulo da força elétrica que um exerce sobre o outro,
e) Q Solução na página 79 em unidades de 10-9 N?
a) 13 d) 23
159.(Covest 2003) O gráfico abaixo mostra a intensidade b) 18 e) 28
da força eletrostática entre duas esferas metálicas c) 20 Solução na página 80
muito pequenas, em função da distância entre os
centros das esferas. Se as esferas têm a mesma carga 162. (Covest-1998) Considere o sistema formado por três
elétrica, qual o valor desta carga? cargas elétricas pontuais, qA, qB e qC, que estão fixas
F(N) ao longo de uma linha horizontal, como indicado na
figura abaixo. Se o módulo da força entre as cargas
40
qB e qC vale 24N, pode-se afirmar que, em Newtons,
30 a intensidade da força de repulsão entre as cargas
qA e qC vale:
20

10

0
0 2,0 4,0 6,0 8,0 r(m)
a) 9,5 d) 5,2
b) 8,0 e) 3,0
c) 7,3 Solução na página 80
a) 0,86 C d) 0,13 C 163. (Covest-1999) Três cargas elétricas idênticas estão
b) 0,43 C e) 0,07 C fixadas nos vértices do triângulo da figura. Qual dos
c) 0,26 C vetores indicados poderia representar a força
Solução na página 80 resultante sobre Q1 exercida por Q2 e Q3 ?

20 anos de Questões Resolvidas 28 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

b)
a)

b)

c) c)

d)

e)
d)
Solução na página 80
164. (Covest 1993) Duas cargas positivas Q estão situadas
em vértices opostos de um quadrado de lado igual a
1,0 cm. Duas cargas negativas, q = –5 x 10–6C, estão
nos outros dois vértices restantes., Qual deve ser o
valor de Q, em unidades de 10–6 C, se a força e)
resultante sobre cada carga Q for nula?
a) 7,0 2
b) 8,5 2
Solução na página 81
c) 8,8 2
167. (Covest 1993) Na região entre placas A e B existem
d) 9,3 2
um campo elétrico uniforme E . A distância entre as
e) 10 2 placas é d. Um elétron (carga: e, massa m) é liberado
Solução na página 80 da placa B no sentido da outra placa. Qual o tempo
165 (Covest 2002) Duas partículas de mesma massa têm necessário para que ele atinja a placa A, desprezando-
cargas Q e 3Q. Sabendo-se que a força gravitacional é se o efeito da aceleração da gravidade?
desprezível em comparação com a força elétrica, 1
 dm  2
indique qual das figuras melhor representa as a)  
acelerações vetoriais das partículas.  2eE 
1
Q 3Q  2dm  2
a) b)  
 2E 
Q 3Q
b) 1

c) 
2dm  2

Q 3Q 
c)  eE 
1
Q 3Q
 2me  2
d) d)  
Q 3Q
 dE 
e) 1
 mE  2
Solução na página 81 e)   Solução na página 81
 2de 
166. (Covest 1991) Uma carga pontual positiva + q é 168. (Covest 2005) Considere duas cargas elétricas
lançada horizontalmente, com velocidade inicial V0, puntiformes de mesmo valor e sinais contrários, fixas
entre duas placas planas horizontais, carregadas no vácuo e afastadas pela distância d. Pode-se dizer
uniformemente com densidades de cargas opostas. que o módulo do campo elétrico E e o valor do
Qual a figura que melhor representa sua trajetória? potencial elétrico V, no ponto médio entre as cargas,
são:
a) E  0 e V  0 d) E = 0 e V  0
b) E  0 e V = 0 e) E = 2V/d
c) E = 0 e V = 0 Solução na página 81

169. (Covest 1992) Uma pirâmide maciça é construída de


um material metálico e repousa em uma superfície
a)
isolante, conforme a figura. Se a pirâmide é eletrizada
positivamente, podemos afirmar com respeito ao
campo elétrico Eint no interior da pirâmide que, na
situação de equilíbrio de cargas

20 anos de Questões Resolvidas 29 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

a) d)

b) e)

a) O campo elétrico Eint, na parte superior (topo) da


pirâmide, é maior que na parte inferior (base)
devido à maior proximidade entre as faces laterais;
c)
b) O campo elétrico Eint, na parte superior (topo) da
pirâmide, é menor que na parte inferior (base);
c) O campo elétrico Eint, é constante e diferente de
zero;
d) O campo elétrico Eint, é nulo em qualquer ponto no
interior da pirâmide; Solução na página 81
e) O campo elétrico Eint, é máximo no centro da
pirâmide. 172. (Covest 2004) A figura abaixo mostra as linhas de
Solução na página 81 forças em uma região de campo elétrico uniforme E .
170. (Covest 1995) Qual dos diagramas a seguir, melhor A diferença de potencial entre os pontos A e B,
representa a variação espacial do módulo do campo distantes entre si 30 cm, é U = 6,0 V. Determine a
elétrico com relação ao centro de uma esfera intensidade da força elétrica sobre um elétron, que se
condutora de raio R, carregada e em equilíbrio encontra no ponto A.
eletrostático?
a) d)

a) 1,0 x 10–18 N d) 3,2 x 10–18 N


b) 1,6 x 10–18 N e) 4,0 x 10–18 N
b) e) c) 2,4 x 10–18 N Solução na página 82

173. (Covest 2006) Duas esferas metálicas idênticas, com


cargas Q e 3Q, estão separadas por uma distância D,
muito maior que o raio das esferas. As esferas são
postas em contato, sendo posteriormente recolocadas
nas suas posições iniciais. Qual a razão entre as forças
c) de repulsão que atuam nas esferas depois e antes do
contato?
a) 1/3
b) 4/3
c) 3/2
d) 2/3
e) 5/3
Solução na página 81
171. (Covest-2001) As figuras abaixo mostram gráficos de Solução na página 82
várias funções versus a distância r, medida a partir do
centro de uma esfera metálica carregada, de raio a0.
Qual gráfico melhor representa o módulo do campo 174. (Covest 2007) Quatro cargas elétricas puntiformes, de
elétrico, E, produzido pela esfera? intensidades Q e q, estão fixas nos vértices de um
quadrado, conforme indicado na figura. Determine a
razão Q/q para que a força sobre cada uma das cargas
Q seja nula.

20 anos de Questões Resolvidas 30 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

176. (Covest 2001) Suponha que o feixe de elétrons em um


tubo de imagens de televisão tenha um fluxo de 8,1 x
1015 elétrons por segundo. Qual a corrente do feixe em
unidades de 10-4?
2 a) 13 d) 19
a) 
4 b) 15 e) 23
c) 17 Solução na página 83
2 177. (Covest 1990) Uma resistência usada para aquecer
b) 
2 água dissipa calor a uma potência de 2 k Watts,
quando ligada na rede de 220V. Qual será a
c)  2 quantidade total de calor, medida em calorias,
produzida pela resistência se ela for mantida ligada
durante 1 minuto? (Considere 1 cal = 4J).
d)  2 2
a) 500 d) 15000
e)  4 2 Solução na página 82 b) 2000 e) 30000
c) 3000 Solução na página 83
175. Covest 2008) A figura ilustra duas placas não-
condutoras, paralelas e infinitas, com a mesma 178. (Covest 2002) Um chuveiro elétrico funciona a uma
densidade uniforme de cargas e, separadas por uma potência de 3600 W . Qual o consumo mensal de
distância fixa. A carga numa das placas é positiva, e na energia, em kWh, se ele é usado durante 15 minutos
outra é negativa. Entre as placas, foi fixada uma diariamente? Considere o mês com 30 dias.
partícula de carga negativa –Q, na posição indicada a) 27 d) 21
na figura. Determine em qual dos pontos o módulo do
b) 25 e) 19
campo elétrico resultante tem o maior valor.
c) 23 Solução na página 83

179. (Covest 1997) O preço do quilowatt-hora (kWh)


cobrado na conta mensal da CELPE é R$ 0,15. Quanto
custa um banho de 12min com um chuveiro de 3kW?
a) R$ 0,25 d) R$ 0,09
b) R$ 0,15 e) R$ 0,06
c) R$ 0,12 Solução na página 83

180. (Covest 1999) A corrente medida num resistor de 10


é 4,0 A. Qual a energia dissipada pelo resistor em
um intervalo de 10 s?
a) 4,0 x 102 J d) 14 x 103 J
b) 1,6 x 103 J e) 40 x 103 J
a) a
b) b c) 4,0 x 103 J Solução na página 83
c) c
d) d 181. (Covest-1990) Na instalação elétrica de uma casa, há
e) e um disjuntor para proteger o circuito de um chuveiro
elétrico. Sabendo que a potência do chuveiro é 2000W
Solução na página 82 e a tensão na rede 220V, o valor em ampéres mais
indicado para a corrente máxima do disjuntor deve ser
aproximadamente igual a:
a) 0,5 d) 10
b) 1 e) 50
c) 5 Solução na página 83

ELETRODINÂMICA

20 anos de Questões Resolvidas 31 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

182. (Covest 1996) Para instalar uma máquina de lavar a) A intensidade luminosa cresce lineamente com o
roupa são usados fusíveis que desligam valor de R;
automaticamente quando a corrente excede um valor b) Quanto menor o valor de R, maior a intensidade
pré-escolhido. Abaixo estão indicados alguns valores luminosa;
de fusíveis disponíveis com as correntes máximas que c) A intensidade luminosa independe do valor de R;
suportam. Se a rede elétrica é de 220 Volts, qual o
d) A intensidade luminosa será máxima quando R
fusível de menor valor que pode ser usado para
estiver na metade de seu valor máximo;
instalar uma máquina de 1400 Watts?
e) A intensidade luminosa cresce proporcional-mente
a) 2A ao quadrado do valor de R.
b) 5A Solução na página 84
c) 10A 185. (Covest-1994) Normalmente os chuveiros elétricos
d) 15A possuem duas posições para o controle da temperatura
e) 20ª Solução na página 83 da água: INVERNO e VERÃO. A resistência
183. Qual a maneira com que três lâmpadas idênticas, R correspondente à posição INVERNO é quatro vezes
podem ser ligadas entre os pontos a e b de uma linha d menor que aquela correspondente à posição VERÃO.
e220 Volts, para fornecer uma melhor iluminação? Qual a economia percentual no consumo de energia
elétrica feita por uma pessoa que usa o chuveiro na
posição VERÃO, comparada a outra que usa o
a) d) chuveiro, durante o mesmo tempo, na posição
INVERNO.
a) 35%
b) 45%
c) 55%
d) 65%
e) 75% Solução na página 84
b) e)
186. (Covest 1990) Um circuito com resistores é ligado a
uma bateria de automóvel de 12V, como mostra a
figura. Qual é a tensão no resistor de 2,0, em volt?

c)

184. (Covest 1992) Uma lâmpada L é ligada a um resistor


variável R e a uma fonte de força eletromotriz E
a) 1,6
constante, conforme o esquema da figura abaixo. Com
respeito à intensidade luminosa da lâmpada, podemos b) 2,0
afirmar que: c) 4,0
d) 6,0
e) 12,0 Solução na página 84

187. (Covest 1993) Uma bateria de 12 V mantém uma


corrente de 10 A num circuito durante 5 min. Durante
este tempo, a energia química da bateria, medida em
unidades de 103 J, sofre uma redução de:
a) 12
b) 24
c) 36
d) 48
e) 72 Solução na página 84

20 anos de Questões Resolvidas 32 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

188. (Covest 1992) Três lâmpadas L1, L2 e L3 estão d) 3/2


conectadas a uma fonte de tensão conforme a figura. e) 9/4 Solução na página 85
Suas potências máximas dissipadas são 110W, 220W 191. (Covest 1994) Qual o valor da corrente total entre os
e 110W, respectivamente, quando submetidas a uma pontos A e B no circuito abaixo sabendo-se que a
diferença de potencial de 220V. Qual a corrente diferença de potencial VB – VA vale 30 Volts?
elétrica mínima, em ampéres, que a fonte deve ser
capaz de fornecer para que todas as lâmpadas possam
ser acesas simultaneamente e dissipem a potência
nominal indicada?

a) 6A b) 10A c) 12A d) 20A e) 24A


Solução na página 85
192. (Covest 1999) No circuito abaixo, o valor de cada
resistência é R = 2,0 , e a diferença de potencial da
bateria é 12 V.
Qual o valor da corrente elétrica que passa através da
bateria?
a) 2,0

b) 1,0
c) 0,75
d) 0,5
e) 0,25
189. (Covest 1990) Os fusíveis f1, f2 e f3 do circuito a
seguir, suportam no máximo uma corrente de 5A. a) 1,0 A b) 2,0 A c) 3,0 A d) 4,0 A e) 5,0 A
Se o interruptor I for fechado, quais fusíveis vão se Solução na página 85
romper primeiramente? 193. (Covest 2000) A figura abaixo representa um trecho
de um circuito elétrico. A diferença de potencial entre
os pontos A e B é 20V. Qual é o valor da resistência
R, em ohms?

a) 0,5 b) 1,5 c) 2,5 d) 3,5 e) 4,5


a) f1, f2 e f3 simultaneamente Solução na página 85
b) f2 e f3 194. (Covest-2001) No circuito abaixo, cada resistor tem
c) f1 e f3 uma resistência elétrica igual a R e a corrente total do
d) apenas f2 circuito é igual a I. A relação entre as correntes
I1, I2 e I3, em cada um dos ramos do circuito, é:
e) apenas f3 Solução na página 84

190. (Covest 2000) Um fio de cobre foi partido em dois


pedaços de comprimento 1 = 2,0m e 2 = 3,0m.
Determine a razão R2/R1 entre as resistências elétricas
dos dois pedaços.
a) 3/8
b) 4/9
c) 12/9 a) I1 = I2 = I3 d) I2 = 2 I1 = 4 I3

20 anos de Questões Resolvidas 33 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

b) I1 = 2 I2 = 2 I3 e) I3 = 2 I1 = 4 I2 e) 4,8  Solução na página 86


c) I1 = 2 I2 = 4 I3 Solução na página 85
195. (Covest 2002) Uma bateria elétrica possui uma força 198.(Covest 1996) Com três baterias de força
eletromotriz de 1,5 V e resistência interna 0,1 . Qual eletromotriz = 1,5V e com uma resistência R, podemos
a diferença de potencial, em V, entre os pólos desta construir os circuitos abaixo. Para qual deles será maior
bateria se ela estiver fornecendo 1,0 A a uma a potência dissipada pela resistência R?
lâmpada?
a) 1,5 d) 1,2 a) d)
b) 1,4 e) 1,0
c) 1,3 Solução na página 85
196. (Covest 2004) Com o objetivo de descobrir a
resistência interna, r, de um gerador, um estudante
mede a tensão U, e a corrente elétrica i, fornecidas b) e)
pelo gerador a diferentes resistores. O gráfico
resultante, tensão versus corrente, é mostrado abaixo.
Qual o valor da resistência interna, em ohms, obtido
pelo estudante?
c)

Solução na página 86
199. (Covest-1998) Diferentes circuitos elétricos podem
ser montados a partir de três baterias de força
eletromotriz e uma única lâmpada incandescente
L. Para qual dos circuitos abaixo deverá a lâmpada L
brilhar com maior intensidade?
a) d)

b) e)

a) 0,1  d) 0,4 
b) 0,2  e) 0,5 
c) 0,3  Solução na página 86
c)
197. (Covest 2003) No circuito elétrico abaixo, qual o
menor valor da resistência R que devemos colocar em
paralelo com a lâmpada de 6,0 W, para evitar a
queima do fusível de 3,0 A?
Fusível
Solução na página 86
200. (Covest 1991) O circuito abaixo é formado por seis
resistências idênticas. Se VA, VB, VC, VD, VE e VF São
12 V R os potenciais nos pontos A, B, C, D, E e F.,
respectivamente, qual das relações abaixo não é
Lâmpada
verdadeira?
a) 8,8 
b) 7,8  a) VA – VB = VE – VF
c) 6,8  b) VC – VD = VB – VE
d) 5,8  c) VB – VC = VC – VD

20 anos de Questões Resolvidas 34 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

d) VA – VC = VD – VF a) 0,1 A b) 0,2 A c) 0,5 A d) 1,0 A e) 2,0 A


e) VB – VC = VD – VE Solução na página 87
201. (Covest 2005) Determine o valor do resistor R, em
ohms, para que a corrente no circuito abaixo seja de 204. (Covest 1997) No circuito abaixo é nula a corrente no
0,5 A. fio de resistência R. Qual é o valor, em , da
R resistência X?

4V 2V

5

a) 9 b) 7 c) 5d) 3 e) 1
Solução na página 86
202. (Covest 1998) Qual dos gráficos abaixo melhor
representa o que acontece com a energia U dissipada a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7
na resistência R da figura, em função da força Solução na página 87
eletromotriz, , da bateria?
205. (Covest 1995) No circuito abaixo o capacitor foi
completamente carregado a 200V com a chave S
aberta. O resistor R de massa desprezível está imerso
em 10g de água à temperatura ambiente. Ao se fechar
a chave S, e após o capacitor descarregar-se
completamente, observa-se que a temperatura da água
eleva-se de 5°C. Considerando que o calor específico
da água é 4,18J/g°C e que o sistema água mais resistor
está isolado termicamente do ambiente, o capacitor
a) d)
vale aproximadamente.

b) e)

a) 2,5 mF d) 100 mF
b) 10 mF e) 250 mF
c) c) 25 mF Solução na página 87

206. (Covest-2002) Quando dois capacitores, de


capacitância C1 e C2, são ligados a uma bateria, como
mostrado na figura abaixo, adquirem cargas Q 1 e Q2,
respectivamente. Sabendo que C1 > C2, assinale a
Solução na página 87 alternativa correta.
203. (Covest 2000) No circuito da figura, o amperímetro A
C1
e o voltímetro V são ideais. O voltímetro marca 50 V
quando a chave C está aberta. Com a chave fechada, o
amperímetro marcará C2

bateria

a) Q1 > Q2
b) Q2 = 2Q1

20 anos de Questões Resolvidas 35 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

c) Q2 > Q1
d) Q1 < 2Q2
e) Q1 = Q2 Solução na página 87
207. (Covest 2006) No circuito da figura, a corrente é 1,6 A
quando a chave Ch está aberta. A resistência do
amperímetro é desprezível. Qual será a corrente no
amperímetro, em ampères, quando a chave estiver
fechada?

Solução na página 88
210. (Covest 2009) A corrente i através do resistor R1 no
circuito abaixo é 400 mA. Calcule a diferença de
potencial, VB – VA, entre os pontos B e A.

a) 0,6
b) 0,8
c) 1,4
d) 1,8
e) 2,3
208. (Covest 2007) No circuito da figura, a corrente através
do amperímetro é igual a 3,5 A, quando a chave S está
aberta. Desprezando as resistências internas do
amperímetro e da bateria, calcule a corrente no
amperímetro, em ampères, quando a chave estiver
fechada.
a) 1,5 volts
b) 2,5 volts
c) 3,5 volts
d) 4,5 volts
e) 5,5 volts
Solução na página 88

ELETROMAGNETISMO

211. (Covest 1992) Assinale afirmativa que descreve


a) 3,5 corretamente um fenômeno magnético.
b) 4,0 a) Pólos magnéticos de mesma natureza se atraem e
c) 6,0 pólos magnéticos de natureza oposta se repelem.
d) 7,5
b) O campo magnético da Terra é nulo.
e) 8,0 Solução na página 88
c) A agulha de uma bússola, colocada inicialmente na
direção Leste-Oeste, tende a se alinhar com a
209. (Covest-2008) A figura representa a corrente I, que direção Norte-Sul devido ao campo magnético da
atravessa uma bateria ligada a um circuito elétrico não Terra.
mostrado na figura. A tabela fornece cinco conjuntos d) A orientação da agulha de uma bússola não é
de resultados obtidos com baterias diferentes e o afetada pela presença de correntes elétricas.
mesmo circuito. A força eletromotriz ε, a resistência
interna r, a corrente elétrica I e a polaridade (terminal e) Ao cruzar a linha do Equador, a orientação da
1) de cada bateria estão indicadas na tabela. Em qual agulha magnética de uma bússola deve inverter de
dos casos ocorre maior transferência de energia da sentido.
bateria para o circuito? Solução na página 88

20 anos de Questões Resolvidas 36 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

212. Covest 1993) Um elétron percorre uma trajetória 215. (Covest 2003) A figura mostra parte de um circuito
curva ao penetrar na região limitada pelo retângulo da elétrico que está imerso numa região de campo
figura, onde atua um campo magnético. Deduza qual a magnético uniforme, perpendicular ao plano da figura.
direção do campo magnético a partir da forma da O fio AB tem densidade linear igual a 1,8 g/cm,
trajetória (despreze o efeito da gravidade e considere podendo deslizar sem atrito sobre os dois fios
que o elétron não sai do plano do retângulo). metálicos verticais. A corrente elétrica no circuito é
igual a 0,10 A. Qual deve ser a intensidade do campo
magnético, para manter o fio AB em equilíbrio, sob a
ação das forças gravitacional e magnética?

i A B i=0,10 A

a) Direção A-B
a) 41 T b) 32 T c) 18 T d) 12 T e) 10 T
b) Qualquer direção paralela ao plano do retângulo
c) Direção C-B
216. (Covest 2004) Uma partícula carregada positivamente,
d) Direção A-D de carga q e massa desprezível, move-se em linha reta
e) Perpendicular ao plano do retângulo. numa região de campo elétrico uniforme, E , e
Solução na página 89 campo magnético uniforme de intensidade B = 1,5 x
213. (Covest-1999) Uma partícula de carga elétrica 10–2 T, como mostra a figura. Se a velocidade da
positiva q desloca-se inicialmente com velocidade partícula tem intensidade constante, v = 2,0 x 105 m/s,
constante , v e penetra numa região onde há um campo sendo paralela às placas P1 e P2 e perpendicular ao
magnético uniforme, B perpendicular à velocidade, campo magnético, podemos afirmar que o campo E
como esquematizado na figura. Qual das trajetórias tem intensidade, direção e sentido dados por:
indicadas melhor representa o comportamento da
partícula na região onde há campo magnético?

a) E = 1,5 x 103 V/m, perpendicular à velocidade e


sentido de P1 para P2
a) 1 d) 4 b) E = 1,5 x 103 V/m, perpendicular à velocidade e
b) 2 e) 5 sentido de P2 para P1
c) 3 Solução na página 89 c) E = 3,0 x 103 V/m, perpendicular à velocidade e
sentido de P1 para P2
214. (Covest 1995) Indique a alternativa errada d) E = 3,0 x 103 V/m, perpendicular à velocidade e
sentido de P2 para P1
a) Dois fios longos e paralelos se atraem quando estão
passando por eles correntes elétricas no mesmo e) E = 4,5 x 103 V/m, perpendicular à velocidade e
sentido. sentido contrário.
b) Dobrando-se ao mesmo tempo o número de espiras Solução na página 89
e o comprimento de uma bobina solenóide, 217. (Covest 1994) Um pequeno imã deslocando-se com
mantêm-se inalterado o valor do campo magnético velocidade constante atravessa uma espira condutora
no centro da mesma. conforme indicado na figura. Indique qual dos
c) A intensidade do campo magnético no centro de gráficos abaixo melhor representa a variação da
uma espira circular independe do raio da espira. corrente induzida na espira devido ao movimento do
imã.
d) Ao se dividir um ímã em dois pedaços formam-se
dois novos ímãs.
e) O pólo norte de um ímã tende a alinhar-se com o
sul magnético da Terra (norte geográfico da Terra).
Solução na página 89

20 anos de Questões Resolvidas 37 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

a) d) 218. (Covest 1995) Qual o gráfico que melhor representa a


diferença de potencial induzida no secundário de um
transformador, se no primário dele é aplicada a
diferença de potencial representada na figura abaixo?

b) e)

Solução na página 90
219. (Covest 2005) Um anel está numa região do espaço
onde existe uma densidade de campo magnético B que
varia com o tempo. A densidade de campo magnético
é uniforme em toda a região e perpendicular ao plano
c)
do anel. O gráfico mostra a magnitude de B em função
do tempo. Observando o gráfico, assinale a afirmação
correta com relação às forças eletromotrizes induzidas,
a, b, c e d, durante os respectivos intervalos de
tempo a, b, c e d.

B
Solução na página 90

B0

0
a b c d t

a) a = constante  0.
b) b = 0.
c) c = constante  0.
d) d = 0.
e) d = constante  0.
Solução na página 90
a) d) 220. (Covest 2006) Uma partícula com carga q = 3,2 x
10-19 C e massa m = 3,2 x 10-30 kg desloca-se em uma
região de campo magnético uniforme com B = 0,05 T,
descrevendo uma trajetória circular de raio r = 5,0
mm. Determine a velocidade da partícula em m/s.
b) e)
a) 1,2 x 107
b) 1,5 x 107
c) 2,3 x 107
c) d) 2,5 x 107
e) 3,2 x 107
Solução na página 90

221. (Covest 2008) O gráfico indica a variação temporal de


um campo magnético espacialmente uniforme, B(t),
numa região onde está imersa uma espira condutora. O
campo é perpendicular ao plano da espira. Em qual dos
intervalos de tempo, identificados por I, II, III, IV e V,
ocorrerá a maior força eletromotriz induzida na espira?

20 anos de Questões Resolvidas 38 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

Solução na página 91
224. (Covest 1990) Um litro de água, a uma temperatura de
20°C, é misturado com dois litros de água que
estavam inicialmente à temperatura de 50°C.
No equilíbrio, a temperatura final da água será:
a) 30°C d) 43°C
b) 35°C e) 45°C
c) 40°C Solução na página 91
a) i 225. (Covest-1993) Mergulha-se 10g de ferro a 520°C em
b) ii 50g de água a 10°C. Se o calor específico do ferro é
c) iii 10 vezes menor que o da água, a temperatura de
d) iv equilíbrio do sistema água-ferro é, em °C (considere o
e) v sistema isolado):
a) 15 d) 30
Solução na página 90
b) 20 e) 35
c) 25 Solução na página 91

222. (Covest 2009) Uma espira, percorrida pela corrente i 226. (Covest 1996) Um certo volume de um líquido A, de
= 2,0 A, se encontra numa região de campo magnético massa M e que está inicialmente a 20°C, é despejado
uniforme B = 0,5 T. Devido às forças magnéticas que no interior de uma garrafa térmica que contém uma
atuam sobre a espira, ela pode girar em torno do eixo massa 2M de um outro líquido, B, na temperatura de
que passa pelos pontos médios dos lados AD e BC, 80°C. Se a temperatura final da mistura líquida
conforme indicado. Determine o torque resultante que resultante for de 40°C, podemos afirmar que a razão
atua sobre a espira no instante mostrado na figura. CA / CB entre os calores específicos das substâncias A
Considere L1 = 2L2 = 1,0 m. e B vale:
a) 6
b) 4
c) 3
d) 112
e) 1 13 Solução na página 91

227. (Covest 1997) Uma bebida refrescante pode ser obtida


pela mistura de chá quente com água gelada. Qual a
temperatura final (em °C) de uma mistura preparada a
partir de 100g de chá a 80°C com 400g de água a 5°C?
a) 0,2N.m Considere o calor específico do chá igual ao da água
b) 0,3 N.m ( 1,0 cal/g. °C ).
c) 0,4 N.m
d) 0,5 N.m a) 20 d) 14
e) 0,6 N.m Solução na página 90 b) 18 e) 12
c) 16 Solução na página 91
228. (Covest 2002) Um calorímetro, de capacidade térmica
TERMOLOGIA desprezível, contém 100 g de água a 15,0 °C.
Adiciona-se no interior do calorímetro uma peça de
metal de 200 g, à temperatura de 95,0 °C. Verifica-se
223. (Covest 1991) Três blocos de prata de massas que a temperatura final de equilíbrio é de 20,0 °C.
diferentes mA > mB > mC recebem a mesma quantidade Qual o calor específico do metal, em cal/g°C?
de calor Q, o que causa uma variação na temperatura a) 0,01
de cada bloco, Podemos afirmar que:
b) 0,02
a) as capacidades térmicas dos três blocos são iguais; c) 0,03
b) o calor especifico dos três blocos é diferente; d) 0,04
c) a razão entre a capacidade térmica e a massa de e) 0,05 Solução na página 91
cada bloco é constante;
d) a capacidade térmica de cada bloco cresce de
maneira diretamente proporcional ao aumento na
temperatura;
e) o calor específico de cada bloco cresce de maneira
diretamente proporcional à massa de cada bloco.

20 anos de Questões Resolvidas 39 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

229. (Covest 1998) O gráfico abaixo representa a variação 233. (Covest-1994) Dos diagramas temperatura versus
da temperatura em função do tempo para um sistema tempo abaixo, indique qual o que melhor representa a
constituído inicialmente de um cubo de gelo de 1kg a transformação da fase líquida para vapor de uma certa
0ºC. Sabendo-se que o calor latente de fusão do gelo é quantidade de água, numa altitude acima do nível do
80 cal/g, qual a quantidade de calor, em calorias, mar.
absorvida pelo gelo entre os instantes 0 e 100s?
a) d)

b) e)

a) 8 x 105
c)
b) 8 x 104
c) 8 x 103
d) 8 x 102
e) 8 x 101 Solução na página 91
230. (Covest 2003) Uma jarra de capacidade térmica igual
a 60 cal/°C contém 300 g de água em equilíbrio a uma 234. (Covest-2001) O gráfico abaixo apresenta a variação
do comprimento L de uma barra metálica, em função
determinada temperatura. Adiciona-se 36 g de gelo a
0°C e mantém-se a jarra em um ambiente isolado da temperatura T. Qual o coeficiente de dilatação
linear da barra, em °C–1?
termicamente. Quando o sistema entra em equilíbrio, a
sua temperatura final é igual a 20°C. Qual a redução
na temperatura da água?
a) 10 °C
b) 12 °C
c) 14 °C
d) 16 °C
e) 18 °C Solução na página 92

231. (Covest 2004) Um cubo de gelo de 200 g é retirado de


um congelador, cuja temperatura é igual a –10 °C, e
colocado em um recipiente. Transcorrido em líquido, a
0 °C. Determine o calor absorvido pelo gelo neste
processo de descongelamento. a) 1,00x 10-5 d) 4,00 x 10-5
b) 2,00 x 10-5 e) 5,00 x 10-5
a) 11 kcal
c) 3,00 x 10-5 Solução na página 92
b) 13 kcal
c) 15 kcal
d) 17 kcal 235 (Covest-1997) Uma régua de alumínio, com
e) 19 kcal Solução na página 92 coeficiente de dilatação linear ( = 25 x 10-6 K-1, tem o
comprimento de 200,0 cm a 20°C. Qual o valor, em
cm, do seu comprimento a 60°C?
232. (Covest 2005) Com o objetivo de melhorar de uma
contusão, um atleta envolve sua coxa com uma bolsa a) 200,1 d) 200,4
com 500 g de água gelada a 0 oC. Depois de b) 200,2 e) 200,5
transcorridos 30 min, a temperatura da bolsa de água c) 200,3 Solução na página 92
atinge 18 oC. Supondo que todo o calor absorvido pela
água veio da coxa do atleta, calcule a perda média de
calor por unidade de tempo, em cal/s.
a) 1 d) 4
b) 2 e) 5
c) 3 Solução na página 92

20 anos de Questões Resolvidas 40 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

236. (Covest 2000) Uma ponte de concreto tem 50 m de 240. (Covest 2003) O volume interno do cilindro de
comprimento à noite, quando a temperatura é de 20ºC. comprimento L = 20 cm, mostrado na figura, é
Seu coeficiente de dilatação térmica é 10–5/ ºC. Qual a dividido em duas partes por um êmbolo condutor
variação do comprimento da ponte, em cm, que ocorre térmico, que pode se mover sem atrito. As partes da
da noite até o meio-dia quando a temperatura atinge esquerda e da direita contêm, respectivamente, um
40ºC? moI e três moles, de um gás ideal. Determine a
a) 1,0 x 10–3 posição de equilíbrio do êmbolo em relação à
extremidade esquerda do cilindro.
b) 2,0 x 10–3
c) 1,0 x 10–2 êmbolo
d) 2,0 x 10–2
e) 3,0 x 10–2 Solução na página 93
n1=1 n2=3
237. (Covest 1992) Analise as proposições abaixo e
assinale a alternativa falsa.
a) A temperatura de um gás é uma indicação do estado
de agitação de suas moléculas. L
b) Enquanto a água em uma panela estiver em a) 2,5 cm
ebulição, o calor cedido à mesma não ocasionará
b) 5,0 cm
um aumento de sua temperatura.
c) 7,5 cm
c) A temperatura de ebulição de um líquido pode ser
elevada acima de seu valor normal, se for d) 8,3 cm
aumentada a pressão sobre o liquido. e) 9,5 cm Solução na página 93
d) O diâmetro de um orifício em uma chapa metálica
plana aumenta quando esta chapa é aquecida. 241. (Covest-2005) Uma panela de pressão com volume
e) Dois volumes diferentes de um mesmo líquido interno de 3,0 litros e contendo 1,0 litro de água é
sofrem igual variação em cm3 quando a levada ao fogo. No equilíbrio térmico, a quantidade de
temperatura de ambos é aumentada por um mesmo vapor de água que preenche o espaço restante é de 0,2
número de graus centígrados. mol. A válvula de segurança da panela vem ajustada
238. (Covest 1999) Um gás ideal ocupa um recipiente com para que a pressão interna não ultrapasse 4,1 atm.
volume igual a 2.500 cm3, temperatura igual a 300K, e Considerando o vapor de água como um gás ideal e
pressão igual a 100 Pa. Qual a ordem de grandeza do desprezando o pequeno volume de água que se
número de mols do gás no recipiente? transformou em vapor, calcule a temperatura, em 10 2
K, atingida dentro da panela.
a) 10-4
b) 10-3
c) 10-2
vapor
d) 100
e) 103 Solução na página 93 água

239. (Covest-1993) Considere um gás ideal à pressão de a) 4,0


1 atmosfera e a temperatura ambiente de T = 300 K. b) 4,2
Nestas condições, a ordem de grandeza do número de
c) 4,5
partículas por m3 é:
d) 4,7
a) 10–5
e) 5,0 Solução na página 93
b) 1010
c) 1015
242. (Covest 1991) Um pneu inflado tem uma pressão 3
d) 1020 vezes maior que a atmosférica, à mesma temperatura.
e) 1025 Solução na página 93 Nestas condições, a densidade do ar no pneu,
comparada com a densidade do ar na atmosfera, é:
a) 9 vezes maior;
b) 9 vezes menor;
c) a mesma;
d) 3 vezes maior;
e) 3 vezes menor, Solução na página 94

20 anos de Questões Resolvidas 41 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

243. (Covest 1993) Uma bolha de gás liberada no fundo de


um lago, situado ao nível do mar, triplica seu volume 246 (Covest 1996) Um gás ideal evolui de um estado A
ao atingir a superfície. Supondo que a temperatura da (pressão 2p0 e volume V0) até um outro estado C
água é uniforme, qual a pressão no fundo do lago, em (pressão p0 e volume 2V0). Considere os dois
atmosferas? processos ABC e ADC, indicados no diagrama abaixo.
a) 1,5 Sejam W (ABC) e W (ADC) os trabalhos realizados
pelo gás nestes dois processos, respectivamente.
b) 2,0
Podemos concluir que:
c) 2,5
d) 3,0
e) 3,5 Solução na página 94

244. (Covest-1994) Identifique qual das afirmativas abaixo


está errada:
a) A variação de temperatura medida com uma escala
Celsius produz o mesmo valor numérico se medida
com uma escala Kelvin.
b) Aproximadamente, as temperaturas de fusão e
ebulição da água ao nível do mar são 273K e 2Vo
373K, respectivamente.
c) Corpos de mesmo material, mas de massas
diferentes, têm capacidade caloríficas diferentes. a) W (ABC) = 3W (ADC)
d) A temperatura de fusão do gelo diminui com o b) W (ABC) = 2W (ADC)
aumento da pressão sobre o mesmo. c) W (ABC) = W (ADC)
c) Em uma expansão isobárica de um gás ideal a d) W (ABC) = 4W (ADC)
temperatura do gás permanece constante. e) W (ABC) = W (ADC) = 0

Solução na página 94
Solução na página 94 247. (Covest-1995) O diagrama P x V abaixo descreve um
processo termodinâmico de um gás ideal, em pistão
cilíndrico uniforme. Indique qual das alternativas
abaixo está errada:

245. (Covest 1994) Qual das afirmativas abaixo está


correta para descrever as transformações sofridas por
um gás ideal, cujo diagrama P x V é dado abaixo e
onde a transformação AB é isotérmica.

a) A força exercida sobre o pistão entre os pontos


(P1, V1) e (P1 e V2) foi mantida constante ao longo
do processo.
b) Não houve realização de trabalho ao longo do
processo (P1, V2)  (P2, V2).
c) O trabalho realizado ao longo do processo (P1, V1)
a) Entre A e B não houve troca de calor com o meio
externo.  (P2, V2) foi W = P2V2 – P1V1.
b) Entre B e C a temperatura do gás diminui. d) O aumento relativo da Força F exercida sobre o
pistão ao longo do processo (P 1, V2)  (P2, V2)
c) Entro C e A houve realização de trabalho.
F2  F1 P2  P1
d) Um gás ideal não pode ter um diagrama P x V foi de 
como o dado acima. F1 P1
e) Todas as afirmativas acima estio erradas. e) A energia interna do gás aumentou ao longo do
Solução na página 94 processo (P1, V2)  (P2, V2)

20 anos de Questões Resolvidas 42 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

Solução na página 95 Solução na página 95

248. (Covest 2001) Um gás ideal realiza o processo ABC


indicado no diagrama PV, abaixo. Na transformação 250. (Covest 1998) No diagrama P x T abaixo, uma certa
isotérmica BC, onde a temperatura permanece quantidade de gás ideal evolui do estado inicial A para
constante, o gás absorve 1,4 x 105J de calor. Qual o um estado final B, conforme indicado na figura. Qual
trabalho total realizado pelo gás, em joules, durante a a razão, VB/VA, entre os volumes final e inicial do
transformação ABC? gás?

a) 1/3
a) 1,6 x 105 b) 1/2
b) 2,4 x 105 c) 1
c) 3,8 x 105 d) 2
d) 4,2 x 105 e) 3
e) 5,0 x 105 Solução na página 95
Solução na página 95 251. (Covest-2004) Considere um gás ideal em um
249. (Covest 1996) Qual dos gráficos abaixo melhor recipiente cilíndrico de volume V0, que tem a
representa o que acontece com a pressão no interior de extremidade superior fechada por um êmbolo de
um recipiente contendo um gás ideal, a volume massa M. Após o êmbolo ser liberado, o gás se
constante, quando a temperatura aumenta? expande isotermicamente, elevando o êmbolo de uma
altura H. Supondo que o êmbolo possa deslizar sem
a) d)
atrito, qual dos gráficos abaixo melhor representa a
pressão do gás em função do seu volume?

a) d)

b) e)

b) e)

c)

c)

Solução na página 96

20 anos de Questões Resolvidas 43 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

compartimentos, que são separados por uma válvula


252. (Covest 2006) Uma barra de gelo de 200 g, inicialmente fechada. O compartimento da esquerda
inicialmente a -10 °C, é usada para esfriar um litro de contém um gás ideal, e o da direita está completamente
água em uma garrafa térmica. Sabendo-se que a vazio (ver a figura). Abre-se então a válvula, e o gás se
temperatura final de equilíbrio térmico é 10 °C, expande livremente até ocupar todo o volume
determine a temperatura inicial da água, em °C. disponível nos dois compartimentos. Nesse contexto,
Despreze as perdas de calor para o meio ambiente e qual das afirmativas abaixo está correta?
para as paredes da garrafa.

a) 29
b) 28
c) 27
d) 26
e) 25
Solução na página 96
a) A entropia do gás e a sua energia interna permanecem
253. (Covest 2007) Um mol de um gás ideal, inicialmente à constantes.
temperatura de 300 K, é submetido ao processo b) A entropia do gás permanece constante, e a sua
termodinâmico ABC mostrado no diagrama V energia interna diminui.
versus T. Determine o trabalho realizado pelo gás, em c) A entropia do gás aumenta, e a sua energia interna
calorias. permanece constante.
Considere R = 2,0 cal/mol.K. d) A entropia do gás e a sua energia interna diminuem.
e) A entropia do gás e a sua energia interna aumentam.

ÓPTICA GEOMÉTRICA

256. (Covest 1990) A figura mostra um feixe paralelo de


luz incidente em um prisma que tem suas superfícies
externas refletoras. Parte do feixe é refletido por uma
a) 1200 cal face e parte por outra. Se o ângulo entre cada face do
b) 1300 cal prisma e a direção do feixe é  o ângulo  entre as
c) 1400 cal direções dos feixes refletidos deve valer:
d) 1500 cal
e) 1600 cal Solução na página 96

254. (Covest 2008) Em uma chapa metálica é feito um


orifício circular do mesmo tamanho de uma moeda. O
conjunto (chapa com a moeda no orifício), inicialmente
a 25 OC, é levado a um forno e aquecido até 225 OC.
Após o aquecimento, verifica-se que o orifício na
chapa ficou maior do que a moeda. Dentre as
afirmativas abaixo, indique a que está correta.

a) O coeficiente de dilatação da moeda é maior do que


o da chapa metálica.
b) O coeficiente de dilatação da moeda é menor do que
o da chapa metálica.
c) O coeficiente de dilatação da moeda é igual ao da a) 
chapa metálica, mas o orifício se dilatou mais porque b) 2
a chapa é maior que a moeda.
c) 3
d) O coeficiente de dilatação da moeda é igual ao da
chapa metálica, mas o orifício se dilatou mais porque d) 4
o seu interior é vazio. e) 5 Solução na página 96
e) Nada se pode afirmar sobre os coeficientes de
dilatação da moeda e da chapa, pois não é dado o
tamanho inicial da chapa
Solução na página 96
255. (Covest 2009) Um recipiente rígido e termicamente
isolante, de volume V, é dividido em dois

20 anos de Questões Resolvidas 44 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

257. (Covest 2003) Raios de luz paralelos incidem sobre 260. (Covest 1996) Uma criança aproxima-se de um
um prisma de vidro, conforme indicado na figura. espelho plano com velocidade V, na direção da normal
Sendo  = 27°, qual será o ângulo  entre os ao espelho. Podemos afirmar que sua imagem:
prolongamentos dos raios refletidos?: a) Afasta-se do espelho com velocidade V;
b) Aproxima-se do espelho com velocidade V;
c) Afasta-se do espelho com velocidade 2V;
d) Aproxima-se do espelho com velocidade 2V;
 e) Afasta-se do espelho com velocidade Vf2.


261. (Covest 2002) Uma criança corre em direção a um
espelho vertical plano, com uma velocidade constante
de 4,0 m/s. Qual a velocidade da criança, em m/s, em
relação à sua imagem?
a) 1,0 d) 6,0
b) 2,0 e) 8,0
a) 54° c) 4,0
b) 47° Solução na página 97
c) 33° 262. (Covest 1995) Um objeto é colocado diante de dois
espelhos planos que formam um ângulo de 90° entre
d) 27°
si. Considerando o raio luminoso mostrado nas figuras
e) 14° abaixo, determine qual a figura que melhor representa
Solução na página 96 imagem do objeto formadas em cada espelho.
258. (Covest 1990) Um homem de 1,70m de altura tem
a) d)
seus olhos 10cm abaixo do topo da cabeça. Qual deve
ser a máxima distância d, em cm, de um espelho em
relação ao chão, para que o homem veja a imagem de
seu sapato?

b) e)

c)

a) 10
b) 40
c) 80 Solução na página 97
d) 160 263. (Covest 1992) Retido em um congestionamento, um
e) 170 Solução na página 97 motorista percebe o carro imediatamente atrás do seu
através dos espelhos retrovisores externos e interno.
No espelho do lado esquerdo ele vê uma imagem de
259. (Covest 1991) Uma garota corre com uma velocidade
mesmo tamanho à que ele observa no retrovisor
de 2 m/s em direção a um espelho plano colocado
interno, que contém um espelho plano. Ao olhar o
verticalmente à sua frente. Em relação a ela, a
retrovisor do lado direito, a imagem formada é menor
velocidade de sua imagem refletida pelo espelho será,
que a espelho interno. Com respeito aos espelhos
em m/s, igual a:
externos, podemos afirmar, com certeza, que:
a) Ambos são planos;
a) 2 b) Ambos são côncavos;
b) 4 c) O espelho de lado esquerdo é plano e o do lado
c) 6 direito é côncavo;
d) 8 d) O espelho do lado esquerdo é convexo e o espelho
e) zero Solução na página 97 do lado direito é plano;
e) O espelho do lado esquerdo é plano e o do lado
direito é convexo.

20 anos de Questões Resolvidas 45 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

264. (Covest 2000) Um espelho côncavo tem 24 cm de raio 267. (Covest 1996) Um raio de luz, que incide em uma
de curvatura. Olhando para ele de uma distância de interface ar-vidro fazendo um ângulo de 60° com a
6,0 cm, qual o tamanho da imagem observada de uma normal, é refratado segundo um ângulo de 30°. Se a
cicatriz de 0,5 cm, existente no seu rosto? velocidade da luz no ar vale c, qual a sua velocidade
a) 0,2 cm d) 2,4 cm no vidro?
b) 0,5 cm e) 6,0cm
c) 1,0 cm Solução na página 97

265. (Covest 1991) Um feixe de luz monocromática incide


do ar em um bloco de quartzo cujo índice de refração
é 1,5. Se o índice de refração do ar é igual a 1, e a
velocidade de propagação da luz nesse meio é
considerada igual a 3,0 x 108 m/s, a velocidade de
propagação da luz no bloco de quartzo vale, em m/s:
a) 1,5 x108; d) 3,0 x 108;
b) 2,0 x 108; e) 3,5 x 108.
8 a) (1,73)2 c
c) 2,5 x 10 ; Solução na página 98
b) 1,73 c
266. (Covest 1992) Três lasers de Hélio-Neônio, gerando
luz vermelha de mesmo comprimento de onda, são c) c
colocados de forma que os feixes emitidos se d) c / 1,73
propagam paralelamente no ar e penetram em prisma e) c / (1,73)2 Solução na página 98
de vidro, cujo índice de refração é 1,5 conforme o
diagrama abaixo. A. figura que melhor descreve a 268. (Covest 2005) O índice de refração, n, de um vidro de
trajetória dos feixes, ao emergir do bloco de vidro, é: quartzo depende do comprimento de onda da luz, ,
conforme indica o gráfico abaixo. Calcule o ângulo de
refração  para luz com  = 400 nm incidindo sobre
uma peça de quartzo, conforme a figura. Considere o
índice de refração do ar igual a 1,00.
1,48
Índice de refração

1,47

1,46
a) d)

1,44
300 400 500 600 700 800
Comprimento de onda (nm)
b) e)

90
60 AR

QUARTZO
c)

Solução na página 98 a) arc sen 0,07


b) arc sen 0,13
c) arc sen 0,34
d) arc sen 0,59
e) arc sen 0,73 Solução na página 98

20 anos de Questões Resolvidas 46 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

269. (Covest 1997) A figura mostra o caminho de um raio b) e)


de luz atravessando três líquidos não miscíveis,
transparentes e superpostos. Examinando a trajetória
da luz nos três líquidos, podemos afirmar que sua
velocidade:

c)

Solução na página 99

272. (Covest 2004) Um raio de luz que se propaga no ar,


a) é a mesma nos três líquidos; incide no ponto P de uma lâmina de vidro de
b) é maior no líquido I do que no líquido II. espessura d. Sabendo-se que a normal em P e os raios
c) é menor no líquido I do que no líquido II. de luz estão no mesmo plano, qual das figuras abaixo
representa a trajetória da luz ao atravessar o vidro?
d) é a mesma nos líquidos I e III.
e) é maior no líquido II do que no líquido III.
Solução na página 98
270. (Covest 1999) Um raio de luz monocromática
atravessa um espesso bloco de vidro, como
esquematizado na figura abaixo.
Qual das trajetórias indicadas representa melhor o a) d)
comportamento do raio de luz ao sair do bloco de
vidro?

b) e)

a) 1
b) 2 c)
c) 3
d) 4
e) 5 Solução na página 98

271. (Covest 2001) Qual das figuras abaixo melhor


representa a trajetória de um raio de luz
monocromática, ao atravessar uma janela de vidro Solução na página 99
(imersa no ar) de espessura d?
273. (Covest 1994) Uma pessoa tenta apanhar uma pedra
a) d) no leito de um riacho e verifica que a pedra não está
exatamente na posição que parecia estar. Isto se
deve a:

a) Interferência dos raios luminosos.


b) Difração dos raios luminosos.
c) Índices de refração diferentes para a água e ar.
20 anos de Questões Resolvidas 47 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza
FÍSICA COVEST 1ª FASE

d) Reflexão total. c)
e) Polarização da luz.
Solução na página 99
274. (Covest 1997) Um prisma imerso no ar deve ser usado
para mudar a direção do feixe de luz; incidente por
90º, de modo que a luz; não é transmitida através da
superfície BC. Dentre os valores abaixo, qual o menor
valor admissível para o índice de refração do prisma?
Solução na página 100

276. (Covest 1998) Uma pessoa usa uma lupa (lente


biconvexa) para observar um pequeno objeto, com
ampliação. Qual deve ser a distância entre o objeto e a
lente para que a imagem seja maior que o objeto?
a) Menor que a distância focal da lente.
b) Maior que a distância focal, porém menor que o
dobro da mesma.
c) O dobro da distância focal.
a) 1,27 d) 1,73 d) Igual à distância focal.
b) 1.30 e) 1,82 e) O triplo da distância focal.
c) 1.45 Solução na página 99
275. (Covest 1993) Um feixe de laser incide Solução na página 100
perpendicularmente a uma das faces de um prisma
cujo índice de refração é n = 2, conforme mostra a
277. (Covest 2002) A lente da figura abaixo tem distância
figura. Considerando que todas as faces do prisma
focal de 10 cm. Se ela for usada para observar um
estão em contato com o ar, indique qual das
objeto que esteja a 5 cm, como aparecerá a imagem
alternativas descreve o caninho seguido pelo feixe de
deste objeto para um observador posicionado do outro
laser. Considere o índice de refração do ar, nar = 1.
lado da lente?

5 cm

objeto

a) Invertida e do tamanho do objeto.


a) d) b) Invertida e menor que o objeto.
c) Invertida e maior que o objeto.
d) Direta e maior que o objeto.
e) Direta e menor que o objeto.

b) e)

20 anos de Questões Resolvidas 48 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

Solução na página 100


278. (Covest 2002) A figura abaixo representa um olho
humano normal. Raios paralelos entrando num olho,
que está mirando um objeto no infinito, produzem
uma imagem real e invertida na retina. Desse modo, o
cristalino atua como uma lente convergente. Se o
objeto estiver a 30 cm do olho, para que se forme uma
boa imagem, os músculos que controlam a curvatura
do cristalino se alteram. Podemos então afirmar que:
cristalino

a) sen θ = 1/1,45
b) sen θ = 1/1,46
c) sen θ = 1/1,47
raios d) cos θ = 1/1,46
paralelos
e) cos θ = 1/1,47 Solução na página 101
retina
281. (Covest-2007) Um objeto de altura h = 2,5 cm está
a) A distância focal do cristalino aumentará. localizado a 4,0 cm de uma lente delgada de distância
b) A distância focal do cristalino diminuirá. focal f = +8,0 cm. Determine a altura deste objeto, em
c) O cristalino se ajustará para formar uma imagem cm, quando observado através da lente.
atrás da retina.
d) Os raios de curvatura do cristalino aumentarão.
e) A distância focal do cristalino não sofrerá
modificação.
Solução na página 100
279. (Covest-2006) Um dispositivo composto por três
blocos de vidro com índices de refração 1,40, 1,80 e
2,0 é mostrado na figura. Calcule a razão tA/tB entre a) 2,5
os tempos que dois pulsos de luz (“flashes”) levam b) 3,0
para atravessarem este dispositivo. c) 4,5
d) 5,0
e) 6,5 Solução na página 101

282. (Covest 2009) Quatro placas horizontais P1, P2, P3 e


P4, feitas de substâncias com índices de refração n1 =
1,3, n2 = 1,5, n3 = 1,4 e n4 = 1,6, encontram-se imersas
no ar. Raios de luz incidem na extremidade esquerda
a) 0,8 d) 1,5 das placas, como mostrado na figura. Em quais placas
b) 1,0 e) 1,6 existe a possibilidade de que a luz fique confinada de
c) 1,3 Solução na página 100 tal forma que, após várias reflexões, chegue à
extremidade direita sem escapar das placas no seu
percurso?
280. (Covest-2006) Um feixe de luz de comprimento de
onda l = 400 nm, paralelo à superfície BC de um
prisma de vidro, incide na superfície AB, como
mostrado na figura. O índice de refração do vidro
depende de l, como indicado no gráfico abaixo. O
maior valor possível do ângulo q, para que o feixe seja
totalmente refletido na superfície AB, é tal que

a) Placas P1 e P2
b) Placas P2 e P3
c) Placas P1 e P3
d) Placas P1 e P4
e) Placas P2 e P4 Solução na página 101

20 anos de Questões Resolvidas 49 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

ONDULATÓRIA b) 1,0 m/s e) 4,0 m/s


c) 2,0 m/s Solução na página 101

283. (Covest-1994) Duas cordas diferentes (1 e 2) estão


286. (Covest-2001) Qual(ais) característica(s) da luz --
unidas através de uma junção J. Uma onda de
comprimento de onda, freqüência e velocidade --
freqüência u é produzida na CORDA 1 e incide sobre
muda(m) de valor quando a luz passa do ar para o
a junção conforme indica a figura. Observa-se que a
vidro?
onda transmitida para a CORDA 2 tem comprimento
de onda maior que o da onda incidente. Sendo v i vr e a) Apenas a freqüência.
Vt respectivamente os módulos das velocidades das b) Apenas a velocidade.
ondas incidente, refletida e transmitida na junção J, c) A freqüência e o comprimento de onda.
pode-se afirmar que: d) A velocidade e o comprimento de onda.
e) A freqüência e a velocidade.
Solução na página 101

287. (Covest-2002) Analise as afirmativas abaixo relativas


a diferentes ondas eletromagnéticas e indique qual é a
correta.
a) No vácuo, a radiação ultravioleta propaga-se com
velocidade maior do que as microondas.
a) vr > Vi b) No vácuo, a velocidade dos raios X é menor que a
b) vt < vi velocidade da luz azul.
c) vi < vt c) As ondas de rádio têm freqüências maiores que a
luz visível.
d) vr < vi
d) Os raios X e raios  têm freqüências menores que a
e) vr = vi = vt Solução na página 101
luz visível.
e) A freqüência da radiação infravermelha é menor
que a freqüência da luz verde.
284. (Covest-1994) Assinale a alternativa falsa. Solução na página 102
a) Microondas é uma forma de radiação
eletromagnética. 288. (Covest-1999) O diagrama abaixo representa uma
b) A cor vermelha tem comprimento de onda maior onda que se propaga ao longo da direção X num meio
que a cor azul. uniforme.
c) A velocidade da luz é independente do meio em Qual característica física da onda é constante?
que ela se propaga.
d) Uma onda eletromagnética está associada a
campos elétricos e magnéticos variáveis no tempo.
e) Difração é um fenômeno que caracteriza a natureza
ondulatória da luz.
Solução na página 101

285. (Covest-2000) O gráfico abaixo representa a posição y


a) Frequência
de uma rolha que se move verticalmente em uma
piscina, onde é produzida uma onda transversal com b) Amplitude
cristas sucessivas distantes 2,0 m umas das outras. c) Comprimento de onda
Qual a velocidade de propagação da onda? d) Período
e) Velocidade Solução na página 102

289. (Covest-2005) O intervalo de freqüências do som


audível é de 20 Hz a 20 kHz. Considerando que a
velocidade do som no ar é aproximadamente 340 m/s,
determine o intervalo correspondente de
comprimentos de onda sonora no ar, em m.
a) 2,5 x 10-3 a 2,5
b) 5,8 x 10-3 a 5,8
c) 8,5 x 10-3 a 8,5
a) 0,5 m/s d) 3,0 m/s
d) 17 x 10-3 a 17
20 anos de Questões Resolvidas 50 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza
FÍSICA COVEST 1ª FASE

e) 37 x 10-3 a 37 Solução na página 102 293. (Covest-2004) Ondas estacionárias se formam numa
corda de comprimento L, cujas extremidades estão
290. (Covest-2003) O menor intervalo de tempo para que o fixas. A razão fn+1/fn entre as freqüências de vibração
cérebro humano consiga distinguir dois sons que de dois harmônicos consecutivos, de ordem n +1 e n,
chegam ao ouvido é, em média, 100 ms. Este é dada por:
fenômeno é chamado persistência auditiva. Qual a n
menor distância que podemos ficar de um obstáculo a)
para ouvir o eco de nossa voz? n 1
a) 16,5 m
nL
b)
b) 17,5 m n 1
c) 18,5 m n 1
c)
d) 19,5 m n
e) 20,5 m Solução na página 102
d)
n 1  L
n
291. (Covest-1998) Uma onda sonora que se propaga com
n 1
velocidade igual a 330m/s através de um tubo de e) Solução na página 102
90cm desloca as moléculas de ar de suas posições de n 1
equilíbrio. O valor do deslocamento s (t) das 294. (Covest-2002) Um êmbolo executa um movimento
moléculas em um determinado instante de tempo t, e oscilatório com pequena amplitude, ao longo de um
ao longo do comprimento do tubo, pode ser tubo cilíndrico fechado contendo ar à pressão
representado pelo gráfico abaixo. Qual a freqüência, atmosférica. Qual deve ser a freqüência de oscilação
em kHz, dessa onda sonora? do êmbolo, em Hz, para que não haja saída ou entrada
de ar, através de dois orifícios feitos nas posições
indicadas na figura? Suponha que a posição dos
orifícios coincide com nós de uma onda sonora
estacionária e considere a freqüência mais baixa
possível.
êmbolo orifícios

L/3 L/3 L/3

L = 100 cm

tubo
a) 1,1 d) 0,5
b) 0,9 e) 0,3 a) 170
c) 0,6 Solução na página 102 b) 340
c) 510
d) 680
292. (Covest-1993) A corda de um violão tem as e) 850 Solução na página 103
extremidades fixas, e separadas de 1 m. Ela vibra no
seu primeiro harmônico, conforme indica a figura
abaixo. Sabendo que a vibração corresponde à nota
295. (Covest-2005) Luz linearmente polarizada na direção
Lá, de freqüência 440 Hz, podemos afirmar que a
y, e propagando-se ao longo da direção z, incide sobre
velocidade de propagação das ondas nesta corda vale,
uma placa transparente polarizadora (polaróide), cujo
em m/s:
eixo forma um ângulo de 30 com a direção do campo
elétrico da luz. Considere que a luz incidente tem
intensidade I0 e que a intensidade da luz transmitida é
I. Qual o valor percentual da razão R = I/I0?
a) 75 %
b) 67 %
a) 440 c) 45 %
b) 680 d) 30 %
c) 780 e) 17 % Solução na página 103
d) 880
e) 980 Solução na página 102
296. (Covest-2006) Duas fontes S1 e S2, separadas pela
distância D = 3,0 m, emitem, em fase, ondas sonoras de
comprimento de onda λ. Um ouvinte, ao se afastar da

20 anos de Questões Resolvidas 51 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

fonte S2, percebe o primeiro mínimo de interferência


quando se encontra no ponto P, a uma distância L =
4,0 m desta fonte (ver figura). Qual o valor de λ, em
metros?

a) a velocidade do pulso transmitido é maior do que a


do pulso incidente.
b) a velocidade do pulso transmitido é menor do que a
do pulso incidente.
c) os pulsos incidente e transmitido têm a mesma
velocidade.
d) a velocidade do pulso refletido é maior do que a do
pulso incidente.
e) a velocidade do pulso refletido é menor do que a do
pulso incidente

Solução na página 103


a) 5,0
b) 4,0
c) 3,0 FÍSICA MODERNA
d) 2,0
e) 1,0 Solução na página 103
300. (Covest-2004) O efeito fotoelétrico é a emissão de
297. (Covest-2007) A equação de uma onda que se propaga elétrons pela superfície de certos metais, quando
em um meio homogêneo é y = 0,01sen[2π(0,1x – submetidos a ondas de determinadas freqüências.
0,5t)], onde x e y são medidos em metros, e t, em Qual dos gráficos abaixo representa o Vcorte dos
segundos. Determine a velocidade da onda, em m/s. elétrons emitidos, em função da freqüência f da luz
que incide sobre uma superfície metálica?
a) 2 a)
b) 3
c) 4
d) 5
e) 6 Solução na página 103

298.(Covest-2008) Um laser de intensidade I0, linearmente


polarizado na direção vertical, atravessa um
polarizador (polaróide) cujo eixo de polarização forma
um ângulo de 30o com a direção vertical. A seguir, o
feixe de luz transmitido atravessa um segundo b)
polarizador cuja direção de 90º com a direção vertical.
Qual a razão IT / I0 entre as intensidades da luz
transmitida, IT, após passar pelo segundo polarizador e
a intensidade incidente I0?
a) 0
b) 1/16
c) 3/16
d) 1/2 c)
e) ¾ Solução na página 103

299. (Covest 2009) A figura mostra uma corda esticada,


sob tensão constante, que consiste de uma parte mais
grossa ligada a outra mais fina, de densidade de massa
menor. Um pulso é estabelecido na extremidade
esquerda da corda e se propaga para a direita, com
velocidade constante v. Quando o pulso incidente
atinge a corda mais fina, no ponto A, ele é
parcialmente refletido e parcialmente transmitido. Com d)
base nesses dados, podemos afirmar que:

20 anos de Questões Resolvidas 52 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza


FÍSICA COVEST 1ª FASE

e)

Solução na página 104


301.(Covest-2005) De acordo com o modelo
de Bohr, os níveis de energia do átomo de
hidrogênio são dados por En = - 13,6/n2, em
eV. Qual a energia, em eV, de um fóton
emitido quando o átomo efetua uma transição
entre os estados com n = 2 e n = 1?
a) 13,6 d) 3,4
b) 10,2 e) 1,6
c) 5,6 Solução na página 104

302. (Covest-2006) A UNESCO declarou 2005 o Ano


Internacional da Física, em homenagem a Albert
Einstein, no transcurso do centenário dos seus
trabalhos que revolucionaram nossas idéias sobre a
Natureza. A equivalência entre massa e energia
constitui um dos resultados importantes da Teoria da
Relatividade. Determine a ordem de grandeza, em
joules, do equivalente em energia da massa de um
pãozinho de 50 g.
a) 109 d) 1015
11
b) 10 e) 1017
13
c) 10 Solução na página 104

20 anos de Questões Resolvidas 53 Profs. Aderson Simões / Salatiel Souza

Você também pode gostar