Você está na página 1de 9

Manual

Brasfoot 2021 – O jogo para quem entende de futebol


www.brasfoot.com

Introdução

A ideia deste manual é ser uma breve descrição das características do jogo e algumas dicas para você poder
utilizá-lo com sucesso. Algumas partes serão mais detalhadas, como as características individuais dos
jogadores, os sistemas táticos etc. A edição de equipes e a adição de escudos também estão explicadas
neste manual.

O objetivo do manual não é ser simplesmente um guia de como vencer, ou trazer macetes. Mas um guia de
como, conhecendo o futebol real e as funções do jogo, você poderá montar seu time com uma estratégia
rumo à vitória!

Sistemas de jogo

- Campeonatos nacionais
Ligas nacionais com fórmulas de campeonato personalizáveis. Joga-se também as Copas nacionais (no
Brasil com as duas primeiras fases em jogo único. Na fase 1 empate classifica o visitante e fase 2, pênaltis).
A partir da 2ª temporada o campeão da liga nacional enfrente o campeão da copa na Supercopa nacional.

- Campeonatos estaduais
Apenas disponível no Brasil. Para habilitar um estadual, o estado necessita ter no mínimo seis times. É
possível, dependendo do número de times do estado no jogo, escolher diferentes fórmulas.

- Campeonatos regionais
Ligas regionais reais e de fantasia para deixar o jogo mais divertido.

- Ligas internacionais de clubes (Libertadores, Liga dos Campeões, Liga Africana etc)
Na Libertadores, gol fora é critério de desempate (nas outras ligas não). Empate nos dois jogos ou nos
critérios de desempate no mata-mata a vaga será decidida por pênaltis (exceto a final em jogo único). O
campeão da Libertadores já se classifica automaticamente para a competição do ano seguinte.

- Copa Sul-americana (ou Liga Europa)


Classificam para a Sul-Americana o 4º, 5º e 6º colocados no campeonato nacional, caso um destes tenha
sido o campeão da copa e se classificado para a Libertadores, também se classificará para a Sul-Americana
o 7º colocado. Caso o campeão da copa esteja entre os três primeiros do campeonato, o 4º colocado também
se classificará. A Libertadores tem fase preliminares e fase de grupos, com oito grupos de quatro times,
classificando-se os dois primeiros para as oitavas de final, que serão jogadas em dois jogos de mata-mata
até a final. Em caso de empate no mata-mata, a vaga será decidida nos pênaltis.

- Recopa Sul-Americana e Europeia


A partir da temporada os campeões da Libertadores e Sul-Americana (ou Liga dos Campeões e Liga UEFA)
se enfrentam em dois jogos valendo o título.

- Eliminatórias para a Copa do Mundo


Um ano antes da Copa do Mundo são disputadas as Eliminatórias de todos os continentes.

- Copa do mundo
A copa do mundo será disputada de quatro em quatro anos, iniciando-se em 2022. Durante o ano da Copa
do Mundo você poderá receber vários convites de diferentes seleções, quanto mais pontos no ranking e
melhor desempenho no campeonato nacional do ano anterior e no atual, mais chances terá de poder
escolher as melhores seleções do mundo para treinar. Após apresentada a lista de convites, o jogador
humano escolherá a seleção e, dependendo da seleção escolhida, poderá convocar os jogadores ou optar por
disputar a copa com uma seleção padrão que vem com o jogo.

- Copa América / Eurocopa / Copa da Ásia etc.


São disputadas a cada dois anos, iniciando-se a Copa América, Eurocopa e OFC em 2021, a da África e
Ouro (Concacaf) em 2021, a da Ásia em 2023.

- Amistosos
Durante a temporada existem várias datas quando é possível marcar amistosos, basta clicar em amistosos no
menu do calendário ou pressionar F9 para ir a tela onde se agenda as partidas. No início de cada ano, é
possível marcar amistosos de pré-temporada, que são jogados antes dos estaduais ou das competições
nacionais. Dois times humanos também podem marcar amistosos entre si.

Finança dos times e estádio

Os times têm 4 fontes de renda: venda de jogadores, ingressos dos jogos, patrocínio e amistosos.
O patrocínio é fixo, no ínicio de cada temporada o jogo define quanto cada equipe irá receber de acordo
com sua divisão.

O preço dos ingressos pode variar, normalmente é recomendável que o jogador deixe os preços sugeridos
pelo jogo, mas em decisões ou quando a moral da torcida estiver muito alto é possível as vezes aumentar os
preços.

Para aumentar o estádio basta ir à tela de administração do estádio e encomendar os novos lugares.

A renda dos jogos é inteiramente do time da casa, a excessão é nos jogos da copa onde a renda é dividida.

Após os jogos do campeonato nacional e estadual são pagos os salários dos jogadores, para saber o valor
total basta acessar a tela de finanças do seu time. Uma boa estratégia é saber equilibrar os gastos de salários
com os ganhos em venda de jogadores e ingressos durante uma temporada.

Dica 1:
Uma boa maneira de ganhar dinheiro é “treinando” jogadores novos. Ou seja, comprando jogadores novos e
com pouca força no ínicio da temporada para que ele evolua em seu time, isso pode render um bom
dinheiro se você escolher bons jogadores para “treinar”.

Dica 2:
Nem sempre adianta aumentar muito o estádio, dependendo da divisão nacional que o time for os
interessentes pelos seus jogos dificilmente levarão a lotar o estádio.

Dica 3:
Marcas amistosos pode gerar uma boa fonte de renda, principalmente se você conseguir jogar em seu
estádio com um time de maior expressão.

Bola de ouro e time do ano

Os melhores jogadores de cada posição recebem a bola de prata, e o melhor jogador da temporada a bola de
ouro.
Para concorrer o jogador tem quer jogado no mínimo 16 partidas (sistema com divisões de 20 times) ou 9
(sistema com divisões de 10 times) ao fim da temporada. Ao fim do 1º turno apenas jogadores com no
mínimo 10 partidas aparecem na lista. O jogador concorre apenas na posição original, notas em posições
improvisadas não são contadas. Meias com características defensivas são sempre considerados volantes
para efeito das notas.

Jogadores que vencer a bola de ouro ou se tornam artilheiros nacionais podem virar estrela. Dependendo do
número de vezes que isso acontece ao longo dos anos pode se tornar um top mundial.

Formações Táticas e Escalação

No Brasfoot, o sistema de escalação é feito movendo e arrastando os jogadores diretamente no campo.

O jogo já vem com táticas pré-definidas, mas apenas como sugestão, deixando o jogador livremente montar
a tática que melhor se adaptar ao seu time.
Para escalar um jogador basta arrastar da lista de jogadores para uma “camisa” no campo. As camisas
verdes representam os titulares, as amarelas os reservas.

Jogadores suspensos, contundidos, sem contrato e que acabaram de ser comprados de outros times humanos
não podem ser escalados.

Caso um jogador seja escalado em uma posição diferente da sua de origem, o seu nome será mostrado em
amarelo. Jogadores improvisados podem ter uma performance abaixo do que em suas posições originais.

Durante a partida, colocando o mouse sobre a informação de energia irá mostrar as outras informações
sobre o jogador.

O que a escalação e as habilidades individuais realmente representam

As habilidades individuais (medidas numericamente):

Goleiro: Necessária apenas para os goleiros, influência a capacidade das defesas, tanto durante o jogo
quanto na bola parada.

Agilidade: a capacidade de corrida do jogador. A velocidade com a posse de bola também depende desta
habilidade. Jogadores mais velozes têm mais chances de superar na corrida seus marcadores; assim como os
marcadores com alta agilidade podem superar seus adversários. Os goleiros com mais agilidade interceptam
com mais eficácia lançamentos para os atacantes.

Passe: a precisão de passes e assistências dos jogadores. Quanto maior essa habilidade, mais chance dos
passes serem realizados com sucesso e passes mais difíceis acontecerem.

Armação: habilidade de criar jogadas, encontrar jogadores desmarcados e de efetuar lançamentos.

Desarme: capacidade de tomar a bola do adversário sem realizar faltas. São habilidades mais requeridas
para zagueiros e volantes.

Finalização: influencia a precisão e força dos chutes a gol.

Técnica: vários aspectos dependem da habilidade técnica, como: habilidade de manter a posse de bola após
receber um passe; e eficácia ao tentar driblar ou fazer jogadas que precisem de maior domínio de bola. A
técnica é importante para todos os jogadores.

As características individuais são habilidades inatas (que não mudam ao longo do jogo) e também
influenciam:

Jogadores podem ser mais ofensivos ou defensivos, mesmo estando escalando na mesma posição do campo.
O que define são suas características. Assim por exemplo, um lateral com características defensivas irá
atacar menos do que um com características ofensivas. Características como passe e desarme são
importantes tanto para volantes como para meias defensivos. Um volante com características apenas
ofensivas tenderá a jogar mais solto, não participando tanto da defesa como um volante defensivo.

Jogadores improvisados tendem a ter uma performance pior do que os originais da posição.

Para os jogadores que jogam no centro o lado preferido não é importante. Já para um lateral direito, é
importante que tenha o lado direito como preferido. Mas um lateral esquerdo improvisado, geralmente,
jogará bem na lateral direita. O mesmo vale para meias, atacantes e volantes e zagueiros. A improvisação de
lados não diminui tanto a performance quanto a improvisação de posição.

Para aproveitar melhor o que cada jogador pode fazer, leia a seção Características dos jogadores logo
abaixo.
Treino

O sistema de treino do Brasfoot é simplificado, podendo-se escolher entre duas possibilidades: foco nas
habilidades principais (goleiro, desarme, armação e finalização) ou nas secundárias (velocidade, técnica,
passe). Os jogadores evoluíram de acordo com essa escolha e com as características e habilidades naturais
de cada um de sua posição (assim, meias ofensivos tendem a melhorar mais em armação do que em
desarme, mas todas as habilidades aumentam, umas mais do que outras). O jogador pode escolher se quer
mudar o tipo de treino a cada semana, ou deixar para que um auxiliar técnico decida qual o melhor foco
semanal.

Opções táticas

Além da formação tática é possível dar várias ordens de jogo ao time, são elas:

Estilo de jogo
Define o nível de ataque e defesa a ser utilizado:

Jogo equilibrado
Jogo balanceado, equilibrando defesa e ataque, é o estilo mais apropriado para situações normais de jogo.

Ataque total
Avança o time e coloca mais peso no ataque que na defesa, é recomendável apenas quando se necessita a
todo custo da vitória, é melhor aproveitado se jogado com formações táticas ofensivas. O problema desta
opção é que pode enfraquecer muito a defesa, permitindo o adversário aproveitar mais oportunidades de
gol.

Contra-ataque (retranca)
Com esta opção o time joga recuado (retrancado) e tem prepoderância na defesa e na busca de contra-
ataques rápidos. Pode ser utilizado em qualquer jogo. É recomedável a utilização de formações táticas
defensivas (4-4-2 ou 5-4-1 por exemplo), pois normalmente este estilo de jogo irá ter menor posse de bola
no meio campo que o adversário, entretanto as poucas chances de gol criadas podem ser mais efetivas.

Concetrar Ataques
Nesta opção você dá a ordem ao time para concentrar os ataques em um setor do campo, podendo ser pelo
meio ou pelas laterais. Normalmente os ataques serão por volta de 70% no setor do campo escolhido. É
importante verificar as características de seus jogadores para escolher qual opção usar. Por exemplo, se
você tem laterais ou alas com habilidade de velocidade e cruzamento, e atacantes com cabeceio a tática
mais apropriada seria a de concentras os ataques pelas laterais.

Tipo de marcação
Você pode escolher entre três níveis de marcação: leve, pesada e muito pesada. Quanto mais pesada a tática,
mais dificuldade o time adversário terá para criar jogadas de ataque, entretando maior a possibilidade de
marcação de faltas e cartões. A opção “muito pesada” por exemplo pode reduzir em até 20% os ataques
adversários, mas é quase certo que você poderá ter jogadores expulsos e um alto número de faltas, podendo
inclusive, se o adversário tiver um bom batedor, poderá ainda criar mais oportunidades de gol para o
adversário.

Condição do gramado

Cada estádio tem uma condição de gramado, que pode mudar ao longo do tempo. A condição afeta de
alguma forma o jogo. Em gramados ruins, por exemplo, jogadores com mais técnica e passe tem mais
dificuldade de controlar a bola. Jogadas mais duras podem ocasionar mais faltas. Há quatro níveis de
gramados: excelente, muito bom, ruim e péssimo. Os níveis excelente e muito bom são quase equivalentes,
sendo uma mínima diferença, nesses níveis, o gramado quase não influencia negativamente a técnica dos
jogadores. Nos gramados ruim e péssimo se acentuam os efeitos negativos sobre jogadores mais técnicos.

Academia de Juniores

Cada time pode treinar até 18 jogadores juniores. O CPE é a capacidade potencial estimada. Ou seja, o
talento individual de cada júnior. Podendo ser um pouco maior ou menos do que a mostrada. O CPE inicial
será como o talento dos profissionais, será escolhido pelo jogo em base a vários critérios. Mas será possível
marcar alguns juniores como estrelas no editor.

No inicio do jogo e no fim de cada temporada ocorrem "peneiras", permitindo assim que novos juniores
entrem nas Academias. As peneiras também estarão abertas para jogadores estrangeiros. Assim, pode entrar
em times brasileiros promessas de outros países, principalmente da América do Sul.

É possível promover os juniores a qualquer momento. Mas quanto mais eles ficarem na Academia e se
desenvolverem, mais chances terão de brilharem no profissional. Quanto mais velho e mais desenvolvido
um júnior mais perto do momento certo de serem promovidos. O júnior recebe treinamento até completar
21 anos, depois disso ele aparece em vermelho, esperando o treinador decidir seu futuro.

Os juniores poderão ser escalados, junto dos profissionais, em jogos amistosos.

Características dos jogadores: posição, função, habilidades, moral e estrelas.

A força dos jogadores

No sistema de força clássico, a força do jogador se refere a uma média ponderada de todas as habilidades,
que são mostradas como um único número entre 1 e 100. Esse não é um número absoluto, mas um
indicativo para dar uma idéia da força geral do jogador; para efeito de comparação, um jogador força 100 é
aproximadamente 10 vezes melhor que um jogador força 1. Um jogador força 100 é ligeiramente melhor do
que um força 95 e assim por diante. No sistema de forças individuais, cada habilidade tem sua própria força
mostrada.

O ganho de força se relaciona centralmente com o desenvolvimento gradual do jogador ao longo dos jogos
e temporadas, é diretamente influenciado pela idade e pela própria força já existente. Desta forma, quanto
mais forte é um jogador mais difícil é a subida para o nível de força seguinte. Por isso, nem todos chegarão
a ser “craques” de força maior que 90. Quanto mais novo um jogador mais rápido sobe sua força. Entretanto
esse desenvolvimento é mais rápido quando o jogador já está maduro e desenvolvido, acima dos 20 anos. A
partir dos 32 anos essa dinâmica se inverte, e o jogador começa lentamente a deixar de evoluir, começando
a perder força. À medida que for ficando mais velho mais rápido ele vai perdendo suas habilidades. Outros
fatores podem contribuir (menor grau que a idade e o nível de força já existente) para o aumento ou
diminuição da velocidade de mudança da força: a moral individual, o resultado dos jogos, o jogador ficar
muitas partidas sem jogar, contusões etc.

Após os jogos são apresentadas várias estatísticas, entre elas as notas em número de estrelas dos jogadores.
Essa é uma nota comparativa absoluta, ou seja, um craque poderá fazer até 10 estrelas, um jogador perna-
de-pau fará meia ou apenas uma estrela.

Características inatas dos jogadores

Para cada jogador são mostradas suas duas habilidades (características inatas) principais, caso seja mostrada
apenas um significa que o jogador é mais limitado que os outros, e não que ele é muito forte apenas na
característica mostrada. As características são importantes, pois influenciam o rendimento de cada jogador
em uma determinada posição, função ou tática de jogo escolhida. Assim, o real desempenho dos jogadores
são dados pela combinação das suas características inatas e pelas força das habilidades individuais (que
mudam ao longo do jogo com o treino e a idade).

As características que um jogador pode ter são:

Goleiros
Colocação(col), Saída do gol (sai), Reflexo(ref) e Defesa de Penalty(def)

Jogadores de Linha
Armação
Caractéristica de jogadores de meio campo ofensivo, alguns atacantes também podem ser bons armadores.
Cabeceio
Característica forte tanto para atacantes quanto zagueiros, volantes com cabeceio também podem ser
valorizados.
Cruzamento
Característica muito forte para laterais e alas, atacantes jogando pela ponta podem jogar melhor com esta
característica.
Desarme
Característica muito forte para zagueiros e volantes, outros jogadores podem ajudar a defesa do time tendo
esta característica.
Drible
Jogadores com esta característica podem ajudar o setor ofensivo do time.
Finalização
Fundamental para fortalecer as probabilidades de gol de um time, necessário principalmente em atacantes e
meias ofensivos.
Marcação
Característica muito forte para zagueiros e volantes e laterais.
Passe
Jogadores com esta característica ajudam no volume de jogo do time, fazendo com que se arme mais
jogadas e erre-se menos passes.
Resistência
Jogadores com esta característica tem um vigor físico maior, tendendo a cançar menos durante os jogos.
Velocidade
Característica muito forte para laterais e alas, alem de atacantes. Zagueiros com velocidade podem
aumentar o poder de desarme de jogadas adversárias.

A moral individual
A moral individual dos jogadores pode ser influenciada por vários fatores, alguns é possível ter controle,
outros não. Os principais fatores que podem afetar a moral individual e que o técnico humano pode ter
controle são: muitos jogos sem atuar na equipe, excesso de esforço, salário muito baixo, desentendimento
com outros jogadores etc. Alguns outros fatores que podem alterar a moral: atacantes que ficam muitos
jogos sem marcar, perda de pênaltis, alguma alteração psicológica aleatória etc. Algumas alterações da
moral melhoram automaticamente com o tempo, outras necessitam uma ação direta do técnico humano,
portanto fique atento as mensagens dos seus jogadores.

Jogadores sem contrato podem baixar a moral, para renovar o contrato basta fazer uma oferta salarial a ele.

Contratos

Os contratos podem ter duração de 6 meses, 1 ano ou 2 anos. Jogadores sem contrato não podem ser
escalados. Na lista de jogadores o salário fica amarelo quando o contrato está para terminar em até 3
semanas, e vermelho quando o contrato já expirou. Você receberá na sua caixa de emails avisos informando
quando o contrato estiver terminado (na caixa de opções do jogo você pode desabilitar o recebimento destas
mensagens).

Os jogadores podem ser vendidos a qualquer momento, entretanto jogadores com contrato pagam uma taxa
de rescisão que é proporcional ao tempo de contrato que ainda falta para cumprir.

É possível colocar um jogador disponível para empréstimo. Neste caso durante os campeonatos nacionais
outros times farão ofertas para contratá-lo.

Aposentadoria do jogador e promoção de um novo dos juniores


Como dito a respeito da força dos jogadores, a partir dos 32 anos ela começa a cair lentamente e acelera
com o tempo. O jogo permite aposentar jogadores a partir dos 32 anos, não sendo, porém, obrigatório
aposentá-los. Tenha em mente, entretanto, que jogadores mais velhos são mais propícios a contundirem-se
e se cansam mais rápido do que os outros.

Ao aposentar um jogador, você ganha o direito de promover um novo da categoria de base do clube
(juniores), sendo possível escolher um nome para o novo jogador ou deixar o mesmo nome do jogador
aposentado. Esse novo jogador terá uma idade que vai variar entre 17 e 20 anos, e poderá ter uma força
inicial entre 1 e 20 (se você der a sorte de promover um jogador com 17 anos e força 20, poderá com
certeza estar recebendo um futuro craque em seu elenco), em casos raros é possível sair uma grande estrela
dos juniores com força ainda maior. A posição é sempre a mesma do jogador aposentado, suas
características, entretanto, poderão mudar. Em algumas ocasiões, o jogador promovido também poderá ser
estrela.

Os jogadores de times humanos não são aposentados automaticamente; porém, jogadores muito velhos além
de terem uma tendência a se machucar com frequência, também podem morrer. Caso isto ocorra, seu time
poderá ser responsabilizado e perder pontos no campeonato.

Opções de técnicos
Ranking de técnicos

O ranking dos técnicos combina a pontuação por vitórias nos jogos mais pontuações extras pela colocação
final nos campeonatos. O critério de desempate caso os pontos do ranking sejam iguais é o número de
títulos.

Abaixo os critérios de pontuação:


Bônus por colocação:
Copa do Mundo: campeão: 35 pontos; vice: 20 pts; 3º: 10 pts; 4º: 5pts;
Eurocopa/Copa América: campeão 25 pontos; vice: 15 pts; 3º: 5 pts; 4º: 3pts;
Libertadores/Liga Campeões/AFC/CAF etc.: campeão 30 pontos; vice: 15 pts; Eliminados nas semi-
finais: 7 pts;
Sul-Americana/Liga da UEFA: campeão: 20 pontos; vice: : 10 pts; Semi: 5 pts;
Mundial Clubes: campeão: 25 pontos; vice: 5 pts;

Nacional:
Primeira Divisão:
Campeão:25 pontos; Vice:10 pontos; 3º 8 pts; 4º 7 pts; 5º 6 pts; 6º 5pts; 7º 4 pts; 8º 3 pts; 9º 2pts; 10 1 pts;
Segunda Divisão:
Campeão:5 pontos; Vice:3 pontos; 3º 2 pts; 4º 1 pts;
Demais divisões:
Campeão:2 pontos; Vice:1 ponto;

Copa:
Campeão: 20 pontos; Vice: 7 pontos; Eliminados nas semi-finais: 3 pontos;

Estadual:
Campeão: 15 pontos; Vice: 3 pontos

Supercopa
Campeão: 5 pontos

Além disso são distribuidos pontos após os jogos, que variam de 1 a 5 e levam em conta o resultado, a
divisão do jogo e o campeonato, e se a partida foi em casa ou fora.

Opções dos times


Ranking de equipes

O jogo tem dois tipos diferentes de rankings:

• Ranking por pontos corridos onde são consideradas os pontos de forma absoluta de todos os
campeonatos sem distinção. Ou seja, qualquer jogo vale 3 pontos pela vitória e 1 pelo empate, como critério
de desempate o saldo de gols e gols pró.

• Ranking de títulos
É um ranking que leva em consideração a colocação nos campeonatos, assim os pontos são distribuidos:

Estaduais da primeira divisão:


Campeão:5 pontos; Vice: 3 pontos;

Campeonato Nacional:
Primeira Divisão:
Campeão:12 pontos; Vice:10 pontos; 3º 8 pts; 4º 7 pts; 5º 6 pts; 6º 5pts; 7º 4 pts; 8º 3 pts; 9º 2pts; 10 1 pts;
Segunda Divisão:
Campeão:5 pontos; Vice:3 pontos; 3º 2 pts; 4º 1 pts;
Demais divisões:
Campeão:2 pontos; Vice:1 ponto;

Copa Nacional
Campeão: 10 pontos; Vice: 7 pontos; Eliminados nas semi-finais: 3 pontos;

Libertadores/Liga Campeões/AFC/CAF/CONCACAF/Oceania
Campeão: 20 pontos; Vice: 15 pontos; Eliminados nas semi-finais: 7 pts; Quartas: 3 pts;

Copa Sul-Americana/Liga Europa


Campeão: 12 pontos; Vice: 10 pontos; Eliminados nas semi-finais: 5 pontos;

Recopa
Campeão: 3 pontos;

Mundial Interclubes
Campeão: 10 pontos; Vice: 5 pontos;

Obs. 1: O mundial vale menos que a Libertadores pois são pontos cumulativos (quem ganha a Libertadores
já automaticamente garante mais 5 pontos)

O Editor de Equipes

O jogo vem com um banco de dados aberto, ou seja, qualquer pessoa pode editar, adicionar e excluir os
times que vêm no jogo. Entretanto, não é recomendável excluir as equipes originais, ou alguns campeonatos
podem não ter equipes suficientes para serem jogados.

O editor é de fácil uso. Bastando clicar nas opções ou nos nomes dos times e jogadores para editá-los,
removê-los etc. Para transferir um jogador de um time para o outro clique com o botão direito sobre o nome
do jogador e escolha o time a ser transferido.

As equipes só são consideradas válidas se têm ao menos um goleiro e onze jogadores de linha. As que não
têm o número necessário aparecem em vermelho na lista.

Adicionar escudos
Para adicionar um time não é obrigatório adicionar um escudo. Mas se quiser basta salvar o escudo no
formato PNG na pasta ‘escudos’, que fica dentro da pasta ‘teams’ na pasta principal do jogo

Apenas escudos no formato PNG são aceitos.

Teclas de atalho

Tela de administração do plantel:

F2= Salva o jogo


F3 = Tela de opções
F4= Jogos do seu time
F5= Tabela de classificação
F6 = Administração do Estádio
F7 = Notícias do time
F8 = Ver todos os times
F9 = Tela de amistosos

Ctrl + F = Finanças do time


Ctrl + T = Tabela de jogos

Durante a partida:
Enter ou espaço: Abre a tlea de substituições do time humano.
F1 a F5: muda a velocidade do jogo

Outras janelas:
Enter: confirma
Esc: Cancela