Você está na página 1de 1

AS LIÇÕES ESPIRITUAIS DA MOSTARDA - Lc 17.

6
E disse o Senhor: Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira:
Desarraiga-te daqui e planta-te no mar, e ela vos obedeceria.

INTRODUÇÃO
Neste texto sagrado, Jesus destaca a importância do grão de mostarda para o crescimento da
nossa fé. A “mostarda” é símbolo da fé crescente nas Escrituras. A mostarda é uma planta que
produz o condimento do mesmo nome. Nos dias de Jesus, a mostarda negra era a mais conhecida.
Suas sementes, depois de trituradas, serviam de temperos para os alimentos. A mostarda era uma
planta que, em terra fértil, crescia rapidamente até três ou quatro metros de altura. Em seus ramos
aninhavam-se as aves do céu. A mostarda nos traz lições espirituais muito importantes. Vejamos:

A IMPORTÂNCIA DA MOSTARDA NAS ESCRITURAS


1. Em Mt 13.31, Jesus comparou o aumento do Reino dos Céus ao crescimento de um grão de
mostarda. Isso aponta para o crescimento rápido e útil do Reino de Deus, apesar de um começo
humilde. Isso nos ensina que, ninguém nasce grande! Tudo o que é grande hoje um dia já foi
pequeno. Portanto, acredite no seu trabalho, por menor e humilde que seja, pois um dia pode
crescer e se tornar grande!
2. Em Mt 17.20, Jesus comparou a fé eficiente ao grão de mostarda, que cresce de forma eficaz.
Jesus não disse para termos fé do tamanho de um grão de mostarda como muitos pregam. Ele
disse para termos fé como um grão de mostarda. São coisas diferentes. Jesus não falou no sentido
quantitativo, mas sim, no sentido qualitativo. Jesus está falando da eficiência que um grão de
mostarda possui!
3. Em Lc 17.6, Jesus comparou mais uma vez a operosidade da fé com a eficácia do grão de
mostarda.
4. Ao propor esta parábola, Jesus, o nosso Mestre por excelência, usa um efeito retórico a fim de
ressaltar o contraste apresentado por esta hortaliça. O grão de mostarda é a menor das sementes;
e, apesar disso, Jesus queria que seus discípulos entendessem que mesmo uma semente tão
pequena é capaz de produzir um grande resultado.
5. O Reino de Deus surge do nada para demonstrar a plenitude do poder divino. Isto equivale a
dizer que a Igreja, como grão de mostarda, surpreendeu o mundo com sua mensagem e com o seu
poder irresistível no Espírito Santo. No começo, seu desenvolvimento foi vagaroso por causa das
dificuldades a serem vencidas, tanto em relação aos inimigos do Reino, quanto à negligência dos
lavradores (At 5.17-18; 8.1-8).
6. Em 1Co 1.27-29, Paulo afirma: “Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as
sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu
as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; para
que nenhuma carne se glorie perante ele.”
7. Em Lc 17.20-21, Jesus disse: “O Reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-
lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de Deus está entre vós.”

CONCLUSÃO- REVISÃO DOS TOPICOS – ORAÇÃO & LOUVOR


O grão de mostarda nos ensina que Deus pode fazer grandes coisas a partir de pequenas coisas,
a ponto de surpreender o mundo inteiro! “O teu princípio, na verdade, terá sido pequeno, mas o teu
último estado crescerá em extremo.” (Jó 8.7).

Você também pode gostar