Você está na página 1de 4

LEI 8112/90 – Aula 1 – LFG

*Agentes Públicos

Gênero

Espécies

1º Agentes Políticos

2º Servidores Públicos ou agentes administrativos

Servidores estatutários (8112/90)

Empregados Públicos (Empregos públicos / Regime CLT)

Servidores temporários (Contratados por tempo determinado) Função


Pública

3º Particulares em colaboração com o estado

Agentes delegados (Função pública por delegação. Concessionários,


permissionários de serviço público. Ex.: Empresas de ônibus que tem
concessão de exploração do serviço público de transporte)

Agentes Honoríficos (Condição cívica. Ex. Jurado, Mesário de eleição)

Gestores do Negócio Público (Particular que chega ao local dos fatos


numa situação de emergência e age antes do poder público)

Lei 8112

Conceituação Preliminar

* Servidor – Pessoa legalmente investida em cargo público

* Cargo Público – Conjunto de atribuições e responsabilidades


cometidas (entregues) a um servidor

* Investidura – Em cargo público se dará com a posse

* Provimento – Ato pelo qual a pessoa se vincula ao estado ou a um


novo cargo

* Vacância – Ato que desfaz esse vínculo com o estado ou com antigo
cargo

Formas de provimento
1º Nomeação – Ato que materializa provimento originário a um cargo
público (Art 9º Incisos I e II) 30 dias para tomar posse.
* Posse – Ato em que são entregues as atribuições, direitos, deveres e
responsabilidades do cargo (15 dias para entrar em exercício)

* Exercício – Efetivo desempenho das atribuições do cargo (É quando


se começa a trabalhar, o que não necessariamente acontece na mesma
data da posse)

* Estágio probatório – Período de provas (Art. 20 Aptdão e capacidade


para o desempenho e capacidade para desempenhar o cargo público.
Incisos I, II, III, IV e V) Nesta lei, período de 24 meses.

* Estabilidade – Art 41 da CF (São estáveis após três anos de efetivo


exercício...)

Estabilidade Estagio Probatório

Art. 41 CF Art. 20 8112/90

(Requisitos) 24 meses (Em 90)


3 Anos efetivo exercício (A partir de
98, antes era 2 anos) 2008 MP 431 Alterou a redação do
artigo dizendo que tem q ser
Cargo de provimento efetivo condizente com o estágio depois
Aprovação no estágio probatório veio a lei 11.784 que disse q o prazo
volta a ser de 24 meses (Posição do
STJ)
STF Entendeu que 24 meses é
inconstitucional

Obs.: A banca usa dessa polêmica para confundir os candidatos.

2º Readaptação - Investidura do servidor em cargo compatível com sua


limitação física ou mental verificada/comprovada por inspeção médica.

Ex.: Digitador que adquire LER - > Será readaptado a um novo cargo
afim. (Dúvida: tem que haver cargo vago?)

3º Reversão – Retorno à atividade de servidor aposentado.

* De ofício pela Administração - Inciso I do Art. 25. Quando o fato


gerador da aposentadoria por invalidez é revertido.

Ex. Quando a pessoa se cura de um câncer que é razão de


aposentadoria por invalidez.

* A pedido do servidor no interesse da administração - Inciso II do Art


25
Requisitos:

a) solicitar o retorno

b) aposentadoria modalidade voluntária (Invalidez ou


compulsória 70 anos não servem)

c) A aposentadoria tenha acontecido no período de 5 anos do


pedido de reversão

d) servidor estável

e) que haja cargo vago

4º Reintegração – Retorno à atividade do servidor estável que conseguiu


invalidar sua demissão por via judicial ou administrativa. (Direito a
ressarcimento de todas as vantagens)

5º Recondução – Retorno do servidor estável ao cargo anteriormente


ocupado em razão da inabilitação a novo cargo ou reintegração do antigo
ocupante.

Ex.: Servidor Técnico do TJ passa em novo concurso de analista e foi


reprovado em estágio probatório. Quando não é reprovado o STF entende
que sim desde que requeira o retorno dentro do período do estágio
probatório. (Dúvida: no mesmo órgão? Ou pode em órgão de esferas de
poder diferente?)

6º Aproveitamento – Retorno do servidor em disponibilidade (Art. 41 § 3


da CF)

Cargo extinto ou declarado desnecessário o servidor fica em disponibilidade


(em casa) recebendo proporcional ao tempo de serviço

7º Promoção – Servidor ocupa cargo com mais responsabilidade, com


maior complexidade porém dentro da mesma carreira

Ex. Cargo nível I promovido para o nível I, III, etc.

Obs.: promoção difere de ascensão ou transferência porque forem banidas


do direito porque violam o princípio do concurso público

Formas de vacância
1º Exoneração – desligamento do servidor sem conotação de penalidade
(à pedido). Não passou no estágio probatório.

2º Demissão - conotação de penalidade (Art. 132 8112/90)

3º Aposentadoria – modalidades: invalidez permanente, compulsória (70


anos), voluntária

4º Falecimento
5º Readaptação

6º Promoção

7º Posse em outro cargo inacumulável (Art. 37 Inciso XVI da CF)


Compatibilidade de horários