Você está na página 1de 11

Você já teve esse momento?

Você está no telefone, tem uma ótima conversa,


compartilha seu coração e percebe que está bem quieto do outro lado. Os
“hummm” e “ahhh” pararam e não há nenhum ruído de fundo. Silêncio.
Desconexão.

Às vezes você não se sente assim com Deus? Você está falando,
compartilhando seu coração e então se pergunta se realmente tem alguém do
outro lado da linha.

Olá? Deus, você está aí?

Davi se sentiu assim.

Em numerosos salmos, ele grita: "Deus, não se cale para mim!"

“A ti eu clamo, Senhor, minha Rocha; não fiques indiferente para comigo.


Se permaneceres calado, serei como os que descem à cova.

Ouve as minhas súplicas quando clamo a ti por socorro, quando ergo as
mãos para o teu Lugar Santíssimo.”
Salmos 28:1,2

Perguntamo-nos o que causou a desconexão. O que deu errado? Foi algo que
eu disse? Algo que eu fiz? Alguém que eu sou?

Você já sentiu como se Deus estivesse lhe dando um tratamento silencioso?


Talvez você esteja passando por um período de doença, e apesar de suas
orações por cura, o Senhor não interveio e não o curou. Ou talvez você tenha
procurado a direção dEle para uma decisão importante, e Ele simplesmente
não está respondendo. Talvez pareça que você tenha os mesmos problemas
repetidas vezes e que Deus parece não estar ajudando de forma alguma.

Há um propósito para o silêncio. Tudo o que Deus faz é bom, grande e de


propósito. Como podemos reconhecer o propósito e a possibilidade nas
estações, quando Ele parece distante e quieto? Como podemos ouvir o que
Deus está dizendo, quando Ele está quieto?

Dia 1
Reconheç a o que o silêncio não é
 

Silêncio não é desaprovação.


 
“Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança,
a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude
no momento da necessidade.”

Hebreus 4:16

No tempo do meu maior fracasso, posso correr para a presença de um Deus


santo, porque todo fracasso foi coberto pelo sangue de Cristo.

Quando erramos, podemos correr para Deus e encontrar graça e um novo


começo. Ele nunca nos afasta. Ele nunca diz que não estamos limpos o
suficiente. Nos nossos melhores dias, não estamos limpos o suficiente, não
somos bons o suficiente.

Jesus carregou todo o silêncio e rejeição de Deus na cruz, para que nunca,
nunca, tivéssemos que carregar. 

O silêncio não é para expressar o Seu desagrado ou desaprovação. Ele não


brinca de “quente e frio” com a gente. Ele não tem momentos "eu te amo” e
“eu não te amo". Ele é “eu te amo, eu te amo, eu te amo”. Seu amor é
constante. Para sempre. Não importa o quê.

"Embora nossos sentimentos vêm e vão, o amor de Deus por nós, não”.
-C.S. Lewis
Dia 2
O silêncio é norm al
 

Você acorda certa manhã e todos os seus sentimentos espirituais se foram.


Você ora, mas nada acontece. Você repreende o diabo, mas isso não muda
nada. Você passa por exercícios espirituais... você tem seus amigos orando por
você... você confessa todos os pecados que pode imaginar, depois pede
perdão a todos que conhece. Você faz tudo... nada, ainda. Você começa a se
perguntar quanto tempo essa tristeza espiritual pode durar. Dias? Semanas?
Meses? Isso nunca terminará? Parece que suas orações simplesmente não
passam do teto. Em desespero total, você grita: "qual é o problema comigo?"

A verdade é que não há nada de errado com você! Esta é uma parte normal do
teste e amadurecimento de sua amizade com Deus. Todo cristão passa por
isso pelo menos uma vez, e geralmente várias vezes. É doloroso e
desconcertante, mas é absolutamente vital para o desenvolvimento da sua fé.
É normal. Você não está quebrado ou com defeito. Você não é um mau cristão.
É normal. Você é normal.

Davi experimentou o silêncio. Jó experimentou o silêncio. João Batista


experimentou o silêncio.

Lembre-se da verdade de quem Deus é. Lembre-se das promessas de Deus.


Que Ele nunca deixará você ou abandonará você. Ele diz que “minhas ovelhas
ouvem a minha voz”.

Haverá estações de silêncio em sua vida. Isso não faz de você um cristão ruim.
O erro mais comum cometido pelos cristãos, hoje em dia, é buscar uma
experiência, em vez de buscar a Deus. Então, é claro que, quando não
sentimos nada, pensamos que Deus está contra nós ou que somos maus
cristãos. Quando Deus está em silêncio em sua vida, talvez Ele esteja gerando
fome em você pelo "real" dEle. Sim, Ele quer que você sinta a Sua presença,
mas Ele está mais preocupado em você confiar nEle do que em você O sentir.
Fé, e não sentimentos, agrada a Deus. Há propósito no silêncio. Deus está
falando.
Dia 3
O silênci o é um check-up do
coração
Há momentos em que temos que verificar nosso relacionamento com Deus.
Lembro-me de alguém que me disse uma vez que, se eu me sentisse longe de
Deus, teria que considerar quem havia se afastado. Foi Deus? Ou eu fui
embora?

Há momentos em que Deus estará em silêncio quando estamos nos afastando


dEle e indo contra a Sua vontade e os Seus caminhos. O silêncio é um convite
para encontrá-lo e para reconectarmos. É para tornarmo-nos conscientes de
que algo não está certo e que não podemos continuar a viver da maneira que
vivíamos. Não é um silêncio indiferente, mas um silêncio de propósito, que Ele
sabe que você vai sentir e que você vai "pegar". É para fazer-nos querer
novamente e acordarmos para o que estamos fazendo e voltarmos ao
propósito.

O silêncio é o convite de Deus para procurar por Ele. É o convite dEle para que
fiquemos reais. Como está nosso coração, realmente?
Dia 4
Nós c rescem os no silêncio
 

É fácil adorar a Deus quando as coisas estão indo muito bem em sua vida -
quando Ele fornece comida, amigos, família, saúde e situações felizes. Mas as
circunstâncias nem sempre são fáceis. Como você adora a Deus, então? O que
você faz quando Deus parece estar a um milhão de km de distância?

O nível mais profundo da adoração é louvar a Deus apesar da dor,


agradecendo a Deus durante uma provação, confiando nEle, entregando-se
quando Ele parece em silêncio.

Abrace essa estação do silêncio e reconheça que, mesmo nela, Deus está
falando. Mesmo neste momento, Deus está trabalhando. Deus NUNCA está em
silêncio, assim o Seu silêncio está sempre falando.

Você vai continuar a adorar? Ou você vai começar a reclamar?


Você vai orar ou fazer beicinho?
Você vai confiar ou desistir?

O silêncio é proposital, porque ajuda no crescimento do caráter. Isso nos força


a crescer e a estabelecer segurança em Deus e somente em Deus. Temos que
estar confiantes no caráter de Deus.

Deus é imprevisível. Não há inconstância no seu caráter, mas há


imprevisibilidade nas suas ações. Nós nunca - até o outro lado da eternidade -
vamos entender a profundidade, largura, altura e alcance de Deus.

“Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os


seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor.
“Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus
caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus
pensamentos mais altos do que os seus pensamentos.”

Isaías 55:8,9

Deus é maior do que podemos imaginar. Ele respirou as estrelas. Ele sabe
quantos fios de cabelo você tem em sua cabeça e quantos pelos você tem nos
dedos dos pés. Ele modelou as montanhas e conhece o caminho do
relâmpago. Grandeza insondável.
Dia 5
Os temp os de s ilê ncio são muitas
vezes os meios d e p rep aração d e
Deus p ara algo maior.
 

Não necessitamos de muita confiança se alguém estiver ao nosso lado, nos


treinando, a cada centímetro do caminho. É como um pai que corre ao lado de
uma criança que está aprendendo a andar de bicicleta. Queremos o pai lá,
porque não temos confiança de que podemos andar de bicicleta sozinhos. Mas
nós pareceríamos bem bobos se tivéssemos 40 anos e mamãe ou papai ainda
estivessem correndo ao lado da nossa bicicleta. Em algum momento de nossa
jornada com Ele, Deus pode decidir tirar a mão dEle da bicicleta, por assim
dizer, para ver se lembramos do que aprendemos e se vamos realmente vivê-
lo. É a preparação para o caminho a seguir. É Deus nos levando ao próximo
nível, construindo nosso compromisso e perseverança.

Jesus estava dormindo no barco durante a tempestade. Em um tempo de


intensa pressão para os discípulos, Jesus estava quieto e os discípulos
presumiam que seu silêncio significava que Jesus estava alheio ao perigo e ao
tumulto que estavam enfrentando. Jesus ficou em silêncio, porque esperava
que os discípulos se levantassem e tivessem fé. Seu silêncio foi a preparação
para algo maior, a ativação e liberação da fé na vida dos discípulos. Nós não
somos chamados a ser jogadores passivos nesta vida. Deus nunca nos deixa. O
Espírito Santo está dentro de nós. Nós andamos pela fé, não pelo que
sentimos. Há momentos em que Deus segurará nossa mão e dirá que é assim
que caminhamos, mas há outras ocasiões em que somos chamados a nos
erguer e agir como os filhos e filhas de Deus que somos. Somos chamados a
andar sem rodinhas.

O silêncio de Maria, Marta e Lázaro deve ter sido terrível. Entre o envio de uma
mensagem para dizer que Lázaro estava doente e a chegada de Jesus, não
apenas se passou um período de 4 dias, mas esse período resultou na morte
de Lázaro. Que tratamento silencioso! Onde estava Deus, então? É claro que
sabemos o final da história. O silêncio era o meio de preparação de Deus para
algo maior: a ressurreição de Lázaro e uma das maiores demonstrações do
poder de Jesus nos evangelhos. Deus tem um tempo perfeito.

Observe a perspectiva de Jesus... a perspectiva do céu e a nossa estão a


milhas de distância... estamos chamando as coisas de mortas, quando elas
estão dormindo.

Você pode confiar em Deus quando Ele não responde? Ou a sua fé vacila, se
você não receber uma resposta imediata à sua oração? Seu silêncio não
significa que Ele esteja inativo ou ignorando você. Ele já está trabalhando na
situação.
Dia 6
Deus n ão está em silêncio – nós
somos mu ito b arulhe ntos!
 

Minha filha ama música. E, muitas vezes, ela não tira os fones de ouvido e
continua fazendo o que quer que seja. Mas os fones de ouvido e a música
geralmente bloqueiam nossa voz, quando estamos tentando falar com ela. Ela
costuma entrar e usar toda a voz, gritar “mãe, quando é a hora do jantar?” A
música é muito alta para ouvir a resposta da minha esposa e ela precisa
remover os fones de ouvido para ouvir nossas vozes.

Muitas vezes, acontece o mesmo com Deus. Nós temos todo o barulho da vida,
distrações, influências e pessoas enchendo as vias do nosso coração. Quando
Deus fala, a voz dEle perde-se no mar de todos os outros ruídos. É só outra
voz.

Alguém, certa vez, disse: “acho que o diabo fez questão de monopolizar três
elementos: barulho, pressa e multidões. Satanás está bem ciente do poder do
silêncio”.

É difícil nos comunicarmos como precisamos com Ele, hoje em dia, para ouvir
a Sua voz. Nossa conexão e relacionamento são pela fé, é tudo pelo que Jesus
fez, nada pelo meu próprio esforço ou ganho. No entanto, crescemos ao dizer
SIM a Deus e ao criar uma conexão relacional intencional - como a leitura da
Palavra, como a oração e a adoração, como o que chamamos de um momento
de silêncio. É através dessas práticas intencionais que desenvolvemos uma
familiaridade com Deus, uma amizade. A Bíblia diz em Lucas 5:16 que “muitas
vezes, Jesus se retirou para lugares solitários”. Jesus passou um tempo
considerável sozinho, em silêncio para orar, descansar e concentrar-se nas
prioridades para as quais Ele deveria dedicar Seu tempo e energia.

Às vezes, temos que desligar o barulho da nossa vida e criar tempo com Deus.
Deus está falando, mas nossa vida é muito barulhenta devido às nossas
ocupações!
Dia 7
O silênci o cria uma fome por Ele
 

“bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão


fartos”.
Mateus 5:6

A fome é uma coisa boa. Especialmente quando Deus promete satisfazê-la.

Deus nos convida a buscá-lo:

“você me procurará e me encontrará quando me procurar de todo o


coração”. Jeremias 29:13

O silêncio é o convite de Deus para ficarmos com fome!


 
"Nunca duvide no escuro do que Deus lhe disse na luz."

O Senhor pode parecer estar em silêncio, mas isso não significa que Ele não
esteja envolvido.

Ele está pessoalmente interessado nos detalhes e está trabalhando ativamente


em todas as situações, de acordo com Seus bons propósitos.
Leia a Bíblia. Se a voz de Deus não for clara, ler a Sua Palavra é um bom
caminho para sintonizar. É aí que Seus pensamentos, coração e formas são
revelados. É simplesmente a voz dEle em forma escrita.

Tenha uma zona onde você se conecta com Deus, uma coisa que você faz para
se aproximar, um lugar aonde você vai para orar, um modo natural de se
comunicar e estar em Sua presença. Hoje em dia, estamos tão conectados
virtualmente que podemos tornar as conexões da vida real mais fracas.
Quantas vezes, em um café, você vê as pessoas tomando café “juntas”, mas
em vez de conversarem cara a cara, elas estão no celular? Sério, isso não é
tempo de qualidade. Abaixe o telefone! O telefone da sua vida pode ser um
telefone literal. Pode ser rede social. Pode ser tv. Pode ser seu trabalho. Pode
ser um esporte. Pode ser o que for. Por si só, essas coisas não são ruins ou
prejudiciais. Mas, se permitirmos que elas estanquem a nossa vida, podem
criar um nível de ruído que faz parecer que Deus está em silêncio.

Desligue o barulho. Coloque o celular no modo avião. Crie uma zona


intencional para você ter os ouvidos focados em Deus.

Continue se conectando. Continue vindo para a igreja e grupo de crescimento.


Continue orando. Não pare de se comunicar com o Senhor. Continue
perguntando, procurando e batendo (Mt 7: 7-11).

Não desista. 
O que Deus quer que você saiba é que Ele está falando com você,
sempre, o tempo todo. Às vezes, Ele estará usando palavras. Às vezes,
você vai se sentir como no silêncio. Ele está sempre te amando, sempre
fazendo por você, sempre te guiando. Aprenda a ouvi-lo falando, mesmo
no silêncio.
Copyright © 2019 Thiago Coelho, Todos os direitos reservados.

Conheça mais Sobre Thiago Coelho no site thiagorcoelho.com

Material Desenvolvido e Distribuído pelo Grupo MAD