Você está na página 1de 11

Ingénieurs - Conseils

TRANSITEC
E N G E N H E I R O S - C O N S U L T O R E S
Filosofia

ABORDAGEM CONHECIMENTO TÉCNICO

A nossa abordagem baseia-se na simultânea O conhecimento técnico que temos vindo a


consideração de todos os modos de trans- desenvolver, aplicável tanto aos projectos mais
porte (dimensão multimodal) e na associação complexos como aos mais simples, baseia-
de todos os actores intervenientes na área da se numa vasta experiência «do terreno» e na
mobilidade (dimensão transversal). vontade permanente de desenvolver o nosso
saber.
Assim, áreas como, os transportes, o urba-
nismo, o ambiente e a qualidade de vida estão Deste modo, permite conduzir investigações
no centro das nossas reflexões. eficazes e analisar o mais objectivamente
possível os resultados obtidos, mantendo per-
manentemente um elevado sentido crítico.
METODOLOGIA
Permite igualmente uma melhor avaliação da
Os conhecimentos técnicos são evidentemente viabilidade das nossas propostas e a previsão
essenciais em toda a abordagem visando dos efeitos de forma fiável.
melhorar as condições de mobilidade.
O conhecimento técnico dos engenheiros da
A Transitec possui o pleno conhecimento e Transitec engloba além do referido o conheci-
tem como princípio fundamental e prioritário, mento de ferramentas informáticas de grande
incluir o aspecto técnico numa abordagem eficácia, tais como, VS+, VISSIM, TICPARC,
metodológica rigorosa. CAPGIR,…

A metodologia é assim o elemento estruturante


de todos os estudos, que permite apreender
as expectativas dos diversos actores interve-
nientes, fixar objectivos claros e partilhados
e apresentar propostas apropriadas.

A metodologia contribui, por outro lado, para


o rigor necessário à elaboração dos projectos
e permite obter uma reflexão eficaz e prag-
mática na procura de soluções concretas e
realistas.
Máximo
possível

NÚMERO DE PESSOAS ABRANGIDAS


FORMAÇÃO “dar a conhecer”
Médio

CONSULTA “solicitar opiniões”


Restrito

FORMAÇÃO CONCERTAÇÃO “construir com”

Antes... Durante... Após... TEMPO


É um elemento essencial da nossa filosofia.
... a implementação das medidas ligadas à mobilidade

Os nossos técnicos têm uma formação espe-


cífica na área das deslocações em universi-
dades e institutos, tais como a EPFL (Ecole Do planeamento ao início da exploração das
Polytechnique Fédéreal de Lausanne), a EIVd medidas preconizadas, os nossos técnicos
(Ecole d’Ingénieurs du Canton de Vaud), o INSA são capazes de apoiar os nossos clientes de
(Institut National des Sciences Appliquées), a acordo com as necessidades.
ENTPE (Ecole Nationale des Travaux Publics
O acompanhamento das medidas implemen-
de l’Etat), e o IST (Instituto Superior Técnico
tadas e o balanço após um período de explo-
da Universidade Técnica de Lisboa) ou são
ração fazem igualmente parte das nossas
detentores de licenciaturas em transportes
prestações.
urbanos e regionais de passageiros.

Por outro lado, esta formação é alargada de


forma contínua através de intercâmbio de COMUNICAÇÃO
conhecimentos entre os técnicos e através
Se a mobilidade é um direito do cidadão, a
da participação na qualidade de ouvintes ou
comunicação é um dever do decisor.
oradores em acções de formação, congres-
sos, entre outros. Atribuímos uma enorme importância à qua-
lidade das mensagens transmitidas através
da comunicação escrita, gráfica ou oral, quer
ENSINO para o técnico, quer para o utente leigo: «O
que é bem concebido, expressa-se de forma
Ensinar, também é aprender…
clara».
Foi com base neste princípio que a Transitec
Assim, atribuímos sempre na elaboração dos
desenvolveu uma importante actividade no
nossos estudos uma enorme importância à
âmbito do ensino.
introdução das questões relativas à informa-
Muitos dos nossos técnicos leccionam na ção, à consulta e à concertação.
EPFL (Ecole Polytechnique Fédéreal de
Lausanne), orientando cursos universitários,
propondo estágios, formando «conselheiros
em mobilidade», etc.

ABRANGÊNCIA E ÁREAS DE
COMPETÊNCIA

Engloba a totalidade das áreas necessárias à


compreensão das deslocações (planeamento,
exploração, ordenamento).

Cada engenheiro da Transitec beneficia assim


de uma formação generalista, com base na
qual pode desenvolver uma especialização
num dos domínios.
Apresentação geral

UM POUCO DE HISTÓRIA… UMA ORGANIZAÇÃO


UMA LONGA HISTÓRIA INTERNA RIGOROSA

Fundada em 1954, a Transitec é o gabinete Certificados ISO-9001/2000 desde Julho de


de estudos mais antigo na Suiça na área das 2001, implementámos métodos de trabalho
deslocações. que garantem a qualidade e a pertinência das
nossas prestações.
Sempre interessada pelo que a rodeia, a
empresa desenvolveu pouco a pouco a sua A procura da qualidade permite definir
actividade fora das fronteiras helvéticas, tendo de forma muito clara a função de cada
sedes em França (Lyon-Bron), na Bélgica técnico (director de estudo, chefe de
(Namur) e em Portugal (Lisboa). projecto, engenheiro de estudo, dese-
nhador gráfico, apoio logístico, etc.)
Actualmente, o efectivo global ultrapassa 45
e assim assegurar a eficiência na utiliza-
pessoas, com mais de 30 engenheiros (dos
ção dos meios e recursos humanos à
quais cerca de metade têm mais de 10 anos
disposição.
de experiência no seio do nosso gabinete de
estudos). Cada estudo é assim o fruto do traba-
lho de uma equipa capaz de assegurar
uma eficácia máxima na prossecução dos
A DIVERSIDADE NA UNIDADE objectivos visados.

Uma das nossas mais valias corresponde à


possibilidade de integrar a diversidade dos
contextos nos quais trabalhamos (nos países A EXPERIÊNCIA
mencionados anteriormente, mas também A experiência do gabinete de estudos Transitec
noutros países, nomeadamente nos países está lógica e directamente relacionada com a
da África francófona). Através da partilha e sua longevidade.
da comunicação interna somos capazes de
assegurar a unidade e a especificidade das Mas a questão temporal não é o único parâ-
nossas intervenções, assim como, a coerência metro a ter em consideração.
das nossas propostas.
A curiosidade, a investigação, o gosto pela
partilha de ideias, a procura do consenso, a
A INDEPENDÊNCIA importância atribuída ao diálogo com o cliente,
a coragem de arriscar e a independência de
A Transitec é uma empresa política, financeira espírito, são igualmente factores determi-
e tecnicamente independente. Assim, pode- nantes que nos permitiram desenvolver uma
mos garantir aos nossos clientes que apenas sabedoria eficaz, tanto em casos mais clássi-
procuramos os respectivos interesses. cos, como nos casos mais específicos.
As diferentes áreas de actividade

Antes de serem especialistas nas diferentes


áreas ligadas às deslocações, os engenheiros
da Transitec são antes de mais generalistas.

PLANEAMENTO De facto, apenas uma abordagem global e


transversal permite resolver de forma eficaz
os problemas complexos da mobilidade, rela-
cionados com todas as outras áreas e actores
intervenientes.

ORDENAMENTO

FORMAÇÃO

EXPLORAÇÃO

INVESTIGAÇÃO
Planeamento

Os transportes e a mobilidade ocupam um P L A NO S M ULT IM O D A IS D E


D E SL O C AÇ Õ ES , P L A NO S D E
lugar cada vez mais relevante na gestão sus- D ES L O CA Ç Õ ES U R B A N AS ,
tentável do território. P L A NO S D E M O B IL ID A D E
À escala regional
Em estreita interacção com os especialistas À escala da área metropolitana
(por exemplo urbanistas), a Transitec esforça- À escala municipal
se por encontrar soluções ao mesmo tempo
criativas e pragmáticas, seguindo uma abor-
P L A NO S D IR E C T O R E S D E
dagem de planeamento comprovada. T R A NS P O RT E S C O L E C TI V O S

A nossa longa experiência na matéria baseia-


DIAGNÓSTICO
se em três pilares essenciais :

Procedimento técnico rigoroso baseado


nomeadamente :
UMA PERMANENTE ATENÇÃO À COMUNICAÇÃO

CONDICIONANTES E S T U D OS D E A CE S S IB I L ID AD E A
E OBJECTIVOS — num diagnóstico bem orientado que IM P O RTA NT E S P Ó L O S GE R AD OR E S
evita o excesso de recolha de dados ; D E D ES L O CA Ç ÕE S E A G R AN D E S
M A NI F E S TA ÇÕ E S ( D ES PORTI VA S,
F EIR A S , E T C . )
CONCEITO DE — em objectivos formulados de forma
DESLOCAÇÕES
clara e baseados no consenso dos
actores intervenientes ;
ES T U D O S DE L OC A IS T U R Í S TI C OS
FERRAMENTAS À
DISPOSIÇÃO
— num conceito que liga os objectivos
(ES T Â NC IA S D E M O NTA N H A, LOC AI S
PLANO DE CIRCULAÇÃO e as ferramentas de implementação. DE P E R EG R INA Ç Ã O , E TC . )
POLÍTICA DE ESTACIONAMENTO
ESTRATÉGIA DE SEMAFORIZAÇÃO
TRANSPORTES PÚBLICOS
Visão global e multimodal dos fenómenos
MODOS SUAVES E ALTERNATIVOS
SINALIZAÇÃO NORMAS
e objectivos.
•••

Grande criatividade nas medidas


preconizadas. PO L ÍT ICA S D E ES TA C IO N A M E N TO

PL A N OS D E T R A N S P O RT E S D E
E M P R ES A S

P L A NO S D E M E D ID A S D E
P R O T E CÇ Ã O AT M O S F É R I C A

PL A N OS D E ME L HO R I A D E
T R A NS P O RT E S D E M ER C A D O R I A S
E D E C A R G A S E D E S CA R G A S
Exploração

As ferramentas de exploração das redes per- INS E R Ç Ã O D E T R A N S PO RT E S


CO L E CT I VO S E M S ÍT IO P R Ó P R IO
mitem alcançar objectivos que vão além do
(T C S P )
simples escoamento do tráfego. Autocarro
Metropolitano ligeiro de superfície
De facto permitem :
1. Tête de chapitre si besoin
melhorar a acessibilidade multimodal ;
aumentar a segurança para todos os
utentes ;
ME L HO R IA D A V EL O CID A D E
controlar os fluxos (controlo de acesso, C O M ER C IA L D O S T R A N S P O RT E S
fluidez, velocidade, etc.) ; C O L EC T IV O S

conceder prioridades; Sítio próprio


Prioridade nos cruzamentos
proteger os sectores sensíveis semaforizados
(residenciais, escolas, etc.) ;
...

P L A NO DE C IR C UL A ÇÃ O ES T U D O S DE S IN A L I ZA Ç Ã O
Princípios de acessibilidade H O R IZ O NTA L E V ERT I C A L
Hierarquização Estática
Dimensionamento da rede viária Dinâmica
Sentidos de circulação

EXP L OR A Ç Ã O DO SI MU L A ÇÕ E S DE A P O IO À D E C I S Ã O
E STACI O NA M EN T O (VI S S IM )
Regulamentação
Tarifa
Material

S EM AFO RI Z A ÇÃ O D O T R Á F EG O ES T U D O S DE IM PA C T E A M B IE N TA L
Estratégia de semaforização (T R Á F EG O )
Projectos de execução Poluição atmosférica
Programação VS+ Poluição sonora
Início de exploração
Concepção de postos centrais e de
Serviços de Apoio à Exploração (SAE)
Ordenamento

O espaço público urbano é cada vez mais EL EM E NT O S D E S EG U R A N Ç A E D E


AC A L MI A D E T R Á F EG O
diminuto e cada vez mais solicitado. Apenas
um ordenamento concebido com base num
equilíbrio ponderado tendo em consideração
os diferentes modos de transporte e utentes
possibilita a melhoria das condições de segu-
rança, de conforto e de convívio, contribuindo
para o embelezamento do espaço. OR D EN A ME N T O D E E IX O S
U R B A N O S E D E C R U ZA M E N T O S

C O NC EP Ç Ã O , O R D E N A M E N T O
E O R G A N IZ A ÇÃ O D E P Ó LO S
MU LT IM OD A IS ( PA R Q U E S
D IS S U A S O R ES , E T C . )

O R D E NA M E NT O D E
A NTES
IN F R A -E S T R U T U R A S PA R A
A S B IC IC L ETA S E OS P E Õ E S

O R D E NA M E NT O D E Á R E A S D E
E S TA CI ON A M EN T O

DE PO I S
Formação

A Transitec mantém uma relação muito estreita Wallon (Bélgica) e da região de Bruxelas-
com vários estabelecimentos de ensino supe- Capital (CeMa) ;
rior, participando na leccionação das cadei-
ras de transportes e mobilidade: EPFL (Ecole Cursos de formação em técnica dos trans-
Polytechnique Fédérale de Lausanne-Suiça), EIVd portes no CESUR-IST – Instituto Superior
(Ecole d’Ingénieurs du Canton de Vaud-Suiça). Técnico da Universidade Técnica de Lisboa ;

São igualmente concebidos e leccionados Curso de formação em mobilidade em


pela Transitec, cursos de formação contínua Yaoundé (Camarões), Cotonou (Benim) e
nas áreas de planeamento, ordenamento e Dakar (Senegal);
exploração, tais como :
Cursos específicos direccionados para
Estágios de formação nas áreas políticos (Bruxelas, Namur, Dakar, etc.). Estes
específicas, destinados a engenheiros cursos de formação baseiam-se em bases
e «actores» intervenientes na área da teóricas relativas à engenharia das desloca-
mobilidade; ções e nas realizações e experiências concre-
tas efectuadas pela Transitec, entre outras ;
Cursos de formação de Conselheiros
em Mobilidade (CeM) para as aglo- Participação activa em congressos, con-
merações e administração da região ferências, etc.

Investigação
A área dos transportes necessita permanen- E X P L O R A Ç ÃO DO S C R UZ A M EN TOS
Ferramentas de apoio à realização de
temente de novas soluções e ferramentas. projectos de semaforização
A Transitec participou e participa, nesse
âmbito, em vários estudos e projectos de
investigação.

Entre outros, vários projectos são objecto,


F E R R A M E N TA S D E A N Á LI S E D O
internamente, de desenvolvimento e de inves-
E S TA CI O N A M E N T O
tigações aplicadas aos nossos estudos. TICPARC, corresponde a um software
de análise da estrutura dos utentes
de uma zona de estacionamento e
de simulação de políticas de
estacionamento

F E R R A M E N TA S D E D E TE CÇ Ã O

N O VA S F O R M A S DE M O B IL ID A D E
«Qual a aplicação e qual a função na
cidade de amanhã?»

PA P E L D O S T Á X I S N O S
T R A N S P O RT E S U R B AN OS
As nossas actividades na diversidade das
problemáticas e dos locais

Á R E A S M E T R O P O L I TA N A S . . .

CIDADES DE MÉDIA E
PEQUENA DIMENSÃO...

...NA EUROPA

...E FORA DA EUROPA

... NO ÂMBITO DE UMA


ABORDAGEM SUSTENTÁVEL

...OU RELACIONADO COM


EVENTOS EFÉMEROS
Crédits photos : Reto Thomas, Mahaux Photography Belgium, Delphine Burtin.
Création : www.groupe-alchimie.ch
TRANSITEC
E N G E N H E I R O S - C O N S U L T O R E S

w w w. t r a n s i t e c . n e t

PORTUGAL FRANÇA

Rua Sampaio e Pina, n.º 70, 2º andar 172-174, avenue F. Roosevelt


PT – 1070-250 Lisboa F-69500 Bron
Tel.: 00351 / 213 879 111 Tel. : 0033 (0) 4 72 37 94 10
Fax: 00351 / 213 879 114 Fax : 0033 (0) 4 72 37 88 59
E-mail: lisboa@transitec.net E-mail : lyon@transitec.net

SUIÇA BÉLGICA

17, avenue des Boveresses 14, rue de la Monnaie


CH -1010 Lausanne B-5000 Namur
Tél.: 0041 (0) 21 652 55 55 Tel. : 0032 (0) 81 22 45 66
Fax : 0041 (0) 21 652 32 22 Fax : 0032 (0) 81 22 45 68
E-mail : lausanne@transitec.net E-mail : namur@transitec.net

Lorystrasse 6A
CH-3000 Bern 5
Tel. : 0041 (0)31 381 69 12
Fax : 0041 (0)31 381 69 13
E-mail : bern@transitec.net