Você está na página 1de 3

Disciplina: FISI0261 Fı́sica 2

Perı́odo: 2020.2
Turma: 05, 07, 08
Professor: Stoian I. Zlatev

Lista de exercı́cios 23

Assunto. Velocidades moleculares. Fases da matéria.

Rerferência: [1], Capı́tulo 18.

1 Difusão gasosa do urânio. a) Um processo chamado difusão gasosa é geralmente


empregado para separar os isótopos do urânio, ou seja, átomos de elementos que possuem
massas diferentes, tais como o 235 U e o 238 U. O único composto gasoso do urânio na
temperatura ambiente é o hexafluoreto de urânio, UF6 . Imagine como separar moléculas
do 235 UF6 e 238 UF6 usando difusão gasosa.
b) As massas molares do 235 UF6 e 238 UF6 são, respectivamente, 0,349 kg/mol e 0,352 kg/mol.
Se o hexafluoreto de urânio for um gás ideal, qual será a razão entre a velocidade
quadrática média do 235 UF6 e a do 235 UF6 , supondo uma temperatura uniforme?

Resposta: b) 1,004.

2 Temos duas caixas de mesmo tamanho, A e B. Cada caixa contém um gás que
se comporta como um gás ideal. Inserimos um termômetro em cada uma das caixas e
descobrimos que o gás na caixa A está a uma temperatura de 50 ◦ C, enquanto o gás na
caixa B está a 10 ◦ C. Isso é tudo o que sabemos sobre os gases nas caixas. Quais das
seguintes afirmativas precisam ser verdadeiras? Quais delas podem ser verdadeiras?
a) A pressão em A é maior do que em B.
b) Há mais moléculas em A do que em B.
c) A e B não podem conter o mesmo tipo de gás.
d) As moléculas em A possuem maior energia cinética média por molécula do que as de
B.
e) As moléculas em A estão se movendo mais rápido do que as de B. Explique o raciocı́nio
por trás de suas respostas.

Resposta: a) pode ser verdadeira; b) pode ser verdadeira; c) não é verdadeira;


d) precisa ser verdadeira; e) pode ser verdadeira.

1
3 a) Um deutério, 2 H, é o núcleo de um isótopo do hidrogênio, e consiste em um próton
e um nêutron. O plasma de deutérios em um reator de fusão nuclear precisa ser aquecido
a cerca de 300 milhões de K. Qual é a velocidade quadrática média dos deutérios? Esse
valor é uma fração significativa da velocidade da luz (c = 3, 0 × 108 m/s)?
b) Qual seria a temperatura do plasma se os deutérios tivessem uma velocidade quadrática
média igual a 0, 10c?

Resposta: a) 1, 9 × 106 m/s; não, 0,64% de c; b) 7, 3 × 1010 K.

4 a) Qual é o calor necessário para fazer a temperatura de 2,50 moles de um gás ideal
diatômico aumentar de 30 K nas vizinhanças da temperatura ambiente se o gás for
mantido com um volume constante?
b) Qual seria a resposta do item (a) se o gás fosse monoatômico e não diatômico?

Resposta: a) 1560 J; b) 935 J.

5 a) Calcule o calor especı́fico a volume constante do gás nitrogênio (N2 ) e compare


com o calor especı́fico da água lı́quida. A massa molar do N2 é 28,0 g/mol.
b) Você aquece 1,0 kg de água a volume constante de 1,0 L de 20 ◦ C até 30 ◦ C em uma
chaleira. Usando-se a mesma quantidade de calor, quantos quilogramas de ar a 20 ◦ C
você poderia aquecer de 20 ◦ C até 30 ◦ C? Que volume (em litros) esse ar ocuparia a
20 ◦ C e a uma pressão de 1,0 atm?

Resposta: a) 741 J/kg · K; b) 5,65 kg; 4850 L.

6 A água sólida (gelo) é lentamente aquecida a partir de uma temperatura muito baixa.
a) Qual é a pressão mı́nima P1 que deve ser aplicada para se observar uma transição
de fase de liquefação? Descreva a seqüência das transições de fase que ocorrem se a pres-
são aplicada P for tal que P < P1 .
b) Acima de certa pressão máxima P2 , não se observa nenhuma transição com
ebulição. Qual é essa pressão? Descreva a sequência das transições de fase que ocorrem
para P1 < P < P2 .

Respostas: a) 610 Pa; sólido → vapor; b) 2, 21 × 107 Pa; sólido → lı́quido → vapor.

7 A atmosfera do planeta Marte é constituı́da por 95,3% de dióxido de carbono (CO2 )


e cerca de 0,03% de vapor d’água. A pressão atmosférica é de apenas 600 Pa, e a
temperatura da superfı́cie do planeta varia de −30 ◦ C até −100 ◦ C. As camadas de
gelo polares contêm gelo de CO2 e gelo de água. Poderia existir CO2 lı́quido sobre a
superfı́cie de Marte? Poderia existir água lı́quida? Justifique sua resposta.

Respostas: não; não.

2
Referências
[1] H. D. Young and R. A. Freedman. Sears & Zemansky Fı́sica II: Termodinâmica e
Ondas. Pearson Education do Brasil Ltda., 2008.

Você também pode gostar