Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

D ISCIPLINA : M EC. G ERAL II - D INÂMICA


L ISTA DE E XERCÍCIOS
P ROF. G IULIANO D EMARCO

Nome: Matrícula: Data: / / 2020

Questão 1. A aceleração de uma partícula é dada por com um radar. No momento em que A ultrapassa P, o
a = 4t − 30, em que a é em metros por segundo ao carro da polícia começa a avançar com uma acelera-
quadrado e t é em segundos. Determine a velocidade ção constante de 6 m/s2 até que a velocidade de 160
e o deslocamento como funções do tempo. O desloca- km/h é atingida, e essa velocidade é então mantida.
mento inicial em t = 0 é s0 = −5 m, e a velocidade Determine a distância necessária para o oficial de po-
inicial é v0 = 3 m/s. lícia alcançar o carro A. Despreze qualquer movimento
não retilíneo de P.
Questão 2. A posição de uma partícula em milímetros
é dada por s = 27 − 12t + t2 , em que t é em segundos.
Represente graficamente as relações s-t e v-t para os
primeiros 9 segundos. Determine o deslocamento lí-
quido ∆s durante esse intervalo e a distância total per-
corrida D. Analisando a relação s-t, a que conclusão
você pode chegar em relação a aceleração?
Questão 5. Um foguete de estágio único é lançado
Questão 3. A bola é jogada verticalmente para cima verticalmente do repouso, e os propulsores são pro-
com uma velocidade inicial de 25 m/s da base A de gramados para dar ao foguete uma aceleração cons-
um penhasco de 15 m. Determine a distância h que a tante para cima de 6 m/s2 . Se o combustível é comple-
bola ultrapassa o topo do penhasco e o tempo t após o tamente consumido 20 segundos após o lançamento,
lançamento para a bola aterrissar no ponto B. Calcule calcule a velocidade máxima vm e a consequente alti-
também a velocidade de impacto vB . Despreze a re- tude máxima h alcançada pelo foguete. (vm = 120m/s
sistência do ar e o pequeno movimento horizontal da e h=1934 m)
bola.
Questão 6. Se a velocidade v de uma partícula se mo-
vendo ao longo de uma linha reta diminui linearmente,
com o seu deslocamento s de 20 m/s, para um valor
que se aproxima de zero em s=30 m, determine a ace-
leração a da partícula quando s = 15 m e mostre que a
partícula nunca alcança o deslocamento de 30 m.

Questão 4. O carro A está se deslocando com veloci-


dade constante vA = 130 km/h em uma localidade na
qual a velocidade máxima permitida é de 100 km/h. O
policial no carro estacionado P registra esta velocidade
Questão 7. O ônibus espacial toca o solo a cerca de no instante do lançamento? O avião está voando hori-
355 km/h. A 320 km/h ele aciona o paraquedas de zontalmente a uma altitude de 100 m com a velocidade
arrasto. A 55 km/h, o paraquedas do ônibus é des- de 200 km/h.
cartado. Se a aceleração em metros por segundo
quadrados durante o tempo que o paraquedas está
acionado é -0,001v2 (velocidade v em metros por se-
gundo), determine a correspondente distância percor-
rida pelo ônibus. Considere ausência de frenagem dos
freios das rodas do ônibus. (s=1770 m = 5810 ft)

Questão 12. O projeto de um sistema de comando de


válvulas de um motor de automóvel de quatro cilindros
Questão 8. A velocidade de uma partícula se mo- é mostrado. Quando o motor é acelerado, a veloci-
vendo no plano x-y é dada por 6, 12î + 3, 24ĵ m/s no dade da correia v varia uniformemente de 3 m/s até 6
tempo t = 3,65 s. A sua aceleração média durante os m/s durante um intervalo de dois segundos. Calcule o
próximos 0,02 s é 4î+6ĵ m/s2 . Determine a velocidade módulo das acelerações dos pontos P1 e P2 no meio
v da partícula em t = 3,67 s e o ângulo θ entre o vetor desse intervalo de tempo.
aceleração-média e o vetor velocidade em t = 3,67 s.

Questão 9. A coordenada x de uma partícula em mo-


vimento curvilíneo é dada por x = 2t3 − 3t, em que
x é em metros e t é em segundos. A componente y
da aceleração em metros por segundos ao quadrado é
dada por ay = 4t. Se a partícula tem os componentes
em y sendo y = 0 e ẏ = 4 m/s quando t = 0, encontre
os módulos da velocidade v e da aceleração a quando
t = 2 s. Esboce a trajetória para os primeiros 2 segun-
dos do movimento, e mostre os vetores velocidade e
aceleração para t = 2 s.

Questão 10. Um foguete fica sem combustível na po-


sição mostrada e continua em voo sem propulsão
acima da atmosfera. Se a sua velocidade nesta posi- Questão 13. Em um determinado ponto na reentrada
ção era de 1000 km/h, calcule a altitude máxima adicio- do ônibus espacial na atmosfera da Terra, a acelera-
nal h atingida e o tempo correspondente para alcançá- ção total do ônibus espacial pode ser representada por
la. A aceleração da gravidade durante esta fase do seu duas componentes. Uma componente é a aceleração
voo é 9,39 m/s2 . gravitacional g = 9,66 m/s2 nesta altitude. A segunda
componente igual a 12,90 m/s2 é devida à resistência
atmosférica e direcionada em sentido oposto à veloci-
dade. O ônibus espacial está em uma altitude de 48,2
km e reduziu a sua velocidade orbital de 28.300 km/h
para 15.450 km/h na direção θ = 1,50◦ . Para esse ins-
tante, calcule o raio de curvatura R da trajetória e a
taxa v̇ em que a velocidade está variando.

Questão 11. Um piloto de avião que leva um pacote


de correspondência para um posto avançado deseja
lançar o pacote no momento exato para alcançar o
ponto de resgate em A. Que ângulo θ com a horizontal
deve a linha de visão do piloto em direção ao alvo fazer
Questão 15. Um avião a jato voando a uma veloci-
dade constante v em uma altitude h = 10 km está
sendo rastreado pelo radar localizado em O direta-
mente abaixo da linha de voo. Se o ângulo θ está di-
minuindo a uma taxa de 0,020 rad/s quando θ = 60◦ ,
determine o valor de r̈ neste instante e o módulo da
velocidade ~v do avião.

Questão 14. A posição do cursor P no braço ranhu-


rado rotativo AO é controlada pelo parafuso motor
como mostrado. No instante representado, θ̇ = 8
rad/s e θ̈ = −20 rad/s2 . Ainda nesse mesmo instante,
r = 200 mm, ṙ = −300 mm/s e r̈ = 0. Determine para
este instante os componentes r e θ da aceleração de
P.

Bom trabalho!!!

Você também pode gostar