Você está na página 1de 327

36.

Cite quantas e quais são as glândulas anexas dos sistemas genital masculino, além das
suas funções.

São três tipos de glândulas anexas:


- Próstata: há dois tipos:
* O disseminado – que funciona durante a micção e ejaculação (ovino e caprino).
* O lobulado – que está presente nos equinos e caninos.

- Glândula vesicular: Produzem uma ejaculação pesada. Esta situada entre a ampola e a próstata,
despejando juntamente com as outras duas, a secreção do coliculo seminal.

- Glândula bulbo uretral: está situada próxima a raiz peniana

Os equinos possuem as três glândulas.


Os ruminantes também possuem as três glândulas, porem a próstata é pouco desenvolvida.
Os felinos possuem a próstata é-a glândula bulbo uretral.
Os cães possuem apenas a próstata.
Os suínos possuem as três glândulas.

37. Liste os órgãos do sistema genital feminino e indique os que são órgãos genitais primários
e os secundários.

Órgãos sistema genital:


- Ovários
- Tubas uterinas
- Útero
- Vagina
- Vestíbulo da vagina

Órgão Primário:
- Ovário

Órgãos secundários:
- Tubas uterinas
- Útero
- Vagina
- Vestíbulo da vagina

38. Faça a classificação das placentas das fêmeas domésticas.

- Vaca - placenta zonaria cotiledonar. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta vilosa).

- Égua: Placenta difusa completa. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta vilosa).

- Porca: placenta difusa incompleta. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta rugosa).

- Cadela e gata: placenta zonaria circular. Endotelio-corial / Endotélio uterino + Córion (Placenta
peguilhada).

39. Quantos e quais são os ligamentos do sistema genital feminino?

- Ligamento largo do útero: contém pouca gordura e musculo liso. São bem mais largos no meio que
nas extremidades, e a parte caudal está inserida na parte cranial da vagina.

- Ligamento redondo do útero: são faixas de musculo liso e gordura. Cada ligamento passa através do
canal inguinal envolto por uma bolsa peritoneal, uma prega ligamentosa estende-se cranialmente da
bolsa ovariana, lateralmente ao rim, e se insere na parede abdominal no meio da ultima costela.

- Ligamento ovariano: é uma faixa de musculo liso que está incluída entre as camadas do ligamento
largo. Liga a parte caudal da extremidade uterina ao corno do útero.

40. Descreva a estrutura e a localização das glândulas mamárias.


A glândula mamaria é uma das principais características dos mamíferos está presente em ambos os
sexos, porem se desenvolvem integralmente nas femeas. Elas são em par e ocorrem na região peitoral,
torácica ou inguinal, ou em todas as três.
A gata, cadela e porca possuem diversos pares de glândulas, numa fileira que se estende do peito
inferior até a virilha.
No ruminante e na égua, as glândulas dos dois lados são parcialmente fundidas, na região púbica,
para formar um úbere.
A maioria dos animais domésticos possuem glândulas múltiplas, correspondendo ao numero de suas
crias (Parkes, 1956).

Estão compostas por um sistema de ductos que conectam massas de epitélio secretor (parênquima)
envolvidos por tecido conjuntivo, gordura, vasos e nervos (estroma). O conjunto encontra-se sustentado
por uma cápsula fibro-elástica.
O parênquima consiste em uma camada única de células epiteliais secretoras formando os alvéolos
mamários que drenam para ductos pequenos que vão progressivamente se unindo a ductos maiores até
abrir em uma cisterna ou diretamente na teta.
Os alvéolos são agrupados em unidades conhecidas como lóbulos, cada um deles envolvido por um
septo distinto de tecido conjuntivo. São recobertos por células contráteis de natureza mioepitelial e que
respondem ao reflexo de ejeção do leite.

Os lóbulos são agrupados em unidades maiores denominadas lobos, que são rodeados por septos de
tecido conjuntivo.
As células mioepiteliais também se localizam ao longo dos ductos.
A proporção parênquima secretor e tecido conjuntivo é controlada por mecanismo hormonal. Durante
a lactação encontra-se maior proporção de parênquima do que de estroma, e fora da lactação, isto se
inverte.

41. Descreva as mudanças estruturais que ocorrem no endométrio durante um ciclo estral,
explique como essas mudanças são controladas através de hormônios e quais?

Os períodos reprodutivos podem ser classificados como ciclos estrais contínuos ou estacionais.
O ciclo estral é o período decorrente entre sucessivas fases de receptividade sexual, geralmente
chamadas de cio ou estro. Os ciclos podem ser monoestrais (uma vez por ano) ou poliestrais (duas ou
mais vezes por ano).
A duração dos ciclos estrais contínuos é específica da espécie.
Outra diferenciação no mecanismo cíclico é a separação das espécies de ciclo contínuo em
ovuladores espontâneos (por exemplo, a porca, a vaca, a ovelha) e induzidos (como a coelha, a gata).
No ovulador espontâneo o estro coincide com o inicio da ovulação; já o ovulador induzido é receptivo
ao macho em qualquer momento, e a ovulação ocorre a intervalos variáveis após o coito.
A ovulação se deve ao bloqueio de estímulos atuantes sobre o hipotálamo, gerando liberação de FRH
e LRH, que produzem secreção de gonadotrofinas hipofisárias.

O ciclo estral pode ser dividido em duas fases gerais:


1) fase folicular correspondente ao período de crescimento e maturação dos folículos caracterizada
por secreção estrogênica gradualmente acelerada e alteração da mucosa uterina e vaginal;
2) fase lútea, iniciada pela ovulação do folículo e sua subsequente transformação em corpo amarelo.
A duração da fase lútea depende de o corpo amarelo se tornar funcional ou não, no primeiro caso
secretando progesterona, com seu consequente efeito sobre a mucosa uterina e vaginal.

De certo modo, a maturidade sexual varia entre as espécies.

O ciclo estral pode ser definido como sendo o período de tempo entre o inicio de um estro e a
ocorrência de outro, no entanto, costuma-se estudar suas fases partindo do proestro, pois esta fase pode
ser considerada como um preparo da fêmea para o estro.

Ele é regulado por mecanismos endócrinos e neuroendócrinos que são os hormônios hipotalâmicos,
as gonadotrofinas produzidas pela adeno-hipófise e os esteroides secretados pelos ovários.

O proestro e o estro são também chamados de fases estrogênicas ou proliferativas. Nesta fase há
primariamente o crescimento e maturação dos folículos ovariano, sob ação do Hormônio Folículo
Estimulante (FSH), o qual atua estimulando a proliferação de células da camada granulosa do ovário, a
secreção de Estrógeno (E2) pelas células da teca interna, o desenvolvimento folicular, hiperplasia
endometrial e manifestações do estro ou cio.
O aumento progressivo na concentração de E2 determina um mecanismo de feedback negativo que
inibe a liberação de FSH e, consequentemente por um mecanismo de feedback positivo estimula a
liberação de Hormônio Luteinizante (LH), o qual atua terminando a maturação folicular e promovendo a
ovulação.

Durante todo este período, o útero está continuamente se preparando para a implantação. O
sangramento da microvasculatura uterina está diminuído ou extinguido, o desenvolvimento glandular com
aumento da vascularidade está quase completo. O útero pode tornar-se palpável numa examinação
abdominal cautelosa, observando seu tamanho aumentado e espessura.

As glândulas endometriais crescem em tamanho, hipertrofiam e secretam o fluido endometrial


responsável pela nutrição da estrutura embrionária até a sua implantação.

Se não ocorre a concepção, o endométrio começa a produzir Prostaglandina F2alfa (PGF2alfa) que
atua promovendo a luteólise e consequente diminuição brusca da concentração de P4. Assim, ocorre
uma maior liberação de Hormônio Liberador de Gonadotrofinas (GNRH) pelo hipotálamo, reiniciando um
novo ciclo estral.

Os animais podem ser classificados de acordo com o desenvolvimento do ciclo estral.

Assim sendo, as vacas e porcas por possuírem ciclos estrais durante todo o ano, são denominadas
poliéstricas não sazonais. As éguas, ovelhas e cabras já que têm ciclos estrais durante um período
limitado do ano, são denominados animais poliéstricos sazonais. Já as cadelas que apresentam um
período de inatividade sexual dentro do ciclo (anestro) consideradas monoéstricas. Na gata, a ovulação é
induzida, ou seja, é necessário que haja cópula para que ocorra ovulação. Porém, a maioria das
espécies ovula espontaneamente após a sequência apropriada de eventos endócrinos e fisiológicos.

42. Marque a opção correta. O colo é uma parte:


a) da vulva;
b) da vagina;
c) do útero;
d) das tubas uterinas;
e) do ligamento largo do útero.

43. Faça a distinção entre sistema nervoso parte central e parte periférica.

O sistema nervoso central divide-se em encéfalo e medula. O encéfalo corresponde ao telencéfalo


(hemisférios cerebrais), diencéfalo (tálamo e hipotálamo), cerebelo, e tronco cefálico, que se divide em:
BULBO, situado caudalmente; MESENCÉFALO, situado cranialmente; e PONTE, situada entre ambos.

O sistema nervoso periférico é formado por nervos encarregados de fazer as ligações entre o sistema
nervoso central e o corpo.
44. Explique porque a neurologia é considerada uma ciência dinâmica.

Neurologia é o ramo especializado no estudo do sistema nervoso (central e periférico).


Estuda as doenças do sistema nervoso e as relações e suas relações com as outras partes do corpo
tratam diversas patologias relacionadas ao sistema nervoso.

PS: NÃO FAÇO IDEIA SE ESSA QUESTAO TA CERTO, MAS NÃO ENCONTREI MAIS ND =’(

ESTUDO DIRIGIDO ANATOMIA VETERINÁRIA I


ESQUELETO E ARTICULAÇÕES

1) Como é feita a divisão anatômica do corpo de um animal em partes?

2) Defina quais são os planos paralelos e intermediários aos seguintes planos:


a) Entre plano cranial e caudal
b) Entre plano dorsal e ventral
c) Entre planos lateral direito e esquerdo

3) Quais as diferenças de nomenclatura quanto aos planos encontradas nos seguintes segmentos?
a) Crânio
b) Mão e pé
c) Falanges

4) Qual a diferença entre os seguintes termos: medial, médio, intermédio e mediano?

5) Quais as principais funções do esqueleto? Quais ossos compõem o esqueleto apendicular, axial e visceral nos
animais domésticos?
6) Dê pelo menos três exemplos de ossos longos, curtos, planos, irregulares e pneumáticos.

7) Qual a constituição (estrutural) dos ossos curtos, planos, irregulares e pneumáticos?

8) Descreva pormenorizadamente a constituição de um osso longo e por quais regiões os mesmos são irrigados
e inervados?

9) As perguntas abaixo servem para todos os ossos do esqueleto, incluindo estudo comparativo:
a) Qual nome do osso?
b) A qual segmento pertence?
c) Articula-se com quais outros ossos e acidentes ósseos?
d) Qual sua classificação quanto à forma?
e) Quais suas faces ósseas?
f) Quais acidentes ósseos ou particularidades ósseas são descritos na apostila (bovinos)?
g) A qual espécie animal pertence?

10) O canal que se continua caudalmente ao forame magno é denominado: ______________________ Este
aloja a: _____________________________________.
Em cada forame intervertebral emergem os:___________________________________

11) Descreva como as costelas se articulam com as vértebras torácicas e com o esterno.

12) Qual o nome do espaço formado entre os arcos vertebrais? Cite o nome de um especificamente que é
utilizado em intervenções cirúrgicas.

13) Quais ossos constituem a pelve óssea?

14) Quais ossos constituem o acetábulo? Quais constituem o assoalho da cavidade pelvina?

15) Onde estão situadas as fabelas nos cães?

16) Qual a função dos ossos sesamóides?

17) Em qual ângulo da patela prende-se a cartilagem patelar?

18) Quantas vértebras cervicais, torácicas, lombares, sacrais e coccígeas têm as seguintes espécies:
a) Bovina e pequenos ruminantes
b) Eqüina
c) Suína
d) Canina
e) Galinhas

19) Em qual plano está situada a coluna vertebral?

20) Os seguintes acidentes ósseos são formados pela fusão de quais particularidades ósseas:
a) Crista sacral mediana
b) Crista sacral intermédia
c) Crista sacral lateral

21) Quais os nomes dos espaços entre as costelas?

22) Qual a outra nomenclatura para costelas verdadeiras? Por quê?

23) Qual a outra nomenclatura para costelas falsas? Por quê?

24) As cartilagens costais das costelas falsas formam qual estrutura?

25) Quais os nomes da 1º e 7º esternébra do esterno?

26) Qual o nome da camada de osso esponjoso no crânio? E de osso compacto?


27) Por que os ossos frontais e maxilares são considerados pneumáticos? Eles comunicam com qual cavidade do
crânio?

28) Quais ossos constituem os contornos rostral, dorsal, caudal e ventral da órbita óssea? Qual estrutura
completa o contorno ventral, que não ossos?

29) Nos cães a borda caudal da órbita óssea é completada por qual estrutura?

30) O que preenche a bula lacrimal?

31) O forame lacrimal comunica-se com a cavidade nasal por meio de um canal chamado:__

32) Qual forame forma o canal facial?

33) Em qual osso situa-se a fossa hipofisária?

34) Quais ossos formam o assoalho da cavidade craniana? E as paredes lateral, caudal e rostral da mesma são
formadas por quais ossos?

35) Qual osso separa a cavidade nasal da cavidade craniana?

36) Como é o nome da abertura caudal da cavidade nasal?

37) Como é o nome da porção caudal do septo nasal?

38) O forame lácero ou lacerado no eqüino é formado pela fusão de quais outros forames? Considere para
comparação o ruminante.

39) Quais ossos formam o sinsacro nas aves?

40) Em qual acidente ósseo e com qual osso do crânio articula-se o aparelho hióide? Qual a função deste
aparelho?

41) Quais ossos formam o palato ósseo?

As perguntas passam a focar agora articulações. Estas são exemplos de conhecimentos que podem ser
cobrados.

42) Quais as funções das articulações?

43) Qual a função do líquido sinovial e quem o produz?

44) Qual a função dos discos articulares, meniscos, lábios articulares e coxim adiposo infrapatelar?

45) Em relação aos ligamentos responda: tecido que os formam, função e classificação geral quanto sua
localização na articulação.

46) Para todas as articulações responda as seguintes perguntas:


a) Qual o nome da articulação?
b) Quais ossos formam essa articulação?
c) Qual sua classificação quanto ao meio de união?
d) Qual tecido encontra-se entre as superfícies ósseas?
e) Se a articulação for uma sutura ou do tipo sinovial responda também: Qual sua classificação quanto à forma?
f) Se a articulação for do tipo sinovial responda também: Qual sua classificação quanto ao movimento
executado? Qual sua classificação funcional?
g) Quais os nomes das estruturas encontradas em cada articulação?

47) O ligamento transverso do acetábulo é formado a partir de qual estrutura da articulação do quadril e cruza
qual acidente ósseo?

48) Qual a diferença entre os bovinos e pequenos ruminantes em relação aos ligamentos patelares?
49) Cite os ligamentos que ligam o fêmur à patela, a patela à tíbia e o fêmur à tíbia.

50) Qual a única articulação sinovial presente na cabeça? Dê sua classificação completa.

52) Além da função de união as suturas desempenham no crânio outra função muito importante. Qual é?

53) Quando as suturas se ossificam elas mudam de nome e passam a se chamar:

54) Os discos intervertebrais estão situados entre quais acidentes ósseos das vértebras?

55) Em quais regiões na coluna vertebral são encontradas articulações sinoviais e quais movimentos são
permitidos nas mesmas?

56) Defina a origem e inserção do ligamento da nuca parte funicular e laminar.

REVISÂO AV2 – ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR

 Quais os ossos que fazem parte do Neurocrânio?


Frontal, occipital, temporais, etmoidal, esfenoidal, parietais.

 Quais os ossos que compõem o Viscerocrânio?


Zigomático, Maxilas, Nasais, Lacrimais, Conchas inferiores, Vômer, Palatinos, Mandíbula.

 Quais os ossos que compõe a orbita?


Frontal, Esfenoidal, Zigomático, Maxilar, Palatino, Lacrimal, Etmoidal.

 Quais os ossos da orbita são pneumáticos?


Etmóide e Lacrimal.

MÙSCULOS DA FACE
LIGAMENTOS DA COLUNA VERTEBRAL

 Qual a função dos ligamentos longitudinais anteriores e posteriores?


Lig. Longitudinal anterior- Mantém a estabilidade das articulações intercorpovertebrais e
evita a hiperextensão da coluna vertebral.
Lig. Long. Posterior - Evita a hiperflexão da coluna vertebral e a protrusão posterior do
núcleo pulposo do disco.

FUNÇÃO DA COLUNA :
A coluna vertebral possui 4 tipos de curvaturas:
*Curvatura Cervical (curvatura secundária), *Curvatura Torácica (curvatura primária), *Curvatura Lombar
(curvatura secundária), *Curvatura Sacral/Coccigea (curvatura primária).
SUAS FUNÇÕES:
*Aumentam a força da coluna vertebral,
*Ela dá sustentação aos nossos membros e mantém nossa cabeça suspensa,
*sustentação da parte do tronco mais alta do corpo.

JOELHO:
MUSCULOS:
Tendão de Aquiles
ou
calcâneo
ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR

Sistema Esquelético

Formado pelo conjunto de ossos do corpo humano, catalogados em 206 ossos. São estruturas anatômicas
remodeláveis que apresentam forma e contagem variáveis durante as diversas fases da vida. O esqueleto divide-se
anatomicamente em:

ESQUELETO AXIAL: formado pelos ossos do eixo longitudinal do corpo (centrais) mais relacionaods com
a proteção de órgãos corporais:

crânio;

12 pares de costelas;

esterno;

coluna vertebral -incluindo sacro e coccix.

ESQUELETO APENDICULAR: formado pelos ossos da extremidade do corpo (laterais), mais relacionados
com a locomoção corporal. Subdividem-se em

cintura escapular - clávicula e escápula

membros superiores - úmero, rádio, ulna, ossos do carpo e metacarpo e falanges

cintura pélvica: também conhecido como ossos da pelve ou osso do quadril. Formado pela união de 3 ossos (ílio,
ísquio e púbis)

membros inferiores - fêmur, patela, fíbula, tíbia, ossos do tarso e metatarso e falagens

OBS: 1º dedo - polegar(mãos) e hálux(pés)

Tipos de ossos

a) Longos: comprimento maior que a largura e a espessura. Possui eixo longitudinal amplo.

ex: úmero, fêmur, falanges

b) Curtos: comprimento, largura e espessura semelhantes.

ex: ossos do carpo e do tarso

c) Planos ou laminares: comprimento semelhante a largura e ambos maiores que a espessura. Em forma de
placas ou tipo côncavo- convexo

ex: escápula, calota craniana.

d) Irregulares: sem formato anatômico definido. Com aspecto fora do tradicional, bizarro.

ex: vertebras, ossos da face.

e) Pneumáticos: apresentam ar em seu interior. Possuem dupla classificação.


ex: frontal, etmóide, esfenoide, maxilas

f) Sesamóide: ligads a cápsulas articulares ou tendões.

ex: patela

Estruturas ósseas acopladas

1) Crânio: conjunto formado por 22 ossos interligados, com excessão da mandíbula, único osso móvel do
crânio.Divide-se anatomicamente em:

a) ossos da calota craniana (8 ossos): unidos por articulações fibrosas (endurecidas), do tipo sutura. Compõe-se
de 3 placas ósseas unidas: Frotal, 2 temporais, 2 parietais, occipital, esfenóide e etmóide.

b) ossos da face (14 ossos): ossos irregulares e pneumáticos unidos, com excessão da mandíbula. Apresentam
3 aberturas ( fonação, audição, fala e respiração). São eles: 2 nasais, 2 conchas nasais, 2 zigomáticos, 2 lacrimais,
vômer, mandíbula, 2 palatinos, 2 maxilas.

2) Esqueleto torácico: formado pela união de 12 pares de costelas + esterno + 12 vértebras torácicas.

Divisão das costelas:

1 a 7 - Costelas verdadeiras - ligadas ao esterno

8,9 e 10 - costelas falsas - ligadas indiretamente ao esterno

11 e 12 - costelas flutuantes. - não ligadas ao esterno.

3) Bacia: formada pelos 3 ossos da pelve - ílio, ísquio e púbis - + sacro + cóccix.

Coluna vertebral

Mantém o eixo longitudinal do corpo ( posição ereta) e protege a medula espinhal.

Divisão anatômica:

a) cervical: C1 a C7

- C1: Atltas

- C2: Axis

Vértebras especiais que participam na articulação da cabeça.

b) Toráxica: T1 a T12

c) Lombar: L1 a L5

d) Sacro: 5

e) Coccix: 4

Partes anatômicas de uma vértebra:


a) Corpo: região anterior arredondadae macia. São delimitadas pelos discos intervertebrais e suportam o peso
corporal.

b) Arco: separado do corpo pelo forame vertebral. Possuem várias proeminências: 4 processos articulares, (2
superiores e 2 inferiores), 2 processos laterais ( direito e esquerdo) e 1 processo espinhoso (posterior).

Curvaturas da coluna

- cifose

- lordose

- escoliose

Sistema Esquelético:

Anatomia microscópica do osso

O tecido ósseo é um dos tipos de tecido conjuntivo embrionário, altamente remodelável. Possui células
amplamente separadas, com uma matriz intercelular abundante. Responde a estímulos hormonais e nutricionais, e
apresenta formas anatômicas diversas durante a vida.

Sua matriz óssea é composta de 25% de H2O, 25% de fibras colágenas ( que conferem flexibilidade ao tecido),
e 50% de sais minerais cristalizados ( que conferem rigidez ao tecido), além de serem responsáveis pelo processo de
ossificação, com endurecimento ósseo.

Células do tecido ósseo

a) Osteoblastos: são as células formadoras de ossos, que sintetizam as fibras colágenas e componentes
orgânicos para formar a matriz óssea, formando posteriormente os osteócitos.

b) Osteócitos:células maduras, que formam o tecido, mantendo o seu metabolismo diário e a troca de
nutrientes cm o sangue.

c) Osteoclastos: células grandes, que sintetizam e digerem (limpam) as substâncias proteicas e os íons
degenerados da matriz óssea.

Funções do esqueleto

O esqueleto humano, formado pelo conjunto de 206 ossos, apresenta funções diversas, relacionadas com ações
mecânicas e orgânicas.

A) Funções mecânicas:

Suporte e sustentação: o esqueleto humano através de suas características anatômicas, é capaz de sustentar peso
externo e estruturas corporais internas, como os músculos nele acoplado.

Proteção: realizado pelo esqueleto axial, principalmente de órgãos corporais internos.

Rigidez: pela presença de cálcio.

Alavancagem: função biomecânica dos ossos do aparelho locomotor, formado desde alavancas simples até as
mais complexas.

Fização muscular: através do tendão, que são proliferações musculares que se ligam aos ossos.

B) Funções orgânicas:

Produção das células do sangue: feita pela medula óssea vermelha.

armazenamento de gordura: feita pela medula óssea amarela

armazenamento de sais minerais: ocorre principalmente nas diáfises óssea.

Composição:

50% sais minerais (cálcio)

25% colágeno

25% H2O

A absorção de cálcio ocorre no osso através do exercício, quando este é impactante!!!!

estrógeno - hormônio que auxilia na decomposição do cálcio. Após a menopausa, diminui a produção deste
hormônio, causando osteoporose.

Estruturas anatômicas acopladas ao aparelho locomotor

a) tendões: são prolongamentos dos músculos, de tecido conjuntivo, São estruturas de muita resistência
mecânica, responsáveis por evitar a ruptura do músculo do osso.

b) ligamentos: proliferações das cápsulas articulares, responsáveis pela fixação dos ossos em uma articulação.
São muito elásticas.

c) fáscias ou bainhas: são envoltórios de revestimento dos músculos. Revestem, protegem e isolam os
músculos, evitando suas aderências durante a contração muscular.

d) Cápsulas: são estruturas de tecido conjuntivo que revestem todas as articulações. São elásticas, formam os
ligamentos e protegem as articulações.

Partes anatômicas dos ossos longos

a) Epífise: extremidades dos ossos longos. Local onde estão as placas de crescimento, por onde os ossos
crescem no sentido longitudinal.

b) Diáfise: parte central do osso. É o corpo do osso

c) Metáfise: linha virtual de crescimento. Local onde partem os estímulos para as epífises processarem o
crescimetno ósseo.

d) Periósteo: membrana de revestimento dos órgãos. Local onde ocorre a inervação (sensibilidade) e a
vascularização (nutrição) do osso.

e) Medula óssea: parte interna do osso, onde fica o canal medular. Nas estremidades são produzidas as células
do sangue ( medula óssea vermelha) e na parte central são armazenadas gorduras (medula óssea amarela).

Sistema articular:
Articulação é a união de 2 ou mais óssos.

Classificação anatômica:

Baseia-se no material interposto entre os ossos. Podem ser:

a) articulação fibrosa: material fibroso e endurecido entre os ossos

- Suturas: entre os ossos do crânio.

- Sindesmose: entre a tíbia e a fíbula, distal.

b) articulações cartilagíneas: material cartilaginoso, amortecedor entre os ossos.

- Sincondroses: entre as costelas e o esterno

- Sínfises: entre os ossos da púbis (spinfises púbica)

c) articulações sinoviais: são a maioria e as grandes responsáveis pelos movimentos. Possuem líquido
sinovial lubrificante, entre os ossos.

- planas: acrômio - clavicular, sacro - ilíaca, ossos do tars, ossos do carpo.

- trocóide: radio-ulnar, atlanto-axial

- gínglimo (dobradiça): cotovelos,joelho, enterfalagianas.

- côndilar ou elipsóide (em pivô): punho

- selares (em sela): trapézio com o 1º metacarpo

- esfenóide (soquete): ombro, quadril

ANATOMIA ANIMAL II – IB 103

Questões de neuroanatomia

QUESTÃO 1
A) Cite os componentes mínimos de um arco reflexo.
B) Cite a natureza dos estímulos capazes de iniciar um arco reflexo (tipos de receptores)

QUESTÃO 2
A) Cite a divisão segmentar ou metamérica do sistema nervoso.
B) Cite a divisão funcional do sistema nervoso.

QUESTÃO 3
A) Conceitue MEDULA ESPINHAL.
B) Cite sua localização anatômica, considerando toda a sua extensão.

QUESTÃO 4
Faça um desenho da MEDULA ESPINHAL, em corte transversal, apontado os detalhes anatômicos possíveis de
serem observados macroscopicamente.

QUESTÃO 5
Cite as estruturas relacionadas com os SULCOS LATERAIS DORSAL E VENTRAL da medula espinhal,
respectivamente.

QUESTÃO 6
A) Cite o nome da MENINGE que forma o LIGAMENTO DENTICULADO.
B) Cite a posição anatômica deste ligamento.

QUESTÃO 7
Faça uma comparação entre NERVOS CRANIANOS e NERVOS ESPINHAIS, quanto à composição funcional
(TIPOS DE FIBRAS) de cada tipo.

QUESTÃO 8
Cite 3 (três) estruturas inervadas por nervos cranianos, mencionando o nome do par de nervos em cada
estrutura.

QUESTÃO 9
Cite as modificações na estrutura do tronco encefálico em relação à MEDULA ESPINHAL.

QUESTÃO 10
Cite a localização dos CENTROS RESPIRATÓRIO, VASOMOTOR E DO VÔMITO.

QUESTÃO 11
Cite as diferenças anatômicas entre S. N. SIMPÁTICO e S. N. PARASSIMPÁTICO

QUESTÃO 12
Fale sucintamente sobre a circulação do LÍQUOR, desde sua produção até sua drenagem.

QUESTÃO 13
Cite os lobos constituintes do TELENCÉFALO.

QUESTÃO 14
Cite a área do córtex cerebral relacionada com a VISÃO.

Anatomia Médica B _ Tórax

Introdução:

_O tórax é a parte superior do tronco situada entre o pescoço e o abdômen tem a forma de um cone
truncado.
_ A parede torácica inclui a caixa torácica, os músculos intercostais, a pele, os músculos e a fáscia que
recobre a superfície anterolateral.

_ A caixa torácica proporciona: proteção aos órgãos internos, fixação aos membros superiores e
sustentação do seu peso, fixação para músculos abdominais e dos membros superiores e resiste às
pressões internas negativas geradas pela retração elástica dos pulmões e pelos movimentos
inspiratórios.

_ Esta última função da caixa torácica tem implicações clínicas. No caso de retirada das costelas
flutuantes, durante a inspiração ocorre afundamento da pele na região devido à diminuição da pressão
torácica.

_ A abertura superior do tórax, oblíqua e reniforme, tem como limites: a vértebra T1, o 1º par de costelas
e suas cartilagens costais e a margem superior do manúbrio do esterno.

_ A obliqüidade da abertura superior tem importância para: evitar angulação excessiva dos vasos que a
transpoem e é fundamental para o movimento da caixa torácica superiormente.

_ A abertura inferior do tórax, oblíqua, tem como limites: a vértebra T12, o 11º e 12º pares de costelas, as
margens costais (formadas pelas junções das cartilagens costais das 7ª-10ª costelas) e pela junção
xifosternal.

_ Existem vários tipos de síndromes do desfiladeiro torácico, que se relacionam com obstruções de
estruturas que emergem da abertura superior do tórax. A obstrução ocorre fora da abertura na base do
pescoço e as manifestações incluem o membro superior.

-As cúpulas diafragmáticas sobem até o nível do 4º espaço intercostal e as vísceras abdominais situam-
se superiormente à abertura inferior do tórax e internamente à parede torácica.

_O 1º par de costelas não sofre fraturas comumente por estar protegido. Fraturas de costelas inferiores
podem atingir vísceras abdominais, como o fígado e o estômago , daí a importância de se conhecer o
conteúdo inferior da parede torácica.

Esqueleto:

_A caixa torácica osteocartilagínea constitui-se: do esterno, das 12 vértebras torácicas, situadas no plano
mediano dorsal, e das costelas e cartilagens costais. As costelas podem ser classificadas em
verdadeiras, vertebrocostais(1ª-7ª), falsas,vertebrocondrais(8ª-10ª) ou flutuantes ,vertebrais, livres(11ª-
12ª); e em típicas ou atípicas(1ª, 11ª e 12ª).

_ A acomodação do indivíduo em decúbito dorsal é permitida, apesar da presença dos processos


espinhosos, pelos músculos existentes entre o ângulo da costela e o processo espinhoso.

_ As articulações intervertebrais são do tipo sínfise, as intercondrais são do tipo sinovial plana e as
costocondrais são do tipo sincondrose. A articulação EC é sinovial selar.

_ A junção manubrioesternal é do tipo sínfise e a xifosternal é do tipo sincondrose.

_Articulações costovertebrais _ do tipo sinovial : As cabeças das costelas articulam-se com as


hemifóveas inferiores da vértebra suprajacente e com as hemifóveas superiores da vértebra de
numeração correspondente. Nessas articulações, o ligamento radiado da cabeça da costela, que se abre
em forma de leque na margem anterior da cabeça da costela até os corpos vertebrais, é tão firme que
permite pouca movimentação.

_ O tubérculo da costela articula-se com as fóveas costais dos processos transversos nas articulações
costrotransversárias.

_ As seis primeiras articulações costotransversárias são do tipo trocóide, o que permite o movimento
braço de bomba. E da sétima `a décima articulações são planas, o que permite o movimento alça de
balde .

_ A cabeça da 1ª costela articula-se apenas com a fóvea superior da vértebra T1 apenas. As vértebras
T10, T11 e T12 possuem também apenas um par de fóveas bilaterais. As costelas 11 e 12 não
possuem tubérculo e , por isso, não têm articulações costoransversárias .

_Articulações esternocostais, entre as cartilagens costais e as incisuras costais no esterno _ do tipo


sinoviais, com exceção da primeira que é sincondrose. Esta propriedade é importante porque permite o
movimento das costelas, ao mesmo tempo que permite a fixação de músculos acessórios à inspiração
na primeira costela, que também oferece a proteção a estruturas que a cruzam inferiormente.

Parede Torácica:

_ Músculos: intercostais externos (elevam as costelas), internos e íntimos (abaixam as costelas),


subcostais( elevam as costelas, provavelmente) e transverso do tórax ( abaixa a costela, provavelmente).
Há também mm. do dorso que atuam sobre as costelas: mm. levantadores das costelas, mm. serrátil
post.,inf. e sup.(relacionado com propriocepçãp e elevação das costelas) e m. quadrado lombar (
antagoniza a ação do m. diafragma durante a inspiração) .

_ Nervos: intercostais (ramos anteriores dos nervos espinhais torácicos) são típicos ( 3º,4º, 5º e 6º nn. )
e atípicos. T1 contribui para o plexo braquial, T2 contribui para o nervo intercostobraquial, T12 é
subcostal e T7 a T11 são intercostais apenas em parte de seu trajeto e são denominados
toracoabdominais. Os nervos intercostais típicos emitem ramos cutâneos laterais e anteriores,
comunicantes, musculares e colaterais.

_Artérias: (da a. subclávia) torácicas internas, intercostal suprema, (da a. aorta), intercostais posteriores,
subcostais, (da a. axilar) torácica lateral e torácica superior.

_Veias: 2ª, 3ª e 4ª intercostais posteriores formam a intercostal superior, que desemboca na ázigos, à
direita, e na braquiocefálica, à esquerda.

_As intercostais posteriores anastomosam-se com as anteriores, tributárias das torácica interna, que
desemboca na braquiocefálica.

_A 1ª intercostal posterior, intercostal suprema, em geral, drena para a braquiocefálica correspondente.

_ A v.ázigos, formada na junção da v.subcostal e v.lombar ascendente direitas, desemboca na v. cava


superior. Ela recebe a hemiázigos e a hemiázigos acessória , à esquerda.

_A punção torácica ou toracocentese deve ser feita próxima à margem superior da costela inferior do
espaço intercostal em questão, evitando-se atingir nn. Intercostais.

_No caso de oclusão da aorta é importante lembrar da anastomose entre a a. epigástrica superior e a a.
epigátrica inferior, que comunicam a. subclávia e a. ilíaca externa.

_ Superficialmente, existe o canal toracoepigástrico, formado pela anastomose entre v. torácica lateral e
v. epigástrica superficial, que comunica as veias cavas .

_ Mamas: possuem glândulas mamárias sobre o tecido subcutâneo na região dos mm. peitorais. Entre a
mama e a fáscia peitoral existe o espaço retromamário, que permite algum movimento da mama. Uma
parte da glândula pode estender-se até a fossa axilar, é o processo axilar. A mama fixa-se à derme
através de ligamentos suspensores da mama . A vascularização arterial das mamas provém de ramos
mamários mediais ( da a. torácica interna) e laterais( das aa. torácica lateral, ramos da toracoacromial e
das intercostais posteriores).

_ A maior parte da linfa das mamas drena para os linfonodos peitorais . A maior parte restante drena
para os linfonodos paraesternais, abdominais ou para a mama contralateral. Existe o risco de metástase
linfogênica pra os linfonodos axilares ou paraesternais, principalmente, ou através do sistema ázigos e
ainda através do espaço retormamário.

_O câncer de mama pode atingir mediastino, pulmões e fígado através de vasos que drenam para os
linfonodos paraesternais .

Pulmão:

_Pleura_ saco seroso com um folheto visceral, reveste o diafragma e a parede torácica, e outro parietal,
que reveste o pulmão e penetra nas fissuras pulmonares;

_Hilo do pulmão_ parte mediastinal da pleura parietal que é contínua com a pleura visceral e que se
reflete na raiz do pulmão. A parte medial do hilo de continuidade entre as pleuras é a bainha pleural;

_ ligamento pulmonar_ conexão espessa por justaposição das pleuras parietal e mediastinal abaixo da
raiz do pulmão. Esse ligamento permite o dilatamento das veias pulmonares;
_ a fáscia endotorácica separa a parede torácica da pleura parietal costal, a fáscia frenicopleural separa
o m. diafragma da pleura parietal diafragmática e a membrana suprapleural, reforçofibroso da fáscia
endotorácica, reveste a cúpula da pleura;

_ linhas de reflexão pleural (esternal, costal e diafragmática) _ linhas de mudança de direção da pleura
parietal;

_ recessos pleurais _ espaços virtuais da pleura não ocupada por pulmão (costomediastinal
,retroesofágico e costodiafragmático);

_árvore traqueobronquial: a traquéia se bifurca em brônquios principais ao nível do ângulo do esterno.


Os brônquios principais originam os brônquios lobares, que se dividem em segmentares que suprem os
segmentos broncopulmonares.

_ segmentos broncopulmonares: maiores divisões de um lobo, têm bases na superfície pleural e ápices
voltados para a raiz do pulmão e são ressecáveis devido ao suprimento independente por um brônquio
segmentar e um ramo arterial, `a drenagem por partes intersegmentares das veias pulmonares e `a
separação por septos conjuntivos da pleura visceral;

_ brônquios segmentares originam, em sequência, (estruturas sem cartilagem e condutoras de ar)


bronquíolos terminais, bronquíolos respiratórios e ductos alveolares, que terminam em sacos alveolares;

_ Vascularização dos pulmões e das pleuras: aa. bronquiais, ramos da aorta, nutrem raiz do pulmão,
tecidos de sustentação e pleura visceral. Seus ramos intralobares acompanham os brônquios. Das redes
de capilares partem VV. Pulmonares, que são intersegmentares e drenam a paior parte do sangue
venoso. As VV. Bronquiais drenam as primeiras divisões dos brônquios para as VV. Hemiázigos, ázigos
ou intercostais posteriores. A pleura parietal é drenada por vasos da circulação sistêmica.

_ Drenagem linfática_ pleuras: linfonodos da perede torácica_ tronco broncomediastinal.

_Drenagem linfática_ plumão: linfonodos pulmonares_ broncopulmonares_ traqueobronquiais_ tronco


broncomediastinal_ dusto torácico ou ducto linfático direito.

_A exitência de partículas de carbono nos linfonodos axilares pode ser indicativo de aderência pleural. E
os linfonodos sentinelas (aumentados no caso de carcinoma) do tórax são os supraclaviculares.

_ Inervação: (fibras simpáticas, parassimpáticas e aferentes visceraisreflexas ou nociceptivas) plexos


pulmonares (fibras simpáticas inervam vasos, m. liso e glândulas e fibras parassimpáticas inervam m.
liso e glândulas). A pleura parietal é inervada por nn. Frênicos e intercostais.

_ drogas simpaticomiméticas aliviam asma, porque aliviam espasmos do m. liso nos bronquíolos e
ductos alveolares;

_ Mecânica respiratória: a inspiração é um processo ativo enquanto a expiração é passiva, por retração
elástica dos pulmões e relaxamento do diafragma. Na inspiração, o m. diafragma é o principal (em
crianças especialmente). Da inspiração forçada participam os mm. escalenos e esternocleidomastóides,
que elevam as costelas. Da expiração forçada participam mm. abdominais e intercostais.

_Durante a inspiração, a PP (pressão da elasticidade pulmonar) vai subindo e a PI (pressão da união das
pleuras) vai diminuindo, à medida que PA (pressão atmosférica) e PT (pressão torácica) se igualam e
cessa a entrada de ar. Durante a expiração, a PP vai diminuindo e a PI vai aumentando.

_Pneumotórax_ é a entrada de ar na cavidade pleural, por perfuração da pleura parietal ou visceral.


Acarreta na igualdade entre PI e PA. Assim, a PP (elasticidade pulmonar) prevalece e o pulmão colaba.

_ o colabamento pulmonar pode ocorrer também por perfuração da pleura visceral, do pulmão, com
saída de ar ; ou por hidro ou hemotórax, quando há líquido na cavidade pleural.

_ o ápice dos pulmões ultrapassa a abertura superior do tórax, ficando mais exposto a lesões na base do
pescoço;

_ a pleura desce inferiormente à margem costal e pode ser, acidentalmente, lesada em casos de incisão
do abdômen,acarretando pneumotórax;

_ Carina_ alterações morfológicas das carinas são importantes para o diagnóstico de carcinoma
brocogênico e a mucosa da Carina está associada ao reflexo da tosse;
_ Câncer de pulmão_ pode acometer nervo frênico causando paralisia do m. diafragma ou pode afetar o
nervo laríngeo recorrente, causando rouquidão.

Prova prática:

carina da traqueia

crista supraventricular

tuberculo para o musculo escaleno da 1a costela

sulco da costela

musculo papilar

arco da veia azigos (ou somente veia azigos mesmo)

tipo de dominancia em um coracao

reconhecer qual pulmao era somente pelo hilo

impressao da aorta descendente

impressao do esofago

arco aortico (radiografia)

ducto toracico

diafragma (ps: foi na gordinha! ela está parcialmente dissecada!!)

pericardio pariental seroso

ostio do seio coronario

m. transverso do torax

cartilagem costal da 2a costela

n. laringeo recorrente.

pulmao esquerdo ( mostrando so o hilo)

impressao cardiaca

ramo para o no sinoatrial

veia pericardicofrenica

veia toracica interna

2 cartilagem costal

tuberculo para o m. escaleno anterior na primeira costela

linfonodos no pulmao ( sei la qual linfonodo q era )

angulo esternal

m. papilar anterior

veia azigos

ducto toracico
crista da cabeca da costela

acho q veia intercostal superior

crista supraventricular

tronco simpatico

forame vertebral

seio (anterior ou direito ) da valvula do tronco pulmonar

musculo transversso do tórax

1 - Ligamento arterial

2 - Ducto Toracico

3 - Seio transverso do coração

4 - Face articular da cabeça da costela

5 - nervo laríngeo recorrente

6 - pleura visceral

7 - pericardio fibroso

8 - músculo papilar anterior do ventriculo direito

9 - trabecula septo marginal

10 - Veia Hemiázigos acessoria

11 - Veia azigos

12 - 2ª cartilagem costal

13 - Veia toracica suprema

14 - Ramo maginal da arteria coronaria esquerda

15 - Ramo da arteria coronaria direita para o nó sino atrial

16 - pulmão esquerdo (só o hilo para fora)

17 - impressao do artico aórtico e aorta descendente no pulmõa esquerdo

18 - fóvea inferior da vertebra

19 - Processo Transverso da vertebra

20 - Seio coronário

1) músculo intercostal íntimo

2)n. frenico e vago

3)fascia endotorácica

4)m. papilar

5)trabéculas (tinha q especificar qual das 3)


6)6a cartilagem costal

7)sulco da clavicula

8)diferenciar os pulmões pelo hilo

9)a. coronárias

10)impressoes do pulmao

11)arco da aorta na radiografia

12) óstio do seio cavernoso

Prova teórica:

1- Um paciente com quadro de infarto agudo do miocárdio deu entrada no pronto socorro com distúrbios
de condução do estimulo elétrico átrio-ventricular. Uma cineangiocoronorariografia (visualização
radiológica das AA coronárias, mediante injeção de substancias de contraste, com filmagem simultânea)
mostrou que somente uma das artérias coronárias estava obstruída. Seu quadro clinico se complicou
com a ruptura do septo interventricular e evoluiu para óbito. Qual o provável padrão de dominância
coronariana de seu coração?

Resposta: dominância esquerda. Se a dominância fosse direita, o ramo interventricular posterior, através
das AA septais posteriores supriria o septo interventricular e não ocorreria a sua ruptura.

2- Doenças pulmonares podem, as vezes, estar localizadas em um segmento bronco-pulmonar, o qual


pode ser ressecado (ressecar=retirar) cirurgicamente. Quais são as características anatômicas de um
segmento bronco-pulmonar que permitem a realização desta cirurgia?

R: Artéria e brônquios segmentares (facilita a retirada: sua ligadura não afeta outras partes); septos de
tecido conjuntivo que separam segmentos vizinhos e veias intersegmentares (facilita a identificação e
separação)

3- Um menino de três anos é levado para o pronto socorro por suspeita de ter aspirado uma moeda.
Após ouvir o relato da mãe da criança, a primeira atitude do medico foi auscultar com o estetoscópio o
pulmão direito do paciente. O que levou a começar o exame por esse ato?

R: O brônquio principal direito é mais curto, mais largo e mais vertical que o esquerdo, sendo mais
provável para receber corpos estranho.

4- Um homem de 23 anos é conduzido semiconsciente ao pronto socorro, devido a uma facada no quarto
espaço intercostal direito, na linha axilar anterior, com perfuração da pleura parietal. Ele está taquipnético
(respira rapidamente) e cianótico (lábios e leito das unhas azulados).

a) Quais os planos anatômicos da parede torácica atravessados pela faca?

R:Pele, tela subcutânea, m. peitoral maior, m. serratil anterior, m. intercostal externo, m. intercostal
interno, fascia endotorácica, pleura parietal.

b) O que aconteceu com a pressão intrapleural após a perfuração da pleura parietal?

R: Igualou-se a pressão atmosférica

5- Um paciente foi submetido a cirurgia de revascularização do miocárdio, tendo sida realizada, entre
outras, uma ponte com a a torácica interna (comumente chamada de ponte mamaria). Para a execuçao
dessa ponte com a a toracica interna, todos os seus ramos são ligados (ligar=amarrar) e seccionados,
sendo então a artéria mobilizada em direção ao coração. Quais as conseqüências deste ato para a
irrigação da parede torácica Antero-lateral?

R: Nenhuma, as AA intercostais posteriores, ramos da aorta e da intercostal suprema suprem o território


das AA intercostais anteriores, ramos da a torácica interna, devido as anastomoses por inoculação que
ocorrem entre elas.
6- Ao fazer um curativo no coto umbilical do filho recém-nascido, a mãe inexperiente enfaixou-lhe o
abdome com firmeza. Logo após notou que ele tinha dificuldade para respirar, ficando progressivamente
cianótico. A luz de seus conhecimentos anatômicos e considerando que a criança era sadia, apresente
uma explicação provável para o fato.

R: Com o enfaixamento do abdome da criança, as vísceras nela contidas foram empurradas, entre outras
direções, contra a face abdominal do diafragma, reduzindo seu abaixamento e conseqüentemente a
capacidade respiratória da criança. Como na primeira infância a respiração é, basicamente, feita às
custar da contração do m. diafragma, pois as costelas ainda não atingiram a obliqüidade necessária para
executarem os movimentos em alça de balde e em braço de bomba, esta redução levou-a ao quadro de
difilcudade respiratória.

7- Qual a importância funcional dos músculos papilares?

R: Eles se prendem por cordas tendineas às margens e às superfícies ventriculares das valvas tricúspide
e mitral. Durante a contração ventricular, os mm papilaresm também contraem, impedindo que as
cúspides sejam forçadas para dentro dos átrios e que o sangue reflua para eles.

8- A articulação costo transversal possui uma característica estrutural que possibilita as 6 primeiras
costelas a realização do movimento em “braço de bomba” e as costelas de 7 a 10 o movimento de “alça
de balde”.

a) Qual é essa característica:

R: As articulações costo-transversais de 1 a 6 são do tipo trocoide, com as superfícies articulares


formadas por secções de cilindros ( uma em alto relevo, a outra em baixo relevo), o que permite a
rotação da costela e a execução do movimento em “braço de bomba”. Já as articulações costo-
transversais de 7 a 10 as costelas são do tipo plana, e as superfícies articulares, obliquas, permitem o
deslizamento da costela e o movimento em alça-debalde.

b) Conceitue o movimento em “braço de bomba” e “alça de balde”

R: braço de bomba: ocorre nas articulações costo-transversais superiores, em torno de um eixo que
passa pelos colos das costelas ee faz com que as extremidades esternais ( e o esterno) se progentem
anterior e superiormente, aumentando o diâmetro Antero-posterior do tórax.

9- O eletrocardiograma de um paciente com infarto agudo do miocárdio mostrou que este estava
localizado na face diafragmática do coração. Considerando o padrão mais comum de distribuição das
artérias coronárias, qual a artéria ou ramo provavelmente ocluído?

R: Ramo interventricular posterior (ou coronária direita)

10- Qual a disposição espacial das câmaras cardíacas?

R: As quatro camaras estão posicionadas aproximadamente num mesmo plano horizontal. O ventrículo
direito é anterior ao esquerdo. O ventriculo esquerdo fica posteriormente e a esquerda do ventrículo
direito. O átrio esquerdo esta situado posteriormente ao coração, quase no plano mediano. O átrio direito
e anterior átrio esquerdo e esta a direita do ventrículo direito, formando a margem do coração numa vista
antero posterior.

11- Um paciente chegou ao pronto socorro com uma lesão profunda à bala na parede torácica anterior,
ao nível do 11 espaço intercostal. Durante uma inspiração profunda o projétil saiu pelo espaço intercostal
posteriormente. A lesão ocorre do lado direito. Quais estruturas lesadas?

R: Pele, tecido subcutâneo, mm intercostais externos, mm intercostais internos, pleura parietal,


diafragma

12- Em uma cirurgia de revascularização do coração, após o procedimento, o paciente apresentou uma
rouquidão temporária. Qual estrutura foi lesada? Qual face cardíaca foi revascularizada?

R: Nervo laríngeo recorrente, a região revascularizada foi provavelmente a face pulmonar esquerda, pois
o nervo laríngeo recorrente esquerdo passa por debaixo da alça da aorta

13- Em um transplante de coração frequentemente não se conserva a inervação do coração. Entretanto,


o órgão continua respondendo a estímulos externos (sustos, fortes emoções...) Como isso é possível?
R: O no AS pode ter sua contratilidade atrial e ventricular aumentada devido a estimulação indireta feita
pelos hormônios suprarenais

14- Um rompimento do terço superior da a toracica interna não causa causa necrose grave e severa à
parede toracica e não prejudica a circulação abdominal. Verdadeiro ou falso? Justifique.

R: Verdadeiro. A circulação colateral é suficiente para irrigar essas áreas

15- A dor de angina frequentemente invade a região das axilas e braço. Justifique esse fato.

R: A dor visceral proveniente do coração é transmitida pelas fibras aferentes viscerais que acompanham
as fibras simpáticas e é tipicamente referida para as estruturas somáticas, como por exemplo o menbro
superior esquerdo.

A dor é referida no membro superior porque os segmentos da medula espinhal desses nervos cutâneos
também são comuns as terminações aferentes vicerais para as artérias coronarianas.

16- Durante o procedimento de auscuta de órgãos toracicos, o medico examinou as regiões posteriores
direita e esquerda, alem dos 3 e 4 espaços intercostais (dir e esq).

a) Quais os lobus pulmonares examinados

Lobos superiores

b) Ao auscultar o 4 espaço intercostal direito, o medico diagnosticou sopro. Qual a valva prejudicada?

Valva tricuspide

17- Após tratar um câncer de mama, uma mulher volta ao seu medico com um novo tumor no pulmão.
Levando em consideração a drenagem linfática do tórax, explique o fato.

R: Os linfonodos paraesternais, responsáveis por parte da drenagem linfática da mama, possui vasos
eferentes que com o tronco único se unem ao tronco broncomediastinal (este recebe a linfa dos
linfonodos pulmonares, bronco pulmonares, traqueobranquiais, traqueais e mediastinais) do mesmo lado.
Portanto, fornecem uma via pela qual o câncer da mama pode disseminar-se para os pulmões
mediastino e mesmo para o figado

18- Explique a importância do ligamento arterial e do forame oval durante a vida intra-uterina

R: Forame oval, permite que o sangue da veia cava inferior ao entrar no átrio direito se dirija para o átrio
esquerdo

Ligamento arterial, evolução do ducto arterioso, onde o sangue passa a circular da aorta para a
aesquerda pulmonar, isto é, ocorre um fechamento funcional do ducto dando origem ao ligamento arterial
fibroso.

19- Um paciente apresentava uma placa de ateroma que obliterava uma coronária. Entratanto, ele
sobreviveu bem ate a correção do problema. Justifique a evolução do caso.

R: Provavelmente essa pessoa apresenta uma dominância coronária esquerda e a coronária obliterada
era a direita, assim 100% do septo interventricular estava sendo suprido

20- Uma pessoa frequentemente aspirava durante a deglutição. Com o tempo ela evoluiu para um
quadro de pneumonia. Em qual pulmão se instalou o problema?

R: Direito, pois o brônquio primário é mais curto, mais vertical e mais calibroso, e entra diretamente no
hilo do pulmão

21- Mulheres de séculos passodos usavam espartilhos que comprimiam o abdomem e a inferior do tórax.
Quais os músculos ativos durante a respiração dessas mulheres? Qual o movimento costal (braço de
bomba, alça de balde) funcione nesse caso?

R: Nesse caso ocorre participação não só dos músculos levantadores das costelas e dos intercostais
como também de músculos acessórios que podem estar ativos, como os escalenos e o
esternocleiodomastoideo
O braço de bomba ocorre com mais facilidade em relação ao alça de balde pelo fato de o esterno
apresentar maior mobilidade, já que nada se encontra comprimido

22- Uma criança nasceu com um problema na aorta toracica chamado coartação da aorta. Apesar de
poder ser fatal, a criança sobreviveu ate a correção do problema. Explique como isso e possível.

R: O ventrículo esquerdo da criança bombeou mais e mais forte para compensar a coartação da aorta,
mas a cirurgia de correção deve ser feita ainda na infância para não sobrecarregar o ventrículo esquerdo

É possível sobreviver a tal quadro graças a circulação colateral entre as partes proximal e distal da aorta
pelas artérias intercostais e artérias toraxicas internas

23- O limite lateral do mediastino superior é?

R: pleura mediastinal

24- Descreva três características anatômicas que de para identificar a valva atrioventricular.

R: presença de cordas tendines, músculos papilares e localização anatômica entre o átrio e o ventrículo
do mesmo lado

25- Identificar o trajeto que uma carne percorreu ao ser aspirada.

R:Boca, faringe, laringe, traqueia, tronco principal direito

26- Infarto agudo do miocárdio e lesou a área do miocárdio irrigada pela a marginal esquerda. Qual a
área afetada?

R: face diafragmática do ventrículo esquerdo

27- A lesão da a marginal esquerda vai afetar o sistema de condução do miocárdio?

R: Não, a irrigação do no sinoatrial, responsável pelo sistema de condução do miocárdio, é feita pelo
ramo para o no sinoatrial, proveniente da a coronária direita.

28- Costela apresenta contornos irregulares. A a aorta é estreita nesse individuo. O que isso significa? E
quais ramos não vão estar aumentados em virtude desse estreitamento da aorta?

R:As artérias subclávias direita e esquerda não serão aumentadas uma vez que seu fluxo poderá ser
regulado por meio de anastomoses entre as artérias intercostais anteriores e as intercostais posteriores.
As primeiras – anteriores – são ramos da a torácica interna que por sua vez é ramo da a subclávia
enquanto os segundos – posteriores – são ramos diretos da a aorta. Dessa forma, a anastomose descrita
promove uma comunicação entre a aorta e a subclava

29- Definir anatomicamente plano transverso e para que ele serve.

R: Plano transversal é o plano obtido por um corte horizontal na posição anatômica, são paralelos aos
planos cranial e caudal. Esse plano é importante para determinar a posição relativa de estruturas, isto é,
se uma é menos lateral ou medial em relação a outra ou se é mais anterior ou posterior. Isso é possível
pois o plano transversal é cortado pelos eixos latero-lateral e antero posterior.

30- “diafragma se eleva quando o individuo deita”. Justificar concordando ou não.

R: Sim, em posição ortostática, devido a força de gravidade, os órgãos tendem a se acomodar acima do
diafragma, abaixando-o entretanto, ao deitarmos, a força de gravidade atua contra a parede toraxica
posterior e, com isso, o diafragma se eleva

31- Segmentos pulmonares do lobo superior dos pulmões direito e esquerdo.

R: Pulmao direito -> lobo superior: segmento bronco pulmonar apical, segmento broncopulmonar
anterior, segmento broncopulmonar posterior

Pulmão esquerdo -> lobo superior: apicoposterior, anterior, angular superior, angular inferior

32- Como se da a irrigação arterial do pulmão?

R: Arterias bronquiais, ramo da a aorta torácica


33- Um cara levou um tiro entre o 3 e 5 espaços intercostais. Quais as estruturas torácicas lesadas?

R: 3 , 4 e 5 arterias intercostais anteriores e posteriores, veias intercostais, 3, 4, e 5 nervos intercostais,


músculos intercostais externos, músculos intercostais internos, pleura parietal

34- Em caso de efusão pericárdica extensa, o excesso de liquido na cavidade pericárdica interfere com a
ação do coração. Porque?

R: O pericárdio fibroso, parede externa do pericárdio, é praticamente incapaz de se distender. Dessa


forma, o liquido acumulado na cavidade pericárdica pressiona o coração, impedindo que ele bombeie o
sangue de forma eficaz. Esse quadro é denominado tamponamento cardíaco.

35- Informe um meio alternativo de drenagem venosa em caso de obstrução da veia cava superior
imediatamente superior a veia ázigos.

R:Veia toracia lateral -> veia axilar -> veia cava inferior

36- Paciente masculino, 65 anos, foi diagnosticado com infarto agudo do miocárdio no terço posterior do
septo interventricular, parte do ventrículo esquerdo e face diafragmática do ventrículo direito. Qual
provavelmente o vaso ocluído, supondo que apenas um sofreou obstrução e qual a dominância coronária
desse coração?

R:Ramo interventricular posterior da a coronária direita, dominância direita

37- O paciente citado na questão anterior pode ter algum distúrbio no sistema de condução cardíaco
como conseqüência do infarto naquela região anatômica? Justifique sua resposta com base em seus
conhecimentos da anatomia cardíaca.

R: Sim. Se a obstrução ocorrer na região mais proximal da a coronária direita, haverá comprometimento
do ramo para o no sinoatrial, responsável pela irrigação do no sinoatrial. Dessa forma, ocorrera disturbio
no sistema de condução cardíaco.

38- Como um cateter pode atingir o ostio da artéria coronária esquerda a partir da artéria braquial
(procedimento de cateterismo coronário)

R: a braquial, a axilar, a subclávia, a aorta, a coronaria esquerda

39- A tromboembolia é causa comum de morbidade (doença) e de mortalidade (óbito). Embolos,


fragmentos desprendidos de um trombo (coagulo sanguineo), liberados a partir das veias profundas da
perna direita serão levados finalmente para qual região?

R: O embolo atravessa o lado direito do coração até o pulmão, através de uma artéria pulmonar

40- Classifique de forma completa a articulação costotransversária da nona costela.

R: Articulação costovertebral sinovial plana

41- Um estudante de medicina, preocupado com um possível diagnostico de pneumonia em seu


paciente, descreve que, a ausculta, percebeu sons anormais localizados na região do sexto e sétimo
espaços intercostais esquerdos, na linha escapular media. Supondo que esses sons anormais estejam
vindo de um dos lobos do pulmão, qual provavelmente é o lobo envolvido?

R: inferior

42- Paciente masculino, 18 anos, vitima de ferimento por projétil de arma de fogo, com orifício de entrada
no 2 espaço intercostal direito (em correspondência com a linha hemi-clavicular) e orifício de saída no 6
espaço intercostal direito (em correspondência com a linha axilar posterior). Com base em seus
conhecimentos anatômicos, cite detalhadamente as estruturas intratorácicas potencialmente lesadas
(transfixadas)

R: Pele, tela subcutânea, mm intercostal externo, mm intercostal interno, músculo peitoral maior, músculo
serratil anterior, pleura parietal, pleura visceral, pulmão direito,músculo latíssimo do dorso

43- Com relação à drenagem linfatica do tórax , qual das alternativas abaixo esta correta?

R: A ligadura do ducto torácico não trás maiores problemas, devido à riqueza das anastomoses entre os
coletores linfáticos da cabeça, pescoço e tórax
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ

CORAÇÃO DO FETO

1. Quais são as três camadas do tubo cardíaco?


Endocárdio, miocárdio e epicárdio.
O endocárdio forma o revestimento endotelial interno do coração. O miocárdio forma a parede muscular. O
epicárdio ou pericárdio visceral reveste a parte de fora do tubo cardíaco. Essa camada externa é responsável pela
formação das artérias coronárias, incluindo seu revestimento endotelial e sua musculatura lisa.

2. No período em que o coração é ainda alça cardíaca há o bulbo do coração, que é dividido em três partes
que darão origem a diferentes estruturas anatômicas. Quais são essas partes e o que formam?
A porção proximal forma a parte trabeculada do ventrículo direito, a porção média é o cone cardíaco, que forma
os tratos de efluxo dos ventrículos e a porção distal é o tronco arterial, que forma as raízes da aorta e a artéria
pulmonar.

3. O que é o ducto arterial e qual sua importância no feto?


Com cerca de 1,25cm de comprimento e 4,4mm de diâmetro. Inicialmente é a continuação da artéria pulmonar e
abre-se na aorta, pouco depois da origem da artéria subclávia esquerda. Conduz a maior parte do sangue do
ventrículo direito para a aorta. O ducto arterial protege os pulmões da sobrecarga e permite que o ventrículo
direito se fortaleça para a sua total capacidade funcional ao nascimento.

4. Explique a localização do coração fetal e seu trajeto durante o desenvolvimento.


Desloca-se gradualmente de logo abaixo do arco mandibular para o interior do tórax, situando-se na linha média.
Ao final da gravidez passa a ocupar uma direção oblíqua. Inicialmente, a porção atrial excede a do ventrículo
direito em espessura, ao longo do desenvolvimento seu tamanho é proporcionalmente menor em relação ao resto
do corpo.

5. O que é a dextrocardia e o que ela pode causar?


É uma anomalia congênita causada pelo dobramento anormal do coração embrionário. A dextrocardia pode
causar a inversão completa da posição do coração de modo que o ápice fique voltado para a direita ao invés da
esquerda.
Essa anomalia pode ser acompanhada de uma situs inversus ou então pode ser uma dextrocardia isolada. Na
primeira, a incidencia de problemas cardíacos é baixa, entretanto, na segunda, a anomalia congênita é agravada
por anomalias cardíacas graves, como a transposição das grandes artérias.

6. O que é o forame oval e qual sua função?


O forame oval é a abertura esquerda deixada pelo septo secundário, ele permite a passagem direta de sangue do
átrio direito para o átrio esquerdo. No forame existe uma válvula unidirecional que impede o fluxo inverso. Ao
nascimento, durante a primeira respirada do feto, o septo primário é pressionado sobre o septo secundário,
fechando o forame oval. Esse fechamento, durante os primeiros dias de vida, é reversível, podendo geral um
possível sopro.

7. Quais são as consequências de um fechamento prematuro do forame oval ainda na vida intra-uterina do
feto?
Esse fechamento pode causar hipertrofia do átrio e ventrículo direito. Além de acarretar em um desenvolvimento
insuficiente do lado esquerdo do coração.

8. O que é a ectopia cardíaca?


É uma anomalia rara em que o coração se situa na superfície do tórax, causada pelo não fechamento da parede
ventral do corpo do embrião. Em alguns casos o coração se projeta por um defeito no esterno (fenda esternal ou
ausência do terço inferior do esterno) e situa-se fora do corpo.

9. Por que o nó sinoatrial localiza-se no átrio direito?


Em certo momento, o seio venoso assume função de marcapasso (marcador do ritmo cardíaco). Quando ele é
incorporado ao átrio direito, o tecido do marcapasso localiza-se próximo da abertura da veia cava superior.
Desse modo, forma-se o nó sinoatrial.

10. A drenagem do seio venoso do coração é feita de formas distintas no feto e no adulto. Quais são os vasos
que drenam para esse seio no período fetal?
No feto o seio venoso recebe o sangue venoso dos cornos sinusais direito e esquerdo e cada um desses cornos
recebe sangue das veias: vitelina (ou onfalomesentérica), umbilical e cardinal comum.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO Banco de Questões – Anatomia – P1 –
Medicina *Todas as questões foram elaboradas com base na “apostila” do professor Marco Aurélio. *Não há
respostas no final do banque de questões, porque – como já dito – esse banco foi elaborado por meio do material
do professor, ou seja, todas as perguntas são facilmente respondidas consultando o material. *Não possui
questões sobre o sistema nervoso.
Planos e Eixos – Terminologia Anatômica 1) O que é estudado na anatomia macroscópica? E na microscópica?
2) Anatomicamente, quais são as divisões do corpo humano? 3) Quais são os principais objetivos da Nomina
Anatômica? Cite três. 4) Defina “Posição Anatômica”. 5) Há dois tipos de planos anatômicos. Quais são? Diferencie.
6) Há quantos planos de Delimitação? E quais são eles? 7) Defina os planos anterior, posterior, superior, inferior e
lateral. 8) São três os planos de Secção. Diga seus nomes e os defina. 9) Qual é o nome dado ao movimento cuja
característica é a diminuição do ângulo existente entre dois segmentos do corpo? E qual é o nome cujo movimento
aumenta este ângulo? 10) Caracterize e diferencie Abdução e Adução. 11) O que é circundução? 12) Conceitue o
termo medial, lateral e intermédio. 13) Conceitue o termo superior, inferior e médio. 14) Quando devem ser
usados os termos “distal” e “proximal”? E quais seus conceitos? 15) Quais são os termos relacionados aos Planos
Anterior (ventral) e Posterior (dorsal)?
Osteologia 16) Há três tipos de esqueleto. Quais são? E qual é característico dos mamíferos? 17) Quantos ossos
constituem o esqueleto humano? 18) Apresente as estruturas do Esqueleto Axial. 19) Apresente as estruturas do
Esqueleto Apendicular Superior e do Inferior. 20) Apresente as estruturas do Cíngulo do Membro Superior e do
Inferior. 21) De acordo com a sua forma, quais classificações são possíveis aos ossos? Apresente todas. 22) Como
são classificados os ossos do esqueleto apendicular? Cite alguns exemplos. 23) Conceitue um osso longo. 24) Como
é classificado um osso cuja espessura é muito menor que sua largura e que seu comprimento? 25) De um exemplo
de osso plano (laminar). 26) Diferencie osso longo de osso curto. 27) As vertebras são classificadas como ossos
irregulares. Conceitue osso irregular e dê mais um exemplo. 28) Conceitue osso Sesamóide. Dê um exemplo. 29)
Conceitue osso Pneumático. Dê dois exemplos, no mínimo. 30) Quais são os dois tipos de matrizes presentes nos
ossos? E qual é responsável pela elasticidade óssea? E qual é responsável pela resistência? 31) O que é uma
“lamela óssea”? 32) O número de lamelas ósseas e seus formatos influenciam na configuração final do osso? 33)
Qual a diferença de um osso um compacto (denso) de um osso esponjoso? 34) Há três diferentes células no tecido
ósseo. Quais são? Dê suas principais características. 35) Qual estrutura é responsável pelo crescimento do osso em
comprimento?
36) Onde são localizados os discos/cartilagens epifiseais (sic)? E qual sua função? 37) Do que é constituída a
cartilagem epifisial? 38) Qual estrutura é responsável pelo crescimento em espessura do osso? 39) Cite duas
funções do periósteo, indicando qual função é relativa ao folheto interno e qual é ao folheto externo. 40) Qual a
função da medulo óssea flava (amarela)? 41) Qual a função da medula óssea rubra (vermelha)? E onde pode ser
encontrada? 42) Quais são os tipos de ossificação? 43) Conceitue Sinostose (material do Henrique).
Artrologia 44) Sinônimo de articulação. 45) Cite os tipos de articulação. 46) Qual o tecido predominante nas
junturas fibrosas? 47) Cite os três tipos de junturas fibrosas. 48) Conceitue, de acordo com a quantidade de tecido
conjuntivo fibroso, as junturas do tipo sutura e sindesmose. Dê um exemplo de cada. 49) Conceitue Gonfoses. 50)
Conceitue Junturas Cartilagíneas e dê suas classificações. 51) Conceitue Sincondrose. Dê um exemplo de
sincondrose temporária e um de permanente. 52) Qual é a juntura cartilagínea cuja cartilagem é uma
fibrocartilagem? 53) Para que possamos considerar uma articulação sinovial, obrigatoriamente ela deverá
apresentar cinco componentes. Quais? Esquematize as estruturas. 54) Quais componentes a mais poderão
aparecer em uma articulação para auxiliar no amortecimento de impactos? 55) Há quantos tipos de Junturas
Sinoviais? Cite todas. 56) Quais junturas sinoviais são uniaxiais – isto é, movimentam-se em um único eixo? E quais
são biaxiais? 57) Qual juntura sinovial é não axial e qual é triaxial?
Miologia 58) Há três tipos de músculos. Quais são eles? 59) Qual é o músculo de controle voluntário e quais são
os de controle involuntário? 60) Caracterize o músculo estriado esquelético. 61) Caracterize o músculo cardíaco.
62) Caracterize o músculo liso. 63) Qual é a estrutura fundamental do Músculo Esquelético? 64) Defina endomísio,
perimísio e epimísio. 65) O que é um fascículo muscular? 66) Conceitue “unidade funcional de um músculo”. 67)
Qual o nome da porção carnosa e contrátil do músculo? E que região do músculo se encontra? 68) Em que região
do músculo situam-se os tendões e as aponeuroses? 69) Conceitue tendão e aponeurose 70) Qual o nome dado ao
revestimento externo dos músculos estriados esqueléticos? E do que é constituído? Cite funções. 71) Conceitue
origem e inserção. 72) Classifique os músculos de acordo com o número de origens, de inserções e de ventres. Faça
um esquema para facilitar. 73) Cite os quatro “tipos” musculares de acordo com sua classificação funcional. 74)
Diferencie músculo agonista de antagonista.
75) Conceitue músculo fixador. 76) Conceitue músculo sinergista. 77) Diferencie contração Reflexa de Tônica.
78) Conceitue a Contração Fásica. Explique sobre os dois tipos de contração isotônica.
Angiologia 79) O sangue é composto por duas partes, quais são elas? 80) O que são elementos figurados? 81)
Conceitue plasma. 82) Conceitue linfa. 83) “A linfa é responsável por __% do peso corporal (líquido intersticial)”.
84) Quais órgãos não possuem vasos linfáticos? 85) São dois os territórios de drenagem dos ductos linfáticos. Quais
são e por onde passam? 86) Cite três funções dos vasos linfáticos. 87) Diferencie Vasos Públicos de Vasos Privados.
88) Discorra sobre a estrutura da parede dos vasos sanguíneos (túnicas interna, média e externa). 89) Quais são os
vasos que possuem fluxo centrífugo? 90) Como se dá a classificação das artérias quanto ao seu calibre? 91) Quais
artérias apresentam predominância de fibras elásticas na túnica média e quais apresentam predominância de
fibras musculares na túnica média? 92) As artérias de grande calibre são acompanhadas por quantas veias? E as de
médio calibre? 93) Quais artérias apresentam uma túnica média pouco desenvolvida? 94) Qual é o sinônimo dado
a artérias de pequeno calibre? 95) Diferencie ramos Colaterais, Recorrentes e Terminais. 96) Qual é o nome dado
aos vasos cuja principal função é as trocas residuais? E como são classificados? 97) Conceitue capilares. 98) Qual o
tipo de “fluxo” das veias? Centrípeto ou Centrífugo? 99) Como é feito a classificação das veias? 100) Qual é o
sinônimo dado às veias de pequeno calibre? 101) Compare a túnica média das veias com a túnica média das
artérias. 102) Conceitue veias Afluentes. 103) Conceitue veias Tributárias. 104) São cinco os tipos de Circulação.
Identifique-os e conceitue-os. 105) Complete: “A Circulação Sistêmica também é conhecida
como________________ e a Circulação Pulmonar como ____________________.” 106) Qual é o tipo de circulação
que só existe nos rins? 107) Qual é o tipo de circulação que está presente no fígado e na hipófise?

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE


ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE ODONTOLOGIA ANATOMIA TOPOGRÁFICA
Luís Ferreira de Almeida Neto
Aluno:_____________________________________________
01- Complete as lacunas com o(s) nome(s) do(s) músculo(s) que possuem origem nessas regiões:
a) Lábio superior:______________________________________________________.
b) Fossa mentual:______________________________________________________.
c) Base da mandíbula:___________________________________________________.
d) Fossa canina:________________________________________________________.
e) Osso hioide:________________________________________________________.
f) Fossa digástrica:_____________________________________________________.
g) Osso zigomático:____________________________________________________.

02- Marque a alternativa CORRETA:


I- O músculo temporal possui suas fibras musculares com aspecto bipenado devido a origem de suas fibras, que
as mais superficiais tem origem na face medial da fáscia temporal e as mais profundas no soalho da fossa temporal
e linha temporal superior.
II- O músculo pterigoideo medial tem como função levantar a mandíbula.
III- A inserção da cabeça inferior do músculo pterigoideo lateral é na fossa pterigoidea.
IV- O músculo bucinador tem como origem a rafe pterigomandibular e os processos alveolares dos dentes
molares da maxila e da mandíbula.
a) I, II e IV estão corretas.
b) I e III estão erradas.
c) Todas estão corretas.
d) Apenas uma está correta.
e) II e IV estão erradas.
03 – Complete as frases:
a) O músculo genioglosso tem origem na(s)__________________ e tem como função principal
_______________________.
b) O palato duro é formado pelas
____________________________________________________________________.
c) O forame lacerado é formado pelos ossos _________________________________.
d) No _________________________ se origina o músculo estilo-hioide que tem como inserção
____________________.
e) O músculo temporal tem com função ______________________________.
f) Os nervos _________________________________________ mantem intima relação com a ATM.
g) O ____________________________ é origem do músculo_________________, que é continuo com o
músculo constriquitor superior da faringe.
h) O vestíbulo da boca é delimitado lateralmente pelo(a) ______________________________________.
04 – Descreva a cápsula articular da ATM.
05 – Fale sobre as peculiaridades dos músculos Bucinador e Orbicular da boca.
06 – O paciente chegou ao seu consultório com trismo, diga quais músculos podem ser acometidos por essa
eventualidade e diga suas origens e inserções.
Exercicio de auto-avaliação e revisão ALUNO
................................................................................................................. As questões valem 0,6 cada com exceção
das que dizem o seu valor . 1. O anel linfático de Waldeyer é constituído por
.......................................................................................................
...................................................................................................... e .................................................................... e tem
como função ............ ..................................................................................................................................... 2.
Complete: o ............................................. comunica a ............................. ... . .....................................................
(porção da faringe) com .............................................................. e tem como função igualar as pressões intra e
extra-timpânicas. Já o ............................................. comunica a ............................................... com a orofaringe e é
fechado pelo palato mole durante a deglutição. 3. Cite os acidentes anatômicos ósseos relacionados com os
músculos extrínsicos da língua (4 )
...............................................................................................................................................................................
............................................................................................................................................................................... 4. Os
músculos que entram na formação do palato mole são em número de 4
.Citeos..............................................................................................................................................................................
. ................................................................................................................................................................................... 5.
A glândula parótida abre-se no /na ................................................................................ ( divisão da boca) ; já a
glândula submandibular tem sua saliva conduzida pelo ducto submandibular até .............................
................................................................. ( região da boca ) onde se abre lateralmente ao freio lingual por meio
do/da ........................................................................................................... 6. Quais são as principais cartilagens da
laringe? Cite as 5 maiores –
...................................................................................................................................................................................
................................................................................................................................................................................... 7.
Descreva as camadas do palato duro e cite dois acidentes dele
.................................................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................................................. 8.
a)A região situada entre o a prega vestibular e o ádito da laringe é
...................................................................................................................................................................... b) já a
região formada pela prega vocal , pela rima vocal e pelo processo vocal é chamada de
........................................................................................................................................................................ 9. cite
dois acidentes do vestíbulo bucal relacionados diretamente com o trabalho odontológico 1--------------------------------
--------------------------------------------------------------------------- 2 --------------------------------------------------------------------------
-------------------------------- 10.Cite dois acidentes do dorso da língua e dois acidentes da face inferior desta
.................................................................................................................................................................................
................................................................................................................................................................................
11.Complete: A orofaringe comunica-se com a cavidade bucal por meio do(a) ...........................
............................................................................................................. e com a nasofaringe por meio do (a)
.................................................................................... o qual se fecha durante a deglutição pela elevação do palato
mole .
12. Identifique no esquema ao lado glândulas salivares maiores , suas porções quando pertinente e seus ductos
,por meio dos quais elas se abrem na boca.
13. identifique no esquema ao lado as setas (coloque números nelas e responda)
14.Rânula e mucocele . defina o que é e com que estruturas da boca se relacionam
.................................................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................................................
15.Cite 3 conteúdos da região sublingual ...................................................................................................................
Qual músculo é forma o soalho da boca ? ..............................................................................................................
16.0,5 Cite dois músculos da camada longitudinal e um da camada circular da faringe
................................................................................................................................................................................
...............................................................................................................................................................................
17.0,5 Nomeie as camadas fibrosas da faringe ..........................................................................................................
...............................................................................................................................................................................
ESTUDO DIRIGIDO - Sistema Digestório:

1. Quais estruturas fazem parte do sistema digestório? Quais são os órgãos


acessórrios?
2. Quais as funções do trato digestório?
3. O processo de ingestão ocorre com a entrada do alimento em qual estrutura?
4. Explique o processo de deglutição.
5. Cite os limites da boca.
6. Cite as 2 partes da cavidade da boca.
7. Como chama-se a parte mole do teto da boca?
8. Diferencie a arcada dentária de uma criança e de um adulto.
9. Cite o nome dos dentes encontrados na arcada dentária adulta.
10.Cite duas funções da língua.
11.Quais estruturas prendem a língua à epiglote e ao osso hióide?
12.Cite 1 estrutura da face inferior da língua.
13.Em qual região da língua encontrramos a tonsila lingual?
14.Cite as papilas linguais.
15.Cite os músculos extrínsecos e intrínsecos da língua.
16.Quais os limites da faringe?
17.Cite uma estrutura de cada parte da faringe.
18.Explique como ocorre a deglutição.
19.Qual estrutura anatômica pertence tanto ao sistema respiratório quanto ao sistema
digestório?
20.Quais são as 3 porções do esôfago?
21.Quais são os limites do estômago?
22.Cite as partes do estômago.
23.Cite a estrutura anatômica localizada entre o esôfago e o estômago.
24.Cite as válvulas existentes no estômago. Quais suas funções?
25.Quais as funções do estômago?
26.Qual estrutura liga a faringe ao estômago?
27.Qual a importância do intestino delgado?
28.Cite as divisões do intestino delgado.
29.Qual a porção mais importante do duodeno? Por que?
30.Quais as diferenças anatômicas entre o intestino grosso e o delgado?
31.Cite as partes do intestino grosso.
32.Qual a diferença entre o esfincter anal interno e externo?
33.Quais as funções do intestino grosso?
34.De qual estrutura é originado o apêndice vermiforme?
35.Qual válvula separa o intestino delgado do grosso?
36.O que é peristaltismo? Explique.
37.O que é peritônio?
38.Cite os mesentérios e onde cada um está fixo.
39.Qual estrutura fixa o intestino delgado na parede posterior do abdome?
40.Onde encontramos o omento maior e o omento menor?
41.O que são apêndices epiplóicos?
42.Cite as glândulas salivares maiores.
43.Explique a localização do fígado.
44.Cite os lobos da face diafragmática do fígado e qual o principal ligamento encontrado
nesta região.
45.Cite os lobos da face visceral do fígado.
46.Cite as estruturas encontradas no hilo hepático.
47.Cite as principais funções do fígado.
48.Explique o trajeto da bile da vesícula biliar até o duodeno.
49.A união do ducto cístico com o ducto hepático forma qual ducto? Em qual porção do
duodeno está ligado?
50.Explique a anatomia do pâncreas.
51.Cite 3 funções do pâncreas.

ESTUDO DIRIGIDO ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR

1ª)Complete as sentenças abaixo tornando-as verdadeiras:


a) Acidente anatômico presente na parte posterior da escápula que divide a fossa supra-espinhal da fossa
infra-espinhal:
b) Estrutura da escápula que compõe o ângulo lateral da mesma:
c) Acidente anatômico da escápula que serve como ponto de fixação para a cabeça curta do músculo bíceps
braquial:
d) Estrutura da escápula que se articula com a clavícula:
e) Músculo que se insere na 1ª costela e na clavícula e que estabiliza a articulação esternoclavicular:
f) Acidente anatômico presente na ulna que recebe a cabeça do rádio na articulação radio-ulnar proximal:
g) Acidente anatômico do rádio que serve de ponto de inserção distal do músculo bíceps braquial:
h) Ossos do carpo que se articulam com a superfície articular distal do rádio:
i) Osso do carpo que se articula o primeiro metacarpo:
j) Estrutura cartilaginosa que aumenta a superfície articular da escápula na sua articulação com o úmero:
k) Classifique as seguintes articulações sinoviais quanto à sua morfologia: esternoclavicular – glenoumeral –
cotovelo – punho – metacarpofalângicas – interfalângicas:
l) Músculo mais superficial do ombro:
m) Músculo que se insere na margem medial da escápula e nas 9 primeiras costelas:
n) 3 músculos que são recrutados quando elevamos os ombros em direção às orelhas:
o) 2 músculos do antebraço que realiza tanto flexão do cotovelo como extensão do punho:
p) 2 músculos que fazem flexão do ombro:

2ª) Marque V nas afirmativas que julgar como verdadeira e F para as que julgar como falsa:
a) O tubérculo supraglenoidal é um acidente anatômico presente na escápula que serve como ponto de
fixação para a cabeça longa do músculo tríceps braquial.
q) O sulco intertubercular é um acidente anatômico presente na epífise distal do úmero, por onde passa o
tendão da cabeça longa do bíceps braquial.
b) Na articulação do cotovelo há uma relação direta entre o rádio e o capítulo do úmero e entre a ulna e a
tróclea do úmero.
c) O processo estilóide da ulna situa-se na epífise distal da ulna, região onde se encontra a cabeça da ulna.
d) O músculo supra-espinhal se insere no tubérculo maior do úmero e realiza rotação interna do ombro.
e) O músculo subescapular é um potente abdutor do ombro.
f) O manguito rotador é um conjunto de 5 músculos (subescapular, supra-espinhal, infra-espinhal, redondo
maior e redondo menor) que tem a importante função de estabilizar a cabeça do úmero na cavidade
glenóide.
g) Os músculos, redondo maior e latíssimo do dorso, possuem a semelhança de promoverem a extensão,
adução e rotação interna do ombro.
h) O músculo peitoral maior é um potente rotador externo do ombro.
i) O músculo peitoral menor é um músculo localizado na região anterior do tronco e que possui uma de suas
inserções na escápula.
j) O músculo trapézio possui ação na escápula, podendo promover sua elevação ou depressão, a depender
das fibras que sejam contraídas.
k) O músculo bíceps braquial tem ação na articulação do ombro e do cotovelo.
l) O músculo coracobraquial tem ação extensora na articulação do ombro, uma vez que se situa na face
posterior do úmero.
m) Tanto o ancôneo como o tríceps braquial produzem a extensão do cotovelo e agem apenas nesta
articulação.
n) Os músculos pronador redondo, pronador quadrado e flexor radial do carpo são músculos superficiais da
face anterior do antebraço.
o) O músculo flexor superficial dos dedos tem ação de flexionar as articulações metacarpofalangeanas dos 5
dedos.
p) O músculo braquiorradial tem ação nas articulações do cotovelo e punho.
q) Os dedos que possuem um músculo extensor próprio são o polegar e o dedo mínimo.

DISCIPLINA: ANATOMIA SISTÊMICA


Profª Drª Byanka Porto
ESTUDO DIRIGIDO

1) Cite os cortes, o que originam, eixo e movimentos de cada um:


2) Cite os ossos que formam o esqueleto AXIAL e APENDICULAR do sistema esquelético:
3) Dê exemplos de ossos longos, curtos, planos, irregulares, sesamóides e pneumáticos;
4) Desenhe um osso longo e coloque suas principais partes:
5) Quais ossos do carpo? E do metacarpo?
6) Qual a função dos canalículos?
7) Qual a diferença entre ossificação intramembranosa e endocondral?
8) Quais os tipos das articulações? O que diferencia uma da outra?
9) Cite exemplos de articulações:
a) sindesmose
b) sínfise
c) plana
d) esferóide
e) gínglimo
10) Quais os tipo de músculo e de um exemplo de cada:
11) Qual a diferença entre troponina e tropomiosina?
12) O que é tônus muscular?
13) Cite 10 músculos anteriores e 10 posteriores:
14) Quais as camadas do coração?
15) Quais os tipos de válvulas? Cite exemplos:
16) Quais as cavidades cardíacas estão relacionadas com a circulação sistêmica?
17) Quais as cavidades cardíacas estão relacionadas com a circulação pulmonar?
18) Quais os elementos figurados do sangue? Diferencie cada um deles e estabeleça funções:
19) O que significa o termo “MARCAPASO”?
20) Cite 4 fatores de risco para o infarto agudo do miocárdio:

BONS ESTUDOS!!!!

1) Conceituar junturas?
R- União entre ossos,são conexões existentes entre quaisquer partes rígidas do esqueleto, quer sejam ossos ou
cartilagens.
2) Citar exemplos de junturas do tipo fibrosas e cartilaginosas?
-Fibrosas são Todas as articulações as quais os ossos são mantidos juntos por tecido conjutivo fibroso. Ex: Crânio.
Mobilidade: reduzida
Tipos: Suturas
Plana (união linear retilínea) ex:ossos nasais
Serreada (união em bisel) ex:entre o parietal
Escamosa ex: entre o parietal e temporal
Sindesmoses: grande quantidade de tecido fibroso. Ex. Articulação tíbio-fibular distal e a rádio-ulnar médial;
Gonfosas: Arcada dentaria;

-Cartilaginosas; Os ossos são unidos por tecido cartilaginosas


Mobilidade: reduzida (semi-móveis)
Tipos: Sincondroses (cartilagem Hialina), Sínfises (cartilagem Fibrosa).
Sincondrose Os ossos estão unidos por uma cartilagem hialina. Muitas sincondroses são articulações temporarias
com a cartilagem eventualmente sendo substituída por osso ex:entre as epifises e diafise, ossos do cranio, as
articulaçoes da 10 primeiras costelas são permanentes
Sinfise As superficies articulares dos ossos unidos por sínfises estão cobertas por uma fina camada de cartilagem
hialina. Separando os ossos da artculação estar um coxim ou disco fibrocartilaginoso que são compresssivos,
permitindo que a sínfise possa absorver o choque. Ex:ossos púbicos, corpos vertebrais
3) Citar as características de junturas sinoviais?
Liquido sinovial
Mobilidade: móvel
Constituição: Cápsula articular (Membrana fibrosa e sinovial)
Cartilagem articular
Cavidade articular
Líquido sinovial
Ligamentos
Discos ou Meníscos
Nas junturas sinoviais o principal meio de união é a capsula articular, especie de manguito que envolve a
articulação prendendo-se nos ossos que se articulam.
4) Cite as diferenças entre ligamentos capsulares, extra capsulares e intracapsulares, exemplique cada um;
Capsulares - encontram-se na intimidade da cápsula.
Intracapsulares - são aqueles que fazem parte da articulação. Ex. Ligamentos cruzados do joelho;
Extracapsulares - são aqueles que se encontram por fora da cápsula articular. Ex. Lig. colateral fibular ou lateral;
Lig
5) Classifique morfologicamente e funcionalmente, as junturas sinoviais, definindo cada tipo e exemplicando.
Os ossos desta juntura são unidos por uma cápsula articular. Apresentam grande mobilidade e são
bastante complexas, as características comuns dessa juntura são cápsula articular, cavidade articular,
líquido sinovial e membrana sinovial, a cápsula articular representa o meio de união, lembrando um
manguito de tecido conjuntivo que envolve a articulação prendendo nos ossos que se articulam, a
cavidade articular é um espaço virtual contendo uma pequena quantidade de liquido sinovial, o líquido
sinovial lubrifica a articulação e é secretado pela membrana sinovial, a membrana sinovial reveste a
cavidade articular.
Mono-axial: gínglimo trocoide
Bi-axial: selar, condilar
Tri-axil: esferoide
Tipos:
Plana: as superfícies articulares são planas ou ligeiramente curvas, permitindo deslizamento de uma
superfície sobre a outra em qualquer direção. Ex: sacro-iliaco, ossos do carpo e tarso e corpos
vertebrais.
Gínglimo: também denominadas de dobradiça e são articulações que realizam seus movimentos em um
único plano. Mono-axiais Ex. Articulação úmero-ulnar ( extensão e flexão)
Trocóide: são junturas que realizam seu movimento no eixo longitudinal. Ex.. rádio-ulnar proximal; art.
atlanto-axial.
Selar: apresentam um duplo encaixe se assemelhando a uma sela de montaria Ex. Art. carpo-
metacarpiana do polegar.
Condilar ou Elipsóide: apresentam um ou mais côndilos Ex. Art. interfalângicas, art. do joelho.
Esferóide: são as que possuem em uma das superfícies articulares uma esfera enquanto que a outra é
um receptáculo. Ex. Art. escápulo-umeral ( art. gleno-umeral ); art. coxo-femoral.

6) Defina os movimentos de flexão, extensao, abd, add, pronação, supinação e circundução;


FLEXÃO : é todo movimento em que existe diminuição de ângulo entre dois segmentos ou aproximação dos
mesmos.
EXTENSÃO : é todo movimento que afasta os segmentos, aumenta o ângulo entre eles.
ADUÇÃO : é todo movimento em que se aproxima um segmento do plano mediano.
ABDUÇÃO : é todo movimento em que se afasta um segmento do plano mediano.

1) Descreva anatomicamente a faringe.

2) Por que durante o processo de deglutição o alimento não passa para a

cavidade nasal?

3) O que é a epiglote e qual a sua função durante a deglutição?

4) Delimite vestíbulo da boca e cavidade bucal propriamente dita.

5) O que é e qual a função da úvula?

6) Quais são, onde se localizam e qual a função das glândulas bucais e

salivares?

7) Descreva os processos mecânicos envolvidos na deglutição.

8) O que são: peritônio, mesentério, omentos maior e menor?

9) Descreva anatomicamente o estômago.

10) Descreva a formação e onde desembocam os ductos colédoco e

pancreático.
11) O que são haustros e tênias?

12) Descreva TODOS os esfíncteres presentes ao longo do tubo digestivo e

suas funções.

13) Diga as diferenças na musculatura dos intestinos delgado e grosso.

14) Descreva a morfologia interna do rim.

15) Descreva a divisão e estreitamento do ureter.

16) Qual a divisão interna do útero?

17) Qual a divisão da tuba uterina?

18) Descreva a uretra masculina.

19) Descreva o pênis.


Faculdade Maurício de Nassau
ESTUDO DIRIGIDO
Sistema Nervoso

Qual dos folhetos embrionários dá origem ao sistema nervoso?


Explique a formação do tubo neural e da crista neural. A quem esses elementos
dão origem?
Cite as vesículas encefálicas primordiais.
Explique o desenvolvimento das estruturas neurais das vesículas encefálicas
primordiais até o desenvolvimento completo do sistema nervoso central.
Explique a formação dos ventrículos cerebrais.
Descreva a divisão do sistema nervoso baseado em critérios anatômicos e
funcionais.
Explique suscintamente o sistema nervoso somático e o visceral.
Quais são os dois tipos celulares encontrados no tecido nervoso?
O que são neurônios? Explique suas partes.
Cite as 3 funções básicas do sistema nervoso.
Qual o limite superior e inferior da medula espinal?
Quais estruturas anatômicas formam o tronco encefálico?
Onde é considerado o ponto de divisão entre a medula espinhal e o bulbo?
Explique o que é a decussação das pirâmides.
Explique detalhadamente a anatomia do quarto ventrículo.
Cite uma função importante da ponte.
Qual estrutura separa os hemisférios cerebrais?
Cite os dois principais sulcos da face lateral do telencéfalo.
Cite o nome e a função dos giros localizados junto ao sulco central.
Cite os sulcos e os giros do lobo frontal.
Cite os sulcos e os giros do lobo temporal.
Descreva o lobo parietal.
Qual região do telencéfalo é responsável pala expressão cortical da audição?
Qual região do telencéfalo é responsável pala expressão cortical da visão?
Cite os lobos cerebrais e determine uma função de cada um deles.
Cite as meninges e os espaços entre elas.
Caracterize a dura-máter.
O que é líquor?
Onde o líquor é reabsorvido?
ESTUDO DIRIGIDO 2ª PROVA DE ANATOMIA VETERINÁRIA II

1) Cite os tipos planos das espécies estudadas.


2) Tipos de papilas da língua (função mecânica X gustativa) e função do toro lingual.
3) Qual a relação do grau de queratinização da língua nas diferentes espécies com os hábitos de
alimentação?
4) Constituição do septo nasal
5) Quais são as funções da cavidade nasal e dos Seios Paranasais? Qual a relação do seio frontal com a
descorna em bovinos
6) Sistema condutor do coração
7) Explique detalhadamente a circulação fetal e todas as estruturas vestigiais.
8) Quais são os recessos pleurais? O que tem dentro da cavidade pleural?
9) Anatomia comparativa de pulmão.
10) Tipos de Brônquios (principais, lobares....)
Principais, lobares, traqueal e segmentares.
11) Hormônios produzidos nas glândulas Tireóide e Paratireóide. A relação desses hormônios com a
fraqueza muscular de vacas de alta produção após o parto.
12) Função do timo.
13) Cite as estruturas do aparelho respiratório desde a entrada do ar até o local de hematose.

Disciplina: Anatomia Humana I


Prof. Me. Daniel Ventura Dias
ESTUDO DIRIGIDO – SISTEMA RESPIRATÓRIO
1- Quais são os órgãos do sistema respiratório? 2- Quais são as partes do nariz? 3- O que é abertura piriforme?
Quais são os ossos que a formam? 4- O que é narina e coana? 5- O que é septo nasal? Onde é encontrado?
Quem o forma? 6- O que é concha nasal e meato nasal? Onde são encontrados? Quais são eles? 7- Quais
são os seios paranasais? Para que servem? 8- O que são vibrissas? 9- Quais são as partes da faringe? Cite
seus limites superiores e inferiores. 10- O que são tonsilas faríngea, palatina e lingual? 11- O que é óstio
faríngeo da tuba auditiva e qual a sua relação com o ouvido médio? 12- Onde está localizado o toro tubário
ou torus tubal? 13- Quais são as cartilagens da laringe? 14- O que é rima glótica? 15- O que é vestíbulo da
laringe? 16- O que é glote? 17- O que é cavidade infraglótica? 18- O que é ventrículo da laringe? 19- Como
são unidos os anéis cartilaginosos da traquéia? 20- Como se divide a traquéia? 21- Como se dividem os
brônquios até chegar aos alvéolos pulmonares? 22- O que é pleura e quais são suas camadas? 23- Qual é a
característica morfológica dos pulmões (descreva a forma, faces, lobos, fissuras)? 24- O que é raiz do
pulmão ou pedículo pulmonar e quais seus elementos? 25- O que é hilo do pulmão? 26- O que é segmento
broncopulmonar?

QUESTÕES APLICADAS DE ANATOMIA – 1º BIMESTRE 2012 - CESUMAR


Profº Drnda Carmem Patrícia Barbosa Lopes
Departamento de Ciências Biológicas
1. Explique, em detalhes, todos os elementos formadores das articulações sinoviais.

2. Nosso sistema esquelético é composto pelos ossos, cartilagens articulares e articulações, as quais são definidas como
conexões ósseas que possibilitam os movimentos articulares. Cada articulação ou juntura pode ser classificada de
acordo com o número de ossos que dela participa, com o número de eixo de movimento que por ela passa e de acordo
com o elemento interposto entre os ossos que se articulam (DANGELO e FATTINI, 2006). Em conformidade com as
imagens I e II abaixo, preencha o quadro que segue classificando as articulações envolvidas nos movimentos
apresentados quanto ao número de ossos que as formam, quanto ao número de eixos de movimento que por elas
passam e quanto ao elemento interposto entre os ossos.

IMAGEM I IMAGEM II

Articulação Quanto ao nº de ossos Quanto ao nº de eixos Quanto ao elemento interposto


Coxofemural
Joelho:
Rádiocárpica
Glenoumeral
Rádio-ulnar proximal

QUESTÕES APLICADAS DE ANATOMIA – 1º BIMESTRE 2012 - CESUMAR


Profº Drnda Carmem Patrícia Barbosa Lopes
Departamento de Ciências Biológicas

3. Após uma queda do 2º andar, um servente de pedreiro apresentou, ao raio X, fratura de tórax, fratura dos ossos
curtos das mãos e dos pés e esmagamento das cartilagens costais.
Responda:
A) Considerando que houve fratura de tórax, cite as possíveis estruturas que podem ter sido danificadas.
B) Houve fratura das falanges das mãos e dos pés? Justifique.
C) Explique quais conseqüências imediatas o esmagamento das cartilagens costais poderia trazer ao
trabalhador.
D) Separe as costelas em 3 grupos principais considerando sua conexão ao osso esterno.
E) Separe as vértebras em 5 grupos principais considerando a região a qual pertencem.
F) Cite as principais características e a quantidade de vértebras em cada grupo.

4. Considere as imagens abaixo e responda ao que se pede:


A) As curvaturas A, B e C são ditas fisiológicas ou patológicas? Justifique.
B) Cite os nomes dados às curvaturas A, B e C identificadas nas imagens.
C) Considere seus conhecimentos sobre este importante segmento corporal e explique as outras curvaturas que
a coluna vertebral pode apresentar (sejam elas fisiológicas ou patológicas).
D) Descreva as fases do desenvolvimento da criança onde surge cada curvatura fisiológica da coluna vertebral.
E) Que tipo de prejuízo em relação ao desenvolvimento motor normal teria uma criança que começasse a andar
sem antes engatinhar? Justifique.

B C
QUESTÕES APLICADAS DE ANATOMIA – 1º BIMESTRE 2012 - CESUMAR
Profº Drnda Carmem Patrícia Barbosa Lopes
Departamento de Ciências Biológicas

1. Considerando a definição de Anatomia, explique a importância da anatomia comparativa, da dissecação e da


microscopia para seu entendimento.

2. Sabendo que “Normal”, em anatomia, considera os conceitos estatísticos e idealísticos (como proposto pelo
referencial teórico - vide Plano de Ensino da disciplina), e que variações na normalidade podem causar ou não
perdas funcionais, defina variação anatômica, anomalia e monstruosidade. Cite um exemplo de cada diferente
dos abordados em sala de aula.

3. Considere que um indivíduo de 30 anos de idade dá entrada em um pronto atendimento após sofrer um trauma
na região frontal do crânio. Ao exame de raio X, o médico afirma que este apresenta o osso frontal dividido em
duas partes, mas não em decorrência do trauma e sim de maneira constitucional. Considerando os conceitos
estatísticos e idealísticos que definem o padrão de normalidade em Anatomia, você considera este indivíduo
normal, como uma variação anatômica, uma anomalia ou uma monstruosidade? Justifique. Aproveite e cite os
principais fatores gerais causadores de variação em Anatomia.

4. Faça um esquema elucidando todas as divisões do corpo humano.

Sistema Cardiovascular:

Qual a principal função dos sistema cardiovascular?


Explique as circulações pulmonar e sistêmica.
Onde termina a circulação pulmonar?
Quais cavidades cardíacas estão relacionadas com a circulação sistêmica?
Quais cavidades cardíacas estão relacionadas com a circulação pulmonar?
Cite duas funções do sangue.
Qual a constituição do sangue?
Diferencie glóbulos vermelhos e brancos.
Cite os ramos terminais da artéria aorta.
O que são plaquetas?
Explique a posição correta do coração.
Quais os limites do coração?
Qual o nome da camada serosa que envolve o coração formando um saco?
Quais são as camadas da parede cardíaca? EXplique-as.
Qual das camadas cardíacas é a mais calibrosa?
Descreva a configuração interna do coração.
Em qual das cavidades do coração encontramos o ósteo do seio coronário?
Qual a função das válvulas (valvas) mitral e tricúspide? E das semilunares aórtica
e pulmonar?
O ósteo atrioventricular esquerdo possui qual válvula? E o direito?
Qual válvula encontramos na saída do ventrículo direito?
Qual válvula encontramos no ósteo atrioventrícular direito?
Qual válvula encontramos no ósteo atrioventricular esquerdo?
Qual válvula encontramos na saída do ventrículo esquerdo?
Explique a estrutura anatômica das válvulas atrioventriculares?
O que é sistole? E diástole?
Durante a sístole cardíaca, quais as válvulas que abrem e quais se fecham,
respectivamente?
Cite as subdivisões das artérias coronárias direita e esquerda.
Explique o feixe elétrico do coração.
Onde está localizada a estrutura conhecida por "marcapasso cardíaco"?
Cite 3 diferenças entre a circulação arterial e a venosa.
Cite e explique as 3 túnicas que formam a parede dos vasos sanguíneos.
Qual a diferença entre as artérias e as veias?
O que é uma anastomose? Cite um exemplo.
Qual a diferença entre hematose e difusão?
Qual o(s) vaso(s) leva sangue para aos alvéolos para que seja realizada a
hematose? Qual o(s) vaso(s) leva o sangue de volta ao coração?
Cite os ramos da curva da aorta e para onde levam sangue.
Quais artérias são responsáveis pela irrigação do coração? Como se dividem?
Quais os dois primeiros ramos da artéria aorta?
Cite os vasos que levam sangue arterial para o cérebro.
Explique o polígono de Willis.
Cite os vasos que encontramos da artéria subclávia esquerda até a mão
esquerda.
Cite os ramos terminais da artéria braquial.
Quais vasos se originam do tronco celíaco? Para onde esses levam sangue?
Explique a irrigação sanguinea dos intestinos.
Quais são os ramos terminais da artéria aorta?
Cite os vasos que encontramos entre a artéria ilíaca externa esquerda até o pé
esquerdo.
Quais vasos levam o sangue dos pulmões ao coração?
Cite os vasos que levam sangue para o átrio esquerdo.
Cite os vasos que levam sangue para o átrio direito.
Cite os vasos que formam a veia cava superior e inferior.
O que é o seio coronário?
Quais veias drenam o sangue da cabeça? Para quais veias levam o sangue
venoso?
Cite 2 seios pares e 2 seios ímpares do crânio.
Explique disposição venosa do sistema de ázigos.
No abdome, há um sistema venoso muito importante que recolhe sangue das
vísceras abdominais para transportá-lo ao fígado. É o sistema da veia porta. Explique-
o.
Cite as veias superficiais dos membros superiores e inferiores e para onde as
mesmas drenam seu sangue.
Cite os vasos que formam a veia ilíaca comum direita.
Cite os vasos que dão origem a vaia cava inferior.
Cite uma artéria do corpo humano que transporta sangue venoso.
Cite os vasos que saem das cavidades ejetoras de sangue do coração.

ESTUDO DIRIGIDO DO LIVRO DO PROF ANGELO MACHADO – NEUROANATOMIA FUNCIONAL


NEUROLOGIA DA CABEÇA E PESCOÇO- NERVOS CRANIANOS
Conteúdo: Estudo dirigido de revisão de classificação funcional , SN autônomo
introdução aos nervos cranianos

Objetivos: - descrever o que é um nervo craniano,sua origem real, aparente e craniana.


- descrever morfologicamente os neurônios aferentes e eferentes. - citar os nervos
cranianos, sua origem aparente , craniana. - descrever os componentes da classificação
funcional dos nervos cranianos. - especificar trajeto, relações, áreas de distribuição e
ramificações dos nervos maxilar . - identificar as ramificações dos nervos maxilar que
participam da inervação dos dentes, estruturas de suporte dos dentes e outras
formações anatômicas bucais e relacionar com as anestesias regionais em odontologia. -
desenvolver o estudo dirigido do libro do prof Madeira sobre o trigêmio.

Metodologia / Recursos: Exposição dialogada. Demonstração prática e estudo em


grupo do conteúdo prático . - Exercícios escritos . Aula expositiva , data show e aula
prática com peças anatômicas . Leitura do texto abaixo: ?Páginas referentes aos nervos
conforme índice in GARDENER, E. , GRAY, D. J. , O’RAHILLY . Anatomia – estudo regional
do corpo humano. 4. Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1982. ? Capítulo
11,12,13,18, in MACHADO, A. Neuroanatomia funcional . 2 ed. São Paulo: Atheneu,
1989. - ESTUDO DIRIGIDO com o questionário e os recursos disponibilizados no Faesa
on line e na central de cópias
Desenvolvimento: - apresentação do conteúdo revisando conceitos de anatomia geral -
desenvolvimento do contéudo seguindo trajeto, área de distribuição, origem crânica,
aparente e real, ramos e classificação funcional.

Avaliação: - Avaliação formativa : questões orais e apresentação de exercícios e estudo


dirigido

1- Responda o questionário que esta na FAESA online. Este conteúdo é uma recordação dos conceitos
aprendidos no primeiro período na disciplina de anatomia geral.
2- Complete este estudo dirigido usando o livro descrito acima

CAPITULO XI- NERVOS CRANIANOS


1- GENERALIDADES

 O que são nervos? São as estruturas do SN periférico ( sistema nervoso- SN) , constituído pelos
prolongamentos dos neurônios. São divididos em nervos cranianos e nervos espinhais. Os nervos cranianos
são os que fazem conexão com o ............................................................ . A maioria deles conectam-se ao
........................ ................................... exceto o nervo ................................................ que se liga ao
......................................................... e o nervo que se liga ao ..........................................
 Os nervos dividem-se funcionalmente em nervos sensitivos ou aferentes e nervos motores ou eferentes.
Apresentam 3 origens:
→ origem real – onde se localizam o corpo do neurônio que compõe o nervo. Desenhe abaixo, um
neurônio , e identifique suas parte ( corpo, axônio e dendritos)

→ origem aparente encefálica , que chamaremos simplesmente de origem aparente , é o local do


tronco encefálico pelo qual emerge as fibras do nervo.
→ Origem aparente craniana ou crânica, que chamaremos simplesmente de origem crânica que é o
local pelo qual o nervo penetra na cavidade craniana, em geral através de forames, fissuras ou
canais ósseos.
 os nervos sensitivos tem sua origem real , que é o local onde encontra-se seu corpo celular
, nos gânglios sensitivos. Estes neurônios são do tipo morfológico pseudounipolar.
Apresentam um prolongamento periférico que se destina ao receptor da sensibilidade e
um prolongamento central que no caso da maioria dos nervos cranianos , se destinam ao
tronco encefálico. São as fibras aferentes – A
 já os nervos motores tem sua origem real , onde estão seus corpos celulares, em duas
regiões ; os nervos que levam inervação motora para os músculos miotônicos ,
musculatura estriada esquelética originada nos miótomos, e os nervos que levam
inervação motora para os músculos branquioméricos tem seu corpo celular em núcleos do
tronco encefálico. É uma fibra eferente que tem sua origem nestes núcleos e se dirigem
para os receptores que são as placas neurais desta musculatura; os nervos eferentes do
sistema autônomo contudo apresentam dois neurônios – um pré ganglionar e outro pós
ganglionar ; o pré ganglionar tem sua origem em núcleos do tronco encefálico , os pós
ganglionares nos gânglios autônomos do sistema nervoso autônomo: gânglios simpáticos
e gânglios parassimpáticos . Estas fibras eferentes autônomas são pertencentes ao
sistema nervoso simpático e parassimpático.
 Abaixo encontramos uma tabela com os nomes dos nervos cranianos , sua origem aparente no encéfalo e
no crânio, respectivamente sua origem aparente e craniana. Complete o que esta faltando.

Par craniano Origem aparente Origem craniana


I – nervo olfatório Bulbo olfatório Foraminas da lâmina crivosa
do osso etmoide.
II- nervo óptico Quiasma óptico Canal óptico
III – nervo oculomotor Sulco medial na fossa Fissura orbital superior
interpeduncular do
mesencéfalo
IV- nervo troclear Véu medular superior, Fissura orbital superior
abaixo dos colículos inferiores
do mesencéfalo. É o único par
craniano que tem sua origem na
parte dorsal do mesencéfalo
V- ...................................... Parte lateral da ponte , entre Este nervo apresenta 3
Seus 3 ramos são: a ponte e o pedúnculo grandes ramos
V1.......................................... cerebelar médio. V1 – nervo ...........................
V2 ......................................... emerge do crânio ósseo pela
V3 ......................................... .............................................
V2- nervo maxilar emerge do
crânio ósseo pelo forame
.............................................. e
V3, nervo mandibular , emerge
do crânio pelo forame
..................................
VI – nervo abducente Sulco bulbo-pontino acima Fissura orbital superior
das pirâmides bulbares
VII – nervo ..........................., Sulco bulbo- pontinho no A maioria dos autores
que compreende o nervo facial ângulo ponto-cerebelar , considera o forame ...............
propriamente dito e uma parte medialmente ao VIII par. .......................como sua origem
chamada de nervo craniana, contudo alguns
.............................................., consideram o meato acústico
considerado por alguns como a interno , quando ele penetra na
raiz sensitiva e visceral do parte petrosa do osso temporal
nervo facial.
VIII – nervo vestíbulo Sulco bulbo pontinho, Penetra no osso temporal
coclear, tb denominado estato- lateralmente ao nervo............ pelo meato acústico interno ,
acústico, relacionado ............................................ mas não sai do crânio.
respectivamente com o
equilíbrio e a audição
IX- nervo .............................. .......................................... ..............................................
X- nervo vago , que é em .......................................... .............................................
realidade o nervo
pneumocardiogastroentérico.
XI- nervo ............................................... .................................................
............................... apresenta uma raiz craniana ou
bulbar e uma raiz espinhal
XII – nervo hipoglosso Sulco pré-olivar Canal do hipoglosso.

Identifique no esquema abaixo os locais de origem aparente dos nervos listados acima
 O nome dos doze pares cranianos estão na tabela acima. Estes nervos em geral inervam as seguintes
estruturas
o O nervo olfatório , I par craniano, recolhe a sensibilidade olfatória.
o O nervo óptico , II par craniano é responsável pela ...................................................
o Os nervos III ( n. ........................................) , IV ( n. ...................................................) e o VI ( n.
...................................................) são responsáveis pela inervação dos músculos do olho.
o O V par, o nervo ........................................ , é assim denominado devido aos seus 3 ramos: V1 , n.
................................................; V2 – n. ................................................ e V3, n .
......................................................... inervam sensitivamente a face , respectivamente de uma maneira
geral , a órbita e a fronte (V1); a região maxilar (V2) e a mandíbula. Por meio do V3 , é responsável pela
inervação motora dos músculos da mastigação.
o O VII par , o nervo .......................................... , compreende o nervo facial propriamente dito ,
responsável pela inervação motora dos músculos da mímica e o nervo intermédio, a raiz sensitiva e
visceral do nervo facial.
o O VIII par , o n. .................................................... , apresenta dois componentes distintos que são
considerados por alguns autores como nervos distintos. São eles as partes vestibular e coclear,
relacionados respectivamente com o equilíbrio e a audição. Por esta razão , ele também é conhecido
como n. estato-acústico.
o O nervo vago , ................ par é também chamado de pneumogástrico ou de maneira mais completa de
.........................................................................................
o O nervo acessório, XI par craniano, difere dos demais pares cranianos por ser formado por uma raiz
craniana ou bulbar e uma raiz ................................................
o O XII par , o n. .................................................., é responsável pela inervação motora dos músculos da
língua.

COMPONENTES FUNCIONAIS DOS NERVOS CRANIANOS


o As fibras nervosas , dependendo do estímulo que conduzem , são classificadas em fibras
.........................................ou .............................................................. e fibras eferentes ou
..............................................................................................................
o As terminações nervosas sensitivas ou aferentes conduzem estímulos em direção centrípeta e se
originam em interoceptores , que recolhem sensibilidade visceral , por ex , uma dor de estômago são
ditas fibras aferentes viscerais . Já as fibras que se originam em proprioceptores e exteroceptores , são
ditas fibras aferentes somáticas . Os exteroceptores relacionam-se com a sensibilidade originada na
superfície , relacionadas com dor, tato, pressão e temperatura. Já as fibras proprioceptivas podem ser
conscientes ou inconscientes .
o Fibras que se ligam perifericamente a terminações nervosas eferentes, conduzem impulsos
centrifugamente e são classificadas como eferentes, podendo ser somática ou visceral. As somáticas
inervam músculos esqueléticos estriados e as viscerais inervam glândulas e músculos estriado cardíaco
e músculos lisos, integrando o sistema nervoso autônomo. Recapitule este conhecimento no capitulo
do Machado referente a nervos espinhais.
o Contudo na região cefálica dos animais superiores durante a evolução aparecem órgãos de sentidos
especiais ( olfação, audição e equilíbrio, visão , gustação ) , além da sensibilidade geral ( dor , tato ,
pressão e temperatura). As fibras que conduzem esta sensibilidade especial são classificadas como
aferente especial enquanto as que conduzem dor , tato , pressão e temperatura são classificadas
como aferentes gerais. Todavia , temos estas sensibilidades tanto no soma como nas vísceras tendo
assim a classificação de aferentes somáticas especiais as que carregam impulsos de visão , audição e
equilíbrio . já as fibras que carregam sensibilidade olfatória e gustatória são classificadas como
aferentes ....................... ............................................
o Portanto os componentes aferentes dos nervos cranianos podem se assim resumidos:
a) Fibras aferentes somáticas gerais –ASG – originam-se em exteroceptores e
proprioceptores , conduzindo impulsos de dor, ......................................... ,
...................................... e temperatura.
b) Fibras aferentes somáticas especiais- ASE – originam-se na retina e na orelha interna,
relacionando-se com a ..................................... , ............................................ e equilíbrio.
c) Fibras aferentes viscerais gerais – AVG- originam-se em visceropectores e conduzem , por
exemplo impulsos relacionados a dor visceral ( recordam-se dos barorreceptores e
quimiorreceptores relacionados a artéria carótida comum? )
d) Fibras aferentes viscerais especiais – AVE- originam-se em receptores gustativos e
olfatórios, que são considerados viscerais por estarem localizados nos sistemas digestório
e respiratório.

o Para entendermos os componentes motores ou eferentes dos nervos cranianos temos que
recordar a origem embriológica dos músculos estriados esqueléticos. A maioria dos músculos
esqueléticos tem origem nos miótomos dos somitos e são ditos músculos
....................................... ................ ; na cabeça encontramos os músculos
......................................
........................................................................................................................ que se originam de
pequenos somitos adiante dos olhos , os somitos pré-óptico. Na região da cabeça, o
mesoderma é fragmentado pelas fendas branquiais , que delimitam os arcos branquiais. Os
músculos estriados derivados dos arcos branquiais são chamados de músculos estriados
................................................................................. . Os músculos miotômicos e
branquiméricos, embora de origem diferente, são estruturalmente semelhantes; contudo os
arcos branquiais são considerados estruturas viscerais e as fibras nervosas que os inervam são
classificadas como EVE , .............................................................................. para distinguí-las das
eferentes viscerais gerais , E.... ..... , relacionadas com as inervações de músculos lisos, cardíaco
e glândulas .
o As fibras eferentes viscerais grais pertencem a divisão parassimpática do sistema nervoso
autônomo e apresentam dois neurônios na sua via eferente; um neurônio pré-ganglionar e
outro pós-ganglionar. O neurônio pré-ganglionar tem sua origem em núcleos enquanto os pós-
ganglionares tem sua origem em gânglios do sistema nervoso periférico. Já as fibras eferentes
somáticas gerais (ESG) inervam músculos ..................................... ....................
o Revisando complete: as fibras eferentes somáticas inervam os músculos estriados
esqueléticos ................................................................................; já as fibras viscerais especiais
inervam os músculos estriados ......................... ......................................... e as fibras eferentes
viscerais gerais inervam o músculo cardíaco , os mm lisos e as ...................................
→ Complete os esquemas abaixo, exemplificando a quais receptores estão relacionadas as fibras
aferentes e que sensibilidade trafega por tais fibras , assim como a quais órgãos efetuadores se
destinam as fibras eferentes.

Gerais

Somáticas
Especiais
FIBRAS
AFERENTES
Gerais
Viscerais
Especiais

Gerais

Somáticas
Especiais
FIBRAS
EFERENTES
Gerais
Viscerais
Especiais

o Complete o quadro abaixo, relacionando a qual par craniano e/ou a qual arco branquial a musculatura
listada se relaciona:

Par craniano Musculatura Arco branquial


V par - Músculos da mastigação ( mm ................arco branquial
masseter, pterigoide lateral , ou arco ..........................
pterigoide medial e temporal)
- ventre anterior do m, digástrico
- m. milohióide
- m. tensor do véu palatino
- m. tensor do tímpano
............. par - músculos da mímica 2º. Arco branquial
- ventre posterior do m. digástrico
- musculo estilohioide
- m estapédio
...............par - musculo estilofaríngico 3º. Arco branquial
- músculo constrictor superior da
faringe.
X par Músculos constrictores médio e inf da 4º. e 5º. Arcos branquiais
faringe e músculos da laringe

o Ao completar o quadro acima, temos a curiosa inervação do músculo digastrico, cujo ventre anterior é
inervado pero nervo....................................... enquanto seu ventre posterior é inervado pelo nervo
.................................................... .

Estudos dirigidos de Anatomia

Anatomia Humana

1. Conceituar anatomia em sentido amplo e em sentido restrito;


Anatomia é a ciência que estuda macro e microscopicamente a constituição e desenvolvimento dos
seres organizados. A Anatomia (Ana = em partes; tomia = cortar) em suma, é o estudo pela dissecação
de peças previamente fixadas por soluções apropriadas. E Anatomia em sentido restrito em nosso caso,
trata-se principalmente do estudo anatômico do ser humano pelas ciências radiológicas.

2. Citar os sistemas e os aparelhos do organismo;


O corpo humano é composto pelos sistemas tegumentar, esquelético, muscular, nervoso, circulatório,
respiratório, digestivo, urinário, endócrino e sensorial que, agrupado convenientemente, formam os
aparelhos locomotor e urinário.

3. Conceituar normal em Anatomia, variação anatômica, anomalia e monstruosidade;


Para o anatomista, normal é puramente uma conceituação estatística, já para o médico, é o que é sadio
ou com saúde, não doente. Variação anatômica, são as diferenças morfológicas que podem se
apresentar externamente ou em qualquer dos sistemas do organismo sem que isto, traga prejuízo
funcional para o indivíduo. Anomalia, é uma perturbação funcional do padrão anatômico que perturba a
função de indivíduo ou de um sistema. E a monstruosidade, é quando a anomalia e muito acentuada,
incompatível com a vida.

4. Citar os fatores gerais de variação anatômica:


idade, sexo, raça, biótipo e evolução.

5. Definir Biótipo:
São caracteres herdados ou adquiridos pelo indivíduo.

6. Definir longilínio, brevelínio e mediolínio e citar suas características morfológicas:


Os brevelínio são magro, com pescoço longo, tórax achatado antero-posteriormente e membros longos
em relação ao corpo. Os brevilínios são atarracados em geral baixos, pescoço curto, grande diâmetro do
tórax Antero-posteriormente e membros curtos em relação ao corpo. Os brevilínios normalmente
apresentam caracteres intermediários.

7. Definir nomenclatura Anatômica:


É o termo empregado para descrever e designar o organismo e suas partes.

8. Citar os princípios fundamentais da nomenclatura Anatômica usado para designar estruturas do


corpo humano, exemplificando:
Ao designar uma estrutura, a nomenclatura procura adotar termos que não sejam apenas sinais para a
memória, mas, tragam também informação ou descrição sobre a estrutura. Ex. a forma: (músculo
trapézio), a sua posição ou situação (nervo mediano), o seu trajeto ( artéria circunflexa da escápula) e
etc..

9. Citar as abreviaturas utilizadas em Anatomia, para os termos gerais:


a. - artéria; aa. - artérias; fasc. - fascículo; gl. - glândula; lig. - ligamento; ligg. - ligamentos; m. - músculo;
mm. - Músculos; n. - nervo; nn. - nervos; r. - ramo; rr. - ramos; v. - veia; vv. - veias.

10. Citar as partes constituintes do corpo humano:


Cabeça, pescoço, tronco e membros.

11. Descrever a "Posição de Designação Anatômica" no homem e nos mamíferos quadrúpedes:


posição bípede ou ortostática, face voltada para frente, olhar dirigido para o horizonte, membros
superiores estendidos e aplicados ao tronco com as palmas da mão voltada para frente, membros
inferiores unidos com as pontas dos pés voltadas para frente. E nos animais, sua posição ordinária em
pé.

12. Descrever os "planos de delimitação e secção" do corpo humano e dos mamíferos quadrúpedes:
Planos verticais: ventral ou anterior, dorsal ou posterior, frontal ou coronal e lateral direito e esquerdo.
Planos horizontais denominados transversais: cranial ou superior, podálico ou inferior e caudal. Nos
animais, temos planos ventral, dorsal, laterais direito e esquerdo, cranial e caudal. Sendo que, as
denominações anterior e posterior, não tem aplicação devido a sua condição de quadrúpede.

13. Citar os eixos do corpo humano descrevendo seu trajeto:


Eixo héteropolar sagital (antero-posterior) unindo o centro do plano ventral ao centro do plano dorsal
onde, suas extremidades, não tocam em porções correspondentes e eixo longitudinal (crânio-caudal)
unindo o centro do plano cranial ao centro do plano podálico (ou caudal nos quadrúpedes) sendo
também héteropolar; e eixo homopolar transversal (latero-lateral) unindo o centro do plano lateral direito
ao esquerdo onde, suas extremidades se tocam em pontos correspondentes do corpo.

14. Definir os termos de posição e direção: medial, lateral, mediano, superior, inferior, anterior,
posterior, ventral, dorsal, caudal, médio, intermédio, distal, proximal, interno, externo, cranial, superficial,
e profundo:
Mediano - algo que esta próximo ao plano mediano ou em local medialmente em relação a outro órgão
próximo (mais a direita ou mais a esquerda); Lateral - algo que se encontra mais próximas das laterais
direita ou esquerda ou em relação a outro órgão; Mediano - algo que se encontra medianamente
colocado na mesma linha mediana ou seja, no plano mediano ou sagital; Superior - algo que pode estar
em alinhamento transversal mais próxima do eixo cranial (superior) em ralação ao eixo caudal (inferior)
no alinhamento longitudinal ou crânio-caudal; Inferior - algo que pode estar em alinhamento transversal
mais próxima do eixo caudal (inferior) em ralação ao eixo cranial (superior) no alinhamento longitudinal
ou crânio-caudal; Anterior - algo que se encontra situada próxima ao plano ventral ou anterior em relação
ao plano dorsal ou posterior; Posterior - algo que se encontra situada próxima ao dorsal ou posterior em
relação ao plano ventral ou anterior; Ventral e Dorsal - Ver anterior e posterior; Caudal - algo que pode
estar em alinhamento transversal mais próxima do eixo caudal (inferior) em ralação ao eixo cranial
(superior) no alinhamento longitudinal ou crânio-caudal; Médio - estrutura que se situe entre duas outras
em outros planos; Intermédio - Algo que se situe entre dois pontos referenciais localizados lateralmente
ou transversalmente; Distal - parte que se encontre mais distante da raiz do membro; Proximal - parte
que se encontra mais próxima da raiz do membro; Interno - parte de algo que se encontra voltada para
dentro ou situado internamente em relação a outra; Externo - parte de algo que se encontra voltada para
fora ou situado externamente em relação a outra; Cranial - algo que pode estar em alinhamento
transversal mais próxima do eixo superior (cranial) em ralação ao eixo inferior (caudal) no alinhamento
longitudinal ou crânio-caudal; Superficial - parte mais externa; Profundo - parte mais interna;

15. Definir os princípios de construção do corpo humano: estratificação, antimeria, metameria e


paquimeria, e citar exemplos:
Estratificação - É o princípio segundo o qual, o corpo humano é constituído por camadas (extratos) que
se superpõe reconhecendo-se uma estratimeria ou estratificação (Ex.: a pele é a camada mais externa, a
tela subcutânea mais internamente e etc.;) Antimeria - são as metades bilaterais (direita e esquerda) do
corpo humano que são semelhantes e denominadas de antímeros; Metameria - Trata-se da
superposição no sentido longitudinal de segmentos semelhantes e cada segmento sendo um metâmero
(Ex.: coluna e arcos costais); Paquimeria - É o princípio no qual o segmento axial do corpo humano é
dividido esquematicamente de dois tubos ou paquímeros (ventral e dorsal).

16. Demonstrar, com exemplos, que a simetria bilateral é apenas aparente:


As hemifaces de um indivíduo não são idênticas; a altura dos ombros e o comprimento dos membros
inferiores e superiores a direita e esquerda nem sempre são idênticas e etc...
EXERCÍCIOS SISTEMA URINÁRIO
1. Quais são as vias excretoras do nosso corpo?
2. De que forma o sistema urinário contribui para a homeostase corporal?
3. Disserte a cerca da morfologia e localização dos rins.
4. O que entendemos como hilo renal?
5. Disserte sobre as estruturas internas dos rins.
6. Como é feita a vascularização dos rins?
7. Qual é a unidade funcional dos rins?
8. Quais os problemas enfrentados em transplantes de rins?
9. Explique a composição da urina.
10. Explique o processo de filtragem glomerular.
11. Explique o processo de filtragem tubular.
12. Quais os dados obtidos na análise da urina?
13. Disserte a respeito da bexiga urinária.
14. O que ocorre quando a bexiga chega a 700 ml de urina? Justifique.
15. Quais as diferenças entre a uretra masculina e a feminina?
16. Os rins, além de importante função excretora contribuem de maneira eficiente:
a) na manutenção do equilíbrio endócrino. b) no metabolismo dos açúcares c) na manutenção da composição
sanguínea. d) na manutenção da temperatura e) no metabolismo dos lipídios.
17. O filtrado glomerular percorrerá, sequencialmente, no néfron, os seguintes componentes:
a) cápsula de Bowman - túbulo contorcido proximal - alça de Henle - túbulo contorcido distal b) cápsula de
Bowman - túbulo contorcido proximal - alça de Henle - túbulo coletor. c) glomérulo - alça de Henle - túbulo
contorcido proximal - túbulo coletor. d) glomérulo - túbulo coletor - alça de Henle - túbulo contorcido proximal. e)
túbulo contorcido proximal - cápsula de Bowman - alça de Henle - túbulo contorcido distal.
18. Cada ureter conduz a urina:
a) do rim à bexiga. b) da bexiga ao meio externo.
c) da bexiga ao rim. d) do bacinete aos cálices. e) dos cálices aos bacinetes.
19. Homeostase é:
a) a tendência que os organismos apresentam para regular seu meio interno, mantendo-o em equilíbrio
dinâmico quanto à sua composição. b) a tendência que certos organismos apresentam de manter inalterado o nível
de certas substâncias químicas, essenciais ao desenvolvimento. c) a capacidade de regulação do conteúdo de água
no meio interno que banha as células. d) uma parada da circulação do sangue, em uma área determinada de um
organismo, frequentemente em decorrência de choque traumático. e) a capacidade que uma célula de permitir ou
não a passagem de água através da membrana plasmática.
20. O sangue deve passar por um processo de filtração, na cápsula de Bowman. Logo após, esse líquido circula
através de estruturas, em que ocorrem outros processos de reabsorção e secreção de substâncias, modificando
muito a composição final do filtrado. Esses ocorrem, particularmente:
a) nas células hepáticas. b) nas ilhotas de Langerhans. c) nos néfrons. d) nas microvilosidades intestinais. e) na
medula óssea.
21. Dá origem ao ureter:
a) néfron. b) glomérulo. c) tubo coletor. d) pelve. e) cápsula de Bowman.
22. A unidade funcional do rim é chamada de :
a) néfron. b) glomérulo. c) tubo coletor. d) bacinete. e) cápsula de Bowman.
23. No homem, aproximadamente, 99% da água do filtrado glomerular são reabsorvidos, principalmente ao
nível da (o):
a) cápsula de Bowman b) ureter c) glomérulo de Malpighi d) túbulo contornado proximal. e) bexiga
24. Na formação da urina em mamíferos, a filtração do sangue ocorre:
a) nos corpúsculos renais. d) na alça de Henle b) no túbulo contorcido proximal e) na bexiga urinária c) no
túbulo contorcido distal
25. A respeito da fisiologia e organização do sistema urinário, analise as afirmativas a seguir.
I. A produção de urina ocorre na bexiga urinária. II. A urina proveniente dos rins é acumulada nos ureteres. III.
Os ureteres conectam os rins à bexiga urinária. Assinale:
a) se somente a afirmativa I estiver correta. b) se somente a afirmativa II estiver correta. c) se somente a
afirmativa III estiver correta. d) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. e) se todas as afirmativas
estiverem corretas.
26. O sistema urinário humano localiza-se na região abdominal. No esquema abaixo está representado, de
modo simplificado, parte do sistema urinário de um homem.
Com relação às partes indicadas no esquema, é correto afirmar que:
a) 1 transporta sangue oxigenado. b) 2 transporta sangue venoso. c) 3 representa ureter. d) 4 representa o rim.
e) 2 e 3 representam ureteres.
27. No homem, após a filtragem no glomérulo renal, ocorre a formação e eliminação da urina. Assinale a opção
que associa corretamente as lacunas do aparelho urinário humano, apresentadas em algarismos romanos, com as
funções apresentadas em algarismos arábicos.
I. Uretra II. Ureter III. Néfron IV. Bexiga
1- Produz a urina através da filtração e da reabsorção. 2- Conduz a urina para o meio externo. 3- Armazena a
urina. 4- Recolhe a urina que surge na pelve renal. 5- Concentra a urina. a) I – 2; II – 4; III – 1; IV – 3. b) I – 2; II – 3;
III – 1; IV – 5. c) I – 4; II – 3; III – 1; IV – 5. d) I – 4; II – 5; III – 3; IV – 1. e) I – 3; II – 5; III – 4; IV – 1.
28. Qual das expressões abaixo melhor traduz a idéia de homeostase?
a) Composição do meio interno; b) Crescimento constante; c) Crescimento exponencial; d) Equilíbrio dinâmico;
e) Equilíbrio estático.
29. Um casal tem quatro filhos: João, Maria, Paulo e Luíza. Dois dos filhos do casal são gêmeos monozigóticos e
os outros dois são gêmeos dizigóticos. João, um dos gêmeos monozigóticos, precisa de transplante de um órgão.
Qual seria a pessoa da família mais indicada para ser o doador? Justifique sua resposta.
___________________________________________ ___________________________________________
________________________________________
30. Como se chama a eliminação de substâncias do organismo?
a) respiração b) circulação c) digestão d) excreção e) eliminação
31. Como é constituído o Sistema urinário? a) rins, ureteres, bexiga e uretra b) rins, vias urinárias e pele c) rins,
ureteres e uretra d) rins, bexiga e ureteres e) rins e bexiga
32. Qual dos órgãos constituintes do sistema urinário tem a função de acumulação de urina? a) rins b) uretra c)
ureteres d) bexiga
33. Qual a função do sistema urinário? a) Produzir ureia a ácido úrico. b) Produzir urina e filtrar o sangue. c)
Produzir suor e libertá-lo para o exterior. d) Produzir fezes e retirar a água em excesso das mesmas.
Exercício de revisão – Anatomia 2 – A1 – Professor Marco Aurélio.

Pescoço:

1- Em que região do pescoço localiza-se o nervo responsável pela inervação dos músculos
2(ECM) e 1(trapézio)?
R: O Nervo acessório, responsável pela inervação dos músculos Trapézio e Esternocleidomastóide,
encontra-se na Região Cervical Lateral, no Trígono Occipital.

2- Qual a consequência de sua lesão unilateral?


R: Paralisia unilateral dos músculos trapézio e ECM.
Trapézio: prejudica a retração da escápula. ECM: prejudica a flexão lateral do pescoço e a rotação da
face para o lado oposto.

3- Que estruturas estão demarcadas pelo círculo?


R: Troncos do plexo braquial.

4- Aonde estão localizadas?


R: No Trígono Omoclavicular, posterior ao escaleno anterior, anterior ao escaleno médio e posterior,
Sulco Interescalênico. Região Cervical Lateral.

5- Como proceder para anestesiá-las no pescoço?


R: Palpar a proeminência laríngea, traçar um plano horizontal que vai até a borda posterior do ECM,
descer na direção do ponto médio da clavícula.

6- Qual a inervação da estrutura azul?


R: A estrutura azul é o músculo Platisma, inervado pelo Ramo Cervical do Nervo Facial.

7- Como é formada a estrutura vermelha?


R: A estrutura vermelha é a Veia Jugular Externa(que drena a face e o couro cabeludo), formada pela
união das veias Auricular posterior e Retromandibular.

8- A quem pertencem as estruturas assinaladas em preto?


R: As estruturas assinaladas são nervos sensitivos, que pertencem ao Plexo Cervical (que recebe
contribuição dos segmentos medulares de C1 até C4.

9- Como localizá-las no pescoço?


R: No ponto nervoso do pescoço.

10- Que artéria marcada pelo círculo branco apresenta o aneurisma-dilatação patológica?
R: Artéria Subclávia.
11- Qual o nome da artéria em amarelo?
R: Artéria torácica interna.

12- Que artéria origina-se no mesmo nível da amarela, tendo trajeto ascendente?
R: Tronco tireocervical(que dá 3 ramos: A. tireóidea inferior, A. supraescapular e A. cervical transversa).

13- Que estrutura do pescoço encontra-se aumentada na foto?


R: Glândula tireóide.

14- Que cuidados(2) o cirurgião deverá tomar ao operar esta paciente?


R: Preservar as glândulas paratireoides e preservar o Nervo Laríngeo Recorrente(que passa posterior à
glândula tireóide, no sulco esofágico).
Referência para localização das paratiróides: Localizar a chegada das artérias tireóideas. Onde a A.
Tireoídea superior chegar, é (posteriormente) a localização das paratireoides superiores. Onde a A.
tireoídea inferior chegar, é (posteriormente) a localização das paratireoides inferiores.

15- Qual a consequência da lesão unilateral da estrutura nervosa?


R: A estrutura nervosa é o Nervo Laríngeo Recorrente, sua lesão unilateral causa rouquidão.

16- Qual o nome da estrutura marcada pela seta amarela?


R: Seio frontal.

17- Como é constituída a estrutura em azul?


R: A estrutura é o septo nasal, constituído por cartilagens, osso etmoide e vômer.

18- Qual a inervação das estruturas assinaladas em preto?


R: Estruturas assinaladas em preto são os Mm. Constritores da faringe, inervados pelo Plexo Faríngeo.

19- De quem se origina a estrutura arterial que se relaciona com a área em azul?
R: Área em azul é o Recesso Piriforme(onde passa o ramo interno do nervo laríngeo superior e os vasos
laríngeos superiores). A estrutura arterial é a Artéria Laríngea Superior, que tem como origem a A.
Tireoídea Superior.

20- Qual o nome da região marcada pela elipse azul?


R: Istmo orofaríngeo (delimitado inferiormente pela base da língua, superiormente pelo final do palato
mole – úvula e lateralmente pelos arcos palatoglossos).

21- Identifique a estrutura marcada pela seta amarela.


R: Tonsila palatina.

22- Como se denomina a região anatômica em que ela se situa?


R: Fossa palatina.

23- Quais são seus limites?


R: Anterior: Arco palato glosso. Posterior: Arco palato faríngeo.
24- Que estrutura encontra-se marcada com as setas pretas?
R: Cartilagem epiglote.

25- Qual o nome da região marcada pelo circulo amarelo?


R: Rima da glote.

26- Entre as estruturas dentro do circulo preto passa uma estrutura. Quem é ela?
R: As estruturas são a artéria carótida comum e a veia jugular interna. Entre elas passa o Nervo vago.
Juntos formam a bainha carotídea.
(VJI: drena o encéfalo, é a continuação do seio sigmoide)

27- Qual a consequência de sua lesão unilateral?


R: No tórax, o nervo vago dá fibras para o coração, pulmão, esôfago (plexo esofágico).
Sua lesão unilateral gera prejuízo na inervação do coração, pulmão e esôfago.

28- Nome da estrutura marcada pela seta amarela.


R: Artéria tireoídea superior.

29- De quem ela se origina?


R: Artéria carótida externa.
30- Nome da estrutura assinalada pela seta azul.
R: Membrana tireo-hióidea

Parede torácica:

Paciente deu entrada no PS vitima de facada no HEMITORAX direito que atingiu o feixe vásculo
nervoso localizado na região anterior do sétimo espaço intercostal direito. Pergunta-se:

1- Que referência o médico que atendeu o paciente utilizou para determinar de forma precisa o E.I.
comprometido?
R: O ângulo esternal, que permitirá a localização da 2ª costela. A partir daí, conta-se os E.Is.

2- De quem se origina a artéria deste feixe?


R: A artéria intercostal localizada no 7º espaço intercostal anterior direito é ramo da Artéria
Musculofrênica.
Das 9 artérias intercostais anteriores, de cada lado, as 6 superiores são ramos da Artéria Torácica
Interna e do 7º ao 9º EI, são ramos da Artéria musculofrênica (ramo terminal lateral da artéria torácica
interna).

3- Para quem drena a veia deste feixe?


R: A veia intercostal localizada no 7º EI anterior direito drena para a Veia Musculofrênica (que drena para
a veia torácica interna).

4- Como classificamos a costela fraturada?


R: A costela fraturada é a 3ª, classificada como costela verdadeira(pois se articula ao osso esterno
através da sua cartilagem intercostal).

5- Como é denominada a estrutura marcada pelas setas pretas?


R: Margem costal.

6- Que estruturas a constituem?


R: Pela união das cartilagens costais das costelas falsas e a cartilagem do 7º par.

7- Como é formada a Veia Ázigos?


R: Pelas veias subcostal direita e lombar ascendente direita.

8- Que veias desembocam nela?


R: Todas as veias intercostais do lado direito e as veias do lado esquerdo: hemi-ázigos e hemi-ázigos
acessória.

9- Qual a importância do sistema ázigos?


R: Comunicar o sistema da VCS com o sistema da VCI.

Paciente submetida a cirurgia plástica para colocação de prótese através de incisão axilar teve
inadvertidamente lesada a artéria que contribui para a irrigação da mama pela região lateral.
10- De que artéria estamos falando?
R: Artéria torácica lateral.

11- De que artéria ela se origina?


R: Da segunda parte da artéria axilar.

12- Para que vaso linfático drena a mama acima mostrada?


R: Ducto linfático direito.

13- Aonde este vaso desemboca no sistema sanguíneo?


R: no ângulo venoso, ângulo entre a veia jugular interna e a veia subclávia, do lado direito.

14- Que nome recebe o plano definido pela seta azul


R: Plano transverso do tórax (que vai da face posterior do ângulo esternal até o disco intervertebral entre
T4 e T5. Coincide com a linha que tangencia superiormente o pericárdio, que divide o mediastino em
superior e inferior).

15- Qual a estrutura que permite identificar a área de projeção do diafragma na parede torácica?
R: A articulação entre o corpo do esterno e o apêndice xifoide.
16- Cite três órgãos que passam tanto pelo mediastino superior quando posterior.
R: Esôfago, Artéria Aorta e o Ducto Torácico.

17- Qual a localização do órgão assinalado pela seta amarela?


R: O órgão assinalado é o coração, localizado no Mediastino Médio.

18- Cite a principal artéria responsável pela irrigação da estrutura que delimita as porções do
mediastino inferior.
R: A estrutura é o pericárdio, irrigado pela artéria pericárdica frênica.

19- De quem ela é ramo?


R: Artéria torácica interna.

20- Que estrutura ao ser comprimida no mediastino posterior provocou no paciente esta
alteração?
R: A alteração, no membro inferior direito, é um edema linfático. Ducto torácico.

21- Aonde a estrutura começa?


R: Na cisterna do quilo.

22- Qual é seu território de drenagem?


R: Drena todo o corpo, menos o território de drenagem do ducto linfático direito, que é a metade direita
da cabeça, do pescoço, do tórax e membro superior direito.

23- Que tipo de músculo constitui o terço inferior do esôfago?


R: Músculo liso.

24- Como denominamos a contração destes músculos?


R: Movimentos peristálticos.

25- Que nervo desce lateralmente ao esôfago ao longo dos seus dois terços superiores?
R: Nervo vago.

Pulmão:

1- Em que região ocorre a reflexão da pleura parietal que a torna contínua com a pleura visceral?
R: No hilo pulmonar.

2- Que nome recebe a dupla camada vazia de pleura que se estende entre pulmão e mediastino?
R: Ligamento pulmonar.

3- Quem é responsável pela inervação da pleura parietal?


R: Nervos intercostais e frênico.

4- Dor referida no ombro é consequência da irritação de que região(ões) da pleura parietal?


R: Face diafragmática da pleura parietal.
Paciente portador de tuberculose apresenta derrame pleural em Hemitórax direito,
necessitando de Toracocentese.
5- Em que espaço intercostal deverá ser realizado o procedimento acima já que a coleção
encontra-se localizada no recesso costodiafragmático?
R: Pode ser no 5º ou 6º espaços intercostais, na linha axilar média.

6- Que cuidados o médico deverá tomar ao introduzir a agulha no espaço intercostal?


R: Não perfurar os vasos intercostais do feixe. Deve-se introduzir a agulha junto à borda superior da
costela inferior.

7- Qual a relação do ápice do pulmão com as costelas?


R: Relação superior. Se localiza acima da 1ª costela.

8- Diferencie brônquio principal direito do esquerdo.


R: O brônquio principal direito é mais calibroso, mais vertical e mais curto.

9- Que artérias irrigam os pulmões?


R: Artérias brônquicas.
10- De quem elas se originam?
R: Artéria aorta.

11- Cite 3 impressões visualizadas na face mediastinal do pulmão esquerdo.


R: Impressões cardíaca, aórtica e da artéria carótida comum.

Coração:

1- Qual a artéria é responsável pela irrigação do pericárdio?


R: Artéria pericárdica frênica.

2- De quem ela se origina?


R: Artéria torácica interna.

3- Quem promove a inervação pericárdica?


R: Nervo frênico.

4- Qual a consequência de derrame pericárdico extenso ou Hemopericárdio?


R: Tamponamento cardíaco.

5- O limite superior do pericárdio coincide com que plano?


R: Plano transverso do tórax.

6- Qual o tamanho médio do coração de um indivíduo adulto?


R: Tamanho do punho cerrado. Pesa mais ou menos 300g.

7- Relaciona-se com quais vértebras(que por isto podem ser denominadas vértebras cardíacas)?
R: Vértebras T5, T6, T7 e T8.

8- Que estruturas formam o esqueleto fibroso do coração?


R: São 8 estruturas. 4 anéis das valvas, os óstios valvares (2 das valvas atrioventriculares e 2 das valvas
semilunares), 2 trígonos fibrosos (esquerdo e direito, na junção das valvas) e parte fibrosa dos septos
interatrial e interventricular.

9- Diferencie pela superfície interna o átrio direito do esquerdo.


R: A superfície interna do AD possui músculos pectíneos e a do AE é lisa.

10- Que nome recebem as rugosidades encontradas na parede dos ventrículos?


R: Trabéculas cárneas. São de 3 tipos: cones, cristas e pilares. Os músculos papilares estão fixados nas
paredes dos ventrículos nas trabéculas e na outra extremidade, estão fixados às valvas, através das
cordas tendíneas. As valvas, as cordas tendíneas e os músculos papilares formam o Aparelho Valvar,
cuja função é impedir o refluxo de sangue. A perda da funcionalidade, parcial ou total, desse aparelho,
condiciona o quadro de refluxo sanguíneo, que é o Prolapso. O refluxo gera um som anômalo na escuta
cardíaca, o Sopro.

11- Que vasos desembocam no átrio direito?


R: Veia Cava Superior, Veia Cava Inferior e Seio Coronário.

12- A artéria obstruída está localizada no ramo anterior da artéria coronária esquerda. Quem é
ela?
R: Artéria interventricular anterior.

13- Quem é o outro ramo terminal desta coronária?


R: Artéria circunflexa.
A coronária direita não possui ramos terminais, continuando como a. coronária direita até emitir a artéria
interventricular posterior, na face posterior do coração.

14- Qual a referência para a localização do nó sinoatrial na parede do coração?


R: Parede do AD, próximo à abertura da VCS. O nó sinoatrial comanda o complexo estimulante do
coração.
15- O ramo direito do fascículo atrioventricular passa no interior de que estrutura?
R: Trabécula septo marginal, que vai da parede do ventrículo direito ao músculo papilar anterior.
01 (1,5 – 0,25 cada) identifique os músculos pintados no esquema abaixo e diga com que
rugas de expressão estão relacionados
M. no. 14 em rosa
................................................
Ruga...................................
.....
M. no. 16 em amarelo
................................................
Ruga...................................
.....
M. no. 15 em verde
................................................
Ruga...................................
.....
M. no. 13 em azul
................................................
Ruga........................................
Aproveite o esquema e
identifique os outros músculos
mímicos , suas rugas
relacionadas ( quando
pertinente ) e as expressões
faciais .
Use o verso da folha.

02 Identifique o acidente relacionado a ATM , apontado


pelos alfinete verde e diga com qual movimento articular
se relaciona? ( 1.5 – o,25 cada)
a-estrutura.....................................................................
........................................................................................
b-movimento..................................................................
.........................................................................................
c- cite dois ligamentos da atm .........................................
.........................................................................................
03 complete: os trígonos anterior e posterior são subdivididos pelos músculos (0,5 – 0,25
cada)
.........................................................................................................................................................
............ e .........................................................................................................................................
04 Identifique o ventre muscular apontado pelo alfinete vermelho e diga com qual movimento
mandibular ele se relaciona ( seja específico) 0, 75 – o,25 cada
a) Ventre...............................................................................
b) Movimento (s) ..........................................................
Aproveite o esquema e identifique os outros músculos da
mastigação e mímica vistos , citando sua origem , ação e
inserção- use o verso da página.

05 cite dois acidentes do vestíbulo bucal relacionados diretamente com o trabalho


odontológico ( 0, 5 – 0,25 cada)
1------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
----2 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---
06 Responda: quais as superfícies ósseas da articulação temporomandibular relacionadas ao
osso temporal? Cite os acidentes . (0,5 – 0, 25 cada)
a) ............................................................................................................................................
b) ............................................................................................................................................
07 Cite 3 características comuns aos músculos da mímica (0.75- 0,25 cada)
a..................................................................................................................................................
.....
b..................................................................................................................................................
.....c..................................................................................................................................................
.....
08 O que você entende como processos alveolares? Cite 3 acidentes anatômicos relacionados
ao processo alveolar (1,0 – 0,25 cada?)
....................................................................................................................................................
....
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................
09 Cite as inserções dos músculos da mastigação : ( 1,0 – 0,25 cada)
....................................................................................................................................................
....
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................

Anatomia Humana Professor Luciano Azevedo Duarte Sociedade Brasileira de Anatomia – SBA 0911
Questões que deverão ser respondidas nas aulas práticas de Sistema Articular
Com quais ossos do corpo humano articula-se cada osso abaixo listado:
Esterno Clavícula Úmero Rádio Ulna Ossos do quadril Sacro Cóccix Fêmur Patela Tíbia Fíbula Todas as vértebras
da coluna vertebral

Com relação aos trígonos e músculos do pescoço , no esquema abaixo:


a- Com um lápis colorido divida o quadrilátero do pescoço em trigonos e subtrigonos
b- Localize os músculos supra e infrahioideos
ROTEIRO TEÓRICO 2
Generalidades sobre articulações
1-Defina articulação 2-O que é uma sinartrose? 3-O que é uma diartrose? 4-Quais são os tipos de articulações
fibrosas? 5-Quais são os tipos de suturas? 6-O que são fontanelas e quais as suas funções? 7-Quais os tipos de
articulações cartilaginosas? 8-Esquematize uma articulação sinovial, nomeando os seus componentes. 9-Quais as
funções da membrana sinovial? 10-Quais as funções do líquido sinovial? 11-Quais as funções da cartilagem
articular? 12-Quais os tipos de articulações sinoviais? 13-O que é uma articulação uniaxial, biaxial e triaxial?
EXERCÍCIOS SISTEMA REPRODUTOR
1. Cite os órgãos masculinos externos. 2. Explique porque o escroto contrai e relaxa. 3. Descreva a configuração
interna no pênis. 4. Explique o processo de ereção. 5. O que é fimose? 6. Como podem ser divididos os órgãos
masculinos internos? 7. Porque os testículos são homólogos dos ovários? 8. Qual a função respectivamente das
células de Sertoli e Leydig? 9. Descreva o trajeto dos sptz desde o testículo até a uretra. 10. Quais problemas
acometem a próstata? 11. Quais são os órgãos femininos externos? 12. Cite todos os órgãos homólogos
masculinos e femininos. 13. Quais estruturas estão localizadas no vestíbulo? 14. Quais os órgãos femininos
internos? 15. Explique o que ocorre com o miométrio durante a gestação. 16. Em que região ocorre à fertilização
do óvulo? 17. Descreva a atuação do estrogênio e da progesterona no desenvolvimento das glândulas mamárias.
18. Defina espermatogênese e ovogênese. 19. Onde e porque ocorre a maturação dos sptz? 20. Descreva o papel
da testosterona e do estrogênio no desenvolvimento embrionário.
21. A fecundação ocorre:
A) em qualquer uma das trompas. B) no fundo do útero. C) geralmente no ovário esquerdo. D) na porção mais
interna da vagina. E) geralmente no ovário direito.
22. O processo de união dos núcleos do óvulo e do espermatozóide é chamado de:
a) segmentação b) estrobilização c) fecundação d) nidação e) permutação
23. Desde a sua origem até a fecundação do óvulo, o espermatozóide humano segue o seguinte trajeto:
a) testículo, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina. b) testículo, uretra, canal deferente,
epidídimo, vagina, útero, tuba uterina. c) epidídimo, testículo, canal deferente, uretra, útero, vagina, tuba uterina.
d) testículo, próstata, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina, ovário. e) canal deferente,
testículo, epidídimo, uretra, vagina, útero, ovário.
24. O esperma normal é composto de:
a) espermatozóides unicamente. b) espermatozóides e líquido seminal. c)espermatozóides, líquido seminal e
líquido prostático. d) espermatozóides, líquido seminal, plasma e líquido prostático. e) espermatozóides, sangue,
linfa, líquido seminal e líquido prostático.
25. O uso de preservativo masculino ("camisinha") tem sido amplamente divulgado e estimulado nos dias de
hoje. Várias são suas indicações, como:
01. evitar doenças como sífilis e gonorréia. 02. controle de natalidade. 04. bloqueio da produção de gametas
masculinos. 08. prevenção da Aids. 16. controle da ovulação.
Dê como resposta a soma dos números associados às alternativas corretas.
a) 8 b) 11 c) 10 d) 14 e) 15
26. Durante o período de desenvolvimento, o embrião humano situa-se no interior do útero, conforme o
esquema simplificado a seguir:
Considerando que, no esquema acima, 2 seja o cordão umbilical, é correto afirmar que:
(A) 1 é o colo do útero. (B) 3 é a bolsa amniótica. (C) 4 é o endométrio. (D) 5 é o embrião. (E) 6 é a vagina.
27. O esquema a seguir representa, de modo simplificado, uma seção vertical de algumas estruturas do abdome
de uma mulher.
No esquema, os órgãos do sistema reprodutor estão representados por:
(A) 1, 2 e 6. (B) 1, 2, 3 e 4. (C) 1, 2, 6 e 7. (D) 3, 4, 5 e 6. (E) 3, 4, 5, 6 e 7.
28. O esquema a seguir representa, de forma simplificada, o sistema reprodutivo de um homem. No esquema, a
seta indica:
(A) a bexiga. (B) a próstata. (C) a vesícula seminal. (D) a glândula bulbouretral (E) o epidídimo.
29. Num processo judicial de paternidade duvidosa, uma mulher, grávida de dois meses, acusou um homem,
anteriormente vasectomizado, como o responsável pela sua gravidez.
A prova visual da vasectomia poderá ser obtida caso se constate uma interrupção na região indicada por:
(A) 1. (B) 2. (C) 3.
(D) 4. (E) 5.
30. A esterilização masculina chamada vasectomia é um método contraceptivo que só deve ser utilizado por
homens que não desejam mais ter filhos, pois sua reversão é muito difícil. O processo da vasectomia consiste em:
a) inutilizar os tubos seminíferos para que os espermatozóides não sejam mais produzidos. b) seccionar os
canais deferentes, não sendo mais possível eliminação dos espermatozóides. c) remover a vesícula seminal para
que o sêmen fique bastante diminuído. d) inocular hormônios nos testículos para dificultar a ereção do pênis. e)
alterar o funcionamento da próstata, reduzindo a quantidade de espermatozóides produzida.
31. Quais as mudanças caracterizam a chegada da puberdade nos homens? Por que elas ocorrem?
32. Dê a função das seguintes estruturas: a) placenta b) testículos c) ovários
33. No intervalo entre 10 a 15 anos aparecem as características sexuais secundárias na mulher. Isto ocorre
devido:
a) à produção de estrógeno; b) à produção de progesterona; c) à produção de corpo amarelo; d) ao
aparecimento das tubas uterinas; e) ao aumento do volume do útero.
34. Observe a legenda;
1. tuba uterina 2. testículo 3. ducto ejaculatório 4. vagina 5. ducto deferente
6. epidídimo 7. uretra 8. útero
Para que a fecundação ocorra, o espermatozóide deverá percorrer:
a) 2 - 6 - 5 - 3 - 7 - 4 - 8 - 1 b) 6 - 5 - 4 - 3 - 7- 8 - 1 - 2 c) 4 - 7 - 6 - 5 - 1 - 2 - 3 - 8 d) 3 - 2 - 5 - 7 - 6 - 4 - 8 - 1 e) 1 - 2 -
3-4-5-6-7–8
35. Relacione as colunas a seguir:
(1) produção de espermatozóides (2) produção de óvulos (3) placenta (4) cordão umbilical
( ) transporte de sangue do feto para a mãe e viceversa ( ) nutrição, respiração e excreção durante o
desenvolvimento embrionário e fetal ( ) ovários ( ) testículos
36. Na urina de uma mulher foi verificada a presença de gonadotrofina coriônica. Essa substância indica que a
mulher
a) está menstruada. b) está grávida. c) tem diabetes. d) tem falta de cálcio. e) tem metabolismo basal baixo.
37. Cite as estruturas encontradas no funículo espermático.
38. Cite as estruturas contidas no interior do escroto.
39. Quais são as partes da tuba uterina?
40. A mulher cessa a sua produção de gametas na menopausa. O homem, diferentemente, tem condições de
produzir gametas após o seu amadurecimento sexual e enquanto estiver sexualmente ativo. O seu aparelho
reprodutor é adaptado para produzir e armazenar espermatozóides continuamente. Marque a opção que indica o
enovelado de túbulos localizado sobre os testículos que recebe os espermatozóides, os quais terminam a sua
maturação, ficando armazenados até o ato sexual.
A) A próstata B) O epidídimo C) Os túbulos seminíferos
D) A vesícula seminal E) Escroto
41. Nos mamíferos, de modo geral, os testículos ficam alojados no saco escrotal e fora da cavidade abdominal.
Essa determinação ou característica biológica está relacionada com o (a):
A) peso do saco escrotal. B) sensibilidade do processo de espermatogênese a temperaturas acima de 33º. C)
inibição do processo de ejaculação precoce. D) sensibilidade dos corpos cavernosos à temperatura de 37º. E) NRA
42. Com relação ao processo de reprodução humana normal é certo afirmar:
A) a fecundação do óvulo ocorre na trompa uterina. B) a fecundação do óvulo ocorre no colo do útero, logo
após a saída da trompa uterina. C) o óvulo após fecundado se implanta na trompa uterina D) o óvulo fecundado,
que passa a ser ovo, sofre várias divisões celulares. Isso só ocorre quando ele chega ao útero onde desenvolve-se o
zigoto.
43. O útero é internamente revestido por um tecido rico em glândulas, em vasos sanguíneos e em vasos
linfáticos, chamamos esse tecido de:
A) endometriose B) ovidutos C) endométrio D) ovócitos E) miométrio
44. Assinale a alternativa que mostra a(s) estrutura(s) compartilhada(s) pelos sistemas excretor e reprodutor de
mamíferos machos.
A) Os testículos. B) A uretra. C) Os ureteres. D) Os vasos deferentes. E) A próstata.
QUESTÕES DE ANATOMIA ERNEST GARDNER DONALD J. GRAY RONAN O’RAHILLY
CAPÍTULO 44: ÓRGÃOS GENITAIS FEMININOS
1) Explique o motivo pelo qual infecções se propagam com maior facilidade da genitália externa feminina para a
cavidade peritoneal do que a propagação a partir da genitália externa masculina.
Na mulher a cavidade peritoneal não é completamente fechada, como ocorre no homem. A comunicação entre
a cavidade peritoneal com o exterior do corpo se faz através de uma abertura da tuba uterina, em sua porção mais
lateral: o óstio abdominal ou pelvino da tuba uterina. Essa estrutura propicia a entrada dos óvulos no interior da
tuba uterina. A localização específica de tal estrutura remete ao ápice do funil correspondente ao infundíbulo da
tuba uterina.
2) A que se deve a mudança de aspecto do ovário, de liso e rosado para acinzentado e pregueado?
Antes da primeira ovulação, o ovário possui aparência lisa e rosada. Com a puberdade, as cicatrizes resultantes
da liberação de óvulos de seus folículos formam pregas e conferem a coloração mais acinzentada ao órgão.
3) Determine os limites da fossa ovárica, depressão na qual se aloja o ovário.
A fossa ovárica é limitada anteriormente pela artéria umbilical obliterada e posteriormente pelo ureter e artéria
ilíaca interna. A fossa ovárica é ainda revestida pelo peritônio parietal.
4) Quais são os meios de fixação do ovário?
Ligamento Suspensor do Ovário (= ligamento infundíbulo pelvino): preso à extremidade superior ou tubal do
ovário. Perde-se no tecido conectivo que cobre o músculo psoas maior. Ligamento Ovárico: liga-se à extremidade
inferior ou uterina do ovário e a conecta ao corpo do útero. Mesovário: prega peritoneal que se destaca do folheto
dorsal do ligamento largo do útero e atinge a margem anterior do ovário.
5) Em que porção do ovário está o hilo ovariano?
O hilo ovariano, através do qual passam nervos, vasos sangüíneos e vasos linfáticos, encontra-se em sua borda
anterior, também conhecida como borda mesovárica, uma vez que nela também se prende o mesovário.
6) Descreva de que maneira o óvulo atinge a luz uterina.
Ovário (folículo ovariano) ovulação óvulo na cavidade peritoneal fímbrias óstio abdominal (pelvino) da
tuba uterina infundíbulo (onde geralmente ocorre a fecundação) ampola istmo da tuba uterina parte
uterina (da tuba uterina) óstio uterino cavidade do útero O caminho do óvulo, fecundado ou não, pela tuba
uterina, leva de três a quatro dias. É influenciado por ação ciliar das células da mucosa e por peristaltismo da túnica
muscular.
7) Defina gravidez ectópica e seu local mais comum de ocorrência.
Trata-se da gravidez extra-uterina, ou seja, fora da cavidade uterina. Desenvolve-se principalmente na tuba
uterina (gravidez tubária), na região da ampola. É um dos fatores que aumentam os riscos de mortalidade
materna.
8) Como se determina a permeabilidade das vias genitais femininas?
A permeabilidade das vias genitais femininas pode ser determinada pela injeção de material radiopaco ou
soprando-se ar através da vagina e do útero. Se as vias estão permeáveis, o ar escapa e atinge a cavidade
peritoneal. Quando a pessoa põe-se de pé, o ar ascende para uma região inferior ao diafragma, onde pode ser
observado radiograficamente.
9) Quais são as camadas da tuba uterina? Indique algumas de suas funções.
A tuba uterina possui três camadas: uma mucosa, uma túnica muscular e uma serosa. A camada mucosa,
formada por células ciliadas, interfere na condução do óvulo e do espermatozóide pela tuba. A túnica muscular,
por meio de sua contração, promove o peristaltismo da tuba uterina, influenciando também na condução de
gametas pela estrutura tubária. A serosa da tuba uterina corresponde ao peritônio do ligamento largo (do útero).
10) O que é o canal do parto?
O canal do parto é formado pela cavidade uterina e vaginal subjacente. É o canal pelo qual o bebê passa
durante um parto vaginal (normal).
11) Qual o significado de ângulo de antiversão?
O ângulo de antiversão corresponde ao ângulo formado entre a vagina e a cérvix do útero, sendo este ângulo
ligeiramente maior do que 90°. Esta posição relativa entre útero e vagina é freqüentemente encontrada em
mulheres adultas. A partir da extremidade superior da vagina o útero se dirige superior e anteriormente, vindo a
formar um ângulo aproximadamente reto. O útero encontra-se geralmente também antiflexionado e este termo
se refere à posição relativa entre o corpo do útero e o istmo. Na junção entre essas duas estruturas, o útero se
inclina para frente. Todavia, estas duas posições, normalmente encontradas, são facilmente alteradas, em função
da distensão intestinal ou da bexiga urinária, por exemplo. Quando a bexiga está cheia, o útero encontra-se
em retroversão, ou seja, dirige-se súpero-posteriormente a partir da extremidade superior da vagina. Em
algumas mulheres o útero sempre está em retroversão, independente do estado de tensão da bexiga urinária. O
útero pode ainda estar em retroflexão, quando o corpo do útero inclina-se para trás, sobre o istmo.
12) Como se dá o suporte do útero?
O útero ganha muito de seu suporte por uma inserção direta na vagina. Ajudam no seu suporte também as
inserções indiretas e as estruturas próximas, como o reto, a bexiga, o diafragma pelvino e a pelve óssea.
13) Defina escavação uterovesical e escavação retouterina.
A escavação uterovesical é formada pela reflexão do peritônio da face posterior da bexiga ao istmo do útero e,
daí, passa em direção superior sobre a superfície vesical do corpo do útero. A escavação retouterina corresponde
ao recesso formado pela reflexão do peritônio da parte superior da vagina sobre a face anterior do reto.
14) Quais são os elementos de fixação uterinos?
Os elementos de fixação uterinos são o ligamento largo (mesossalpinge e mesométrio), ligamento redondo,
ligamento uterosacral, ligamento cervical lateral (ou transversal) ou cardinal.
15) O que são epoóforo e paroóforo e qual é a sua importância?
O epoóforo e o paroóforo são parte do conteúdo do mesossalpinge, que por sua vez é uma parte do ligamento
largo. O epoóforo consiste em um ducto (que corre paralelamente e abaixo da tuba uterina) e túbulos (que se
dirigindo superiormente na região do ovário se unem ao ducto em ângulo reto). Este é um remanescente do ducto
mesonéfrico e de alguns de seus túbulos. O paroóforo localiza-se medialmente ao epoóforo, sendo um grupo de
túbulos muito pequenos, só vistos ao
microscópio. A importância de tais estruturas só existe quando delas se originam cistos.
16) Qual é o conteúdo do mesossalpinge?
O mesossalpinge, parte do ligamento largo entre a tuba uterina e a linha da qual o ligamento largo se reflete
para formar o mesovário, contém vasos ováricos, vasos uterinos, o epoóforo e o paroóforo.
17) Descreva o ligamento largo do útero.
O ligamento largo é formado nas bordas laterais do útero por duas lâminas de peritônio que recobrem as
superfícies vesical e intestinal e se estende às paredes laterais da pelve. Entre as lâminas posterior e anterior existe
tecido conectivo frouxo e tecido muscular, denominados coletivamente paramétrio. O ligamento largo engloba a
tuba uterina, o ligamento ovárico, parte do ligamento redondo, a artéria uterina, o plexo venoso, o plexo nervoso
uterovaginal e uma parte do ureter.
18) Como se formam os ligamentos uterosacral e cervical lateral?
Os ligamentos cervical lateral e uterosacral são formados a partir do espessamento da fáscia pelvina e visceral
lateral à cérvix e à vagina, o qual contém numerosas fibras musculares lisas.
19) Quais são as modificações pelas quais o útero passa durante a vida da mulher?
Ao nascer o útero encontra-se na altura da abertura superior da pelve. A cérvix é maior do que o corpo. A
diferença entre o eixo do útero e vagina é muito pequena. O crescimento do útero até a puberdade é lento,
quando ele cresce rapidamente e ganha o tamanha e a forma do útero adulto. Após a menopausa torna-se menor,
mais fibroso e de coloração mais pálida. Durante a gravidez o seu tamanho aumenta consideravelmente. O fundo
eleva-se acima do nível da sínfise púbica no terceiro mês. Atinge o plano supracristal no sexto mês e no oitavo mês
o nível da juntura
xifesternal. Desce ligeiramente no nono mês, quando a circunferência máxima da cabeça fetal se encaixa abaixo
da abertura superior da pelve. Na gravidez o útero aumenta de peso e suas paredes tornam-se mais finas. Após o
parto ele involui, atingindo estado de repouso após seis ou oito semanas. Agora ele ganhou 1 cm a mais em todas
suas dimensões, está ligeiramente mais pesado, sua cavidade algo maior e os lábios do óstio uterino estão com
contorno irregular. As artérias uterinas tornam-se bastante aumentadas durante a gravidez e tortuosas após o
parto.
20) Em algumas fases do ciclo menstrual, as mulheres costumam sentir dores pélvicas, na forma de cólicas.
Explique como é a sensibilidade do útero aos estímulos dolorosos.
A dor pode ser percebida quando a cérvix é pinçada ou dilatada. Algumas desordens uterinas são dolorosas e a
dor pélvica é percebida em algumas fases do ciclo menstrual. As fibras relacionadas ascendem e penetram na
medula espinhal pelos nervos esplâncnicos lombares. A ressecção do plexo hipogástrico superior já foi executada
para aliviar fortes dores desse tipo.
21) Quais são as camadas uterinas?
As camadas uterinas são a mucosa (endométrio), a túnica muscular (miométrio) e a serosa (peritônio). O
endométrio apresenta modificações cíclicas correspondentes às diversas fases do ciclo menstrual. Durante a fase
estrogênica, ganha espessura e diz-se que o endométrio está na fase proliferativa. Na fase secretora ou
progesterônica as glândulas da mucosa assumem aspecto tortuoso e passam a ampliar as suas secreções. Caso não
haja menstruação, a camada funcional do endométrio se descama, originando o fluxo menstrual. Esta fase do ciclo
é determinada pela queda das concentrações de estrogênio e progesterona. O miométrio é importante nos
movimentos necessários no momento do parto, sendo que a sua contração permite ainda o efluxo de resíduos
placentários e dos elementos da menstruação.
22) O que significa fórnix da vagina?
Trata-se de um recesso entre a parte vaginal da cérvix e as paredes da vagina. Embora seja contínuo em torna
da cérvix, é subdividido em fórnix anterior, posterior e lateral.
CAPÍTULO 43: ÓRGÃOS GENITAIS MASCULINOS
1) Na borda posterior do testículo estão aderidos o epidídimo e a porção inferior do funículo espermático.
Descreva o que representa o funículo espermático.
O funículo espermático está formado no ânulo inguinal profundo, sendo constituído por estruturas que
acompanham o testículo e epidídimo durante a sua decida da cavidade peritoneal para a bolsa escrotal. Ele se
estende a partir do canal inguinal, passando pelo escroto e terminando na borda posterior do testículo. O funículo
espermático contém: ducto deferente, artéria do ducto deferente, veia do ducto deferente e o nervo que passa
para o epidídimo; artéria testicular, nervos do plexo testicular; plexo pampiniforme (de veias); vasos linfáticos,
artéria cremastérica, ramo genital do nervo genitofemoral; e remanescentes do processo vaginal do peritônio.
2) A varicocele é tida como uma das principais causas de infertilidade masculina. Trata-se de varizes das veias
que formam o plexo pampiniforme. Discuta anatomicamente o motivo pelo qual a varicocele da veia espermática
esquerda ser mais freqüente do que a da contralateral.
A maior incidência da varicocele no lado esquerdo está ligada à anatomia da veia espermática esquerda, que
desemboca em ângulo de 90 graus na veia renal esquerda (como em um rio, a drenagem de sua água fica
prejudicada se for feita em ângulo reto com outro rio).
A veia espermática esquerda é mais longa que a direita e desemboca em ângulo reto na veia renal deste lado.
Assim, forma-se uma longa coluna hidrostática, com alta pressão, que dilata o plexo pampiniforme. Além disso, a
pressão transmitida pela veia renal para o plexo pampiniforme pode danificar as válvulas da veia espermática.
Estas válvulas são importantes porque impedem o refluxo do sangue para os testículos. As válvulas só permitem o
fluxo do sangue de baixo para cima. Porém, quando estão danificadas, ocorre também o fluxo inverso (refluxo),
todas as vezes que há aumento da pressão no abdome, como por exemplo, ao tossir, espirrar, gritar, levantar peso,
etc.
3) Relacione varicocele, infertilidade e as condições ideais para a produção de espermatozóides.
Na varicocele as veias tornam-se dilatadas, formando varizes ao redor do funículo espermático e dos testículos.
O sangue represado nas proximidades do testículo leva a um aumento de sua temperatura, que passa ao nível da
temperatura corporal. Como se sabe, para que os testículos trabalhem adequadamente na produção de gametas
masculinos eles devem estar a uma temperatura ligeiramente (cerca de 1°C) inferior à temperatura corporal. Além
da mudança da temperatura na bolsa escrotal, o sangue estanque nas veias pode acumular substâncias tóxicas,
comprometendo a produção, mobilidade e funcionamento dos espermatozóides.
4) A criptorquidia refere-se ao testículo não-descido após os seis meses de idade e requer como tratamento a
intervenção cirúrgica, em um procedimento denominado “orquidopexia”. Justifique a necessidade de fazer com
que o testículo sai da cavidade abdominal e adentre no escroto.
Para que os testículos funcionem na produção de gametas precisam estar a uma temperatura inferior à
corporal em cerca de 1°C. Na bolsa escrotal esta condição é plenamente aceita. Caso os testículos fiquem retidos
do abdômen, o sujeito será infértil. Outros fatores importantes são a maior predisposição ao câncer dos testículos
criptorquídicos, à hérnia inguinal, à torção, ao prejuízo de seu suprimento sangüíneo e ao abalo estético
representado pela “ausência” de um testículo.
5) A torção de testículo é uma emergência freqüente para urologistas e médicos pronto-socorristas e deve ser
diagnosticada em um prazo máximo de 6 horas. Explique, com base em critérios anatômicos, o motivo que faz do
testículo um órgão sujeito à torção.
O testículo é um órgão que se encontra literalmente dependurado. Ele é sustentado por vários cordões
paralelos correspondentes ao plexo venoso pampiniforme, artéria testicular, ducto deferente, vasos linfáticos e
nervos. Além dessa característica, devido a líquidos internos lubrificantes, o testículo possui certa mobilidade em
torno de seus eixos. Quando ele excede no movimento em torno de seu eixo longitudinal, tem-se a torção
testicular. As suas estruturas de sustentação ficam comprometidas e há diminuição de seu fluxo sangüíneo
(infarto), que pode levar à necrose se o caso não for revertido a tempo. Os principais sintomas são dor escrotal
aguda e tumefação. Pode apresentar-se inicialmente com sintomas de abdômen agudo.
6) Quais são as estruturas responsáveis pela produção dos componentes do líquido seminal?
As estruturas relacionadas à produção de líquido seminal são a vesícula seminal, próstata, glândulas
bulbouretrais, glândulas uretrais, epidídimo e testículo. Os testículos são responsáveis pela formação do
componente essencial do líquido seminal: os espermatozóides.
7) Desde a sua produção, nos túbulos seminíferos dos testículos, até a sua liberação no meio externo, os
espermatozóides seguem um trajeto pelas vias do sistema reprodutor masculino. Descreva todo esse trajeto.
Nos TESTÍCULOS: túbulos seminíferos contorcidos (lóbulos) túbulos seminíferos retos (mediastino) rede
teste ductos eferentes cabeça do EPIDÍDIMO ductos eferentes tornam-se contorcidos (nos lóbulos do
epidídimo) ducto do epidídimo (cabeça, corpo e cauda) ducto deferente (a partir da cauda do epidídimo)
ducto eferente passa pelo canal inguinal e vai para a pelve ducto ejaculatório (ducto deferente + ducto da
vesícula seminal) abre-se na parte prostática da uretra (abertura dos ductos ejaculatórios) óstio externo da
uretra meio externo.
8) Explique o que são os apêndices testicular e do epidídimo.
O apêndice testicular é um pequeno corpo na extremidade superior do testículo. Geralmente é séssil, mas pode
ser pedunculado. É um remanescente da extremidade superior do ducto paramesonéfrico, sendo homólogo da
extremidade fimbriada da tuba uterina feminina. O apêndice do epidídimo é pequeno, freqüentemente
pedunculado e situado sobre a cabeça do epidídimo. É um remanescente do mesonefro.
9) Descreva onde o ducto deferente pode ser percebido como um cordão firme. Quais são as suas camadas?
O ducto deferente pode ser percebido quando disposto entre o polegar e o indicador como um cordão firme
em seu trajeto ascendente da extremidade superior do testículo ao ânulo inguinal superficial. As suas camadas são
a membrana mucosa, a túnica mucosa e a adventícia.
10) As vesículas seminais podem ser palpadas “per rectum” quando a bexiga está cheia. Elas podem armazenar
até 3 ml de líquido em seu interior. Quanto às vesículas seminais, caracterize (1) a bainha que a envolve; (2) a
estrutura que separa sua porção superior do reto; (3) a estrutura que separa sua parte inferior do reto; (4) quais
estruturas são medias a ela; (5) e quais estruturas são laterais a
ela; (6) cite sua terminação superior e inferior; (7) constituição de cada vesícula seminal.
As vesículas seminais estão envolvidas em uma bainha densa, formada de músculo liso e tecido fibroso, e
encontram-se aderidas à face posterior da bexiga. 2. Suas partes superiores estão separadas do reto pela prega
retovisical e encontram-se cobertas pelo peritônio. 3. Suas partes mais inferiores estão separadas do reto pelo
septo retovisical. 4. As partes terminais dos ureteres e da ampola do ducto deferente são mediais às vesículas. 5.
Os plexos venosos prostáticos e visicais são laterais às vesículas seminais. 6. A vesícula seminal termina
superiormente em um fundo cego, enquanto sua extremidade inferior estreita-se e retifica-se para forma o ducto
da vesícula seminal. 7. As vesículas seminais consistem de um tubo enrolado que dá origem a vários divertículos.
11) A quais estruturas da parte prostática da uretra as aberturas dos ductos ejaculatórios se relacionam?
O ducto ejaculatório, após penetrar da base da próstata, adentra na parte prostática da uretra sobre o colículo
seminal, imediatamente lateral ao utrículo prostático.
12) Quais são as túnicas do funículo espermático, testículo e epidídimo? De onde elas são derivadas?
Fáscia espermática interna: interna e fina, deriva da fáscia transversal, forma o revestimento frouxo do funículo
espermático. Fáscia cremastérica: intimamente presa à face externa da fáscia espermática interna, constituída
pelo m. cremaster, que mantém fibras musculares contínuas com às do m. oblíquo interno. O m. é irrigado pela a.
cremastérica e inervado pelo ramo genital do n. genitofemoral. Fáscia espermática externa: túnica fina e externa,
presa acima aos pilares do ânulo inguinal superficial; prolonga-se com a fáscia que recobre o m. oblíquo externo.
Túnica vaginal do testículo: membrana serosa de dupla camada que envolve o testículo e epidídimo em suas
porções ânterolaterais; é recoberta pela fáscia espermática interna; no desenvolvimento pré-natal é contínua com
o peritônio, mas conexão se perde ou fica reduzida a uma faixa de tecido conectivo na parte anterior do funículo
espermático. As camadas da túnica vaginal são separadas por um pequeno espaço contendo líquido seroso. O
acúmulo desse líquido denomina-se hidrocele. A camada interna ou visceral prende-se intimamente ao testículo e
epidídimo e forma os seios do epidídimo. Reflete-se posteriormente sobre o testículo e epidídimo como a camada
externa ou parietal.
As túnicas acima citadas se originam de diversas camadas da parede abdominal.
13) O músculo cremaster é capaz de modificar a posição dos testículos dentro do escroto. Caracterize o reflexo
cremastérico.
Um estímulo delicado na pele da face medial da coxa desencadeia o reflexo cremastérico, caracterizado pela
contração das fibras do músculo cremaster, acarretando elevação do testículo e do epidídimo para uma porção
mais alta no interior do escroto.
14) Em casos de hiperplasia benigna de próstata (HBP), doença mais característica em idosos, o paciente pode
apresentar dificuldade para urinar e retenção de urina. Nesses casos, a internação deve ser imediata, a fim de que
a introdução de uma sonda possa drenar o conteúdo da bexiga urinária, esvaziando-a. Explique que relações a
próstata apresenta junto ao sistema urinário que causam o quadro acima descrito.
O óstio uretral interno está localizado, aproximadamente, na parte média da base da próstata. A uretra
percorre o interior da próstata, sendo nesse trajeto identificada como uretra prostática. A uretra deixa a superfície
anterior da próstata e continua-se como uretra mucosa. Os lobos da próstata, dessa forma, relacionam-se
intimamente à
uretra prostática. Os lobos laterais, por exemplo, conectam-se superficialmente, anteriormente à uretra, pelo
istmo da próstata. O lobo mediano se projeta em direção interna, entre o ducto ejaculatório e a uretra. O aumento
desse lobo contribui para a formação da úvula que, ao se projetar na parede da bexiga, pode bloquear a passagem
de urina. A hiperplasia de seus três lobos reduz a luz da uretra prostática e pode até mesmo obliterá-la
completamente. Dessa maneira a fisiopatologia da HBP pode ser entendida.
15) A prostatectomia é a retirada cirúrgica da próstata em casos de câncer dessa estrutura. Muitos pacientes se
recusam a passar por tal procedimento em virtude de uma possível impotência sexual resultante da cirurgia. Dessa
forma, acabam por aderir a outros tipos de tratamentos, por vezes menos eficientes. A preocupação de tais
pacientes procede?
A disfunção erétil é uma conseqüência comum da cirurgia, pois a próstata está próxima dos nervos que
controlam a ereção peniana. Embora a técnica de prostatectomia radical com preservação nervosa venha
evoluindo, o risco de efeitos adversos do procedimento, como a impotência sexual, continua significativo. Além da
impotência sexual, outro efeito colateral possível para a prostatectomia é a incontinência urinária, devido em parte
a desenervação do músculo esfíncter uretral.
CAPÍTULO 47: ÓRGÃOS GENITAIS EXTERNOS
1) Qual é o mecanismo que permite a mudança de aspecto do escroto e quais estímulos a determinam?
O aspecto do escroto varia com o estado de contração ou relaxamento do músculo liso do dartos. Este músculo
se contrai sob a influência do frio, exercício físico e estímulo sexual. O escroto mostra-se então curto e enrugado.
Sob a influência do calor ele se
relaxa. Em idosos o músculo liso do dartos perde seu tono, fazendo o escroto liso e alongado.
2) Qual é a evidência superficial da divisão do escroto em dois subcompartimentos? Qual é o conteúdo de cada
um desses compartimentos?
Uma crista mediana, a rafe do escroto, é a indicação superficial da divisão do escroto em dois
subcompartimentos. Esta rafe se continua anteriormente com a rafe do pênis e, posteriormente, com a rafe do
períneo. Cada um dos compartimentos contém um testículo, um epidídimo, a parte mais inferior do funículo
espermático e seus envoltórios.
3) Descreva o dartos, a maneira como ele separa os subcompartimentos escrotais e sua constituição.
O dartos consiste sobretudo de fibras musculares lisas e não contém gordura. Encontra-se firmemente aderido
à pele. É contínuo com a fáscia superficial do períneo e com a fáscia superficial do pênis. Sua parte superficial
acompanha o contorno do escroto, porém sua parte profunda passa em direção interior, na rafe, para formar o
septo do escroto, responsável pela divisão do escroto em dois subcompartimentos. O dartos separa-se da fáscia
espermática externa por tecido conectivo frouxo, permitindo o movimento livre do escroto sobre ela (fáscia
espermática externa). Este tecido conectivo frouxo é local comum para a coleta de líquido edematoso ou mesmo
de sangue.
Observação: os vasos linfáticos são especialmente numerosos no escroto e drenam para o grupo de linfonodos
inguinais superficiais. A parte anterior do escroto é inervada pelo n. ilioinguinal e pelo ramo genital do nervo
genitofemoral. A parte posterior é inervada pelos ramos escrotais medial e lateral do nervo perineal (do nervo
cutâneo posterior da coxa).
4) A ereção peniana é fenômeno fundamental na realização da cópula, permitindo a adequação anatômica do
pênis junto a cavidade vaginal,
inclinada superiormente e para trás. Explique o mecanismo envolvido na ereção peniana.
O estímulo de fibras parassimpáticas nos nervos cavernosos produzem uma vasodilatação das artérias helicinas
e de outras pequenas artérias nas trabéculas do tecido erétil. O fluxo resultante de sangue nos espaços cavernosos
produz uma distensão de ambos os corpos cavernosos e do corpo esponjoso. A saída de sangue não ocorre devido
à pressão das veias que drenam os corpos eréteis. Ao término da ejaculação, os estímulos de nervos simpáticos
provavelmente produzem uma vasoconstrição das artérias, sendo possível o sangue entrar nas veias e o pênis
retornar ao seu estado de flacidez.
5) Em algumas religiões a circuncisão é tida como tradição, apesar de nem em todas ser uma obrigação.
Explique em que consiste a circuncisão e quais são seus benefícios.
A circuncisão corresponde à remoção cirúrgica do prepúcio, dupla camada de pele que se projeta do colo para
recobrir a glande peniana. Seus benefícios são redução em até 90% de infecções no trato urinário, diminuição da
incidência de câncer de pênis, diminuição do risco de doenças sexualmente transmissíveis, diminuição da
incidência de inflamações no prepúcio e glande, acaba com o risco de parafimose e acaba com a necessidade de
tratamento cirúrgico para fimose após os 6 anos de idade. * Observação: fimose corresponde à dificuldade ou
impossibilidade de expor a glande do pênis em função de um anel muito estreito do prepúcio. Se acaso essa
dificuldade/impossibilidade não for superada até os 6 anos de idade, o tratamento deve ser cirúrgico.
6) Explique as correspondências existentes entre a raiz e o corpo do pênis.
A raiz do pênis é a sua parte fixa, situada no espaço superficial do períneo, entre a fáscia inferior do diafragma
urogenital (superiormente) e a fáscia profunda do períneo (inferiormente). Compreende os ramos e o bulbo do
pênis, três massas de tecido erétil.
O corpo do pênis é a sua parte livre, peduncular, recoberta por pele. O corpo do pênis contém dois corpos
cavernosos, continuações dos ramos, e um único corpo esponjoso, continuação do bulbo. O corpo esponjoso se
expande subitamente em sua extremidade anterior, formando a glande do pênis, cuja concavidade cobre as
projeções cegas dos corpos cavernosos. Uma fenda mediana próxima à ponta da glande é o óstio externo da
uretra, que representa a abertura da uretra peniana (esponjosa) para o meio externo.
7) Cite as principais características da pele do pênis.
A pele do pênis é fina, lisa, elástica e de cor escura. Próxima à raiz do pênis ela contém alguns pêlos. Encontra-
se presa frouxamente à tela subcutânea, exceto na glande, onde está aderida firmemente ao tecido erétil
subjacente. Várias glândulas prepuciais pequenas estão localizadas na coroa e colo da glande. Elas são
responsáveis pela secreção sebácea denominada esmegma, que apresenta um odor característico.
8) Quais são os órgãos genitais externos femininos?
Os órgãos genitais externos femininos são a vulva e o pudendo, que compreendem o monte da pube, os lábios
maiores, os lábios menores, o vestíbulo da vagina, a clitóris, o bulbo do vestíbulo e as glândulas vestibulares
maiores.
Monte da pube: elevação mediana e arredondada, anterior à sínfise púbica. Consiste em um acúmulo de
gordura onde a partir da puberdade pêlos grosseiros são encontrados. Lábios maiores: duas pregas alongadas que
deixam entre si a rima do pudendo. Estendem-se ínfero-posteriormente a partir do monte da pube. Suas faces
externas contém pregas pigmentadas com várias glândulas sebáceas e sem pêlos. São freqüentemente unidos nas
região anterior pela comissura anterior. Sua tela subcutânea consiste principalmente de gordura. Eles contém as
terminações dos ligamentos redondos do útero, alguns feixes de fibras musculares lisas, nervos, vasos sangüíneos
e linfáticos. São homólogos ao escroto.
Lábios menores: duas pregas pequenas de pele localizados entre os lábios maiores, a cada lado da abertura
vaginal. Terminam posteriormente juntando-se na face medial dos lábios maiores. Nesse ponto, nas virgens, são
conectados por uma prega transversa, denominada frênulo dos lábios do pudendo ou forquilha. Anteriormente
cada lábio menos se divide em parte lateral e medial. A parte lateral encontra-se com a correspondente
contralateral para formar uma prega sobre a glândula do clitóris, denominada prepúcio do clitóris. As duas partes
medias unem-se abaixo do clitóris para formar o frênulo do clitóris. Os lábios menores estão desprovidos de
gordura, a pele que os cobre é lisa, úmida e rósea. Encontram-se escondidos pelos lábios maiores, exceto em
crianças e em mulheres após a menopausa, quando os lábios maiores têm uma perda de tecido adiposo e tornam-
se menores. Vestíbulo da vagina: fenda entre os lábios menores, contém os óstios da vagina, da uretra e os ductos
das glândulas vestibulares maiores. O óstio externo da uretra situa-se atrás do clitóris, em posição imediatamente
anterior ao óstio da vagina; fenda mediana cujas margens estão ligeiramente evertidas. O óstio da vagina, maior
que o da uretra, também é uma fenda mediana, cujo tamanho e aparência dependem das condições do hímen. Os
ductos das glândulas vestibulares maiores, em número de dois, abrem-se a cada lado do óstio da vagina. A fossa
navicular ou vestibular é uma rasa depressão situada no vestíbulo entre o óstio da vagina e o frênulo dos lábios.
Clitóris: homólogo ao pênis, consiste de tecido erétil, capaz de aumentar de tamanho com ingurgitamento
sangüíneo. Não é atravessado pela uretra. Encontrado posteriormente à comissura anterior dos lábios maiores,
escondido em grande parte pelos lábios menores. Origina-se da pelve óssea por dois ramos e seu corpo é formado
pelos corpos cavernosos. A glande do clitóris é uma elevação pequena e arredondada da terminação livre do
corpo, sendo altamente sensível e erétil. O ligamento suspensor do clitóris o põe em conexão com a sínfise púbica.
Bulbo do vestíbulo: duas massas pares e alongadas de tecido erétil que se localizam lateralmente ao óstio da
vagina. É homólogo ao bulbo do pênis e ao corpo esponjoso.
Glândulas vestibulares maiores: são dois corpos pequenos e arredondados localizados atrás do bulbo do
vestíbulo. O ducto de cada glândula se abre em um sulco entre o lábio menor e a borda fixa do hímen. São
homólogas às glândula bulbouretrais dos homens. Comprimem-se durante o coito e secretam muco para lubrificar
a extremidade inferior da vagina.
Detalhes da inervação: os lábios maiores e menores são inervados pelos nervos labial anterior (ramo do nervo
ilioinguinal) e pelos nervos labiais posteriores (ramos do nervo pudendo). O bulbo do vestíbulo é inervado pelo
plexo uterovaginal, que se continua como nervos cavernosos do clitóris. O clitóris também é inervado pelo nervo
dorsal do clitóris. Estes nervos incluem fibras sensitivas, algumas condutoras de dor outras se originam de uma
variedade de receptores especiais; fibras autônomas, que inervam numerosos vasos sangüíneos e que inervam
várias glândulas.
9) A prática de excisão do clitóris, praticadas por algumas religiões, consiste em uma mutilação da mulher em
prol da “moral”, a fim de que ela jamais busque o sexo pelo prazer. De fato, o clitóris, órgão homólogo ao pênis, é
extremamente sensível, sendo responsável em parte pelo prazer sexual nas mulheres. Todavia, essa prática, hoje
condenada pela maior parte dos países, desprovê as mulheres de qualquer forma de prazer sexual?
Não. Na verdade, outras áreas da genitália externa feminina, próximas ao óstio da vagina, são também de
grande sensibilidade, compensando em parte a perda sensorial advinda da excisão do clitóris. Além disso, o ato
sexual e suas formas de prazer não se vinculam somente aos órgãos genitais, sendo que, obviamente, outras áreas
da superfície corporal podem ser estimuladas para o mesmo fim.
1.O tronco encefálico se divide em:
a) Ponte e Mesencéfalo
b) Bulbo, Ponte, Mesencéfalo e Cerebelo
c) Medula Oblonga, Ponte e Mesencéfalo
d) Ponte, Mesencéfalo e Cerebelo
e) Medula Oblonga, Ponte e Cerebelo
2. Marque a afirmativa incorreta:
a) Os fascículos do Grácil e do Cuneiforme chegam na medula e continuam com os tubérculos de
respectivos nomes, abrindo-se e separando-se para dar espaço ao 4° ventrículo, e seus feixes continuam
nas fibras arqueadas internas.
b) É na medula que grande parte do feixe cortiço-espinhal decussa na estrutura denominada
decussação das pirâmides, dando origem ao tracto córtico-espinhal lateral (mairia das fibras) e ao feixe
cortiço-espinhal anterior (que decussa no momento da exteriorização de cada fibra motora).
c) No sulco antero-lateral (pré-olivar) está localizada a origem aparente dos seguintes pares de
nervos cranianos: Glossofaríngeo, Vago e Ascessório.
d) Na porção aberta da medula oblonga, na região a abaixo das estrias medulares encontramos os
trígonos dos núcleos dos nervos vago e hipoglosso.
e) O núcleo do tracto solitário recebe fibras sensitivas que enviam informações gustativas da língua
através dos pares cranianos Facial, Glossofaríngeo e Vago.
3. Marque a alternativa incorreta:
a) Os núcleos olivares, que correspondem as olivas tem relação com o aprendizado motor e tem
conexões com o cerebelo.
b) Os núcleos ambíguos estão relacionados com a motricidade dos músculos da laringe e da faringe,
e enviam fibras eferentes viscerais especiais através dos nervos VIII, IX, X, XI e XII.
c) O núcleo dorsal do vago está relacionado com o sistema parassimpáico, e ele forma a
proeminência posterior denominada trigono do vago.
d) O núcleo salivatório inferior envia fibras pré-ganglionares que inervam a parótida através do nervo
glossofaríngeo.
e) O núcleo do hipoglosso ocupa uma região que forma uma proeminência acima do trígono do vago
denominada trígono do hipoglosso.
4. Relacione as colunas:
1-Sulco Bulco-Pontino
2-Sulco Lateral Anterior
3-Sulco Lateral Posterior
(_) Origem aparente do N. Facial
(_) Origem aparente do N. Vago
(_) Origem aparente do N. Hipoglosso
(_) Origem aparente do N. Vestíbulo-Coclear
(_) Origem aparente do N. Glossofaríngeo
(_) Origem aparente do N. Acessório
(_) Origem aparente do N. Abducente
a) 3-1-1-2-2-3-3
b) 3-2-1-3-2-2-3
c) 1-2-3-1-2-2-1
d) 1-3-2-1-3-3-1
e) 3-1-2-3-1-1-3
5. Indique a alternativa correta:
a) O corpo trapezoide está relacionado com a via auditiva.
b) Ao longo do tronco encefálico há uma estrutura complexa denominada formação reticular, não
tendo nenhuma importância do ponto de vista do controle de funções vitais do organismo.
c) O tracto córtico-pontino é formado de fibras que fazem sinapses com neurônios dos núcleos dos
nervos cranianos.
d) O corpo trapezoide dá origem aos lemniscos mediais.
e) O fascículo longitudinal medial atravessa todo o tronco cerebral e está relacionado importantes
funções superiores como vigília, função respiratória, vasomotricidade e controle dos reflexos do vômito.
6. Marque a afirmativa incorreta:
a) O fascículo longitudinal medial faz conexão com todos os núcleos motores dos nervos cranianos,
especialmente o abducente, o troclear, o oculomotor e o acessório, além de ter inúmeras conexões
vestibulares, o que o confere uma importante função junto aos reflexos que coordenam os movimentos
dos olhos com os da cabeça.
b) Os núcleos vestibulares, que recebem as aferências somáticas especiais da porção vesticular do 8°
par de nervos cranianos, é subdividido em quatro partes cada um: medial, lateral, superior e inferior.
c) Os núcleos cocleares são divididos em 2, dorsal e ventral. Eles emitem fibras que se cruzam e
outras que seguem ipsilateralmente, constituindo o corpo trapezoide.
d) O núcleos salivatórios superiores dão origem a fibras pré-ganglionares parassimpáticas que
inervam as glândulas sublinguais e submandibulares.
e) Na região posterior do bulbo, no assoalho do 4° ventrículo, há uma formação denominada culículo
do facial, que é formada pelas fibras originadas do núcleo do facial que contornam o núcleo do
abducente caminho esse denominado joelho externo do nervo facial.
7. Marque a alternativa verdadeira:
a) Ao nível da ponte só encontramos dois dos 4 lemniscos existentes no tronco encefálico.
b) Na ponte são encontradas porções de todos os núcleos do trigêmeo, como o núcleo sensitivo
principal do trigêmeo, núcleo motor do trigêmeo, núcleo do tracto mesencefálico do trigêmeo e núcleo do
tracto espinhal do trigêmeo.
c) Os núcleos olivar superior e inferior são parte da substância cinzenta própria da ponte.
d) A ponte delimitasse em sua visão anterior pelo sulco pontinho superior, superiormente, pelo sulco
bulbo-pontino inferiormente, e pelo ponto onde os pedúnculos cerebelares se ligam ao cerebelo.
e) No assoalho do 4° ventrículo, acima das estrias medulares e lateralmente aos culículos do facial
encontramos uma área denominada área trigeminal.
8. Sobre o mesencéfalo, é incorreto afirmar:
a) A base do pedúnculo cerebral se encontra fibras dos tractos cortico-espinhal, cortico-nucleares e
cortiço-pontinos.
b) No tecto do mesencéfalo encontramos estruturas denominadas culículos superiores, que se
relacinam com a via visual, e culículos inferiores, que se relacionam com a via auditiva.
c) No tegmento do pedúnculo cerebral encontramos os núcleos dos nervos óptico, oculomotor,
troclear e trigêmeo.
d) O núcleo do nervo troclear encontra-se ao nível do culículo inferior, dorsalmente ao fascículo
longitudinal medial.
e) O núcleo do oculomotor é dividido em duas porções, sendo uma somática, pertencente ao controle
da musculatura de movimentação ocular, e outra visceral, pertencendo ao parassimpático, denominado
núcleo de Edinger-Westphal, que controla a dilatação e contração pupilar ao estimulo luminoso.
9.Sobre o mesencéfalo:
a) A substância negra é assim denominada por ser uma porção mais escura que separa a base do
tegmento dos pedúnculos cerebrais contendo neurônios que contém inclusões de melanina e neurônios
dopaminérgicos, relacionados com o controle motor.
b) O núcleo rubro é uma formação de substância cinzenta própria do mesencéfalo, localizados no
tegmento dos pedúnculos cerebrais e relacionados com controle da motricidade somática.
c) No mesencéfalo também encontramos os 4 lemniscos que foram surgindo a partir do bulbo e da
ponte, sendo eles o medial, o lateral, o trigeminal e o espinhal.
d) As alternativas a, b e c estão erradas, por consequência a e também.
e) As alternativas a, b e c estão corretas, por consequência a d está errada.
GABARITO:
1-C
2-C
3-B
4-D
5-A
6-E
7-B
8-C
9-E

1.Qual o nome da 1° e da 2° vertebras cervicais, respectivamente?


a) Áxis e Atlas
b) Proeminente e Áxis
c) Áxis e Proeminente
d) Proeminente e Atlas
e) Atlas e Áxis
2. Marque a afirmativa incorreta:
a) As artérias vertebrais passam pelos forames transversais desde C7.
b) A vertebra proeminente recebe esse nome por ser a que tem o maior processo espinhoso que pode
ser palpado in vivo facilmente.
c) A característica regional das vertebras torácicas é a existência de fovéolas articulares para as
costelas.
d) O sacro é o resultado da fusão de 5 vertebras que se articulam com os ossos ilíacos.
e) O cóccix é formado pela fusão de mais ou menos 4 vertebras vestigiais.
3. Marque a alternativa correta:
a) Uma característica regional das vertebras cervicais é o processo espinhoso grande, não bífido e
inclinado para baixo.
b) Uma característica especial e marcante da vertebra axis é o processo odontóide.
c) As vertebras lombares se caracterizam por apresentarem arco neural grande, para suportar o peso
do corpo acima delas.
d) As vertebras torácicas possuem processo espinhoso bífido e forames transversais.
e) T12 tem uma particularidade que é não possuir fovéolas articulares para costelas.
4. Qual alternativa cita uma vertebra sem particularidades especiais?
a) C1
b) C2
c) C7
d) T1
e) T3
5. Marque a alternativa que cita corretamente os movimentos que a coluna vertebral é capaz de
realizar:
a) Adução, abdução e rotação.
b) Adução e abdução, somente.
c) Rotação, flexão e extensão.
d) Rotação, flexão, extensão, abdução e adução.
e)Rotação, flexão, extensão e flexão lateral.
6. Marque a afirmativa incorreta:
a) As vertebras atlas e axis tem a particularidade de não possuírem corpo vertebral.
b) T12 possui foveolas articulares, para as costelas, mais mediais, diferentemente das outras
vertebras torácicas.
c) Corpo vertebral, pedículo, lâmina, processo trasnverso e processo espinhoso são estruturas
comuns na maioria da vertebras.
d) No forame transversal de C7, ao invés de passar a artéria vertebral, passam veias.
e) As vertebras torácicas se caracterizam por apresentar grande mobilidade.
7. Marque a alternativa errada:
a) A curvatura fisiológica das regiões cervical e lombar é a lordose.
b) A curvatura fisiológica das regiões torácica e sacral é a cifose.
c) Cada estrutura da vertebra tem uma função específica, como por exemplo os pedículos que é de
obstrução.
d) Os processos espinhosos e os processos transversos tem a função de movimentação.
e) A sucessão de forames vertebrais na coluna vertebral é denominado canal vertebral.
GABARITO:
1-E
2-A
3-B
4-D
5-E
6-E
7-C
1.Sobre o cerebelo:
a) Faz parte das estruturas responsáveis pela propriocepção consciente.
b) Está alojado sobre a fossa média do neurocrânio.
c) Está ligado ao tronco encefálico pelos pedúnculos cerebrais.
d) A primeira das fissuras a surgir no córtex cerebelar é a fissura póstero-lateral.
e) A fissura prima recebe esse nome por ser a primeira a surgir no desenvolvimento desse órgão.
2. Qual o nome das estruturas que correm o risco de herniação, no caso de hipertensão intracraniana,
em uma punção lombar de líquor, podendo comprimir o centro respiratório?
a) Tonsilas cerebelares.
b) Flóculo do cerebelo.
c) Olivas bulbares.
d) Vermes cerebelar.
e) Culículos mesencefálicos.
3. Marque a alternativa que indica a camada do córtex do cerebelo que contém os neurônios
responsáveis por uma ação inibitória sobre os núcleos cerebelares:
a) Camada Molecular.
b) Camada Granular.
c) Camada dos neurônios piramidais externa.
d) Camada das células de Purkinje.
e) Camada dos neurônios piramidais interna.
4. Marque a afirmativa incorreta:
a) Na divisão ontogenética, o cerebelo é divido em corpo e lobo flóculo-nodular pela fissura póstero-
lateral. O corpo por sua vez é divido em lobo anterior e lobo posterior pela fissura prima.
b) A divisão filogenética é a mais importante, pois compreende a divisão do cerebelo em partes de
acordo com o surgimento evolutivo.
c) O arquicerebelo compreende as estruturas cerebelares mais antigas do ponto de vista filogenético,
e compreende o lobo flóculo-nodular e os núcleos fastigiais.
d) O paleocerebelo compreende as estruturas cerebelares que surgiram após as do arquicerebelo, do
ponto de vista filogenético, e compreende o lobo anterior e a pirâmide e a úvula do vermes cerebelar,
conectado aos núcleos interpósitos (globoso e emboliforme), com função na regulação do tônus e da
postura.
e) O arquicerebelo sendo responsável pelas funções mais antigas do cerebelo é responsável por
coordenar os movimentos voluntários.
5. Marque a alternativa que apresenta uma associação incorreta:
a) Neocerebelo – via cortiço-ponto-cerebelar – Planejamento motor.
b) Paleocerebelo – Tractos espino-cerebelares – Correção motora em andamento.
c) Arquicerebelo – Tracto Vestibulo-espinhal – Núcleo denteado – Equilíbrio da Cabeça.
d) Paleocerebelo – Núcleos Interpósitos – Regulação do tônus e da Postura.
e) Neocerebelo – Decussação de Wernekink – Controle motor Voluntário.
6. Sobre o cerebelo:
a) As fibras musgosas são oriundas dos núcleos olivares inferiores, e entram no cerebelo pelo
pedúnculo cerebelar inferior.
b) A grande maioria dos neurônios de Purkinje fazem sua função inibitória sobre os neurônios dos
núcleos cerebelares utilizando o GABA.
c) O tracto espino-cerebelar anterior não cruza em nenhum nível da medula e do tronco encefálico,
sendo sua representação no córtex cerebelar ipsilateral ao tracto.
d) O tracto espino-cerebelar posterior decussa duas vezes, uma logo no seu início na medula e outra
pouco antes de entrar no cerebelo pelo pedúnculo cerebelar superior.
e) A via cortiço-ponto-cerebelar envia informações de áreas de associação do córtex cerebral, sobre
planejamento motor, para o cerebelo, passando pela ponte e entrando pelos pedúnculos cerebelares
superiores.
GABARITO:
1-D
2-A
3-D
4-E
5-C
6-B
1. O metatálamo está relacionado com quais funções?
a) Relé sensitivo.
b) Controle motor extra-piramidal.
c) Controle da temperatura corporal.
d) Ciclo circadiano.
e) Visão e audição.
2. Sobre o subtálamo:
a) São núcleos difíceis de serem visualizados em cortes anatômicos comuns e estão relacionado com
o controle motor extra-piramidal.
b) É o principal responsável pelo controle do ciclo sono-vígilia e do ciclo circadiano.
c) Recebe fibras do tracto óptico e envia fibras para o córtex occipital, assim como também recebe
fibras dos culiculos inferiores.
d) Possui função inibitória sobre as gônadas e contém neurônios produtores de melatonina, ajudando
no controle do ciclo circadiano.
e) Possui inúmeros núcleos responsáveis por uma grande gama de funções no organismo, como
controle da diurese, da fome, da sede e das emoções, por exemplo.
3. Sobre o tálamo é incorreto afirmar:
a) Está localizado medialmente nos hemisférios cerebrais, e tem intima relação com as paredes do 3°
ventrículo, estando localizado nas paredes laterais acima dos sulcos hipotalâmicos.
b) O núcleo ventral póstero-medial se caracteriza por fazer parte do sistema vestibular do corpo,
recebendo fibras do fascículo longitudinal medial.
c) O núcleo ventral póstero-lateral é o relé sináptico das vias responsáveis por levar ao córtex
informações de tato protopático, pressão, dor e temperatura vindas de diferentes partes do corpo
humano.
d) Os núcleos ventrais anterior e lateral recebem fibras do globo pálido que se dirigem ao tálamo.
e) Dentro dos núcleos medias, o núcleo centro mediano recebe muitas fibras da formação reticular
fazendo parte, assim, do S.A.R.A..
4. Relacione as colunas:
1-Lemnisco Espinhal
2-Lemnisco Trigeminal
3-Lemnisco Lateral
(_) Núcleo ventral póstero-medial do Tálamo.
(_) Corpo Geniculado Medial.
(_) Núcleo ventral póstero-lateral.
a) 1-2-3
b) 2-1-3
c) 3-2-1
d) 2-3-1
e) 1-3-2
5. Qual estrutura não faz parte do hipotálamo?
a) Quiasma Óptico
b) Infundíbulo
c) Aderência Intertalâmica.
d) Túber cinéreo.
e) Corpos mamilares.
6. Qual não é estrutura do epitálamo?
a) Glândula Pineal.
b) Comissura posterior.
c) Comissura das abênulas.
d) Estrias medulares.
e) Culículo superior.
7. Sobre o tálamo, é incorreto afirmar:
a) Os núcleos do grupo anterior do tálamo recebem fibras do fascículo mamilo-talâmico e projetam
fibras para o giro cingulado, fazendo parte, assim, do circuito de Papez.
b) O pulvinar do tálamo, apesar de alguns relatos de problemas de linguagem em suas lesões, sua
função não é bem conhecida ainda.
c) Algumas lesões do tálamo podem gerar um quadro dramático denominado dor central, devido a
lesão dos relés das vias sensitivas.
d) O núcleo ventral póstero-medial recebe informações dos tractos espinotalâmicos lateral e anterior,
enquanto que o núcleo ventral póstero-lateral recebe informações da sensibilidade geral da cabeça e
informações gustativas.
e) O grupo de núcleos mediano é pouco desenvolvido no homem, tem ligação com o hipotálamo e
possível função visceral.

GABARITO:
1-E
2-A
3-B
4-D
5-C
6-E
7-D

1. Sobre a Boca:
a) Seu limite anterior é o processo alvéolo-dentário.
b) Seu limite lateral é o processo alvéolo-dentário.
c) Tem suas cavidades divididas em vestíbulo e cavidade bucal propriamente dita.
d) Seu limite posterior é a rinofaringe.
e) Seu limite inferior é o músculo gênio-hioideo.
2. Sobre a língua:
a) É vascularizada pela artéria facial.
b) É vascularizada pelas artérias alveolares.
c) É inervada por somente um nervo sensitivo.
d) Seu músculo é o gênioglosso.
e) Está alojada no vestíbulo.
3. Marque a afirmativa falsa:
a) A língua é um órgão somente muscular, não tendo estruturas como linfonodos na sua composição.
b) A língua recebe sua irrigação pela artéria lingual.
c) A artéria lingual é ramo da artéria carótida externa.
d) Recebe inervação por mais de um nervo craniano.
e) É órgão responsável pelo sentido do paladar.
4. Sobre a inervação da língua é incorreto afirmar:
a) Tem sua sensibilidade geral dada pelo trigêmeo nos 2/3 anteriores através do seu ramo lingual.
b) Tem sua sensibilidade gustativa dada pelo nervo corda do tímpano, ramo do nervo intermédio do
facial, nos 2/3 anteriores.
c) Tem sua sensibilidade geral e gustativa dada pelo glossofaríngeo no 1/3 posterior.
d) Tem sua motricidade dada pelo nervo hipoglosso, além de um pouco da sensibilidade gustativa
dada pelo vago na epiglote.
e) A sensibilidade geral da língua é dada pelo ramo lingual do trigêmeo em toda a sua extensão.
5. Sobre a boca, marque a alternativa incorreta:
a) Suas paredes laterais são dadas pelas bochechas, onde encontramos o músculo da mímica
Bucinador, que mantém o seu tônus auxiliando na mastigação, e uma região de gordura chamada bola
de Bichat.
b) Na sua parede lateral podemos encontrar uma estrutura chamada Orifício de Estenon, que nada
mais é que a exteriorização do ducto parotídeo na cavidade bucal.
c) As glândulas sub-linguais estão sob a língua, e são inervadas pelo nervo glossofaríngeo.
d) Seu limite anterior é dado pelos lábios, e o limite posterior é dado pela úvula e o arco palatoglosso.
e) A língua está alojada na cavidade bucal propriamente dita.
6. Sobre a orelha:
I - O estribo está intimamente ligado a janela Oval.
II – A janela redonda possui uma membrana flexível que compensa os movimentos do líquido coclear.
III – O músculo estapédio serve para limitar os movimentos da bigorna.
IV – A orelha média se comunica com a cavidade rinofaríngea pela tuba auditiva, que se exterioriza
pelo óstio faríngeo da tuba auditiva.
São corretas:
a) I e IV
b) I, II e III
c) II, III e IV
d) I, II e IV
e) Todas.
7. Sobre a orelha, é incorreto afirmar:
a) É dividida em orelha externa, orelha média e orelha interna.
b) A cóclea tem a função de receptor mecânico de estímulos de movimento para equilíbrio do corpo
enquanto que os labirintos recebem informações mecânicas para a percepção auditiva.
c) O nervo corda do tímpano possui uma relação anatômica muito próxima com o tímpano, por isso
lesões do tímpano por alguma intervenção cirúrgica pode causar alterações na sensibilidade gustativa.
d) Utrículo, sáculo e ampola são estruturas do labirinto, parte vestibular da orelha interna.
e) O tímpano é revestido por fina camada de tecido epitelial em sua face voltada para a orelha externa
e por túnica mucosa na sua face voltada para a orelha média.
8. Os conteúdos da orelha média são, exceto:
a) Glândulas ceruminosas.
b) Ossículos da audição.
c) Músculo estapédio e tensor do tímpano.
d) Corda do tímpano, ramo do N.C. VII.
e) Plexo nervoso timpânico.
9. Sobre a orelha média:
I – O teto tegmentar é formado por fina camada de osso que separa a orelha média da dura-máter.
II – O assoalho é formado por fina lâmina de osso que separa a orelha média da artéria carótida
interna (parede carótica).
III – A parede lateral é formada pela membrana timpânica e seus acidentes pelo osso martelo (parede
membranácea).
IV – A parede anterior separa a cavidade timpânica da primeira porção da veia jugular interna (perede
jugular) e superiormente apresenta a abertura para a tuba auditiva e o canal para o músculo tensor do
tímpano.
V – A parede medial separa a orelha média da orelha interna (parede labiríntica), apresentando uma
saliência da cóclea.
Estão corretas:
a) I, II e III.
b) II, III e IV.
c) I, III e V.
d) II, III e V.
e) Todas.
10. A função da tuba auditiva é:
a) Ser um canal livre para ouvirmos a própria voz.
b) Causar otite em adultos.
c) Não tem função aparente.
d) Equilibrar a pressão na orelha média com a pressão atmosférica.
e) Comunicar a orelha média com a orofaringe.
11. Sobre a orelha interna é incorreto afirmar:
a) No interior do labirinto membranáceo encontramos a endolinfa, sendo que este está suspenso na
perilinfa dentro do labirinto ósseo.
b) A cóclea é a parte do labirinto ósseo responsável pela audição. Contém o ducto coclear e está em
forma de um caracol e dá cerca de 2,5 voltas em torno de um centro ósseo, o modíolo.
c) Os canais semicirculares possuem os ductos semicirculares e estão dispostos todos em ângulo reto
uns com os outros, possuindo 5 aberturas, isso porque o anterior e o posterior possuem uma abertura
em comum.
d) Os ducto semicirculares possuem, cada um, uma ampola em sua extremidade, contendo a área
sensitiva denominada crista ampular, que registra os movimentos da endolinfa resultantes dos
movimentos da cabeça.
e) Os neurônios sensitivos possuem seus corpos todos localizados internamente da orelha interna,
responsáveis pelos recebimento e transmissão das informações recebidas para o SNC por meio do
nervo Vestibulo-Coclear (N.C. VIII).
12. Sobre o olho, é incorreto afirmar:
a) Possui três camadas, sendo elas a túnica fibrosa externa do bulbo, a túnica vascular média do
bulbo (pigmentada) e a túnica interna do bulbo (sensorial).
b) O cristalino é uma lente colegenosa pouco flexível que focaliza os raios luminosos da retina através
de sua movimentação para frente e para o interior do globo ocular.
c) Túnica fibrosa é formada pela esclera e pela córnea, sendo a esclera vascularizada pela camada
episclerótica e a córnea sendo avascular.
d) A camada média é formada pela corióide, pelo corpo ciliar e pela íris. Sendo a corióide responsável
pelo suprimento vascular da retina adjacente a ela.
e) O corpo ciliar é responsável pela secreção do humor aquoso e contém a musculatura lisa
responsável pela acomodação do cristalino.
13. Sobre a inervação do olho é correto afirmar, exceto:
a) A sensibilidade geral do globo ocular é dada pelo trogêmeo, ramo oftálmico.
b) A sensibilidade visual é dada pelo nervo óptico.
c) Os músculos ciliar e esfíncter da pupila apresentam inervação somática pelo nervo oculomotor, pela
sua origem no núcleos de Edinger Westphal.
d) Os músculos elevador da pálpebra superior, reto superior, reto medial, reto inferior e oblíquo inferior
são inervados pelo nervo oculomotor.
e) O musculo oblíquo superior e reto lateral são inervados pelos nervos troclear e abducente,
respectivamente.
14. Sobre o olho, é incorreto:
a) O ponto cego é o local onde saem as fibras do nervo óptico, não tendo células fotorreceptoras
nesse local.
b) A lágrima é produzida nas glândulas lacrimais, superolateralmente, e passam pelos ductos
lacrimais que se abrem no fórnice superior da conjuntiva.
c) A lagrima se acumula no saco da conjuntiva, local entre a membrana conjuntiva do olho e da
pálpebra, e é drenado para a cavidade nasal pelo ducto nasolacrimal.
d) A câmara anterior do olho fica entre a córnea e a íris enquanto que a câmara posterior fica entre a
íris e os processos ciliares.
e) O corpo vítreo está localizado na câmara anterior.
Gabarito:
1-C
2-D
3-A
4-E
5-C
6-D
7-B
8-A
9-C
10-D
11-E
12-B
13-C
14-E

1. Sobre a Boca:
a) Seu limite anterior é o processo alvéolo-dentário.
b) Seu limite lateral é o processo alvéolo-dentário.
c) Tem suas cavidades divididas em vestíbulo e cavidade bucal propriamente dita.
d) Seu limite posterior é a rinofaringe.
e) Seu limite inferior é o músculo gênio-hioideo.
2. Sobre a língua:
a) É vascularizada pela artéria facial.
b) É vascularizada pelas artérias alveolares.
c) É inervada por somente um nervo sensitivo.
d) Seu músculo é o gênioglosso.
e) Está alojada no vestíbulo.
3. Marque a afirmativa falsa:
a) A língua é um órgão somente muscular, não tendo estruturas como linfonodos na sua composição.
b) A língua recebe sua irrigação pela artéria lingual.
c) A artéria lingual é ramo da artéria carótida externa.
d) Recebe inervação por mais de um nervo craniano.
e) É órgão responsável pelo sentido do paladar.
4. Sobre a inervação da língua é incorreto afirmar:
a) Tem sua sensibilidade geral dada pelo trigêmeo nos 2/3 anteriores através do seu ramo lingual.
b) Tem sua sensibilidade gustativa dada pelo nervo corda do tímpano, ramo do nervo intermédio do
facial, nos 2/3 anteriores.
c) Tem sua sensibilidade geral e gustativa dada pelo glossofaríngeo no 1/3 posterior.
d) Tem sua motricidade dada pelo nervo hipoglosso, além de um pouco da sensibilidade gustativa
dada pelo vago na epiglote.
e) A sensibilidade geral da língua é dada pelo ramo lingual do trigêmeo em toda a sua extensão.
5. Sobre a boca, marque a alternativa incorreta:
a) Suas paredes laterais são dadas pelas bochechas, onde encontramos o músculo da mímica
Bucinador, que mantém o seu tônus auxiliando na mastigação, e uma região de gordura chamada bola
de Bichat.
b) Na sua parede lateral podemos encontrar uma estrutura chamada Orifício de Estenon, que nada
mais é que a exteriorização do ducto parotídeo na cavidade bucal.
c) As glândulas sub-linguais estão sob a língua, e são inervadas pelo nervo glossofaríngeo.
d) Seu limite anterior é dado pelos lábios, e o limite posterior é dado pela úvula e o arco palatoglosso.
e) A língua está alojada na cavidade bucal propriamente dita.
6. Sobre a orelha:
I - O estribo está intimamente ligado a janela Oval.
II – A janela redonda possui uma membrana flexível que compensa os movimentos do líquido coclear.
III – O músculo estapédio serve para limitar os movimentos da bigorna.
IV – A orelha média se comunica com a cavidade rinofaríngea pela tuba auditiva, que se exterioriza
pelo óstio faríngeo da tuba auditiva.
São corretas:
a) I e IV
b) I, II e III
c) II, III e IV
d) I, II e IV
e) Todas.
7. Sobre a orelha, é incorreto afirmar:
a) É dividida em orelha externa, orelha média e orelha interna.
b) A cóclea tem a função de receptor mecânico de estímulos de movimento para equilíbrio do corpo
enquanto que os labirintos recebem informações mecânicas para a percepção auditiva.
c) O nervo corda do tímpano possui uma relação anatômica muito próxima com o tímpano, por isso
lesões do tímpano por alguma intervenção cirúrgica pode causar alterações na sensibilidade gustativa.
d) Utrículo, sáculo e ampola são estruturas do labirinto, parte vestibular da orelha interna.
e) O tímpano é revestido por fina camada de tecido epitelial em sua face voltada para a orelha externa
e por túnica mucosa na sua face voltada para a orelha média.
8. Os conteúdos da orelha média são, exceto:
a) Glândulas ceruminosas.
b) Ossículos da audição.
c) Músculo estapédio e tensor do tímpano.
d) Corda do tímpano, ramo do N.C. VII.
e) Plexo nervoso timpânico.
9. Sobre a orelha média:
I – O teto tegmentar é formado por fina camada de osso que separa a orelha média da dura-máter.
II – O assoalho é formado por fina lâmina de osso que separa a orelha média da artéria carótida
interna (parede carótica).
III – A parede lateral é formada pela membrana timpânica e seus acidentes pelo osso martelo (parede
membranácea).
IV – A parede anterior separa a cavidade timpânica da primeira porção da veia jugular interna (perede
jugular) e superiormente apresenta a abertura para a tuba auditiva e o canal para o músculo tensor do
tímpano.
V – A parede medial separa a orelha média da orelha interna (parede labiríntica), apresentando uma
saliência da cóclea.
Estão corretas:
a) I, II e III.
b) II, III e IV.
c) I, III e V.
d) II, III e V.
e) Todas.
10. A função da tuba auditiva é:
a) Ser um canal livre para ouvirmos a própria voz.
b) Causar otite em adultos.
c) Não tem função aparente.
d) Equilibrar a pressão na orelha média com a pressão atmosférica.
e) Comunicar a orelha média com a orofaringe.
11. Sobre a orelha interna é incorreto afirmar:
a) No interior do labirinto membranáceo encontramos a endolinfa, sendo que este está suspenso na
perilinfa dentro do labirinto ósseo.
b) A cóclea é a parte do labirinto ósseo responsável pela audição. Contém o ducto coclear e está em
forma de um caracol e dá cerca de 2,5 voltas em torno de um centro ósseo, o modíolo.
c) Os canais semicirculares possuem os ductos semicirculares e estão dispostos todos em ângulo reto
uns com os outros, possuindo 5 aberturas, isso porque o anterior e o posterior possuem uma abertura
em comum.
d) Os ducto semicirculares possuem, cada um, uma ampola em sua extremidade, contendo a área
sensitiva denominada crista ampular, que registra os movimentos da endolinfa resultantes dos
movimentos da cabeça.
e) Os neurônios sensitivos possuem seus corpos todos localizados internamente da orelha interna,
responsáveis pelos recebimento e transmissão das informações recebidas para o SNC por meio do
nervo Vestibulo-Coclear (N.C. VIII).
12. Sobre o olho, é incorreto afirmar:
a) Possui três camadas, sendo elas a túnica fibrosa externa do bulbo, a túnica vascular média do
bulbo (pigmentada) e a túnica interna do bulbo (sensorial).
b) O cristalino é uma lente colegenosa pouco flexível que focaliza os raios luminosos da retina através
de sua movimentação para frente e para o interior do globo ocular.
c) Túnica fibrosa é formada pela esclera e pela córnea, sendo a esclera vascularizada pela camada
episclerótica e a córnea sendo avascular.
d) A camada média é formada pela corióide, pelo corpo ciliar e pela íris. Sendo a corióide responsável
pelo suprimento vascular da retina adjacente a ela.
e) O corpo ciliar é responsável pela secreção do humor aquoso e contém a musculatura lisa
responsável pela acomodação do cristalino.
13. Sobre a inervação do olho é correto afirmar, exceto:
a) A sensibilidade geral do globo ocular é dada pelo trogêmeo, ramo oftálmico.
b) A sensibilidade visual é dada pelo nervo óptico.
c) Os músculos ciliar e esfíncter da pupila apresentam inervação somática pelo nervo oculomotor, pela
sua origem no núcleos de Edinger Westphal.
d) Os músculos elevador da pálpebra superior, reto superior, reto medial, reto inferior e oblíquo inferior
são inervados pelo nervo oculomotor.
e) O musculo oblíquo superior e reto lateral são inervados pelos nervos troclear e abducente,
respectivamente.
14. Sobre o olho, é incorreto:
a) O ponto cego é o local onde saem as fibras do nervo óptico, não tendo células fotorreceptoras
nesse local.
b) A lágrima é produzida nas glândulas lacrimais, superolateralmente, e passam pelos ductos
lacrimais que se abrem no fórnice superior da conjuntiva.
c) A lagrima se acumula no saco da conjuntiva, local entre a membrana conjuntiva do olho e da
pálpebra, e é drenado para a cavidade nasal pelo ducto nasolacrimal.
d) A câmara anterior do olho fica entre a córnea e a íris enquanto que a câmara posterior fica entre a
íris e os processos ciliares.
e) O corpo vítreo está localizado na câmara anterior.
Gabarito:
1-C
2-D
3-A
4-E
5-C
6-D
7-B
8-A
9-C
10-D
11-E
12-B
13-C
14-E

1. Sobre o tracto córtico-espinhal, é correto afirmar:


a) É 100% cruzado no bulbo.
b) É responsável pela motricidade vegetativa.
c) É 100% cruzado nas pirâmides.
d) Na medula oblonga, ele dá origem ao tracto córito-espinhal anterior e o tracto córtico-espinhal
lateral.
e) É uma via com 3 neurônios, partindo do giro pré-central.
2. Sobre o tracto córtico-espinhal, é correto afirmar, exceto:
a) Responsável pela condução da motricidade voluntária, tem sua representação cortical 100%
contralateral.
b) É chamado, também, de tracto piramidal, pois sua principal característica é a decussação de
grande parte de suas fibras no bulbo.
c) Têm suas sinapses em motoneurônios do corno anterior da medula, antes de se exteriorizar nas
raízes ventrais da medula.
d) Têm origem na área 4 de Brodman, no córtex motor primário, local representado pela figura do
homúnculo de Penfield.
e) Por ser um feixe responsável pela inervação dos músculos esqueléticos, ele é mais espeço na
região lombo-sacra, devido a quantidade e tamanho dos músculos da metade inferior do tronco e dos
membros inferiores.
3. Sobre as vias córtico-nucleares, é correto afirmar, exceto:
a) A grande maioria da motricidade dos músculos extrínsecos do globo ocular recebem suas fibras
com representação contra-lateral no córtex cerebral.
b) São vias motoras somáticas destinadas aos núcleos dos nervos cranianos, e não obedecem a
regra de serem 100% cruzadas como nas córtico-espinhais.
c) A parte da via córtico-nuclear referente aos músculos da mímica obedece a uma relação de
cruzamento para os músculos infraorbitários (metade inferior da face), e cruzamento parcial para os
músculos periorbitários (metade superior da face).
d) Um exemplo de fibras motoras voluntárias com representação bilateral no córtex cerebral são as
fibras do trigêmeo para a motricidade da mastigação.
e) As fibras da motricidade da musculatura do gênioglosso são em sua grande maioria cruzadas.
4. Qual alternativa abaixo cita erroneamente uma estrutura do tracto-córtico espinhal:
a) Coroa radiada e córtex motor primário.
b) Área 4 de Brodman e joelho da cápsula interna.
c) Decussação das pirâmides e tracto córtico-espinhal anterior.
d) Pirâmides bulbares e base do pedúnculo cerebral.
e) Base da ponte e tracto córtico-espinhal lateral.
5. Marque a afirmativa que aponta erroneamente uma estrutura das vias córtico-nucleares:
a) Joelho da cápsula interna e coroa radiada.
b) Área 4 de Brodman e Base do pedúnculo cerebral.
c) Núcleo motor do trigêmeo e núcleo hipoglosso.
d) Núcleo do oculomotor e núcleo coclear.
e) Núcleo do abducente e núcleo do facial.
6. Numa lesão central de um dos hemisférios, na área referente a motricidade da língua, é correto
afirmar:
a) Haverá um enfraquecimento motor bilateral igual na língua.
b) Haverá um déficit motor muito mais acentuado ipsilateralmente a lesão.
c) Com a lesão, ao protrair a língua para fora, ela desviará para o lado ispilateral a lesão.
d) Não ocorrerão grandes perdas motoras devido a igual representatividade bilateral nos hemisférios
cerebrais.
e) Com o déficit motor contralateral, ao protrair a língua, ela irá desviar para o lado oposto ao da
lesão.
7. Numa lesão central da área motora referente à motricidade dos músculos da mímica, é correto
afirmar:
a) Haverá um desvio da comissura labial contralateral a lesão central, do mesmo modo que ocorrerá
perda da motricidade contralateral da metade superior da face.
b) Haverá um desvio da comissura labial ispilateral a lesão central, do mesmo modo que ocorrerá
perda da motricidade da metade superior da face contralateral.
c) Haverá um desvio da comissura labial contralateral à lesão central, enquanto que a metade superior
contralateral perderá sua motricidade.
d) Haverá um desvio da comissura labial ipsilateral a lesão, assim como perda da motricidade da
metade superior da face ipsilateral a lesão.
e) Haverá um desvio da comissura labial ispilateral a lesão central, enquanto que a metade superior
da face não apresentará alterações significantes em ambos os lados.
8. Sobre as vias extrapiramidais, é incorreto afirmar:
a) Estão relacionadas com o controle da motricidade voluntária do indivíduo.
b) A via rubro-espinhal se relaciona com o controle da motricidade axial.
c) A via vestíbulo-espinhal é a única sem aferências corticais.
d) A via retículo-espinhal é a mais importante, relacionada com o grau de adequação da contração
muscular.
e) Via tecto-espinhal se relaciona com os reflexos do movimento da cabeça com os estímulos visuais.
9. Marque a afirmativa abaixo que cita erroneamente uma estrutura da via vestíbulo-espinhal:
a) Núcleos vestibulares.
b) Culículo inferior.
c) Arquicerebelo.
d) Vestíbulo da orelha interna.
e) Tracto vestíbulo-espinhal lateral.
10. Sobre o sistema eferente visceral, é correto afirmar:
a) É dividido em sistema simpático e sistema parassimpático. Cada um tem características distintas e
costumam ser opostas umas das outras, como o sistema parassimpático sendo basicamente colinérgico,
e o simpático, noradrenérgico.
b) O sistema simpático se diferencia do sistema parassimpática de diversas maneiras, como por
exemplo, o sistema simpático é crânio-sacral, enquanto que o parassimpático é tóraco-lombar.
c) O sistema parassimpático está situado exteriormente à medula espinhal e ao sistema nervoso
central, enquanto que o simpático encontra seus núcleos intramedularmente.
d) O sistema simpático está muito relacionado com situações de “relaxamento”, por isso ele estimula
ações como a produção de suco gástrico, e sua anatomia extramedular se estende do inicio da região
torácica até a região coccígea.
e) No sistema parassimpático, as fibras pré-ganglionares fazem sinapses noradrenérgicas, enquanto
que as pós-ganglionares fazem sinapses colinérgicas.
11. Sobre o sistema nervoso autônomo:
I – As fibras pré-ganglionares simpáticas são curtas e as fibras pós-ganglionares simpáticas são
longas, todavia, as fibras pré-ganglionares parassimpáticas são longas e as fibras pós-ganglionares
parassimpáticas são curtas.
II – As fibras pré-ganglionares são todas amielínicas, enquanto que as pós-ganglionares são todas
mielínicas, devido a sua alta velocidade de condução.
III – O sistema parassimpático se diz crânio-sacral relativamente a seus núcleos. Dentre eles
encontramos na porção cranial os núcleos de Edinger Westphal (do Oculomotor, III par craniano), núcleo
salivar superior (ramo intermédio do nervo facial, VII par craniano), núcleo salivar inferior (do nervo
glossofaríngeo, IX par craniano), núcleo motor dorsal do vago (X par craniano), e núcleos da substância
cinzenta dos 2°, 3° e 4° segmentos da medula sacral.
IV – O sistema simpático distribui seus núcleos na substância cinzenta medular em toda extensão dos
12 segmentos torácicos e os 1° e 2° segmentos lombares.
V – Os gânglios simpáticos se estendem na cadeia paravertebral do simpático, anteriormente a coluna
vertebral, da base do crânio até a região coccígea.
VI – Além das suas porções no tronco encefálico e na medula espinhal, o SNA tem suas porções
corticais superiores e no hipotálamo, sendo este comunicado com os centros inferiores através do
fascículo longitudinal dorsal.
São corretas as afirmativas:
a) I, II, IV e VI.
b) I, II, III e V.
c) I, III, IV, V e VI
d) II, III, IV e VI.
e) Todas.
12. Sobre as vias aferentes, é incorreto afirmar:
a) São classificadas em exteroceptivas e proprioceptivas. Sendo essa última relacionada com
propriocepção profunda de tendões e ligamentos musculares e a outra sendo da pele, ou seja,
superficial.
b) Dentro das vias exteroceptivas, encontramos as epicríticas e as protopáticas.
c) Exemplos de vias exteroceptivas protopáticas são as vias espino-talâmicas anterior e lateral.
d) Exemplo de via exteroceptiva é a do Grácil e do Cuneiforme, pois a informação exteroceptiva
levada por ele é a cinestesia.
e) Exemplos de vias proprioceptivas inconscientes são as vias espino-cerebelares anterior e posterior.
13. Marque a afirmativa errada que relaciona via e informação transmitida por ela:
a) Espino-talâmico lateral – Dor e temperatura.
b) Grácil e cuneiforme – Tato epicrítico e sensibilidade vibratória.
c) Espino-talâmico anterior – Tato protopático e pressão.
d) Espino-cerebelar anterior – Nível de atividade da via piramidal.
e) Grácil e cuneiforme – Estereognosia e adequação do grau de contração muscular.
14. Marque a afirmativa que aponta erroneamente uma estrutura da via espino-talâmica anterior:
a) Comissura branca da medula.
b) Área Somestésica Primária do telencéfalo.
c) Núcleo ventral póstero-medial do tálamo.
d) Lemnisco espinhal.
e) Gânglio sensitivo radicular.
15. Sobre as vias do Grácil e Cuneiforme, é incorreto afirmar:
a) É importante saber sobre sua anatomia, pois suas vias são cruzadas logo que o neurônio
ganglionar emiti seus axônio no corno posterior da medula, fazendo a primeira sinapse com o II neurônio
dessa via a nível medular e cruzando na comissura branca antes de ascender.
b) Dentre as informações carreadas por esses fascículos, encontramos a estereognosia, que nada
mais é que a capacidade de reconhecer a forma e o tamanho dos objetos com o tato.
c) Outra função muito importante carreada por este fascículo é a cinestesia, que nada mais é que a
capacidade de localizar alguma parte do próprio corpo sem o auxílio da visão, fazendo parte assim da
propriocepção consciente.
d) O tato epicrítico é uma das importantes funções carreadas por este tracto. Ela se caracteriza pela
capacidade do individuo definir características das superfícies com o tato, além de definir com mais
precisão, em determinadas áreas da superfície da pele, o número de pontos que estão sendo
estimulados.
e) Além desses, esse tracto transporta informações sobre a sensibilidade vibratória, que é a
percepção de estímulos mecânicos repetitivos, podendo ser testado com um diapasão em extremidades
ósseas do corpo humano.
16. Marque a estrutura abaixo que não faz parte do trajeto do grácil e do cuneiforme:
a) Funículo posterior da medula espinhal.
b) Lemnisco espinhal.
c) Decussação sensitiva na medula oblonga.
d) Núcleo ventral póstero-lateral do tálamo.
e) Fibras arqueadas internas.
17. Sobre o tracto espino-talâmico lateral, é incorreto afirmar:
a) O 1° neurônio dessa via se encontra no gânglio radicular antes de adentrar a medula espinhal,
sendo um neurônio pseudounipolar.
b) O 2° neurônio está localizado no corno posterior da substância cinzenta da medula espinhal.
Região da primeira sinapse sensitiva, antes dos axônios destes 2°s neurônios cruzarem a medula na
comissura branca.
c) O 3° neurônio se localiza no tálamo, mais propriamente no núcleo ventral póstero-lateral, de onde
suas fibras chegam através do lemnisco espinhal.
d) Esse tracto é responsável por carrear informações de tato protopático (pouco discriminativo, tato
grosseiro), e estimulos pressóricos sobre a superfície epitelial.
e) Após passar pelo tálamo, essa via segue através das radiações talâmicas em direção ao córtex
encefálico, mais precisamente para as áreas somestésicas primárias, no giro pós-central (área 3,2 e 1 de
Brodman).
18. Sobre a propriocepção inconsciente, é correto afirmar, exceto:
a) São referentes aos tractos espino-cerebelares anteriores e posteriores.
b) As duas vias carream informações sobre o funcionamento dos níveis de contração dos órgãos
tendinosos e dos fusos musculares.
c) O tracto espino-cerebelar anterior logo que entra na medula espinhal pela raiz dorsal, faz sinapse
com neurônios do corno posterior. Após, suas fibras cruzam na medula mesmo, e ascendem pelo
funículo lateral até a altura do mesencéfalo, onde cruzam novamente e se projetam para o cerebelo pelo
pedúnculo cerebelar superior.
d) O tracto espino-cerebelar posterior logo que entra na medula espinhal pela raiz dorsal faz sinapse
com o II neurônio no corno posterior da substância cinzenta da medula. Dali, esses neurônios projetam
seus axônios ascendentemente pelo funículo lateral ispilateral a sinapse e segue direto ao cerebelo,
passando pelo pedúnculo cerebelar inferior.
e) Os dois tractos conduzem suas informações para o arquicerebelo, para a correção e ajustes dos
movimentos e dos níveis de contração dos fusos musculares e dos tendões.
19. Marque a alternativa que apresenta uma relação errada entre via, estrutura que pertence a esta e
função da mesma:
a) Espino-cerebelar anterior – paleocerebelo – nível de atividade do tracto córtico-espinhal e
propriocepção inconsciente.
b) Espino-talâmico lateral – lemnisco espinhal – dor e temperatura.
c) Espino-talâmico anterior – núcleo ventral póstero-medial do tálamo – tato protopático e pressão.
d) Via piramidal – pirâmides bulbares – Motricidade voluntária do corpo.
e) Grácil e cuneiforme – lemnisco medial – propriocepção consciente, esterognosia, sensibilidade
vibratória e tato epicrítico.
20. Sobre a via da sensibilidade conduzida pelo trigêmeo, é incorreto afirmar:
a) O 1° neurônio se encontra no gânglio trigemial.
b) O 2° neurônio se encontra nos núcleos trigeminais, que se estendem desde o bulbo até o
mesencéfalo.
c) As vias trigeminais levam informações sobre a sensibilidade geral de toda a cabeça, desde a nuca
até o pavilhão da orelha externa.
d) O 3° neurônio se encontra no tálamo, no núcleo ventral póstero-medial.
e) Do 2° neurônio para o 3° neurônio as fibras ascendem através de uma estrutura denominada
lemnisco trigeminal.
21. Sobre as vias gustativas, é incorreto afirmar:
a) Recebem informação por meio de 3 pares de nervos cranianos no núcleo do tracto solitário, no
bulbo.
b) A sensibilidade gustativa é levada ao SNC através dos nervos cranianos facial, glossofaríngeo,
vago e acessório.
c) Ascendem do núcleo do tracto solitário por meio do fascículo slotitário talâmico até o tálamo.
d) No tálamo faz sinapse com os neurônios do núcleo ventral póstero-medial.
e) Através das radiações talâmicas a informação é levado do tálamo até o córtex.
22. Sobre a via olfatória, é incorreto afirmar:
a) É uma via peculiar, com características próprias, como, por exemplo, o fato de ser completamente
homolateral, não havendo cruzamentos de informações para o encéfalo.
b) Uma característica muito importante de ser lembrada é que a via olfatória não possui relé talâmico,
logo, não passando e nenhum momento por estruturas do tálamo.
c) Está intimamente conectada com o circuito de Papez, do sistema límbico.
d) Assim como qualquer neurônio, os neurônios da mucosa nasal, responsáveis pela percepção
química de componentes aéreos para a olfação não são recuperados após sua lesão.
e) É uma via de somente dois neurônios, sendo que o primeiro, ao invés de estar localizado num
gânglio, está na mucosa nasal.
23. Sobre a via auditiva, é incorreto afirmar:
a) O 1° neurônio dessa via se encontra no gânglio espiral na cóclea.
b) O 2° neurônio encontra-se nos núcleos cocleares ventrais e dorsais na ponte.
c) Alguns axônios que partem dos núcleos cocleares atravessam a ponte, formando o corpo
trapezoide.
d) Ao contornar o núcleo olivar superior, as fibras do corpo trapezoide infletem-se cranialmente,
formando o lemnisco lateral.
e) Uma lesão central no lado esquerdo, no córtex auditivo causa surdez contralateral no indivíduo.
24. Sobre a via auditiva, marque a alternativa que aponta uma estrutura que não faz parte dela:
a) Corpo geniculado lateral.
b) Corpo trapezoide.
c) Culículo inferior.
d) Gânglio espiral.
e) Área 41 e 42 de Brodman.
25. Marque a afirmativa que aponta um local onde não há uma sinapse com um neurônio da via
auditiva:
a) Gânglio espiral.
b) Núcleos cocleares.
c) Culículo inferior.
d) Corpo geniculado medial.
e) Área 41 e 42 de Brodman.
26. L.C., 36 anos, solteira, ex-cuidadora de idosos, natural e procedente de Uruguaiana, procura
atendimento por cefaleia intensa a noite, quando vai dormir. Após investigação, paciente relata perda de
campo visual periférico lateralmente em seu campo visual. Além desses sintomas, o médico repara no
tamanho das mãos e dos pés da paciente, assim como de sua região frontal da face, crescimento de
nariz, lábios e língua. Com a suspeita de adenoma de hipófise crescendo e causando compressões em
estruturas adjacentes, ela vai a neurocirurgia para uma operação transesfenoidal para retirada da massa,
ou redução desta. Após, a paciente recupera-se bem e recupera sua visão normal. O médico professor,
sabendo que você é um acadêmico de medicina que gosta muito de anatomia pergunta o porquê da
alteração visual da paciente e o nome dessa alteração. Marque a alternativa com a sua provável
resposta ao professor:
a) O tumor cresceu e invadiu os nervos ópticos da pessoa, causando lesão nas fibras que conduzem
as informações visuais do campo temporal bilateralmente. Essas lesões se deve pelo tumor crescer pra
frente sempre, invadindo o canal óptico no osso esfenoide, e sendo assim, sempre causando lesão nos
nervos ópticos. A alteração se chama hemianopsia homônima bilateral.
b) O tumor na verdade começou no infundíbulo, e cresceu pra frente, comprimindo o quiasma óptico,
que é uma estrutura responsável por cruzar as fibras da retina nasal do indivíduo. Esta retina é
responsável pelo recebimento dos estímulos visuais dos campos temporais. Logo se trata de uma
hemianopsia homônima bitemporal.
c) O tumor cresceu supracelarmente e começou a comprimir uma estrutura que está muito próxima a
hipófise, que é o quiasma óptico. O quiasma óptico contém fibras da via visual que cruzam nela e levam
informações das retinas nasais do indivíduo. Essas retinas nasais são responsáveis por receberem os
estímulos visuais do campo de visão temporal da pessoa. Com a compressão, lesou-se as fibras que
conduzem os estímulos visuais dos campos temporais, e o nome dessa alteração é hemianopsia
heterônima bitemporal.
d) O tumor cresceu a partir da meninge da cela túrcica, e começou a comprimir estruturas adjacentes,
sendo uma delas o quiasma óptico, estrutura responsável por cruzar as fibras oriundas da retina nasal do
indivíduo. Esta retina é a que recebe o campo visual temporal da pessoa. Com isso a alteração seria
uma hemianopsia homónima bilateral completa.
e) Você lembraria que aquela anta do monitor não explicou direito a via visual pra você. Com isso
jogaria tudo para alto e iria ganhar a vida vendendo cerveja na entrada dos jogos do maior time do sul do
Brasil, na Arena Tricolor.
27. Uma lesão do tracto óptico esquerdo causará:
a) Hemianopsia homônima esquerda.
b) Hemianopsia heterônima esquerda.
c) Hemianopsia heterônima bitemporal.
d) Hemianopsia homônima direita.
e) Hemianopsia heterônima direita.
28. Sobre a via visual, é incorreto afirmar:
a) O 1° neurônio da via visual está na retina, e são as células fotossensíveis (cones e bastonetes).
b) O 2° neurônio da via visual está localizado na retina, e são as células bipolares.
c) O 3° neurônio está localizado na retina, e são as células ganglionares.
d) O 4° neurônio da via visual está localizado nos corpos geniculados laterais.
e) O 5° neurônio da via visual está localizado no culículo superior, e após envia seus axônios para a
fissura calcarina.
29. Numa hemissecção de medula do lado esquerdo, na altura da região torácica, por um projétil, o
indivíduo sofrerá de uma síndrome de Brown-Séquard, que dentre as alterações que ocorrerão estão,
exceto:
a) Perderá os movimentos voluntários ispilateralmente a lesão.
b) Perderá a capacidade de estereognosia do membro inferior direito.
c) Perderá a capacidade de localizar a posição do membro inferior esquerdo.
d) Perderá a sensibilidade térmica e dolorosa do membro inferior direito.
e) Terá diminuição do tato protopático do lado direito.
30. Um paciente com diagnóstico de esclerose múltipla tem sua lesão localizada no tronco encefálico,
mais especificamente no lado direito da ponte, afetando toda a substância branca ascendente e
descendente entre o córtex e a medula. Dentre as alterações, esperamos encontrar, exceto:
a) Perda da cinestesia contralateral a lesão.
b) Perda da motricidade dos membros superior e inferior contralateral a lesão.
c) Perda da estereognosia contralateral a lesão.
d) Ao protrair a língua para fora, ela desviará para o lado contralateral a lesão.
e) Perda da sensibilidade termoalgésica ipsilateral a lesão.
GABARITO:
1-D
2-E
3-A
4-B
5-D
6-E
7-E
8-B
9-B
10-A
11-C
12-D
13-E
14-C
15-A
16-B
17-D
18-E
19-C
20-C
21-B
22-D
23-E
24-A
25-A
26-C
27-D
28-E
29-B
30-E
1.Qual alternativa não apresenta uma correlação correta entre tipo de osso e um exemplo deste?
a) Irregular – Vértebras
b) Longo – Úmero
c) Longo – Tíbia
d) Curto – Escápula
e) Chato – Parietal
2. Qual alternativa cita um osso do esqueleto apendicular humano?
a) Occipital
b) Sacro
c) Tarso
d) Esterno
e) Hioide
3. Todos os ossos citados abaixo fazem parte do esqueleto axial, exceto:
a) Escápula
b) Manúbrio do esterno
c) Hioide
d) Sacro
e) Vômer
4. Marque a alternativa que cita um tipo de articulação e seu exemplo corretamente:
a) Sutura Escamosa – Entre ossos Nasal
b) Sutura Plana – Interparietal
c) Esquindilese – Entre o temporal e o parietal
d) Sutura serrátil – Têmporo-mandibular
e) Sindesmose – Fíbulo-tibial
5. Marque a alternativa incorreta:
a) As articulações imóveis, ou sinartroses, são de dois tipos, sendo uma a sinfibrose que caracteriza-
se por apresentar tecido fibroso interposto e a outra a sincondrose, que caracteriza-se por apresentar
tecido cartilaginoso interposto.
b) O melhor, e único exemplo de uma esquindilese é a articulação vômero-esfenoidal, que faz parte
da estrutura que forma o septo nasal.
c) Em uma articulação uni-axial os ossos movem-se somente em um mesmo eixo, realizando apenas
flexão e extensão, como acontece nas articulações interfalangeanas distais e proximais, denominadas
de trocleartroses, ou gínglimo.
d) Uma articulação condilar é caracterizada pelo movimento em um único eixo, de flexão e extensão,
entre dois ossos que se ligam através de condilos e uma superfície levemente escavada, para o
deslizamento do osso com o côndilo, sendo um exemplo a articulação femuro-tibial.
e) Articulações selares são biaxiais com as faces opostas em forma de uma sela, sendo côncavas e
convexas onde se articulam umas com as outras, e seu único exemplo é a articulação carpometacarpal
do 2° dedo.
6. Correlacione as colunas e marque a alternativa correta:
1 – Bi-axial Elipsóide
2 – Poli-axial / Enartrose
3 – Uni-axial Trocóide
4 – Uniaxial Gíglimo
5 – Diartro-anfiartrose
(_) Sínfise Púbica
(_) Rádio-Ulnar proximal
(_) Interfalangeana proximal
(_) Rádio-carpiana
(_) Coxo-femural
a) 5-4-3-1-2
b) 5-3-4-1-2
c) 4-5-3-2-1
d) 5-3-4-2-1
e) 5-4-3-2-1
7. Marque a alternativa que cita incorretamente uma articulação imóvel:
a) Interparietais
b) Internasal
c) Intervertebrais anteriores
d) Costoesternal
e) Ângulo de Louis
8. Marque a afirmativa incorreta:
a) O único exemplo de uma articulação imóvel do tipo esquindilese é a vomero-esfenoidal.
b) Um bom exemplo de uma articulação imóvel do tipo sincondrose é a fíbulo-tibial.
c) Uma anfiartrose verdadeira é a que ocorre nos discos intervertebrais.
d) As articulações poliaxiais são as que apresentam o maior espectro de movimento entre seus ossos,
sendo o maior o da articulação úmero-escapular.
e) A sincondrose é encontrada no ângulo manúbrio-esternal e na articulação esfeno-occipital.
1-D
2-C
3-A
4-E
5-E
6-B
7-C
8-B

1.Marque a alternativa que cita corretamente as estruturas que passam pelo forame jugular:
a) Nervos Glossofaríngeo, vago e acessório e veia jugular interna.
b) Nervos Facial e Vestibulococlear e artéria labiríntica.
c) Nada.
d) Nervo óptico e artéria oftálmica.
e) Nervo Maxilar (V2).
2. Quais são os forames que estão localizados na fossa mediana da base do crânio?
a) Forames da lâmina crivosa, canal óptico e fissura orbitária superior.
b) Meato acústico interno, forame jugular, forame do hipoglosso e forame magno.
c) Canal óptico, fissura orbitária superior, forame redondo, forame oval, forame espinhoso, forame
lacerado e canal do hipoglosso.
d) Canal óptico, fissura orbitária superior, forame redondo, forame oval, forame espinhoso, forame
lacerado e canal carotídeo.
e) Meato acústico interno, canal óptico e forame lacerado.
3. Qual estrutura não passa pela fissura orbitária superior?
a) Nervo óptico
b) Nervo oculomotor
c) Nervo Troclear
d) Nervo Abducente
e) Nervo Oftalmico (V1)
4. Marque a alternativa falsa:
a) A artéria carótida interna entra na base crânica pelo canal carotídeo, passando por cima do forame
lacerado, tapando-o sem no entanto atravessá-lo.
b) Na lâmina crivosa atravessam os axônios do epitélio olfatório que fazem sinapse com os neurônios
do bulbo olfatório.
c) O neurocrânio pode ser dividido em calvária e base crânica por uma linha imaginário que conecta a
glabela do osso frontal ao protuberância occipital externa.
d) O neurocrânio é formado por um total de 7 ossos, sendo eles, um frontal, dois parietais, dois
temporais, um occipital e um esfenoide.
e) O meato acústico interno tem comunicação virtual com o meato acústico externo, já que o nervo
vestíbulo coclear inerva as estruturas internas do osso temporal.
5. Marque a alternativa que cita corretamente a(s) estrutura(s) que atravessam o forame espinhoso:
a) V2
b) V3
c) Artérias e veias meníngeas médias.
d) Nervos VII e VIII.
e) Nada.
6. Em qual osso da base do crânio está localizado a sela turca?
a) Etmóide
b) Esfenóide
c) Frontal
d) Occipital
e) Temporal
7.Marque a afirmativa que aponta corretamente as estruturas que passam pelos forames redondo e
oval, respectivamente:
a) V3 e V2
b) Nervo II e nervo III
c) Nervo III e nervo II
d) V2 e V3
e) V1 e V2
8. Quais são os forames que estão localizados na fossa posterior (inferior) da base do crânio?
a) Forames da lâmina crivosa, canal óptico e fissura orbitária superior.
b) Meato acústico interno, forame jugular, forame do hipoglosso e forame magno.
c) Canal óptico, fissura orbitária superior, forame redondo, forame oval, forame espinhoso, forame
lacerado e canal do hipoglosso.
d) Canal óptico, fissura orbitária superior, forame redondo, forame oval, forame espinhoso, forame
lacerado e canal carotídeo.
e) Meato acústico interno, canal óptico e forame lacerado.
9. Por qual forame que se exterioriza, na base do crânio, o nervo facial?
a) Meato acústico externo
b) Forame Lacerado
c) Forame estilomastóideo
d) Forame Magno
e) Canal do hipoglosso
GABARITO:
1-A
2-D
3-A
4-D
5-C
6-B
7-D
8-B
9-C

1. Marque a afirmativa correta:


a) O arquicórtex refere a estruturas como os giros pré-central e pós-central.
b) O paleocortéx refere-se a estruturas como o hipocampo e o rinencéfalo.
c) O arquicórtex refere-se a estrutura mais antiga do córtex telencefálico, o hipocampo.
d) O neocórtex refere-se as estruturas mais recentes evolutivamente, como o hipocampo.
e) O paleocórtex é a segunda estrutura mais antiga evolutivamente, tendo em seu conjunto todo o
diencéfalo.
2. O fórnix liga os corpos mamilares a qual estrutura?
a) Hipotálamo.
b) Hipocampo.
c) Amigdalas.
d) Giro do Cíngulo.
e) Tálamo.
3. Marque a alternativa que aponta as três comissuras inter-hemisféricas do telencéfalo:
a) Comissura anterior da medula, corpo caloso e comissura das abênulas.
b) Comissura anterior, comissura das abênulas e comissura do fórnix.
c) Comissura anterior, Fascículo do Cíngulo e Fascículo arqueado.
d) Fascículo arqueado, fascículo longitudinal superior, e fascículo longitudinal medial.
e) Comissura anterior, comissura do Fórnix e Corpo Caloso.
4. Marque a alternativa incorreta:
a) O telencéfalo possui 3 faces, sendo elas a face súpero-lateral, a face inferior e a face medial.
b) O telencéfalo possui 3 polos, sendo eles o polo frontal, o polo occipital e o polo temporal.
c) Cerca de apenas 1/3 da superfície do córtex está localizada dentro de suas reentrâncias e sulcos.
d) O telencéfalo é a estrutura mais desenvolvida do SNC, oriunda do prosencéfalo.
e) Atráves de seus sulcos mais comuns, o telencéfalo é dividido em 5 lobos, sendo eles o lobo frontal,
o lobo parietal, o lobo occipital, o lobo temporal e o lobo da ínsula, interiorizado no sulco lateral.
5. Marque a afirmativa incorreta:
a) Entre o sulco central de Rolando e o sulco pré-central podemos delimitar o giro pré-central,
responsável pela motricidade primária do córtex, numa disposição do corpo representada pelo
Homúnculo de Penfield, onde a cabeça e mãos estão na face medial do telencéfalo e o tronco e as
pernas na face súperolateral.
b) Entre o sulco central de Rolando e o sulco pós-central podemos delimitar o giro pós-central,
responsável pela área sometésica primária do córtex, numa disposição representada pelo Homúnculo de
Penfield, onde a cabeça e as mãos são muito maiores e estão localizadas na face súpero-lateral, junto
com o tronco e coxa, e na face medial, perna, pé e genitais.
c) Traçando-se uma linha imaginária que liga o sulco parieto-occipital a incisura pré-occipital teremos
o lobo occipital do telencéfalo, responsável unicamente pela função visual do indivíduo, especialmente no
córtex localizado nos lábios no sulco calcarino.
d) Abrindo-se um pouco os lábios do sulco lateral de Sylvius, encontraremos os giros temporais
transversos, dos quais o giro temporal transverso anterior é responsável pelo recebimento das
informações auditivas.
e) Úncus, giro parahipocampal, istmo do giro do cíngulo e giro do cíngulo constituem as áreas do
cértex relacionadas com o circuito de papez, assim como hipocampo e outras estruturas do diencéfalo.
6. Algumas áreas de associação do córtex cerebral abrigam importantes e específicas funções.
Marque a afirmativa correta sobre uma delas:
a) A área de Broca é uma área de associação somestésica relacionada a palavra. Ela tem a função de
interpretar a informação linguística para o indivíduo.
b) A área de Wernicke localizada no giro frontal superior é responsável por interpretar e planejar a
articulação da palavra e da linguagem.
c) A área de Wernicke localiza-se majoritariamente no hemisfério dominante direito, no lobo occipital,
fazendo a interpretação da lingugem utilizada pelo indivíduo.
d) No hemisfério dominante da maioria dos indivíduos, no giro frontal inferior localiza-se uma área
denominada Área de Broca, responsável pelo planejamento motor da linguagem falada.
e) O lobo frontal está relacionado com associação relacionadas com a interpretação e planejamento
motor da palavra, sempre no hemisfério cerebral esquerdo.
7. Partindo-se de uma linha que divide os hemisférios cerebrais ao meio, que passa medialmente ao
terceiro ventrículo, próximo da aderência intertalâmica, perpendicularmente e horizontalmente, indo em
direção ao córtex de qualquer hemisfério cerebral, passaremos pelas seguintes estruturas, nessa ordem:
a) Tálamo, Cápsula Interna, Núcleos Lentiformes (Globo Pálido e Putame), Cápsula Externa, Cláustro
e Córtex da Ínsula.
b) Tálamo, Cápsula Interna, Núcleos Lentiformes (Globo Pálido e Putame), Cápsula Externa, Cláustro,
Cápsula Extrema e Córtex da Ínsula.
c) Subtálamo, Cápsula Interna, Núcleos Lentiformes (Globo Pálido e Putame), Cápsula Externa,
Cláustro, Cápsula Extrema e Córtex da Ínsula.
d) Tálamo, Cápsula Interna, Núcleos Lentiformes (Globo Pálido e Putame), Cláustro, Cápsula Externa
e Córtex da Ínsula.
e) Tálamo, Cápsula Interna, Corpo Amigdalóide, Cápsula Externa, Cláustro, Cápsula Extrema e
Córtex da Ínsula.
8. Os Corpos Amigdalóides estão relacionados com:
a) Dor e Temperatura.
b) Fome e Homeostasia.
c) Sexualidade e agressividade.
d) Medo e Homeostasia.
e) Peace and Love!
9. Na afasia de broca:
a) Acontece uma lesão na área de associação sensitiva da palavra, no lobo parietal.
b) Acontece uma lesão na área de planejamento motor da palavra sempre no hemisfério cerebral
esquerdo.
c) A pessoa não entende nada do que você tentar falar pra ela.
d) A pessoa consegue pronunciar tudo que vem a mente.
e) A pessoa entende o que você falar pra ela, mas não conseguirá articular uma resposta verbal em
troca.
10. Marque a alternativa que cita as fibras de projeção do córtex cerebral:
a) Fórnix e Cápsula interna.
b) Fasciculo Longitudinal Superior, Medial, Inferior e Dorsal.
c) Comissura das abênulas, comissura anterior e Corpo Caloso.
d) Comissura anterior, comissura do fórnix e corpo caloso.
e) Fórnix, cápsula interna e Núcleo Caudado.
11. Marque a afirmativa que faz uma relação errada entre as regiões funcionais do córtex cerebral e a
classificação de Brodman:
a) Visual – 17.
b) Motora Primária – 4.
c) Auditiva – 41 e 42.
d) Visual Secundária - 44
e) Sensitiva Primária – 3,2 e 1.
12. Marque a afirmativa incorreta:
a) Em indivíduos canhotos ou ambidestros, o hemisfério dominante é encontrado no hemisfério direito
em cerca de 70% dos indivíduos.
b) Em indivíduos destros, o hemisfério dominante é encontrado no hemisfério esquerdo em cerca de
96% dos indivíduos.
c) Em indivíduos canhotos ou ambidestros, o hemisfério dominante é encontrado no hemisfério
esquerdo em cerca de 70% dos indivíduos.
d) Hemisfério dominante é conceituado como sendo da dominância da função da linguagem, não se
referindo a dominância de outras funções.
e) Sabe-se que o hemisfério direito é ‘dominante’ para funções como habilidades artísticas, como
música e pintura, relações espaciais e reconhecimento de fisionomias.
13. Marque a alternativa que cita somente fibras de associação intra-hemisféricas do telencéfalo:
a) Fascículo Unciforme, Fascículo Longitudinal Medial, Fascículo Longitudinal Inferior, Fascículo do
Cíngulo e Fibras arqueadas.
b) Fascículo Unciforme, Fascículo Arqueado, Fascículo Longitudinal Inferior, Fascículo do Cíngulo e
Fibras arqueadas.
c) Fascículo Unciforme, Fascículo Longitudinal Dorsal e Medial, Fascículo Longitudinal Inferior,
Fascículo do Cíngulo e Fibras arqueadas.
d) Fórinx e Cápsula Interna.
e) Comissura Anterior, Comissura do Fórnix e Corpo Caloso.
14. Coréia, atetose e hemibalismo são sinais de lesões em quais estruturas:
a) Córtex Motor.
b) Cerebelo.
c) Núcleos da Base.
d) Tronco Encefálico.
e) Medula espinhal.
15. A principal função do clastrum é:
a) Regular homeostasia.
b) Controlar o sistema Límbico.
c) Se o Angelo Machado não sabe, nem eu sei.
d) Agressividade e sexualidade.
e) Controlar a temperatura do corpo, a massa liídica, ciclo sono vigília e homeostasia.
16. Marque a alternativa que faz uma relação errada entre local e função:
a) Giro Pré-Central – Motora Primária.
b) Giro Pós-Central – Sometésica Primária.
c) Giro Temporal Transverso Anterior – Audição.
d) Sulco Calcarino – Visão.
e) Giro Frontal Inferior – Área de Wernicke.
17. Sobre a morfologia das paredes dos ventrículos laterais é incorreto afirmar que:
a) Os limites do corno anterior são o septo pelúcido medialmente (parede medial), cabeça no núcleo
caudado (parede lateral) e o corpo caloso (tecto e limite anterior).
b) Os limites da parte central do ventrículo lateral (corno anterior) são o forame interventricular
anteriormente, esplênio do corpo caloso posteriormente, septo pelúcido (parede medial) e corpo caloso
(tecto). O assoalho é formado por fórnix, plexos coroides, parte lateral da face dorsal do tálamo, veia
tálamo-estriada e núcleo caudado.
c) Os limites do corno inferior são a substância branca do hemisfério, e ao longo de sua margem
medial aparece a cauda do núcleo caudado e a estria terminal.
d) Na extremidade da cauda do núcleo caudado, no corno inferior, pode-se observar uma pequena
saliência, pouco nítida relacionada aos corpos amigdaloides.
e) Os limites do corno posterior são formados pelo corpo caloso, hipocampo, plexos coroides e veia
magna.
18. Sobre a vascularização do SNC, é incorreto afirmar:
a) A artéria carótida interna emite dois ramos terminais denominados artéria cerebral anterior e artéria
cerebral média.
b) A artéria carótida interna, antes de atravessar a dura-mater atravessa passa pelo canal carotídeo e
pelo seio cavernoso, formando curvaturas que se chama Sifão carotídeo.
c) Outros ramos importantes da artéria carótida interna são as artérias oftálmicas, as artérias
comunicantes posteriores e as artérias corioideas anteriores.
d) As artérias vertebrais dão origem a uma artéria vertebral posterior e a uma artéria vertebral anterior,
somente.
e) A artéria basilar bifurca-se para formar as artérias cerebrais posteriores.
19. Marque a afirmativa que cita erroneamente uma artéria do polígono de Willis:
a) Artéria Basilar.
b) Artéria comunicante anterior.
c) Artérias comunicantes posteriores.
d) Artéria Cerebral Média.
e) Artéria Cerebral Anterior.
20. Sobre a vascularização do SNC, é incorreto afirmar:
a) Uma obstrução, por algum êmbolo, da artéria cerebral anterior causará paralisia e diminuição da
sensibilidade no membro inferior do lado oposto.
b) Uma obstrução da artéria cerebral média, por algum êmbolo, poderá causar paralisia e diminuição
da sensibilidade do lado oposto do corpo (exceto no membro inferior), podendo haver graves distúrbios
da linguagem.
c) Obstrução da artéria cerebral média também pode causar graves distúrbios do controle dos
movimentos voluntários.
d) A obstrução da artéria cerebral posterior, embora mais incomum, gera cegueira em uma parte do
campo de visão.
e) A artéria basilar emite ramos que vascularizam o cerebelo, sendo elas as artérias cerebelares
superiores, as artérias cerebelares inferiores anteriores e as artérias cerebelares inferiores posteriores,
além de emitir a artéria labiríntica para o ouvido interno.
GABARITO:
1-C
2-B
3-E
4-C
5-A
6-D
7-B
8-C
9-E
10-A
11-D
12-A
13-B
14-C
15-C
16-E
17-E
18-D
19-A
20-E

EXERCÍCIOS DE NEUROANATOMIA
BASEDO NO LIIVRO ANGELO MACHADO
(Cap. 1, 2 e 3) 1) A) Como denominamos o conjunto de corpos neuronais na periferia do sistema? E quando eles
estão concentrados no sistema central?
B) Identifique a origem embrionária dos neurônios acima.
2) A) Que estruturas são originadas do prosencéfalo?
B) E dos divertículos do diencéfalo?
3) Que células são responsáveis por: a. Entrada de estímulos no
SNC:________________________________________ b. Saída de estímulos da coluna anterior da
medula:________________________ c. Formação de mielina ao redor dos
axônios:_____________________________ d. Formação de pés
vasculares:________________________________________ e. Secreção de
líquor:_______________________________________________
4) Complete: A) Na organização do sistema nervoso, podemos dividi-lo em somático e visceral, sendo que o
componente aferente conduz impulsos originados em ________________ periféricos, em áreas específicas; o
componente eferente, no somático leva o comando a ____________________________________. No visceral,
leva a ___________________________________________, e é também chamado de
__________________________.
5) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso segmentar 6) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso
periférico?
7) Complete: No embrião, o prosencéfalo dá origem a duas vesículas. Uma delas se divide e forma uma parte
mediana que é constituída pelas estruturas anatômicas: _________________________ e
_________________________________. A outra vesícula apresenta divertículos que irão formar estruturas à
distância: ________________, ______________________ e ________________________.
8) Complete: O sulco limitante, no assoalho do IV ventrículo, embrionariamente separa núcleos motores,
originados da ______________________(medial), de núcleos sensitivos, originados da
__________________________ (lateral).
9) São células da glia situadas em gânglios do SN Periférico: a. Astrócitos fibrosos b. Anfícitos ou células
satélites c. Neurilemócitos d. Células ependimárias e. Oligodendrócitos
10) Que formações endócrinas são originadas da vesícula diencefálica?
11) Quais as células da glia que estão dando sustentação ao SN Periférico? Localize-as nesse sistema.
12) Quais as 5 vesículas embrionárias do arquencéfalo?
13) De que folheto externo embrionário se origina o sistema nervoso?_
14) Onde inicialmente se desenvolvem os neurônios motores nas paredes do tubo neural?
15) Na divisão anatômica, cite os constituintes da periferia, com suas principais subdivisões
16) Cite os 3 folhetos e os 3 espaços meníngeos que envolvem a medula espinhal.
17) Que neurônios associam níveis diferentes dentro do sistema nervoso?
18) Como se chamam os envoltórios dos nervos e qual deles é o mais importante para a barreira hematoneural?
19) Qual a estrutura mínima de um arco reflexo?
20) Quais as principais células responsáveis pela cicatrização do SNC?
21) Quais células revestem internamente os ventrículos encefálicos? Elas formam que estruturas junto a vasos
da pa-máter?
22) De onde se originam os neurônios cujos corpos estão fora do neuro-eixo?
23) Os nervos são cordões esbranquiçados que fazem parte do sistema nervoso periférico, juntamente com
suas dilatações no trajeto, chamadas de ________________. Essas dilatações funcionalmente podem ser
________________ ou _________________. Os nervos ainda podem ser mielínicos ou amielínicos, de acordo com
a formação de ______________________ pelas células da glia, chamadas de ___________________. No sistema
nervoso central, os corpos neuronais e dendritos formam os ________________, se dentro da substância branca,
ou o ________________ se estiver perifericamente. Este último pode ser encontrado apenas na divisão supra-
segmentar, constituída de _______________ e ___________________. No SNC, as células da glia que formam a
substância branca chamam-se __________________ e as que forram interiormente as cavidades chamam-se
____________________________.

(Cap. 4 e 5)
1) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?
2) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
3) Quantos e quais são os segmentos medulares?
4) A _____________________ e a ________________ correspondem às áreas em que fazem conexão com a
medula as grossas raízes nervosas que formam os plexos _____________ e _____________, respectivamente.
5) Quais são os envoltórios da medula? Quais as suas posições em torno dela?
6) O que se entende por cauda eqüina?
7) Os sulcos longitudinal ____________ e __________ fazem conexão com filamentos nervosos denominados
de _______________________________, que se unem respectivamente para formar a raiz ___________ e
______________ dos nervos espinhais.
8) Como é feita uma anestesia raquidiana e quais os seus inconvenientes?
9) Qual a melhor área para exploração clínica da medula espinhal?
10) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
11) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
______________________________________________________________________
12) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
______________________________________________________________________ 13) Que estrutura marca
a parte caudal da eminência medial?
______________________________________________________________________
14) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
______________________________________________________________________
15) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
______________________________________________________________________
16) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
_____________________________________________________________________________
17) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
_____________________________________________________________________________
18) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas
mais laterais?
19) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios b) pirâmides c) olivas d) tubérculos gráceis e) raízes dorsais

20) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
21) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo ____________________ e pelos
___________________________.
22) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:
a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme b) pineal e trígono das habênulas c) colículos superiores e
inferiores d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior e) bases do pedúnculo cerebral e ponte
23) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?
24) Complete: Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de
fibras nervosas ascendentes chamados ________________________________ ________ que terminam em
tubérculos formando núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes,
o ____________________________. No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas
elevações arredondadas chamadas _________________ e, inferiormente a elas encontram-se os
_________________________
25) Qual o significado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
26) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
27) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?
28) Complete: No assoalho do IV ventrículo encontramos um sulco mediano, e lateralmente a ele uma
___________________ que corresponde embrionariamente ao crescimento de neurônios da ______________,
que é funcionalmente _____________. Numa vista ventral, o bulbo mostra uma fissura mediana e lateralmente a
elas duas eminências alongadas chamadas de ____________, separadas das ___________ pelos sulcos laterais
anteriores, de onde saem os filamentos radiculares do ___________________. Nos sulcos laterais posteriores do
bulbo saem os ____________________________. No sulco bulbo pontino encontram-se as origens aparentes dos
____________________________.
(Cap. 6 e 7)
01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:
02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.De cada lado do epitálamo e percorrendo
a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe de fibras nervosas
chamadas________________________, onde se insere a ______________________ que forma
o teto da cavidade. Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos ,
sendo o mais anterior o___________________________________.
-A maior parte do diencéfalo constitui o____________________________, uma massa ovóide
de substância cinzenta cuja porção lateral de sua face superior faz parte do assoalho
do___________________________________________, enquanto sua porção medial , junto
com o teto do terceiro ventrículo, constitui o assoalho_______________. Inferiormente limita
se com o_____________________(medialmente) e com o
___________________(lateralmente).
03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas
principais funções.
04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?
05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?
06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?
07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?
08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:
a-nervos ópticos;
b- retina;
c- estrias olfatórias;
d- corpo geniculado lateral;
e- corpos mamilares
09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:
a- retina;
b- nervo óptico;
c- lâmina terminal;
d- pineal;
e- neurohipófise
10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:
a- pirâmide;
b- flóculos;
c- hipocampos;
d- uncus;
e- declive
11) Estrutura lateral ao tálamo:
a-estria medular;
b- 3º Ventrículo;
c- cápsula interna;
d- tela corióide;
e- fórnix
12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da
base do cérebro? E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?

13) A face lateral do tálamo é separada do diencéfalo por que compacto feixe?
14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?
15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico,
dois laterais que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise?
16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o
lobo________________________próximo ao ângulo ponto-cerebelar, local onde emergem os
nervos _________________-e_________________________________. Lateralmente à úvula
estão as __________________________, bem evidentes na face inferior, projetando-se sobre a
face dorsal do ________________________.
17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?
18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem
aparente encefálica próxima a ele?
19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?
20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do
controle emocional? __________________________________.
22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?
23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?
24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?
25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima
dovsulco___________________________visualizado na perede lateral do
__________________________________. Sua extremidade posterior chama-se
________________________que se projeta sobre os
corpos____________________________________. Estas estruturas estão ligadas aos
____________________________mesencefálicos através de seus braços. Lateramente o
tálamo está separado do telencéfalo pela ________________________________e
superiormente forma assoalho da fissura transversa do cérebro e assoalho
do______________________.
26) O cerebelo vestibular é formado pelo__________________________que faz parte do teto
do IV ventrículo e pelos __________________________que estão situados próximos às
aberturas laterais deste mesmo ventrículo. O cerebelo espinhal é formado pelo lobo anterior e
pelos lobos do vermis denominados de ________ e _____________. As tonsilas, declive, folium
e tuber são estruturas do cerebelo __________. O cerebelo está ligado à ponte pelo
___________________________________________________e ao mesencéfalo pelo
____________________________________________________que faz parte do
_____________________________________________________.
27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:
(Cap. 8)
1.Aonde se localiza a ínsula?
2.Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?
3.Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?
4.Qual a localização do septo pelúcido?
5.Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?
6.Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?
7.Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?

8.Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?
9.Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?

10.Quais sulcos delimitam o cúneus?


11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizada nos hemisférios cerebrais,
responda:
a)Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?
b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?
12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?
13- Quais são os núcleos da base?
14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.
15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.
16- Que estrutura forma o corpo estriado?
17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.
18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?
19- Onde se localiza o arqui, paleocórtex e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?

(Cap. 9)
1. Dê o nome das estruturas: A) Prega da dura-máter que pode estar relacionada com lesões do mesencéfalo:
_____________________________________
B) Estrutura localizada na margem livre da foice do cérebro:
_____________________________________
C) Drena a maior parte do sangue venoso do encéfalo:
_____________________________________
D) Projeções da aracnóide em direção à pia-máter:
_____________________________________
E) Principal artéria que irriga a dura-máter:
_____________________________________
F) Vaso que drena para o seio reto:
_____________________________________
G) Estruturas especializadas na difusão liquórica:
_____________________________________
2. Que características permitem distinguir os seios da dura-máter das veias?
3. Cite as estruturas que atravessam o seio cavernoso e explique sua importância clínica.
4. Localize no encéfalo a cisterna quadrigeminal

5. Qual a importância dos espaços perivasculares?


6. Onde estão localizados os plexos corióides?
7. Explique como se dá a circulação liquórica especificando os locais de produção e absorção do líquor.
8. O que pode causar a hipertensão craniana? Qual o sintoma característico e a meninge relacionada com este?

9. Porque a realização de punção lombar em paciente com hipertensão craniana pode levar à morte?
10. Quais são os tipos de hidrocefalia existentes e quais suas causas?
Núcleos dos Nervos Cranianos & Alguns Reflexos no Tronco Encefálico
1- Quais núcleos formam a Coluna eferente somática?
2- Quais núcleos são responsáveis por emitirem fibras que inervam os músculos extrínsecos do olho?
3- Quais núcleos formam a Coluna eferente visceral geral?
.
4- Qual o caminho que as fibras do núcleo salivatório inferior percorrem até chegarem à glândula parótida?
5. Qual a localização dos núcleos da coluna eferente visceral especial e que estruturas eles inervam?
6. Quais são os núcleos da coluna aferente somática geral e que função eles exercem?
7. Quais as Diferenças funcionais entre o núcleo sensitivo principal e o núcleo do tracto espinhal?
8. O que se deve fazer quando ocorre nevralgias do trigêmeo?
.
9. Quais são os núcleos localizados na coluna vertebral aferente somática especial?
10. Qual é a característica que diferencia esta coluna das demais colunas?
11. Qual é o único núcleo que forma a coluna aferente visceral? E onde ela se localiza? Qual a função das suas
fibras?
12. Sobre as fibras as células destes encarregados de fazer a ligação entre os núcleos e tálamo, complete os
espaços:
13. Qual a importância fundamental das conexões reflexas?

14. Qual a vantagem do reflexo mandibular numa pessoa em condições normais?


15. Cite uma aplicação funcional clínica do reflexo corneano.
16. Assinale V ou F:
( ) As conexões centrais são feitas com o núcleo lacrimal.
( ) Fibras pré-ganglionares saem pelo VII par ou facial.
( ) O impulso chega ao gânglio pterigopalatino após passar pela glândula lacrimal.
17. Uma pessoa está com distúrbios neurológicos causados por uma certa doença que afetou o seu reflexo de
piscar. Quais os nervos que, provavelmente, estão lesionados impedindo que ocorresse este tipo de reflexo?
18. Se ocorrer um estímulo muito intenso no reflexo de piscar, qual a diferença básica que ocorre no
mecanismo de funcionamento deste tipo de reflexo?
19. Qual a importância do Reflexo de Movimentação dos olhos por estímulos vestibulares?

20. O que é Nistagmo?Cite uma ação ou situação para que ocorra um Nistagmo.
21. Como é possivel acabar com o reflexo fotomotor?
22. Cite duas formas de como o reflexo do vômito pode ser ativado?
23. Examinando os olhos de seu paciente, o médico percebe que ao incidir uma luz num determinado olho, a
pupila deste contrai-se, mas a pupila contralateal não contrai. Qual o reflexo em bom funcionamento e qual o
reflexo que foi abolido?
24. Quais os nervos envolvidos, respectivamente, na contração do diafragma, no fechamento do piloro e no
aumento da pressão intra-abdominal, durante o Reflexo do Vômito?

ESTRUTURA INTERNA E LESÕES CLÍNICAS DA MEDULA ESPINAL


1) Qual a importância de se conhecer a estrutura do sistema nervoso central?
2) Na coluna posterior, observa-se de diante para trás uma base, um pescoço e um ápice. Neste último, o que
encontramos?
3) Os neurônios radiculares somáticos são divididos em neurônios α e γ. Descreva o funcionamento desses
motoneurônios.
4) Há dois tipos de neurônios cordonais: os neurônios cordonais de projeção e os neurônios cordonais de
associação. Defina-os com as suas principais características.
5) Descreva o mecanismo existente entre as células de Renshaw e os neurônios motores.
6) Explique como a estricnina pode inibir o mecanismo citado acima.

7) Coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:


( ) A substância branca apresenta axônios mielinizados que sobem e descem pela medula espinal,
conduzindo impulsos nervosos para níveis superiores ou inferiores do SNC.
( ) Os tractos tecto-espinal, vestíbulo-espinal, rubro-espinal e retículo-espinal correspondem às vias
ascendentes.
( ) Os tractos descendentes da medula espinal conduzem impulsos aferentes (sensitivos) dos receptores da
periferia para o encéfalo.
( ) Alguns dos tractos das vias extrapiramidais tendem a modificar contrações musculares relacionadas com
postura e equilíbrio.
7) Os tractos das __________________________ são as principais estruturas envolvidas no controle voluntário
dos músculos estriados esqueléticos.
9) Responda:
a) Quais são os métodos que permitem identificar os tractos e fascículos na medula espinal? Justifique em que
fatos são baseados, descrevendo-os.
b) Explique como se dá a divisão do tracto córtico-espinhal em anterior e lateral.
c) Cite os tractos das vias extrapiramidais com suas respectivas origens.
10) Ao penetrarem na substância cinzenta da medula, quais tipos de sinapses as fibras e os colaterais da raiz
dorsal podem fazer?
11) Quais as funções desempenhadas pelos fascículos grácil e cuneiforme?
12) Quais são as funções dos tractos das vias ascendentes?
13) Qual a diferença de localização entre os tractos espino-talâmico anterior e lateral?
14) No que diz respeito às vias ascendentes, quais são os tractos que cruzam no trajeto da medula?
15) O que caracteriza as paralisias flácidas e espásticas?
16) Quais as características da Síndrome de Brown-Séquard quando a lesão atinge os tractos que se cruzam na
medula?
17) Quais as consequências do Tabes Dorsalis?
18) Quais os principais tractos lesados por hemissecção medular?
19) Que estruturas são danificadas em pessoas que desenvolvem Siringomielia e quais as fibras afetadas?
20) O que vem a ser Choque Espinhal? Com o que se relaciona? E quais os sinais que o paciente apresenta em
tal condição a que se está relacionada?
21) O que é Cordotomia? Qual o objetivo de sua utilização? Com que tracto está relacionada?
NERVOS ESPINHAIS PLEXO CERVICAL E BRAQUIAL
1. O que são dermátomos?
2. O que forma uma unidade motora?
3. É possível em um mesmo nervo existir impulsos nervosos de direções diferentes ocorrendo ao mesmo
tempo? Por quê?
4. O que são nervos unissegmentares? E plurissegmentares. Exemplifique:
.
5. A alça cervical é responsável pela inervação de qual grupo muscular?
6. Que danos o sistema cardiovascular sofre com a introdução do anestésico local na corrente sanguínea?
7. O sistema nervoso central também sofre danos. Quais são eles?
8. Quais são e de onde originam-se os ramos terminais do plexo braquial?
9. Por que o bloqueio do plexo braquial pela via interescalênica possui instalação mais rápida quando
comparada com o bloqueio pela via axilar?
10. Descreva as lesões de plexo braquial mais comuns durante o parto e cite as áreas do plexo que são atingidas
em cada caso.
PLEXO LOMBO-SACRAL & NERVOS CRANIANOS
1- Qual a localização do plexo lombar?
2- Quais nervos do plexo lombar passam internamente ao canal inguinal?
3- Porque devemos usar métodos pouco invasivos, como a cirurgia a laser, quando se quer remover as
formações varicosas da veia safena magna?
4- Um paciente com queixa de dor que corre pela região posterior da coxa. Que nervo pode está sendo lesado?
5- O Plexo Sacral é formado por quais ramos dos nervos SACRAIS?
6- Qual movimento e quais músculos podem ficar diretamente prejudicados numa lesão do Nervo Glúteo
Superior?
7- Qual é o nervo principal formado pela Divisão Anterior do Plexo Sacral?
8-Cite exemplos de ramos viscerais do plexo do pudendo:
9-O nervo do pudendo se divide em quais nervos?
10-Quais são os inconvenientes da técnica de bloqueio do nervo do pudendo?
.
11-Para quais procedimentos médicos a raquianestesia é indicada e qual sua desvantagem?
12-Além dos receptores gerais presentes em todo o corpo, os nervos cranianos possuem também receptores
especiais, qual a importância deles?
13-Os nervos olfatório e óptico são exclusivamente sensitivos, além disso, são os únicos pares que não se ligam
ao tronco encefálico, aonde eles vão se ligar no encéfalo?
14-Cite três sintomas que resultam de lesão no nervo oculomotor, 3º par de nervos cranianos:
15-Qual a conseqüência da extensão da lesão do nervo trigêmeo no lemnisco medial:
16- As fibras aferentes somáticas gerais do nervo trigêmeo conduzem impulsos exteroceptivos e
proprioceptivos. Os exteroceptivos relacionam-se com quais sensações e de onde se originam. Cite três de cada.
.
17-Cite dois sinais que podem ser causados por lesão no nervo vestíbulo-coclear?

18-Cite quantos e quais são os nervos que participam da inervação da língua:


19-Onde se originam as fibras sensitivas e eferentes do nervo vago?
20-Uma paralisia do m. trapézio ou uma diminuição do ângulo escapular pode estar associada a uma lesão do
_____________________________. O qual é composto por duas raízes: ____________________
e____________________. Ao atravessar o ________________________ o trato comum divide-se em dois ramos:
___________________ e ___________________.
QUESTIONÁRIO SNA
1)Qual a principal diferença entre a sensibilidade somática e a visceral?
2) Cite duas diferenças existentes entre o sistema nervoso somático eferente e o sistema visceral eferente
(sistema nervoso autônomo).
3)Qual a principal diferença histológica entre as fibras pré-gânglionares e as pós- gânglionares?
4)Quais são as importantes áreas do telencéfalo e diencéfalo que regulam as funções viscerais?
5) Quais as diferenças que acometem os neurônios e suas fibras, em relação ao sistema autônomo simpático e
parassimpático?
6) Como são classificadas, em relação às substâncias dos neurotransmissores, as fibras dos neurônios do
sistema autônomo? Especifique de qual tipo é cada uma.
7)Qual a intenção final do sistema nervoso autônomo?
8)Cite algumas ações que o sistema nervoso autônomo exerce em órgãos do corpo humano.
9)Onde o nervo esplâncnico menor termina?
10)Os neurônios pré-ganglionares só existem em quais segmentos medulares?
11)Qual a diferença entre os gânglios para e pré-vertebrais?
12)Diga todo o caminho dos nervos relacionados a inervação simpática da pupila.
13)De que é constituída a parte craniana do sistema nervoso parassimpático?
14)Qual a localização do gânglio ciliar?
15)Quais são os plexos da cavidade torácica e de onde se originam suas fibras parassimpáticas e simpáticas?
16) Localize o plexo celíaco na cavidade abdominal.
17)Cite cinco plexos secundários do plexo celíaco e suas artérias correspondentes.
18) Descreva o trajeto completo do arco reflexo da micção
19)O que provoca uma lesão nos nervos esplâncnicos pélvicos?
20)À que se deve a acalasia e qual seu principal sintoma?

QUESTIONÁRIO DE TRONCO ENCEFÁLICO E LESÕES


1 – Como são formados a decussação dos lemniscos e os lemniscos mediais do bulbo?
2 – Qual o tipo de fibras que se origina do núcleo do hipoglosso no bulbo?A que região do corpo essas fibras se
destinam?
3 – Quais as fibras que ligam o núcleo olivar inferior do bulbo ao córtex cerebelar?A que fenômeno essas fibras
estão relacionadas?
4-De que são constituídas as fibras arqueadas internas?
5-Correlacione os tratos com as suas funções:
a)Trato espino-talâmico lateral ( ) Informa ao cerebelo quando os
impulsos motores chegam à medula e
qual a sua intensidade.
b)Trato espino-talâmico anterior ( )É responsável por conduzir ao
cérebro impulsos de temperatura e dor.
c)Trato espino-cerebelar anterior ( ) Leva ao cerebelo impulsos de
propriocepção inconsciente. d)Trato espino-cerebelar posterior ( ) É responsável por
conduzir ao tálamo impulsos de pressão e tato
leve.
6-As fibras longitudinais formam as vias , e .A
primeira via é formada pelos e oriundos da medula, que terminam no bulbo ou passam por
ele em direção ao ou ao . A eles acrescenta-se o , originado no próprio bulbo. A
segunda via possui cinco vias principais, são elas: , , , ,
e . Já a terceira via, é formada por fibras que constituem o , presente em toda a
extensão do tronco encefálico e níveis mais altos da medula.
7) Que núcleo íntimo das fibras do n. facial pode ser lesado conjuntamente com este nervo?
8) De que áreas do córtex partem as fibras do tracto cortico-espinhal?
9) Porque cada hemisfério cerebral recebe informações auditivas provenientes dos dois ouvidos?
10) Quais são os núcleos do nervo trigêmeo e com quais funções estão relacionados?
11) De que forma está disposto o lemnisco medial na ponte?
12) Complete a sentença a seguir que descreve parte do trajeto das fibras do pedúnculo cerebelar superior:
Emerge do ___________ formando inicialmente a parede dorso lateral da metade cranial do IV ventrículo,
aprofunda-se no _____________e já no limite com o mesencéfalo suas fibras começam a se cruzar com as do lado
oposto, constituindo o início da ___________ dos pedúnculos cerebelares.
13) Qual a substância que reveste o aqueduto cerebral? Qual a substância que está localizada entre a base e o
tegmento do mesencéfalo?
14) Com quais fibras o colículo superior se conecta?
15) Diferencie estruturalmente o colículo superior do colículo inferior.
16) A degeneração dos neurônios dopaminérgicos da substância negra causa que síndrome?
17) Por que substância cinzenta do tegmento do mesencéfalo pode ser classificada como Homóloga?
18) A paralisia ou hipotrofia dos músculos da língua é causada pela lesão de qual nervo? A paralisia se dá no
mesmo lado ou no lado oposto ao da lesão?
19) Quais os sintomas da lesão superficial e profunda da pirâmide?
20) A paralisia se dá de duas formas: paralisia facial central e paralisia facial periférica. Essa paralisia por lesão
do nervo facial acomete quais estruturas respectivamente?
21) Quando a lesão do nervo facial ocorre antes de sua emergência do forame estilomastóideo, quais nervos
podem estar associados a lesão?
22) A lesão do tracto cortico-espinhal e das fibras do nervo abducente, respectivamente, causam quais
sintomas?
23) A paralisia dos músculos da mastigação com desvio da mandíbula para o lado paralisado e a perda da
sensibilidade na face estão associados a mesma lesão. Qual é esta lesão?
24) A lesão do nervo oculomotor [III] gera quais sintomatologias?
25) A lesão do tegmento do mesencéfalo (Benedikt) compromete quais estruturas?
QUESTÕES BÔNUS - RESPONDIDAS
Grandes vias eferentes
1) Quais as estruturas comunicadas pelas grandes vias eferentes? Centros supra-segmentares do sistema
nervoso com os órgãos efetuadores 2) Associe a via à sua respectiva função: A. Vias eferentes somáticas (da vida
de relação) B. Vias eferentes viscerais (do sistema nervoso autônomo) ( A ) Controlam a atividade dos músculos
estriados esqueléticos, permitindo a realização de movimentos voluntários ou automáticos, regulando ainda o
tônus e a postura. ( B ) Regulam o funcionamento das vísceras e dos vasos, inerva os músculos lisos, o cardíaco e
as glândulas. 3) Complete: Neurônios; pré-ganglionar; pós-ganglionar; efetuadores; impulsos; pré; pós; vísceras No
SNA existe a presença de dois ____________: 1 _______________e 1 ______________, entre o sistema nervoso
central e os órgãos ________________. A influência do Sistema Nervoso Supra-segmentar sobre a atividade
visceral dá-se pelos ___________ nervosos que ganham os neurônios ______-ganglionares, passam aos neurônios
______-ganglionares, de onde se distribuem as ___________ 4) Assinale a alternativa que não corresponde às
áreas do Sistema nervoso supra-segmentar que faz regulação do SNA:a a) área occipital b) sistema límbico c)
área pré-frontal d) hipotálamo 5) Quais estruturas pertencem respectivamente as “sistemas” piramidais e
extrapairamidais e suas funções? Piramidal: compreendido pelo tracto córtico-espinhal e tracto córtico-nuclear,
responsáveis pelos movimentos voluntários. Extrapiramidal: compreendido pelas demais estruturas e pelas vias
motoras somáticas, responsáveis pelos movimentos automáticos, pela regulação do tônus e da postura 6) Quais os
tractos que compreendem as vias piramidais? Córtico-espinhal e c-nuclear 7) Indique o trajeto das fibras do tracto
córtico-espinhal. Área 4 de Brodman, coroa radiada, perna posterior da cápsula interna, base do pedúnculo
cerebral, base da ponte e pirâmide bulbar 8) No nível da decussação das pirâmides o tracto cortiço-espinhal se
divide em dois: ______________ e o _______________. Eles ocupam na medula o _______________ e o
_________________, respectivamente. Tracto Córtico-Espinhal Anterior e Tracto CórticoEspinhal Lateral. Funículo
Anterior e Funículo Lateral, respectivamente 9) Por que uma lesão no tracto cortiço-espinhal não gera hemiplegia?
Os neurônios são também são controlados pelo rubro e retículo espinhal 10) Cite consequências da lesão do tracto
cortiço-espinhal. Não consegue fazer movimentação independente dos dedos, perda do fracionamento muscular e
a velocidade voluntária de contração é diminuída. 11) Embora muito semelhantes, qual as principais diferença
entre o tracto córtico-nuclear e o tracto córtico-espinhal? O tracto córtico-nuclear transmite impulsos aos
neurônios motores dos núcleos dos nervos cranianos e não aos da medula; a maioria das fibras do tracto
córticoespinais são cruzadas, enquanto boa parte das do tracto córtico-nuclear são homolaterais. 12) Em que se
baseou Kuyper para dividir os tractos da vias extrapiramidais em grupos A ( tractos tecto-espinhal, vestíbulos-
espinhal e retículo-espinhal) e B (tracto rubro-espinhal)? Ele
se baseou nos locais em que os tractos terminam na medula. Os tractos do grupo A terminam fazendo sinapse
com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região medial da coluna anterior e o tracto do
grupo B termina fazendo sinapse com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região lateral
da coluna anterior. 13) Qual a função do tracto rubro-rspinhal? Juntamente com o tracto córtico-espinhal lateral,
controla a motricidade voluntária dos músculos distais dos membros 14) Qual a função do tracto tecto-espinhal?
Está relacionado com reflexos de movimentação da cabeça decorrente de estímulos visuais 15) Qual a função do
tracto vestíbulo-espinhal? Leva aos neurônios motores inferiores impulsos nervosos com informações da área
vestibular, do ouvido interno e do arquicerebelo importantes para manutenção do equilíbrio 16) Quais as funções
do tracto Retículo-Espinhal? Controle de movimentos voluntários e automáticos, a cargo dos músculos axiais e
proximais dos membros 17) Qual o Tracto Piramidal que recebe suporte postural básico, para execução de
movimentos finos, de um tracto extrapiramidal? Tracto Córtico-Espinhal 18) O que é Hipertonia? Desequilíbrio
entre as influências inibidoras ou facilitadoras trazidas pelos tractos Vestíbulo-Espinhal e Retículo-Espinhal 19) Qual
o tracto que está envolvido no controle da marcha? Tracto Retículo-Espinhal (postural) vestibulo-espinhal
(equilíbrio) corticoespimhal lateral (distal 20) Através de quais tractos o córtex cerebral se projeta sobre o
neurônio motor inferior, diretamente? Córtico-Espinhal e Tracto Córtico-Nuclear 21) Quais são as etapas da
organização do movimento voluntário e que áreas elas envolvem, respectivamente? Etapa de preparação (áreas de
associação do córtex com relação com o cerebelo e com o corpo estriado) e etapa de execução (áreas motora e
pré-motora do córtex relacionadas a neurônios motores) e, também mecanismos de ajustes do movimento
voluntário (correção) 22) Os neurônios corticais cerebrais atuam sobre quais tratos motores? Atuam sobre os
neurônios motores do tracto cortiço-espinhal e cortiço-nuclear; cortiço-rúbrico, cortiçoreticular, cortico-tectais; do
cerebelo, retículo e vestíbuloespinh. 23) Qual o objetivo da atuação do cerebelo sobre a área motora, através da
via interpósitotálamo-cortical? Comparar as características do movimento com o programa motor, a fim de corrigi-
las quando necessário 24) Discuta, resumidamente, a relação do reflexo transcortical com a organização do
movimento voluntário já iniciado. informações proprioceptivas e exteroceptivas originadas no local do movimento
são capazes de controlar os próprios neurônios corticais responsáveis pelo movimento 25) Discuta a importância
da atuação da via córtico-retículo-espinal na organização do ato motor voluntário. Sua atuação é importante para a
manutenção de equilíbrio e postura adequados para a contração dos músculos envolvidos 26) Onde ocorre a lesão
da síndrome do neurônio motor inferior (paralisia flácida)? Na coluna anterior da medula ou núcleos motores dos
nervos cranianos 27) O sinal de Babinski é normalmente um sintoma da síndrome do neurônio motor superior ou
inferior? Síndrome do neurônio motor superior 28) A poliomielite é uma doença causada por um enterovírus, que
destrói especificamente os neurônios motores da coluna anterior. Em que caso pode haver morte do indivíduo por
insuficiência respiratória? Caso a lesão se dê nos neurônios responsáveis pelos movimentos respiratórios ou do
nervo frênico (coluna anterior cervical superior), ou mais acima no bulbo. 29) O que são neurônios motores
superiores? São neurônios motores que se originam na região motora do córtex cerebral ou no tronco cerebral e
levam informações motoras até a via final comum (neurônios motores inferiores). 30) Quais os sintomas da
síndrome do neurônio motor superior? Paralisia espástica (com hipertonia e hiper-reflexia) e sinal de Babinski
positivo.
Formação Reticular e Neurônios Monoaminérgicos 1. A formação reticular é constituída por núcleos de
substância cinzenta. Quais são os mais importantes funcionalmente? Núcleos da Rafe, Locus Ceruleus, Substância
Cinzenta Periaquedutal e Área Tegmentar Ventral 2. Sobre o ponto de vista citoarquitetural, a formação reticular
pode ser dividida em quais zonas?Explique-as. Em uma zona magnocelular, de células grandes que ocupam 2/3
mediais da formação reticular. E uma zona parvocelular, de células pequenas que ocupam o terço lateral 3. Que
importância tem os trabalhos de Bremer (1936), Moruzzi e Magoun (1949) na ativação cortical do sono e vigília?
Foram graças aos trabalhos desses cientistas que descobriu que a formação reticular é capaz de ativar o córtex
cerebral, a partir do que se criou o conceito de sistema ativador reticular ascendentes (SARA), importante na
regulação do sono e da vigília 4. Quais são as características de um eletroencefalograma (EEG) nos traçados de
sono e vigília da formação reticular? Traçados de sono:é sincronizado com baixa freqüência e alta amplitude e o
EEG é lento. Traçado de vigília: é dessincronizado com alta freqüência e baixa amplitude e o EEG é rápido 5.
Explique, de modo geral, quais são os principais responsáveis pela regulação do sono. Núcleos da formação
reticular controlam e mantem o estado de vigília, mas os núcleos da rafe e locus ceruleus também regulam o sono.
Nas suas fases: sono não paradoxal (rafe)e sono paradoxal (lócus ceruleus). Áreas do hipotálamo também agem na
regulação do sono. 6. Cite algumas características do sono paradoxal. Grande relaxamento muscular, movimento
rápido dos olhos, traçados elétricos dessincronizados, freqüência cardíaca e respiratória irregulares, presença dos
sonhos e movimentação muscular ativa 7. Explique o fenômeno da atenção seletiva no controle eferente da
sensibilidade. Atenção seletiva é a capacidade que o sistema nervoso possui de selecionar informações sensoriais
que lhe chegam, eliminando ou diminuindo algumas e concentrando-se em outras. Isso se faz por um mecanismo
ativo que envolve fibras eferentes capazes de modular a passagem dos impulsos nervosos nas vias aferentes
específicas, principalmente originadas da formação reticular. 8. Explique como é formada e quais os principais
responsáveis pelas vias de analgesia. Vias formadas por fibras que inibem a penetração de impulsos nervosos no
sistema nervoso central. Entre elas estão envolvidas vias descendentes da substância cinzenta periaquedutal, do
núcleo magno da rafe e as fibras rafe-espinhais 9. Quais as principais vias do controle da motricidade somática? Via
córtico-retículo-espinhal, Via cerebelo-retículo-espinhal e Via cortico-espinhal/cortico-nuclear 10. Quais centros
supra-segmentares emitem projeções para a formação reticular e controle do SNA? Hipotálamo e Sistema Límbico
11. Quais hormônios são liberados por estímulo elétrico da formação reticular do mesencéfalo? ACTH e hormônio
antidiurético (conexões com hipotálamo) 12. O que diferem os centros respiratório e vasomotor dos demais
centros? funcionam como osciladores, ou seja, atividade rítmica espontânea e sincronizada respectivamente com
os ritmos respiratórios e cardíaco 13. Explique como o centro respiratório é estimulado pelo aumento do teor de
CO2 no sangue. Os quimiorreceptores do corpo carotídeo (sensíveis a diminuição de O2 no sangue) originam
impulsos nervosos _ fibras do nervo glossofaríngeo _sinapses no núcleo do tracto solitário e chegam ao centro
respiratório na FR do bulbo. 14. Quais as fibras que saem do centro vasomotor? Fibras para os neurônios pré-
ganglionares do núcleo dorsal do vago ( impulsos parassimpáticos), ou fibras retículo espinhais para os neurônios
pré-ganglionares da coluna lateral da medula T1-L2 (impulsos simpáticos), que na maioria dos vasos é
vasoconstritor. 15. O que pode causar o estado de coma? Processos patológico que comprimem diretamente o
mesencéfalo ou transição deste com o diencéfalo. Tumores ou hematomas que aumentam a pressão do
compartimento supratentorial e podem causar uma hérnia de úncus (comprime o mesencéfalo). Ou quando ocorre
um comprometimento direto e generalizado do próprio córtex cerebral (hipertensãoIC). 16. As monoaminas
participam do mecanismo de ação de drogas que atuam sobre o sistema nervoso central. Cite 2 dessas drogas e
explique como elas agem. Reserpina- droga tranqüilizante, libera os estoques de monoaminas do SNC. Nialamida-
droga antidepressiva que age bloqueando a atividade da enzima, a monoaminoxidase(MAO), que metaboliza as
monoaminas (bloqueio) com ação sobre o SNC 17. Porque os neurônios monoaminérgicos possuem uma
morfologia semelhando aos neurônios pos ganglionares do simpático? As fibras dos neurônios monoaminérgicos
possuem varicosidades e NÃO terminam em placas motoras 18. Quais são as fibras especialmente mais
importantes dos neurônios serotonérgicos, onde atingem na medula e sua lesão na síntese de serotonina pode
ocasionar o que? As fibras rafeespinhais, elas atingem a substância gelatinosa da medula onde inibem os impulsos
dolorosos. Sua lesão pode causar insônia permanente 19. Dos neurônios dopaminérgicos originam-se duas vias,
quais são elas?os sintomas da esquizofrenia podem ser resultante de que fator? Do mesencéfalo da área
tegmentar ventral e sua via mesolímbica; e da substancia negra e sua via Nigro – estriada. Os sintomas da
esquizofrenia podem ser resultantes da alteração na transmissão dopaminergica no córtex préfrontal e no sistema
límbico. 20. Qual a diferença entre as vias serotonérgicas e noradrenérgicas? As vias serotonérgicas se distribuem a
quase todo o sistema nervoso e as vias dopaminérgicas têm uma distribuição mais restrita e localizada
Cerebelo
1) Quais as funções motoras do cerebelo? Coordena os movimentos comandados pelo cérebro,
na perfeita harmonia entre eles; Dá o tônus muscular, regula grau de contração do músculo em
repouso; Mantém o equilíbrio do corpo (ligações com canais semicirculares e vestíbulo do
ouvido interno).
2) Quais as camadas do córtex cerebelar? Camada molecular, Camada de células de Purkinje e
Camada granular.
3) Qual a camada mais importante do córtex cerebelar e qual a sua morfologia? Camada de
células de Purkinje, células grande e de formato piriforme.
4) Quais conexões eferentes da zona medial cerebelar, que núcleos e tractos envolvidos? Axônios das células
de Purkinje _núcleos fastigiais; tracto fastígio-bulbar: fastígio-vestibulares e fastígio-reticulares; vestíbulo-espinhais
e retículo-espinhais
5) Quais as funções das conexões eferentes da zona medial, intermédia e zona lateral?
a)Zona medial: influência sobre neurônios motores do grupo medial da coluna anterior e manutenção do
equilíbrio e postura; b)Zona intermédia: influência sobre neurônios motores do grupo lateral da coluna anterior e
controle dos músculos distais dos membros, responsáveis por movimentos delicados; c)Zona lateral: Ação sobre
núcleos motores do grupo lateral da coluna anterior e controle dos músculos distais dos membros, responsáveis
por movimentos delicados.
6)Complete corretamente: a)Porção do cerebelo que se destina ao equilíbrio macroscópico e aos movimentos
oculares recebe o nome de arquicerebelo também designado de lobo floculonodular, tem extensas conexões com
os núcleos vestibulares; b) Porção que se refere à atitude postural, o tônus muscular, o controle dos músculos
axiais e a locomoção (percepção e modificação inconsciente da posição de certos segmentos do corpo ou de todo
ele, como na posição ereta) têm o nome de paleocerebelo ou verme cerebelar; c) Porção que corresponde a
coordenação dos movimentos voluntários e da provisão do controle motor fino para movimentos precisos das
extremidades (como acender cigarro com fósforo), é denominada de neocerebelo ou hemisfério cerebelar.
7)Correlacione às colunas: 1. Síndromes do Paleocerebelo 2. Disdiadococinersia 3.Rechaço 4. Síndromes do
Arquicerebelo 5. Dismetria 6.Tremor 7. Nistagmo 8.Decomposição
( 4 ) é devido a tumores do teto de IV ventrículo, que comprimem o nódulo e o pedúnculo do flóculo, freqüente
em crianças. Há somente perda do equilíbrio. ( 7 ) movimento oscilatório rítmico dos bulbos oculares, que ocorre
especialmente em lesões do sistema vestibular e do cerebelo. ( 6 ) é um tremor intencional (ativo, cinético ou
terminal) que não estar evidente em repouso, mas se torna evidente em respostas a movimentos dirigidos a uma
finalidade. ( 1 ) conseqüência da degeneração do córtex do lobo anterior no alcoolismo crônico. Manifesta perda
do equilíbrio e ataxia dos MMII, andar com a base alargada. ( 3 ) os músculos extensores custam a agir e o
movimento é muito violento, levando quase sempre o paciente a dar um tapa no próprio rosto. ( 2 ) Dificuldade de
fazer movimentos rapidos e alternados;ex:tocar rapidamente a ponta do polegar com os dedos indicador e
médio,alternadamente. ( 5 ) execusão defeituosa de movimentosque visam atinguir um alvo. ( 8 ) movimentos
realizados em etapas sucessivas por cada uma das articulações.
8) Os principais sintomas apresentados quando o cerebelo é lesado são agrupados em categorias ,quais são e
quando há aparecimento deles em conjunto? Os sintomas são agrupados nas categorias: incoordenaçao dos
movimentos-ataxia, perda do equilíbrio e diminuição do tônus muscular (hipotonia). Quando o cerebelo é lesado
totalmente .
9) Por que o córtex cerebelar tem grande capacidade de regeneração, pte em crianças quando a lesão ocorre
gradualmente, e em que caso a recuperação não ocorre? Explica-se devido à estrutura uniforme do córtex que
possibilita às áreas intactas assumir pouco a pouco as funções das áreas lesadas. A recuperação não ocorre quando
as lesões atingem os núcleos centrais.
10) Para quais núcleos se projetam os axônios das células de Purkinge das zonas medial, intermédia e lateral do
cerebelo? Os axônios das células de Purkinje da zona medial projetam
se para o núcleo fastigial, já os da zona intermédia projetam-se para o núcleo interpósito e os da zona lateral
para o núcleo denteado.
11) Pela divisão filogenética do cerebelo suas partes se orientam no transversalmente e se dispõem no sentido
rostrocaudal; com base nos estudos das conexões do córtex cerebral com os núcleos centrais, como a nova divisão
do órgão se orienta e dispõe? As partes se orientam longitudinalmente e se dispõem no sentido médio-lateral.
DIENCÉFALO
1) Quais são os principais núcleos do hipotálamo? (Melhor dividir por área e função) Supraóptico: Núcleo
supraquiasmatico, supra-óptico e paraventriculares; Tuberais: ventromedial, dorsomedial, arqueado(infundibular);
Mamilar: mamilares e posterior. 2) O hipotálamo recebe informações tanto de sensibilidade geral visceral quanto
especial (gustação) que entra no sistema nervoso por que tracto? tracto solitário. 3) A área lateral do hipotálamo é
percorrida pelo feixe prosencefalico que estabele conexões entre quem? R: Entre a área septal e a formação
reticular do mesencéfalo; a área septal e hipotálamo 4) Quais as principais funções do hipotálamo? Controle do
SNA, regulação da temperatura corporal, regulação do comportamento emocional, regulação do sono e da vigília,
regulação da ingestão de alimentos, regulação da ingestão de água, regulação da diurese, regulação do sistema
endócrino, geração e regulação de ritmos circadianos. 5) Onde se situa o centro da perda de calor? R: No
hipotálamo anterior, lesado em tumores de hipófise, levando a febre central grave. 6) Quais núcleos do hipotálamo
sintetizam o hormônio antidiurético e vasopressina? R: Núcleos supra-óptico e paraventricular. 7) Pacientes que
apresentem diabetes insípido podem apresentar comprometimento de que estrutura(s) no encéfalo? Por que? R:
No hipotálamo e/ou na neuro-hipófise, já que são estruturas relacionadas com a produção e liberação de ADH,
respectivamente. 8) Qual a relação do funcionamento da adeno-hipófise em relação ao hipotálamo? R: O
hipotálamo regula a liberação ou não dos hormônios produzidos na adeno-hipófise graças aos fatores de liberação
e de inibição que ele produz. 9) Qual o nome do sistema de veias que liga as redes capilares presentes no
infundíbulo e na adeno-hipófise? R: Sistema porta-hipofisária. 10) Quais são as maneiras de abolir o ritmo
circadiano?destruição do núcleo hipotalâmico supraquiasmático ou das vias da inervação simpática da pineal;
tumor pineal 11) Explique o uso da melatonina em viagens a jato intercontinentais. R: Ela pode ser usada como
cronobiótico para melhorar o mal-estar e a insônia causados por distúrbios na sincronia do relógio interno e do
relógio externo. 12) Cite as principais causas para o declínio da produção da melatonina. R: Ação de drogas e
medicamentos, stress, envelhecimento e desnutrição. 13) Quais são os principais núcleos do grupo lateral no
tálamo? R: Núcleo ventral-anterior, ventral lateral, póstero-lateral, póstero-medial e reticular do tálamo. 14)
Porque o corpo geniculado medial é chamado de réle da vida auditiva? recebe fibras vindas do colículo inferior,
pelo braço do colículo inferior, ou do lemnisco lateral e projeta fibras para a área auditiva do córtex cerebral. 15)
Como é chamada a lâmina de substância branca que reveste a superfície dorsal do tálamo? R: Extrato zonal do
tálamo.
16) O que são núcleos talâmicos específicos? R: quando são estimulados evocam potenciais em certas áreas
específicas do córtex, relacionadas com funções específicas. 17) A que funções o tálamo está relacionado? R:
Principalmente com a sensibilidade, mas também com a motricidade, com o comportamento emocional e com a
ativação do córtex. 18) Afecções (lesões) do tálamo ocorrem geralmente por quais causas? R: Lesões de alguns
vasos ou pela presença de tumores. 19) Quais as formações endócrinas e não endócrinas do epitálamo?
endócrina : glândula pineal; não endócrina : núcleos da habênula, a comissura das habênulas, as estrias medulares
e a comissura posterior. 20) Qual a inervação da glândula pineal ? fibras simpáticas pós ganglionares, oriundas do
gânglio cervical superior. 21) Qual a mais importante das formações do subtálamo ? R: O núcleo subtalâmico
Centro branco medular do cérebro
1) Quais os tractos e as principais fibras que encontramos nas fibras descendentes da cápsula interna? R: Os
tractos cortico-espinhal, cortico-nuclear e cortico-pontino; as fibras corticoreticulares, cortico-rubricas e córtico-
estriatais; tálamo-corticais, pálido-talâmicas
2) A cápsula interna separa quais estruturas do encéfalo? R: Separa o tálamo (medialmente) do núcleo
lentiforme (lateralmente) e cabeça do núcleo caudado (medial e anteriormente) do putâmen.
3) As fibras de associação intra-hemisféricas formam os fascículos e esses fascículos unem que estruturas? R:
Fascículo do cíngulo: Une os lobos frontal e temporal. Fascículo longitudinal superior: Une os lobos frontal, parietal
e occipital. Fascículo longitudinal inferior: Une o lobo occipital ao temporal. Fascículo unciforme: Une o lobo frontal
ao temporal.
4) Quais as funções das fibras de associação inter-hemisféricas do telencéfalo? Comissura do Fórnix: Faz
conexão entre dois hipocampos (arquicórtex).Comissura Anterior: Tem uma porção olfatória e outra não olfatória,
ligando os dois pólos temporais. Corpo caloso: Conecta áreas corticais simétricas com exceção do lobo temporal
anterior.
Núcleos da Base
1) Quais são os núcleos da base que correspondem aos núcleos aferentes ou estriatum no circuito atual ? Fale
sobre conexões. R: Núcleo caudado, putâmen e núcleo acumbens. Recebem conexões aferentes de outras regiões
do encéfalo, (substância negra compacta e ATV) e projetam-se para os núcleos intrínsecos (globo pálido externo) e
de saída ou eferentes: GP interno, Pálido ventral e SNegra reticulada. O GP externo faz conexão dupla com núcleo
subtalâmico _ saída.
2) Cite as estruturas dos núcleos da Base que são separadas pelos axônios da cápsula interna?
R: O estriatum, que se divide incompletamente em núcleo caudado e putâmen (perna
anterior); e o segmento interno do globo pálido da substância negra e tálamo (perna
posterior).
3) Quais as funções das alças anatômicas dos núcleos da base?
R: 1. Oculomotora – controle dos músculos extrínsecos do olho e orientação espacial 2. Associação – funções
cognitivas como memória espacial e avaliação da efetividade do comportamento. 3. Límbica – controle das
emoções e suas conseqüências viscerais 4. Motoresquelética – controle motor somático.
4) Na organização do comportamento, os vários circuitos paralelos dos núcleos da base podem atuar em
distintas funções, como por exemplo, quando alguém quer uma xícara de café. Explique essa afirmação. R: A alça
límbica pode determinar a decisão inicial do movimento, como pelo aroma do café. A alça de associação, função
fundamental em determinar para onde dirigir o nosso movimento de preensão _ são essenciais para estabelecer
mapas do espaço ao redor do indivíduo. A motoresquelética e oculomotora, no planejamento e execução real
deste comportamento _coordenando o movimento dos membros e dos olhos para direcionar corretamente a mão
até a xícara.
4)Complete: O _ Ácido γ – amino butírico _ ou _ GABA _ é o principal neurotransmissor dos
núcleos da base. Apresenta ação _ inibitória _. Constitui os neurônios de projeção dos
segmentos _ interno _e _ externo _ do _ globo pálido _ e da parte _ reticulada _ da _ substância
negra _, além da saída do estriatum.
O glutamato é excitatório e constitui a aferência cortical, talâmica e do subtalâmico. A dopamina
da SN compacta e ATV(área tegmental ventral).
5)Defina hipercinesia e cite exemplos de doenças dos núcleos da base que apresentam este tipo
de sinal R: Hipercinesia é o aumento da atividade motora mediada pelo córtex cerebral.
Exemplo: doença de Huntington e hemibalismo.
6)Que áreas dos núcleos da base são lesadas nas Hipocinesias e nas Hipercinesias? Diferencie suas principais
características.
Nas Hipocinesias, o neoestriado (putâmen especificamente) é lesado e não exerce sua função
de inibir a via direta (pálido interno), que continua ativa e inibe o tálamo que se projeta nas
áreas corticais motoras _ provocando menor atividade do tracto córtico-espinhal e de outras
vias descendentes. Na Acinesia há perda da habilidade de planejar os movimentos ou orientá
los numa posição desejada e Bradicinesia, onde há ruptura do equilíbrio entre as vias direta e
indireta do tálamo.
As Hipercinesias, presença de movimentos excessivos e intensos. Coréia: presença de
movimentos involuntários rápidos e ao acaso dos membros e do tronco. (Coréia de Huntington
e a Coréia de Sydenham). No pálido interno, excitando o tálamo. Cirurgias nestas áreas na
doença de Parkinson.
Hemibalismo: Movimentos incontroláveis balísticos dos membros contralaterais. Lesão vascular
do núcleo subtalâmico, interrompendo a atividade moduladora desse núcleo sobre o globo
pálido.
1)O mal de Parkinson é uma doença hipocinética ou hipercinética? Qual neurotransmissor está
envolvido quando o paciente é acometido pelo mal?Qual o nome das fibras responsáveis pela
produção deste neurotransmissor e onde elas se localizam?
Doença hipocinética degenerativa, crônica e progressiva que acomete pessoas com idade
superior a 50 anos. Lesão geralmente na parte compacta da substância negra, com diminuição
de dopamina nas fibras nigro-estriatais e uma consequente redução do segmento preto da
substância negra chamado neuromelanina.
2) Quais são os principais sintomas da Doença de Parkinson? R: Acinesia, tremor de repouso,
bradicinesia, olhar vazio, andar arrastado, linguagem monótona e as vezes ininteligível, aumento
do tônus da musculatura esquelética. 3) Nomeie os respectivos números que encontramos na figura:R: 1. Braço
anterior da cápsula interna 2. Cabeça do núcleo caudado 3. Putâmen 4) Complete sobre a cápsula interna: O
_braço posterior_ contém as projeções para as
áreas sensitivas somáticas do lobo _parietal_. 5) A parte compacta da substância negra não é
a única região do mesencéfalo que contém
dopamina. Q/outra região contém esse neurotransmissor? área tegmental ventral 6) A suplência vascular mais
importante dos núcleos da base é proporcionada por qual
artéria? R: Artéria cerebral média. 7) Neurônios do segmento interno do globo pálido projetam seus axônios
para o tálamo.
Esses axônios cursam em duas vias anatomicamente separadas. Cite quais são estas vias e
descreva o percurso de seus axônios. R: O fascículo lenticular ou Campo H2 de Forel, onde seus
axônios cursam diretamente através da cápsula interna e a alça lenticular, onde suas fibras
cursam ao redor da cápsula interna para alcançar o tálamo.
Córtex cerebral
1)Como se pode ser denominada a camada V de acordo com a função das suas fibras? Camada piramidal
interna - efetuadora de projeção.
2)Quais são os tipos de fibras de projeção do córtex? Aferentes talâmicas específicas (na camada IV) e extra-
talâmicas difusas (monoaminérgicas da FR e colinérgicas do basal de Meynert _ três camadas mais superficiais); e
eferentes originadas na camada V, córtico: espinhais, nucleares, pontinas, estriadas, reticulares, rubricas e
talâmicas.

3) Que tipos celulares do córtex cerebral: Piramidais, granulares, horizontais, fusiformes, e células de matinotti
4) No homem, o _____________ ocupa o hipocampo, já o _____________ ocupa o úncus e parte do giro para-
hipocampal. Arquecórtex/ paleocórtex
5) Diferencie os dois tipos de isocórtex heterotípico. O isocórtex heterotípico granular corresponde às áreas
sensitivas e possui muitas células granulares na camada IV, que invadem as camadas piramidais (III e V). O
isocórtex heterotípico agranular corresponde às áreas motoras e tem um grande número de células piramidais,
que invadem as camadas granulares (II e IV).
6) O que são áreas de projeção, segundo Luria? São áreas que se relacionam diretamente com a sensibilidade
ou motricidade
7) Onde se situa a área somestésica no mapa de Brodmann? Áreas 3, 2,1 do mapa no giro póscentral
8) O que seriam as crises uncinadas? É quando em crises epilépticas os indivíduos têm alucinações olfatórias por
focos de hiperatividade do uncus ( se queixam de cheiros desagradáveis).
9) O que lesões na área gustativa provocam? Diminuição da gustação na metade oposta da língua.
10) O que são surdez e cegueira verbal? São tipos de agnosias (interpretação sensorial), nas quais o indivíduo
perde total ou parcialmente a capacidade de reconhecer símbolos sonoros e visuais que constituem a linguagem
falada e escrita.
11) Onde está localizada a área motora suplementar? A área motora suplementar ocupa a parte mais alta da
área 6 de Brodmann, situada na face medial do giro frontal superior.
12) Uma lesão na Área de Broca provoca que tipo de déficit? déficits de linguagem denominados afasias, na
área de Broca são motoras, na área de Wernicke são sensitivas ou de percepção.
13) Por que as áreas de associação terciárias são consideradas supra modais? Porque elas não se relacionam
diretamente com nenhuma modalidade sensorial ou motora e sim com funções cognitivas (psíquicas superiores).
14) Através da interpretação dos dados experimentais e dos casos clínicos, algumas funções foram atribuídas a
áreas de associação. Quais são elas? Escolha das opções e estratégias comportamentais mais adequadas à
cada situação física e social do indivíduo, manutenção da atenção e controle do comportamento emocional,
linguagem, memória de vários tipos, inclusive a viso-espacial. 15) Com o que se relacionam as áreas corticais de
associação límbicas? De várias maneiras complexas, formando subsistemas cognitivos para o pensamento,
memória, linguagem, consciência e com o comportamento emocional. 16) Quais partes anatômicas do cérebro
fazem parte da area temporoparietal associativa? Qual sua função? Todo o lóbulo parietal inferior, ou seja, os
giros supra-marginal e angular, até margens do sulco temporal superior e parte do lóbulo parietal superior.
Funcionalmente elas são assimétricas; em geral, no hemisfério esquerdo forma área de Wernicke (linguagem) e à
direita para percepção viso-espacial.
17) Qual a função do fascículo arqueado? Transmitir informações importantes da área de Wernicke para a área
de Broca.
18) O que são afasias? São lesões das áreas corticais de associação responsáveis pela linguagem. Pode ser
motora, perceptual e de condução. 19) Porque os pacientes com Afasia de Wernicke além de uma deficiência na
compreensão da linguagem apresentam também uma dificuldade na expressão da linguagem, já que essa segunda
característica é da afasia de Broca? Porque o perfeito funcionamento da área de Broca depende da área de
Wernicke, recebendo fibras que passam pelo fascículo arqueado.. 20) Cite duas atividades nas quais o hemisfério
cerebral esquerdo é dominante. Linguagem e raciocínio matemático.
Sistema Límbico
1. Como é denominada a porção minúscula da formação hipocampal, dorsalmente ao Corpo caloso no encéfalo
adulto? R: Indusium Grisium
2. Qual a localização da Formação Hipocampal? R: Assoalho do corno inferior do ventrículo lateral
3. Complete: Na superfície medial do cérebro, a formação hipocampal e o ___(fórnice)__ formam um anel que
está situado dentro do córtex associativo límbico e envolve o __(diencéfalo)__ e o mesencéfalo. A formação
hipocampal é considerada tipicamente uma estrutura __(subcortical)__ mas está incluída no primitivo arquicórtex.
Consiste de três componentes: o subiculum, o próprio hipocampo e o __(giro denteado)__. Os três componentes
estão organizados irregularmente como uma faixa estendendo-se dentro do __(lobo temporal)__, as quais, juntas,
formam um cilindro com formato do cavalo marinho.
4. Cite e explique os sistemas aferentes e eferentes da formação hipocampal: R: A formação hipocampal _
maior aferência do córtex entorrinal que recebe maior aferência do giro do cíngulo. O córtex entorrinal recebe
aferências de outras partes do córtex associativo límbico ou não.
São dois sistemas eferentes (pelo fórnice): um do giro do hipocampo aos núcleos septais e o outro do subiculum
aos corpos mamilares do hipotálamo _ através do trato mamilotalâmico _ núcleos anteriores do tálamo, que se
projetam ao giro do cíngulo (Circuito Papez). Os núcleos septais localizados rostralmente no prosencéfalo, é um
“centro de prazer” que provavelmente tem um importante papel em comportamentos consumatórios, como os
comportamentos reprodutivos e a alimentação.
5. O que é o circuito de Papez e qual seu papel? R: A via do subiculum ao corpo mamilar e de volta para o giro
do cíngulo pelo fascículo mamilo-talâmico-cortical é o circuito que foi postulado por Papez para apresentar um
papel importante na emoção. Sabe-se agora que esse circuito é parte de uma rede complexa de conexões
bidirecionais e que muitos dos componentes dessa rede apresentam um papel mais importante na memória do
que nas emoções.
6. Como pode a formação hipocampal, com tal projeção subcortical focalizada, ter um papel geral na memória?
R: Além do fórnice como eferência importante da formação hipocampal para o hipotálamo, o subiculum se projeta
retrogradamente ao córtex entorrinal, o qual possui diversas conexões eferentes corticocorticais para o córtex pré-
frontal, córtex orbitofrontal, giro parahipocampal, giro do cíngulo e córtex da insula. E através de conexões com
amígdala (indiretamente).
Estas áreas também possuem projeções muito amplas. A formação hipocampal pode influenciar diversas
regiões dos lobos temporal, parietal e frontal. A divergência da eferência cortical da formação hipocampal é
paralela à ampla convergência de suas aferências, também via córtex entorrinal, das áreas associativas.
7. Complete: a) Vias polissinápticas complexas ligam as estruturas do sistema límbico com os três sistemas
efetores para a expressão comportamental: eles são o_AUTÔNOMO_,ENDOCRINO_e__SOMÁTICO(motor). b)
Muitas das conexões do sistema límbico refere-se a expressão _COMPORTAMENTAL DAS EMOÇÕES_.
9. Marque V ou F: (V) O sistema límbico influencia a secreção hormonal hipofisária. (F) As conexões viscerais
das emoções são mediadas somente por conexões diretas a núcleos do sistema nervoso. (V) As ações de fuga e
luta é mediada por ações do sistema límbico. (V) A função do sistema límbico parece ser particularmente para
pensamentos e os comportamentos normais cotidianos. (F) As projeções dopaminérgicas mesencefálicas
originam-se da área da banda diagonal.
10. Fale sobre a projeção noradrenergica: R: Se origina dos lócus ceruleus, influencia todo o córtex cerebral
incluindo áreas de associação límbicas como outras estruturas sub-corticais e límbicas. E as colinérgicas e
serotoninérgicas? ...
11. As projeções dopaminérgicas mesencefálicas originam-se de que área? R: Da área tegmental ventral e da
parte compacta da substância negra.
12. Onde está localizada a amígdala? E que formato tem seu complexo nuclear? Esta localizada dentro do lobo
temporal rostral, abaixo do uncus; e tem formato de amêndoa.
13. Como podem ser divididos os numerosos núcleos da amígdala? Em basolateral(maior), central e
corticomedial. Quais principais conexões e funções?!!
O basolateral ao córtex cerebral límbico, estriado ventral e basal, dorsomedial do tálamo- a área pré frontal
(emoção, aprendizado e memória); e ao núcleo central
o central ao TE - periaquedutal, parabraquial, solitário, dorsal do vago e FR- (VAFP)e núcleos do SNA medular
(comportamento da emoção);
o corticomedial a estruturas olfatórias e ao hipotálamo lateral e medial(pela estria terminal), na alimentação e
olfação.
14.Quais são os três alvos na via ventral amigdalofugal (VAFP)? – Ventral à comissura anterior e globo pálido,
chegam a: a) núcleo medial dorsal do tálamo que liga a amígdala basolateral indiretamente ao córtex pré-frontal e
orbitofrontal;- b) ao prosencéfalo basal (estriatum ventral, basal de Meynert e da banda diagonal de Broca) ; c) ao
tronco encefálico – para núcleos préganglionares parassimpáticos, projeção do núcleo central.
A outra via eferente_ dorsal, (estria terminal), chega ao núcleos lateral e medial ventral do hipotálamo
(importante na alimentação) e sai do grupo nuclear corticomedial.
15. Que núcleo da amígdala regula o sistema nervoso autônomo? O núcleo central
16. Que aferências recebe o núcleo central? aferência motora visceral dos núcleos do tronco cerebral, em
particular o núcleo solitário e o núcleo parabraquial.
17. Qual é a via eferente da amígdala, que não se cora fortemente porque seus axônios não são intensamente
mielinizados? A estria terminal; (a outra é a amigdalofugal ventral.)
18. Quais são as estruturas subcorticais-chave do sistema límbico? A formação hipocampal e a amígadala
19. Quais as principais áreas que transmitem informação ao córtex associativo límbico? Áreas sensitivas de
terceira ordem (x associativa) e 2 áreas corticais associativas temporoparietal e pré-central.
20. Quem foi o primeiro cientista que percebeu que determinadas estruturas cerebrais estavam associadas às
emoções, aprendizado e aspectos e memória? Pierre Paul Broca
21. Quais são os componentes telencefálicas do sistema límbico com formato de C e quais regiões encefálicas
estes fazem conexões? 1. Córtex associativo límbico (giros do cíngulo, seu istmo e giro para-hipocampal, orbito-
frontal medial, giros do pólo temporal); 2. A formação hipocampal junto com sua via eferente, o fórnix ; 3. Parte da
amígdala e uma de suas vias de saída, a estria terminal, com seu núcleo. Conexões amplas telencefálicas do
sistema límbico – incluindo os núcleos septais e estriado ventral – como também com o diencéfalo e com o
mesencéfalo

EXERCÍCIOS DE NEUROANATOMIA
BASEDO NO LIIVRO ANGELO MACHADO
(Cap. 1, 2 e 3) 1) A) Como denominamos o conjunto de corpos neuronais na periferia do sistema? E quando eles
estão concentrados no sistema central?
B) Identifique a origem embrionária dos neurônios acima.
2) A) Que estruturas são originadas do prosencéfalo?
B) E dos divertículos do diencéfalo?
3) Que células são responsáveis por: a. Entrada de estímulos no
SNC:________________________________________ b. Saída de estímulos da coluna anterior da
medula:________________________ c. Formação de mielina ao redor dos
axônios:_____________________________ d. Formação de pés
vasculares:________________________________________ e. Secreção de
líquor:_______________________________________________
4) Complete: A) Na organização do sistema nervoso, podemos dividi-lo em somático e visceral, sendo que o
componente aferente conduz impulsos originados em ________________ periféricos, em áreas específicas; o
componente eferente, no somático leva o comando a ____________________________________. No visceral,
leva a ___________________________________________, e é também chamado de
__________________________.
5) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso segmentar 6) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso
periférico?
7) Complete: No embrião, o prosencéfalo dá origem a duas vesículas. Uma delas se divide e forma uma parte
mediana que é constituída pelas estruturas anatômicas: _________________________ e
_________________________________. A outra vesícula apresenta divertículos que irão formar estruturas à
distância: ________________, ______________________ e ________________________.
8) Complete: O sulco limitante, no assoalho do IV ventrículo, embrionariamente separa núcleos motores,
originados da ______________________(medial), de núcleos sensitivos, originados da
__________________________ (lateral).
9) São células da glia situadas em gânglios do SN Periférico: a. Astrócitos fibrosos b. Anfícitos ou células
satélites c. Neurilemócitos d. Células ependimárias e. Oligodendrócitos
10) Que formações endócrinas são originadas da vesícula diencefálica?
11) Quais as células da glia que estão dando sustentação ao SN Periférico? Localize-as nesse sistema.
12) Quais as 5 vesículas embrionárias do arquencéfalo?
13) De que folheto externo embrionário se origina o sistema nervoso?_
14) Onde inicialmente se desenvolvem os neurônios motores nas paredes do tubo neural?
15) Na divisão anatômica, cite os constituintes da periferia, com suas principais subdivisões
16) Cite os 3 folhetos e os 3 espaços meníngeos que envolvem a medula espinhal.
17) Que neurônios associam níveis diferentes dentro do sistema nervoso?
18) Como se chamam os envoltórios dos nervos e qual deles é o mais importante para a barreira hematoneural?
19) Qual a estrutura mínima de um arco reflexo?
20) Quais as principais células responsáveis pela cicatrização do SNC?
21) Quais células revestem internamente os ventrículos encefálicos? Elas formam que estruturas junto a vasos
da pa-máter?
22) De onde se originam os neurônios cujos corpos estão fora do neuro-eixo?
23) Os nervos são cordões esbranquiçados que fazem parte do sistema nervoso periférico, juntamente com
suas dilatações no trajeto, chamadas de ________________. Essas dilatações funcionalmente podem ser
________________ ou _________________. Os nervos ainda podem ser mielínicos ou amielínicos, de acordo com
a formação de ______________________ pelas células da glia, chamadas de ___________________. No sistema
nervoso central, os corpos neuronais e dendritos formam os ________________, se dentro da substância branca,
ou o ________________ se estiver perifericamente. Este último pode ser encontrado apenas na divisão supra-
segmentar, constituída de _______________ e ___________________. No SNC, as células da glia que formam a
substância branca chamam-se __________________ e as que forram interiormente as cavidades chamam-se
____________________________.
(Cap. 4 e 5)
1) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?
2) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
3) Quantos e quais são os segmentos medulares?
4) A _____________________ e a ________________ correspondem às áreas em que fazem conexão com a
medula as grossas raízes nervosas que formam os plexos _____________ e _____________, respectivamente.
5) Quais são os envoltórios da medula? Quais as suas posições em torno dela?
6) O que se entende por cauda eqüina?
7) Os sulcos longitudinal ____________ e __________ fazem conexão com filamentos nervosos denominados
de _______________________________, que se unem respectivamente para formar a raiz ___________ e
______________ dos nervos espinhais.
8) Como é feita uma anestesia raquidiana e quais os seus inconvenientes?
9) Qual a melhor área para exploração clínica da medula espinhal?
10) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
11) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
______________________________________________________________________
12) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
______________________________________________________________________ 13) Que estrutura marca
a parte caudal da eminência medial?
______________________________________________________________________
14) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
______________________________________________________________________
15) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
______________________________________________________________________
16) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
_____________________________________________________________________________
17) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
_____________________________________________________________________________
18) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas
mais laterais?
19) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios b) pirâmides c) olivas d) tubérculos gráceis e) raízes dorsais

20) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
21) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo ____________________ e pelos
___________________________.
22) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:
a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme b) pineal e trígono das habênulas c) colículos superiores e
inferiores d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior e) bases do pedúnculo cerebral e ponte
23) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?
24) Complete: Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de
fibras nervosas ascendentes chamados ________________________________ ________ que terminam em
tubérculos formando núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes,
o ____________________________. No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas
elevações arredondadas chamadas _________________ e, inferiormente a elas encontram-se os
_________________________
25) Qual o significado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
26) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
27) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?
28) Complete: No assoalho do IV ventrículo encontramos um sulco mediano, e lateralmente a ele uma
___________________ que corresponde embrionariamente ao crescimento de neurônios da ______________,
que é funcionalmente _____________. Numa vista ventral, o bulbo mostra uma fissura mediana e lateralmente a
elas duas eminências alongadas chamadas de ____________, separadas das ___________ pelos sulcos laterais
anteriores, de onde saem os filamentos radiculares do ___________________. Nos sulcos laterais posteriores do
bulbo saem os ____________________________. No sulco bulbo pontino encontram-se as origens aparentes dos
____________________________.
(Cap. 6 e 7)
01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:
02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.De cada lado do epitálamo e percorrendo
a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe de fibras nervosas
chamadas________________________, onde se insere a ______________________ que forma
o teto da cavidade. Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos ,
sendo o mais anterior o___________________________________.
-A maior parte do diencéfalo constitui o____________________________, uma massa ovóide
de substância cinzenta cuja porção lateral de sua face superior faz parte do assoalho
do___________________________________________, enquanto sua porção medial , junto
com o teto do terceiro ventrículo, constitui o assoalho_______________. Inferiormente limita
se com o_____________________(medialmente) e com o
___________________(lateralmente).
03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas
principais funções.
04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?
05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?
06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?
07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?
08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:
a-nervos ópticos;
b- retina;
c- estrias olfatórias;
d- corpo geniculado lateral;
e- corpos mamilares
09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:
a- retina;
b- nervo óptico;
c- lâmina terminal;
d- pineal;
e- neurohipófise
10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:
a- pirâmide;
b- flóculos;
c- hipocampos;
d- uncus;
e- declive
11) Estrutura lateral ao tálamo:
a-estria medular;
b- 3º Ventrículo;
c- cápsula interna;
d- tela corióide;
e- fórnix
12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da
base do cérebro? E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?

13) A face lateral do tálamo é separada do diencéfalo por que compacto feixe?
14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?
15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico,
dois laterais que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise?
16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o
lobo________________________próximo ao ângulo ponto-cerebelar, local onde emergem os
nervos _________________-e_________________________________. Lateralmente à úvula
estão as __________________________, bem evidentes na face inferior, projetando-se sobre a
face dorsal do ________________________.
17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?
18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem
aparente encefálica próxima a ele?
19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?
20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do
controle emocional? __________________________________.
22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?
23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?
24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?
25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima
dovsulco___________________________visualizado na perede lateral do
__________________________________. Sua extremidade posterior chama-se
________________________que se projeta sobre os
corpos____________________________________. Estas estruturas estão ligadas aos
____________________________mesencefálicos através de seus braços. Lateramente o
tálamo está separado do telencéfalo pela ________________________________e
superiormente forma assoalho da fissura transversa do cérebro e assoalho
do______________________.
26) O cerebelo vestibular é formado pelo__________________________que faz parte do teto
do IV ventrículo e pelos __________________________que estão situados próximos às
aberturas laterais deste mesmo ventrículo. O cerebelo espinhal é formado pelo lobo anterior e
pelos lobos do vermis denominados de ________ e _____________. As tonsilas, declive, folium
e tuber são estruturas do cerebelo __________. O cerebelo está ligado à ponte pelo
___________________________________________________e ao mesencéfalo pelo
____________________________________________________que faz parte do
_____________________________________________________.
27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:
(Cap. 8)
1.Aonde se localiza a ínsula?
2.Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?
3.Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?
4.Qual a localização do septo pelúcido?
5.Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?
6.Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?
7.Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?

8.Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?
9.Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?

10.Quais sulcos delimitam o cúneus?


11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizada nos hemisférios cerebrais,
responda:
a)Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?
b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?
12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?
13- Quais são os núcleos da base?
14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.
15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.
16- Que estrutura forma o corpo estriado?
17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.
18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?
19- Onde se localiza o arqui, paleocórtex e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?

(Cap. 9)
1. Dê o nome das estruturas: A) Prega da dura-máter que pode estar relacionada com lesões do mesencéfalo:
_____________________________________
B) Estrutura localizada na margem livre da foice do cérebro:
_____________________________________
C) Drena a maior parte do sangue venoso do encéfalo:
_____________________________________
D) Projeções da aracnóide em direção à pia-máter:
_____________________________________
E) Principal artéria que irriga a dura-máter:
_____________________________________
F) Vaso que drena para o seio reto:
_____________________________________
G) Estruturas especializadas na difusão liquórica:
_____________________________________
2. Que características permitem distinguir os seios da dura-máter das veias?
3. Cite as estruturas que atravessam o seio cavernoso e explique sua importância clínica.
4. Localize no encéfalo a cisterna quadrigeminal

5. Qual a importância dos espaços perivasculares?


6. Onde estão localizados os plexos corióides?
7. Explique como se dá a circulação liquórica especificando os locais de produção e absorção do líquor.
8. O que pode causar a hipertensão craniana? Qual o sintoma característico e a meninge relacionada com este?

9. Porque a realização de punção lombar em paciente com hipertensão craniana pode levar à morte?
10. Quais são os tipos de hidrocefalia existentes e quais suas causas?
Núcleos dos Nervos Cranianos & Alguns Reflexos no Tronco Encefálico
1- Quais núcleos formam a Coluna eferente somática?
2- Quais núcleos são responsáveis por emitirem fibras que inervam os músculos extrínsecos do olho?
3- Quais núcleos formam a Coluna eferente visceral geral?
.
4- Qual o caminho que as fibras do núcleo salivatório inferior percorrem até chegarem à glândula parótida?
5. Qual a localização dos núcleos da coluna eferente visceral especial e que estruturas eles inervam?
6. Quais são os núcleos da coluna aferente somática geral e que função eles exercem?
7. Quais as Diferenças funcionais entre o núcleo sensitivo principal e o núcleo do tracto espinhal?
8. O que se deve fazer quando ocorre nevralgias do trigêmeo?
.
9. Quais são os núcleos localizados na coluna vertebral aferente somática especial?
10. Qual é a característica que diferencia esta coluna das demais colunas?
11. Qual é o único núcleo que forma a coluna aferente visceral? E onde ela se localiza? Qual a função das suas
fibras?
12. Sobre as fibras as células destes encarregados de fazer a ligação entre os núcleos e tálamo, complete os
espaços:
13. Qual a importância fundamental das conexões reflexas?

14. Qual a vantagem do reflexo mandibular numa pessoa em condições normais?


15. Cite uma aplicação funcional clínica do reflexo corneano.
16. Assinale V ou F:
( ) As conexões centrais são feitas com o núcleo lacrimal.
( ) Fibras pré-ganglionares saem pelo VII par ou facial.
( ) O impulso chega ao gânglio pterigopalatino após passar pela glândula lacrimal.
17. Uma pessoa está com distúrbios neurológicos causados por uma certa doença que afetou o seu reflexo de
piscar. Quais os nervos que, provavelmente, estão lesionados impedindo que ocorresse este tipo de reflexo?
18. Se ocorrer um estímulo muito intenso no reflexo de piscar, qual a diferença básica que ocorre no
mecanismo de funcionamento deste tipo de reflexo?
19. Qual a importância do Reflexo de Movimentação dos olhos por estímulos vestibulares?

20. O que é Nistagmo?Cite uma ação ou situação para que ocorra um Nistagmo.
21. Como é possivel acabar com o reflexo fotomotor?
22. Cite duas formas de como o reflexo do vômito pode ser ativado?
23. Examinando os olhos de seu paciente, o médico percebe que ao incidir uma luz num determinado olho, a
pupila deste contrai-se, mas a pupila contralateal não contrai. Qual o reflexo em bom funcionamento e qual o
reflexo que foi abolido?
24. Quais os nervos envolvidos, respectivamente, na contração do diafragma, no fechamento do piloro e no
aumento da pressão intra-abdominal, durante o Reflexo do Vômito?

ESTRUTURA INTERNA E LESÕES CLÍNICAS DA MEDULA ESPINAL


1) Qual a importância de se conhecer a estrutura do sistema nervoso central?
2) Na coluna posterior, observa-se de diante para trás uma base, um pescoço e um ápice. Neste último, o que
encontramos?
3) Os neurônios radiculares somáticos são divididos em neurônios α e γ. Descreva o funcionamento desses
motoneurônios.
4) Há dois tipos de neurônios cordonais: os neurônios cordonais de projeção e os neurônios cordonais de
associação. Defina-os com as suas principais características.
5) Descreva o mecanismo existente entre as células de Renshaw e os neurônios motores.
6) Explique como a estricnina pode inibir o mecanismo citado acima.
7) Coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) A substância branca apresenta axônios mielinizados que sobem e descem pela medula espinal,
conduzindo impulsos nervosos para níveis superiores ou inferiores do SNC.
( ) Os tractos tecto-espinal, vestíbulo-espinal, rubro-espinal e retículo-espinal correspondem às vias
ascendentes.
( ) Os tractos descendentes da medula espinal conduzem impulsos aferentes (sensitivos) dos receptores da
periferia para o encéfalo.
( ) Alguns dos tractos das vias extrapiramidais tendem a modificar contrações musculares relacionadas com
postura e equilíbrio.
7) Os tractos das __________________________ são as principais estruturas envolvidas no controle voluntário
dos músculos estriados esqueléticos.
9) Responda:
a) Quais são os métodos que permitem identificar os tractos e fascículos na medula espinal? Justifique em que
fatos são baseados, descrevendo-os.
b) Explique como se dá a divisão do tracto córtico-espinhal em anterior e lateral.
c) Cite os tractos das vias extrapiramidais com suas respectivas origens.
10) Ao penetrarem na substância cinzenta da medula, quais tipos de sinapses as fibras e os colaterais da raiz
dorsal podem fazer?
11) Quais as funções desempenhadas pelos fascículos grácil e cuneiforme?
12) Quais são as funções dos tractos das vias ascendentes?
13) Qual a diferença de localização entre os tractos espino-talâmico anterior e lateral?
14) No que diz respeito às vias ascendentes, quais são os tractos que cruzam no trajeto da medula?
15) O que caracteriza as paralisias flácidas e espásticas?
16) Quais as características da Síndrome de Brown-Séquard quando a lesão atinge os tractos que se cruzam na
medula?
17) Quais as consequências do Tabes Dorsalis?
18) Quais os principais tractos lesados por hemissecção medular?
19) Que estruturas são danificadas em pessoas que desenvolvem Siringomielia e quais as fibras afetadas?
20) O que vem a ser Choque Espinhal? Com o que se relaciona? E quais os sinais que o paciente apresenta em
tal condição a que se está relacionada?
21) O que é Cordotomia? Qual o objetivo de sua utilização? Com que tracto está relacionada?
NERVOS ESPINHAIS PLEXO CERVICAL E BRAQUIAL
1. O que são dermátomos?
2. O que forma uma unidade motora?
3. É possível em um mesmo nervo existir impulsos nervosos de direções diferentes ocorrendo ao mesmo
tempo? Por quê?
4. O que são nervos unissegmentares? E plurissegmentares. Exemplifique:
.
5. A alça cervical é responsável pela inervação de qual grupo muscular?
6. Que danos o sistema cardiovascular sofre com a introdução do anestésico local na corrente sanguínea?
7. O sistema nervoso central também sofre danos. Quais são eles?
8. Quais são e de onde originam-se os ramos terminais do plexo braquial?
9. Por que o bloqueio do plexo braquial pela via interescalênica possui instalação mais rápida quando
comparada com o bloqueio pela via axilar?
10. Descreva as lesões de plexo braquial mais comuns durante o parto e cite as áreas do plexo que são atingidas
em cada caso.
PLEXO LOMBO-SACRAL & NERVOS CRANIANOS
1- Qual a localização do plexo lombar?
2- Quais nervos do plexo lombar passam internamente ao canal inguinal?
3- Porque devemos usar métodos pouco invasivos, como a cirurgia a laser, quando se quer remover as
formações varicosas da veia safena magna?
4- Um paciente com queixa de dor que corre pela região posterior da coxa. Que nervo pode está sendo lesado?
5- O Plexo Sacral é formado por quais ramos dos nervos SACRAIS?
6- Qual movimento e quais músculos podem ficar diretamente prejudicados numa lesão do Nervo Glúteo
Superior?
7- Qual é o nervo principal formado pela Divisão Anterior do Plexo Sacral?
8-Cite exemplos de ramos viscerais do plexo do pudendo:
9-O nervo do pudendo se divide em quais nervos?
10-Quais são os inconvenientes da técnica de bloqueio do nervo do pudendo?
.
11-Para quais procedimentos médicos a raquianestesia é indicada e qual sua desvantagem?
12-Além dos receptores gerais presentes em todo o corpo, os nervos cranianos possuem também receptores
especiais, qual a importância deles?
13-Os nervos olfatório e óptico são exclusivamente sensitivos, além disso, são os únicos pares que não se ligam
ao tronco encefálico, aonde eles vão se ligar no encéfalo?
14-Cite três sintomas que resultam de lesão no nervo oculomotor, 3º par de nervos cranianos:
15-Qual a conseqüência da extensão da lesão do nervo trigêmeo no lemnisco medial:
16- As fibras aferentes somáticas gerais do nervo trigêmeo conduzem impulsos exteroceptivos e
proprioceptivos. Os exteroceptivos relacionam-se com quais sensações e de onde se originam. Cite três de cada.
.
17-Cite dois sinais que podem ser causados por lesão no nervo vestíbulo-coclear?

18-Cite quantos e quais são os nervos que participam da inervação da língua:


19-Onde se originam as fibras sensitivas e eferentes do nervo vago?
20-Uma paralisia do m. trapézio ou uma diminuição do ângulo escapular pode estar associada a uma lesão do
_____________________________. O qual é composto por duas raízes: ____________________
e____________________. Ao atravessar o ________________________ o trato comum divide-se em dois ramos:
___________________ e ___________________.
QUESTIONÁRIO SNA
1)Qual a principal diferença entre a sensibilidade somática e a visceral?
2) Cite duas diferenças existentes entre o sistema nervoso somático eferente e o sistema visceral eferente
(sistema nervoso autônomo).
3)Qual a principal diferença histológica entre as fibras pré-gânglionares e as pós- gânglionares?
4)Quais são as importantes áreas do telencéfalo e diencéfalo que regulam as funções viscerais?
5) Quais as diferenças que acometem os neurônios e suas fibras, em relação ao sistema autônomo simpático e
parassimpático?
6) Como são classificadas, em relação às substâncias dos neurotransmissores, as fibras dos neurônios do
sistema autônomo? Especifique de qual tipo é cada uma.
7)Qual a intenção final do sistema nervoso autônomo?
8)Cite algumas ações que o sistema nervoso autônomo exerce em órgãos do corpo humano.
9)Onde o nervo esplâncnico menor termina?
10)Os neurônios pré-ganglionares só existem em quais segmentos medulares?
11)Qual a diferença entre os gânglios para e pré-vertebrais?
12)Diga todo o caminho dos nervos relacionados a inervação simpática da pupila.
13)De que é constituída a parte craniana do sistema nervoso parassimpático?
14)Qual a localização do gânglio ciliar?
15)Quais são os plexos da cavidade torácica e de onde se originam suas fibras parassimpáticas e simpáticas?
16) Localize o plexo celíaco na cavidade abdominal.
17)Cite cinco plexos secundários do plexo celíaco e suas artérias correspondentes.
18) Descreva o trajeto completo do arco reflexo da micção
19)O que provoca uma lesão nos nervos esplâncnicos pélvicos?
20)À que se deve a acalasia e qual seu principal sintoma?

QUESTIONÁRIO DE TRONCO ENCEFÁLICO E LESÕES


1 – Como são formados a decussação dos lemniscos e os lemniscos mediais do bulbo?
2 – Qual o tipo de fibras que se origina do núcleo do hipoglosso no bulbo?A que região do corpo essas fibras se
destinam?
3 – Quais as fibras que ligam o núcleo olivar inferior do bulbo ao córtex cerebelar?A que fenômeno essas fibras
estão relacionadas?
4-De que são constituídas as fibras arqueadas internas?
5-Correlacione os tratos com as suas funções:
a)Trato espino-talâmico lateral ( ) Informa ao cerebelo quando os
impulsos motores chegam à medula e
qual a sua intensidade.
b)Trato espino-talâmico anterior ( )É responsável por conduzir ao
cérebro impulsos de temperatura e dor.
c)Trato espino-cerebelar anterior ( ) Leva ao cerebelo impulsos de
propriocepção inconsciente. d)Trato espino-cerebelar posterior ( ) É responsável por
conduzir ao tálamo impulsos de pressão e tato
leve.
6-As fibras longitudinais formam as vias , e .A
primeira via é formada pelos e oriundos da medula, que terminam no bulbo ou passam por
ele em direção ao ou ao . A eles acrescenta-se o , originado no próprio bulbo. A
segunda via possui cinco vias principais, são elas: , , , ,
e . Já a terceira via, é formada por fibras que constituem o , presente em toda a
extensão do tronco encefálico e níveis mais altos da medula.
7) Que núcleo íntimo das fibras do n. facial pode ser lesado conjuntamente com este nervo?
8) De que áreas do córtex partem as fibras do tracto cortico-espinhal?
9) Porque cada hemisfério cerebral recebe informações auditivas provenientes dos dois ouvidos?
10) Quais são os núcleos do nervo trigêmeo e com quais funções estão relacionados?
11) De que forma está disposto o lemnisco medial na ponte?
12) Complete a sentença a seguir que descreve parte do trajeto das fibras do pedúnculo cerebelar superior:
Emerge do ___________ formando inicialmente a parede dorso lateral da metade cranial do IV ventrículo,
aprofunda-se no _____________e já no limite com o mesencéfalo suas fibras começam a se cruzar com as do lado
oposto, constituindo o início da ___________ dos pedúnculos cerebelares.
13) Qual a substância que reveste o aqueduto cerebral? Qual a substância que está localizada entre a base e o
tegmento do mesencéfalo?
14) Com quais fibras o colículo superior se conecta?
15) Diferencie estruturalmente o colículo superior do colículo inferior.
16) A degeneração dos neurônios dopaminérgicos da substância negra causa que síndrome?
17) Por que substância cinzenta do tegmento do mesencéfalo pode ser classificada como Homóloga?
18) A paralisia ou hipotrofia dos músculos da língua é causada pela lesão de qual nervo? A paralisia se dá no
mesmo lado ou no lado oposto ao da lesão?
19) Quais os sintomas da lesão superficial e profunda da pirâmide?
20) A paralisia se dá de duas formas: paralisia facial central e paralisia facial periférica. Essa paralisia por lesão
do nervo facial acomete quais estruturas respectivamente?
21) Quando a lesão do nervo facial ocorre antes de sua emergência do forame estilomastóideo, quais nervos
podem estar associados a lesão?
22) A lesão do tracto cortico-espinhal e das fibras do nervo abducente, respectivamente, causam quais
sintomas?
23) A paralisia dos músculos da mastigação com desvio da mandíbula para o lado paralisado e a perda da
sensibilidade na face estão associados a mesma lesão. Qual é esta lesão?
24) A lesão do nervo oculomotor [III] gera quais sintomatologias?
25) A lesão do tegmento do mesencéfalo (Benedikt) compromete quais estruturas?
QUESTÕES BÔNUS - RESPONDIDAS
Grandes vias eferentes
1) Quais as estruturas comunicadas pelas grandes vias eferentes? Centros supra-segmentares do sistema
nervoso com os órgãos efetuadores 2) Associe a via à sua respectiva função: A. Vias eferentes somáticas (da vida
de relação) B. Vias eferentes viscerais (do sistema nervoso autônomo) ( A ) Controlam a atividade dos músculos
estriados esqueléticos, permitindo a realização de movimentos voluntários ou automáticos, regulando ainda o
tônus e a postura. ( B ) Regulam o funcionamento das vísceras e dos vasos, inerva os músculos lisos, o cardíaco e
as glândulas. 3) Complete: Neurônios; pré-ganglionar; pós-ganglionar; efetuadores; impulsos; pré; pós; vísceras No
SNA existe a presença de dois ____________: 1 _______________e 1 ______________, entre o sistema nervoso
central e os órgãos ________________. A influência do Sistema Nervoso Supra-segmentar sobre a atividade
visceral dá-se pelos ___________ nervosos que ganham os neurônios ______-ganglionares, passam aos neurônios
______-ganglionares, de onde se distribuem as ___________ 4) Assinale a alternativa que não corresponde às
áreas do Sistema nervoso supra-segmentar que faz regulação do SNA:a a) área occipital b) sistema límbico c)
área pré-frontal d) hipotálamo 5) Quais estruturas pertencem respectivamente as “sistemas” piramidais e
extrapairamidais e suas funções? Piramidal: compreendido pelo tracto córtico-espinhal e tracto córtico-nuclear,
responsáveis pelos movimentos voluntários. Extrapiramidal: compreendido pelas demais estruturas e pelas vias
motoras somáticas, responsáveis pelos movimentos automáticos, pela regulação do tônus e da postura 6) Quais os
tractos que compreendem as vias piramidais? Córtico-espinhal e c-nuclear 7) Indique o trajeto das fibras do tracto
córtico-espinhal. Área 4 de Brodman, coroa radiada, perna posterior da cápsula interna, base do pedúnculo
cerebral, base da ponte e pirâmide bulbar 8) No nível da decussação das pirâmides o tracto cortiço-espinhal se
divide em dois: ______________ e o _______________. Eles ocupam na medula o _______________ e o
_________________, respectivamente. Tracto Córtico-Espinhal Anterior e Tracto CórticoEspinhal Lateral. Funículo
Anterior e Funículo Lateral, respectivamente 9) Por que uma lesão no tracto cortiço-espinhal não gera hemiplegia?
Os neurônios são também são controlados pelo rubro e retículo espinhal 10) Cite consequências da lesão do tracto
cortiço-espinhal. Não consegue fazer movimentação independente dos dedos, perda do fracionamento muscular e
a velocidade voluntária de contração é diminuída. 11) Embora muito semelhantes, qual as principais diferença
entre o tracto córtico-nuclear e o tracto córtico-espinhal? O tracto córtico-nuclear transmite impulsos aos
neurônios motores dos núcleos dos nervos cranianos e não aos da medula; a maioria das fibras do tracto
córticoespinais são cruzadas, enquanto boa parte das do tracto córtico-nuclear são homolaterais. 12) Em que se
baseou Kuyper para dividir os tractos da vias extrapiramidais em grupos A ( tractos tecto-espinhal, vestíbulos-
espinhal e retículo-espinhal) e B (tracto rubro-espinhal)? Ele
se baseou nos locais em que os tractos terminam na medula. Os tractos do grupo A terminam fazendo sinapse
com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região medial da coluna anterior e o tracto do
grupo B termina fazendo sinapse com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região lateral
da coluna anterior. 13) Qual a função do tracto rubro-rspinhal? Juntamente com o tracto córtico-espinhal lateral,
controla a motricidade voluntária dos músculos distais dos membros 14) Qual a função do tracto tecto-espinhal?
Está relacionado com reflexos de movimentação da cabeça decorrente de estímulos visuais 15) Qual a função do
tracto vestíbulo-espinhal? Leva aos neurônios motores inferiores impulsos nervosos com informações da área
vestibular, do ouvido interno e do arquicerebelo importantes para manutenção do equilíbrio 16) Quais as funções
do tracto Retículo-Espinhal? Controle de movimentos voluntários e automáticos, a cargo dos músculos axiais e
proximais dos membros 17) Qual o Tracto Piramidal que recebe suporte postural básico, para execução de
movimentos finos, de um tracto extrapiramidal? Tracto Córtico-Espinhal 18) O que é Hipertonia? Desequilíbrio
entre as influências inibidoras ou facilitadoras trazidas pelos tractos Vestíbulo-Espinhal e Retículo-Espinhal 19) Qual
o tracto que está envolvido no controle da marcha? Tracto Retículo-Espinhal (postural) vestibulo-espinhal
(equilíbrio) corticoespimhal lateral (distal 20) Através de quais tractos o córtex cerebral se projeta sobre o
neurônio motor inferior, diretamente? Córtico-Espinhal e Tracto Córtico-Nuclear 21) Quais são as etapas da
organização do movimento voluntário e que áreas elas envolvem, respectivamente? Etapa de preparação (áreas de
associação do córtex com relação com o cerebelo e com o corpo estriado) e etapa de execução (áreas motora e
pré-motora do córtex relacionadas a neurônios motores) e, também mecanismos de ajustes do movimento
voluntário (correção) 22) Os neurônios corticais cerebrais atuam sobre quais tratos motores? Atuam sobre os
neurônios motores do tracto cortiço-espinhal e cortiço-nuclear; cortiço-rúbrico, cortiçoreticular, cortico-tectais; do
cerebelo, retículo e vestíbuloespinh. 23) Qual o objetivo da atuação do cerebelo sobre a área motora, através da
via interpósitotálamo-cortical? Comparar as características do movimento com o programa motor, a fim de corrigi-
las quando necessário 24) Discuta, resumidamente, a relação do reflexo transcortical com a organização do
movimento voluntário já iniciado. informações proprioceptivas e exteroceptivas originadas no local do movimento
são capazes de controlar os próprios neurônios corticais responsáveis pelo movimento 25) Discuta a importância
da atuação da via córtico-retículo-espinal na organização do ato motor voluntário. Sua atuação é importante para a
manutenção de equilíbrio e postura adequados para a contração dos músculos envolvidos 26) Onde ocorre a lesão
da síndrome do neurônio motor inferior (paralisia flácida)? Na coluna anterior da medula ou núcleos motores dos
nervos cranianos 27) O sinal de Babinski é normalmente um sintoma da síndrome do neurônio motor superior ou
inferior? Síndrome do neurônio motor superior 28) A poliomielite é uma doença causada por um enterovírus, que
destrói especificamente os neurônios motores da coluna anterior. Em que caso pode haver morte do indivíduo por
insuficiência respiratória? Caso a lesão se dê nos neurônios responsáveis pelos movimentos respiratórios ou do
nervo frênico (coluna anterior cervical superior), ou mais acima no bulbo. 29) O que são neurônios motores
superiores? São neurônios motores que se originam na região motora do córtex cerebral ou no tronco cerebral e
levam informações motoras até a via final comum (neurônios motores inferiores). 30) Quais os sintomas da
síndrome do neurônio motor superior? Paralisia espástica (com hipertonia e hiper-reflexia) e sinal de Babinski
positivo.
Formação Reticular e Neurônios Monoaminérgicos 1. A formação reticular é constituída por núcleos de
substância cinzenta. Quais são os mais importantes funcionalmente? Núcleos da Rafe, Locus Ceruleus, Substância
Cinzenta Periaquedutal e Área Tegmentar Ventral 2. Sobre o ponto de vista citoarquitetural, a formação reticular
pode ser dividida em quais zonas?Explique-as. Em uma zona magnocelular, de células grandes que ocupam 2/3
mediais da formação reticular. E uma zona parvocelular, de células pequenas que ocupam o terço lateral 3. Que
importância tem os trabalhos de Bremer (1936), Moruzzi e Magoun (1949) na ativação cortical do sono e vigília?
Foram graças aos trabalhos desses cientistas que descobriu que a formação reticular é capaz de ativar o córtex
cerebral, a partir do que se criou o conceito de sistema ativador reticular ascendentes (SARA), importante na
regulação do sono e da vigília 4. Quais são as características de um eletroencefalograma (EEG) nos traçados de
sono e vigília da formação reticular? Traçados de sono:é sincronizado com baixa freqüência e alta amplitude e o
EEG é lento. Traçado de vigília: é dessincronizado com alta freqüência e baixa amplitude e o EEG é rápido 5.
Explique, de modo geral, quais são os principais responsáveis pela regulação do sono. Núcleos da formação
reticular controlam e mantem o estado de vigília, mas os núcleos da rafe e locus ceruleus também regulam o sono.
Nas suas fases: sono não paradoxal (rafe)e sono paradoxal (lócus ceruleus). Áreas do hipotálamo também agem na
regulação do sono. 6. Cite algumas características do sono paradoxal. Grande relaxamento muscular, movimento
rápido dos olhos, traçados elétricos dessincronizados, freqüência cardíaca e respiratória irregulares, presença dos
sonhos e movimentação muscular ativa 7. Explique o fenômeno da atenção seletiva no controle eferente da
sensibilidade. Atenção seletiva é a capacidade que o sistema nervoso possui de selecionar informações sensoriais
que lhe chegam, eliminando ou diminuindo algumas e concentrando-se em outras. Isso se faz por um mecanismo
ativo que envolve fibras eferentes capazes de modular a passagem dos impulsos nervosos nas vias aferentes
específicas, principalmente originadas da formação reticular. 8. Explique como é formada e quais os principais
responsáveis pelas vias de analgesia. Vias formadas por fibras que inibem a penetração de impulsos nervosos no
sistema nervoso central. Entre elas estão envolvidas vias descendentes da substância cinzenta periaquedutal, do
núcleo magno da rafe e as fibras rafe-espinhais 9. Quais as principais vias do controle da motricidade somática? Via
córtico-retículo-espinhal, Via cerebelo-retículo-espinhal e Via cortico-espinhal/cortico-nuclear 10. Quais centros
supra-segmentares emitem projeções para a formação reticular e controle do SNA? Hipotálamo e Sistema Límbico
11. Quais hormônios são liberados por estímulo elétrico da formação reticular do mesencéfalo? ACTH e hormônio
antidiurético (conexões com hipotálamo) 12. O que diferem os centros respiratório e vasomotor dos demais
centros? funcionam como osciladores, ou seja, atividade rítmica espontânea e sincronizada respectivamente com
os ritmos respiratórios e cardíaco 13. Explique como o centro respiratório é estimulado pelo aumento do teor de
CO2 no sangue. Os quimiorreceptores do corpo carotídeo (sensíveis a diminuição de O2 no sangue) originam
impulsos nervosos _ fibras do nervo glossofaríngeo _sinapses no núcleo do tracto solitário e chegam ao centro
respiratório na FR do bulbo. 14. Quais as fibras que saem do centro vasomotor? Fibras para os neurônios pré-
ganglionares do núcleo dorsal do vago ( impulsos parassimpáticos), ou fibras retículo espinhais para os neurônios
pré-ganglionares da coluna lateral da medula T1-L2 (impulsos simpáticos), que na maioria dos vasos é
vasoconstritor. 15. O que pode causar o estado de coma? Processos patológico que comprimem diretamente o
mesencéfalo ou transição deste com o diencéfalo. Tumores ou hematomas que aumentam a pressão do
compartimento supratentorial e podem causar uma hérnia de úncus (comprime o mesencéfalo). Ou quando ocorre
um comprometimento direto e generalizado do próprio córtex cerebral (hipertensãoIC). 16. As monoaminas
participam do mecanismo de ação de drogas que atuam sobre o sistema nervoso central. Cite 2 dessas drogas e
explique como elas agem. Reserpina- droga tranqüilizante, libera os estoques de monoaminas do SNC. Nialamida-
droga antidepressiva que age bloqueando a atividade da enzima, a monoaminoxidase(MAO), que metaboliza as
monoaminas (bloqueio) com ação sobre o SNC 17. Porque os neurônios monoaminérgicos possuem uma
morfologia semelhando aos neurônios pos ganglionares do simpático? As fibras dos neurônios monoaminérgicos
possuem varicosidades e NÃO terminam em placas motoras 18. Quais são as fibras especialmente mais
importantes dos neurônios serotonérgicos, onde atingem na medula e sua lesão na síntese de serotonina pode
ocasionar o que? As fibras rafeespinhais, elas atingem a substância gelatinosa da medula onde inibem os impulsos
dolorosos. Sua lesão pode causar insônia permanente 19. Dos neurônios dopaminérgicos originam-se duas vias,
quais são elas?os sintomas da esquizofrenia podem ser resultante de que fator? Do mesencéfalo da área
tegmentar ventral e sua via mesolímbica; e da substancia negra e sua via Nigro – estriada. Os sintomas da
esquizofrenia podem ser resultantes da alteração na transmissão dopaminergica no córtex préfrontal e no sistema
límbico. 20. Qual a diferença entre as vias serotonérgicas e noradrenérgicas? As vias serotonérgicas se distribuem a
quase todo o sistema nervoso e as vias dopaminérgicas têm uma distribuição mais restrita e localizada
Cerebelo
1) Quais as funções motoras do cerebelo? Coordena os movimentos comandados pelo cérebro,
na perfeita harmonia entre eles; Dá o tônus muscular, regula grau de contração do músculo em
repouso; Mantém o equilíbrio do corpo (ligações com canais semicirculares e vestíbulo do
ouvido interno).
2) Quais as camadas do córtex cerebelar? Camada molecular, Camada de células de Purkinje e
Camada granular.
3) Qual a camada mais importante do córtex cerebelar e qual a sua morfologia? Camada de
células de Purkinje, células grande e de formato piriforme.
4) Quais conexões eferentes da zona medial cerebelar, que núcleos e tractos envolvidos? Axônios das células
de Purkinje _núcleos fastigiais; tracto fastígio-bulbar: fastígio-vestibulares e fastígio-reticulares; vestíbulo-espinhais
e retículo-espinhais
5) Quais as funções das conexões eferentes da zona medial, intermédia e zona lateral?
a)Zona medial: influência sobre neurônios motores do grupo medial da coluna anterior e manutenção do
equilíbrio e postura; b)Zona intermédia: influência sobre neurônios motores do grupo lateral da coluna anterior e
controle dos músculos distais dos membros, responsáveis por movimentos delicados; c)Zona lateral: Ação sobre
núcleos motores do grupo lateral da coluna anterior e controle dos músculos distais dos membros, responsáveis
por movimentos delicados.
6)Complete corretamente: a)Porção do cerebelo que se destina ao equilíbrio macroscópico e aos movimentos
oculares recebe o nome de arquicerebelo também designado de lobo floculonodular, tem extensas conexões com
os núcleos vestibulares; b) Porção que se refere à atitude postural, o tônus muscular, o controle dos músculos
axiais e a locomoção (percepção e modificação inconsciente da posição de certos segmentos do corpo ou de todo
ele, como na posição ereta) têm o nome de paleocerebelo ou verme cerebelar; c) Porção que corresponde a
coordenação dos movimentos voluntários e da provisão do controle motor fino para movimentos precisos das
extremidades (como acender cigarro com fósforo), é denominada de neocerebelo ou hemisfério cerebelar.
7)Correlacione às colunas: 1. Síndromes do Paleocerebelo 2. Disdiadococinersia 3.Rechaço 4. Síndromes do
Arquicerebelo 5. Dismetria 6.Tremor 7. Nistagmo 8.Decomposição
( 4 ) é devido a tumores do teto de IV ventrículo, que comprimem o nódulo e o pedúnculo do flóculo, freqüente
em crianças. Há somente perda do equilíbrio. ( 7 ) movimento oscilatório rítmico dos bulbos oculares, que ocorre
especialmente em lesões do sistema vestibular e do cerebelo. ( 6 ) é um tremor intencional (ativo, cinético ou
terminal) que não estar evidente em repouso, mas se torna evidente em respostas a movimentos dirigidos a uma
finalidade. ( 1 ) conseqüência da degeneração do córtex do lobo anterior no alcoolismo crônico. Manifesta perda
do equilíbrio e ataxia dos MMII, andar com a base alargada. ( 3 ) os músculos extensores custam a agir e o
movimento é muito violento, levando quase sempre o paciente a dar um tapa no próprio rosto. ( 2 ) Dificuldade de
fazer movimentos rapidos e alternados;ex:tocar rapidamente a ponta do polegar com os dedos indicador e
médio,alternadamente. ( 5 ) execusão defeituosa de movimentosque visam atinguir um alvo. ( 8 ) movimentos
realizados em etapas sucessivas por cada uma das articulações.
8) Os principais sintomas apresentados quando o cerebelo é lesado são agrupados em categorias ,quais são e
quando há aparecimento deles em conjunto? Os sintomas são agrupados nas categorias: incoordenaçao dos
movimentos-ataxia, perda do equilíbrio e diminuição do tônus muscular (hipotonia). Quando o cerebelo é lesado
totalmente .
9) Por que o córtex cerebelar tem grande capacidade de regeneração, pte em crianças quando a lesão ocorre
gradualmente, e em que caso a recuperação não ocorre? Explica-se devido à estrutura uniforme do córtex que
possibilita às áreas intactas assumir pouco a pouco as funções das áreas lesadas. A recuperação não ocorre quando
as lesões atingem os núcleos centrais.
10) Para quais núcleos se projetam os axônios das células de Purkinge das zonas medial, intermédia e lateral do
cerebelo? Os axônios das células de Purkinje da zona medial projetam
se para o núcleo fastigial, já os da zona intermédia projetam-se para o núcleo interpósito e os da zona lateral
para o núcleo denteado.
11) Pela divisão filogenética do cerebelo suas partes se orientam no transversalmente e se dispõem no sentido
rostrocaudal; com base nos estudos das conexões do córtex cerebral com os núcleos centrais, como a nova divisão
do órgão se orienta e dispõe? As partes se orientam longitudinalmente e se dispõem no sentido médio-lateral.
DIENCÉFALO
1) Quais são os principais núcleos do hipotálamo? (Melhor dividir por área e função) Supraóptico: Núcleo
supraquiasmatico, supra-óptico e paraventriculares; Tuberais: ventromedial, dorsomedial, arqueado(infundibular);
Mamilar: mamilares e posterior. 2) O hipotálamo recebe informações tanto de sensibilidade geral visceral quanto
especial (gustação) que entra no sistema nervoso por que tracto? tracto solitário. 3) A área lateral do hipotálamo é
percorrida pelo feixe prosencefalico que estabele conexões entre quem? R: Entre a área septal e a formação
reticular do mesencéfalo; a área septal e hipotálamo 4) Quais as principais funções do hipotálamo? Controle do
SNA, regulação da temperatura corporal, regulação do comportamento emocional, regulação do sono e da vigília,
regulação da ingestão de alimentos, regulação da ingestão de água, regulação da diurese, regulação do sistema
endócrino, geração e regulação de ritmos circadianos. 5) Onde se situa o centro da perda de calor? R: No
hipotálamo anterior, lesado em tumores de hipófise, levando a febre central grave. 6) Quais núcleos do hipotálamo
sintetizam o hormônio antidiurético e vasopressina? R: Núcleos supra-óptico e paraventricular. 7) Pacientes que
apresentem diabetes insípido podem apresentar comprometimento de que estrutura(s) no encéfalo? Por que? R:
No hipotálamo e/ou na neuro-hipófise, já que são estruturas relacionadas com a produção e liberação de ADH,
respectivamente. 8) Qual a relação do funcionamento da adeno-hipófise em relação ao hipotálamo? R: O
hipotálamo regula a liberação ou não dos hormônios produzidos na adeno-hipófise graças aos fatores de liberação
e de inibição que ele produz. 9) Qual o nome do sistema de veias que liga as redes capilares presentes no
infundíbulo e na adeno-hipófise? R: Sistema porta-hipofisária. 10) Quais são as maneiras de abolir o ritmo
circadiano?destruição do núcleo hipotalâmico supraquiasmático ou das vias da inervação simpática da pineal;
tumor pineal 11) Explique o uso da melatonina em viagens a jato intercontinentais. R: Ela pode ser usada como
cronobiótico para melhorar o mal-estar e a insônia causados por distúrbios na sincronia do relógio interno e do
relógio externo. 12) Cite as principais causas para o declínio da produção da melatonina. R: Ação de drogas e
medicamentos, stress, envelhecimento e desnutrição. 13) Quais são os principais núcleos do grupo lateral no
tálamo? R: Núcleo ventral-anterior, ventral lateral, póstero-lateral, póstero-medial e reticular do tálamo. 14)
Porque o corpo geniculado medial é chamado de réle da vida auditiva? recebe fibras vindas do colículo inferior,
pelo braço do colículo inferior, ou do lemnisco lateral e projeta fibras para a área auditiva do córtex cerebral. 15)
Como é chamada a lâmina de substância branca que reveste a superfície dorsal do tálamo? R: Extrato zonal do
tálamo.
16) O que são núcleos talâmicos específicos? R: quando são estimulados evocam potenciais em certas áreas
específicas do córtex, relacionadas com funções específicas. 17) A que funções o tálamo está relacionado? R:
Principalmente com a sensibilidade, mas também com a motricidade, com o comportamento emocional e com a
ativação do córtex. 18) Afecções (lesões) do tálamo ocorrem geralmente por quais causas? R: Lesões de alguns
vasos ou pela presença de tumores. 19) Quais as formações endócrinas e não endócrinas do epitálamo?
endócrina : glândula pineal; não endócrina : núcleos da habênula, a comissura das habênulas, as estrias medulares
e a comissura posterior. 20) Qual a inervação da glândula pineal ? fibras simpáticas pós ganglionares, oriundas do
gânglio cervical superior. 21) Qual a mais importante das formações do subtálamo ? R: O núcleo subtalâmico
Centro branco medular do cérebro
1) Quais os tractos e as principais fibras que encontramos nas fibras descendentes da cápsula interna? R: Os
tractos cortico-espinhal, cortico-nuclear e cortico-pontino; as fibras corticoreticulares, cortico-rubricas e córtico-
estriatais; tálamo-corticais, pálido-talâmicas
2) A cápsula interna separa quais estruturas do encéfalo? R: Separa o tálamo (medialmente) do núcleo
lentiforme (lateralmente) e cabeça do núcleo caudado (medial e anteriormente) do putâmen.
3) As fibras de associação intra-hemisféricas formam os fascículos e esses fascículos unem que estruturas? R:
Fascículo do cíngulo: Une os lobos frontal e temporal. Fascículo longitudinal superior: Une os lobos frontal, parietal
e occipital. Fascículo longitudinal inferior: Une o lobo occipital ao temporal. Fascículo unciforme: Une o lobo frontal
ao temporal.
4) Quais as funções das fibras de associação inter-hemisféricas do telencéfalo? Comissura do Fórnix: Faz
conexão entre dois hipocampos (arquicórtex).Comissura Anterior: Tem uma porção olfatória e outra não olfatória,
ligando os dois pólos temporais. Corpo caloso: Conecta áreas corticais simétricas com exceção do lobo temporal
anterior.
Núcleos da Base
1) Quais são os núcleos da base que correspondem aos núcleos aferentes ou estriatum no circuito atual ? Fale
sobre conexões. R: Núcleo caudado, putâmen e núcleo acumbens. Recebem conexões aferentes de outras regiões
do encéfalo, (substância negra compacta e ATV) e projetam-se para os núcleos intrínsecos (globo pálido externo) e
de saída ou eferentes: GP interno, Pálido ventral e SNegra reticulada. O GP externo faz conexão dupla com núcleo
subtalâmico _ saída.
2) Cite as estruturas dos núcleos da Base que são separadas pelos axônios da cápsula interna?
R: O estriatum, que se divide incompletamente em núcleo caudado e putâmen (perna
anterior); e o segmento interno do globo pálido da substância negra e tálamo (perna
posterior).
3) Quais as funções das alças anatômicas dos núcleos da base?
R: 1. Oculomotora – controle dos músculos extrínsecos do olho e orientação espacial 2. Associação – funções
cognitivas como memória espacial e avaliação da efetividade do comportamento. 3. Límbica – controle das
emoções e suas conseqüências viscerais 4. Motoresquelética – controle motor somático.
4) Na organização do comportamento, os vários circuitos paralelos dos núcleos da base podem atuar em
distintas funções, como por exemplo, quando alguém quer uma xícara de café. Explique essa afirmação. R: A alça
límbica pode determinar a decisão inicial do movimento, como pelo aroma do café. A alça de associação, função
fundamental em determinar para onde dirigir o nosso movimento de preensão _ são essenciais para estabelecer
mapas do espaço ao redor do indivíduo. A motoresquelética e oculomotora, no planejamento e execução real
deste comportamento _coordenando o movimento dos membros e dos olhos para direcionar corretamente a mão
até a xícara.
4)Complete: O _ Ácido γ – amino butírico _ ou _ GABA _ é o principal neurotransmissor dos
núcleos da base. Apresenta ação _ inibitória _. Constitui os neurônios de projeção dos
segmentos _ interno _e _ externo _ do _ globo pálido _ e da parte _ reticulada _ da _ substância
negra _, além da saída do estriatum.
O glutamato é excitatório e constitui a aferência cortical, talâmica e do subtalâmico. A dopamina
da SN compacta e ATV(área tegmental ventral).
5)Defina hipercinesia e cite exemplos de doenças dos núcleos da base que apresentam este tipo
de sinal R: Hipercinesia é o aumento da atividade motora mediada pelo córtex cerebral.
Exemplo: doença de Huntington e hemibalismo.
6)Que áreas dos núcleos da base são lesadas nas Hipocinesias e nas Hipercinesias? Diferencie suas principais
características.
Nas Hipocinesias, o neoestriado (putâmen especificamente) é lesado e não exerce sua função
de inibir a via direta (pálido interno), que continua ativa e inibe o tálamo que se projeta nas
áreas corticais motoras _ provocando menor atividade do tracto córtico-espinhal e de outras
vias descendentes. Na Acinesia há perda da habilidade de planejar os movimentos ou orientá
los numa posição desejada e Bradicinesia, onde há ruptura do equilíbrio entre as vias direta e
indireta do tálamo.
As Hipercinesias, presença de movimentos excessivos e intensos. Coréia: presença de
movimentos involuntários rápidos e ao acaso dos membros e do tronco. (Coréia de Huntington
e a Coréia de Sydenham). No pálido interno, excitando o tálamo. Cirurgias nestas áreas na
doença de Parkinson.
Hemibalismo: Movimentos incontroláveis balísticos dos membros contralaterais. Lesão vascular
do núcleo subtalâmico, interrompendo a atividade moduladora desse núcleo sobre o globo
pálido.
1)O mal de Parkinson é uma doença hipocinética ou hipercinética? Qual neurotransmissor está
envolvido quando o paciente é acometido pelo mal?Qual o nome das fibras responsáveis pela
produção deste neurotransmissor e onde elas se localizam?
Doença hipocinética degenerativa, crônica e progressiva que acomete pessoas com idade
superior a 50 anos. Lesão geralmente na parte compacta da substância negra, com diminuição
de dopamina nas fibras nigro-estriatais e uma consequente redução do segmento preto da
substância negra chamado neuromelanina.
2) Quais são os principais sintomas da Doença de Parkinson? R: Acinesia, tremor de repouso,
bradicinesia, olhar vazio, andar arrastado, linguagem monótona e as vezes ininteligível, aumento
do tônus da musculatura esquelética. 3) Nomeie os respectivos números que encontramos na figura:R: 1. Braço
anterior da cápsula interna 2. Cabeça do núcleo caudado 3. Putâmen 4) Complete sobre a cápsula interna: O
_braço posterior_ contém as projeções para as
áreas sensitivas somáticas do lobo _parietal_. 5) A parte compacta da substância negra não é
a única região do mesencéfalo que contém
dopamina. Q/outra região contém esse neurotransmissor? área tegmental ventral 6) A suplência vascular mais
importante dos núcleos da base é proporcionada por qual
artéria? R: Artéria cerebral média. 7) Neurônios do segmento interno do globo pálido projetam seus axônios
para o tálamo.
Esses axônios cursam em duas vias anatomicamente separadas. Cite quais são estas vias e
descreva o percurso de seus axônios. R: O fascículo lenticular ou Campo H2 de Forel, onde seus
axônios cursam diretamente através da cápsula interna e a alça lenticular, onde suas fibras
cursam ao redor da cápsula interna para alcançar o tálamo.
Córtex cerebral
1)Como se pode ser denominada a camada V de acordo com a função das suas fibras? Camada piramidal
interna - efetuadora de projeção.
2)Quais são os tipos de fibras de projeção do córtex? Aferentes talâmicas específicas (na camada IV) e extra-
talâmicas difusas (monoaminérgicas da FR e colinérgicas do basal de Meynert _ três camadas mais superficiais); e
eferentes originadas na camada V, córtico: espinhais, nucleares, pontinas, estriadas, reticulares, rubricas e
talâmicas.

3) Que tipos celulares do córtex cerebral: Piramidais, granulares, horizontais, fusiformes, e células de matinotti
4) No homem, o _____________ ocupa o hipocampo, já o _____________ ocupa o úncus e parte do giro para-
hipocampal. Arquecórtex/ paleocórtex
5) Diferencie os dois tipos de isocórtex heterotípico. O isocórtex heterotípico granular corresponde às áreas
sensitivas e possui muitas células granulares na camada IV, que invadem as camadas piramidais (III e V). O
isocórtex heterotípico agranular corresponde às áreas motoras e tem um grande número de células piramidais,
que invadem as camadas granulares (II e IV).
6) O que são áreas de projeção, segundo Luria? São áreas que se relacionam diretamente com a sensibilidade
ou motricidade
7) Onde se situa a área somestésica no mapa de Brodmann? Áreas 3, 2,1 do mapa no giro póscentral
8) O que seriam as crises uncinadas? É quando em crises epilépticas os indivíduos têm alucinações olfatórias por
focos de hiperatividade do uncus ( se queixam de cheiros desagradáveis).
9) O que lesões na área gustativa provocam? Diminuição da gustação na metade oposta da língua.
10) O que são surdez e cegueira verbal? São tipos de agnosias (interpretação sensorial), nas quais o indivíduo
perde total ou parcialmente a capacidade de reconhecer símbolos sonoros e visuais que constituem a linguagem
falada e escrita.
11) Onde está localizada a área motora suplementar? A área motora suplementar ocupa a parte mais alta da
área 6 de Brodmann, situada na face medial do giro frontal superior.
12) Uma lesão na Área de Broca provoca que tipo de déficit? déficits de linguagem denominados afasias, na
área de Broca são motoras, na área de Wernicke são sensitivas ou de percepção.
13) Por que as áreas de associação terciárias são consideradas supra modais? Porque elas não se relacionam
diretamente com nenhuma modalidade sensorial ou motora e sim com funções cognitivas (psíquicas superiores).
14) Através da interpretação dos dados experimentais e dos casos clínicos, algumas funções foram atribuídas a
áreas de associação. Quais são elas? Escolha das opções e estratégias comportamentais mais adequadas à
cada situação física e social do indivíduo, manutenção da atenção e controle do comportamento emocional,
linguagem, memória de vários tipos, inclusive a viso-espacial. 15) Com o que se relacionam as áreas corticais de
associação límbicas? De várias maneiras complexas, formando subsistemas cognitivos para o pensamento,
memória, linguagem, consciência e com o comportamento emocional. 16) Quais partes anatômicas do cérebro
fazem parte da area temporoparietal associativa? Qual sua função? Todo o lóbulo parietal inferior, ou seja, os
giros supra-marginal e angular, até margens do sulco temporal superior e parte do lóbulo parietal superior.
Funcionalmente elas são assimétricas; em geral, no hemisfério esquerdo forma área de Wernicke (linguagem) e à
direita para percepção viso-espacial.
17) Qual a função do fascículo arqueado? Transmitir informações importantes da área de Wernicke para a área
de Broca.
18) O que são afasias? São lesões das áreas corticais de associação responsáveis pela linguagem. Pode ser
motora, perceptual e de condução. 19) Porque os pacientes com Afasia de Wernicke além de uma deficiência na
compreensão da linguagem apresentam também uma dificuldade na expressão da linguagem, já que essa segunda
característica é da afasia de Broca? Porque o perfeito funcionamento da área de Broca depende da área de
Wernicke, recebendo fibras que passam pelo fascículo arqueado.. 20) Cite duas atividades nas quais o hemisfério
cerebral esquerdo é dominante. Linguagem e raciocínio matemático.
Sistema Límbico
1. Como é denominada a porção minúscula da formação hipocampal, dorsalmente ao Corpo caloso no encéfalo
adulto? R: Indusium Grisium
2. Qual a localização da Formação Hipocampal? R: Assoalho do corno inferior do ventrículo lateral
3. Complete: Na superfície medial do cérebro, a formação hipocampal e o ___(fórnice)__ formam um anel que
está situado dentro do córtex associativo límbico e envolve o __(diencéfalo)__ e o mesencéfalo. A formação
hipocampal é considerada tipicamente uma estrutura __(subcortical)__ mas está incluída no primitivo arquicórtex.
Consiste de três componentes: o subiculum, o próprio hipocampo e o __(giro denteado)__. Os três componentes
estão organizados irregularmente como uma faixa estendendo-se dentro do __(lobo temporal)__, as quais, juntas,
formam um cilindro com formato do cavalo marinho.
4. Cite e explique os sistemas aferentes e eferentes da formação hipocampal: R: A formação hipocampal _
maior aferência do córtex entorrinal que recebe maior aferência do giro do cíngulo. O córtex entorrinal recebe
aferências de outras partes do córtex associativo límbico ou não.
São dois sistemas eferentes (pelo fórnice): um do giro do hipocampo aos núcleos septais e o outro do subiculum
aos corpos mamilares do hipotálamo _ através do trato mamilotalâmico _ núcleos anteriores do tálamo, que se
projetam ao giro do cíngulo (Circuito Papez). Os núcleos septais localizados rostralmente no prosencéfalo, é um
“centro de prazer” que provavelmente tem um importante papel em comportamentos consumatórios, como os
comportamentos reprodutivos e a alimentação.
5. O que é o circuito de Papez e qual seu papel? R: A via do subiculum ao corpo mamilar e de volta para o giro
do cíngulo pelo fascículo mamilo-talâmico-cortical é o circuito que foi postulado por Papez para apresentar um
papel importante na emoção. Sabe-se agora que esse circuito é parte de uma rede complexa de conexões
bidirecionais e que muitos dos componentes dessa rede apresentam um papel mais importante na memória do
que nas emoções.
6. Como pode a formação hipocampal, com tal projeção subcortical focalizada, ter um papel geral na memória?
R: Além do fórnice como eferência importante da formação hipocampal para o hipotálamo, o subiculum se projeta
retrogradamente ao córtex entorrinal, o qual possui diversas conexões eferentes corticocorticais para o córtex pré-
frontal, córtex orbitofrontal, giro parahipocampal, giro do cíngulo e córtex da insula. E através de conexões com
amígdala (indiretamente).
Estas áreas também possuem projeções muito amplas. A formação hipocampal pode influenciar diversas
regiões dos lobos temporal, parietal e frontal. A divergência da eferência cortical da formação hipocampal é
paralela à ampla convergência de suas aferências, também via córtex entorrinal, das áreas associativas.
7. Complete: a) Vias polissinápticas complexas ligam as estruturas do sistema límbico com os três sistemas
efetores para a expressão comportamental: eles são o_AUTÔNOMO_,ENDOCRINO_e__SOMÁTICO(motor). b)
Muitas das conexões do sistema límbico refere-se a expressão _COMPORTAMENTAL DAS EMOÇÕES_.
9. Marque V ou F: (V) O sistema límbico influencia a secreção hormonal hipofisária. (F) As conexões viscerais
das emoções são mediadas somente por conexões diretas a núcleos do sistema nervoso. (V) As ações de fuga e
luta é mediada por ações do sistema límbico. (V) A função do sistema límbico parece ser particularmente para
pensamentos e os comportamentos normais cotidianos. (F) As projeções dopaminérgicas mesencefálicas
originam-se da área da banda diagonal.
10. Fale sobre a projeção noradrenergica: R: Se origina dos lócus ceruleus, influencia todo o córtex cerebral
incluindo áreas de associação límbicas como outras estruturas sub-corticais e límbicas. E as colinérgicas e
serotoninérgicas? ...
11. As projeções dopaminérgicas mesencefálicas originam-se de que área? R: Da área tegmental ventral e da
parte compacta da substância negra.
12. Onde está localizada a amígdala? E que formato tem seu complexo nuclear? Esta localizada dentro do lobo
temporal rostral, abaixo do uncus; e tem formato de amêndoa.
13. Como podem ser divididos os numerosos núcleos da amígdala? Em basolateral(maior), central e
corticomedial. Quais principais conexões e funções?!!
O basolateral ao córtex cerebral límbico, estriado ventral e basal, dorsomedial do tálamo- a área pré frontal
(emoção, aprendizado e memória); e ao núcleo central
o central ao TE - periaquedutal, parabraquial, solitário, dorsal do vago e FR- (VAFP)e núcleos do SNA medular
(comportamento da emoção);
o corticomedial a estruturas olfatórias e ao hipotálamo lateral e medial(pela estria terminal), na alimentação e
olfação.
14.Quais são os três alvos na via ventral amigdalofugal (VAFP)? – Ventral à comissura anterior e globo pálido,
chegam a: a) núcleo medial dorsal do tálamo que liga a amígdala basolateral indiretamente ao córtex pré-frontal e
orbitofrontal;- b) ao prosencéfalo basal (estriatum ventral, basal de Meynert e da banda diagonal de Broca) ; c) ao
tronco encefálico – para núcleos préganglionares parassimpáticos, projeção do núcleo central.
A outra via eferente_ dorsal, (estria terminal), chega ao núcleos lateral e medial ventral do hipotálamo
(importante na alimentação) e sai do grupo nuclear corticomedial.
15. Que núcleo da amígdala regula o sistema nervoso autônomo? O núcleo central
16. Que aferências recebe o núcleo central? aferência motora visceral dos núcleos do tronco cerebral, em
particular o núcleo solitário e o núcleo parabraquial.
17. Qual é a via eferente da amígdala, que não se cora fortemente porque seus axônios não são intensamente
mielinizados? A estria terminal; (a outra é a amigdalofugal ventral.)
18. Quais são as estruturas subcorticais-chave do sistema límbico? A formação hipocampal e a amígadala
19. Quais as principais áreas que transmitem informação ao córtex associativo límbico? Áreas sensitivas de
terceira ordem (x associativa) e 2 áreas corticais associativas temporoparietal e pré-central.
20. Quem foi o primeiro cientista que percebeu que determinadas estruturas cerebrais estavam associadas às
emoções, aprendizado e aspectos e memória? Pierre Paul Broca
21. Quais são os componentes telencefálicas do sistema límbico com formato de C e quais regiões encefálicas
estes fazem conexões? 1. Córtex associativo límbico (giros do cíngulo, seu istmo e giro para-hipocampal, orbito-
frontal medial, giros do pólo temporal); 2. A formação hipocampal junto com sua via eferente, o fórnix ; 3. Parte da
amígdala e uma de suas vias de saída, a estria terminal, com seu núcleo. Conexões amplas telencefálicas do
sistema límbico – incluindo os núcleos septais e estriado ventral – como também com o diencéfalo e com o
mesencéfalo.
Referências Bibliográficas:
MACHADO, Angelo B. M. Neuroanatomia funcional. 2.ed São Paulo:
Atheneu, 2006
MISULIS, K. E. Netter Neuroanatomia Essencial . 1. ed. São Paulo: Elsevier,
2008.
GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan S.A., 1988.
MOORE, Keith L.; DALLEY, Arthur F. Anatomia Orientada Para a Clínica. 5ª
ed. Editora Guanabara Koogan, 2007.
NETTER, Frank H. Atlas de Anatomia Humana. 4ª ed. Elsevier Editora, 2006.
<http://www.sistemanervoso.com/index.php>. Acesso em 23 mai. 2010
< http://www.auladeanatomia.com/neurologia/nervoscranianos.htm >.
Acesso em 23 mai. 2010
<http://www.ibb.unesp.br/departamentos/Fisiologia/material_didatico/N
eurobiologia_medica/Apostila/11_fisiologia_muscular_controle_motricida
de_medula_tronco_cortex.pdf> Acesso em 23 mai. 2010
<http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?295> Acesso em 24 mai.
2010

EXERCÍCIOS DE NEUROANATOMIA
BASEDO NO LIIVRO ANGELO MACHADO
(Cap. 1, 2 e 3) 1) A) Como denominamos o conjunto de corpos neuronais na periferia do sistema? E quando eles
estão concentrados no sistema central?
B) Identifique a origem embrionária dos neurônios acima.
2) A) Que estruturas são originadas do prosencéfalo?
B) E dos divertículos do diencéfalo?
3) Que células são responsáveis por: a. Entrada de estímulos no
SNC:________________________________________ b. Saída de estímulos da coluna anterior da
medula:________________________ c. Formação de mielina ao redor dos
axônios:_____________________________ d. Formação de pés
vasculares:________________________________________ e. Secreção de
líquor:_______________________________________________
4) Complete: A) Na organização do sistema nervoso, podemos dividi-lo em somático e visceral, sendo que o
componente aferente conduz impulsos originados em ________________ periféricos, em áreas específicas; o
componente eferente, no somático leva o comando a ____________________________________. No visceral,
leva a ___________________________________________, e é também chamado de
__________________________.
5) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso segmentar 6) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso
periférico?
7) Complete: No embrião, o prosencéfalo dá origem a duas vesículas. Uma delas se divide e forma uma parte
mediana que é constituída pelas estruturas anatômicas: _________________________ e
_________________________________. A outra vesícula apresenta divertículos que irão formar estruturas à
distância: ________________, ______________________ e ________________________.
8) Complete: O sulco limitante, no assoalho do IV ventrículo, embrionariamente separa núcleos motores,
originados da ______________________(medial), de núcleos sensitivos, originados da
__________________________ (lateral).
9) São células da glia situadas em gânglios do SN Periférico: a. Astrócitos fibrosos b. Anfícitos ou células
satélites c. Neurilemócitos d. Células ependimárias e. Oligodendrócitos
10) Que formações endócrinas são originadas da vesícula diencefálica?
11) Quais as células da glia que estão dando sustentação ao SN Periférico? Localize-as nesse sistema.
12) Quais as 5 vesículas embrionárias do arquencéfalo?
13) De que folheto externo embrionário se origina o sistema nervoso?_
14) Onde inicialmente se desenvolvem os neurônios motores nas paredes do tubo neural?
15) Na divisão anatômica, cite os constituintes da periferia, com suas principais subdivisões
16) Cite os 3 folhetos e os 3 espaços meníngeos que envolvem a medula espinhal.
17) Que neurônios associam níveis diferentes dentro do sistema nervoso?
18) Como se chamam os envoltórios dos nervos e qual deles é o mais importante para a barreira hematoneural?
19) Qual a estrutura mínima de um arco reflexo?
20) Quais as principais células responsáveis pela cicatrização do SNC?
21) Quais células revestem internamente os ventrículos encefálicos? Elas formam que estruturas junto a vasos
da pa-máter?
22) De onde se originam os neurônios cujos corpos estão fora do neuro-eixo?
23) Os nervos são cordões esbranquiçados que fazem parte do sistema nervoso periférico, juntamente com
suas dilatações no trajeto, chamadas de ________________. Essas dilatações funcionalmente podem ser
________________ ou _________________. Os nervos ainda podem ser mielínicos ou amielínicos, de acordo com
a formação de ______________________ pelas células da glia, chamadas de ___________________. No sistema
nervoso central, os corpos neuronais e dendritos formam os ________________, se dentro da substância branca,
ou o ________________ se estiver perifericamente. Este último pode ser encontrado apenas na divisão supra-
segmentar, constituída de _______________ e ___________________. No SNC, as células da glia que formam a
substância branca chamam-se __________________ e as que forram interiormente as cavidades chamam-se
____________________________.

(Cap. 4 e 5)
1) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?
2) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
3) Quantos e quais são os segmentos medulares?
4) A _____________________ e a ________________ correspondem às áreas em que fazem conexão com a
medula as grossas raízes nervosas que formam os plexos _____________ e _____________, respectivamente.
5) Quais são os envoltórios da medula? Quais as suas posições em torno dela?
6) O que se entende por cauda eqüina?
7) Os sulcos longitudinal ____________ e __________ fazem conexão com filamentos nervosos denominados
de _______________________________, que se unem respectivamente para formar a raiz ___________ e
______________ dos nervos espinhais.
8) Como é feita uma anestesia raquidiana e quais os seus inconvenientes?
9) Qual a melhor área para exploração clínica da medula espinhal?
10) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
11) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
______________________________________________________________________
12) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
______________________________________________________________________ 13) Que estrutura marca
a parte caudal da eminência medial?
______________________________________________________________________
14) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
______________________________________________________________________
15) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
______________________________________________________________________
16) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
_____________________________________________________________________________
17) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
_____________________________________________________________________________
18) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas
mais laterais?
19) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios b) pirâmides c) olivas d) tubérculos gráceis e) raízes dorsais

20) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
21) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo ____________________ e pelos
___________________________.
22) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:
a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme b) pineal e trígono das habênulas c) colículos superiores e
inferiores d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior e) bases do pedúnculo cerebral e ponte
23) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?
24) Complete: Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de
fibras nervosas ascendentes chamados ________________________________ ________ que terminam em
tubérculos formando núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes,
o ____________________________. No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas
elevações arredondadas chamadas _________________ e, inferiormente a elas encontram-se os
_________________________
25) Qual o significado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
26) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
27) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?
28) Complete: No assoalho do IV ventrículo encontramos um sulco mediano, e lateralmente a ele uma
___________________ que corresponde embrionariamente ao crescimento de neurônios da ______________,
que é funcionalmente _____________. Numa vista ventral, o bulbo mostra uma fissura mediana e lateralmente a
elas duas eminências alongadas chamadas de ____________, separadas das ___________ pelos sulcos laterais
anteriores, de onde saem os filamentos radiculares do ___________________. Nos sulcos laterais posteriores do
bulbo saem os ____________________________. No sulco bulbo pontino encontram-se as origens aparentes dos
____________________________.
(Cap. 6 e 7)
01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:
02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.De cada lado do epitálamo e percorrendo
a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe de fibras nervosas
chamadas________________________, onde se insere a ______________________ que forma
o teto da cavidade. Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos ,
sendo o mais anterior o___________________________________.
-A maior parte do diencéfalo constitui o____________________________, uma massa ovóide
de substância cinzenta cuja porção lateral de sua face superior faz parte do assoalho
do___________________________________________, enquanto sua porção medial , junto
com o teto do terceiro ventrículo, constitui o assoalho_______________. Inferiormente limita
se com o_____________________(medialmente) e com o
___________________(lateralmente).
03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas
principais funções.
04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?
05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?
06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?
07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?
08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:
a-nervos ópticos;
b- retina;
c- estrias olfatórias;
d- corpo geniculado lateral;
e- corpos mamilares
09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:
a- retina;
b- nervo óptico;
c- lâmina terminal;
d- pineal;
e- neurohipófise
10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:
a- pirâmide;
b- flóculos;
c- hipocampos;
d- uncus;
e- declive
11) Estrutura lateral ao tálamo:
a-estria medular;
b- 3º Ventrículo;
c- cápsula interna;
d- tela corióide;
e- fórnix
12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da
base do cérebro? E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?
13) A face lateral do tálamo é separada do diencéfalo por que compacto feixe?
14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?
15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico,
dois laterais que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise?
16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o
lobo________________________próximo ao ângulo ponto-cerebelar, local onde emergem os
nervos _________________-e_________________________________. Lateralmente à úvula
estão as __________________________, bem evidentes na face inferior, projetando-se sobre a
face dorsal do ________________________.
17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?
18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem
aparente encefálica próxima a ele?
19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?
20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do
controle emocional? __________________________________.
22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?
23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?
24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?
25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima
dovsulco___________________________visualizado na perede lateral do
__________________________________. Sua extremidade posterior chama-se
________________________que se projeta sobre os
corpos____________________________________. Estas estruturas estão ligadas aos
____________________________mesencefálicos através de seus braços. Lateramente o
tálamo está separado do telencéfalo pela ________________________________e
superiormente forma assoalho da fissura transversa do cérebro e assoalho
do______________________.
26) O cerebelo vestibular é formado pelo__________________________que faz parte do teto
do IV ventrículo e pelos __________________________que estão situados próximos às
aberturas laterais deste mesmo ventrículo. O cerebelo espinhal é formado pelo lobo anterior e
pelos lobos do vermis denominados de ________ e _____________. As tonsilas, declive, folium
e tuber são estruturas do cerebelo __________. O cerebelo está ligado à ponte pelo
___________________________________________________e ao mesencéfalo pelo
____________________________________________________que faz parte do
_____________________________________________________.
27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:
(Cap. 8)
1.Aonde se localiza a ínsula?
2.Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?
3.Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?
4.Qual a localização do septo pelúcido?
5.Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?
6.Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?
7.Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?

8.Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?
9.Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?

10.Quais sulcos delimitam o cúneus?


11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizada nos hemisférios cerebrais,
responda:
a)Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?
b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?
12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?
13- Quais são os núcleos da base?
14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.
15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.
16- Que estrutura forma o corpo estriado?
17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.
18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?
19- Onde se localiza o arqui, paleocórtex e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?

(Cap. 9)
1. Dê o nome das estruturas: A) Prega da dura-máter que pode estar relacionada com lesões do mesencéfalo:
_____________________________________
B) Estrutura localizada na margem livre da foice do cérebro:
_____________________________________
C) Drena a maior parte do sangue venoso do encéfalo:
_____________________________________
D) Projeções da aracnóide em direção à pia-máter:
_____________________________________
E) Principal artéria que irriga a dura-máter:
_____________________________________
F) Vaso que drena para o seio reto:
_____________________________________
G) Estruturas especializadas na difusão liquórica:
_____________________________________
2. Que características permitem distinguir os seios da dura-máter das veias?
3. Cite as estruturas que atravessam o seio cavernoso e explique sua importância clínica.
4. Localize no encéfalo a cisterna quadrigeminal

5. Qual a importância dos espaços perivasculares?


6. Onde estão localizados os plexos corióides?
7. Explique como se dá a circulação liquórica especificando os locais de produção e absorção do líquor.
8. O que pode causar a hipertensão craniana? Qual o sintoma característico e a meninge relacionada com este?

9. Porque a realização de punção lombar em paciente com hipertensão craniana pode levar à morte?
10. Quais são os tipos de hidrocefalia existentes e quais suas causas?
Núcleos dos Nervos Cranianos & Alguns Reflexos no Tronco Encefálico
1- Quais núcleos formam a Coluna eferente somática?
2- Quais núcleos são responsáveis por emitirem fibras que inervam os músculos extrínsecos do olho?
3- Quais núcleos formam a Coluna eferente visceral geral?
.
4- Qual o caminho que as fibras do núcleo salivatório inferior percorrem até chegarem à glândula parótida?
5. Qual a localização dos núcleos da coluna eferente visceral especial e que estruturas eles inervam?
6. Quais são os núcleos da coluna aferente somática geral e que função eles exercem?
7. Quais as Diferenças funcionais entre o núcleo sensitivo principal e o núcleo do tracto espinhal?
8. O que se deve fazer quando ocorre nevralgias do trigêmeo?
.
9. Quais são os núcleos localizados na coluna vertebral aferente somática especial?
10. Qual é a característica que diferencia esta coluna das demais colunas?
11. Qual é o único núcleo que forma a coluna aferente visceral? E onde ela se localiza? Qual a função das suas
fibras?
12. Sobre as fibras as células destes encarregados de fazer a ligação entre os núcleos e tálamo, complete os
espaços:
13. Qual a importância fundamental das conexões reflexas?

14. Qual a vantagem do reflexo mandibular numa pessoa em condições normais?


15. Cite uma aplicação funcional clínica do reflexo corneano.
16. Assinale V ou F:
( ) As conexões centrais são feitas com o núcleo lacrimal.
( ) Fibras pré-ganglionares saem pelo VII par ou facial.
( ) O impulso chega ao gânglio pterigopalatino após passar pela glândula lacrimal.
17. Uma pessoa está com distúrbios neurológicos causados por uma certa doença que afetou o seu reflexo de
piscar. Quais os nervos que, provavelmente, estão lesionados impedindo que ocorresse este tipo de reflexo?
18. Se ocorrer um estímulo muito intenso no reflexo de piscar, qual a diferença básica que ocorre no
mecanismo de funcionamento deste tipo de reflexo?
19. Qual a importância do Reflexo de Movimentação dos olhos por estímulos vestibulares?

20. O que é Nistagmo?Cite uma ação ou situação para que ocorra um Nistagmo.
21. Como é possivel acabar com o reflexo fotomotor?
22. Cite duas formas de como o reflexo do vômito pode ser ativado?
23. Examinando os olhos de seu paciente, o médico percebe que ao incidir uma luz num determinado olho, a
pupila deste contrai-se, mas a pupila contralateal não contrai. Qual o reflexo em bom funcionamento e qual o
reflexo que foi abolido?
24. Quais os nervos envolvidos, respectivamente, na contração do diafragma, no fechamento do piloro e no
aumento da pressão intra-abdominal, durante o Reflexo do Vômito?

ESTRUTURA INTERNA E LESÕES CLÍNICAS DA MEDULA ESPINAL


1) Qual a importância de se conhecer a estrutura do sistema nervoso central?
2) Na coluna posterior, observa-se de diante para trás uma base, um pescoço e um ápice. Neste último, o que
encontramos?
3) Os neurônios radiculares somáticos são divididos em neurônios α e γ. Descreva o funcionamento desses
motoneurônios.
4) Há dois tipos de neurônios cordonais: os neurônios cordonais de projeção e os neurônios cordonais de
associação. Defina-os com as suas principais características.
5) Descreva o mecanismo existente entre as células de Renshaw e os neurônios motores.
6) Explique como a estricnina pode inibir o mecanismo citado acima.

7) Coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:


( ) A substância branca apresenta axônios mielinizados que sobem e descem pela medula espinal,
conduzindo impulsos nervosos para níveis superiores ou inferiores do SNC.
( ) Os tractos tecto-espinal, vestíbulo-espinal, rubro-espinal e retículo-espinal correspondem às vias
ascendentes.
( ) Os tractos descendentes da medula espinal conduzem impulsos aferentes (sensitivos) dos receptores da
periferia para o encéfalo.
( ) Alguns dos tractos das vias extrapiramidais tendem a modificar contrações musculares relacionadas com
postura e equilíbrio.
7) Os tractos das __________________________ são as principais estruturas envolvidas no controle voluntário
dos músculos estriados esqueléticos.
9) Responda:
a) Quais são os métodos que permitem identificar os tractos e fascículos na medula espinal? Justifique em que
fatos são baseados, descrevendo-os.
b) Explique como se dá a divisão do tracto córtico-espinhal em anterior e lateral.
c) Cite os tractos das vias extrapiramidais com suas respectivas origens.
10) Ao penetrarem na substância cinzenta da medula, quais tipos de sinapses as fibras e os colaterais da raiz
dorsal podem fazer?
11) Quais as funções desempenhadas pelos fascículos grácil e cuneiforme?
12) Quais são as funções dos tractos das vias ascendentes?
13) Qual a diferença de localização entre os tractos espino-talâmico anterior e lateral?
14) No que diz respeito às vias ascendentes, quais são os tractos que cruzam no trajeto da medula?
15) O que caracteriza as paralisias flácidas e espásticas?
16) Quais as características da Síndrome de Brown-Séquard quando a lesão atinge os tractos que se cruzam na
medula?
17) Quais as consequências do Tabes Dorsalis?
18) Quais os principais tractos lesados por hemissecção medular?
19) Que estruturas são danificadas em pessoas que desenvolvem Siringomielia e quais as fibras afetadas?
20) O que vem a ser Choque Espinhal? Com o que se relaciona? E quais os sinais que o paciente apresenta em
tal condição a que se está relacionada?
21) O que é Cordotomia? Qual o objetivo de sua utilização? Com que tracto está relacionada?
NERVOS ESPINHAIS PLEXO CERVICAL E BRAQUIAL
1. O que são dermátomos?
2. O que forma uma unidade motora?
3. É possível em um mesmo nervo existir impulsos nervosos de direções diferentes ocorrendo ao mesmo
tempo? Por quê?
4. O que são nervos unissegmentares? E plurissegmentares. Exemplifique:
.
5. A alça cervical é responsável pela inervação de qual grupo muscular?
6. Que danos o sistema cardiovascular sofre com a introdução do anestésico local na corrente sanguínea?
7. O sistema nervoso central também sofre danos. Quais são eles?
8. Quais são e de onde originam-se os ramos terminais do plexo braquial?
9. Por que o bloqueio do plexo braquial pela via interescalênica possui instalação mais rápida quando
comparada com o bloqueio pela via axilar?
10. Descreva as lesões de plexo braquial mais comuns durante o parto e cite as áreas do plexo que são atingidas
em cada caso.
PLEXO LOMBO-SACRAL & NERVOS CRANIANOS
1- Qual a localização do plexo lombar?
2- Quais nervos do plexo lombar passam internamente ao canal inguinal?
3- Porque devemos usar métodos pouco invasivos, como a cirurgia a laser, quando se quer remover as
formações varicosas da veia safena magna?
4- Um paciente com queixa de dor que corre pela região posterior da coxa. Que nervo pode está sendo lesado?
5- O Plexo Sacral é formado por quais ramos dos nervos SACRAIS?
6- Qual movimento e quais músculos podem ficar diretamente prejudicados numa lesão do Nervo Glúteo
Superior?
7- Qual é o nervo principal formado pela Divisão Anterior do Plexo Sacral?
8-Cite exemplos de ramos viscerais do plexo do pudendo:
9-O nervo do pudendo se divide em quais nervos?
10-Quais são os inconvenientes da técnica de bloqueio do nervo do pudendo?
.
11-Para quais procedimentos médicos a raquianestesia é indicada e qual sua desvantagem?
12-Além dos receptores gerais presentes em todo o corpo, os nervos cranianos possuem também receptores
especiais, qual a importância deles?
13-Os nervos olfatório e óptico são exclusivamente sensitivos, além disso, são os únicos pares que não se ligam
ao tronco encefálico, aonde eles vão se ligar no encéfalo?
14-Cite três sintomas que resultam de lesão no nervo oculomotor, 3º par de nervos cranianos:
15-Qual a conseqüência da extensão da lesão do nervo trigêmeo no lemnisco medial:
16- As fibras aferentes somáticas gerais do nervo trigêmeo conduzem impulsos exteroceptivos e
proprioceptivos. Os exteroceptivos relacionam-se com quais sensações e de onde se originam. Cite três de cada.
.
17-Cite dois sinais que podem ser causados por lesão no nervo vestíbulo-coclear?

18-Cite quantos e quais são os nervos que participam da inervação da língua:


19-Onde se originam as fibras sensitivas e eferentes do nervo vago?
20-Uma paralisia do m. trapézio ou uma diminuição do ângulo escapular pode estar associada a uma lesão do
_____________________________. O qual é composto por duas raízes: ____________________
e____________________. Ao atravessar o ________________________ o trato comum divide-se em dois ramos:
___________________ e ___________________.
QUESTIONÁRIO SNA
1)Qual a principal diferença entre a sensibilidade somática e a visceral?
2) Cite duas diferenças existentes entre o sistema nervoso somático eferente e o sistema visceral eferente
(sistema nervoso autônomo).
3)Qual a principal diferença histológica entre as fibras pré-gânglionares e as pós- gânglionares?
4)Quais são as importantes áreas do telencéfalo e diencéfalo que regulam as funções viscerais?
5) Quais as diferenças que acometem os neurônios e suas fibras, em relação ao sistema autônomo simpático e
parassimpático?
6) Como são classificadas, em relação às substâncias dos neurotransmissores, as fibras dos neurônios do
sistema autônomo? Especifique de qual tipo é cada uma.
7)Qual a intenção final do sistema nervoso autônomo?
8)Cite algumas ações que o sistema nervoso autônomo exerce em órgãos do corpo humano.
9)Onde o nervo esplâncnico menor termina?
10)Os neurônios pré-ganglionares só existem em quais segmentos medulares?
11)Qual a diferença entre os gânglios para e pré-vertebrais?
12)Diga todo o caminho dos nervos relacionados a inervação simpática da pupila.
13)De que é constituída a parte craniana do sistema nervoso parassimpático?
14)Qual a localização do gânglio ciliar?
15)Quais são os plexos da cavidade torácica e de onde se originam suas fibras parassimpáticas e simpáticas?
16) Localize o plexo celíaco na cavidade abdominal.
17)Cite cinco plexos secundários do plexo celíaco e suas artérias correspondentes.
18) Descreva o trajeto completo do arco reflexo da micção
19)O que provoca uma lesão nos nervos esplâncnicos pélvicos?
20)À que se deve a acalasia e qual seu principal sintoma?

QUESTIONÁRIO DE TRONCO ENCEFÁLICO E LESÕES


1 – Como são formados a decussação dos lemniscos e os lemniscos mediais do bulbo?
2 – Qual o tipo de fibras que se origina do núcleo do hipoglosso no bulbo?A que região do corpo essas fibras se
destinam?
3 – Quais as fibras que ligam o núcleo olivar inferior do bulbo ao córtex cerebelar?A que fenômeno essas fibras
estão relacionadas?
4-De que são constituídas as fibras arqueadas internas?
5-Correlacione os tratos com as suas funções:
a)Trato espino-talâmico lateral ( ) Informa ao cerebelo quando os
impulsos motores chegam à medula e
qual a sua intensidade.
b)Trato espino-talâmico anterior ( )É responsável por conduzir ao
cérebro impulsos de temperatura e dor.
c)Trato espino-cerebelar anterior ( ) Leva ao cerebelo impulsos de
propriocepção inconsciente. d)Trato espino-cerebelar posterior ( ) É responsável por
conduzir ao tálamo impulsos de pressão e tato
leve.
6-As fibras longitudinais formam as vias , e .A
primeira via é formada pelos e oriundos da medula, que terminam no bulbo ou passam por
ele em direção ao ou ao . A eles acrescenta-se o , originado no próprio bulbo. A
segunda via possui cinco vias principais, são elas: , , , ,
e . Já a terceira via, é formada por fibras que constituem o , presente em toda a
extensão do tronco encefálico e níveis mais altos da medula.
7) Que núcleo íntimo das fibras do n. facial pode ser lesado conjuntamente com este nervo?
8) De que áreas do córtex partem as fibras do tracto cortico-espinhal?
9) Porque cada hemisfério cerebral recebe informações auditivas provenientes dos dois ouvidos?
10) Quais são os núcleos do nervo trigêmeo e com quais funções estão relacionados?
11) De que forma está disposto o lemnisco medial na ponte?
12) Complete a sentença a seguir que descreve parte do trajeto das fibras do pedúnculo cerebelar superior:
Emerge do ___________ formando inicialmente a parede dorso lateral da metade cranial do IV ventrículo,
aprofunda-se no _____________e já no limite com o mesencéfalo suas fibras começam a se cruzar com as do lado
oposto, constituindo o início da ___________ dos pedúnculos cerebelares.
13) Qual a substância que reveste o aqueduto cerebral? Qual a substância que está localizada entre a base e o
tegmento do mesencéfalo?
14) Com quais fibras o colículo superior se conecta?
15) Diferencie estruturalmente o colículo superior do colículo inferior.
16) A degeneração dos neurônios dopaminérgicos da substância negra causa que síndrome?
17) Por que substância cinzenta do tegmento do mesencéfalo pode ser classificada como Homóloga?
18) A paralisia ou hipotrofia dos músculos da língua é causada pela lesão de qual nervo? A paralisia se dá no
mesmo lado ou no lado oposto ao da lesão?
19) Quais os sintomas da lesão superficial e profunda da pirâmide?
20) A paralisia se dá de duas formas: paralisia facial central e paralisia facial periférica. Essa paralisia por lesão
do nervo facial acomete quais estruturas respectivamente?
21) Quando a lesão do nervo facial ocorre antes de sua emergência do forame estilomastóideo, quais nervos
podem estar associados a lesão?
22) A lesão do tracto cortico-espinhal e das fibras do nervo abducente, respectivamente, causam quais
sintomas?
23) A paralisia dos músculos da mastigação com desvio da mandíbula para o lado paralisado e a perda da
sensibilidade na face estão associados a mesma lesão. Qual é esta lesão?
24) A lesão do nervo oculomotor [III] gera quais sintomatologias?
25) A lesão do tegmento do mesencéfalo (Benedikt) compromete quais estruturas?
QUESTÕES BÔNUS - RESPONDIDAS
Grandes vias eferentes
1) Quais as estruturas comunicadas pelas grandes vias eferentes? Centros supra-segmentares do sistema
nervoso com os órgãos efetuadores 2) Associe a via à sua respectiva função: A. Vias eferentes somáticas (da vida
de relação) B. Vias eferentes viscerais (do sistema nervoso autônomo) ( A ) Controlam a atividade dos músculos
estriados esqueléticos, permitindo a realização de movimentos voluntários ou automáticos, regulando ainda o
tônus e a postura. ( B ) Regulam o funcionamento das vísceras e dos vasos, inerva os músculos lisos, o cardíaco e
as glândulas. 3) Complete: Neurônios; pré-ganglionar; pós-ganglionar; efetuadores; impulsos; pré; pós; vísceras No
SNA existe a presença de dois ____________: 1 _______________e 1 ______________, entre o sistema nervoso
central e os órgãos ________________. A influência do Sistema Nervoso Supra-segmentar sobre a atividade
visceral dá-se pelos ___________ nervosos que ganham os neurônios ______-ganglionares, passam aos neurônios
______-ganglionares, de onde se distribuem as ___________ 4) Assinale a alternativa que não corresponde às
áreas do Sistema nervoso supra-segmentar que faz regulação do SNA:a a) área occipital b) sistema límbico c)
área pré-frontal d) hipotálamo 5) Quais estruturas pertencem respectivamente as “sistemas” piramidais e
extrapairamidais e suas funções? Piramidal: compreendido pelo tracto córtico-espinhal e tracto córtico-nuclear,
responsáveis pelos movimentos voluntários. Extrapiramidal: compreendido pelas demais estruturas e pelas vias
motoras somáticas, responsáveis pelos movimentos automáticos, pela regulação do tônus e da postura 6) Quais os
tractos que compreendem as vias piramidais? Córtico-espinhal e c-nuclear 7) Indique o trajeto das fibras do tracto
córtico-espinhal. Área 4 de Brodman, coroa radiada, perna posterior da cápsula interna, base do pedúnculo
cerebral, base da ponte e pirâmide bulbar 8) No nível da decussação das pirâmides o tracto cortiço-espinhal se
divide em dois: ______________ e o _______________. Eles ocupam na medula o _______________ e o
_________________, respectivamente. Tracto Córtico-Espinhal Anterior e Tracto CórticoEspinhal Lateral. Funículo
Anterior e Funículo Lateral, respectivamente 9) Por que uma lesão no tracto cortiço-espinhal não gera hemiplegia?
Os neurônios são também são controlados pelo rubro e retículo espinhal 10) Cite consequências da lesão do tracto
cortiço-espinhal. Não consegue fazer movimentação independente dos dedos, perda do fracionamento muscular e
a velocidade voluntária de contração é diminuída. 11) Embora muito semelhantes, qual as principais diferença
entre o tracto córtico-nuclear e o tracto córtico-espinhal? O tracto córtico-nuclear transmite impulsos aos
neurônios motores dos núcleos dos nervos cranianos e não aos da medula; a maioria das fibras do tracto
córticoespinais são cruzadas, enquanto boa parte das do tracto córtico-nuclear são homolaterais. 12) Em que se
baseou Kuyper para dividir os tractos da vias extrapiramidais em grupos A ( tractos tecto-espinhal, vestíbulos-
espinhal e retículo-espinhal) e B (tracto rubro-espinhal)? Ele
se baseou nos locais em que os tractos terminam na medula. Os tractos do grupo A terminam fazendo sinapse
com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região medial da coluna anterior e o tracto do
grupo B termina fazendo sinapse com os interneurônios que se ligam aos motoneurônios situados na região lateral
da coluna anterior. 13) Qual a função do tracto rubro-rspinhal? Juntamente com o tracto córtico-espinhal lateral,
controla a motricidade voluntária dos músculos distais dos membros 14) Qual a função do tracto tecto-espinhal?
Está relacionado com reflexos de movimentação da cabeça decorrente de estímulos visuais 15) Qual a função do
tracto vestíbulo-espinhal? Leva aos neurônios motores inferiores impulsos nervosos com informações da área
vestibular, do ouvido interno e do arquicerebelo importantes para manutenção do equilíbrio 16) Quais as funções
do tracto Retículo-Espinhal? Controle de movimentos voluntários e automáticos, a cargo dos músculos axiais e
proximais dos membros 17) Qual o Tracto Piramidal que recebe suporte postural básico, para execução de
movimentos finos, de um tracto extrapiramidal? Tracto Córtico-Espinhal 18) O que é Hipertonia? Desequilíbrio
entre as influências inibidoras ou facilitadoras trazidas pelos tractos Vestíbulo-Espinhal e Retículo-Espinhal 19) Qual
o tracto que está envolvido no controle da marcha? Tracto Retículo-Espinhal (postural) vestibulo-espinhal
(equilíbrio) corticoespimhal lateral (distal 20) Através de quais tractos o córtex cerebral se projeta sobre o
neurônio motor inferior, diretamente? Córtico-Espinhal e Tracto Córtico-Nuclear 21) Quais são as etapas da
organização do movimento voluntário e que áreas elas envolvem, respectivamente? Etapa de preparação (áreas de
associação do córtex com relação com o cerebelo e com o corpo estriado) e etapa de execução (áreas motora e
pré-motora do córtex relacionadas a neurônios motores) e, também mecanismos de ajustes do movimento
voluntário (correção) 22) Os neurônios corticais cerebrais atuam sobre quais tratos motores? Atuam sobre os
neurônios motores do tracto cortiço-espinhal e cortiço-nuclear; cortiço-rúbrico, cortiçoreticular, cortico-tectais; do
cerebelo, retículo e vestíbuloespinh. 23) Qual o objetivo da atuação do cerebelo sobre a área motora, através da
via interpósitotálamo-cortical? Comparar as características do movimento com o programa motor, a fim de corrigi-
las quando necessário 24) Discuta, resumidamente, a relação do reflexo transcortical com a organização do
movimento voluntário já iniciado. informações proprioceptivas e exteroceptivas originadas no local do movimento
são capazes de controlar os próprios neurônios corticais responsáveis pelo movimento 25) Discuta a importância
da atuação da via córtico-retículo-espinal na organização do ato motor voluntário. Sua atuação é importante para a
manutenção de equilíbrio e postura adequados para a contração dos músculos envolvidos 26) Onde ocorre a lesão
da síndrome do neurônio motor inferior (paralisia flácida)? Na coluna anterior da medula ou núcleos motores dos
nervos cranianos 27) O sinal de Babinski é normalmente um sintoma da síndrome do neurônio motor superior ou
inferior? Síndrome do neurônio motor superior 28) A poliomielite é uma doença causada por um enterovírus, que
destrói especificamente os neurônios motores da coluna anterior. Em que caso pode haver morte do indivíduo por
insuficiência respiratória? Caso a lesão se dê nos neurônios responsáveis pelos movimentos respiratórios ou do
nervo frênico (coluna anterior cervical superior), ou mais acima no bulbo. 29) O que são neurônios motores
superiores? São neurônios motores que se originam na região motora do córtex cerebral ou no tronco cerebral e
levam informações motoras até a via final comum (neurônios motores inferiores). 30) Quais os sintomas da
síndrome do neurônio motor superior? Paralisia espástica (com hipertonia e hiper-reflexia) e sinal de Babinski
positivo.
Formação Reticular e Neurônios Monoaminérgicos 1. A formação reticular é constituída por núcleos de
substância cinzenta. Quais são os mais importantes funcionalmente? Núcleos da Rafe, Locus Ceruleus, Substância
Cinzenta Periaquedutal e Área Tegmentar Ventral 2. Sobre o ponto de vista citoarquitetural, a formação reticular
pode ser dividida em quais zonas?Explique-as. Em uma zona magnocelular, de células grandes que ocupam 2/3
mediais da formação reticular. E uma zona parvocelular, de células pequenas que ocupam o terço lateral 3. Que
importância tem os trabalhos de Bremer (1936), Moruzzi e Magoun (1949) na ativação cortical do sono e vigília?
Foram graças aos trabalhos desses cientistas que descobriu que a formação reticular é capaz de ativar o córtex
cerebral, a partir do que se criou o conceito de sistema ativador reticular ascendentes (SARA), importante na
regulação do sono e da vigília 4. Quais são as características de um eletroencefalograma (EEG) nos traçados de
sono e vigília da formação reticular? Traçados de sono:é sincronizado com baixa freqüência e alta amplitude e o
EEG é lento. Traçado de vigília: é dessincronizado com alta freqüência e baixa amplitude e o EEG é rápido 5.
Explique, de modo geral, quais são os principais responsáveis pela regulação do sono. Núcleos da formação
reticular controlam e mantem o estado de vigília, mas os núcleos da rafe e locus ceruleus também regulam o sono.
Nas suas fases: sono não paradoxal (rafe)e sono paradoxal (lócus ceruleus). Áreas do hipotálamo também agem na
regulação do sono. 6. Cite algumas características do sono paradoxal. Grande relaxamento muscular, movimento
rápido dos olhos, traçados elétricos dessincronizados, freqüência cardíaca e respiratória irregulares, presença dos
sonhos e movimentação muscular ativa 7. Explique o fenômeno da atenção seletiva no controle eferente da
sensibilidade. Atenção seletiva é a capacidade que o sistema nervoso possui de selecionar informações sensoriais
que lhe chegam, eliminando ou diminuindo algumas e concentrando-se em outras. Isso se faz por um mecanismo
ativo que envolve fibras eferentes capazes de modular a passagem dos impulsos nervosos nas vias aferentes
específicas, principalmente originadas da formação reticular. 8. Explique como é formada e quais os principais
responsáveis pelas vias de analgesia. Vias formadas por fibras que inibem a penetração de impulsos nervosos no
sistema nervoso central. Entre elas estão envolvidas vias descendentes da substância cinzenta periaquedutal, do
núcleo magno da rafe e as fibras rafe-espinhais 9. Quais as principais vias do controle da motricidade somática? Via
córtico-retículo-espinhal, Via cerebelo-retículo-espinhal e Via cortico-espinhal/cortico-nuclear 10. Quais centros
supra-segmentares emitem projeções para a formação reticular e controle do SNA? Hipotálamo e Sistema Límbico
11. Quais hormônios são liberados por estímulo elétrico da formação reticular do mesencéfalo? ACTH e hormônio
antidiurético (conexões com hipotálamo) 12. O que diferem os centros respiratório e vasomotor dos demais
centros? funcionam como osciladores, ou seja, atividade rítmica espontânea e sincronizada respectivamente com
os ritmos respiratórios e cardíaco 13. Explique como o centro respiratório é estimulado pelo aumento do teor de
CO2 no sangue. Os quimiorreceptores do corpo carotídeo (sensíveis a diminuição de O2 no sangue) originam
impulsos nervosos _ fibras do nervo glossofaríngeo _sinapses no núcleo do tracto solitário e chegam ao centro
respiratório na FR do bulbo. 14. Quais as fibras que saem do centro vasomotor? Fibras para os neurônios pré-
ganglionares do núcleo dorsal do vago ( impulsos parassimpáticos), ou fibras retículo espinhais para os neurônios
pré-ganglionares da coluna lateral da medula T1-L2 (impulsos simpáticos), que na maioria dos vasos é
vasoconstritor. 15. O que pode causar o estado de coma? Processos patológico que comprimem diretamente o
mesencéfalo ou transição deste com o diencéfalo. Tumores ou hematomas que aumentam a pressão do
compartimento supratentorial e podem causar uma hérnia de úncus (comprime o mesencéfalo). Ou quando ocorre
um comprometimento direto e generalizado do próprio córtex cerebral (hipertensãoIC). 16. As monoaminas
participam do mecanismo de ação de drogas que atuam sobre o sistema nervoso central. Cite 2 dessas drogas e
explique como elas agem. Reserpina- droga tranqüilizante, libera os estoques de monoaminas do SNC. Nialamida-
droga antidepressiva que age bloqueando a atividade da enzima, a monoaminoxidase(MAO), que metaboliza as
monoaminas (bloqueio) com ação sobre o SNC 17. Porque os neurônios monoaminérgicos possuem uma
morfologia semelhando aos neurônios pos ganglionares do simpático? As fibras dos neurônios monoaminérgicos
possuem varicosidades e NÃO terminam em placas motoras 18. Quais são as fibras especialmente mais
importantes dos neurônios serotonérgicos, onde atingem na medula e sua lesão na síntese de serotonina pode
ocasionar o que? As fibras rafeespinhais, elas atingem a substância gelatinosa da medula onde inibem os impulsos
dolorosos. Sua lesão pode causar insônia permanente 19. Dos neurônios dopaminérgicos originam-se duas vias,
quais são elas?os sintomas da esquizofrenia podem ser resultante de que fator? Do mesencéfalo da área
tegmentar ventral e sua via mesolímbica; e da substancia negra e sua via Nigro – estriada. Os sintomas da
esquizofrenia podem ser resultantes da alteração na transmissão dopaminergica no córtex préfrontal e no sistema
límbico. 20. Qual a diferença entre as vias serotonérgicas e noradrenérgicas? As vias serotonérgicas se distribuem a
quase todo o sistema nervoso e as vias dopaminérgicas têm uma distribuição mais restrita e localizada
Cerebelo
1) Quais as funções motoras do cerebelo? Coordena os movimentos comandados pelo cérebro,
na perfeita harmonia entre eles; Dá o tônus muscular, regula grau de contração do músculo em
repouso; Mantém o equilíbrio do corpo (ligações com canais semicirculares e vestíbulo do
ouvido interno).
2) Quais as camadas do córtex cerebelar? Camada molecular, Camada de células de Purkinje e
Camada granular.
3) Qual a camada mais importante do córtex cerebelar e qual a sua morfologia? Camada de
células de Purkinje, células grande e de formato piriforme.
4) Quais conexões eferentes da zona medial cerebelar, que núcleos e tractos envolvidos? Axônios das células
de Purkinje _núcleos fastigiais; tracto fastígio-bulbar: fastígio-vestibulares e fastígio-reticulares; vestíbulo-espinhais
e retículo-espinhais
5) Quais as funções das conexões eferentes da zona medial, intermédia e zona lateral?
a)Zona medial: influência sobre neurônios motores do grupo medial da coluna anterior e manutenção do
equilíbrio e postura; b)Zona intermédia: influência sobre neurônios motores do grupo lateral da coluna anterior e
controle dos músculos distais dos membros, responsáveis por movimentos delicados; c)Zona lateral: Ação sobre
núcleos motores do grupo lateral da coluna anterior e controle dos músculos distais dos membros, responsáveis
por movimentos delicados.
6)Complete corretamente: a)Porção do cerebelo que se destina ao equilíbrio macroscópico e aos movimentos
oculares recebe o nome de arquicerebelo também designado de lobo floculonodular, tem extensas conexões com
os núcleos vestibulares; b) Porção que se refere à atitude postural, o tônus muscular, o controle dos músculos
axiais e a locomoção (percepção e modificação inconsciente da posição de certos segmentos do corpo ou de todo
ele, como na posição ereta) têm o nome de paleocerebelo ou verme cerebelar; c) Porção que corresponde a
coordenação dos movimentos voluntários e da provisão do controle motor fino para movimentos precisos das
extremidades (como acender cigarro com fósforo), é denominada de neocerebelo ou hemisfério cerebelar.
7)Correlacione às colunas: 1. Síndromes do Paleocerebelo 2. Disdiadococinersia 3.Rechaço 4. Síndromes do
Arquicerebelo 5. Dismetria 6.Tremor 7. Nistagmo 8.Decomposição
( 4 ) é devido a tumores do teto de IV ventrículo, que comprimem o nódulo e o pedúnculo do flóculo, freqüente
em crianças. Há somente perda do equilíbrio. ( 7 ) movimento oscilatório rítmico dos bulbos oculares, que ocorre
especialmente em lesões do sistema vestibular e do cerebelo. ( 6 ) é um tremor intencional (ativo, cinético ou
terminal) que não estar evidente em repouso, mas se torna evidente em respostas a movimentos dirigidos a uma
finalidade. ( 1 ) conseqüência da degeneração do córtex do lobo anterior no alcoolismo crônico. Manifesta perda
do equilíbrio e ataxia dos MMII, andar com a base alargada. ( 3 ) os músculos extensores custam a agir e o
movimento é muito violento, levando quase sempre o paciente a dar um tapa no próprio rosto. ( 2 ) Dificuldade de
fazer movimentos rapidos e alternados;ex:tocar rapidamente a ponta do polegar com os dedos indicador e
médio,alternadamente. ( 5 ) execusão defeituosa de movimentosque visam atinguir um alvo. ( 8 ) movimentos
realizados em etapas sucessivas por cada uma das articulações.
8) Os principais sintomas apresentados quando o cerebelo é lesado são agrupados em categorias ,quais são e
quando há aparecimento deles em conjunto? Os sintomas são agrupados nas categorias: incoordenaçao dos
movimentos-ataxia, perda do equilíbrio e diminuição do tônus muscular (hipotonia). Quando o cerebelo é lesado
totalmente .
9) Por que o córtex cerebelar tem grande capacidade de regeneração, pte em crianças quando a lesão ocorre
gradualmente, e em que caso a recuperação não ocorre? Explica-se devido à estrutura uniforme do córtex que
possibilita às áreas intactas assumir pouco a pouco as funções das áreas lesadas. A recuperação não ocorre quando
as lesões atingem os núcleos centrais.
10) Para quais núcleos se projetam os axônios das células de Purkinge das zonas medial, intermédia e lateral do
cerebelo? Os axônios das células de Purkinje da zona medial projetam
se para o núcleo fastigial, já os da zona intermédia projetam-se para o núcleo interpósito e os da zona lateral
para o núcleo denteado.
11) Pela divisão filogenética do cerebelo suas partes se orientam no transversalmente e se dispõem no sentido
rostrocaudal; com base nos estudos das conexões do córtex cerebral com os núcleos centrais, como a nova divisão
do órgão se orienta e dispõe? As partes se orientam longitudinalmente e se dispõem no sentido médio-lateral.
DIENCÉFALO
1) Quais são os principais núcleos do hipotálamo? (Melhor dividir por área e função) Supraóptico: Núcleo
supraquiasmatico, supra-óptico e paraventriculares; Tuberais: ventromedial, dorsomedial, arqueado(infundibular);
Mamilar: mamilares e posterior. 2) O hipotálamo recebe informações tanto de sensibilidade geral visceral quanto
especial (gustação) que entra no sistema nervoso por que tracto? tracto solitário. 3) A área lateral do hipotálamo é
percorrida pelo feixe prosencefalico que estabele conexões entre quem? R: Entre a área septal e a formação
reticular do mesencéfalo; a área septal e hipotálamo 4) Quais as principais funções do hipotálamo? Controle do
SNA, regulação da temperatura corporal, regulação do comportamento emocional, regulação do sono e da vigília,
regulação da ingestão de alimentos, regulação da ingestão de água, regulação da diurese, regulação do sistema
endócrino, geração e regulação de ritmos circadianos. 5) Onde se situa o centro da perda de calor? R: No
hipotálamo anterior, lesado em tumores de hipófise, levando a febre central grave. 6) Quais núcleos do hipotálamo
sintetizam o hormônio antidiurético e vasopressina? R: Núcleos supra-óptico e paraventricular. 7) Pacientes que
apresentem diabetes insípido podem apresentar comprometimento de que estrutura(s) no encéfalo? Por que? R:
No hipotálamo e/ou na neuro-hipófise, já que são estruturas relacionadas com a produção e liberação de ADH,
respectivamente. 8) Qual a relação do funcionamento da adeno-hipófise em relação ao hipotálamo? R: O
hipotálamo regula a liberação ou não dos hormônios produzidos na adeno-hipófise graças aos fatores de liberação
e de inibição que ele produz. 9) Qual o nome do sistema de veias que liga as redes capilares presentes no
infundíbulo e na adeno-hipófise? R: Sistema porta-hipofisária. 10) Quais são as maneiras de abolir o ritmo
circadiano?destruição do núcleo hipotalâmico supraquiasmático ou das vias da inervação simpática da pineal;
tumor pineal 11) Explique o uso da melatonina em viagens a jato intercontinentais. R: Ela pode ser usada como
cronobiótico para melhorar o mal-estar e a insônia causados por distúrbios na sincronia do relógio interno e do
relógio externo. 12) Cite as principais causas para o declínio da produção da melatonina. R: Ação de drogas e
medicamentos, stress, envelhecimento e desnutrição. 13) Quais são os principais núcleos do grupo lateral no
tálamo? R: Núcleo ventral-anterior, ventral lateral, póstero-lateral, póstero-medial e reticular do tálamo. 14)
Porque o corpo geniculado medial é chamado de réle da vida auditiva? recebe fibras vindas do colículo inferior,
pelo braço do colículo inferior, ou do lemnisco lateral e projeta fibras para a área auditiva do córtex cerebral. 15)
Como é chamada a lâmina de substância branca que reveste a superfície dorsal do tálamo? R: Extrato zonal do
tálamo.
16) O que são núcleos talâmicos específicos? R: quando são estimulados evocam potenciais em certas áreas
específicas do córtex, relacionadas com funções específicas. 17) A que funções o tálamo está relacionado? R:
Principalmente com a sensibilidade, mas também com a motricidade, com o comportamento emocional e com a
ativação do córtex. 18) Afecções (lesões) do tálamo ocorrem geralmente por quais causas? R: Lesões de alguns
vasos ou pela presença de tumores. 19) Quais as formações endócrinas e não endócrinas do epitálamo?
endócrina : glândula pineal; não endócrina : núcleos da habênula, a comissura das habênulas, as estrias medulares
e a comissura posterior. 20) Qual a inervação da glândula pineal ? fibras simpáticas pós ganglionares, oriundas do
gânglio cervical superior. 21) Qual a mais importante das formações do subtálamo ? R: O núcleo subtalâmico
Centro branco medular do cérebro
1) Quais os tractos e as principais fibras que encontramos nas fibras descendentes da cápsula interna? R: Os
tractos cortico-espinhal, cortico-nuclear e cortico-pontino; as fibras corticoreticulares, cortico-rubricas e córtico-
estriatais; tálamo-corticais, pálido-talâmicas
2) A cápsula interna separa quais estruturas do encéfalo? R: Separa o tálamo (medialmente) do núcleo
lentiforme (lateralmente) e cabeça do núcleo caudado (medial e anteriormente) do putâmen.
3) As fibras de associação intra-hemisféricas formam os fascículos e esses fascículos unem que estruturas? R:
Fascículo do cíngulo: Une os lobos frontal e temporal. Fascículo longitudinal superior: Une os lobos frontal, parietal
e occipital. Fascículo longitudinal inferior: Une o lobo occipital ao temporal. Fascículo unciforme: Une o lobo frontal
ao temporal.
4) Quais as funções das fibras de associação inter-hemisféricas do telencéfalo? Comissura do Fórnix: Faz
conexão entre dois hipocampos (arquicórtex).Comissura Anterior: Tem uma porção olfatória e outra não olfatória,
ligando os dois pólos temporais. Corpo caloso: Conecta áreas corticais simétricas com exceção do lobo temporal
anterior.
Núcleos da Base
1) Quais são os núcleos da base que correspondem aos núcleos aferentes ou estriatum no circuito atual ? Fale
sobre conexões. R: Núcleo caudado, putâmen e núcleo acumbens. Recebem conexões aferentes de outras regiões
do encéfalo, (substância negra compacta e ATV) e projetam-se para os núcleos intrínsecos (globo pálido externo) e
de saída ou eferentes: GP interno, Pálido ventral e SNegra reticulada. O GP externo faz conexão dupla com núcleo
subtalâmico _ saída.
2) Cite as estruturas dos núcleos da Base que são separadas pelos axônios da cápsula interna?
R: O estriatum, que se divide incompletamente em núcleo caudado e putâmen (perna
anterior); e o segmento interno do globo pálido da substância negra e tálamo (perna
posterior).
3) Quais as funções das alças anatômicas dos núcleos da base?
R: 1. Oculomotora – controle dos músculos extrínsecos do olho e orientação espacial 2. Associação – funções
cognitivas como memória espacial e avaliação da efetividade do comportamento. 3. Límbica – controle das
emoções e suas conseqüências viscerais 4. Motoresquelética – controle motor somático.
4) Na organização do comportamento, os vários circuitos paralelos dos núcleos da base podem atuar em
distintas funções, como por exemplo, quando alguém quer uma xícara de café. Explique essa afirmação. R: A alça
límbica pode determinar a decisão inicial do movimento, como pelo aroma do café. A alça de associação, função
fundamental em determinar para onde dirigir o nosso movimento de preensão _ são essenciais para estabelecer
mapas do espaço ao redor do indivíduo. A motoresquelética e oculomotora, no planejamento e execução real
deste comportamento _coordenando o movimento dos membros e dos olhos para direcionar corretamente a mão
até a xícara.
4)Complete: O _ Ácido γ – amino butírico _ ou _ GABA _ é o principal neurotransmissor dos
núcleos da base. Apresenta ação _ inibitória _. Constitui os neurônios de projeção dos
segmentos _ interno _e _ externo _ do _ globo pálido _ e da parte _ reticulada _ da _ substância
negra _, além da saída do estriatum.
O glutamato é excitatório e constitui a aferência cortical, talâmica e do subtalâmico. A dopamina
da SN compacta e ATV(área tegmental ventral).
5)Defina hipercinesia e cite exemplos de doenças dos núcleos da base que apresentam este tipo
de sinal R: Hipercinesia é o aumento da atividade motora mediada pelo córtex cerebral.
Exemplo: doença de Huntington e hemibalismo.
6)Que áreas dos núcleos da base são lesadas nas Hipocinesias e nas Hipercinesias? Diferencie suas principais
características.
Nas Hipocinesias, o neoestriado (putâmen especificamente) é lesado e não exerce sua função
de inibir a via direta (pálido interno), que continua ativa e inibe o tálamo que se projeta nas
áreas corticais motoras _ provocando menor atividade do tracto córtico-espinhal e de outras
vias descendentes. Na Acinesia há perda da habilidade de planejar os movimentos ou orientá
los numa posição desejada e Bradicinesia, onde há ruptura do equilíbrio entre as vias direta e
indireta do tálamo.
As Hipercinesias, presença de movimentos excessivos e intensos. Coréia: presença de
movimentos involuntários rápidos e ao acaso dos membros e do tronco. (Coréia de Huntington
e a Coréia de Sydenham). No pálido interno, excitando o tálamo. Cirurgias nestas áreas na
doença de Parkinson.
Hemibalismo: Movimentos incontroláveis balísticos dos membros contralaterais. Lesão vascular
do núcleo subtalâmico, interrompendo a atividade moduladora desse núcleo sobre o globo
pálido.
1)O mal de Parkinson é uma doença hipocinética ou hipercinética? Qual neurotransmissor está
envolvido quando o paciente é acometido pelo mal?Qual o nome das fibras responsáveis pela
produção deste neurotransmissor e onde elas se localizam?
Doença hipocinética degenerativa, crônica e progressiva que acomete pessoas com idade
superior a 50 anos. Lesão geralmente na parte compacta da substância negra, com diminuição
de dopamina nas fibras nigro-estriatais e uma consequente redução do segmento preto da
substância negra chamado neuromelanina.
2) Quais são os principais sintomas da Doença de Parkinson? R: Acinesia, tremor de repouso,
bradicinesia, olhar vazio, andar arrastado, linguagem monótona e as vezes ininteligível, aumento
do tônus da musculatura esquelética. 3) Nomeie os respectivos números que encontramos na figura:R: 1. Braço
anterior da cápsula interna 2. Cabeça do núcleo caudado 3. Putâmen 4) Complete sobre a cápsula interna: O
_braço posterior_ contém as projeções para as
áreas sensitivas somáticas do lobo _parietal_. 5) A parte compacta da substância negra não é
a única região do mesencéfalo que contém
dopamina. Q/outra região contém esse neurotransmissor? área tegmental ventral 6) A suplência vascular mais
importante dos núcleos da base é proporcionada por qual
artéria? R: Artéria cerebral média. 7) Neurônios do segmento interno do globo pálido projetam seus axônios
para o tálamo.
Esses axônios cursam em duas vias anatomicamente separadas. Cite quais são estas vias e
descreva o percurso de seus axônios. R: O fascículo lenticular ou Campo H2 de Forel, onde seus
axônios cursam diretamente através da cápsula interna e a alça lenticular, onde suas fibras
cursam ao redor da cápsula interna para alcançar o tálamo.
Córtex cerebral
1)Como se pode ser denominada a camada V de acordo com a função das suas fibras? Camada piramidal
interna - efetuadora de projeção.
2)Quais são os tipos de fibras de projeção do córtex? Aferentes talâmicas específicas (na camada IV) e extra-
talâmicas difusas (monoaminérgicas da FR e colinérgicas do basal de Meynert _ três camadas mais superficiais); e
eferentes originadas na camada V, córtico: espinhais, nucleares, pontinas, estriadas, reticulares, rubricas e
talâmicas.

3) Que tipos celulares do córtex cerebral: Piramidais, granulares, horizontais, fusiformes, e células de matinotti
4) No homem, o _____________ ocupa o hipocampo, já o _____________ ocupa o úncus e parte do giro para-
hipocampal. Arquecórtex/ paleocórtex
5) Diferencie os dois tipos de isocórtex heterotípico. O isocórtex heterotípico granular corresponde às áreas
sensitivas e possui muitas células granulares na camada IV, que invadem as camadas piramidais (III e V). O
isocórtex heterotípico agranular corresponde às áreas motoras e tem um grande número de células piramidais,
que invadem as camadas granulares (II e IV).
6) O que são áreas de projeção, segundo Luria? São áreas que se relacionam diretamente com a sensibilidade
ou motricidade
7) Onde se situa a área somestésica no mapa de Brodmann? Áreas 3, 2,1 do mapa no giro póscentral
8) O que seriam as crises uncinadas? É quando em crises epilépticas os indivíduos têm alucinações olfatórias por
focos de hiperatividade do uncus ( se queixam de cheiros desagradáveis).
9) O que lesões na área gustativa provocam? Diminuição da gustação na metade oposta da língua.
10) O que são surdez e cegueira verbal? São tipos de agnosias (interpretação sensorial), nas quais o indivíduo
perde total ou parcialmente a capacidade de reconhecer símbolos sonoros e visuais que constituem a linguagem
falada e escrita.
11) Onde está localizada a área motora suplementar? A área motora suplementar ocupa a parte mais alta da
área 6 de Brodmann, situada na face medial do giro frontal superior.
12) Uma lesão na Área de Broca provoca que tipo de déficit? déficits de linguagem denominados afasias, na
área de Broca são motoras, na área de Wernicke são sensitivas ou de percepção.
13) Por que as áreas de associação terciárias são consideradas supra modais? Porque elas não se relacionam
diretamente com nenhuma modalidade sensorial ou motora e sim com funções cognitivas (psíquicas superiores).
14) Através da interpretação dos dados experimentais e dos casos clínicos, algumas funções foram atribuídas a
áreas de associação. Quais são elas? Escolha das opções e estratégias comportamentais mais adequadas à
cada situação física e social do indivíduo, manutenção da atenção e controle do comportamento emocional,
linguagem, memória de vários tipos, inclusive a viso-espacial. 15) Com o que se relacionam as áreas corticais de
associação límbicas? De várias maneiras complexas, formando subsistemas cognitivos para o pensamento,
memória, linguagem, consciência e com o comportamento emocional. 16) Quais partes anatômicas do cérebro
fazem parte da area temporoparietal associativa? Qual sua função? Todo o lóbulo parietal inferior, ou seja, os
giros supra-marginal e angular, até margens do sulco temporal superior e parte do lóbulo parietal superior.
Funcionalmente elas são assimétricas; em geral, no hemisfério esquerdo forma área de Wernicke (linguagem) e à
direita para percepção viso-espacial.
17) Qual a função do fascículo arqueado? Transmitir informações importantes da área de Wernicke para a área
de Broca.
18) O que são afasias? São lesões das áreas corticais de associação responsáveis pela linguagem. Pode ser
motora, perceptual e de condução. 19) Porque os pacientes com Afasia de Wernicke além de uma deficiência na
compreensão da linguagem apresentam também uma dificuldade na expressão da linguagem, já que essa segunda
característica é da afasia de Broca? Porque o perfeito funcionamento da área de Broca depende da área de
Wernicke, recebendo fibras que passam pelo fascículo arqueado.. 20) Cite duas atividades nas quais o hemisfério
cerebral esquerdo é dominante. Linguagem e raciocínio matemático.
Sistema Límbico
1. Como é denominada a porção minúscula da formação hipocampal, dorsalmente ao Corpo caloso no encéfalo
adulto? R: Indusium Grisium
2. Qual a localização da Formação Hipocampal? R: Assoalho do corno inferior do ventrículo lateral
3. Complete: Na superfície medial do cérebro, a formação hipocampal e o ___(fórnice)__ formam um anel que
está situado dentro do córtex associativo límbico e envolve o __(diencéfalo)__ e o mesencéfalo. A formação
hipocampal é considerada tipicamente uma estrutura __(subcortical)__ mas está incluída no primitivo arquicórtex.
Consiste de três componentes: o subiculum, o próprio hipocampo e o __(giro denteado)__. Os três componentes
estão organizados irregularmente como uma faixa estendendo-se dentro do __(lobo temporal)__, as quais, juntas,
formam um cilindro com formato do cavalo marinho.
4. Cite e explique os sistemas aferentes e eferentes da formação hipocampal: R: A formação hipocampal _
maior aferência do córtex entorrinal que recebe maior aferência do giro do cíngulo. O córtex entorrinal recebe
aferências de outras partes do córtex associativo límbico ou não.
São dois sistemas eferentes (pelo fórnice): um do giro do hipocampo aos núcleos septais e o outro do subiculum
aos corpos mamilares do hipotálamo _ através do trato mamilotalâmico _ núcleos anteriores do tálamo, que se
projetam ao giro do cíngulo (Circuito Papez). Os núcleos septais localizados rostralmente no prosencéfalo, é um
“centro de prazer” que provavelmente tem um importante papel em comportamentos consumatórios, como os
comportamentos reprodutivos e a alimentação.
5. O que é o circuito de Papez e qual seu papel? R: A via do subiculum ao corpo mamilar e de volta para o giro
do cíngulo pelo fascículo mamilo-talâmico-cortical é o circuito que foi postulado por Papez para apresentar um
papel importante na emoção. Sabe-se agora que esse circuito é parte de uma rede complexa de conexões
bidirecionais e que muitos dos componentes dessa rede apresentam um papel mais importante na memória do
que nas emoções.
6. Como pode a formação hipocampal, com tal projeção subcortical focalizada, ter um papel geral na memória?
R: Além do fórnice como eferência importante da formação hipocampal para o hipotálamo, o subiculum se projeta
retrogradamente ao córtex entorrinal, o qual possui diversas conexões eferentes corticocorticais para o córtex pré-
frontal, córtex orbitofrontal, giro parahipocampal, giro do cíngulo e córtex da insula. E através de conexões com
amígdala (indiretamente).
Estas áreas também possuem projeções muito amplas. A formação hipocampal pode influenciar diversas
regiões dos lobos temporal, parietal e frontal. A divergência da eferência cortical da formação hipocampal é
paralela à ampla convergência de suas aferências, também via córtex entorrinal, das áreas associativas.
7. Complete: a) Vias polissinápticas complexas ligam as estruturas do sistema límbico com os três sistemas
efetores para a expressão comportamental: eles são o_AUTÔNOMO_,ENDOCRINO_e__SOMÁTICO(motor). b)
Muitas das conexões do sistema límbico refere-se a expressão _COMPORTAMENTAL DAS EMOÇÕES_.
9. Marque V ou F: (V) O sistema límbico influencia a secreção hormonal hipofisária. (F) As conexões viscerais
das emoções são mediadas somente por conexões diretas a núcleos do sistema nervoso. (V) As ações de fuga e
luta é mediada por ações do sistema límbico. (V) A função do sistema límbico parece ser particularmente para
pensamentos e os comportamentos normais cotidianos. (F) As projeções dopaminérgicas mesencefálicas
originam-se da área da banda diagonal.
10. Fale sobre a projeção noradrenergica: R: Se origina dos lócus ceruleus, influencia todo o córtex cerebral
incluindo áreas de associação límbicas como outras estruturas sub-corticais e límbicas. E as colinérgicas e
serotoninérgicas? ...
11. As projeções dopaminérgicas mesencefálicas originam-se de que área? R: Da área tegmental ventral e da
parte compacta da substância negra.
12. Onde está localizada a amígdala? E que formato tem seu complexo nuclear? Esta localizada dentro do lobo
temporal rostral, abaixo do uncus; e tem formato de amêndoa.
13. Como podem ser divididos os numerosos núcleos da amígdala? Em basolateral(maior), central e
corticomedial. Quais principais conexões e funções?!!
O basolateral ao córtex cerebral límbico, estriado ventral e basal, dorsomedial do tálamo- a área pré frontal
(emoção, aprendizado e memória); e ao núcleo central
o central ao TE - periaquedutal, parabraquial, solitário, dorsal do vago e FR- (VAFP)e núcleos do SNA medular
(comportamento da emoção);
o corticomedial a estruturas olfatórias e ao hipotálamo lateral e medial(pela estria terminal), na alimentação e
olfação.
14.Quais são os três alvos na via ventral amigdalofugal (VAFP)? – Ventral à comissura anterior e globo pálido,
chegam a: a) núcleo medial dorsal do tálamo que liga a amígdala basolateral indiretamente ao córtex pré-frontal e
orbitofrontal;- b) ao prosencéfalo basal (estriatum ventral, basal de Meynert e da banda diagonal de Broca) ; c) ao
tronco encefálico – para núcleos préganglionares parassimpáticos, projeção do núcleo central.
A outra via eferente_ dorsal, (estria terminal), chega ao núcleos lateral e medial ventral do hipotálamo
(importante na alimentação) e sai do grupo nuclear corticomedial.
15. Que núcleo da amígdala regula o sistema nervoso autônomo? O núcleo central
16. Que aferências recebe o núcleo central? aferência motora visceral dos núcleos do tronco cerebral, em
particular o núcleo solitário e o núcleo parabraquial.
17. Qual é a via eferente da amígdala, que não se cora fortemente porque seus axônios não são intensamente
mielinizados? A estria terminal; (a outra é a amigdalofugal ventral.)
18. Quais são as estruturas subcorticais-chave do sistema límbico? A formação hipocampal e a amígadala
19. Quais as principais áreas que transmitem informação ao córtex associativo límbico? Áreas sensitivas de
terceira ordem (x associativa) e 2 áreas corticais associativas temporoparietal e pré-central.
20. Quem foi o primeiro cientista que percebeu que determinadas estruturas cerebrais estavam associadas às
emoções, aprendizado e aspectos e memória? Pierre Paul Broca
21. Quais são os componentes telencefálicas do sistema límbico com formato de C e quais regiões encefálicas
estes fazem conexões? 1. Córtex associativo límbico (giros do cíngulo, seu istmo e giro para-hipocampal, orbito-
frontal medial, giros do pólo temporal); 2. A formação hipocampal junto com sua via eferente, o fórnix ; 3. Parte da
amígdala e uma de suas vias de saída, a estria terminal, com seu núcleo. Conexões amplas telencefálicas do
sistema límbico – incluindo os núcleos septais e estriado ventral – como também com o diencéfalo e com o
mesencéfalo.
Referências Bibliográficas:
MACHADO, Angelo B. M. Neuroanatomia funcional. 2.ed São Paulo:
Atheneu, 2006
MISULIS, K. E. Netter Neuroanatomia Essencial . 1. ed. São Paulo: Elsevier,
2008.
GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan S.A., 1988.
MOORE, Keith L.; DALLEY, Arthur F. Anatomia Orientada Para a Clínica. 5ª
ed. Editora Guanabara Koogan, 2007.
NETTER, Frank H. Atlas de Anatomia Humana. 4ª ed. Elsevier Editora, 2006.
<http://www.sistemanervoso.com/index.php>. Acesso em 23 mai. 2010
< http://www.auladeanatomia.com/neurologia/nervoscranianos.htm >.
Acesso em 23 mai. 2010
<http://www.ibb.unesp.br/departamentos/Fisiologia/material_didatico/N
eurobiologia_medica/Apostila/11_fisiologia_muscular_controle_motricida
de_medula_tronco_cortex.pdf> Acesso em 23 mai. 2010
<http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?295> Acesso em 24 mai.
2010
Generalidades sobre músculos 1-Quais os tipos de tecido muscular? Quais são as principais características
desses tipos de tecido? 2-O que é endomísio, perimísio e epimísio? 3-Faça um esquema de uma secção transversal
de um músculo esquelético, nomeando os seus componentes. 4-Qual a porcentagem da massa corporal é
constituída pelos músculos esqueléticos? 5-Quais as funções dos músculos esqueléticos? 6-Quais são os tipos de
fibras musculares? Quais as suas principais características? 7-O que é uma unidade motora? 8-O que é ventre
muscular? 9-O que é tendão e aponeurose? 10-Em quais elementos os tendões e aponeuroses se prendem? 11-O
que é fáscia e septo muscular? Qual a função dessas estruturas? 12-O que são retináculos? Qual a função dessas
estruturas? 13-O que é hipertrofia, atrofia e regeneração muscular? 14-Defina: -origem e inserção, -inserção
proximal e distal. 15-Quanto à forma, como os músculos podem ser classificados? 16-Quanto à orientação das
fibras musculares, como os músculos podem ser classificados? 17-Quanto ao número de inserções proximais, como
os músculos podem ser classificados? 18-Quanto ao número de inserções distais, como os músculos podem ser
classificados? 19-Quanto ao número de ventres, como os músculos podem ser classificados? 20-Defina: -músculo
agonista -músculo antagonista -músculo sinergista -músculo fixador

NEUROANATOMIA Parte 1
1) A) Como denominamos o conjunto de corpos neuronais na periferia do sistema? E quando eles estão
concentrados no sistema central?
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_____________________________________

B) Identifique a origem embrionária dos neurônios acima.

________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_______________________________________
2) A) Que estruturas são originadas do prosencéfalo?

________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_________________________________________
B) E dos divertículos do diencéfalo?

________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________
3) Que células são responsáveis por:
a. Entrada de estímulos no SNC:________________________________________
b. Saída de estímulos da coluna anterior da medula:________________________
c. Formação de mielina ao redor dos axônios:_____________________________
d. Formação de pés vasculares:________________________________________
e. Secreção de líquor:_______________________________________________
4) Complete:
A) Na organização do sistema nervoso, podemos dividi-lo em somático e visceral, sendo que o componente
aferente conduz impulsos originados em ________________ periféricos, em áreas específicas; o
componente eferente, no somático leva o comando a ____________________________________. No
visceral, leva a ___________________________________________, e é também chamado de
__________________________.
5) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso segmentar? ____________________
__________________________________________________________________
6) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso periférico? ____________________
__________________________________________________________________
7) Complete: No embrião, o prosencéfalo dá origem a duas vesículas. Uma delas se divide e forma uma parte
mediana que é constituída pelas estruturas anatômicas: _________________________ e
_________________________________. A outra vesícula apresenta divertículos que irão formar
estruturas à distância: ________________, ______________________ e ________________________.
8) Complete: O sulco limitante, no assoalho do IV ventrículo, embrionariamente separa núcleos motores,
originados da ______________________(medial), de núcleos sensitivos, originados da
__________________________ (lateral).
9) São células da glia situadas em gânglios do SN Periférico:
a. Astrócitos fibrosos c. Anfícitos ou células satélites e. Oligodendrócitos
b. Neurilemócitos d. Células ependimárias
10) Que formações endócrinas são originadas da vesícula diencefálica? _______________
__________________________________________________________________
11) Quais as células da glia que estão dando sustentação ao SN Periférico?Localize-as nesse sistema.
__________________________________________________________
__________________________________________________________________
12) Quais as 5 vesículas embrionárias do arquencéfalo? ____________________________
___________________________________________________________________
13) De que folheto externo embrionário se origina o sistema nervoso?________________
14) Onde inicialmente se desenvolvem os neurônios motores nas paredes do tubo neural?
_________________________________________________________________
15) Na divisão anatômica, cite os constituintes da periferia, com suas principais
subdivisões._____________________________________________________________________________
__________________________________________________
16) Cite os 3 folhetos e os 3 espaços meníngeos que envolvem a medula
espinhal._______________________________________________________________
17) Que neurônios associam níveis diferentes dentro do sistema nervoso?
____________________________________________________________________
18) Como se chamam os envoltórios dos nervos e qual deles é o mais importante para a barreira
hematoneural? _________________________________________________
19) Qual a estrutura mínima de um arco reflexo?_________________________
__________________________________________________________________
20) Quais as principais células responsáveis pela cicatrização do SNC? _________________
21) Quais células revestem internamente os ventrículos encefálicos? Elas formam que estruturas junto a vasos
da pia-máter?_______________________________________
22) De onde se originam os neurônios cujos corpos estão fora do neuro-eixo?
__________________________________________________________________
23) Os nervos são cordões esbranquiçados que fazem parte do sistema nervoso periférico, juntamente com
suas dilatações no trajeto, chamadas de ________________. Essas dilatações funcionalmente podem ser
________________ ou _________________. Os nervos ainda podem ser mielínicos ou amielínicos, de
acordo com a formação de ______________________ pelas células da glia, chamadas de
___________________. No sistema nervoso central, os corpos neuronais e dendritos formam os
________________, se dentro da substância branca, ou o ________________ se estiver perifericamente.
Este último pode ser encontrado apenas na divisão supra-segmentar, constituída de _______________ e
___________________. No SNC, as células da glia que formam a substância branca chamam-se
__________________ e as que forram interiormente as cavidades chamam-se
____________________________.

GABARITO 1
1) A) Na periferia, chamam-se gânglios sensitivos e gânglios viscerais. No sistema central, chamam-se núcleos
(quando estão dentro da substância branca) ou córtex (por fora da substância branca).
1) B) Os neurônios da periferia originam-se a partir da crista neural. Os neurônios do sistema central originam-se
a partir do tubo neural.
2) A) Telencéfalo (com os hemisférios cerebrais) e o diencéfalo (com tálamo, epitálamo, subtálamo e
hipotálamo), além do 3° ventrículo e dos ventrículos laterais.
2) B) As 2 vesículas ópticas originam a retina, o infundíbulo origina a neuro-hipófise e o divertículo dorsal origina
a glândula pineal.
3) A) Neurônios sensitivos ou aferentes.
B) Neurônios motores ou eferentes SOMÁTICOS
C) Oligodendrócitos no SNC e células de Schwann no SNP.
D) Astrócitos e oligodendrócitos.
E) Células ependimárias.
4) Receptores; músculos estriados esqueléticos; músculos lisos, músculo cardíaco e glândulas; Sistema Nervoso
Autônomo.
5) SN Periférico (nervos, gânglios e terminações nervosas), medula espinhal e tronco encefálico (bulbo, ponte e
mesencéfalo).
6) Gânglios (sensitivos e viscerais), nervos (espinhais e cranianos)e terminações nervosas (sensitivas ou motoras).
7) Lâmina terminal e comissura anterior. Retinas, glândula pineal e neuro-hipófise.
8) Lâmina basal; lâmina alar.
9) Letra c.
10) Neuro-hipófise e glândula pineal.
11) Células de Schwann, nos nervos, ao redor dos axônios; anfícitos, nos gânglios, ao redor dos corpos neuronais.
12) Telencéfalo, diencéfalo, mesencéfalo, metencéfalo e mielencéfalo.
13) Ectoderma.
14) Lâmina basal.
15) Nervos (cranianos e espinhais), terminações nervosas (sensitivas e motoras) e gânglios (sensitivos e viscerais).
16) Dura-máter, aracnóide e pia-máter. Epidural, subdural e subaracnóideo.
17) Neurônios de associação.
18) Epineuro, perineuro e endoneuro. Perineuro.
19) Um neurônio aferente, um neurônio eferente e uma sinapse.
20) Astrócitos.
21) Células ependimárias. Plexos Corióides.
22) Da crista neural.
23) Gânglios; sensitivas ou viscerais; bainha de mielina; células de Schwann; núcleos; córtex; cérebro e cerebelo;
oligodendrócitos; células ependimárias.

NEUROANATOMIA Parte 2

1) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?


___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
2) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
3) Quantos e quais são os segmentos medulares?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________

4) A _____________________ e a ________________ correspondem às áreas em que fazem conexão com a


medula as grossas raízes nervosas que formam os plexos _____________ e _____________, respectivamente.
5) Quais são os envoltórios da medula? Quais as suas posições em torno dela?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
6) O que se entende por cauda eqüina?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
7) Os sulcos longitudinal ____________ e __________ fazem conexão com filamentos nervosos denominados
de _______________________________, que se unem respectivamente para formar a raiz ___________ e
______________ dos nervos espinhais.
8) Como é feita uma anestesia raquidiana e quais os seus inconvenientes?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
9) Qual a melhor área para exploração clínica da medula espinhal?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________

10) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
11) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
______________________________________________________________________
12) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
______________________________________________________________________
13) Que estrutura marca a parte caudal da eminência medial?
______________________________________________________________________
14) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
______________________________________________________________________
15) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
______________________________________________________________________
16) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
17) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
18) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas
mais laterais?
_____________________________________________________________________

19) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios c) olivas e) raízes dorsais
b) pirâmides d) tubérculos gráceis
20) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
_____________________________________________________________________
21) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo ____________________ e pelos
___________________________.

22) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:

a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme


b) pineal e trígono das habênulas
c) colículos superiores e inferiores
d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior
e) bases do pedúnculo cerebral e ponte

23) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
____
24) Complete:
Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de fibras nervosas
ascendentes chamados ________________________________ ________ que terminam em tubérculos formando
núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes, o
____________________________.
No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas elevações arredondadas chamadas
_________________ e, inferiormente a elas encontram-se os _________________________
25) Qual o significado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
______________________________________________________________________________________________
__________________________________
26) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
_______________________________________________________________
27) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?

GABARITO 2

28) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?


Rodeada por sustância branca que forma funículos
29) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
Da medula mesmo nenhum, só afetaria a cauda eqüina, filamento terminal e saco dural
30) Quantos e quais são os segmentos medulares?
Três. Fúniculos anterior, posterior e lateral
31) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
Decussação das pirâmides
32) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
O nervo trigêmeo(V)
33) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
Sulco bulbo pontino emergem os nervos cranianos: VI (abducente), VII(facial) e VII (vestibulococlear)
34) Que estrutura marca a parte caudal da eminência medial?
Trígono do nervo hipoglosso
35) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
Colículos quadrigeminais
36) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
Pirâmides do bulbo
37) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
Fascículo do núcleo do nervo grácil e fascículo do núcleo do nervo cuneiforme
38) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
Dorsal pedúnculo cerebral e ventral tecto
39) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas mais
laterais?
Colículos faciais e trígono do núcleo do nervo hipoglosso
40) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios c) olivas e) raízes dorsais
b) pirâmides d) tubérculos gráceis
41) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
Corpos medulares sacrais do cone medular, com suas raízes nervosas.
42) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo véu medular superior e pelos pedúnculos
cerebelares superiores.

43) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:


a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme
b) pineal e trígono das habênulas
c) colículos superiores e inferiores
d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior
e) bases do pedúnculo cerebral e ponte

44) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?


Véu medular superior, véu medular inferior, tela corióide e nódulo do cerebelo
45) Complete:
Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de fibras
nervosas ascendentes chamados fascículos grácil e cuneiforme, que terminam em tubérculos formando
núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes, o pedúnculo
cerebelar superior.
No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas elevações arredondadas
chamadas coliculos faciais e, inferiormente a elas encontram-se os trígonos do nervo hipoglosso
46) Qual o signinficado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
É deles que saem os filamenteos radiculares do nervo hipoglosso (XII par)
47) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
Colículos superiores
48) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?
Ela está localizada no ápice da coluna posterior da medula espinhal. Ela funciona como o portão da dor.
49) Complete:
No assoalho do IV ventrículo encontramos um sulco mediano, e lateralmente a ele uma eminência medial
que corresponde embrionariamente ao crescimento de neurônios da lamina basal, que é funcionalmente
motora.
Numa vista ventral, o bulbo mostra uma fissura mediana e lateralmente a elas duas eminências alongadas
chamadas de pirâmides, separadas das olivas pelos sulcos laterais anteriores, de onde saem os filamentos
radiculares do nervo hipoglosso. Nos sulcos laterais posteriores do bulbo saem os nervos glossofaríngeo, vago
e acessório. No sulco bulbo pontino encontram-se as origens aparentes dos nervos abducente, facial e
vestíbulo coclear.

NEUROANATOMIA Parte 3 (diencéfalo e cerebelo)

01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:

02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.

-De cada lado do epitálamo e percorrendo a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe

de fibras nervosas chamadas--------------------, onde se insere a -------------------- que forma o teto da cavidade.

-Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos , sendo o mais anterior o------------------

----------------.

-A maior parte do diencéfalo constitui o ------------------------, uma massa ovóide de substância cinzenta cuja

porção lateral de sua face superior faz parte do assoalho do-------------------------------, enquanto sua porção medial ,

junto com o teto do terceiro ventrículo, constitui o assoalho------------------. Inferiormente limita-se com o -------------

---------(medialmente) e com o --------------------------(lateralmente).

03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas principais funções.

04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?

05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?

06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?

07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?

08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:

a-nervos ópticos; b- retina; c- estrias olfatórias; d- corpo geniculado lateral; e- corpos mamilares

09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:

a- retina; b- nervo óptico; c- lâmina terminal; d- pineal; e- neurohipófise

10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:

a- pirâmide; b- flóculos; c- hipocampos; d- uncus; e- declive

11) Estrutura lateral ao tálamo:

a-estria medular; b- 3º Ventrículo; c- cápsula interna; d- tela corióide; e- fórnix

12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da base do cérebro?

E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?


13) A face lateral do tálamo é separada do diencéfalo por que compacto feixe?

14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?

15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico, dois laterais

que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise?

16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o lobo________________________próximo ao

ângulo ponto-cerebelar, local onde emergem os nervos _________________-

e_________________________________. Lateralmente à úvula estão as __________________________, bem

evidentes na face inferior, projetando-se sobre a face dorsal do ________________________.

17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?

18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem aparente

encefálica próxima a ele?

19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?

20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do controle emocional?

__________________________________.

22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?

23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?

24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?

25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima do

sulco___________________________ visualizado na perede lateral do __________________________________.

Sua extremidade posterior chama-se ________________________ que se projeta sobre os

corpos____________________________________. Estas estruturas estão ligadas aos

____________________________mesencefálicos através de seus braços. Lateramente o tálamo está separado do

telencéfalo pela ________________________________ e superiormente forma assoalho da fissura transversa do

cérebro e assoalho do ______________________.

26) O cerebelo vestibular é formado pelo__________________________que faz parte do teto do IV ventrículo

e pelos __________________________que estão situados próximos às aberturas laterais deste mesmo ventrículo.

O cerebelo espinhal é formado pelo lobo anterior e pelos lobos do vermis denominados de ________ e

_____________. As tonsilas, declive, folium e tuber são estruturas do cerebelo __________. O cerebelo está ligado

à ponte pelo ___________________________________________________e ao mesencéfalo pelo


____________________________________________________que faz parte do

_____________________________________________________.

27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:

GABARITO 3

01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:

Quiasma óptico, infundíbulo , túber cinéreo e corpos mamilares.

02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.

-De cada lado do epitálamo e percorrendo a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe

de fibras nervosas chamadas estrias medulares do tálamo, onde se insere a tela corióide que forma o teto da

cavidade.

-Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos , sendo o mais anterior o óptico.

-A maior parte do diencéfalo constitui o tálamo, uma massa ovóide de substância cinzenta cuja porção lateral

de sua face superior faz parte do assoalho do ventículo lateral, enquanto sua porção medial , junto com o teto do

terceiro ventrículo, constitui o assoalho da fissura transversa do cérebro. Inferiormente limita-se com o

hipotálamo (medialmente) e com o subtálamo (lateralmente).

03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas principais funções.

Divide-se em vérmis( porção mediana e ímpar) e hemisférios cerebelares. Situa-se dorsalmente à ponte e ao

bulbo, auxiliando na formação do tecto do IV ventrículo. Suas principaos funções são: coordenação motora

involuntária , equilíbrio, regula o estado de contração mínima dos músculos( contole do tônus muscular).

04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?

Encontamos núcleos de substância cinzenta. São eles: denteado( mais lateral), fastigial(mais medial) e

emboliforme e globoso que juntos formam o núcleo interpósito.

05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?

Declive, folium, túber, partes da pirâmide e da úvula juntamente com seus respectivos hemisférios.

06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?

Atinge a comissura das habênulas, a comissura posterior e os recessos pineal e supra pineal.

07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?

O quiasma óptico, o infundíbulo, o túber cinéreo e os corpos mamilares.

08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:

a-nervos ópticos; b- retina; c- estrias olfatórias; d- corpo geniculado lateral; e- corpos mamilares

09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:


a- retina; b- nervo óptico; c- lâmina terminal; d- pineal; e- neurohipófise

10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:

a- pirâmide; b- flóculos; c- hipocampos; d- uncus; e- declive

11) Estrutura lateral ao tálamo:

a-estria medular; b- 3º Ventrículo; c- cápsula interna; d- tela corióide; e- fórnix

12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da base do cérebro?

E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?

Hipotálamo. Na base do cérebro encontramos as seguintes estruturas hipotalâmicas: o quiasma óptico, o

infundíbulo, o túber cinéreo e os corpos mamilares. Lateralmente ao tálamo encontramos( de medial para lateral) :

cápsula interna, núcleo lentiforme( globo pálido+ putame), capsila estrena e claustro.

OBS: essa última parte da pergunta ainda não foi dada. Quando eu digitei não percebi. Desculpem a falha.

13) A face lateral do tálamo é separada do telencéfalo por que compacto feixe?

Cápsula interna.

14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?

Túberculo anterior do tálamo e pulvinar do tálamo, respectivamente.

15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico, dois laterais

que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise? (F). Dois laterais( vesículas ópticas), um

ventral(neuro-hipófise) e um dorsal( glândula pineal).

16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o lobo flóculo-nodular próximo ao ângulo ponto-

cerebelar, local onde emergem os nervos facial e vestíbulo- coclear. Lateralmente à úvula estão as tonsilas

cerebelares, bem evidentes na face inferior, projetando-se sobre a face dorsal do bulbo.

17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?Separa o corpo do cerebelo em lobo anterior

(paleocerebelo) e lobo posterior( praticamente todo ele faz parte do neocerebelo).

18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem aparente

encefálica próxima a ele?

Cerebelo vestibular. Os nervos facial e vestíbulo- coclear têm suas origens aparentes próximo a ele( ângulo

ponto- cerebelar).

19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?

Forama interventricular e forame do aqueduto cerebral, respectivamente.

20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?


Tálamo e hipotálamo.

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do controle emocional?

_hipotálamo.

22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?

Fissura prima e póstero- lateral, respectivamente.

23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?

Flóculo , nervos facial( intermédio) e vestíbulo- coclear, além de plexo corióide que passa pelos recessos laterais

do IV ventrículo.

24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?

Macam a parede anterior do III VENTRÍCULO as seguintes estruturas TELENCEFÁLICAS :lâmina terminal e

comissura anterior.

25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima do sulco_hipotalâmico visualizado

na perede lateral do __terceiro ventrículo . Sua extremidade posterior chama-se pulvinar do tálamo que se projeta

sobre os corpos__geniculados lateral e medial . Estas estruturas estão ligadas aos colículos mesencefálicos através

de seus braços. Lateramente o tálamo está separado do telencéfalo pela cápsula interna e superiormente forma

assoalho da fissura transversa do cérebro e assoalho do _ventrículo lateral.

26) O cerebelo vestibular é formado pelo_nódulo do cerebelo que faz parte do teto do IV ventrículo e pelos

_flóculos que estão situados próximos às aberturas laterais deste mesmo ventrículo. O cerebelo espinhal é

formado pelo lobo anterior e pelos lobos do vermis denominados de pirâmide e úvula . As tonsilas, declive, folium

e tuber são estruturas do cerebelo cortical . O cerebelo está ligado à ponte pelo pedúnculo cerebelar médio ou

braço da ponte e ao mesencéfalo pelo pedunculo cerebelar superior ou braço conjuntivo que faz parte do tecto

cranial do quarto ventrículo.

27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:

LÍNGULA, CENTRAL, CÚLMEN E PARTES DA PIRÂMIDE E DÁ ÚVULA

NEUROANATOMIA Parte 4 (telencéfalo)

1.Aonde se localiza a ínsula?

2.Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?

3.Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?

4.Qual a localização do septo pelúcido?

5.Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?
6.Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?

7.Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?

8.Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?

9.Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?

10.Quais sulcos delimitam o cúneus?

11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizada nos hemisférios cerebrais,
responda:

a)Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?


b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?

12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?

13- Quais são os núcleos da base?

14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.

15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.

16- Que estrutura forma o corpo estriado?

17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.

18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?

19- Onde se localiza o arqui, paleocórtex e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?

GABARITO 4

1. Aonde se localiza a ínsula?


Sua localização é evidenciada afastando-se os lábios do sulco lateral, em uma ampla fosse no fundo da qual está
localizada a ínsula.
2. Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?
É formada pelo tronco do corpo caloso, que se dilata posteriormente no esplênio do corpo caloso e se flete
anteriormente em direção à base do cérebro para constituir o joelho do corpo caloso, este afila-se para formar o
rostro do corpo caloso.
O corpo caloso é a maior das comissuras inter-hemisféricas.
3. Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?
É um feixe complexo de fibras que ligam o córtex a centros subcorticais. É constituído por duas metades laterias
e simétricas, onde a porção intermediária em que as duas metades se unem constitui o corpo do fórnix; as
extremidades que se afastam são, respectivamente, as colunas do fórnix, anteriores, e as pernas do fórnix,
posteriores.
4. Qual a localização do septo pelúcido?
Está entre o corpo caloso e o fórnix.
5. Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?

* Lobo frontal: sulco pré-central, sulco frontal superior, sulco frontal inferior.
* Lobo temporal: sulco temporal superior, sulco temporal inferior.
6. Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?
É uma região situada abaixa do rostro do corpo caloso e adiante da comissura anterior a lamina terminal. É um
dos centros do prazer do cérebro.
7. Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?
O sulco olfatório. O giro mais importante é o giro reto que se situa medialmente ao sulco olfatório.
8. Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?
O bulbo olfatório que continua posteriormente com o trato olfatório. O bulbo olfatório recebe filamentos que
constituem o nervo olfatório (I par craniano). Posteriormente o trato olfatório se bifurca formando as estrias
olfatórias lateral e medial que delimitam o trígono olfatório , atrás do trígono olfatório localiza-se uma área
contendo uma série de pequenos orifícios para a passagem de pequenos vasos , a substancia perfurada anterior.
9. Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?
Sulco calcarino e sulco parieto-occipital
10. Quais sulcos delimitam o cúneus?
Sulco calcarino e sulco parieto-occipital
11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizadas nos hemisférios cerebrais,
responda:
a) Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?
São respectivamente os cornos anterior, posterior e inferior
b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
O tecto: corpo caloso
Parede medial: septo pelúcido
Assoalho: fórnix, plexo corióide, parte lateral da face dorsal do tálamo, estria terminal, veia tálamo- estriada e
núcleo caudado.
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
Apresentam duas eminências alongadas, a eminência colateral, formada pelo sulco lateral e o hipocampo.
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?
Os cornos anterior e posterior
12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?
Á do cerebelo
13- Quais são os núcleos da base?
Núcleo caudado, núcleo lentiforme, o claustrum, o corpo amidalóide, o núcleo accumbens e o núcleo basal de
Meynert.
14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.
Cabeça do núcleo caudado: assoalho do corno anterior do ventrículo lateral
Corpo do núcleo caudado: situado no assoalho da parte central do ventrículo
Cauda do núcleo caudado: forma o tecto do corno inferior
15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.
É dividido em putâmen e globo pálido por uma fina lâmina de substância branca, a lâmina medular lateral. (o
globo pálido ainda é subdividido por outra lâmina de substância branca, a lâmina medular medial, em parte
externa e interna).
16- Que estrutura forma o corpo estriado?
Núcleo caudado, lentiforme e accumbens
17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.
Fibras de projeção: fibras q ligam o córtex cerebral a centros subcorticais. Ex: fórnix e cápsula interna.
Fibras de associação: fibras q atravessam o plano mediano para unir áreas simétricas dos dois hemisférios.
Constituem as três comissuras telencefálicas: corpo caloso, comissura do fórnix e comissura anterior.
18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?
Perna anterior (situada entre a cabeça do núcleo caudado e o núcleo lentiforme), perna posterior (entre o
núcleo lentiforme e o tálamo) e joelho da cápsula interna. Estas fibras separam o núcleo lentiforme, situado
lateralmente, do núcleo caudado e tálamo situados medialmente.
19- Onde se localiza o arqui, paleo e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?
No homem, o arquiocórtex existe no hipocampo, o paleocórtex no giro para-hipocampal, enquanto o
neocórtex reveste todos os hemisférios cerebrais.

NEUROANATOMIA Parte 1
24) A) Como denominamos o conjunto de corpos neuronais na periferia do sistema? E quando eles estão
concentrados no sistema central?
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_____________________________________

B) Identifique a origem embrionária dos neurônios acima.

________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_______________________________________
25) A) Que estruturas são originadas do prosencéfalo?

________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
_________________________________________
B) E dos divertículos do diencéfalo?

________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________
26) Que células são responsáveis por:
a. Entrada de estímulos no SNC:________________________________________
b. Saída de estímulos da coluna anterior da medula:________________________
c. Formação de mielina ao redor dos axônios:_____________________________
d. Formação de pés vasculares:________________________________________
e. Secreção de líquor:_______________________________________________
27) Complete:
B) Na organização do sistema nervoso, podemos dividi-lo em somático e visceral, sendo que o componente
aferente conduz impulsos originados em ________________ periféricos, em áreas específicas; o
componente eferente, no somático leva o comando a ____________________________________. No
visceral, leva a ___________________________________________, e é também chamado de
__________________________.
28) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso segmentar? ____________________
__________________________________________________________________
29) Que estruturas fazem parte do sistema nervoso periférico? ____________________
__________________________________________________________________
30) Complete: No embrião, o prosencéfalo dá origem a duas vesículas. Uma delas se divide e forma uma parte
mediana que é constituída pelas estruturas anatômicas: _________________________ e
_________________________________. A outra vesícula apresenta divertículos que irão formar
estruturas à distância: ________________, ______________________ e ________________________.
31) Complete: O sulco limitante, no assoalho do IV ventrículo, embrionariamente separa núcleos motores,
originados da ______________________(medial), de núcleos sensitivos, originados da
__________________________ (lateral).
32) São células da glia situadas em gânglios do SN Periférico:
a. Astrócitos fibrosos c. Anfícitos ou células satélites e. Oligodendrócitos
b. Neurilemócitos d. Células ependimárias
33) Que formações endócrinas são originadas da vesícula diencefálica? _______________
__________________________________________________________________
34) Quais as células da glia que estão dando sustentação ao SN Periférico?Localize-as nesse sistema.
__________________________________________________________
__________________________________________________________________
35) Quais as 5 vesículas embrionárias do arquencéfalo? ____________________________
___________________________________________________________________
36) De que folheto externo embrionário se origina o sistema nervoso?________________
37) Onde inicialmente se desenvolvem os neurônios motores nas paredes do tubo neural?
_________________________________________________________________
38) Na divisão anatômica, cite os constituintes da periferia, com suas principais
subdivisões._____________________________________________________________________________
__________________________________________________
39) Cite os 3 folhetos e os 3 espaços meníngeos que envolvem a medula
espinhal._______________________________________________________________
40) Que neurônios associam níveis diferentes dentro do sistema nervoso?
____________________________________________________________________
41) Como se chamam os envoltórios dos nervos e qual deles é o mais importante para a barreira
hematoneural? _________________________________________________
42) Qual a estrutura mínima de um arco reflexo?_________________________
__________________________________________________________________
43) Quais as principais células responsáveis pela cicatrização do SNC? _________________
44) Quais células revestem internamente os ventrículos encefálicos? Elas formam que estruturas junto a vasos
da pia-máter?_______________________________________
45) De onde se originam os neurônios cujos corpos estão fora do neuro-eixo?
__________________________________________________________________
46) Os nervos são cordões esbranquiçados que fazem parte do sistema nervoso periférico, juntamente com
suas dilatações no trajeto, chamadas de ________________. Essas dilatações funcionalmente podem ser
________________ ou _________________. Os nervos ainda podem ser mielínicos ou amielínicos, de
acordo com a formação de ______________________ pelas células da glia, chamadas de
___________________. No sistema nervoso central, os corpos neuronais e dendritos formam os
________________, se dentro da substância branca, ou o ________________ se estiver perifericamente.
Este último pode ser encontrado apenas na divisão supra-segmentar, constituída de _______________ e
___________________. No SNC, as células da glia que formam a substância branca chamam-se
__________________ e as que forram interiormente as cavidades chamam-se
____________________________.

GABARITO 1
24) A) Na periferia, chamam-se gânglios sensitivos e gânglios viscerais. No sistema central, chamam-se núcleos
(quando estão dentro da substância branca) ou córtex (por fora da substância branca).
3) B) Os neurônios da periferia originam-se a partir da crista neural. Os neurônios do sistema central originam-se
a partir do tubo neural.
4) A) Telencéfalo (com os hemisférios cerebrais) e o diencéfalo (com tálamo, epitálamo, subtálamo e
hipotálamo), além do 3° ventrículo e dos ventrículos laterais.
25) B) As 2 vesículas ópticas originam a retina, o infundíbulo origina a neuro-hipófise e o divertículo dorsal origina
a glândula pineal.
26) A) Neurônios sensitivos ou aferentes.
B) Neurônios motores ou eferentes SOMÁTICOS
C) Oligodendrócitos no SNC e células de Schwann no SNP.
D) Astrócitos e oligodendrócitos.
E) Células ependimárias.
27) Receptores; músculos estriados esqueléticos; músculos lisos, músculo cardíaco e glândulas; Sistema Nervoso
Autônomo.
28) SN Periférico (nervos, gânglios e terminações nervosas), medula espinhal e tronco encefálico (bulbo, ponte e
mesencéfalo).
29) Gânglios (sensitivos e viscerais), nervos (espinhais e cranianos)e terminações nervosas (sensitivas ou motoras).
30) Lâmina terminal e comissura anterior. Retinas, glândula pineal e neuro-hipófise.
31) Lâmina basal; lâmina alar.
32) Letra c.
33) Neuro-hipófise e glândula pineal.
34) Células de Schwann, nos nervos, ao redor dos axônios; anfícitos, nos gânglios, ao redor dos corpos neuronais.
35) Telencéfalo, diencéfalo, mesencéfalo, metencéfalo e mielencéfalo.
36) Ectoderma.
37) Lâmina basal.
38) Nervos (cranianos e espinhais), terminações nervosas (sensitivas e motoras) e gânglios (sensitivos e viscerais).
39) Dura-máter, aracnóide e pia-máter. Epidural, subdural e subaracnóideo.
40) Neurônios de associação.
41) Epineuro, perineuro e endoneuro. Perineuro.
42) Um neurônio aferente, um neurônio eferente e uma sinapse.
43) Astrócitos.
44) Células ependimárias. Plexos Corióides.
45) Da crista neural.
46) Gânglios; sensitivas ou viscerais; bainha de mielina; células de Schwann; núcleos; córtex; cérebro e cerebelo;
oligodendrócitos; células ependimárias.

NEUROANATOMIA Parte 2

50) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?


___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
51) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
52) Quantos e quais são os segmentos medulares?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________

53) A _____________________ e a ________________ correspondem às áreas em que fazem conexão com a


medula as grossas raízes nervosas que formam os plexos _____________ e _____________, respectivamente.
54) Quais são os envoltórios da medula? Quais as suas posições em torno dela?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
55) O que se entende por cauda eqüina?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
56) Os sulcos longitudinal ____________ e __________ fazem conexão com filamentos nervosos denominados
de _______________________________, que se unem respectivamente para formar a raiz ___________ e
______________ dos nervos espinhais.
57) Como é feita uma anestesia raquidiana e quais os seus inconvenientes?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
58) Qual a melhor área para exploração clínica da medula espinhal?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________

59) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
60) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
______________________________________________________________________
61) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
______________________________________________________________________
62) Que estrutura marca a parte caudal da eminência medial?
______________________________________________________________________
63) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
______________________________________________________________________
64) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
______________________________________________________________________
65) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
66) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________
67) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas
mais laterais?
_____________________________________________________________________

68) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios c) olivas e) raízes dorsais
b) pirâmides d) tubérculos gráceis
69) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
_____________________________________________________________________
70) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo ____________________ e pelos
___________________________.

71) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:

a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme


b) pineal e trígono das habênulas
c) colículos superiores e inferiores
d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior
e) bases do pedúnculo cerebral e ponte

72) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
____
73) Complete:
Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de fibras nervosas
ascendentes chamados ________________________________ ________ que terminam em tubérculos formando
núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes, o
____________________________.
No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas elevações arredondadas chamadas
_________________ e, inferiormente a elas encontram-se os _________________________
74) Qual o significado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
______________________________________________________________________________________________
__________________________________
75) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
_______________________________________________________________
76) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?

GABARITO 2

77) Como é agrupada a substância cinzenta na medula espinhal?


Rodeada por sustância branca que forma funículos
78) Uma fratura da segunda vértebra lombar atingiria que segmentos da medula espinhal?
Da medula mesmo nenhum, só afetaria a cauda eqüina, filamento terminal e saco dural
79) Quantos e quais são os segmentos medulares?
Três. Fúniculos anterior, posterior e lateral
80) Como se chama a obliteração da fissura mediana anterior na parte caudal do bulbo?
Decussação das pirâmides
81) Que estrutura marca o limite da base com o braço da ponte?
O nervo trigêmeo(V)
82) Que acidente separa ventralmente o bulbo da ponte, e que estruturas daí emergem?
Sulco bulbo pontino emergem os nervos cranianos: VI (abducente), VII(facial) e VII (vestibulococlear)
83) Que estrutura marca a parte caudal da eminência medial?
Trígono do nervo hipoglosso
84) Que estruturas marcam a superfície dorsal do mesencéfalo?
Colículos quadrigeminais
85) Como se chamam as eminências de cada lado da fissura mediana anterior do bulbo?
Pirâmides do bulbo
86) Cite o nome dos fascículos que constituem a área posterior fechada do bulbo.
Fascículo do núcleo do nervo grácil e fascículo do núcleo do nervo cuneiforme
87) Como se chamam as partes dorsal e ventral do aqueduto cerebral?
Dorsal pedúnculo cerebral e ventral tecto
88) Quais as duas estruturas mediais mais evidentes no assoalho do IV ventrículo e como se chamam as áreas mais
laterais?
Colículos faciais e trígono do núcleo do nervo hipoglosso
89) São estruturas externas situadas entre o sulco lateral anterior e a fissura anterior bulbar:
a) nervos acessórios c) olivas e) raízes dorsais
b) pirâmides d) tubérculos gráceis
90) No caso de uma fratura a nível de L1, que estruturas poderão ser lesadas na medula espinal?
Corpos medulares sacrais do cone medular, com suas raízes nervosas.
91) A metade cranial do teto do IV ventrículo está formada pelo véu medular superior e pelos pedúnculos
cerebelares superiores.

92) São estruturas externas e dorsais no tronco encefálico:


a) tubérculos dos núcleos grácil e cuneiforme
b) pineal e trígono das habênulas
c) colículos superiores e inferiores
d) fossa interpeduncular e substância perfurada posterior
e) bases do pedúnculo cerebral e ponte

93) Quais as estruturas que formam o tecto do IV ventrículo?


Véu medular superior, véu medular inferior, tela corióide e nódulo do cerebelo
94) Complete:
Na porção fechada bulbar, entre o sulco mediano lateral posterior, encontramos dois feixes de fibras
nervosas ascendentes chamados fascículos grácil e cuneiforme, que terminam em tubérculos formando
núcleos de mesmo nome. Com a abertura do IV ventrículo, formam-se lateralmente a estes, o pedúnculo
cerebelar superior.
No assoalho da fossa rombóide, na eminência medial, vamos encontrar duas elevações arredondadas
chamadas coliculos faciais e, inferiormente a elas encontram-se os trígonos do nervo hipoglosso
95) Qual o signinficado morfofuncional do sulco lateral anterior do bulbo?
É deles que saem os filamenteos radiculares do nervo hipoglosso (XII par)
96) Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do mesencéfalo?
Colículos superiores
97) Onde está localizada a substância gelatinosa?Que significado funcional ela tem?
Ela está localizada no ápice da coluna posterior da medula espinhal. Ela funciona como o portão da dor.
98) Complete:
No assoalho do IV ventrículo encontramos um sulco mediano, e lateralmente a ele uma eminência medial
que corresponde embrionariamente ao crescimento de neurônios da lamina basal, que é funcionalmente
motora.
Numa vista ventral, o bulbo mostra uma fissura mediana e lateralmente a elas duas eminências alongadas
chamadas de pirâmides, separadas das olivas pelos sulcos laterais anteriores, de onde saem os filamentos
radiculares do nervo hipoglosso. Nos sulcos laterais posteriores do bulbo saem os nervos glossofaríngeo, vago
e acessório. No sulco bulbo pontino encontram-se as origens aparentes dos nervos abducente, facial e
vestíbulo coclear.

NEUROANATOMIA Parte 3 (diencéfalo e cerebelo)


01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:

02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.

-De cada lado do epitálamo e percorrendo a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe

de fibras nervosas chamadas--------------------, onde se insere a -------------------- que forma o teto da cavidade.

-Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos , sendo o mais anterior o------------------

----------------.

-A maior parte do diencéfalo constitui o ------------------------, uma massa ovóide de substância cinzenta cuja

porção lateral de sua face superior faz parte do assoalho do-------------------------------, enquanto sua porção medial ,

junto com o teto do terceiro ventrículo, constitui o assoalho------------------. Inferiormente limita-se com o -------------

---------(medialmente) e com o --------------------------(lateralmente).

03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas principais funções.

04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?

05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?

06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?

07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?

08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:

a-nervos ópticos; b- retina; c- estrias olfatórias; d- corpo geniculado lateral; e- corpos mamilares

09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:

a- retina; b- nervo óptico; c- lâmina terminal; d- pineal; e- neurohipófise

10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:

a- pirâmide; b- flóculos; c- hipocampos; d- uncus; e- declive

11) Estrutura lateral ao tálamo:

a-estria medular; b- 3º Ventrículo; c- cápsula interna; d- tela corióide; e- fórnix

12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da base do cérebro?

E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?

13) A face lateral do tálamo é separada do diencéfalo por que compacto feixe?

14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?

15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico, dois laterais

que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise?

16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o lobo________________________próximo ao

ângulo ponto-cerebelar, local onde emergem os nervos _________________-


e_________________________________. Lateralmente à úvula estão as __________________________, bem

evidentes na face inferior, projetando-se sobre a face dorsal do ________________________.

17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?

18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem aparente

encefálica próxima a ele?

19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?

20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do controle emocional?

__________________________________.

22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?

23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?

24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?

25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima do

sulco___________________________ visualizado na perede lateral do __________________________________.

Sua extremidade posterior chama-se ________________________ que se projeta sobre os

corpos____________________________________. Estas estruturas estão ligadas aos

____________________________mesencefálicos através de seus braços. Lateramente o tálamo está separado do

telencéfalo pela ________________________________ e superiormente forma assoalho da fissura transversa do

cérebro e assoalho do ______________________.

26) O cerebelo vestibular é formado pelo__________________________que faz parte do teto do IV ventrículo

e pelos __________________________que estão situados próximos às aberturas laterais deste mesmo ventrículo.

O cerebelo espinhal é formado pelo lobo anterior e pelos lobos do vermis denominados de ________ e

_____________. As tonsilas, declive, folium e tuber são estruturas do cerebelo __________. O cerebelo está ligado

à ponte pelo ___________________________________________________e ao mesencéfalo pelo

____________________________________________________que faz parte do

_____________________________________________________.

27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:

GABARITO 3

01) São estruturas diencefálicas visualizadas no assoalho do terceiro ventrículo:

Quiasma óptico, infundíbulo , túber cinéreo e corpos mamilares.

02) A cavidade do diencéfalo chama-se III ventrículo.


-De cada lado do epitálamo e percorrendo a parte mais alta das paredes laterais desta cavidade existe um feixe

de fibras nervosas chamadas estrias medulares do tálamo, onde se insere a tela corióide que forma o teto da

cavidade.

-Dorso inferiormente, a luz deste ventrículo dá origem a quatro recessos , sendo o mais anterior o óptico.

-A maior parte do diencéfalo constitui o tálamo, uma massa ovóide de substância cinzenta cuja porção lateral

de sua face superior faz parte do assoalho do ventículo lateral, enquanto sua porção medial , junto com o teto do

terceiro ventrículo, constitui o assoalho da fissura transversa do cérebro. Inferiormente limita-se com o

hipotálamo (medialmente) e com o subtálamo (lateralmente).

03) Como se divide anatomicamente o cerebelo? Localize-o no sistema nervoso e cite suas principais funções.

Divide-se em vérmis( porção mediana e ímpar) e hemisférios cerebelares. Situa-se dorsalmente à ponte e ao

bulbo, auxiliando na formação do tecto do IV ventrículo. Suas principaos funções são: coordenação motora

involuntária , equilíbrio, regula o estado de contração mínima dos músculos( contole do tônus muscular).

04) O que encontramos dentro do corpo branco medular do cerebelo?

Encontamos núcleos de substância cinzenta. São eles: denteado( mais lateral), fastigial(mais medial) e

emboliforme e globoso que juntos formam o núcleo interpósito.

05) Que estruturas do cerebelo fazem parte do cerebelo cortical?

Declive, folium, túber, partes da pirâmide e da úvula juntamente com seus respectivos hemisférios.

06)Um tumor de pineal atinge inicialmente que estruturas do diencéfalo?

Atinge a comissura das habênulas, a comissura posterior e os recessos pineal e supra pineal.

07) Que estruturas hipotalâmicas são vistas inferiormente no cérebro?

O quiasma óptico, o infundíbulo, o túber cinéreo e os corpos mamilares.

08) São estruturas do assoalho do 3º Ventrículo:

a-nervos ópticos; b- retina; c- estrias olfatórias; d- corpo geniculado lateral; e- corpos mamilares

09) São formações originadas da vesícula diencefálica, EXCETO:

a- retina; b- nervo óptico; c- lâmina terminal; d- pineal; e- neurohipófise

10) Fazem parte do arqui córtex cerebelar:

a- pirâmide; b- flóculos; c- hipocampos; d- uncus; e- declive

11) Estrutura lateral ao tálamo:

a-estria medular; b- 3º Ventrículo; c- cápsula interna; d- tela corióide; e- fórnix

12) Que estrutura está situada abaixo do sulco hipotalâmico? Porém, que partes são vistas da base do cérebro?

E lateralmente ao tálamo, que estruturas podemos encontrar até o claustro?


Hipotálamo. Na base do cérebro encontramos as seguintes estruturas hipotalâmicas: o quiasma óptico, o

infundíbulo, o túber cinéreo e os corpos mamilares. Lateralmente ao tálamo encontramos( de medial para lateral) :

cápsula interna, núcleo lentiforme( globo pálido+ putame), capsila estrena e claustro.

OBS: essa última parte da pergunta ainda não foi dada. Quando eu digitei não percebi. Desculpem a falha.

13) A face lateral do tálamo é separada do telencéfalo por que compacto feixe?

Cápsula interna.

14) Como se chamam as extremidades anterior e posterior do tálamo?

Túberculo anterior do tálamo e pulvinar do tálamo, respectivamente.

15) É correto afirmar que o diencéfalo apresenta quatro divertículos, sendo um dorsal ou óptico, dois laterais

que formam corpos mamilares e um ventral que forma a neuro-hipófise? (F). Dois laterais( vesículas ópticas), um

ventral(neuro-hipófise) e um dorsal( glândula pineal).

16) No cerebelo vestibular ou arquicerebelo, fazem parte o lobo flóculo-nodular próximo ao ângulo ponto-

cerebelar, local onde emergem os nervos facial e vestíbulo- coclear. Lateralmente à úvula estão as tonsilas

cerebelares, bem evidentes na face inferior, projetando-se sobre a face dorsal do bulbo.

17) Que significado funcional tem a fissura prima cerebelar?Separa o corpo do cerebelo em lobo anterior

(paleocerebelo) e lobo posterior( praticamente todo ele faz parte do neocerebelo).

18) Como funcionalmente é chamado o arquicerebelo e que nervos cranianos têm sua origem aparente

encefálica próxima a ele?

Cerebelo vestibular. Os nervos facial e vestíbulo- coclear têm suas origens aparentes próximo a ele( ângulo

ponto- cerebelar).

19) Que estruturas marcam o início e o fim do sulco hipotalâmico?

Forama interventricular e forame do aqueduto cerebral, respectivamente.

20) Quais as duas maiores regiões do diencéfalo?

Tálamo e hipotálamo.

21) Que estrutura diencefálica controla as atividades víscerais, endócrinas e faz parte do controle emocional?

_hipotálamo.

22) Que fissuras separam o paleo do neo cerebelo, o arqui do corpo cerebelar?

Fissura prima e póstero- lateral, respectivamente.

23) Que estruturas podemos encontrar no ângulo cerebelo-pontino?


Flóculo , nervos facial( intermédio) e vestíbulo- coclear, além de plexo corióide que passa pelos recessos laterais

do IV ventrículo.

24) Que estruturas marcam a parede anterior do III ventrículo?

Macam a parede anterior do III VENTRÍCULO as seguintes estruturas TELENCEFÁLICAS :lâmina terminal e

comissura anterior.

25) O tálamo é uma massa volumosa de substância cinzenta situado acima do sulco_hipotalâmico visualizado

na perede lateral do __terceiro ventrículo . Sua extremidade posterior chama-se pulvinar do tálamo que se projeta

sobre os corpos__geniculados lateral e medial . Estas estruturas estão ligadas aos colículos mesencefálicos através

de seus braços. Lateramente o tálamo está separado do telencéfalo pela cápsula interna e superiormente forma

assoalho da fissura transversa do cérebro e assoalho do _ventrículo lateral.

26) O cerebelo vestibular é formado pelo_nódulo do cerebelo que faz parte do teto do IV ventrículo e pelos

_flóculos que estão situados próximos às aberturas laterais deste mesmo ventrículo. O cerebelo espinhal é

formado pelo lobo anterior e pelos lobos do vermis denominados de pirâmide e úvula . As tonsilas, declive, folium

e tuber são estruturas do cerebelo cortical . O cerebelo está ligado à ponte pelo pedúnculo cerebelar médio ou

braço da ponte e ao mesencéfalo pelo pedunculo cerebelar superior ou braço conjuntivo que faz parte do tecto

cranial do quarto ventrículo.

27) Cite os lóbulos do vermis que fazem parte do cerebelo espinhal:

LÍNGULA, CENTRAL, CÚLMEN E PARTES DA PIRÂMIDE E DÁ ÚVULA

NEUROANATOMIA Parte 4 (telencéfalo)

1.Aonde se localiza a ínsula?

2.Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?

3.Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?

4.Qual a localização do septo pelúcido?

5.Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?

6.Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?

7.Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?

8.Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?

9.Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?

10.Quais sulcos delimitam o cúneus?


11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizada nos hemisférios cerebrais,
responda:

a)Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?


b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?

12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?

13- Quais são os núcleos da base?

14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.

15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.

16- Que estrutura forma o corpo estriado?

17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.

18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?

19- Onde se localiza o arqui, paleocórtex e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?

GABARITO 4

1. Aonde se localiza a ínsula?


Sua localização é evidenciada afastando-se os lábios do sulco lateral, em uma ampla fosse no fundo da qual está
localizada a ínsula.
2. Quais as partes do corpo caloso? O que é o corpo caloso?
É formada pelo tronco do corpo caloso, que se dilata posteriormente no esplênio do corpo caloso e se flete
anteriormente em direção à base do cérebro para constituir o joelho do corpo caloso, este afila-se para formar o
rostro do corpo caloso.
O corpo caloso é a maior das comissuras inter-hemisféricas.
3. Quais as divisões do fórnix? O que é o fórnix?
É um feixe complexo de fibras que ligam o córtex a centros subcorticais. É constituído por duas metades laterias
e simétricas, onde a porção intermediária em que as duas metades se unem constitui o corpo do fórnix; as
extremidades que se afastam são, respectivamente, as colunas do fórnix, anteriores, e as pernas do fórnix,
posteriores.
4. Qual a localização do septo pelúcido?
Está entre o corpo caloso e o fórnix.
5. Na face súpero lateral quais os principais sucos dos lobo frontal e temporal?

* Lobo frontal: sulco pré-central, sulco frontal superior, sulco frontal inferior.
* Lobo temporal: sulco temporal superior, sulco temporal inferior.
6. Onde se localiza a área septal? A que função ela está relacionada?
É uma região situada abaixa do rostro do corpo caloso e adiante da comissura anterior a lamina terminal. É um
dos centros do prazer do cérebro.
7. Na face inferior do cérebro, no lobo frontal, qual o seu único sulco importante? Qual o giro mais importante e
onde se localiza?
O sulco olfatório. O giro mais importante é o giro reto que se situa medialmente ao sulco olfatório.
8. Quais formações localizadas na face inferior do cérebro, localizada no lobo frontal, fazem parte do
rinencéfalo?
O bulbo olfatório que continua posteriormente com o trato olfatório. O bulbo olfatório recebe filamentos que
constituem o nervo olfatório (I par craniano). Posteriormente o trato olfatório se bifurca formando as estrias
olfatórias lateral e medial que delimitam o trígono olfatório , atrás do trígono olfatório localiza-se uma área
contendo uma série de pequenos orifícios para a passagem de pequenos vasos , a substancia perfurada anterior.
9. Quais os principais sulcos do lobo occipital na face medial?
Sulco calcarino e sulco parieto-occipital
10. Quais sulcos delimitam o cúneus?
Sulco calcarino e sulco parieto-occipital
11- Sobre os ventrículos laterais, cavidades revestidas de epêndima localizadas nos hemisférios cerebrais,
responda:
a) Quais partes se projetam nos lobo frontal, occipital e temporal?
São respectivamente os cornos anterior, posterior e inferior
b) Quais estruturas formam os limites da parte central do ventrículo lateral?
O tecto: corpo caloso
Parede medial: septo pelúcido
Assoalho: fórnix, plexo corióide, parte lateral da face dorsal do tálamo, estria terminal, veia tálamo- estriada e
núcleo caudado.
c) Quais estruturas formam o assoalho do corno inferior do ventrículo lateral?
Apresentam duas eminências alongadas, a eminência colateral, formada pelo sulco lateral e o hipocampo.
d) Quais estruturas do ventrículo lateral não possuem plexos corióides?
Os cornos anterior e posterior
12- A que estrutura a organização interna dos hemisférios cerebrais se assemelham?
Á do cerebelo
13- Quais são os núcleos da base?
Núcleo caudado, núcleo lentiforme, o claustrum, o corpo amidalóide, o núcleo accumbens e o núcleo basal de
Meynert.
14- O núcleo caudado apresenta forma bastante arqueada, logo, cite as partes que o compõem e suas
respectivas relações com os ventrículos laterais.
Cabeça do núcleo caudado: assoalho do corno anterior do ventrículo lateral
Corpo do núcleo caudado: situado no assoalho da parte central do ventrículo
Cauda do núcleo caudado: forma o tecto do corno inferior
15- O núcleo lentiforme é dividido em duas partes. Cite tais partes.
É dividido em putâmen e globo pálido por uma fina lâmina de substância branca, a lâmina medular lateral. (o
globo pálido ainda é subdividido por outra lâmina de substância branca, a lâmina medular medial, em parte
externa e interna).
16- Que estrutura forma o corpo estriado?
Núcleo caudado, lentiforme e accumbens
17- Diferencie fibras de projeção e de associação, citando exemplos.
Fibras de projeção: fibras q ligam o córtex cerebral a centros subcorticais. Ex: fórnix e cápsula interna.
Fibras de associação: fibras q atravessam o plano mediano para unir áreas simétricas dos dois hemisférios.
Constituem as três comissuras telencefálicas: corpo caloso, comissura do fórnix e comissura anterior.
18- Quais as partes que constituem a cápsula interna? E que estruturas ela separa?
Perna anterior (situada entre a cabeça do núcleo caudado e o núcleo lentiforme), perna posterior (entre o
núcleo lentiforme e o tálamo) e joelho da cápsula interna. Estas fibras separam o núcleo lentiforme, situado
lateralmente, do núcleo caudado e tálamo situados medialmente.
19- Onde se localiza o arqui, paleo e neocórtex no hemisfério cerebral do homem?
No homem, o arquiocórtex existe no hipocampo, o paleocórtex no giro para-hipocampal, enquanto o
neocórtex reveste todos os hemisférios cerebrais.

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO


1. Quais as funções do esqueleto? 2. Explique que tipo de tecido forma os ossos e como eles são ao mesmo
tempo rígidos e flexíveis. 3. Quais são as células ósseas e como cada uma atua? 4. Explique o processo químico em
que o resultado é a hidróxiapatita. 5. Quais os fatores que regulam a ação das células osteoblásticas? 6. Explique
porque um osso fraturado e cicatrizado irregularmente pode se retificar ao longo do tempo. 7. Quais os tipos de
tecidos ósseos encontrados no corpo humano? 8. Explique porque os ossos longos possuem tecido compacto no
centro e esponjoso nas extremidades. 9. Como os ossos podem ser classificados? Dê exemplos. 10. Quais são as
membranas que revestem os ossos? 11. Defina hematopoiese e osteogênese. 12. Explique como os ossos são
nutridos? 13. Explique os processos de ossificação. 14. O que é e qual a função da zona de crescimento? 15. Como
pode ser dividido o esqueleto? 16. Quais são as regiões da coluna com os respectivos números de vértebras? 17.
Porque as costelas falsas são assim chamadas? 18. Como podem ser divididos os ossos do crânio? 19. Quais são as
suturas do crânio? 20. Quais as funções da coluna vertebral? 21. Quais são as curvaturas da coluna? Quais são
consideradas fisiológicas e quais são consideradas patológicas? 22. Porque as costelas flutuantes são assim
chamadas? 23. Cite os danos que podem ocorrer na coluna vertebral. 24. Qual a função do disco intervertebral?
25. Cite o dano mais comum nos discos intervertebrais. 26. Cite 3 acidentes ósseos onde pode ocorrer úlceras de
pressão. 27. Qual é a unidade funcional da coluna vertebral? 28. Atlas e Áxis são exemplos de ossos irregulares.
Verdadeiro ou Falso? 29. Qual a posição da vértebra áxis em relação à vértebra atlas? 30. Qual (ais) osso (s) do
corpo humano se articula (m) com a tíbia proximalmente? 31. Dê a localização do osso hióide. 32. Como se divide o
osso esterno. 33. Cite 3 ossos do carpo e 3 ossos do tarso.
34. Conhecendo a classificação dos ossos e, tendo como exemplo os ossos das falanges distais da mão, estes
podem ser enquadrados como:
a) ossos longos b) ossos curtos c) ossos pneumáticos d) ossos planos e) ossos irregulares
35. Dentre os ossos abaixo, aquele que NÃO faz parte do esqueleto axial é:
a) osso frontal b) 10ª costela c) C1 (atlas) d) Clavícula e) Esterno
36. Dentre os ossos abaixo, aquele que NÃO faz parte do esqueleto apendicular é:
a) úmero b) sacro c) tálus d) escafóide e) fíbula
37. Qual das seguintes estruturas NÃO se articula com o ESTERNO?
a) clavícula b) 11ª costela c) 1ª costela d) 5ª costela
38. A 8ª, 9ª e 10ª costelas são consideradas COSTELAS FALSAS em virtude de:
a) Não se articularem com a coluna vertebral b) Não possuírem tubérculo articular c) Não se articularem
diretamente com o esterno d) Serem costelas flutuantes e) Estarem ausentes na maioria das vezes
39. A ESCÁPULA articula-se com:
a) a ulna b) o rádio c) a mandíbula d) o úmero e) a tíbia
40. A patela articula-se com o (a):
a) escápula b) úmero c) rádio d) ulna e) fêmur
41. NÃO é um OSSO DO CARPO:
a) cubóide b) escafóide c) semilunar d) trapezóide e) capitato
42. Em relação às CURVATURAS da coluna vertebral, podemos afirmar que:
a) As curvaturas primárias estão presentes após o nascimento b) Uma curvatura primária está localizada
na porção cervical da CV c) Uma curvatura secundária está relacionada à porção torácica da CV d) Duas
respostas estão corretas e) Todas as respostas estão erradas
43. Em um ser humano, normalmente encontramos:
a) 5 vértebras cervicais b) 5 vértebras sacrais c) 12 pares de costelas d) 1 osso ilíaco e) duas respostas estão
corretas
44. O FÊMUR é o principal osso do (a):
a) membro superior b) coxa c) perna d) membro inferior e) duas respostas estão corretas
45. UTILIZANDO A TERMINOLOGIA ABAIXO DETERMINE A LOCALIZAÇÃO DOS SEGUINTES OSSOS:
A. TERMOS DE DIREÇÃO: SUPERIOR INFERIOR ANTERIOR POSTERIOR LATERAL MEDIAL PROXIMAL DISTAL
B. SEGMENTOS CORPORAIS: CABEÇA PESCOÇO TRONCO/TÓRAX BRAÇO ANTEBRAÇO MÃO COXA PERNA PÉ
MEMBRO SUPERIOR MEMBRO INFERIOR CINTURA ESCAPULAR CINTURA PÉLVICA
a. Clavícula b. Tíbia c. Frontal d. Occipital e. Rádio f. Ulna g. Fêmur h. Fíbula i. Escápula j. Ilíaco k. Calcâneo l.
Capitato m. Esterno n. 12ª costela
46. CORRELACIONE O SEGMENTO ÓSSEO COM A ARTICULAÇÃO MAIS PRÓXIMA:
( ) 1/3 proximal do fêmur ( ) 1/3 proximal do úmero ( ) 1/3 distal da fíbula ( ) 1/3 distal do rádio ( ) 1/3
proximal da ulna ( ) 1/3 proximal da clavícula ( ) 1/3 proximal do 3º metacarpo ( ) 1/3 distal da tíbia ( ) 1/3
distal do 5º metatarso
( 1 ) punho ( 2 ) cotovelo ( 3 ) Joelho ( 4 ) tornozelo ( 5 ) quadril ( 6 ) ombro ( 7 ) esterno clavicular
47. Em relação ao MEMBRO SUPERIOR podemos afirmar que:
a) Está relacionado principalmente à locomoção, em bípedes b) Possui 3 ossos longos c) O rádio e a
ulna são os únicos componentes ósseos do braço d) A palma da mão está dirigida ventralmente na posição
anatômica e) Duas respostas estão corretas
48. Os ossos, as cartilagens e as articulações formam o sistema esquelético. Em relação a esse sistema leia as
sentenças abaixo e marque a alternativa correta. (Concurso Público – Secretaria de Saúde do Estado de Rondônia,
2008)
I - Ossos longos são classificados por seu comprimento predominar sobre a espessura e a largura, compondo-se
de duas epífises, tem-se como exemplo os ossos do crânio e a escápula. II - Ossos curtos são ossos de espessura
reduzida e de estrutura interna esponjosa como os ossos do antebraço III - Ossos pneumáticos a sua parte interna
é preenchida com ar como o etmóide. IV - Ossos irregulares são ossos longos, porém achatados e não apresentam
canal medular como as costelas.
I - Estão corretas I, II, III e IV II - Estão corretas II, III e IV III - Está correta apenas a IV IV - Está correta apenas a II
V - Está correta apenas a III
49. Entre as peças ósseas que constituem a coluna vertebral ocorrem estruturas flexíveis conhecidas como
discos intervertebrais. A respeito dessas estruturas flexíveis, é correto afirmar que:
(A) apresentam uma perfuração por onde passa a medula espinhal. (B) são os pontos de origem dos pares de
nervos que, a partir da coluna, se ramificam pelo corpo. (C) são constituídos por um núcleo ósseo revestido por
cartilagem que garante a sua flexibilidade. (D) têm a função de colar as vértebras, mantendo-as firmemente
unidas, garantindo o alinhamento da coluna. (E) amortecem o impacto entre as vértebras e permitem a
flexibilidade da coluna.
50. O alinhamento da coluna vertebral sofre alterações tais como curvaturas laterais e acentuação exagerada
das curvaturas naturais. Essas modificações comprometem o sistema de sustentação do corpo, acarretando
problemas diversos. A respeito dessas alterações da coluna vertebral, é correto afirmar que:
(A) cifose é a curvatura exagerada da região dorsal. (B) escolioses são os aumentos acentuados da região dorsal.
(C) lordoses são desvios laterais comuns na região lombar. (D) escolioses são aumentos acentuados da curvatura
lombar. (E) lordoses caracterizam-se pelo aumento da curvatura dorsal.
51. A respeito da organização estrutural e da fisiologia de um osso longo como o fêmur, é correto afirmar que:
(A) por ter matriz calcificada, rígida, impermeável, só é possível encontrar células vivas na parte superficial da
membrana conjuntiva do revestimento externo, onde existem vasos sanguíneos. (B) por ser um tecido desprovido
de irrigação sanguínea, suas células têm metabolismo muito reduzido e sua capacidade de regeneração é muito
pequena. (C) possui uma ampla rede de irrigação sanguínea, com vasos capilares percorrendo uma rede de
canalículos. (D) as células ósseas são nutridas por difusão de nutrientes e oxigênio a partir da rede de capilares
existente no periósteo. (E) a matriz intercelular rígida e calcificada é muito permeável, permitindo a fácil difusão de
oxigênio e nutrientes a partir do endósteo.
52. A simetria bilateral dos vertebrados resulta na possibilidade de dividirmos o corpo humano
longitudinalmente em duas metades que são imagens especulares uma da outra. Muitos órgãos ocorrem em
pares, um do lado direito e outro do lado esquerdo. Internamente esta simetria não é mantida totalmente. Na
região da cabeça podemos citar como exemplo de osso único, impar:
(A) parietal. (B) esfenoide. (C) temporal. (D) malar ou zigomático. (E) occipital.
53. No estudo e no ensino da anatomia, consideramos certos planos de secção do corpo humano para descrição
de regiões e dissecção dos tecidos, cavidades e órgãos. O plano de secção que separa uma região anterior de outra
região posterior é conhecido como:
a) horizontal. b) lateral. c) sagital. d) coronal. e) mediano.
54. Os ossos são classificados de acordo com critérios anatômicos observados pelas ciências morfológicas. A
classificação estabelecida que não representa o critério da forma é a do osso
a) longo. b) curto. c) plano d) pneumático e) irregular.
55. Numere a coluna 2 identificando a localização específica de cada órgão dentro de suas respectivas
cavidades, de acordo com a coluna 1.
COLUNA 1 I. Cavidade abdominal II. Cavidade pélvica
COLUNA 2 ( ) útero ( ) próstata ( ) bexiga urinária ( ) suprarrenal ( ) reto
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo. a) ( ) II – II – II – I – II b) ( ) I – II
– II – I – II c) ( ) II – I – II – I – II d) ( ) II – I – I – II – I e) ( ) I – II – I – II – I
56. A posição anatômica é adotada globalmente para descrições anatômicas médicas. Por meio do uso dessa
posição e da terminologia apropriada, pode-se relacionar com precisão qualquer parte do corpo. A posição
anatômica a ser adotada é a posição ereta, com os braços na seguinte posição:
(A) voltados inferiormente e os pés voltados para fora; (B) voltados inferiormente e os pés voltados para
dentro; (C) abduzidos e os pés voltados para dentro; (D) mantidos próximos ao corpo e os pés voltados
anteriormente; (E) abduzidos e os pés voltados posteriormente.
57. Que tipo de substância óssea é encontrada predominantemente na diáfise dos ossos longos?
58. Qual a posição do osso Escafóide em relação ao osso Trapézio?
A) Proximal. B) DISTAL C) Medial D) Lateral E) Superior
59. A coluna vertebral é constituída por 24 vértebras: 7 cervicais, 12 torácicas e 5 lombares. Verdadeiro ou
falso?
60. Dentre as VÉRTEBRAS CERVICAIS, aquelas que podem ser consideradas atípicas são:
a) C1, C2, C3 b) C1, C2 c) C1, C2, C5 d) C1, C2, C7 e) C1, C5, C7

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA

FISIOLOGIA
www.vestibular1.com.br Vestibular1 - O Portal do Vestibular

Parte I: Digestão d) jejuno-íleo


e) pâncreas
1) (FUVEST-SP) Qual dos órgãos humanos
abaixo citados não produz enzimas digestivas? 2) (CESESP-PE) A pepsina é uma importante
enzima digestiva cujos substratos são:
a) glândulas salivares
b) estômago a) proteínas
c) vesícula biliar b) glicídios
c) lipídios de acordo com as suas origens, citadas na
d) ácidos graxos primeira coluna:
e) monossacarídeos
(1) glândulas salivares ( ) pepsina
3) (EPFESP-PE) Em indivíduos humanos (2) estômago ( ) tripsina
normais, o canal colédoco estabelece uma (3) pâncreas ( )
comunicação anatômica entre: quimotripsina
(4) glândulas da parede intestinal ( )
a) o fígado e a vesícula biliar carboxipeptidases
b) a vesícula biliar e o jejuno ( )
c) a vesícula biliar e o íleo aminopeptidases
d) a vesícula biliar e o duodeno
e) a vesícula biliar e o ceco Assinale a seqüência correta:

4) (UFRGS-RS). Heterótrofa é a nutrição de a) 1 - 2 - 2 - 4 – 4


organismos incapazes de sintetizar compostos b) 2 - 3 - 3 - 3 – 4
orgânicos a partir de inorgânicos. São c) 1 - 3 - 3 - 3 - 4
heterótrofos: d) 1 - 2 - 2 - 3 - 3
e) 2 - 3 - 3 - 1 - 1
a) os animais, os fungos e a maioria das
bactérias 8) (UFJF-MG). Qual dos animais a seguir
b) os vegetais, os líquens e a minoria das enumerados pode ter uma fórmula dentária
bactérias compatível com a que se segue?
c) os vegetais, os fungos e a minoria das 0 0 3 3
bactérias 3 0 3 3
d) os animais, os líquens e a minoria das a) lobo
bactérias b) gorila
e) os animais, as algas e a maioria das c) homem
bactérias d) boi
e) tigre
5) (FUVEST-SP). As enzimas digestivas que
agem sobre os carboidratos atuam: 9) (UFRGS-RS). A bile produzida pelo fígado
tem como função:
a) somente na boca
b) somente no intestino a) lubrificar a mucosa intestinal
c) somente no estômago b) emulsionar as gorduras
d) na boca e no intestino c) estimular a secreção gástrica
e) no intestino e no estômago d) provocar a contração da vesícula
e) digerir as proteínas
6) (UFMG-MG). Uma mistura de suco
pancreático, proteína, gordura e celulose foi 10) (CESGRANRIO-RJ). 0 homem nutre-se
repartida por dois tubos de ensaio. Ao Tubo 1 essencialmente pela absorção de produtos
acrescentou-se uma base e ao Tubo 2, um ácido. assimiláveis derivados da hidrólise dos alimentos
Que letra da tabela seguinte indica corretamente pela ação das enzimas do trato gastrointestinal.
os resultados esperados nessa experiência? (O Em decorrência desta afirmativa, este processo
sinal - significa ausência de digestão.) particulariza um exemplo de:

Tubo 2 (pH 3) a) endocitose


Tubo 1 (pH 8) digestão de b) pinocitose reversa
digestão de c) ingestão
a proteína, -------------- d) digestão intracelular
) gordura e celulose e) digestão extracelular
b ----------- proteína, gordura
) e celulose 11) (UCPR-PR) Um corte transversal da raiz
c ----------- proteína e dentária humana apresenta sucessivamente:
) gordura
d proteína e proteína e a) esmalte, dentina e polpa
) gordura gordura b) esmalte, polpa e dentina
e proteína e ----------- c) esmalte, cimento, polpa e dentina
) gordura d) cimento, esmalte, polpa e dentina
e) cimento, dentina e polpa
7) (CESGRANRIO-RJ). Numere as enzimas
responsáveis pela digestão de proteínas no 12) (F. Objetivo-SP). Na digestão humana, das
homem, relacionadas abaixo, na segunda coluna, três enzimas abaixo citadas, os alimentos entram
em contato, sucessivamente, com:
a) ptialina, tripsina e pepsina ( 3 ) abomasum ou coagulador
b) ptialina, pepsina e tripsina ( 4 ) esôfago
c) tripsina, ptialina e pepsina ( 5 ) boca
d) tripsina, pepsina e ptialina ( 6 ) folhoso ou psaltério (omasum)
e) pepsina, tripsina e ptialina ( 7 ) retículo ou barrete

13) (EFOA-MG) A opção que não equivale ao a) 5 - 4 - 1 - 7 - 5 - 4 - 6 - 3 - 2


nome correto do órgão e da substância por ele b) 5 - 4 - 3 - 2 - 1 - 6 - 7 - 4 - 2
produzida é: c) 5 - 4 - 7 - 1 - 5 - 1 - 3 - 6 - 2
d) 5 - 4 - 1 - 7 - 1 - 5 - 6 - 2 - 3
a) glândulas salivares e ptialina e) 5 - 4 - 1 - 6 - 7 - 1 - 5 - 3 - 2
b) estômago e ácido clorídrico
c) fígado e bile 18) (PUC-RJ) A diferença fundamental nos
d) pâncreas e tripsina processos digestivos entre animais carnívoros e
e) duodeno e pepsina animais ruminantes é a existência, nesses últimos,
de recurso específico de digestão para:
14) (CESGRANRIO-RJ) 0 principal local de
absorção de nutrientes no tubo digestivo humano a) gordura d) amido
é: b) proteína e) glicose
c) celulose
a) estômago
b) jejuno-íleo 19) (CESGRANRIO-RJ). A digestão da
c) colo transverso celulose nos ruminantes ocorre graças a condições
d) colo descendente especiais existentes no trato digestivo desses
e) sigmóide animais. Da ação ordenada de seus quatro
estômagos, os ruminantes obtêm substâncias de
15) (OSEC-SP) 0 esquema a seguir apresenta alto valor energético e aminoácidos que são
um conjunto de órgãos, numerados, do aparelho absorvidos. Com relação aos mecanismos de
digestivo. As funções de absorção de água e digestão nesses animais, são feitas abaixo três
produção da bile são realizadas, respectivamente, afirmativas:
por:
I - A celulose é degradada por ação direta de
enzimas secretadas por glândulas presentes na
mucosa dos dois primeiros estômagos (rúmen e
a) Vel retículo).
b) IV e I
c) II e III II - Bactérias e protozoários são digeridos
d) V e II nos dois primeiros estômagos (rúmen e retículo) e
e) I e II seus produtos absorvidos nos dois últimos (omaso
e abomaso).

III - Microrganismos que proliferam nos dois


primeiros estômagos (rúmen e retículo) aí
16) (UFPA-PA). 0 material retirado de um degradam gorduras e celulose em ácidos graxos,
determinado órgão de um macaco foi repartido em sacarídeos simples e gases como gás carbônico e
seis tubos de ensaio. Aos tubos I e II acrescentou- metano.
se um pedaço de carne; aos tubos III e IV, um
pedaço de batata; e aos tubos V e VI, um pouco de Assinale:
manteiga. Aos tubos I, III e VI acrescentou-se um
pouco de ácido clorídrico. Após 12 horas, a 38° C, a) se somente I for correta
verificou-se que apenas no tubo I houve digestão. b) se somente II for correta
0 material usado neste experimento foi retirado: c) se somente III for correta
d) se somente I e II forem corretas
a) do estômago d) do e) se somente II e III forem corretas
pâncreas
b) do intestino e) das 20) (UCSal-BA) Para estudar
glândulas salivares experimentalmente a digestão da proteína do leite,
c) da vesícula o procedimento mais adequado seria usar:

17) (UFJF-MG) Os ítens relacionam-se com o a) pepsina em meio ácido


estômago de um ruminante. Verifique qual das b) pepsina em meio básico
ordenações corresponde à seqüência correta do c) tripsina em meio ácido
processo digestivo: d) lipase em meio ácido
e) lipase em meio básico
( 1 ) pança ou rúmen
( 2 ) intestino
21) (F. C. Chagas-BA) Enzimas do suco b) As proteínas são digeridas pela pepsina
gástrico são ativas apenas em pH: produzida nas glândulas gástricas e sua absorção
ocorre principalmente no estômago.
a) ácido c) Os lipídios são digeridos pela lipase
b) aIcaIino produzida na vesícula biliar e sua absorção ocorre
c) neutro principalmente no intestino grosso.
d) neutro e alcalino d) A celulose é absorvida integralmente no
e) ácido e alcalino intestino grosso, sem necessidade de sofrer ação
de enzimas digestivas.
22) (UFES-ES). Nas vilosidades intestinais, os e) A glicose não necessita de desdobramento
aminoácidos e os ácidos graxos são absorvidos, por enzimas.
respectivamente:
Parte II: Respiração
a) pelos capilares sangüíneos e vasos linfáticos
b) pelos vasos linfáticos e capilares sangüíneos
c) pelos capilares sangüíneos venosos e pelos 1) (FUVEST-SP/. Existem animais que não
capilares arteriais possuem órgão ou sistema especializado em
d) pelos capilares sangüíneos arteriais e pelos realizar trocas gasosas. Na respiracão, a absorção
capilares venosos do oxigênio e a eliminação do gás carbônico
e) pelos vasos linfáticos somente ocorrem por difusão, através da superfícíe
epidérmica. É o caso da:
23) (UNIB-SP) Se um indivíduo apresentar uma
doença que impeça a produção de bile pelo fígado, a) planária
passará a ter problemas com a digestão de: b) ostra
c) drosófila
a) amido d) gorduras d) barata
b) proteínas e) vegetais. e) aranha
c) açúcares
2) (CESGRANRIO-RJ). Nas plantas, as
24) (PUC-SP) Os ruminantes, grupo que inclui estruturas especializadas para as trocas de gases
vacas, carneiros, cabras, camelos e girafas, são entre a planta e o exterior são:
capazes de utilizar celulose como fonte de energia,
devido: a) os estômatos e as lenticelas
b) o floema e os estômatos
a) às enzimas secretadas pelos microrganismos c) as lenticelas e o colênquima
do rúmen e do retículo. d) o esclerênquima e o xilema
b) ao fato de possuírem uma série de quatro e) o súber e o câmbio
estômagos, que, em conjunto, secretam enzimas e
ácidos para essa digestão. 3) (UFRN-RN). 0 diafragma e os músculos
c) às enzimas secretadas pelo rúmen e retículo. intercostais tem participação ativa:
d) às concentrações altamente ácidas
secretadas apenas pelo rúmen. a) nos movimentos peristálticos
e) Nenhuma das explicações acima está b) na deglutição
correta. c) na diurese
d) na mastigação
25) (UFBA) Na digestão, a redução dos e) na respiração
alimentos a partículas através de processos
mecânicos tem por finalidade: 4) (CESGRANRIO-RJ).
a) facilitar a eliminação de substâncias inúteis.
b) possibilitar a passagem do alimento para o
sangue.
c) transformar os complexos alimentares em
substâncias mais simples.
d) aumentar a superfície de exposição dos
alimentos à ação das enzimas.
e) reduzir grandes moléculas orgânicas a
moléculas pequenas com maior valor nutritivo.
No desenho ao lado é mostrado um animal que
26) (UECE-CE) Assinale a afirmação correta apresenta o sistema respiratório típico do grupo a
relativa à digestão e absorção de substâncias que pertence. Nesse grupo, a respiração é do tipo:
nutritivas no homem:
a) traqueal e cutânea
a) O amido é digerido pela ptialina existente na b) somente traqueal
saliva e o produto da digestão é absorvido c) somente cutânea
principalmente na boca e no esôfago. d) somente branquial
e) pela hipófise c) fossas nasais - laringe - faringe - traquéia -
brônquios
5) (UFPR-PR). 0 transporte de oxigênio no d) fossas nasais - faringe - esôfago - traquéia -
organismo humano se faz principalmente: brônquios
e) fossas nasais - faringe - traquéia - laringe -
a) através dos leucócitos. brônquios
b) através do plasma sangüíneo
c) tanto pela hemoglobina plasmática como pela 10) (OSEC-SP). Um médico, ao ser chamado
existente no interior das hemácias, quando a taxa para atender uma vítima de afogamento, tinha a
de hemoglobina é normal sua disposição três recipientes numerados cujos
d) através da hemoglobina existente nas componentes e respectivas proporções eram as
hemácias seguintes:
e) na dependência de boa função plaquetária
Recipiente I - 100% de 02
6) (FCMSCSP). Qual das alternativas abaixo Recipiente II - 80% de N2 e 20% de
completa corretamente a frase seguinte? 02
"A formação de H2C03 ocorre (I); a enzima Recipiente III - 95% de O2 e 5% de
anidrase carbônica existe (II); o transporte de íons CO2
bicarbonato ocorre principaimente (III)."
0 seu procedimento mais correto seria
a) I = nas hemácias; II = apenas nas hemácias; utilizar:
III = no plasma
b) I = no plasma e nas hemácias; II = apenas a) a mistura do recipiente II, uma vez que o N2
nas hemácias; III = nas hemácias estimula o processo respiratório, atuando sobre o
c) I = no plasma e nas hemácias; II = apenas no cerebelo
plasma; III = no plasma b) a mistura do recipiente III, uma vez que o C02
d) I = apenas no plasma; II = no plasma e nas estimula o bulbo a restaurar os movimentos
hemácias; III = nas hemácias respiratórios
e) I = apenas no plasma; II = apenas no plasma; c) o gás do recipiente I, porque somente o
III = no plasma oxigênio puro pode satisfazer às exigências
respiratórias dos tecidos celulares
7) (EPFESP-PE). É fato conhecido que alguns d) a mistura do recipiente II, porque a
peixes (dipnóicos) são capazes de sobreviver em porcentagem de oxigênio é aproximadamente a
águas cuja concentração de oxigênio é bastante mesma que a do ar que respiramos
baixa. Tal fato se deve a que? e) o gás do recipiente I, porque o oxigênio puro
estimula a medula óssea a produzir maior número
a) Apresentam respiração cutðnea. de hemácias
b) Por não possuirem opérculo, deslocam-se
com maior velocidade, aumentando o fluxo d'água 11) (UFBA-BA). Qual das reações abaixo ocorre
através da boca e, conseqüentemente, garantem nos capilares dos pulmões?
uma maior oxigenação nas suas brânquias. a) CO2 + H20 → H2C03
c) Possuem uma respiração celular muito
menos intensa que os demais peixes. b) H2C03 → H+ + HC03-
d) Suas brânquias apresentam uma c) HCO3 + H+ →H2C03 →H20 + CO2
vascularização muito maior que os demais peixes, d) H20 + CO2 →H2CO3 →H+ + HC03-
bem como um número muito grande de lamelas.
e) São capazes de respirar o ar atmosférico por e) H2C03 + CO2 →H2O + 2 C02
meio da bexiga natatória.
12) (UFJF-MG). Os esquemas abaixo
8) (UFES-ES) No homem, o controle dos representam sistemas respiratórios.
movimentos respiratóriós é exercido:

a) pelo cérebro
b) pelo cerebelo
c) pelo bulbo
d) pela medula
e) pela hipófise Os insetos terrestres apresentam sistemas
respiratórios apenas:
9) (UnB/ICSA-DF). A seqüência das estruturas
do sistema respiratório pulmonar é: a) dos tipos I e Il
b) dos tipos II e III
a) fossas nasais - laringe - esôfago - brônquios - c) dos tipos III e I
traquéia d) do tipo I
b) fossas nasais - faringe - laringe - traquéia - e) do tipo II
brônquios
13) (UFRGS-RS). Qual a alternativa que relaciona os a) nos pulmões
mecanismos de trocas gasosas com os respectivos b) no coração
animais. c) no fígado
d) no baço
bagre tartaru pingüi abelha e) nos tecidos orgânicos em geral
ga m
a tegum branqu traque traque 17) (CESGRANRIO-RJ)
) entar ial al al
b tegum filotraq pulmo filotraq
) entar ueal nar ueal
c branqu pulmo pulmo traque
) ial nar nar al
d filotraq branqu pulmo filotraq
) ueal ial nar ueal
e branqu pulmo branqu traque
) ial nar ial al

14) (UFBA-BA) Nas ilustrações que se seguem, as Nos esquemas anteriores o aparelho
hachuras representam o revestimento do corpo respiratório humano está sendo representado e
animal em contato direto com o ambiente. neles são localizadas suas principais estruturas,
tais como: vias aéreas superiores, traquéia,
brônquios, bronquíolos,bronquíolos terminais e
sacos alveolares, que se encontram numerados.
Sobre este desenho são feitas três afirmativas:

I - Em 4, o ar passa em direção aos


pulmões após ter sido aquecido em 1.
II - Em 6, o oxigênio do ar penetra nos
vasos sangüíneos, sendo o fenômeno conhecido
como hematose.
As ilustrações indicam, respectivamente, os Ill - Em 8, o gás carbônico proveniente do
tipos de sistemas respiratórios: sangue passa para o ar.

a) traqueal, pulmonar e cutãneo Assinale:


b) cutâneo, branquial e traqueal
c) pulmonar, traqueal e cutâneo a) se somente I for correta
d) cutâneo, traqueal e branquial b) se somente II for correta
e) traqueal, cutâneo e pulmonar c) se somente I e II forem corretas
d) se somente I e III forem corretas
15) (UFMG-MG) Observe os esquemas a e) se I, II e III forem corretas
seguir.
18) (UA-AM). Na expiração não ocorre:

a) relaxamento do diafragma
b) diminuição do volume pulmonar
c) contração da musculatura intercostal
d) aumento da pressão intratorácica em relação
à pressão atmosférica
e) eliminação de dióxido de carbono

19) (FUVEST-SP) A obstrução dos bronquíolos


impede que o oxigênio atinja:
Os esquemas 2 e 4 representam,
respectivamente, formas de respiração de: a) a faringe.
b) o esôfago.
a) minhoca e planária c) a laringe.
b) planária e mosca d) a traquéia.
c) medusa e sardinha e) os alvéolos.
d) lombriga e sapo
e) gafanhoto e homem 20) (VUNESP) As trocas gasosas durante a
respiração dos invertebrados (COLUNA 1)
16) (UFCE-CE). A reação: Hb + 4O2 → ocorrem ou não através de estruturas
Hb(O2)4, onde Hb representa a hemoglobina, especializadas (COLUNA 2).
ocorre:
COLUNA 1 COLUNA 2
1 - Planária ( ) Brânquias e anfíbi ave réptil
2 - Gafanhoto ( ) Traquéias ) o
3 - Camarão ( ) Pulmão
4 - Caramujo-de-jardim ( ) Epiderme 23) Muitos animais aquáticos respiram por meio
de brânquias que permitem a respiração mesmo
Relacione os animais às estruturas assinalando quando os animais permanecem submersos. A
a alternativa correta: respeito deste tipo de respiração foram feitas as
seguintes afirmativas:
a) se a ordem correta for 3, 2, 4, 1.
b) se a ordem correta for 3, 2, 1, 4. 1- Estes animais são aeróbios facultativos,
c) se a ordem correta for 2, 3, 4, 1. pois podem permanecer muito tempo sem contato
d) se a ordem correta for 3, 4, 2, 1. com o ar atmosférico e quando estão submersos
e) se a ordem correta for 4, 3, 1, 2. não recebem oxigênio livre.
2- A hematose ocorre nestes animais ao
21) nível das brânquias com utilização do oxigênio
FUMO MATA 3 MILHÕES POR ANO DIZ dissolvido na água.
A OMS 3- Quando submersos, utilizam para sua
respiração oxigênio resultante do desdobramento
“O maior estudo já realizado sobre os de moléculas de água e o oxigênio resultante da
efeitos do fumo nos últimos 50 anos concluiu respiração das plantas aquáticas.
que o tabagismo se tornou a maior causa de 4- As brânquias são reservatórios de ar que
morte entre os adultos do primeiro mundo”. permitem aos animais manter, durante o período
(Folha de São Paulo - em que estão submersos, reservas do oxigênio
20/09/94) obtido na atmosfera.

A longo prazo o fumo pode levar o indivíduo Assinale a opção correta:


à morte. Além disso, a cada cigarro, o fumante
absorve uma substância , o monóxido de carbono, a) Somente 1 está correta
que tem efeito nocivo imediato no organismo, já b) Somente 2 está correta
que: c) Somente 3 está correta
d) Estão corretas 1 e 3
a) desnatura a hemoglobina, impossibilitando o e) Somente 4 está correta
transporte de oxigênio e gás carbônico.
b) reage com a água, no plasma sangüíneo, Parte III: Circulação
produzindo ácido carbônico capaz de diminuir o pH
do meio celular. 1) (FUCMT-MS). Considere os seguintes
c) ao associar-se com a hemoglobina, impede-a tecidos vegetais:
de realizar o transporte de oxigênio. I - xilema III - floema
d) ao combinar-se com a hemoglobina, II - colênquima IV - esclerênquima
impossibilita o transporte e a liberação do gás Sâo tecidos condutores apenas:
carbônico pelo organismo.
e) ao combinar-se com o ácido carbônico no a) I e II
plasma, impede a liberação do oxigênio. b) I e III
c) I e IV
22) (FUVEST-SP) Alguns vertebrados não d) I e III
possuem estruturas que funcionalmente facilitem a e) III e IV
entrada do ar nos pulmões, por isso, “engolem” o
ar. Outros já possuem pulmões elásticos, 2) (UFJF-MG). Com referência ao número de
parenquimatosos, porém não protegidos por cavidades do coração, as quais sâo aurículas (A) e
pleuras. Finalmente há aqueles que possuem ventrículos (V) nos vertebrados, marque o item
pulmões parenquimatosos, protegidos por pleura e correto, de acordo com a seguinte ordem:
cuja ação é coadjuvada pelo diafragma e músculos
intercostais. Na ordem em que tais fatos se Peixes - Anfíbios - Répteis - Aves -
observam, distinguem-se: Mamíferos.

II III a) 2A-1V, IA-1V, 2A-2V, 2A-1V, 2A-2V


I b) 1A-1V, 1A-1V, lA-1V, 2A-2V, 2A-2V
a réptil ave mamífer c) 1A-1V, 2A-1V, 2A-1V, 2A-2V, 2A-2V
) o d) 2A-1V, 2A-2V, lA-2V, 2A-1V, lA-1V
b anfíbi ave mamífer e) lA-1V, lA-1V, lA-1V, 2A-2V, 2A-2V
) o o
c ave réptil mamífer 3) (PUC-RJ).
) o
d réptil anfíbio mamífer
) o
passa pelo coracâo e, circulando por veias, vai até
os pulmões.
b) Ao nível dos alvéolos pulmonares, o CO2 é
liberado e o O2, ,absorvido pelo sangue. Este
sangue arterial volta ao coração, circulando por
veias, e é bombeado para todo o corpo, passando
pelas artérias.
c) O alimento, reduzido a subunidades em
grande parte pela ação das enzimas digestivas,
passa para os líquidos circulantes, principalmente
ao nível do intestino delgado, e é então levado até
No esquema acima é correto dizer que: às células.
d) Nas células, a energia contida nos alimentos
a) a estrutura 1 é a artéria aorta e conduz é liberada na presença de 02, com
sangue arterial a partir do ventrículo direito. desprendimento de CO2 e água.
b) ao nível da estrutura 9, o sangue perde
e) Substâncias não utilizadas pelas células, que
CO2 e recebe O2, no fenômeno da hematose.
podem prejudicar o organismo, quando acumuladas,
c) a estrutura 2 é a artéria pulmonar e traz sangue passam para o sangue, de onde sâo eliminadas pelos
arterial dos pulmões para o coração. rins e pelos pulmões.
d) a estrutura 4 faz parte da pequena
circulação. 7) (UFBA-BA). Válvulas que impedem o refluxo
e) na estrutura 5 comeca a grande circulação. da circulação podem existir:
4) (CESGRANRIO-RJ) Assinale a opção que a) apenas em artérias
encerra o dado correto em relação ao coracâo dos b) apenas em veias
mamíferos. c) em artérias e vasos linfáticos
d) em veias e artérias
a) 0 átrio esquerdo recebe sangue oxigenado e) em veias e vasos linfáticos
vindo do organismo através das veias cavas.
b) 0 átrio direito recebe sangue não oxigenado 8) (UFMG-MG). Qual dos animais incluídos na
pelas veias pulmonares. tabela abaixo tem respiração e sistema circulatório
c) 0 ventrículo esquerdo envia sangue dos tipos a ele atribuídos?
oxigenado para os vários setores do organismo.
d) A artéria pulmonar leva sangue oxigenado SISTEMA
para os pulmões. RESPIRA CIRCULATÓRIO
e) 0 ventriculo direito envia sangue oxigenado ÇÃO
para o átrio esquerdo.
a Mos Traqueal Fechado
) ca Branquial Lacunoso
5) (UECE-CE). Relacione as colunas:
b Esp Cutânea Fechado
) onja Pulmonar Fechado
(1) irrigação do miocárdio ( )
c Sap Branquial Lacunoso
artéria pulmonar
) o
(2) conduz sangue arterial ( )
d Cara
grande circulação
) mujo
(3) conduz sangue venoso ( )
e Peix
pequena circulação
) e
(4) leva O2 para os tecidos ( )
coronárias
9) (UCSal-BA). 0 esquema abaixo mostra a
(5) retira CO2 da circulação ( ) ligação entre capilares venosos e arteriais.
veia pulmonar

A seqüência numérica da segunda coluna é:

a) 2 - 5 - 4 - 1 - 3
b) 2 - 4 - 5 - 1 - 3
c) 3 - 4 - 5 - 1 - 2
d) 3 - 5 - 4 - 1 - 2
e) 2 - 3 - 4 - 5 - 1 Esses capilares localizam-se:
a) no cérebro
6) (UFMG-MG). Em relação ao homem, que b) nos pulmões
alternativa está errada? c) no coração
d) no fígado
a) O sangue venoso, que contém o CO2 e) no intestino
excretado pelas diversas células do organismo,
10) (UFPA-PA). 0 coração funciona como uma
bomba. Nos mamíferos, o sangue com baixo teor a) SAT6 = SAT5 > SAT4 = SAT3
de oxigênio é enviado aos pulmões. Por outro b) SAT3 = SAT4 > SAT1 = SAT2
lado, o sangue oxigenado nos pulmões é c) SAT4 > SAT3 = SAT5
mandado para os vários setores do organismo. d) SAT6 > SAT5
Assinale a opção correta entre as abaixo e) SAT7 = SAT4
apresentadas.
13. (FM de JundiaÍ-SP). O esquema representa
a) 0 sangue que sai do ventrículo esquerdo é a circulação no homem, vista de frente. A propósito
enviado aos pulmões para a oxigenação. deste esquema, sâo feitas três afirmações.
b) 0 átrio direito recebe sangue das veias
cavas e o envia para o organismo.
c) As veias pulmonares levam o sangue
oxigenado para o átrio esquerdo.
d) 0 ventrÍculo direito recebe o sangue
oxigenado e o envia para o organismo.
e) A aorta sai do ventrÍculo direito e transporta
sangue oxigenado.

11) (CESGRANRIO-RJ) Em relação ao sistema


circulatório nos diversos grupos de animais, são
feitas as seguintes afirmativas: I - No esquema, o número 1 indica o ventrículo
esquerdo e o número 9, as veias pulmonares.
I - 0 sistema circulatório, no qual o coração II - O número 4 indica as veias cavas e o
envia sangue para os tecidos e órgãos através de número 7, a artéria pulmonar.
vasos e o recebe de novo parcial ou totalmente III - O número 2 indica a artéria aorta e o
através de lacunas do corpo, pode ser denominado número 5, a aurícula direita.
de circulação aberta e está presente na maioria Assinale a opção correta:
dos invertebrados.
II - 0 sistema circulatório, no qual o coração a) as opções I e II estão corretas.
funciona como uma bomba central, tanto enviando b) as opções II e III estão corretas.
como recebendo o sangue dos tecidos e órgãos c) as opções I e III estão corretas.
através de vasos, pode ser denominado de d) todas as opções estão corretas.
circulação fechada e está presente nos e) nenhuma das opções está correta.
vertebrados.
III - A presença do coração é obrigatória em 14) (UFPR-PR). Não apresentam mistura de
todos os sistemas circuiatórios existentes desde os sangues arterial e venoso:
invertebrados. A localização do coração bem como
a constituição e número de suas cavidades a) aves e mamíferos
dependem de a circulação ser aberta ou fechada. b) somente os mamíferos
c) aves e répteis
Assinale: d) somente as aves
a) se I, II e III estiverem corretas e) todos os vertebrados
b) se somente I e II estiverem corretas
c) se somente II e III estiverem corretas 15 (UFBA-BA) 0 gräfico abaixo representa a
d) se somente II estiver correta saturação de hemoglobina em relação à
e) se somente III estiver correta substäncia X, em diferentes regiões do sistema
circulatório.
12. (PUCSP). Um pesquisador, introduzindo
catéteres plásticos através de veias e artérias
periféricas de um cachorro, colheu amostras de
sangue nos locais apontados na figura abaixo. Em
cada amostra, dosou a saturação de O2 do
sangue. 0 resultado mais provável encontrado em
relação à saturação (SAT) foi:

A substância X é:

a) o gás carbônico
b) o monóxido de carbono
c) o oxigênio
d) o carbonato
e) o açúcar
16) (CESGRANRIO-RJ). As figuras abaixo e) entre o átrio direito e a veia cava superior e
representam, tipicamente, os corações de: entre o átrio direito e a veia cava inferior.

20) (UA-AM). A aurícula esquerda recebe o


sangue proveniente diretamente do(a):

a) ventrÍculo direito
b) pulmão
c) fígado
d) aurÍcula direita
e) ventrÍculo esquerdo

21) (UFRN-RN). Os corações de tubarão, de


jacaré e de salamandra possuem,
respectivamente:

a) 2, 3 e 4 cavidades
a) 1 - réptil; 2 - anfíbio; 3 - peixe; 4 - mamífero
b) 3, 3 e 3 cavidades
b) 1 - réptil; 2 - mamífero; 3 - peixe; 4 - anfibio
c) 2, 4 e 3 cavidades
c) 1 - peixe; 2 - anfíbio; 3 - mamífero; 4 - réptil
d) 3, 2 e 4 cavidades
d) 1 - peixe; 2 - anfíbio; 3 - réptil; 4 - mamífero
e) 2, 3 e 3 cavidades
e) 1 - mamífero; 2 - peixe; 3 - anfíbio; 4 - réptil
22) (UFJP-PB). Assinale a resposta correta
17) (FMltajubá-MG). Homeotermia e coração
usando a seguinte chave:
completamente dividido em quatro câmaras são
aquisições importantes de:
a) Somente 1 está correta.
b) Somente 2 está correta.
a) peixes em relação a protocordados
c) Somente 3 está correta.
b) anfíbios em relação a peixes
d) Estão corretas 1 e 3.
c) répteis em relação a anfíbios
e) Estão corretas 2 e 3.
d) aves em relação a répteis
e) mamíferos em relação a aves
Com relação ao coração e à circulação foram
feitas as seguintes afirmativas:
18) (UFRGS-RS) Através de métodos
engenhosos, um fisiologista conseguiu bloquear
1. No sistema circulatório dos vertebrados,
vários capilares sanguíneos em diferentes locais e
as artérias são os principais sítios de troca entre
observou que, em cada caso, não obstante o
sangue e tecidos.
bloqueio, as hemácias continuavam o seu trajeto
2. A artéria pulmonar conduz sangue arterial
em direção ao ponto bloqueado. Essa experiência
para os pulmões.
admite a interpretação:
3. No indivíduo, após o nascimento, as veias
pulmonares são as únicas veias que conduzem o
a) A pressão osmótica diminui ao longo do
sangue arterial
capilar em direção ao ponto bloqueado.
b) Os capilares são integrantes de um sistema
23) (OSEC-SP). Mistura de sangues arterial e
de circulação aberta.
venoso ocorre, como regra geral, no coração de:
c) Na extremidade arterial do capilar entra
mais fluido.
a) peixes e anfíbios
d) 0 fluido extravascular, devido ao bloqueio,
b) anfÍbios e répteis
penetra e dilata o capilar.
c) répteis e aves
e) 0 fluido do capilar sai para o espaço
d) aves e mamÍferos
extravascular.
e) mamÍferos e peixes
19) (UFMA-MA) No coração humano, as
24) (CESGRANRIO-RJ). Nas opções abaixo,
válvulas tricúspide e mitral estão localizadas,
estão relacionadas cavidades cardíacas e vasos
respectivamente:
sangüíneos.
Assinale aquela que reúne cavidades e
a) entre o átrio esquerdo e o ventrÍculo
vasos nos quais, no homem adulto, o sangue
esquerdo e entre o átrio direito e o ventrÍculo
encontrado é sempre sangue arterial.
direito
b) entre o átrio direito e o átrio esquerdo e
a) ventrÍculo esquerdo, aorta e artéria
entre o ventrÍculo direito e o ventrÍculo esquerdo
pulmonar
c) entre a artéria aorta e o ventrÍculo esquerdo
b) aurÍcula esquerda, veia pulmonar e aorta
e entre a artéria pulmonar e o ventrÍculo direito
c) ventrÍculo direito, artéria pulmonar e aorta
d) entre o átrio direito e o ventrÍculo direito e
d) aurÍcula direita, veia cava e veia pulmonar
entre o átrio esquerdo e o ventrÍculo esquerdo
e) ventrÍculo direito, veia pulmonar e artéria
pulmonar
a) através dos leucócitos
25) (F.Objetivo-SP). Existem nos mamÍferos 2 b) através do plasma sangüíneo.
circuitos completos de circulação sanguínea, com c) tanto pela hemoglobina plasmática como pela
saída e chegada no coração; são as chamadas existente no interior das hemácias, quando taxa
grande circulação e pequena circulação. de hemoglobina é normal.
Chamando o ventrÍculo direito de VD, o ventrÍculo d) através da hemoglobina existente nas
esquerdo de VE, a aurÍcula direita de AD e a hemácias.
aurÍcula esquerda de AE, escolha a alternativa e) na dependência de boa função plaquetária.
correta:
31) (FUVEST-GV) Nos mamíferos, pode-se
CIRCULAÇÃO encontrar sangue venoso...
GRANDE PEQUENA
SaÍda chega saÍda chega a) na aurícula direita, na artéria pulmonar e na
da da veia cava.
a VD VE AD AE b) no ventrículo direito, na veia pulmonar e na
) veia cava.
b VE VD AE AD c) na aurícula direita, na veia pulmonar e na
) artéria aorta.
c VE AD VD AE d) na aurícula esquerda, na artéria pulmonar e
) na veia cava.
d VD AE VE AD e) no ventrículo esquerdo, na veia pulmonar e
) na artéria aorta.
e AD VE AE VD
) 32) Observe a figura abaixo:

26) (CESGRANRIO-RJ) Quantas cavidades


existem, respectivamente, no coração de uma
tartaruga, de um cação, de um golfinho e de uma
baleia?

a) 2, 3, 3 e 4 cavidades.
b) 2, 2, 2 e 2 cavidades.
c) 3, 2, 3 e 3 cavidades.
d) 3, 3, 4 e 4 cavidades.
e) 3, 2, 4 e 4 cavidades. A respeito dela podemos concluir que:

27) A trajetória coração  pulmão coração a) o açúcar é transportado pelos vasos do


é chamada: xilema às folhas e às raízes.
b) a seiva ascendente é transportada pelo
a) circulação fechada. xilema, e a descendente, pelo floema.
b) circulação aberta. c) a translocação só ocorre da folha para a raiz.
c) grande circulação. d) sendo a raiz uma região com baixa pressão
d) pequena circulação. de turgor, consome o açúcar transportado.
e) circulação linfática. e) sendo o ramo terminal em crescimento uma
região com baixa pressão de turgor, não consome
28) O coração dos mamíferos possui: o açúcar transportado.

a) 2 aurículas e 2 ventrículos. 33) Relacione as descrições dos Sistemas


b) 2 aurículas e 1 ventrículo. Circulatórios com seus respectivos Filos animais:
c) 1 aurícula e 1 ventrículo.
d) 1 aurícula e 2 ventrículos. I - Ausente. O alimento é distribuído
e) 2 aurículas e 1 ventrículo subdividido. diretamente da cavidade gastrovascular.
II - Ausente. O alimento é distribuído pelo
29) (SANTA CASA - SP) O sangue sofre menor intestino muito ramificado.
transformação ao passar: III - Ausente. O alimento é distribuído pelo
fluido da cavidade pseudocelômica.
a) pelos pulmões. IV - Presente. Do tipo fechado, com vasos
b) pelos rins. pulsáteis e sangue dotado de pigmentos
c) pelo coração. respiratórios.
d) pelo intestino delgado. V - Presente. Do tipo aberto, com coração e
e) pelo pâncreas. vasos sangüíneos, onde circula o fluido celômico.

30) (UFPR) O transporte de oxigênio no P - Artrópodes S - Nematelmintos


organismo humano se faz: Q - Anelídeos
T - Platelmintos R - Moluscos U-
Cnidários
3) (OMEC-SP) Os rins, além de importante
Assinale a opção que contém as associações função excretora contribuem de maneira eficiente:
corretas.
a) na manutenção do equilíbrio endócrino.
a) I - P; II - Q; III - R; IV - S; V - T b) no metabolismo dos açúcares
b) I - P; II - Q; III - R; IV - T; V - U c) na manutenção da composição sanguínea.
c) I - P; II - Q; III - R; IV - U; V - T d. na manutenção da temperatura
d) I - U; II - T; III - S; IV - Q; V - P e. no metabolismo dos lipídios.
e) I - U; II - T; III - R; IV - Q; V - S
4) (UC-MG) O filtrado glomerular percorrerá,
34) A irrigação do músculo cardíaco, seqüencialmente, no néfron, os seguintes
propiciando sua nutrição e sua oxigenação, ocorre componentes:
atavés das: a) cápsula de Bowman - túbulo contorcido
proximal - alça de Henle - túbulo contorcido distal
a) artérias aorta e pulmonar b) cápsula de Bowman - túbulo contorcido
b) veias pulmonares proximal - alça de Henle - túbulo coletor.
c) veias cavas anterior e posterior c) glomérulo - alça de Henle - túbulo contorcido
d) artérias coronárias proximal - túbulo coletor.
e) artérias pulmonar e carótidas d) glomérulo - túbulo coletor - alça de Henle -
túbulo contorcido proximal.
Parte IV: Excreção e) túbulo contorcido proximal - cápsula de
Bowman - alça de Henle - túbulo contorcido distal.
1) (Cesgranrio-R)) Em alta madrugada, quando
o ar está muito úmido, é comum observar-se que 5) Correlacione no quadro de opções abaixo as
as pontas e as bordas das folhas de muitas plantas formas de excreção com os respectivos
ficam cobertas de gotículas de água. A explicação organismos abaixo desenhados e numerados.
para esse fenômeno é:

a) As gotículas de água observadas de


madrugada nos órgãos foliares de certas plantas
significam que, durante a noite, a transpiração é Rins Vac Tub Célu
reduzida e o excesso de água absorvida pelo Ne úolo os de las
vegetal é eliminado pelos hidatódios. metanéfri frídia pulsátil Malpig flam
b) As gotículas de água referidas são cos s hi a
explicadas pela botânica como um caso de a 5 3 2 4 1
excreção da água, sob forma líquida, através do )
aparelho estomático e da cutícula foliar, visto que b 4 3 1 5 2
os hidatódios se fecham à noite. )
c) As gotículas de água verificadas de c 3 4 2 5 1
madrugada, nas pontas e nas bordas das folhas de )
muitas Plantas, são produzidas simplesmente pelo d 4 5 2 3 1
sereno, nada tendo a ver com a sua atividade vital. )
d) As gotículas de água observadas de e 5 4 1 3 2
madrugada, nas pontas e bordas das folhas de )
muitas plantas, significam que houve, durante a
noite, intensa atividade clorofiliana.
6. (PUC-SP) Em decorrência da baixa ingestão
e) As gotículas de água referidas significam que
de água pelo organismo, pode-se prever que:
a transpiração das plantas foi muito intensa
durante a noite, ocorrendo a excreção da água
a) diminua a pressão osmótica do sangue.
pelo aparelho estomático, pelos hidatódios e pela
b) os túbulos renais fiquem mais permeáveis à
cutícula foliar.
água.
c) diminua a taxa de hormônio antidiurético
2) (OMEC-SP) Há plantas que, embora
liberado na circulação.
saturadas de água, continuam a absorvê-la,
d) aumente a secreção de aldosterona e
eliminando o excesso através de poros especiais e
diminua a de hormônio antidiurético.
sob forma líquida. Estes poros e o fenômeno
envolvido recebem, respectivamente, os nomes
7) (FMCSC-SP) Os animais têm adaptações
de:
para:
a) hidatódios e gutação.
I. remover produtos finais do metabolismo.
b) hidatódios e transpiração.
II. manter diferentes íons em concentrações
c) estômatos e transpiração.
adequadas.
d) estômatos e exsudação.
III. manter a água do organismo em
e) pontuações e gutação.
quantidade adequada.
0 sistema excretor está relacionado: 12) (FCC - Jundiaí - Rio Preto) Qual das
alternativas permite completar, corretamente a
a) apenas com I. frase seguinte:
b) apenas com I e II. '" As células dos mamíferos eliminam ( I ) para
c) apenas com I e III. o sangue e, no fígado, essa substância converte-
d) apenas com II e III. se em ( II )
e) com I, II e III.
a) I = amônia; II = ácido úrico
8 (FCC) Os sistemas excretores dos animais b) I = amônia; II = uréia.
têm em comum c) I = uréia; II = amônia.
d) I = uréia; II = ácido úrico
a). a estrutura e a função, que é manter e) I = ácido úrico; II = uréia.
constante o teor de certas substâncias no interior
do organismo. 13) (Unifor-CE) No aproveitamento dos ácidos
b) apenas a função, que é eliminar do aminados como fonte de energia, os animais
organismo os alimentos não digeridos. removem seus grupos amina pela "deaminação", do
c) a estrutura e a função, que é manter o que resulta a amônia, altamente tóxica; que deve,
equilíbrio hídrico do organismo. pois, ser eliminada do organismo e rapidamente.
d) apenas a função, que é manter o equilíbrio Sobre isso, apontar a alternativa correta:
total do meio interno.
e) apenas a função, que é manter o equilíbrio a) Nos animais aquáticos, a amônia é
hídrico do organismo. transformada em ácido úrico (muito solúvel), o qual
é eliminado através da pele.
9) (UFSC) Cada ureter conduz a urina: b). Os mamíferos eliminam os radicais
nitrogenados na forma de uréia, a qual, insolúvel
a) do rim à bexiga. na urina, perde totalmente a ação tóxica.
b) da bexiga ao meio externo. c). Os insetos e répteis, por exemplo, eliminam
c) da bexiga ao rim. os radicais nitrogenados na forma de produtos de
d) do bacinete aos cálices. baixa solubilidade, já que seu suprimento de água
e) dos cálices aos bacinetes. é limitado.
d). Os embriões de aves, fechados na casca do
10) (Med. Santos-SP) Homeostase é: ovo, excretam uréia, o que não os prejudica por
esta se acumular no alantóide, onde deixa de ser
a) a tendência que os organismos apresentam perigosa
para regular seu meio interno, mantendo-o em e). Animais que apresentam tubos de Malpighi
equilíbrio dinâmico quanto à sua composição. (barata, por exemplo) polimerizam a amônia em
b) a tendência que certos organismos tais estruturas e enviam os polimerizados (os
apresentam de manter inalterado o nível de certas poliuretanos) para os intestinos, onde são
substâncias químicas, essenciais ao eliminados juntamente com as fezes.
desenvolvimento.
c) a capacidade de regulação do conteúdo de 14) (FM U/FIAM-SP) Assinale a alternativa
água no meio interno que banha as células. incorreta relacionada com a excreção no rim
d) uma parada da circulação do sangue, em humano.
uma área determinada de um organismo,
frequentemente em decorrência de choque a) A substância que passa em maior
traumático. abundância do sangue para a cápsula de Bowman
e) a capacidade que uma célula de permitir ou é a água.
não a passagem de água através da membrana b) A maior parte do líquido filtrado é absorvida
plasmática. nos túbulos renais.
c) Em condições normais, substâncias como
11) (MACK SP) 0 sangue deve passar por um vitaminas, hormônios e glicose, filtradas na
processo de filtração, na cápsula de Bowman. cápsula de Bowman, são reabsorvidas nos túbulos
Logo após, esse líquido circula através de renais.
estruturas, em que ocorrem outros processos de d) Os túbulos renais podem absorver ou deixar
reabsorção e secreção de substâncias, passar cloreto de sódio, dependendo da
modificando muito a composição final do filtrado. concentração dessa substância no sangue.
Esses ocorrem, particularmente: e) 0 principal produto da excreção eliminado
pe!os rins é a amônia, que provém das proteínas
a) nas células hepáticas. ingeridas.
b) nas ilhotas de Langerhans.
c) nos néfrons. 15) (UFSC) Os tubos de Malpighi promovem a
d) nas microvilosidades intestinais. excreção por osmose a partir da hemolinfa. Eles
e) na medula óssea. formam o aparelho excretor nos

a) crustáceos d) anelídeos
b) insetos e) platelmintos
c) nematelmintos 20. (FCC) 0 hormônio antidiurético (ADH) regula
o teor de água do corpo humano, determinando
16) (PUC-SP) (A) são células especializadas aumento de reabsorção de água nos túbulos
em (B) e encontradas nos (C). renais. Assim, quando o suprimento de água do
corpo for excessivo, espera-se encontrar no
A frase acima tornar-se-á correta se os sangue:
espaços em forem substituídos, respectivamente,
por: a) pouco ADH, o que reduz a reabsorção de
água.
a) células-flama - excreção - platelmintos b) pouco ADH, o que aumenta a reabsorção de
b) células-flama - defesa - celenterados água.
c) coanócitos - captação de alimentos - c) nenhum ADH, o que eleva, no máximo, a
celenterados reabsorção de água.
d) cnidoblastos - defesa - poríferos d) muito ADH, o que reduz a reabsorção de
e) cnidoblastos - excreção - celenterados água.
e) muito ADH, o que aumenta a reabsorção de
17) (UFPA) Nos mamíferos, a comparação do água.
conteúdo de glicose, sais minerais e proteínas do
sangue com o conteúdo da cápsula de Bowman 21. (PUCC-SP) Os seguintes animais: rato,
em seus rins mostraria, no fluido da cápsula pombo, crocodilo, sapo e piranha, quando adultos
possuem, respectivamente, rins do tipo:
a) somente sais minerais.
b) somente proteínas. a) metanefro - metanefro - metanefro -
c) somente glicose. metanefro - mesonefro
d) sais minerais. b) metanefro - metanefro - mesonefro -
e) sais minerais e glicose. mesonefro - pronefro
c) metanefro - metanefro - metanefro -
18) (PUC-SP) Os túbulos renais têm a mesonefro - mesonefro
capacidade de reabsorver toda a glicose filtrada a d) metanefro - metanefro - mesonefro -
partir do plasma, desde que a glicemia (taxa de mesonefro - mesonefro
glicose no plasma) não ultrapasse determinado e) metanefro - mesonefro - mesonefro -
valor (ao redor de 180 mg%). A partir desse valor, mesonefro - pronefro
o excesso de glicose filtrado é totalmente
excretado na urina. Indique o gráfico que melhor 22. (OSEC-SP) A composição química da
representa esta condição: urina excretada pelos rins humanos é:

a) exatamente igual à do filtrado glomerular.


b) filtrado glomerular menos água reabsorvida
no túbulo.
c) filtrado glomerular menos substâncias
reabsorvidas no túbulo.
d) filtrado glomerular mais substâncias
secretadas no túbulo.
e) filtrado glomerular adicionado de substâncias
secretadas e diminuído de água e outras
substâncias reabsorvidas no túbulo.

23. Dá origem ao ureter:

a) néfron.
b) glomérulo.
c) tubo coletor.
d) bacinete.
e) cápsula de Bowman.
19) (E Objetivo-SP) A função dos rins nos
mamíferos é: 24. A unidade funcional do rim é chamada de :

a). armazenar urina. a) néfron.


b). produzir uréia e ácido úrico. b) glomérulo.
c). realizar reações de desaminação. c) tubo coletor.
d). regular a composição química do meio d) bacinete.
interno e) cápsula de Bowman.
e). libertar o sangue de substâncias não
digeridas. 25. (UFPE) No homem, aproximadamente, 99% da
água do filtrado glomerular são reabsorvidos,
principalmente ao nível da (o):
3- controle de outras glândulas endócrinas.
a) cápsula de Bowman d) túbulo contornado As glândulas que correspondem a essas
proximal. funções são, respectivamente:
b) ureter e) bexiga
c) glomérulo de Malpighi a) salivar, tireóide, hipófise.
b) pâncreas, hipófise, tireóide.
26. (FUND. C. CHAGAS-SP) Qual das c) tireóide, salivar, adrenal.
alternativa permite completar, corretamente, a d) salivar, pâncreas, adrenal.
frase seguinte: e) pâncreas, adrenal, hipófise.
"As células dos mamíferos
eliminam_______(1)_______ para o sangue e, no 2) (FUVEST) O hormônio folículo-estimulante
fígado, essa substância converte-se em induz as células foliculares a liberar estrógeno,
________(2)___________". responsável pelo crescimento do endométrio.
As estruturas relacionadas com a descrição
a) 1 = amônia; 2 = ácido úrico acima são:
b) 1 = amônia: 2 = uréia
c) 1 = uréia; 2 = amônia a) hipófise, tireóide e testículo.
d) 1 = uréia; 2 = ácido úrico b) hipófise, ovário e útero.
e) 1 = ácido úrico; 2 = uréia c) tireóide, supra-renal e útero.
d) pâncreas, ovário e supra-renal.
27. (VUNESP) Na formação da urina em e) pâncreas, tireóide e testículo.
mamíferos, a filtração do sangue ocorre:
3) (FUVEST) Num ciclo menstrual de 28 dias, a
a) nos corpúsculos renais. d) na ovulação normalmente ocorre:
alça de Henle
b) no túbulo contorcido proximal e) na bexiga a) no primeiro dia da menstruação.
urinária b) ao redor do 14º dia após o início da
c) no túbulo contorcido distal menstruação.
c) no último dia da menstruação.
28) Quando se bebe cerveja, observa-se que há d) ao redor do 7º dia após o início da
aumento do volume de urina. A provável causa menstruação.
desse fato é: e) ao redor do 28º dia após o início da
menstruação.
a) a diminuição da produção de adrenalina.
b) o aumento da pressão osmótica do plasma 4) (FCMSCSP) A deficiência de auxinas na raiz
sangüíneo. de uma planta resulta, em última análise, na
c) o aumento de concentração da urina na inibição:
bexiga.
d) a inibição da produção do hormônio a) da elongação celular.
antidiurético. b) da formação de tecidos.
e) a estimulação da produção do hormônio c) da divisão celular.
responsável pelo controle da diurese. d) do crescimento em espessura.
e) da formação de raízes secundárias.
29) A água do mar contem, aproximadamente,
três vezes mais sais que o nosso sangue. Nossos 5) (FEEQ-CE) A liberação dos hormônios
rins podem excretar uma solução salina de vasopressina, adrenalina e insulina é efetuada,
concentração intermediária entre a água do mar e respectivamente, pelas glêndulas endócrinas:
a do nosso sangue. A ingestão de água do mar por
um náufrago acarreta, entre outras coisas: a) hipófise, pâncreas e supra-renais.
b) pâncreas, supra-renais e hipófise.
a) apenas desidrataçaõ dos tecidos. c) pâncreas, hipófise e supra-renais.
b) apenas diminuição do volume sanguíneo. d) hipófise, supra-renais e pâncreas.
c) apenas aumento do volume sanguíneo. e) supra-renais, hipófise e pâncreas.
d) desidratação dos tecidos e diminuição do
volume sanguíneo. 6) (UFPA-PA) A concentração de glicose é
e) desidratação dos tecidos e aumento do mantida praticamente constante no sangue devido
volume sanguíneo. à ação de três hormônios.

Parte V: Coordenação Hormonal a) insulina, adrenalina e glucagon.


b) insulina,triiodotironina e tiroxina.
1) (FUVEST) Considere as seguintes funções c) insulina,adrenalina e tiroxina.
do sistema endócrino: d) insulina, tiroxina e glucagon.
1- controle do metabolismo do açúcar. e) insulina, glucagon e triiodotironina.
2- preparação do corpo para situações de
emergência. 7) (UFRGS-RS) Os hormônios gonadotróficos
ou sexuais, que entram em atividade no período da
pré-adolescência para regerem a vida sexual, 10) (UFPR-PR) Sabemos que no ciclo
agem especificamente sobre as glândulas sexuais, ovulatório da mulher há uma interação entre
determinando seu crescimento e maturação hormônios da hipófise e hormônios do próprio
normal. Indiretamente, são responsáveis pelos folículo ovariano. A hipófise inicialmente produz o
caracteres sexuais secundários. A glândula que hormônio A que estimula a produção do hormônio
produz estes hormônios chama-se: B pelo folículo. Após a ovulação, forma-se o corpo
lúteo por estímulo do hormônio C da hipófise. O
a) pâncreas. corpo lúteo secreta, então, o hormônio D. Os
b) supra-renal. hormônios A, B, C e D são respectivamente:
c) timo.
d) tireóide. a) progesterona — hormônio folículo-
e) hipófise. estimulante — hormônio luteinizante — estrógeno.
b) hormônio folículo-estimulante —
8) (ACAFE-SC) As auxinas são hormônios progesterona — estrógeno — hormônio
relacionados com o crescimento dos vegetais. luteinizante.
c) estrógeno — progesterona — hormônio
folículo-estimulante — hormônio luteinizante.
d) hormônio folículo-estimulante — estrógeno
— progesterona — hormônio luteinizante.
e) hormônio folículo-estimulante — estrógeno
— hormônio luteinizante — progesterona.

11) (UFPA-PA) Há um hormônio que atua na


O gráfico acima demonstra que: reabsorção tubular da água e de certos eletrólitos
cuja liberação deficiente pela hipófise acarreta
I - A auxina nem sempre estimula o aumento da diurese, com hemoconcentração e
crescimento, podendo também inibi-lo, sede intensa. Esse hormônio é conhecido como
dependendo da sua concentração e do órgão que hormônio antidiabetogênico, pois o quadro clínico
atua. que a sua deficiência acarreta é chamado diabete
II - Concentrações maiores de auxina insípida.
estimulam o crescimento do caule e passam a Trata-se de:
inibir o da raiz.
III - O ótimo de concentração de auxina não a) ocitocina.
varia para as diferentes partes de uma mesma b) insulina.
planta. c) cortisona.
d) adrenalina.
Estão corretas: e) ADH.

a) I e II 12) (FAAP-SP) Associe as colunas:


b) I, II e III
c) I e III Hormônios Ação principal
d) apenas I ( ) Desenvolve a parede
e) apenas II Ocitocina uterina para
(1) implantação do ovo e
9) (CESGRANRIO) Curvando-se uma plantinha mantém a gravidez.
em ambiente escuro provido de uma pequena Tiroxina ( ) Contrai a musculatura
abertura, de modo a permitir uma iluminação (2) uterina
unilateral, verifica-se que o vegetal cresce Insulina ( ) Eleva a pressão arterial
inclinando-se em direçào à fonte lumnosa. Tal (3)
curvatura é explicada: Adrenalina ( ) Controla a glicose no
(4) sangue
a) pela maior concentração de clorofila na face Progesteron ( ) Eleva o metabolismo
iluminada. a (5) basal
b) pela ausência de um tecido de sustentação,
suficientemente desenvolvido, capaz de manter o A seqüência correta de cima para baixo é:
vegetal em sua posição normal.
c) pela maior concentração de auxina na face a) 5, 4, 1, 2, 3
iluminada, provocando seu maior crescimento e b) 5, 1, 4, 3, 2
conseqüente inclinação do vegetal. c) 1, 5, 4, 2, 3
d) pela maior atividade meristemática na face d) 4, 3, 2, 1, 5
iluminada resultante da presença de pigmentos. e) 1, 2, 3, 4, 5
e) pela distribuição desigual de auxina nas
faces iluminada e escura do vegetal, ocorrendo 13) Uma mulher normal, entre os 12 e os 50
maior concentração hormonal na face escura. anos, apresenta fenômenos ciclícos mensais que
culminam, com a menstruação. O fenômeno cíclico
da menstruação se dá, especificamente, devido à:
a) as duas raízes são exclusivamente motoras.
a) ação dos hormônios da tireóide b) ambas são exclusivamente sensitivas.
b) ação da testosterona c) as anteriores são sensitivas e as posteriores
c) ação da adrenalina e da prolactina são motoras.
d) ação dos estrógenos e progesterona d) as posteriores são sensitivas e as anteriores
ovarianos são motoras.
e) ação de todos os hormônios da hipófise e) ambas são mistas, pois é variável o sentido
em que ocorre o estímulo nervoso em cada uma
14) Indique a alternativa correta, relativa aos delas.
hormônios humanos, suas glândulas produtoras e
funções respectivas. 3) (UFGO) Considere as afirmativas:
I- As glândulas salivares têm sua ativação
a) Insulina - pâncreas - regula o ciclo menstrual. controlada por nervos do sistema autônomo ou
b) Progesterona - ovários - regula a taxa de neurovegetativo.
glicose no sangue. II- Os movimentos dos olhos são
c) Glucagon - pâncreas - transforma glicogênio condicionados por nervos que se originam
em glicose. diretamente no encéfalo.
d) Andrógenos - medula adrenal - caracteres III- Os movimentos dos braços são
sexuais secundários masculinos. controlados por nervos raquianos.
e) Adrenalina - neuro-hipófise - regula o volume Assinale:
de urina excretada
a) se apenas I estiver correta.
15) (UFRN) O esquema abaixo representa as b) se apenas II estiver correta.
conversões de glicose em glicogênio, e vice-versa, c) se apenas III estiver correta.
promovidas pelos hormônios A e B. d) se apenas duas afirmativas estiverem
corretas
A e B são e) se todas as três afirmativas estiverem
respectivamente: corretas
A
Glicose a) glucagon e insulina 4) (VUNESP) Quando uma pessoa encosta a
Glicogênio b) insulina e citocina mão em um ferro quente, ela reage imediatamente
B c) insulina e glucagon por meio de um reflexo. Neste reflexo o neurônio
d) glucagon e efetuador leva o impulso nervoso para:
hormônio antidiurético
e) ocitocina e a) a medula espinhal.
hormônio antidiurético b) o encéfalo.
c) os músculos flexores do braço
16) (UFRS) Se analisarmos o sangue de uma d) as terminações sensoriais de calor na ponta
pessoa em situação de perigo ou emergência, ou dos dedos.
num momento de raiva ou susto, poderemos e) as terminações sensoriais de dor na ponta
identificar o aumento do hormônio: dos dedos.

a) tiroxina. 5) Assinale a alternativa que apresenta de


b) corticotrofina. forma correta, a condução do impulso nervoso nos
c) gonadotrofina. neurônios sensorial e motor.
d) ocitocina.
e) adrenalina. a) O estímulo nervoso se propaga do dendrito
para o corpo celular e deste para o axônio no
neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor.
Parte VI: Coordenação Nervosa b) O estímulo nervoso se propaga do axônio
para o corpo celular e deste para o dendrito no
1) (UNICAP-PE) O sistema nervoso periférico é neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor.
constituído: c) O estímulo nervoso se propaga do dendrito
para o corpo celular e deste para o axônio no
a) da fração simpática, gânglios e nervos neurônio sensorial e no neurônio motor.
b) da fração parassimpática, gânglios e nervos d) O estímulo nervoso se propaga do axônio
c) do sistema autônomo, gânglios e nervos. para o corpo celular e deste para o dendrito, tanto
d) dos nervos e gânglios espinais e simpáticos. no neurônio sensorial como no motor.
e) dos nervos cranianos e dos nervos e) O estímulo nervoso se propaga do dendrito
raquianos. para o corpo celular ou do corpo celular para o
dendrito no neurônio sensorial e do corpo celular
2) Os nervos raquianos possuem duas raízes - para o axônio no neurônio motor.
uma anterior e outra posterior. É correto afirmar
que: 6) Se o cerebelo de um rato for destruído, ele
perderá a capacidade de:
a) digerir alimentos. d) eliminar 13) Sobre o sistema nervoso dos vertebrados é
excretas correto afirmar:
b) respirar. e) produzir
anticorpos. ( 01 ) É composto de encéfalo e medula
c) andar. raquiana ou espinhal.
( 02) Tem sempre localização dorsal.
7) A unidade estrutural e fisiológica no sistema ( 04 ) O Sistema Nervoso Central (SNC)
nervoso é denominada: compõe-se dos nervos simpáticos e
parassimpáticos.
a) bulbo. d) axônio ( 08 ) O SNC é também conhecido como
b) neurônio. e) gânglio sistema neuro vegetativo.
c) néfron. ( 16 ) Nos anfíbios e peixes o córtex cerebral é
liso. Por isso, a sua superfície é menor, dispõe de
8) Para se observar corpos de neurônios, o menor número de neurônios.
melhor seria fazer lâminas para o microscópio a ( 32 ) Ação reflexa é toda resposta imediata do
partir de cortes histológicos de: sistema nervoso à excitação de um nervo sem a
intervenção da vontade do indivíduo.
a) nervos raquianos. d) "H" medular
b) nervos cranianos. e) córtex A opção que contém a soma das afirmativas
medular corretas é:
c) cerebelo.
a) 14
9) Dos sistemas abaixo relacionados, qual está b) 63
subordinado ao sistema nervoso vegetativo ou c) 22
autônomo? d) 51
e) 06
a) sistema muscular estriado. d)
sistema ósteo-articular 14) Foi seccionada uma área do sistema
b) sistema ósseo. e) sistema nervoso de um mamífero. Em seguida, constatou-
glandular. se que o referido animal não manteve seu
c) todo o sistema de revestimento. equilíbrio corpóreo, permanecendo deitado no
chão.
10) Considere os seguintes elementos do A área seccionada em questão faz parte:
sistema nervoso:
a) do bulbo
I- encéfalo III- nervos cranianos b) do cerebelo
II- medula IV- nervos raquidianos c) do hipotálamo
O sistema nervoso central é constituído por: d) das meninges
e) do sistema nervoso autônomo
a) II e III
b) III e IV 15) É´ comum nos animais a presença de
c) I e II receptores específicos ou órgãos dos sentidos
d) I e III capazes de obter informações ambientais ou
e) II e IV corpóreas. Após a captação destas informações,
impulsos são gerados e transportados para serem
11) Um arco reflexo simples exige, pelo menos: processados e interpretados.
Por onde são transportados e onde ocorre a
a) um neurônio motor, um gânglio e a medula. interpretação desse estímulos, respectivamente?
b) um neurônio sensorial, um gânglio e a
medula. a) SNC e SNA
c) um neurônio sensorial, dois gânglios e a b) SNA e SNP
medula. c) SNP e SNA
d) um neurônio motor, um sensorial e um d) SNP e SNC
gânglio. e) Nenhuma das respostas anteriores
e) dois neurônios ( um sensorial e um motor) e
a medula.
Parte VII: Reprodução
12) Cérebro, cerebelo e bulbo são órgãos do:
1) (FGV-SP) Associe as estruturas abaixo
a) sistema nervoso periférico. relacionadas com a função realizada por cada uma:
b) sistema nervoso parassimpático.
c) sistema nervoso autônomo. 1- túbulos ( ) local de produção de
d) sistema nervoso central seminíferos espermatozóides
e) As respostas c e d estão corretas 2- epidídimo ( ) local de armazenamento
de espermatozóides
3- células ( ) local de produção do IV - A razão do grande número de
intersticiais do hormônio sexual masculino espermatozóides eliminados numa ejaculação
testículo ( ) local de produção do reside na dificuldade que eles devem enfrentar até
4- próstata esperma atingir o óvulo.

a) se apenas uma afirmativa está certa


a) 1, 2, 3, 4 b) se nenhuma afirmativa está certa
b) 2, 3, 4, 1 c) se todas as afirmativas estão certas
c) 3, 4, 1, 2 d) se apenas uma afirmativa está errada
d) 4, 3, 2, 1 e) se apenas duas afirmativas estão certas
e) 2, 1, 4, 3
5) (FUVEST-SP) Desde a sua origem até a
2) O processo de união dos núcleos do óvulo e do fecundação do óvulo, o espermatozóide humano
espermatozóide é chamado de: segue o seguinte trajeto:

a) segmentação a) testículo, epidídimo, canal deferente, uretra,


b) estrobilização vagina, útero, trompa de Falópio.
c) fecundação b) testículo, uretra, canal deferente, epidídimo,
d) nidação vagina, útero, trompa de Falópio.
e) permutação c) epidídimo, testículo, canal deferente, uretra,
útero, vagina, trompa de Falópio.
3) (UFMG-MG). Desenhos representativos dos d) testículo, próstata, epidídimo, canal
sistemas genitais masculino e feminino. deferente, uretra, vagina, útero, trompa de Falópio,
ovário.
Qual a alternativa e) canal deferente, testículo, epidídimo, uretra,
errada? vagina, útero, ovário.
A opção que contém
erro é: 6) O esperma normal é composto de:

a) espermatozóides unicamente.
a) Em 2 há b) espermatozóides e líquido seminal.
armazenamento de c) espermatozóides, líquido seminal e líquido
espermatozóides. prostático.
b) 3 e 4 produzem d) espermatozóides, líquido seminal, plasma e
secreções para o líquido prostático.
sêmen. e) espermatozóides, sangue, linfa, líquido
c) 1 e 5 constituem seminal e líquido prostático.
as gônadas.
d) Em 6 ocorre 7) (UFBA) A reprodução sexuada determina:
fecundação.
e) 7 é constituinte do a) a manutenção da condição haplóide.
canal do parto. b) a especialização de gametas diplóides.
c) a fertilização entre células indiferenciadas.
d) a invariabilidade genética em cada geração.
4) (UFBA-BA). Com relaçäo à figura seguinte sao e) a variabilidade produzida pela recombinação
feitas quatro afirmativas. Assinale a opção correta gênica.
seguindo o código abaixo:
8) (F.OBJETIVO-SP) Em certos animais como,
por exemplo, as abelhas, o óvulo pode se
desenvolver, dividindo-se sucessivamente, dando
origem a um novo ser. Trata-se de um fenômeno
conhecido por:

a) netotenia.
b) pedogênese.
c) partenogênese.
I - A fecundação, na espécie humana, se dá d) poliembrionia.
mais comumente no terço externo de uma das e) metagênese.
trompas de Falópio.
II - Quando ocorre a penetração do 9) (FEOA-MG) Observe os desenhos a seguir:
espermatozóide no gameta feminino, este ainda se
encontra na fase de ovócito de 2ª ordem.
III - Na polispermia verifica-se a entrada de
vários espermatozóides no óvulo, justificando a
formação de gêmeos.
e) esporogamia.

13) (F.OBJETIVO) Os gêmeos monozigóticos


ou idênticos originam-se:

a) da divisão de um óvulo não fecundado.


b) da divisão de um zigoto originado da união
Os desenhos representam processos de
de um óvulo com um espermatozóide.
reprodução assexuada denominados,
c) da fertilização de dois óvulos distintos por um
respectivamente de:
só espermatozóide.
d) da fertilização de dois óvulos por dois
a) estrobilização, brotamento e regeneração.
espermatozóides distintos.
b) gemulação, brotamento, e regeneração.
e) da fertilização de dois óvulos exatamente
c) brotamento, gemulação e bipartição.
iguais por dois espermatozóides iguais ou
d) regeneração, brotamento e bipartição.
diferentes.
e) estrobilização, gemulação e conjugação
14) (Fuvest-SP) A reprodução sexuada, do
10) (F.M.Santa Casa-SP) A abelha A encontra-
se com a abelha B, da mesma espécie, mas de ponto de vista evolutivo, é mais importante do que
a reprodução assexuada porque:
outra colméia. Diz A:
— Olá, como vão seu pai e sua mãe?
a) assegura a perpetuação da espécie.
Responde B:
b) promove maior variabilidade genética.
—Bem, meu pai já morreu mas minha mãe está
c) processa-se após a meiose que produz
ótima. E seus quatro avós, como vão?
gametas.
Retruca A:
d) permite produzir maior número de
— Como quatro, se eu só tenho dois?
descendentes.
e) ocorre somente nos animais e vegetais
Por esse “diálogo” podemos concluir
pluricelulares.
corretamente que:
15) (Vunesp-SP) Em abelhas, o macho
a) A pode ser uma rainha e B uma operária.
(zangão) desenvolve-se a partir de óvulos não
b) A é uma rainha e B é uma operária.
fecundados (haplóides). As rainhas (fêmeas
c) A pode ser uma operária e B é um zangão.
férteis) e operárias (fêmeas estéreis)
d) A é um zangão e B pode ser uma rainha mas
desenvolvem-se a partir de ovos fecundados e
não uma operária.
diplóides. Conclui-se daí que:
e) A é um zangão e B é uma operária ou
rainha.
I. Os zangões não têm filhos do sexo
masculino.
11) (UFMG-MG) Larvas brancas de moscas do
II. As filhas de um zangão herdam todos os
gênero Myastor (semelhantes ao bicho da goiaba),
genes que seu pai possui.
são capazes de produzir óvulos que se
III. Os zangões não possuem avós paternos.
desenvolvem sem sofrer fecundação, originando
Assinale a alternativa certa:
outras larvas. Este fenômeno reprodutivo recebe o
nome de:
a) As conclusões acima estão corretas.
b) As conclusões acima estão incorretas.
a) neotenia.
c) Apenas as conclusões I e II estão corretas.
b) metagênese.
d) Apenas as conclusões I e III estão corretas.
c) embriogênese.
e) Apenas as conclusões II e III estão corretas.
d) pedogênese.
e) poliembrionia.
16) (PUC-RJ) Animais ovulíparos apresentam
seu desenvolvimento embrionário sujeito a pouca
12) (PUC-RS) “O chamado Ambystoma tigrinum
proteção, o que é compensado com uma grande
é um anfíbio bastante conhecido em regiões
produção de gametas. Assinale a opção que
pantanosas e lagos do México. Esta espécie
caracteriza corretamente a fecundação e o
apresenta um fenômeno interessante: sua larva,
desenvolvimento de animal ovulíparo:
que é aquática, atinge a maturidade sexual sem
perder suas características larvais, entre as quais
a) Lagartos: a fecundação e o desenvolvimento
vistosas brânquias externas. E nestas condições
são externos.
se reproduz normalmente.”
b) Cobras: a fecundação é interna, porém o
O texto acima diz respeito ao fenômeno
desenvolvimento embrionário é externo.
denominado:
c) Sapos: a fecundação é interna, porém o
desenvolvimento embrionário é externo.
a) isogamia.
d) Pererecas: a fecundação e o
b) monospermia.
desenvolvimento embrionário são externos.
c) neotenia.
e) Jacarés: a fecundação e o desenvolvimento
d) oogamia.
são internos.
21) (Vunesp-SP) Assinale, entre as alternativas
17) (UFMG) Os objetivos de alguns métodos abaixo, a afirmação correta.
anticoncepcionais são:
a) Tanto os animais ovíparos como os ovovivíparos
I. Impedir que o óvulo alcance a porção superior põem ovos com o desenvolvimento embrionário
das trompas. apenas iniciado.
II. Impedir que os espermatozóides sejam b) Tanto os animais oviparos como os
depositados na vagina. ovovivíparos põem ovos com o desenvolvimento
III. Impedir que os espermatozóides embrionário já concluído.
depositados na vagina cheguem ao útero. c) Tanto os animais ovíparos como os
ovovivíparos apresentam fecundação externa.
O uso da camisinha, de diafragma e a ligadura d) Tanto nos animais ovíparos como nos
de trompas atingem, respectivamente, os ovovivíparos, os embriões utilizam as reservas
objetivos: alimentares do ovo para seu desenvolvimento.
e) Somente nos animais ovíparos o filhote
a) I, II e III. eclode fora do corpo materno.
b) I, III e II
c) II, I e III 22) (Fuvest-SP) Uma senhora deu à luz dois
d) II, III e I. gêmeos de sexos diferentes. O marido, muito
e) III, II e I. curioso, deseja saber algumas informações sobre
o desenvolvimento de seus filhos, a partir da
18) (UFSC) O uso de preservativo masculino fecundação. O médico respondeu-lhe,
("camisinha") tem sido amplamente divulgado e corretamente, que:
estimulado nos dias de hoje. Várias são suas
indicações, como: a) dois óvulos foram fecundados por um único
espermatozóide.
01. evitar doenças como sífilis e gonorréia. b) um óvulo, fecundado por um
02. controle de natalidade. espermatozóide, originou um zigoto, o qual dividiu-
04. bloqueio da produção de gametas se em dois zigotos, formando dois embriões.
masculinos. c) um óvulo foi fecundado por dois
08. prevenção da Aids. espermatozóides, constituindo dois embriões.
16. controle da ovulação. d) dois óvulos, isoladamente, foram
fecundados, cada um por um espermatozóide,
Dê como resposta a soma dos números originando dois embriões.
associados às alternativas corretas. e) o uso de medicamentos durante a gestação
causou alterações no zigoto, dividindo-o em dois.
a) 8
b) 11 23) (Cesesp-PE) Com relação a gêmeos
c) 10 univitelinos é correto afirmar que:
d) 14
e) 15 a) são resultantes da bipartição de óvulos não
fecundados e desenvolvidos
19) (Fuvest-SP) Qual a diferença, no partenogeneticamente.
desenvolvimento embrionário, entre animais com b) são resultantes da fecundação de dois óvulos
ovos oligolécitos e animais com ovos telolécitos? e dois espermatozóides, podendo resultar
indivíduos de ambos os sexos.
a) Número de folhetos embrionários formados. c) são resultantes da bipartição de um só óvulo,
b) Presença ou ausência de celoma. fecundado por dois espermatozóides, dando
c) Presença ou ausência de notocorda. individuos masculinos e femininos ao mesmo
d) Tipo de segmentação do ovo. tempo.
e) Modo de formação do tubo neural. d) são resultantes da bipartição de um só óvulo,
fecundado por um só espermatozóide, dando
20) (PUCC-SP) Qual das afirmações abaixo, individuos masculinos e femininos ao mesmo
relativas a diferentes tipos de ovos, é verdadeira? tempo.
e) são resultantes da bipartição de um só óvulo,
a) Ovos com muito vitelo no pólo vegetativo têm fecundado por um só espermatozóide, resultando
segmentação total. individuos do mesmo sexo.
b) Ovos com muito vitelo no centro têm
segmentação discoidal. 24) Identifique as estruturas indicadas nas setas e
c) Ovos oligolécitos têm segmentação parcial. assinale a alternativa correta:
d) Os ovos da maioria dos artrópodos são
oligolécitos.
e) Os ovos da maioria dos mamíferos são
pobres em vitelo.
a) I – membrana pelúcida; II – corona radiata; III –
1º glóbulo polar
b) I – membrana pelúcida; II – corona radiata; III –
2º glóbulo polar
c) I – corona radiata; II – membrana pelúcida ; III –
1º glóbulo polar
d) I – corona radiata; II – membrana pelúcida; III –
2º glóbulo polar
e) I – espermatozóides; II – membrana pelúcida; III
– 2º glóbulo polar

25) (UFRN-RN) O processo de reprodução


agâmica, que consiste na divisão sucessiva do
núcleo seguida da fragmentação múltipla do
citoplasma, chama-se:

a) brotamento.
b) cissiparidade.
c) estrobilização.
d) gemiparidade.
e) esporulação.

26) Identifique as estruturas indicadas e assinale a


alternativa correta:

a) cabeça – acrossoma – cauda – núcleo –


mitocôndrias
b) cabeça – núcleo – cauda – acrossoma –
mitocôndrias
c) núcleo – cabeça – mitocôndrias – acrossoma –
cauda
d) acrossoma – núcleo – mitocôndrias – cabeça –
cauda
e) acrossoma – mitocôndrias – núcleo – cauda –
cabeça
GABARITO

Parte I - Digestão
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
C A D A D E B D B E
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
A B E B A A A C C A
21- 22- 23- 24- 25- 26-
A A D A D E

Parte II - Respiração
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A A E B D E E C C D
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
C D C D E A D C E A
21- 22- 23-
C B B

Parte III - Circulação


1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
B C E C C A E C B C
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
B A D A A A D E D B
21- 22- 23- 24- 25- 26- 27- 28- 29- 30-
E C B B C E D A C D
31- 32- 33- 34-
A B D D

Parte IV -Excreção
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A A C A B A E D A A
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
C B C E B A E E D A
21- 22- 23- 24- 25- 26- 27- 28- 29-
A C D A D B A D E

Parte V –
Coordenação Hormonal
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
E B B B D A E A E E
11- 12- 13- 14- 15- 16-
E B D C C E

Parte VI –
Coordenação Nervosa
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
C D E C C C B D E C
11- 12- 13- 14- 15-
E E D B D
Parte VII –
Reprodução
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A C D D A C E C A E
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
D C B B E D D B D E
21- 22- 23- 24- 25- 26-
D D E C E D

EXERCÍCIOS DE ANATOMIA
ESTUDO DIRIGIDO
1) Qual é a posição anatômica e quais são os planos e eixos do corpo?
2) Cite as funções do esqueleto
3) Quais as células responsáveis pela reabsorção e formação osseas? Cite um exemplo na odontologia.
4) O que são junturas?
5) O que é hérnia de disco?
6) Quais as classificações das junturas? Cite e explique todas as classificações.
7) O que é anquilose?
8) O que é periósteo? Qual a sua função?
9) Como são classificados os ossos?
10) O que é o disco metafisário (ou epifisial) e qual a sua função?
11) Qual a função dos ligamentos?
12) Qual a função dos tendões?
13) O que é inserção e origem muscular ?
14) Quais as classificações dos músculos? Cite e explique todas as classificações.
15) Diferencie hiperplasia de hipertrofia
16) Explique o que é metameria, antimeria e paquimeria
17) O que é díploe? **
18) Qual a diferença entre osso compacto e osso esponjoso?
19) Qual a diferença entre monstruosidade e anomalia?
20) Quais são as vértebras? Como são classificadas? Quais as estruturas elas possuem em comum, e
quais são as que as diferenciam?
BMA129 – Anatomia do Aparelho Locomotor/Curso: Educação Física e Esportes Departamento de
Anatomia Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo Roteiro de Aula Prática II –
Generalidades sobre Articulações
(Mesa 4) 7. Quais os tipos de articulação fibrosa, cartilaginosa e sinovial?
(Mesa 4) Questão 8: a.Examine um crânio adulto e complete o quadro abaixo:
Articulação entre os ossos Tipo de sutura Parietais Parietal e temporal Nasais
b. O que é uma Fontanela e quais as suas funções?__________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
(Mesa 4) Questão 9: a. O que é uma
Sindesmose?______________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
b. Localize dentre as peças: -sindesmose tíbiofibular distal -membrana interóssea do antebraço
(sindesmose) -membrana interóssea da perna (sindesmose)
(Mesa 5) Questão 10: a. Com relação a junturas cartilaginosas, complete o quadro?
Os dois tipos são: Os tecidos que unem os segmentos ósseos são: 1- 2-
b. Identifique dentre as peças: -sínfise púbica -sínfise manubrioesternal -sínfises intervertebrais
(Mesa 5) 11. Identificar as seguintes sincondroses: a. nos ossos longos, região da lâmina epifisial b.
esterno-costal
(Mesa 6) 12. Em articulações sinoviais, identifique: a.cápsula articular b.membrana fibrosa c.membrana
sinovial d.cavidade articular e.superfície articular (cartilagem hialina) f.meniscos, na articulação do joelho
g.disco articular, na articulação temporomandibular h.disco articular, na articulação esternoclavicular
i.lábio glenoidal, na articulação escápulo-umeral j.lábio do acetábulo, na articulação coxo-femoral
13. Qual a importância funcional de meniscos, disco articular e lábios?
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
BMA129 – Anatomia do Aparelho Locomotor/Curso: Educação Física e Esportes Departamento de
Anatomia Instituto de Ciências Biomédicas Universidade de São Paulo
(Mesa 7) 14. Identifique as seguintes articulações e complete o quadro:
Classificação da quanto à\ao: Articulação Forma da Superfície Articular Grau de liberdade: Ombro
Cotovelo Rádio-ulnar proximal Rádio-cárpica Joelho Coxo-femoral Carpometacárpica
(Mesa 7) 15. Reproduza os seguintes movimentos e complete o quadro:
Movimentos Plano do Movimento Eixo do Movimento Flexão/extensão do cotovelo Flexão/extensão
do joelho Flexão/extensão do quadril Rotação medial/lateral do braço Abdução/adução do braço
Nos casos de Crânios Infantis existirá as fontanelas bregmáticas (Coronal) e Lambdóide (Occipital)
VISÃO POSTERIOR
VISÃO ANTERIOR
SISTEMA MUSCULAR - MEMBRO INFERIOR

01. Os músculos citados abaixo possuem fixação nos ossos do quadril e osso fêmur.
- Quais fazem extensão, abdução, rotação medial e lateral do quadril/coxa?
- M.Glúteo máximo
- M.Glúteo médio
- M.Glúteo mínimo
- M.Piriforme
- M.Gêmeo superior
- M.Obutrador interno
- M.Gêmeo interior
- M.Quadrado femoral
02. Os músculos citados abaixo estão localizados na região ântero-lateral da coxa.
Quais formam o grupo muscular quadríceps? Qual a principal ação desse grupo?
- M. tensor da fáscia lata
- M. sartório
- M. reto femoral
- M. vasto medial
- M. vasto lateral
- M. vasto intermédio

03. Os músculos citados abaixo estão localizados na região posterior da coxa.


Quais formam o grupo muscular isquiotibiais? Qual a principal ação desse grupo?
- M. bíceps femoral (cabeça curta e longa)
- M. semitendíneo
- M. semimembranáceo

04. Os músculos citados abaixo estão localizados na região medial da coxa. Qual a principal ação desse
grupo?
- M. pectíneo
- M. adutor curto
- M. adutor magno
- M. gracíl

05. Os músculos citados abaixo estão localizados na região anterior da perna. Qual a principal ação
desse grupo na articulação do tornozelo?
- M. tibial anterior
- M. extensor longo dos dedos
- M. extensor longo do hálux

06. Os músculos citados abaixo estão localizados na região lateral da perna. Qual a principal ação desse
grupo na articulação do tornozelo?
- M. fibular longo
- M. fibular curto

07. Os músculos citados abaixo estão localizados na região posterior da perna. Qual a principal ação
desse grupo na articulação do tornozelo?
- Camada superficial:
- M. gastrocnêmio cabeça lateral e cabeça medial
- M. sóleo
- Camada profunda:
- M. flexor longo dos dedos
- M. flexor longo do hálux
- M. tibial posterior

Questionário:
Leia o capítulo de osso no Gardner e responda:
LEITURA GARDNER
1- Página 548 e 549 – proeminência , nariz ósseo externo e maxila e mandíbula
2- Página 558-559 – esfenóide , coanas e palatos ósseos
3- Página 566 a 569 mandíbula

1) Localize os ossos do viscerocrânio e neurocrânio em uma figura de atlas


2) O viscerocrânio é assim chamado pelo seu relacionamento com as vísceras da cabeça e pescoço.
Que espaços, aberturas, etc estes se relacionam?
3) Quais acidentes ósseos formam o palato ósseo?
4) Quais acidentes ósseos formam a abertura piriforme:
5) Quais são os processos da maxila?
6) Como são constituídos os processos alveolares anatomicamente? Dica : os acidentes ósseos.
7) Localize em uma figura de atlas os seguintes acidentes anatômicos, relacionando-os com estruturas
que passam ou entram por tais acidentes:
a- Forame infraorbital
b- Fossa incisiva
c- Eminência incisiva
d- Espinha nasal anterior
e- Forame incisivo
f- Forame palatino maior
g- Forame palatino menor
h- Processo condilar
i- Processo coronóide
j- Tuberosidades massetericas
k- Tuberosidades pterigóideas
l- Protuberância mentual
m- Fossa mandibular
n- Linha milohióidea
o- Linha oblíqua externa

8- sutura cruciforme. Que suturas a compõem?


9- liste os acidentes anatômicos que são reparos anatômicos importantes para a anestesiologia.
10- cite as faces e os forames do osso zigomático.

E D U C A Ç Ã O S U P E R I O R

FAESA CAMPUS II
FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE VITÓRIA
EXERCÍCIO DE AUTO-AVALIAÇÃO
CURSO: ODONTOLOGIA DISCIPLINA: ANATOMIA EM
ODONTOLOGIA
ALUNO:_______________________________________________________ DATA:
PERÍODO: 2 º TURMA PROFESSORA: CLAUDIA DAZZI E
AUTOAVALIAÇÃO NOTA:_______

01- Quais acidentes ósseos entram na formação do forame jugular ?


R: ..............................................................................................................................................
02- Relacione as colunas:
( )acidente ósseo relacionado com o osso palatino
1- forame oval ( ) por esta estrutura deixa o crânio o nervo mandibular ,
2- côndilo occipital que irá inervar os dentes inferiores.
3- forame supraorbital ( ) articula-se com a primeira vértebra cervical , o atlas.
4- lâmina perpendicular do ( ) participa da formação do septo nasal ósseo
etmóide ( ) pode apresentar-se como uma incisura
5- espinha nasal posterior

03- O meato acústico interno localiza-se na parede anterior do andar posterior ou inferior da fossa
craniana. Verdadeiro ou falso? ............................. justifique sua resposta:.........
............................................................................................................................................

04- Quais são os processos presentes na maxila? ....................................................................


............................................................................................................................................

05- Sulco para a artéria meníngea média é um acidente que está presente nos ossos .............
....................................................................... . ela penetra no crânio pelo forame
.................................................................. .

06- a- como é formado o arco zigomático? Seja específico ...................................................


............................................................................................................................................
b- já o soalho da órbita é formado pelos acidentes ósseos .......................................................
........................................................................................................................................ .

07- Qual a importância do forame oval e redondo para a área de odontologia. Explique usando a anatomia.

08- Correlacione as colunas:


( ) parietais
1- viscerocrânio ( ) nasasis
2- neurocrânio ( ) etmóide
( ) maxila
( ) esfenóide

09- Quais são os ossos pneumáticos do víscerocrânio ? ..........................................................


............................................................................................................................................Uma ampla
cavidade de ar no seu interior é conhecida como .........................................., cuja inflamação de sua
mucosa constitui um quadro de sinusite.

10- Explique anatomicamente porque uma sinusite maxilar poderá ser referida como uma dor de dente ?
11- Cite dois processos localizados no ramo da mandíbula? ................................................
.............................................................................................. .

12- Relacione as colunas


( ) ponto mais profundo da concavidade anterior da mandíbula
1- násio ( ) ponto mais acentuado da protuberância mentoniana
2- orbitário ( ) ponto mais superior posterior do meato acústico externo
3- pório ( ) ponto mais inferior do rebordo inferior da órbita
4- ponto A ( ) ponto localizado na interseção da sutura frontonasal com a
5- pogônio internasal
13- O osso parietal apresenta-se com quatro ângulos distintos. O ângulo mais superior anterior é o ângulo
......................................................, que relaciona-se com a fontanela ................................................... no
recém-nascido e com o ponto craniométrico ................................... .
14- Esquematize uma mandíbula e localize cinco acidentes anatômicos no seu esquema

15- Faça uma questão pertinente em relação aos ossos do crânio e responda-ª

As questões 27 e 29 que estão com um *, na primeira a resposta certa é matéria de segundo


semestre, e a segunda é toda 2° semestre.

QUESTÕES - NEUROANATOMIA

1. Paciente com tumor do ângulo pontinocerebelar encontra-se com diminuição da acuidade


auditiva e do equilíbrio. Devemos suspeitar de compressão de qual nervo craniano ?

a)VIII

b)IX

c)X

d)XI

2. Paciente com anosmia (perda do olfato) após traumatismo cranioencefálico (T.C.E.) na região
frontanasoetmoidal. Qual nervo craniano está lesado ?

a)I

b)II

c)III

d)V

3. Paciente com perda da sensibilidade gustativa nos dois terços anteriores da língua apresenta
lesão de qual nervo craniano ?
a)V

b)IX

c)XII

d)VII

4. Paciente com perda da sensibilidade geral do terço posterior da língua apresenta lesão de qual
nervo craniano ?

a)V

b)IX

c)XII

d)VII

5. Qual nervo craniano é responsável pela movimentação da língua ?

a)V

b)IX

c)XII

d)VII

6. Paciente apresenta dificuldade para descer escadas, pois não apresenta movimentação do globo
ocular para baixo. Qual nervo craniano está comprometido ?

a)III

b)IV

c)V

d)VI

7. Qual nervo craniano é responsável pelo fechamento da pupila (miose) ?

a)III

b)IV

c)V

d)VI

8. O nervo trigêmio é um nervo do tipo misto pois é o responsável pelo controle motor dos músculos
da mastigação e inervação:
a)motora dos músculos do couro cabeludo

b)sensitiva da face

c)motora da lingua

d)sensitiva do terço posterior da lingua

9. Paciente apresenta "ombro caido" após lesão por arma branca na região cervical. Tendo em
vista uma possível paralisia do músculo trapézio, diga qual nervo está lesado ?

a)VIII

b)IX

c)X

d)XI

10. Após um exame da movimentação da lingua, o médico observou que o paciente apresentava um
desvio da lingua para a direita. Diga qual o nervo lesado ?

a)V

b)VII

c)IX

d)XII

11. Após um acidente vascular cerebral (A.V.C. ), foi notado um desvio da comissura labial para a
direita.

Qual nervo foi acometido pela isquemia ?

a)V

b)VII

c)X

d)XII

12. Qual das vias ascendentes “NÃO” é cruzada ?

a)espino-talâmico anterior

b)espino-cerebelar anterior

c)espino-talâmico lateral

d)grácil e cuneiforme

13. São vias ascendentes na medula EXCETO:


a)Corticoespinhal

b)Funículo Grácil

c)Espinotalâmico anterior

d)Espinotalâmico lateral

14. São vias descendentes na medula EXCETO:

a)Corticoespinhal anterior

b)Corticoespinhal lateral

c)funículo Cuneiforme

d)Retículoespinhal

15. A decussação das pirâmides é formada pelo tracto:

a)Espinotalâmico anterior

b)Espinotalâmico lateral

c)Corticoespinhal lateral

d)Tectoespinhal

16. Em relação à via piramidal:

a)é formada pelo t. Retículoespinhal

b)está relacionada com o movimento voluntário

c)representa a via eferente visceral

d)representa a via aferente somática

17. São tractos do funículo lateral EXCETO:

a)Espinocerebelar posterior

b)Espinotalâmico lateral

c)Espinocerebelar anterior

d)Espinotalâmico anterior

18. Qual dos seguintes tractos é responsável pela condução de impulsos de temperatura e dor ?

a)espino-talâmico anterior

b)espino-cerebelar anterior
c)espino-talâmico lateral

d)espino-cerebelar posterior

19. Qual tracto está relacionado com tato protopático e pressão ?

a)Espinotalâmico anterior

b)Espinotalâmico lateral

c)Espinocerebelar posterior

d)Espinocerebelar anterior

20. Qual modalidade sensitiva será perdida após uma lesão de funículo posterior ?

a)temperatura

b)pressão

c)dor

d)estereognosia

21. Qual tracto é seccionado, com finalidade terapêutica, no tratamento da dor ?

a)Espinotalâmico lateral

b)Espinocerebelar posterior

c)Espinocerebelar anterior

d)Cuneiforme

22. Qual alteração encontraremos em um paciente com sequela de poliomielite ( paralisia infantil)?

a)perda da sensibilidade vibratória

b)perda da sensibilidade tátil

c)perda da motricidade

d)perda do tato epicrítico

23. Qual região esta lesada em paciente com atrofia muscular e paralisia dos músculos do membro
inferior( paralisia infantil) ?

a)coluna posterior

b)coluna anterior

c)funículo lateral
d)funículo anterior

24. Uma alteração encontrada na TabesDorsalis (sequela da neurossífiles) é a lesão das raizes
posteriores com perda da propriocepção consciente e estereognosia. Qual fascículo ou tracto é
afetado?

a)Espinotalâmico lateral

b)Espinotalâmico anterior

c)Grácil

d)Espinocerebelar posterior

25. Qual alteração de sensibilidade (abaixo da lesão) encontraremos em um paciente com


hemissecção da medula à direita (síndrome de Brown -Séquard) ?

a)sensibilidade térmica à esquerda

b)sensibilidade dolorosa à direita

c)estereognosia à esquerda

d)propriocepção consciente à esquerda

26. Em relação ao S.N. parassimpático :

a)está localizado na região cervical da medula

b)apresenta uma porção craniana e outra lombar

c)a porção craniana é representada pelos nervos III,VII, IX e X

d)a porção sacral é formada pelas raizes de S1 até S4

*27. Em relação ao S.N. simpático :

a)apresenta-se somente na região torácica da medula

b)é responsável pelo aumento da frequência cardíaca e diminuição da pressão arterial

c)forma plexos no abdome através dos nervos esplâncnicos

d)não contribui para inervação da pelve

28. As vísceras da cavidade torácica são inervadas pelo S.N. parassimpático através do :

a)somente nervo vago

b)porção torácica do parassimpático

c)vago e acessório

d)porção sacral que acompanha a coluna vertebral pelos glângliosparavertebrais


*29. Um paciente com tumor de ápice pulmonar poderá ter seus gânglios cervicais comprimidos,
caracterizando síndrome de Horner. Como estará a pupila deste pacienta ?

a)midríase (dilatadas) por estímulação do S. N. Simpático

b)midríase (dilatadas) por inibição do S. N. Simpático

c)miose ( contraidas) por inibição do S. N. Simpático

d)miose ( contraidas) por estímulação do S. N. Simpático

30. Assinale a afirmativa correta :

a) S. N. Simpático possui as fibras pós-ganglionares curtas

b)os gânglios crânio-sacrais são formados pelo S. N. Simpático

c)o S. N. Simpático localiza-se em toda porção da região torácica e lombar da medula espinhal

d)o nervo vago é responsável pela inervação simpática visceral

31. Onde podemos realizar, com segurança, uma punção liquórica ?

a)entre L3 e L4

b)entre L1 e L2

c)entre C3 eC4

d)entre T1 e T2

32. Paciente apresenta, vários dias após acidente automobilístico, diminuição progressiva do nível
de conciência. Qual a provável causa ?

a)hematoma parenquimatoso

b)hematoma sub-aracnóide

c)hematoma extra-dural

d)hematoma sub-dural

33. Paciente apresenta, 1 horas após acidente automobilístico, diminuição do nível de


conciência.Qual a provável causa ?

a)hematoma parenquimatoso

b)hematoma sub-aracnóide

c)hematoma extra-dural

d)hematoma sub-dural

34. Qual a possível consequência de uma lesão isquêmica na artéria cerebral posterior ?
a)cegueira

b)anosmia (perda do olfato)

c)paralisia dos músculos da face

d)paralisia dos membros inferiores

35. A veia jugular interna é formada pela continuação de qual seio ?

a)seio occipital

b)seio transversal

c)seio reto

d)seio sigmóide

36. Qual dos seios é INFERIOR à confluência dos seios ?

a)seio sagital superior

b)seio occipital

c)seio reto

d)seio transverso direito

37. Qual dos seios NÃO tem relação direta com a confluência dos seios ?

a)seio sagital superior

b)seio sagital inferior

c)seio reto

d)seio occipital

38. Qual estrutura localiza-se entre o cérebro e o cerebelo ?

a)foice cerebral

b)tenda do cerebelo

c)foice do cerebelo

d)seio sagital superior

39. A função do S.N. Simpático em relação às viscerasé :

a)constrição da pupila e secreção de saliva fluida e abundante

b)dilatação de brônquios e ereção de pelos


c)ereção e bradicardia

d)saliva viscosa e muito abundante

40. É característica do S.N. parassimpático :

a)neurônio pós-ganglionar longe das vísceras

b)fibra pré-ganglionar curta

c)neurônio pré-ganglionar na medula torácica e lombar

d)neurônio pós-ganglionar está próximo da viscera

41. Quais são as intumescências medulares ?

a)cervical e torácica

b)torácica e sacral

c)cervical e lombar

d)torácica e coccígea

42. Qual das artérias NÃO pertence ao polígono cerebral (Willis) ?

a)cerebral anterior

b)comunicante anterior

c)comunicante posterior

d)basilar

43. Qual artéria encontra-se anteriormente à ponte ?

a)carótida interna

b)basilar

c)cerebral anterior

d)comunicante anterior

44. O prosencéfalo da origem a quais divisões anatomicas :

a)medula

b)ponte e cerebelo

c)telencéfalo e diencéfalo

d)bulbo
45. Os colículos superiores estão relacionados com a via :

a)óptica

b)auditiva

c)trigeminal

d)olfatória

46. Qual estrutura está localizada entre os sulcos lateral anterior e lateral posterior do bulbo ?

a) pirâmide

b)decussação das pirâmides

c)oliva

d)nervo vago

47. Qual o local de entrada e de saída do nervo facial no crânio ?

a)meato acústico interno, forame magno

b)forame oval, fossa pterigopalatina

c)Meato acústico interno, forame estilomastóide

d)meato acústico interno, não sai do crânio

48. Lemnisco Medial é formado por quais tractos ?

a)espino-talâmico anterior e espino-talamico lateral

b)espino-cerebelar anterior e Fascículo Grácil

c)espino-talâmico lateral e Fascículo Cuneiforme

d)Fascículo Grácil e Fascículo Cuneiforme

49. Qual região do tálamo faz conecção com as fibras de dor e temperatura ?

a)núcleo ventral posterior lateral

b)grupo anterior

c)corpo geniculado lateral

d)núcleo ventral anterior

50. Qual dos pares cranianos é o responsável pela rotação lateral do globo ocular ?

a)3
b)4

c)5

d)6

51. A glândula pineal pertence ao :

a)tálamo

b)hipotálamo

c)subtálamo

d)epitálamo

52. Qual artéria é lesada no hematoma extra dural ?

a)cerebral anterior

b)temporal profunda posterior

c)cerebral média

d)meníngea média

53. Qual das seguintes modalidades sensitivas não tem conecção com o tálamo ?

a)via óptica

b)via auditiva

c)via trigeminal

d)via olfatória

54. Qual dos nervos cranianos possui origem na face dorsal do tronco encefálico ?

a)4

b)5

c)6

d)7

55. Paciente com lesão no tracto óptico direito poderáapresentar :

a)hemianopsia nasal do olho direito

b)hemianopsia homônima esquerda

c)cegueira total direita


d)hemianopsia homônimadireita

56. Qual das vias ascendentes NÃO é cruzada na medula ?

a)espino-talâmico anterior

b)cortiço-espinhal anterior

c)espino-talâmico lateral

d)grácil e cuneiforme

57. Qual das opções NÃO tem relação com o tráctocortico-espinhal?

a)córtex,área 4

b)telencéfalo, cápsula interna

c)mesencéfalo, pedúnculo cerebral

d)joelho da cápsula interna

58. Qual área é responsável pelo mecanismo de interpretação (sensorial) da palavra ?

a)sulco calcarino(17)

b)Broca (44)

c)Wernicke (22)

d)Giro pós-central (1,2,3)

59.Obstrução de uma artéria cerebral anterior com isquemia de face medial de hemisfério cerebral
pode causar :

a)paralisia e diminuição da sensibilidade do membro inferior do lado oposto do corpo

b)paralisia e diminuição de sensibilidade do membro inferior do mesmo lado do corpo

c)paralisia do membro superior do lado oposto

d) paralisia do membro superior do mesmo lado

60. Quais as conseqüências mais prováveis para uma paciente que sofre fratura do arco posterior e
corpo de vértebra lombar de L 4 ?

a)ter lesão do cone medular parcialmente

b)não lesar o cone medular mas afetar gravemente a medula

c)lesar parcialmente ou totalmente a cauda eqüinae evacuação de líquor

d)todas erradas
61. O espaço onde pode ser retirado o líquor é :

a)espaço epidural

b)espaço subdural

c)espaço subaracnóide

d)em todos estes espaços

62. Confirme a resposta certa :

a)existem 8 nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais, e 1 coccígeo

b)existem 7 nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccígeo

c)existem 8 nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais

d)existem 7 nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares e 2 a 3 coccígeos

63. As áreas de sensibilidade geral (somestésica) e auditiva localizam-se respectivamente no:

a)giros pós-central e temporal transverso anterior

b)parte anterior do uncus e giro para-hipocampal

c)giros pré-central e pós-central

d)giro frontal superior esquerdo

64. A afasia de expressão da linguagem (de Broca) é causada pela lesão do :

a)giro frontal inferior esquerdo (dominante na maioria dos indivíduos)

b)região temporo-parietal

c)giro frontal inferior direito (dominante na maioria dos individuos)

d)lábios do sulco calcarino

65. Qual texto abaixo está correto ?

a)a endolinfa estimula o órgão espiral, na cóclea

b)é a perilinfa que tem a função de estimular os receptores auditivos

c)os receptores auditivos estão nos canais semicirculares

d)os receptores auditivos localizam-se no sáculo e utrículo

66.Sobre as estruturas da orelha :

a) o tímpano está em contato com a bigorna, e quando sofre variação de pressão vibra esse oscículo, que
transmite sua vibração ao martelo, e este ao estribo
b) o estribo está fixado a uma membrana na janela oval, e transmite por ela a variação de pressão para o
líquido interno da cóclea, e esta transmição de diferença de pressão é compensada pela membrana da janela
redonda, inferiormente a janela oval.

c) o sinal auditivo é gerado nos canais semicirculares e são transmitidos através do ramo cocleardo 8° par
de nervos cranianos

d) o músculo estapédio é inervado pelo 5° par de nervos cranianos

67. Quais estruturas entram no Meato Acústico Interno :

a) Nervo Facial, Nervo Abducente e Artéria oftalmica

b) IX, X, XI e a Veia Jugular Interna

c) Nervos VII e VIII e a Artéria Labirintica

d) III, IV, V1, VI e Veia Oftálmica

68.O músculo digastrico inervação distinta devido a suas diferenças de origem embrionária, sendo
essas inervações :

a) Ventre anterior – Nervo Facial e Ventre posterior – Nervo Trigemeo(V3)

b) Ventre anterior – Nervo Glossofaríngeo e Ventre Posterior – Nervo Acessório

c) Ventre Anterior – Nervo Trigemeo (V3) e Ventre Posterior – Nervo Vago

d) Ventre Anterior – Nervo Trigemeo (V3) e Ventre Posterior – Nervo Facial

69.A inervação parassimpática do nervo facial é para:

a) a parótida

b) Glandulas sublingual, submandibular e lacrimais

c) músculos esfíncteres da pupila

d) para a midriase ocular

70. Qual estrutura NÃO tem relação com o sistema visual ?

a)núcleo geniculado lateral

b)colículo inferior

c)sulco calcarino (área 17)

d)braço do colículo superior

71. O III par craniano (n. Oculomotor) é responsável pela inervação da maioria dos músculos
extra-oculares, EXCETO :

a)reto superior e obliquo inferior


b)obliquo superior e reto lateral

c)reto inferior e reto lateral

d)obliquo inferior

72. Qual dos pares cranianos tem conexão com o diencéfalo ?

a)I

b)II

c)III

d)IV

73. Qual estrutura conecta o 3o ao 4oventrículo ?

a)forame interventricular

b)aqueduto cerebral

c)forame mediano do 4o ventrículo

d)forame lateral do 4o ventrículo

74. Qual porção do diencéfalo pode ser considerada, respectivamente estação relê para o córtex
e reguladora do S.N.A. ?

a)epitálamo e hipotálamo

b)tálamo e subtálamo

c)tálamo e hipotálamo

d)epitálamo e subtálamo

75. Podemos dizer que a medula espinhal termina ao nível de :

a)L-1

b)L-2

c)L-3

d)L-4

76. Onde está localizado o espaço sub-dural ?

a)entre a pia mater e o cérebro

b)entre a pia mater e a aracnóide

c)externamente à dura-máter
d)entre a aracnóide e a dura mater

77. Quantas cavidades (ventrículos) existem no sistema nervoso central ?

a)1

b)2

c)3

d)4

78. Qual a estrutura responsável pela formação do líquor ?

a) plexo coróide

b) granulações aracnóides

c) seios venosos

d) tenda do cerebelo

79. O tronco encefálico é formado por :

a)bulbo, ponte e medula

b)ponte, mesencéfalo e medula

c)ponte, mesencéfalo e bulbo

d)medula, mesencéfalo e bulbo

80. Como classifica-se um neurônio que tem como origem o córtex cerebral e terminação em um
músculo do membro inferior ?

a) de associação

b) sensitivo

c) motor

d)internuncial

81.Qual das seguintes partes do sistema nervoso central NÃO faz parte do encéfalo ?

a)telencéfalo

b)cerebelo

c)medula

d)mesencéfalo

82. Qual das seguintes funções NÃO está relacionada com o cerebelo ?
a)equilíbrio

b)postura

c)memória

d)controla os movimentos delicados

83. Qual a região de origem do cerebelo e a ponte ?

a)telencéfalo

b)metencéfalo

c)mielencéfalo

d)mesencéfalo

84.Assinale a afirmativa errada :

a)a medula está dentro do canal vertebral

b)a substância branca da medula encontra-se perifericamente à substância cinzenta

c)o H medular é formado por substância branca

d)geralmente na metade posterior da medula encontramos os neurônios sensitivos

85. Qual dos seguintes ventrículos tem relação com o cerebelo ?

a)ventrículo lateral de número 1

b)ventrículo lateral de número 2

c)terceiro ventrículo

d)quarto ventrículo

86. O aqueduto cerebral atravessa qual região ?

a)ponte

b)mesencéfalo

c)medula

d)bulbo

87. Em qual região encontramos o líquor ?

a) espaço extra-dural

b)entre o cérebro e a pia-máter


c)espaço sub-aracnóide

d) espaço sub-dural

88. A leptomeninge é formada pela união de quais folhetos ?

a)dura-mater com aracnóide

b)dura-mater com pia-mater

c)aracnóide com pia-mater

d)todas juntas

89. Em qual das seguintes situações o paciente perderá os movimentos do braço e ante-braço ?

a)lesão da medula espinhal ao nível cervical

b)lesão da medula espinhal ao nível torácico

c)lesão da medulo espinhal ao nível lombar

d)lesão da medula espinhal ao nível sacral

90. Qual alteração poderá ser encontrada em um paciente que tenha uma tumoração em cerebelo ?

a)diminuição da acuidade visual

b)perda do equilíbrio

c)perda da memória

d)perda da movimentação da coxa

91. Em qual região encontramos estruturas como teto, tegmento, base, pedúnculo cerebral .

a)mesencéfalo

b)bulbo

c)ponte

d)cerebelo

92. O lobo occipital está relacionado com qual dos sentidos ?

a)visão

b)audição

c)olfato

d)paladar
93. Função do giro pré-central ?

a) sensitiva

b) motora

c) mista

d) olfatória

94. Qual fissura separa o lobo frontal do lobo temporal ?

a) sulco central

b) sulco lateral

c) sulco pré-central

d) sulco pós-central

95. Qual dos lobos cerebrais não possui uma relação com os ossos do crânio ?

a)parietal

b)frontal

c)temporal

d)ínsula

96. Qual das seguintes estruturas não pertence ao diencéfalo ?

a) hipotálamo

b) epitálamo

c) corpo caloso

d) sub-tálamo

97. Em que região encontra-se a hipófise ?

a) fossa craneana anterior

b) fossa craneana posterior

c) sela túrcica

d) fossa temporal

98. Assinale a estrutura responsável pela conecção entre os dois hemisférios cerebrais ?

a) tálamo
b) hipófise

c) corpo caloso

d) lobo frontal

99. A hipófise possui conexão com qual estrutura do diencéfalo ?

a) hipotálamo

b) epitálamo

c) subtálamo

d) tálamo

100. Quais pares de nervos cranianos estão relacionados com os movimentos dos olhos ?

a) trigêmio, oculomotor e facial

b) vago, acessório e glossofaríngeo

c) facial e vestibulo-coclear

d) oculomotor, troclear e abducente

101. O sistema nervoso autônomo é formado por :

a) neurônios motores relacionados com o meio externo

b) neurônios motores relacionados com o meio interno

c) neurônios sensitivos relacionados com o meio externo

d) neurônios sensitivos relacionados com o meio interno

102. O tálamo, área relacionada com várias funções superiores, está localizado no :

a) diencéfalo

b) tronco encefálico

c) telencéfalo

d) cerebelo

103. O primeiro nervo craniano está relacionado com ?

a) olfato

b) audição

c) visão
d) paladar

104. Onde está localizado o terceiro ventrículo ?

a) medialmente ao diencéfalo

b) no telencéfalo

c) no tronco encefálico

d) anterior ao cerebelo

105. A principal artéria que tem como função irrigar o encéfalo é ?

a) carótida externa

b) carótida interna

c) facial

d) occipital

106. O hematoma extra-dural tem sua localização entre :

a) aracnóide e dura-mater

b) aracnóide e pia-mater

c) pia-mater e cérebro

d) dura-mater e crânio

107. Qual alteração poderemos encontrar em uma T.C. de crânio de um paciente que apresenta um
tumor de 7 cm no hemisfério cerebral direito ?

a) desvio da foice cerebral para a direita

b) desvio da foice cerebral para a esquerda

c) não há desvio da foice cerebral

d) os ventrículos laterais ficam dilatados

108. Após uma punção lombar foi observado líquor misturado com sangue.Qual a origem deste
sangramento ?

a)parênquima cerebral

b)espaço extra-dural

c)espaço sub-dural

d)espaço sub-aracnóide
109. Um tumor na região do hipotálamo pode lesar o quiasma óptico causando um tipo de defeito
no campo visual:
a) Hemianopsia homônima esquerda
b) Hemianopsia homônima direita
c) Hemianopsia heterônima bitemporal
d) Hemianopsia nasal do olho esquerdo
110. Feixe relacionado com a coordenaçãodos movimentos da cabeça com os do globo ocular:
a) Fascículo longitudinal Superior
b) Fascículo Longitudinal Medial
c) Fascículo Longitudinal Inferior
d) Lemnisco Lateral
111. Feixe relacionado com a conexão da área de broca com a área de vernicke:
a) Fascículo longitudinal Superior
b) Fascículo Longitudinal Medial
c) Fascículo Longitudinal Inferior
d) Lemnisco Lateral
112. A maior comissura interhemisférica do telencéfalo é:
a) Comissura das abênulas
b) Comissura Anterior
c) Corpo Caloso
d) Comissura Posterior
113. O hipocampo e o sistema límbico estão relacionados respectivamente com:
a) Linguagem e a percepção sensorial desta
b) Emoções e a memória
c) Planejamento motor e execução motora
d) Memória e emoções
114. Quais pares de nervos cranianos tem origem aparente no sulco bulbo-pontino?
a) IX, X e XI
b) I, II e III
c) VI, VII e VIII
d) V, VI e VII
115.O homúnculo de penfield é uma representação:
a) sensitiva e motora do corpo humano localizada respectivamente no giro pré-central e giro pós-central,
estendendo-se até a face medial do telencéfalo
b) motora somente do corpo humano e localiza-se no giro pós-central
c) sensitiva somente do corpo humano e localiza-se no giro pré-central
d) sensitiva e motora do corpo humano localizada respectivamente no giro frontal superior e giro frontal
médio
116. Em qual camada se originam as únicas fibras eferentes que participam do controle motor no
cerebelo?
a) Camada molecular
b) Camada das células de purkinje
c) Camada Granulosa
d) Camada dos neurônios piramidais
117. Sobre a via óptica:
a) o 1° neurônio da via ótptica é bipolar
b) os cones e bastonetes são fotoreceptores sendo que os bastonetes estão em maior número na fóvea
c) o 4° neurônio da via óptica localiza-se no Corpo Geniculado lateral e este envia sua fibras para o sulco
calcarino no lobo parietal
d) os 3 primeiros neurônios da via óptica estão localizados dentro do globo ocular, e são em ordem de
transmissão de sinal: cones/bastonetes, bipolares e ganglionares
118. Sobre o tálamo:
a) o núcleo ventral anterior recebe as fibras do globo pálido e projeta-se para as áreas motoras do córtex
cerebral
b) o núcleo ventral póstero-lateral é um relé das vias sensitivas e recebe fibras dos lemniscos medial e
espinhal
c)o núcleo ventral póstero-medial recebe fibras do lemnisco trigeminal e também aferencias da via
gustativa
d) todas as alternativas estão corretas
119. Qual estrutura não está relacionada com o Sistema Límbico:
a) Giro do Cíngulo e Giro Parahipocampal
b) Hipocampo
c)Claustro
d) Corpo Amigdalóide e área septal
120. Sobre os lemniscos:
a) o leminisco medial é formado pelos tractos das vias espino-talâmicas anterior e lateral
b) o lemnisco espinhal é formado pelos tractos das vias espino-talâmicas anterior e lateral e o lateral pelas
aferencias da via auditiva
c) o lemnisco trigeminal não é formado pelas vias no nervo trigêmeo (5° par de nervos cranianos)
d) o lemnisco lateral é formado pelos fascículos do Grácil e do Cuneiforme
FAP – ENFERMAGEM – 1º ano Disciplina – Anatomia Humana Profa. Sandra Regina

LISTA DE EXERCÍCIOS – referentes ao OLHO e ORELHA

1) Quais são as estruturas anexas do olho? 1.a) Quais são as 3 túnicas do bulbo do olho, especifique.
2) Quais são os constituintes da túnica fibrosa?
3) Sobre a esclera responda: 3.a) Qual o tecido que a constitui? 3.b)Qual a finalidade de ela ser opaca ?
4) O que é a córnea e quais são suas características? 4.a) Mencione a função da córnea.
5) Quais são as estruturas que fazem parte da túnica vascular? 5.a) Quais são as características e a
função da corióide? 6.b) Qual é a função do corpo ciliar?
6) Como se denomina a parte colorida do olho e o orifício central que ela apresenta, respectivamente?
7) Quais são os músculos presentes na íris e as respectivas funções?
8) O que é a lente e onde ela está localizada no bulbo do olho?
9) Quais são as cavidade do bulbo do olho? O que preenche cada cavidade? Como elas se comunicam?
10) O que é humor aquoso? Onde ele é produzido? Como ele é drenado?
11) Conceitue retina. Conceitue cones e bastonetes.
12) O que é disco do nervo óptico? Quais são suas características?
13)O que é mácula lútea e fóvea central (onde estão localizadas e para que servem).
14) Sobre o corpo vítreo responda: onde se localiza; quais suas funções e características.
15) Quais são os músculos extrínsecos do olho? Para que eles servem?
16) Sobre as pálpebras responda: 21.a) O que são pálpebras? 20.b) Quais suas funções? 20.c) O que é
túnica conjuntiva?
17) Sobre o aparelho lacrimal responda: 17.a) Onde se localizam as glândulas lacrimais? 17.b) Qual é a
função dos ductos lacrimais e da lágrima, respectivamente? 17.c) Como ocorre a drenagem da lágrima?
18) qual é a função do nervo óptico?
ORELHA
1) Quais são as funções da orelha? 1.a) Como encontra-se formada ou dividida a orelha?
2) Sobre a orelha externa responda: 2.a) Quais são as estruturas que foram a orelha externa? 2b) Quais
são as funções da orelha? 2.c) O que é meato acústico externo? 2d) Onde se localiza a membrana
timpânica e quais são suas funções?
3) Onde no crânio se localiza a orelha média? 3.b) Quais são as aberturas ou janelas mediais da orelha
média? 3.c) O que é a tuba auditiva? 3.d) Qual é sua função (tuba auditiva)? 3.e) Quais são os ossículos da
orelha média? 3.f) Quais as funções dos ossículos?
4.a) Quais são as estruturas que fecham a janela do vestíbulo e a janela da cóclea?
5) Conceitue labirinto ósseo e o labirinto membranoso.
6) Conceitue mencionando a localização: perilinfa e endolinfa.
7) Quais são as regiões do labirinto ósseo e as regiões correspondentes do labirinto membranoso?
8) Conceitue labirinto membranáceo. 8.a) O que são e onde se localizam os receptores da audição?
9) Conceitue gânglio espiral e órgão espiral.
10) Conceitue utrículo, sáculo e ductos semicirculares. 10.a) Conceitue membrana dos estatocônios e
cúpula ampular, respectivamente. 10.c) O que é gânglio vestibular? E qual estrutura ele ajuda a formar?
11) Qual é a função da parte coclear e da parte vestibular do nervo vestíbulococlear?

Questões
ESTRUTURA INTERNA E LESÕES CLÍNICAS DA MEDULA ESPINAL
1) Qual a importância de se conhecer a estrutura do sistema nervoso central?
2) Na coluna posterior, observa-se de diante para trás uma base, um pescoço e um ápice. Neste último,
o que encontramos?
3) Os neurônios radiculares somáticos são divididos em neurônios α e γ. Descreva o funcionamento
desses motoneurônios.
4) Há dois tipos de neurônios cordonais: os neurônios cordonais de projeção e os neurônios cordonais
de associação. Defina-os com as suas principais características.
5) Descreva o mecanismo existente entre as células de Renshaw e os neurônios motores.
6) Explique como a estricnina pode inibir o mecanismo citado acima.
7) Coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) A substância branca apresenta axônios mielinizados que sobem e descem pela medula espinal,
conduzindo impulsos nervosos para níveis superiores ou inferiores do SNC. ( ) Os tractos tecto-espinal,
vestíbulo-espinal, rubro-espinal e retículo-espinal correspondem às vias ascendentes. ( ) Os tractos
descendentes da medula espinal conduzem impulsos aferentes (sensitivos) dos receptores da periferia para
o encéfalo. ( ) Alguns dos tractos das vias extrapiramidais tendem a modificar contrações musculares
relacionadas com postura e equilíbrio.
8) Os tractos das __________________________ são as principais estruturas envolvidas no controle
voluntário dos músculos estriados esqueléticos.
9) Responda: a) Quais são os métodos que permitem identificar os tractos e fascículos na medula
espinal? Justifique em que fatos são baseados, descrevendo-os. b) Explique como se dá a divisão do tracto
córtico-espinhal em anterior e lateral. c) Cite os tractos das vias extrapiramidais com suas respectivas
origens.
10) Ao penetrarem na substância cinzenta da medula, quais tipos de sinapses as fibras e os colaterais da
raiz dorsal podem fazer?
11) Quais as funções desempenhadas pelos fascículos grácil e cuneiforme?
12) Quais são as funções dos tractos das vias ascendentes?
13) Qual a diferença de localização entre os tractos espino-talâmico anterior e lateral?
14) No que diz respeito às vias ascendentes, quais são os tractos que cruzam no trajeto da medula?
15) O que caracteriza as paralisias flácidas e espásticas?
16) Quais as características da Síndrome de Brown-Séquard quando a lesão atinge os tractos que se
cruzam na medula?
17) Quais as consequências do Tabes Dorsalis?
18) Quais os principais tractos lesados por hemissecção medular?
19) Que estruturas são danificadas em pessoas que desenvolvem Siringomielia e quais as fibras
afetadas?
20) O que vem a ser Choque Espinhal? Com o que se relaciona? E quais os sinais que o paciente
apresenta em tal condição a que se está relacionada?
21) O que é Cordotomia? Qual o objetivo de sua utilização? Com que tracto está relacionada?
Respostas
ESTRUTURA INTERNA E LESÕES CLÍNICAS DA MEDULA ESPINAL
1) Qual a importância de se conhecer a estrutura do sistema nervoso central?
É fundamental para a compreensão dos diversos quadros clínicos, bem como lesões e processos
patológicos que delas decorrem.
2) Na coluna posterior, observa-se de diante para trás uma base, um pescoço e um ápice. Neste último,
o que encontramos?
Um tecido nervoso translúcido, rico em células neurogliais e pequenos neurônios, a substância
gelatinosa.
3) Os neurônios radiculares somáticos são divididos em neurônios α e γ. Descreva o funcionamento
desses motoneurônios.
Os motoneurônios gama são ativados simultaneamente com os motoneurônios alfa, promovendo a
execução de um movimento voluntário. Essa ativação é importante, pois permite que os fusos
neuromusculares continuem a enviar informações ao sistema nervoso central, mesmo durante a contração
muscular.
4) Há dois tipos de neurônios cordonais: os neurônios cordonais de projeção e os neurônios cordonais
de associação. Defina-os com as suas principais características.
Os neurônios cordonais de projeção possuem um axônio ascendente longo, que termina fora da
medula, integrando as vias ascendentes da medula. Os neurônios cordonais de associação possuem um
axônio que, ao entrar na substância branca, se bifurca em um ramo ascendente e um descendente. Ambos
os ramos terminam na própria medula. Constituem um mecanismo de integração entre os segmentos
medulares situados em diferentes níveis, permitindo, assim, a realização de reflexos intersegmentares na
medula.
5) Descreva o mecanismo existente entre as células de Renshaw e os neurônios motores.
Os axônios dos neurônios motores, antes de deixarem a medula, emitem um ramo colateral recorrente
que volta e estabelece sinapse com a célula de Renshaw. Esta célula, por sua vez, estabelece sinapse com o
próprio neurônio motor que enviou o ramo colateral recorrente. Este mecanismo é importante para a
fisiologia dos neurônios motores.
6) Explique como a estricnina pode inibir o mecanismo citado acima.
O neurotransmissor da maioria das células de Renshaw é a glicina, cuja ação é inibida pela estricnina.
Em casos de envenenamento por estricnina, cessa completamente a ação inibidora das células de Renshaw
sobre os neurônios motores.
7) Coloque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
(V) A substância branca apresenta axônios mielinizados que sobem e descem pela medula espinal,
conduzindo impulsos nervosos para níveis superiores ou inferiores do SNC. (F) Os tractos tecto-espinal,
vestíbulo-espinal, rubro-espinal e retículo-espinal correspondem às vias ascendentes. (F) Os tractos
descendentes da medula espinal conduzem impulsos aferentes (sensitivos) dos receptores da periferia para
o encéfalo. (V) Alguns dos tractos das vias extrapiramidais tendem a modificar contrações musculares
relacionadas com postura e equilíbrio.
8) Os tractos das vias piramidais são as principais estruturas envolvidas no controle voluntário dos
músculos estriados esqueléticos.
9) Responda: a) Quais são os métodos que permitem identificar os tractos e fascículos na medula
espinal? Justifique em que fatos são baseados, descrevendo-os.
Por meio da “dissecação embriológica”, estuda-se a medula em diferentes idades. O método se baseia
no fato de que as fibras que compõem os tractos mielinizam-se em épocas diferentes, mas todas as fibras
de um mesmo tracto mielinizam-se na mesma época. Outro método baseia-se na degeneração walleriana
que o segmento distal sofre quando uma fibra mielínica é seccionada. Se a área de degeneração se localiza
acima da secção, o tracto degenerado é ascendente, ou seja, o corpo do neurônio está em algum ponto
abaixo da lesão e o impulso nervoso sobe pelas fibras do tracto. Se a degeneração for abaixo, conclui-se
que o tracto é descendente.
b) Explique como se dá a divisão do tracto córtico-espinhal em anterior e lateral.
No trajeto do córtex até o bulbo as fibras dos tractos córtico-espinhal anterior e córticoespinhal lateral
constituem um só feixe, o tracto córtico-espinhal. Ao nível da decussação das pirâmides, uma parte das
fibras deste tracto se cruza e vai constituir o tracto córticoespinhal lateral. Um número de fibras não se
cruza, continua em sua posição anterior e constitui o tracto córtico-espinhal anterior.
c) Cite os tractos das vias extrapiramidais com suas respectivas origens.
Tecto-espinhal
tecto mesencefálico (colículo superior); Vestíbulo-espinhal
núcleos vestibulares do IV ventrículo;
Rubro-espinhal

núcleo rubro do mesencéfalo;


Retículo-espinhal

formação reticular, estrutura que ocupa uma grande extensão do


tronco encefálico.
10) Ao penetrarem na substância cinzenta da medula, quais tipos de sinapses as fibras e os colaterais da
raiz dorsal podem fazer?
Sinapse com neurônios motores, neurônios internunciais, neurônios cordonais de associação, neurônios
motores pré-ganglionares e com neurônios cordonais de projeção.
11) Quais as funções desempenhadas pelos fascículos grácil e cuneiforme?
Conduzir impulsos nervosos relacionados com propriocepção consciente, tato discriminativo,
sensibilidade vibratória e estereognosia.
12) Quais são as funções dos tractos das vias ascendentes?
Tracto espino-talâmico anterior

tato protopático e pressão;


Tracto espino-talâmico lateral

temperatura e dor; Tracto espino-cerebelar anterior

propriocepção inconsciente; detecção dos níveis de atividade do tracto córtico-espinhal; Tracto espino-
cerebelar posterior

propriocepção inconsciente.
13) Qual a diferença de localização entre os tractos espino-talâmico anterior e lateral?
O tracto espino-talâmico anterior está localizado no funículo anterior e o tracto espinotalâmico lateral
está localizado no funículo lateral.
14) No que diz respeito às vias ascendentes, quais são os tractos que cruzam no trajeto da medula?
Tracto espino-talâmico anterior, tracto espino talâmico lateral e o tracto espino-cerebelar anterior.
15) O que caracteriza as paralisias flácidas e espásticas?
Paralisia flácida

É caracterizada por hiporreflexia e hipotonia, resultante de lesão dos neurônios da coluna anterior da
medula, ocorrendo atrofia da musculatura inervada por perda da ação trófica dos nervos sobre os
músculos. Chamada síndrome do neurônio motor inferior ou periférico. Paralisia espástica
É caracterizada por hiperreflexia e hipertonia, A lesão ocorre nas áreas motoras do córtex cerebral ou
nas vias motoras ascendentes (tracto córticoespinhal), sendo a atrofia muscular muito discreta. Resulta a
síndrome do neurônio motor superior ou central.
16) Quais as características da Síndrome de Brown-Séquard quando a lesão atinge os tractos que se
cruzam na medula?
No lado oposto, há perda da sensibilidade protopática e pressão provocada pela interrupção do tracto
espino-talâmico anterior, há também perda da sensibilidade térmica e dolorosa pela interrupção do tracto
espino-talâmico lateral.
17) Quais as consequências do Tabes Dorsalis?
Perda da propriocepção consciente, perda do tato epicrítico e perda da sensibilidade vibratória e da
estereognosia.
18) Quais os principais tractos lesados por hemissecção medular?
Fascículos grácil e cuneiforme, trato espinotalâmico (T.E.T lateral e anterior), trato espinocerebelar
(T.E.C anterior e posterior), trato corticoespinhal (T.C.E lateral e anterior).
19) Que estruturas são danificadas em pessoas que desenvolvem Siringomielia e quais as fibras
afetadas?
Em tal doença há formação de uma cavidade no canal central da medula e leva a destruição da
substância cinzenta intermédia e da comissura branca. Devido à destruição das substâncias cinzenta e
branca as fibras que formam os dois tractos espino- talâmicos laterais.
20) O que vem a ser Choque Espinhal? Com o que se relaciona? E quais os sinais que o paciente
apresenta em tal condição a que se está relacionada?
Caracteriza-se pela perda absoluta da sensibilidade, dos movimentos e do tônus nos músculos inervados
pelos segmentos medulares abaixo da lesão. Está relacionada com a transecção completa da medula.
Nessas condições há retenção de urina e fezes, aparecimento do sinal de Babinski e não recuperação da
motricidade voluntária e sensibilidade.
21) O que é Cordotomia? Qual o objetivo de sua utilização? Com que tracto está relacionada?
Processo que consiste na secção cirúrgica do tracto espino- talâmico lateral acima e do lado oposto ao
processo doloroso. Esse processo visa à interrupção do processo doloroso em pacientes com tumores
malignos.
Respostas Estudo Dirigido de Ossos e Músculos
1- Qual a constituição do aparelho locomotor?
É constituído de um conjunto de ossos, músculos e articulações, tem como função o movimento,
locomoção e deslocamento do ser humano.
2- Quais são as funções do esqueleto?
Sustentação do organismo, proteção de estruturas vitais base mecânica, para o movimento,
armazenamento de sais e hematopoiése.
3- Quais as partes do osso longo?
Epífise, diáfise, osso esponjoso, canal medular, osso compacto, medula óssea, periósteo e vasos
sanguíneos
4- Descreva e exemplifique:
Longos: tem o comprimento maior que a largura e são constituídos por um corpo e duas
extremidades. São um pouco encurvados, o que lhes garante maior resistência, essa encurvação
absorve o estresse mecânico do peso do corpo em vários pontos. Os ossos longos têm suas diáfises
formadas por tecido ósse compacto e apresentam grande quantidade de tecido ósseo esponjoso
em suas epífises. Ex: fêmur
Curtos: Tem o comprimento parecido com a largura, são compostos por osso esponjoso, exceto na
superfície, onde há uma fina camada de tecido ósseo compacto. Ex: ossos do carpo
Chatos: São ossos finos e compostos por duas laminas paralelas de tecido ósseo compacto com
uma camada de osso esponjoso entre elas. Os ossos chatos garantem considerável proteção e
geram grandes áreas para inserção de músculos. Ex: frontal e parietal
Irregulares: Apresentam formas complexas e não podem ser agrupados em nenhuma categoria
prévia. Eles têm quantidades variáveis de osso esponjoso e compacto. Ex: vértebras.
5- Como é constituído o osso craniano?
Forma uma caixa resistente onde se encontra alojado o encéfalo, sendo constituído por 8 ossos uns
pares e outros impares: os parietais, o frontal, occipital, temporais, e inferiormente o esfenóide e o
etmóide
6- O que é periósteo?
O periósteo é uma membrana de tecido conjuntivo denso, muito fibroso que reveste a superfície
externa da diáfise, fixando-se firmemente a toda superfície externa do osso, exceto à cartilagem
articular. Protege o osso e serve como ponto de fixação para os músculos e contém os vasos
sanguíneos.
7- Quantos ossos constituem o esqueleto humano?
206 ossos
8- Diferencie esqueleto axial de apendicular:
Axial: situam-se em torno do centro do corpo; compreendem os ossos da cabeça e do tronco.
Cabeça, tronco, coluna, e caixa torácica.
Apendicular: incluem os membros superiores, os membros inferiores e os ossos que fazem a
ligação dos membros ao esqueleto axial. Braço, antebraço, mão, cintura escapular, cintura pélvica,
coxa, perna e pé
9- Como está dividida a coluna vertebral?
É formada pela sobreposição de 33 vértebras, algumas das quais se encontram soldadas formando
2 ossos: o sacro e o cóccix. Possui 5 regiões: região cervical com 7 vértebras, região dorsal com 12
vértebras, região lombar com 5 vértebras, sacro com 5 vértebras soldadas e cóccix com 4 vértebras
soldadas.
10- Quais são os ossos do ouvido?
Martelo, bigorna e estribo
11- O que são ligamentos?
São feixes de tecido fibroso, formados por tecido conjuntivo denso não modelado, que unem entre
si duas cabeças ósseas que uma articulação, e podem ligar 2 ou mais ossos.
12- Como são denominadas as costelas?
São 7 costelas verdadeiras, 3 falsas e 2 flutuantes
13- Quais os tipos de articulações existentes?
Móveis , semimóveis e imóveis
14- Quais ossos formam:
Braço: úmero
Antebraço: ulna e rádio
Mão: carpo, metacarpo, e falanges
Dedos: falange proximal, média e distal
Coxa: fêmur
Perna: tíbia e perônio (fíbula)
Pés: tarso, metatarso e falanges
Pelve: ilíaco
Crânio: parietal, frontal, occipital, temporal e esfenóide
Face: órbita nasal, malar, maxilar superior e inferior
15- Onde se localiza o hioide?
Localiza-se no pescoço e não é ligado a nenhum outro osso
16- Como é constituído o sistema muscular?
É constituído por 3 tipos de músculos: muscular estriado esquelético, muscular cardíaco, muscular
liso e tendões
17- Quais são as funções do sistema muscular?
Movimento corporal, manutenção da postura, respiração, produção de calor corporal,
comunicação, constrição de órgãos e vasos, batimento cardíaco.
18- Quais os 3 tipos de músculos existentes e as diferenças entre eles?
Os músculos lisos: recobrem os órgãos ocos do corpo, como todo o tubo digestório e os vasos
sanguíneos. Realizam sua função independentemente da vontade humana (são involuntários). Seus
movimentos são lentos e contribuem para o funcionamento dos órgãos internos; permitem, por
exemplo, o trânsito dos alimentos pelo tubo digestório.
O músculo cardíaco: é o que forma o coração (miocárdio). Seu movimento é involuntário, mas os
batimentos são rápidos e potentes.
Os músculos esqueléticos: são os que estão ligados aos ossos e que obedecem a ordens
conscientes (são voluntários). De movimento rápido e potente, são os que, junto com o sistema
esquelético, formam o sistema locomotor. São constituídos por fibras muito longas,
19- O que são tendões?
Os tendões são cordões fibrosos que saem dos músculos e se fixam nos ossos. Através deles
podemos transferir a força gerada nos músculos par movimentar os ossos, formando o princípio de
alavanca que movimenta nossas articulações. Estes tendões são muito resistentes e são envolvidos
por uma membrana (bainha sinovial).
20- O que é ponto de origem e inserção?
ORIGEM: é ponto mais proximal ou cranial de fixação de um músculo
INSERÇÃO: é ponto de inserção distal ou caudal de fixação do músculo

PLANO DE ESTUDOS - SISTEMA NERVOSO


1-Quais as células formadoras do Sistema Nervoso e suas funções?
Células da glia (neuroglia) e os neurônios. As células da glia se constituem de 3 tipos diferentes as quais
possuem função de envolver os vasos sanguíneos do cérebro formando a barreira hematoencefálica,
formam a bainha de mielina do SNC e as bainhas de mielina do SNP e também são responsáveis pela
fagocitose no sistema nervoso. Já os neuronios tem função de fazer geração, conversão e propagação do
impulso nervoso.

2-Quais as regiões de um neurônio?


Corpo celular, dendritos, axônio e terminações axônicas.
3-O que é a bainha de mielina?
A bainha de mielina é a estrutura que envolve o axônio de alguns neurônios e tem função de acelerar a
propagação do impulso nervoso.
4- O que são os nódulos de Ranvier?
A não continuidade da bainha de mielina forma espaçamentos no axonio, os nódulos de
Ranvier. Isto facilita um movimento mais ágil do impulso nervoso que vai ocorrendo em saltos, o
impulso saltatório.
5 - Em que sentido se propaga o impulso nervoso?
Do centro para as extremidades (impulso eferente) e das extremidades para o centro (impulso
aferente).
6 - Qual a diferença entre neurônio aferente, eferente e de associação?
Os aferentes são aqueles neurônios que levam informações da periferia até o sistema nervoso central.
Já os eferentes são aqueles que transmitem impulsos para a periferia a partir do sistema nervoso central.
Os neurônios de associação ou interneuronios são aqueles que retransmitem o impulso nervoso do
neurônio aferente para o eferente.
7- Quais os tipos de nervos existentes?

São os ligados ao sistema nervoso periférico: os cranianos e os raquidianos.


8- Quais as estruturas que constituem:
- o sistema nervoso central: Encéfalo e medula espinhal (meninges e líquido cefalorraquidiano???)
- o sistema nervoso periférico : 12 pares de nervos cranianos e 31 pares de nervos raquidianos e
ganglios
- o sistema nervoso autônomo: gânglios nervosos e nervos motores que partem desses gânglios e se
dirigem para as vísceras.
9- Como se divide o sistema nervoso central?
Em encéfalo e medula espinhal??
10- Como é constituída o córtex e medula do telencéfalo?
????
11- O que é o corpo caloso?
O corpo caloso é uma estrutura do cérebro de mamíferos localizada na fissura longitudinal que
conecta os hemisférios cerebrais direito e esquerdo. É a maior estrutura de substância branca no
cérebro
12- Qual a função do bulbo?
Respiração e batimentos cardíacos
13- Qual a função do cerebelo?
Equilíbrio.
14- Quais as funções do mesencéfalo?
Centro de percepção auditiva e visual
15- O que são e quais são as meninges?
As meninges são o sistema de membranas que envolvem e protegem o sistema nervoso central, ou seja,
envolvem o encéfalo e a medula espinhal. Se constituem de 3: pia-máter, dura-máter e aracnoide.
16- O que é a barreira hematoencefálica?
A Barreira hematoencefálica (BHE) é uma estrutura membrânica, constituída por células da
glia, que atua principalmente para proteger o Sistema Nervoso Central (SNC) de
substâncias químicas presentes no sangue, permitindo ao mesmo tempo a função metabólica
normal do cérebro.
17- Qual a função e quais órgãos são banhados pelo líquor?
A função do liquor é fazer a proteção do córtex cerebral e da medula espinhal, órgãos que são banhados
por ele.
18- A respeito dos nervos cranianos:
- quantos são? 12 pares
- qual a função: tem como função a inervação dos órgãos dos sentidos, dos músculos, das glândulas na
cabeça e também de alguns órgãos internos.
- quais as funções do nervo vago: é responsável pela inervação parassimpática de praticamente todos
os órgãos abaixo do pescoço que recebem inervação parassimpática. Exceto a parte do intestino grosso e
órgãos sexuais. O nervo vago também atua na secreção dos líquidos digestivos.
19- Quanto são e quais as funções dos nervos raquidianos?
Se constituem de 31 pares, partem da medula espinhal e tem a função de enervar a pele e os músculos
da nuca, tronco e membros.
20- Como funciona o Sistema Nervoso autônomo?
É um sistema inteiramente motor, constituído por nervos que enervam órgãos que não se encontram
sob controle voluntário, como coração, musculatura lisa, orgãos ocos.
21- Como se divide o SNA?
Se divide em ganglios que estão ligados aos centros nervosos e de nervos motores que partem desse
sganglios e se dirigem para as visceras???

Prova 2 – Perguntas – Anatomia


1) Qual o principal constituinte da parede celular. Como este está organizado.
2) Quais os principais constituintes da matriz amorfa.
3) Quais as funções da parede celular.
4) Como se da a organização da parede celular. Citar parede primaria (PP), parede secundaria (PS), e
Lamela média (LM).
5) O que são campos de pontuações, e qual sua principal estrutura.
6) Como se da à organização dos campos de pontuações.
7) Quais os tipos de pontuações.
8) O que é toro, onde é encontrado, e qual sua função.
9) Qual a delimitação do vacúolo.
10) Quais as funções do vacúolo.
11) O que é um plastídio.
12) Quais as funções do plastídio.
13) Quais os 3 principais tipos de plastídios encontrados.
14) Qual a diferença entre óleos fixos e essenciais.
15) O que são taninos.
16) O que são inclusões citoplasmáticas.
17) Quais as características de uma celula meristemática.
18) Quais as características de uma celula parenquimática.
19) Como ocorre a formação da epiderme.
20) O que é meristema. Quais os dois tipos de células constituintes.
21) Quais os padrões de divisão.
22) Quais os cinco tipos de meristemas.
23) O que é o promeristema. Como este se divide, e qual as suas subdivisões.
24) Como se da o processo de zonação.
25) Em um corte longitudinal de meristema apical, quais as três principais regiões observadas.
26) Quais as regiões derivadas da raiz.
27) Como esta organizada a epiderme. Quais as funções e especializações das células comuns.
28) Como se da a formação de um estômato e como este esta organizado morfologicamente e no
corpo vegetativo.
29) Como ocorre o mecanismo de abertura e fechamento estomático.
30) Quais os tipos de tricômas encontrados.
31) O que é uma emergência.
32) Como é formado o sistema fundamental do corpo vegetal.
33) Como são caracterizadas as células parenquimáticas.
34) Qual fato confere capacidade de cicatrização e regeneração de lesões ao tecido parenquimático.
35) Caracterize parênquima fundamental/preenchimento.
36) Caracterize parênquima clorofiliano. Quais são suas variedades.
37) Caracterize parênquima de reserva. Quais são suas variedades.
38) Como são caracterizadas as células colenquimáticas.
39) O que possibilita sua localização em locais com constantes distenções.
40) O que possibilita a formação de camadas de cicatrização.
41) Quais as variedades de colênquimas.
42) Como são caracterizadas as células esclerenquimáticas.
43) Como estão dispostos seus protoplastos.
44) Caracterizar as fibras e os esclereides.
45) Qual a diferença entre uma secreção e um exsudato.
46) O que são hidatódios.
47) O que são nectários, e quais suas variações.
48) Quais os tipos de exsudatos.
49) Como se da a formação do xilema e do floema.
50) O que é transportado pelos vasos do xilema.
51) O que caracteriza o sistema axial e o sistema radial.
52) Como é caracterizado um traqueíde.
53) O que caracteriza um elemento de vaso.
54) Como se da a formação dos elementos de condução.
55) Como se da o crescimento de células do xilema, e quais elementos constituem o xilema primário.
56) Qual a função do parênquima axial.
57) Quais as funções das fibras.
58) O que é cavitação, e o que este processo implica para planta.
59) Do que é composto o floema primário, e o que este transporta.
60) O que são células crivadas.
61) Como se da a formação de um placa crivada. Qual seu principal constituinte e qual papel este
desempenha.
62) O que são células companheiras. Como essas são formadas. E quais suas funções.
63) Como se da a diferenciação de elementos do tubo crivado.
64) Do que é composto um sistema vascular.
65) Quais as funções da raiz.
66) Como esta disposta a epiderme na raiz. Qual a diferença destra entre raízes terrestres e aéreas.
67) O que constitui o córtex. Qual a particularidade que este demonstra em monocotiledôneas. Qual a
diferença com as eudicotiledôneas.
68) O que implica o depósito de suberina nas células epidérmicas.
69) O que a existência das estrias de Caspary implica para o tecido vegetal.
70) Como estão dispostos os vasos do xilema a floema.
71) O que é periciclo e o que este pode originar.
72) O que significa dizer que as células da raiz apresentam uma maturação centrípeta.
73) Quais elementos constituem a estrutura secundária e donde esses originam.
74) Como funciona o meristema lateral.
75) Como ocorre a formação do câmbio vascular.
76) Quais as funções do caule.
77) Como estão dispostos os feixes vasculares em mono e eudicotiledôneas.
78) Como estão dispostas as regiões do protoxilema e mataxilema no caule.
79) Como esta caracterizado os feixes vasculares, ou seja, colateral, bicolateral, anficrival e anfivasal.
80) O que é estelo e como este se difere em mono e eudicotiledôneas.
81) Como se da o crescimento secundário em eudicotiledôneas.
82) Quais as etapas do desenvolvimento do sistema secundário.
83) Como se da a formação do felogênio.
84) O que é periderme, e qual sua função.
85) O que é ritidoma.
86) O que é casca.
87) O que é elnticela.
88) Como ocorre o crescimento secundário em monocotiledôneas.
89) QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1
90) ESTESIOLOGIA
91) 11. Defina e dê a função do humor aquoso e indique quem é responsável por sua secreção?
92) Humor aquoso é um líquido transparente que preenche o espaço entre a córnea e o cristalino
(lente), sua principal função é nutrir esta parte do olho e regular a pressão interna. É secretado
pelo corpo ciliar.
93)
94) 12. Defina e dê a função do corpo (humor) vítreo e indique quem é responsável por sua secreção?
95)
96) Substância gelatinosa, amorfa, que está entre a lente e a retina, cuja função é ocupar o espaço,
dando estabilidade para a lente e ajudando a manter a forma do globo ocular. Produzido pelo
corpo ciliar.
97)
98) 13. Defina e indique as estruturas que são meios dióptricos.
99) São meios de passagem de luz. Todas as estruturas translúcidas: córnea, lente, humor aquoso e
corpo vítreo.
100)
101) 14. Defina conjuntiva
102) Tecido de revestimento que se encontra dentro das pálpebras e se prende no limite entre a
esclera e a córnea, formando o limbo da córnea.
103)
104) 15. Dê a divisão da orelha e a função de cada uma das partes.
105) EXTERNA: captação e transporte da onda sonora;
106) MÉDIA: transporte da onda sonora;
107) INTERNA: conversão para impulsos nervosos.
108)
109) 16. CAMINHO DO SOM
110) A onda sonora é captada no PAVILHÃO AURICULAR e transportada através do MEATO
ACÚSTICO EXTERNO CARTILAGINOSO E MEATO ACÚSTICO EXTERNO OSSÉO e chega a estrutura
limite entre a orelha externa e a orelha média, MEMBRANA TIMPÂNICA, que vibra quando a onda
sonora chega. Presos à membrana timpânica estão os OSSÍCULOS (MARTELO, BIGORNA E
ESTRIBO) que devido as cartilagens que os unem a membrana timpânica, vibram junto com ela. O
som atinge a ORELHA INTERNA. O som chega ao LABIRINTO ÓSSEO e faz vibrar a perilinfa (líquido
entre o labirinto ósseo e o labirinto membranoso). A vibração da perilinfa faz vibrar a endolinfa,
líquido que está dentro do LABIRINTO MEMBRANOSO, que faz vibrar os cílios. Ligados aos cílios há
terminações nervosas. O impulso nevoso leva o som do VESTÍBULO COCLEAR até o BULBO, onde
será interpretado.
111)
112)
113)
114) 17. Dê a diferença de Perilinfa e endolinfa.
115) PERELINFA: Líquido entre o labirinto ósseo e o labirinto membranoso que formam a cóclea.
116) ENDOLINFA: líquido que se encontra dentro do labirinto membranoso
117)
118) 18. Qual estrutura é responsável pelo som e qual é a responsável pelo equilíbrio.
119) SOM cóclea
120) EQUILÍBRIO canais semicirculares
121)
122) QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1
123) circulatório
124) 36. O que são humores e quais as suas funções?
125)
126) Humores são o sangue (sistema vascular sanguíneo) e a linfa (sistema vascular linfático).
Sua função é a nutrição, transporte de resíduos orgânicos, transporte de gases, defesa orgânica
(sistema linfático), condução de hormônios (endócrino – corrente sanguínea)
127)
128) 37. Caracterize o sistema vascular sanguíneo.
129)
130) O sistema vascular sanguíneo é composto pelo coração e pelos vasos condutores de sangue
(artérias, veias e capilares). Apresentam em comum o fato de conterem sangue em seu interior e a
diferença está nos tecidos que o compõem.
131)
132) 38. Descreva o coração.
133)
134) Bomba pulsátil dividida em coração direito e coração esquerdo, de acordo com a
concentração de gases: o coração direito com sangue venoso, rico em CO2, e o coração esquerdo,
com sangue arterial, rico em O2. É um órgão dinâmico devido aos processos de sístole e diástole.
135) Anatomicamente o coração tem a base voltada crânio dorsalmente e o ápice voltado
caudo- ventralmente e apresenta-se inclinado num plano oblíquo Está localizado no interior da
cavidade torácica. O coração direito disposto no mediastino cranial e o coração esquerdo disposto
no mediastino caudal. Está intimamente relacionado com os pulmões direito e esquerdo. O
coração tem o esterno como assoalho, as costelas como paredes laterais e as vértebras como teto.
136) Apresenta uma base composta de vasos que entram e saem do coração, parte no coração
direito e parte no coração esquerdo. Apresenta um ápice formado exclusivamente pelo ventrículo
esquerdo. Apresenta 3 camadas o epicárdio, formado pela lâmina visceral do pericárdio seroso em
íntimo contato com o órgão; o miocárdio formado pelo músculo estriado esquelético cardíaco,
responsável pela contração muscular e a saída do sangue das câmaras e o endocárdio revestindo
internamente o coração, protegendo as câmaras e as válvulas. É revestido externamente pelo
pericárdio, o qual se divide em pericárdio fibroso e pericárdio seroso , que se divide em lâmina
parietal e lâmina visceral (epicárdio). Estas lâminas são ricas em líquido seroso. O pericárdio
protege e estabiliza o coração.
137) Internamente o coração direito e esquerdo é subdividido em quatro câmaras: átrio direito
com a aurícula direita e ventrículo direito e entre eles a valva atrioventricular direita e átrio
esquerdo com a aurícula esquerda e ventrículo esquerdo e entre eles a valva atrioventricular
esquerda. Os ventrículos apresentam músculos papilares, trabéculas cárneas, trabécula septo
marginal, corda tendíneas e a valva da aorta, no ventrículo esquerdo, e a valva do tronco pulmonar
no ventrículo direito. Há dois septos um interatrial e o septo interventricular. O septo coronário
circunda o coração na sua base.
138) O coração possui sistema próprio de condução e estímulo nervoso autônomo (simpático e
parassimpático) que garantem um aumento ou uma inibição da frequência cardíaca. Este sistema é
dado pelo nó sinoatrial, nó átrio-ventricular e fascículo.
139)
140) 39. O que diferencia uma artéria, uma veia e um capilar?
141)
142) A diferença está na constituição e na proporção das 3 camadas que cada uma contém
camada externa, camada média (lisa) e endotélio. Daí o fato de existir artérias e veias de grande
calibre, médio calibre e pequeno calibre.
143)
144) 40. Caminho da linfa.
145)
146) Linfa é o subproduto do metabolismo celular e segue por dois caminhos, sendo que ambos
desembocam na veia cava caudal no átrio direito.
147)
148) O sangue precisa ser filtrado e passa do capilar pulmonar, para os capilares linfáticos, vasos
linfáticos aferentes, entrando no linfonodo, onde será filtrado. Em seguida segue para os vasos
linfáticos eferentes, desembocando na veia cava caudal no átrio direito. Da mesma forma o sangue
dos capilares sanguíneos precisam ser filtrados e passam para os capilares linfáticos, vasos
linfáticos aferente, desembocando nos linfonodos, onde será filtrado, seguindo pelos vasos
linfáticos eferentes , desembocando na veia cava caudal no átrio direito
149)
150) 41. Defina linfonodo, tonsilas, timo.
151)
152) LINFONODO: funcionam como filtradores de sangue e fagocitose. Estão localizados na
cabeça, pescoço e órgãos.
153) TONSILAS: são nódulos linfáticos que fazem parte da mucosa da faringe e estão divididas
em dois tipos: com cripta – palatinas – e sem cripta.
154) TIMO: órgão linfoide primário responsável pela produção dos linfócitos T. Está dividido em
lobo cervical, lobo intermédio e lobo torácico.
155)
156) 42. Quais as funções do baço?
157)
158) Maior massa de tecido linfático possuindo múltiplas funções: formação de células
sanguíneas, destruição de hemácias (hemocaterese), filtração e armazenamento de sangue,
fagocitose, participação nas respostas imunológicas.
159)
160) 43. Como é dividido o sistema linfático?
161) O sistema linfático é dividido em vasos condutores de linfa (capilares linfáticos, vasos
linfáticos e tronco linfático) e órgãos linfoides: linfonodos, tonsilas, hemolinfonodos, timo e baço.
162)
163) 44. Dê o caminho do sangue na pequena circulação e na grande circulação.
164)
165) Pequena circulação:
166) Ventrículo direito → óstio do tronco pulmonar → valva pulmonar → artéria pulmonar
direita e esquerda →artéria de médio calibre → artéria de pequeno calibre → arteríolas →
capilares (ocorre a hematose) → vênulas → veias de pequeno calibre → veias de médio calibre →
veias pulmonares (grande calibre) → óstio das veias pulmonares → átrio esquerdo
167) Grande circulação:
168) ventrículo esquerdo →óstio da aorta → valva aórtica → aorta → artérias de médio calibre
→ artérias de pequeno calibre → arteríolas → capilares → vênulas → veias de pequeno calibre →
veias de médio calibre→ veias cavas cranial e caudal → óstio das veias cavas cranial e caudal →
átrio direito → valva atrioventricular direita → ventrículo direito
169)
170) 45. Defina circulação portal.
171)
172) Circulação portal:
173) Nesta circulação um tronco venoso está interposto entre duas redes capitalares. Os
exemplos de circulação portal é o sistema porta-hepático e o sistema porta-hipofisário. No
primeiro, a veia porta está situada entre capilares do intestino e do fígado.
174)
175) 45. Defina circulação fetal.
176)
177) Circulação fetal:
178) O sangue oxigenado procedente da placenta chega ao feto através da veia umbilical. Ao
nível do fígado a veia umbilical se anastomosa com ramos da veia aorta formando uma dilatação o
seio umbílico-portal, do qual parte um vaso, o ducto venoso ou ducto de Arantio, que leva o sangue
até a veia cava caudal. Na veia cava caudal desemboca, junto com a veia cava cranial, no átrio
direito, de onde o sangue passa para o ventrículo direito como, em sua maior parte, ao átrio
esquerdo através do forame oval. Ao átrio esquerdo também chega, em pequena quantidade,
sangue dos pulmões através das veias pulmonares. Do átrio esquerdo o sangue passa ao
Ventrículo esquerdo e deste à aorta. O sangue que passou do átrio direito ao ventrículo direito sai
pela artéria tronco pulmonar, mas boa parte dele é desviada para a artéria aorta através do ducto
arterial. Pela artéria aorta o sangue é distribuído a todo o corpo do feto, voltando à placenta por
meio das artérias umbilicais que são ramos das artérias ilíacas internas.
179)
180) RESUMO:
181)
182) Placenta → veia umbilical → fígado → veia aorta → seio umbilical-portal → ducto venoso
→ veia cava caudal → veia cava cranial → átrio direito → forame oval → átrio esquerdo →
ventrículo esquerdo → aorta → e átrio direito → ventrículo direito → artéria do tronco pulmonar
→ aorta → ducto arterial → corpo do feto → artérias umbilicais → placenta
183)
184) ALÉM DE ESTUDAR, DÁ UMA REZADINHA COM OS BICHANOS DA CASA PODE AJUDAR...
185)

QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1


1. Defina posição anatômica para quadrúpedes.
O animal está de pé com os quatro membros estendidos e firmemente apoiados no solo, o pescoço está
encurvado para cima, formando um ângulo de 145 graus com o dorso, a cabeça se mantém mais ou menos
num plano horizontal de modo que as narinas estejam voltadas para frente e os olhos voltados para o
horizonte.
2. Dê a divisão do corpo dos animais domésticos
Cabeça, pescoço, tronco (tórax, abdômen e pelve), membros (torácicos e pélvicos) e cauda.
3. Quais são e como se dividem os planos?
Os Planos são vertical e horizontal.
O plano horizontal é composto pelos planos de delimitação dorsal e plano de delimitação ventral e pelo
plano de secção frontal.
O plano vertical se divide em planos de delimitação: plano cranial, plano caudal, plano lateral esquerdo
e plano lateral direito. E os planos de secção: planos transversais, planos sagitais e plano sagital mediano.
4. Definir os planos: sagital, sagital mediano, frontal e caudal.
Plano sagital: plano de secção vertical paralelo aos planos laterais.
Plano sagital mediano: plano de secção vertical que divide o corpo do animal em antímero direito e
antímero esquerdo e está paralelo aos planos laterais.
Plano frontal: plano de secção horizontal que se encontra paralelo aos planos dorsal e ventral
Plano caudal: plano de delimitação vertical tangente à cauda do animal.
5. Defina os eixos:
Eixo sagital: linha imaginária vertical, que une o centro do plano dorsal ao centro do plano ventral;
Eixo longitudinal: linha imaginária horizontal que une o centro do plano cranial ao centro do plano
caudal;
Eixo transversal ou látero-lateral: linha imaginária, horizontal que liga o centro do plano lateral direito
ao centro do plano lateral esquerdo.

6. Defina termo indicativo de posição e direção medial, intermédio e mediano.

MEDIAL: Termo indicativo de posição e direção empregado para estruturas voltadas para o plano sagital
mediano ou afastadas do plano lateral;
INTERMÉDIO: Termo indicativo de posição e direção empregado para estruturas entre uma lateral e
uma medial;
MEDIANO; Termo indicativo de posição e direção empregado para estruturas dispostas ao nível do
plano sagital mediano.

7. Defina: plano sagital, Eixo transversal e Termos indicativos de posição e direção axial
PLANO SAGITAL: Plano de secção vertical paralelo aos planos laterais;
EIXO TRANSVERSAL: linha imaginária, horizontal, que une o centro do plano lateral direito ao centro do
plano lateral esquerdo.
TERMO INDICATIVO DE POSIÇÃO E DIREÇÃO AXIAL: é um termo empregado para animais que se apoiam
nos dedos 3 e 4, em que o eixo funcional passa entre eles. A face do dedo voltada para o eixo é a AXIAL e a
oposta é a ABAXIAL. (SUÍNOS, BOVINOS E PEQUENOS RUMINANTES)
8. Conceitue aparelho locomotor.
O aparelho locomotor é formado por uma parte passiva, formada pelo esqueleto, que é um conjunto de
ossos interligados entre si por cartilagens e ligamentos, e uma parte ativa, os músculos, que respondem
pela movimentação. O esqueleto é formado pelos ossos, cartilagens, ligamentos e articulações.
9. Dê as funções do esqueleto. (pro cu rei hema sim)
PROTEÇÃO: de órgãos delicados como coração e SNC.
CONFORMAÇÃO: (eda) arranjo, desenho e estrutura dos ossos.
RESERVA DE ÍONS: cálcio, fósforo, magnésio e potássio
HEMATOPOÉTICO: produção de células sanguíneas
SISTEMA DE ALAVANCAS: juntamente com os músculos permite o deslocamento.
10. Diferencie esqueleto axial e esqueleto apendicular.
AXIAL: eixo central formado pelo crânio, coluna vertebral, costelas e esterno
APENDICULAR: formado pelos membros torácicos e pélvicos

11. Defina e dê a função do humor aquoso e indique quem é responsável por sua secreção?
Humor aquoso é um líquido transparente que preenche o espaço entre a córnea e o cristalino (lente),
sua principal função é nutrir esta parte do olho e regular a pressão interna. É secretado pelo corpo ciliar

12. Defina e dê a função do corpo (humor) vítreo e indique quem é responsável por sua secreção?

Substância gelatinosa, amorfa, que está entre a lente e a retina, cuja função é ocupar o espaço, dando
estabilidade para a lente e ajudando a manter a forma do globo ocular. Produzido pelo corpo ciliar.

13. Defina e indique os meios dióptricos do olho?


São meios de passagem de luz. Todas as estruturas translúcidas: córnea, lente, humor aquoso e corpo
vítreo.

14. Defina conjuntiva


Tecido de revestimento que se encontra dentro das pálpebras e se prendem no limite entre a esclera e a
córnea, formando o limbo da córnea.

15. Dê a divisão da orelha e a função de cada uma das partes.


EXTERNA: captação e transporte da onda sonoro
MÉDIA: transporte da onda sonora
INTERNA: conversão para impulsos nervosos

16. CAMINHO DO SOM


A onda sonora é captada no PAVILHÃO AURICULAR e transportada através do MEATO ACÚSTICO
EXTERNO CARTILAGINOSO E MEATO ACÚSTICO EXTERNO OSSÉO e chega a estrutura limite entre a orelha
externa e a orelha média, MEMBRANA TIMPÂNICA, que vibra quando a onda sonora chega. Presos à
membrana timpânica estão os OSSÍCULOS (MARTELO, BIGORNA E ESTRIBO) que devido as cartilagens que
os unem a membrana timpânica, vibram junto com ela. O som atinge a orelha interna. O som chega ao
LABIRINTO ÓSSEO e faz vibrar a perilinfa (líquido entre o labirinto ósseo e o labirinto membranoso). A
vibração da perilinfa faz vibrar a endolinfa, líquido que está dentro do LABIRINTO MEMBRANOSO, que faz
vibrar os cílios. Ligados aos cílios há terminações nervosas que levam o som do vestíbulo coclear até o
BULBO.

17. Dê a diferença de Perilinfa e endolinfa.


PERELINFA: Líquido entre o labirinto ósseo e o labirinto membranoso que formam a cóclea.
ENDOLINFA: líquido que se encontra dentro do labirinto membranoso

18. Qual estrutura é responsável pelo som e qual é a responsável pelo equilíbrio.
SOM cóclea
EQUILÍBRIO canais semicirculares

19. Cite 10 componentes da orelha média ou interna.


A orelha média possui os ossículos, bigorna, estribo e martelo, cavidade timpânica. Na orelha interna está
presente: labirinto ósseo, labirinto membranáceo (ducto coclear, ducto vestibular e ducto semicircular-
endolinfa e perilinfa(líquidos). Canais semicirculares. Sacos membranosos, o utrículo e o sáculo. Nervos
vestibulococlear (coclear e vestibular). Tuba auditiva.

20. Defina hormônio

Substância química produzida por glândulas especiais, sem ductos, liberada no sangue e carreada para
outras partes do corpo, para produzir efeitos reguladores específicos.

21. Cite os hormônios secretados em cada lobo da hipófise.


ADENOHIPÓFISE:
 TSH induz a atividade da tireóide
 ACTH estimula a produção de cortisol pela córtex da adrenal
 FSH crescimento folículo ovariano
 LH luteinizante: estimula a maturação dos folículos e produção detestosterona
 GH do crescimento
 PROLACTINA estimula a produção de leite nas glândulas mamárias
 BETA-LIPTROPINA promove a lipólise e mobilização de ácidos graxos

LOBO INTERMÉDIO:
 MSH: produz melanina

NEUROHIPÓFISE:
 OCITOCINA; contração de músculos liso e momento do trabalho do parto
 ADH ou VASOPRESSINA: conservação de água pelos rins

22. Cite as glândulas endócrinas .


 HIPÓFISE: TSH estimula a atividade da tireóide
 PINEAL: regulação do sono/vigília
 TIREÓIDE: T3 e T4 ambos trabalham com o metabolismo – diminui a concent. De cálcio
 PARATIREÓIDES: paratireóideo aumenta a concentração de cálcio sanguíneo
 ADRENAIS parte cortical: cortisol aumenta a Pressão arterial e a glicose
 ADRENAIS parte medular: epinefrina prepara o organismo p/ gdes esforços
 PÂNCREAS: insulina diminui a glicose e glucagon aumenta a glicose
 TIMO: timosina influencia a maturação dos linfócitos
 RINS: renina produção de hemácias
 OVÁRIOS: estrógeno e progesterona
 TESTÍCULOS: testosterona

23. Hormônio responsável pela interrupção do início da gravidez. Onde é secretado?

PROSTAGLANDINA secretado pelos rins


24. Conceitue tegumunto comum.

Cobertura protetora do corpo que se continua nos orifícios naturais com as membranas mucosas.

25. Como se dá a divisão da pele?

Epiderme – queratinizado e não-queratinizado (pele fina e pele grossa)


Derme

26. Cite os anexos do tegumento comum.


 Glândulas
 Pelos
 Tórus
 Chifres/cornos
 Unhas/garra/casco

27.Cite as glândulas anexas ao tegumento comum.

 Glândula do divertículo – interdigitais


 Glândulas cornuais – cabeça - caprinos
 Glândulas do seio paranais – anus – carnívoros – gambá
 Glândula circum orais – boca – gato
 Glândula carpais – atrás das pernas – suíno e gatos
 Glândulas uropigianas - aves

28. Descreva o trajeto do ar no ruminante e suíno.

O ar entra pelas narinas e segue pelo vestíbulo do nariz, conchas nasais (dorsal, ventral, etmoidais,
média – meatos dorsal, ventral, médio e comum), seios paranasais (dos ossos nasal, palatino, maxilar e
frontal), coanas, parte nasal da faringe, laringofaringe, laringe (cartilagens epiglote, aritenóides,
paratireoides e cricóides), traquéia cervical, traquéia torácica, brônquio traqueal (porção cranial do lobo
cranial do pulmão direito), carina da traquéia, brônquios principais, brônquios secundários ou lobares,
brônquios segmentares ou terciários, bronquíolos, alvéolos pulmonares onde ocorrerá a hematose.

29. Descreva o trajeto do ar nos demais animais.

O ar entra pelas narinas e segue pelo vestíbulo do nariz, conchas nasais (dorsal, ventral, etmoidais,
média – meatos dorsal, ventral, médio e comum), seios paranasais (dos ossos nasal, palatino, maxilar e
frontal), coanas, parte nasal da faringe, laringofaringe, laringe (cartilagens epiglote, aritenóides,
paratireoides e cricóides), traquéia cervical, traquéia torácica, carina da traquéia, brônquios principais,
brônquios secundários ou lobares, brônquios segmentares ou terciários, bronquíolos, alvéolos pulmonares
onde ocorrerá a hematose.

30. Como é a divisão funcional do sistema respiratório?

PORÇÃO DE CONDUÇÃO E PORÇÃO RESPIRATÓRIA


PORÇÃO DE CONDUÇÃO: pertence a órgãos tubulares, cuja função é levar o ar inspirado até a porção
respiratória, e trazer o ar expirado dos pulmões eliminando gás carbônico.
PORÇÃO DE RESPIRAÇÃO: representada pelos pulmões

31. Defina plano nasolabial.


A pele das áreas entre e ao redor e a pele que forra as narinas é lisa, desprovida de pelos e úmida,
podendo ou não ser pigmentada, se estende ventralmente entre as narinas até a margemdo lábio superior,
ou seja, o tegumento do lábio superior se estende até as narinas.

32. Defina coana, órgão vômeronasal, laringofaringe.

COANA: espaço na cavidade nasal dividido pelo osso vômer, que faz a comunicação da cavidade nasal
com a faringe

ÓRGÃO VÔMERONASAL: responsável pela captação de estímulos olfatórios (ferormônios), localizado no


assoalho da cavidade nasal.

LARINGOFARINGE: é a parte caudal da faringe, onde acontece o cruzamento do ar com o bolo alimentar

33. Defina laringe.

Órgão do sistema respiratório e da fonação constituído por cartilagens e músculos. Válvula que se fecha
durante a deglutição e ruminação e permanece aberta na respiração eructação.

34. Como se divide o músculo diafragma?


Centro tendíneo e porção carnosa.

35. Explique a estrutura divertículo do nariz.

Parte dorsal ou falsa narina, dorsal à prega alar, espaço que permite a dilatação da narina durante um
grande esforço físico do equino. É encontrado apenas nos equinos.

36. O que são humores e quais as suas funções?

Humores são o sangue (sistema vascular sanguíneo) e a linfa (sistema vascular linfático). Sua função é a
nutrição, transporte de resíduos orgânicos, transporte de gases, defesa orgânica (sistema linfático),
condução de hormônios (endócrino – corrente sanguínea)

37. Caracterize o sistema vascular sanguíneo.

O sistema vascular sanguíneo é composto pelo coração e pelos vasos condutores de sangue (artérias,
veias e capilares). Apresentam em comum o fato de conterem sangue em seu interior e a diferença está
nos tecidos que o compõem.

38. Descreva o coração.

Bomba pulsátil dividida em coração direito e coração esquerdo, de acordo com a concentração de gases:
o coração direito com sangue venoso, rico em CO2, e o coração esquerdo, com sangue arterial, rico em O2.
É um órgão dinâmico devido aos processos de sístole e diástole.
Anatomicamente o coração tem a base voltada crânio dorsalmente e o ápice voltado caudo-
ventralmente e apresenta-se inclinado num plano oblíquo Está localizado no interior da cavidade torácica.
O coração direito disposto no mediastino cranial e o coração esquerdo disposto no mediastino caudal. Está
intimamente relacionado com os pulmões direito e esquerdo. O coração tem o esterno como assoalho, as
costelas como paredes laterais e as vértebras como teto.
Apresenta uma base composta de vasos que entram e saem do coração, parte no coração direito e parte
no coração esquerdo. Apresenta um ápice formado exclusivamente pelo ventrículo esquerdo. Apresenta 3
camadas o epicárdio, formado pela lâmina visceral do pericárdio seroso em íntimo contato com o órgão; o
miocárdio formado pelo músculo estriado esquelético cardíaco, responsável pela contração muscular e a
saída do sangue das câmaras e o endocárdio revestindo internamente o coração, protegendo as câmaras e
as válvulas. É revestido externamente pelo pericárdio, o qual se divide em pericárdio fibroso e pericárdio
seroso , que se divide em lâmina parietal e lâmina visceral (epicárdio). Estas lâminas são ricas em líquido
seroso. O pericárdio protege e estabiliza o coração.
Internamente o coração direito e esquerdo é subdividido em quatro câmaras: átrio direito com a
aurícula direita e ventrículo direito e entre eles a valva atrioventricular direita e átrio esquerdo com a
aurícula esquerda e ventrículo esquerdo e entre eles a valva atrioventricular esquerda. Os ventrículos
apresentam músculos papilares, trabéculas cárneas, trabécula septo marginal, corda tendíneas e a valva da
aorta, no ventrículo esquerdo, e a valva do tronco pulmonar no ventrículo direito. Há dois septos um
interatrial e o septo interventricular. O septo coronário circunda o coração na sua base.
O coração possui sistema próprio de condução e estímulo nervoso autônomo (simpático e
parassimpático) que garantem um aumento ou uma inibição da frequência cardíaca. Este sistema é dado
pelo nó sinoatrial, nó átrio-ventricular e fascículo.

39. O que diferencia uma artéria, uma veia e um capilar?

A diferença está na constituição e na proporção das 3 camadas que cada uma contém camada externa,
camada média (lisa) e endotélio. Daí o fato de existir artérias e veias de grande calibre, médio calibre e
pequeno calibre.

40. Caminho da linfa.

Linfa é o subproduto do metabolismo celular e segue por dois caminhos, sendo que ambos
desembocam na veia cava caudal no átrio direito.

O sangue precisa ser filtrado e passa do capilar pulmonar, para os capilares linfáticos, vasos linfáticos
aferentes, entrando no linfonodo, onde será filtrado. Em seguida segue para os vasos linfáticos eferentes,
desembocando na veia cava caudal no átrio direito. Da mesma forma o sangue dos capilares sanguíneos
precisam ser filtrados e passam para os capilares linfáticos, vasos linfáticos aferente, desembocando nos
linfonodos, onde será filtrado, seguindo pelos vasos linfáticos eferentes , desembocando na veia cava
caudal no átrio direito

41. Defina linfonodo, tonsilas, timo.

LINFONODO: funcionam como filtradores de sangue e fagocitose. Estão localizados na cabeça, pescoço e
órgãos.
TONSILAS: são nódulos linfáticos que fazem parte da mucosa da faringe e estão divididas em dois tipos:
com cripta – palatinas – e sem cripta.
TIMO: órgão linfoide primário responsável pela produção dos linfócitos T. Está dividido em lobo cervical,
lobo intermédio e lobo torácico.

42. Quais as funções do baço?

Maior massa de tecido linfático possuindo múltiplas funções: formação de células sanguíneas,
destruição de hemácias (hemocaterese), filtração e armazenamento de sangue, fagocitose, participação
nas respostas imunológicas.

43. Como é dividido o sistema linfático?


O sistema linfático é dividido em vasos condutores de linfa (capilares linfáticos, vasos linfáticos e tronco
linfático) e órgãos linfoides: linfonodos, tonsilas, hemolinfonodos, timo e baço.

44. Dê o caminho do sangue na pequena circulação e na grande circulação.

Pequena circulação:
Ventrículo direito → óstio do tronco pulmonar → valva pulmonar → artéria pulmonar direita e
esquerda →artéria de médio calibre → artéria de pequeno calibre → arteríolas → capilares (ocorre a
hematose) → vênulas → veias de pequeno calibre → veias de médio calibre → veias pulmonares (grande
calibre) → óstio das veias pulmonares → átrio esquerdo
Grande circulação:
ventrículo esquerdo →óstio da aorta → valva aórtica → aorta → artérias de médio calibre → artérias de
pequeno calibre → arteríolas → capilares → vênulas → veias de pequeno calibre → veias de médio
calibre→ veias cavas cranial e caudal → óstio das veias cavas cranial e caudal → átrio direito → valva
atrioventricular direita → ventrículo direito

45. Defina circulação portal.

Circulação portal:
Nesta circulação um tronco venoso está interposto entre duas redes capitalares. Os exemplos de
circulação portal é o sistema porta-hepático e o sistema porta-hipofisário. No primeiro, a veia porta está
situada entre capilares do intestino e do fígado.

45. Defina circulação fetal.

Circulação fetal:
O sangue oxigenado procedente da placenta chega ao feto através da veia umbilical. Ao nível do fígado
a veia umbilical se anastomosa com ramos da veia aorta formando uma dilatação o seio umbílico-portal, do
qual parte um vaso, o ducto venoso ou ducto de Arantio, que leva o sangue até a veia cava caudal. Na veia
cava caudal desemboca, junto com a veia cava cranial, no átrio direito, de onde o sangue passa para o
ventrículo direito como, em sua maior parte, ao átrio esquerdo através do forame oval. Ao átrio esquerdo
também chega, em pequena quantidade, sangue dos pulmões através das veias pulmonares. Do átrio
esquerdo o sangue passa ao Ventrículo esquerdo e deste à aorta. O sangue que passou do átrio direito ao
ventrículo direito sai pela artéria tronco pulmonar, mas boa parte dele é desviada para a artéria aorta
através do ducto arterial. Pela artéria aorta o sangue é distribuído a todo o corpo do feto, voltando à
placenta por meio das artérias umbilicais que são ramos das artérias ilíacas internas.

RESUMO:

Placenta → veia umbilical → fígado → veia aorta → seio umbilical-portal → ducto venoso → veia cava
caudal → veia cava cranial → átrio direito → forame oval → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo → aorta
→ e átrio direito → ventrículo direito → artéria do tronco pulmonar → aorta → ducto arterial → corpo do
feto → artérias umbilicais → placenta

46. Dê as funções do sistema digestório.

 Apreensão
 Mastigação
 Deglutição
 Digestão
 Absorção dos alimentos
 Expulsão dos resíduos

47. De que é composto os órgãos urinários


 Rins
 Vesícula urinária
 Ureteres
 Eretra
48. Quais as funções do sistema urinário?
HOMEOSTASIA:
 Volume constante
 Manter o equilíbrio iônico e osmótico do sangue
 Eliminar produtos do metabolismo orgânico
 URINA: água (95%), uréia, ác. Úrico, sais

FUNÇÃO ENDÓCRINA
 Renina: aumento da PA
 Eritropoietina: formação do sangue

49. Qual a posição dos rins:


Órgãos pares, situados na região sublombar da cavidade abdominal. Rins laterais aos gdes vasos e o rim
esquerdo é mais caudal que o rim direito (relacionado com o lobo caudado e direito). Em suínos os rins são
menos assimétricos.
EQUINO: rim direito é diferente do esquerdo Em forma de copa
SUÍNO: único em que o RD e RE estão quase no mesmo nível
PEQUENOS RUMINANTES: Os rins se deslocam para o antímero esquerdo devido a expansão do rúmen
NOS OUTROS ANIMAIS: o RD está encaixado parcialmente na impressão renal do fígado e está
cranialmente ao RE
50. Cite 10 características de um osso longo:
 Predomínio do comprimento que é maior que a largura e a espessura;
 Epífices, diáfises e metáfises
 Dureza e flexibilidade em equilíbrio
 Presença de trabeculações
 Cavidade medular ocupada pela medula óssea.

51. Defina ossos pneumáticos.


Ossos que apresentam superfície escavada, preenchidos por ar e revestidos por membrana mucosa.
52. Quais as estrutura que ligam o esqueleto axial e apendicular.
O esqueleto axial é unido ao esqueleto apendicular por intermédio dos cíngulos. O cíngulo escapular em
que a escápula liga o esqueleto axial do esqueleto apendicular e o cíngulo pélvico, a pelve, ligando os
membros pélvicos ao tronco.
53. Defina SINOSTOSE
Sinostose processo de substituição de um meio de união de uma articulação por tecido ósseo.
54. Qual estrutura é a responsável pelo crescimento do osso em espessura e em comprimento?
O periósteo é o responsável pelo crescimento do osso em espessura e o a cartilagem epifisária é a
responsável pelo crescimento longitudinal.
55. Classifique as articulações de acordo com o meio de união.
FIBROSAS: tecido fibroso
 Sutura: articulações fibrosas dispostas entre os ossos do crânio são do tipo sutura
a) Plana
b) Serreada: serra
c) Folhosa: apenas entre as articulações nasal e frontal dos suínos
d) Escamosa : um osso se sobrepõe ao outro
e) Esquindelese : entre o vômer (calha) e etmoide (cunha)
 Sindesmoses : intermetacárpica, vértebras torácicas e entre o rádio e ulna; tíbia e fíbula
 Gonfoses : entre os dentes e os alvéolos dentários

CARTILAGÍNEAS: tecido cartilaginoso


 Sínfese: intermandibular demais ruminantes e equinos
 Sincondrose: intermandibular do bovino.

SINSARCOSE OU MUSCULARES: músculo estriado esquelético como meio de interposição entre dois
segmentos ósseos
SINOVIAIS: conter líquido em seu interior

56. Cite 10 componentes de uma articulação sinovial


 Cápsula articular
 Cavidade articular
 Ligamentos extracapsular, intracapsular e capsular
 Líquido sinovial
 Lábios acetabular e glenoidal
 Discos articulares
 Menisco articular

57. Como se classificam as articulações quanto a morfologia da superfície articular.


 Plana: movimento de deslizamento entre as vértebras cervicais e ossos do carpo entre as fileiras
distais e proximais
 Elipsóide: rádio e ulna; fileira proximal dos ossos do carpo
 Cilindróide, trocoide ou pivotante: dente do axis/atlas
 Esferóide: escápula e quadril
 Condilar: occipital e atlas e patela
 Gínglimo: cotovelo
 Selar: falange distal e média dos cães e vértebras cervicais das aves

58. Dê os critérios de classificação das seguintes articulações: articulação do cotovelo, punho, falange
distal e média + ulna dos cães, rádio e ulna e as fileiras proximal dos ossos do carpo, escápula, quadril,
côndilo do fêmur, dente do axis e atlas.
ARTICULAÇÃO DO COTOVELO: angular, composta, monoaxial e gínglimo;
ARTICULAÇÃO DO PUNHO: circundação, composta, triaxial e NÃO SEI;
ARTICULAÇÃO DA FALANGE DISTAL, MÉDIA E ULNA DOS CÃES: angular, composta, monoaxial e
elipsóide
ARTICULAÇÃO DO RÁDIO E ULNA E AS FILEIRAS PROXIMAIS DO OSSOS DO CARPO (PUNHO ?):
circundação, composta, triaxial e elipsóide
ARTICULAÇÃO DA ESCÁPULA: rotação, simples, triaxial, esferoide ou cotílica
ARTICULAÇÃO DO QUADRIL: rotação?, composta, triaxial, esferoide ou cotílica
ARTICULAÇÃO DO CÔNDILO DO FÊMUR: angular e rotação, biaxil, composta e condilar
ARTICULAÇÃO DO DENTE DO AXIS E ATLAS: angular, biaxil, simples e cilindroide ou pivotante
59. Como se classificam os músculos?
Músculo liso, músculo estriado esquelético e músculo estriado cardíaco.
60. Defina arco reflexo.
É um movimento executado sem a interpretação do estímulo. Mecanismo de proteção. É a resposta
imediata à excitação de um nervo, sem a vontade ou consciência do animal, ou seja, é um estímulo que não
chega ao encéfalo, ele recebe resposta na medula.
61. Defina: ventre muscular, tendão e aponeurose.
VENTRE MUSCULAR é a porção carnosa do músculo, a parte mais larga do músculo
TENDÃO é o ponto de fixação proximal e distal no músculo. Tendões de origem (cabeça) fica parado;
tendões de inserção (cauda) executam o movimento.
APONEUROSE: músculos que não são fusiformes, ou seja, os músculos largos apresentam aponeurose,
estrutura de fixação de músculos largos.
62. Quais os critérios de classificação dos músculos?
Quanto à disposição das fibras: Paralelas, fusiforme, unipenado, bipenado e multipenado;
Quanto ao número de origens: bíceps (duas origens), tríceps (três origens);
Quanto ao número de inserções: monocaudado (uma cauda), bicaudado, policaudado.
Quanto ao número de ventres: monogástrico, digástrico e poligástrico
Quanto à função: sinergistas e antagonistas - bíceps e tríceps
63. Quais são os anexos musculares
Fáscia, Bainha sinovial e Bolsa sinovial
64. Conceitue sistema nervoso e dê a sua unidade funcional.
Sistema que recebe, analise e integra informações, sendo capaz de gerar resposta. A unidade funcional
do sistema nervoso é o neurônio.
65. Explique as características de irritabilidade e condutibilidade de um neurônio.
IRRITABILIDADE: propriedade de ser sensível a um estímulo;
CONDUTIBILIDADE: propriedade de condução de um impulso elétrico, gerado por um estímulo.
66. Explique NEURÔNIO PSEUDO-POLAR.
Pseudo-polar é o neurônio em forma de T, que apresenta um ramo sensitivo e um ramo ligado ao
Sistema nervoso central.
67. Quais os tipos de neurônio:
Sensitivos ou aferentes, motores ou eferentes e de associação (internucial)
68. Dê a organização geral do sistema nervoso.
O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. O sistema
nervoso central se divide em encéfalo e medula espinhal. O encéfalo apresenta três subdivisões: o cérebro
(os hemisférios cerebrais e o diencéfalo), o cerebelo e o tronco encefálico (mesencéfalo, ponte e medula
oblonga) . O sistema nervoso periférico se divide em nervos (craniais e espinhais), gânglios (sensitivos e
motores) e terminações nervosas (sensitivas e motoras).
69. Classifique o sistema nervoso quanto a classificação segmentar.
SEGMENTAR: Tronco encefálico e medula espinhal
SUPRASEGMENTAR: hemisférios cerebrais e cerebelo
70. Cite as meninges e os espaços:
 Dura máter: espaço epidural e subdural
 Aracnoide: espaço subaracnóide (líquor)
 Pia máter

71. Conceitue medula espinhal.


Massa cilindroide formada por tecido nervoso, situada dentro do canal vertebral, sem ocupa-lo
completamente.
72. Substância branca disposta dorsalmente sobre o tálamo. Qual o nome da estrutura que o recobre.
Fórnix. É recoberto por uma fina lâmina de tecido nervoso o septo pelúcido
73. Qual a composição química e o caminho que faz o líquor?
Água, glicose, minerais (cálcio, sódio e potássio) e proteínas.
CAMINHO: Plexos coróides (ventrículo lateral) → forame interventricular → 3º ventrículo → aqueduto
mesencefálico → 4º ventrículo → canal central da medula espinhal ou espaço subaracnóide entrando por
meio da abertura lateral ou mediana.
74. Conceitue nervos.
Nervos são cordões esbranquiçados, constituídos por feixes de fibras nervosas, que unem o SNC aos
órgãos periféricos, cuja função é conduzir os impulsos nervosos do SNC à periferia (impulsos eferentes) e
da periferia ao SNC (impulsos aferentes)
75. Os nervos espinhais têm origem na coluna vertebral e apresentam duas raízes. Qual raíz é a
sensitiva e qual a motora?
 Raíz dorsal sensitiva
 Raíz ventral motora
76. Quantos são os nervos cranianos e quais são sensoriais.
12 pares de nervos cranianos. São sensitivos os olfatórios, óptico e o vestibolococlear
Questionário

1. O que é Anatomia Patológica?

2. Por que é importante a fixação dos materiais?

3. Cite três fatores que influenciam a fixação de materiais.

4. Quais são os fixadores que pertencem ao grupo dos Aldeídos?

5. A utilização do mercúrio é ideal para que tipos de tecidos?

6. Por que o Álcool é melhor utilizado em esfregaços citológicos?

7. Quais os fixadores que têm maior poder de penetração nos tecidos?

8. Quais os melhores fixadores para cortes congelados?

9. Para que servem os descalcificadores?

10. Quais as etapas do processamento dos tecidos e qual a ação de cada uma delas?

11. Por que o processo de inclusão é importante?


12. Defina Microtomia.
13. Por que após as secções do bloco, os cortes são colocados em banho de água quente?
14. Qual a finalidade da coloração?
15. Explique por que as lâminas são montadas com lamínula após a coloração.
16. Qual é a principal técnica de coloração histológica e qual o seu mecanismo de ação?

IB 103 – Anatomia Animal II

Questionário

Obs: Responder de forma objetiva, porém contemplando os principais aspectos em cada caso.
Sugerimos que as respostas sejam apresentadas aos professores para correção.

1. Identifique as membranas serosas da cavidade torácica e descreva, em detalhes, a disposição


anatômica de tais estruturas.

2. Justifique a ocorrência de insuficiência respiratória pós-traumática, quando há perfuração da


parede torácica.

3. Cite as estruturas anatômicas situadas no mediastino cranial, médio e caudal:

4. Descreva, em detalhes, a disposição da membrana serosa no interior da cavidade abdominal.


5. Identifique e descreva os recessos peritoneais na cavidade pélvica.

6. Em relação à língua: Cite suas partes anatômicas, descreva a sua constituição (inclusive tipos de
papilas) e mencione os músculos responsáveis pela sua movimentação.

7. Em quais ossos encontram-se alvéolos dentários?

8. Esquematize a fórmula dentária permanente de uma espécie mamífera doméstica, não


ruminante, contendo 42 dentes:

9. Qual a possível razão da existência de quatro dentes incisivos inferiores na hemi-arcada de


ruminantes?

10. Cite a denominação zootécnica dos dentes incisivos em animais de produção:

QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1


GLÂNDULAS ENDÓCRINAS
20. Defina hormônio

Substância química produzida por glândulas especiais, sem ductos, liberada no sangue e carreada para
outras partes do corpo, para produzir efeitos reguladores específicos.

21. Cite os hormônios secretados em cada lobo da hipófise.


ADENOHIPÓFISE:
 TSH induz a atividade da tireóide
 ACTH estimula a produção de cortisol pela córtex da adrenal
 FSH crescimento folículo ovariano
 LH luteinizante: estimula a maturação dos folículos e produção detestosterona
 GH do crescimento
 PROLACTINA estimula a produção de leite nas glândulas mamárias
 BETA-LIPTROPINA promove a lipólise e mobilização de ácidos graxos

LOBO INTERMÉDIO:
 MSH: produz melanina

NEUROHIPÓFISE:
 OCITOCINA; contração de músculos liso e momento do trabalho do parto
 ADH ou VASOPRESSINA: conservação de água pelos rins

22. Cite as glândulas endócrinas .


 HIPÓFISE: TSH estimula a atividade da tireóide
 PINEAL: regulação do sono/vigília
 TIREÓIDE: T3 e T4 ambos trabalham com o metabolismo – diminui a concent. De cálcio
 PARATIREÓIDES: paratireóideo aumenta a concentração de cálcio sanguíneo
 ADRENAIS parte cortical: cortisol aumenta a Pressão arterial e a glicose
 ADRENAIS parte medular: epinefrina prepara o organismo p/ gdes esforços
 PÂNCREAS: insulina diminui a glicose e glucagon aumenta a glicose
 TIMO: timosina influencia a maturação dos linfócitos
 RINS: renina produção de hemácias
 OVÁRIOS: estrógeno e progesterona
 TESTÍCULOS: testosterona

23. Hormônio responsável pela interrupção da gravidez no início. Onde é secretado?

PROSTAGLANDINA secretado pelos rins


01Defina endométrio, miométrio e perimétrio;
Perimétrio: é a camada mais externa do útero e é formada principalmente por uma serosa, constituída de
mesotélio e tecido conjuntivo;
Miométrio: é a camada subadjacente ao perimétrio, é formada por musculatura do tipo lisa e é responsável
pelas contrações do útero no momento do parto e da menstruação;
Endométrio: é a camada mais interna do útero e é o local de implantação do embrião

02Quais os órgãos externos do sistema genital feminino?


Orgãos Genitais Externos:
Monte Pubico, Lábios Maiores
Lábios Menores
Clítoris

03Conceitue do ponto de vista morfológico e funcional, os componentes anatômicos do útero e diga a sua
localização
Útero:Órgão que recebe os óvulos,e em caso de gravidez abriga o embrião e o desenvolve,é
muscular,oco,com cerca de 8 cm de comprimento,5 cm de largura e 3 cm de espessura.
Localização: Situa-se na pelve,entre a bexiga urinária e o intestino reto.
Partes: Corpo(que se comunica com as tubas uterinas)
Fundo(porção que se situa acima das tubas uterinas)
Ístmo(região estreitada inferior,muito curto-1cm)
Cérvix ou Colo(segue-se do ístmo,que faz a projeção da vagina)

04Como se divide a tuba uterina e que função exerce no sistema genital feminino?
Tubas Uterinas: Vias Condutoras dos Gametas,pelo transporte dos óvulos que romperam a superfície do
ovário para a cavidade do útero.
Localização: Na borda superior do ligamento largo do útero.
Partes:
Infundíbulo( Mais lateral,possui as fímbrias)
Ampola(A parte principal do órgão-7cm)
Ístimo(Continuação da ampola,curta e estreita)
Uterina (colada na parede do útero)

05Qual a divisão do sistema genital feminino e quais os seus respectivos órgãos?


Órgãos Produtores dos Gametas (ovário)
Vias Condutoras dos Gametas (tubas uterinas)
Órgão que abriga o embrião (Útero)
Órgão da Cópula (Vagina)
Estruturas Eréteis (Clitóris,Bulbo do Vestíbulo)

QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1


RESPIRATORIO
28. Descreva o trajeto do ar no ruminante e suíno.
O ar entra pelas narinas e segue pelo vestíbulo do nariz, conchas nasais (dorsal, ventral, etmoidais,
média – meatos dorsal, ventral, médio e comum), seios paranasais (dos ossos nasal, palatino, maxilar e
frontal), coanas, parte nasal da faringe, laringofaringe, laringe (cartilagens epiglote, aritenóides,
paratireoides e cricóides), traquéia cervical, traquéia torácica, brônquio traqueal (porção cranial do lobo
cranial do pulmão direito), carina da traquéia, brônquios principais, brônquios secundários ou lobares,
brônquios segmentares ou terciários, bronquíolos, alvéolos pulmonares onde ocorrerá a hematose.

29. Descreva o trajeto do ar nos demais animais.

O ar entra pelas narinas e segue pelo vestíbulo do nariz, conchas nasais (dorsal, ventral, etmoidais,
média – meatos dorsal, ventral, médio e comum), seios paranasais (dos ossos nasal, palatino, maxilar e
frontal), coanas, parte nasal da faringe, laringofaringe, laringe (cartilagens epiglote, aritenóides,
paratireoides e cricóides), traquéia cervical, traquéia torácica, carina da traquéia, brônquios principais,
brônquios secundários ou lobares, brônquios segmentares ou terciários, bronquíolos, alvéolos pulmonares
onde ocorrerá a hematose.

30. Como é a divisão funcional do sistema respiratório?

PORÇÃO DE CONDUÇÃO E PORÇÃO RESPIRATÓRIA


PORÇÃO DE CONDUÇÃO: pertence a órgãos tubulares, cuja função é levar o ar inspirado até a porção
respiratória, e trazer o ar expirado dos pulmões eliminando gás carbônico.
PORÇÃO DE RESPIRAÇÃO: representada pelos pulmões

31. Defina plano nasolabial.

A pele das áreas entre e ao redor e a pele que forra as narinas é lisa, desprovida de pelos e úmida,
podendo ou não ser pigmentada, se estende ventralmente entre as narinas até a margemdo lábio superior,
ou seja, o tegumento do lábio superior se estende até as narinas.

32. Defina coana, órgão vômeronasal, laringofaringe.

COANA: espaço na cavidade nasal dividido pelo osso vômer, que faz a comunicação da cavidade nasal
com a faringe

ÓRGÃO VÔMERONASAL: responsável pela captação de estímulos olfatórios (ferormônios), localizado no


assoalho da cavidade nasal.

LARINGOFARINGE: é a parte caudal da faringe, onde acontece o cruzamento do ar com o bolo alimentar

33. Defina laringe.

Órgão do sistema respiratório e da fonação constituído por cartilagens e músculos. Válvula que se fecha
durante a deglutição e ruminação e permanece aberta na respiração eructação.

34. Como se divide o músculo diafragma?


Centro tendíneo e porção carnosa.

35. Explique a estrutura divertículo do nariz.

Parte dorsal ou falsa narina, dorsal à prega alar, espaço que permite a dilatação da narina durante um
grande esforço físico do equino. É encontrado apenas nos equinos.

QUESTIONÁRIO PARA TIRAR 10 EM ANATOMIA 1


TEGUMENTO
24. Conceitue tegumunto comum.

Cobertura protetora do corpo que se continua nos orifícios naturais com as membranas mucosas.

25. Como se dá a divisão da pele?

Epiderme – queratinizado e não-queratinizado (pele fina e pele grossa)


Derme

26. Cite os anexos do tegumento comum.


 Glândulas
 Pelos
 Tórus
 Chifres/cornos
 Unhas/garra/casco

27.Cite as glândulas anexas ao tegumento comum.

 Glândula do divertículo – interdigitais


 Glândulas cornuais – cabeça - caprinos
 Glândulas do seio paranais – anus – carnívoros – gambá
 Glândula circum orais – boca – gato
 Glândula carpais – atrás das pernas – suíno e gatos
 Glândulas uropigianas - aves

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE


ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE ODONTOLOGIA MONITORIA ANATOMIA TOPOGRÁFICA
Luís Ferreira de Almeida Neto
Aluno:_____________________________________________
01- Quais as delimitações da fossa media do crânio e cite 3 estruturas nobres que o compõe. 02- Um
paciente chega em seu consultório relatando que sofreu uma pancada na base do crânio e está com
paralisia da metade da face. Explique. 03- a) A impressão trigeminal esta localizada na margem lateral do
ápice anterior da porção petrosa do osso temporal. b) O forame jugular é composto pelos ossos occipital e
temporal. c) O forame lacerado é composto pelos ossos: esfenoide, etmoide e parietal. d)A cortical óssea
vestibular e a cortical óssea alveolar do dente incisivo central superior direito(11) possui pouco ou nenhum
tecido esponjoso entreposto. e)O ponto craniométrico que se localiza na região mais posterior do forame
magno é o opístio. f) O forame esfenopalatino comunica a cavidade oral com a cavidade nasal. g) O
acidente ósseo que comunica a fossa media do crânio com a fossa pterigopalatina é o forame oval. h) O que
transita pelo forame jugular é a arteira jugular interna e os nervos: acessório, vago e oculomotor i) A fossa
temporal é delimitada anteriormente pela face temporal do osso esfenoide. j) O rebordo ósseo posterior da
mandíbula desdentada possui uma maior inclinação para vestibular. k)O osso lacrimal não faz parte da
cavidade nasal. l) A fossa pterigopalatina é delimitada superiormente pelo corpo do osso esfenoide. m) A
ordem crescente de proximidade das raízes dentarias com o seio maxilar é: 14,15,16,18 e 17 n)A fissura
pterigomaxilar comunica a fossa infratemporal com a fossa pterigopalatina.

04-Quais as delimitações superior, inferior, lateral e medial da órbita?


QUESTÕES DE ANATOMIA - PELVE

1. Explique a função do diafragma pélvico e cite os músculos que o compõem.


Separa a cavidade pélvica do períneo na pelve menor. Suas funções básicas são as de sustentar as
vísceras pélvicas e resistir aos aumentos da pressão endoabdominal. Deste modo, é um auxiliar
importante na ação do diafragma tóraco-abdominal. O diafragma da pelve é formado pelos músculos
isquiococcígeos e pelo levantador do ânus (puborretal, pubococcígeo, iliococcígeo)

2. Cite os ramos da parte anterior da artéria ilíaca interna.


Os ramos da divisão anterior da artéria ilíaca interna são: Artéria Umbilical, Artéria Obturatória,
Artéria Vesical Inferior, Artéria Retal Média, Artéria Vaginal, Artéria Uterina, Artéria Pudenda
interna, Artéria Glútea Inferior.

3. Cite os ramos da parte posterior da artéria ilíaca interna.


Os ramos da divisão posterior da artéria ilíaca interna são:Artéria Glútea Superior;Artéria
Iliolombar: Artérias Sacrais Laterais

4. Qual a importância da artéria umbilical na vida adulta e que ligamento ela forma?
No período pós-natal e, conseqüentemente, na vida adulta, a artéria umbilical segue inferiormente
entre a bexiga e a parede lateral da pelve, dando origem à artéria (ou artérias) vesical superior, que
emite numerosos ramos para o fundo da bexiga. Nos homens, a artéria para o ducto deferente
geralmente se origina como um ramo da artéria vesical superior. Portanto, a artéria umbilical torna-se
primariamente importante no ótimo funcionamento de órgão vitais como a bexiga e, indiretamente, na
fertilidade masculina. Esta artéria forma o ligamento umbilical medial que se transforma na prega
umbilical medial, uma das pregas do peritônio.

5. Explique a formação dos plexos autônomos pélvicos.


O plexo autônomo pélvico é formado por nervos autônomos que entram na cavidade pélvica por 4
vias:
 Troncos simpáticos vagais: são a continuação inferior dos troncos simpáticos lombares e
proporcionam, principalmente, inervação simpática para os membros inferiores;
 Plexos periarteriais das artérias retais superiores, ováricas e ilíacas internas: fibras vasomotoras
simpáticas pós-sinápticas para a artéria envolvida e os ramos derivados;
 Plexos hipogástricos: via mais importante pela qual as fibras simpáticas são conduzidas para as
vísceras pélvicas. Divide-se em plexo hipogástrico superior (prolongamento do plexo
intermesentérico) e plexo hipogástrico inferior;
 Nervos esplâncnicos pélvicos: via para a inervação parassimpática das vísceras pélvicas e para o
colo descendente a sigmóide. Originam-se na pelve a partir dos ramos anteriores dos nervos
espinais S2-S4 do plexo sacral.

Os plexos hipogástricos e os nervos esplâncnicos pélvicos fundem-se na pelve e formam os


componentes principais do plexo autônomo pélvico.

6. Cite os nervos somáticos originados do plexo sacral.


Nervo Isquiático,Nervo Pudendo,glúteo superior e inferior.

7. Cite 5 diferenças entre a pelve óssea feminina e masculina.


Estas diferenças estão relacionadas, geralmente, a constituição mais pesada e aos músculos
maiores no homens e à adaptação da pelve feminina ao parto. As principais diferenças são as
seguintes:

PELVE ÓSSEA  MASCULINA  FEMININA


Estrutura geral Espessa e pesada Fina e leve
Pelve maior Profunda Superficial
Pelve menor Estreita e profunda, Larga e superficial,
afunilada cilíndrica
Abertura superior da Em forma de coração, Oval e arredondada, larga
pelve estreita
Abertura inferior da Comparativamente Comparativamente grande
pelve pequena
Arco púbico e ângulo Estreito (<70 graus) Largo (>80 graus)
subpúbico
Acetábulo Grande Pequeno

8. Cite 3 ligamentos da fáscia pélvica.


Os três principais ligamentos da fáscia pélvica são: Ligamentos Sacroilíacos, Ligamento
Sacrotuberal, Ligamento Sacroespinal

9. Explique o conceito de períneo.


O períneo refere-se tanto a uma área superficial externa quanto a um “compartimento” do corpo.
Sendo assim, o “compartimento” (espaço profundo) do períneo é a região do tronco situada
inferiormente ao diafragma pélvico. Já, a “superfície do períneo” (área perineal ou espaço superficial) é
a região estreita entre as partes proximais das coxas, sendo aumentada quando as mesmas são
abduzidas.
10. Descreva o conteúdo do espaço superficial do períneo masculino e feminino.
Em homens, o espaço superficial do períneo contém:
 Raiz (bulbo e ramos) do pênis e músculos associados (isquiocavernoso e bulboesponjoso);
Porção proximal (bulbar) da parte esponjosa da uretra;
 Músculos transversos superficiais do períneo;
 Ramos perineais profundos dos vasos pudendos internos e nervos pudendos.

Em mulheres, o espaço superficial do períneo contém:


 Clitóris e músculos associados (isquiocavernoso);
 Bulbos do vestíbulo e músculos adjacentes (bulboesponjoso);
 Glândulas vestibulares maiores;
 Músculos transversos superficiais do períneo;
 Vasos e nervos relacionados.

11. Descreva o conteúdo do espaço profundo do períneo masculino e feminino.


Em ambos os sexos, o espaço profundo do períneo contém:
 Parte da uretra, centralmente;
 A parte inferior do músculo esfíncter externo da uretra, circundando a uretra;
 Extensões anteriores dos corpos adiposos isquioanais.

Em homens, o espaço profundo do períneo contém:


 Parte intermédia da uretra, a parte mais estreita da uretra masculina;
 Músculos transversos profundos do períneo;
 Glândulas bulbouretrais;
 Estruturas neurovasculares dorsais do pênis (artérias e veias dorsais do pênis e nervo dorsal do
pênis).

Em mulheres, o espaço profundo do períneo contém:


 Parte proximal da uretra;
 Músculo liso no lugar dos músculos transversos profundos do períneo;
 Neurovascularização dorsal do clitóris.

12. Descreva as partes do pênis e seus componentes.


O pênis é o órgão de cópula masculino e, conduzindo a uretra, oferece a saída comum para a urina
e o sêmem. O pênis é composto anatomicamente por uma raiz, um corpo e uma glande.
 Raiz do Pênis: é a parte fixada, formada pelos ramos do pênis (tecido erétil cavernoso), bulbo do
pênis (tecido erétil esponjoso) e pelos músculos isquiocavernoso (recobre os ramos) e
bulboesponjoso (recobre o bulbo). A raiz está localizada no espaço superficial do períneo;
 Corpo do Pênis: é a parte pendular livre suspensa da sínfise púbica. Não possui músculos.
Distalmente o corpo esponjoso se expande para formar a glande do pênis, cuja suas margens
projetam-se para formar a coroa do pênis. O colo da glande separa a glande do corpo do pênis.
Neste colo, a pele e a fáscia do pênis constituem o prepúcio, que cobre a glande. Este prepúcio
possui uma prega mediana, o frênulo (freio) do prepúcio que se estande até a face uretral da
glande.

13. Descreva a irrigação e inervação do pênis.


O suprimento arterial é dado principalmente por ramos das artérias pudendas internas.
 Artérias dorsais do pênis: suprem o tecido fibroso ao redor dos corpos cavernosos, o corpo
esponjoso e a parte esponjosa da uretra, e a pele do pênis;
 Artérias profundas do pênis: suprem o tecido erétil cavernoso nos ramos do pênis;
 Artérias do bulbo do pênis: suprem o bulbo do corpo esponjoso e a uretra no seu interior, além
da glândula bulbouretral
 Ramos superficiais das artérias pudendas externas: suprem a pele do pênis

A inervação sensitiva e simpática do pênis é fornecida principalmente pelo nervo dorsal do pênis,
um ramo terminal do nervo pudendo. Este nervo supre a pele e a glande do pênis.
Ramos do nervo ilioinguinal também realizam inervação da pele na raiz do pênis.
Já os nervos cavernosos conduzem fibras parassimpáticas, que inervam as artérias helicinas
do tecido erétil.

14. Cite os elementos encontrados no trígono urogenital do períneo.

Masculino: Parte distal da uretra masculina, Escroto, Pênis e Músculos do períneo.


Feminino: Monte do púbis, os lábios maiores do pudendo, os lábios menores do pudendo, o
clitóris, os bulbos do vestíbulo, as glândulas vestibulares maiores e menores, músculos do períneo e
o canal anal.

15. Descreva a configuração externa da bexiga urinária.


A configuração externa da bexiga consiste em:
 Ápice da bexiga, que aponta em direção à margem superior da sínfise púbica;
 Fundo da bexiga, que é oposto ao ápice, formado pela parede posterior;
 Corpo da bexiga, que é a principal parte da bexiga entre o ápice e o fundo;
 Colo da bexiga, que é representado pelo encontro do fundo e das superfícies ínfero-laterias,
inferiormente;
 Leito da bexiga, que é formado pelas estruturas que têm contato direto com este órgão ( osso
púbis, m. obturador interno, etc.).

16. Descreva a configuração interna da bexiga urinária.


A configuração interna da bexiga urinária é dada, principalmente, pela constituição de suas
paredes. Sendo assim, as paredes da bexiga são formadas principalmente pelo músculo detrusor. Em
direção ao colo da bexiga masculina, as fibras internas formam o esfíncter interno da uretra
involuntário. Esse esfíncter se contrai durante a ejaculação para evitar ejaculação retrógrada do sêmen
para a bexiga. Algumas fibras musculares também seguem radialmente e ajudam na abertura do óstio
interno da uretra. Os óstios uretéricos e o óstio interno da uretra estão nos ângulos do trígono da
bexiga. O músculo detrusor também circunda os óstios uretéricos e ajuda a evitar o refluxo de urina
para o ureter. A úvula da bexiga é uma pequena elevação do trígono, sendo geralmente mais
proeminente em homens idosos devido ao aumento do lobo posterior da próstata.

17. Cite as relações posteriores da bexiga masculina.


A bexiga urinária masculina relaciona-se posteriormente com: o lobo posterior da próstata,
cavidade peritoneal, escavação retovesical, ureteres, ampola do reto e septo retovesical.

18. Descreva as partes da uretra prostática.


Parte Pré-prostática: varia de tamanho de acordo com o grau de enchimento no qual a bexiga
se encontra. Estende-se quase verticalmente através do colo da bexiga e continua-se como a parte
prostática;
Parte Prostática: desce através da parte anterior da próstata e é limitada anteriormente pelo
esfíncter externo da uretra. É a parte mais larga e mais dilatável;
Parte Membranácea: atravessa o espaço profundo do períneo e penetra da membrana do
períneo. É a parte mais estreita e menos distensível;
Parte Esponjosa da Uretra: atravessa o corpo esponjoso e possui dois alargamentos, sendo um
inicial (no bulbo do pênis) e outro distal na glande do pênis (fossa navicular).

19. Descreva os lobos da próstata.


Istmo da próstata (lobo anterior): é anterior à uretra. É fibromuscular, e contém pouco ou
nenhum tecido glandular;
Lobo posterior: situa-se posteriormente à uretra e inferiormente aos ductos ejaculatórios; é
facilmente palpável por exame retal digital;
Lobos direito e esquerdo (laterais): situam-se de cada lado da uretra e formam a principal parte da
próstata;
Lobo médio: situa-se entre a uretra e os ductos ejaculatórios e possui relação íntima com o colo da
bexiga.

20. Cite os elementos encontrados na uretra prostática.


A parte prostática da uretra possui alguns elementos que lhe determinam a característica de parte
mais larga e dilatável da uretra masculina. O elemento mais proeminente é a crista uretral, uma crista
mediana que localiza-se entre os seios prostáticos. Nestes seios desembocam os ductos prostáticos.
Outro elemento encontrado é o colículo seminal, que caracteriza-se por ser uma eminência (dilatação)
localizada no meio da crista uretral. Este colículo possui um orifício semelhante a uma fenda, o utrículo
prostático. Em cada lado do utrículo prostático abrem-se os ductos ejaculatórios; portanto, o trato
urinário e reprodutivo se fundem neste ponto.

21. Descreva a importância da entrada oblíqua do ureter na bexiga urinária.


A passagem oblíqua dos ureteres através da parede muscular da bexiga forma uma espécie de
“válvula” unidirecional, com a pressão interna da bexiga que se enche causando um colapso
(fechamento) dessa válvula. Portanto, esse arranjo anatômico impede o refluxo de urina para os
ureteres quando a bexiga está cheia.

22. Explique o motivo anatômico para as mulheres desenvolverem mais infecção urinária que os
homens.
As diferenças anatômicas entre as uretras masculina e feminina são também clinicamente
significativas em relação à predisponência a infecções urinárias entre os dois sexos. As mulheres estão
mais susceptíveis a esse tipo de problema, principalmente, pelo fato de possuírem uma uretra bem
mais curta e mais distensível do que os homens. Outro fato anatômico que contribui para isso, é que,
por possuírem uma uretra mais curta, a mesma encontra-se muito próximo à região perianal, onde a
concentração de microorganismos patogênicos é bem alta.

23. O que é uma anastomose porto-sistêmica.


As anastomoses porto-sistêmicas são espécies de conexões entre as veias tributárias da veia porta
(sistema venoso portal) e as tributárias da veia cava inferior (sistema venoso sistêmico). No esôfago
essa conexão ocorre entre tributárias da veia porta e tributárias da veia ázigo (que drena para a veia
cava superior).
24. Explique a drenagem venosa do reto e porque ele é um dos locais de anastomose porto-
sistêmica.
O sangue do reto drena através das veias retais superior, média e inferior. Na parede do canal
anal há anastomoses porto-sistêmicas. Essas anastomoses formam-se pelo fato de que a veia retal
superior drena para o sistema venoso porta e as veias retais média e inferior drenam para o
sistema venoso sistêmico.
O plexo venoso retal submucoso circunda o reto e comunica-se com o plexo vesical em homens e
com o plexo venoso uterovaginal em mulheres. Este plexo venoso retal possui duas partes: o plexo
venoso retal interno e o plexo venoso retal externo.

25. Explique uma situação clínica decorrente de uma sobrecarga de fluxo sanguíneo em uma
anastomose porto-sistêmica por hipertensão portal secundária a cirrose hepática.
Quando a cicatrização e a fibrose causadas por cirrose obstruem a veia porta no fígado, a pressão
aumenta na veia porta e em suas tributárias, causando hipertensão porta. O grande volume de sangue
que flui do sistema porta para o sistema sistêmico nos locais de anastomoses porto-sistêmicas fica
“retido” (parado), produzindo assim, veias varicosas, principalmente no terço distal (parte inferior) do
esôfago. As veias podem tornar-se tão dilatadas que suas paredes se rompem, resultando em
hemorragia grave e muitas vezes fatal.

26. Que características anatômicas estruturais diferenciam o término do colo sigmóide e o início do
reto.
O colo sigmóide, caracterizado por sua alça em forma de “S”, estende-se da fossa ilíaca até o
segmento S3, onde se une ao reto. O fim das tênias do colo, a aproximadamente 15 cm do ânus, indica
a junção retossigmóide. Neste ponto, as tênias do colo sigmóide afastam-se para formar uma lâmina
externa contínua de músculo liso, e os apêndices omentais adiposos desaparecem.
Portando, os principais caracterizadores anatômicos do limite entre colo sigmóide e reto são:
 Afastamento das tênias do colo sigmóide;
 Formação de uma lâmina de músculo liso no reto;
 Desaparecimento dos apêndices omentais.

27. Qual a função da ampola retal?


A ampola retal é a parte terminal dilatada do reto, situada diretamente superior (e sustentada) ao
diafragma da pelve. Esta região recebe e retém uma massa fecal que se acumula até que seja expelida
durante a defecação. Sua capacidade de relaxamento é essencial no acomodamento inicial e
subseqüente de fezes, tornando essa parte do reto elemento essencial da manutenção da continência
fecal.

28. Qual a base anatômica do toque retal masculino para o exame da próstata?
O toque retal masculino é um exame indispensável e muito eficaz no diagnóstico de problemas
na próstata, principalmente o câncer. Porém, esse tipo de exame só é possibilitado pela íntima
relação anatômica entre o reto e a próstata. Isso se dá pelo fato de que o reto possui a próstata
como uma de suas relações anatômicas anteriores principais. Com isso, o proctologista tem um
acesso privilegiado que possibilita um diagnóstico mais acurado de problemas prostáticos.

29. Descreva as estruturas do canal anal, definindo o limite anatômico entre o reto e o canal anal.
O canal anal é a parte terminal do intestino grosso e de todo o canal alimentar. Estende-se da face
superior do diafragma da pelve até o ânus. O canal anal é circundado pelos músculos esfíncter interno
e externo do ânus. Estes dois esfíncteres se relaxam antes que possa haver defecação.
 O músculo esfíncter interno do ânus é um músculo involuntário que circunda os dois terços
superiores do canal anal. Sua contração (tônus) e relaxamento são proporcionados pela ação de
terminações nervosas simpáticas e parassimpáticas, respectivamente. Este esfíncter encontra-se
tonicamente contraído na maior parte do tempo para evitar perda de líquido ou flatos;
 O músculo esfíncter externo do ânus é um grande esfíncter involuntário situado de cada lado dos
dois terços inferiores do canal anal. Este músculo age afim de manter a continência fecal quando
o esfíncter interno está relaxado.

O limite anatômico entre o reto e o canal anal se dá no ponto em que a ampola retal se estreita, no
nível da alça em formato de “U”, formada pelo músculo puborretal.

30. Descreva o trajeto dos espermatozóides após sua passagem no epidídimo até sua eliminação no
meio externo.
Resumidamente, os espermatozóides seguem o seguinte trajeto:
TÚBULOS SEMINÍFEROS (TESTÍCULOS)  EPIDÍDIMO  DUCTO DEFERENTE  DUCTO
EJACULATÓRIO  PARTE PROSTÁTICA DA URETRA  PARTE MEMBRANÁCEA DA URETRA  PARTE
ESPONJOSA DA URETRA
Durante o processo da ejaculação, os espermatozóides armazenados no epidídimo entram no
ducto deferente (continuação do ducto do epidídimo). Este ducto cruza superiormente ao ureter,
seguindo entre o ureter e o peritônio para chegar ao fundo da bexiga. Posteriormente à bexiga, o ducto
deferente desce medialmente entre o ureter e a glândula seminal. Aqui este ducto se dilata para
formar a ampola do ducto deferente antes de seu fim. Logo após, os espermatozóides seguem pelos
ductos ejaculatórios. Estes ductos se originam a partir da união dos ductos das glândulas seminais com
os ductos deferentes. Esta origem ocorre perto do colo da bexiga, e os ductos seguem atravessando a
parte posterior da próstata. Os ductos ejaculatórios convergem para se abrir no colículo seminal. Após
o fim dos ductos ejaculatórios, os espermatozóides seguem pela parte prostática da uretra (onde
recebem as secreções prostáticas); logo após entram na uretra membranácea para, finalmente,
seguirem pela uretra peniana (esponjosa) até o meio externo, através do óstio externo da uretra.

31. Descreva as glândulas bulbouretrais (localização, função, desembocadura).


As duas glândulas bulbouretrais com formato de ervilha (glândulas de Cowper) situam-se póstero-
laterais à parte membranácea da uretra, amplamente incrustadas no esfíncter externo da uretra. Os
ductos das glândulas bulbouretrais atravessam a membrana do períneo com a parte membranácea da
uretra e se abrem através de pequenas aberturas na região proximal da parte esponjosa da uretra no
bulbo do pênis. Sua secreção mucosa entra na uretra durante a excitação sexual. (MOORE, 2001).

32. Quais as escavações formadas pela reflexão do peritônio na pelve feminina e masculina.
REFLEXÕES PERITONEAIS NA PELVE:
MASCULINA FEMININA
1. O peritôneo desce a parede anterior do 1. O peritôneo desce a parede anterior do
abdome abdome
2. Reflete-se sobre a face superior da bexiga, 2. Reflete-se sobre a face superior da bexiga,
criando a fossa supravesical criando a fossa supravesical
3. Cobre a face superior da bexiga e desce pelas 3. Cobre a face superior da bexiga e desce pelas
laterais para ascender na parede lateral da pelve, laterais para ascender na parede lateral da pelve,
criando fossas paravesicais de cada lado criando fossas paravesicais de cada lado
4. Desce na face posterior da bexiga por até 2 4. Reflete-se do teto da bexiga sobre o corpo do
cm útero, formando a ESCAVAÇÃO VESICOUTERINA
5. Lateralmente forma pregas sobre os 5. Cobre o corpo e o fundo do útero e parte
ureteres, ducto deferente e glândulas superior do fórnice da vagina; estende-se
lateralmente do útero como dupla prega ou
mesentério
6. Reflete-se da bexiga e glândulas seminais 6. Reflete-se da vagina sobre o reto, formando a
sobre o reto, formando a ESCAVAÇÃO ESCAVAÇÃO RETOUTERINA
RETOVESICAL
7. A escavação retovesical estende-se para 7. A escavação retouterina estende-se lateral e
formar fossas pararretais de cada lado do reto. posteriormente para formar fossas pararretais de
cada lado do reto
8. Ascende no reto 8. Ascende no reto
9. Envolve o colo sigmóide começando na 9. Envolve o colo sigmóide começando na
junção retossigmóide junção retossigmóide

OBS.: As escavações formadas por reflexões peritoneais na pelve masculina e feminina encontram-
se em negrito e MAIÚSCULO!!!

33. Quais as relações posteriores da vagina?


A vagina relaciona-se posteriormente com: o canal anal, o reto e a escavação retouterina.

34. O que é ligamento largo do útero? Quais suas partes?


O ligamento largo do útero é uma dupla lâmina de peritônio (mesentério) que se estende das
laterais do útero até as paredes laterais e o assoalho da pelve. Lateralmente, o peritônio do ligamento
largo é prolongado superiormente sobre os vasos como o ligamento suspensor do ovário. A tuba
uterina situa-se na margem livre ântero-superior do ligamento largo, dentro da mesossalpinge. Da
mesma forma, o ovário situa-se dentro do mesovário, na face posterior do ligamento largo. A maior
parte do ligamento largo serve como mesentério para o próprio útero e denomina-se mesométrio.

35. Quais os ligamentos de sustentação do útero (embrionários, fasciais e de peritônio)?


OBS.: Devido à questão anterior ter explanado adequadamente sobre os ligamentos de sustentação
uterina de origem peritoneal, aqui serão explicados os embrionários e fasciais.
 Ligamentos vestigiais embrionários: esses dois ligamentos são vestígios do gubernáculo
ovárico, relacionado à descida da gônada de sua posição no desenvolvimento sobre a parede
posterior do abdome. São eles:
 Ligamento útero-ovárico: fixa-se ao útero póstero-inferior à junção uterotubária. Em outras
palavras, esse ligamento prende o ovário ao útero em uma posição posterior e inferior à
junção uterotubária;
 Ligamento redondo do útero: origina-se ântero-inferiormente à junção uterotubária e fixa-se
aos lábios maiores.

 Ligamentos fasciais endopélvicos: O colo do útero é a parte menos móvel do deste órgão
devido à sua sustentação ser proporcionada por esses tipos de ligamentos fasciais. São eles:

 Ligamentos transversos do colo (cardinais): estendem-se do colo e do fórnice da vagina até as


paredes laterais da pelve;
 Ligamentos retouterinos (uterossacrais): seguem superiormente, das laterais do colo até o
meio do sacro.
Juntos, todos esses ligamentos (além de outros já citados anteriormente) possuem uma função
unânime, que é a de manter o útero centralizado na cavidade pélvica e resistem à tendência de que o
útero “caia” ou seja e