Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA – CCEN / Dep. de Química

FÍSICO-QUÍMICA II: 3º Capítulo (Diagramas de Fases).

Questões Teóricas
1. (a) Defina os seguintes termos: fase, constituinte, componente e grau de liberdade.
(b) Que fatores determinam o número de pratos teóricos necessários para que se atinja
o grau de separação desejado em uma destilação fracionada?
2. Dê o diagrama de fases para cada tipo de sistema a seguir. Em cada um, identifique as
regiões e as curvas, os constituintes presentes (compostos, azeótropos etc.) e a fase de
cada um (sólida, líquida, gasosa). (a) Diagrama de um sistema de um componente com
a pressão em função da temperatura. A densidade do líquido é maior que a do sólido.
(b) Diagrama de um sistema binário com fases sólidas e líquidas, no plano da
temperatura-composição. Há um composto AB que funde congruentemente, e a
solubilidade em fase sólida é desprezível.
3. Identifique as regiões do diagrama de fases da figura abaixo. Indique as substâncias
presentes em cada região. Dê a fase de cada substância (sólida, líquida ou gasosa) em
cada região.

Questões Numéricas
4. A 90 °C, a pressão de vapor do metilbenzeno (tolueno) é 400 torr e a do 1,2-
dimetilbenzeno (orto-xileno) é 150 torr. Qual a composição da solução líquida que ferve
nesta temperatura sob pressão de 0,50 atm? Qual a composição do vapor formado na
ebulição?
[Resp.: xA = 0,920, yA = 0,968]

5. A pressão de vapor de um líquido puro A é 575 torr, a 300 K, e a de outro líquido B,


também puro, é 390 torr. Os dois compostos solubilizam-se formando soluções ideais e
a fase vapor tem também comportamento de gás ideal. Imaginemos o equilíbrio de uma
solução com um vapor no qual a fração molar de A é 0,350. Calcule a pressão total do
vapor e a composição da fase líquida.
[Resp.: p = 440 torr, xA = 0,268]

6. O ponto de ebulição de uma solução binária de A e B, com xA = 0,6589, é 88 °C. Nesta


temperatura, a pressão de vapor de A puro é 957,0 torr, e a de B puro é 379,5 torr.
(a) A solução é ideal? (b) Qual a composição do vapor inicial em equilíbrio com a
solução?
[Resp.: Sim, yA = 0,830]
7. O dibromoetano (DE, pDE* = 172 torr a 358 K) e o dibromopropeno (DP, pDP* = 128 torr
a 358 K) formam uma solução praticamente ideal. (a) Se zDE = 0,60, qual a pressão
total (ptotal), quando o sistema está quase todo líquido? (b) Qual a composição do vapor
nestas circunstâncias?
[Resp.: ptotal = 154 torr, yDE = 0,67]

8. Os seguintes dados de temperatura e composição foram obtidos para o equilíbrio


líquido-vapor de soluções de octano (O) e metilbenzeno (M), a 760 torr. A fração molar
na solução líquida é x, e no vapor em equilíbrio é y.

/°C 110,9 112,0 114,0 115,8 117,3 119,0 121,1 123,0


xM 0,908 0,795 0,615 0,527 0,408 0,300 0,203 0,097
yM 0,923 0,836 0,698 0,624 0,527 0,410 0,297 0,164

O ponto de ebulição do metilbenzeno é 110,6 °C, e a do octano 125,6 °C. Plote o


diagrama da temperatura contra a composição do sistema. Qual a composição do vapor
em equilíbrio com a solução líquida que tem (a) xM = 0,250 e (b) xO = 0,250?
[Resp.: yM = 0,36, yM = 0,82]

9. Dê o número de componentes de cada sistema seguinte. (a) NaH2PO4 em água em


equilíbrio com o vapor de água, não levando em conta a ionização do sal. (b) O mesmo
sistema mencionado em (a), levando porém em conta a ionização do sal.
[Resp.: (a) 2, (b) 2]

10. Ao serem aquecidos, os cristais azuis de CuSO4·5H2O liberam a água de hidratação.


Determine (a) o número de fases e (b) o número de componentes existentes em um
balão fechado e aquecido que só contém, no estado inicial, o sulfato hidratado.
[Resp.: (a) 3, (b) 1]

11. Em um balão fechado, uma solução saturada de Na2SO4, com excesso de sólido, está
em equilíbrio com seu vapor. Determine (a) o número de fases, (b) o número de
componentes e (c) a variância (número de graus de liberdade) do sistema. Identifique
as variáveis independentes.
[Resp.: (a) 3, (b) 2, (c) 1]

12. O éter metiletílico (A, CH3OCH2CH3) e o diborano (B, B2H6) formam um composto que
funde congruentemente a 133 K. O sistema forma dois eutéticos, um com 25% molares
de B e temperatura eutética a 23 K, e o outro a 90% molares de B e temperatura
eutética a 104 K. Os pontos de fusão de A puro e de B puro são, respectivemente,
131 K e 110 K. Esboce o diagrama de fases do sistema. Admita que a solubilidade em
fase sólida seja desprezível.
13. A figura abaixo mostra o diagrama de fases de dois líquidos parcialmente solúveis, que
podem ser considerados como sendo a água (A) e o 2-metil-1-propanol (B). Descreva o
que acontece quando se aquece um sistema com composição xB = 0,8. Em cada etapa
do aquecimento, dê o número de fases presentes, as respectivas composições e
quantidades relativas (em moles).

14. A figura abaixo reproduz o diagrama de fases, levantado experimentalmente, da solução


de hexano e heptano, cujo comportamento é quase ideal. (a) Identifique as fases
presentes e cada região do diagrama. (b) Estime a pressão de vapor de uma solução
que tem 1 mol de cada componente, a 70 °C, quando principia a vaporização pela
redução da pressão externa. (c) Qual a pressão de vapor da solução, a 70 °C, quando o
líquido residual está reduzido a poucas gotas. (d) Estime, com os gráficos, as frações
molares do hexano nas fases líquida e vapor em equilíbrio nas condições da parte (b).
(e) Quais as frações molares nas condições da parte (c)? (f) A 80 °C e 760 torr,
quantos molares estão na fase líquida e quantos estão na fase vapor, em um sistema
que tem zheptano = 0,50?

[Resp.: (b) 620 torr, (c) 490 torr, (d) xhexano = 0,50, yhexano = 0,72, (e) xhexano = 0,30, yhexano = 0,50,
(f) nvap ≈0,7 mol, nliq ≈1,3 mol]

15. O metano (ponto de fusão 91 K) e o tetraflúor-metano (ponto de fusão 89 K) não


formam solução sólida e, na fase líquida, são apenas parcialmente solúveis. A
temperatura crítica superior do sistema é 94 K, com xCF4 = 0,43. Há um eutético com
xCF4 = 0,88 e fusão a 84 K. A 86 K há três fases em equilíbrio: metano sólido, uma fase
líquida com xCF4 = 0,10 (rica em metano) e outra fase líquida com xCF4 = 0,80 (rica em
tetraflúor-metano). Esboce o diagrama de fases.
16. O hexano e o perfluorexano são parcialmente solúveis abaixo de 22,70 °C. A
concentração crítica, na temperatura crítica superior, é xC6F14 = 0,355. A 22,00 °C, as
duas soluções em equilíbrio tem as frações molares xC6F14 = 0,240 e xC6F14 = 0,480,
respectivamente. A 21,50 °C, as frações molares são xC6F14 = 0,22 e xC6F14 = 0,51.
Esboce o diagrama de fases. Descreva as mudanças de fase que ocorrem quando se
adiciona perfluorexano a uma quantidade fixa de hexano a (a) 23 °C e (b) 22 °C.
[Resp.: (a) A mistura tem uma única fase líquida em todas as composições. (b) Em xC6F14 = 0,24 duas fases
líquidas se separam com composições 0,24 e 0,48. Em xC6F14 > 0,48 forma uma única fase]

Você também pode gostar