Você está na página 1de 3

Questões discursivas Processo Civil

Indique as possibilidades recursais frente à decisão que julga mandado de segurança


impetrado em sede de primeiro grau e em caso de julgamento de mandado de segurança de
competência originário de Tribunal de Justiça. (30 linhas)

TEMA: Dos atos processuais: A citação válida e seus efeitos. (30 linhas)

Lúcio, diagnosticado com artrite reumatoide, necessita de medicamento de valor elevado e


não possui condições financeiras de suportar o ônus para custear o tratamento, sob pena de
colocar em risco o próprio sustento e o de sua família. Ao tentar obtê-lo gratuitamente na
rede pública de saúde, Lúcio teve seu pedido negado pelo secretário estadual de saúde. Ato
contínuo, ele procurou, para defender seus interesses em juízo, um advogado que optou por
impetrar um mandado de segurança contra o ministro da saúde para garantir o acesso aos
serviços de saúde, já que se trata da autoridade competente para providenciar a correção da
conduta que violou o direito do impetrante, pois, na condição de gestor federal do Sistema
único de Saúde, é este quem pode determinar a aquisição do medicamento.

Com base na situação hipotética apresentada, discorra sobre o mandado de segurança,


respondendo aos seguintes questionamentos. (30 linhas)

O remédio constitucional impetrado pelo advogado de Lúcio mostra-se capaz de


resguardar o direito à saúde para que a referida autoridade coatora seja compelida a
fornecer o medicamento?

A autoridade coatora é somente aquela que praticou o ato, isto é, negou o fornecimento
da medicação?

Qual é o juízo competente para apreciar mandado de segurança contra o ato da


autoridade coatora em questão?

Menor absolutamente incapaz, representado por sua genitora, propôs ação em que pleiteava
a condenação do suposto pai, cujo nome não figura no assento de seu nascimento, a lhe pagar
alimentos. Embora regularmente citado, permitiu o réu que o feito corresse à sua revelia. Ao
proferir a sentença, o juiz, à luz das provas documentais produzidas, reconheceu,
primeiramente, o estado de filiação afirmado na inicial, condenando o réu a pagar pensão
alimentícia ao autor. Sem que houvesse sido interposto qualquer recurso, a sentença transitou
em julgado. Transcorrido o período de um ano a partir de então, o alimentante teve acesso a
novas provas, que deixavam patente a impossibilidade da paternidade aludida na sentença.

Nesse cenário, responda justificadamente: (30 linhas)


A) Havendo posterior modificação do quadro fático à luz do qual uma sentença condena o réu
a pagar alimentos, poderá ele, após o seu trânsito em julgado, pleitear em juízo a alteração do
que foi decidido no tocante à obrigação alimentar?

B) No caso narrado no enunciado, a questão relativa ao reconhecimento da filiação está


abarcada nos limites objetivos da coisa julgada que se formou?

C) Ainda no caso concreto descrito no enunciado, diante do acesso a provas novas, qual a
medida judicial de que deverá se valer o suposto pai para questionar o vínculo aludido na
sentença?

Visando a cumprir mandado de citação extraído dos autos de uma ação de cobrança, Oficial
de Justiça, no dia 04 de dezembro de 2017, segunda-feira, dirigiu-se ao condomínio edilício
onde residia o réu, ocasião em que obteve a informação de que ele não se encontrava. Dois
dias depois, o Oficial retornou ao condomínio, tendo sido informado pelo funcionário da
portaria, responsável pelo recebimento de correspondência, de que o demandado não
estava no local. Suspeitando que o réu se ocultava para frustrar a diligência, o Oficial de
Justiça, lembrando-se de que o seu próximo dia na escala de trabalho seria apenas na
segunda-feira seguinte, intimou o referido funcionário, informando-lhe que voltaria ao local
às seis horas da manhã do dia 11 de dezembro. Na data e hora designadas, o Oficial voltou
ao condomínio, sendo, novamente, informado de que o demandado não se encontrava, fato
que o levou a considerá-lo citado por hora certa, exarando certidão nesse sentido.
Transcorrido in albis o prazo para o oferecimento de contestação, o juiz decretou a revelia
do réu e, de imediato, proferiu sentença em que acolhia o pedido, fundando-se na
presunção de veracidade dos fatos alegados na petição inicial. Sem que fosse interposto
qualquer recurso, a sentença transitou em julgado. Tendo o processo ficado paralisado pelo
período de dois anos e um mês, a partir do trânsito em julgado da última decisão ali
proferida, o autor requereu ao juiz o cumprimento da sentença, o que foi deferido. Expedido
mandado de intimação do réu, esse, finalmente, foi encontrado.

Nesse cenário, responda justificadamente: (30 linhas)

a.) Agiu corretamente o Oficial de Justiça, ao proceder à citação por hora certa?

b.) Agiu corretamente o magistrado, ao decretar a revelia e acolher de imediato o pleito


autoral?
c.) Quais os meios processuais de que dispõe o réu para se insurgir contra a pretensão
executória do autor?

Discorra fundamentadamente a respeito da competência no processo civil, abordando os


seguintes pontos: (25 linhas)

Conceito de competência;

Critérios de determinação da competência;

Causas de modificação da competência;

Incompetência: espécies e formas de declaração.

Discorra criticamente sobre a disciplina da coisa julgada nas ações civis públicas e nas ações
coletivas no processo civil brasileiro. (60 linhas)

Você também pode gostar