Você está na página 1de 6

Aula 01: CONCEITOS GERAIS DE ANATOMIA – UNIDADE II

Aluno:

Data: / /
CE ARDALIÃO AMÉRICO PIRES
Prof. Esp. Leonardo Delgado

Aula 01: Introdução à Anatomia normal, desde que não afete o funcionamento do
organismo. De acordo com DANGELO & FATTINI
(op.cit) variações anatômicas são as diferenças
morfológicas, externas ou internas, entre os
elementos que compõe um grupo, ou no mesmo
indivíduo onde se comparam dois lados, que se
apresentam sem prejuízo funcional para o
indivíduo.
Figura 1: Sistemas

Habilidades
- Conhecer os aspectos gerais dos sistemas
orgânicos: formas, localizações e funções.
- Correlacionar os sistemas integrando-os
para melhor entendimento do corpo
humano.

Introdução Figura 2: Corpo Humano. Variações Anatômicas. Fonte:


http://www.clubedainformatica.com.br/site/wp-
Segundo DANGELO & FATTINI (1984, content/uploads/2009/01/real01-192x300.jpg
p.1) no seu conceito mais amplo anatomia (ana =
em partes; tomein = cortar). A associação das Segundo esses autores, o conceito de
palavras significa dissecação. normal para o anatomista é o que ocorre com
É a ciência que estuda macro e mais freqüência e para o médico é o que é sadio,
microscopicamente, a constituição e o ou não doente. Assim, a artéria braquial mais
desenvolvimento dos seres organizados.
Anatomia é a ciência da estrutura e
comumente divide-se na fossa cubital. Este é o
padrão. Entretanto, em alguns indivíduos esta
35
função do corpo. Um excelente e amplo conceito divisão ocorre ao nível da axila. Como não existe
de Anatomia foi proposto em 1981, pela American perda funcional esta é uma variação anatômica.
Association of Anatomists: anatomia é a análise da
estrutura biológica, sua correlação com a função e
Fatores Gerais das Variações Anatômicas
com as modulações de estrutura em resposta a
fatores temporais, genéticos e ambientais.
Tem como metas principais à
compreensão dos princípios arquitetônicos da
construção dos organismos vivos, a descoberta da
base estrutural do funcionamento das várias partes
e a compreensão dos mecanismos formativos
envolvidos no desenvolvimento destas. A
amplitude da anatomia compreende, em termos
temporais, desde o estudo das mudanças em longo
Figura 3: Fatores Gerais das Variações Anatômicas
prazo da estrutura, no curso de evolução,
Idade: é o tempo decorrido ou a
passando pelas das mudanças de duração
duração da vida. Notáveis modificações
intermediária em desenvolvimento, crescimento e
anatômicas ocorrem nas fases da vida intra e
envelhecimento; até as mudanças de curto prazo,
extra-uterina do mamífero, bem como nos
associadas com fases diferentes de atividade
principais períodos em que cada fase.
funcional normal. Em termos do tamanho da
Sexo: é o caráter de masculinidade
estrutura estudada vai desde todo um sistema
ou feminilidade. É possível reconhecer órgãos de
biológico, passando por organismos inteiros e/ou
um e de outro sexo, graças a características
seus órgãos até as organelas celulares e
especiais, mesmo fora da esfera genital.
macromoléculas.
Raça: é a denominação a cada
agrupamento humano que possui caracteres físicos
Variação Anatômica e Normal
comuns, externa e internamente, pelos quais se
A variação anatômica se deve a
distinguem dos demais.
grande variabilidade genética de nossa espécie e
podemos considerá-la como perfeitamente
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA
Conhecem-se, por exemplo,
representantes das raças branca, negra e amarela
e seus mestiços, ou seja, "o produto do seu
entrecruzamento".
Biótipo: é a resultante da soma dos
caracteres herdados e dos caracteres adquiridos
por influência do meio e da sua inter-relação. Os
biótipos constitucionais existem em cada grupo
racial. São três tipos principais reconhecidos:
Figura 5: Anomalias. Fonte:
http://www.imgrum.net/media/1231616758539037954_3036
732250

Monstruosidade é uma anomalia


acentuada de modo a deformar profundamente a
conformação corporal do indivíduo, sendo, em
geral, incompatível com a vida: por exemplo, a
Ciclopia é o desenvolvimento de apenas um olho,
Anencefalia que é uma má formação do cérebro
Figura 4: Três Biótipos principais. Fonte:
http://3.bp.blogspot.com/- do feto, que pode ser representada pela ausência
BXNG08OkMzw/UpjKkWo1YkI/AAAAAAAAAbs/G4ppg0aSeFg/ completa de cérebro, ou por cérebro muito
s1600/mi.jpg reduzido, o que inviabiliza sua vida extra-uterina e
Xipófagos são os gêmeos que estão ligados entre si
Longilíneo: é o indivíduo alto e magro, com os por uma parte do corpo, ou que têm uma parte do
membros prevalecendo sobre o tronco. É o corpo comum aos dois.
tipo leptossômico. Apresenta o ângulo de
encontro entre costelas e apêndice xifóide
menor que 90º.
Normilíneo: é o indivíduo atlético que mostra
proporções intermediárias entre os dois tipos 36
referidos. Apresenta o ângulo de encontro
entre costelas e apêndice xifóide igual a 90º.
Brevilíneo: é o indivíduo baixo e forte, com o
Figura 6: Ciclopia, anencefalia e Xipófagos
tronco prevalecendo sobre os membros. É o
tipo pícnico com seus contornos externos bem Campos de Estudo da Anatomia
arredondados e grandes cavidades corporais. A anatomia pode ser dividida em
Apresenta o ângulo de encontro entre costelas diversos campos de estudo:
e apêndice xifóide maior que 90º.
Quanto ao Método de Observação
Esporte: Esportistas profissionais Anatomia Microscópica (Histologia)
acabam por desenvolver, de maneira mais Necessita para o seu estudo a
acentuada, certos grupos musculares em utilização de um aparelho que aumente as
detrimento de outros. dimensões das estruturas para uma melhor
Evolução: influencia o aparecimento observação (microscópio). Com a descoberta do
de diferenças morfológicas, no decorrer dos microscópio desenvolveram-se ciências que,
tempos, como foi demonstrado pelo estudo dos embora constituam especializações, são ramos da
fósseis. A evolução continua a ocorrer em todas as anatomia:
espécies, incluindo a espécie humana. - Citologia: estudo das células;
- Histologia: estudo dos tecidos e como estes se
Anomalias X Monstruosidade organizam para a formação de órgãos;
Anomalias são variações - Embriologia: estudo do crescimento e
morfológicas que determinam perturbações desenvolvimento do ser humano.
funcionais. Por exemplo, um indivíduo pode nascer
com um dedo a menos ou a mais na mão. Anatomia Macroscópica
Não necessita para o seu estudo o
uso de aparelhos especiais. As estruturas são
observadas a olho nu, pela dissecação de peças
previamente fixadas por soluções apropriadas. A

Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA


onde se pode observar os seguintes tipos de Anatomia Topográfica ou Regional
anatomia macroscópica: Estuda o corpo mediante uma
- Anatomia antropológica: que estuda os tipos divisão por segmentos ou regiões.
raciais;
- Anatomia biotipológica: que se ocupa dos tipos Anatomia por Rádio-imagem
morfológicos constitucionais; Estuda o corpo mediante o uso de
- Anatomia comparativa: que se refere ao estudo imagens (Raios X) , tomografias, ressonâncias
comparado dos órgãos de indivíduos de espécies magnéticas.
diferentes;
- Anatomia superficial: estudo dos relevos Anatomia de Superfície
morfológicos na superfície do corpo humano. Estuda o corpo mediante os relevos e
as depressões existentes em sua superfície.
Anatomia Mesoscópica:
Necessita para o seu estudo do uso Anatomia em Cortes Segmentados
de um aparelho que aumente as dimensões das Estuda o corpo mediante o uso de
estruturas, para uma melhor observação de forma cortes seriados para ser associado aos estudos de
tridimensional. tomografias e ressonâncias magnéticas.

Quanto a Região Estudada Quanto a Aplicação Prática


- Porção Axial: cabeça; tronco. Na cabeça, são - Anatomia orientada para clínica: da ênfase a
estudados o crânio e a face. No tronco, são estruturas e funções relacionadas à prática médica
estudados o pescoço, o tórax e o abdome. e a outras ciências da saúde.
- Porção Apendicular: membros superiores; - Anatomia patológica: estuda as mudanças
membros inferiores. Nos membros superiores: estruturais causadas por doenças.
cintura escapular ou ombro, braço, antebraço, - Anatomia do desenvolvimento: estuda o
mão; e nos membros inferiores: cintura pélvica ou desenvolvimento do indivíduo a partir do ovo
quadril, coxa, perna e pé. fertilizado até a forma adulta. Ela engloba a

Quanto ao Tipo de Sistema


- Osteologia: parte da anatomia que estuda os
Embriologia que é o estudo do desenvolvimento
até o nascimento. 37
- Anatomia do esporte: analisa as bases funcionais
ossos. e anatômicas das disciplinas esportivas.
- Sindesmologia ou Artrologia: parte da anatomia
que estuda as articulações. Quanto a Técnica de Estudo
- Miologia: parte da anatomia que estuda os - Inspeção: analisando através da visão. A análise
músculos. pode ser de órgãos externos (ectoscopia) ou
- Angiologia: parte da anatomia que estuda o internos (endoscopia);
coração e os grandes vasos. - Palpação: analisando através do tato é possível
- Neuroanatomia: parte da anatomia que estuda o verificar a pulsação, os tendões musculares e as
sistema nervoso central e o periférico. saliências ósseas, dentre outras coisas;
- Estesiologia: parte da anatomia que estuda os - Percussão: através de batimentos digitais na
órgãos que se destinam à captação das sensações. superfície corporal podemos produzir sons
- Esplancnologia: parte da anatomia que estuda as audíveis, que ajudam a determinar a composição
vísceras que se agrupam para o desempenho de de órgãos ou estruturas (gases, líquidos ou
uma determinada função como: fonação, digestão, sólidos);
respiração, reprodução e urinária. - Ausculta: ouvindo determinados órgãos em
- Endocrinologia: parte da anatomia que estuda as funcionamento (Ex.: coração, pulmão, intestino);
glândulas sem ducto, que segregam hormônios, os - Mensuração: permite a avaliação da simetria
quais são drenados diretamente na corrente corporal e de eventuais megalias;
sanguínea. - Dissecção: consiste na separação minuciosa dos
- Tegumento comum: parte da anatomia que diferentes órgãos para uma melhor visualização;
estuda a pele e os seus anexos. - Métodos de estudo por imagem: inclui o raioX,
ecografia, ressonância nuclear magnética e
Quanto ao Método de Estudo tomografia computadorizada.
Anatomia Sistemática ou Descritiva
Estuda o corpo mediante uma Quanto a Aplicação Prática
divisão por sistemas orgânicos isoladamente. - Anatomia orientada para clínica: da ênfase a
estruturas e funções relacionadas à prática médica
e a outras ciências da saúde.
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA
- Anatomia patológica: estuda as mudanças anatômica tem caráter dinâmi-co, podendo ser
estruturais causadas por doenças. sempre criticada e modificada, desde que haja
- Anatomia do desenvolvimento: estuda o razões suficientes para as modificações e que estas
desenvolvimento do indivíduo a partir do ovo sejam aprovadas em Congressos Internacionais de
fertilizado até a forma adulta. Ela engloba a Anatomia, realizada de cinco em cinco anos.
Embriologia que é o estudo do desenvolvimento A lín-gua oficialmente adotada é o
até o nascimento. latim (por ser “língua morta”), porém cada país
- Anatomia do esporte: analisa as bases funcionais pode traduzi-la para seu pró-prio vernáculo.
e anatômicas das disciplinas esportivas. Ao designar uma estrutura do
organis-mo, a nomenclatura procura adotar
Divisão do Corpo Humano termos que não se-jam apenas sinais para a
Classicamente o corpo humano é memória, mas tragam tam-bém alguma
dividido em cabeça, tronco e membros. informação ou descrição sobre a referida
estrutura.
Dentro deste princípio, foram
abolidos os epônimos (nome de pessoas para
designar coisas) e os termos indicam:
- A forma (músculo trapézio);
- A sua posição ou situação (nervo mediano);
- O seu trajeto (artéria circunflexa da escápula);
- As suas conexões ou inter-relações (ligamento
sacro-ilíaco);
- A sua relação com o esqueleto (artéria radial);
- Sua função (m. levantador da escápula);
- Critério misto (m. flexor super-ficial dos
dedos-função e situação).
Entretanto, há no-mes impróprios ou
A cabeça se divide em face e crânio. não muito lógicos que foram conser-vados, porque
O tronco em pescoço, tórax e abdome.
Os membros em superiores e
estão consagrados pelo uso (fígado, por exemplo,
tem etimologia discutida).
38
inferiores.
Os membros superiores são divididos Cavidades do Corpo
em ombro, braço, antebraço e mão. O corpo contém duas cavidades
Os membros inferiores são divididos principais: a dorsal (posterior) e a ventral
em quadril, coxa, perna e pé. (anterior). Cada uma dessas cavidades é limitada
por membranas e contém certa quantidade de
Nomenclaturas e abreviações anatômicas fluido ao redor dos órgãos que se encontram
Como toda ciência, a anatomia tem dentro das mesmas.
sua linguagem própria. A cavidade dorsal tem duas
Ao conjunto de termos empregados subdivisões: a cavidade craniana, que aloja o
para designar e descrever o organismo ou suas encéfalo, e a cavidade espinhal (vertebral), que
partes dá-se o nome de Nomenclatura Anatômica. contém a medula espinhal. A cavidade espinhal
Com o extraordinário acúmulo de comunica-se com a cavidade craniana através do
conhecimentos no final do século passado, graças forame magno, uma larga abertura na face inferior
aos trabalhos de importantes “escolas do osso occipital.
anatômi-cas” (sobretudo na Itália, França, A cavidade ventral também
Inglaterra e Alema-nha), as mesmas estruturas do apresenta duas subdivisões. Elas são separadas
corpo humano recebiam denominações diferentes pelo músculo diafragma em cavidades torácica,
nestes centros de estudos e pesquisas. superior, e abdómino-pélvica, inferior.
Em razão desta falta de metodologia
e de inevitáveis arbitrariedades, mais de 20.000
termos ana-tômicos chegaram a ser consignados
(hoje reduzidos a pouco mais de 5.000).
Em 1955, em Paris, foi aprovada
oficial-mente a Nomenclatura Anatômica,
conhecida sob a si-gla de P.N.A. (Paris Nomina
Anatômica).
Revisões subsequentes foram feitas
em 1960, 1965 e 1970, vis-to que a nomenclatura Figura 7: Cavidades do Corpo – Vistas Anterior e Lateral
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA
de" e "cortar". Como sua origem indica, a
Cada uma dessas cavidades ainda é Anatomia está largamente baseada na dissecção
subdividida. A cavidade torácica é dividida em do corpo, entretanto, alguns campos de estudo
cavidade pericárdica (mediastino), que se mais recentes envolvem o uso de aparelhos que
encontra ao redor do coração, e cavidades propiciam valioso suplemento à dissecação.
pleurais, direita e esquerda, onde se encontram os Com base no texto acima e em seus
pulmões. conhecimentos de Anatomia Humana, julgue os
A cavidade abdómino-pélvica é itens abaixo:
dividida, com propósitos descritivos, em cavidade a) Anatomia Regional é o campo da anatomia que
abdominal, superior, e cavidade pélvica ou pelve estuda os diversos sistemas do organismo.
verdadeira, inferior, por um plano imaginário, b) São métodos de estudo da Anatomia: inspeção,
oblíquo, que passa através da margem superior da palpação e ausculta.
sínfise púbica, anteriormente, e pelo promontório c) O termo inferior possui o mesmo significado que
sacral, posteriormente. caudal.
A porção inferior da cavidade d) Se uma estrutura do organismo se encontra
abdominal é limitada posteriormente pela porção medialmente a outra, significa que ela se encontra
alargada dos ossos do quadril, mas sua parede mais próxima da lateral do corpo que esta.
anterior é formada pela parede abdominal. Essa e) A Terminologia Anatómica é o conjunto de
região expandida é chamada de falsa pelve. termos utilizados para indicar e descrever as partes
do organismo.

QUESTÕES 5. Associe as colunas abaixo:


1. Segundo Dangelo e Fattini em Anatomia (A) Inspeção
Humana Básica, “a simples observação de um (B) Palpação
grupamento humano evidencia de imediato (C) Ausculta
diferenças morfológicas entre os elementos que (D) Mensuração
compõem o grupo”. Com base nessa informação, (E) Dissecação
assinale a alternativa que apresenta a (F) Métodos Radiológicos
denominação dessas diferenças.
a) mal formações congênitas
(G) Percussão
( ) Ressonância Magnética, Tomografia
39
b) rarefações elementares Computadorizada.
c) divisões morfológicas ( ) Estudo através de uma analise visual,
d) variações anatômicas ( ) Ouvir os órgãos em funcionamento.
e) gigantismo ( ) Batimentos digitais na superfície corporal.
( ) Avaliação da simetria corporal.
2. Quais os fatores que favorecem a variação ( ) Análise através do tato
anatômica? ( ) Cortar separadamente, preservando as
a) Os Fatores são a Genética, a Evolução, os estruturas.
Tecidos, o Biotipo e a Melanina.
b) Os Fatores são o Sexo, a Melanina, a Idade, a 6. Como é Dividido a Anatomia Humana de acordo
evolução e os Tecidos Conjuntivos. com o tipo de sistema estudado?
c) Os Fatores são a Idade, o Sexo, o Grupo Étnico, o a) Anatomia Humana é dividido em Papilogia,
Biotipo e a Evolução. sindesmologia, miologia, ocipitologia, neurologia,
d) Os Fatores são Os Tecidos, a Melanina, a estesiologia, esplancnologia, esfenologia.
Evolução, o Sexo, e a Idade. b) Anatomia Humana é dividida em Miologia,
e) Os Fatores são os Tecidos, a idade, o Biotipo, o angiologia, ocipitologia, estesiologia,
Grupo Étnico e o sexo. esplancnologia, endocrinologia, osteologia,
papilogia,
3. Não constitui fator de variação anatômica c) Anatomia Humana é dividido em Sindesmologia,
a) a idade. esfenologia, miologia, angiologia, estesiologia,
b) o sexo. papilosgia, endocrinologia, osteologia.
c) a raça. d) Anatomia Humana é dividido em Angiologia,
d) o biotipo. ocipitologia, estesiologia, papilosgia,
e) a posição anatômica. endocrinologia, osteologia, sindesmologia,
miologia.
4. A Anatomia Humana é a ciência que estuda e) Anatomia Humana é dividido em Osteologia,
micro e macroscopicamente a conformação e sindesmologia, miologia, angiologia, neurologia,
desenvolvimento do organismo. O termo Anatomia estesiologia, esplancnologia, endocrinologia.
deriva de palavras gregas que significam "através
Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA
7. Como é dividido o Corpo Humano? 10. Em qual cavidade corporal estão localizados o
a) O Corpo Humano é dividido em Cabeça, coração e o pulmão?
Pescoço, Tronco, Braços e Pernas. a) Craniana.
b) O Corpo Humano é dividido em Face, Atlas, b) Abdominal.
Tronco, Membros Superiores e Inferiores. c) Torácica.
c) O Corpo Humano é dividido em Rosto, Pescoço, d) Pélvica.
Tronco, Braços e Pernas.
d) O Corpo Humano é dividido em Cabeça,
Pescoço, Tronco, Membros Superiores e Inferiores.
e) O Corpo Humano é dividido em Cabeça,
Pescoço, Tronco, Membros Interiores, e Exteriores.

8. As diferenças variações anatômicas, anomalias e


monstruosidades é respectivamente:
a) A variação anatômica não causa prejuízo da
função; anomalia determina prejuízo da função e
monstruosidade é uma anomalia compatível com a
vida.
b) A variação anatômica não causa prejuízo da
função; anomalia não determina prejuízo da
função e monstruosidade é uma anomalia
compatível com a vida.
c) A variação anatômica não causa prejuízo da
função; anomalia determina prejuízo da função e
monstruosidade é uma anomalia não compatível
com a vida.
d) A variação anatômica causa prejuízo da função;
anomalia determina prejuízo da função e
monstruosidade é uma anomalia não compatível
com a vida.
40
e) Todas as alternativas estão erradas.

9. São descritas a seguir algumas situações


analisadas no estudo do corpo humano. Qual
dessas situações não representa um estudo
relacionado à Anatomia?
a) Estudo da constituição dos organismos
multicelulares, ou seja: sua estrutura e
organização, tanto internas quanto externas.
b) Estudos, de forma macroscópica e microscópica,
acerca da constituição e do desenvolvimento dos
seres vivos organizados, analisando sua
composição e estruturação e como os sistemas se
relacionam entre si.
c) Estudo das estruturas biológicas dos seres
humanos, seus sistemas, suas integrações e como
cada parte está diretamente relacionada com as
demais.
d) Estuda as funções dos sistemas orgânicos e os
processos químicos envolvidos.
e) Estuda a organização estrutural dos seres vivos,
incluindo os sistemas, órgãos e tecidos que os
constituem, a aparência e posição das várias
partes, as substâncias de que são feitos, a sua
localização e a sua relação com outras partes do
corpo.

Leonardo de A. Delgado. CREF. 001764-G/MA

Você também pode gostar