Você está na página 1de 15

 

   

O  PROBLEMA  DA  JUSTIÇA  

JOHN  RAWLS  
A  jus&ça  
como  equidade  

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

1.  O  QUE  É  A  JUSTIÇA?  
Habitualmente  fala-­‐se  de  jusDça  em  dois  senDdos:  
 

1)  RETRIBUTIVA:   referimo-­‐nos   às   punições   e   casDgos  


que   o   Estado   inflinge   a   quem   comete   crimes   e  
infracções  (ex.  Punição  de  um  criminoso)  
2)  DISTRIBUTIVA:   saber   como   cada   qual   vai   receber   o  
que   é   devido,   quer   em   termos   de   encargos  
necessários   ao   funcionamento   da   sociedade   e   do  
Estado   (ex.   impostos),   quer   em   termos   de  
beneAcios  (educação;  dinheiro;  poder)  –  justo  é  dar  
a  cada  um  o  que  lhe  é  devido.    
 

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

2.  COMO  É  POSSÍVEL  UMA  SOCIEDADE  JUSTA?  


Responder   a   esta   pergunta   é   dizer   como   devem   ser  
distribuídos  os  bens  (dinheiro,  propriedade,  beneAcios  
da  vida  social,  etc.):  
 
1.  Deverá   exis8r   algum   mecanismo   de   redistribuição  
da  riqueza?  
                                                                                                       OU  
1.  O   Estado   deverá   cobrar   apenas   os   impostos  
necessários   para   a   manutenção   dos   serviços  
estritamente  necessários  (polí8ca;  defesa)?    
 

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

PROBLEMAS:  
Ø  Será   justo   algumas   pessoas   ganharem   milhões   de  
euros   a   jogar   futebol,   ao   passo   que   outras   têm  
apenas   uma   vida   modesta   a   salvar   vidas   num  
hospital?  
Ø  E  será  justo  que  só  quem  possui  riqueza  tem  acesso  
a  cuidados  de  saúde  dispendiosos?  
Ø  Se   pensamos   que   o   Estado   deve   redistribuir   a  
riqueza,  8rando  aos  ricos  para  dar  aos  mais  pobres,  
será   isso   verdadeiramente   justo?   Não   será   antes  
um  roubo?    
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

         Duas  respostas  opostas  ao  problema:  


 

1)  LIBERALISMO   ECONÓMICO   -­‐   importância  


primordial  ao  valor  da  LIBERDADE  INDIVIDUAL:  
§  Sempre   que   alguém   vai   além   da   manutenção   da  
segurança/proteção   de   cada   cidadão   relaMvamente  
às   ameaças   de   agressores   internos/externos,   o  
Estado   está   a   inferir   ilegiDmamente   na   vida   dos  
indivíduos  (Estado  minimalista)  
§  Os   impostos   são   vistos   como   uma   violação   dos  
direitos   individuais   de   propriedade   (“os   impostos  
são  trabalho  forçado”).  
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

2)   IGUALITARISMO   -­‐   Importância   primordial   ao  


valor  da    IGUALDADE:  
 

§  Só  o  Estado  está  em  condições  de  


evitar   grandes   desigualdades  
sociais.    
§  Portanto,   uma   sociedade   justa  
seria   uma   sociedade   em   que   o  
Estado  transfere  riqueza  dos  ricos  
para   os   mais   pobres,   mediante  
mecanismos   de   tributação   e  
redistribuição  do  rendimento.      

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

3.  JUSTIÇA  COMO  EQUIDADE  -­‐  JOHN  RAWLS      

§  Rawls   propõe   um   ponto   de   vista  


intermédio,   uma   teoria   da   jusMça  
como  EQUIDADE.  
§  A   toria   de   Rawls   é   conhecida   como  
LIBERALISMO   SOCIAL   porque   não  
admite  nem  o  sacrigcio  dos  menos  
favorecidos,   em   nome   da   eficácia  
económica,   nem   o   sacrigcio   dos  
mais   favorecidos   em   nome   do  
John  Rawls  
igualitarismo.   (1921-­‐2002)      

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

3.1.  LIBERALISMO  SOCIAL  


 
 
Segundo   Rawls,   a   desigualdade   económica   (fosso   entre  
ricos  e  pobres)  possui  efeitos  muito  negaDvos:    
1)  Algumas   pessoas   possuem   tanto  
que  outras  quase  nada  têm,  não  
p o d e n d o   a s s e g u r a r   b e n s  
 

básicos.    

2)  Possibilita  aos  mais  ricos  oprimir  


os  mais  pobres.    

O   poder   económico   excessivo   dá   a   uns   privilégios   que  


reduzem   e   limitam   os   direitos   de   outros   deixando  
desprotegidas  as  liberdades  básicas  de  muitas  pessoas.    
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

3.1.  LIBERALISMO  SOCIAL  

LIBERALISMO  SOCIAL  DE  RAWLS  

§  Para   Rawls,   todos   beneficiam   se   os   menos  


favorecidos  forem  beneficiados.    
§  Rejeitando   o   igualitarismo,   Rawls   propõe   uma  
redistribuição   da   propriedade,   dando   aos   mais  
desfavorecidos   o   que   se   vai   buscar   aos   mais  
ricos,   é   a   única   forma   de   garanMr   uma   IGUAL  
LIBERDADE  para  todos.    

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

 
 
3.2.  POSIÇÃO  ORIGINAL  

Rawls  sugere  que,  para  encontrar  os  princípios  da  jusMça  


correctos,   devemos   fazer   uma   experiência   mental:  
imaginar   que   os   membros   de   uma   sociedade   se  
e n c o n t r e m   n u m a   s i t u a ç ã o   q u e   g a r a n t a   a  
imparcialidade  da  avaliação  dos  princípios  da  jusMça:  

POSIÇÃO  ORIGINAL  

Situação   imaginária   de   total   imparcialidade   em   que  


pessoas   racionais,   livres   e   iguais   criam   uma  
sociedade  regida  por  princípios  de  jusDça.  
Texto:  Rawls  
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

3.2.  POSIÇÃO  ORIGINAL  


Imaginemos   que   estamos   cobertos   por   um   “VÉU   DE  
IGNORÂNCIA”:   não   sabemos   qual   vai   ser   a   nossa  
condição   na   futura   sociedade   (rico/pobre,   branco/
negro,   etc.),   logo,   não   podemos   manipular   as   regras   a  
favor  dela  –  IMPARCIALIDADE.  
A  única  coisa  que  sabemos  é  que  há:    
                 1.    Bens  primários:  liberdades  e  oportunidades.  
                 2.  RelaDva  escassez  de  bens.  

Com  que  regras  concordaríamos  na  posição  original?  

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     
 

3.3.  OS  DOIS  PRINCÍPIOS  DE  JUSTIÇA  

A   sociedade   deve   assegurar   a   maior   liberdade  


IGUAL   para   cada   pessoa,   compa\vel   com   uma  
LIBERDADE   liberdade  igual  para  todos  os  outros  (liberdade  
de  pensamento;  expresssão;  religião)  

As   desigualdades   sociais   e   económicas   são  


legíDmas  (e  benéficas)  se:    
i)  resultam   de   postos   e   funções   acessíveis   a  
DIFERENÇA   todos   em   igualdade   equitaDva   de  
OPORTUNIDADES.    
ii)  existem   para   benegcio   dos   mais  
DESFAVORECIDOS.  

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  


     

3.4.  SOCIEDADE  DE  INCENTIVOS  


Da   posição   original,   podemos   ser   atraídos   pela   visão  
igualitarista,  porém,  se  todos  Mvessem  a  mesma  riqueza  
a   sociedade   estagnaria,   pois   as   pessoas   teriam   pouco  
incenDvo   para   fazer   coisas   digceis   que   acabam   por  
beneficiar   a   todos   (ex.   Médicos,   invesMgadores,   etc.).  
Então  preferimos  uma  regra  que  permita  INCENTIVOS.    

§    RAWLS  REJEITA  O  IGUALITARISMO:  todos  beneficiariam  


se  os  menos  favorecidos  forem  beneficiados.    
§    DISTRIBUIÇÃO  DESIGUALMENTE  JUSTA  dos  bens  sociais  
que  salvaguarde  as  necessidades  dos  desfavorecidos.        
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

3.5.  O  PRINCÍPIO  MAXIN  

-­‐  Por  que  razão  pensa  Rawls  que,  na  posição  original,  as  
partes  escolheriam  os  princípios  da  jusDça  indicados?    

§  Rawls  sustenta  que  as  escolhas  devem  obedecer  ao  


princípio   maximin:   se   não   sabemos   quais   serão   os  
resultados   que   cada   uma   das   opções,   é   racional  
jogar   pelo   seguro,   fazendo   a   escolha   como   se   o   pior  
nos  fosse  acontecer.    
§  Cada   alternaMva   tem   vários   resultados   possíveis,  
sendo   uns   melhores   do   que   outros:   Entre   as  
alternaMvas   disponíveis,   deve-­‐se   escolher   aquela  
que  tenha  o  melhor  resultado  possível.  
Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes  
     

Realizado  por:  
Joana  Inês  Pontes  

Filosofia  10º  Ano|    O  problema  da  JusDça  |  Joana  Inês  Pontes