Você está na página 1de 3

O Supervisor de Ensino na sua prática profissional

A palestra “O Supervisor de Ensino na sua prática profissional” foi assistida


no dia 20 de outubro de 2020, ministrada pelo professor Marcelo Ribeiro, a
palestra foi dividida em 4 vídeos com duração de 13 a 16 minutos, trouxe
como assunto o conceito da supervisão escolar, supervisão no Brasil e o papel
do supervisor na sua prática profissional.

Ocorre hoje um grande número de afazeres dos diretores, numa escola


cada vez mais difícil de administrar, que o induz naturalmente à desatenção
para questões aparentemente secundária, mas de suma importância. É fácil
constatar o tamanho do trabalho diante do crescente número de alunos,
apresentando problemas vinculados a comportamentos negativos, próprios de
uma sociedade em crise de valores, desaguando nas salas de aula e pensando
nessas novas funções da escola frente a construção de uma sociedade melhor
necessita trabalhar de forma compensatória reduzindo a desigualdade social
dentro da escola, formando cidadãos críticos e com atividades de valores.

Sob este aspecto, estende a participação do Supervisor de Ensino e a sua


presença sistemática nas escolas, auxiliando a direção num permanente
diálogo franco e democrático com vista a conduzi-la para um trabalho
transparente e isento de falhas. O supervisor deve se basear na relação
existente em sociedades igualitárias, auxiliando pra melhores resultados de
aprendizagem, preparando os educadores para melhores condições de
trabalho, encorajando–os para uma renovação na escola e nas práticas
pedagógicas.

Diversos autores já abordaram o tema “Supervisão”, relacionando-o à


prática educativa ou ligada a educação, os compromissos do supervisor antes
era entender a realidade, fazer a educação e formar profissionais da educação,
mas atualmente os compromissos baseiam na supervisão educacional
acompanhando a atualização pedagógica e normativa.

Desta forma, quaisquer diretores interessados no crescimento de suas


unidades de ensino são testemunhas do quanto uma supervisão atenciosa e
preocupada com a eficiente organização escolar e o processo pedagógico
contribui para o bom andamento do trabalho escolar e garante princípios de
liberdade e solidariedade humana para exercer a cidadania.
O Supervisor de Ensino na sua prática profissional

No âmbito educacional, o supervisor de Ensino foi visto, durante muito


tempo, como vigia das ações pedagógicas. Nesse sentido, trazer à tona
discussões acerca das práticas pedagógicas desse profissional é sempre muito
oportuno, pois este profissional hoje é um dos membros da equipe gestora,
devendo, portanto, apoiar e orientar o fazer pedagógico a partir da análise
crítica da proposta pedagógica da escola compreendendo os problemas e,
sobretudo, articulando soluções para os mesmos, o seu papel é mediar a
relação entre professor aluno no processo ensino e aprendizagem, acolher o
educador na sua prática cotidiana pedagógica, buscar alternativa e caminhos
para soluções dos problemas

Conforme Lima: “O desafio que a escola enfrenta atualmente


exige dos profissionais da educação, como é colocado o
supervisor, uma competência técnica e política que o habilita a
participar da construção da autonomia escolar construída a
partir da autonomia garantida pela lei, isso faz com que
na discussão do trabalho pedagógico abram-se amplas
perspectivas que estimulam e asseguram a participação de
todos”. (2008, p.3)

O supervisor de ensino precisa ser habilitado e capacitado para realizar


suas atividades de assessoria ao professor principalmente no planejamento no
desenvolvimento curricular e no processo avaliativo. Sabe-se que este é o
profissional que sustenta o fazer pedagógico na escola através da ação
orientadora e de acompanhamento da equipe, através de um contínuo
processo ação-reflexão-ação.
Quanto a Rangel (2001): “O supervisor escolar faz parte do
corpo de professores e tem sua especificidade do seu trabalho,
caracterizado pela coordenação das atividades didáticas e
curriculares e a promoção e o estímulo de oportunidades
coletivas de estudo”.

Assim, acredita-se que uma das funções específicas do Supervisor


Escolar é a socialização do saber docente, na medida em que há ela cabe
estimular a troca de experiências entre os professores, a discussão e a
sistematização de práticas pedagógicas, função complementada pelos órgãos
de classe que contribuirá para a construção, não só de uma teoria mais
compatível à realidade brasileira, mas também do educador coletivo.

Lembrando que não cabe ao supervisor impor critérios ou soluções,


cabe-lhe sem dúvida, ajudar na construção da conscientização necessária da
luta para uma educação libertadora.
RANGEL, Mary (org.). Supervisão Pedagógica: Princípios e práticas. Campinas, SP:
Papirus, 2001.
LIMA, João do Rozário. Coordenação Pedagógica na Atualidade.
www.webartigosos.com/articles/6497/1/cordenacao-pedagogica-
naatualidade/pagina1.html 13/ 07/ 2009ás21h16min

Acesso dia 13 de novembro de 2020


https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/pedagogia/a-
importancia-do-supervisor-escolar/52719

Você também pode gostar