Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E ENGENHARIAS


FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA

DHEDLEY GABRIEL SOUZA DOS SANTOS

MAURICIO MARIANO OLIVEIRA DA SILVA

Relatório: Arduino

Prof. Dr. Breno Ebinuma Takiuti

Data da Prática: 10/06/2021

Relatório apresentado à Faculdade de


Engenharia Mecânica da Universidade Federal
do Sul e Sudeste do Pará, para obtenção de
nota na disciplina de Eletrotécnica Geral.

MARABÁ
2021
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO……………………………………………………………………………. 3
2. OBJETIVOS………………………………………………………………………………. 4
2.1. OBJETIVO GERAL……………………………………………………………….…..4
2.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS…………………………………………………….…....4
3. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA…………………………………………………….……...4
4. MATERIAIS E MÉTODOS……………………………………………………….……...6
2.1. MATERIAIS…………………………………………………………………..............6
2.2. METODOLOGIA…………………………………………………..................….…...6
5. RESULTADOS E DISCUSSÕES…………………………………………………….…..9
6. CONCLUSÃO…………………………………………………………………………….10
7. REFERÊNCIAS…………………………………………………………………………..11
3

1. INTRODUÇÃO

Este relatório traz como perspectiva geral a utilização do Arduino na análise do


conhecimento prévio sobre eletrotécnica. Com o Arduino, se relacionam na prática conceitos
básicos e fundamentais de eletricidade, como tensão elétrica, corrente elétrica, resistência
elétrica, potência elétrica e energia elétrica, a partir de simulações, experimentos e da
utilização do microcontrolador.

A plataforma Arduino é basicamente uma placa eletrônica projetada para utilização em


diversos lugares e de forma simples, sendo open-source, com hardware e software flexíveis e
fáceis de usar, pode ser modificado, copiado e pode ser utilizado para criar outros
componentes baseados nele. É como se fosse um pequeno computador, montado em uma
placa eletrônica e sendo encontradas as informações necessárias na internet. Funciona de
forma semelhante a um computador interpretando entradas e controlando saídas a fim de criar
sistemas automáticos. Isso acontece através de programação.

Este relatório terá como conteúdo a utilização do Arduino na prática, para compreender
sua funcionalidade e como se relaciona com os demais componentes de um circuito elétrico,
como protoboard, sensores, resistores, LEDs, fontes de tensão e etc.
4

2. OBJETIVOS
2.1. OBJETIVO GERAL

O objetivo geral é apresentar uma introdução ao Arduino, como ele funciona e


conceitos básicos de programação de microcontroladores.

2.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Aprender a funcionalidade do Arduino;


 Desenvolver circuito utilizando Arduino;
 Analisar o Arduino na prática;
 Entender como o Arduino se relaciona com conceitos básicos da eletrotécnica.

3. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

3.1. Arduino

A plataforma Arduino surgiu em 2005 e foi desenvolvida por Massimo Benzi, David
Cuartielles, Tom Igoe, Gianluca Martino e David Mellis, tinha como funcionalidade ser um
dispositivo para controlar projetos de forma mais simples e acessível do que os outros
sistemas que já tinham no mercado. É uma plataforma open-source dividida em hardware e
software mais comumente para áreas como automação e robótica. Ou seja, pode ser utilizado
de forma comercial ou pessoal, e também permitir projetos derivados. Diversos tipos de
componentes eletrônicos podem ser acoplados, ligados na placa e serem programados. A
plataforma Arduino é controlada por um chip Microcontrolador ATMEGA com função de
receber e entregar informações controladas por software. A linguagem de programação da
plataforma é um conjunto de funções da linguagem C e C++, com modificações. A Figura 1
mostra um Arduino do tipo UNOR3.

Figura 1 – Placa Arduino UNO R3

Fonte: arduinolandia.com
5

A lista de coisa que se pode fazer com o Arduino é praticamente infinita. Pode ser
utilizada para automatizar coisas do dia a dia e do trabalho, brinquedos, equipamentos, carros,
etc. Isso porque o Arduino possui uma grande quantidade de sensores e componentes para
serem utilizados em variados projetos. Grande parte desses sensores e componentes estão
disponíveis em módulos, placas contendo esses sensores e outros componentes auxiliares como
resistores, capacitores e LEDs.
A programação da plataforma é estruturada de forma simples, o Arduino deve ser
conectado a um computador, por exemplo, por USB, e é utilizado um programa chamado IDE
para serem feitas as programações e depois transferir as informações do programa de volta ao
dispositivo.
Para exemplificar, numa utilização simples através do site Tinkercad, utilizando um
protoboard, o arduino, um LED vermelho e um resistor de 220 ohms, será montado o circuito
para acender e apagar o LED automaticamente através da programação. O circuito é ilustrado
na Figura 2:

Figura 2 – Circuito com Arduino no Tinkercad

Fonte: Autores.
6

O script desenvolvido para acender e apagar o LED pelo circuito foi:

Figura 3 – Script do circuito com Arduino

Fonte: Autores.

4. MATERIAIS E MÉTODOS

4.1. MATERIAIS
● Placa Arduino
● Fonte de tensão contínua
● LED (vermelho)
● Resistor (220 Ω)
● Jumper

4.2. METODOLOGIA

5. RESULTADOS E DISCUSSÕES

6. CONCLUSÃO
7

7. REFERÊNCIAS

Disponivel em: <https://www.tinkercad.com/things/jcY0Nb6JJbf-epic-fyyran-


lahdi/editel?tenant=circuits>. Acesso em 08 de Junho de 2021.

ARDUINO. Arduino. Disponível em: <https://www.arduino.cc/> . Acessado em: 06 de


Junho de 2021.

ADILSON THOMSEM. O que é Arduino. Disponivel: <https://www.filipeflop.com/blog/o-


que-e-arduino/> Acesso em 06 de Junho de 2021.