Você está na página 1de 2

EXMO. SR. DR.

JUIZ DE DIREITO DA VARA DA FAMÍLIA E


SUCESSÕES DA COMARCA DE PATOS DE MINAS – MG.

Processo nº.: 0480.08.110292-7

DENISE CÂNDIDA DE JESUS, devidamente qualificada


nos autos do processo em epígrafe, por seus procuradores que a esta subscrevem,
vem, respeitosamente, a presença de V. Exa., requerer a REGULAMENTAÇÃO
DE VISITA, pelas razões de fato e direito a seguir aduzidas:

A Requerida é mãe da menor LETÍCIA RIBEIRO DE


JESUS, nascida aos 03/05/2005, fruto de um namoro com ALISSON
EUSTÁQUIO RIBEIRO DA SILVA, que atualmente detêm a guarda de fato da
criança.

Em janeiro de 2008 a Requerida recebeu uma proposta de


trabalho na cidade de Belo Horizonte – MG. Com o intuito de proporcionar um
futuro melhor para sua filha e, em acordo com o pai da menor, Sr. Alisson
Eustáquio, deixou, temporariamente, a filha aos cuidados do pai, até que a
Requerente estabelecesse seu novo domicílio na capital mineira.

Em meados de junho de 2008, a Requerida foi surpreendida


ao ser informada que o pai da menor havia proposto a presente Ação de Guarda de
Menor, criando uma história fantasiosa, a qual não condiz com a realidade dos
fatos, matéria esta que será objeto de contestação no momento oportuno.

Em razão dos fatos narrados acima, a Requerida se demitiu


do seu novo emprego, e voltou a residir com sua mãe, nesta cidade, à Rua Espírito
Santo, nº. 183, Bairro Várzea. Ocorre que, desde a sua chegada em Patos de
Minas, o pai, Sr. Alisson Eustáquio Ribeiro da Silva, não mais permitiu que a
Requerida pudesse ver, quanto menos visitar a filha, que hoje conta com 03 (três)
anos de idade.

Como visitar e ter consigo a filha lhe é um direito assegurado


por disposição expressa de lei, pretende a Requerida ter a filha consigo, podendo
visita-la livremente, inclusive nos finais de semana.

Por todo o exposto, REQUER:

a) que, no decorrer da presente Ação, seja reservado à mãe o direito de, ao


menos poder visitar sua filha livremente, inclusive nos finais de semana;
b) seja intimado o ilustre Representante do Ministério Público do presente
pedido;
c) seja procedido o estudo social na residência da Requerida, com endereço
na Rua Espírito Santo, nº. 183, bairro Várzea, nesta cidade;

Termos em que
Pede deferimento.

Patos de Minas, 30 de julho de 2008.

Advogado

Você também pode gostar