Você está na página 1de 59

GRAMÁTICA

VERBO

APRESENTAÇÃO

Prof. Ernani Filgueiras

AULA 1

Definição
Observe as palavras em negrito:

Nós confiamos no presente.


Ele chegou à fazenda de madrugada.
Elas estão felizes.
Choverá muito à noite.

Observe as palavras em destaque , resolva, em uma folha de papel, o


exercício que se segue, em seguida , assista à explicação do professor na
vídeo-aula.

1 . Assinale C ou E para as afirmações acerca das palavras em negrito.

( ) Variam em gênero. (masculino/feminino)


( ) Variam em número. (singular/plural)
( ) Variam em pessoa. (1ª/2ª/3ª)
( ) Variam em tempo.
( ) Variam em modo.
( ) Variam em voz.
AULA 2

Estrutura dos Verbos – Conjugações

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E para certo ou errado.

( ) O radical contém a base da significação.


( ) A vogal temática determina a conjugação .
( ) Radical + vogal temática = tema.
( ) Nos verbos regulares, tirando-se o r do infinitivo obtém-se o tema.
( ) O verbo pôr pertence à quarta conjugação.

AULA 3

Desinências de Números e Pessoa


Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que
se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E.
( ) A parte do verbo assinalada em negrito indica se o verbo está no
singular ou plural (número).
( ) Indica também se o verbo está conjugado na 1ª, 2ª ou 3ª pessoa.
( ) Por isso se chama desinência número-pessoal.
( ) Na terceira pessoa do singular, nesse tempo, a desinência número-
pessoal é Ø.

AULA 4

Quadro de desinências número-pessoais


Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que
se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Observe o quadro acima e responda C ou E.

( ) Esse quadro se refere a três tempos do modo indicativo: presente, pretérito


perfeito e futuro do presente.
( ) Tais desinências se chamam número-pessoais, porque indicam a pessoa
verbal e informam seu número (singular ou plural).
( ) As desinências verbais s e ás (amas, amarás) indicam 2ª pessoa do plural.
( ) As desinências verbais s, ste e ás indicam 2ª pessoa do singular.
( ) As formas verbais terminadas em m e ão indicam 3ª pessoa do plural.

AULA 5

Modos Verbais
Responda, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em
seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Observe os sentidos dos verbos destacados e responda C ou E.


a) Juliana chega hoje à noite.
b) Espero que Ana chegue hoje.
c) Chegue cedo, Juliana!

( ) Em a, o sentido é de afirmação, certeza, convicção.


( ) Em b, o sentido é de possibilidade, dúvida.
( ) Em c, dependendo da entonação, o verbo pode expressar um pedido, uma
súplica ou uma ordem.

2. Correlacione as colunas adequadamente.

a) subjuntivo em frase optativa


b) subjuntivo expressando dúvida

( ) Talvez não se chegue a esse ponto.


( ) Deus a abençoe, minha fi lha.
( ) Que a felicidade seja sempre sua companheira.

AULA 6

Tempos Verbais

Presente, pretérito e futuro


* Vide, em Análise Sintática por Ícones e Quadros Comparativos, Frase, Oração, Período; Frase quanto ao sentido.

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Coloque :

1 para Presente - 2 para pretérito perfeito – 3 para pretérito imperfeito

4 para futuro do pretérito – 5 para pretérito mais-que-perfeito.

( )
a) Hoje me sinto bem neste local.
( ) ( ) ( )
b) Quando me mudei para cá, vim a convite de minha tia, que morava aqui e
chegara três anos antes.
( )
( ) ( )
c) Nem eu nem ela sabíamos que a minha vinda transformaria por completo a
aparência do lugar em menos de um ano.

Presente e futuro do presente do modo indicativo


2. Assinale C ou E.

a) Judite gosta de Gustavo e quererá ir com ele ao teatro.

( ) gosta é um verbo flexionado no presente, porque denota um sentimento que


acontece no momento em que se fala.

( ) quererá é um verbo articulado no futuro, porque denota um sentimento,


uma vontade que só vai acontecer depois do momento em que se fala.

3. Assinale C ou E.

b) Judite está gostando de Gustavo e vai querer namorá-lo.

( ) está gostando é uma locução verbal no presente do indicativo

( ) Vai querer é uma locução verbal no futuro.

4. Assinale C ou E.

c) Judite gosta de estudar.


( ) O presente gosta e está gostando transmite também uma idéiade ação
contínua.

AULA 7

Quadro de Desinências Modo-Temporais e Número-


Pessoais

Após o estudo acima, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

AULA 8
Quadro de Desinências Modo-Temporais

Formas nominais do verbo

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Observe as desinências no quadro anterior e responda C ou E.


( ) amado, coberto e aceso são exemplos de particípio.
( ) O particípio é variável em gênero (amada, coberta, acesa)
( ) O particípio plural em s, feminino em a.
( ) O particípio é variável em gênero (amada, coberta, acesa)
( ) O gerúndio é variável em gênero e número.
( ) O infinitivo é variável e invariável.

AULA 9

Vozes Verbais : Ativa


Veja esta cena:
Qualquer observador pode comunicar a ação que nela se passa. Se,
inconscientemente, ele enfatiza a planta, possivelmente dirá:

— A planta está sendo regada pelo homem.

Se, contudo, ressalta o ser humano, provavelmente ele dirá:

— O homem está regando a planta.

O falante coloca como sujeito o que lhe parece ser mais importante, extrai-se daí
que sujeito é posição de destaque psicológico. Quando se escolhe para sujeito o
agente da ação, Usa-se a voz ativa do verbo. Quando se emprega como sujeito
o alvo ou paciente da ação, tem-se a voz passiva.

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Julgue com C ou E a correção conceitual dos esquemas:

( ) sujeito - destaque psicológico


( ) sujeito agente - voz ativa
( ) sujeito paciente - voz passiva
( ) voz ativa e passiva - mesmo significado
( ) voz ativa e passiva - mesmo referente
( ) voz ativa e passiva - enfoques diferentes

2. Julgue C ou E.

( ) O objeto direto, paciente da ativa (sem preposição), vira sujeito da passiva.


( ) O sujeito agente (sem preposição) recebe a preposição por e vira agente da
passiva.
( ) O verbo da ativa vai, na passiva, para o particípio antecedido do auxiliar “ser”
(ou “estar”).
( ) Todos os demais termos permanecem iguais.

AULA 10

Voz Ativa e Passiva (estrutura e mudança)

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E nas afirmações a seguir.

( ) O verbo “ser” é usado como auxiliar da voz passiva.


( ) Na passiva, o verbo “ser” assume o tempo e o modo do verbo principal
da ativa.
( ) O verbo principal da ativa, na passiva, vai para o particípio.
( ) Há gramáticos que aceitam também o verbo “estar” como auxiliar de
voz passiva.
( ) O agente da passiva é introduzido pelas preposições “por” ou “de”.
2. Siga o modelo.

Ela está comprando cavalos.


Cavalos estão sendo comprados por ela.

Ela estará comprando um cavalo.


________________________________________

Ela estaria comprando uns cavalos.


________________________________________

Ela deverá estar comprando um cavalo.


________________________________________

AULA 11

Voz Passiva ≠ Passividade

Passividade = sujeito recebe a ação verbal.

Voz passiva = verbo “ser” + “particípio”.


v. pass. v. ativa passiv//

I – Ele recebeu um presente. Voz ativa / passiva


II – Ele doou um presente. Voz ativa
III – Um presente foi recebido por ele. Voz passiva
IV – Um presente foi doado por ele. Voz passiva

AULA 12

Voz Passiva Analítica e Sintética


AULA 13

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Observe e continue.

OBJ. DIRETO PACIENTE SUJEITO PACIENTE


Compraram um cavalo. Comprou-se um cavalo.

Falavam a verdade. ______________________


Falaram as verdades. ______________________
Alugam carro aqui? ______________________
Alugam carros aqui? _______________________
Diziam um segredo. __________________________
Diziam uns segredos. __________________________
Compraram cavalos. __________________________

AULA 14

Voz Ativa com Sujeito Indeterminado

1. Faça a correlação, e logo após, assista ao vídeo:

Sujeito: e = expresso i = indeterminado

Falou-se de você. ( )
Falaram-se verdades. ( )
Aluga-se por centavos. ( )
Aluga-se charrete. ( )
Pensa-se em reformas. ( )
Pensam-se soluções. ( )

AULA 15

Voz Reflexiva
AULA 16

Vozes Reflexiva e Recíproca

Faça , em uma folha de papel, o exercícios que se segue, em seguida,


assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Compare estas cenas e faça a correlação :


1. ele(s) e se ( ) mesmo referente, frases nº. 1 e 3 .
2. ele(s) e se ( ) reciprocidade de ações, frase nº. 2.
3. voz reflexiva ( ) frases nº. 1 e 3.
4. voz reflexiva recíproca ( ) frase nº. 2.
5. ambigüidade ( ) frases nº. 2 e 3.

AULA 17

Aspectos Verbais
- Incoativo, inceptivo: aspecto verbal que acrescenta ao significado do verbo a
idéia de “início de ação”.

... amanhecer, entardecer...

- Freqüentativo: acrescenta ao significado verbal a idéia de repetitividade.

. Ela costuma vir aqui.


. Saltitar.
. Chorava volta e meia.

AULA 18

Verbos Causativos e Sensitivos


- Causativos: verbos que denotam causa ou motivo da existência das orações
que o segue.

. Deixava que o acariciassem.


. Mandei-o sair.
. Pedi que ela viesse.
. Fizemos que ele concordasse.

- Sensitivos: referem-se a um dos sentidos humanos (visão, audição...).

. Eu a vi chorando.
. Ouvimos a menina rezar.
. Sentimos seu coração bater.
AULA 19

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples

AULA 20

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples
AULA 21

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples

AULA 22

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples
AULA 23

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples

AULA 24

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples
Em síntese:

AULA 25
Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos
Simples
AULA 26

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples

AULA 27

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples
AULA 28
Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos
Simples

AULA 29

Paradigmas das 3 Conjugações Regulares – Tempos


Simples
AULA 30

Formas Nominais do Verbo

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E.

( ) Infinitivo, gerúndio e particípio são formas nominais dos verbos.


( ) Indicativo, subjuntivo e imperativo, conseqüentemente, são formas verbais.
( ) As formas nominais do verbo são assim chamadas porque podem funcionar
como nomes (substantivo, adjetivo, advérbio).
( ) O particípio é usado na formação dos tempos compostos.
( ) “Ela foi escolhida”. A palavra destacada é um adjetivo.
( ) A palavra destacada no item anterior é um particípio formando uma voz
passiva com o verbo auxiliar ser.

AULA 31

Formas Nominais

Leia em voz alta três vezes o quadro a seguir, para treinar o ouvido.

AULA 32

Fixação Infinitivo Impessoal


1. Marque C para certo ou E para errado, em seguida, assista à explicação
do professor na vídeo-aula.

“Amar, vender e partir é sempre bom.”

( ) Os verbos em destaque estão no infinitivo impessoal.


( ) O infinitivo sugere ações desvinculadas da idéia de tempo (presente, pretérito,
futuro), isto é, as ações são postas na atemporalidade.
( ) Quando se diz que o infinitivo é impessoal é porque não indica o sujeito da
ação.
AULA 33
Fixação Infinitivo Impessoal
1. Marque C para certo ou E para errado, em seguida, assista à explicação
do professor na vídeo-aula.

“Partires é bom.”

( ) O verbo em negrito está no infinitivo pessoal.


( ) Infinitivo porque não delimita a ação no tempo.
( ) Infinitivo pessoal porque indica o sujeito (tu).
( ) No infinitivo pessoal, nas três conjugações, as desinências pessoais são as
mesmas.
( ) A desinência que marca o infinitivo, nas três conjugações é r, em todos os
verbos,regulares e irregulares.

AULA 34

Fixação Gerúndio

1. Marque C para certo ou E para errado, em seguida, assista à explicação


do professor na vídeo-aula.

“Ele encontrou os rapazes chorando.”

( ) O verbo em negrito está no gerúndio.


( ) O gerúndio indica um tempo definido e estático.
( ) O gerúndio, como o infinitivo, indica tempo em desenvolvimento, em
andamento.
( ) A desinência que marca o gerúndio é ndo, para as três conjugações, em todos
os verbos, regulares ou irregulares.

AULA 35

Fixação Particípio
1. Marque C para certo ou E para errado, em seguida, assista à explicação
do professor na vídeo-aula.

“Ele encontrou os inimigos reunidos.”

( ) O verbo negritado está no particípio.


( ) A desinência indicadora de particípio, nos verbos regulares é do ; nos
irregulares e abundantes, to ou so..
( ) O particípio funciona como adjetivo e varia em gênero e número.
( ) Trata-se da única forma do verbo que varia em gênero.

AULA 36

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(INDICATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 37
Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar
(INDICATIVO)

Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de


quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 38
Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar
(INDICATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 39

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(INDICATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 40

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(INDICATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.
AULA 41

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(INDICATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 42

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(SUBJUNTIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.
AULA 43

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(SUBJUNTIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 44

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(SUBJUNTIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.
AULA 45

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(IMPERATIVO)

Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de


quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 46

Conjugação dos Verbos Ter, Haver, Ser e Estar


(IMPERATIVO)
Antes de estudar os tempos compostos, é importantíssimo saber a conjugação de
quatro verbos que costumam aparecer como auxiliares: ter, haver, ser e estar.
Conjugue-os em voz alta três vezes para educar o ouvido.

AULA 47
Formas nominais
AULA 48

Ter, Haver, Ser e Estar: Auxiliares

1. Observe as frases e responda C ou E, em seguida, assista à explicação


do professor na vídeo-aula.

I – Ele havia adquirido um belo relógio.


II – Ele tem escrito belos poemas.
III – Ela foi cercada pelos colegas.
IV – Ela estava cercada pelos colegas.

( ) Haver e ter: formadores de voz passiva.


( ) Ser forma voz passiva.
( ) Ter e haver são auxiliares de voz ativa; ser auxilia a formação de voz passiva.
( ) Estar, não é formador de voz passiva, mas indicador de passividade.

AULA 49

Paradigma Das Três Conjugações Regulares – Tempos


Compostos

Modelos: ter amado; ter vendido; ter partido

Pretéritos:
Futuros:

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Responda C ou E.

( ) Tempo composto de voz ativa constrói-se com verbo auxiliar ter mais o
particípio do principal.

( ) Tenho vendido é exemplo de pretérito perfeito composto, e sugere ação que


se repete até agora.

( ) “Quando cheguei, você tinha saído.”


“Quando eu cheguei, você saíra.”
Os verbos destacados estão no mais-que-perfeito.

( ) O mais-que-perfeito composto se constrói com o auxiliar no imperfeito.


( ) Tinha saído é muito mais usado que saíra.

( ) Os futuros compostos têm o auxiliar no futuro idêntico.

AULA 50

Paradigma da Voz Passiva


Modelo: ser amado

Indicativo:

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Responda C ou E.

( ) Voz passiva se faz com o verbo auxiliar ser mais o particípio do principal.

( ) Os tempos da voz passiva, por serem formados com mais de um verbo, são
tempos compostos.

( ) Na voz passiva, define-se o tempo pelo verbo auxiliar.

( ) Na voz passiva, o particípio varia em gênero e número (amado/a/s) para


concordar com o sujeito.

AULA 51
Paradigma da Voz Passiva ( Pretérito Perfeito)
Modelo: ser amado

Indicativo:

AULA 52

Paradigma da Voz Passiva ( Mais que Perfeito)


Modelo: ser amado

Indicativo:

AULA 53
Paradigma da Voz Passiva ( Futuro do presente)
Modelo: ser amado

Indicativo:

AULA 54

Paradigma da Voz Passiva ( Futuro do pretérito)


Modelo: ser amado

Indicativo:

AULA 55
Paradigma da Voz Passiva (Pretérito imperfeito )
Modelo: ser amado

Subjuntivo:

AULA 56
Paradigma da Voz Passiva (Pretérito Perfeito e mais que
perfeito )
Modelo: ser amado

Subjuntivo:
AULA 57

Paradigma da Voz Passiva (Futuro )


Modelo: ser amado

Subjuntivo:

AULA 58

Paradigma da Voz Passiva (Infinitivo)


Modelo: ser amado
AULA 59
Paradigma da Voz Passiva (Gerúndio e Particípio)
Modelo: ser amado

Após o estudo acima, resolva, em uma folha de papel, os exercícios que


se seguem, em seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Responda C ou E.
( ) A única forma simples da voz passiva é o particípio.
( ) Em todas as demais formas, a voz passiva é composta por dois ou mais
verbos.

AULA 60

Voz Passiva (aspectos semânticos)

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Compare as duas formas seguintes e responda C ou E.

I – É melhor ser amado que estar sendo amado.


II – Eu não estou sendo amado, eu sou amado.

( ) Em todas as formas, o verbo ser é responsável pela formação da voz passiva.


( ) Em I, as ações se consideram no presente.
( ) Em II, as ações se consideram no presente.
( ) Em II, estou sendo e sou têm o mesmo sentido.
( ) Sou amado traz noção de continuidade, enquanto estou sendo amado conota
transitoriedade.
( ) Em I, acontece a mesma idéia. O verbo estar contribui com a noção de
transitoriedade, momentaneidade, e o ser transmite continuidade, permanência

AULA 61

Formas Rizotônicas e Arrizotônicas


1. Assinale C ou E.

( ) Riz(o) = raiz, radical.


( ) Radical, ou raiz, é = significado-base da palavra.
( ) Tônico = forte.
( ) Rizotônica = vogal tônica está dentro do radical.
( ) Arrizotônica = vogal tônica fora do radical.
AULA 62

Locução Verbal

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.
1. Assinale C ou E para locução verbal:

( ) Apresenta um só verbo principal.


( ) Pode ter um ou mais verbo auxiliar.
( ) Pode ter, ou não, a presença de preposição.
( ) O verbo principal estará ou no gerúndio, ou no infinitivo ou no particípio.
( ) Em “podemos ter sido aprovados”, o verbo em destaque é indicador de voz
passiva.
( ) São locuções verbais: começou a chorar, andou falando, deixou de falar,
acabou-se convencendo, voltou a incomodar, podia supor, pôs-se a cantar, tornou
a sorrir, vai começar a amar.

AULA 63

FORMAÇÃO DOS TEMPOS E MODOS

Derivado do presente do indicativo

AULA 64
Derivados dos presentes do indicativo e do subjuntivo

Derivado do Pres. do Subjuntivo

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E, sobre o imperativo:

( ) O afirmativo deriva do presente do indicativo (tu, vós) e do presente do


subjuntivo (você, nós, vós, vocês).
( ) O negativo é igual ao presente do subjuntivo.
( ) Não aceita sujeito ele(s), porque não se dá ordem diretamente à pessoa de
quem se fala.
( ) Não tem 1ª p. do singular, porque ninguém dá ordem a si mesmo.
( ) O nós representa o(s) receptor(es) e inclui o emissor. “Comecemos por aqui”.
( ) Seus sujeitos são sempre receptores.

AULA 65

Derivados do pretérito perfeito

Mais-que-perfeito do indicativo, futuro e imperfeito do subjuntivo

AULA 66

Derivados do Infinitivo Impessoal I


AULA 67

Verbo Quanto ao Modelo de Conjugação


AULA 68

Metafonia

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Observe os destaques e responda C ou E:

( ) Levo e fervo: vogais do radical, abertas.


( ) Levo e ferves: vogais dos radicais, abertas.
( ) Levais e levo: vogais do radical alteram timbre fechado com aberto.
( ) Fervo e ferves: inalterado timbre vocálico.
( ) Levas, levo, fervo, ferves: formas rizotônicas.
( ) Metafonia: variação de timbre vocálico nas formas rizotônicas.
( ) Metafonia: considerada regularidade verbal.
AULA 69

Verbos Anômalos

Há autores que consideram anômalos qualquer verbo que apresente fortes


mudanças em seu radical. Por exemplo:

dar: dei, dava, darei, dado ver: vejo, vi, venho, visto
ter: tenho, tive, terei, tido caber: caibo, coube, cabia
haver: hei, havia, houve dizer: digo, disse, dizia, dito
poder: posso, podia pude saber: sabia, soube, sa
vir: venho, virei, vier pôr: ponho, puser, porei

AULA 70

Verbos Unipessoais e Impessoais

Verbo unipessoal

Vozes de animais: coaxa(m), crocita(m)

Verbo impessoal

. Fenômenos naturais: chove, amanhece.


. Haver com idéia de existir: Há soluções para tudo.
. Alguns verbos relacionados a tempo: Faz dezoito anos que...
AULA 71

Verbos Defectivos e Abundantes

Defectivos

São verbos em cuja conjugação faltam formas, por várias razões, entre as quais,
cacofonia, modismo, significação. As listas desses verbos variam entre os autores,
em função da época em que se constituíram os registros falados, do nível sócio-
cultural e até econômico dos falantes, inclusive da visão política do gramático.
Costumam ser divididos em cinco grupos:

1. Os que não aceitam o ou a após o radical, por isso não têm a 1ª pessoa do
singular do presente do indicativo, não têm todo o presente do subjuntivo, não
têm as pessoas você(s) do imperativo afirmativo, não têm todo o imperativo
negativo (Vide abolir, carpir, demolir);
2. Os arrizotônicos da 3ª conjugação, que só se conjugam nas formas em que ao
radical se segue a letra i. Por isso, no presente do indicativo só têm as pessoas
nós e vós; não têm todo o presente do subjuntivo; não têm imperativo negativo;
do imperativo afirmativo, só têm a pessoa vós (Vide falir, florir, adir);
3. Os que, pelo significado, não podem ter imperativo (Vide: acontecer, caber,
poder);
4. Os que, pelo significado, só se conjugam na voz recíproca, tendo, portanto, só
as pessoas do plural: entreolhamo-nos, entreolhais-vos, entreolham-se.
5. Os que têm particularidades especiais (Vide: adequar, precaver-se, reaver,
grassar).

Abundantes

Tem, pelo menos, duas formas equivalentes:

aceitar: aceitado, aceito, aceite.


haver: havemos, hemos
construir: constrói, construi

A respeito de abundantes

1. A abundância acontece com mais freqüência no particípio, com vários verbos


apresentando um particípio regular (terminado em ado/ido) e um ou mais
irregulares.
2. O particípio regular, invariável (ele tinha aceitado; elas ha viam aceitado).
3. O particípio irregular varia em gênero e número: ele foi aceito; elas foram
aceitas.
4. O particípio irregular funciona como adjetivo também: regra aceita.
5. Quanto ao uso do particípio regular e do irregular, vide pág. 178.
6. Autores modernos têm dado preferência ao uso do particípio irregular, por ser
mais sucinto e têm-no usado indiferentemente para voz passiva ou ativa.

AULA 72
Revisão e Fixação

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E:

( ) Amar, correr e partir são paradigmas da 1ª, 2ª e 3ª conjugações,


respectivamente.

( ) Estar foge do paradigma, no presente e no perfeito do indicativo, por isso é


irregular.

( ) A irregularidade do verbo estar, no presente e no perfeito do indicativo,


aparece no radical.

( ) estou e estive: as desinências fogem do paradigma amo, amei, e acusam


irregularidade.

( ) trazer, trago: a mudança z / g, mostra irregularidade no radical.

( ) trouxe: irregularidade no radical e desinência. Se o verbo fosse regular seria


trazi.

( ) trarei: forma regular.

( ) Pedir é irregular no pretérito perfeito.

( ) Pedir é irregular no futuro do presente.

( ) Para saber se um verbo é regular ou irregular, basta conjugar, no indicativo, a


1ª do singular do presente e do pretérito perfeito.

( ) Ser e Ir são anômalos porque têm mais de um radical primário ou raiz.

( ) Alguns gramáticos consideram anômalos também verbos como haver, vir


porque apresentam fortes mudanças nos seus radicais.

( ) Defectivo é o verbo a que falta(m) forma(s).

( ) Abundante é o verbo a que sobra(m) forma(s).

( ) Nos tempos compostos ou locuções verbais, há dois ou mais verbos com valor
de um só.

( ) O verbo que, nas locuções verbais ou nos tempos compostos, mantém o seu
significado-base chama-se verbo principal.
AULA 73

Verbo Pronominal e Voz Reflexiva

AULA 74

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo
AULA 75

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo

AULA 76

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo
AULA 77

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo

AULA 78

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo
AULA 79

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo indicativo
Revisão e Fixação

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Com relação à conjugação pronominal e reflexiva, assinale C ou E.

( ) A desinência mos, da 1ª p. plural, perde o -s ao receber o oblíquo átono nos.

( ) O verbo lavar não é um verbo pronominal, mas assume a conjugação


pronominal para fazer a voz reflexiva.

( ) O verbo sair não é pronominal: Ela sai cedo.

( ) O verbo sair-se é pronominal no sentido de obter resultado (sair-se bem ou


mal) e no sentido de desvencilhar-se.

( ) Não é possível construir-se a forma havia-me lavado.

( ) Os tempos compostos da voz ativa podem ser construídos com o auxiliar ter
ou haver: tinha-me ou havia-me lavado; ter-me-ei ou haver-me-ei lavado.

( ) Atualmente o auxiliar haver está em desuso, o que traz um tom de arcaísmo


à frase. Ainda é usado para evitar a repetição do ter ou para obtenção de efeito
estilístico.
AULA 80

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo Subjuntivo

AULA 81

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo Subjuntivo
AULA 82

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo Subjuntivo

Revisão e Fixação

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1.Observando a conjugação pronominal e reflexiva do subjuntivo,


assinale C ou E.

( ) Os pronomes oblíquos átonos são colocados antes do verbo porque são


atraídos pelas conjunções subordinativas que, se, quando...

( ) Na frase “Lave-me a culpa a Sua misericórdia”, a forma verbal é igual à do


subjuntivo (lave), e o pronome átono me vem depois do verbo porque antes deste
não há conjunção subordinativa.

( ) Em “Lave-me a culpa”, tem-se exemplo de oração optativa, constituída de


forma verbal igual à do subjuntivo, mas com ênclise obrigatória.
AULA 83

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva

Modo Imperativo

AULA 84

Paradigma de Conjugação Pronominal e Reflexiva


AULA 85

Classificação do Verbo Quanto à Função


AULA 86

Uso dos Particípios: Regular e Irregular


Observe:

I – Ele havia matado o inimigo.


II – O inimigo foi morto.
III – Ele tinha matado o inimigo.
IV – O inimigo está morto.
V – Inimigo bom é inimigo morto.

Uso dos particípios

Resolva, em uma folha de papel, os exercícios que se seguem, em


seguida, assista à explicação do professor na vídeo-aula.

1. Assinale C ou E.
( ) Esse livro foi imprimido no Brasil.

( ) A editora tinha impresso esse livro no Brasil.

( ) Esse livro foi impresso no Brasil.

( ) A editora tinha imprimido esse livro no Brasil.

( ) Foi impressa enorme velocidade ao carro.

( ) “Imprimir”, na acepção de “produzir movimento”, “infundir”, tem apenas o


particípio regular (imprimido).

( ) Foi imprimida enorme velocidade ao carro.

AULA 87

Assista à explicação do professor na vídeo-aula.