Você está na página 1de 12

1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO


CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE
DISCIPLINA: TOPOGRAFIA 2
PROFESSOR(A): LARISSA RIBAS

Gustavo Henrique Norat Pintor


Matheus Felipe da Silva
Thiago Alexandre Alves de Lima

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO DE ITAÍBA-PE COM O QGIS

CARUARU – PE
Outubro de 2019
2

Gustavo Henrique Norat Pintor


Matheus Felipe da Silva
Thiago Alexandre Alves de Lima

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO DE ITAÍBA-PE COM O QGIS

Relatório técnico apresentado como requisito parcial


para obtenção de aprovação na disciplina de
topografia 2, no curso de Engenharia Civil, na
Universidade Federal de Pernambuco.

Prof.ª Larissa Ribas.

CARUARU – PE
Outubro de 2019
3

Sumário
1 INTRODUÇÃO.......................................................................................................................4
2 DESENVOLVIMENTO..........................................................................................................5
2.1
3 CONCLUSÕES.....................................................................................................................11
4 REFERÊNCIAS.....................................................................................................................12
4

1 INTRODUÇÃO
Itaíba é um município do estado de Pernambuco pertencente à Mesorregião do Agreste
Pernambucano. Localizado a 331 km de distância da capital suas coordenadas geográficas
são 8°56’54” Sul de latitude e 37°25’37” Oeste de longitude, se estendendo por uma área
total de 1083,7 km², na altitude de 465 metros.

Imagem 1: Localização de Itaíba em Pernambuco


Está inserido no planalto da Borborema, caracterizado por conjunto de terras altas que não
apresentam solução de continuidade litológica com relação ao relevo adjacente, com
predominância das serras, nas quais se destacam as do Culupi, Exu, Caldeirão,
Salgadinho, Salgado e Serra dos Cavalos. Com relação a hidrografia, o município pertence
a Bacia do Rio Ipanema, que desagua no rio São Francisco, e tem como tributários
pequenos riachos temporários.
Para a representação do relevo deste município, utilizou-se o software livre QGIS, que
permite a visualização, análise e edição de dados georreferenciados, além de possuir
diversas extensões como QSWAT que auxiliam na delimitação das bacias hidrográficas.
5

2 DESENVOLVIMENTO
Utilizou-se o programa QGIS, na versão 2.6.1, para análise dos dados fornecidos pelo
Banco de Dados Geomorfométricos do Brasil, que podem ser obtidos por meio do
TOPODATA fornecido pelo INPE. O município escolhido foi Itaíba.
Inicialmente, mudou-se no QGIS o CRS (coordinate reference system) para SIRGAS 2000,
com o proposito de se adequar ao sistema de referência do arquivo
“dem_pernambuco_sirgas2000.tif”.

Imagem 2: configuração do sistema de referência espacial


Como o arquivo DEM representa toda a extensão do estado pernambucano, foi recortado
do mesmo somente a parte corresponde ao município de Itaíba, usando a função “Clipper”
na aba “Raster”.

Imagem 3: recorte da área corresponde a Itaíba no DEM


Foi criado um arquivo exclusivo para o município de Itaíba, mantendo as informações
fornecidas pelo DEM do estado:
6

Imagem 4: Novo arquivo correspondente a Itaíba


Em seguida, delimitou-se as curvas de nível para toda a área em questão. Isso foi feito
com a função “Contour” para 1,3,10,20,30 e 50 metros.

Imagem 5: localização da função Contour no QGIS

Imagem 6: entrada da função Contour


7

Imagem 7: saída da função, curva de nível 50 m


Após isso, foi usado a extensão QSWAT para fazer a delimitação das bacias hidrográficas.
Com o QSWAT aberto, delimitou-se a bacia utilizando o arquivo de DEM de Itaíba
recortado anteriormente:

Imagem 8: QSWAT com aba de delimitação da bacia


Obteve-se então um novo arquivo que mostra a bacia hidrográfica com os principais cursos
d’agua do município:
8

Imagem 9: bacia do rio Ipanema em Itaíba


Em seguida na mesma função do QSWAT foi delimitada a área de drenagem da sub bacia
correspondente:

Imagem 10: área de drenagem da sub bacia


9

Delimitou-se o curso principal do rio e comprimento máximo do talvegue:

Imagem 11: comprimento máximo do talvegue


Utilizando-se a função new print composer foi criado um mapa próprio do município
de Itaíba, contendo suas curvas de nível com espaçamento de cotas de 30 metros, e com
os cursos d’água presentes no seu território

Imagem 12: Mapa contendo a topografia e hidrografia de Itaíba


Para a criação do perfil longitudinal do talvegue máximo da bacia hidrográfica
presente no município, foi utilizada a extensão Profile Tool no Qgis, com ela fazendo-se um
trajeto do meu arquivo raster, obtém-se o perfil topográfico do mesmo. Aqui segue o
resultado para o talvegue máximo de nossa bacia:
10

Imagem 13: Perfil Longitudinal do talvegue máximo da bacia


A cabeceira do curso principal tem cota de 502 m, já o exutório de 311 m. Ao longo
do talvegue as cotas variam de 311 a 569 m.

3 CONCLUSÕES
11

O uso de dados geomorfométricos aliado a softwares de análise, se mostra bastante


útil dentro do contexto de engenharia civil. Ao longo dos anos, com avanço da tecnologia,
muitos destes dados estão disponíveis para público, através de bancos de dados,
fornecidos pelo INPE. Dependendo de sua aplicação e sua resolução, podem ser usadas
nos mais diversos estudos topográficos, agilizando medições que poderiam ser inviáveis
se fossem feitas em campo com instrumentos convencionais.
O QGIS, assim como outros softwares, é essencial no tratamento deste tipo de
informação. Com ele, podem ser tiradas as curvas de níveis de grandes regiões, como um
município, estado etc. A função QSWAT proporciona um estudo satisfatório da hidrografia
da região.
12

4 REFERÊNCIAS

https://www.qgis.org/pt_BR/site/
https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-itaiba.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Ipanema
https://pt.wikipedia.org/wiki/Planalto_da_Borborema
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Brazil_Pernambuco_Ita%C3%ADba_location_map.svg
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_mesorregi%C3%B5es_e_microrregi
%C3%B5es_de_Pernambuco
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ita%C3%ADba
https://onedrive.live.com/?authkey=
%21ALLz3o1%2DjIeV284&id=5637C7EA148779B0%211499&cid=5637C7EA148779B0
http://www.dsr.inpe.br/topodata/

Você também pode gostar