Você está na página 1de 18

cursoagoraeupasso.com.

br

SUMÁRIO
MORFOLOGIA: ADJETIVO ............................................................................................................................. 2
ADJETIVOS ............................................................................................................................................... 2
CLASSIFICAÇÃO DOS ADJETIVOS ........................................................................................................... 2
FLEXÃO EM NÚMERO DOS ADJETIVOS ................................................................................................. 3
GRAU DOS ADJETIVOS .......................................................................................................................... 3
QUESTÃO..................................................................................................................................................... 4
MORFOLOGIA: ADVÉRBIO ............................................................................................................................ 5
ADVÉRBIO ................................................................................................................................................ 5
QUESTÃO..................................................................................................................................................... 5
MORFOLOGIA: CONJUNÇÃO ........................................................................................................................ 6
1. CONJUNÇÕES ....................................................................................................................................... 6
1. CONJUNÇÕES COORDENATIVAS ....................................................................................................... 7
2. CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ...................................................................................................... 8
QUESTÕES ..................................................................................................................................................10
MORFOLOGIA: PRONOME ..........................................................................................................................11
PRONOMES.............................................................................................................................................11
TIPOS de PRONOMES ..........................................................................................................................11
CLASSIFICAÇÃO DOS PRONOMES ........................................................................................................11
PRONOMES PESSOAIS .........................................................................................................................11
TABELA DOS PRONOMES PESSOAIS .....................................................................................................12
PRONOMES PESSOAIS DO CASO RETOS E OBLIQUOS ...........................................................................12
Formas especiais dos pronomes oblíquos ............................................................................................12
QUESTÕES ..................................................................................................................................................14
PRONOMES DEMONSTRATIVOS: .............................................................................................................15
Função de posição geográfica (espaço) ...............................................................................................15
Função temporal .................................................................................................................................15
FUNÇÃO REFERENCIAL ........................................................................................................................15
PRONOMES INDEFINIDOS .......................................................................................................................17
PRONOMES RELATIVOS ...........................................................................................................................17

AGORA EU PASSO!
1
cursoagoraeupasso.com.br

MORFOLOGIA: ADJETIVO
ADJETIVOS
O adjetivo é um caracterizador, um modificador de sentido ou indica origem
A mulher é bonita
A casa é verde
Acho português difícil
Ele é alemão
Tantos homens inteligentes em um só lugar, deve estar havendo uma importante reunião

Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas...”;

O segmento destacado mostra um vocábulo que, se


trocado de posição, traz mudança de sentido e de
classe gramatical.

A mesma situação pode ocorrer no seguinte segmento:


A) pobre homem;
B) barbeiro turco;
C) grande sujeito;
D) bom livro;
E) variado cardápio. Gabarito B

CLASSIFICAÇÃO DOS ADJETIVOS


SIMPLES: apenas um radical
Feio bonito grande baixo

COMPOSTO: formado por mais de um radical


Azul-piscina cor-de-rosa luso-brasileiro

AGORA EU PASSO!
2
cursoagoraeupasso.com.br

FLEXÃO EM NÚMERO DOS ADJETIVOS


Simples: flexionam de acordo com a regra dos substantivos simples
Bonitos baixos grandes pegajosos

Composto: regra: apenas o último será flexionado


Político-sociais infanto-juvenis grã-finos russo-americanos luso-brasileiros

Exceção: se algum elemento for substantivo: o adjetivo composto todo ficará no


singular:
Com substantivo: sempre singular
Camisas azul-marinho
blusas amarelo-ouro
paredes amarelo-ovo
Fantasias verde e rosa

GRAU DOS ADJETIVOS


COMPARATIVOS 1 COM 1
Comparativos dois seres da mesma espécie ou ser
Almir é tão esperto quanto Ana (igualdade)
Almir é menos esperto que Ana (inferioridade)
Almir é mais esperto que Ana (superioridade)

SUPERLATIVOS 1 COM GRUPO


Superlativos relativos
Ela é a mais bonita da casa SUPERIORIDADE
Esta foi a melhor cena da minha vida

Superlativos relativos
Sou o menos feio da família INFERIORIDADE
Maria é a menos feia da festa

AGORA EU PASSO!
3
cursoagoraeupasso.com.br

QUESTÃO
1. Assinale o grau em que foi empregado o adjetivo ARTIFICIAL na frase: “Abrigar um
megaempreendimento tão artificial quanto a Disney?”.
a) Superlativo absoluto analítico
b) Superlativo absoluto sintético
c) Comparativo de superioridade
d) Comparativo de igualdade
e) Superlativo relativo de superioridade

2. “Os passageiros ficaram aborrecidíssimos com aquela brusca mudança de itinerário, mas não
protestaram.” O adjetivo destacado cumpre papel expressivo uma vez que se encontra
flexionado no grau:
A) Superlativo absoluto analítico.
B) Comparativo de superioridade.
C) Comparativo de igualdade.
D) Superlativo absoluto sintético.

3. “Tenho comentado aqui na Folha em diversas crônicas...”; o segmento destacado mostra um


vocábulo que, se trocado de posição, traz mudança de sentido e de classe gramatical.

O mesmo pode ocorrer no seguinte segmento:


A) pobre homem;
B) barbeiro turco;
C) grande sujeito;
D) bom livro;
E) variado cardápio.

4. Maus hábitos cotidianos muitas vezes são, na verdade, práticas antiéticas e até ilegais, que
devem, sim, ser combatidas.
Os termos “antiéticas”, “ilegais” e “combatidas” qualificam a palavra “práticas”.
Certo
Errado

Gabarito (1D) (2D) (3B) (4E)

AGORA EU PASSO!
4
cursoagoraeupasso.com.br

MORFOLOGIA: ADVÉRBIO
ADVÉRBIO
Do ponto de vista semântico: é um modificador ou ampliador de sentido de certos vocábulos ou
estruturas, como: negação, modo, lugar, tempo, dúvida, intensidade, causa, concessão, conformidade,
finalidade.

Ele fala bem (modo)


Ele estava bem feliz (intensidade)

Do ponto de vista morfológico: não se flexiona em gênero nem em número


A menina está meia chateada (meio)
A filha sempre foi menas paciente que a mãe (menos)
Ela está toda preocupada (todo)

Explicação em pronomes indefinidos

CUIDADO: nem todos os advérbios terminados em -mente são de modo (como alguns
gramáticos apontam):
– Primeiramente, pretendo falar de advérbio. (ordem, sequência, segundo Celso Cunha)
– Faço provas bimestralmente. (tempo)
– Ele provavelmente não retornará. (dúvida)
– Tomei uma cerveja estupidamente gelada. (intensidade)
– Certamente o Brasil será um país desenvolvido. (afirmação)

QUESTÃO
1. Os adjuntos adverbiais coordenados em: “COM A MESMA NATURALIDADE e NESTA MESMA
ÉPOCA, descartei por alguns meses os copos do café” expressam, respectivamente,
circunstâncias de:
a) intensidade e modo.
b) modo e dúvida.
c) intensidade e lugar.
d) modo e lugar.
e) modo e tempo.

AGORA EU PASSO!
5
cursoagoraeupasso.com.br

2. O emprego do advérbio “precisamente” (ℓ.25) enfatiza o nexo causal entre o avanço da


qualidade da tradução feita por computadores e a percepção de seus desenvolvedores de que
uma língua não é feita apenas de conjuntos de palavras.
Certo
Errado

L.2: “Assim eram feitas as operações da polícia”


3. A inserção de uma vírgula imediatamente após a palavra “Assim” (l.2) alteraria os sentidos do
texto.
Certo
Errado

4. Por ser um advérbio, o vocábulo “só” (ℓ.17) poderia ser deslocado para imediatamente antes da
forma verbal “dá” (ℓ.17), sem alteração dos sentidos do texto.
Certo
Errado Gabarito (1E) (2C) (3C) (4E)

MORFOLOGIA: CONJUNÇÃO

1. CONJUNÇÕES
 Palavras invariáveis que ligam orações ou termos da mesma função sintática, fazendo uma
relação de nexo.
 Pode introduzir uma oração coordenada sindética
Tristeza e alegria não moram juntas (liga sujeito composto)
Os livros ensinam e a vida educa (liga orações)
Saímos de casa quando amanhecia (liga orações)

1.Coordenadas: assindéticas: sem conjunção aparente


sindéticas AAACE
2.Subordinadas: integrante – QUE e SE
adverbiais – todas as demais que que não são as AAACE

AGORA EU PASSO!
6
cursoagoraeupasso.com.br

1. CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 Ligam termos sintaticamente independentes
 Ligam orações independentes (sentido completo)

ASSINDÉTICAS
O.C.A mas, porém
Todos estavam muito atrasados, não deram a mínima para isso.

SINDÉTICAS: AAACE
1. ADITIVAS (soma)
e, nem, tampouco, mas também, bem como, como também
não só .... mas também (paralelismo/ par correlativo),
Ele trabalha e estuda
Ele nem trabalha nem estuda

2. ADVERSATIVAS (oposição)
mas, porém, todavia, contudo, entretanto, no entanto
Ele trabalha, mas não estuda
Ele gosta de trabalhar, e não gosta estuda
mas

3. ALTERNATIVAS (alternância ou opção)


Ou, ou...ou, ora... ora, quer... quer, seja... seja, agora... agora
Ou trabalha ou estuda
Ora estuda, ora trabalha, mas nada faz bem feito

4. CONCLUSIVAS (conclusão)
Portanto, por conseguinte, logo, então, pois (após o verbo – entre vírgulas)
Ele estudou, portanto passou.

ATENÇÃO
Pois conclusivo
 entre vírgulas
 depois do verbo
 pode ser substituído por portanto
Vamos, pois, à praia
Estudaram muito, conseguiram, pois, passar na prova

5. EXPLICATIVAS (justificativa)
PPP (vão dar início a uma explicação)
Porque, porquanto, pois, que, na medida em que, já que, uma vez que, dado que,
Diga não às drogas, pois (porque) elas fazem mal.
Estude, que passará
Ela parecia estar com frio, pois tremia muito.

AGORA EU PASSO!
7
cursoagoraeupasso.com.br

2. CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS
a) Subordinativas Integrantes: QUE e SE
b) Subordinativas Adverbiais: restante

a) Subordinativas integrantes “QUE”, “SE”


 Assim denominadas, pois integram ou complementam sintaticamente a oração
principal.
 MACETE: Sempre que puder trocar por: ISSO, NISSO, DISSO

b) Subordinadas Adverbiais – todas as demais que não AAACE


 Indicam circunstância à ação do verbo da oração principal

CAUSAIS: já que, porque, uma vez que,


como (no início da oração)

CONSECUTIVO (consequência): tanto que,


de modo que, de sorte que, que

COMPARATIVAS: (comparação): como, mais/ menos que (do), tanto quanto


Ele é mais estudioso que eu

CONDICIONAIS: (condição) ideia de que há uma condição para que algo aconteça
se (estudar), caso (estude), desde que, contanto que,

AGORA EU PASSO!
8
cursoagoraeupasso.com.br

CONFORMATIVAS: (conformidade)
conforme, segundo, consoante, como
Como disse o professor, a prova será fácil
Segundo apontam os estudos, a prova será fácil

CONCESSIVAS: (concessão) uma ideia de oposição, mas não impeditiva


embora, conquanto, ainda que, mesmo que, apesar de que, a despeito de
Embora tenha chovido, ninguém faltou ao treino.

FINAIS (finalidade): a fim de que, para que, porque


Vou para aula para que possa estudar
a fim de

PROPORCIONAIS: à medida que, à proporção de (que), ao passo que,


O rio sobe à medida que chove

TEMPORAIS: quando, logo que, desde que, mal, enquanto


Mal chegou já saiu

TABELA DE CONJUNÇÕES COORDENADAS AAACE


Aditiva Alternativa Adversativa Conclusiva Explicativa
E quer... quer Mas Assim porque;
Não só... como (também) ora... ora Porém então, pois (antes do verbo)
não só... senão (também) ou... ou Contudo logo, porquanto
não só... mas (também) ou Todavia por conseguinte, por que
não só... mas (ainda) seja... seja No entanto isso, portanto já que
não só... bem como já....já Se não pois – entre vírgulas visto que
bem como Não obstante e depois do verbo dado que
nem0 (= e não) Ainda assim uma vez que
tampouco Apesar disso isto é
mais (em linguagem Mesmo assim na verdade
matemática ou coloquial) De outra sorte
Ao passo que

TABELA DE CONJUNÇÕES SUBORDINADAS


Integrante Causal Consecutiva Concessiva Condicional
Que Porque TQ Embora Se, caso,
Se Pois Tanto que Conquanto salvo se
Como (no sentido de Tao que ainda que a não ser que.
porque), Tal que mesmo que
pois que Tamanho que posto que
visto que De modo que, apesar de que
De maneira que
Conformativa Comparativa Temporal Proporcional Finais
Conforme Mais (do) que Quando À medida que Para que
como (no sentido de Menos (do) que antes que À proporção que Para
conforme) Melhor (do) que depois que Quanto mais/menos A fim de (que)
segundo tanto (tão) ... quanto até que Ao passo que
consoante. logo que
assim que
mal
cada vez

AGORA EU PASSO!
9
cursoagoraeupasso.com.br

QUESTÕES
1. Do ponto de vista da norma culta, a palavra destacada em "Não tem sentido, SE observarmos
como a mulher foi considerada no passado” possui valor de:
A) causa. b) finalidade
c) concessão. d) condição
e) adição.

2. Do ponto de vista da norma culta, o termo destacado em “COMO não atinaram com o
verdadeiro jeito de gostar da vida” possui valor de:
a) conformidade.
b) causa.
c) finalidade.
d) concessão.
e) proporção.

3. A expressão “Ainda que” (ℓ.36) poderia ser substituída por Embora, sem alteração dos
sentidos e da correção gramatical do texto.
Certo
Errado

4. A supressão do vocábulo “do”, em “Mais do que isso” (ℓ. 5 e 6), comprometeria a coesão e a
correção gramatical do texto.
Certo
Errado

5. A locução “em razão de” (ℓ.9) expressa uma ideia de causa.


Certo
Errado

6. Os termos “de gênero” (ℓ.19), “da igualdade racial” (ℓ. 19 e 20) e “dos direitos humanos”
(ℓ.20) complementam a palavra “justiça” (ℓ.19).
Certo
Errado

Gabarito (1D) (5B) (3C) (4E) (5C) (6E)

AGORA EU PASSO!
10
cursoagoraeupasso.com.br

MORFOLOGIA: PRONOME

PRONOMES
PRONOMES: palavras variáveis que substituem, acompanham ou determinam um substantivo.
Indicando a sua posição e relação às pessoas do discurso ou mesmo situando-o no espaço e no
tempo;
retomada semântica de natureza coesiva

TIPOS DE PRONOMES
 Pronomes Adjetivos – acompanham o substantivo

 Pronomes Substantivos – substituem os substantivos

CLASSIFICAÇÃO DOS PRONOMES


 Pessoais
 Possessivos
 Demonstrativos
 Indefinidos
 Relativos
 Interrogativos

PRONOMES PESSOAIS
São as pessoas do discurso e sempre são pronomes substantivos
 Quem fala EU, NÓS
 Com quem se fala TU VÓS
 De que/quem se fala/quem se fala ELE, ELES

Classificados em:
 Pessoais do caso reto: exercem, normalmente, a função de sujeito
 Pessoais do caso oblíquo: exercem a função de complemento ou adjunto

AGORA EU PASSO!
11
cursoagoraeupasso.com.br

TABELA DOS PRONOMES PESSOAIS

PRONOMES PESSOAIS DO CASO RETOS E OBLIQUOS


OBSERVE A DIFERENÇA ENTRE RETOS E OBLÍQUOS

João casou-se com Maria. Ele arrependeu-se do que fez (ELE: sujeito)
João foi à padaria e comprou pães. João pagou-os com cartão. (OS: complemento)

FORMAS ESPECIAIS DOS PRONOMES OBLÍQUOS


Os pronomes o, os, a, as assumem formas especiais depois de certas terminações verbais..

AGORA EU PASSO!
12
cursoagoraeupasso.com.br

Atenção com NOS ou N+OS

ATENÇÃO ESPECIAL PARA PRONOME OBLÍQUO ÁTONO LHE/ O/A

FUNÇÕES DO LHE
Objeto indireto Adjunto adnominal Complemento nominal
LHE = A ELE (a) LHE = DELE (a) / SEU LHE = A ELE (não verbo)

Sentido de posse: DELE / SEU Complementa:


adjetivo ou substantivo que
Ele levou-lhe bolo Roubaram-lhe o coração precisa de preposição
Ele levou bolo a ele (a) Roubaram o coração DELE
(a) Sempre lhe fui fiel
Ofereceu-lhe ajuda Sempre fui fiel a ele (a)
Ofereceu ajuda a ele (a) Doía-lhe o corpo
Doía o corpo DELE (a) Sonhar lhe era impossível
Sonhar era impossível a ele

AGORA EU PASSO!
13
cursoagoraeupasso.com.br

QUESTÕES
1. Considere as frases dos três quadrinhos:
• O mundo é uma máquina de moer corações.
• Como alguém tem coragem de operar essa máquina?
• Certamente é gente que não tem coração.

Assinale a alternativa em que os pronomes empregados para substituir as expressões


destacadas estão em conformidade com a norma-padrão da língua portuguesa.
a) máquina de moê-los / coragem de operá-la / gente que não o tem.
b) máquina de moê-los / coragem de operar-lhe / gente que não lhe tem.
c) máquina de moer-lhes / coragem de operá-la / gente que não o tem.
d) máquina de moer-lhes / coragem de operar-lhe / gente que não lhe tem.
e) máquina de moer-nos / coragem de operá-la / gente que não lhe tem.

L.9: Marconi escreveu ao governo italiano, mas um funcionário descartou a ideia, dizendo
que era melhor apresentá-la em um manicômio.
Como ficaria a reescrita: Marconi escreveu ao governo italiano, mas um funcionário
descartou a ideia, dizendo-LHE que era melhor apresentá-la em um manicômio.
2 No fragmento II, estaria mantida a correção gramatical do texto caso fosse inserido, logo após a
forma verbal “dizendo” (L.9), o pronome lhe -- dizendo-lhe -- elemento que exerceria a função de
complemento indireto do verbo, retomando, por coesão, “Marconi” (L.8).
Certo
Errado

3 Tendo o pronome oblíquo sentido possessivo em “sem consultar-lhe as preferências” (l.63), tal
trecho poderia ser substituído por sem consultar as suas preferências, mantendo-se, com isso, a
correção gramatical e o sentido do texto.
Certo
Errado

4 Uma sede horrível queimava-lhe a garganta. Procurou ver as pernas e não as distinguiu: um
nevoeiro impedia-lhe a visão. RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: Record, 2010.

Sintaticamente, o pronome “lhe” utilizado no trecho nas duas inserções é, respectivamente,


A) objeto indireto – objeto indireto.
B) adjunto adnominal – adjunto adnominal.
C) adjunto adnominal – objeto indireto.
D) objeto direto – objeto direto.
E) objeto indireto – adjunto adnominal.

5. Em qual das sentenças abaixo, o pronome lhe(s) substitui adequadamente a expressão entre
parênteses?
A) Ela lhe jurou que não compraria mais celular. (ao filho)
B) Troquei-lhes várias vezes e não dei sorte. (os celulares)
C) Os celulares lhe enlouquecem diariamente. (a autora)
D) Recebia-lhes e não sabia o que queriam dizer. (as contas telefônicas).
E) Ligo-lhe somente quando tenho uma emergência. (o celular) Gabarito (1A) (2C) (3C) (4B) (5A)

AGORA EU PASSO!
14
cursoagoraeupasso.com.br

PRONOMES DEMONSTRATIVOS:
FUNÇÃO DE POSIÇÃO GEOGRÁFICA (ESPAÇO)
Este: refere-se a um ser que está próximo do falante
Esse: refere-se a um ser que está próximo do ouvinte (com quem se fala).
Aquele: refere-se a um ser que está distante do ouvinte e do falante

- Aquela camisa é do João?, disse Márcio.


- Acho que sim, porque a minha é essa aí do seu lado, respondeu Paulo.
- Ahhh entendi! Fiquei na dúvida, porque tem duas camisas aqui comigo. Esta azul e esta verde,
completou Márcio.

FUNÇÃO TEMPORAL
ESTE/ ESTA/ ISTO: TEMPO PRESENTE
Nesta semana quero exaurir o conteúdo de português (semana atual)

ESSE/ESSA/ISSO: PASSADO OU FUTURO PRÓXIMO


Estudamos muito na semana passada. Nessa semana consegui bater o edital

AQUELE/AQUELA/AQUILO: PASSADO OU FUTURO MAIS DISTANTE


No ano passado estudei muito, mas naquele ano não passei em prova nenhuma.

FUNÇÃO REFERENCIAL

Catafórico: capacidade de apresentar uma ideia à frente. Trata-se da antecipação de termos ou


ideias.
Anafórico: capacidade de recuperar ou referir-se a palavra ou ideia anterior.

Esta decisão da diretoria de cortar gastos vai trazer muitos problemas


Quero que você entenda isto: eu vou passar no concurso!

Flores, chocolates, livros, bebidas, esses são presentes que adoro receber.

AGORA EU PASSO!
15
cursoagoraeupasso.com.br

CUIDADO COM A MUDANÇA DE VALORES


ESTE/ ESTA/ ISTO:
Regra: catafórico
Refere-se a algo que ainda será dito ou apresentado

Exceção: anafórico
Pode retomar uma palavra ou ideia imediatamente antecedente

Referencial à frente VALOR CATAFÓRICO

vida é efêmera

Esta sentença é verdadeira: a vida é efêmera

ESSE/ ESSA/ ISSO:


Regra: SEMPRE anafórico
Refere-se sempre a algo citado anteriormente
Isso que você disse não está certo. É por essas e outras que o Brasil não
funciona.

FUNÇÃO ENUMERATIVA ou DISTRIBUTIVA


Esta, aquela – e suas variações
1ª da série: aquele
2º da série: este

AGORA EU PASSO!
16
cursoagoraeupasso.com.br

PRONOMES INDEFINIDOS
Referem-se a verbos ou substantivos dando a eles sentido vago
Lista: muito, menos, alguém, algum, bastante, cada, certo, mais

PRONOMES RELATIVOS
FUNÇÃO: representam substantivos já referidos. Por isso, pronomes relativos (relacionados)
Período composto: Introduzem orações subordinadas adjetivas

Os pronomes:
Que, quem, onde, quanto, como, cujo, o qual

Quem: pessoa
João é quem está sendo no lugar de Carlos neste momento.

Que: coisa ou pessoa


Em caso tenha mais de um antecedente, refere-se ao mais próximo

Aquela é a mãe da menina a que se referiam (refere-se a menina e não a mãe)


A mãe da menina que se acidentou
quem se acidentou?

Onde: lugar físico.


 Não confundir com falso lugar: festa,
evento, reunião
Aonde: IR, LEVAR, CHEGAR,VOLTAR
Donde: de onde (origem)

O evento aconteceu onde sempre acontece: no auditório da empresa


Refere-se ao auditório

A Constituição Federal onde constam os direitos e garantias individuais e coletivos


na qual constam

AGORA EU PASSO!
17
cursoagoraeupasso.com.br

Cujo: ideia de posse


 Seguido de substantivo ou de um adjetivo + substantivo
 Concorda com o substantivo
 Não é seguido de artigo

A cantora a cuja voz me referi virá ao Brasil.


Refere-se a quem? Refiro-me a voz da cantora que virá ao Brasil

O Sol é uma esfera cujo diâmetro é 108 vezes maior que o da Terra.
O diâmetro do Sol é 108 vezes maior que o da Terra

QUESTÕES
1) O pronome relativo destacado em: “Somos seres que vivem em uma correria louca, ONDE a
comida rápida e pronta é praticamente essencial” pode ser substituído por:
a) de que.
b) em que.
c) com que.
d) a que.
e) porque

2) “ISSO significa que a educação ficou por conta de pessoas que não têm condições nem motivos
para educar, ou ainda, por conta deles próprios.”

O léxico em destaque trata-se de um:


a) pronome substantivo. b) pronome de tratamento.
C) pronome oblíquo d) pronome anafórico.
e) pronome catafórico.

3. TRECHO DO TEXTO: “aquela alegria toda se deve precisamente a isto: eles estão
enganados.”
I. “Porque aquela alegria toda se deve precisamente a ISTO”
II. “Ele odiava ESSA posição porque era obrigado a fazer discursos”
III. “ESSA ilusão continua a morar na cabeça dos pais”

Os pronomes destacados exercem, respectivamente, função:


a) catafórica, anafórica, anafórica.
b) anafórica, catafórica, anafórica.
c) anafórica, catafórica, catafórica.
d) catafórica, catafórica, exofórica.
e) anafórica, exofórica, catafórica.

4. No trecho “ao procurar alguma coisa que se ache escondida” (l. 30 e 31), o pronome “que”
exerce a função de complemento da forma verbal “ache”.
Certo
Errado
Gabarito (1B) (2A) (3A) (4E)

AGORA EU PASSO!
18