Você está na página 1de 5

a.

Como decorrência do princípio da impessoalidade, a CF proíbe a


Prof. Franklin Andrejanini presença de nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção
pessoal de autoridades ou servidores públicos em publicidade de atos,
programas, obras, serviços e campanhas de órgãos públicos.

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA b. Tendo em vista o princípio da continuidade do serviço público, na


hipótese de rescisão do contrato administrativo, a administração pública
detém a prerrogativa de, nos casos de serviços essenciais, ocupar
1. (CESPE/ AGU / Adm./ 2010) A respeito da organização provisoriamente bens móveis, imóveis, pessoal e serviços vinculados ao
administrativa do Estado brasileiro, julgue os itens que se seguem. objeto do contrato.
a. Os contratos de gestão das agências executivas são celebrados
com o respectivo ministério supervisor pelo período mínimo de um 7. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) A sociedade de
ano, estabelecendo os objetivos, metas e indicadores de economia mista, diferentemente das empresas públicas, não é obrigada
desempenho da entidade, bem como os recursos necessários e os a licitar.
critérios e instrumentos para avaliação do seu cumprimento.
b. No âmbito da administração pública indireta, o contrato de gestão 8. (CESPE – TJ CE – Oficial de Justiça – 2008) As sociedades de
é o principal instrumento de controle dos resultados de uma economia mista não precisam realizar licitação para aquisição de bens
organização social. móveis.
c. A atividade de regulação exercida pelas agências reguladoras no
Brasil é realizada somente sobre os serviços públicos 9. (CESPE – PMN PGM – Assessor Jurídico – 2008)
desestatizados, dos quais depende a população. Assinale a opção correta acerca da administração pública.
A Os ministérios e autarquias fazem parte da administração pública
2. (CESPE/ DPU /Anal. Adm./ 2010) Acerca da administração direta.
indireta na organização administrativa brasileira, assinale a opção B As empresas públicas têm natureza jurídica de pessoas jurídicas de
correta. direito público interno.
A As autarquias estão sujeitas a controle administrativo exercido pela C A descentralização administrativa é o fenômeno no qual o Estado
administração direta, nos limites da lei. atua por meio de entes que lhe são juridicamente distintos.
B A empresa pública é pessoa jurídica de direito privado organizada D A desconcentração pressupõe a existência de, pelo menos, duas
exclusivamente sob a forma de sociedade anônima. pessoas entre as quais se repartem competências.
C A autarquia é pessoa jurídica de direito público dotada de capacidade
política.
D A fundação instituída pelo Poder Público detém capacidade de auto
administração, razão pela qual não se sujeita ao controle por parte da LICITAÇÃO
administração direta.
E A sociedade de economia mista pode ser organizada sob quaisquer 1. (CESPE /EMBASA /Assist. de Saneamento / 2010) A pessoa
das formas admitidas em direito. jurídica autora de projeto executivo relativo a certa licitação estará
impedida de participar do referido procedimento. Contudo, poderá
3. (CESPE – TCE Acre - ACE – Adm. Pública – 2008) Assinale a legalmente fornecer bens durante o curso da execução da obra ou
opção correta no que tange ao direito administrativo brasileiro. serviço.
A As instituições e empresas particulares que colaboram com o Estado
no desempenho de serviços de utilidade pública integram o conceito 2. (CESPE /EMBASA /Assist. de Saneamento / 2010) A respeito
restrito de administração pública. das normas relativas aos procedimentos licitatórios, julgue os itens a
B O princípio da separação de poderes impede o Poder Judiciário seguir.
estadual, quando provocado, de imiscuir-se nas decisões a) Se o governo de determinado estado deflagrar licitação cujo
administrativas das prefeituras municipais. objeto seja a execução de obra de grande porte, a licitação será
C Administrador público que não se sujeitar aos ditames da lei e efetuada perante a administração pública local, admitindo-se a
praticar ato inválido no exercício de suas atividades funcionais estará habilitação de empresas interessadas sediadas em outras unidades
sujeito à responsabilidade civil e disciplinar, pois o administrador que da Federação.
sofrer qualquer pena disciplinar no âmbito administrativo fica isento da b) Caso a Receita Federal do Brasil apreenda vários artigos de
penalidade na esfera criminal. informática na alfândega, em regular processo de fiscalização, a
D As atividades do administrador público devem ser orientadas para o administração pública poderá promover a venda dos referidos
bem comum da coletividade administrada. bens, mediante licitação na modalidade de concorrência.
E O princípio da legalidade, como princípio de aplicação exclusiva da c) Se certo município desejar deflagrar licitação com vistas a escolher
administração pública federal, significa que o administrador público trabalho artístico de pintura, mediante remuneração ao vencedor,
está, em toda a sua atividade funcional, sujeito aos mandamentos da em conformidade com critérios constantes de edital publicado na
lei. imprensa oficial com antecedência mínima de quarenta e cinco
dias, será correta a opção por licitação na modalidade de
4.(CESPE/Unb/FUNDAC/PB/Advogado/2008) Os princípios concurso.
fundamentais da administração pública previstos de forma expressa na d) Considerando que determinado estado da Federação necessite
Constituição Federal não incluem o da: promover licitação com vistas a executar obra de engenharia, cujo
a. Moralidade. valor estimado da contratação seja superior a R$ 100.000,00 e
b. Publicidade. inferior a R$ 120.000,00, será lícito à administração pública local
c. Legalidade. promover licitação na modalidade convite.
d. Proporcionalidade.
3. (CESPE /EMBASA /Assist. de Saneamento / 2010) Com
5. (CESPE/Unb/MPEAM/Ag. de Apoio/Agente Adm./2008) Com relação à dispensa e à inexigibilidade de licitação, julgue os próximos
itens.
relação aos princípios da administração pública, julgue os próximos
itens. a) A entidade pública municipal poderá dispensar a licitação quando
se tratar de serviços que envolvam a restauração de obras de arte
a. O princípio da eficiência concedeu ao cidadão o direito de
e objetos históricos, de autenticidade certificada, os quais são
questionar a qualidade das obras e atividades públicas
inerentes às finalidades do referido município.
exercidas diretamente pelo Estado ou por seus delegatários.
b) É inexigível a licitação no caso de contratação de profissional do
b. Para atuar em respeito à moral administrativa, é suficiente que setor artístico, desde que devidamente consagrado pela crítica
o agente cumpra a letra fria da lei. especializada e comprovada sua aptidão por títulos acadêmicos.
6. (Cespe / SECONT- ES /Auditor do Estado/2009) Quanto aos
princípios constitucionais do direito administrativo brasileiro, julgue os
itens a seguir.
Prof° Franklin Andrejanini – PGDF AULÃO DE REVISÃO - ALUNO - p.1 -
4. (CESPE /MP-SE/Promotor Justiça Substituto / 2010) 50- No 1. (CESPE /AGU /Procurador 2ªcategoria/ 2010) Se a empresa
que se refere às modalidades de licitação e aos contratos de turismo X for contratada para fornecer passagens aéreas para
administrativos, assinale a opção correta. determinado órgão da União e, durante o prazo do contrato, essa
A. Leilão é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados, na empresa alterar o seu objeto social, de forma a contemplar também o
qual a administração tem por objetivo único a venda de bens móveis transporte urbano de turistas e passageiros, mesmo que não haja
inservíveis. prejuízo para o cumprimento do contrato administrativo já firmado com
B. Na tomada de preços, os participantes interessados devem ser o órgão federal, a administração pública poderá rescindir
previamente cadastrados nos registros dos órgãos públicos, ou devem unilateralmente o contrato.
atender a todas as exigências para cadastramento até o terceiro dia
anterior à data do recebimento das propostas. 2. (CESPE /EMBASA /Anal. de Saneamento / 2010) A
C. Em razão do formalismo que inspira as atividades da administração, administração pode modificar unilateralmente os contratos
a Lei n.º 8.666/1993 determina que os contratos administrativos sejam administrativos para adequá-los às finalidades de interesse público,
formalizados sempre por meio de instrumento escrito, sendo nulo e de desde que mantido o equilíbrio econômico-financeiro original dos
nenhum efeito o contrato verbal. contratos. No entanto, não pode rescindi-los unilateralmente em razão
D. O instrumento de contrato é obrigatório em todas as modalidades de de superveniente declaração de inidoneidade do contratado para licitar
licitação; não pode a administração substituí-lo por outros e contratar com a administração.
instrumentos, sob pena de nulidade.
E. A duração dos contratos fica adstrita à vigência dos respectivos 3. (CESPE /INCA /Anal.Junior-Direito / 2010) Considerando a
créditos orçamentários, razão pela qual a lei não lhes admite a licitação e os contratos administrativos, julgue os itens de 69 a 74.
prorrogação. a) Em uma licitação na modalidade concorrência para a execução de
obra por empreitada por preço global, a administração pode
5. (CESPE/ TCE TO /Anal. Cont. Ext. - Contabilidade/2009) O desclassificar o licitante que apresentar proposta considerada
descumprimento dos princípios da licitação descaracteriza o instituto e inexequível sem antes facultar a esse licitante a apresentação de
invalida seu resultado seletivo. Quanto aos princípios da licitação, justificativas para os valores ofertados.
assinale a opção correta. b) No contrato que tiver por objeto serviço de natureza contínua, a
A. Procedimento formal corresponde à obrigatoriedade de estrita prorrogação da sua duração poderá ocorrer até o limite de
obediência às exigências formais, ainda que seu descumprimento não sessenta meses, mas a administração deverá abster-se
cause nenhum dano a qualquer das partes. deprorrogá-lo quando o valor limite da modalidade de licitação que
B. Publicidade de seus atos significa exigência de julgamento em ato deu origem a ele tenha sido extrapolado.
público e com a presença dos interessados. c) Na análise de pedidos de recomposição do equilíbrio econômico-
C. Igualdade entre os licitantes pressupõe que não haja requisitos financeiro de contratos, fundamentados álea extraordinária, deve
mínimos à participação no edital ou convite. a administração observar se estão presentes a elevação dos
D. Vinculação ao edital significa que a administração, por interesse encargos do particular, a ocorrência de evento posterior à
público, pode modificar as condições do edital, no decorrer do processo assinatura do contrato, o vínculo de causalidade entre o evento
licitatório, mediante comunicação aos licitantes. ocorrido e a majoração dos encargos da empresa, e a
E. Adjudicação compulsória implica vedar à administração, uma vez imprevisibilidade da ocorrência do evento.
concluído o procedimento licitatório, a atribuição de seu objeto a quem
não seja o legítimo vencedor. 4. (Cespe / DPE-PI /Defensor Publico /2009) Quanto aos
contratos administrativos, assinale a opção correta.
6. (CESPE – PMN PGM – Assessor Jurídico – 2008) No que A. É possível a administração exigir do contratado a prestação de
concerne à licitação, assinale a opção correta. garantia, nas contratações de obras, serviços e compras, que não
A A licitação destina-se a garantir a observância do princípio exceda 20% do valor do contrato.
constitucional da isonomia e a selecionar a proposta mais vantajosa B. Poderá a administração alterar unilateralmente o contrato no caso
para a administração pública. de reforma de edifício ou de equipamento, estando o contratado
B A licitação não é obrigatória para as fundações públicas sem fins obrigado a aceitar, nas mesmas condições contratuais, os acréscimos
lucrativos. até o limite de 50% do valor inicial atualizado do contrato.
C Perturbar a realização de qualquer ato de procedimento licitatório C. O contratado somente será responsabilizado pelos danos causados a
não configura crime, mas caracteriza improbidade administrativa. terceiros se estes decorrerem de conduta dolosa na execução do
D A lei que institui normas para licitações e contratos da administração contrato.
pública não se aplica aos convênios celebrados por órgãos e entidades D. Existe previsão legal expressa para que a administração promova
da administração pública. inabilitação por prazo indeterminado, de forma cautelar, de empresa
que praticar ilícito visando frustrar o certame licitatório, mesmo no caso
7. (Cespe / MPE- RN /Promotor de Justiça Substituto/2009) A de não haver condenação judicial com trânsito em julgado.
fase da licitação na qual se atribui ao vencedor o objeto da licitação é a E. Os tributos que forem majorados ou criados após a data da
A adjudicação. celebração do contrato, mesmo que comprovada a repercussão nos
B homologação. preços contratados, não implicarão a revisão do acordo celebrado entre
C contratação. as partes, sendo esta uma das cláusulas exorbitantes da administração.
D habilitação.
E classificação. 5. (Cespe / FINEP /Administrador /2009) Quanto a contratos
administrativos, assinale a opção correta.
8. (Cespe / MPOG /Interno- nível intermediário/2009) A. Os contratos administrativos regulam-se pelas suas cláusulas e pelos
Com relação às modalidades de licitação, julgue os itens subsequentes. preceitos de direito público, sendo vedado aplicar-lhes as disposições
a. Concorrência, tomada de preços, convite, concurso e leilão são de direito privado.
modalidades de licitação previstas na Lei n.o 8.666/1993. B. A obrigação do contratado de manter, durante toda a execução do
b. Qualquer interessado que possua os requisitos mínimos pedidos pelo contrato, em compatibilidade com as obrigações por ele assumidas,
edital pode participar de licitações sob a modalidade da concorrência. todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação
c. Na modalidade tomada de preços, há sorteio entre os possíveis não é uma cláusula necessária ao contrato público. Essa obrigação
interessados. decorre do dever moral do contratado, que pode ser exigido
d. Contratos de valores mais elevados são submetidos à licitação pela pela administração mesmo sem previsão expressa.
modalidade convite. C. Nos contratos celebrados pela administração pública, exceto aqueles
e. Em geral, a compra de bens imóveis pela administração pública firmados com pessoas físicas, deve constar necessariamente cláusula
somente pode ser feita pela modalidade de licitação concorrência, que declare competente o foro da sede da administração para dirimir
independentemente do valor do imóvel. qualquer questão contratual.
D. A nulidade não exonera a administração do dever de indenizar o
contratado pelo que este houver executado até a data em que ela for
declarada e por outros prejuízos regularmente comprovados, contanto
CONTRATOS que não lhe seja imputável, promovendo-se a responsabilidade de
quem lhe deu causa.
Prof° Franklin Andrejanini – PGDF AULÃO DE REVISÃO - ALUNO - p.2 -
E. É nulo e de nenhum efeito todo contrato verbal com a c) É facultado ao Poder Judiciário, ao exercer o controle de mérito de
administração. um ato administrativo, revogar ato praticado pelo Poder Executivo.

ATOS PROCESSO ADMINISTRATIVO


1. (CESPE/ AGU /Agente Adm./ 2010) Com relação aos atos 1. (CESPE/ DPU / Anal.Adm./ 2010) 27- No que se refere ao
administrativos e ao controle da administração pública, julgue os itens a processo administrativo e aos poderes da administração, assinale a
seguir. opção correta.
a) No caso de um administrado alegar a existência de vício de A O princípio da gratuidade não se aplica ao processo administrativo,
legalidade que invalide determinado ato administrativo, esse considerando-se a necessidade de cobertura das despesas decorrentes
indivíduo deverá fundamentar sua alegação com provas dos fatos da tramitação.
relevantes, por força da obrigatoriedade de inversão do ônus da B O princípio da obediência à forma e aos procedimentos tem aplicação
prova, originada no princípio da presunção de legitimidade do ato absoluta no processo administrativo, razão pela qual os atos do referido
administrativo. processo sempre dependem de forma determinada.
b) Nem todos os atos administrativos possuem o atributo da C O denominado princípio da oficialidade não tem aplicação no âmbito
autoexecutoriedade, já que alguns deles necessitam de do processo administrativo, pois a instauração do processo depende de
autorização do Poder Judiciário para criar obrigações para o provocação do administrado.
administrado. D O poder disciplinar é aquele pelo qual a administração pública apura
infrações e aplica penalidades aos servidores públicos e a pessoas
2. (CESPE/ DPU /Anal. Adm./ 2010) Com relação aos atos sujeitas à disciplina administrativa, sendo o processo administrativo
administrativos, assinale a opção correta. disciplinar obrigatório para a hipótese de aplicação da pena de
A Valendo-se de seu poder de autotutela, a administração pública pode demissão.
anular o ato administrativo, sendo que o reconhecimento da E Prevalece no processo administrativo a aplicação do princípio da
desconformidade do ato com a lei produz efeitos a partir da própria tipicidade, pelo qual a configuração de infração de natureza
anulação. administrativa depende de descrição precisa na lei.
B Pelo atributo da presunção de veracidade, a validade do ato
administrativo não pode ser apreciada de ofício pelo Poder Judiciário. 2. (CESPE/ DPU /Agente Adm./ 2010) A lei mencionada
C Os atos administrativos discricionários, por sua própria natureza, não estabelece normas básicas acerca do processo administrativo somente
admitem o controle pelo Poder Judiciário. na administração federal e estadual direta.
D Quanto à exequibilidade, o denominado ato administrativo perfeito é
aquele que já exauriu seus efeitos, tornando-se definitivo e não 3. (Cespe / BACEN /Procurador/2009) Assinale a opção correta a
podendo mais ser impugnado na via administrativa ou na judicial. respeito da Lei n.° 9.784/1999.
A. O processo administrativo iniciar-se-á somente a pedido de
3. (Cespe / DPE-ES /Defensor Publico /2009) Julgue os itens a interessado.
seguir, relativos ao ato administrativo. B. O processo administrativo regido pela Lei n.° 9.784/1999 não
a) A autoexecutoriedade é atributo presente em qualquer ato protege os direitos ou interesses difusos.
administrativo. C. Os atos praticados sob o manto da delegação imputam-se ao
b) Segundo a doutrina, integra o conceito de forma, como elemento delegante e ao delegado, de forma concorrente.
do ato administrativo, a motivação do ato, assim considerada a D. Está impedido de atuar no processo administrativo o tio daquele que
exposição dos fatos e do direito que serviram de fundamento para atuou como testemunha.
a respectiva prática do ato.
c) De acordo com a doutrina, as resoluções e as portarias editadas 4. (CESPE/ ANEEL / Todos os cargos/ 2010) A
no âmbito administrativo são formas de que se revestem os atos administração pública pode, independentemente de provocação
gerais ou individuais, emanados do chefe do Poder Executivo. do administrado, instaurar processo administrativo, como
decorrência da aplicação do princípio da oficialidade.
4. (Cespe / MPOG /Interno- nível superior/2009) Licença é o ato
administrativo unilateral e vinculado pelo qual a administração confere
ao interessado consentimento para o desempenho de certa atividade. A 5. (FUNCAB/IBRAM /Téc.Adm /2010) No âmbito da
licença não é concedida de ofício e depende de requerimento do Administração Pública Federal, direta e indireta, a Lei n°
interessado. 9.784/99 tem como objeto regular o processo administrativo.
Em relação ao processo administrativo, é correto afirmar que
5. (Cespe / PGE_PE /Procurador do Estado /2009) Acerca dos quanto:
atos administrativos, assinale a opção correta. A) ao seu início, deve ocorrer somente a partir de ofício e é
A. O motivo, considerado o pressuposto de fato que antecede a prática vedada à Administração a recusa imotivada de recebimento de
do ato, somente pode ser vinculado.
documentos, devendo o servidor orientar o interessado quanto
B. Os atos administrativos que dependem de aprovação, tais como o
parecer e o laudo técnico, são classificados pela doutrina como atos ao suprimento de eventuais falhas.
administrativos complexos. B) aos interessados, são legitimados no processo
C. Quanto aos efeitos do ato administrativo, a licença, a homologação e administrativo, dentre outros, aqueles que, sem terem iniciado
a isenção são exemplos de atos administrativos declaratórios. o processo, têm direitos ou interesses que possam ser afetados
D. Independentemente do tipo de vício em que incorra o ato pela decisão a ser adotada.
administrativo, a convalidação será sempre possível, desde que C) aos deveres do administrado perante a Administração, sem
assegurados os efeitos retroativos à data em que o mesmo foi prejuízo de outros previstos, constam: expor os fatos, ouvindo
praticado.
antes o seu superior imediato, e prestar as informações que lhe
E. Se a administração pública pune um funcionário pela prática de
infração diversa da efetivamente cometida, ela incorre em vício quanto forem solicitadas.
ao motivo, razão pela qual, segundo a doutrina, a situação configura D) ao recurso administrativo, este será dirigido à autoridade
hipótese de inexistência dos motivos. que proferiu a decisão, a qual, se não a reconsiderar no prazo
de cinco dias, o encaminhará à autoridade superior, sempre
6. (CESPE/ AGU / Adm./ 2010) A respeito do direito administrativo, com a dependência de caução.
julgue os itens seguintes. E) aos prazos, estes começam a correr a partir da data da
a) O ato discricionário permite liberdade de atuação administrativa, a cientificação oficial, incluindo-se na contagem o dia do começo
qual deve restringir-se, porém, aos limites previstos em lei.
e, salvo motivo de força maior devidamente
b) O ato administrativo, uma vez publicado, terá vigência e deverá
ser cumprido, ainda que esteja eivado de vícios. comprovado, os prazos processuais não se suspendem.

Prof° Franklin Andrejanini – PGDF AULÃO DE REVISÃO - ALUNO - p.3 -


(C) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
(D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

6. (FGV/ BADESC / Advogado/ 2010) A respeito da concessão de


SERVIÇOS PÚBLICOS serviço público, analise as afirmativas a seguir.

I. As cláusulas contratuais relativas aos direitos e deveres dos usuários


1. (CESPE/Unb/TCU/ Analista de Controle Externo/Todas as
para utilização do serviço são consideradas essenciais.
Áreas/2007) No Brasil, segundo entendimento doutrinário dominante,
II. A Lei 8.987/95 possibilita a revisão das tarifas, a fim de manter o
a atividade em si não permite decidirmos se um serviço é ou não
equilíbrio econômico-financeiro do contrato.
público, uma vez que há atividades essenciais, como a educação, que
III. As concessões podem ser outorgadas por prazo determinado ou
são exploradas por particulares sem regime de delegação, e há serviços
indeterminado, desde que seja garantido o ressarcimento do capital
totalmente dispensáveis, a exemplo das loterias, que são prestados
investido.
pelo Estado como serviço público.
IV. A retomada do serviço pelo poder concedente durante o prazo de
Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo. Direito administrativo.
concessão, por motivos de interesse público, denomina-se encampação.
13ª ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2007 (com adaptações).
Assinale:
(A) se somente a afirmativa I estiver correta.
Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens que
(B) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
seguem, acerca dos serviços públicos.
(C) se somente as afirmativas incisos II e IV estiverem corretas.
a. A Constituição Federal não traz expresso, em seu texto, o (D) se somente as afirmativas I, II e IV estiverem corretas.
conceito de serviço público, nem tampouco as leis o fazem, no (E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
Brasil. Assim, a conceituação do serviço público deve ser
buscada na doutrina.

2. (VUNESP – TJMT – Contador – 2008) A noção de serviço


adequado não abrange o seguinte requisito comum a todos os
serviços públicos:
RESPONSABILIDADE
(A) cortesia na prestação.
(B) atualidade.
CIVIL DO ESTADO
(C) modicidade das tarifas.
(D) continuidade. 1. (CESPE/ DPU /Anal. Adm./ 2010) Quanto à responsabilidade
(E) gerenciamento participativo. civil da administração, assinale a opção correta.
3. (FGV/ BADESC / Advogado/ 2010) Com relação aos princípios A O nexo de causa e efeito não constitui elemento a ser aferido na
inerentes aos serviços públicos, analise as afirmativas a seguir. apuração de eventual responsabilidade do Estado.
I. O princípio da continuidade impede que haja suspensão do serviço B O Brasil adotou a teoria da responsabilidade subjetiva do Estado,
público, ainda que motivada por razões técnicas. segundo a qual a administração pública somente poderá reparar o
II. As concessionárias de serviço público devem observar o princípio da prejuízo causado a terceiro se restar devidamente comprovada a culpa
eficiência, mantendo adequado o serviço executado. do agente público.
III. A remuneração dos serviços públicos não pode abranger C A reparação do dano, na hipótese de prejuízo causado a terceiros
parâmetros diferenciados de cobrança em razão do princípio da pela administração, pode ser feita tanto no âmbito administrativo
modicidade. quanto no judicial.
D As empresas prestadoras de serviços públicos não respondem pelos
Assinale: prejuízos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros. Em
(A) se somente a afirmativa I estiver correta. tal hipótese, o ressarcimento do terceiro prejudicado deve ser feito
(B) se somente a afirmativa II estiver correta. diretamente pelo agente causador do dano.
(C) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. E A teoria da irresponsabilidade do Estado é aplicável no direito
(D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. brasileiro.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
2. (CESPE/ AGU / Adm./ 2010) A responsabilidade civil objetiva do
4. (FCC – TCE AM - Analista – 2008) É item estranho ao rol de Estado abrange as pessoas jurídicas de direito privado prestadoras de
direitos dos usuários de serviços públicos, nos termos da lei serviços públicos, sendo excluídas as empresas públicas e sociedades
geral sobre concessões, de economia mista exploradoras de atividade econômica.
(A) receber serviço adequado.
(B) receber do poder concedente informações para a defesa de 3. (FGV/SENADO/Analista Legislativo_Apoio Técnico
interesses individuais ou coletivos. Administrativo/2008) Em relação ao Estado, é correto afirmar que:
(C) receber da concessionária informações para a defesa de interesses (A) o Estado só é civilmente responsável se a conduta decorrer de
individuais ou coletivos. culpa ou dolo de seu agente.
(D) receber o serviço, observados os princípios da universalidade, (B) para que o Estado tenha o dever de indenizar o lesado, é preciso
gratuidade e continuidade. que o agente causador do dano seja servidor estatutário.
(E) obter e utilizar o serviço, com liberdade de escolha entre vários (C) o direito à indenização do Estado é assegurado ao lesado ainda que
prestadores de serviços, quando for o caso, observadas as normas do este tenha contribuído inteiramente para o resultado danoso.
poder concedente. (D) a regra geral adotada no direito brasileiro é a da responsabilidade
subjetiva dos entes estatais.
5. (FGV/ BADESC / Advogado/ 2010) Com relação aos princípios (E) o Estado pode exercer seu direito de regresso somente quando seu
inerentes aos serviços públicos, analise as afirmativas a seguir. agente se tiver conduzido com culpa ou dolo.
I. O princípio da continuidade impede que haja suspensão do serviço
público, ainda que motivada por razões técnicas. 4. (FCC/TCERR/Procurador de Contas/2008) Em termos de
II. As concessionárias de serviço público devem observar o princípio da responsabilidade civil da Administração, é correto afirmar que no Direito
eficiência, mantendo adequado o serviço executado. brasileiro prevalece a teoria do risco
III. A remuneração dos serviços públicos não pode abranger
parâmetros diferenciados de cobrança em razão do princípio da (A) administrativo, por meio da qual a Administração é responsabilizada
modicidade. nos casos de culpa do serviço, apurada subjetivamente.
(B) administrativo, por meio da qual a responsabilidade não é excluída
Assinale: pela ocorrência de caso fortuito ou força maior.
(A) se somente a afirmativa I estiver correta. (C) administrativo, imputando-se à Administração os riscos inerentes à
(B) se somente a afirmativa II estiver correta. sua atividade, de modo a reparti-los entre toda a coletividade.
Prof° Franklin Andrejanini – PGDF AULÃO DE REVISÃO - ALUNO - p.4 -
(D) integral, por meio da qual a Administração é integralmente 9. (CESPE/TJ-CE/Analista Judiciário/2008) Entre as atribuições
responsável pelos danos que, na sua atividade, causar a terceiros. típicas da função de controle exercida pelo Poder Legislativo, figuram a
(E) integral, cabendo à Administração tomar as cautelas necessárias convocação de ministro de Estado, para a prestação de informações
para evitar a sua responsabilização nas hipóteses de caso fortuito ou pessoalmente, e os pedidos escritos de informação, cujo
força maior. desatendimento implica crime de responsabilidade.

5. (VUNESP/TJ MT/analista/2008) É uma causa que pode excluir 10. (CESPE/TJ-CE/Analista Judiciário/2008) Cada poder é dotado
ou atenuar a responsabilidade civil objetiva do Estado: de mecanismos de controle sobre os demais poderes, assegurando o
(A) a vontade do agente público. equilíbrio e a harmonia caracterizada pelo sistema de freios e
(B) a culpa da vítima. contrapesos. Nesse sentido, a atuação do Ministério Público, como fiscal
(C) ausência de culpa da Administração. institucional por excelência, consiste em demandar perante o Poder
(D) a omissão da Administração. judiciário, participando do controle jurisdicional, provocando sua
(E) a ausência de dano. incidência.

6. (CESPE/TJDFT/Notário/2008) A responsabilidade civil passou 11. (CESPE/TJ-CE/Analista Judiciário/2008) O controle


por vários estágios, iniciando-se com a irresponsabilidade do Estado, administrativo é o poder de fiscalização e correção que a administração
evoluindo para a responsabilidade com culpa, chegando, na atualidade, pública exerce sobre seus próprios atos. Na administração direta,
à teoria do risco integral, adotada pela CF, segundo a qual a decorre do poder de autotutela, que permite à administração rever os
responsabilidade independe da demonstração de culpa ou dolo. seus próprios atos. Na administração indireta, decorre do poder de
tutela sobre as respectivas entidades e se circunscreve aos limites
fixados em lei.

CONTROLE DA 12. (CESPE/TJ-CE/Analista Judiciário/2008) Entre as funções


precípuas do controle externo, a de julgamento se caracteriza como de
ADMINISTRAÇÃO caráter jurisdicional, pois, além de os tribunais e conselhos de contas
examinarem tecnicamente as contas dos administradores e demais
1. (FGV/ BADESC / Anal. Adm/ 2010) - Com relação ao controle da responsáveis, apreciam também a responsabilidade do agente público,
administração pública, analise as afirmativas a seguir. aplicando, inclusive, as sanções previstas em lei, como, por exemplo,
multas.
I. No âmbito da Administração Direta, o controle é pleno e ilimitado em
função da hierarquia. 13. (CESPE/TJ-CE/Analista Judiciário/2008) Ao conferir maior
II. O controle das empresas estatais, como órgãos descentralizados, é abrangência à fiscalização exercida pelo Poder Legislativo, com o auxílio
de natureza finalística. dos tribunais e conselhos de contas, a CF introduziu dois importantes
III. O controle é exercitável em todos e por todos os Poderes de tipos de controles: o da legitimidade e o da economicidade. Neste
Estado, estendendo-se a toda a administração. último caso, dá-se ênfase ao modo mais econômico, mais racional de
Assinale: utilização dos recursos, à combinação ótima dos meios, dos fatores de
(A) se somente a afirmativa I estiver correta. produção dos bens e serviços. É, pois, relevante estabelecer e verificar
(B) se somente a afirmativa II estiver correta. uma adequada ou a mais adequada relação custo-benefício.
(C) se somente a afirmativa III estiver correta.
(D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 14. (CESGRANRIO/PETROBRÁS/Profissional Jr/2008) O
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas. Tribunal de Contas da União, em sua atribuição constitucional de
auxiliar o Poder Legislativo no exercício do controle externo, exerce
fiscalização sobre as empresas públicas e as sociedades de economia
2. (CESPE/SEBRAE/Analista Técnico - UASJUR/2008) Apesar de mista integrantes da Administração Indireta Federal, tendo em vista o
constituírem pessoas jurídicas de direito público interno, as autarquias regime jurídico híbrido – de direito público e de direito privado – a que
estão sujeitas ao controle do ente estatal a que pertencem. se sujeitam tais entidades.

3. (ESAF/STN/Analista de Finanças e Controle/2008) o Tribunal


de Contas competente para apreciar as contas do Chefe do Poder
Executivo representante legal do consórcio sujeita também ao seu Prof. Franklin Andrejanini
controle contábil, operacional e patrimonial o consórcio público.
Acesse meu grupo e tenha acesso a vários materiais de
4. (ESAF/STN/Analista de Finanças e Controle/2008) a
direito administrativo totalmente grátis.
execução das receitas e das despesas dos consórcios públicos com
personalidade jurídica de direito privado não se sujeita às normas de
direito financeiro aplicáveis às entidades públicas. Vá ao Yahoo Grupos e procure o grupo
5. (ESAF/STN/Analista de Finanças e Controle/2008) a
Professor_FranklinAndrejanini e faça seu
conveniência e a oportunidade de realização dos atos constituem o pedido de participação.
mérito administrativo, presente nos atos vinculados e passível de
controle pelo poder judiciário.

6. (ESAF/STN/Analista de Finanças e Controle/2008) quando o


motivo for um aspecto discricionário do ato administrativo, ainda que
expressamente indicado pela administração pública para a prática de
determinado ato, não estará passível de controle pelo poder judiciário.

7. (FCC/TRT19/Analista Judiciário- Área Execução de


Mandados/2008) Quando o Tribunal de Contas do Estado realiza
auditoria sobre determinada despesa realizada pelo Poder Executivo,
ele exerce controle de caráter
(A) interno.
(B) externo.
(C) hierárquico.
(D) judicial.
(E) prévio ou preventivo.

Prof° Franklin Andrejanini – PGDF AULÃO DE REVISÃO - ALUNO - p.5 -