Você está na página 1de 116

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt

ut labore et dolore magna aliqua. 


DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

DEPEN/2020 – Parte 1

SUMÁRIO: PÁGINA

QUESTÕES da LEI 13.869/19 sem comentários.............................. 02

QUESTÕES da LEI 13.869/19 com comentários ............................. 07

QUESTÕES da PORTARIA 4.226/10 sem comentários .................. 21

QUESTÕES da PORTARIA 4.226/10 com comentários .................. 25

QUESTÕES da PORTARIA 65/19 sem comentários ....................... 37

QUESTÕES da PORTARIA 65/19 com comentários ....................... 38

QUESTÕES da PORTARIA 157/19 sem comentários ..................... 42

QUESTÕES da PORTARIA 157/19 com comentários ..................... 45

QUESTÕES da LEI 13.675/18 sem comentários ............................. 52

QUESTÕES da LEI 13.675/18 com comentários ..........................;;. 65

QUESTÕES do DECRETO 9.489/18 sem comentários ................... 99

QUESTÕES do DECRETO 9.489/18 com comentários ................. 104

Página 1
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O autor:

Olá, sou o professor Rodrigo Rodrigues, estou no mundo dos concursos desde 2008, sou servidor público da Procuradoria Geral do Distrito
Federal (concursado) e já fui aprovado em mais 5 concursos (dentro do número de vagas): DER/DF, Hemocentro, SES/DF, Ministério Público do
Amazonas e Anvisa.

Ministro aulas presenciais e on-line de Direito Administrativo, Legislação Penal extravagante e Legislações especí cas.

A ideia de elaborar questões surgiu da necessidade de treinar por meio de questões comentadas, porém algumas legislações quase não foram
cobradas em provas anteriores, então o aluno não vai encontrar questões em sites especializados. Nesse caso eu elaboro as questões e
comento (fundamento).

Nesse material você encontrará questões INÉDITAS elaboradas por mim e por minha equipe, em parceria com o Materiais para Concursos.

Para cada legislação haverá 2 modelos de questões. Primeiro serão as questões com o gabarito ao nal de cada bloco, e depois serão as
mesmas questões com os comentários abaixo de cada questão.

Desejo do fundo do coração que você alcance sua aprovação e que esse material (feito com muito respeito a você) possa contribuir para o seu
sucesso nas provas.

Bons estudos e que Deus te abençoe.

QUESTÕES da LEI 13.869/19 (Abuso de Autoridade)

1. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

É sujeito ativo do crime de abuso de autoridade qualquer agente público, desde que servidor da administração direta, indireta ou fundacional
de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e de Território.

2. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A divergência na interpretação de lei ou na avaliação de fatos e provas con gura abuso de autoridade na modalidade quali cada.

3. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Página 2
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

As condutas descritas nesta Lei constituem crime de abuso de autoridade quando praticadas pelo agente com a nalidade especí ca de
prejudicar outrem ou bene ciar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capricho ou satisfação pessoal.

4. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Os crimes previstos nesta Lei são de ação penal pública condicionada à representação do ofendido.

5. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Será admitida ação privada se a ação penal pública não for intentada no prazo legal, a qual será exercida no prazo de 6 (seis) meses, contado
da data em que se esgotar o prazo para oferecimento da denúncia.

6. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A perda do cargo, do mandato ou da função pública constitui um efeito automático da condenação por crime de abuso de autoridade.

7. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

São efeitos da condenação, dentre outros, a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 2 (dois) a 8
(oito) anos;

8. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Para se tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, o juiz deverá, de ofício, xar na sentença o valor mínimo para
reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos.

9. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Os efeitos da condenação de inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos e a
perda do cargo, do mandato ou da função pública são condicionados à ocorrência de reincidência em crime de abuso de autoridade e não são
automáticos, devendo ser declarados motivadamente na sentença.

10. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As penas restritivas de direitos substitutivas das privativas de liberdade previstas nesta Lei são a prestação de serviços à comunidade ou a
entidades públicas e a suspensão do exercício do cargo, da função ou do mandato, pelo prazo de 1 (um) a 6 (seis) meses, com a perda dos
vencimentos e das vantagens, e devem ser aplicadas cumulativamente.

Página 3
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

11. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As penas previstas nesta Lei serão aplicadas independentemente das sanções de natureza civil ou administrativa cabíveis.

12. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As responsabilidades civil e administrativa são independentes da criminal, não se podendo mais questionar sobre a existência ou a autoria do
fato quando essas questões tenham sido decididas no juízo criminal.

13. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Faz coisa julgada em âmbito cível, assim como no administrativo-disciplinar, a sentença penal que reconhecer ter sido o ato praticado em
estado de necessidade, em legítima defesa, em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito.

14. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Decretar medida de privação da liberdade em manifesta desconformidade com as hipóteses legais é crime punido com reclusão de 1 (um) a 4
(quatro) anos, e multa.

15. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A autoridade judiciária que, dentro de prazo razoável, deixar de deferir liminar ou ordem de habeas corpus, quando manifestamente cabível,
cometerá crime tipi cado da Lei 13.869/19.

16. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Em qualquer hipótese, submeter o preso a interrogatório policial durante o período de repouso noturno será considerado crime de abuso de
autoridade.

17. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Deixar injusti cadamente de comunicar prisão em agrante à autoridade judiciária no prazo legal é crime tipi cado da Lei 13.869/19.

18. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Página 4
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Com base no texto acima, se o delegado de polícia constranger, mediante violência, grave ameaça ou redução da capacidade de resistência,
Goku a produzir provas contra Gohan, não estará cometendo crime de abuso de autoridade, pois tal conduta só se con gura crime quando se
tratar de produção de provas contra si próprio, ou seja, contra Goku.

19. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Com base no texto acima, o delegado cometerá crime de abuso de autoridade se deixar de comunicar, imediatamente, a prisão de Goku e o
local onde se encontra à sua família ou à pessoa por ele indicada; ou se deixar de entregar ao preso, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a
nota de culpa, assinada pela autoridade, com o motivo da prisão e os nomes do condutor e das testemunhas.

20. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Na situação narrada pelo texto, Goku não poderá ser interrogado pela autoridade policial durante o repouso noturno, ainda que a prisão tenha
se efetivado durante a noite.

21. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Caracteriza crime de abuso de autoridade manter presos de ambos os sexos na mesma cela ou espaço de con namento.

22. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Considera-se crime invadir ou adentrar, clandestina ou astuciosamente, ou à revelia da vontade do ocupante, imóvel alheio ou suas
dependências, ou nele permanecer nas mesmas condições, sem determinação judicial ou fora das condições estabelecidas em lei, porém não
haverá crime se o ingresso for para prestar socorro, ou quando houver fundados indícios que indiquem a necessidade do ingresso em razão de
situação de agrante delito ou de desastre.

23. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Página 5
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Inovar arti ciosamente, no curso de diligência, de investigação ou de processo, o estado de lugar, de coisa ou de pessoa, com o m de eximir-
se de responsabilidade ou de responsabilizar criminalmente alguém ou agravar-lhe a responsabilidade é crime tipi cado na Lei 13.869/19,
contudo terá a pena aumentada de 1/6 a 1/2 quem pratica a conduta com o intuito de eximir-se de responsabilidade civil ou administrativa
por excesso praticado no curso de diligência ou omitir dados ou informações ou divulgar dados ou informações incompletos para desviar o
curso da investigação, da diligência ou do processo.

24. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Estender injusti cadamente a investigação, procrastinando-a em prejuízo do investigado ou scalizado caracteriza mera infração
administrativa, não havendo necessidade de tal conduta estar tutelada pela esfera de abrangência do direito penal.

25. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Todos os tipos penais constantes na Lei 13.869/19 são punidos com pena de detenção.

26. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Prestar informação falsa sobre procedimento judicial, policial, scal ou administrativo, ainda que sem a nalidade de prejudicar interesse de
investigado, é crime de abuso de autoridade.

27. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Dar início ou proceder à persecução penal, civil ou administrativa sem justa causa fundamentada ou contra quem sabe inocente é crime
punido com detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

28. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Demorar demasiada e injusti cadamente no exame de processo de que tenha requerido vista em órgão colegiado, com o intuito de
procrastinar seu andamento ou retardar o julgamento é crime punido com reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

29. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Alguns tipos penais instituídos pela Lei13.869/19 são considerados pela doutrina como sendo crimes-de-mão-própria, pois exige-se, para
prática desses crimes, uma característica especí ca do sujeito ativo, além de não haver a possibilidade de coautoria.

30. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Página 6
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Por se tratar de crimes especí cos praticados por agentes públicos, as causas envolvendo os crimes de abuso de autoridade não poderão ser
processadas no Juizado Especial Criminal (JECRIM), por expressa determinação da Lei 13.869/19.

GABARITO

1.E 2.E 3.C 4.E 5.C 6.E 7.E 8.E 9.C 10.E

11.C 12.C 13.C 14.E 15.C 16.E 17.C 18.E 19.C 20.E

21.C 22.C 23.E 24.E 25.C 26.E 27.C 28.E 29.C 30.E

QUESTÕES COM COMENTÁRIOS LEI 13.869/19

1. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

É sujeito ativo do crime de abuso de autoridade qualquer agente público, desde que servidor da administração direta, indireta ou fundacional
de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e de Território.

Errado

Não há a necessidade de ser servidor, o “desde que” prejudicou a questão.

Art. 2º É sujeito ativo do crime de abuso de autoridade qualquer agente público, servidor ou não, da administração direta, indireta ou
fundacional de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e de Território, compreendendo, mas não se
limitando a:

2. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A divergência na interpretação de lei ou na avaliação de fatos e provas con gura abuso de autoridade na modalidade quali cada.

Errado

A mera divergência na interpretação da lei NÃO gera abuso de autoridade.

Página 7
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 1º Esta Lei de ne os crimes de abuso de autoridade, cometidos por agente público, servidor ou não, que, no exercício de suas funções ou a
pretexto de exercê-las, abuse do poder que lhe tenha sido atribuído.

§ 1º As condutas descritas nesta Lei constituem crime de abuso de autoridade quando praticadas pelo agente com a nalidade especí ca de
prejudicar outrem ou bene ciar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capricho ou satisfação pessoal.

§ 2º A divergência na interpretação de lei ou na avaliação de fatos e provas não con gura abuso de autoridade.

3. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As condutas descritas nesta Lei constituem crime de abuso de autoridade quando praticadas pelo agente com a nalidade especí ca de
prejudicar outrem ou bene ciar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capricho ou satisfação pessoal.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 1º Esta Lei de ne os crimes de abuso de autoridade, cometidos por agente público, servidor ou não, que, no exercício de suas funções ou a
pretexto de exercê-las, abuse do poder que lhe tenha sido atribuído.

§ 1º As condutas descritas nesta Lei constituem crime de abuso de autoridade quando praticadas pelo agente com a nalidade especí ca de
prejudicar outrem ou bene ciar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capricho ou satisfação pessoal.

4. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Os crimes previstos nesta Lei são de ação penal pública condicionada à representação do ofendido.

Errado

Crimes de abuso de autoridade são de ação penal pública INCONDICIONADA.

Art. 3º Os crimes previstos nesta Lei são de ação penal pública incondicionada.

5. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Será admitida ação privada se a ação penal pública não for intentada no prazo legal, a qual será exercida no prazo de 6 (seis) meses, contado
da data em que se esgotar o prazo para oferecimento da denúncia.

Página 8
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 3º Os crimes previstos nesta Lei são de ação penal pública incondicionada. (Promulgação partes vetadas)

§ 1º Será admitida ação privada se a ação penal pública não for intentada no prazo legal, cabendo ao Ministério Público aditar a queixa,
repudiá-la e oferecer denúncia substitutiva, intervir em todos os termos do processo, fornecer elementos de prova, interpor recurso e, a todo
tempo, no caso de negligência do querelante, retomar a ação como parte principal.

§ 2º A ação privada subsidiária será exercida no prazo de 6 (seis) meses, contado da data em que se esgotar o prazo para oferecimento da
denúncia.

6. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A perda do cargo, do mandato ou da função pública constitui um efeito automático da condenação por crime de abuso de autoridade.

Errado

Só a condenação por crimes de TORTURA (Lei 9.455/97) e envolvimento com Organização Criminosa (Lei 12.850/13) é que resulta em perda
do cargo público de forma automática, para a condenação do servidor em outros crimes, a perda do cargo precisa ser MOTIVADA na
sentença, não sendo automática, inclusive para condenação por ABUSO de AUTORIDADE.

Art. 4º São efeitos da condenação:

I - tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, devendo o juiz, a requerimento do ofendido, xar na sentença o valor
mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos;

II - a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos;

III - a perda do cargo, do mandato ou da função pública.

Parágrafo único. Os efeitos previstos nos incisos II e III do caput deste artigo são condicionados à ocorrência de reincidência em crime de
abuso de autoridade e não são automáticos, devendo ser declarados motivadamente na sentença.

7. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Página 9
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

São efeitos da condenação, dentre outros, a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 2 (dois) a 8
(oito) anos;

Errado

Pelo período de 1 a 5 anos.

São efeitos da condenação:

I - tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, devendo o juiz, a requerimento do ofendido, xar na sentença o valor
mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos;

II - a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos;

8. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Para se tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, o juiz deverá, de ofício, xar na sentença o valor mínimo para
reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos.

Errado

Não será de ofício pelo Juiz, mas a requerimento do ofendido.

Art. 4º São efeitos da condenação:

I - tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, devendo o juiz, a requerimento do ofendido, xar na sentença o valor
mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos;

9. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Os efeitos da condenação de inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos e a
perda do cargo, do mandato ou da função pública são condicionados à ocorrência de reincidência em crime de abuso de autoridade e não são
automáticos, devendo ser declarados motivadamente na sentença.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Página 10
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 4º São efeitos da condenação:

I - tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime, devendo o juiz, a requerimento do ofendido, xar na sentença o valor
mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele sofridos;

II - a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos;

III - a perda do cargo, do mandato ou da função pública.

Parágrafo único. Os efeitos previstos nos incisos II e III do caput deste artigo são condicionados à ocorrência de reincidência em crime de
abuso de autoridade e não são automáticos, devendo ser declarados motivadamente na sentença.

10. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As penas restritivas de direitos substitutivas das privativas de liberdade previstas nesta Lei são a prestação de serviços à comunidade ou a
entidades públicas e a suspensão do exercício do cargo, da função ou do mandato, pelo prazo de 1 (um) a 6 (seis) meses, com a perda dos
vencimentos e das vantagens, e devem ser aplicadas cumulativamente.

Errado

Não DEVEM ser aplicadas cumulativamente, mas PODEM ser aplicadas de forma autônoma ou cumulativa.

Art. 5º As penas restritivas de direitos substitutivas das privativas de liberdade previstas nesta Lei são: I - prestação de serviços à comunidade
ou a entidades públicas;

II - suspensão do exercício do cargo, da função ou do mandato, pelo prazo de 1 (um) a 6 (seis) meses, com a perda dos vencimentos e das
vantagens;

Parágrafo único. As penas restritivas de direitos podem ser aplicadas autônoma ou cumulativamente.

11. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As penas previstas nesta Lei serão aplicadas independentemente das sanções de natureza civil ou administrativa cabíveis.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Página 11
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art 6º As penas previstas nesta Lei serão aplicadas independentemente das sanções de natureza civil ou administrativa cabíveis.

Parágrafo único. As notícias de crimes previstos nesta Lei que descreverem falta funcional serão informadas à autoridade competente com
vistas à apuração.

Art. 7º As responsabilidades civil e administrativa são independentes da criminal, não se podendo mais questionar sobre a existência ou a
autoria do fato quando essas questões tenham sido decididas no juízo criminal.

Art. 8º Faz coisa julgada em âmbito cível, assim como no administrativo-disciplinar, a sentença penal que reconhecer ter sido o ato praticado
em estado de necessidade, em legítima defesa, em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito.

12. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

As responsabilidades civil e administrativa são independentes da criminal, não se podendo mais questionar sobre a existência ou a autoria do
fato quando essas questões tenham sido decididas no juízo criminal.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 7º  As responsabilidades civil e administrativa são independentes da criminal, não se podendo mais questionar sobre a existência ou a
autoria do fato quando essas questões tenham sido decididas no juízo criminal.

13. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Faz coisa julgada em âmbito cível, assim como no administrativo-disciplinar, a sentença penal que reconhecer ter sido o ato praticado em
estado de necessidade, em legítima defesa, em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 8º Faz coisa julgada em âmbito cível, assim como no administrativo-disciplinar, a sentença penal que reconhecer ter sido o ato praticado
em estado de necessidade, em legítima defesa, em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito.

14. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Página 12
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Decretar medida de privação da liberdade em manifesta desconformidade com as hipóteses legais é crime punido com reclusão de 1 (um) a 4
(quatro) anos, e multa.

Errado

DETENÇÃO

Art. 9º Decretar medida de privação da liberdade em manifesta desconformidade com as hipóteses legais: detenção, de 1 (um) a 4 (quatro)
anos, e multa.

15. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

A autoridade judiciária que, dentro de prazo razoável, deixar de deferir liminar ou ordem de habeas corpus, quando manifestamente cabível,
cometerá crime tipi cado da Lei 13.869/19.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 9º Decretar medida de privação da liberdade em manifesta desconformidade com as hipóteses legais:

Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena a autoridade judiciária que, dentro de prazo razoável, deixar de:

I - relaxar a prisão manifestamente ilegal;

II - substituir a prisão preventiva por medida cautelar diversa ou de conceder liberdade provisória, quando manifestamente cabível;

III - deferir liminar ou ordem de habeas corpus, quando manifestamente cabível.

16. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Em qualquer hipótese, submeter o preso a interrogatório policial durante o período de repouso noturno será considerado crime de abuso de
autoridade.

Errado

Página 13
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Não é em qualquer hipótese, existem ressalvas, quais sejam: salvo se capturado em agrante delito ou se ele, devidamente assistido, consentir
em prestar declarações

Art. 18.  Submeter o preso a interrogatório policial durante o período de repouso noturno, salvo se capturado em agrante delito ou se ele,
devidamente assistido, consentir em prestar declarações: Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

17. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Deixar injusti cadamente de comunicar prisão em agrante à autoridade judiciária no prazo legal é crime tipi cado da Lei 13.869/19.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 12. Deixar injusti cadamente de comunicar prisão em agrante à autoridade judiciária no prazo legal:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem:

I - deixa de comunicar, imediatamente, a execução de prisão temporária ou preventiva à autoridade judiciária que a decretou;

II - deixa de comunicar, imediatamente, a prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontra à sua família ou à pessoa por ela indicada;

III - deixa de entregar ao preso, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a nota de culpa, assinada pela autoridade, com o motivo da prisão e os
nomes do condutor e das testemunhas;

IV - prolonga a execução de pena privativa de liberdade, de prisão temporária, de prisão preventiva, de medida de segurança ou de internação,
deixando, sem motivo justo e excepcionalíssimo, de executar o alvará de soltura imediatamente após recebido ou de promover a soltura do
preso quando esgotado o prazo judicial ou legal.

18. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Página 14
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Com base no texto acima, se o delegado de polícia constranger, mediante violência, grave ameaça ou redução da capacidade de resistência,
Goku a produzir provas contra Gohan, não estará cometendo crime de abuso de autoridade, pois tal conduta só se con gura crime quando se
tratar de produção de provas contra si próprio, ou seja, contra Goku.

Errado

Contra si ou contra terceiro

Art. 13. Constranger o preso ou o detento, mediante violência, grave ameaça ou redução de sua capacidade de resistência, a:

I - exibir-se ou ter seu corpo ou parte dele exibido à curiosidade pública;

II - submeter-se a situação vexatória ou a constrangimento não autorizado em lei;

III - produzir prova contra si mesmo ou contra terceiro:

Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa, sem prejuízo da pena cominada à violência.

19. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Com base no texto acima, o delegado cometerá crime de abuso de autoridade se deixar de comunicar, imediatamente, a prisão de Goku e o
local onde se encontra à sua família ou à pessoa por ele indicada; ou se deixar de entregar ao preso, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a
nota de culpa, assinada pela autoridade, com o motivo da prisão e os nomes do condutor e das testemunhas.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 12. Deixar injusti cadamente de comunicar prisão em agrante à autoridade judiciária no prazo legal:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem:

Página 15
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

I - deixa de comunicar, imediatamente, a execução de prisão temporária ou preventiva à autoridade judiciária que a decretou;

II - deixa de comunicar, imediatamente, a prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontra à sua família ou à pessoa por ela indicada;

III - deixa de entregar ao preso, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a nota de culpa, assinada pela autoridade, com o motivo da prisão e os
nomes do condutor e das testemunhas;

IV - prolonga a execução de pena privativa de liberdade, de prisão temporária, de prisão preventiva, de medida de segurança ou de internação,
deixando, sem motivo justo e excepcionalíssimo, de executar o alvará de soltura imediatamente após recebido ou de promover a soltura do
preso quando esgotado o prazo judicial ou legal.

20. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Situação hipotética: Goku foi preso em agrante acusado de ter desferido um golpe conhecido como kamehameha contra o seu desafeto Majin
Boo, o que ocasionou sua morte. Durante o interrogatório, a autoridade policial descobriu que Goku agiu em conluio com Gohan, o qual
conseguiu se evadir do local do crime antes da chegada da polícia.

Na situação narrada pelo texto, Goku não poderá ser interrogado pela autoridade policial durante o repouso noturno, ainda que a prisão tenha
se efetivado durante a noite.

Errado

Existem ressalvas, quais sejam: salvo se capturado em agrante delito ou se ele, devidamente assistido, consentir em prestar declarações

Art. 18. Submeter o preso a interrogatório policial durante o período de repouso noturno, salvo se capturado em agrante delito ou se ele,
devidamente assistido, consentir em prestar declarações:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

21. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Caracteriza crime de abuso de autoridade manter presos de ambos os sexos na mesma cela ou espaço de con namento.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 21. Manter presos de ambos os sexos na mesma cela ou espaço de con namento:

Página 16
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem mantém, na mesma cela, criança ou adolescente na companhia de maior de idade ou em
ambiente inadequado, observado o disposto na Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente).

22. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Considera-se crime invadir ou adentrar, clandestina ou astuciosamente, ou à revelia da vontade do ocupante, imóvel alheio ou suas
dependências, ou nele permanecer nas mesmas condições, sem determinação judicial ou fora das condições estabelecidas em lei, porém não
haverá crime se o ingresso for para prestar socorro, ou quando houver fundados indícios que indiquem a necessidade do ingresso em razão de
situação de agrante delito ou de desastre.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 22. Invadir ou adentrar, clandestina ou astuciosamente, ou à revelia da vontade do ocupante, imóvel alheio ou suas dependências, ou nele
permanecer nas mesmas condições, sem determinação judicial ou fora das condições estabelecidas em lei:

Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 1º Incorre na mesma pena, na forma prevista no caput deste artigo, quem:

I - coage alguém, mediante violência ou grave ameaça, a franquear-lhe o acesso a imóvel ou suas dependências;

III - cumpre mandado de busca e apreensão domiciliar após as 21h (vinte e uma horas) ou antes das 5h (cinco horas).

§ 2º Não haverá crime se o ingresso for para prestar socorro, ou quando houver fundados indícios que indiquem a necessidade do ingresso em
razão de situação de agrante delito ou de desastre.

23. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Inovar arti ciosamente, no curso de diligência, de investigação ou de processo, o estado de lugar, de coisa ou de pessoa, com o m de eximir-
se de responsabilidade ou de responsabilizar criminalmente alguém ou agravar-lhe a responsabilidade é crime tipi cado na Lei 13.869/19,
contudo terá a pena aumentada de 1/6 a 1/2 quem pratica a conduta com o intuito de eximir-se de responsabilidade civil ou administrativa
por excesso praticado no curso de diligência ou omitir dados ou informações ou divulgar dados ou informações incompletos para desviar o
curso da investigação, da diligência ou do processo.

Página 17
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Errado

Não há casos de aumentou ou diminuição de penas na nova Lei de Abuso de Autoridade.

Art. 23. Inovar arti ciosamente, no curso de diligência, de investigação ou de processo, o estado de lugar, de coisa ou de pessoa, com o m de
eximir-se de responsabilidade ou de responsabilizar criminalmente alguém ou agravar-lhe a responsabilidade:

Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem pratica a conduta com o intuito de:

I - eximir-se de responsabilidade civil ou administrativa por excesso praticado no curso de diligência;

II - omitir dados ou informações ou divulgar dados ou informações incompletos para desviar o curso da investigação, da diligência ou do
processo.

24. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Estender injusti cadamente a investigação, procrastinando-a em prejuízo do investigado ou scalizado caracteriza mera infração
administrativa, não havendo necessidade de tal conduta estar tutelada pela esfera de abrangência do direito penal.

Errado

Não é mera infração administrativa, mas crime tipi cado na Lei 13.869/19

Art. 31. Estender injusti cadamente a investigação, procrastinando-a em prejuízo do investigado ou scalizado:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem, inexistindo prazo para execução ou conclusão de procedimento, o estende de forma
imotivada, procrastinando-o em prejuízo do investigado ou do scalizado.

25. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Todos os tipos penais constantes na Lei 13.869/19 são punidos com pena de detenção.

Certo

Página 18
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Não há previsão para penas de RECLUSÃO na nova Lei de Abuso de Autoridade.

26. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Prestar informação falsa sobre procedimento judicial, policial, scal ou administrativo, ainda que sem a nalidade de prejudicar interesse de
investigado, é crime de abuso de autoridade.

Errado

Existe a necessidade de DOLO especí co.

Art. 29. Prestar informação falsa sobre procedimento judicial, policial, scal ou administrativo com o m de prejudicar interesse de
investigado:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

27. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Dar início ou proceder à persecução penal, civil ou administrativa sem justa causa fundamentada ou contra quem sabe inocente é crime
punido com detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 30. Dar início ou proceder à persecução penal, civil ou administrativa sem justa causa fundamentada ou contra quem sabe inocente: Pena
- detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa

28. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Demorar demasiada e injusti cadamente no exame de processo de que tenha requerido vista em órgão colegiado, com o intuito de
procrastinar seu andamento ou retardar o julgamento é crime punido com reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

Errado

Não há penas de RECLUSÃO na Lei 13.869/19

Página 19
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 37. Demorar demasiada e injusti cadamente no exame de processo de que tenha requerido vista em órgão colegiado, com o intuito de
procrastinar seu andamento ou retardar o julgamento:

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

29. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Alguns tipos penais instituídos pela Lei13.869/19 são considerados pela doutrina como sendo crimes-de-mão-própria, pois exige-se, para
prática desses crimes, uma característica especí ca do sujeito ativo, além de não haver a possibilidade de coautoria.

Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 10. Decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado manifestamente descabida ou sem prévia intimação de
comparecimento ao juízo: Pena - detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

30. (Inédita) Conforme a Lei 13.869/19, julgue o próximo item:

Por se tratar de crimes especí cos praticados por agentes públicos, as causas envolvendo os crimes de abuso de autoridade não poderão ser
processadas no Juizado Especial Criminal (JECRIM), por expressa determinação da Lei 13.869/19.

Errado

Não há óbice para que os crimes de menor potencial ofensivo sejam processados e julgados no Juizado Especial Criminal

Art. 39. Aplicam-se ao processo e ao julgamento dos delitos previstos nesta Lei, no que couber, as disposições do Decreto-Lei nº 3.689, de 3
de outubro de 1941 (Código de Processo Penal), e da Lei nº 9.099, de 26 de setembro de 1995.

Página 20
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

QUESTÕES da Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 de


31/12/2010
1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A observância das diretrizes sobre o uso da força e de armas de fogo passa a ser obrigatória pelo Departamento de Polícia Federal, pelo
Departamento de Polícia Rodoviária Federal, pelo Departamento Penitenciário Nacional e pela polícia militar.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O Departamento de Polícia Federal, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional e a Força Nacional de
Segurança Pública, terão 90 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para adequar seus procedimentos operacionais e seu
processo de formação e treinamento às diretrizes supramencionadas.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O Departamento de Polícia Federal, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional e a Força Nacional de
Segurança Pública, terão 30 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para instituir Comissão responsável por avaliar sua situação
interna em relação às diretrizes não mencionadas nos parágrafos anteriores e propor medidas para assegurar as adequações necessárias.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

  A Secretaria de Segurança da Presidência da República e o Ministério da Justiça estabelecerão mecanismos para estimular e monitorar
iniciativas que visem à implementação de ações para efetivação das diretrizes tratadas nesta portaria pelos entes federados.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça levará em consideração a observância das diretrizes tratadas nesta
Portaria no repasse de recursos aos entes federados.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O uso da força pelos agentes de segurança pública deverá se pautar nos documentos internacionais de proteção aos direitos humanos.

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Página 21
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O uso da força por agentes de segurança pública deverá obedecer aos princípios da legalidade, moralidade, publicidade e e ciência.

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os agentes de segurança pública não deverão disparar armas de fogo contra pessoas, exceto em casos de legítima defesa própria, contra
perigo iminente de lesão ou lesão gravíssima.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

É legítimo o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Não é legítimo o uso de armas de fogo contra veículo que desrespeite bloqueio policial em via pública, a não ser que o ato represente um risco
imediato de morte ou lesão grave aos agentes de segurança pública ou terceiros.

11. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os chamados "disparos de advertência" não são considerados prática aceitável, salvo em risco imediato de morte ou lesão grave aos agentes
de segurança pública ou terceiros.

12. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O ato de apontar arma de fogo contra pessoas durante os procedimentos de abordagem poderá ser uma prática rotineira e indiscriminada.

13. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Todo agente de segurança pública que, em razão da sua função, possa vir a se envolver em situações de uso da força, deverá portar no mínimo
2 (dois) instrumentos de menor potencial ofensivo e equipamentos de proteção necessários à atuação especí ca, salvo se portar arma de
fogo.

14. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os órgãos de segurança pública deverão editar atos normativos disciplinando o uso da força por seus agentes.

15. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Página 22
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa, o agente de segurança pública envolvido deverá promover a correta preservação do
local da ocorrência.

16. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa, o órgão de segurança pública deverá  promover o devido acompanhamento
psicológico aos agentes de segurança pública envolvidos, permitindo-lhes superar ou minimizar os efeitos decorrentes do fato ocorrido.

17. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os processos seletivos para ingresso nas instituições de segurança pública e os cursos de formação e especialização dos agentes de segurança
pública prescindem os conteúdos relativos a direitos humanos.

18. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

As atividades de treinamento fazem parte do trabalho rotineiro do agente de segurança pública e poderão ser realizadas em seu horário de
folga.

19. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A seleção de instrutores para ministrarem aula em qualquer assunto que englobe o uso da força deverá levar em conta análise rigorosa de seu
currículo formal e tempo de serviço, áreas de atuação, experiências anteriores em atividades m, registros funcionais, formação em direitos
humanos e nivelamento em ensino. Os instrutores deverão ser submetidos à aferição de conhecimentos teóricos e práticos e sua atuação deve
ser avaliada.

20. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Deverão ser elaborados procedimentos de habilitação para o uso de cada tipo de arma de fogo e instrumento de menor potencial ofensivo que
incluam somente avaliação técnica e física.

21. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A depender do caso o agente de segurança pública poderá portar armas de fogo ou instrumento de menor potencial ofensivo para o qual não
esteja devidamente habilitado.

22. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

 A renovação da habilitação para uso de armas de fogo em serviço deve ser feita com periodicidade mínima de 1 (um) ano.

Página 23
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

23. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Deverá anualmente ser estimulado e priorizado o uso de técnicas e instrumentos de menor potencial ofensivo pelos agentes de segurança
pública, de acordo com a especi cidade da função operacional e sem se restringir às unidades especializadas.

24. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O uso de técnicas de menor potencial ofensivo deve ser constantemente avaliado.

25. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os órgãos de segurança pública deverão, observada a legislação pertinente, oferecer possibilidades de reabilitação e reintegração ao trabalho
aos agentes de segurança pública que adquirirem de ciência física em decorrência do desempenho de suas atividades domesticas.

26. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

São consideradas Armas de menor potencial ofensivo: Armas projetadas e/ou empregadas, especi camente, com a nalidade de conter,
debilitar ou incapacitar permanente pessoas, preservando vidas e minimizando danos à sua integridade.

27. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Entende-se por Princípio da Conveniência: a força não podendo ser empregada quando, em função do contexto, possa ocasionar danos de
maior relevância do que os objetivos legais pretendidos.

28. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O emprego da força pelos agentes de segurança pública deve sempre que possível, além de proporcional, ser moderado, visando sempre
reduzir o emprego da força.

29. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Determinado nível de força sempre deverá ser empregado quando níveis de menor intensidade não forem su cientes para atingir os objetivos
legais pretendidos.

30. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

São consideradas Munições de menor potencial ofensivo: as Munições projetadas e empregadas, especi camente, para conter, debilitar ou
matar pessoas.

Página 24
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

GABARITO

1. E 2.C 3.E 4.E 5.C 6.C 7.E 8.E 9.E 10.C

11.E 12.E 13.E 14.C 15.C 16.C 17.E 18.E 19.C 20.E

21.E 22.C 23.E 24.C 25.E 26.E 27.C 28.C 29.E 30.E

QUESTÕES da Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 de 31/12/2010 COMENTADAS

1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A observância das diretrizes sobre o uso da força e de armas de fogo passa a ser obrigatória pelo Departamento de Polícia Federal, pelo
Departamento de Polícia Rodoviária Federal, pelo Departamento Penitenciário Nacional e pela polícia militar.

Gabarito: Errado

O erro está em trocar a Força Nacional de Segurança Pública pela polícia militar.

Art. 2º  A observância das diretrizes mencionadas no artigo anterior passa a ser obrigatória pelo Departamento de Polícia Federal, pelo
Departamento de Polícia Rodoviária Federal, pelo Departamento Penitenciário Nacional e pela Força Nacional de Segurança Pública.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O Departamento de Polícia Federal, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional e a Força Nacional de
Segurança Pública, terão 90 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para adequar seus procedimentos operacionais e seu
processo de formação e treinamento às diretrizes supramencionadas.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Página 25
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 2º  § 1º As unidades citadas no caput deste artigo terão 90 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para adequar seus
procedimentos operacionais e seu processo de formação e treinamento às diretrizes supramencionadas.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O Departamento de Polícia Federal, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional e a Força Nacional de
Segurança Pública, terão 30 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para instituir Comissão responsável por avaliar sua situação
interna em relação às diretrizes não mencionadas nos parágrafos anteriores e propor medidas para assegurar as adequações necessárias.

Gabarito: Errado

Os órgãos citados na questão terão o prazo de 60 dias para instituir Comissão responsável. O erro está em a rmar que terão 30 dias.

Art. 2º § 3º As unidades citadas no caput deste artigo terão 60 dias, contados a partir da publicação desta portaria, para instituir Comissão
responsável por avaliar sua situação interna em relação às diretrizes não mencionadas nos parágrafos anteriores e propor medidas para
assegurar as adequações necessárias.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

  A Secretaria de Segurança da Presidência da República e o Ministério da Justiça estabelecerão mecanismos para estimular e monitorar
iniciativas que visem à implementação de ações para efetivação das diretrizes tratadas nesta portaria pelos entes federados.

Gabarito: Errado

São atribuições da Secretaria de Direitos Humanos, não da Secretaria de Segurança da Presidência da República e o Ministério da Justiça
como a rma a questão.

Art. 3º A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Ministério da Justiça estabelecerão mecanismos para estimular e
monitorar iniciativas que visem à implementação de ações para efetivação das diretrizes tratadas nesta portaria pelos entes federados,
respeitada a repartição de competências prevista no art. 144 da Constituição Federal.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça levará em consideração a observância das diretrizes tratadas nesta
Portaria no repasse de recursos aos entes federados.

Gabarito: Certo

Página 26
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 4º  A Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça levará em consideração a observância das diretrizes tratadas
nesta Portaria no repasse de recursos aos entes federados.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O uso da força pelos agentes de segurança pública deverá se pautar nos documentos internacionais de proteção aos direitos humanos.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I

1. O uso da força pelos agentes de segurança pública deverá se pautar nos documentos internacionais de proteção aos direitos humanos e
deverá considerar, primordialmente:

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O uso da força por agentes de segurança pública deverá obedecer aos princípios da legalidade, moralidade, publicidade e e ciência.

Gabarito: Errado

A questão tenta te confundir com os princípios da administração pública. Vejamos os princípios do texto legal:

ANEXO I

2. O uso da força por agentes de segurança pública deverá obedecer aos princípios da legalidade, necessidade, proporcionalidade, moderação
e conveniência.

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os agentes de segurança pública não deverão disparar armas de fogo contra pessoas, exceto em casos de legítima defesa própria, contra
perigo iminente de lesão ou lesão gravíssima.

Gabarito: Errado

Página 27
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O erro está em lesão ou lesão gravíssima. Segundo o texto legal os agentes estarão autorizados a disparar contra perigo iminente de morte ou
lesão grave.

ANEXO I 3. Os agentes de segurança pública não deverão disparar armas de fogo contra pessoas, exceto em casos de legítima defesa própria
ou de terceiro contra perigo iminente de morte ou lesão grave.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

É legítimo o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada.

Gabarito: Errado

ANEXO I

Conforme o texto legal é ilegítimo o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada.

4. Não é legítimo o uso de armas de fogo contra pessoa em fuga que esteja desarmada ou que, mesmo na posse de algum tipo de arma, não
represente risco imediato de morte ou de lesão grave aos agentes de segurança pública ou terceiros.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Não é legítimo o uso de armas de fogo contra veículo que desrespeite bloqueio policial em via pública, a não ser que o ato represente um risco
imediato de morte ou lesão grave aos agentes de segurança pública ou terceiros.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I

5. Não é legítimo o uso de armas de fogo contra veículo que desrespeite bloqueio policial em via pública, a não ser que o ato represente um
risco imediato de morte ou lesão grave aos agentes de segurança pública ou terceiros.

11. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os chamados "disparos de advertência" não são considerados prática aceitável, salvo em risco imediato de morte ou lesão grave aos agentes
de segurança pública ou terceiros.

Página 28
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

Não existe ressalvas em relação aos disparos de advertência.

ANEXO I

6. Os chamados "disparos de advertência" não são considerados prática aceitável, por não atenderem aos princípios elencados na Diretriz nº 2
e em razão da imprevisibilidade de seus efeitos.

12. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O ato de apontar arma de fogo contra pessoas durante os procedimentos de abordagem poderá ser uma prática rotineira e indiscriminada.

Gabarito: Errado

O erro está em a rmar que “poderá ser uma prática rotineira e indiscriminada”. Vejamos o texto legal:

ANEXO I

7. O ato de apontar arma de fogo contra pessoas durante os procedimentos de abordagem não deverá ser uma prática rotineira e
indiscriminada.

13. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Todo agente de segurança pública que, em razão da sua função, possa vir a se envolver em situações de uso da força, deverá portar no mínimo
2 (dois) instrumentos de menor potencial ofensivo e equipamentos de proteção necessários à atuação especí ca, salvo se portar arma de
fogo.

Gabarito: Errado

Todo agente de segurança pública deverá portar no mínimo 2 (dois) instrumentos de menor potencial ofensivo independente se está portando
arma de fogo ou não. A questão erra em dizer “salvo se portar arma de fogo”.

ANEXO I

8. Todo agente de segurança pública que, em razão da sua função, possa vir a se envolver em situações de uso da força, deverá portar no
mínimo 2 (dois) instrumentos de menor potencial ofensivo e equipamentos de proteção necessários à atuação especí ca , independentemente
de portar ou não arma de fogo.

Página 29
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

14. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os órgãos de segurança pública deverão editar atos normativos disciplinando o uso da força por seus agentes.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I

9. Os órgãos de segurança pública deverão editar atos normativos disciplinando o uso da força por seus agentes, de nindo objetivamente:

15. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa, o agente de segurança pública envolvido deverá promover a correta preservação do
local da ocorrência.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I

10. Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa (s), o agente de segurança pública envolvido deverá realizar as seguintes ações:

a) facilitar a prestação de socorro ou assistência médica aos feridos;

b) promover a correta preservação do local da ocorrência;

c) comunicar o fato ao seu superior imediato e à autoridade competente; e

d) preencher o relatório individual correspondente sobre o uso da força, disciplinado na Diretriz nº 22.

16. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa, o órgão de segurança pública deverá  promover o devido acompanhamento
psicológico aos agentes de segurança pública envolvidos, permitindo-lhes superar ou minimizar os efeitos decorrentes do fato ocorrido.

Página 30
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I
11. Quando o uso da força causar lesão ou morte de pessoa (s), o órgão de segurança pública deverá realizar as seguintes ações:

a) facilitar a assistência e/ou auxílio médico dos feridos;

b) recolher e identi car as armas e munições de todos os envolvidos, vinculando-as aos seus respectivos portadores no momento da
ocorrência;

c) solicitar perícia criminalística para o exame de local e objetos bem como exames médico-legais;

d) comunicar os fatos aos familiares ou amigos da(s) pessoa(s) ferida(s) ou morta(s);

e) iniciar, por meio da Corregedoria da instituição, ou órgão equivalente, investigação imediata dos fatos e circunstâncias do emprego da
força;

f) promover a assistência médica às pessoas feridas em decorrência da intervenção, incluindo atenção às possíveis sequelas;

g) promover o devido acompanhamento psicológico aos agentes de segurança pública envolvidos, permitindo-lhes superar ou minimizar os
efeitos decorrentes do fato ocorrido; e

h) afastar temporariamente do serviço operacional, para avaliação psicológica e redução do estresse, os agentes de segurança pública
envolvidos diretamente em ocorrências com resultado letal.

17. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os processos seletivos para ingresso nas instituições de segurança pública e os cursos de formação e especialização dos agentes de segurança
pública prescindem os conteúdos relativos a direitos humanos.

Gabarito: Errado

Cuidado com a palavra “prescinde”. Prescinde = Dispensa, o texto legal diz que devem incluir conteúdos relativos a direitos humanos.

ANEXO I

Página 31
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

13. Os processos seletivos para ingresso nas instituições de segurança pública e os cursos de formação e especialização dos agentes de
segurança pública devem incluir conteúdos relativos a direitos humanos.

18. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

As atividades de treinamento fazem parte do trabalho rotineiro do agente de segurança pública e poderão ser realizadas em seu horário de
folga.

Gabarito: Errado

O erro está em a rmar que as atividades de treinamento poderão ser realizadas em seu horário de folga. Vejamos texto legal:

ANEXO I

14. As atividades de treinamento fazem parte do trabalho rotineiro do agente de segurança pública e não deverão ser realizadas em seu
horário de folga, de maneira a serem preservados os períodos de descanso, lazer e convivência sócio familiar.

19. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A seleção de instrutores para ministrarem aula em qualquer assunto que englobe o uso da força deverá levar em conta análise rigorosa de seu
currículo formal e tempo de serviço, áreas de atuação, experiências anteriores em atividades m, registros funcionais, formação em direitos
humanos e nivelamento em ensino. Os instrutores deverão ser submetidos à aferição de conhecimentos teóricos e práticos e sua atuação deve
ser avaliada.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I
15. A seleção de instrutores para ministrarem aula em qualquer assunto que englobe o uso da força deverá levar em conta análise rigorosa de
seu currículo formal e tempo de serviço, áreas de atuação, experiências anteriores em atividades m, registros funcionais, formação em
direitos humanos e nivelamento em ensino. Os instrutores deverão ser submetidos à aferição de conhecimentos teóricos e práticos e sua
atuação deve ser avaliada.

20. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Deverão ser elaborados procedimentos de habilitação para o uso de cada tipo de arma de fogo e instrumento de menor potencial ofensivo que
incluam somente avaliação técnica e física.

Página 32
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

ANEXO I

A palavra “somente” deixa a questão errada excluindo as outras formas de avaliação.

16. Deverão ser elaborados procedimentos de habilitação para o uso de cada tipo de arma de fogo e instrumento de menor potencial ofensivo
que incluam avaliação técnica, psicológica, física e treinamento especí co, com previsão de revisão periódica mínima.

21. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

A depender do caso o agente de segurança pública poderá portar armas de fogo ou instrumento de menor potencial ofensivo para o qual não
esteja devidamente habilitado.

Gabarito: Errado

O texto legal diz expressamente que nenhum agente de segurança pública deverá portar armas de fogo ou instrumento de menor potencial
ofensivo para o qual não esteja devidamente habilitado. Não existindo ressalvas a cada caso.

ANEXO I

17. Nenhum agente de segurança pública deverá portar armas de fogo ou instrumento de menor potencial ofensivo para o qual não esteja
devidamente habilitado e sempre que um novo tipo de arma ou instrumento de menor potencial ofensivo for introduzido na instituição deverá
ser estabelecido um módulo de treinamento especí co com vistas à habilitação do agente.

22. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

 A renovação da habilitação para uso de armas de fogo em serviço deve ser feita com periodicidade mínima de 1 (um) ano.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I
18. A renovação da habilitação para uso de armas de fogo em serviço deve ser feita com periodicidade mínima de 1 (um) ano

23. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Página 33
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Deverá anualmente ser estimulado e priorizado o uso de técnicas e instrumentos de menor potencial ofensivo pelos agentes de segurança
pública, de acordo com a especi cidade da função operacional e sem se restringir às unidades especializadas.

Gabarito: Errado

O texto legal não deixa expresso uma data para ser estimulado e priorizado o uso de técnicas e instrumentos de menor potencial ofensivo. A
questão erra em dizer que deverá ser anualmente.

ANEXO I

19. Deverá ser estimulado e priorizado, sempre que possível, o uso de técnicas e instrumentos de menor potencial ofensivo pelos agentes de
segurança pública, de acordo com a especi cidade da função operacional e sem se restringir às unidades especializadas.

24. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O uso de técnicas de menor potencial ofensivo deve ser constantemente avaliado.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO I
22. O uso de técnicas de menor potencial ofensivo deve ser constantemente avaliado.

25. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Os órgãos de segurança pública deverão, observada a legislação pertinente, oferecer possibilidades de reabilitação e reintegração ao trabalho
aos agentes de segurança pública que adquirirem de ciência física em decorrência do desempenho de suas atividades domesticas.

Gabarito: Errado

Deverá ser oferecida possibilidades de reabilitação e reintegração em decorrência do desempenho de suas atividades como agente de
segurança, não em suas atividades domesticas como a rma a questão.

ANEXO I

25. Os órgãos de segurança pública deverão, observada a legislação pertinente, oferecer possibilidades de reabilitação e reintegração ao
trabalho aos agentes de segurança pública que adquirirem de ciência física em decorrência do desempenho de suas atividades.

Página 34
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

26. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

São consideradas Armas de menor potencial ofensivo: Armas projetadas e/ou empregadas, especi camente, com a nalidade de conter,
debilitar ou incapacitar permanente pessoas, preservando vidas e minimizando danos à sua integridade.

Gabarito: Errado

Armas de menor potencial ofensivo devem incapacitar temporariamente, a questão erra ao a rmar que elas devem ou incapacitar
permanente.

ANEXO II

Armas de menor potencial ofensivo: Armas projetadas e/ou empregadas, especi camente, com a nalidade de conter, debilitar ou incapacitar
temporariamente pessoas, preservando vidas e minimizando danos à sua integridade.

27. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Entende-se por Princípio da Conveniência: a força não podendo ser empregada quando, em função do contexto, possa ocasionar danos de
maior relevância do que os objetivos legais pretendidos.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ANEXO II

Princípio da Conveniência: A força não poderá ser empregada quando, em função do contexto, possa ocasionar danos de maior relevância do
que os objetivos legais pretendidos.

28. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

O emprego da força pelos agentes de segurança pública deve sempre que possível, além de proporcional, ser moderado, visando sempre
reduzir o emprego da força.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Página 35
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

ANEXO II

Princípio da Moderação: O emprego da força pelos agentes de segurança pública deve sempre que possível, além de proporcional, ser
moderado, visando sempre reduzir o emprego da força.

29. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

Determinado nível de força sempre deverá ser empregado quando níveis de menor intensidade não forem su cientes para atingir os objetivos
legais pretendidos.

Gabarito: Errado

A palavra “sempre” causa uma ideia de vinculação ao agente. Segundo o Princípio da Necessidade o agende poderá usar determinado nível de
força.

ANEXO II

Princípio da Necessidade: Determinado nível de força só pode ser empregado quando níveis de menor intensidade não forem su cientes para
atingir os objetivos legais pretendidos.

30. (INÉDITA) Conforme a Portaria Interministerial MJ/SEDH nº 4.226 julgue o item:

São consideradas Munições de menor potencial ofensivo: as Munições projetadas e empregadas, especi camente, para conter, debilitar ou
matar pessoas.

Gabarito: Errado

Munições de menor potencial ofensivo usadas para conter, debilitar ou incapacitar temporariamente pessoas. Munições de menor potencial
não mata como a rma a questão.

ANEXO II

Munições de menor potencial ofensivo: Munições projetadas e empregadas, especi camente, para conter, debilitar ou incapacitar
temporariamente pessoas, preservando vidas e minimizando danos a integridade das pessoas envolvidas.

Página 36
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

QUESTÕES da Portaria 65/19


1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), será formada no âmbito do Departamento Penitenciário Estadual, em apoio aos Governos
de Estado, em caráter permanente e planejado, tendo em vista a situação carcerária dos Estados Federados.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A FTIP será composta por agentes federais de execução penal, agentes penitenciários estaduais e do Distrito Federal, na forma dos Acordos ou
Convênios de Cooperação Federativa do Comando Geral da Policia Militar celebrados com os Estados e com o Distrito Federal.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As atividades de inteligência de segurança pública que tenham relação com o sistema prisional, é uma competência da FTIP.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

O contingente de pro ssionais será cedido mediante convocação às unidades federativas conveniadas com o Ministério da Justiça e Segurança
Pública, obedecendo ao planejamento de nido pelos entes envolvidos na operação.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A FTIP contará com uma Coordenação Institucional que cará responsável pelo planejamento, articulação, gestão e ação.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

Outras Coordenações poderão ser criadas por meio de Lei especi ca, conforme a necessidade do caso concreto.

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As Secretarias Estaduais responsáveis pela gestão prisional poderão subdelegar à Coordenação Institucional a gestão da unidade prisional
objeto da intervenção, pelo período de até 10 (dez) dias.

Página 37
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

Fica subdelegada a Corregedoria Geral do Departamento Penitenciário Nacional a competência de designar e dispensar os servidores
responsáveis pelas Coordenações responsáveis pelo planejamento, articulação, gestão e ação.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos, compõe uma competência da FTIP.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A FTIP foi criada para situações extraordinárias de grave crise no sistema penitenciário e para treinamento e sobreaviso.

GABARITO

1.E    2.E    3.C    4.E    5.C    6.E    7.E    8.E    9.C    10.C

QUESTÕES da Portaria 65/19 COMENTADAS

1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), será formada no âmbito do Departamento Penitenciário Estadual, em apoio aos Governos
de Estado, em caráter permanente e planejado, tendo em vista a situação carcerária dos Estados Federados.

Gabarito: Errado

Os erros estão em “será formada no âmbito do Departamento Penitenciário Estadual”, será em Departamento Penitenciário Nacional. E em
“caráter permanente” será sempre em caráter episódico. Como diz o texto:

Art. 1º Autorizar a formação de Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), no âmbito do Departamento Penitenciário Nacional, em
apoio aos Governos de Estado, em caráter episódico e planejado, tendo em vista a situação carcerária dos Estados Federados, para situações
extraordinárias de grave crise no sistema penitenciário e para treinamento e sobreaviso.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A FTIP será composta por agentes federais de execução penal, agentes penitenciários estaduais e do Distrito Federal, na forma dos Acordos ou
Convênios de Cooperação Federativa do Comando Geral da Policia Militar celebrados com os Estados e com o Distrito Federal.

Página 38
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

Acordos ou Convênios de Cooperação Federativa serão de acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública. A questão trocou por
Comando Geral da Policia Militar.

Art. 2º A FTIP será composta por agentes federais de execução penal, agentes penitenciários estaduais e do Distrito Federal, na forma dos
Acordos ou Convênios de Cooperação Federativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública celebrados com os Estados e com o Distrito
Federal.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As atividades de inteligência de segurança pública que tenham relação com o sistema prisional, é uma competência da FTIP.

Gabarito: certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 3º Compete à FTIP:

I - as atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos; e

II - as atividades de inteligência de segurança pública que tenham relação com o sistema prisional.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

O contingente de pro ssionais será cedido mediante convocação às unidades federativas conveniadas com o Ministério da Justiça e Segurança
Pública, obedecendo ao planejamento de nido pelos entes envolvidos na operação.

Gabarito: Errado

O contingente de pro ssionais será cedido mediante convocação às unidades federativas conveniadas com a União. O erro está em dizer que
serão conveniadas com o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Art. 4º O contingente de pro ssionais será cedido mediante convocação às unidades federativas conveniadas com a União, obedecendo ao
planejamento de nido pelos entes envolvidos na operação.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

Página 39
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

A FTIP contará com uma Coordenação Institucional que cará responsável pelo planejamento, articulação, gestão e ação.

Gabarito: certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 5º A FTIP contará com uma Coordenação Institucional que cará responsável pelo planejamento, articulação, gestão e ação.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

Outras Coordenações poderão ser criadas por meio de Lei especi ca, conforme a necessidade do caso concreto.

Gabarito: Errado

Coordenações não serão criadas por meio de Lei especi ca, mas sim por Portaria do Diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional.

Art. 5º Parágrafo único. Outras Coordenações poderão ser criadas por meio de Portaria do Diretor-Geral do Departamento Penitenciário
Nacional, conforme a necessidade do caso concreto.

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As Secretarias Estaduais responsáveis pela gestão prisional poderão subdelegar à Coordenação Institucional a gestão da unidade prisional
objeto da intervenção, pelo período de até 10 (dez) dias.

Gabarito: Errado

O texto legal não traz um prazo determinado para subdelegar à Coordenação Institucional a gestão da unidade prisional objeto da intervenção.
Vejamos o que diz o texto legal:

Art. 6º As Secretarias Estaduais responsáveis pela gestão prisional poderão subdelegar à Coordenação Institucional a gestão da unidade
prisional objeto da intervenção, pelo período em que perdurar a ação.

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

Fica subdelegada a Corregedoria Geral do Departamento Penitenciário Nacional a competência de designar e dispensar os servidores
responsáveis pelas Coordenações responsáveis pelo planejamento, articulação, gestão e ação.

Página 40
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

O erro está em dizer que ca subdelegada a Corregedoria Geral, quando a real competência ca subdelegada Diretor-Geral.

Art. 7º Fica subdelegada ao Diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional a competência de designar e dispensar os servidores
responsáveis pelas Coordenações previstas no art. 5º desta Portaria.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

As atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos, compõe uma competência da FTIP.

Gabarito: certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 3º Compete à FTIP:

I - as atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos; e

II - as atividades de inteligência de segurança pública que tenham relação com o sistema prisional.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 65/19 julgue o item:

A FTIP foi criada para situações extraordinárias de grave crise no sistema penitenciário e para treinamento e sobreaviso.

Gabarito: certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 1º Autorizar a formação de Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), no âmbito do Departamento Penitenciário Nacional, em
apoio aos Governos de Estado, em caráter episódico e planejado, tendo em vista a situação carcerária dos Estados Federados, para situações
extraordinárias de grave crise no sistema penitenciário e para treinamento e sobreaviso.

Página 41
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

QUESTÕES da Portaria Nº157, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2019

1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A visita social no Sistema Penitenciário Federal não pode ser feita por videoconferência.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas sociais nos estabelecimentos penais federais de segurança máxima serão restritas ao parlatório e por videoconferência, sendo
destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais, e sob a necessária supervisão.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas restritas ao parlatório e por videoconferência, sendo destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais se
aplica aos presos com per l de réu colaborador ou delator premiado.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A visita social em parlatório será assegurada ao cônjuge, companheira, parentes e amigos, tendo contato direto com o preso.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O preso que no período de 360 (trezentos e sessenta) dias ininterruptos apresentar ótimo comportamento carcerário, fará jus, uma vez ao
mês, à visita social em pátio de visitação, sob autorização do diretor do estabelecimento penal federal, devidamente fundamentada no
relatório da autoridade disciplinar.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas sociais em parlatório deverão ter agendamento prévio e duração máxima de até uma hora.

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Página 42
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

As visitas sociais em parlatório serão realizadas semanalmente, em dias úteis, no período vespertino, das 13h às 19h30, permitindo-se para
cada preso o acesso de até 2 (dois) visitantes, sem contar as crianças.

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

No caso de visita de criança, será necessário a permanência de um adulto visitante responsável dentro do parlatório e outro fora do parlatório,
sendo dispensado se o preso for pai da criança.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O diretor do estabelecimento penal federal sempre deverá, através de portaria, estabelecer dias e horários diversos dos previstos para as
visitas sociais em parlatório.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

No caso de visita de interdito será necessário o acompanhamento do curador durante toda a permanência no estabelecimento penal federal,
inclusive no parlatório, exceto na hipótese de autorização judicial e designação de outro responsável.

11. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O acesso ao estabelecimento penal federal pelos visitantes será franqueado às pessoas devidamente cadastradas e previamente agendadas e
deverá ocorrer com uma hora de antecedência do horário agendado, sendo admitida tolerância máxima de 10 (dez) minutos, sob pena de
cancelamento da visita.

12. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As pessoas idosas, gestantes, lactantes e com de ciência terão prioridade em todos os procedimentos adotados para ingresso no
estabelecimento penal federal, e dentre os idosos, é assegurada prioridade especial aos maiores de setenta e cinco anos.

13. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O acesso à área de segurança está condicionado à apresentação de identi cação, sendo prescindível aos procedimentos de revista pessoal.

14. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Poderá ser interrompida ou suspensa a visita, por tempo determinado caso haja a manifestação espontânea do próprio preso solicitando a
interrupção ou a suspensão da visita.

Página 43
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

15. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Na hipótese de visita de crianças, será permitida a posse de alimentos e itens de higiene previstos no manual de procedimentos e rotinas
carcerárias, e desde que previamente autorizados pela divisão de segurança e disciplina da unidade.

16. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Ao Diretor Geral compete de nir a organização da rotina carcerária de forma a permitir que os demais agendamentos não coincidam com os
atendimentos em parlatórios.

17. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Havendo indício da interrupção ou suspensão da visita ter sido motivada por falta do próprio preso, será instaurado procedimento judicial.

18. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A suspensão das visitas deverá ser comunicada dentro de 24 (vinte e quatro) horas à Diretoria do Sistema Penitenciário Federal e ao Juiz
responsável pelo estabelecimento penal federal.

19. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor-Geral do Departamento Penitenciário da própria comarca.

20. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

É de competência do Diretor do estabelecimento penal federa rati car a interrupção ou suspensão da visita social efetivada por servidor.

GABARITO

1. E 2.C 3.E 4.E 5.C 6.E 7.C 8.E 9.E 10.C

11.E 12.E 13.E 14.C 15.C 16.E 17.E 18.E 19.E 20.C

Página 44
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

QUESTÕES da Portaria Nº157, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2019 COMENTADAS

1. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A visita social no Sistema Penitenciário Federal não pode ser feita por videoconferência.

Gabarito: Errado

A visita social no Sistema Penitenciário Federal pode sim ser feita por videoconferência.

Art. 1 Parágrafo único. A visita social no Sistema Penitenciário Federal pode ser:

I - em pátio de visitação;

II - em parlatório; e

III - por videoconferência.

2. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas sociais nos estabelecimentos penais federais de segurança máxima serão restritas ao parlatório e por videoconferência, sendo
destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais, e sob a necessária supervisão.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 2º As visitas sociais nos estabelecimentos penais federais de segurança máxima serão restritas ao parlatório e por videoconferência,
sendo destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais, e sob a necessária supervisão, em conformidade à Regra 58 das
Regras Mínimas das Nações Unidas para o Tratamento de Reclusos e ao Decreto nº 6.049, de 2007.

3. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas restritas ao parlatório e por videoconferência, sendo destinadas exclusivamente à manutenção dos laços familiares e sociais se
aplica aos presos com per l de réu colaborador ou delator premiado.

Página 45
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

As visitas restritas ao parlatório e por videoconferência não poderão ser concedidas ao réu colaborador ou delator premiado, sendo assim o
oposto da a rmação feita pela questão.

Art. 2º § 1º O disposto no caput não se aplica aos presos com per l de réu colaborador ou delator premiado e outros cuja inclusão ou
transferência não estejam fundamentadas nos incisos, I a IV e VI do art. 3º do Decreto nº 6.877, de 2009, sendo permitida a visita social em
pátio de visitação.

4. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A visita social em parlatório será assegurada ao cônjuge, companheira, parentes e amigos, tendo contato direto com o preso.

Gabarito: Errado

Quando se tratar de visita social em parlatório, o preso não poderá ter contato direto com as visitas.

Art. 2º § 2º A visita social em parlatório de que trata o caput será assegurada ao cônjuge, companheira, parentes e amigos, separados por
vidro, garantindo-se a comunicação por meio de interfone.

5. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O preso que no período de 360 (trezentos e sessenta) dias ininterruptos apresentar ótimo comportamento carcerário, fará jus, uma vez ao
mês, à visita social em pátio de visitação, sob autorização do diretor do estabelecimento penal federal, devidamente fundamentada no
relatório da autoridade disciplinar.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 3º O preso que no período de 360 (trezentos e sessenta) dias ininterruptos apresentar ótimo comportamento carcerário, nos termos do
Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007, fará jus, uma vez ao mês, à visita social em pátio de visitação, sob autorização do diretor do
estabelecimento penal federal, devidamente fundamentada no relatório da autoridade disciplinar.

6. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas sociais em parlatório deverão ter agendamento prévio e duração máxima de até uma hora.

Página 46
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

As visitas sociais em parlatório terão duração máxima de até três horas. A questão trocou por “até uma hora”.

Art. 4º As visitas sociais em parlatório deverão ter agendamento prévio e duração máxima de até três horas, nos termos do § 2º do art. 92 do
Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007, e serão realizadas semanalmente, em dias úteis, no período vespertino, das 13h às 19h30, permitindo-se
para cada preso o acesso de até 2 (dois) visitantes, sem contar as crianças.

7. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

As visitas sociais em parlatório serão realizadas semanalmente, em dias úteis, no período vespertino, das 13h às 19h30, permitindo-se para
cada preso o acesso de até 2 (dois) visitantes, sem contar as crianças.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 4º As visitas sociais em parlatório deverão ter agendamento prévio e duração máxima de até três horas, nos termos do § 2º do art. 92 do
Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007, e serão realizadas semanalmente, em dias úteis, no período vespertino, das 13h às 19h30, permitindo-se
para cada preso o acesso de até 2 (dois) visitantes, sem contar as crianças.

8. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

No caso de visita de criança, será necessário a permanência de um adulto visitante responsável dentro do parlatório e outro fora do parlatório,
sendo dispensado se o preso for pai da criança.

Gabarito: Errado

O texto legal não faz ressalvas caso o preso seja o pai da criança como a rma a questão. Vejamos como diz o texto:

Art. 4º § 1º No caso de visita de criança, será necessário a permanência de um adulto visitante responsável dentro do parlatório e outro fora
do parlatório, podendo ser realizado revezamento quando houver mais de duas crianças, a critério do diretor do estabelecimento penal
federal, por razões de limitação de espaço ou de segurança.

9. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O diretor do estabelecimento penal federal sempre deverá, através de portaria, estabelecer dias e horários diversos dos previstos para as
visitas sociais em parlatório.

Página 47
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

Temos dois erros na questão; o primeiro está em a rmar que o diretor “sempre” deverá estabelecer dias e horários. O texto legal diz que ele
poderá, dando uma discricionariedade ao diretor.

O segundo erro está em “através de portaria”. O texto legal diz que será estabelecido dias e horários através de ato motivado.

Art. 4º § 3º O diretor do estabelecimento penal federal poderá, em ato motivado, estabelecer dias e horários diversos dos previstos no caput
para as visitas sociais em parlatório.

10. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

No caso de visita de interdito será necessário o acompanhamento do curador durante toda a permanência no estabelecimento penal federal,
inclusive no parlatório, exceto na hipótese de autorização judicial e designação de outro responsável.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 4º § 2º No caso de visita de interdito será necessário o acompanhamento do curador durante toda a permanência no estabelecimento
penal federal, inclusive no parlatório, exceto na hipótese de autorização judicial e designação de outro responsável.

11. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O acesso ao estabelecimento penal federal pelos visitantes será franqueado às pessoas devidamente cadastradas e previamente agendadas e
deverá ocorrer com uma hora de antecedência do horário agendado, sendo admitida tolerância máxima de 10 (dez) minutos, sob pena de
cancelamento da visita.

Gabarito: Errado

A questão erra em dizer que o acesso ao estabelecimento penal federal pelos visitantes deverá ocorrer com “uma hora’ de antecedência do
horário agendado. Conforme a Portaria Nº 157/19, deverá ocorrer com 30 (trinta) minutos de antecedência do horário agendado.

Art. 5º O acesso ao estabelecimento penal federal pelos visitantes será franqueado às pessoas devidamente cadastradas e previamente
agendadas e deverá ocorrer com 30 (trinta) minutos de antecedência do horário agendado, sendo admitida tolerância máxima de 10 (dez)
minutos, sob pena de cancelamento da visita.

12. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Página 48
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

As pessoas idosas, gestantes, lactantes e com de ciência terão prioridade em todos os procedimentos adotados para ingresso no
estabelecimento penal federal, e dentre os idosos, é assegurada prioridade especial aos maiores de setenta e cinco anos.

Gabarito: Errado

A prioridade especial é assegurada as pessoas com idade maior de oitenta anos. A questão coloca a idade de setenta e cinco, tornando a
a rmação falsa.

Art. 5º § 1º As pessoas idosas, gestantes, lactantes e com de ciência terão prioridade em todos os procedimentos adotados para ingresso no
estabelecimento penal federal, e dentre os idosos, é assegurada prioridade especial aos maiores de oitenta anos, nos termos do art. 3º, § 2º,
da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, e do art. 9º da Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015.

13. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

O acesso à área de segurança está condicionado à apresentação de identi cação, sendo prescindível aos procedimentos de revista pessoal.

Gabarito: Errado

Prescindível = Dispensável. A palavra “prescindível” deixa a questão errada por dizer que os procedimentos de revista pessoal serão
dispensados.

Art. 5º§ 2º O acesso à área de segurança está condicionado à apresentação de identi cação e aos procedimentos de revista pessoal, nos
termos do art. 97 do Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007, e do manual de procedimentos e rotinas carcerárias.

14. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Poderá ser interrompida ou suspensa a visita, por tempo determinado caso haja a manifestação espontânea do próprio preso solicitando a
interrupção ou a suspensão da visita.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 6º Os visitantes deverão adotar comportamento adequado ao estabelecimento penal federal, podendo ser interrompida ou suspensa a
visita, por tempo determinado, nas seguintes hipóteses:

I - fundada suspeita de utilização de linguagem cifrada ou ocultação de itens vedados durante a visitação;

Página 49
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - não observância das regras de segurança, dentre as quais, a proibição de insinuações e conversas privadas com servidores e prestadores
de serviço;

III - utilização de papéis e documentos falsi cados para identi cação do visitante;

IV - manifestação espontânea do próprio preso solicitando a interrupção ou a suspensão da visita;

V - assistência e apoio inadequados do responsável pela criança ou interdito visitante;

VI - posse de item vedado por Portaria do Diretor do Departamento Penitenciário Nacional;

VII - utilização de vestuário vedado por Portaria do Diretor do Departamento Penitenciário Nacional;

VIII - prática de ato obsceno; e

IX - comunicação com o preso ou com o visitante das demais cabines do parlatório.

15. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Na hipótese de visita de crianças, será permitida a posse de alimentos e itens de higiene previstos no manual de procedimentos e rotinas
carcerárias, e desde que previamente autorizados pela divisão de segurança e disciplina da unidade.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 6 § 2º Na hipótese de visita de crianças, será permitida a posse de alimentos e itens de higiene previstos no manual de procedimentos e
rotinas carcerárias, e desde que previamente autorizados pela divisão de segurança e disciplina da unidade.

16. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Ao Diretor Geral compete de nir a organização da rotina carcerária de forma a permitir que os demais agendamentos não coincidam com os
atendimentos em parlatórios.

Gabarito: Errado

A competência que o item descreve é da Divisão de Segurança e Disciplina, não sendo competência do Diretor Geral como a rma a questão.

Página 50
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 7º À Divisão de Segurança e Disciplina compete de nir a organização da rotina carcerária de forma a permitir que os demais
agendamentos não coincidam com os atendimentos em parlatórios.

17. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Havendo indício da interrupção ou suspensão da visita ter sido motivada por falta do próprio preso, será instaurado procedimento judicial.

Gabarito: Errado

Havendo indício da interrupção ou suspensão da visita ter sido motivada por falta do próprio preso, será instaurado procedimento de apuração
de faltas. A questão somente trocou procedimento de apuração de faltas, por procedimento judicial.

Art. 8 § 1º No caso do inciso I, havendo indício da interrupção ou suspensão da visita ter sido motivada por falta do próprio preso, será
instaurado procedimento de apuração de faltas disciplinares, na forma do Título X do Capítulo I do Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007.

18. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

A suspensão das visitas deverá ser comunicada dentro de 24 (vinte e quatro) horas à Diretoria do Sistema Penitenciário Federal e ao Juiz
responsável pelo estabelecimento penal federal.

Gabarito: Errado

Lembre-se disso: suspensão das visitas deverá ser comunicada imediatamente à Diretoria do Sistema Penitenciário Federal e ao Juiz
responsável pelo estabelecimento penal federal.

Art. 8 § 2º No caso do inciso II, a suspensão das visitas deverá ser comunicada imediatamente à Diretoria do Sistema Penitenciário Federal e
ao Juiz responsável pelo estabelecimento penal federal.

19. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor-Geral do Departamento Penitenciário da própria comarca.

Gabarito: Errado

É uma questão apenas para confundir o candidato. Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor-Geral do Departamento Penitenciário
Nacional.

Não faz sentido algum serem resolvidos pela própria comarca.

Página 51
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 9º. Os casos omissos serão resolvidos pelo Diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional.

20. (INÉDITA) Conforme a Portaria Nº 157/19 julgue o item:

É de competência do Diretor do estabelecimento penal federa rati car a interrupção ou suspensão da visita social efetivada por servidor.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 8º Ao diretor do estabelecimento penal federal incumbe:

I - rati car a interrupção ou suspensão da visita social efetivada por servidor, nos termos do art. 6º, observado o disposto no art. 94 do Anexo
do Decreto nº 6.049, de 2007; e

II - suspender, em ato motivado, as visitas de todos os presos por até quinze dias, prorrogável uma única vez por até igual período, na hipótese
de rebelião, nos termos do art. 53 do Anexo do Decreto nº 6.049, de 2007.

QUESTÕES da LEI Nº 13.675, DE 11 DE JUNHO DE 2018.

1.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A segurança pública é dever do Estado e responsabilidade unicamente da União.

2.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Compete ao Ministro da Defesa estabelecer a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS) e aos Estados, ao Distrito
Federal e aos Municípios estabelecer suas respectivas políticas, observadas as diretrizes da política nacional, especialmente para análise e
enfrentamento dos riscos à harmonia da convivência social, com destaque às situações de emergência e aos crimes interestaduais e
transnacionais.

3.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São princípios da PNSPDS:

I - Fomentar a integração em ações estratégicas e operacionais, em atividades de inteligência de segurança pública e em gerenciamento de
crises e incidentes.

Página 52
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - proteção, valorização E reconhecimento dos pro ssionais de segurança pública.

III - proteção dos direitos humanos, respeito aos direitos fundamentais e promoção da cidadania e da dignidade da pessoa humana.

IV- Resolução exaltado de con itos.

Estão corretos apenas:

a) I e IV

b) II e IV

c) I e III

d) II e III

e) II, III e IV

4.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É uma diretriz da PNSPDS:

a) relação harmônica e colaborativa entre os Poderes.

b) padronização de estruturas, de capacitação, de tecnologia e de equipamentos de interesse da segurança pública.

c) participação e controle social.

d) promover a interoperabilidade dos sistemas de segurança pública.

e) fomento de políticas públicas voltadas à exclusão social dos egressos do sistema prisional.

5.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São objetivos da PNSPDS exceto:

Página 53
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

a) fomentar a integração em ações estratégicas e operacionais, em atividades de inteligência de segurança pública e em gerenciamento de
crises e incidentes.

b) estimular a concessão de medidas protetivas em favor de pessoas em situação de vulnerabilidade.

c) atendimento imediato ao cidadão.

d) racionalizar e humanizar o sistema penitenciário e outros ambientes de encarceramento.

e) fortalecer as ações de prevenção e repressão aos crimes cibernéticos.

6.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os objetivos estabelecidos direcionarão a formulação do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

7.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

  PNSPDS será implementada por estratégias que garantam unicamente a integração, coordenação e cooperação federativa,
interoperabilidade, liderança situacional, modernização da gestão das instituições de segurança pública, valorização e proteção dos
pro ssionais.

8.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 São meios e instrumentos para a implementação da PNSPDS:

I - Os planos de segurança pública e defesa social.

II - O Sistema Nacional de Informações e de Gestão de Segurança Pública e Defesa Social.

III - O Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de Jovens.

IV - Os mecanismos formados por órgãos de prevenção e controle de atos ilícitos contra a Administração Pública e referentes a ocultação ou
dissimulação de bens, direitos e valores.

Estão corretos apenas:

a) I e IV

Página 54
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

b) II e IV

c) I e III

d) II e III

e) I, II, III e IV

9.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É instituído o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), que tem como órgão central o Ministério Extraordinário da Segurança Pública e é
integrado pelos órgãos polícia federal, polícia rodoviária federal, polícia ferroviária federal, polícias civis, polícias militares e corpos de
bombeiros militares, polícias penais federal, estaduais e distrital.   

10.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São integrantes estratégicos do Susp:

I - A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, por intermédio dos respectivos Poderes Executivos.

II - Os Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social dos três entes federados.

III – Comandante do Exército Brasileiro.

Estão corretos apenas:

a) I e II

b) II

c) I e III

d) II e III

e) todas as alternativas.

11.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 55
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

São integrantes operacionais do Susp exceto:

a) polícia federal.

b)  polícias civis.

c) Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

d) o ciais das Forças Armadas.

e) agentes de trânsito.

12.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Os sistemas Federal, Estaduais e Distrital serão responsáveis pela implementação dos respectivos programas, ações e projetos de segurança
pública, com liberdade de organização e funcionamento.

13.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Susp será coordenado pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

14.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

As operações combinadas, planejadas e desencadeadas em equipe poderão ser ostensivas, investigativas, de inteligência ou mistas.

15.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O compartilhamento de informações será feito obrigatoriamente por meio eletrônico, com acesso recíproco aos bancos de dados, nos termos
estabelecidos pela União.

16.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública xará, semestralmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências,
visando à prevenção e à repressão das infrações penais e judiciais.

17.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 56
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

As atividades de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública serão aferidas, entre outros fatores, pela maior ou menor incidência de
infrações penais e administrativas em determinada área, seguindo os parâmetros do Sinesp.

18.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública deverá promover as seguintes ações:

I - Apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País.

II - Apoiar e avaliar periodicamente a infraestrutura tecnológica e a segurança dos processos, das redes e dos sistemas.

III - Efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais.

IV - As atividades dos corpos de bombeiros militares serão aferidas, entre outros fatores, pelas ações de prevenção, preparação para
emergências e desastres, índices de tempo de resposta aos desastres e de recuperação de locais atingidos, considerando-se áreas
determinadas.

Estão corretos apenas:

a) I e IV

b) I e III

c) I, III e IV

d) II e III

e) I, II e IV

19.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É de responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública:

a) disponibilizar sistema padronizado, informatizado e seguro que permita o intercâmbio de informações entre a população.

b) realizar estudos e pesquisas nacionais e consolidar dados e informações estatísticas sobre criminalidade e vitimização.

Página 57
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

c) efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais.

d) apoiar e avaliar periodicamente a infraestrutura tecnológica e a segurança dos processos, das redes e dos sistemas.

20.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Fica compelido a União apoiar os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, quando não dispuserem de condições técnicas e operacionais
necessárias à implementação do Susp.

21.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os órgãos integrantes do Susp poderão atuar em vias urbanas, rodovias, terminais rodoviários, ferrovias e hidrovias federais, estaduais,
distrital ou municipais, portos e aeroportos, no âmbito das respectivas competências, em efetiva integração com o órgão cujo local de atuação
esteja sob sua circunscrição, incluindo o sigilo das investigações policiais.

22.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Lei especi ca disciplinará os critérios de aplicação de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e do Fundo Penitenciário
Nacional (Funpen).

23.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 As aquisições de bens e serviços para os órgãos integrantes do Susp terão por objetivo a e cácia de suas atividades e obedecerão a critérios
técnicos de qualidade, modernidade, e ciência e resistência.

24.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 A estrutura formal do Susp dar-se-á pela formação de Conselhos permanentes.

25.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Serão criados Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
mediante proposta parlamentar, encaminhadas aos respectivos Poderes Executivos.

26.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 58
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

 O Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, com atribuições, funcionamento e composição estabelecidos em regulamento,
terá a participação de representantes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e Territórios.

27.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Caberá aos Conselhos propor diretrizes para as políticas públicas de segurança pública e defesa social, com vistas à prevenção e à repressão
da violência e da criminalidade.

28.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A organização, o funcionamento e as demais competências dos Conselhos serão regulamentados por Portarias.

29.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os Conselhos serão compostos por:

I - Representantes de cada órgão ou entidade integrante do Susp.

II -  Representante da Defensoria Pública.

III - Representantes de entidades de pro ssionais de segurança pública.

IV - Representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) I e II

c) III e IV

d) II e III

e) Todas as alternativas.

30.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 59
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, destinado a articular as ações do poder público, tem como nalidade:

a) assegurar a produção de conhecimento no tema, a de nição de metas e a avaliação dos resultados das políticas de segurança pública e
defesa social.

b) o resultado célere na apuração das denúncias em tramitação nas respectivas corregedorias.

c)  o atingimento das metas previstas nesta Lei.

d)  ignorar as ações preventivas e scalizatórias de segurança interna nas divisas, fronteiras, portos e aeroportos.

31.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A União, por intermédio do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, deverá elaborar os objetivos, as ações estratégicas, as metas, as
prioridades, os indicadores e as formas de nanciamento e gestão das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social.

32.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão dar ampla divulgação ao conteúdo das Políticas e dos Planos de segurança pública e
defesa social.

33.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A União, em articulação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, realizará avaliações semanais sobre a implementação do Plano
Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

34.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Na elaboração e na execução dos planos os agentes públicos deverão desenvolver programas, ações, atividades e projetos articulados com os
estabelecimentos de ensino, com a sociedade e com a família para a prevenção da criminalidade e a prevenção de desastres.

35.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Os integrantes do Susp xarão, anualmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências, visando à prevenção e à repressão
de infrações penais e administrativas e à prevenção de desastres, que tenham como nalidade:

I - Adotar estratégias de articulação entre órgãos públicos, entidades privadas, corporações policiais e organismos internacionais, a m de
implantar parcerias para a execução de políticas de segurança pública e defesa social.

Página 60
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - Promover o monitoramento e a avaliação das políticas de segurança pública e defesa social.

III - identi car e propor novas metodologias e técnicas de educação voltadas ao aprimoramento de suas atividades.

IV- Apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada.

V - Apoiar e promover o sistema de saúde para os pro ssionais de segurança pública e defesa social

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) I e II

c) III, IV e V

d) II, III e V

e) I e V

36.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 É instituído, no âmbito do Susp, o Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social
(Sinaped), com o seguinte objetivo.

a) reestruturar ou ampliar os programas de prevenção e controle.

b) contribuir para organização e integração dos membros do Susp, dos projetos das políticas de segurança pública e defesa social e dos
respectivos diagnósticos, planos de ação, resultados e avaliações

c) planejar as metas e eleger as prioridades para execução e nanciamento.

d) aumentar o nanciamento para fortalecer o sistema de segurança pública e defesa social.

e) celebrar instrumentos de cooperação com vistas à correção de problemas constatados na avaliação.

37.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 61
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

As autoridades, os gestores, as entidades e os órgãos envolvidos com a segurança pública e defesa social são isentas de colaborar com o
processo de avaliação, facilitando o acesso às suas instalações, à documentação e a todos os elementos necessários ao seu efetivo
cumprimento.

38.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O processo de avaliação das políticas de segurança pública e defesa social deverá contar com a participação de representantes dos Poderes
Legislativo, Executivo e Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e dos Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social.

39.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Cabe ao Poder judiciário acompanhar as avaliações do respectivo ente federado.

40.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A avaliação dos objetivos e das metas do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social será coordenada por comissão permanente e
realizada por comissões temporárias, essas compostas, no máximo, por 5(cinco) membros, na forma do regulamento próprio.

41.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Aos órgãos de correição, dotados de autonomia no exercício de suas competências, caberá o gerenciamento e a realização dos processos e
procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo administrativo disciplinar.

42.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

À ouvidoria competirá o recebimento e tratamento de representações, elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre as ações e atividades dos
pro ssionais e membros integrantes do Susp, devendo tomar as providências legais e a resposta ao requerente.

43.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Sinesp tem como a nalidade de armazenar, tratar e integrar dados e informações para auxiliar na formulação, implementação, execução,
acompanhamento e avaliação das políticas relacionadas com:

a)  segurança privada e defesa social.

b) avaliação institucional externa, contemplando a análise global e integrada das instalações físicas.

c) auto avaliação dos gestores e das corporações.

Página 62
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

d) rastreabilidade de armas e munições.

44.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Sinesp tem por objetivos:

I - Proceder à coleta, análise, atualização, sistematização, integração e interpretação de dados e informações relativos às políticas de
segurança pública e defesa social.

II - Disponibilizar estudos, estatísticas, indicadores e outras informações para auxiliar na formulação, implementação, execução,
monitoramento e avaliação de políticas públicas.

III - Promover a integração das redes e sistemas de dados e informações de segurança pública e defesa social, criminais, do sistema prisional
e sobre drogas.

IV - Identi car e propor mecanismos de valorização pro ssional.

Estão corretas apenas:

a) I e III

b) I, II e III

c) III e IV

d) II e IV

e) I apenas

45.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A omissão no fornecimento das informações legais implica responsabilidade penal do agente público.

46.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Sistema Integrado de Educação e Valorização Pro ssional (Sievap), tem a nalidade de:

Página 63
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

a)  programa nacional de qualidade de vida para segurança pública e defesa social

b) fomentar a integração entre as ações dos pro ssionais, em conformidade com as políticas nacionais de segurança pública e defesa social.

c) planejar, pactuar, implementar, coordenar e supervisionar as atividades de educação gerencial, técnica e operacional, em cooperação com
as unidades da Federação.

d)  promover cursos de graduação, extensão e pós-graduação em segurança pública e defesa social.

47.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A matriz curricular nacional constitui-se em referencial teórico, metodológico e avaliativo para as ações de educação aos pro ssionais de
segurança pública e defesa social.

48.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 A Renaesp, integrada por instituições de ensino superior, observadas as normas de licitação e contratos, tem como objetivo:

I - Promover cursos de graduação, extensão e pós-graduação em segurança pública e defesa social.

II - Fomentar a integração entre as ações dos pro ssionais, em conformidade com as políticas nacionais de segurança pública e defesa social.

III - Promover a compreensão do fenômeno da violência.

IV - Difundir a cidadania, os direitos humanos e a educação para a paz.

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) I e II

c) III e IV

d) II e III

Página 64
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

e) Todas as alternativas.

49.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A Rede EaD-Senasp é escola virtual destinada aos pro ssionais de segurança pública e defesa social e tem como objetivo viabilizar o acesso
aos processos de aprendizagem, desde que estejam geogra camente próximas.

50.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública (Pró-Vida) tem por objetivo elaborar, implementar,
apoiar, monitorar e avaliar, entre outros, os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos pro ssionais de
segurança pública e defesa social.

GABARITO

1.E 2.E 3.D 4.B 5.C 6.C 7.E 8.E 9.C 10.A

11.D 12.E 13.C 14.C 15.E 16.E 17.C 18.B 19.D 20.E

21.E 22.E 23.C 24.C 25.E 26.E 27.C 28.E 29.E 30.A

31.C 32.E 33.E 34.C 35.C 36.B 37.E 38.C 39.E 40.E

41.C 42.E 43.D 44.B 45.E 46.C 47.C 48.E 49.E 50.C

QUESTÕES da LEI Nº 13.675, DE 11 DE JUNHO DE 2018 COMENTADAS

1.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A segurança pública é dever do Estado e responsabilidade unicamente da União.

Página 65
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Errado

O erro da questão está em dizer que a segurança é responsabilidade “unicamente da União”. De fato, a segurança é dever do estado, mas a
responsabilidade é de todos, conforme o texto legal.

Art. 2º A segurança pública é dever do Estado e responsabilidade de todos, compreendendo a União, os Estados, o Distrito Federal e os
Munícipios, no âmbito das competências e atribuições legais de cada um.

2.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Compete ao Ministro da Defesa estabelecer a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS) e aos Estados, ao Distrito
Federal e aos Municípios estabelecer suas respectivas políticas, observadas as diretrizes da política nacional, especialmente para análise e
enfrentamento dos riscos à harmonia da convivência social, com destaque às situações de emergência e aos crimes interestaduais e
transnacionais.

Gabarito: Errado

A competência para estabelecer a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS), é da União, como está expressamente
escrito no texto:

Art. 3º Compete à União estabelecer a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS) e aos Estados, ao Distrito Federal e
aos Municípios estabelecer suas respectivas políticas, observadas as diretrizes da política nacional, especialmente para análise e
enfrentamento dos riscos à harmonia da convivência social, com destaque às situações de emergência e aos crimes interestaduais e
transnacionais.

3.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São princípios da PNSPDS:

I - Fomentar a integração em ações estratégicas e operacionais, em atividades de inteligência de segurança pública e em gerenciamento de
crises e incidentes.

II - proteção, valorização E reconhecimento dos pro ssionais de segurança pública.

III - proteção dos direitos humanos, respeito aos direitos fundamentais e promoção da cidadania e da dignidade da pessoa humana.

IV- Resolução exaltado de con itos.

Página 66
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Estão corretos apenas:

a) I e IV

b) II e IV

c) I e III

d) II e III

e) II, III e IV

Gabarito: D

Art. 4º São princípios da PNSPDS:

I - respeito ao ordenamento jurídico e aos direitos e garantias individuais e coletivos;

II - proteção, valorização e reconhecimento dos pro ssionais de segurança pública;

III - proteção dos direitos humanos, respeito aos direitos fundamentais e promoção da cidadania e da dignidade da pessoa humana;

IV - e ciência na prevenção e no controle das infrações penais;

V - e ciência na repressão e na apuração das infrações penais;

VI - e ciência na prevenção e na redução de riscos em situações de emergência e desastres que afetam a vida, o patrimônio e o meio
ambiente;

VII - participação e controle social;

VIII - resolução pací ca de con itos;

IX - uso comedido e proporcional da força;

X - proteção da vida, do patrimônio e do meio ambiente;

Página 67
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

XI - publicidade das informações não sigilosas;

XII - promoção da produção de conhecimento sobre segurança pública;

XIII - otimização dos recursos materiais, humanos e nanceiros das instituições;

XIV - simplicidade, informalidade, economia procedimental e celeridade no serviço prestado à sociedade;

XV - relação harmônica e colaborativa entre os Poderes;

XVI - transparência, responsabilização e prestação de contas.

4.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É uma diretriz da PNSPDS:

a) relação harmônica e colaborativa entre os Poderes.

b) padronização de estruturas, de capacitação, de tecnologia e de equipamentos de interesse da segurança pública.

c) participação e controle social.

d) promover a interoperabilidade dos sistemas de segurança pública.

e) fomento de políticas públicas voltadas à exclusão social dos egressos do sistema prisional.

Gabarito: B

Conforme o Art. 5º XI. Somente a alternativa “B” é uma diretriz da PNSPDS. Vejamos o texto legal:

Art. 5º São diretrizes da PNSPDS:

I - atendimento imediato ao cidadão;

II - planejamento estratégico e sistêmico;

Página 68
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

III - fortalecimento das ações de prevenção e resolução pací ca de con itos, priorizando políticas de redução da letalidade violenta, com
ênfase para os grupos vulneráveis;

IV - atuação integrada entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios em ações de segurança pública e políticas transversais para
a preservação da vida, do meio ambiente e da dignidade da pessoa humana;

V - coordenação, cooperação e colaboração dos órgãos e instituições de segurança pública nas fases de planejamento, execução,
monitoramento e avaliação das ações, respeitando-se as respectivas atribuições legais e promovendo-se a racionalização de meios com base
nas melhores práticas;

VI - formação e capacitação continuada e quali cada dos pro ssionais de segurança pública, em consonância com a matriz curricular
nacional;

VII - fortalecimento das instituições de segurança pública por meio de investimentos e do desenvolvimento de projetos estruturantes e de
inovação tecnológica;

VIII - sistematização e compartilhamento das informações de segurança pública, prisionais e sobre drogas, em âmbito nacional;

IX - atuação com base em pesquisas, estudos e diagnósticos em áreas de interesse da segurança pública;

X - atendimento prioritário, quali cado e humanizado às pessoas em situação de vulnerabilidade;

XI - padronização de estruturas, de capacitação, de tecnologia e de equipamentos de interesse da segurança pública;

XII - ênfase nas ações de policiamento de proximidade, com foco na resolução de problemas;

XIII - modernização do sistema e da legislação de acordo com a evolução social;

XIV - participação social nas questões de segurança pública;

XV - integração entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário no aprimoramento e na aplicação da legislação penal;

XVI - colaboração do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública na elaboração de estratégias e metas para alcançar os
objetivos desta Política;

XVII - fomento de políticas públicas voltadas à reinserção social dos egressos do sistema prisional;

XVIII - (VETADO);

Página 69
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

XIX - incentivo ao desenvolvimento de programas e projetos com foco na promoção da cultura de paz, na segurança comunitária e na
integração das políticas de segurança com as políticas sociais existentes em outros órgãos e entidades não pertencentes ao sistema de
segurança pública;

XX - distribuição do efetivo de acordo com critérios técnicos;

XXI - deontologia policial e de bombeiro militar comuns, respeitados os regimes jurídicos e as peculiaridades de cada instituição;

XXII - unidade de registro de ocorrência policial;

XXIII - uso de sistema integrado de informações e dados eletrônicos;

XXIV – (VETADO);

XXV - incentivo à designação de servidores da carreira para os cargos de che a, levando em consideração a graduação, a capacitação, o
mérito e a experiência do servidor na atividade policial especí ca;

XXVI - celebração de termo de parceria e protocolos com agências de vigilância privada, respeitada a lei de licitações.

5.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São objetivos da PNSPDS exceto:

a) fomentar a integração em ações estratégicas e operacionais, em atividades de inteligência de segurança pública e em gerenciamento de
crises e incidentes.

b) estimular a concessão de medidas protetivas em favor de pessoas em situação de vulnerabilidade.

c) atendimento imediato ao cidadão.

d) racionalizar e humanizar o sistema penitenciário e outros ambientes de encarceramento.

e) fortalecer as ações de prevenção e repressão aos crimes cibernéticos.

Gabarito: C

a) correto Art. 6º I.

Página 70
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

b) correto Art. 6º XX.

c) está errada, pois não se trata de um objetivo da PNSPDS, e sim de uma diretriz.

d) correto Art. 6º XV.

e) correto Art. 6º XXVI.

Art. 6º São objetivos da PNSPDS:

I - fomentar a integração em ações estratégicas e operacionais, em atividades de inteligência de segurança pública e em gerenciamento de
crises e incidentes;

II - apoiar as ações de manutenção da ordem pública e da incolumidade das pessoas, do patrimônio, do meio ambiente e de bens e direitos;

III - incentivar medidas para a modernização de equipamentos, da investigação e da perícia e para a padronização de tecnologia dos órgãos e
das instituições de segurança pública;

IV - estimular e apoiar a realização de ações de prevenção à violência e à criminalidade, com prioridade para aquelas relacionadas à
letalidade da população jovem negra, das mulheres e de outros grupos vulneráveis;

V - promover a participação social nos Conselhos de segurança pública;

VI - estimular a produção e a publicação de estudos e diagnósticos para a formulação e a avaliação de políticas públicas;

VII - promover a interoperabilidade dos sistemas de segurança pública;

VIII - incentivar e ampliar as ações de prevenção, controle e scalização para a repressão aos crimes transfronteiriços;

IX - estimular o intercâmbio de informações de inteligência de segurança pública com instituições estrangeiras congêneres;

X - integrar e compartilhar as informações de segurança pública, prisionais e sobre drogas;

XI - estimular a padronização da formação, da capacitação e da quali cação dos pro ssionais de segurança pública, respeitadas as
especi cidades e as diversidades regionais, em consonância com esta Política, nos âmbitos federal, estadual, distrital e municipal;

XII - fomentar o aperfeiçoamento da aplicação e do cumprimento de medidas restritivas de direito e de penas alternativas à prisão;

Página 71
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

XIII - fomentar o aperfeiçoamento dos regimes de cumprimento de pena restritiva de liberdade em relação à gravidade dos crimes cometidos;

XIV - (VETADO);

XV - racionalizar e humanizar o sistema penitenciário e outros ambientes de encarceramento;

XVI - fomentar estudos, pesquisas e publicações sobre a política de enfrentamento às drogas e de redução de danos relacionados aos seus
usuários e aos grupos sociais com os quais convivem;

XVII - fomentar ações permanentes para o combate ao crime organizado e à corrupção;

XVIII - estabelecer mecanismos de monitoramento e de avaliação das ações implementadas;

XIX - promover uma relação colaborativa entre os órgãos de segurança pública e os integrantes do sistema judiciário para a construção das
estratégias e o desenvolvimento das ações necessárias ao alcance das metas estabelecidas;

XX - estimular a concessão de medidas protetivas em favor de pessoas em situação de vulnerabilidade;

XXI - estimular a criação de mecanismos de proteção dos agentes públicos que compõem o sistema nacional de segurança pública e de seus
familiares;

XXII - estimular e incentivar a elaboração, a execução e o monitoramento de ações nas áreas de valorização pro ssional, de saúde, de
qualidade de vida e de segurança dos servidores que compõem o sistema nacional de segurança pública;

XXIII - priorizar políticas de redução da letalidade violenta;

XXIV - fortalecer os mecanismos de investigação de crimes hediondos e de homicídios;

XXV - fortalecer as ações de scalização de armas de fogo e munições, com vistas à redução da violência armada;

XXVI - fortalecer as ações de prevenção e repressão aos crimes cibernéticos.

6.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os objetivos estabelecidos direcionarão a formulação do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

Página 72
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

ART. 6 Parágrafo único. Os objetivos estabelecidos direcionarão a formulação do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social,
documento que estabelecerá as estratégias, as metas, os indicadores e as ações para o alcance desses objetivos

7.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

  PNSPDS será implementada por estratégias que garantam unicamente a integração, coordenação e cooperação federativa,
interoperabilidade, liderança situacional, modernização da gestão das instituições de segurança pública, valorização e proteção dos
pro ssionais.

Gabarito: ERRADO

O erro da questão está em “unicamente”, excluindo todas as outras garantias estratégicas.

Art. 7º A PNSPDS será implementada por estratégias que garantam integração, coordenação e cooperação federativa, interoperabilidade,
liderança situacional, modernização da gestão das instituições de segurança pública, valorização e proteção dos pro ssionais,
complementaridade, dotação de recursos humanos, diagnóstico dos problemas a serem enfrentados, excelência técnica, avaliação continuada
dos resultados e garantia da regularidade orçamentária para execução de planos e programas de segurança pública.

8.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 São meios e instrumentos para a implementação da PNSPDS:

I - Os planos de segurança pública e defesa social.

II - O Sistema Nacional de Informações e de Gestão de Segurança Pública e Defesa Social.

III - O Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de Jovens.

IV - Os mecanismos formados por órgãos de prevenção e controle de atos ilícitos contra a Administração Pública e referentes a ocultação ou
dissimulação de bens, direitos e valores.

Estão corretos apenas:

a) I e IV

Página 73
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

b) II e IV

c) I e III

d) II e III

e) I, II, III e IV

Gabarito: E

Art. 8º São meios e instrumentos para a implementação da PNSPDS:

I - os planos de segurança pública e defesa social;

II - o Sistema Nacional de Informações e de Gestão de Segurança Pública e Defesa Social, que inclui:

a) o Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social (Sinaped);

b) o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas (Sinesp);     (Redação dada pela Lei nº 13.756, de 2018)

c) o Sistema Integrado de Educação e Valorização Pro ssional (Sievap);

d) a Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública (Renaesp);

e) o Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública (Pró-Vida);

IV - o Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de Jovens;

V - os mecanismos formados por órgãos de prevenção e controle de atos ilícitos contra a Administração Pública e referentes a ocultação ou
dissimulação de bens, direitos e valores.

9.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É instituído o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), que tem como órgão central o Ministério Extraordinário da Segurança Pública e é
integrado pelos órgãos polícia federal, polícia rodoviária federal, polícia ferroviária federal, polícias civis, polícias militares e corpos de
bombeiros militares, polícias penais federal, estaduais e distrital.   

Página 74
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: CERTO

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 9º É instituído o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), que tem como órgão central o Ministério Extraordinário da Segurança
Pública e é integrado pelos órgãos de que trata o art. 144 da Constituição Federal , pelos agentes penitenciários, pelas guardas municipais e
pelos demais integrantes estratégicos e operacionais, que atuarão nos limites de suas competências, de forma cooperativa, sistêmica e
harmônica.

10.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São integrantes estratégicos do Susp:

I - A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, por intermédio dos respectivos Poderes Executivos.

II - Os Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social dos três entes federados.

III – Comandante do Exército Brasileiro.

Estão corretos apenas:

a) I e II

b) II

c) I e III

d) II e III

e) todas as alternativas.

Gabarito: A

ART. 9 § 1º São integrantes estratégicos do Susp:

I - a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, por intermédio dos respectivos Poderes Executivos;

Página 75
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - os Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social dos três entes federados.

11.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

São integrantes operacionais do Susp exceto:

a) polícia federal.

b)  polícias civis.

c) Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

d) o ciais das Forças Armadas.

e) agentes de trânsito.

Gabarito: D

a) correto Art. 9 § 2º I - polícia federal;

b) correto Art. 9 § 2º IV - polícias civis;

c) correto Art. 9 § 2º XIII - Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec);

d) errado, as forças armadas não fazem parte da composição operacional do Susp.

e) correto Art. 9 § 2º XV - agentes de trânsito;

Art. 9 § 2º São integrantes operacionais do Susp:

I - polícia federal;

II - polícia rodoviária federal;

III – (VETADO);

IV - polícias civis;

Página 76
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

V - polícias militares;

VI - corpos de bombeiros militares;

VII - guardas municipais;

VIII - órgãos do sistema penitenciário;

IX - (VETADO);

X - institutos o ciais de criminalística, medicina legal e identi cação;

XI - Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp);

XII - secretarias estaduais de segurança pública ou congêneres;

XIII - Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec);

XIV - Secretaria Nacional de Política Sobre Drogas (Senad);

XV - agentes de trânsito;

XVI - guarda portuária.

12.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Os sistemas Federal, Estaduais e Distrital serão responsáveis pela implementação dos respectivos programas, ações e projetos de segurança
pública, com liberdade de organização e funcionamento.

Gabarito: Errado

Somete os sistemas estaduais, distrital e municipais serão responsáveis pelas implementações. A questão erra ao incluir os federais e excluir
os municipais.

Art. 9 § 4º Os sistemas estaduais, distrital e municipais serão responsáveis pela implementação dos respectivos programas, ações e projetos
de segurança pública, com liberdade de organização e funcionamento, respeitado o disposto nesta Lei.

Página 77
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

13.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Susp será coordenado pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 10 § 1º O Susp será coordenado pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

14.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

As operações combinadas, planejadas e desencadeadas em equipe poderão ser ostensivas, investigativas, de inteligência ou mistas.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 10 § 2º As operações combinadas, planejadas e desencadeadas em equipe poderão ser ostensivas, investigativas, de inteligência ou
mistas, e contar com a participação de órgãos integrantes do Susp e, nos limites de suas competências, com o Sisbin e outros órgãos dos
sistemas federal, estadual, distrital ou municipal, não necessariamente vinculados diretamente aos órgãos de segurança pública e defesa
social, especialmente quando se tratar de enfrentamento a organizações criminosas.

15.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O compartilhamento de informações será feito obrigatoriamente por meio eletrônico, com acesso recíproco aos bancos de dados, nos termos
estabelecidos pela União.

Gabarito: Errado

A questão apresenta dois erros: o primeiro está em “ obrigatoriamente”. Segundo o texto legal o compartilhamento de informações será feito
preferencialmente por meio eletrônico.

O segundo erro está em a rmar que a união estabelecerá os termos. No nal do inciso a lei deixa expresso que os termos serão estabelecidos
pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Art. 10 § 4º O compartilhamento de informações será feito preferencialmente por meio eletrônico, com acesso recíproco aos bancos de
dados, nos termos estabelecidos pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Página 78
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

16.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública xará, semestralmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências,
visando à prevenção e à repressão das infrações penais e judiciais.

Gabarito: Errado

A questão apresenta dois erros: o primeiro está no prazo em que as metas de excelência serão estabelecidas. Segundo a lei 13.675/18: “o
Ministério Extraordinário da Segurança Pública xará, anualmente, metas de excelência”. A questão erra em a rmar que será
semestralmente.

O segundo erro está quando a questão diz “visando à prevenção e à repressão das infrações penais e judiciais. ” À questão troca penais e
administrativas, por penais e judiciais. Vejamos como está expresso na lei:

Art. 11. O Ministério Extraordinário da Segurança Pública xará, anualmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências,
visando à prevenção e à repressão das infrações penais e administrativas e à prevenção dos desastres, e utilizará indicadores públicos que
demonstrem de forma objetiva os resultados pretendidos.

17.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

As atividades de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública serão aferidas, entre outros fatores, pela maior ou menor incidência de
infrações penais e administrativas em determinada área, seguindo os parâmetros do Sinesp.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 12. A aferição anual de metas deverá observar os seguintes parâmetros:

III - as atividades de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública serão aferidas, entre outros fatores, pela maior ou menor incidência
de infrações penais e administrativas em determinada área, seguindo os parâmetros do Sinesp;

18.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública deverá promover as seguintes ações:

I - Apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País.

Página 79
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - Apoiar e avaliar periodicamente a infraestrutura tecnológica e a segurança dos processos, das redes e dos sistemas.

III - Efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais.

IV - As atividades dos corpos de bombeiros militares serão aferidas, entre outros fatores, pelas ações de prevenção, preparação para
emergências e desastres, índices de tempo de resposta aos desastres e de recuperação de locais atingidos, considerando-se áreas
determinadas.

Estão corretos apenas:

a) I e IV

b) I e III

c) I, III e IV

d) II e III

e) I, II e IV

Gabarito: B

Art. 13. O Ministério Extraordinário da Segurança Pública, responsável pela gestão do Susp, deverá orientar e acompanhar as atividades dos
órgãos integrados ao Sistema, além de promover as seguintes ações:

I - apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País;

II - implementar, manter e expandir, observadas as restrições previstas em lei quanto a sigilo, o Sistema Nacional de Informações e de Gestão
de Segurança Pública e Defesa Social;

III - efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais;

IV - valorizar a autonomia técnica, cientí ca e funcional dos institutos o ciais de criminalística, medicina legal e identi cação, garantindo-
lhes condições plenas para o exercício de suas funções;

Página 80
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

V - promover a quali cação pro ssional dos integrantes da segurança pública e defesa social, especialmente nas dimensões operacional, ética
e técnico-cientí ca;

VI - realizar estudos e pesquisas nacionais e consolidar dados e informações estatísticas sobre criminalidade e vitimização;

VII - coordenar as atividades de inteligência da segurança pública e defesa social integradas ao Sisbin;

VIII - desenvolver a doutrina de inteligência policial.

19.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

É de responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública:

a) disponibilizar sistema padronizado, informatizado e seguro que permita o intercâmbio de informações entre a população.

b) realizar estudos e pesquisas nacionais e consolidar dados e informações estatísticas sobre criminalidade e vitimização.

c) efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais.

d) apoiar e avaliar periodicamente a infraestrutura tecnológica e a segurança dos processos, das redes e dos sistemas.

Gabarito: D

a) o intercâmbio de informações é entre os integrantes do Susp. Art. 14 I.

b) não é responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Art. 13 VI.

c) não é responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Art. 13 III 

d) correto Art. 14 II.

Art. 14. É de responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública:

I - disponibilizar sistema padronizado, informatizado e seguro que permita o intercâmbio de informações entre os integrantes do Susp;

II - apoiar e avaliar periodicamente a infraestrutura tecnológica e a segurança dos processos, das redes e dos sistemas;

Página 81
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

III - estabelecer cronograma para adequação dos integrantes do Susp às normas e aos procedimentos de funcionamento do Sistema.

20.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Fica compelido a União apoiar os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, quando não dispuserem de condições técnicas e operacionais
necessárias à implementação do Susp.

Gabarito: Errado

A palavra “compelido” traz a ideia de obrigação, deixando a questão errada.

Art. 15. A União poderá apoiar os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, quando não dispuserem de condições técnicas e operacionais
necessárias à implementação do Susp.

21.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os órgãos integrantes do Susp poderão atuar em vias urbanas, rodovias, terminais rodoviários, ferrovias e hidrovias federais, estaduais,
distrital ou municipais, portos e aeroportos, no âmbito das respectivas competências, em efetiva integração com o órgão cujo local de atuação
esteja sob sua circunscrição, incluindo o sigilo das investigações policiais.

Gabarito: Errado

O sigilo das investigações policiais são ressalvados aos órgãos integrantes do Susp. A questão erra ao a rmar que estão inclusas.

Art. 16. Os órgãos integrantes do Susp poderão atuar em vias urbanas, rodovias, terminais rodoviários, ferrovias e hidrovias federais,
estaduais, distrital ou municipais, portos e aeroportos, no âmbito das respectivas competências, em efetiva integração com o órgão cujo local
de atuação esteja sob sua circunscrição, ressalvado o sigilo das investigações policiais.

22.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Lei especi ca disciplinará os critérios de aplicação de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e do Fundo Penitenciário
Nacional (Funpen).

Gabarito: Errado

Segundo a LEI Nº 13.675: Regulamento disciplinará os critérios de aplicação de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e do
Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Sendo assim o erro está em a rmar que será através de lei especi ca.

Página 82
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 17. Regulamento disciplinará os critérios de aplicação de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e do Fundo
Penitenciário Nacional (Funpen), respeitando-se a atribuição constitucional dos órgãos que integram o Susp, os aspectos geográ cos,
populacionais e socioeconômicos dos entes federados, bem como o estabelecimento de metas e resultados a serem alcançados.

23.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 As aquisições de bens e serviços para os órgãos integrantes do Susp terão por objetivo a e cácia de suas atividades e obedecerão a critérios
técnicos de qualidade, modernidade, e ciência e resistência.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 18. As aquisições de bens e serviços para os órgãos integrantes do Susp terão por objetivo a e cácia de suas atividades e obedecerão a
critérios técnicos de qualidade, modernidade, e ciência e resistência, observadas as normas de licitação e contratos.

24.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 A estrutura formal do Susp dar-se-á pela formação de Conselhos permanentes.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 19. A estrutura formal do Susp dar-se-á pela formação de Conselhos permanentes a serem criados na forma do art. 21 desta Lei.

25.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Serão criados Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
mediante proposta parlamentar, encaminhadas aos respectivos Poderes Executivos.

Gabarito: Errado

A questão faz uma troca mediante a proposta e a quem deverá ser encaminhado.

O correto seria: “mediante proposta dos chefes dos Poderes Executivos, encaminhadas aos respectivos Poderes Legislativos. ” Como dispõe o
texto legal:

Página 83
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 20. Serão criados Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
mediante proposta dos chefes dos Poderes Executivos, encaminhadas aos respectivos Poderes Legislativos.

26.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, com atribuições, funcionamento e composição estabelecidos em regulamento,
terá a participação de representantes da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e Territórios.

Gabarito: Errado

O erro está em “territórios”. Os territórios não terão representação no funcionamento e composição do Conselho Nacional de Segurança
Pública e Defesa Social.

Art. 20§ 1º O Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, com atribuições, funcionamento e composição estabelecidos em
regulamento, terá a participação de representantes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

27.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Caberá aos Conselhos propor diretrizes para as políticas públicas de segurança pública e defesa social, com vistas à prevenção e à repressão
da violência e da criminalidade.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 20 § 5º Caberá aos Conselhos propor diretrizes para as políticas públicas de segurança pública e defesa social, com vistas à prevenção e
à repressão da violência e da criminalidade.

28.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A organização, o funcionamento e as demais competências dos Conselhos serão regulamentados por Portarias.

Gabarito: Errado

A organização, o funcionamento e as demais competências dos Conselhos serão regulamentados por  ato do Poder Executivo, não por
portarias. Vejamos o texto legal:

Página 84
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 20 § 6º A organização, o funcionamento e as demais competências dos Conselhos serão regulamentados por ato do Poder Executivo, nos
limites estabelecidos por esta Lei.

29.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os Conselhos serão compostos por:

I - Representantes de cada órgão ou entidade integrante do Susp.

II -  Representante da Defensoria Pública.

III - Representantes de entidades de pro ssionais de segurança pública.

IV - Representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) I e II

c) III e IV

d) II e III

e) Todas as alternativas.

Gabarito: E

Art. 21. Os Conselhos serão compostos por:

I - representantes de cada órgão ou entidade integrante do Susp;

II - representante do Poder Judiciário;

III - representante do Ministério Público;

Página 85
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

IV - representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);

V - representante da Defensoria Pública;

VI - representantes de entidades e organizações da sociedade cuja nalidade esteja relacionada com políticas de segurança pública e defesa
social;

VII - representantes de entidades de pro ssionais de segurança pública.

30.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, destinado a articular as ações do poder público, tem como nalidade:

a) assegurar a produção de conhecimento no tema, a de nição de metas e a avaliação dos resultados das políticas de segurança pública e
defesa social.

b) o resultado célere na apuração das denúncias em tramitação nas respectivas corregedorias.

c)  o atingimento das metas previstas nesta Lei.

d)  ignorar as ações preventivas e scalizatórias de segurança interna nas divisas, fronteiras, portos e aeroportos.

Gabarito: A

a) correto. Art. 22 III

b) errado. Não é uma nalidade, mas um acompanhamento social das atividades de segurança pública e defesa social.

c) errado. Não é uma nalidade, mas um acompanhamento social das atividades de segurança pública e defesa social.

d) errado. O erro está em “ignorar”. O certo seria priorizar. Art. 22 IV.

Art. 22. A União instituirá Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, destinado a articular as ações do poder público, com a
nalidade de:

I - promover a melhora da qualidade da gestão das políticas sobre segurança pública e defesa social;

Página 86
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - contribuir para a organização dos Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social;

III - assegurar a produção de conhecimento no tema, a de nição de metas e a avaliação dos resultados das políticas de segurança pública e
defesa social;

IV - priorizar ações preventivas e scalizatórias de segurança interna nas divisas, fronteiras, portos e aeroportos.

31.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A União, por intermédio do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, deverá elaborar os objetivos, as ações estratégicas, as metas, as
prioridades, os indicadores e as formas de nanciamento e gestão das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 22 § 4º A União, por intermédio do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, deverá elaborar os objetivos, as ações estratégicas,
as metas, as prioridades, os indicadores e as formas de nanciamento e gestão das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social.

32.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão dar ampla divulgação ao conteúdo das Políticas e dos Planos de segurança pública e
defesa social.

Gabarito: Errado

Na literalidade da lei: “O poder público deverá dar ampla divulgação ao conteúdo das Políticas e dos Planos de segurança pública e defesa
social. ” A questão faz a troca do poder público pelos entes federativos.

Art. 22 § 5º Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão, com base no Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social,
elaborar e implantar seus planos correspondentes em até 2 (dois) anos a partir da publicação do documento nacional, sob pena de não
poderem receber recursos da União para a execução de programas ou ações de segurança pública e defesa social.

§ 6º O poder público deverá dar ampla divulgação ao conteúdo das Políticas e dos Planos de segurança pública e defesa social.

33.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 87
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

A União, em articulação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, realizará avaliações semanais sobre a implementação do Plano
Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

Gabarito: Errado

O erro está apenas na troca de “avaliações anuais” por “avaliações semanais”. Vejamos o texto legal:

"Art. 23. A União, em articulação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, realizará avaliações anuais sobre a implementação do
Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, com o objetivo de veri car o cumprimento das metas estabelecidas e elaborar
recomendações aos gestores e operadores das políticas públicas.

34.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Na elaboração e na execução dos planos os agentes públicos deverão desenvolver programas, ações, atividades e projetos articulados com os
estabelecimentos de ensino, com a sociedade e com a família para a prevenção da criminalidade e a prevenção de desastres.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 24. Os agentes públicos deverão observar as seguintes diretrizes na elaboração e na execução dos planos:

I - adotar estratégias de articulação entre órgãos públicos, entidades privadas, corporações policiais e organismos internacionais, a m de
implantar parcerias para a execução de políticas de segurança pública e defesa social;

II - realizar a integração de programas, ações, atividades e projetos dos órgãos e entidades públicas e privadas nas áreas de saúde,
planejamento familiar, educação, trabalho, assistência social, previdência social, cultura, desporto e lazer, visando à prevenção da
criminalidade e à prevenção de desastres;

III - viabilizar ampla participação social na formulação, na implementação e na avaliação das políticas de segurança pública e defesa social;

IV - desenvolver programas, ações, atividades e projetos articulados com os estabelecimentos de ensino, com a sociedade e com a família
para a prevenção da criminalidade e a prevenção de desastres;

V - incentivar a inclusão das disciplinas de prevenção da violência e de prevenção de desastres nos conteúdos curriculares dos diversos níveis
de ensino;

Página 88
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

VI - ampliar as alternativas de inserção econômica e social dos egressos do sistema prisional, promovendo programas que priorizem a
melhoria de sua escolarização e a quali cação pro ssional;

VII - garantir a efetividade dos programas, ações, atividades e projetos das políticas de segurança pública e defesa social;

VIII - promover o monitoramento e a avaliação das políticas de segurança pública e defesa social;

IX - fomentar a criação de grupos de estudos formados por agentes públicos dos órgãos integrantes do Susp, professores e pesquisadores,
para produção de conhecimento e re exão sobre o fenômeno da criminalidade, com o apoio e a coordenação dos órgãos públicos de cada
unidade da Federação;

X - fomentar a harmonização e o trabalho conjunto dos integrantes do Susp;

XI - garantir o planejamento e a execução de políticas de segurança pública e defesa social;

XII - fomentar estudos de planejamento urbano para que medidas de prevenção da criminalidade façam parte do plano diretor das cidades, de
forma a estimular, entre outras ações, o reforço na iluminação pública e a veri cação de pessoas e de famílias em situação de risco social e
criminal.

35.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Os integrantes do Susp xarão, anualmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências, visando à prevenção e à repressão
de infrações penais e administrativas e à prevenção de desastres, que tenham como nalidade:

I - Adotar estratégias de articulação entre órgãos públicos, entidades privadas, corporações policiais e organismos internacionais, a m de
implantar parcerias para a execução de políticas de segurança pública e defesa social.

II - Promover o monitoramento e a avaliação das políticas de segurança pública e defesa social.

III - identi car e propor novas metodologias e técnicas de educação voltadas ao aprimoramento de suas atividades.

IV- Apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada.

V - Apoiar e promover o sistema de saúde para os pro ssionais de segurança pública e defesa social

Estão corretas apenas:

a) I e IV

Página 89
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

b) I e II

c) III, IV e V

d) II, III e V

e) I e V

Gabarito: C

Art. 25. Os integrantes do Susp xarão, anualmente, metas de excelência no âmbito das respectivas competências, visando à prevenção e à
repressão de infrações penais e administrativas e à prevenção de desastres, que tenham como nalidade:

I - planejar, pactuar, implementar, coordenar e supervisionar as atividades de educação gerencial, técnica e operacional, em cooperação com
as unidades da Federação;

II - apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada;

III - identi car e propor novas metodologias e técnicas de educação voltadas ao aprimoramento de suas atividades;

IV - identi car e propor mecanismos de valorização pro ssional;

V - apoiar e promover o sistema de saúde para os pro ssionais de segurança pública e defesa social;

VI - apoiar e promover o sistema habitacional para os pro ssionais de segurança pública e defesa social.

36.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 É instituído, no âmbito do Susp, o Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social
(Sinaped), com o seguinte objetivo.

a) reestruturar ou ampliar os programas de prevenção e controle.

b) contribuir para organização e integração dos membros do Susp, dos projetos das políticas de segurança pública e defesa social e dos
respectivos diagnósticos, planos de ação, resultados e avaliações

c) planejar as metas e eleger as prioridades para execução e nanciamento.

Página 90
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

d) aumentar o nanciamento para fortalecer o sistema de segurança pública e defesa social.

e) celebrar instrumentos de cooperação com vistas à correção de problemas constatados na avaliação.

Gabarito: B

a) errado. Trata-se da utilização dos resultados da avaliação das políticas.

b) correto. Art. 26 I.

c) errado. Trata-se da utilização dos resultados da avaliação das políticas.

d) errado. Trata-se da utilização dos resultados da avaliação das políticas.

e) errado. Trata-se da utilização dos resultados da avaliação das políticas.

Art. 26. É instituído, no âmbito do Susp, o Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa
Social (Sinaped), com os seguintes objetivos:

I - contribuir para organização e integração dos membros do Susp, dos projetos das políticas de segurança pública e defesa social e dos
respectivos diagnósticos, planos de ação, resultados e avaliações;

II - assegurar o conhecimento sobre os programas, ações e atividades e promover a melhora da qualidade da gestão dos programas, ações,
atividades e projetos de segurança pública e defesa social;

III - garantir que as políticas de segurança pública e defesa social abranjam, no mínimo, o adequado diagnóstico, a gestão e os resultados das
políticas e dos programas de prevenção e de controle da violência, com o objetivo de veri car:

a) a compatibilidade da forma de processamento do planejamento orçamentário e de sua execução com as necessidades do respectivo
sistema de segurança pública e defesa social;

b) a e cácia da utilização dos recursos públicos;

c) a manutenção do uxo nanceiro, consideradas as necessidades operacionais dos programas, as normas de referência e as condições
previstas nos instrumentos jurídicos celebrados entre os entes federados, os órgãos gestores e os integrantes do Susp;

d) a implementação dos demais compromissos assumidos por ocasião da celebração dos instrumentos jurídicos relativos à efetivação das
políticas de segurança pública e defesa social;

Página 91
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

e) a articulação interinstitucional e intersetorial das políticas.

37.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

As autoridades, os gestores, as entidades e os órgãos envolvidos com a segurança pública e defesa social são isentas de colaborar com o
processo de avaliação, facilitando o acesso às suas instalações, à documentação e a todos os elementos necessários ao seu efetivo
cumprimento.

Gabarito: Errado

Lembre-se que as autoridades, os gestores, as entidades e os órgãos envolvidos com a segurança pública e defesa social, têm o dever (a
obrigação) de colaborar com o processo de avaliação. A questão tenta te enganar dizendo que são isentas ou que tem discricionariedade.

Art. 28. As autoridades, os gestores, as entidades e os órgãos envolvidos com a segurança pública e defesa social têm o dever de colaborar
com o processo de avaliação, facilitando o acesso às suas instalações, à documentação e a todos os elementos necessários ao seu efetivo
cumprimento.

38.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O processo de avaliação das políticas de segurança pública e defesa social deverá contar com a participação de representantes dos Poderes
Legislativo, Executivo e Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e dos Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social.

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Gabarito: Certo

Art. 29. O processo de avaliação das políticas de segurança pública e defesa social deverá contar com a participação de representantes dos
Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e dos Conselhos de Segurança Pública e Defesa Social,
observados os parâmetros estabelecidos nesta Lei.

39.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 Cabe ao Poder judiciário acompanhar as avaliações do respectivo ente federado.

Gabarito: Errado

Acompanhar as avaliações do respectivo ente federado. Será sempre o Poder Legislativo.

Página 92
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 30. Cabe ao Poder Legislativo acompanhar as avaliações do respectivo ente federado.

40.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A avaliação dos objetivos e das metas do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social será coordenada por comissão permanente e
realizada por comissões temporárias, essas compostas, no máximo, por 5(cinco) membros, na forma do regulamento próprio.

Gabarito: Errado

É chato, mas temos que decorar o número de membros. “A avaliação dos objetivos e das metas do Plano Nacional de Segurança Pública e
Defesa Social será coordenada por comissão permanente e realizada por comissões temporárias, essas compostas, no mínimo, por 5(cinco)
membros. ” A questão troca o quantitativo de mínimo por máximo, e o número de 3 membros por 5 membros.

Art. 32. A avaliação dos objetivos e das metas do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social será coordenada por comissão
permanente e realizada por comissões temporárias, essas compostas, no mínimo, por 3 (três) membros, na forma do regulamento próprio.

41.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Aos órgãos de correição, dotados de autonomia no exercício de suas competências, caberá o gerenciamento e a realização dos processos e
procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo administrativo disciplinar.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 33. Aos órgãos de correição, dotados de autonomia no exercício de suas competências, caberá o gerenciamento e a realização dos
processos e procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo administrativo disciplinar, e a
proposição de subsídios para o aperfeiçoamento das atividades dos órgãos de segurança pública e defesa social.

42.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

À ouvidoria competirá o recebimento e tratamento de representações, elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre as ações e atividades dos
pro ssionais e membros integrantes do Susp, devendo tomar as providências legais e a resposta ao requerente.

Gabarito: Errado

A ouvidoria não toma providencias por conta própria, ela sempre irá encaminhar ao órgão com competência para tomar as providencias
necessárias.

Página 93
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art.34 Parágrafo único. À ouvidoria competirá o recebimento e tratamento de representações, elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre
as ações e atividades dos pro ssionais e membros integrantes do Susp, devendo encaminhá-los ao órgão com atribuição para as providências
legais e a resposta ao requerente.

43.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Sinesp tem como a nalidade de armazenar, tratar e integrar dados e informações para auxiliar na formulação, implementação, execução,
acompanhamento e avaliação das políticas relacionadas com:

a)  segurança privada e defesa social.

b) avaliação institucional externa, contemplando a análise global e integrada das instalações físicas.

c) auto avaliação dos gestores e das corporações.

d) rastreabilidade de armas e munições.

Gabarito: D

a) errado. Art. 35 I - segurança pública e defesa social;

b) errado. Trata-se de uma metodologia a ser empregada.

c) errado. Trata-se de uma metodologia a ser empregada.

d) correto. Art. 35 III - rastreabilidade de armas e munições;

Art. 35. É instituído o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material
Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp), com a nalidade de armazenar, tratar e integrar dados e informações para auxiliar na formulação,
implementação, execução, acompanhamento e avaliação das políticas relacionadas com:

I - segurança pública e defesa social;

II - sistema prisional e execução penal;

III - rastreabilidade de armas e munições;

Página 94
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

IV - banco de dados de per l genético e digitais;

V - enfrentamento do trá co de drogas ilícitas.

44.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Sinesp tem por objetivos:

I - Proceder à coleta, análise, atualização, sistematização, integração e interpretação de dados e informações relativos às políticas de
segurança pública e defesa social.

II - Disponibilizar estudos, estatísticas, indicadores e outras informações para auxiliar na formulação, implementação, execução,
monitoramento e avaliação de políticas públicas.

III - Promover a integração das redes e sistemas de dados e informações de segurança pública e defesa social, criminais, do sistema prisional
e sobre drogas.

IV - Identi car e propor mecanismos de valorização pro ssional.

Estão corretas apenas:

a) I e III

b) I, II e III

c) III e IV

d) II e IV

e) I apenas

Gabarito: B

Art. 36. O Sinesp tem por objetivos:

I - proceder à coleta, análise, atualização, sistematização, integração e interpretação de dados e informações relativos às políticas de
segurança pública e defesa social;

Página 95
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

II - disponibilizar estudos, estatísticas, indicadores e outras informações para auxiliar na formulação, implementação, execução,
monitoramento e avaliação de políticas públicas;

III - promover a integração das redes e sistemas de dados e informações de segurança pública e defesa social, criminais, do sistema prisional
e sobre drogas;

IV - garantir a interoperabilidade dos sistemas de dados e informações, conforme os padrões de nidos pelo conselho gestor.

45.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A omissão no fornecimento das informações legais implica responsabilidade penal do agente público.

Gabarito: Errado

A responsabilidade será apenas administrativa. O erro está em a rmar que será responsabilidade penal do agente público.

Art. 37 § 4º A omissão no fornecimento das informações legais implica responsabilidade administrativa do agente público.

46.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 O Sistema Integrado de Educação e Valorização Pro ssional (Sievap), tem a nalidade de:

a)  programa nacional de qualidade de vida para segurança pública e defesa social.

b) fomentar a integração entre as ações dos pro ssionais, em conformidade com as políticas nacionais de segurança pública e defesa social.

c) planejar, pactuar, implementar, coordenar e supervisionar as atividades de educação gerencial, técnica e operacional, em cooperação com
as unidades da Federação.

d)  promover cursos de graduação, extensão e pós-graduação em segurança pública e defesa social.

Gabarito: C

a) errado. Trata-se de um programa que constitui o Sievap.

b) errado. Trata-se de um objetivo do Renaesp.

Página 96
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

c) correto. Art. 38. I

d) errado. Trata-se de um objetivo do Renaesp.

Art. 38. É instituído o Sistema Integrado de Educação e Valorização Pro ssional (Sievap), com a nalidade de:

I - planejar, pactuar, implementar, coordenar e supervisionar as atividades de educação gerencial, técnica e operacional, em cooperação com
as unidades da Federação;

II - identi car e propor novas metodologias e técnicas de educação voltadas ao aprimoramento de suas atividades;

III - apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada;

IV - identi car e propor mecanismos de valorização pro ssional.

47.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

A matriz curricular nacional constitui-se em referencial teórico, metodológico e avaliativo para as ações de educação aos pro ssionais de
segurança pública e defesa social.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 39. A matriz curricular nacional constitui-se em referencial teórico, metodológico e avaliativo para as ações de educação aos
pro ssionais de segurança pública e defesa social e deverá ser observada nas atividades formativas de ingresso, aperfeiçoamento, atualização,
capacitação e especialização na área de segurança pública e defesa social, nas modalidades presencial e a distância, respeitados o regime
jurídico e as peculiaridades de cada instituição.

48.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

 A Renaesp, integrada por instituições de ensino superior, observadas as normas de licitação e contratos, tem como objetivo:

I - Promover cursos de graduação, extensão e pós-graduação em segurança pública e defesa social.

II - Fomentar a integração entre as ações dos pro ssionais, em conformidade com as políticas nacionais de segurança pública e defesa social.

Página 97
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

III - Promover a compreensão do fenômeno da violência.

IV - Difundir a cidadania, os direitos humanos e a educação para a paz.

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) I e II

c) III e IV

d) II e III

e) Todas as alternativas.

Gabarito: E

Art. 40. A Renaesp, integrada por instituições de ensino superior, observadas as normas de licitação e contratos, tem como objetivo:

I - promover cursos de graduação, extensão e pós-graduação em segurança pública e defesa social;

II - fomentar a integração entre as ações dos pro ssionais, em conformidade com as políticas nacionais de segurança pública e defesa social;

III - promover a compreensão do fenômeno da violência;

IV - difundir a cidadania, os direitos humanos e a educação para a paz;

V - articular o conhecimento prático dos pro ssionais de segurança pública e defesa social com os conhecimentos acadêmicos;

VI - difundir e reforçar a construção de cultura de segurança pública e defesa social fundada nos paradigmas da contemporaneidade, da
inteligência, da informação e do exercício de atribuições estratégicas, técnicas e cientí cas;

VII - incentivar produção técnico-cientí ca que contribua para as atividades desenvolvidas pelo Susp.

49.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

Página 98
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

A Rede EaD-Senasp é escola virtual destinada aos pro ssionais de segurança pública e defesa social e tem como objetivo viabilizar o acesso
aos processos de aprendizagem, desde que estejam geogra camente próximas.

Gabarito: Errado

A Rede EaD-Senasp tem o objetivo viabilizar o acesso aos processos de aprendizagem, estando geogra camente próximas ou não estando. A
lei traz expressamente que independe de limitações geográ cas. Vejamos:

Art. 41. A Rede EaD-Senasp é escola virtual destinada aos pro ssionais de segurança pública e defesa social e tem como objetivo viabilizar o
acesso aos processos de aprendizagem, independentemente das limitações geográ cas e sociais existentes, com o propósito de democratizar
a educação em segurança pública e defesa social.

50.(INÉDITA) conforme a LEI Nº 13.675/18 julgue o item:

O Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública (Pró-Vida) tem por objetivo elaborar, implementar,
apoiar, monitorar e avaliar, entre outros, os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos pro ssionais de
segurança pública e defesa social.

Gabarito: Certo

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 42. O Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública (Pró-Vida) tem por objetivo elaborar,
implementar, apoiar, monitorar e avaliar, entre outros, os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos
pro ssionais de segurança pública e defesa social, bem como a integração sistêmica das unidades de saúde dos órgãos que compõem o Susp.

QUESTÕES do DECRETO Nº 9.489, DE 30 DE AGOSTO DE 2018.

1. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Con guram meios e instrumentos essenciais da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social exceto:

a) o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social - PNSP, que compreenderá o Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de
Jovens.

b)  o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas municipais.

c)  o Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social.

Página 99
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

d)   a atuação integrada dos mecanismos formados pelos órgãos federais de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração
pública e referentes à ocultação ou à dissimulação de bens, direitos e valores.

2. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

  O Ministério da Justiça e Segurança Pública, responsável pela gestão, pela coordenação e pelo acompanhamento do Susp, orientará e
acompanhará as atividades dos órgãos integrados ao Sistema, além de promover as seguintes ações:

I - Apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País.

II - Apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada.

III - propor normas, critérios e padrões para disponibilização de estudos, estatísticas, indicadores e outras informações para auxiliar na
formulação, na implementação, na execução, no monitoramento e na avaliação das políticas públicas.

IV - Valorizar a autonomia técnica, cientí ca e funcional dos institutos o ciais de criminalística, medicina legal e identi cação, de modo a lhes
garantir condições plenas para o exercício de suas competências.

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) II e IV

c) II e III

d) III e IV

e) I e II

3. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Caberá ao Ministério da Defesa elaborar o PNSP, que deverá incluir o Plano de Nacional de Enfrentamento de Homicídios de Jovens.

4. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Página 100
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Os integrantes do Susp elaborarão, estabelecerão e divulgarão, anualmente, programas de ação baseados em parâmetros de avaliação e
metas de excelência com vistas à prevenção e à repressão, no âmbito de suas competências, de infrações penais e administrativas e à
prevenção de desastres.

5. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Aos órgãos de correição dos integrantes operacionais do Susp, no exercício de suas competências, caberão o gerenciamento e a realização
dos procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo judicial.

6. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Aos órgãos de ouvidoria da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios caberão o recebimento e o tratamento de representações,
elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre as ações e as atividades dos pro ssionais e dos membros integrantes do Susp tomando as
providências legais e fornecer a resposta ao requerente.

7. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social disporá, para a consecução de seus objetivos, dos
seguintes sistemas e programas:

I – Sistema de registro e rastreabilidade de armas de fogo e munições.

II - Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas.

III - Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança.

IV – Sistema de índices de elucidação de crimes

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) II e IV

c) I e IIl

d) II e III

Página 101
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

e) I e II

8. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social, tem a
função de coordenar a avaliação dos objetivos e das metas do PNSP.

9. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social assegurará
a participação, no processo de avaliação do PNSP, de representantes dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, excepcionalmente do
Ministério Público e da Defensoria Pública.

10. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas, será integrado por órgãos criados ou designados pelo Ministério da justiça para esse m.

11. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Constarão do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material
Genético, de Digitais e de Drogas, sem prejuízo de outros de nidos por seu Conselho Gestor, dados e informações relativos a:

I - Ocorrências criminais registradas e comunicações legais;

II - registro e rastreabilidade de armas de fogo e munições;

III - entrada e saída de estrangeiros;

IV - Pessoas desaparecidas;

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) II e IV

Página 102
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

c) I e IIl

d) II e III

e) Todas as alternativas.

12. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

  O Conselho Gestor do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de
Material Genético, de Digitais e de Drogas deliberará por maioria simples, com a presença da maioria de seus representantes e caberá ao seu
Presidente o voto de qualidade para desempate.

13. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 As câmaras técnicas, de caráter temporário, terão duração não superior a um ano.

14. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 As reuniões das câmaras técnicas do Conselho Gestor poderão ser realizadas por videoconferência.

15. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O Conselho Gestor poderá convidar representantes de outros órgãos e entidades, públicos ou privados, para participar de suas reuniões, com
direito a voto.

16. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 Fica instituído o Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública, com o objetivo de elaborar, implementar,
apoiar, monitorar e avaliar os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos pro ssionais de segurança pública e
defesa social.

17. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Caberá ao Ministério da Justiça e Segurança Pública praticar os atos necessários para integrar e coordenar as ações dos órgãos e das
entidades federais de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração pública e privada.

18. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Página 103
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

 O Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil é um integrante do Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social – CNSP.

19. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O CNSP, órgão colegiado permanente, integrante estratégico do Susp, tem competência consultiva, sugestiva e de acompanhamento social das
atividades de segurança pública e defesa social.

20. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A participação no CNSP será considerada prestação de serviço público remunerada.

GABARITO

1.B 2.A 3.E 4.C 5.E 6.E 7.D 8.C 9.E 10.E

11.E 12.C 13.C 14.E 15.E 16.C 17.E 18.C 19.C 20.E

QUESTÕES do DECRETO Nº 9.489, DE 30 DE AGOSTO DE 2018, COMENTADAS

1. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Con guram meios e instrumentos essenciais da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social exceto:

a) o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social - PNSP, que compreenderá o Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de
Jovens.

b)  o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas municipais.

c)  o Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social.

d)   a atuação integrada dos mecanismos formados pelos órgãos federais de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração
pública e referentes à ocultação ou à dissimulação de bens, direitos e valores.

Gabarito: B

Página 104
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

a) certo. ART. 2 I

b) errado. Trata-se de uma ação promovida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública

c) certo. ART. 2 II

d) certo ART. 2 III

ART. 2 Parágrafo único. Con guram meios e instrumentos essenciais da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social:

I - o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social - PNSP, que compreenderá o Plano Nacional de Enfrentamento de Homicídios de
Jovens;

II - o Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social; e

III - a atuação integrada dos mecanismos formados pelos órgãos federais de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração
pública e referentes à ocultação ou à dissimulação de bens, direitos e valores.

2. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

  O Ministério da Justiça e Segurança Pública, responsável pela gestão, pela coordenação e pelo acompanhamento do Susp, orientará e
acompanhará as atividades dos órgãos integrados ao Sistema, além de promover as seguintes ações:

I - Apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País.

II - Apoiar e promover educação quali cada, continuada e integrada.

III - propor normas, critérios e padrões para disponibilização de estudos, estatísticas, indicadores e outras informações para auxiliar na
formulação, na implementação, na execução, no monitoramento e na avaliação das políticas públicas.

IV - Valorizar a autonomia técnica, cientí ca e funcional dos institutos o ciais de criminalística, medicina legal e identi cação, de modo a lhes
garantir condições plenas para o exercício de suas competências.

Estão corretas apenas:

a) I e IV

Página 105
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

b) II e IV

c) II e III

d) III e IV

e) I e II

Gabarito: A

Art. 3º  O Ministério da Justiça e Segurança Pública, responsável pela gestão, pela coordenação e pelo acompanhamento do Susp, orientará e
acompanhará as atividades dos órgãos integrados ao Sistema, além de promover as seguintes ações:     (Redação dada pelo Decreto nº 9.876,
de 2019)

I - apoiar os programas de aparelhamento e modernização dos órgãos de segurança pública e defesa social do País;

II - implementar, manter e expandir, observadas as restrições previstas em lei quanto ao sigilo, o Sistema Nacional de Informações e de
Gestão de Segurança Pública e Defesa Social;

III - efetivar o intercâmbio de experiências técnicas e operacionais entre os órgãos policiais federais, estaduais, distrital e as guardas
municipais;

IV - valorizar a autonomia técnica, cientí ca e funcional dos institutos o ciais de criminalística, medicina legal e identi cação, de modo a lhes
garantir condições plenas para o exercício de suas competências;

V - promover a quali cação pro ssional dos integrantes da segurança pública e defesa social, especialmente nos âmbitos operacional, ético e
técnico-cientí co;

VI - elaborar estudos e pesquisas nacionais e consolidar dados e informações estatísticas sobre criminalidade e vitimização;

VII - coordenar as atividades de inteligência de segurança pública e defesa social integradas ao Sistema Brasileiro de Inteligência; e

VIII - desenvolver a doutrina de inteligência policial.

3. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Caberá ao Ministério da Defesa elaborar o PNSP, que deverá incluir o Plano de Nacional de Enfrentamento de Homicídios de Jovens.

Página 106
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Gabarito: E

Elaborar o PNSP é uma atribuição do Ministério da Justiça e Segurança Pública, não do Ministério da Defesa como a rma a questão.

Art. 4º  Caberá ao Ministério da Justiça e Segurança Pública elaborar o PNSP, que deverá incluir o Plano de Nacional de Enfrentamento de
Homicídios de Jovens, além de estabelecer suas estratégias, suas metas, suas ações e seus indicadores, direcionados ao cumprimento dos
objetivos e das nalidades estabelecidos nos art. 6º e art. 22 da Lei nº 13.675, de 2018.          (Redação dada pelo Decreto nº 9.876, de 2019)

4. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Os integrantes do Susp elaborarão, estabelecerão e divulgarão, anualmente, programas de ação baseados em parâmetros de avaliação e
metas de excelência com vistas à prevenção e à repressão, no âmbito de suas competências, de infrações penais e administrativas e à
prevenção de desastres.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 6º Os integrantes do Susp, a que se refere o  art. 9º da Lei nº 13.675, de 2018  , elaborarão, estabelecerão e divulgarão, anualmente,
programas de ação baseados em parâmetros de avaliação e metas de excelência com vistas à prevenção e à repressão, no âmbito de suas
competências, de infrações penais e administrativas e à prevenção de desastres, que tenham como nalidade:

5. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Aos órgãos de correição dos integrantes operacionais do Susp, no exercício de suas competências, caberão o gerenciamento e a realização
dos procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo judicial.

Gabarito: E

O item acerta em a rmar que a apuração de responsabilidade funcional será por meio de sindicância, mas erra em a rmar que será por
processo judicial. A lei deixa expresso que será por meio de sindicância e processo administrativo disciplinar.

Art. 8º Aos órgãos de correição dos integrantes operacionais do Susp, no exercício de suas competências, caberão o gerenciamento e a
realização dos procedimentos de apuração de responsabilidade funcional, por meio de sindicância e processo administrativo disciplinar, e a
proposição de subsídios para o aperfeiçoamento das atividades dos órgãos de segurança pública e defesa social.

6. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Página 107
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Aos órgãos de ouvidoria da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios caberão o recebimento e o tratamento de representações,
elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre as ações e as atividades dos pro ssionais e dos membros integrantes do Susp tomando as
providências legais e fornecer a resposta ao requerente.

Gabarito: E

A ouvidoria não toma providencias por conta própria, ela sempre irá encaminhar ao órgão com competência para tomar as providencias
necessárias.

Art. 9º Aos órgãos de ouvidoria da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios caberão, nos termos do disposto no art. 34 da Lei
nº 13.675, de 2018 , o recebimento e o tratamento de representações, elogios e sugestões de qualquer pessoa sobre as ações e as atividades
dos pro ssionais e dos membros integrantes do Susp, e o encaminhamento ao órgão competente para tomar as providências legais e fornecer
a resposta ao requerente.

7. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social disporá, para a consecução de seus objetivos, dos
seguintes sistemas e programas:

I – Sistema de registro e rastreabilidade de armas de fogo e munições.

II - Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas.

III - Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança.

IV – Sistema de índices de elucidação de crimes

Estão corretas apenas:

a) I e IV

b) II e IV

c) I e IIl

d) II e III

Página 108
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

e) I e II

Gabarito: D

Art. 10. O Sistema Nacional de Informações e Gestão de Segurança Pública e Defesa Social disporá, para a consecução de seus objetivos, dos
seguintes sistemas e programas, que atuarão de forma integrada:

I - Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social;

II - Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas;

III - Sistema Integrado de Educação e Valorização Pro ssional;

IV - Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública; e

V - Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança.

8. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social, tem a
função de coordenar a avaliação dos objetivos e das metas do PNSP.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 12. Fica criada a Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e
Defesa Social, com a função de coordenar a avaliação dos objetivos e das metas do PNSP.

9. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social assegurará
a participação, no processo de avaliação do PNSP, de representantes dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, excepcionalmente do
Ministério Público e da Defensoria Pública.

Gabarito: E

Página 109
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O erro está em “excepcionalmente. ” Tanto o Ministério Público, quanto a Defensoria Pública, terão representantes assegurados no processo
de avaliação do PNSP.

Art. 14. A Comissão Permanente do Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social
assegurará a participação, no processo de avaliação do PNSP, de representantes dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, do Ministério
Público, da Defensoria Pública e dos conselhos estaduais, distrital e municipais de segurança pública e defesa social, observados os
parâmetros estabelecidos na  Lei nº 13.675, de 2018 .

10. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de
Digitais e de Drogas, será integrado por órgãos criados ou designados pelo Ministério da justiça para esse m.

Gabarito: E

A questão só erra em a rmar que será o Ministério da justiça responsável pela criação dos órgãos que vão integrar o Sistema Nacional de
Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas.
Vejamos como esta expresso:

Art. 17. O Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético,
de Digitais e de Drogas, instituído pelo art. 35 da Lei nº 13.675, de 2018 , será integrado por órgãos criados ou designados para esse m por
todos os entes federativos.

11. (INÉDITA) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Constarão do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material
Genético, de Digitais e de Drogas, sem prejuízo de outros de nidos por seu Conselho Gestor, dados e informações relativos a:

I - Ocorrências criminais registradas e comunicações legais;

II - registro e rastreabilidade de armas de fogo e munições;

III - entrada e saída de estrangeiros;

IV - Pessoas desaparecidas;

Estão corretas apenas:

Página 110
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

a) I e IV

b) II e IV

c) I e IIl

d) II e III

e) Todas as alternativas.

Gabarito: E

Art. 18. Constarão do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de
Material Genético, de Digitais e de Drogas, sem prejuízo de outros de nidos por seu Conselho Gestor, dados e informações relativos a:

I - ocorrências criminais registradas e comunicações legais;

II - registro e rastreabilidade de armas de fogo e munições;

III - entrada e saída de estrangeiros;

IV - pessoas desaparecidas;

V - execução penal e sistema prisional;

VI - recursos humanos e materiais dos órgãos e das entidades de segurança pública e defesa social;

VII - condenações, penas, mandados de prisão e contramandados de prisão;

VIII - repressão à produção, à fabricação e ao trá co de drogas ilícitas e a crimes correlacionados, além da apreensão de drogas ilícitas;

IX - índices de elucidação de crimes;

X - veículos e condutores; e

XI - banco de dados de per l genético e digitais.

Página 111
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

12. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

  O Conselho Gestor do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de
Material Genético, de Digitais e de Drogas deliberará por maioria simples, com a presença da maioria de seus representantes e caberá ao seu
Presidente o voto de qualidade para desempate.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 21. O Conselho Gestor do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de
Material Genético, de Digitais e de Drogas deliberará por maioria simples, com a presença da maioria de seus representantes e caberá ao seu
Presidente o voto de qualidade para desempate.

13. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 As câmaras técnicas, de caráter temporário, terão duração não superior a um ano.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 24.   As câmaras técnicas, de caráter temporário, com duração não superior a um ano, têm por objetivo oferecer sugestões e
embasamento técnico para subsidiar as decisões do Conselho Gestor, as quais poderão operar simultaneamente.    

14. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 As reuniões das câmaras técnicas do Conselho Gestor poderão ser realizadas por videoconferência.

Gabarito: E

Ao utilizar o termo “poderão” o item dá uma discricionariedade ao uso de videoconferência, enquanto no decreto ele não deixa opção, será
obrigatório.

Art. 30.  As reuniões das câmaras técnicas do Conselho Gestor serão realizadas por videoconferência.    

15. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Página 112
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

O Conselho Gestor poderá convidar representantes de outros órgãos e entidades, públicos ou privados, para participar de suas reuniões, com
direito a voto.

Gabarito: E

Importante: os representantes de outros órgãos e entidades, públicos ou privados que participarem de reuniões do Conselho Gestor não (em
nenhuma hipótese) terão direito a voto.

Art. 31. O Conselho Gestor poderá convidar representantes de outros órgãos e entidades, públicos ou privados, para participar de suas
reuniões, sem direito a voto.

16. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 Fica instituído o Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública, com o objetivo de elaborar, implementar,
apoiar, monitorar e avaliar os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos pro ssionais de segurança pública e
defesa social.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 33. Fica instituído o Programa Nacional de Qualidade de Vida para Pro ssionais de Segurança Pública, com o objetivo de elaborar,
implementar, apoiar, monitorar e avaliar os projetos de programas de atenção psicossocial e de saúde no trabalho dos pro ssionais de
segurança pública e defesa social, e de promover a integração sistêmica das unidades de saúde dos órgãos que compõem o Susp.

17. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

Caberá ao Ministério da Justiça e Segurança Pública praticar os atos necessários para integrar e coordenar as ações dos órgãos e das
entidades federais de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração pública e privada.

Gabarito: E

O Ministério da Justiça e Segurança Pública somente vai integrar e coordenar as ações de atos ilícitos da administração pública.

Página 113
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 34.  Sem prejuízo das competências atribuídas à Controladoria-Geral da União pela  Lei nº 12.846, de 1º de agosto de 2013, caberá ao
Ministério da Justiça e Segurança Pública praticar os atos necessários para integrar e coordenar as ações dos órgãos e das entidades federais
de prevenção e controle de atos ilícitos contra a administração pública e referentes à ocultação ou à dissimulação de bens, direitos e valores,
de nidos em plano estratégico anual, aprovado de acordo com os critérios e os procedimentos estabelecidos em ato do Ministro de Estado da
Justiça e Segurança Pública. 

18. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

 O Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil é um integrante do Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social – CNSP.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 35. O Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social - CNSP terá a seguinte composição:

VII - o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil;

19. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

O CNSP, órgão colegiado permanente, integrante estratégico do Susp, tem competência consultiva, sugestiva e de acompanhamento social das
atividades de segurança pública e defesa social.

Gabarito: C

Está conforme o texto legal, senão vejamos:

Art. 40. O CNSP, órgão colegiado permanente, integrante estratégico do Susp, tem competência consultiva, sugestiva e de acompanhamento
social das atividades de segurança pública e defesa social, respeitadas as instâncias decisórias e as normas de organização da administração
pública.

20. (INÉDIT A) Conforme o DECRETO Nº 9.489/18 julgue o item:

A participação no CNSP será considerada prestação de serviço público remunerada.

Gabarito: E

Não haverá remuneração aos integrantes do CNSP.

Página 114
DEPEN/2020 - 405 Questões Comentadas

Art. 35 § 6º A participação no CNSP será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada.

Página 115

Você também pode gostar