Você está na página 1de 39

Administração Financeira e

Orçamentária - AFO
Professor Marcel Guimarães
Lei de Responsabilidade Fiscal -
LRF
Professor Marcel Guimarães
[Aula – LRF – atualização]

✓ Atualizações trazidas pelas LC 177 e 178/2021

Prof. Marcel Guimarães 3


LRF:

Alteração trazida pela


LC 177/21
Prof. Marcel Guimarães 4
[LC 177/21]

LC 177/21

Altera a Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, para vedar a limitação de empenho
e movimentação financeira das despesas relativas à inovação e ao desenvolvimento
científico e tecnológico custeadas por fundo criado para tal finalidade, e a Lei nº 11.540, de
12 de novembro de 2007, para modificar a natureza e as fontes de receitas do Fundo Nacional
de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), e incluir programas desenvolvidos por
organizações sociais entre as instituições que podem acessar os recursos do FNDCT.

Prof. Marcel Guimarães 5


LRF:

Atualização do art. 9º

Prof. Marcel Guimarães 6


[Critérios para limitação de empenho - LRF]
LRF – Art. 9º

§ 2º Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e


legais do ente, inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida, as relativas à
inovação e ao desenvolvimento científico e tecnológico custeadas por fundo criado para tal
finalidade e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.
Obrigações constitucionais e legais
São consideradas por exemplo, as despesas com pessoal e encargos sociais, as transferências intergovernamentais,
como as decorrentes do Fundeb. Enfim, todas aquelas obrigações definidas na legislação, que não dependem de atos discricionários
ou da vontade do administrador, estando incluídas nesta categoria as destinadas ao pagamento do serviço da dívida pública.

Despesas relativas à inovação e ao desenvolvimento científico e tecnológico


Devem ser custeadas por fundo criado para tal finalidade.

Despesas ressalvadas pela LDO


Estas por sua natureza são discricionárias, entretanto, em razão de sua importância e prioridade, podem ser
discriminadas no texto da LDO, evitando que se lhes aplique eventual limitação, preservando-se assim a execução dos recursos
aprovados na lei orçamentária e em seus créditos adicionais. Podem ser programas ou ações específicas, seja na área social ou de
infraestrutura, órgãos ou entidades, as quais se pretende incentivar ou priorizar o desempenho e os resultados, ou mesmo despesas
financiadas com recursos destinados à contrapartida em convênios com outras esferas de governo.

Prof. Marcel Guimarães 7


[Critérios para limitação de empenho - LRF]
Versão atual

Art. 9º (...)
§ 2º Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e
legais do ente, inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida, as relativas à
inovação e ao desenvolvimento científico e tecnológico custeadas por fundo criado para tal
finalidade e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.

Versão anterior

§ 2º Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e


legais do ente, inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida, e as
ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.

Prof. Marcel Guimarães 8


LRF:

Alterações trazidas
pela LC 178/21
Prof. Marcel Guimarães 9
[LC 177/21]

LC 177/21

Estabelece o Programa de Acompanhamento e Transparência Fiscal e o Plano de Promoção


do Equilíbrio Fiscal; altera a Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, a Lei
Complementar nº 156, de 28 de dezembro de 2016, a Lei Complementar nº 159, de 19 de
maio de 2017, a Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020, a Lei nº 9.496, de 11 de
setembro de 1997, a Lei nº 12.348, de 15 de dezembro de 2010, a Lei nº 12.649, de 17 de
maio de 2012, e a Medida Provisória nº 2.185-35, de 24 de agosto de 2001; e dá outras
providências.

Prof. Marcel Guimarães 10


LRF:
Atualização dos art.
18 a 23
(Gastos de pessoal)
Prof. Marcel Guimarães 11
[LRF]
LRF – Art. 18

Art. 18.

§ 2º A despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada no mês em


referência com as dos 11 (onze) imediatamente anteriores, adotando-se o regime de
competência, independentemente de empenho.

Apuração ao
11 final de cada
MÊS DE
ANTERIORES quadrimestre
REFERÊNCIA

Regime de
MAI/2020
competência ABR/2021

Prof. Marcel Guimarães 12


[LRF – Despesas com pessoal]
Versão atual

Art. 18. § 2º

A despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada no mês em


referência com as dos 11 (onze) imediatamente anteriores, adotando-se o regime de
competência, independentemente de empenho.

Versão anterior

Ar.t 18, § 2º

A despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada no mês em


referência com as dos onze imediatamente anteriores, adotando-se o regime de
competência.
Prof. Marcel Guimarães 13
[LRF]
LRF – Art. 18

Art. 18.

§ 3º Para a apuração da despesa total com pessoal, será observada a remuneração bruta do
servidor, sem qualquer dedução ou retenção, ressalvada a redução para atendimento ao
disposto no art. 37, inciso XI, da Constituição Federal.” (NR)

CF/88, Art. 37 (teto remuneratório)

I - a remuneração e o subsídio dos ocupantes de cargos, funções e empregos públicos da administração direta, autárquica e
fundacional, dos membros de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, dos
detentores de mandato eletivo e dos demais agentes políticos e os proventos, pensões ou outra espécie remuneratória,
percebidos cumulativamente ou não, incluídas as vantagens pessoais ou de qualquer outra natureza, não poderão exceder
o subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, aplicando-se como limite, nos Municípios, o
subsídio do Prefeito, e nos Estados e no Distrito Federal, o subsídio mensal do Governador no âmbito do Poder Executivo, o
subsídio dos Deputados Estaduais e Distritais no âmbito do Poder Legislativo e o subsídio dos Desembargadores do Tribunal
de Justiça, limitado a noventa inteiros e vinte e cinco centésimos por cento do subsídio mensal, em espécie, dos Ministros
do Supremo Tribunal Federal, no âmbito do Poder Judiciário, aplicável este limite aos membros do Ministério Público, aos
Procuradores e aos Defensores Públicos;
Prof. Marcel Guimarães 14
[LRF]

LRF – Art. 19

Art. 19. § 1º Na verificação do atendimento dos limites definidos neste artigo, não serão
computadas as despesas:

VI - com inativos e pensionistas, ainda que pagas por intermédio de unidade gestora
única ou fundo previsto no art. 249 da Constituição Federal, quanto à parcela custeada
por recursos provenientes:

c) de transferências destinadas a promover o equilíbrio atuarial do regime de


previdência, na forma definida pelo órgão do Poder Executivo federal responsável pela
orientação, pela supervisão e pelo acompanhamento dos regimes próprios de
previdência social dos servidores públicos.

Prof. Marcel Guimarães 15


[LRF - Despesas com pessoal]
LIMITES DA LRF
Limite com gasto de
Ente Federativo
pessoal
União 50% RCL
Estados (e DF) 60% RCL
Municípios 60% RCL

DEDUÇÕES

- Indenização por demissão de servidores e empregados;


- Incentivos a demissão voluntária;
- Convocação extraordinária do CN;
- Decisão judicial e de competência de um período anterior ao da apuração;
- Com pessoal do DF, AP e RR;
- Com inativos, quando custeadas com recursos provenientes da arrecadação de
contribuições dos segurados;

Prof. Marcel Guimarães 16


[LRF – Despesas com pessoal]
Versão atual

Art. 19, § 1º Na verificação do atendimento dos limites definidos neste artigo, não
serão computadas as despesas:
(...)
VI - com inativos e pensionistas, ainda que pagas por intermédio de unidade gestora
única ou fundo previsto no art. 249 da Constituição Federal, quanto à parcela
custeada por recursos provenientes:

a) da arrecadação de contribuições dos segurados;


b) da compensação financeira de que trata o § 9º do art. 201 da Constituição;
c) de transferências destinadas a promover o equilíbrio atuarial do regime de
previdência, na forma definida pelo órgão do Poder Executivo federal responsável
pela orientação, pela supervisão e pelo acompanhamento dos regimes próprios de
previdência social dos servidores públicos.
Prof. Marcel Guimarães 17
[LRF]

LRF – Art. 19

Art. 19.

§ 3º Na verificação do atendimento dos limites definidos neste artigo, é


vedada a dedução da parcela custeada com recursos aportados para a
cobertura do déficit financeiro dos regimes de previdência.” (NR)

Art. 19. Para os fins do disposto no caput do art. 169 da Constituição, a despesa total com
pessoal, em cada período de apuração e em cada ente da Federação, não poderá exceder os
percentuais da receita corrente líquida, a seguir discriminados:

Prof. Marcel Guimarães 18


[LRF]

LRF – Art. 20

Art. 20.

§ 7º Os Poderes e órgãos referidos neste artigo deverão apurar, de forma segregada


para aplicação dos limites de que trata este artigo, a integralidade das despesas com
pessoal dos respectivos servidores inativos e pensionistas, mesmo que o custeio
dessas despesas esteja a cargo de outro Poder ou órgão.” (NR)

Dependendo da situação, alguns Poderes e órgãos não consideravam despesas com inativos
e pensionistas em seu RGF, pois a despesa era custada pelo Poder Executivo.

Prof. Marcel Guimarães 19


[LRF - Despesas com pessoal]
Limites de gastos com pessoal
Há contagem de prazo
Há medidas preventivas e corretivas
Limite máximo
Não há contagem de prazo
Há medidas preventivas
Limite Prudencial
95% do Limite Máx Não há contagem de prazo
Não há sanção
Limite de Alerta
90% do Limite Máx
Tribunais de Contas

Prof. Marcel Guimarães 20


[LRF - Despesas com pessoal]
LIMITES por poder e órgão
ESTADUAL se
FEDERAL ESTADUAL houver TC dos MUNICIPAL
Municípios
Legislativo, incluindo 6,0%
2,5% 3,0% 3,4%
TCs
Judiciário 6,0% 6,0% 6,0% Não há

Executivo 40,9% (*) 49,0% 48,6% 54,0%


Ministério Público 0,6% 2,0% 2,0% Não há
TOTAL 50,0% 60,0% 60,0%
60,0%

(*) 3% são destacados para pgto de pessoal do DF, AP e RR. BA PA GO


Logo, ó limite do Poder Exec. Federal é de 37,9% da RCL. 0,4% Exec→Leg

Prof. Marcel Guimarães 21


[LRF - Despesas com pessoal]
Limite Prudencial Limite máximo (versão anterior)

Art. 22 [...] Parágrafo único. Se a despesa Art. 23, 3o Não alcançada a redução no prazo
total com pessoal exceder a 95% (noventa e estabelecido, e enquanto perdurar o excesso, o
cinco por cento) do limite, são vedados AO ENTE não poderá:
PODER OU ÓRGÃO referido no art. 20 que
houver incorrido no excesso: RESTRIÇÕES OU MEDIDAS CORRETIVAS
MEDIDAS PREVENTIVAS
Ente da Federação

Poder ou órgão STF → medidas aplicadas aos Poderes e órgãos


(princípios da separação dos poderes e da
intranscendência da pena;
(STF, ACO 1.431 AgR, Pleno; AC 2.873 MC-AgR, 1 Turma; AC 2.659 MC-REF,
Pleno; ACO 970, tutela antecipada, Pleno)

TCU → medidas aplicadas aos Entes da Federação.


(Acórdão 597/2009 - Plenário)
Prof. Marcel Guimarães 22
[LRF]
Versão atual
LRF – Art. 23

Art. 23.

§ 3º Não alcançada a redução no prazo estabelecido e enquanto perdurar o excesso, o


Poder ou órgão referido no art. 20 não poderá:

Antes, as vedações eram aplicadas ao ENTE DA FEDERAÇÃO.

Prof. Marcel Guimarães 23


[LRF]

LRF – Art. 23

Art. 23.

§ 3º Não alcançada a redução no prazo estabelecido e enquanto perdurar o excesso,


o Poder ou órgão referido no art. 20 não poderá:
.........................................................................................................................................
III - contratar operações de crédito, ressalvadas as destinadas ao pagamento da
dívida mobiliária e as que visem à redução das despesas com pessoal.

Versão anterior

III - contratar operações de crédito, ressalvadas as destinadas ao refinanciamento da dívida


mobiliária e as que visem à redução das despesas com pessoal.

Prof. Marcel Guimarães 24


[LRF - Despesa com Pessoal – Limite Máximo]
1º Quad. – últ. ano
de mandato Providências Vencido o prazo –
Medidas preventivas do lim prudencial. Enquanto perdurar exc.
Adin 2238-5 Obter garantia (direta ou indireta) de outro
Redução em pelo menos 20% das
ente
Suspendeu trecho da despesas com cargos em comissão e
“redução dos valores” funções de confiança (ext. cargos e Op. de crédito, exceto pgto da. Div.
funções / red. valores). Mobiliária e as que visem à redução de
despesas c/ pessoal
Gastos com Exon. servidores não estáveis
pessoal Receber Transf. Voluntárias da União ou do
Se anteriores não surtirem efeito, o serv.
estável poderá perder o cargo. Estado.

Limite Máximo
SALVO TVs destinadas a ações
nas áreas de educação, saúde
e assistência social

2 Quadrimestres tempo

Prof. Marcel Guimarães 25


LRF:
Atualização dos
art. 29 a 41
(Dívida e endividamento)
Prof. Marcel Guimarães 26
[LRF]
LRF – Art. 31

Art. 31. § 1º

I - estará proibido de realizar operação de crédito interna ou externa, inclusive por


antecipação de receita, ressalvadas as para pagamento de dívidas mobiliárias;

Art. 31. Se a dívida consolidada de um ente da Federação ultrapassar o respectivo limite ao final de
um quadrimestre, deverá ser a ele reconduzida até o término dos três subseqüentes, reduzindo o
excedente em pelo menos 25% (vinte e cinco por cento) no primeiro.

§ 1o Enquanto perdurar o excesso, o ente que nele houver incorrido:

Versão anterior
I - estará proibido de realizar operação de crédito interna ou externa, inclusive por
antecipação de receita, ressalvado o refinanciamento do principal atualizado da dívida
mobiliária;
Prof. Marcel Guimarães 27
[LRF – Recondução da Dívida ao Limite]
Vencido o prazo e
Enquanto perdurar excesso enquanto perdurar excesso

Op. de crédito, inclusive ARO, exceto


Restrição mantida
pgto da Div. Mobiliária

Obterá Result. Primário p/ recondução →


Dívida Restrição mantida
limitação de empenho
consolidada
Receber Transf.
Voluntárias da União ou
do Estado.
Limite

90% do Lim. SALVO TVs destinadas a ações


nas áreas de educação, saúde
Trib. de
e assistência social
Contas
ALERTARÃO

3 Quadrimestres tempo

Prof. Marcel Guimarães 28


[LRF]

LRF – Art. 32

Art. 32.

§ 7º Poderá haver alteração da finalidade de operação de crédito de Estados, do


Distrito Federal e de Municípios sem a necessidade de nova verificação pelo
Ministério da Economia, desde que haja prévia e expressa autorização para tanto,
no texto da lei orçamentária, em créditos adicionais ou em lei específica, que se
demonstre a relação custo-benefício e o interesse econômico e social da operação e
que não configure infração a dispositivo desta Lei Complementar.” (NR)

Art. 32. O Ministério da Fazenda verificará o cumprimento dos limites e condições relativos
à realização de operações de crédito de cada ente da Federação, inclusive das empresas por
eles controladas, direta ou indiretamente.

Prof. Marcel Guimarães 29


[LRF]
LRF – Art. 33

Art. 33.

§ 3º Enquanto não for efetuado o cancelamento ou a amortização ou constituída a


reserva de que trata o § 2º, aplicam-se ao ente as restrições previstas no § 3º do art. 23.

Art. 33. A instituição financeira que contratar operação de crédito com ente da Federação, exceto
quando relativa à dívida mobiliária ou à externa, deverá exigir comprovação de que a operação
atende às condições e limites estabelecidos.

§ 1º A operação realizada com infração do disposto nesta Lei Complementar será considerada nula,
procedendo-se ao seu cancelamento, mediante a devolução do principal, vedados o pagamento de
juros e demais encargos financeiros.

§ 2o Se a devolução não for efetuada no exercício de ingresso dos recursos, será consignada reserva
específica na lei orçamentária para o exercício seguinte.

restrições previstas no § 3º do art. 23 → TV, OC e Garantia


Prof. Marcel Guimarães 30
[LRF]

LRF – Art. 40

Art. 40. Os entes poderão conceder garantia em operações de crédito internas ou


externas, observados o disposto neste artigo, as normas do art. 32 e, no caso da
União, também os limites e as condições estabelecidos pelo Senado Federal e as
normas emitidas pelo Ministério da Economia acerca da classificação de capacidade
de pagamento dos mutuários.

VERSÃO ANTERIOR

Art. 40. Os entes poderão conceder garantia em operações de crédito internas ou


externas, observados o disposto neste artigo, as normas do art. 32 e, no caso da União,
também os limites e as condições estabelecidos pelo Senado Federal.

Prof. Marcel Guimarães 31


[LRF]

LRF – Art. 40

Art. 40.

§ 11. A alteração da metodologia utilizada para fins de classificação da capacidade de


pagamento de Estados e Municípios deverá ser precedida de consulta pública,
assegurada a manifestação dos entes.” (NR)

Prof. Marcel Guimarães 32


LRF:
Atualização dos
art. 48 a 59
(Transparência, controle e
fiscalização)
Prof. Marcel Guimarães 33
[LRF]

LRF – Art. 51

Art. 51.

§ 1º Os Estados e os Municípios encaminharão suas contas ao Poder Executivo da


União até 30 de abril.

VIGÊNCIA → a partir de 2022

Art. 51. O Poder Executivo da União promoverá, até o dia trinta de junho, a consolidação,
nacional e por esfera de governo, das contas dos entes da Federação relativas ao exercício
anterior, e a sua divulgação, inclusive por meio eletrônico de acesso público.

Prof. Marcel Guimarães 34


[LRF]
LRF – Art. 51

Art. 51.

§ 2º O descumprimento dos prazos previstos neste artigo impedirá, até que a situação
seja regularizada, que o Poder ou órgão referido no art. 20 receba transferências
voluntárias e contrate operações de crédito, exceto as destinadas ao pagamento da
dívida mobiliária.” (NR)

VIGÊNCIA → a partir de 2022


Versão atual

§ 2o O descumprimento dos prazos previstos neste artigo impedirá, até que a situação seja
regularizada, que o ente da Federação receba transferências voluntárias e contrate operações de
crédito, exceto as destinadas ao refinanciamento do principal atualizado da dívida mobiliária.

Prof. Marcel Guimarães 35


[LRF – Consolidação das Contas (exercício anterior)]
Regra atual
(até 2021) Nacional e por esfera de governo
Municípios
ESTADOS CONSOLIDAÇÃO DAS CONTAS
Com cópia para o Executivo
(pelo Poder Executivo da União)
Estadual
até 30/abr até 31/mai até 30/jun

Descumprimento dos prazos

Até que a situação seja regularizada

IMPEDE que o ente da Federação receba transferências voluntárias (*) e contrate operações de crédito,
exceto as destinadas ao refinanciamento do principal atualizado da dívida mobiliária.

(*) SALVO aquelas destinadas a ações nas áreas de educação, saúde e assistência social.

Prof. Marcel Guimarães 36


[LRF – Consolidação das Contas (exercício anterior)]
Regra futura
(a partir de 2022) Nacional e por esfera de governo
Municípios

ESTADOS CONSOLIDAÇÃO DAS CONTAS


(pelo Poder Executivo da União)

até 30/abr até 30/jun

Descumprimento dos prazos

Até que a situação seja regularizada

IMPEDE que o ente da Federação receba transferências voluntárias (*) e contrate operações de crédito,
exceto as destinadas ao pagamento da dívida mobiliária.

(*) SALVO aquelas destinadas a ações nas áreas de educação, saúde e assistência social.

Prof. Marcel Guimarães 37


[LRF]
LRF – Art. 59

Art. 59. O Poder Legislativo, diretamente ou com o auxílio dos Tribunais de Contas, e o
sistema de controle interno de cada Poder e do Ministério Público fiscalizarão o
cumprimento desta Lei Complementar, consideradas as normas de padronização
metodológica editadas pelo conselho de que trata o art. 67, com ênfase no que se
refere a:

VERSÃO ANTERIOR

Art. 59. O Poder Legislativo, diretamente ou com o auxílio dos Tribunais de Contas, e o
sistema de controle interno de cada Poder e do Ministério Público, fiscalizarão o cumprimento
das normas desta Lei Complementar, com ênfase no que se refere a:

Conselho de que trata o art. 67 → Conselho de Gestão Fiscal

Prof. Marcel Guimarães 38


Obrigado
Marcel Guimarães
www.marcelguimaraes.com.br

@prof.marcelguimaraes

https://www.youtube.com/c/ProfMarcelGuimaraes

www.facebook.com/prof.marcelguimaraes/

Prof. Marcel Guimarães 39

Você também pode gostar