Você está na página 1de 5

9/22/2020 CNPq

Resultado Final

Identificação da Proposta

Número do Processo: 150917/2020-1 Solicitante: Elisabete de Almeida Esteves

Chamada: PDJ

Título do Projeto: O ESPAÇO EXPOSITIVO COMO CADERNETA DE ANOTAÇÃO: memórias, anotações e


reparações entre a Arte e a Literatura

Parecer de Deliberação Final

Nota Final

Nota Ordem Prioridade


7,85

Resultado da Avaliação

Desfavorável

Justificativa:

Infelizmente, a proposta não foi recomendada para apoio neste julgamento.

Data de Emissão

Data de Emissão do Parecer: 22/09/2020

Parecer de Recomendação

Critério: Critério Geral: Nota final e detalhamento por critério do Comitê de Assessoramento

Peso: 1.0 Nota: 7.85

Nota Final

Nota Ordem Prioridade

Resultado da Avaliação

Não recomendada

Justificativa:

Nas palavras da proponente: <> Apesar da proposta ser muito interessante e original, ela está apresentada de modo confuso
em um texto mal estruturado e com erros de português. A proposta de pesquisa é confusa, faltando clareza quanto ao seu
princípio norteador e às ações que devem sustentá-la. Os resultados a serem alcançados são difusos, concentrando-se o
primeiro deles na qualificação da própria proponente, embora haja menção à submissão de artigos a revistas especializadas e
à participação em eventos científicos. Outro aspecto negativo é o da redação da proposta, em que a necessária clareza e a
objetividade dão lugar à verborragia e à falta de coesão e de coerência textual. Portanto, ainda que seja original, não há
evidências na concepção da proposta de que possa contribuir para o desenvolvimento científico dos Estudos Interdisciplinares
em Memória Social. Valeria a pena refazer o projeto e submete-lo novamente. Não fica clara a articulação entre a base teórico-
metodológica e a pesquisa. Falta articular melhor o projeto inclusive os objetivos, que são muitos e tornam o projeto sem foco.
A produção científica da proponente é limitada, considerando-se que, nos últimos cinco anos, publicou apenas 01 artigo, e esse
em periódico classificado como C ou B1 (não foi possível identificar a área); apresentou 01 trabalho em congresso; produziu 02
catálogos; organizou 04 eventos e realizou 15 atividades artísticas, contando-se, entre elas, fotografias, performances e
instalações. Outro dado a ser registrado é que a proponente consta como doutoranda, embora tenha ingressado no doutorado
em 2014, excedendo, portanto, o tempo previsto para a realização do curso. Diante da avaliação do projeto e diante do
currículo da proponente, recomenda-se que a solicitação não seja aprovada, ainda que o supervisor tenha a competência
necessária para acolher a candidata à bolsa e ainda que o PPG ofereça condições favoráveis para a efetivação da pesquisa.

Data de Emissão

Data de Emissão do Parecer: 25/05/2020

efomento.cnpq.br/efomento/login.do?metodo=apresentar 1/5
9/22/2020 CNPq

Parecer de Ad Hoc

Critério: Mérito, originalidade e relevância do projeto para o desenvolvimento científico, tecnológico e de


inovação do País.

Ao realizar o parecer, observo que está escrito no quadro anterior do formulário, Proposta, que a titulação
máxima da candidata é Mestrado. Ainda que ela possa ter previsto sua defesa de doutorado de modo que seria
doutora ao sair o resultado da avaliação da solicitação, é espantoso o fato de que a proposta chegue ao CNPq
apresentando seu currículo Lattes, sem atualização desde agosto de 2019, informando que ela de fato não é
doutora. Falta, com isso, a base mínima para julgar a aptidão da candidata, isto é, a demonstração de que
obteve o título de doutorado. Este projeto é inconsistente em termos conceituais, e não foi redigido tendo em
vista um desenvolvimento científico, tecnológico ou de inovação; ele foi construído com ênfase no interesse da
candidata em continuar no ambiente universitário. Algumas passagens são narcísicas, de um modo ingênuo,
redigidas como se a satisfação pessoal da candidata fosse o melhor critério para a sua sustentação, e como se
não importasse, ao redigir um projeto de pesquisa e pedir financiamento público, levar em conta se debates
acadêmicos recentes ou avançados seriam beneficiados pelo trabalho. A nota de rodapé n.8 consiste em um
exemplo de discurso narcísico imaturo. O projeto apresenta problemas na formulação de objetivos, na
elaboração de seu cronograma (que tem um item específico chamado Pesquisa mapeamento, como se isso
fizesse sentido, e a proposição de fazer artigos para publicação já no primeiro mês, antes de qualquer etapa
de investigação ser concluída) e na listagem de referências bibliográficas. Nestas, além de faltarem textos que
ajudariam a candidata a definir conceitos com que ela não consegue lidar adequadamente, há um excesso de
itens que sugerem uma enorme ambição teórica que o texto do projeto não comporta. Erros deveriam ser
revisados como, por exemplo, a indicação de um artigo de Márcio Seligmann-Silva como um livro da Editora
34, entre outros. A impressão geral é de que a candidata não sabe exatamente do que está falando ou o que
vai pesquisar. A redação, talvez por uma tentativa de escrita ensaística que não se concretizou, é muitas vezes
genérica, dissociativa e conceitualmente frágil, parecendo em alguns momentos com uma montagem de partes
em ordem aleatória. A utilização de termos como imaterialidades, labirintos mentais e múltiplas
possibilidades, entre várias outras, contribui para despertar dúvidas sobre, em última instância, o que a
candidata concretamente quer realizar, com quais etapas no tempo, e para quais debates acadêmicos ela quer
contribuir. Na página 5, por exemplo, a impressão geral é de que se trata de um projeto de iniciação científica,
de um estudante cujas ideias não encontraram a melhor forma de expressão. Cabe observar a imaturidade
acadêmica da proposta, sobretudo em suas tentativas de forçar o leitor a acreditar que o projeto consiste em
pesquisa sobre literatura. Diversos problemas de redação, incluindo concordância, pontuação e frases
incompletas, contribuem para a falta de sustentação da proposta.

Critério: Avaliação curricular do candidato à bolsa ou pesquisadorvisitante para a modalidade PV.

De acordo com o currículo Lattes, a candidata publicou nos últimos cinco anos apenas um trabalho em um
periódico acadêmico (em 2018), o que não corresponde ao perfil esperado. A candidata apresentou um
currículo desatualizado, cuja última atualização foi em agosto de 2019, em que declara ser "doutoranda", isto
é, o currículo não registra a conclusão de seu doutorado, condição prioritária para solicitar uma bolsa de pós-
doutorado.

Critério: Avaliação curricular do supervisor/orientador ou dosolicitante para a modalidade PV.

O supervisor indicado é pesquisador com bolsa de produtividade do CNPq. Nos últimos cinco anos,
apresentou uma produção acadêmica ampla, incluindo quatorze textos em periódicos, cinco capítulos de livro,
e um livro em co-autoria sobre Pasolini, entre outros itens. Portanto, tem perfil adequado para supervisionar
pós-doutorado.

Critério: Qualidade da instituição de destino.

A UNIRIO é uma excelente instituição. O Programa de Pós-Graduação em Memória Social, ao qual a candidata
se apresenta, tem nota 4 na Plataforma Sucupira.

Critério: Avaliação curricular do supervisor/orientador na instituiçãode origem (apenas para modalidade


sanduíche - SWI, SWP e SWE).

--

Critério: Qualidade da instituição de origem (apenas para modalidade sanduíche - SWI, SWP e SWE).

--

Nota Final

Nota Ordem Prioridade

Resultado da Avaliação

Avaliação concluída

Justificativa:

O projeto é inconsistente em termos conceituais, apresenta problemas de formulação de objetivos, elaboração de cronograma
e constituição de referências bibliográficas. Problemas de redação contribuem para a falta de sustentação da proposta. A
ausência de uma reflexão prévia consistente sobre etapas de trabalho ao longo do percurso, a falta de questões precisas e

efomento.cnpq.br/efomento/login.do?metodo=apresentar 2/5
9/22/2020 CNPq
rigorosas de investigação articuladas com debates em andamento na comunidade acadêmica, assim como o fato de o currículo
Lattes anexado estar desatualizado, indicam que a preparação do envio da proposta não foi feita com o necessário cuidado.
Embora o título do projeto inclua a palavra "Literatura", e o supervisor indicado seja Professor de Literatura Brasileira, o
projeto tem com a literatura uma relação inconsistente. Trata-se de uma proposta de estudo de espaços expositivos que
deveria ter um título mais apropriado. A proposta foi enviada sem revisão suficiente, tendo em vista a presença de problemas
de pontuação, concordância, lapsos de digitação e orações que parecem incompletas. Na p.11, por falta de revisão, no
segundo parágrafo do Cronograma, a impressão é de que as revistas especializadas (e não os resultados da pesquisa) serão
material de discussão em palestras. A relação do objeto de estudo com textos escritos é aproximativa e evocativa, como
mostram as expressões como folhas de papel, quase num exercício de criação literária, como cadernetas de anotações, entre
outras, além do uso das palavras escrita e escritura entre aspas. O apego a ideia de escrever sem escrita (p.6) e o interesse
pela interdisciplinaridade (p.8 e 10) são recursos insuficientes que não sustentam que a literatura esteja no título do projeto.
Na bibliografia, a candidata parece, em vez de ter elaborado uma seleção consistente com as propostas que lança, ter
escolhido indicar de maneira extensiva obras de alguns nomes citados. No caso de Walter Benjamin, por exemplo, se a
candidata estivesse familiarizada o suficiente com os títulos, teria considerado que diversos trabalhos de Benjamin são
incompatíveis com o que ela apresenta no projeto. A candidata escolheu comentar o autor referindo a categoria da mímese e a
traçar um perfil vago e incerto de sua produção (p.6); e desconsiderou teses fundamentais de Benjamin sobre arte e literatura,
algumas delas muito conhecidas e discutidas no Brasil, que levariam a contrariar sua proposta de pesquisa. Estilisticamente, a
redação traz enumerações nas quais falta clareza sobre como os termos da pesquisa são articulados entre si. Isso é notável,
por exemplo, na p.5. A proposta carece de um interesse em participar ativamente de debates acadêmicos prioritários recentes
em artes ou em literatura; a redação singulariza a proposta em termos de uma continuidade de um trabalho feito no
doutorado, e no horizonte de que a própria candidata realize produções artísticas. Isto é, é uma proposta muito focada no
perfil individual da própria candidata, faltando uma capacidade de articulação com interlocutores, e uma disposição para a
pesquisa avançada, que podem distinguir um pesquisador reconhecido em sua área.

Data de Emissão

Data de Emissão do Parecer: 07/05/2020

Parecer de Ad Hoc

Critério: Mérito, originalidade e relevância do projeto para o desenvolvimento científico, tecnológico e de


inovação do País.

Segundo afirmação da autora, a pesquisa concentra esforços em reposicionar a maneira como espaços
expositivos [...] costumam receber e abrigar a arte contemporânea. Para tanto, os espaços expositivos são
visualizados, na proposta, como "cadernetas de anotações". Neles, as materialidades da instalação,
mecanismos cinéticos, desenhos, esculturas, são articulados a imaterialidades da linguagem, decorrentes de
memórias, silêncios, ideias e citações de autores contemporâneos e do passado. Para dar forma à ideia de
visualizar exposições como cadernetas de anotações, a proponente recorre ao processo do modo operativo
AND, que, segundo afirma, se sustenta sobre os atos de re-parar, reparagem e reparação. Sob esse aspecto,
todo e qualquer espaço pode abrigar exposições e dar relevo às instabilidades provisórias. O objeto da
investigação, que tem como pressuposto a apreensão de instalações de arte pelo apreciador como se elas
fossem cadernetas a serem investigadas e preenchidas, centra-se no cruzamento de obras de arte
contemporâneas da primeira década do século XXI, que fazem uso de narrativas promotoras de desmontes da
arte e da literatura, e tem como corpus os obras de Nuno Ramos e Dominique Gonzalez-Foerster. O referencial
teórico remete aos estudos de autores como Dorothea von Hantelmann, Walter Benjamin, Maurice Blanchot,
Roland Barthes, João Barrento, Maria Filomena Molder, sem que a contribuição de cada um dos autores fique
explicitada. A justificativa para a realização da proposta radica-se na oportunidade de comentar a fraqueza da
moldura expositiva institucionalizada e de adensar o conceito de ambiência. Entre os objetivos, a proponente
elenca os seguintes: pesquisar a importância do método AND para as pesquisas em Memória Social; enfocar
questões relativas à cultura imaterial do espaço; produzir e recepcionar atividades artísticas em espaços que
estimulem a sensibilidade corpórea e perceptiva; intensificar o entendimento da vida como obra de arte;
instituir debates sobre as diversidades de temas que atravessam a arte. Como resultados, a proponente
observa que a realização da proposta poderá desenvolver suas qualidades de pesquisadora e artista e ampliar
a interdisciplinaridade entre Arte, Antropologia, Memória Social e Literatura, favorecendo, dessa forma,
disciplinas e cursos da Escola de Letras e do PPGMS da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. A
proposta de pesquisa é confusa, faltando clareza quanto ao seu princípio norteador e às ações que devem
sustentá-la. A contribuição dos autores mencionados e, particularmente, os vínculos com a área de Letras não
estão suficientemente explicitados e não há articulação entre os objetivos e o cronograma. Os resultados a
serem alcançados são difusos, concentrando-se o primeiro deles na qualificação da própria proponente,
embora haja menção à submissão de artigos a revistas especializadas e à participação em eventos científicos.
Outro aspecto negativo é o da redação da proposta, em que a necessária clareza e a objetividade dão lugar à
verborragia e à falta de coesão e de coerência textual. Portanto, ainda que seja original, não há evidências na
concepção da proposta de que possa contribuir para o desenvolvimento científico dos Estudos
Interdisciplinares em Memória Social.

Critério: Avaliação curricular do candidato à bolsa ou pesquisadorvisitante para a modalidade PV.

A produção científica da proponente é limitada, considerando-se que, nos últimos cinco anos, publicou
apenas 01 artigo, e esse em periódico classificado como C ou B1 (não foi possível identificar a área);
apresentou 01 trabalho em congresso; produziu 02 catálogos; organizou 04 eventos e realizou 15 atividades
artísticas, contando-se, entre elas, fotografias, performances e instalações. Outro dado a ser registrado é que
a proponente consta como doutoranda, embora tenha ingressado no doutorado em 2014, excedendo, portanto,

efomento.cnpq.br/efomento/login.do?metodo=apresentar 3/5
9/22/2020 CNPq
o tempo previsto para a realização do curso, o que somente seria aceitável se, para isso, tivessem contribuído
motivos de força maior, como afastamento por doença ou por licença maternidade.

Critério: Avaliação curricular do supervisor/orientador ou dosolicitante para a modalidade PV.

O supervisor é pesquisador do CNPq (PQ-2) e tem uma produção adequada à orientação do projeto da
candidata ao Pós-doutorado Júnior, seja pela relação temática de sua pesquisa com a da proponente, seja pela
quantidade de sua produção científica, que contabiliza, nos últimos cinco anos, 11 artigos, a maioria publicada
em periódicos de classificação B, 04 capítulos publicados e 03 livros organizados.

Critério: Qualidade da instituição de destino.

O Programa de Pós-Graduação em Memória Social (PPGMS) cuja nota, pela avaliação da Capes, é 04, está
sediado na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). A Instituição é muito bem avaliada
pelo MEC e o Programa, por sua área de concentração, denominada Estudos Interdisciplinares em Memória
Social, abre espaço para a realização de projetos como o apresentado pela candidata.

Nota Final

Nota Ordem Prioridade

Resultado da Avaliação

Avaliação concluída

Justificativa:

A proposta de pesquisa é confusa, faltando clareza quanto ao seu princípio norteador e às ações que devem sustentá-la. A
contribuição dos autores mencionados e, particularmente, os vínculos com a área de Letras não estão suficientemente
explicitados e não há articulação entre os objetivos e o cronograma. Os resultados a serem alcançados são difusos,
concentrando-se o primeiro deles na qualificação da própria proponente, embora haja menção à submissão de artigos a
revistas especializadas e à participação em eventos científicos. Outro aspecto negativo é o da redação da proposta, em que a
necessária clareza e a objetividade dão lugar à verborragia e à falta de coesão e de coerência textual. Portanto, ainda que seja
original, não há evidências na concepção da proposta de que possa contribuir para o desenvolvimento científico dos Estudos
Interdisciplinares em Memória Social. A produção científica da proponente é limitada, considerando-se que, nos últimos cinco
anos, publicou apenas 01 artigo, e esse em periódico classificado como C ou B1 (não foi possível identificar a área);
apresentou 01 trabalho em congresso; produziu 02 catálogos; organizou 04 eventos e realizou 15 atividades artísticas,
contando-se, entre elas, fotografias, performances e instalações. Outro dado a ser registrado é que a proponente consta como
doutoranda, embora tenha ingressado no doutorado em 2014, excedendo, portanto, o tempo previsto para a realização do
curso. Diante da avaliação do projeto e diante do currículo da proponente, recomenda-se que a solicitação não seja aprovada,
ainda que o o orientador tenha a competência necessária para acolher a candidata à bolsa e ainda que o PPG ofereça condições
favoráveis para a efetivação da pesquisa.

Data de Emissão

Data de Emissão do Parecer: 25/04/2020

Parecer de Pré-seleção

Critério: O candidato é o proponente e responsável pela submissão da proposta?

SIM

Critério: O proponente possuirá possuir título de doutor na data de início da vigência da bolsa e há no
máximo 7 (sete) anos completos até dezembro do ano da solicitação da bolsa?

SIM

Critério: O proponente é aposentado?

NÃO

Critério: Caso o proponente tenha vínculo empregatício ou funcional na mesma instituição do curso de pós-
graduação, este vínculo é de professor substituto?

Não se aplica

Critério: Caso o doutorado tenha sido desenvolvido em programa de pós-graduação com conceito CAPES
inferior a 5, foi selecionada instituição diferente daquela na qual o candidato obteve o título de doutor?

efomento.cnpq.br/efomento/login.do?metodo=apresentar 4/5
9/22/2020 CNPq
Não se aplica

Critério: O supervisor tem vínculo empregatício ou funcional com a instituição executora?

SIM

Nota Final

Nota Ordem Prioridade

Resultado da Avaliação

Enquadrado

Justificativa:

Esta área técnica atesta que os requisitos que regula a modalidade de auxílio em questão (RN-028/2015) estão devidamente
cumpridos. À consideração do Comitê Julgador.

Data de Emissão

Data de Emissão do Parecer: 24/03/2020

Voltar

efomento.cnpq.br/efomento/login.do?metodo=apresentar 5/5

Você também pode gostar